A REESCRITA DE CONTOS COMO GATILHO PARA A ALFABETIZAÇÃO INICIAL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Escola Estadual Conselheiro Antônio Prado

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A REESCRITA DE CONTOS COMO GATILHO PARA A ALFABETIZAÇÃO INICIAL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Escola Estadual Conselheiro Antônio Prado"

Transcrição

1 A REESCRITA DE CONTOS COMO GATILHO PARA A ALFABETIZAÇÃO INICIAL: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Escola Estadual Conselheiro Antônio Prado Professor(es) Apresentador(es): Maria Gildacy Araújo Lôbo Gomes Realização:

2 Foco do Projeto Este projeto tem como foco principal provocar mudanças na rotina dos alunos em processo de alfabetização inicial, sendo que a principal é criar o hábito de ler diariamente, além de aprimorar e consolidar o processo de leitura e escrita, elementos essenciais para a consolidação dos demais saberes.

3 Contexto de Aplicação O Projeto foi desenvolvido em uma escola de Ensino Fundamental I; O Público Alvo são os alunos do 1º ano D da Escola Estadual Conselheiro Antônio Prado em processo de alfabetização inicial; A Escola está alocada em um prédio tombado pelo patrimônio histórico nacional, situado na região central de São Paulo e atende a comunidade do entorno, dentre elas: filhos de trabalhadores do comércio, moradores da comunidade denominada moinho, catadores de produtos para reciclagem, entre outros; O Projeto foi iniciado no 1º bimestre(2016), e ainda está em curso.

4 Justificativa É possível ler sem saber ler, ou ainda, aprender a ler, lendo e a escrever, escrevendo? (GOULART; SOUZA, 2015). Ensinar letras, juntar letras para formar palavras, decorar sílabas, formar frases, são desafios para crianças que estão iniciando o processo de alfabetização e que não têm, ou têm pouco contato com a leitura. Este é o panorama encontrado em diversas classes do primeiro ano, do ensino fundamental I. Diante desse cenário, surgiu a motivação para colocar em prática o Projeto A reescrita de contos como gatilho para a alfabetização inicial, que tem como principal objetivo reescrever, a partir dos contos lidos, um livro de autoria coletiva, em consequência, despertar o gosto pela leitura e escrita. Com isso, pretende-se ampliar o repertório cultural das crianças, fazendo com que elas possam conhecer novos títulos, escrever de forma autônoma e desenvolver o pensamento crítico, essas são novas formas de práticas docentes, pois entendemos que a docência necessita ir além das atividades rotineiras de simples repasse de conhecimentos, o que é fortemente desenvolvido em sala de aula (CARR; KEMMIS, 1988).

5 Objetivo O Projeto A reescrita de contos como gatilho para a alfabetização inicial, parte do objetivo geral que é criar no aluno o gosto pela leitura e escrita, em busca dos objetivos específicos que são: aguçar a imaginação, a compreensão de textos orais e escritos, de modo que possa expressar suas ideias e opiniões e, ao mesmo tempo, considerar a do outro. valorizar a linguagem oral em diversas situações: quando não sabe ler, mas pode recontar verbalmente ou por meio de desenhos o que lhes é proposto, ou seja, é uma busca contínua da finalidade maior da alfabetização, o letramento, que implica no uso social da escrita.

6 Desenvolvimento/ Metodologia Sabe-se que a inserção de estratégias diferenciadas no espaço escolar, precisa ser bem planejada para que possa ser uma aliada da prática docente. Assim, a priori, os professores precisam planejar e definir as responsabilidades considerando-se os objetivos do Projeto de sala de aula e do Projeto Pedagógico da Escola, pois tão importante quanto o que se ensina e se aprende, é como se ensina e como se aprende (COLL, 2006). Sendo assim, as atividades desenvolvidas no projeto buscaram trabalhar o conteúdo de Língua Portuguesa e Artes, atrelados a temas transversais como Sociedade e Ética, como metodologia interdisciplinar, partindo das propostas de mudança na atitude da escola e do educador, como uma nova forma de entender o conhecimento sugerindo um cenário de troca entre alunos, professores, currículo e escola, é uma forma de trabalho em que todos saem ganhando (FAZENDA, 2006). Uma metodologia de trabalho interdisciplinar implica a integração dos conhecimentos, o desejo de inovar, de criar e de ir além, na busca da construção de uma escola participativa, que dá voz ao aluno, inserindo-o nos contextos sociais.

7 Desenvolvimento/ Metodologia Como surgiu a ideia; Projeto identidade ou Reescrita do conto? Leitura de vários contos (repertoriar, provocar, problematizar); Roda de conversa; Eleição do conto que seria reescrito; Releitura do texto escolhido em várias versões/autores; Filmes: conto escolhido e ilustrado; Reescrita fracionada (individual, dupla e em grupo); Intervenções; Finalização da reescrita, ilustração e revisão do livro João e Maria, de acordo com a norma culta.

8 Recursos Utilizados Livros de contos de diversos autores, com o objetivo de repertoriar os alunos e aguçar o gosto pela leitura, recursos áudio visuais, material individual do aluno, caderno e papel sulfite para confecção do livro, bem como a utilização de recursos paradidáticos indispensáveis nos projetos de trabalho de leitura e escrita.

9 Registros Registro 1: Repertoriando Registro 2: Filme Registro 3: Fotos

10 Resultados As atividades, realizadas de forma livre e com a mediação da professora, desenvolveu nos alunos: a autonomia, no trabalho com letras móveis e nos momentos em que reescreviam de forma coletiva ou individual o texto, na criação das ilustrações para a produção dos livro. o senso crítico, quando refletiam sobre a problemática da história na construção da identidade, passos importantes para conscientizá-las quanto à sua presença na sociedade. Além disso, ampliou o repertório cultural, pois com as leituras passaram a conhecer novos títulos, ajudando na formação de novos leitores. Ademais, foi produzido o livro João e Maria, de acordo com a norma culta, o que proporcionou o despertar do gosto pela escrita, pois a reescrita foi um desafio para os alunos que não se achavam capazes de ler e escrever.

11 Conclusões Esse trabalho apresenta o relato de experiência de um projeto realizado por uma professora alfabetizadora, em uma escola pública na cidade de São Paulo. Por meio do projeto em questão vivenciando e lidando, diretamente, com problemas postos pelo cotidiano escolar. Ficou evidenciado que é possível despertar nas crianças o gosto de ler e escrever. Também foi possível trabalhar de forma interdisciplinar, lidando diretamente com as dificuldades de aprendizagem apresentadas no processo de alfabetização. Com a sequência de atividades de leitura e reescrita do conto, observou-se um salto na alfabetização dos alunos, ao utilizar a leitura e a produção de textos na alfabetização supõe-se mudanças, sendo que a principal é criar o hábito de ler.

12

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M.

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. PROJETO CURTA-METRAGEM E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. Saldanha Realização: Foco do Projeto Este projeto assume o princípio

Leia mais

CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO

CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO CIRANDA DE MOVIMENTOS E CANTIGAS- UMA PROPOSTA INTERDISCIPLINAR E.E. ALFREDO PAULINO Professor(es) Apresentador(es): MARIA DO ROSÁRIO ORDONIS JANAÍNA PRADO GONTIJO Realização: Foco do Projeto Desenvolver

Leia mais

VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho

VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho Professor(es) Apresentador(es): Mila Zeiger Pedroso Marli Alves Dos Santos Realização: Foco do Projeto Utilização

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 CURSO OBJETIVOS Oferecer aos alunos e profissionais interessados no assunto, subsídios

Leia mais

PROJETO: SOU LETRANDO.

PROJETO: SOU LETRANDO. PROJETO: SOU LETRANDO. Acadêmicos: Thainara Lobo e Ailton Ourique Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr Mário Vieira Marques (CIEP) São Luiz Gonzaga, 2016 1.TEMA Projeto de Leitura: Sou Letrando. 2.PROBLEMA

Leia mais

PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR:

PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR: PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR: NOS CAMINHOS DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO: NOS CAMINHOS DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO JUSTIFICATIVA: Produzir bons leitores é o grande desafio

Leia mais

Sala 5 Língua Portuguesa EF I EMEFI PROFª ARACY LEAL BERNARDI

Sala 5 Língua Portuguesa EF I EMEFI PROFª ARACY LEAL BERNARDI O MARAVILHOSO MUNDO DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA E SEU PODER DE FORMAR LEITORES DESDE A ALFABETIZAÇÃO Sala 5 Língua Portuguesa EF I EMEFI PROFª ARACY LEAL BERNARDI Professora Apresentadora: MARA SILVIA PAES

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL Sala 11 Temas Diversos EF II Integral E.E.CARLOS MAXIMILIANO PEREIRA DOS SANTOS Professores Apresentadores: M Maria Emilia A.S.

Leia mais

As diversas linguagens da Multiplicação

As diversas linguagens da Multiplicação As diversas linguagens da Multiplicação E.E. Profa. CLORINDA TRITTO GIANGIACOMO Sala 12 Sessão 2 Professoras Apresentadoras: Giane Feitoza do Amaral Mariane Gomes Cabral Realização: Foco O projeto As diversas

Leia mais

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada

INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA. TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA TIPOS DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS -Introdução -Trabalho Sistemático -Consolidação -Avaliação -Retomada O aprendizado e a progressão da criança dependerão do processo por ela desenvolvido,

Leia mais

Revisão da literatura / Fundamentação teórica

Revisão da literatura / Fundamentação teórica Revisão da literatura / Fundamentação teórica Reunir obras relevantes Descrever o objeto analisado Expôr o que se pensa sobre o objeto Criticar o que se pensa sobre o objeto Página 1 PARTES PRINCIPAIS

Leia mais

Formador Escolar: acompanhamento do uso coletivo do material Trilhas

Formador Escolar: acompanhamento do uso coletivo do material Trilhas Instrumento para acompanhar o uso coletivo do conjunto de material TRILHAS, as práticas de leitura realizadas e o acesso das crianças aos livros. Verificar a circulação dos materiais na escola, o planejamento

Leia mais

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO:

MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PIBID- Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR LAÉRCIO FERNANDES NÍVEL DE ENSINO: Ensino Fundamental I- TURMA: 3º

Leia mais

ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID

ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID 2 ALIANDO A TEORIA E A PRÁTICA DOCENTE NO COTIDIANO DA ESCOLA ATRAVÉS DO PIBID BORGES Maria Jesus da Cunha 1 MORAES Adriana

Leia mais

HIPÓTESES DE ESCRITA: ATIVIDADES QUE DÃO CERTO E POTENCIALIZAM O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS NA ALFABETIZAÇÃO.

HIPÓTESES DE ESCRITA: ATIVIDADES QUE DÃO CERTO E POTENCIALIZAM O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS NA ALFABETIZAÇÃO. HIPÓTESES DE ESCRITA: ATIVIDADES QUE DÃO CERTO E POTENCIALIZAM O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS NA ALFABETIZAÇÃO. RESUMO Magnólia Angelí Santos de Almeida 1 O presente trabalho discorre sobre os resultados de

Leia mais

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva Professor(es) Apresentador(es): Sandra Mara De Jesus Miquelini Fernandes Realização: Foco do Projeto Utilização dos contos de fada e de brincadeiras

Leia mais

TÍTULO: UTILIZAÇÃO CRIATIVA DA LITERATURA INFANTIL NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM

TÍTULO: UTILIZAÇÃO CRIATIVA DA LITERATURA INFANTIL NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM TÍTULO: UTILIZAÇÃO CRIATIVA DA LITERATURA INFANTIL NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE BELO HORIZONTE

Leia mais

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS OLIVIA EVANGELISTA BENEVIDES THIANE ARAUJO COSTA TRABALHANDO A MATEMÁTICA DE FORMA DIFERENCIADA A

Leia mais

Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro

Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro Em busca da Felicidade E.E. Profª Irene Ribeiro Professor(es) Apresentador(es): Tatiana Yukie Nakamoto Elenice Fernandes Realização: Foco do Projeto A cultura circense foi trazida para o contexto escolar

Leia mais

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA

UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA OBJETIVOS GERAIS: UNIDADE DE ESTUDO - 3ª ETAPA - 2016 Disciplina: Linguagem Oral e Escrita Professoras: Anália, Carla, Fabiana e Roberta Período: 2º Segmento: Educação Infantil Mostrar autonomia na utilização

Leia mais

Melhorar as aprendizagens e consolidar conhecimentos. Colmatar as dificuldades ao nível da compreensão oral e escrita.

Melhorar as aprendizagens e consolidar conhecimentos. Colmatar as dificuldades ao nível da compreensão oral e escrita. Escola Secundária Abel Salazar Sala de Estudo DEFINIÇÃO Pretende-se que a Sala de Estudo seja um espaço com um ambiente educativo diferente daquele a que o aluno está habituado a vivenciar nas áreas curriculares

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO: ressignificar a pesquisa na escola numa abordagem da relação de saberes LUCIANA VIEIRA DEMERY

FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO: ressignificar a pesquisa na escola numa abordagem da relação de saberes LUCIANA VIEIRA DEMERY 1 FORMAÇÃO CONTINUADA EM SERVIÇO: ressignificar a pesquisa na escola numa abordagem da relação de saberes LUCIANA VIEIRA DEMERY Introdução Este artigo é resultado de uma experiência com formação continuada

Leia mais

Características Educação SESI

Características Educação SESI EDUCAÇÃO SESI Características Educação SESI Atendimento prioritário ao Trabalhador da indústria e seus dependentes Gratuidade nos cursos EJA Atuação nas 27 Unidades Federativas 32% de evasão na EJA Cenário

Leia mais

COLÉGIO ADVENTISTA DE ALTAMIRA Ementa de Curso para Portfólio

COLÉGIO ADVENTISTA DE ALTAMIRA Ementa de Curso para Portfólio DISCIPLINA:. Língua Portuguesa SÉRIE/ TURMA:. 9º ano A/B BIMESTRE: 4º 1 e 2 - Texto Perder, ganhar, viver. Pag.( 230, 231 e 232) Leitura do texto; discussão; atividade escrita. Pag. ( 232 e 233) - Atividade

Leia mais

PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS

PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS 01. Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) são referências para o ensino fundamental e médio de todo Brasil, tendo como objetivo: (A) Garantir, preferencialmente,

Leia mais

I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Professor(es) Apresentador(es): MARIA NAZARÉ DE CAMARGO ALVES DOS SANTOS LEONÁRIA RODRIGUES DE SOUSA CORRÊA Realização: Foco do Projeto Foco do Projeto

Leia mais

Um bom lugar para ler

Um bom lugar para ler Um bom lugar para ler E.E. Olímpio Catão sala 1- sessão 2 um livro Professor(es) Apresentador(es): Iva Tavares da Rocha Realização: Projeto Um bom lugar para ler um livro Prof. Iva Foco O Projeto Um bom

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 OBJETIVOS Discutir e fomentar conhecimentos sobre a compreensão das potencialidades,

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia INTRODUÇÃO O projeto foi organizado por acreditarmos que o papel da escola e sua função

Leia mais

A coleção está organizada em cinco séries temáticas, por faixa etária:

A coleção está organizada em cinco séries temáticas, por faixa etária: Coleção GIRA MUNDO Educação Infantil Na coleção Gira Mundo o brincar, o cantar e o fazer artístico são os eixos que atuam como forma de expressão da cultura da infância. São os grandes articuladores do

Leia mais

A escrita que faz a diferença

A escrita que faz a diferença A escrita que faz a diferença Inclua a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro em seu planejamento de ensino A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é uma iniciativa do Ministério

Leia mais

LDB Lei de Diretrizes e Bases

LDB Lei de Diretrizes e Bases PEDAGOGIA LDB Lei de Diretrizes e Bases Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional O pedagogo estuda as teorias da ciência da educação e do ensino É

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO CUIABÁ 2015 Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar

Leia mais

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 ÁREAS COMPONENTES OBJETIVOS ATIVIDADES/ESTRATÉGIAS ÁREA DA FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIA Construção da identidade e da auto estima

Leia mais

Eletiva: As Cores da Química E.E. Profª Olga Benatti Sala 7 / 1ª. Sessão

Eletiva: As Cores da Química E.E. Profª Olga Benatti Sala 7 / 1ª. Sessão Eletiva: As Cores da Química E.E. Profª Olga Benatti Sala 7 / 1ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Marcia Silva Guerrise Cunha Miraci Nascimento de Siqueira Realização: Foco Disciplina Eletiva desenvolvida

Leia mais

SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA. E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari

SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA. E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari SARAU CURUMIM DESENVOLVIMENTO DA FLUÊNCIA LEITORA E.E. Profª Maria Jannuzzi Mascari Professor(es) Apresentador(es): Ewelyn Lawrence da Silva Fernanda Ambrosio Machado Realização: Foco do Projeto Nosso

Leia mais

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA?

AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? AFINAL, O QUE É SITUAÇÃO DIDÁTICA? O planejamento consiste em sistematizar o trabalho docente na intenção de ajudar o aluno a desenvolver competências e habilidades que deem significação para efetivação

Leia mais

Uma reflexão crítica

Uma reflexão crítica O USO DAS TICS NA EDUCAÇÃO INFANTIL E NO ENSINO FUNDAMENTAL Uma reflexão crítica Ana Cláudia G. Carvalho Ana Paula Fermin Gilmara R. Santos Patrícia Elaine B.R. Alecrim Telma Augusta da Cunha RESUMO Este

Leia mais

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA-2015 Um livro tem asas longas e leves,

Leia mais

Índice. 1. O Alfabetizador Ao Desenhar, A Criança Escreve?...5

Índice. 1. O Alfabetizador Ao Desenhar, A Criança Escreve?...5 GRUPO 5.4 MÓDULO 2 Índice 1. O Alfabetizador...3 1.1. Contribuições ao Educador-Alfabetizador... 4 1.2. Ações do professor alfabetizador... 4 2. Ao Desenhar, A Criança Escreve?...5 2 1. O ALFABETIZADOR

Leia mais

Palavras-chave: Subprojeto PIBID da Licenciatura em Matemática, Laboratório de Educação Matemática, Formação de professores.

Palavras-chave: Subprojeto PIBID da Licenciatura em Matemática, Laboratório de Educação Matemática, Formação de professores. 00465 A IMPLANTAÇÃO DE UM LABORATÓRIO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA Regina Helena Munhoz Professora Adjunta Departamento de Matemática UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina RESUMO

Leia mais

LETRAMENTO E GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE LÍNGUA MATERNA: RELATÓRIO DE PROJETO DE LETRAMENTO

LETRAMENTO E GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE LÍNGUA MATERNA: RELATÓRIO DE PROJETO DE LETRAMENTO LETRAMENTO E GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE LÍNGUA MATERNA: RELATÓRIO DE PROJETO DE LETRAMENTO Charleni Araújo de Lima 1 Ilma Dias dos Santos Roseli Pereira de Almeida Neste projeto proposto sobre o letramento,

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA

ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO Projeto: JOGAR, DIVERTIR E APRENDER COM A DONA MATEMÁTICA - 2015...o brinquedo desperta interesse e curiosidade... Rubem Alves Autora: Rita Siqueira Público alvo: alunos

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE PLANEJAMENTO / 2016

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE PLANEJAMENTO / 2016 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE PLANEJAMENTO / 16 OBJETIVO GERAL: Mediar a atividade docente na área de Língua inglesa de maneira deleitosa e colaborativa para os princípios escolares, éticos e sociais,

Leia mais

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL)

PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) Professor (a): FÁTIMA OLIVEIRA PLANEJAMENTO (LIVRO INFANTIL) NOME DO LIVRO: ALICE VIAJA NAS HISTÓRIAS AUTOR: Gianni Rodar Leitura; produção textual; oralidade; localização espacial. Competências Objetivo

Leia mais

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO Rosimeire Cristina da silva rosicristinadasilva@gmail.com Linha

Leia mais

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo:

Foto Carga Horária: 15h presenciais. Facilitador: Sandro Barros. Objetivo: Foto Calabor@tiva Carga Horária: 15h presenciais Facilitador: Sandro Barros Objetivo: O objetivo é estimular crianças e jovens a utilizar a linguagem fotográfica como elemento alternativo e visual, despertando

Leia mais

ZOO POÉTICO CEI DULCE DE FARIA MARTINS MIGLIORINI. Professor(es) Apresentador(es): GESLIANE PRATAVIEIRA. Realização:

ZOO POÉTICO CEI DULCE DE FARIA MARTINS MIGLIORINI. Professor(es) Apresentador(es): GESLIANE PRATAVIEIRA. Realização: ZOO POÉTICO CEI DULCE DE FARIA MARTINS MIGLIORINI Professor(es) Apresentador(es): GESLIANE PRATAVIEIRA Realização: Foco do Projeto Proporcionar o contato sistemático dos alunos com o gênero poema, auxiliando

Leia mais

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA ESCREVENDO O FUTURO

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA ESCREVENDO O FUTURO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA ESCREVENDO O FUTURO Professora Luciene Juliano Simões UFRGS Participação na Reunião Técnica de Abril de 2012, durante o lançamento da OLPEF para a região sul, em Curitiba

Leia mais

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio.

E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. E.E Zumbi dos Palmares. Jaraguari MS/2012. Professora Gerenciadora: Luzia Bento Soares. Turma: Alunos do Ensino Fundamental e Médio. Conteúdos: O legado Cultural Grego e Romano. História da África e dos

Leia mais

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas:

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas: MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE EDUCADORES: INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS Competências a serem Desenvolvidas: O participante desenvolve o recurso de contar

Leia mais

E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1

E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Debate Regrado - desenvolvendo a argumentação e promovendo o protagonismo dos alunos E.E. Professora Lurdes Penna Carmelo Sala 1/ Sessão 1 Professor Apresentador: Celina Aparecida Rodrigues Machado dos

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR:

FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA O USO PEDAGÓGICO E INTEGRADO DO TABLET EDUCACIONAL PROFESSOR: Diana Domingues Donato NTE 12 PÚBLICO: Todas as séries do Ensino Médio Sequência Didática Título da Atividade: A CANA

Leia mais

Variabilidade didática: Relações Bióticas

Variabilidade didática: Relações Bióticas Variabilidade didática: Relações Bióticas E.E. Carlos Maximiliano Pereira dos Santos Sala 7 / 1ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Lucélia Batista Lima Maria Alice Luque Bueno Realização: Foco No

Leia mais

Jacques Therrien, UFC/UECE

Jacques Therrien, UFC/UECE Jacques Therrien, UFC/UECE ALGUNS PRINCÍPIOS QUE FUNDAMENTAM PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES EDUCAR: É O PROCESSO DE CONSTRUÇÃO E DE RECONSTRUÇÃO CRIATIVA DE SI E DO MUNDO SOCIAL ONDE CONVIVEMOS É

Leia mais

Blog. Blog da escola: ferramenta de apoio. e comunicação entre toda comunidade escolar. POIE SOLANGE ASEVEDO RIBEIRO

Blog. Blog da escola: ferramenta de apoio. e comunicação entre toda comunidade escolar. POIE SOLANGE ASEVEDO RIBEIRO Blog da escola: ferramenta de apoio e comunicação entre toda comunidade escolar. Blog POIE SOLANGE ASEVEDO RIBEIRO Blog da escola: ferramenta de apoio e comunicação entre toda comunidade escolar. Blog

Leia mais

PROGRAMA DE CONTEÚDOS

PROGRAMA DE CONTEÚDOS C O L É G I O L A S A L L E Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 000 - Fone (045) 35-1336 - Fax (045) 3379-58 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ DISCIPLINA: PROFESSOR(A): E-MAIL: PROGRAMA

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO Fernanda Lima Ferreira Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais Introdução O presente relato de experiência se refere

Leia mais

NOVIDADES E PARCERIAS

NOVIDADES E PARCERIAS ......... Rua Professor Jones, 1513 - Centro - Linhares / ES - CEP. 29.900-131 - Telefone: (27) 3371-1712 / 3371-2265 / 98837-0282 Site: www.escolafazendinhafeliz.com.br / Email: contato@escolafazendinhafeliz.com.br

Leia mais

Percurso Formativo e Mercado de Trabalho

Percurso Formativo e Mercado de Trabalho Percurso Formativo e Mercado de Trabalho E.E Profº Antonio Alves Cruz Professor(es) Apresentador(es): Raquel Rodrigues Débora Mariana Ribeiro Realização: Foco do Projeto Auxiliar o jovem a desenvolver

Leia mais

OFICINA DAS CORES. Eduardo Dias Mattos. Artes Visuais. Professor. Escola Estadual Júlio Conceição Cubatão / SP. DER-Santos

OFICINA DAS CORES. Eduardo Dias Mattos. Artes Visuais. Professor. Escola Estadual Júlio Conceição Cubatão / SP. DER-Santos OFICINA DAS CORES Professor Eduardo Dias Mattos Escola Estadual Júlio Conceição Cubatão / SP DER-Santos 2016 Artes Visuais Introdução O Projeto foi criado em 2006 pelo Arte Educador, Professor Eduardo

Leia mais

Inteligência Lingüística:

Inteligência Lingüística: Inteligência Lingüística: Capacidade de lidar bem com a linguagem, tanto na expressão verbal quanto escrita. A linguagem é considerada um exemplo preeminente da inteligência humana. Seja pra escrever ou

Leia mais

Viajando pelo Folclore Brasileiro. E.M.E.B. Nossa Senhora Do Loreto. Professor(es) Apresentador(es): Mariane de Oliveira Santos.

Viajando pelo Folclore Brasileiro. E.M.E.B. Nossa Senhora Do Loreto. Professor(es) Apresentador(es): Mariane de Oliveira Santos. Viajando pelo Folclore Brasileiro E.M.E.B. Nossa Senhora Do Loreto Professor(es) Apresentador(es): Mariane de Oliveira Santos Realização: Foco do Projeto Ampliar o repertório do grupo quanto ao tema folclore.

Leia mais

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André

Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André Objetivos Gerais: Planejamento Anual 2015 Disciplina: Língua Portuguesa: Ação Série: 3º ano Ensino: Médio Professor: André # Promover as competências necessárias para as práticas de leitura e escrita autônomas

Leia mais

Departamento de 2.º Ciclo Disciplina de Inglês

Departamento de 2.º Ciclo Disciplina de Inglês Aprender a ser / Aprender a viver com os outros Pilar de Aprendizagem Aprender a conhecer / Aprender a fazer CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento de 2.º Ciclo ED. SETEMBRO DE 2016 DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS EMEF-I Prof. Manoel Ignácio de Moraes Professor(es) Apresentador(es): Sônia Maria Romano Rosemary de Almeida Teixeira Oliveira Realização: Foco do Projeto A programação

Leia mais

DESAFIOS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NO 1º ANO DO PROGRAMA BÁSICO DE

DESAFIOS E PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NO 1º ANO DO PROGRAMA BÁSICO DE DESAFIOS E POSSIBILIDADES NAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS ATUANDO COM CRIANÇAS NO 1º ANO DO PROGRAMA BÁSICO DE ALFABETIZAÇÃO CILIANE C. FABRI NÃO É NO SILÊNCIO QUE OS HOMENS SE FAZEM, MAS NAS PALAVRAS, NO TRABALHO,

Leia mais

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA

PROJETO: BRINCANDO DE FAZ DE CONTA: VIVÊNCIAS DE HISTÓRIAS INFANTIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA Diretora: Irene Gomes Lepore Coordenadora Pedagógica: Alba Coppini Lopes Professora Responsável: Mariana Aparecida Ferreira de Camargo Professora Participante: Ana Claudia Silva Davini PROJETO: BRINCANDO

Leia mais

CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN:

CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 PROMOVENDO O MELHOR APRENDIZADO DOS ALUNOS: ELABORAÇÃO DE APOSTILA DE CITOLOGIA Camilla Maria Campelo De Araújo

Leia mais

Abordagem Construtivista da alfabetização. Aula de 02/05/2010

Abordagem Construtivista da alfabetização. Aula de 02/05/2010 Abordagem Construtivista da alfabetização Aula de 02/05/2010 Dicas práticas para o planejamento do trabalho 1. LEIA EM VOZ ALTA TODOS OS DIAS... Textos literários: contos tradicionais, histórias contemporâneas,

Leia mais

Pontos importantes da metodologia - EI e EF I

Pontos importantes da metodologia - EI e EF I Pontos importantes da metodologia - EI e EF I Cada segmento tem sua característica Educação Infantil: - desenvolvimento dos padrões de aprendizagem. Ensino Fundamental: - domínio de conceitos essenciais

Leia mais

Gestão da política educacional: o caso do município do Rio

Gestão da política educacional: o caso do município do Rio Gestão da política educacional: o caso do município do Rio Claudia Costin Diagnóstico da rede do Rio de Janeiro em 2009 IDEB bom, mas notas da Prova Brasil em queda Professores de bom nível mas insuficientes

Leia mais

O PAPEL DO PROFESSOR DE ESCOLA PUBLICA NO ENSINO DA LÍNGUA ESPANHOLA

O PAPEL DO PROFESSOR DE ESCOLA PUBLICA NO ENSINO DA LÍNGUA ESPANHOLA O PAPEL DO PROFESSOR DE ESCOLA PUBLICA NO ENSINO DA LÍNGUA ESPANHOLA Magda Cristina COSTA magdacosta18@hotmail.com Andreza Araújo LIMA andreza.cfd@hotmail.com.br Susy Darley Gomes SILVA suzy_darleygomes@hotmail.com

Leia mais

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo

Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS. Uma instituição do grupo Educador A PROFISSÃO DE TODOS OS FUTUROS F U T U R O T E N D Ê N C I A S I N O V A Ç Ã O Uma instituição do grupo CURSO 2 CURSO OBJETIVOS Oferecer aos participantes uma visão completa e profunda das tendências,

Leia mais

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo

Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo Objeto de avaliação Conhecimentos e Capacidades Específicos Critérios específicos de avaliação HISTÓRIA 3.º ciclo Ano letivo 2016-2017 Itens/Parâmetros Compreensão histórica (Temporalidade Espacialidade

Leia mais

Atividades Língua e Ensino I

Atividades Língua e Ensino I Atividades Língua e Ensino I Sondagem Objetivo - verificar a oferta local de LE; Público Alvo Buscar um público não contemplado que pode ser alvo de uma futura proposta de ensino ELE; Temática Um tema

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ELIAS GARCIA CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 2016/2017 A AVALIAÇÃO EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 1 INTRODUÇÃO Enquadramento Normativo Avaliar o processo e os efeitos, implica

Leia mais

COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL DE TOLEDO Ensino Médio Profissional Integrado

COLÉGIO AGRÍCOLA ESTADUAL DE TOLEDO Ensino Médio Profissional Integrado Professor (a): Tsália Kaliny Gomes de Sousa Disciplina: LEM- Inglês Ano 2014 Período: Integral CONTEÚDOS ESTRUTURANTES CONTEÚDOS BÁSICOS / ESPECÍFICOS JUSTIFICATIVA ENCAMINHAMENTO METODOLÓGICO E RECURSOS

Leia mais

RESGATE CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR

RESGATE CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR RESGATE DA E CULTURA HISTÓRIA POTIGUAR I TEMA Resgate da Cultura e História Potiguar II CARACTERIZAÇÃO Segmento: Fundamental II e Ensino Médio PROFESSORES RESPONSÁVEIS: Fyedka Paula de Oliveira Profª de

Leia mais

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso O Trabalho de Conclusão de Curso TCC é um requisito obrigatório para a conclusão do curso, realizada no final do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade

Leia mais

CANTIGAS, ADIVINHAS CANTIGAS, ADIVINHAS. cantigas, adivinhas e outros versos volumes 1 e 2. e outros versos. e outros versos. projeto pedagógico

CANTIGAS, ADIVINHAS CANTIGAS, ADIVINHAS. cantigas, adivinhas e outros versos volumes 1 e 2. e outros versos. e outros versos. projeto pedagógico projeto pedagógico cantigas, adivinhas e outros versos volumes 1 e 2 CANTIGAS, AS, ADIVINHAS INH AS e outros versos VOLUME 2 ilustrado por Veridiana Scarpelli Rua Tito, 479 Lapa São Paulo SP CEP 05051-000

Leia mais

A Educação Profissional e Tecnológica. Conceituação Princípios Objetivos Características

A Educação Profissional e Tecnológica. Conceituação Princípios Objetivos Características A Educação Profissional e Tecnológica Conceituação Princípios Objetivos Características Conceituação A educação profissional tecnológica, integrada às diferentes formas de educação, ao trabalho, a ciência

Leia mais

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar,

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 8º ANO A Ano Letivo: 2012/2013 Introdução /Metas Consigna-se no Despacho n.º 5306/2012, de 18 de abril de 2012, que o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas

Leia mais

Projeto Poesia. Atividade 1: Momento 1: Converse com a turma sobre o que é uma poesia, dê exemplos e apresente alguns poetas e poetisas.

Projeto Poesia. Atividade 1: Momento 1: Converse com a turma sobre o que é uma poesia, dê exemplos e apresente alguns poetas e poetisas. Projeto Poesia http://pixabay.com/pt/livros-certificado-cont%c3%aainer-pote-158066/ Público alvo: Educação Infantil / Crianças de 4 anos. Disciplina: Linguagem oral e escrita Duração: 5 semanas Justificativa:

Leia mais

CURRÍCULO ESCOLAR VMSIMULADOS

CURRÍCULO ESCOLAR VMSIMULADOS CURRÍCULO ESCOLAR 01. Segundo a LDB (Lei no 9394/96), os currículos do ensino fundamental e médio devem ter uma base nacional comum, a ser complementada, em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar,

Leia mais

Mestre em Educação, Professora de Língua Portuguesa SEED-PDE/ UEPG- DEMET

Mestre em Educação, Professora de Língua Portuguesa SEED-PDE/ UEPG- DEMET 110. ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA DESENVOLVENDO HABILIDADES DE

Leia mais

E.E. Prof. Antônio Alves Cruz Sala 8 / 1ª. Sessão

E.E. Prof. Antônio Alves Cruz Sala 8 / 1ª. Sessão Engenharia do Papel & Criação de livros Pop-Up E.E. Prof. Antônio Alves Cruz Sala 8 / 1ª. Sessão Professor Apresentador: Narahan Dib Fracalanza Realização: Foco Aquisição de linguagem gráfica geometria

Leia mais

PROJETO: Projeto Juntando os Cacos :

PROJETO: Projeto Juntando os Cacos : ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PROJETO: Projeto Juntando os Cacos : Produção e Divulgação de Textos, vídeos, entrevistas. Nova Andradina-MS Setembro de 2014 ESCOLA ESTADUAL MARECHAL RONDON PROJETO: Projeto

Leia mais

A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE:

A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE: A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE: Trabalhos/Verificações da disciplina para o 1º semestre de 2010 Valor Data V1 (Verificação I): 10 pontos 11 de abril V2 (Verificação II): - OFICINA DE PRÁTICAS

Leia mais

BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA

BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA BLOGS COMO APOIO A APRENDIZAGEM DE FÍSICA E QUÍMICA Silvia Ferreto da Silva Moresco Patricia Alejandra Behar UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE EDUCAÇÃO NÚCLEO DE TECNOLOGIA APLICADA

Leia mais

A Dicotomia da Alfabetização:

A Dicotomia da Alfabetização: A Dicotomia da Alfabetização: Paulo Henrique Lohn Endereço Eletrônico: pauloh_lohn@hotmailcom 1 INTRODUÇÃO se, tor maravilhoso Todavia o desafio de ensinar a ler e escrever, pois são as teorias relacionadas

Leia mais

METODOLOGIAS ATIVAS o que elas têm em comum? Material desenvolvido pelo Núcleo de Práticas Pedagógicas

METODOLOGIAS ATIVAS o que elas têm em comum? Material desenvolvido pelo Núcleo de Práticas Pedagógicas METODOLOGIAS ATIVAS o que elas têm em comum? Material desenvolvido pelo Núcleo de Práticas Pedagógicas O ensino pautado em conteúdo escaneado tem futuro? Metodologias Ativas: o que ela têm em comum? 1.

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Fundamentos e Metodologia nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental II Código da Disciplina: EDU 325 Curso: Pedagogia Semestre de oferta da disciplina: 5º Faculdade responsável:

Leia mais

Programa de Matemática 1.º ano

Programa de Matemática 1.º ano Programa de Matemática 1.º ano Introdução A Matemática é uma das ciências mais antigas e é igualmente das mais antigas disciplinas escolares, tendo sempre ocupado, ao longo dos tempos, um lugar de relevo

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE PIRAJU

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE PIRAJU DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO DE PIRAJU Dirigente: Maria Ignez Carlin Furlan Supervisor: Mauro Mortean Neto PCNP: Rose Helen R. R. Garcia Unidade Escolar: E.E. Prof.ª ORIZENA DE SOUZA ELENA PMEC: Renata Flávia

Leia mais

Objetivo do GEPEMHEP:

Objetivo do GEPEMHEP: GEPEMHEP/ Centro Paula Souza Objetivo do GEPEMHEP: Propor e desenvolver projetos de estudos e pesquisas com a finalidade de levantar, analisar e divulgar informações sobre práticas escolares e pedagógicas

Leia mais

1. Identificação Nome do projeto: Nome da Escola: Local: Série: Número de alunos: Professores envolvidos:

1. Identificação Nome do projeto: Nome da Escola: Local: Série: Número de alunos: Professores envolvidos: 1. Identificação Nome do A arte da produção e interpretação de texto em ambientes virtuais projeto: Nome da Escola: Angelina Jaime Tebet Local: Ivinhema/MS Série: 3º, 4º e 5º anos Número de alunos: 160

Leia mais

STOP MOTION: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA SEU USO NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM

STOP MOTION: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA SEU USO NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM STOP MOTION: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA SEU USO NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM Élidi P. Pavanelli-Zubler Jeferson Lucas Zanin Sandra Regina Braz Ayres 21º Seminário de Educação, Tecnologia e Sociedade

Leia mais

Curso: Educação de Infância. Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/ Objectivos Específicos. Actividade proposta 2/3/4/5 anos

Curso: Educação de Infância. Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/ Objectivos Específicos. Actividade proposta 2/3/4/5 anos Ano lectivo: 2005/2006 Estagiária: Curso: Educação de Infância 4º Ano Educadora Cooperante: Tema: Ida à livraria / Planetas Data : 3/4.04.06 Áreas Domínios Objectivos Gerais Objectivos Específicos Actividade

Leia mais