Fundamentos de Contabilidade. Contas (2) Professor Isnard Martins. Bibliografia Osni Moura Ribeiro, Contabilidade Fundamental 1Saraiva, 2011

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fundamentos de Contabilidade. Contas (2) Professor Isnard Martins. Bibliografia Osni Moura Ribeiro, Contabilidade Fundamental 1Saraiva, 2011"

Transcrição

1 Fundamentos de Contabilidade Professor Isnard Martins Contas (2) Bibliografia Osni Moura Ribeiro, Contabilidade Fundamental 1Saraiva,

2 Conceito de Débito e Crédito Não confundir termos da linguagem comum: ( - )...quando usados na terminologia contábil. Débito, na linguagem comum, significa: dívida, situação negativa, ter saldo negativo na conta corrente bancária, etc. ( + )...crédito significa: situação positiva, possibilidade de comprar a prazo (ter nome limpo no mercado), saldo positivo na conta corrente bancária, etc. 2

3 Conceito de Débito e Crédito Não devemos associar seus significados do ponto de vista técnico com o que elas representam na linguagem comum. ( - ) ( + ) Na terminologia contábil, Débito e Crédito representam vários significados: situações em que têm os mesmos significados da linguagem comum, situações em que podem representar coisas diferentes, normalmente com sentido inverso 3

4 Conceito de débito e de crédito em relação ao gráfico em forma de T REGRA Em toda representação gráfica em forma de T, seja ela utilizada para representar uma conta ou um conjunto de contas patrimoniais ou de resultado, o lado esquerdo será sempre o lado do débito e o lado direito, o crédito. Debito Crédito 4

5 As contas do Ativo foram convencionalmente posicionados do lado esquerdo e as do Passivo do lado direito. Assim temos: As contas do Ativo são de natureza devedora; As contas do Passivo são de natureza credora. 5

6 No gráfico em forma de T para representar as contas de resultado, as contas de despesas foram posicionadas do lado esquerdo e as de receitas do lado direito. Assim temos : As contas de despesas são de natureza devedora; As contas de receitas são de natureza credora. 6

7 Função e Funcionamento das Contas As contas têm por função possibilitar que a contabilidade registre e controle as operações que modifiquem ou que possam vir a modificar a situação patrimonial da empresa. 7

8 Plano de Contas O Plano de contas é um conjunto de contas, diretrizes e normas que disciplina as tarefas do setor de contabilidade objetivando a uniformização dos registros contábeis. É um instrumento de grande importância no desenvolvimento do processo contábil de uma empresa 8

9 ATIVO CONTAS PATRIMONIAIS Elenco Simplificado PASSIVO 1.1 ATIVO CIRCULANTE Caixa Bancos conta Movimento Clientes Duplicatas a Receber Promissórias a Receber Estoque de Mercadorias Estoque de Material de Expediente 1.2 ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO Duplicatas a Receber Promissórias a Receber 1.3 ATIVO PERMANENTE Computadores Imóveis Instalações Móveis e Utensílios Veículos Fundo de Comércio Gastos de Organização 2.1 PASSIVO CIRCULANTE Fornecedores Duplicatas a Pagar Promissórias a Pagar Salários a Pagar Impostos e Taxas a Recolher 2.2 PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Duplicatas a Pagar Promissórias a Pagar 2.3 RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS 2.04 PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Reservas 9

10 CONTAS DE RESULTADO DESPESAS RECEITAS 3.1. DESPESAS OPERACIONAIS Água e Esgoto Aluguéis Passivos Café e Lanches Combustíveis Descontos Concedidos Despesas Bancárias Energia Elétrica Fretes e Carretos Impostos e Taxas Juros Passivos Material de Expediente Material de Limpeza Serviços de Terceiros Telefones Despesas Eventuais 4.1. RECEITAS OPERACIONAIS Aluguéis Ativos Descontos Obtidos Juros Ativos Receitas Eventuais Receitas de Serviços Receitas de Vendas 5 CONTAS DE APURAÇÃO DO RESULTADO 5.1. RESULTADO LÍQUIDO Resultado do Exercício 10

11 Plano de Contas Toda vez que procedermos à escrituração, precisaremos consultar esse Elenco de Contas. Para facilitar, dividimos as contas em dois quadros: CONTAS 1 Contas do Ativo 2 Contas do Passivo 3 Contas de Despesas 4 Contas de Receitas 5 Contas de Apuração do Resultado 11

12 Plano de Contas - Resumo Contas patrimoniais representam, por meio do Balanço Patrimonial, a situação do patrimônio da empresa, dividindo-se em Ativo e Passivo. Ativo é composto pelos bens e pelos direitos Passivo é composto pelas obrigações e pelo Patrimônio Líquido. Contas patrimoniais são agrupadas no Balanço Patrimonial em grupos e subgrupos, conforme determina a Lei nº 6.404/

13 ATIVO Contas Patrimoniais No Ativo, estão todas as contas que representam os bens e os direitos, devidamente classificados em três grupos: 1.1. ATIVO CIRCULANTE 1.2. ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 1.3. ATIVO PERMANENTE A ordem de disposição das contas no Ativo, segundo a Lei nº 6.404/1976, é a ordem decrescente do grau de liquidez dos elementos nelas registrados 13

14 ATIVO Contas Patrimoniais 1.1. ATIVO CIRCULANTE Classificadas as contas que representam os bens e os direitos, os quais, pela sua natureza, estão em constante circulação. Correspondem aos recursos aplicados em elementos que estão em freqüente movimento Exemplos:... a conta Caixa, que todo instante está sendo movimentada (entra e sai dinheiro);... as contas de Estoque,... dancos conta Movimento etc. 14

15 ATIVO Contas Patrimoniais 1.2 ATIVO REALIZÁVEL A LONGO PRAZO Classificadas todas as contas que representam direitos cujos vencimentos ocorram após o término do exercício social seguinte ao do Balanço. Supomos o Balanço de uma empresa, no dia 31 de dezembro de X 0. Todos os direitos, cujos vencimentos ocorram em X 1 deverão ser classificados no Ativo Circulante, enquanto aqueles direitos cujos vencimentos ocorram a partir de primeiro de janeiro de X 2 deverão ser classificados no ativo Realizável a Longo Prazo. 15

16 ATIVO Contas Patrimoniais 1.3 ATIVO PERMANENTE Classificam-se as contas que representam bens, que pela sua natureza correspondem a recursos aplicados na empresa, de maneira permanente. Esses bens podem ser: materiais ou imateriais. As contas que representam os bens materiais referem-se basicamente aos bens de uso da empresa, isto é, àqueles que a empresa adquire para uso próprio como é o caso dos Móveis e utensílios, dos Computadores, dos Veículos etc. 16

17 Contas Patrimoniais PASSIVO No Passivo, estão as contas que representam as obrigações e o Patrimônio Líquido devidamente classificadas em quatro grupos 2.1. PASSIVO CIRCULANTE 2.2. PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO 2.3. RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS 2.4. PATRIMÔNIO LÍQUIDO A ordem de disposição das contas no Passivo, segundo a Lei nº6.404/1976, é a ordem crescente do grau de exigibilidade. 17

18 PASSIVO Contas Patrimoniais 2.1 PASSIVO CIRCULANTE Nesse grupo, são classificadas todas as contas que representam as obrigações que a empresa terá para pagar no exercício seguinte ao do Balanço. 18

19 PASSIVO Contas Patrimoniais 2.2 PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Nesse grupo, classificam-se todas as contas que representam as obrigações que a empresa terá para pagar após o término do exercício social seguinte ao do Balanço. 19

20 PASSIVO Contas Patrimoniais 2.3 RESULTADOS DE EXERCÍCIOS FUTUROS (capítulo 8, futuro) 20

21 PASSIVO Contas Patrimoniais 2.4 PATRIMÔNIO LÍQÜIDO Nesse grupo, são classificadas todas as contas que representam o capital próprio da empresa, ou seja: Capital, Reservas e Prejuízos Acumulados. 21

22 PASSIVO Contas Patrimoniais CONTAS DE RESULTADOS As contas de resultados dividem-se em dois grupos: despesas receitas. Através desta contas é possível conhecer o resultado da movimentação do patrimônio da empresa, ou seja, se em um determinado período a movimentação do patrimônio resultou em lucro ou em prejuízo. E como isso se dá? 22

23 Contas Patrimoniais PASSIVO CONTAS DE RESULTADOS Apuração do lucro ou prejuízo Confronta as despesas com as receitas. Para isso são necessárias três operações: a - Somam-se os valores das receitas; b - Somam-se os valores das despesas; c - Confrontam-se esses dois totais....se o total das receitas for superior ao total das despesas, a diferença será igual a lucro;... sendo o total das despesas superior ao total das receitas, o resultado será igual a prejuízo. 23

24 PASSIVO Contas Patrimoniais CONTAS DE RESULTADOS Apuração do lucro ou prejuízo Contabilmente essa operação é feita transferindo-se os saldos das contas de despesas e de receitas para uma conta Transitória denominada Resultado do Exercício (grupo 5, composto apenas pela conta Resultado do Exercício) 24

25 Marion J. Contabilidade Empresarial, Atlas, SP,

26 26 Marion J. Contabilidade Empresarial, Atlas, SP, 2003

27 Circulante 27 Marion J. Contabilidade Empresarial, Atlas, SP, 2003

28 Marion J. Contabilidade Empresarial, Atlas, SP,

Exercícios Corrigidos A CONTABILIDADE

Exercícios Corrigidos A CONTABILIDADE Exercícios Corrigidos A CONTABILIDADE Prof. Odair - 2009-1 1) A finalidade da Contabilidade é: a) o Patrimônio b) permitir o estudo e o controle do Patrimônio c) permitir a seus usuários a obtenção de

Leia mais

Fundamentos de Contabilidade. Contas. Professor Isnard Martins. Bibliografia Osni Moura Ribeiro, Contabilidade Fundamental 1Saraiva, 2011

Fundamentos de Contabilidade. Contas. Professor Isnard Martins. Bibliografia Osni Moura Ribeiro, Contabilidade Fundamental 1Saraiva, 2011 Fundamentos de Contabilidade Professor Isnard Martins Contas Bibliografia Osni Moura Ribeiro, Contabilidade Fundamental 1Saraiva, 2011 1 Conceito Na linguagem cotidiana, o que representa a palavra conta?

Leia mais

Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos

Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos Balanço Patrimonial - Exercicios Resolvidos ::: Fonte Do Saber - Mania de Conhecimento ::: adsense1 AS RESPOSTAS ESTÃO DE VERMELHO. O BALANÇO PATRIMONIAL - EXERCÍCIOS 1) Aponte a alternativa em que não

Leia mais

Contabilidade I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS Prof. Odair

Contabilidade I - CIÊNCIAS CONTÁBEIS Prof. Odair Prof. Odair - 2009-1 CONTABILIDADE I CONTABILIDADE CONCEITO - Contabilidade é uma ciência que permite, através de suas técnicas, manter um controle permanente do Patrimônio da empresa. (Osni Moura Ribeiro)

Leia mais

Demonstrações Contábeis. Osni Moura Ribeiro ; Contabilidade Fundamental 1, Editora Saraiva- ISBN

Demonstrações Contábeis. Osni Moura Ribeiro ; Contabilidade Fundamental 1, Editora Saraiva- ISBN Demonstrações Contábeis Osni Moura Ribeiro ; Contabilidade Fundamental 1, Editora Saraiva- ISBN 9788502065901 Demonstrações Contábeis O artigo 176 da Lei nº 6.404/1976 estabelece : Ao final de cada exercício

Leia mais

Fundamentos de Contabilidade

Fundamentos de Contabilidade Professor Isnard Martins Bibliografia Osni Moura Ribeiro, Contabilidade Fundamental 1Saraiva, 2011 1 Conjunto de bens, direitos e obrigações de uma pessoa, avaliado em moeda Bens são objetos capazes de

Leia mais

Contabilidade Introdutória

Contabilidade Introdutória FUCAMP Fundação Carmelitana Mário Palmério INTRODUÇÃO FACIHUS Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Curso: Ciências Contábeis Disciplina Contabilidade Introdutória Ano Letivo: Semestre: 2016 1º A história

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL. Noções Gerais. Teoria da Contabilidade Parte 3. Prof. Cláudio Alves

CONTABILIDADE GERAL. Noções Gerais. Teoria da Contabilidade Parte 3. Prof. Cláudio Alves CONTABILIDADE GERAL Noções Gerais Teoria da Contabilidade Parte 3 Prof. Cláudio Alves Objeto da Contabilidade - Patrimônio É o conjunto de bens, direitos e obrigações, de uma pessoa física ou jurídica,

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira

CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Profª Dilci Oliveira Contabilidade é a ciência que estuda, registra, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimônio das entidades com fins lucrativos ou não. Objetivos

Leia mais

A U L A 15 O BALANÇO PATRIMONIAL

A U L A 15 O BALANÇO PATRIMONIAL 1 A fé é uma conquista difícil, que exige combates diários para ser mantida. Paulo Coelho 2 A U L L A 15 14 O RECEITAS BALANÇO PATRIMONIAL E DESPESAS 1) Apresentar uma das principais demonstrações que

Leia mais

Curso de Contabilidade Básica

Curso de Contabilidade Básica Curso de Contabilidade Básica Professor Humberto Lucena 3. CONTAS 3.1 Conceito de Conta Conta é o nome que identifica cada componente patrimonial (bem, direito e obrigação) e cada componente do resultado

Leia mais

Contabilidade Básica - Material 4 - Prof. Marcos César Bottaro

Contabilidade Básica - Material 4 - Prof. Marcos César Bottaro Contas Anteriormente registramos cada uma das operações contábeis diretamente no balanço patrimonial. Contudo, na prática, cada uma dessas operações ocorre inúmeras vezes no decorrer de um único dia, tornando

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL. Contabilidade - Noções Gerais. Balancete de verificação. Valter Ferreira

CONTABILIDADE GERAL. Contabilidade - Noções Gerais. Balancete de verificação. Valter Ferreira CONTABILIDADE GERAL Contabilidade - Noções Gerais Valter Ferreira . O balancete de verificação é um instrumento interno das empresas, que possui por finalidade verificar o cumprimento do método das partidas

Leia mais

A apuração do resultado leva em consideração as origens de recursos representadas pelas RECEITAS, e as aplicações de recursos em DESPESAS e CUSTOS.

A apuração do resultado leva em consideração as origens de recursos representadas pelas RECEITAS, e as aplicações de recursos em DESPESAS e CUSTOS. c) Resultado Econômico Sabemos, primitivamente, que toda empresa busca ter lucratividade na execução de seus objetivos sociais, da mais simples como é a do nosso estudo, a mais complexa. Porém, nem sempre

Leia mais

CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA

CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA CURSO DE CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Professor Humberto Fernandes de Lucena www.editoraferreira.com.br 2. 2.1 Conceito O Patrimônio, sendo o objeto da Contabilidade, define-se como o conjunto formado pelos

Leia mais

Contabilidade. Objeto, objetivo e finalidade. Bens. Conceito de Contabilidade. Conceitos iniciais - Ativo. Contabilidades específicas:

Contabilidade. Objeto, objetivo e finalidade. Bens. Conceito de Contabilidade. Conceitos iniciais - Ativo. Contabilidades específicas: Objeto, objetivo e finalidade Contabilidade Conceitos iniciais - Ativo Objeto: o patrimônio Objetivo: estudo, controle e apuração do resultado Finalidade: Fornecer informações econômicas e financeira sobre

Leia mais

CONTAS DE RESULTADO OPERAÇÕES A VISTA A PRAZO RECEITA + CAIXA + DUPLICATAS A RECEBER DESPESA - CAIXA + CONTAS A PAGAR

CONTAS DE RESULTADO OPERAÇÕES A VISTA A PRAZO RECEITA + CAIXA + DUPLICATAS A RECEBER DESPESA - CAIXA + CONTAS A PAGAR 1/5 CONTAS DE RESULTADO RECEITAS As Receitas correspondem às vendas de produtos, mercadorias ou prestação de serviços. No Balanço Patrimonial, as receitas são refletidas através da entrada de dinheiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL SEI DIRFACIC Nº 2/2018 Disciplina: CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I GABARITO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL SEI DIRFACIC Nº 2/2018 Disciplina: CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I GABARITO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS EDITAL SEI DIRFACIC Nº 2/2018 Disciplina: CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I Valor da Avaliação: 100 PONTOS GABARITO Exame de Suficiência para

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL GRUPO E SUBGRUPOS

BALANÇO PATRIMONIAL GRUPO E SUBGRUPOS U N I V E R S I D A D E E S T A D U A L D E G O I Á S (Criada pela Lei n.º 13.456 de 16 de abril de 1999, publicada no DOE - GO de 20 de abril de 1999) UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS

Leia mais

Considerando-se apenas as informações apresentadas, apresente o registro contábil relativo à apuração do ICMS no mês de fevereiro de 2017:

Considerando-se apenas as informações apresentadas, apresente o registro contábil relativo à apuração do ICMS no mês de fevereiro de 2017: CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA: QUESTÕES DE REVISÃO 01) Uma Sociedade Empresária que possui um único estabelecimento apresentava, em 31.1.2017, após a apuração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias ICMS,

Leia mais

Disciplina: Contabilidade Geral Receita Federal Prof.ª Camila Gomes Aprova Concursos

Disciplina: Contabilidade Geral Receita Federal Prof.ª Camila Gomes Aprova Concursos Disciplina: Contabilidade Geral Receita Federal Prof.ª Camila Gomes Aprova Concursos LISTA DE CONTAS CONTÁBEIS Lei 6.404/76 Art. 178. No balanço, as contas serão classificadas segundo os elementos do patrimônio

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL

BALANÇO PATRIMONIAL 1 de 6 31/01/2015 14:44 BALANÇO PATRIMONIAL Balanço Patrimonial é a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira

Leia mais

Atividades Práticas. 01) Faça os lançamentos em razonetes e levante o Balanço Patrimonial e a DRE para cada situação abaixo:

Atividades Práticas. 01) Faça os lançamentos em razonetes e levante o Balanço Patrimonial e a DRE para cada situação abaixo: CONTABILIDADE II CAPÍTULO 2: DATA PARA ENTREGA: 17/10/2017 PROTOCOLO DE ENTREGA: Data: Data: Ass. Do Aluno: Ass. Do Professor: Atividades Práticas 01) Faça os lançamentos em razonetes e levante o Balanço

Leia mais

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados:

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados: 1. Classifique os itens abaixo em: bens, direitos ou obrigações item bens direito obrigação Empréstimos a receber Dinheiro em caixa Dinheiro depositado no banco veículos biblioteca Salários a pagar estoques

Leia mais

SIMULADOS elaborados pelo Prof: Humberto Lucena

SIMULADOS elaborados pelo Prof: Humberto Lucena SIMULADOS elaborados pelo Prof: Humberto Lucena Em cada questão, marque o item correto: 1. O princípio contábil que atribui às entidades personalidade própria, distinta da dos sócios, é o princípio da:

Leia mais

MODELO SIMPLIFICADO DE PLANO DE CONTAS ATUALIZADO COM A LEI Nº /07.

MODELO SIMPLIFICADO DE PLANO DE CONTAS ATUALIZADO COM A LEI Nº /07. MODELO SIMPLIFICADO DE PLANO DE CONTAS ATUALIZADO COM A LEI Nº 11.638/07. 1. ATIVO 1.1 Circulante 1.1.01 Disponível 1.1.01.01 Caixa 1.1.01.01.01 Caixa pequenas despesas 1.1.01.02 Banco conta movimento

Leia mais

CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP. Fornecedores Banco Conta Movimento. Duplicatas a pagar Aplicações Financeiras

CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP. Fornecedores Banco Conta Movimento. Duplicatas a pagar Aplicações Financeiras CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalente de caixa Fornecedores Banco Conta Movimento Duplicatas a pagar Aplicações Financeiras

Leia mais

PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração Com base nas Leis nºs /2007 e /2009

PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração Com base nas Leis nºs /2007 e /2009 Sumário PLANO DE CONTAS Critérios Para Elaboração Com base nas Leis nºs 11.638/2007 e 11.941/2009 1. Introdução 2. Codificação 3. Abertura de Contas Novas 4. Manual de Contas 5. Estrutura e Classificação

Leia mais

Prof Flávio S. Ferreira

Prof Flávio S. Ferreira Prof Flávio S. Ferreira flavioferreira@live.estacio.br http://flaviosferreira.wordpress.com 1 O Balanço Patrimonial É o mais importante relatório da contabilidade. DEMONSTRA o patrimônio de uma entidade

Leia mais

CONTABILIDADE II CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP

CONTABILIDADE II CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP CONTABILIDADE II CAPÍTULO 01 BALANÇO PATRIMONIAL BP ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa Fornecedores Banco Conta Movimento Duplicatas a pagar Aplicações Financeiras ICMS a recolher Duplicatas a receber

Leia mais

Page 1 of 6 Balanço patrimonial 11 de Maio de 2010 Em face da publicação da Lei nº 11.941/2009, DOU 1 de 28.05.2009, este procedimento foi atualizado. Tópicos atualizados: 1. Introdução; 3. Classificação

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL. Noções Gerais. Plano de Contas Parte 1. Prof. Cláudio Alves

CONTABILIDADE GERAL. Noções Gerais. Plano de Contas Parte 1. Prof. Cláudio Alves CONTABILIDADE GERAL Noções Gerais Plano de Contas Parte 1 Prof. Cláudio Alves Plano de Contas É um conjunto composto pela relação ordenada e codificada das contas utilizadas pela entidade, bem como de

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL. Noções Gerais. Conceito, Objeto, finalidade e usuários Parte 3. Prof. Cláudio Alves

CONTABILIDADE GERAL. Noções Gerais. Conceito, Objeto, finalidade e usuários Parte 3. Prof. Cláudio Alves CONTABILIDADE GERAL Noções Gerais Conceito, Objeto, finalidade e usuários Parte 3 Prof. Cláudio Alves Duplicatas É um título de crédito comercial, usado em vendas a prazo. A duplicata é emitida pelo fornecedor

Leia mais

RESOLUÇÃO EXERCÍCIOS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS BÁSICOS SEGUNDO O MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS 1

RESOLUÇÃO EXERCÍCIOS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS BÁSICOS SEGUNDO O MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS 1 RESOLUÇÃO EXERCÍCIOS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS BÁSICOS SEGUNDO O MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS 1 EXERCÍCIO 1: A seguir estão relacionadas as operações realizadas pela sociedade de prestação de serviços Remendão

Leia mais

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas

1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1 BALANÇO PATRIMONIAL BP Atividades Práticas 1. Questões: 1 - Comente os principais grupos de contas do Balanço, com exemplos. 2 - Explique o que são curto e longo prazo para a contabilidade. 3 - Quais

Leia mais

Sumário. Introdução. Patrimônio

Sumário. Introdução. Patrimônio Sumário Sumário Introdução 2 Objeto 3 Finalidade ou objetivo 4 Pessoas interessadas nas informações contábeis 5 Funções 6 Identificação dos aspectos patrimoniais 7 Campo de aplicação 8 Áreas ou ramos 9

Leia mais

Profa. Ma. Divane A. Silva. Unidade III CONTABILIDADE

Profa. Ma. Divane A. Silva. Unidade III CONTABILIDADE Profa. Ma. Divane A. Silva Unidade III CONTABILIDADE Contabilidade A disciplina está dividida em quatro unidades: Unidade I 1. Contabilidade Unidade II 2. Balanços sucessivos com operações que envolvem

Leia mais

Conceitos Fundamentais

Conceitos Fundamentais São Paulo, fevereiro de 2012 Conceitos Fundamentais 1 CONCEITOS FUNDAMENTAIS Bens Direitos Obrigações Fato Contábil Regime Lançamento Contábil Plano de Contas Exercício Bem - é tudo o que possa satisfazer

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I CONTABILIDADE

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I CONTABILIDADE Prof. Jean Cavaleiro Unidade I CONTABILIDADE Objetivos Conhecer o papel da contabilidade. Conhecer aspectos legais da contabilidade. Conhecer aspectos técnicos de contabilidade. Conhecer as mudanças recentes

Leia mais

Momento de Estudar Exame de Suficiência CFC CONTABILIDADE GERAL. Extra 02 Lançamentos Contábeis

Momento de Estudar Exame de Suficiência CFC  CONTABILIDADE GERAL. Extra 02 Lançamentos Contábeis Momento de Estudar Exame de Suficiência CFC www.momentodeestudar.com.br CONTABILIDADE GERAL Extra 02 Lançamentos Contábeis 01. A Cia Z, empresa prestadora de serviços em aparelhos de comunicação apresentava,

Leia mais

Contabilidade Comercial Aula 1: Refrescando a Memória. Professora Esp. Caroline Camera

Contabilidade Comercial Aula 1: Refrescando a Memória. Professora Esp. Caroline Camera Contabilidade Comercial Aula 1: Refrescando a Memória Professora Esp. Caroline Camera Princípios da Contabilidade Entidade Continuidade Oportunidade Registro pelo Valor Original Prudência Competência CONTAS

Leia mais

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS

FÓMULAS DE LANÇAMENTOS LANÇAMENTO CONTÁBIL Denominação que se dá ao registro de um fato contábil. Para o lançamento utilizaremos o método das partidas dobradas. O princípio fundamental desse método é o de que não há devedor

Leia mais

Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Unidade IV 20 RESOLUÇÃO DE UM EXERCÍCIO COMPLETO 5 Resolução de um exercício completo elaborado conforme a legislação em vigor. Todos os demonstrativos contábeis já

Leia mais

Contabilidade Intermediária. Entendendo a Contabilidade Tema 1 Prof. Wagner Luiz Villalva

Contabilidade Intermediária. Entendendo a Contabilidade Tema 1 Prof. Wagner Luiz Villalva Contabilidade Intermediária Entendendo a Contabilidade Tema 1 Prof. Wagner Luiz Villalva Conteúdo e Objetivo Nesta aula você irá estudar: Práticas contábeis. Relatórios contábeis. Balanço Patrimonial e

Leia mais

AGENTE DA POLÍCIA FEDERAL. NOÇÕES DE CONTABILIDADE Profª. Camila Gomes

AGENTE DA POLÍCIA FEDERAL. NOÇÕES DE CONTABILIDADE Profª. Camila Gomes AGENTE DA POLÍCIA FEDERAL NOÇÕES DE CONTABILIDADE Profª. Camila Gomes Contas NOÇÕES DE CONTABILIDADE Conta é o título atribuído a cada componente patrimonial e suas variações. Quanto aos elementos que

Leia mais

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9.

1 D: Compra de Mercadorias ,00 D: ICMS a recuperar 6.300,00 C: Banco S/A ,00. 2 D: Salários a pagar 9.000,00 C: Caixa 9. Curso de Ciências Contábeis Disciplina: Contabilidade Comercial I 3ª Fase Professora: Lyss Paula de Oliveira ESTADO DE MATO GROSSO Resolução de Atividades Extra: Lançamentos no Diário: 1 D: Compra de Mercadorias

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº /07

RESOLUÇÃO CFC Nº /07 RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.115/07 Aprova a NBC T 19.13 Escrituração Contábil Simplificada para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais

Leia mais

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli

Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli USP/FEA/EAC Curso de Graduação em Administração Disciplina: Noções de Contabilidade para Administradores (EAC0111) Turmas: 01 e 02 Tema 4: Balanço Patrimonial Prof.: Márcio Luiz Borinelli 1 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

Preparatório para o Exame de Suficiência CFC Momento de Estudar. Aula 02. Contabilidade Introdutória Plano de Contas. Professora: Eliane Reis

Preparatório para o Exame de Suficiência CFC Momento de Estudar. Aula 02. Contabilidade Introdutória Plano de Contas. Professora: Eliane Reis Preparatório para o Exame de Suficiência CFC 2019.1 Momento de Estudar Aula 02 Contabilidade Introdutória Plano de Contas Professora: Eliane Reis Exame de Suficiência CFC 2019.1 Momento de Estudar Eliane

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL PROF. RÉGIO FERREIRA

CONTABILIDADE GERAL PROF. RÉGIO FERREIRA CONTABILIDADE GERAL PROF. RÉGIO FERREIRA 1 BALANÇO PATRIMONIAL 2 BALANÇO PATRIMONIAL OBJETIVOS: Ao final deste capítulo, o aluno terá condições de: Identificar os grupos do BALANÇO PATRIMONIAL; Reconhecer

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL. Noções Gerais. Escrituração e Lançamento Contábil Parte 2. Prof. Cláudio Alves

CONTABILIDADE GERAL. Noções Gerais. Escrituração e Lançamento Contábil Parte 2. Prof. Cláudio Alves CONTABILIDADE GERAL Noções Gerais Escrituração e Lançamento Contábil Parte 2 Prof. Cláudio Alves Fórmulas de Lançamento Devido a necessidade de debitar e creditar várias contas, nos registros de determinados

Leia mais

CDD: 657 AC:

CDD: 657 AC: Fonseca, Alan Sales da. F676c Contabilidade : revisão balanço patrimonial e DRE / Alan Sales da Fonseca. Varginha, 2015. 17 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide

Leia mais

ANÁLISE DE BALANÇOS. Prof. Marcos Vinicius Fancelli Livero

ANÁLISE DE BALANÇOS. Prof. Marcos Vinicius Fancelli Livero ANÁLISE DE BALANÇOS Prof. Marcos Vinicius Fancelli Livero Atributos da Informação Contábil Confiabilidade; Compreensibilidade; Tempestividade; Comparabilidade. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Objetivos e Produtos

Leia mais

Slide 1. Contabilidade

Slide 1. Contabilidade Slide 1 Contabilidade Conceitos Básicos OBJETIVO Slide 2 Controlar o Patrimonio Controlar o Resultado Baseada em fatos reais Critérios justos e importantes para uma Decisão Existe desde 1494 Luca Pacioli

Leia mais

BANCO CONTA MOVIMENTO APLICAÇÕES FINANCEIRAS DUPLICATAS A RECEBER

BANCO CONTA MOVIMENTO APLICAÇÕES FINANCEIRAS DUPLICATAS A RECEBER 1 - SUPORTE Usuário: SUPORTE Data: 22/02/2018 Hora: 21:27 Pg.: 1 0.0.0.000.00000 604 1.... 0 ATIVO 1.1... 0 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1.. 0 DISPONIVEL 1.1.1.000. 0 CAIXA 1.1.1.000.00001 1 CAIXA GERAL 1.1.1.001.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DISCIPLINA: EAC0111 NOÇÕES DE CONTABILIDADE PARA

Leia mais

COMO ELABORAR UM PLANO DE CONTAS CONTÁBIL. Júlio César Zanluca

COMO ELABORAR UM PLANO DE CONTAS CONTÁBIL. Júlio César Zanluca Page 1 of 5 COMO ELABORAR UM PLANO DE CONTAS CONTÁBIL Júlio César Zanluca Plano de Contas (ou Elenco de Contas) é o conjunto de contas, previamente estabelecido, que norteia os trabalhos contábeis de registro

Leia mais

Contabilidade Básica Prof. Jackson Luis Oshiro joshiro@ibest.com.br Conceito Conta Nome dado aos componentes patrimoniais (bens, direitos, obrigações e Patrimônio Líquido) e aos elementos de resultado

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL. 1 Conceito:

BALANÇO PATRIMONIAL. 1 Conceito: BALANÇO PATRIMONIAL Conteúdo: 1 Conceito 2 Composição 3 Modelo de balanço patrimonial 4 Preparando um balanço no sistema Jotec 4.1 Cadastro de Aglutinadores 4.2 Cadastro de Plano de Contas 4.3 Associação

Leia mais

Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC) Contabilidade Intermediária II Fucamp/2017

Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC) Contabilidade Intermediária II Fucamp/2017 Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC) Contabilidade Intermediária II Fucamp/2017 Correção Exercícios de Fixação 2- Utilizando os dados apresentados pela Cia ABC no exemplo, na data de 20X0, considere que

Leia mais

Contabilidade Geral Prova 2 Gabarito 1 Questão 01 A questão solicita que o candidato indique a afirmativa incorreta, que é encontrada na alternativa c : No ativo, as contas serão dispostas em ordem crescente

Leia mais

Modelo de Plano de Contas Detalhado

Modelo de Plano de Contas Detalhado Modelo de Plano de Contas Detalhado Código da Conta Descrição da Conta 1. A T I V O 1.1 ATIVO CIRCULANTE 1.1.01 DISPONÍVEL 1.1.01.01 Caixa 1.1.01.02 Bancos c/ Movimento 1.1 01.03 Aplicações Financeiras

Leia mais

DEFINIÇÃO PLANO DE CONTAS CONTAS AULA 2 ESCRITURAÇÃO CONTAS TRADICIONALMENTE USADAS CONTAS TRADICIONALMENTE USADAS

DEFINIÇÃO PLANO DE CONTAS CONTAS AULA 2 ESCRITURAÇÃO CONTAS TRADICIONALMENTE USADAS CONTAS TRADICIONALMENTE USADAS DEFINIÇÃO AULA 2 ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL A ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL CONSISTE EM REGISTRAR OS FATOS CONTÁBEIS (OU SEJA, AQUELES QUE MODIFICAM A COMPOSIÇÃO OU O VALOR DO PATRIMÔNIO DA ENTIDADE) EM DOIS LIVROS:

Leia mais

Atualização/2017 6ª Edição A Reprodução deste material fica proibida sem o expresso consentimento da autora.

Atualização/2017 6ª Edição A Reprodução deste material fica proibida sem o expresso consentimento da autora. SORAIA CLEMENTE DE JESUS Contadora, Consultora, MBA em Gestão Estratégica de Negócios, Instrutora de Cursos e Palestras, Sócia-Diretora da Empresa Preserve Contabilidade Preventiva, Professora Autora Anima.

Leia mais

Maratona de Revisão Curso Ninjas do CFC Prof. Osvaldo Marques

Maratona de Revisão Curso Ninjas do CFC Prof. Osvaldo Marques Maratona de Revisão Curso Ninjas do CFC 1 AULA 8 de 10 2 DISCIPLINAS MAIS IMPORTANTES DISTRIBUIÇÃO DE QUESTÕES NA PROVA Outras disciplinas Teoria da Cont. Contab. Geral Normas Brasileiras de Cont. 44%

Leia mais

Receita Federal. Contabilidade Lista 2. Prof. Anderson Exercícios:

Receita Federal. Contabilidade Lista 2. Prof. Anderson Exercícios: 5.2 - Exercícios: 01. (AFTE/RN 2005 ESAF) Assinale a opção que responde corretamente à questão. ***AJUSTADA*** São grupos e subgrupos que fazem parte do ativo no balanço patrimonial: a) Circulante, Créditos,

Leia mais

CONTABILIDADE E ANÁLISE DE BALANÇOS

CONTABILIDADE E ANÁLISE DE BALANÇOS CONTABILIDADE E ANÁLISE DE BALANÇOS (EAC0549) Prof. Renê Coppe Pimentel Material e conteúdo padronizados elaborados por professores da FEA/USP Prof. Renê Coppe Pimentel Pg. 1 Atuação do Contador Administração

Leia mais

GABARITO OBRIGATÓRIO D B B E E A B A C C

GABARITO OBRIGATÓRIO D B B E E A B A C C AVALIAÇÃO PRESENCIAL gabarito CURSO DISCIPLINA PROFESSORA TURMA ALUNO(A) MATRÍCULA Contabilidade Alessandra Brasiliano DATA DA PROVA POLO ATENÇÃO LEIA ANTES DE COMEÇAR 1. PREENCHA, OBRIGATORIAMENTE, TODOS

Leia mais

Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira

Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Balanço Patrimonial Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente,

Leia mais

Exercícios - Soluções

Exercícios - Soluções Propriedades para Investimento CPC 28/ IAS 40 Exercícios - Soluções EAC 0481 Contabilidade Intermediária II 1 Exercício 1 - Resposta Ativo imobilizado até a conclusão da obra (manutenção da atividade O

Leia mais

ESTÁTICA PATRIMONIAL

ESTÁTICA PATRIMONIAL ESTÁTICA PATRIMONIAL (cap 2) EAC-106 CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA Prof. Renê Coppe Pimentel Material e conteúdo padronizados elaborados por professores da FEA/USP Prof. Renê Coppe Pimentel Pg. 1 Atuação

Leia mais

Balanço Patrimonial Grupo de Contas

Balanço Patrimonial Grupo de Contas Balanço Patrimonial Grupo de Contas Quais são os Grupos de Contas. Critérios de Classificação. Ciclo Operacional. Capítulo 03 Profº Dr. José Carlos Marion MARION, J. Carlos Contabilidade Empresarial. 10.

Leia mais

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo

Características. P A S S I V O Origem dos recursos aplicados no Ativo Balanço Patrimonial conteúdo - características aplicação de recursos - Ativo origem de recursos - Passivo estrutura geral estrutura do Ativo estrutura do Passivo Características Principal demonstrativo

Leia mais

Unidade IV. xxxx. Unidade IV. yyyy. Método das partidas dobradas

Unidade IV. xxxx. Unidade IV. yyyy. Método das partidas dobradas Unidade IV Unidade IV 4 PARTIDAS DOBRADAS DÉBITO E CRÉDITO Método das partidas dobradas Em qualquer operação há um débito e um crédito de igual valor ou um débito (ou mais débitos) de valor idêntico a

Leia mais

ASSEMBLÉIA PARAENSE CNPJ /

ASSEMBLÉIA PARAENSE CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM: ( Valores em Reais) ATIVO CIRCULANTE 17.802.769,62 10.829.348,39 DISPONIBILIDADE 7.703.537,60 3.824.493,65 Caixa e Bancos 436.727,86 548.337,85 Aplicações Financeiras 7.266.809,74

Leia mais

CONTABILIDADE BÁSICA 7ª Edição

CONTABILIDADE BÁSICA 7ª Edição CONTABILIDADE BÁSICA 7ª Edição 1 Cap. 04- Balanço Patrimonial uma Prof. introdução Dr. José Carlos Marion Contabilidade Básica 7ª Edição 4. Balanço Patrimonial uma introdução Identificação. Ativo. Passivo.

Leia mais

Slide 21. Estudo de Caso. Simulação Contábil

Slide 21. Estudo de Caso. Simulação Contábil Slide 21 Estudo de Caso Simulação Contábil LANÇAMENTOS Slide 22 INVESTIMENTO DOS SÓCIOS COMPRA DE IMÓVEIS COMPRA DE VEÍCULOS MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS CONTRATAÇÃO DE SEGUROS COMPRA DE MERCADORIAS VENDA DE

Leia mais

Unidade I CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA. Prof. Carlos Barretto

Unidade I CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA. Prof. Carlos Barretto Unidade I CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA Prof. Carlos Barretto Objetivo Capacitar os estudantes a adquirir conhecimentos necessários para o desenvolvimento das seguintes competências: enfatizar a consciência

Leia mais

CONTABILIDADE. O OBJETO da Contabilidade é o patrimônio das entidades. Patrimônio administrável e em constante alteração.

CONTABILIDADE. O OBJETO da Contabilidade é o patrimônio das entidades. Patrimônio administrável e em constante alteração. 1 CONTABILIDADE 1.1 CONCEITO É a ciência que tem como objetivo observar, registrar e informar os fatos econômico-financeiros acontecidos dentro de um patrimônio pertencente a uma entidade; mediante a aplicação

Leia mais

Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo.

Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo. Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo. a. Máquina adquirida por $18.000, com vida útil estimada de 15 anos e valor residual $3.000. b. Veículo adquirido por $30.000, com vida

Leia mais

Pede-se: Efetuar os lançamentos no livro diário e no livro razão, encerrando as contas de resultado.

Pede-se: Efetuar os lançamentos no livro diário e no livro razão, encerrando as contas de resultado. CONTABILIDADE BÁSICA I 2ª LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADE IV VARIAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO 1) A seguir estão mencionadas as transações da Empresa Petrópolis Ltda., organizada em 1º de dezembro de 2015: 01

Leia mais

Razonetes. Capital Bancos c/ Movto Caixa , , ,00. Imóveis ,00

Razonetes. Capital Bancos c/ Movto Caixa , , ,00. Imóveis ,00 Página 1 Procedimentos Básicos de Escrituração Escrituração é a técnica que consiste em registrar nos livros próprios, todos os fatos contábeis ocorridos numa empresa. A escrituração inicia-se pelo livro

Leia mais

ASSEMBLÉIA PARAENSE CNPJ /

ASSEMBLÉIA PARAENSE CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM: ( Valores em Reais) ATIVO CIRCULANTE 16.593.857,87 20.881.086,44 DISPONIBILIDADE 5.578.801,92 12.097.091,80 Caixa e Bancos 212.257,01 1.053.906,30 Aplicações Financeiras 5.366.544,91

Leia mais

5 Os gastos com aquisição de uma marca devem ser classificadas no seguinte grupo de contas do balanço patrimonial:

5 Os gastos com aquisição de uma marca devem ser classificadas no seguinte grupo de contas do balanço patrimonial: FUCAMP Fundação Carmelitana Mário Palmério FACIHUS Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Curso: Disciplina Ano Letivo: Semestre: Ciências Contábeis 1 Relacione a coluna da direita com a da esquerda:

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS MINI CURRÍCULO Euclides Reame Junior Nascido em Ibitinga - SP Mestre em Engenharia de Produção USP São Carlos Pós graduado em Marketing ESPM São Paulo Graduado em: Ciências Contábeis e Adm. de Empresas

Leia mais

Contabilidade Decifrada. Módulo I Conceitos Iniciais Luiz Eduardo

Contabilidade Decifrada. Módulo I Conceitos Iniciais Luiz Eduardo Contabilidade Decifrada Módulo I Conceitos Iniciais Luiz Eduardo Contabilidade Conceito Contabilidade é a ciência (atividade rigorosa de estudo) que tem por: campo a azienda (qualquer ente que possa vir

Leia mais

ANEXO VI FORMULÁRIOS PARA QUALIFICAÇÃO

ANEXO VI FORMULÁRIOS PARA QUALIFICAÇÃO ANEXO VI FORMULÁRIOS PARA QUALIFICAÇÃO Os concorrentes deverão preencher minuciosamente os formulários a seguir usados no exame de qualificação da empresa. Os formulários deverão ser impressos em papel

Leia mais

Conversão de transações e demonstrações em moeda estrangeira.

Conversão de transações e demonstrações em moeda estrangeira. Aula 2 CONVERSÃO EM MOEDA ESTRANGEIRA CPC 02 PRÁTICAS CONTÁBEIS Profº Dr. José Carlos Marion MARION, J. Carlos Contabilidade Empresarial. 10. ed. São Paulo: Atlas, 2003. 18/08/2013 1 Conversão em Moeda

Leia mais

Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA. Prof. Carlos Barretto

Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA. Prof. Carlos Barretto Unidade III CONTABILIDADE INTERMEDIÁRIA Prof. Carlos Barretto Capacitar os estudantes a adquirir conhecimentos necessários para o desenvolvimento das seguintes competências: enfatizar a consciência ética

Leia mais

CONTABILIDADE BÁSICA

CONTABILIDADE BÁSICA CONTABILIDADE BÁSICA A HISTÓRIA DA CONTABILIDADE CONTABILIDADE PATRIMÔNIO ATIVO PASSIVO PATRIMÔNIO LÍQUIDO FATOS CONTÁBEIS A DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO BALANÇO PATRIMONIAL PERFIL DO CONTADOR

Leia mais

Contabilidade UNIDADE 03. Processo Contábil. Unidade 3. Hebert Sá RECEITA DESPESAS. Processo Contábil

Contabilidade UNIDADE 03. Processo Contábil. Unidade 3. Hebert Sá RECEITA DESPESAS. Processo Contábil Unidade 3 Hebert Sá RECEITA DESPESAS 43 Sumário Introdução... 45 Objetivos... 46 Estrutura da Unidade... 46 Unidade 3: Tópico 1: Contas: Conceituação, Função e Elementos Patrimoniais... 47 1.1 Plano de

Leia mais

Plano de Contas. Prof: Fernando Aprato

Plano de Contas. Prof: Fernando Aprato Plano de Contas Prof: Fernando Aprato Plano de Contas é o conjunto de contas, previamente estabelecido, que norteia os trabalhos contábeis de registro de fatos e atos inerentes à entidade, além de servir

Leia mais

EXERCÍCIOS TEORIA DA CONTABILIDADE Prof. Valbertone Fonte CFC. RESPONDA AS QUESTÕES ABAIXO: 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação:

EXERCÍCIOS TEORIA DA CONTABILIDADE Prof. Valbertone Fonte CFC. RESPONDA AS QUESTÕES ABAIXO: 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: RESPONDA AS QUESTÕES ABAIXO: 1 - Podemos considerar como fato permutativo a transação: a) compra de galpão para a fábrica. b) venda de mercadoria a prazo. c) pagamento de salários administrativos. d) pagamento

Leia mais

NBC T.3 Conceito, Conteúdo, Estrutura e Nomenclatura das Demonstrações Contábeis

NBC T.3 Conceito, Conteúdo, Estrutura e Nomenclatura das Demonstrações Contábeis NBC T.3 Conceito, Conteúdo, Estrutura e Nomenclatura das Demonstrações Contábeis Aprovada pela Resolução CFC 686/1990 NBC T.3.1 Das Disposições Gerais. 3.1.1 As demonstrações contábeis (*) são as extraídas

Leia mais

A U L A 07 BALANÇO PATRIMONIAL E DRE

A U L A 07 BALANÇO PATRIMONIAL E DRE 1 2 Se as coisas não saíram como planejei, posso ficar feliz por ter o dia de hoje para recomeçar. Charles Chaplin 1) Apresentar o Balanço Patrimonial e demonstrar a lógica de sua construção. 2) Conceituar

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA. Valores em R$

ESTADO DE SANTA CATARINA. Valores em R$ Balanço Financeiro - Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina Gestão Geral Anexo 13 - Lei Federal nº 4.320/64 RECEITAS DESPESAS Receita Orçamentária 6.072.993,65 Receitas Correntes 6.073.293,65

Leia mais

CAPÍTULO 2 PATRIMÔNIO. (PLT 312 Páginas 35 a 51)

CAPÍTULO 2 PATRIMÔNIO. (PLT 312 Páginas 35 a 51) CONTABILIDADE GERAL Prof. Régio Ferreira CAPÍTULO 2 PATRIMÔNIO (PLT 312 Páginas 35 a 51) Objetivos do Capítulo Entender o conceito de Patrimônio Conceituar os componentes do Patrimônio: Bens, Direitos

Leia mais

Plano de Contas - A Geral - Período: 01/01/2017 a 31/12/2017

Plano de Contas - A Geral - Período: 01/01/2017 a 31/12/2017 1 1 ATIVO 1.1 2 ATIVO CIRCULANTE 1.1.1 3 DISPONIVEL 1.1.1.01 4 CAIXA GERAL 1.1.1.01.001 5 CAIXA 1.1.1.02 6 BANCO CONTA MOVIMENTO 1.1.1.02.001 7 BANCO A 1.1.1.02.002 8 BANCO B 1.1.1.02.003 9 BANCO C 1.1.1.03

Leia mais