ESTADO DE MATO GROSSO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL PORTARIA Nº 005/BM-1/07

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTADO DE MATO GROSSO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL PORTARIA Nº 005/BM-1/07"

Transcrição

1 ESTADO DE MATO GROSSO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL PORTARIA Nº 005/BM-1/07 Aprova as Normas Gerais de Ação (NGA) para o Corpo Feminino do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso. O COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais, em conformidade com o Art. 11 da Lei Complementar 32, de 10 de outubro de 1994 (Organização Básica do CBM/MT) combinado com o Art. 37 do Regulamento de Uniformes do CBMMT RUBM aprovado pelo Decreto nº 931 de 03/06/1996, e considerando a importância do Uniforme com símbolo da entidade, sendo o seu uso correto elemento primordial na sua apresentação individual e coletiva; considerando, finalmente, que a Corporação necessita de instruções visando complementar a aplicação do Regulamento de Uniformes para disciplinar a apresentação dos Militares em serviço ou em solenidade, RESOLVE: Art. 1º. Aprovar a Norma Geral de Ação (NGA) para o Corpo Feminino do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso, constituídas pelos anexos que acompanham. Art. 2º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 3º. Revogam-se as disposições em contrário. Quartel do Comando Geral, em Cuiabá, 08 de março de * Publicada no BCG nº 2145 de 26/11/2007. SÉRGIO ROBERTO DELAMÔNICA CORREA CEL BM Comandante-Geral do CBMMT Página 1 de 6

2 ESTADO DE MATO GROSSO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR NORMA GERAL DE AÇÃO PARA O CORPO FEMININO DO CBM-MT Capítulo I Objetivo Esta Norma Geral de Ação (NGA) tem por objetivo principal regulamentar procedimentos e padronizar comportamentos, assim como estabelecer direitos e proibições compatíveis à classe militar feminina do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso (CBM-MT). Generalidades Artigo 1º - A militar deverá se enquadrar na presente Norma, pois apresenta características específicas e inerentes ao sexo feminino do CBM-MT. Parágrafo Único Os procedimentos aqui regulamentados ficam estabelecidos para uma pronta obediência por parte da militar, sendo incumbido a seus pares e superiores a sua fiscalização, a fim de que se padronize uma apresentação homogênea e discreta, quanto ao traje dos uniformes previstos no Regulamento de Uniformes do CBM- MT. Capítulo II Da apresentação pessoal da bombeiro militar feminino Artigo 2º O cabelo da militar será considerado dentro do padrão curto ou longo. Artigo 3º O cabelo será classificado como curto quando seu corte se assemelhar ao corte masculino ou quando não ultrapassar a linha inferior da parte posterior da gola do uniforme 3º C. 1º O cabelo curto será utilizado solto, desde que alinhado e penteado. Se necessário, deverá ser arrumado com grampos, fivelas metálicas pequenas (estilo tic-tac ), discretas, nas cores preta ou metálica e/ou com gel fixador que não contenha glíter. 2º Não é permitido o uso de corte de cabelo rente ao couro cabeludo (raspado), salvo se apresentada justificativa plausível pela militar, através de parte, solicitando autorização ao seu comandante imediato. Artigo 4º O cabelo será classificado como longo quando seu corte ultrapassar a linha inferior da parte posterior da gola do uniforme 3º C. Parágrafo Único O cabelo longo deverá sempre ser utilizado preso, através de coque, rabo de cavalo, trança ou penteado especial, de acordo com o uniforme, conforme versa os artigos 5º, 6º e 7º. Artigo 5º Os uniformes do Artigo 14 desta Norma poderão ser utilizados com penteados especiais. Página 2 de 6

3 1º O penteado deverá estar total ou parcialmente preso e não poderá ultrapassar a altura da gola. 2º Nas solenidades em que seja exigida a cobertura, o penteado não poderá impedir seu uso. Artigo 6º Poderão ser utilizados com coque e trança os seguintes uniformes: I 3º C; 3º C1; 3º C2; II 3º D; 3º D1; III 5º A; 5º B; 5º C; 5º D. 1º O elástico utilizado para prender a trança e o coque deverá ser na cor preta ou da mesma tonalidade da cor do cabelo. 2º Em caso de solenidades, formaturas militares em que houver tropa formada e representações de vulto, a maneira de prender o cabelo deverá ser o coque. 3º O comprimento máximo da trança deverá ser de 15 (quinze) centímetros acima da linha do quadril. Artigo 7º Poderão ser utilizados com coque, trança ou rabo de cavalo os seguintes uniformes: I Agasalho esportivo; II 6º A; 6º B; 6º C; 6º D; 6º E; III 8º B. Parágrafo Único O elástico utilizado para prender o rabo de cavalo deverá ser na cor preta ou da mesma tonalidade da cor do cabelo. Artigo 8º A rede de cabelo preta ou da mesma tonalidade do cabelo tornar-se-á obrigatória quando fizer uso do coque. Parágrafo Único Na rede de cabelo não poderá haver nenhum tipo de enfeite como laço, brilho, entre outros. Artigo 9º O coque alto poderá ser utilizado por baixo da cobertura correspondente ao uniforme, desde que não impeça seu uso e não descaracterize o mesmo. Artigo 10 É permitido o uso de franja com o comprimento até a altura da linha da sobrancelha. Parágrafo Único Com o uso de cobertura a franja não deverá aparecer, utilizando para isso os mesmos recursos do Art. 3º, 1º. Artigo 11 A militar deverá comunicar através de parte o chefe do setor de identificação do CBM-MT quando mudar a cor de seu cabelo, informando a cor atual do mesmo para alteração de seus dados de características físicas. Artigo 12 Maquiagem compreende o conjunto de apliques de beleza para o rosto cuja finalidade é corrigir falhas ou adorná-lo. Artigo 13 A maquiagem divide-se em simples e completa. 1º A maquiagem simples compreende: Página 3 de 6

4 Lápis e sombra para os olhos (uso opcional) Batom 2º A maquiagem completa compreende: Pó facial (uso opcional) Lápis e sombra para os olhos Batom Rímel e blush (uso opcional) 3º Qualquer dos tipos de maquiagem deverá ser usada sempre sendo observada a sua adequação aos uniformes e na cor discreta. 4º A cor do batom não poderá ser verde, azul, preta ou roxa. Artigo 14 É obrigatório o uso de maquiagem completa nos seguintes uniformes: I 1º A (cinza pérola rigor); 1º B (branco rigor); 1º C (gala G.L.); 1º D (gala A.P.); II 2º A (cinza pérola); 2º B (branco); III 3º A; 3º B; IV 4º A; 4º B; V 5º E. Artigo 15 O tamanho das unhas não deverá prejudicar a utilização das luvas de procedimento ou cirúrgica, devendo as unhas estar sempre limpas, lixadas e podendo estar pintadas em cores claras, café, tonalidades marrom, vermelho na tonalidade vinho e ameixa. Artigo 16 Os adereços que a militar poderá utilizar em sua boa apresentação constituem-se em brincos, anéis, relógios, colar, pulseiras, bolsas e óculos de sol. 1º O(s) par(es) de brinco(s) a ser(em) utilizado(s) pela militar em serviço operacional e em solenidade militar, em que houver tropa formada, não poderá(ão) ultrapassar o lóbulo da orelha, podendo ser utilizado, no máximo, a quantidade de 03 (três) brincos em cada lado. 2º Quando a militar estiver em serviço administrativo e quando estiver trajando o uniforme constante no artigo 14, poderá utilizar 01 (um) par de brincos que ultrapasse o lóbulo da orelha até no máximo 01 (um) centímetro. 3º É permitido o uso de até 03 (três) anéis discretos - ou seja, sem pedras extravagantes e com espessura de no máximo 0,50 cm - distribuídos em ambas mãos, sendo que no serviço operacional será permitido o uso de somente 01(um) anel. 4º É permitido o uso de relógio. 5º É permitido o uso de um só colar, dourado ou prateado, com ou sem pingente, desde que o tamanho do pingente não ultrapasse 03 (três) centímetros. 6º Quando o colar não atender as características versadas no parágrafo anterior, o mesmo não poderá estar à mostra, tendo de permanecer embaixo da camiseta. 7º Não será permitido o uso de colar no estilo gargantilha. Página 4 de 6

5 8º É permitido o uso de 02 (duas) pulseiras desde que seja dourada, prateada ou conforme parágrafo posterior, e que a espessura da pulseira não ultrapasse a 01 (um) centímetro. 9º É permitido o uso de 01 (uma) pulseira, cuja característica é ser amarrada ao pulso e, para ser retirada, precisa-se arrebentá-la. 10º Não será permitido o uso de bracelete de qualquer gênero. 11º A utilização desses acessórios não poderá colocar em risco a segurança da militar nas instruções nem nos serviços operacionais, sendo de responsabilidade da mesma qualquer tipo de acidente que venha a ocorrer em virtude do uso dos adornos, com exceção dos brincos. Artigo 17 É permitido o uso de bolsa com uniformes constantes nos artigos 6º, 7º e 14 desde que em modelos discretos e nas cores preta, marrom e tonalidades bege. 1º É permitido também o uso de bolsa que seja utilizada na forma de mochila e bolsa no estilo shopping-bag nas cores citadas no enunciado do presente artigo. 2º É permitido o uso de mochila e bolsa de viagem sem restrição de cor. 3º Não é permitido o uso de bolsa, de qualquer tipo, cruzada ao corpo. Artigo 18 Quando a militar fizer uso de algum tipo de piercing, em qualquer parte do corpo, o mesmo não poderá estar à mostra com a utilização de qualquer uniforme. Artigo 19 É permitido, com o uso do uniforme de educação física e roupa de salvamento aquático, a retirada da camiseta durante as instruções de educação física. 1º É obrigatório o uso de short de malha preta lisa por cima do maiô nas instruções de natação ou salvamento aquático e o mesmo não poderá ser curto. 2º O maiô não deverá possuir cavas acentuadas. 3º Em caso de TAF (Teste de Aptidão Física) o uso do short de malha preta será opcional. Artigo 20 Os sapatos deverão ser em couro preto, totalmente fechado e não possuir detalhes em seu modelo, não podendo ser em camurça. 1º Apenas as militares que se encontram em estado de gestação e as que se enquadrarem no artigo 27 estão autorizadas a utilizarem sapatos sem salto. 2º O salto do sapato não poderá ser do tipo plataforma e nem agulha, podendo ter altura de até 8cm. Artigo 21 A meia-fina é item obrigatório nos uniformes, que exijam o uso do sapato descrito no artigo anterior, devendo ser da cor da pele e sem detalhes. 1º Na utilização do uniforme com saia é obrigatório o uso de meia-calça ou de meia 7/8. 2º Na utilização do uniforme com calça é obrigatório o uso de meia-calça, de meia 3/4, de meia 7/8 ou soquete. Página 5 de 6

6 Artigo 22 O uso da saia é obrigatório em solenidades de formaturas e representações de vulto. Artigo 23 Quando a militar possuir o buço aparente, esta deverá providenciar sua retirada. Artigo 24 A utilização de óculos de sol deverá ser com modelos discretos e que não descaracterizem o uniforme. Artigo 25 Nenhuma tatuagem deverá ficar a mostra com a utilização de qualquer uniforme, salvo o uniforme de educação física e salvamento aquático. Artigo 26 Fica proibido o uso de qualquer adereço ou acessório não regulamentado por esta Norma. Artigo 27 Somente através de prescrição médica, a militar poderá ser dispensada do cumprimento de alguma exigência da presente Norma. Artigo 28 Os casos omissos a esta NGA serão resolvidos pelo Comandante Geral ou por nomeação do mesmo de alguém competente para solucioná-los. Cuiabá - MT 01 de março de TARCIANA NOGUEIRA RAMOS 1º TEN BM RG CBM-MT LUCIANA BRAGANÇA BRANDÃO DA SILVA 1º TEN BM RG CBM-MT VIVIAN RIZZIOLLI CORREA 1º TEN BM RG CBM-MT Página 6 de 6

II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN).

II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN). II - NORMAS PARA O PENTEADO E O CORTE DE CABELO FEMININO PARA OFICIAIS E PRAÇAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE (CBMRN). 1. FINALIDADE Estabelecer procedimentos uniformes para a apresentação

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA. Subcomando Geral - Nº 012-12 de agosto de 2003 LEGISLAÇÃO JURISPRUDÊNCIA E NORMAS GERAIS LJNG

POLÍCIA MILITAR DA BAHIA. Subcomando Geral - Nº 012-12 de agosto de 2003 LEGISLAÇÃO JURISPRUDÊNCIA E NORMAS GERAIS LJNG POLÍCIA MILITAR DA BAHIA Subcomando Geral - Nº 012-12 de agosto de 2003 LEGISLAÇÃO JURISPRUDÊNCIA E NORMAS GERAIS LJNG SUMÁRIO SUPLEMENTO LJNG N.º 012 06 DE AGOSTO DE 2003 QUARTA - FEIRA 1 - PORTARIA N.º

Leia mais

PORTARIA Nº 12/GCG/PMMT/07 BCG N. 3393 DE 21-01-2008.

PORTARIA Nº 12/GCG/PMMT/07 BCG N. 3393 DE 21-01-2008. PORTARIA Nº 12/GCG/PMMT/07 BCG N. 3393 DE 21-01-2008. Dispõe sobre aprovação do Regulamento para Apresentação Pessoal dos Policiais Militares da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso. O COMANDANTE GERAL

Leia mais

Anexo ao Decreto XXXXXXXXX. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais

Anexo ao Decreto XXXXXXXXX. CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Anexo ao Decreto XXXXXXXXX CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art. 1º - O presente Regulamento contém as prescrições sobre os uniformes, peças complementares, insígnias e distintivos do Corpo de Bombeiros

Leia mais

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESCOLAR E ASSISTÊNCIA SOCIAL. Capítulo I Das disposições preliminares

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESCOLAR E ASSISTÊNCIA SOCIAL. Capítulo I Das disposições preliminares DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESCOLAR E ASSISTÊNCIA SOCIAL INSTRUÇÃO 02 / 2012. DEEAS Regula o uso de uniformes do Colégio Tiradentes da Policial Militar de Minas Gerais. Capítulo I Das disposições preliminares

Leia mais

Art. 1º. Fica aprovado o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/RN), anexo ao presente Decreto.

Art. 1º. Fica aprovado o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/RN), anexo ao presente Decreto. Decreto nº 16.039, de 3 de maio de 2002. Dispõe sobre o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte(RUCBM/ RN). O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, usando da

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR PORTARIA Nº 153/2014 GAB CMDO/CBMRN O COMANDANTE GERAL DO CORPO DE BOMBEIROS

Leia mais

REGULAMENTO DE UNIFORMES

REGULAMENTO DE UNIFORMES POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS ANEXO III REGULAMENTO DE UNIFORMES TÍTULO I Generalidades Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

ENXOVAL PARA OS ALUNOS QUE IRÃO INICIAR O CURSO: Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública

ENXOVAL PARA OS ALUNOS QUE IRÃO INICIAR O CURSO: Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública ENXOVAL PARA OS ALUNOS QUE IRÃO INICIAR O CURSO: Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública 1. MATERIAL ESCOLAR BÁSICO - Caneta esferográfica azul, preta e vermelha; - lápis preto,

Leia mais

Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e

Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e Manual de Uniformes Profissionalismo, organização, asseio, segurança, confiança. Muitas são as mensagens que uma equipe uniformizada passa para clientes e fornecedores e que justificam o investimento no

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR ACADEMIA DE BOMBEIRO MILITAR

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR ACADEMIA DE BOMBEIRO MILITAR SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA CENTRO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR ACADEMIA DE BOMBEIRO MILITAR Caro futuro Cadete, Nós, da Academia de Bombeiro Militar

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 032/2009, de 03 de setembro de 2009. Aprova, ad referendum do Conselho Superior, as

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS DO RUCBMRN

DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS DO RUCBMRN CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMRN (RUCBM) ANEXO I DA PORTARIA Nº 153 GAB CMDO, DE 29 DE AGOSTO DE 2014. DESCRIÇÃO DOS UNIFORMES, INSÍGNIAS E DISTINTIVOS

Leia mais

POLÍTICA DE F E M I N I N O

POLÍTICA DE F E M I N I N O POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DO UNIFORME F E M I N I N O PROPOSTA O Grupo Villela já conta com mais de 160 profissionais em seu quadro funcional, por isso estamos trabalhando pela padronização e pela profissionalização

Leia mais

CÓDIGO DE INDUMENTÁRIA

CÓDIGO DE INDUMENTÁRIA CÓDIGO DE INDUMENTÁRIA Estas regras são válidas para todos os eventos autorizados ou sob a tutela da APPDSI A APPDSI reserva-se o direito de impor regras adicionais ou permitir exceções em eventos específicos.

Leia mais

O que é um traje típico?

O que é um traje típico? O que é um traje típico? Conta a história que os nobres se revoltavam com o povo por eles imitarem suas vestimentas. Foi criada então uma lei que proibia o povo usar trajes iguais aos da nobreza. Quem

Leia mais

REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL

REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL 2014 REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE ALAGOAS Maceió-AL 1 COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO NOVO REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CBMAL Presidente Cel. QOBM/Comb. Mat. 139983-4 - Adriano

Leia mais

ATOS DO PODER EXECUTIVO

ATOS DO PODER EXECUTIVO ESTADO DA PARAÍBA Nº 14.621 João Pessoa - Domingo, 17 de Abril de 2011 Preço: R$ 2,00 ATOS DO PODER EXECUTIVO DECRETO Nº 32.101, DE 15 DE ABRIL DE 2011 Aprova o Regulamento de Uniformes do Corpo de Bombeiros

Leia mais

DECRETO Nº 39.034, DE FEVEREIRO DE 2006

DECRETO Nº 39.034, DE FEVEREIRO DE 2006 1 DECRETO Nº 39.034, DE FEVEREIRO DE 2006 APROVA O REGULAMENTO DE UNIFORMES DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO,

Leia mais

OSCAR! A grande festa do cinema! Fantasia 2º e 3º ano (Meninas) OSCAR! A grande festa do cinema! Fantasia 1º ano (Meninas)

OSCAR! A grande festa do cinema! Fantasia 2º e 3º ano (Meninas) OSCAR! A grande festa do cinema! Fantasia 1º ano (Meninas) Fantasia 1º ano (Meninas) Filme (Jazz) Marilyn Monroe Vestido frente única, rodado e branco (até o joelho). Batom vermelho e pinta em cima da boca Sapatilha preta Cabelo solto Fantasia 2º e 3º ano (Meninas)

Leia mais

UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS

UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS UNIFORMES LOCAMERICA DICAS E CUIDADOS APRESENTAÇÃO No universo corporativo, as regras de conduta e comportamento são mais claras e rígidas do que na vida social. Para projetar a imagem institucional adequada,

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE 1 2 ANEXO I REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE PADRÃO DE ATENDIMENTO VAPT VUPT DO PROCON-GOIÁS FINALIDADE Art. 1º A Unidade Padrão de Atendimento Vapt Vupt do PROCON - Goiás tem por finalidade: I. Responsabilizar-se

Leia mais

SEÇÃO III DOS UNIFORMES DAS UNIDADES ESPECIALIZADAS

SEÇÃO III DOS UNIFORMES DAS UNIDADES ESPECIALIZADAS REGULAMENTO DE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR DA PARAÍBA (RUPMPB) SEÇÃO III DOS UNIFORMES DAS UNIDADES ESPECIALIZADAS I - 8º UNIFORME CAVALARIA 8º UNIFORME A (8ºA) - CAVALARIA HISTÓRICO NEGO a) 8º UNIFORME

Leia mais

Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach.

Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach. Sinergia consultoria em Gestão de Pessoas é especialista em R&S, T&D, Coach. Ana Lúcia de Paula Silva Daiane Lima de Souza Gleiciane Duarte Silva Luciana Mendes de Souza Luzia da Conceição Azevedo Rebeca

Leia mais

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP

ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP ESTADO DO AMAPÁ CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL CENTRO DE ATIVIDADES TÉCNICAS PORTARIA Nº 011 /05/CAT-CBMAP Aprova a Norma Técnica nº 010/2005-CBMAP, sobre atividades eventuais no Estado do Amapá,

Leia mais

Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul. Secretário de Estado de Fazenda JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO

Diário Oficial. Estado de Mato Grosso do Sul. Secretário de Estado de Fazenda JADER RIEFFE JULIANELLI AFONSO SUPLEMENTO 11-1 0-1977 Diário Oficial Estado de Mato Grosso do Sul ANO XXXVI n. 8.810 CAMPO GRANDE-MS, SEGUNDA-FEIRA, 27 PÁGINAS GOVERNADOR ANDRÉ PUCCINELLI Vice-Governadora SIMONE TEBET Secretário de

Leia mais

Fitas soltas (1cm de largura) Nesta ordem. Camiseta preta ou body com fitas soltas pregadas na gola (nas cores vermelha, amarela, e verde)

Fitas soltas (1cm de largura) Nesta ordem. Camiseta preta ou body com fitas soltas pregadas na gola (nas cores vermelha, amarela, e verde) MENINAS GRUPO 04 A Cabelo com penteado utilizando elásticos nas cores verde, amarela e vermelha MENINAS GRUPO 04 A Cabelo com penteado utilizando elásticos nas cores verde, amarela e vermelha Fitas soltas

Leia mais

Fotos necessárias para a confecção da estatueta. Rosto

Fotos necessárias para a confecção da estatueta. Rosto Fotos necessárias para a confecção da estatueta Todo o trabalho é referenciado em fotos, ou seja, não nos responsabilizamos por material fotográfico que confecção, para isto criamos este guia, para atender

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA SERVIÇO BOMBEIRO MILITAR ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DECRETO Nº 18.428 São Luís, 03 de dezembro de 2001. Regulamenta o art. 158,

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE QUÍMICA

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE QUÍMICA REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE QUÍMICA OBJETIVOS DO LABORATÓRIO DE QUÍMICA: 1. Auxiliar o aluno na introdução das práticas das disciplinas do curso de Tecnologia em Processos Químicos. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES

Leia mais

EDITAL N O. 018/2015. Vagas para Escola do Teatro Bolshoi no Brasil Audição em Joinville/SC 23, 24 e 25 de outubro 2015 Vagas 2016

EDITAL N O. 018/2015. Vagas para Escola do Teatro Bolshoi no Brasil Audição em Joinville/SC 23, 24 e 25 de outubro 2015 Vagas 2016 EDITAL N O. 018/2015 Vagas para Escola do Teatro Bolshoi no Brasil Audição em Joinville/SC 23, 24 e 25 de outubro 2015 Vagas 2016 1.0 Do objetivo: O Instituto Escola do Teatro Bolshoi no Brasil faz saber

Leia mais

COMUNICADO N o 06/2015-CEV/UECE (13 de janeiro de 2015)

COMUNICADO N o 06/2015-CEV/UECE (13 de janeiro de 2015) Fundação COMUNICADO N o 06/2015-CEV/UECE (13 de janeiro de 2015) Dispõe sobre a convocação para a matrícula no Curso de Formação Profissional referente a Turma Única de Agente de Defesa Civil e dá outras

Leia mais

Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos.

Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos. Passo a Passo de Maquiagem Maquiagem Rosa e Roxo A partir desta lição, vamos ver alguns tutoriais de maquiagens em fotos. Os tutoriais são apenas de diferentes maquiagens para os olhos, com a pele já preparada.

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA

MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA ICA 168-6/2011 MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA PESSOAL-MILITAR RCA 35-2 REGULAMENTO DE UNIFORMES PARA OS MILITARES DA AERONÁUTICA (RUMAER) 2012 MINISTÉRIO DA DEFESA COMANDO DA AERONÁUTICA DIRETORIA

Leia mais

APÊNDICE V. Modelos de Uniforme e Crachá

APÊNDICE V. Modelos de Uniforme e Crachá APÊNDICE V Modelos de Uniforme e Crachá MARÇO DE 2016 1 23 ÍNDICE 1.1. Apresentação...3 1.2. Tecidos...3 2.1. Gerente Feminino...5 2.2. Atendente Feminino...7 2.3. Gestante...9 2.4. Orientador Feminino...

Leia mais

Palácio Paiaguás, em Cuiabá, 18 de outubro 2012, 191º da Independência e 124º da República. Transc. D.O. n 25911 de 18/10/2012

Palácio Paiaguás, em Cuiabá, 18 de outubro 2012, 191º da Independência e 124º da República. Transc. D.O. n 25911 de 18/10/2012 DECRETO Nº 1.400, DE 18 DE OUTUBRO DE 2012. Aprova o Regulamento de Uniformes da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso RUPM/MT e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). MAKE UP PASSO

Leia mais

PM-1 RESOLUÇÃO Nº 013/PM-1/EMG-PMMT/94, DE 14/3/94 (Publicado no BCG n.º 059 DE 29/03/94).

PM-1 RESOLUÇÃO Nº 013/PM-1/EMG-PMMT/94, DE 14/3/94 (Publicado no BCG n.º 059 DE 29/03/94). PM-1 RESOLUÇÃO Nº 013/PM-1/EMG-PMMT/94, DE 14/3/94 (Publicado no BCG n.º 059 DE 29/03/94). Regula a concessão de Férias na PMMT e dá outras providências. O Comandante-Geral no uso de suas atribuições previstas

Leia mais

(P 2 ) Exames de ELIMINATÓRIO Aptidão Física (P 3 ) Inspeção da. ELIMINATÓRIO Saúde (P 4 ) Avaliação. ELIMINATÓRIO Psicológica (P 5 ) Investigação

(P 2 ) Exames de ELIMINATÓRIO Aptidão Física (P 3 ) Inspeção da. ELIMINATÓRIO Saúde (P 4 ) Avaliação. ELIMINATÓRIO Psicológica (P 5 ) Investigação CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DIRETORIA DE PESSOAL DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NAS FILEIRAS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL NA QUALIFICAÇÃO

Leia mais

LEILÃO DA PALACE RECEPÇÕES. Anexo I lista dos lotes

LEILÃO DA PALACE RECEPÇÕES. Anexo I lista dos lotes LEILÃO DA PALACE RECEPÇÕES Anexo I lista dos lotes LOTES DESCRIÇÃO FOTOS 01 10 vestidos de damas: tamanhos, lance inicial: R$: 500,00 02 10 vestidos de damas: tamanhos, lance inicial: R$: 500,00 03 10

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL Resolução nº 002 de 09 de maio de 2011. O Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

REGULAMENTO DA SELETIVA PARA O CONCURSO MISS TURISMO PRESIDENTE PRUDENTE 2015

REGULAMENTO DA SELETIVA PARA O CONCURSO MISS TURISMO PRESIDENTE PRUDENTE 2015 REGULAMENTO DA SELETIVA PARA O CONCURSO MISS TURISMO PRESIDENTE PRUDENTE 2015 SOLICITAMOS QUE LEIA COM ATENÇÃO ESTE REGULAMENTO, EM SUA ÍNTEGRA, POIS ESTE POSSUI TODAS AS INSTRUÇÕES E PROCEDIMENTOS PARA

Leia mais

Regulamento de Uniformes APLICÁVEL AO CBM/AP

Regulamento de Uniformes APLICÁVEL AO CBM/AP COLETÂNEA DA Regulamento de Uniformes APLICÁVEL AO CBM/AP VOLUME 1 GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAPÁ Antônio Waldez Góes da Silva SECRETÁRIO ESPECIAL DE DESENVOLVIMENTO DA DEFESA SOCIAL Aldo Alves Ferreira

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPCT DIREN COSEA COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPCT DIREN COSEA COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPCT DIREN COSEA COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II NORMAS REGULAMENTADORAS DAS GRADUAÇÕES NO CORPO DE ALUNOS Normatiza os procedimentos a serem adotados na concessão

Leia mais

Instruçoes para fotos biométricas - República da Eslovênia

Instruçoes para fotos biométricas - República da Eslovênia Instruçoes para fotos biométricas - República da Eslovênia Recomendações do Ministério das Relações Exteriores da República da Eslovênia para as fotos biométricas: o o tamanho da foto: 3,5 x 4,5 cm o o

Leia mais

Escolhendo a Base Para peles oleosas, o indicado é escolher uma base que seja oil free, ou seja livre de óleo. Para peles secas ou mistas, a base

Escolhendo a Base Para peles oleosas, o indicado é escolher uma base que seja oil free, ou seja livre de óleo. Para peles secas ou mistas, a base Preparação da Pele Mas afinal, a pele deve ser preparada antes ou depois de fazer a maquiagem nos olhos? Isto irá depender de pessoa para pessoa, de maquiador para maquiador. Muitos preferem começar a

Leia mais

1. DA CONVOCAÇÃO PARA A MATRÍCULA NO CURSO DE FORMAÇÃO E PARA A INVESTIGAÇÃO SOCIAL

1. DA CONVOCAÇÃO PARA A MATRÍCULA NO CURSO DE FORMAÇÃO E PARA A INVESTIGAÇÃO SOCIAL O SECRETÁRIO DE ESTADO DA GESTÃO E PREVIDÊNCIA, na qualidade de Presidente da Comissão Central de Concurso Público, criada por meio do Decreto Estadual n.º 28.608, de 28 de setembro de 2012, torna pública

Leia mais

DICAS DE UTILIZAÇÃO PARA SEU UNIFORME.

DICAS DE UTILIZAÇÃO PARA SEU UNIFORME. DICAS DE UTILIZAÇÃO PARA SEU UNIFORME. A PROPOSTA Usar uniforme pro ssional às vezes não é uma prática vista com bons olhos pelos funcionários de uma empresa. As pessoas nem sempre gostam de se sentir

Leia mais

PERÍODO DE ADAPTAÇÃO 2016

PERÍODO DE ADAPTAÇÃO 2016 PERÍODO DE ADAPTAÇÃO 2016 POLÍCIA MILITAR DO PARANÁ DIRETORIA DE ENSINO E PESQUISA ACADEMIA POLICIAL MILITAR DO GUATUPÊ ESCOLA DE OFICIAIS ENXOVAL SÃO JOSÉ DOS PINHAIS 2016 P á g i n a 2 ITENS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ENSINO

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ENSINO SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ENSINO EDITAL Nr 256-15-DE/CBMSC (Processo Nr 293-15-DE) SELEÇÃO PARA O MÓDULO DE INSTRUÇÃO GERAL PARA

Leia mais

Regimento Interno de Educação Física

Regimento Interno de Educação Física Aspectos Gerais Regimento Interno de Educação Física 2013/14 Ponto 1 - As instalações desportivas destinam-se à realização das aulas de Educação Física e Atividades de Complemento Curricular. Qualquer

Leia mais

Prova Pedestre UEL 30.11.2013 REGULAMENTO

Prova Pedestre UEL 30.11.2013 REGULAMENTO DOS PRINCIPIO GERAIS, DOS OBJETIVOS E DAS FINALIDADES. Art.1º - A VII é uma realização da Pró-Reitoria de Extensão, Centro de Educação Física e Esporte (CEFE) da Universidade Estadual de Londrina, e serão

Leia mais

Edital do Curso de Guarda-Vidas Civil Turma 2011/2012

Edital do Curso de Guarda-Vidas Civil Turma 2011/2012 Edital do Curso de Guarda-Vidas Civil Turma 2011/2012 Estarão abertas no Corpo de Bombeiros de Cascavel, Toledo, Marechal Cândido Rondon, Quedas do Iguaçu conforme o presente Edital, as inscrições para

Leia mais

SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E JUSTIÇA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR MANUAL DO ALUNO

SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E JUSTIÇA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR MANUAL DO ALUNO SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E JUSTIÇA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO DE ENSINO BOMBEIRO MILITAR MANUAL DO ALUNO Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás - CBMGO Vidas alheias e riquezas salvar

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E HISTÓRICO DA AERONÁUTICA

COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E HISTÓRICO DA AERONÁUTICA COMANDO DA AERONÁUTICA CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E HISTÓRICO DA AERONÁUTICA Fl. nº 1 Rio de Janeiro, 13 de abril de 2005 ADITAMENTO AO BOLETIM DO COMANDO DA AERONÁUTICA Nº 068 Para conhecimento do Pessoal

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A PROVA PRÁTICA - BH

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A PROVA PRÁTICA - BH ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A PROVA PRÁTICA - BH Os candidatos aprovados para a etapa de prova prática deverão comparecer no dia, horário e local informados no comprovante disponível na Área do Candidato,

Leia mais

PORTARIA n º 001-CG/2017

PORTARIA n º 001-CG/2017 PORTARIA n º 001-CG/2017 Dispõe sobre aprovação do Padrão Estético para apresentação pessoal dos Policiais Militares masculinos e Femininos no âmbito da PMBA. O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR ESTADO

Leia mais

UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES)

UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES) UNIFORME DE OFICIAL R/2 (ORIENTAÇÕES) PEÇA ESPECIFICAÇÃO USO AQUISIÇÃO OBSERVAÇÕES SAPATO Social preto, padrão militar, com cadarço. Preferencialmente em lojas militares Evitar uso de sapato social com

Leia mais

MANUAL DO ALUNO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENFERMAGEM

MANUAL DO ALUNO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENFERMAGEM MANUAL DO ALUNO ESTÁGIO SUPERVISIONADO ENFERMAGEM APRESENTAÇÃO Este Manual foi elaborado com o objetivo de fornecer as informações necessárias para o melhor desempenho nas atividades em campo de estágio

Leia mais

REGULAMENTO DE UNIFORMES. Generalidades. alunos do CPMG, permitindo sua rápida identificação perante os demais membros da comunidade.

REGULAMENTO DE UNIFORMES. Generalidades. alunos do CPMG, permitindo sua rápida identificação perante os demais membros da comunidade. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS ANEXO III TÍTULO I Generalidades Art. 1º O

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE EDUCAÇAO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA COMISSÃ0 PERMANENTE DE LICITAÇÃO COPEL PORTARIA N.

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE EDUCAÇAO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA COMISSÃ0 PERMANENTE DE LICITAÇÃO COPEL PORTARIA N. COMISSÃ0 PERMANENTE DE LICITAÇÃO COPEL PORTARIA N.º 50/11 de 05 de Julho de 11 ANEXO I MODELO DE PROPOSTA DE PREÇOS Modalidade de Licitação CARTA CONVITE Número 054/11 DESCRIÇÃO DA PROPOSTA DE PREÇOS ITEM

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). SOBRANCELHA E

Leia mais

R e g u l a m e n t o

R e g u l a m e n t o R e g u l a m e n t o Corrida de Aventura i9 Eco Adventure - Brotas- SP 1 CORRIDA DE AVENTURA: 1.1 A Corrida de Aventura i9 ECO ADVENTURE Brotas SP É uma modalidade multesportiva priorizando o máximo possível

Leia mais

NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE ANATOMIA DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE ASSIS

NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE ANATOMIA DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE ASSIS NORMAS PARA UTILIZAÇÃO DO LABORATÓRIO DE ANATOMIA DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE ASSIS Capítulo I Da Caracterização e Natureza Art. 1º - O Laboratório de Anatomia Humana da Escola de Educação Física de

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE PROFESSORES DE DANÇA SALÃO INTERNACIONAL MEMBER OF THE WORLD DANCE COUNCIL 1º TROFÉU CIDADE DE ALMADA.

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE PROFESSORES DE DANÇA SALÃO INTERNACIONAL MEMBER OF THE WORLD DANCE COUNCIL 1º TROFÉU CIDADE DE ALMADA. ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE PROFESSORES DE DANÇA SALÃO INTERNACIONAL MEMBER OF THE WORLD DANCE COUNCIL 1º TROFÉU CIDADE DE ALMADA 10 Maio de 2014 Complexo Municipal dos Desportos Cidade de Almada SECÇÕES

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, D E C R E T A CAPÍTULO I - DA JORNADA DE TRABALHO

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, D E C R E T A CAPÍTULO I - DA JORNADA DE TRABALHO DECRETO Nº 04 DE 18 DE MARÇO DE 1991 Dispõe sobre a jornada de trabalho e registro de freqüência dos servidores públicos estaduais e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas

Leia mais

Uniforme. Em ordem para manter as regras de uniforme, e necessário que seja adquirido atravéz da companhia de uniforme:

Uniforme. Em ordem para manter as regras de uniforme, e necessário que seja adquirido atravéz da companhia de uniforme: Uniforme Para todos os alunos é esperado que usem o uniforme completo todo o tempo. É exigido que o aluno lembre de usar o uniforme adequadamente, e que a higiene pessoal é de extrema importância e esperado

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL MARIA JOSÉ LISTA DE LIVROS E MATERIAIS 2015 GRUPO 3 ENCONTRO COM A FAMÍLIA:

CENTRO EDUCACIONAL MARIA JOSÉ LISTA DE LIVROS E MATERIAIS 2015 GRUPO 3 ENCONTRO COM A FAMÍLIA: CENTRO EDUCACIONAL MARIA JOSÉ LISTA DE LIVROS E MATERIAIS 2015 GRUPO 3 ENCONTRO COM A FAMÍLIA: ROTINA DA EDUCAÇÃO INFANTIL E INFORMES Dia 02/02/15 Horário: 17:00 h INÍCIO DAS AULAS: 03.02.2015 Horário:

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE GESTÃO E PLANEJAMENTO GABINETE 1 2 ANEXO I REGULAMENTO INTERNO DA UNIDADE PADRÃO VAPT VUPT DA SUPERVISÃO DE INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - SCTI FINALIDADE Art. 1º A Unidade Padrão Vapt

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO - AEC

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO - AEC REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO - AEC 1 REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DE ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO - AEC CAPÍTULO I Das Finalidades deste Regulamento Art. 1

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). CORREÇÕES CORREÇÕES

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

CONCURSO PÚBLICO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL CENTRO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

COMANDANTE DO EXÉRCITO PORTARIA Nº 134, DE 19 DE MARÇO DE 2007.

COMANDANTE DO EXÉRCITO PORTARIA Nº 134, DE 19 DE MARÇO DE 2007. COMANDANTE DO EXÉRCITO PORTARIA Nº 134, DE 19 DE MARÇO DE 2007. Aprova as Instruções Gerais para o Funcionamento dos Hotéis de Trânsito do Exército (IG 30-52). O COMANDANTE DO EXÉRCITO, no uso das atribuições

Leia mais

O Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, no uso das atribuições que lhe confere o inciso VII, do artigo 89, da Constituição Estadual,

O Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, no uso das atribuições que lhe confere o inciso VII, do artigo 89, da Constituição Estadual, P O D E R E X E C U T I V O DECRETO Nº 10.529 DE 29 DE OUTUBRO DE 2.001 D i s p õ e s o b r e a M e d a l h a I M P E R A - D O R D O M P E D R O I I n o C o r p o d e B o m b e i r o s M i l i t a r d

Leia mais

Guia de Imagem Pessoal Aeroportos Maquiagem e Cabelo. Revisão 02 Dezembro 15 Guia 2/2

Guia de Imagem Pessoal Aeroportos Maquiagem e Cabelo. Revisão 02 Dezembro 15 Guia 2/2 Guia de Imagem Pessoal Aeroportos Maquiagem e Cabelo Revisão 02 Dezembro 15 Guia 2/2 Sumário Maquiagem O Conceito Maquiagem Pele BBCream Pele Base Pele Pó facial/compacto Pele Blush Olhos Sombra Para Iluminação

Leia mais

Protocolo de automaquiagem. Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia. LIVRE - Automaquiagem

Protocolo de automaquiagem. Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia. LIVRE - Automaquiagem Protocolo de automaquiagem Protocolo para realização da técnica de automaquiagem facial dia LIVRE - Automaquiagem Um dos pontos fundamentais é saber manusear o "equipamento". Pincéis, lápis e esponjas

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A PROVA PRÁTICA - INTERIOR

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A PROVA PRÁTICA - INTERIOR ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A PROVA PRÁTICA - INTERIOR Os candidatos aprovados para a etapa de prova prática deverão comparecer no dia, horário e local informados no comprovante disponível na Área do Candidato,

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADITAMENTO AO BG Nº 064 03 ABR 2012 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

ALTERADA RESOLUÇÃO 050, de 02 de OUTUBRO DE 2001

ALTERADA RESOLUÇÃO 050, de 02 de OUTUBRO DE 2001 ALTERADA RESOLUÇÃO 050, de 02 de OUTUBRO DE 2001 Altera o regulamento de Uniformes e Insígnias do Corpo de Bombeiros Militar (RUICBM), aprovado pela resolução nº 013 de 29 de janeiro de 2000 Minas Gerais

Leia mais

Art. 3º - Compete ainda, ao Comandante Geral estabelecer normas para aplicação do Regulamento ora aprovado.

Art. 3º - Compete ainda, ao Comandante Geral estabelecer normas para aplicação do Regulamento ora aprovado. DECRETO N.º 18.063, de 06 de agosto de 1986 Aprova o Regulamento de Uniformes da Polícia Militar do Ceará e dá outras providências O GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ, no uso de suas atribuições legais que

Leia mais

ANEXO I-B PREGÃO ELETRÔNICO Nº 3/2012 ENCARTE DE SERVIÇOS DE RECURSOS HUMANOS

ANEXO I-B PREGÃO ELETRÔNICO Nº 3/2012 ENCARTE DE SERVIÇOS DE RECURSOS HUMANOS ANEXO I-B PREGÃO ELETRÔNICO Nº 3/2012 ENCARTE DE SERVIÇOS DE RECURSOS HUMANOS 1. DOS SERVIÇOS DE RECURSOS HUMANOS 1.1 Compreende-se por serviços de Recursos Humanos, para fins deste Termo de Referência,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 109, DE 21 DE JANEIRO DE 1993

RESOLUÇÃO Nº 109, DE 21 DE JANEIRO DE 1993 RESOLUÇÃO Nº 109, DE 21 DE JANEIRO DE 1993 Transcrito do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro nº16, de 26 de janeiro de 1993. O SECRETÁRIO DE ESTADO DA DEFESA CIVIL e COMANDANTE GERAL DO CORPO DE

Leia mais

MATERNAL A e B Dança: BUMBA MEU BOI. MATERNAL A e B Dança: BUMBA MEU BOI

MATERNAL A e B Dança: BUMBA MEU BOI. MATERNAL A e B Dança: BUMBA MEU BOI MATERNAL A e B Dança: BUMBA MEU BOI MATERNAL A e B Dança: BUMBA MEU BOI Chapéu de palha encapado com veludo preto, decorado com renda branca franzida na borda arabescos e acabamento feito com galão dourado,

Leia mais

Comissário(a) de Voo MATRÍCULAS ABERTAS

Comissário(a) de Voo MATRÍCULAS ABERTAS Duração do curso: 5 meses (Segundas a sextas feiras). Horários : Manhã das 08:00 as 11:00 Noite das 19:30 as 22:30 Requisitos básicos para : - Ensino médio completo, - Ter entre 18 anos no mínimo até o

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

EDITAL N O. 004/2014. Vagas para Escola do Teatro Bolshoi no Brasil Inscrição para Pré-indicação em Governador Valadares/MG

EDITAL N O. 004/2014. Vagas para Escola do Teatro Bolshoi no Brasil Inscrição para Pré-indicação em Governador Valadares/MG EDITAL N O. 004/2014 Vagas para Escola do Teatro Bolshoi no Brasil Inscrição para Pré-indicação em Governador Valadares/MG 1.0 Do objetivo: O Instituto Escola do Teatro Bolshoi no Brasil faz saber que

Leia mais

SeAC Serviço de Esporte Arte e Cultura

SeAC Serviço de Esporte Arte e Cultura SeAC Serviço de Esporte Arte e Cultura INFORMATIVO DE DANÇA Baby Class, Ballet Infantil, Jazz Clássico, Jazz e Grupo de Dança. Etapas: O curso será oferecido para educandos a partir de 3 anos de idade,

Leia mais

Infantil II A Professora: Márcia Regina FESTA DE ENCERRAMENTO

Infantil II A Professora: Márcia Regina FESTA DE ENCERRAMENTO COLÉGIO DOM BARRETO Autorização: Portaria Ministerial de 08/04/53 do Ministério de Educação e Saúde e Ato n o 1449 de 20/10/53 do Departamento de Educação. Reconhecimento: Portaria CEI de 02 publicado

Leia mais

clientes, preparou este catálogo, com o que há de mais moderno e de modelos para os mais variados perfis de consumo, abrangendo

clientes, preparou este catálogo, com o que há de mais moderno e de modelos para os mais variados perfis de consumo, abrangendo Prezado Cliente, A Luis De Lucia, sempre preocupada em oferecer o melhor para seus clientes, preparou este catálogo, com o que há de mais moderno e atual no mercado de estojos e expositores para jóias.

Leia mais

Maquiagem no sol e na academia, sim!

Maquiagem no sol e na academia, sim! 46 Março/Abril de 2011 Maquiagem no sol e na academia, comportamento iate sim! Não há restrições para o uso do make. Realçar a beleza e proteger a pele pode ser a qualquer hora do dia, em qualquer lugar

Leia mais

DISCIPLINA. Regulamento Geral

DISCIPLINA. Regulamento Geral REGULAMENTO GERAL ENSINA-ME A SER OBEDIENTE ÀS REGRAS DO JOGO ENSINA-ME A NÃO PROFERIR NEM RECEBER ELOGIO IMERECIDO ENSINA-ME A GANHAR, SE ME FOR POSSÍVEL MAS, SE EU PERDER, ACIMA DE TUDO ENSINA-ME A PERDER

Leia mais

INSTITUCIONALIZA O UNIFORME

INSTITUCIONALIZA O UNIFORME DECRETO Nº29.482, de 03 de outubro de 2008. INSTITUCIONALIZA O UNIFORME DO PROGRAMA RONDA DO QUARTEIRÃO E MODIFICA O DECRETO Nº18.063, DE 06 DE AGOSTO DE 1986 (REGULAMENTODE UNIFORMES DA POLÍCIA MILITAR

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 469, 18 DE AGOSTO DE 2015

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 469, 18 DE AGOSTO DE 2015 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 469, 18 DE AGOSTO DE 2015 Altera dispositivos da Resolução Normativa CFA nº 450, de 15 de agosto de 2014, que estabelece os modelos da Carteira de Identidade Profissional do

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). SEQUÊNCIA DA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA 003/2011. O DEFENSOR PUBLICO-GERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais; RESOLVE: CAPÍTULO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA 003/2011. O DEFENSOR PUBLICO-GERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais; RESOLVE: CAPÍTULO I INSTRUÇÃO NORMATIVA 003/2011 O DEFENSOR PUBLICO-GERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais; Considerando a necessidade de disciplinar os horários de entrada e saída dos servidores,

Leia mais

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12

lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12 lábios... 3 rosto... 7 olhos... 12 lábios BATOM Batom com vitaminas para uma sensação suave nos lábios. Possui textura cremosa e se espalha facilmente devido a sua textura suave mantendo os lábios hidratados.

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA ALFERES MORAES SANTOS

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA ALFERES MORAES SANTOS ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA ALFERES MORAES SANTOS ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DECRETO Nº 18.430 São Luís, 03 de dezembro de 2001. Regulamenta o art. 158, da

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Preliminares

Capítulo I Das Disposições Preliminares POLÍCIA MILITAR CENTRO DE EDUCAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 0001/2013-CEPM ESTABELECE NORMAS PARA FUNCIONAMENTO DO CURSO DE HABILITAÇÃO DE SARGENTOS POLICIAIS MILITARES (CHS/PM), COM BASE NO DECRETO ESTADUAL Nº 23.287/2002,

Leia mais

APLICAÇÃO DE LOGOMARCAS DE PATROCINADORES INDIVIDUAIS DE ATLETAS EM UNIFORME DE TREINO DA CBKW Orientações válidas para competições oficiais de 2014

APLICAÇÃO DE LOGOMARCAS DE PATROCINADORES INDIVIDUAIS DE ATLETAS EM UNIFORME DE TREINO DA CBKW Orientações válidas para competições oficiais de 2014 APLICAÇÃO DE LOGOMARCAS DE PATROCINADORES INDIVIDUAIS DE ATLETAS EM UNIFORME DE TREINO DA CBKW Orientações válidas para competições oficiais de 2014 I. APRESENTAÇÃO: Os seguintes critérios têm como finalidade

Leia mais