I Olimpíada Goiana de Astronomia Prova Nível 1 Alunos do Ensino Fundamental

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "I Olimpíada Goiana de Astronomia Prova Nível 1 Alunos do Ensino Fundamental"

Transcrição

1 I Olimpíada Goiana de Astronomia Prova Nível 1 Alunos do Ensino Fundamental Dados do aluno: Nome completo: Endereço: Série que está cursando: ( ) 6 ano ( ) 7 ano ( ) 8 ano ( ) 9 ano Dados da escola: Nome da escola: Bairro: Endereço: Sexo: ( ) Masculino ( ) Feminino Cidade: Telefone: ( ) Realizei a prova em: / / Cidade: CEP: Telefone: NÃO É PERMITIDO O USO DE CALCULADORA OU QUALQUER OUTRO DISPOSITIVO ELETRÔNICO. Declaro estar realizando esta prova no dia 26 de maio de 2017 portando apenas lápis, borracha e caneta. Assinatura do aluno por extenso QUESTÕES Os fusos horários foram estabelecidos através da divisão da circunferência da Terra (360 ) pelo tempo gasto durante o movimento de rotação, ou seja, que a Terra realiza um giro em torno do seu próprio eixo, sendo que são necessárias, aproximadamente, 24 horas (23 horas, 56 minutos e 4 segundos) para a realização desse movimento. Dessa forma a linha imaginária considerada o marco 0 dos fusos horários é: a) Linha do Equador b) Trópico de Capricórnio c) Meridiano de Greenwich d) Trópico de Câncer e) Circulo Polar Ártico 2. Constelações são agrupamentos aparentes de estrelas os quais os astrônomos da antiguidade imaginaram formar figuras de pessoas, animais ou objetos. Numa noite escura, pode-se ver entre 1000 e 1500 estrelas, sendo que cada estrela pertence a alguma constelação. As constelações nos ajudam a separar o céu em porções menores, mas identificá-las é em geral muito difícil. Entretanto uma dessas constelações é facilmente reconhecível no céu. Página 1 de 6

2 Podemos afirmar que essa constelação em questão é: a) Leão b) Cão Maior c) Cão Menor d) Cruzeiro do Sul e) Escorpião 3. Na maioria das vezes as ilustrações não mostram de um jeito apropriado o tamanho dos planetas e as distâncias que separam cada um deles em relação ao Sol. Até mesmo nos livros didáticos são mostrados totalmente fora de escala. Estamos apresentando os planetas em escala na figura abaixo. Podemos afirmar que os planetas enumerados na figura (1, 2, 3 e 4) são respectivamente: a) Júpiter, Terra, Marte, Urano b) Terra, Saturno, Vênus, Marte c) Júpiter, Terra, Mercúrio, Saturno d) Saturno, Terra, Marte, Urano e) Saturno, Marte, Terra, Urano 4. Na figura abaixo estão enumeradas imagens de: Lua, Galáxia, Aglomerado de Estrelas e Nuvem Interestelar. Página 2 de 6

3 Podemos afirmar que as imagens enumeradas na figura (1, 2, 3 e 4) são respectivamente: a) Aglomerado de Estrelas, Lua, Nuvem Interestelar, Galáxia b) Nuvem Interestelar, Lua, Aglomerado de Estrelas, Galáxia c) Galáxia, Lua, Aglomerado de Estrelas, Nuvem Interestelar d) Aglomerado de Estrelas, Galáxia, Nuvem Interestelar, Lua e) Lua, Nuvem Interestelar, Galáxia, Aglomerado de Estrelas Texto para questões 5 e 6 Define-se o Ano sideral como sendo o período de revolução da Terra em torno do Sol relativamente às estrelas. Em termos de dias, podemos dizer que se refere a 365,2564 dias solares médios. Já o Ano tropical também é relacionado ao movimento de revolução da Terra. Contudo, a referência desta vez é o Equinócio Vernal, isto é, a referência é os inícios das estações. O período compreendido é de 365,2422 dias solares médios. A diferença entre o ano tropical e o ano sideral se deve ao movimento de precessão da Terra. O ano tropical é levemente menor do que o ano sideral sendo que nosso calendário se baseia no ano tropical. 5. Arredondando o Ano Tropical para 365,25 dias, então, quantas horas sobram aproximadamente em cada ano? Dado: 1 ano = 365 dias a) 2h b) 3h c) 4h d) 5h e) 6h 6. Quando as sobras de horas de alguns anos totalizam um dia completo, adicionamos um dia em fevereiro e chamamos esse ano de bissexto. O ano bissexto tem 366 dias. Se 2016 foi um ano bissexto, quais das opções a seguir é um ano bissexto? a) 2017 b) 2021 c) 2033 d) 2056 e) Observe o gráfico a seguir. Considerando que o eixo X corresponde à Linha do Equador e o eixo Y corresponde ao Meridiano de Greenwich, responda as questões a seguir. Considerando que no ponto A são 14 horas, calcule o horário local do Ponto B. Em sua resposta, desconsidere a possibilidade da existência de horário de verão e de horas cifradas: a) 20 horas b) 18 horas c) 17 horas d) 8 horas e) 6 horas Página 3 de 6

4 Texto para próxima questão A humanidade está prestes a dar um importante passo em direção à descoberta de vidas alienígenas. Não, ainda não encontramos nenhum vestígio que comprove que não estamos sozinhos no universo, mas a NASA e a ESA, a agência espacial europeia, anunciaram que vão realizar uma missão nos próximos anos exatamente para procurar indícios de que outras espécies podem estar se desenvolvendo em outros planetas ou corpos celestes. E, para isso, as luas de Júpiter serão o primeiro ponto de parada para esse novo projeto de análise. Ainda vai levar um tempo para que tudo isso aconteça. A previsão é que a missão aconteça somente em 2025, mas os preparativos já começaram a ser realizados. A ideia é unir os recursos das duas agências para aumentar as chances de encontrar algo que seja realmente relevante dentro dessa proposta. É claro que ninguém espera encontrar uma civilização inteira vagando pelo espaço, mas o mais simples microrganismo já é capaz de provar que existem organismos capazes de sobreviver em condições diferentes destas que temos por aqui. E a escolha da lua Europa, localizada na órbita de Júpiter, é a maior prova disso. Ela é uma das principais candidatas a ter vida alienígena, já que o satélite natural possui um oceano subterrâneo maior do que os oceanos da Terra e, como a ciência bem nos ensinou, os primeiros organismos vivos surgiram exatamente na água. Assim, apesar das condições geladas do astro, existem grandes chances de ter algum tipo de vida habitando por ali principalmente após indícios de que essa mesma água subterrânea consegue, em algumas condições, verter para a superfície. Para tirar a prova, NASA e ESA vão lançar a chamada Joint Europa Mission (JEM), uma missão conjunta que vai levar sondas para a superfície da lua exatamente para procurar por assinaturas biológicas que possam comprovar a existência de vida lá fora. Texto parcialmente extraído de: 8. A NASA já havia afirmado que Europa, uma das luas de Júpiter, era o lugar mais provável de ter vida fora da Terra. Isso porque estudos comprovam que o balanço químico entre os oceanos do astro e da Terra são muito parecidos. Os principais elementos químicos presentes em Europa para chegarmos à conclusão que existe a possibilidade de existência de vida extraterrestre lá são: a) Hidrogênio, Oxigênio, Carbono e Enxofre b) Carbono, Chumbo, Urânio e Oxigênio c) Hidrogênio, Urânio, Carbono e Mendelévio d) Hidrogênio, Oxigênio, Carbono e Moscóvio e) Carbono, Amerício, Oxigênio e Mendelévio 9. Em astronomia Esfera Celeste é uma esfera imaginaria com um raio gigantesco, centralizada na Terra. Todos os objetos que podem ser vistos no céu podem ser imaginados como repousados na superfície desta esfera. O deslocamento dos astros nessa esfera é de leste para oeste, pois é reflexo Página 4 de 6

5 do movimento de rotação da Terra. Surge assim o movimento aparente dos astros, ou a rotação da esfera celeste. Sabemos que a velocidade angular aparente diária de um astro é definida pela fórmula: V aparente 360 dada a velocidade em graus por hora. Dessa forma, podemos afirmar que a t velocidade angular aparente diária do Sol na esfera celeste é: a) 5 /h b) 10 /h c) 15 /h d) 20 /h e) 25 /h 10. É muito importante em astronomia sabermos medir o tamanho angular de um astro. Suponha que na figura abaixo L seja o diâmetro do Sol, ou seja, km e R a distância média entre a Terra e o Sol, que é de km. L O cálculo do tamanho angular é feito da seguinte forma: 0, 0093 para cálculos R em radianos ou 0,0093x60 0, 56 em graus. Sabendo que o diâmetro da Lua é de aproximadamente km e que a distância média entre a Terra e a Lua é km, podemos afirmar que o tamanho aparente da Lua em graus é: a) 0,44 b) 0,54 c) 0,64 d) 0,74 e) 0,84 Texto para próxima questão O governo brasileiro lançou dia 04 de maio de 2017 o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que terá como função dar maior segurança às comunicações do País e ampliar a oferta de internet à população. O satélite geoestacionário tem a característica de mover-se com o período de rotação igual ao da Terra. Considere que um satélite geoestacionário, após colocado em órbita circular no plano do Equador terrestre, não sofre perturbações que o desvie da órbita. Página 5 de 6

6 11. Sobre esse fato, marque V para as alternativas Verdadeiras e F para as falsas: ( ) A força de atração gravitacional sobre o satélite geoestacionário em órbita é nula. ( ) O módulo da velocidade linear do satélite geoestacionário não depende da massa desse satélite. ( ) A Lei da Gravitação Universal não pode ser aplicada ao estudo do movimento de satélites artificiais. ( ) O vetor velocidade linear do movimento do satélite geoestacionário é constante. ( ) O módulo da aceleração tangencial do satélite geoestacionário é diferente de zero. Texto para próxima questão A atração gravitacional da Lua e a força centrífuga do movimento conjunto de rotação da Lua e da Terra são as principais causas do fenômeno das marés. Essas forças fazem com que a água dos oceanos adquira a forma esquematizada (e exagerada) na figura abaixo. A influência do Sol no fenômeno das marés é bem menor, mas não desprezível, porque quando a atração do Sol e da Lua se conjugam a maré torna-se mais intensa. 12. Sobre esse fato, marque V para as alternativas Verdadeiras e F para as falsas: ( ) Duas marés altas separadas por aproximadamente 12 horas ocorrem no mesmo dia e no mesmo local. ( ) Quando a Lua estiver em cima do Japão teremos maré alta no Japão e como o Brasil está diametralmente oposto ao Japão, teremos também maré alta no Brasil. ( ) A maré é mais intensa é quando os efeitos da Lua e do Sol se somam. Isso ocorre quando tivermos a situação representada na figura a seguir. Temos a fase de Lua Nova. ( ) As marés se formam devido aos polos magnéticos da Terra e não com a Gravitação proposta por Newton. ( ) A influência da gravidade do Sol em outros dias (quando a atração do Sol e da Lua não se conjugam) é totalmente desprezível espaço para rascunho Página 6 de 6

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO. 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol.

LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO. 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol. LISTA DE EXERCÍCIOS DE GRAVITAÇÃO 1. (G1) A figura a seguir mostra de forma esquemática a órbita do cometa Halley ao redor do Sol. 3. (Unicamp 98) A figura a seguir representa exageradamente a trajetória

Leia mais

Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante

Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante 2º ano D Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante A Terra é o terceiro planeta do Sistema Solar a contar a partir do Sol e o quinto em diâmetro. Os oitos planetas que compõe o Sistema Solar são Mercúrio, Vênus,

Leia mais

I Curso Introdução à Astronomia Jan A Terra e a Lua. Daniel R. C. Mello. Observatório do Valongo - UFRJ

I Curso Introdução à Astronomia Jan A Terra e a Lua. Daniel R. C. Mello. Observatório do Valongo - UFRJ I Curso Introdução à Astronomia Jan 2017 A Terra e a Lua Daniel R. C. Mello Observatório do Valongo - UFRJ Nesta aula veremos: O sistema Terra-Lua (dimensões e distâncias) Os Movimentos da Terra, da Lua

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Ciências - Inglês

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Ciências - Inglês Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Ciências - Inglês 1 Os exercícios podem ser feitos no livro. Exercícios gramaticais, proposto pelo livro Gramática

Leia mais

LOCALIZAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS. Luiz Fernando Wisniewski

LOCALIZAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS. Luiz Fernando Wisniewski LOCALIZAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS Prof.º Luiz Fernando Wisniewski lfw.geografia@gmail.com LOCALIZAÇÃO E COORDENADAS GEOGRÁFICAS Orientação através da rosa dos ventos Paralelos e Meridianos Latitude

Leia mais

o módulo da quantidade de movimento do satélite, em kg m s, é, aproximadamente, igual a: a) b) c) d) e)

o módulo da quantidade de movimento do satélite, em kg m s, é, aproximadamente, igual a: a) b) c) d) e) 1. Considere que um satélite de massa m 5,0 kg seja colocado em órbita circular ao redor da Terra, a uma altitude h 650 km. Sendo o raio da Terra igual a 6.350 km, sua massa igual a 4 5,98 10 kg e a constante

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Geografia Série: 6 a - Ensino Fundamental Professora: Cristiane Mattar Geografia Atividades para Estudos Autônomos Data: 25 / 4 / 2016 Aluno(a):

Leia mais

2. Observe atentamente o mapa PLANISFÉRIO FUSOS HORÁRIOS.

2. Observe atentamente o mapa PLANISFÉRIO FUSOS HORÁRIOS. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 6ª Ano

Leia mais

1 A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede.

1 A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede. 5 Nome: Data: unidade A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede. Lua Sol Terra Mercúrio Vênus Júpiter ilustrações: Paulo Manzi Marte Saturno Figura A Saturno Júpiter Marte

Leia mais

1. A planta, o planisfério e o globo terrestre são utilizados para representar, respectivamente:

1. A planta, o planisfério e o globo terrestre são utilizados para representar, respectivamente: SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 6ª Ano

Leia mais

Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas

Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Secundária de Maria Lamas Agrupamento de Escolas Gil Paes Rotação da Terra 4.1 Indicar o período de

Leia mais

Movimentos da Terra: Formação Tópicos Gerais de Ciências da Terra Turma B. Karín Menéndez-Delmestre Observatório do Valongo

Movimentos da Terra: Formação Tópicos Gerais de Ciências da Terra Turma B. Karín Menéndez-Delmestre Observatório do Valongo Movimentos da Terra: Formação Tópicos Gerais de Ciências da Terra Turma B Karín Menéndez-Delmestre Observatório do Valongo Os Movimentos da Terra Rotação Revolução Precessão Nutação Movimento dos Pólos...

Leia mais

Introdução à astronomia O Sistema Solar

Introdução à astronomia O Sistema Solar Introdução à astronomia O Sistema Solar Introdução a astronomia A Lua A Terra Viver na Terra Introdução a Astronomia Astronomia é a ciência que estuda os astros e os fenômenos celestes. Universo é o conjunto

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia. Fundamentos de Astronomia e Astrofísica

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia. Fundamentos de Astronomia e Astrofísica Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia Fundamentos de Astronomia e Astrofísica Prof. Rogério Riffel Por que estudamos astronomia? Por que estudamos astronomia?

Leia mais

2.2 Os planetas e as características que os distinguem

2.2 Os planetas e as características que os distinguem Período de rotação O tempo que um planeta demora para realizar uma rotação completa em torno do seu eixo chama-se período de rotação e corresponde a um dia nesse planeta. Mercúrio Vénus Saturno 59 dias

Leia mais

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet 11. (Fei 97) A luz solar se propaga e atravessa um meio translúcido. Qual das alternativas a seguir representa o que acontece com a propagação dos raios de luz? 12. (Fuvest 93) A luz solar penetra numa

Leia mais

CAPÍTULO 03 O Universo..

CAPÍTULO 03 O Universo.. CAPÍTULO 03 O Universo.. 03/03/2016 6º Ano B Profº Delsomar de Sousa Barbosa Páginas: 34 a 40 Itens 01 a 03. Estrutura Temática Astros do universo. Planetas Satélites Estrelas Distâncias no Espaço. Sistemas,

Leia mais

Profº Carlos Alberto

Profº Carlos Alberto Gravitação Disciplina: Mecânica Básica Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá: As leis que descrevem os movimentos dos planetas, e como trabalhar com

Leia mais

Processo Avaliativo AVP - 4º Bimestre/2016 Disciplina: Física 1ª série EM A Data: Nome do aluno Nº Turma

Processo Avaliativo AVP - 4º Bimestre/2016 Disciplina: Física 1ª série EM A Data: Nome do aluno Nº Turma Processo Avaliativo AVP - 4º Bimestre/016 Disciplina: Física 1ª série EM A Data: Nome do aluno Nº Turma Atividade Avaliativa: entregar a resolução de todas as questões. 1. (Ita 016) A partir do repouso,

Leia mais

Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses

Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Hipertexto: http://www.astro.if.ufrgs.br Fundamentos de Astronomia e Astrofísica Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Rogemar A. Riffel e-mail: rogemar@ufrgs.br http://www.if.ufrgs.br/~rogemar

Leia mais

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia 10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 18 de março de 2015 15:00 (Continente e Madeira) / 14:00 (Açores) Duração máxima 120 minutos Notas: Leia atentamente todas as questões.

Leia mais

Terra Marte Júpiter Saturno. O Sistema Solar. Introdução à Astronomia Fundamental. O Sistema Solar

Terra Marte Júpiter Saturno. O Sistema Solar. Introdução à Astronomia Fundamental. O Sistema Solar Introdução à Astronomia Fundamental Lua Distância média da Terra: 384 400 km Diâmetro equatorial: 3480 km Massa: 0,012 massa terrestre Gravidade: 1,62 m/s 2 Densidade: 3340 kg/m 3 Rotação: 27,32 dias Período

Leia mais

Planetas são:

Planetas são: Características dos planetas (Pp. 71 a 78) Planetas do Sistema Solar Planeta Planeta anão Mercúrio Vénus Terra Marte Júpiter Saturno Úrano Neptuno Atenção às Páginas do MANUAL Manual Espaço Manual Pg.

Leia mais

Astrofísica Geral. Tema 02: Noções de Astronomia

Astrofísica Geral. Tema 02: Noções de Astronomia ma 02: Noções de Astronomia Outline 1 Forma e movimentos da rra 2 Constelações 3 Estações do ano 4 Esfera celeste 5 Medidas de tempo 6 Bibliografia 2 / 48 Outline 1 Forma e movimentos da rra 2 Constelações

Leia mais

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia 10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da final nacional PROVA EÓRICA 17 de abril de 2015 16H45 Duração máxima 120 minutos Notas: Leia atentamente todas as questões. odas as respostas devem ser

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia. Fundamentos de Astronomia e Astrofísica: FIS02010

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia. Fundamentos de Astronomia e Astrofísica: FIS02010 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia Fundamentos de Astronomia e Astrofísica: FIS02010 Prof. Tibério B. Vale Bibliografia básica: http://astro.if.ufrgs.br/

Leia mais

Ensino Médio TESTES ALFA TODAS GEOGRAFIA. 3. Em São Francisco, 120 W de GMT são 15:00h. Portanto, em São Paulo, 45 W de GMT, serão:

Ensino Médio TESTES ALFA TODAS GEOGRAFIA. 3. Em São Francisco, 120 W de GMT são 15:00h. Portanto, em São Paulo, 45 W de GMT, serão: Nome: Classe: Nº de Matrícula: Ensino Médio Disciplina: GEOGRAFIA Série: 1ª Bimestre: 1º Data: 15/03/2008 Prova: PE Área: TODAS Versão: ALFA TESTES 1. "Acontece quando a face visível da Lua não recebe

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa 1

Ficha de Avaliação Sumativa 1 Ficha de Avaliação Sumativa 1 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO = 0,1 cm/min . Para as frequências temos: v v 2 f r 2 f r f 1,5 r f r f 1,5 f.

t RESOLUÇÃO COMECE DO BÁSICO = 0,1 cm/min . Para as frequências temos: v v 2 f r 2 f r f 1,5 r f r f 1,5 f. t ESOLUÇÃO COMECE DO ÁSICO [] Dados: n = 4; t = s. Substituindo esses valores na fórmula dada: 4 (360 ) = 70 /s. [D] Dados: = 3,14 e raio da Terra: T = 6.000 km. O período de rotação da Terra é T = 4 h.

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia. Introdução à Astronomia. Prof.

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia. Introdução à Astronomia. Prof. Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia Introdução à Astronomia Prof. Rogério Riffel Por que estudamos astronomia? Por que estudamos astronomia? Para entender

Leia mais

DINÂMICA DO SISTEMA SOLAR

DINÂMICA DO SISTEMA SOLAR ASTRONOMIA DO SISTEMA SOLAR Enos Picazzio (IAGUSP 2006) DINÂMICA DO SISTEMA SOLAR NÃO HÁ PERMISSÃO DE USO PARCIAL OU TOTAL DESTE MATERIAL PARA OUTRAS FINALIDADES. Até o final do século XVII eram conhecidos:

Leia mais

SISTEMAS DE COORDENDAS CELESTES

SISTEMAS DE COORDENDAS CELESTES SISTEMAS DE COORDENDAS CELESTES Prof. Dr. Carlos Aurélio Nadal Distância angular e diâmetro aparente Diâmetro aparente da Lua Medidas angulares com o auxilio das mãos Ângulo medido a partir do centro da

Leia mais

Movimentos da Terra e da Lua e eclipses. Gastão B. Lima Neto IAG/USP

Movimentos da Terra e da Lua e eclipses. Gastão B. Lima Neto IAG/USP Movimentos da Terra e da Lua e eclipses Gastão B. Lima Neto IAG/USP AGA 210 2 semestre/2006 Nascer do Sol Movimento aparente do Sol Movimento aparente dos astros frequência quotidiana. Interpretação? (1)

Leia mais

CONSTELAÇÕES. Autor: Viviane Lopes da Costa

CONSTELAÇÕES. Autor: Viviane Lopes da Costa CONSTELAÇÕES Autor: Viviane Lopes da Costa Contexto: Esta aula se insere no decorrer do curso de ciências para a 5 a série (3 o ciclo do Ensino Fundamental). Os alunos já deverão ter tido contato com os

Leia mais

Amor e horóscopo: signos que combinam muito. Os signos que mais combinam no Horóscopo do Amor.

Amor e horóscopo: signos que combinam muito. Os signos que mais combinam no Horóscopo do Amor. Amor e horóscopo: signos que combinam muito Os signos que mais combinam no Horóscopo do Amor. Será que a gente combina??? Se o seu amor é geminiano pode apostar que ele conta muito com o seu companheirismo,

Leia mais

UNIDADE GRAVITAÇÃO

UNIDADE GRAVITAÇÃO UNIDADE 1.5 - GRAVITAÇÃO 1 MARÍLIA PERES 010 DA GRAVITAÇÃO UNIVERSAL DE NEWTON Cada partícula no Universo atraí qualquer outra partícula com uma força que é directamente proporcional ao produto das suas

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa 2

Ficha de Avaliação Sumativa 2 Ficha de Avaliação Sumativa 2 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

Você acha que só no nosso planeta há vida? Como você acha que a vida surgiu? Quando e como?

Você acha que só no nosso planeta há vida? Como você acha que a vida surgiu? Quando e como? Atividade: Vida Entregar dia: 11/02/2016 (2 feira) Manuscrito Cabeçalho; Data; Nome O que é vida? O que significa para você estar vivo? O que é um ser vivo? Você acha que só no nosso planeta há vida? Como

Leia mais

INT R ODU ÇÃO À AS T R ONOMIA AGA S istemas de Coordenadas

INT R ODU ÇÃO À AS T R ONOMIA AGA S istemas de Coordenadas INT R ODU ÇÃO À AS T R ONOMIA AGA-210 3. S istemas de Coordenadas (J.B.K aler, 1994, Fig. 3.11, p.36) S ol à meia noite? Nas calotas polares, durante o ver ão, o S ol nunca s e põe. IAG/U S P E NOS PICAZZIO

Leia mais

Espaço. 1. Universo. Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes

Espaço. 1. Universo. Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes Espaço 1. Universo Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes Corpos celestes 1.1 Distinguir vários corpos celestes. Estrela Astro

Leia mais

As tabelas desta seção contém as efemérides do Sol, Lua e grandes planetas.

As tabelas desta seção contém as efemérides do Sol, Lua e grandes planetas. EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO C 1 C As tabelas desta seção contém as efemérides do Sol, Lua e grandes planetas. Essas efemérides fundamentais foram preparadas com base nos dados da integração numérica DE200/LE200,

Leia mais

Lista 14: Gravitação

Lista 14: Gravitação 1. Durante um eclipse solar, a lua, a Terra e o sol alinham-se. (a) Qual a força exercida pelo sol sobre a Terra? ; (b) Qual a força exercida pela Terra sobre a lua?; (c) Qual a força exercida pelo sol

Leia mais

Esse planeta possui maior velocidade quando passa pela posição: a) ( ) I b) ( ) II c) ( ) III d) ( ) IV e) ( ) V

Esse planeta possui maior velocidade quando passa pela posição: a) ( ) I b) ( ) II c) ( ) III d) ( ) IV e) ( ) V 1. Desde a antiguidade, existiram teorias sobre a concepção do universo. Por exemplo, a teoria Aristotélica propunha que a Terra seria o centro do universo e todos os astros descreveriam órbitas circulares

Leia mais

Componente Curricular: Astronomia Prof. Sérgio Mittmann dos Santos Turma: LCN 1 Nomes: Daniele Homem dos Santos Gabriela Dipicoli Brasil Jhonny B.

Componente Curricular: Astronomia Prof. Sérgio Mittmann dos Santos Turma: LCN 1 Nomes: Daniele Homem dos Santos Gabriela Dipicoli Brasil Jhonny B. Componente Curricular: Astronomia Prof. Sérgio Mittmann dos Santos Turma: LCN 1 Nomes: Daniele Homem dos Santos Gabriela Dipicoli Brasil Jhonny B. Silveira Livania dos Santos da Silva Introdução...3 O

Leia mais

Antônio de Brum Camara Arthur Lima

Antônio de Brum Camara Arthur Lima Nível 1 2º ano C Antônio de Brum Camara Arthur Lima O Sistema Solar é formado por um conjunto de oito planetas, satélites naturais, milhares de asteroides e cometas que se ligam ao Sol através da gravidade.

Leia mais

Sumário. O Planeta Terra. Os movimentos da Terra. 29 e 30 26/01/2012

Sumário. O Planeta Terra. Os movimentos da Terra. 29 e 30 26/01/2012 Sumário Correção do TPC. O movimento de rotação da Terra e as suas consequências sucessão dos dias e das noites. O movimento de translação da Terra e as suas consequências as estações do ano. Movimento

Leia mais

Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57)

Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57) Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57) Astros do Sistema Solar: a sua origem e os seus astros (Pp. 64 a 70) Objetos celestes do Sistema Solar Teoria da Nebulosa Solar Sistema Solar Sol Planetas

Leia mais

Sistema Solar: Terra, Lua e Sol. Emerson Penedo

Sistema Solar: Terra, Lua e Sol. Emerson Penedo Sistema Solar: Terra, Lua e Sol Emerson Penedo emersonpenedo42@gmail.com A Terra é o terceiro planeta mais próximo do Sol, o mais denso e o quinto maior dos oito planetas do Sistema Solar. Forma

Leia mais

a) a inclinação do eixo da Terra em 23º.27 e o seu movimento de translação.

a) a inclinação do eixo da Terra em 23º.27 e o seu movimento de translação. Questão 01) As causas responsáveis pela ocorrência das estações do ano (outono, inverno, primavera e verão) sobre a superfície terrestre são: a) a inclinação do eixo da Terra em 23º.27 e o seu movimento

Leia mais

A invenção do tempo. Instituto de Educação infantil e juvenil Verão, Londrina, de. Nome: Ano: Edição I MMXII fase 3 Grupo D

A invenção do tempo. Instituto de Educação infantil e juvenil Verão, Londrina, de. Nome: Ano: Edição I MMXII fase 3 Grupo D Instituto de Educação infantil e juvenil Verão, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: TEMPO Início: Término: Total: Edição I MMXII fase 3 Grupo D A invenção do tempo Questão 1 O TRÂNSITO DE VÊNUS No dia 8 de

Leia mais

Exercícios complementares - Física

Exercícios complementares - Física - Física Exercícios Conteúdo Habilidade 1, 2 e 3 Grandezas físicas e unidades de medidas 4 Aceleração média 5 Força resultante 6 Gráficos do M.R.U. e M.R.U.V. 7 Leis de Newton 8, 9 10 e 11 Trabalho e energia

Leia mais

Correção do TPC. Astronomia É a Ciência que estuda o Universo, numa tentativa de perceber a sua estrutura e evolução.

Correção do TPC. Astronomia É a Ciência que estuda o Universo, numa tentativa de perceber a sua estrutura e evolução. Sumário 1. Constituição do Universo Correção do TPC. A organização do Universo - O sistema planetário, as galáxias, os quasares, os enxames e os superenxames. - A nossa galáxia - A Via Láctea, a sua forma

Leia mais

Subtema III Planeta Terra. Forças Marés Massa e Peso. Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade. Subtema III PLANETA TERRA

Subtema III Planeta Terra. Forças Marés Massa e Peso. Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade. Subtema III PLANETA TERRA Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Subtema III Planeta Terra COMPETÊNCIAS Identifica o significado físico de força e algumas classificações das forças; Caraterizar e representar forças por

Leia mais

ESTAÇÕES DO ANO INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA AULA 03: COORDENADAS, A TERRAEA LUA

ESTAÇÕES DO ANO INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA AULA 03: COORDENADAS, A TERRAEA LUA INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA AULA 03: COORDENADAS, A TERRAEA LUA TÓPICO 05: ESTAÇÕESDOANOE FUSOS ESTAÇÕES DO ANO VERSÃO TEXTUAL As estações do ano estão associadas ao movimento anual da Terra entorno do Sol,

Leia mais

FÍSICA LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO

FÍSICA LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO FÍSICA Prof. Bruno Roberto LISTA 4 QUANTIDADE DE MOVIMENTO, GRAVITAÇÃO UNIVERSAL E EQUILÍBRIO QUANTIDADE DE MOVIMENTO 1. (Pucrj 2013) Uma massinha de 0,3 kg é lançada horizontalmente com velocidade de

Leia mais

ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃODE FÉRIAS DO PLANETÁRIO! 18 à 22 de julho de 2016

ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃODE FÉRIAS DO PLANETÁRIO! 18 à 22 de julho de 2016 ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃODE FÉRIAS DO PLANETÁRIO! 18 à 22 de julho de 2016 Data Horário Sessão/vivência 18/07 (2ª feira) Sessão: Universo na mente das crianças Por meio de imagens reais e animadas podemos

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 6º Ano: Nº Professora: Silvia Gutierres COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA

Leia mais

Material de apoio para o exame final

Material de apoio para o exame final Professor Rui Piassini Geografia 1ºEM Material de apoio para o exame final Questão 01) O gráfico abaixo apresenta o número de horas mensais de insolação em algumas cidades litorâneas brasileiras. Suponhamos

Leia mais

Planetas fora do Sistema Solar

Planetas fora do Sistema Solar Planetas fora do Sistema Solar José Eduardo Costa Dep. Astronomia Instituto de Física UFRGS (2016-2) O Sistema Solar Massa do Sol = 2 x 1030 Kg (333 000x a massa da Terra; 1 000x a massa de Júpiter) Diâmetro

Leia mais

O Sistema Solar. Os Astros do Sistema Solar. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Unidade 2 O SISTEMA SOLAR

O Sistema Solar. Os Astros do Sistema Solar. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Unidade 2 O SISTEMA SOLAR Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 2 O SISTEMA SOLAR O Sistema Solar 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Os Astros do Sistema Solar 2 1 Competências a desenvolver:

Leia mais

ENSINO MÉDIO 01 - PLANETA TERRA FORMA E MOVIMENTO

ENSINO MÉDIO 01 - PLANETA TERRA FORMA E MOVIMENTO ENSINO MÉDIO 01 - PLANETA TERRA FORMA E MOVIMENTO QUESTÃO 01 - Sobre as características gerais dos movimentos terrestres, julgue os itens: a) É incorreto dizer que o Sol nasce a leste e se põe a oeste,

Leia mais

O UNIVERSO EM ESCALA PLANETÁRIA

O UNIVERSO EM ESCALA PLANETÁRIA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE FÍSICA 2013 1ª FASE 18 de maio de 2013 NÍVEL I Ensino fundamental - 8º e 9º anos O UNIVERSO EM ESCALA PLANETÁRIA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO: 01) Esta prova destina-se

Leia mais

COMPREENDENDO E SIMULANDO AS ESTAÇÕES DO ANO Denis E. Peixoto PECIM/UNICAMP- NASE - Brasil

COMPREENDENDO E SIMULANDO AS ESTAÇÕES DO ANO Denis E. Peixoto PECIM/UNICAMP- NASE - Brasil COMPREENDENDO E SIMULANDO AS ESTAÇÕES DO ANO Denis E. Peixoto PECIM/UNICAMP- NASE - Brasil Introdução Quando levamos o estudo do fenômeno das estações do ano para sala de aula, comumente optamos por duas

Leia mais

TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B

TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B 2º ano B TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B SISTEMA SOLAR O SISTEMA SOLAR É FORMADO POR OITO PLANETAS QUE GIRAM AO REDOR DO SOL. O NOSSO SISTEMA SOLAR ESTÁ LOCALIZADO EM UMA GALÁXIA CHAMADA

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012 Ficha Informativa n.º 2 Sistema Solar Nome: Data: / /2012 INTRODUÇÃO

Leia mais

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Prof. Esp. Claudimar Fontinele. Geografia Ensino Médio, 1º Ano Fuso Horário

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Prof. Esp. Claudimar Fontinele. Geografia Ensino Médio, 1º Ano Fuso Horário Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Prof. Esp. Claudimar Fontinele Geografia Ensino Médio, 1º Ano Fuso Horário FUSO HORÁRIO Os fusos horários, também denominados zonas horárias, foram estabelecidos através

Leia mais

A Lua, satélite natural da Terra. Roberto Ortiz EACH/USP

A Lua, satélite natural da Terra. Roberto Ortiz EACH/USP A Lua, satélite natural da Terra Roberto Ortiz EACH/USP Nesta aula veremos: O que são as lunações? Qual é o período de rotação da Lua? A rotação da Lua e suas faces Fases da Lua Horários de nascer e ocaso

Leia mais

Aula 1. O Sistema Solar e o Planeta Terra. Disciplina: Geografia A Profª.: Tamara Régis

Aula 1. O Sistema Solar e o Planeta Terra. Disciplina: Geografia A Profª.: Tamara Régis Aula 1. O Sistema Solar e o Planeta Terra. Disciplina: Geografia A Profª.: Tamara Régis A origem do Universo A teoria do Big Bang foi anunciada em 1948 pelo cientista russo naturalizado estadunidense,

Leia mais

ORIENTAÇÃO E LOCALIZAÇÃO ESPACIAL DISCIPLINA : GEOGRAFIA. Fonte:

ORIENTAÇÃO E LOCALIZAÇÃO ESPACIAL DISCIPLINA : GEOGRAFIA. Fonte: ORIENTAÇÃO E LOCALIZAÇÃO ESPACIAL DISCIPLINA : GEOGRAFIA Fonte: www.colegiomoderno.com.br/blogs/rosana/ Movimentos da Terra Na Idade Média (entre os séculos V e XV), os europeus achavam que a Terra estava

Leia mais

2. Alguns conceitos e convenções na relação da Terra com o Céu

2. Alguns conceitos e convenções na relação da Terra com o Céu 2. Alguns conceitos e convenções na relação da Terra com o Céu Luís Cunha Depº de Física Universidade do Minho Esfera Celeste Equador Celeste Equador Pólo Norte Celeste Pólo Sul Celeste Pólo Norte Pólo

Leia mais

Lista 8 : Cinemática das Rotações NOME:

Lista 8 : Cinemática das Rotações NOME: Lista 8 : Cinemática das Rotações NOME: Turma: Prof. : Matrícula: Importante: i. Nas cinco páginas seguintes contém problemas para se resolver e entregar. ii. Ler os enunciados com atenção. iii. Responder

Leia mais

Astronomia de posição (I)

Astronomia de posição (I) Esfera celeste Constelações Bandeira Nacional Ângulos Sistemas de coordenadas esféricas Projeção da esfera no plano Coordenadas terrestres Coordenadas horizontais e equatoriais Astronomia de posição (I)

Leia mais

1. A figura seguinte mostra um esquema da estrutura do Sol. Estabelece as associações corretas entre

1. A figura seguinte mostra um esquema da estrutura do Sol. Estabelece as associações corretas entre ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DA CALHETA Ciências Físico-Químicas 7º ano TURMA A Ficha de Avaliação Sumativa nº 3 ANO LECTIVO 90 minutos Data 24/02/2012 Lê com atenção as questões do teste. Apresenta na folha

Leia mais

Para ajudá-los nos estudos, após resolver o exercício de revisão faça a correção a partir deste documento. Bons Estudos!

Para ajudá-los nos estudos, após resolver o exercício de revisão faça a correção a partir deste documento. Bons Estudos! EXERCÍCIO DE REVISÃO - GEOGRAFIA 6º ano Profª. Ms. Graziella Fernandes de Castro Queridos alunos, Para ajudá-los nos estudos, após resolver o exercício de revisão faça a correção a partir deste documento.

Leia mais

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I 1. Exemplos de astros com luz própria são: A. o Sol e a Lua. B. as estrelas e a Lua. C. as estrelas. 2. As galáxias são formadas por: A. apenas estrelas. B. estrelas e planetas.

Leia mais

Movimentos da Terra. Gastão B. Lima Neto Vera Jatenco-Pereira IAG/USP. Agradecimento ao Prof. Roberto Boczko pelo material cedido

Movimentos da Terra. Gastão B. Lima Neto Vera Jatenco-Pereira IAG/USP. Agradecimento ao Prof. Roberto Boczko pelo material cedido Movimento aparente diurno e anual Sistemas geocêntrico e heliocêntrico Leis de Kepler Rotação e translação da Terra Definição de dia e ano Precessão e nutação Estações do ano Movimentos da Terra Gastão

Leia mais

O céu pertence a todos

O céu pertence a todos I Curso Introdução à Astronomia Jan 2017 O céu pertence a todos Daniel R. C. Mello Observatório do Valongo - UFRJ Nesta aula veremos: A divisão do céu e o conceito de constelações O conceito de esfera

Leia mais

Sumário. O Universo. Modelo geocêntrico

Sumário. O Universo. Modelo geocêntrico Sumário 2- Estudo do Universo - Modelos de organização do Universo: Teoria Geocêntrica e Teoria Heliocêntrica. - Da Astronomia a olho nu às lunetas e telescópios. Explorando o espaço. - Teoria do Big Bang

Leia mais

OBA Astronomia. Prof. MSc. Elton Dias Jr.

OBA Astronomia. Prof. MSc. Elton Dias Jr. OBA-2011 -Astronomia Prof. MSc. Elton Dias Jr. Astronomia de Posição 1. Astronomia de Posição 1.1. Coordenadas Celestes Devemos imaginar que as estrelas estão fixas na superfície de uma esfera oca, cujo

Leia mais

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Exame de admissão para o programa de pós-graduação em Astrofísica 16/12/2013 - Duração: 4h00 Nome: Instruções para realização do exame: a) a prova é individual,

Leia mais

Considera-se que o Sistema Solar teve origem há cerca de 5 mil milhões de anos.

Considera-se que o Sistema Solar teve origem há cerca de 5 mil milhões de anos. Sumário 3 - Como se formou o Sistema Solar? Constituição do Sistema Solar. - Os planetas do Sistema Solar. - Outros astros do Sistema Solar. Formação do Sistema Solar Considera-se que o Sistema Solar teve

Leia mais

Astronomia A MÃE DE TODAS AS CIENCIAS

Astronomia A MÃE DE TODAS AS CIENCIAS Astronomia A MÃE DE TODAS AS CIENCIAS O que é Astronomia? Astronomia é uma ciência exata que se preocupa com a origem, evolução, composição, classificação e dinâmica dos corpos celestes todos eles. (zênite.nu)

Leia mais

Universidade Federal do ABC Ensino de Astronomia UFABC Michelle Rosa Aula n 5: Sistema solar: Terra, Lua e Sol

Universidade Federal do ABC Ensino de Astronomia UFABC Michelle Rosa   Aula n 5: Sistema solar: Terra, Lua e Sol Universidade Federal do ABC Ensino de Astronomia UFABC Michelle Rosa e-mail: rosa-michelle@outlook.com Aula n 5: Sistema solar: Terra, Lua e Sol Forma e Dimensões da Terra Diâmetro equatorial: 12 756 Km

Leia mais

1Colégio Santa Cruz - Profª Beth

1Colégio Santa Cruz - Profª Beth 1 2 3 - Lei dos Períodos (de revolução) COMPARAÇÃO DE ASTROS QUE ORBITAM O MESMO CENTRO 2 T Terra r 3 = T 2 Marte Terra r 3 = T 2 Vênus Marte r 3... Vênus T 2 Tempo para dar uma volta r 3 = K Raio da órbita

Leia mais

Unidade IX: Gravitação Universal

Unidade IX: Gravitação Universal Página 1 de 5 Unidade IX: Gravitação Universal 9.1 Introdução: Até o século XV, o homem concebia o Universo como um conjunto de esferas de cristal, com a Terra no centro. Essa concepção do Universo, denominada

Leia mais

www.google.com.br/search?q=gabarito

www.google.com.br/search?q=gabarito COLEGIO MÓDULO ALUNO (A) série 6 ano PROFESSOR GABARITO DA REVISÃO DE GEOGRAFIA www.google.com.br/search?q=gabarito QUESTÃO 01. a) Espaço Geográfico RESPOSTA: representa aquele espaço construído ou produzido

Leia mais

O movimento dos planetas, visto da Terra

O movimento dos planetas, visto da Terra O movimento dos planetas, visto da Terra Quando são visíveis da Terra, os planetas não acompanham as estrelas (a palavra planeta vem da palavra grega vagabundo ). Em relação às estrelas, os planetas não

Leia mais

O Nosso sistema solar faz parte de uma galáxia. A Via Láctea

O Nosso sistema solar faz parte de uma galáxia. A Via Láctea NÓS E O UNIVERSO 1 O Nosso sistema solar faz parte de uma galáxia A Via Láctea VIA LÁCTEA OUTRAS GALÁXIAS Andrómeda Grande Nuvem de Magalhães Pequena Nuvem de Magalhães SISTEMA SOLAR S M V T M J S U N

Leia mais

Questões Conceituais

Questões Conceituais Questões em Sala de Aula Módulo 3 Parte B Questões Conceituais QC.1) Num oscilador harmônico simples, massa-mola, a velocidade do bloco oscilante depende (a) da constante elástica k da mola e da amplitude;

Leia mais

Movimentos da Terra e suas consequências

Movimentos da Terra e suas consequências Movimentos da Terra e suas consequências Movimentos da Terra A Terra descreve, como todos os outros planetas principais do Sistema Solar: Movimento de rotação movimento em torno de si própria, em volta

Leia mais

Gravitação Universal, Trabalho e Energia. COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6

Gravitação Universal, Trabalho e Energia. COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6 Gravitação Universal, Trabalho e Energia COLÉGIO SÃO JOSÉ FÍSICA - 3º ano Livro Revisional Capítulos 5 e 6 UNIVERSO Andrômeda - M31. Galáxia espiral distante cerca de 2,2 milhões de anos-luz, vizinha da

Leia mais

Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses

Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses FIS02010 Professora Ana Chies Santos IF/UFRGS https://anachiessantos.wordpress.com/ensino/fis02010/ Facebook #AstroUFRGS Relembrando... Sistemas de Coordenadas

Leia mais

Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges

Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges Um pouco de história da Astronomia A regularidade dos movimentos do Sol e das outras estrelas, da Lua, o aparecimento

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 6ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 6ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1 ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 6ºANO- UNIDADE 3 - CAPÍTULO 1 Questão 206. Quando observamos o planeta Terra do espaço sideral, vemos que sua superfície contém grandes áreas com água, os oceanos, e porções

Leia mais

Fundamentos de Astronomia e Astrofísica

Fundamentos de Astronomia e Astrofísica Fundamentos de Astronomia e Astrofísica Astronomia Antiga, Esfera Celeste, Coordenadas e Movimento Diurno dos Astros Rogemar A. Riffel Sala: N101 e-mail: rogemar@ufrgs.br http://www.if.ufrgs.br/~rogemar

Leia mais

SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15

SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15 SIMULADO DE GEOGRAFIA CURSINHO UECEVEST (ORIENTAÇÃO, FUSOS HORÁRIOS E CARTOGRAFIA) PROFESSOR RAONI VICTOR./DATA: 29/08/15 1. A distribuição de energia solar, ou insolação, depende dos movimentos de rotação

Leia mais

Pessoas difíceis na sua vida

Pessoas difíceis na sua vida Pessoas difíceis na sua vida o signo dificil na sua vida Você já parou para pensar que existem pessoas de certos signos com quem você tem maior dificuldade de relacionamento? Segundo a Astrologia, há signos

Leia mais

Movimento Circular e Uniforme

Movimento Circular e Uniforme A principal característica desse tipo de movimento é que a partícula ou o corpo no qual estamos considerando tem o módulo da velocidade constante na sua trajetória circular. Exemplos: - Satélites na órbita

Leia mais

3.1. Terra e Sistema Solar (1)

3.1. Terra e Sistema Solar (1) 1 Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 3 PLANETA TERRA (1) Movimentos dos planetas Órbitas dos planetas Prof. Marília Silva Soares Unidade 3 PLANETA TERRA Competências No final desta

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE FRAZÃO ESCOLA E.B. 2,3 DE FRAZÃO CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS 9º ANO DE ESCOLARIDADE ANO LETIVO 2011/2012 Ficha Informativa n.º 3 Movimentos e Forças Nome: Data: / /2012

Leia mais