MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA E ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRICULTURA TROPICAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO FACULDADE DE AGRONOMIA E ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRICULTURA TROPICAL"

Transcrição

1 1) IDENTIFICAÇÃO Disciplina: Tecnologia e Fisiologia de Sementes Curso: AGRICULTURA TROPICAL Regime: CRÉDITOS Carga Horária: 60 horas (4 créditos) Período Letivo: Professor (s): Maria Cristina de F. e Albuquerque, Elisangela Clarete Camili 2) EMENTA Conceitos básicos. Formação e desenvolvimento de sementes. Síntese de reservas. Aspectos morfológicos, fisiológicos e metabólicos da germinação. Ecologia da germinação. Dormência. Relações água/semente. Longevidade e deterioração: sementes recalcitrantes e ortodoxas. Vigor de sementes. Aspectos da produção de sementes. Armazenamento. Controle de Qualidade. Pesquisa em fisiologia de sementes. 3) OBJETIVOS Proporcionar e ampliar conhecimentos sobre formação, desenvolvimento, fisiologia, controle de qualidade, produção e conservação de sementes, capacitando os discentes para o ensino e pesquisa na área de ciência, tecnologia e produção de sementes. 4) PROGRAMA 1. Conceitos básicos. Formação e desenvolvimento de sementes. 2. Síntese de reservas. Aspectos morfológicos da germinação 3. Aspectos fisiológicos e metabólicos da germinação. Ecologia da germinação 4. Ecologia da germinação. Dormência. 5. Relações água/semente. Longevidade e deterioração: sementes recalcitrantes e ortodoxas. 6. Vigor de sementes

2 7. Aspectos da produção de sementes 8. Armazenamento 9. Controle de Qualidade 10. Aspectos da produção de sementes 11. Testes de vigor 12. Pesquisa em fisiologia de sementes 5) PROCEDIMENTOS DE ENSINO ( Técnicas, recursos e avaliação) Técnicas e recursos: Aulas teóricas; aulas práticas demonstrativas, quadro branco, datashow, material bibliográfico. 6) BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA 1. LIVROS AGUIAR, J.B., PIÑA-RODRIGUES, F.C.M., FIGLIOLA, M.B. Sementes florestais tropicais. Brasília: ABRATES, Comitê Técnico de Sementes Florestais, p. BASKIN, J.M., BASKIN, C.C. Physiology of dormancy and germination in relation to seed bank ecology. In: LECK, M.A., PARKER, V.T., SIMPSON, R.L. (ed.). Ecology of soil seed banks. New York: Academic Press Inc, p. BAUDET, L.; PESKE, S. Semillas: ciencia y tecnologia. Pelotas: UFPEL, p. FERREIRA, A. G.; BORGHETTI, F. Germinação: do básico ao aplicado. Porto Alegre, p. BASRA, A.S. Seed quality - basic mechanisms and agricultural implications. New York: Food Products Press, p. BEWLEY, J.D., BLACK, M. Seeds - physiology of development and germination. 2 ed., New York: Plenum Press, p. BRASIL, Ministério da Agricultura e Reforma Agrária. Regras para análise de sementes. Brasília: SNAD/CLAV, p CARVALHO, N.M., NAKAGAWA, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. Jaboticabal: FUNEP, p.

3 COPELAND, L.O. ; McDONALD, M.B. Seed science and technology. 3 ed., New York: Chapman & Hall, p. EGLI, D.B. Seed biology and the yield of grain crops. Wallingford: CAB International, FRANÇA NETO, J.B., PEREIRA, L.A.G., COSTA, N.P., KRZYZANOWSKI, F.C., HENNING, A.A. Metodologia do teste de tetrazólio em sementes de soja. Londrina: EMBRAPA-CNPSo, p. (Documentos, 32). HAMPTON, J.G., TEKRONY, D.M. Handbook of vigour test methods. Zurich: ISTA, p. HILHORST, H.W.M., TOOROP, P.E. Review on dormancy, germinability, and germination in crop and weed seeds. Advances in Agronomy, v.61, p , ISTA. International rules for seed testing. Seed Science and Technology, Zurich, v.24, n. supplement, 335p KIGEL, J., GALILI, G. (Ed.). Seed development and germination. New York: Marcel- Dekker, Inc., p. KRZYZANOSKI, F.C.; VIEIRA, R..D.; FRANÇA NETO, J.B. (Coord.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, Comitê de Vigor de Sementes, p. LABOURIAU, L.G. A germinação das sementes. Washington: O.E.A., p. MARCOS FILHO, J. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. Piracicaba: FEALQ, p. McDONALD JR, M.B., NELSON, C.J. Physiology of seed deterioration. Madison, WI. Crop Science Soc. of America, p. (CSSA special publication nº1). McDONALD, M.B.; COPELAND, L. Seed production - principles and practices. Chapmam & Hall, p. PESKE, S. T.; VILLELA, F. A.; MENEGHELLO, G. E. Sementes: Fundamentos científicos e tecnológicos. 3 ed. ver. e ampl. Pelotas: Ed. Universitária/UFPel, p.

4 VIEIRA, R.D., CARVALHO, N.M.. Testes de vigor em sementes. Jaboticabal: FUNEP, p. 2. PERIÓDICOS Anuário ABRASEM Agronomy Journal Revista Brasileira de Sementes Crop Science Informativo ABRATES Advances in Agronomy Revista Ceres Agronomy Abstracts Pesquisa Agropecuária Brasileira Plant Physiology Científica Revista Brasileira de Plantas Medicinais Scientia Agricola Revista Brasileira de Botânica Seed Science and Technology Journal of Seed Technology Seed Reserch

5 8) AVALIAÇÃO: O sistema de avaliação consistirá de revisão de literatura e apresentação de seminários. As notas serão transformadas em conceito de acordo com o Artigo 43º do Regimento Interno do PPGAT. APROVAÇÃO: Colegiado de Curso: Em / /

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DISCIPLINA LUIZ EDSON MOTA DE OLIVEIRA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DISCIPLINA LUIZ EDSON MOTA DE OLIVEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DISCIPLINA Código PFV 507 Denominação NUTRIÇÃO E METABOLISMO DE PLANTAS DEPARTAMENTO Crédito(s)

Leia mais

Envelhecimento acelerado como teste de vigor para sementes de milho e soja

Envelhecimento acelerado como teste de vigor para sementes de milho e soja Ciência Rural, Santa Maria, v.34, Envelhecimento n.3, p.715-721, acelerado mai-jun, 2004 como teste de vigor para sementes de milho e soja. ISSN 0103-8478 715 Envelhecimento acelerado como teste de vigor

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. Plantas Medicinais. Ciências Vegetais EMENTA

IDENTIFICAÇÃO. Plantas Medicinais. Ciências Vegetais EMENTA COORDENADORIA DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA Km 47 da BR 110 Bairro Presidente Costa e Silva CEP: 59625-900 C. postal 137 Telefone (084)3315.1796 Telefax (084)3315.1778 e.mail: ppfsec@ufersa.edu.br

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA 15/01/2007 COORDENADORIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA Km 47 da BR 110 Bairro Presidente Costa e Silva CEP: 59625-900 C. postal 137 Telefone (084)3315.1796

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE BOTUCATU FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - IRRIGAÇÃO E DRENAGEM

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE BOTUCATU FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - IRRIGAÇÃO E DRENAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - IRRIGAÇÃO E DRENAGEM PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DISCIPLINA: Estatística Experimental CURSO: Mestrado ( X ) Doutorado ( X ) DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL:

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DAS SEMENTES DE SOJA (Glycine max (L.) Merrill) TRATADAS COM INSETICIDAS SOB EFEITO DO ARMAZENAMENTO

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DAS SEMENTES DE SOJA (Glycine max (L.) Merrill) TRATADAS COM INSETICIDAS SOB EFEITO DO ARMAZENAMENTO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DAS SEMENTES DE SOJA (Glycine max (L.) Merrill) TRATADAS COM INSETICIDAS SOB EFEITO DO ARMAZENAMENTO Gleberson Guillen

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA IDENTIFICAÇÃO

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA IDENTIFICAÇÃO PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA 15/01/2007 COORDENADORIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA Km 47 da BR 110 Bairro Presidente Costa e Silva CEP: 59625-900 C. postal 137 Telefone (084)3315.1796

Leia mais

TESTES DE CONDUTIVIDADE ELÉTRICA E DE LIXIVIAÇÃO DE POTÁSSIO NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE GIRASSOL 1

TESTES DE CONDUTIVIDADE ELÉTRICA E DE LIXIVIAÇÃO DE POTÁSSIO NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE GIRASSOL 1 CONDUTIVIDADE ELÉTRICA E LIXIVIAÇÃO DO POTÁSSIO PARA AVALIAR SEMENTES DE GIRASSOL 1 TESTES DE CONDUTIVIDADE ELÉTRICA E DE LIXIVIAÇÃO DE POTÁSSIO NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE GIRASSOL

Leia mais

SEÇÃO 2 TECNOLOGIA DE SEMENTES

SEÇÃO 2 TECNOLOGIA DE SEMENTES 45 SEÇÃO 2 TECNOLOGIA DE SEMENTES DESEMPENHO DE LOTES DE SEMENTES DE SOJA SUBMETIDOS AO TESTE DETERIORAÇÃO CONTROLADA Yara Camila Fabrin Cabral 1, Marizangela Rizzatti Ávila 2 e Thiago Alberto Ortiz 1

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA TAXA DE CRESCIMENTO DAS PLÂNTULAS NA AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE SOJA 1

UTILIZAÇÃO DA TAXA DE CRESCIMENTO DAS PLÂNTULAS NA AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE SOJA 1 90 S.R.P. SCHUAB et al. UTILIZAÇÃO DA TAXA DE CRESCIMENTO DAS PLÂNTULAS NA AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE SOJA 1 SANDRA REGINA PELEGRINELLO SCHUAB 2, ALESSANDRO DE LUCCA E BRACCINI 3, JOSÉ DE BARROS

Leia mais

CAMPUS DE BOTUCATU PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - HORTICULTURA PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA

CAMPUS DE BOTUCATU PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - HORTICULTURA PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - HORTICULTURA PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DISCIPLINA: Produção de Plantas Ornamentais CURSO: Mestrado ( X ) Doutorado ( X ) DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL:

Leia mais

A internacionalização da Scientia Agricola rumo à corrente principal

A internacionalização da Scientia Agricola rumo à corrente principal A internacionalização da Scientia Agricola rumo à corrente principal Luís Reynaldo Ferracciú Alleoni Editor Chefe - Scientia Agricola Seminário sobre o desempenho dos periódicos brasileiros no JCR 2010

Leia mais

CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM SEMENTES DE MELANCIA 1

CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM SEMENTES DE MELANCIA 1 CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM SEMENTES DE MELANCIA 1 CHERUBIN, M. R. 2 ; MORAES, M. T. 2 ; FABBRIS, C. 2 ; WEIRICH, S. W. 2 ; DA ROCHA, E. M. T. 2 ; KULCZYNSKI, S. M. 3 1 Trabalho de Iniciação Científica Universidade

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO/ PRODUÇÃO VEGETAL CURSO DE : MESTRADO E DOUTORADO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO/ PRODUÇÃO VEGETAL CURSO DE : MESTRADO E DOUTORADO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO/ PRODUÇÃO VEGETAL CURSO DE : MESTRADO E DOUTORADO DADOS SOBRE A DISCIPLINA 1. Disciplina: NUTRIÇÃO DE PLANTAS 2. Responsável(eis): Renato de Mello Prado 3.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS Linha de pesquisa: Caracterização física, química, bioquímica e microbiológica de produtos de origem animal Área de conhecimento: Carnes e produtos derivados Aspectos de produção de carnes (produção, importação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO COORDENADORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Código Denominação DISCIPLINA Crédito(s) (*) Carga Horária Teórica Prática Total PFV 503 FISIOLOGIA

Leia mais

Efeito da secagem na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso

Efeito da secagem na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Efeito da secagem na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso Cézar Augusto Mafia Leal (1), Roberto Fontes Araujo (2),

Leia mais

ENVELHECIMENTO ACELERADO E DETERIORAÇÃO CONTROLADA EM SEMENTES DE TOMATE

ENVELHECIMENTO ACELERADO E DETERIORAÇÃO CONTROLADA EM SEMENTES DE TOMATE 525 ENVELHECIMENTO ACELERADO E DETERIORAÇÃO CONTROLADA EM SEMENTES DE TOMATE Maristela Panobianco 1,3 *; Júlio Marcos Filho 2,3 1 Pós-Graduanda do Depto. de Produção Vegetal, USP/ESALQ. 2 Depto. de Produção

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Testes Rápidos para Identificação de Danos Mecânicos em Sementes de Milho Doce Lilia Faria de Melo 1, Marco Eustáquio

Leia mais

A INTERPRETAÇÃO DO TESTE DE TETRAZÓLIO EM SEMENTES DE MILHO COM O EMPREGO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE IMAGENS

A INTERPRETAÇÃO DO TESTE DE TETRAZÓLIO EM SEMENTES DE MILHO COM O EMPREGO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE IMAGENS A INTERPRETAÇÃO DO TESTE DE TETRAZÓLIO EM SEMENTES DE MILHO COM O EMPREGO DA TÉCNICA DE ANÁLISE DE IMAGENS VIEIRA, P.A. 1; FARIA, L.A.2; JORGE, L.A.C.3; MANTOVANI, E.4 e ANDREOLI, C.5 1 e 2 Embrapa SNT,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA PROGRAMA DE DISCIPLINA OBJETIVOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA PROGRAMA DE DISCIPLINA OBJETIVOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE FITOTECNIA PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO AGR 066 CARGA HORÁRIA (CRÉDITOS) TOTAL TEÓRICA PRÁTICA 60

Leia mais

CB Sementes Abertas inscrições no maior encontro brasileiro da área de sementes

CB Sementes Abertas inscrições no maior encontro brasileiro da área de sementes 7 Notícias CB Sementes 2013 Abertas inscrições no maior encontro brasileiro da área de sementes Até 19 de junho de 2013 a Comissão Organizadora recebe inscrições de trabalhos para o 18º Congresso Brasileiro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CAMPUS UFRJ MACAÉ Professor Aloísio Teixeira CURSO DE FARMÁCIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CAMPUS UFRJ MACAÉ Professor Aloísio Teixeira CURSO DE FARMÁCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CAMPUS UFRJ MACAÉ Professor Aloísio Teixeira CURSO DE FARMÁCIA Disciplina: FFI402 Controle Biológico e Microbiológico de Qualidade de Produtos Farmacêuticos CARGA

Leia mais

FLO032 - Gênese, Física e Classificação do Solo- 75 h ZOO042 Metodologia Científica xxx

FLO032 - Gênese, Física e Classificação do Solo- 75 h ZOO042 Metodologia Científica xxx MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA Estrutura Curricular - vigência a partir de 2008 (Alteração

Leia mais

INFLUÊNCIA DA LUZ, TEMPERATURA E ESTRESSE HÍDRICO NA GERMINAÇÃO E NO VIGOR DE SEMENTES DE ANIS

INFLUÊNCIA DA LUZ, TEMPERATURA E ESTRESSE HÍDRICO NA GERMINAÇÃO E NO VIGOR DE SEMENTES DE ANIS INFLUÊNCIA DA LUZ, TEMPERATURA E ESTRESSE HÍDRICO NA GERMINAÇÃO E NO VIGOR DE SEMENTES DE ANIS INFLUENCE OF LIGHT, TEMPERATURE AND HYDRIC STRESS IN THE GERMINATION AND VIGOR OF SEEDS OF ANISE Raquel Stefanello

Leia mais

Ciência Rural ISSN: Universidade Federal de Santa Maria Brasil

Ciência Rural ISSN: Universidade Federal de Santa Maria Brasil Ciência Rural ISSN: 0103-8478 cienciarural@mail.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil Machado, Carla Gomes; Martins, Cibele Chalita; Garcia de Santana, Denise; Silva Cruz, Simério Carlos;

Leia mais

AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE MELANCIA (Citrullus lunatus Schrad.) PELO TESTE DE ENVELHECIMENTO ACELERADO 1

AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE MELANCIA (Citrullus lunatus Schrad.) PELO TESTE DE ENVELHECIMENTO ACELERADO 1 TESTE DE ENVELHECIMENTO ACELERADO EM SEMENTES DE MELANCIA 1 AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE MELANCIA (Citrullus lunatus Schrad.) PELO TESTE DE ENVELHECIMENTO ACELERADO 1 MARIA CARMEN BHERING 2 ; DENISE

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 ANÁLISE DE IMAGENS RADIOGRÁFICAS NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE SEMENTES DE GIRASSOL RENATA PEREIRA LUZ 1, BRUNO OLIVEIRA CARVALHO 2, MARIA LAENE MOREIRA DE CARVALHO 3, VALQUÍRIA DE FÁTIMA FERREIRA 4, CLÁUDIO

Leia mais

Teste de condutividade elétrica para sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) 1

Teste de condutividade elétrica para sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) 1 Volumen 29, Nº 2. Páginas 79-86 IDESIA (Chile) Mayo-Agosto, 20 Teste de condutividade elétrica para sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) Electrical conductivity test for physic nut (Jatropha curcas

Leia mais

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS ÁREA: AGROECOLOGIA CORRENTE CORRENTE NÃO CORRENTE NÃO CORRENTE

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS ÁREA: AGROECOLOGIA CORRENTE CORRENTE NÃO CORRENTE NÃO CORRENTE TÍTULO Ação Ambiental DISPONÍVEL NO SETOR: ACERVO/ PERGAMUM Acta Agronómica Não consta no acervo Acta Amazonica Acta Biológica Paranaense Acta Botanica Brasilica Acta Scientiarum PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA

PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA 01/08/2008 COORDENADORIA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA Km 47 da BR 110 Bairro Presidente Costa e Silva CEP: 59625-900 C. postal 137 Telefone (084)3315.1796

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 1º 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Introdução à Economia Matemática 0760.002

Leia mais

Efeito do tamanho e do peso específico na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.)

Efeito do tamanho e do peso específico na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) Efeito do tamanho e do peso específico na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) Gabriel Moraes Costa (1), Roberto Fontes Araujo (2), Eduardo Fontes Araujo (3), João Batista

Leia mais

EFEITO DO ENVELHECIMENTO MAIA, A. ACELERADO R. et al. NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TRIGO 1

EFEITO DO ENVELHECIMENTO MAIA, A. ACELERADO R. et al. NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TRIGO 1 678 EFEITO DO ENVELHECIMENTO MAIA, A. ACELERADO R. et al. NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TRIGO 1 Effect of the accelerated aging in the evaluation of the physiological quality in

Leia mais

Links para Pesquisa. http://www.scielo.br. http://www.periodicos.capes.gov.br/

Links para Pesquisa. http://www.scielo.br. http://www.periodicos.capes.gov.br/ Links para Pesquisa Descrição Scielo Artigos científicos: Capes Artigos e publicações Livros digitais Publicações Revistas Eletrônicas: Ciência & Ensino Revista Ciências do Ambiente On Line Revista Eletrônica

Leia mais

EFEITOS DO ENVELHECIMENTO PRECOCE NO VIGOR DE SEMENTES DE Chorisia speciosa St. Hil. BOMBACACEAE 1

EFEITOS DO ENVELHECIMENTO PRECOCE NO VIGOR DE SEMENTES DE Chorisia speciosa St. Hil. BOMBACACEAE 1 345 EFEITOS DO ENVELHECIMENTO PRECOCE NO VIGOR DE SEMENTES DE Chorisia speciosa St. Hil. BOMBACACEAE 1 Silmara Cristina Fanti 2 e Sonia Cristina Juliano Gualtieri de Andrade Perez 3 RESUMO O objetivo deste

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Olericultura Orgânica Código da Disciplina: AGR383. Semestre de oferta da disciplina: I e II

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Olericultura Orgânica Código da Disciplina: AGR383. Semestre de oferta da disciplina: I e II PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Olericultura Orgânica Código da Disciplina: AGR383 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: I e II Faculdade responsável: Agronomia Matriz 120 Programa em vigência

Leia mais

MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE PEPINO 1

MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE PEPINO 1 171 MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DO VIGOR DE SEMENTES DE PEPINO 1 MARIA CARMEN BHERING 2, DENISE C.F.S. DIAS 3, JORGE MAGALHÃES GOMES 2 E DANIELLA INÁCIO BARROS 4 RESUMO - O trabalho teve como objetivo comparar

Leia mais

Alguns testes de velocidade de germinação em sementes de Carthamus tinctorius L. para a avaliação do efeito do nível de água do substrato

Alguns testes de velocidade de germinação em sementes de Carthamus tinctorius L. para a avaliação do efeito do nível de água do substrato 17 Workshop de Plantas Medicinais do Mato Grosso do Sul/7º Empório da Agricultura Familiar (FV) Alguns testes de velocidade de germinação em sementes de Carthamus tinctorius L. para a avaliação do efeito

Leia mais

EFEITO NA GERMINAÇÃO E O VIGOR DE SEMENTES DE PIMENTÃO(Capsicum annum L.)EM DIFERENTES TIPOS DE SOLOS TRATADO COM HIDROPLAN. ;José C.

EFEITO NA GERMINAÇÃO E O VIGOR DE SEMENTES DE PIMENTÃO(Capsicum annum L.)EM DIFERENTES TIPOS DE SOLOS TRATADO COM HIDROPLAN. ;José C. EFEITO NA GERMINAÇÃO E O VIGOR DE SEMENTES DE PIMENTÃO(Capsicum annum L.)EM DIFERENTES TIPOS DE SOLOS TRATADO COM HIDROPLAN. Ronaldo S. Viana ;José C. Lopes Bolsista, CNPq/PIVIC, Universidade Federal do

Leia mais

COMPORTAMENTO DE PLANTAS DE SOJA ORIGINADAS DE SEMENTES DE DIFERENTES NÍVEIS DE QUALIDADE FISIOLÓGICA

COMPORTAMENTO DE PLANTAS DE SOJA ORIGINADAS DE SEMENTES DE DIFERENTES NÍVEIS DE QUALIDADE FISIOLÓGICA COMPORTAMENTO DE PLANTAS DE SOJA ORIGINADAS DE SEMENTES DE DIFERENTES NÍVEIS DE QUALIDADE FISIOLÓGICA BEHAVIOR OF PLANTS ORIGINATED FROM SOYBEAN SEEDS WITH DIFFERENT LEVELS OF PHYSIOLOGICAL QUALITY Luís

Leia mais

BRUNO G. T. L. VIEIRA 1, ROUVERSON P. DA SILVA 2, ROBERVAL D. VIEIRA 3

BRUNO G. T. L. VIEIRA 1, ROUVERSON P. DA SILVA 2, ROBERVAL D. VIEIRA 3 QUALIDADE FÍSICA E FISIOLÓGICA DE SEMENTE DE SOJA COLHIDA COM SISTEMA DE TRILHA AXIAL SOB DIFERENTES VELOCIDADES DE OPERAÇÃO E ROTAÇÕES DO CILINDRO TRILHADOR BRUNO G. T. L. VIEIRA 1, ROUVERSON P. DA SILVA

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO DISCIPLINA NOME: ESTRATÉGIA DE CONTROLE A FITOMOLÉSTIAS

PROGRAMA ANALÍTICO DISCIPLINA NOME: ESTRATÉGIA DE CONTROLE A FITOMOLÉSTIAS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO DECANATO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E REGISTRO GERAL DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS PROGRAMA ANALÍTICO DISCIPLINA CÓDIGO: IB

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 01 1. Identificação Código 1.1 Disciplina:Física 0090095 1.2 Unidade: Instituto

Leia mais

Palavras-chave: Glycine max, beneficiamento de sementes, envelhecimento acelerado, condutividade elétrica.

Palavras-chave: Glycine max, beneficiamento de sementes, envelhecimento acelerado, condutividade elétrica. 108 Agropecuária Técnica v. 32, n. 1, 2011 ISSN 0100-7467 Areia, PB CCA-UFPB GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE SOJA CLASSIFICADAS EM DIFERENTES TAMANHOS Isabel Cristina Vinhal-Freitas 1, José Edson Garcia

Leia mais

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O R E C Ô N C A V O D A B A H I A CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS, AMBIENTAIS E BIOLÓGICAS COORDENAÇÃO ACADÊMICA FORMULÁRIO R0092 PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR COMPONENTE

Leia mais

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE TOMATE PELO TESTE DE ESTRESSE HÍDRICO 1

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE TOMATE PELO TESTE DE ESTRESSE HÍDRICO 1 AVALIAÇÃO DO POTENCIAL FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE TOMATE PELO TESTE DE ESTRESSE HÍDRICO SALVADOR BARROS TORRES 2 RESUMO - Com o objetivo de estudar a eficiência do teste de estresse hídrico na avaliação

Leia mais

DETERIORAÇÃO CONTROLADA EM SEMENTES DE BETERRABA 1

DETERIORAÇÃO CONTROLADA EM SEMENTES DE BETERRABA 1 69 DETERIORAÇÃO CONTROLADA EM SEMENTES DE BETERRABA 1 Josué Bispo da Silva 2 ; Roberval Daiton Vieira 3 RESUMO - O uso de testes de vigor é fundamental na avaliação do potencial fisiológico de sementes

Leia mais

Qualidade das Sementes e os Seus Efeitos sobre a Produtividade

Qualidade das Sementes e os Seus Efeitos sobre a Produtividade Qualidade das Sementes e os Seus Efeitos sobre a Produtividade José de Barros França Neto Embrapa Soja XXI Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol IX Simpósio Nacional Sobre a Cultura do Girassol 28/10/2015

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Escola de Engenharia Curso Engenharia Mecânica Disciplina Medidas das Grandezas Mecânicas Professor(es) Prof. MSc. Helio Pekelman Carga horária Teoria: 02 Prática: 02 Total: 04 Código

Leia mais

I. JUSTIFICATIVA: II. EMENTA:

I. JUSTIFICATIVA: II. EMENTA: PLANO DE ENSINO 2016 CURSO: Bacharelado em Agronomia DISCIPLINA: Plantas Bioativas (AG-98) TURMA: 9ª fase SEMESTRE LETIVO: 1º / 2016 MODALIDADE: Presencial CARGA HORARIA SEMESTRAL: 30 horas PRÉ-REQUISITO:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ REITORIA DE PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ REITORIA DE PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ REITORIA DE PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO PERÍODO LETIVO/ANO 2006 Programa: Desenvolvimento regional & Agronegócio Área de Concentração: Desenvolvimento

Leia mais

GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ SUBMETIDAS A DIFERENTES TEMPOS DE HIDRATAÇÃO EM ÁGUA

GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ SUBMETIDAS A DIFERENTES TEMPOS DE HIDRATAÇÃO EM ÁGUA GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE CAFÉ SUBMETIDAS A DIFERENTES TEMPOS DE HIDRATAÇÃO EM ÁGUA João Paulo MARANA 1 E mail: joaopaulomarana@yahoo.com.br, Édison MIGLIORANZA 2 emiglior@uel.br 1 Aluno de Mestrado em

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES E CONCURSOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES E CONCURSOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE GERENCIAMENTO DE INFORMAÇÕES E CONCURSOS EDITAL CGIC Nº 121, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012. A UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS, por meio do Centro

Leia mais

Qualidade fisiológica de feijão-caupi sob armazenamento refrigerado

Qualidade fisiológica de feijão-caupi sob armazenamento refrigerado Qualidade fisiológica de feijão-caupi sob armazenamento refrigerado Nayara Parisoto Boiago 1, Sara Regina Kulzer 1, Francielly Torres dos Santos Koelln 1, Andréa Maria Teixeira Fortes 2 29 1 Mestrandas

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Fisiologia Vegetal para Agricultura Código da Disciplina: AGR 284. Semestre de oferta da disciplina: 4 período

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Fisiologia Vegetal para Agricultura Código da Disciplina: AGR 284. Semestre de oferta da disciplina: 4 período PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Fisiologia Vegetal para Agricultura Código da Disciplina: AGR 284 Curso: Agronomia Faculdade responsável: Agronomia Programa em vigência a partir de: 01/2008 Semestre

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina BVE100 Botânica Geral

Programa Analítico de Disciplina BVE100 Botânica Geral Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Biologia Vegetal - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 4 Teóricas Práticas Total Duração em

Leia mais

Resposta fisiológica de sementes de palmeiras ao envelhecimento acelerado

Resposta fisiológica de sementes de palmeiras ao envelhecimento acelerado Resposta fisiológica de sementes de palmeiras 391 Resposta fisiológica de sementes de palmeiras ao envelhecimento acelerado Gisele de Freitas Negreiros (1) e Sonia Cristina Juliano Gualtieri de Andrade

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Manejo de Pastagens Código da Disciplina: AGR 279 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: 6 Faculdade responsável: Agronomia Programa em vigência a partir

Leia mais

EFEITO DE DIFRENTES PERÍODOS E USO DE SOLUÇÃO SALINA NO ENVELHECIMENTO ACELERADO EM SEMENTES DE SALSA

EFEITO DE DIFRENTES PERÍODOS E USO DE SOLUÇÃO SALINA NO ENVELHECIMENTO ACELERADO EM SEMENTES DE SALSA EFEITO DE DIFRENTES PERÍODOS E USO DE SOLUÇÃO SALINA NO ENVELHECIMENTO ACELERADO EM SEMENTES DE SALSA CONCEIÇÃO, Gerusa Massuquini 2 ; ROETHIG, Elisa²; ; ESPINDOLA, Maria Carolina Grigoletto 2 ; BARBIERI,

Leia mais

Programa da Disciplina

Programa da Disciplina INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E tecnologia PARAÍBA Ministério da Educação Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - Campus Cajazeiras Diretoria de Ensino / Coord. do Curso

Leia mais

Metodologia alternativa do teste de envelhecimento acelerado para sementes de cenoura

Metodologia alternativa do teste de envelhecimento acelerado para sementes de cenoura Metodologia alternativa do teste de envelhecimento acelerado para sementes de cenoura Angelica Brod Rodo 1,3 *; Maristela Panobianco 1,4 ; Júlio Marcos Filho 2,4 1 Pós-Graduando do Depto. de Produção Vegetal

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA CAMPUS: São Mateus CURSO: Agronomia DEPARTAMENTO: Departamento de Ciências da Saúde, Biológicas e Agrárias PROFESSOR: Fábio Ribeiro Pires CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO PERIODIZAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA ESTE DOCUMENTO NÃO SUBSTITUI O ORIGINAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA ESTE DOCUMENTO NÃO SUBSTITUI O ORIGINAL Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Tecnologia de Alimentos - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número de créditos: 4 Teóricas Práticas Total Duração

Leia mais

UTILIZAÇÃO DAS RESERVAS ALIMENTÍCIAS DE SEMENTES DE ARAUCÁRIA DURANTE ARMAZENAMENTO RESUMO

UTILIZAÇÃO DAS RESERVAS ALIMENTÍCIAS DE SEMENTES DE ARAUCÁRIA DURANTE ARMAZENAMENTO RESUMO UTILIZAÇÃO DAS RESERVAS ALIMENTÍCIAS DE SEMENTES DE ARAUCÁRIA DURANTE ARMAZENAMENTO Adson Ramos * Gilberto B. Souza ** RESUMO Foram monitoradas as modificações nas substâncias de reserva de sementes recalcitrantes

Leia mais

Influência da lignina na germinação de sementes de soja. Gláucia Cristina Moreira¹, Thales Sperger ¹, Ariberto Simon Sperger², Celso Ari Palagi³

Influência da lignina na germinação de sementes de soja. Gláucia Cristina Moreira¹, Thales Sperger ¹, Ariberto Simon Sperger², Celso Ari Palagi³ 175 Influência da lignina na germinação de sementes de soja Gláucia Cristina Moreira¹, Thales Sperger ¹, Ariberto Simon Sperger², Celso Ari Palagi³ ¹Faculdade Assis Gurgacz FAG, Curso de Agronomia. Avenida

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Professor(es) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 02 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Logística A 1640162 1.2

Leia mais

PROGRAMA ANALÍTICO E EMENTA DE DISCIPLINA DA PÓS GRADUAÇÃO. 04 Prática 2

PROGRAMA ANALÍTICO E EMENTA DE DISCIPLINA DA PÓS GRADUAÇÃO. 04 Prática 2 PROGRAMA ANALÍTICO E EMENTA DE DISCIPLINA DA PÓS GRADUAÇÃO Disciplina IDENTIFICAÇÃO TECNOLOGIA DE GRÃOS Departamento Ciência e Tecnologia Agroindustrial Professor Responsável pela Disciplina Moacir Cardoso

Leia mais

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TOMATE

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TOMATE QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TOMATE Khétrin Silva Maciel 1, José Carlos Lopes 2, Marília Poton Arcobeli Cola 3, Luan Peroni Venancio 4. 1 Graduanda - UFES - Universidade Federal do Espírito Santo

Leia mais

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE Amburana cearensis (Allemão) A.C. Smith

AVALIAÇÃO DO POTENCIAL FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE Amburana cearensis (Allemão) A.C. Smith Original Article 859 AVALIAÇÃO DO POTENCIAL FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE Amburana cearensis (Allemão) A.C. Smith EVALUATION OF PHYSIOLOGICAL POTENTIAL OF Amburana cearensis (Allemão) A.C. Smith SEEDS Roberta

Leia mais

MÉTODOS PARA A SUPERAÇÃO ALBUQUERQUE, DA DORMÊNCIA K. S. et al. EM SEMENTES DE SUCUPIRA-PRETA (Bowdichia virgilioides KUNTH.)

MÉTODOS PARA A SUPERAÇÃO ALBUQUERQUE, DA DORMÊNCIA K. S. et al. EM SEMENTES DE SUCUPIRA-PRETA (Bowdichia virgilioides KUNTH.) 1716 MÉTODOS PARA A SUPERAÇÃO ALBUQUERQUE, DA DORMÊNCIA K. S. et al. EM SEMENTES DE SUCUPIRA-PRETA (Bowdichia virgilioides KUNTH.) Methods for dormancy overcoming of black sucupira (Bowdichia virgilioides

Leia mais

GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE MILHO-PIPOCA SUBMETIDAS AO ESTRESSE TÉRMICO E HÍDRICO

GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE MILHO-PIPOCA SUBMETIDAS AO ESTRESSE TÉRMICO E HÍDRICO Original Article 687 GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE MILHO-PIPOCA SUBMETIDAS AO ESTRESSE TÉRMICO E HÍDRICO GERMINATION AND VIGOR OF POPCORN SEEDS SUBMITTED TO THERMAL AND WATER STRESS Aurélio VAZ-DE-MELO

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RAIOS-X NA AVALIAÇÃO DE DANOS INTERNOS E SEUS EFEITOS NA QUALIDADE DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L)

UTILIZAÇÃO DE RAIOS-X NA AVALIAÇÃO DE DANOS INTERNOS E SEUS EFEITOS NA QUALIDADE DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L) UTILIZAÇÃO DE RAIOS-X NA AVALIAÇÃO DE DANOS INTERNOS E SEUS EFEITOS NA QUALIDADE DE SEMENTES DE MAMONA (Ricinus communis L) Renato Augusto Alves 1, Maria Laene Moreira de Carvalho 1, Antônio Lucrécio dos

Leia mais

PLANO DE ENSINO. ( X ) Licenciatura ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ( ) OBRIGATÓRIA

PLANO DE ENSINO. ( X ) Licenciatura ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ( ) OBRIGATÓRIA PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MODALIDADE: ( X ) Bacharelado ( X ) Licenciatura DISCIPLINA: ZOOLOGIA DE INVERTEBRADOS III ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ÁREA COMPLEMENTAR:

Leia mais

Efeito da Luz e da Adubação com NPK em Dois Tipos de Solos na Germinação de Sementes e no Desenvolvimento de Plântulas de Cenoura.

Efeito da Luz e da Adubação com NPK em Dois Tipos de Solos na Germinação de Sementes e no Desenvolvimento de Plântulas de Cenoura. Efeito da Luz e da Adubação com NPK em Dois Tipos de Solos na Germinação de Sementes e no Desenvolvimento de Plântulas de Cenoura. José C. Lopes ; Paulo C. Cavatte ; João B. Zonta Universidade Federal

Leia mais

EFEITO DO ÁCIDO GIBERÉLICO NO TRATAMENTO DE SEMENTES DE ARROZ SUBMETIDO A ESTRESSE POR BAIXA TEMPERATURA

EFEITO DO ÁCIDO GIBERÉLICO NO TRATAMENTO DE SEMENTES DE ARROZ SUBMETIDO A ESTRESSE POR BAIXA TEMPERATURA EFEITO DO ÁCIDO GIBERÉLICO NO TRATAMENTO DE SEMENTES DE ARROZ SUBMETIDO A ESTRESSE POR BAIXA TEMPERATURA Daniele Brandstetter Rodrigues 1 ; Thaís D Avila Rosa 2 ; Diogo Balbé Helgueira 2, Jonas Gularte

Leia mais

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE LOTES COMERCIAS DE SEMENTES DE ABOBRINHA (Cucurbita pepo L).

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE LOTES COMERCIAS DE SEMENTES DE ABOBRINHA (Cucurbita pepo L). QUALIDADE FISIOLÓGICA DE LOTES COMERCIAS DE SEMENTES DE ABOBRINHA (Cucurbita pepo L). Juliana Zambon Holzmann (PIBIC/Araucária/UENP-CLM), Tamiris Tonderys Villela, Cristina Batista de Lima (orientadora.

Leia mais

TESTES DE VIGOR NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO 1

TESTES DE VIGOR NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO 1 55 TESTES DE VIGOR NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO SALVADOR BARROS TORRES 2 RESUMO - O presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência comparativa de diferentes testes

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Olericultura Geral Código da Disciplina: AGR 355. Semestre de oferta da disciplina: I e II

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: Olericultura Geral Código da Disciplina: AGR 355. Semestre de oferta da disciplina: I e II PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Olericultura Geral Código da Disciplina: AGR 355 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: I e II Faculdade responsável: Agronomia Programa em vigência a partir

Leia mais

COMPARAÇÃO DE MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA EM SEMENTES DE CALÊNDULA 1

COMPARAÇÃO DE MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA EM SEMENTES DE CALÊNDULA 1 24 COMPARAÇÃO DE MÉTODOS PARA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA EM SEMENTES DE CALÊNDULA 1 MARIA ANGELICA MOREIRA SILVEIRA 2, FRANCISCO AMARAL VILLELA 3, MARIA ÂNGELA ANDRÉ TILLMANN 3 RESUMO - A calêndula

Leia mais

TESTES DE VIGOR NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TOMATE 1

TESTES DE VIGOR NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TOMATE 1 VIGOR PARA SEMENTES DE TOMATE 23 TESTES DE VIGOR NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE TOMATE 1 ANGELICA BROD RODO 2, MARIA ÂNGELA ANDRÉ TILLMANN 3 e FRANCISCO AMARAL VILLELA 3 RESUMO- Sementes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA COMPONENTES CURRÍCULARES Código Nome Nível de Ensino 1 FTC0001 AGROECOLOGIA STRICTO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 1 o 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Ciência dos Materiais 0950003 1.2 Unidade:

Leia mais

RESPOSTAS DE SEMENTES DE MILHO, COM DIFERENTES NÍVEIS DE VIGOR, À DISPONIBILIDADE HÍDRICA 1

RESPOSTAS DE SEMENTES DE MILHO, COM DIFERENTES NÍVEIS DE VIGOR, À DISPONIBILIDADE HÍDRICA 1 RESPOSTAS DE SEMENTES DE MILHO, COM DIFERENTES NÍVEIS DE VIGOR, À DISPONIBILIDADE HÍDRICA 1 ZENÓRIO PIANA 2 e WALTER RODRIGUES DA SILVA 3 RESUMO - Com o objetivo de estudar a relação existente entre o

Leia mais

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE SOJA PROVENIENTES DE DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA 1

QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE SOJA PROVENIENTES DE DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA 1 257 QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE SOJA PROVENIENTES DE DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA 1 IVO DE SÁ MOTTA 2, ALESSANDRO DE LUCCA E BRACCINI 3, CARLOS ALBERTO SCAPIM 2, ANTÔNIO CARLOS ANDRADE GONÇALVES

Leia mais

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016)

Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016) Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo Faculdade de Biblioteconomia e Ciência da Informação PLANO DE ENSINO (2016) I. IDENTIFICAÇÃO DISCIPLINA CURSO PROFESSOR CÓDIGO DA DISCIPLINA Normalização

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO HÍBRIDO COMERCIAL E DE PROGRAMA TROCA-TROCA

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO HÍBRIDO COMERCIAL E DE PROGRAMA TROCA-TROCA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE MILHO HÍBRIDO COMERCIAL E DE PROGRAMA TROCA-TROCA Mateus Tonini Eitelwein 1, Stela Maris Kulczynski 2, Antônio Luis Santi 2, Maurício Roberto Cherubin

Leia mais

ESCOLHA DE MATERIAIS NA FASE VEGETATIVA: ADAPTAÇÃO E TAMANHO DE FOLHAS EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA

ESCOLHA DE MATERIAIS NA FASE VEGETATIVA: ADAPTAÇÃO E TAMANHO DE FOLHAS EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA ESCOLHA DE MATERIAIS NA FASE VEGETATIVA: ADAPTAÇÃO E TAMANHO DE FOLHAS EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA Rafael Dauernheimer 1, Fabiana Raquel Mühl 2, Neuri Antônio Feldmann 3, Anderson Rhoden 3 Palavras

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MANEJO DE SOLO E ÁGUA

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MANEJO DE SOLO E ÁGUA PROGRAMA ANALÍTICO DE DISCIPLINA IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA CÓDIGO NOME NATUREZA PMS0014 FERTIRRIGAÇÃO [ ] Obrigatória [ X ] Optativa PROFESSOR Leilson Costa Grangeiro/José Francismar de Medeiros CARGA

Leia mais

CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM DOIS LOTES DE SEMENTES DE Moringa oleífera Lam. EM DIFERENTES TEMPOS DE EMBEBIÇÃO

CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM DOIS LOTES DE SEMENTES DE Moringa oleífera Lam. EM DIFERENTES TEMPOS DE EMBEBIÇÃO CONDUTIVIDADE ELÉTRICA EM DOIS LOTES DE SEMENTES DE Moringa oleífera Lam. EM DIFERENTES TEMPOS DE EMBEBIÇÃO Priscila Raiane Assunção de Andrade (1) ; Laura Rodrigues Araújo (2), Rodrigo Mendes de Oliveira

Leia mais

COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE SEMENTES DE Mimosa dolens Vell. GERMINATION OF Mimosa dolens Vell. SEEDS

COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE SEMENTES DE Mimosa dolens Vell. GERMINATION OF Mimosa dolens Vell. SEEDS CDD: 634.95 COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE SEMENTES DE Mimosa dolens Vell. GERMINATION OF Mimosa dolens Vell. SEEDS Luciana Leal 1, Daniela Biondi 2 1 Engenheira Florestal; Mestranda do Curso de Pós-graduação

Leia mais

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PARA ASSUNTOS EDUCACIONAIS PLANO DE ENSINO

PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PARA ASSUNTOS EDUCACIONAIS PLANO DE ENSINO PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PARA ASSUNTOS EDUCACIONAIS DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA Código: UR2024 Semestre letivo e ano em que será ministrada: 2º/2012 I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Universidade

Leia mais

Campus de Botucatu. Departamento de Microbiologia e Imunologia PLANO DE ENSINO. ( x ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ÁREA COMPLEMENTAR: ( ) OPTATIVA

Campus de Botucatu. Departamento de Microbiologia e Imunologia PLANO DE ENSINO. ( x ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ÁREA COMPLEMENTAR: ( ) OPTATIVA PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: Ciências Biológicas MODALIDADE: ( x ) Bacharelado ( ) Licenciatura DISCIPLINA: Microbiologia Básica ( x ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ÁREA COMPLEMENTAR: ( ) OPTATIVA

Leia mais

Época de semeadura em cinco cultivares de soja. II. Efeito na qualidade fisiológica das sementes

Época de semeadura em cinco cultivares de soja. II. Efeito na qualidade fisiológica das sementes Época de semeadura em cinco cultivares de soja. II. Efeito na qualidade fisiológica das sementes Ivo de Sá Motta 1, Alessandro de Lucca e Braccini 1*, Carlos Alberto Scapim 1, Miriam Hiroko Inoue 1, Marizangela

Leia mais

PLANO DE ENSINO I. JUSTIFICATIVA:

PLANO DE ENSINO I. JUSTIFICATIVA: PLANO DE ENSINO CURSO: Agronomia MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: Plantas Bioativas CÓDIGO: AG-98 PROFESSOR(A): Alexandra Goede de Souza CARGA HORÁRIA SEMANAL/SEMESTRAL: 2/30 SEMESTRE/ANO: 1º/2014 SEMESTRE

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES METODOLOGIAS DO TESTE DE FRIO EM SEMENTES DE ALFACE EFFECT OF DIFFERENT METHODOLOGIES OF COLD TEST IN LETTUCE SEEDS

EFEITO DE DIFERENTES METODOLOGIAS DO TESTE DE FRIO EM SEMENTES DE ALFACE EFFECT OF DIFFERENT METHODOLOGIES OF COLD TEST IN LETTUCE SEEDS 55 EFEITO DE DIFERENTES METODOLOGIAS DO TESTE DE FRIO EM SEMENTES DE ALFACE EFFECT OF DIFFERENT METHODOLOGIES OF COLD TEST IN LETTUCE SEEDS 1 2 3 Amanda Regina GODOY ; Charline Zaratin ALVES ; Naiane Cristina

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Fruticultura II Código da Disciplina: AGR 354 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: 8 período Faculdade responsável: Agronomia Programa em vigência a partir

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Sociologia e Extensão Rural Código da Disciplina: AGR 278 Curso: Agronomia Semestre de oferta da disciplina: 5 Faculdade responsável: Agronomia Programa em vigência a

Leia mais

Qualidade fisiológica de sementes de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae Caesalpinioideae) envelhecidas artificialmente 1

Qualidade fisiológica de sementes de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae Caesalpinioideae) envelhecidas artificialmente 1 Qualidade fisiológica de sementes de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae Caesalpinioideae) envelhecidas artificialmente 1 Physiological seed quality of Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae Caesalpinioideae)

Leia mais

INFLUÊNCIA DO ENVELHECIMENTO ACELERADO NO VIGOR DE SEMENTES DE

INFLUÊNCIA DO ENVELHECIMENTO ACELERADO NO VIGOR DE SEMENTES DE Ciência Florestal, Santa Maria, v. 14, n. 1, p. 85-90 85 ISSN 0103-9954 INFLUÊNCIA DO ENVELHECIMENTO ACELERADO NO VIGOR DE SEMENTES DE Anadenanthera colubrina (Vellozo) Brenan Mimosaceae ACCELERATED AGING

Leia mais