FONTES ORGÂNICAS DE NUTRIENTES E SEUS EFEITOS NO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DA MAMONEIRA*

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FONTES ORGÂNICAS DE NUTRIENTES E SEUS EFEITOS NO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DA MAMONEIRA*"

Transcrição

1 FONTES ORGÂNICAS DE NUTRIENTES E SEUS EFEITOS NO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DA MAMONEIRA* Márcia Maria Bezerra Guimarães 1 ; Robson César Albuquerque 1 ; Amanda Micheline Amador de Lucena 1 ; Fabiana Xavier Costa 1 ; Maria Aline de Oliveira Freire 2; Napoleão Esberard de Macêdo Beltrão 3 ; Liv Soares Severino 3 ; 1 UFCG, 2 UVA; 3 Embrapa Algodão, RESUMO - Objetivou-se com este trabalho testar três diferentes adubos orgânicos, como fontes de nitrogênio, e compará-lo com a adubação mineral na cultura da mamoneira. O presente experimento foi conduzido em condições de casa de vegetação, localizada na Embrapa Algodão, no município de Campina Grande PB. Utilizou-se delineamento em blocos casualisados com três repetições..as parcelas experimentais constituíam-se de vasos com capacidade de 20Kg. O substrato utilizado foi equivalente a um solo de textura arenosa, classificado como Neossolo Regolítico adicionado da matéria orgânica equivalente a 255 kg/ha de N. Os substratos utilizados foram: NPK, esterco bovino, torta de mamona e biossólido, com um tratamento testemunha utilizando solo sem matéria orgânica, totalizando 5 tratamentos.. As sementes usadas foram da cultivar BRS 149 Nordestina nativa do Nordeste Brasileiro,foram semeadas em vasos com capacidade de 20litros, com a carúncula para cima. A mamoneira responde mais efetivamente aos adubos orgânicos usados; a torta de mamona é o melhor adubo orgânico para o crescimento e desenvolvimento da mamoneira, sendo uma fonte efetiva de nitrogênio; a adubação mineral com nitrogênio, na dose de 255 kg/ha, tem baixa efetividade no crescimento e desenvolvimento inicial da mamoneira. INTRODUÇÃO A mamoneira (Ricinus communis L.) é uma planta rústica, heliófila, tolerante à seca, pertencente à família das Euforbiáceas, disseminada por diversas regiões do globo terrestre e cultivada comercialmente (CARTAXO et al. 2004). Segundo Santos et al. (2001) ela é uma cultura que apresenta perspectivas promissoras para a produção agrícola. Os nutrientes das plantas estão no solo. Só uma mínima fração cerca de 0.2% está dissolvida na água o restante 98% é ligada em detritos orgânicos e compostos inorgânicos quase insolúveis ou incorporadas em substâncias minerais (LARCHER,1986).Dos nutrientes, necessários á produção de

2 alimentos e fibras, alguns estão relacionados com a qualidade do ambiente, como o N(nitrogênio) e o P(fósforo). A mamoneira é uma cultura que responde bem a aplicações de fertilizantes, tanto químicos como orgânicos. Entretanto deve-se ter cuidado na aplicação de adubos orgânicos ou fertilizantes nitrogenados, pois em quantidades excessiva favorecem o desenvolvimento vegetativo com redução considerável da produção. Fertilizantes fosfatados são grandemente requeridos pelas plantas, principalmente para aquelas produtoras de grãos, como é o caso desta oleaginosa. Objetivou-se com este trabalho testar três diferentes adubos orgânicos, como fontes de nitrogênio, e compará-lo com a adubação mineral. MATERIAL E MÉTODOS O experimento foi conduzido em condições de casa de vegetação do Centro Nacional de Pesquisa do Algodão (CNPA-EMBRAPA), na cidade de Campina Grande-PB. Utilizou-se sementes de mamona (Ricinus communis L.), cultivar BRS 149 Nordestina. Foi adotado um delineamento experimental em blocos casualizados com três repetições..as parcelas experimentais constituíam-se de vasos com capacidade de 20Kg, onde foram semeadas cinco sementes com carúncula para cima, à profundidade de 3cm em substrato equivalente a um solo de textura arenosa, classificado como Neossolo Regolítico adicionado da matéria orgânica equivalente a 255 kg/ha de N. Os substratos utilizados foram: NPK, esterco bovino, torta de mamona e biossolido, com um tratamento testemunha utilizando solo sem matéria orgânica, totalizando 5 tratamentos. Após emergência, fez-se o desbaste deixando apenas 1 planta por parcela. Durante 120 dias observou-se altura de planta, numero de folhas, área foliar, diâmetro e massa seca. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância. RESULTADOS E DISCUSSÃO Houve diferenças significativas entre os tratamentos aplicados, a 1% de probabilidade, em todas as variáveis estudadas (Tab. 1). A torta de mamona se destaca das demais fontes de nutrientes empregadas, apresentando o maior número de folhas, a maior área foliar, a maior altura de planta, diâmetro de caule e peso seco de raiz.

3 Comparando-se com o adubo mineral NPK usado, a torta de mamona somente foi equivalente estatisticamente na altura de planta e no peso seco de raiz, mesmo assim com produção absoluta 41 e 31% superior, respectivamente, nestas variáveis (Tab. 1). O esterco bovino e o biossólido foram inferiores a torta de mamona na área foliar e na produção de matéria seca de raiz, sendo equivalente nos demais variáveis testadas. No conjunto dos dados, observa-se que os adubos orgânicos foram superiores ou equivalentes ao adubo mineral usado, demonstrando a forte resposta da mamoneira a essa fonte de nutriente e, ou, a sua sensibilidade ao efeito salino do fertilizante mineral. Comparando o adubo mineral com a testemunha, observa-se que não há diferença estatística no número de folhas, na área foliar, na altura de planta e na matéria seca da parte aérea. A adubação mineral melhorou o crescimento da planta, mas não promoveu uma diferença grande o suficiente para ser estatística. Apenas no diâmetro do caule a adubação mineral se aumentou significativamente o valor encontrado na testemunha. É comum se obter esse resultado no solo arenoso, para nitrogênio e potássio, provavelmente por efeito salino ou mesmo toxidez, devido a elevação da dose pelo efeito de concentração na cova. Ao contrário do observado no tratamento com adubação mineral, os adubos orgânicos melhoraram efetivamente o crescimento da mamoneira na quase totalidade das variáveis estudadas. A torta de mamona por ser rica NPK e principalmente nitrogênio propiciou o melhor desenvolvimento das plantas, se sobressaindo entre os demais adubos orgânicos utilizados em todas as variáveis estudadas. CONCLUSÕES A mamoneira responde mais efetivamente aos adubos orgânicos usados; A torta de mamona é o melhor adubo orgânico para o crescimento e desenvolvimento da mamoneira, sendo uma fonte efetiva de nitrogênio; A adubação mineral com nitrogênio, na dose usada, tem baixa efetividade no crescimento e desenvolvimento inicial da mamoneira. *Pesquisa financiada pela Petrobrás.

4 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CARTAXO,W.V,;BELTRÃO, N. E. de M.; SILVA, O.R.R.F. da; SEVERINO, L.S.;SUASSUNA,N.D.;SOARES,J.J.O cultivo da mamoneira no semi-árido brasileiro.campina Grande;Embrapa Algodão,2004. (Circular técnica,77). LARCHER, W. Ecofisiologia vegetal. São Paulo: EPU, p. EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Algodão (Campina grande,pb).brs149;(nordestina).campina grande,1998.folder. SANTOS, J. W. dos; GHEY, H. R. (eds.) Estatística experimental aplicada. Campina Grande:Embrapa Algodão/ UFPB, p. Tabela 1. Analise variância e valores médios para todas as variáveis de desenvolvimento (altura, diâmetro, nº de folha, área foliar, matéria seca parte aérea (MSPA) matéria seca da raiz (MSR), em função dos tratamentos aplicados. Embrapa Algodão, Campina Grande-Pb, Tratamentos Altura Diâmetro Número Folhas Área Foliar MSPA MSR F 494,43** 1,03** 26,56** 1213,07* 346,16** 1880,0** NPK 35,0 ab 1,56 a 7,33 bc 4,47 c 5,24 b 11,81 c Esterco bovino 48,66 a 1,66 a 10,00 ab 27,73 b 11,64 b 15,47 bc Torta de mamona 49,33 a 2,10 a 12,33 a 50,09 a 4,51 b 65,89 a Biossólido 43,00 a 2,03 a 10,33 ab 28,03 b 28,15 a 24,24 b Testemunha 18,33 b 0,63 b 4,66 c 0,73 c 1,25 b 0,95 d Média Geral 38,86 1,60 8,93 22,21 10,16 23,67 CV(%) 20,87 17,7 14,87 25,07 36,70 14,74 Médias seguidas pelas mesmas letras, dentro de cada fator não diferem significativamente entre si, pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. ** significativo ao nível de 1% de probabilidade; * significativo ao nível de 5% de probabilidade.

5

INFLUÊNCIA DE DOSES E TIPOS DE ADUBOS NO DESENVOLVIMENTO DA MAMONEIRA BRS NORDESTINA

INFLUÊNCIA DE DOSES E TIPOS DE ADUBOS NO DESENVOLVIMENTO DA MAMONEIRA BRS NORDESTINA INFLUÊNCIA DE DOSES E TIPOS DE ADUBOS NO DESENVOLVIMENTO DA MAMONEIRA BRS NORDESTINA Márcia Maria Bezerra Guimarães 1, Vera Lúcia Antunes de Lima 1, Napoleão Esberard de Macedo Beltrão 2, Fabiana Xavier

Leia mais

EFEITO DA TORTA DE MAMONA SOBRE O CRESCIMENTO DA MAMONEIRA BRS 149 NORDESTINA.

EFEITO DA TORTA DE MAMONA SOBRE O CRESCIMENTO DA MAMONEIRA BRS 149 NORDESTINA. EFEITO DA TORTA DE MAMONA SOBRE O CRESCIMENTO DA MAMONEIRA BRS 149 NORDESTINA Joab Josemar Vitor Ribeiro do Nascimento 1, Maria José Vieira Tavares 2, Liv Soares Severino 3, Valdinei Sofiatti 3 1UFCG,

Leia mais

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE 16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE EM RELAÇÃO AO FORMULADO PADRÃO O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho do fertilizante Farture (00-12-12) em diferentes dosagens em relação ao

Leia mais

DETERMINAÇÃO DO CRESCIMENTO DE MUDAS DE MAMONA DAS VARIEDADES BRS 149 NORDESTINA E BRS 188 PARAGUAÇU EM FUNÇÃO DO VOLUME DO RECIPIENTE

DETERMINAÇÃO DO CRESCIMENTO DE MUDAS DE MAMONA DAS VARIEDADES BRS 149 NORDESTINA E BRS 188 PARAGUAÇU EM FUNÇÃO DO VOLUME DO RECIPIENTE DETERMINAÇÃO DO CRESCIMENTO DE MUDAS DE MAMONA DAS VARIEDADES BRS 149 NORDESTINA E BRS 188 PARAGUAÇU EM FUNÇÃO DO VOLUME DO RECIPIENTE Djair Felix da Silva 1, Roseane Cristina Prédes Trindade 2, Mauro

Leia mais

COMPETIÇÃO DE GENÓTIPOS DE MAMONA DE PORTE BAIXO AVALIADOS EM RORAIMA 2008

COMPETIÇÃO DE GENÓTIPOS DE MAMONA DE PORTE BAIXO AVALIADOS EM RORAIMA 2008 COMPETIÇÃO DE GENÓTIPOS DE MAMONA DE PORTE BAIXO AVALIADOS EM RORAIMA 2008 Oscar José Smiderle, CPAFRR, ojsmider@cpafrr.embrapa.br Gilvan B. Ferreira, CPAFRR, gilvan@cpafrr.embrapa.br Juliana Espindola

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 455

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 455 Página 455 AVALIAÇÃO DA FITOMASSA SECA DA MAMONEIRA BRS 149 NORDESTINA SOB FERTILIZAÇÃO MINERAL Lúcia Helena Garófalo Chaves 1 ; Evandro Franklin de Mesquita 2,3 ; Hugo Orlando Carvallo Guerra 1 ; Diva

Leia mais

COMPORTAMENTO DE LINHAGENS DE MAMONA (Ricinus communis L.), EM BAIXA ALTITUDE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 1

COMPORTAMENTO DE LINHAGENS DE MAMONA (Ricinus communis L.), EM BAIXA ALTITUDE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 1 Página 1650 COMPORTAMENTO DE LINHAGENS DE MAMONA (Ricinus communis L.), EM BAIXA ALTITUDE NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE 1 Marcelo Abdon Lira 1 ; Máira Milani 2 ; Hélio Wilson Lemos de Carvalho 3 ; João

Leia mais

Efeitos da adubação nitrogenada de liberação lenta sobre a qualidade de mudas de café

Efeitos da adubação nitrogenada de liberação lenta sobre a qualidade de mudas de café Efeitos da adubação nitrogenada de liberação lenta sobre a qualidade de mudas de café Gabriel Avelar LAGE 1 ; Sheila Isabel do Carmo PINTO²; Iul Brinner Expedito de SOUZA³; Marcus Vinicius SANTOS 3 ; Guilherme

Leia mais

ESTUDO DO PROCESSO DE MATURAÇÃO DA MAMONEIRA I: LANÇAMENTO DA INFLORESCÊNCIA

ESTUDO DO PROCESSO DE MATURAÇÃO DA MAMONEIRA I: LANÇAMENTO DA INFLORESCÊNCIA ESTUDO DO PROCESSO DE MATURAÇÃO DA MAMONEIRA I: LANÇAMENTO DA INFLORESCÊNCIA Amanda Micheline Amador de Lucena 1, Liv Soares Severino 2, Napoleão Esberard de M. Beltrão 2, Valdinei Sofiatti 2, Katty Anne

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 1213

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 1213 Página 1213 COMPORTAMENTO DA CULTIVAR DE MAMONA BRS ENERGIA CULTIVADA SOB DUAS DENSIDADES DE PLANTIO EM IRECÊ, BA Jalmi Guedes Freitas 1, José Carlos Aguiar da Silva 1, Jocelmo Ribeiro Mota 1 Gilvando

Leia mais

TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO NO PLANTIO

TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO NO PLANTIO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO

Leia mais

COMPONENTES DE CRESCIMENTO DA MAMONEIRA (Ricinus cumunnis L.) CULTIVAR BRS ENERGIA ADUBADA ORGANICAMENTE

COMPONENTES DE CRESCIMENTO DA MAMONEIRA (Ricinus cumunnis L.) CULTIVAR BRS ENERGIA ADUBADA ORGANICAMENTE Página 481 COMPONENTES DE CRESCIMENTO DA MAMONEIRA (Ricinus cumunnis L.) CULTIVAR BRS ENERGIA ADUBADA ORGANICAMENTE Suenildo Jósemo Costa Oliveira 1 ; Maria Aline Oliveira Freire 2 ; Lígia Rodrigues Sampaio

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE MUDAS DE COFFEA ARABICA PRODUZIDAS EM DIFERENTES RECIPIENTES

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE MUDAS DE COFFEA ARABICA PRODUZIDAS EM DIFERENTES RECIPIENTES TÍTULO: AVALIAÇÃO DE MUDAS DE COFFEA ARABICA PRODUZIDAS EM DIFERENTES RECIPIENTES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: CIÊNCIAS AGRÁRIAS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO

Leia mais

CRESCIMENTO DE MUDAS DE MAMONEIRA EM SUBSTRATO CONTENDO ESTERCO BOVINO, CASCA DE AMENDOIM E CASCA DE MAMONA

CRESCIMENTO DE MUDAS DE MAMONEIRA EM SUBSTRATO CONTENDO ESTERCO BOVINO, CASCA DE AMENDOIM E CASCA DE MAMONA CRESCIMENTO DE MUDAS DE MAMONEIRA EM SUBSTRATO CONTENDO ESTERCO BOVINO, CASCA DE AMENDOIM E CASCA DE MAMONA Rosiane de Lourdes Silva de Lima 1 Liv Soares Severino 2 Maria Isabel de Lima Silva 3 Jeane Ferreira

Leia mais

ADUBAÇÃO ORGÂNICA NO GERGELIM NO CARIRI CEARENSE

ADUBAÇÃO ORGÂNICA NO GERGELIM NO CARIRI CEARENSE ADUBAÇÃO ORGÂNICA NO GERGELIM NO CARIRI CEARENSE JOSÉ RODRIGUES PEREIRA, Eng. Agr., M.Sc., Assistente de Pesquisa da Embrapa Algodão. R. Oswaldo Cruz, 1143 Centenário, CEP 58.107-720, Campina Grande, PB.

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO TARDIA DE COBALTO, NA ABSCISÃO DE FLORES E COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM (Vigna unguiculata).

AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO TARDIA DE COBALTO, NA ABSCISÃO DE FLORES E COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM (Vigna unguiculata). AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO TARDIA DE COBALTO, NA ABSCISÃO DE FLORES E COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO FEIJOEIRO COMUM (Vigna unguiculata). Rezanio Martins Carvalho (bolsista do PIBIC/CNPq), Fabiano André Petter

Leia mais

AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA

AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA Fernanda Pereira de Souza 1 Eder de Souza Martins 2 Luise Lottici Krahl 3 Eduardo Alano Vieira 4 Josefino de Freitas

Leia mais

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA 18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE MACRONUTRIENTES EM PÓS- EMERGÊNCIA DA CULTURA O objetivo neste trabalho foi avaliar a aplicação de macronutrientes de diversas fontes e épocas de aplicação

Leia mais

PERÍODO CRÍTICO DE INTERFERÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS NA CULTURA DA MAMONEIRA BRS ENERGIA EM DOIS ESPAÇAMENTOS

PERÍODO CRÍTICO DE INTERFERÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS NA CULTURA DA MAMONEIRA BRS ENERGIA EM DOIS ESPAÇAMENTOS You are free: to copy, distribute and transmit the work; to adapt the work. You must attribute the work in the manner specified by the author or licensor PERÍODO CRÍTICO DE INTERFERÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS

Leia mais

Seletividade de herbicidas pré e pós-emergentes à mamoneira

Seletividade de herbicidas pré e pós-emergentes à mamoneira Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 7., 2010, Belo Horizonte Seletividade de herbicidas pré e pós-emergentes à mamoneira Samira Gabriela de Almeida Araújo (1), Maria Helena Tabim Mascarenhas

Leia mais

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM*

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* SILVEIRA, A.L. 1 ; SANTANA, M.J. ; BARRETO, A.C. ; VIEIRA, T.A. 3 * Projeto com apoio da FAPEMIG. 1 Estudante Agronomia

Leia mais

EFEITO DE REGULADOR DE CRESCIMENTO SOBRE A GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DO ALGODOEIRO

EFEITO DE REGULADOR DE CRESCIMENTO SOBRE A GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DO ALGODOEIRO EFEITO DE REGULADOR DE CRESCIMENTO SOBRE A GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DO ALGODOEIRO Celma Lidiane Diogo de Lima 1, Virgínea de Araújo Farias 1, Liv Soares Severino 2, Napoleão Esberard de Macêdo

Leia mais

DESENVOLVIMENTO FOLIAR, PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO EM MANDIOCA SUBMETIDA À DISTINTO MANEJO NUTRICIONAL EM DOIS ANOS AGRÍCOLAS 1

DESENVOLVIMENTO FOLIAR, PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO EM MANDIOCA SUBMETIDA À DISTINTO MANEJO NUTRICIONAL EM DOIS ANOS AGRÍCOLAS 1 DESENVOLVIMENTO FOLIAR, PRODUTIVIDADE E TEOR DE AMIDO EM MANDIOCA SUBMETIDA À DISTINTO MANEJO NUTRICIONAL EM DOIS ANOS AGRÍCOLAS 1 Taise Pacheco Paganini 2 ; Janaina Emerim de Souza 3 ; Naracelis Poletto

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS DO TRABALHO. Título do Trabalho: Doses de adubos para produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum)

INFORMAÇÕES GERAIS DO TRABALHO. Título do Trabalho: Doses de adubos para produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum) INFORMAÇÕES GERAIS DO TRABALHO Título do Trabalho: Doses de adubos para produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum) Autor (es): Jakeline Aparecida Greiver Ribeiro Ferreira, Laurenia Oliveria Pessoni,

Leia mais

MUDAS DE PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) PRODUZIDAS EM DIFERENTES FONTES E DOSES DE MATÉRIA ORGÂNICA

MUDAS DE PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) PRODUZIDAS EM DIFERENTES FONTES E DOSES DE MATÉRIA ORGÂNICA Página 1413 MUDAS DE PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) PRODUZIDAS EM DIFERENTES FONTES E DOSES DE MATÉRIA ORGÂNICA Katty Anne Amador de Lucena Medeiros¹, Valdinei Sofiatti², Humberto Silva¹, Rosiane Lima²,

Leia mais

INFLUÊNCIA DA IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DA ADUBAÇÃO COM BIOSSÓLIDO NA ÁREA FOLIAR DO ALGODÃO COLORIDO (*)

INFLUÊNCIA DA IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DA ADUBAÇÃO COM BIOSSÓLIDO NA ÁREA FOLIAR DO ALGODÃO COLORIDO (*) INFLUÊNCIA DA IRRIGAÇÃO COM ÁGUA RESIDUÁRIA E DA ADUBAÇÃO COM BIOSSÓLIDO NA ÁREA FOLIAR DO ALGODÃO COLORIDO (*) Ivana Cordeiro de Moura Figueirêdo (UFCG / ivanacmf@yahoo.com.br), Napoleão Esberard de Macedo

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 486

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 486 Página 486 COMPONENTES DE PRODUÇÃO DA BRS NORDESTINA CULTIVADA EM DIFERENTES FONTES DE ADUBAÇÃO 1 Josely Dantas Fernandes 1, Lucia Helena Garófalo Chaves 2, José Pires Dantas 3, José Rodrigues Pacífico

Leia mais

EFEITO DO DEFICIT DE ÁGUA NO SOLO SOBRE A RELAÇÃO RAIZ/PARTE AÉREA NAS CULTIVARES DE MAMONA BRS 149 e BRS 188

EFEITO DO DEFICIT DE ÁGUA NO SOLO SOBRE A RELAÇÃO RAIZ/PARTE AÉREA NAS CULTIVARES DE MAMONA BRS 149 e BRS 188 EFEITO DO DEFICIT DE ÁGUA NO SOLO SOBRE A RELAÇÃO RAIZ/PARTE AÉREA NAS CULTIVARES DE MAMONA BRS 149 e BRS 188 Genival Barros Júnior 1, Hugo Orlando Carvallo Guerra 1, Mario Luiz Farias Cavalcanti 1, Rogério

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 418

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 418 Página 418 ADUBAÇÃO DO HÍBIDO DE MAMONEIA SAVANA EM CULTIVO DE SEQUEIO 1 Tarcísio Marcos De Souza Gondim 1 ; Valdinei Sofiatti 2, Liv Soares Severino 2, Gilvan Barbosa Ferreria 3, amon De Araújo Vasconcelos

Leia mais

Acúmulo de Matéria Seca e Teor de Clorofila em Diferentes Estádios do Milho em Ambiente Controlado

Acúmulo de Matéria Seca e Teor de Clorofila em Diferentes Estádios do Milho em Ambiente Controlado Acúmulo de Matéria Seca e Teor de Clorofila em Diferentes Estádios do Milho em Ambiente Controlado Ivan, V. A. F.; Renzo, G. V. P.; Fabrício, V.A.F.; Rodolfo, G. F.; Matheus, R. C.; Calil, S. L.; Indalécio,

Leia mais

Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol

Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol Júnio Oliveira Ferreira (1),

Leia mais

ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MINERAL NO DESENVOLVIMENTO DA MAMONEIRA.

ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MINERAL NO DESENVOLVIMENTO DA MAMONEIRA. You are free: to copy, distribute and transmit the work; to adapt the work. You must attribute the work in the manner specified by the author or licensor ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MINERAL NO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

PRODUÇÃO DE MUDAS DE CAFEEIRO EM TUBETES UTILIZANDO SUBSTRATOS CONSTITUÍDOS POR CASCA DE ARROZ CARBONIZADA E CASCA DE CAFÉ COMPOSTADA

PRODUÇÃO DE MUDAS DE CAFEEIRO EM TUBETES UTILIZANDO SUBSTRATOS CONSTITUÍDOS POR CASCA DE ARROZ CARBONIZADA E CASCA DE CAFÉ COMPOSTADA PRODUÇÃO DE MUDAS DE CAFEEIRO EM TUBETES UTILIZANDO SUBSTRATOS CONSTITUÍDOS POR CASCA DE ARROZ CARBONIZADA E CASCA DE CAFÉ COMPOSTADA CARVALHO, MYCHELLE 1 ; VALLONE, HAROLDO SILVA 2 ; DIAS, FÁBIO PEREIRA

Leia mais

RESPOSTA DA MAMONEIRA ADUBADA COM ZINCO E COBRE

RESPOSTA DA MAMONEIRA ADUBADA COM ZINCO E COBRE You are free: to copy, distribute and transmit the work; to adapt the work. You must attribute the work in the manner specified by the author or licensor RESPOSTA DA MAMONEIRA ADUBADA COM ZINCO E COBRE

Leia mais

Produtividade de Coentro (Coriandrum sativum L.) em Função de Doses e Parcelamento de Nitrogênio.

Produtividade de Coentro (Coriandrum sativum L.) em Função de Doses e Parcelamento de Nitrogênio. Produtividade de Coentro (Coriandrum sativum L.) em Função de Doses e Parcelamento de Nitrogênio. Francisco Nóbrega dos Santos 1 Adriana Rodrigues de Carvalho 1 ; José Ribamar Gusmão Araújo 1 ; Moisés

Leia mais

CRESCIMENTO DA MAMONEIRA CULTIVAR BRS-149 NORDESTINA ADUBADA COM NITROGÊNIO, FÓSFORO E POTÁSSIO 1

CRESCIMENTO DA MAMONEIRA CULTIVAR BRS-149 NORDESTINA ADUBADA COM NITROGÊNIO, FÓSFORO E POTÁSSIO 1 You are free: to copy, distribute and transmit the work; to adapt the work. You must attribute the work in the manner specified by the author or licensor CRESCIMENTO DA MAMONEIRA CULTIVAR BRS-149 NORDESTINA

Leia mais

Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09

Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09 Resultados de Pesquisa dos Ensaios de Melhoramento de Soja Safra 2008/09 Alberto Francisco Boldt; Engenheiro agrônomo, pesquisador do Instituto Mato-Grossense do Algodão IMAmt; Caixa Postal: 149, CEP 78.850-000;

Leia mais

13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA

13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA 13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA FOLIAR APLICADOS NA SOJA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi testar e avaliar o programa de nutrição foliar recomendado pela empresa Helena

Leia mais

Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente

Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2, Belo Horizonte 1 Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente Carlos Henrique

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 528

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 528 Página 528 CRESCIMENTO DE PLANTAS DE PINHÃO MANSO EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MINERAL1 Rosiane de Lourdes Silva de Lima 1 ; Lígia Rodrigues Sampaio 2 ; Maria Aline de Oliveira Freire 3 ; Genelicio

Leia mais

PRODUÇÃO DE MAMONEIRA CV BRS 149 NORDESTINA ADUBADA COM NITROGÊNIO, FOSFÓRO E POTÁSSIO

PRODUÇÃO DE MAMONEIRA CV BRS 149 NORDESTINA ADUBADA COM NITROGÊNIO, FOSFÓRO E POTÁSSIO Página 755 PRODUÇÃO DE MAMONEIRA CV BRS 149 NORDESTINA ADUBADA COM NITROGÊNIO, FOSFÓRO E POTÁSSIO Evandro Franklin de Mesquita 1,2, Lúcia Helena Garofálo Chaves 3, Hugo Orlando carvallo Guerra3, Diva Lima

Leia mais

FERTILIZANTE DE LIBERAÇÃO LENTA NO DESENVOLIMENTO DE MUDAS DE Capsicum annuum (L.) (PIMENTÃO)

FERTILIZANTE DE LIBERAÇÃO LENTA NO DESENVOLIMENTO DE MUDAS DE Capsicum annuum (L.) (PIMENTÃO) FERTILIZANTE DE LIBERAÇÃO LENTA NO DESENVOLIMENTO DE MUDAS DE Capsicum annuum (L.) (PIMENTÃO) Gomes, Erik Nunes 1 ; Andrade, Patrick Barros 1 ; Rossa, Überson Boaretto 1 ; Bisso, Fernando Prates 1 ; 1

Leia mais

PLANTIO CONSORCIADO DE PIMENTA DEDO-DE-MOÇA COM ADUBOS VERDES: PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO E OCORRÊNCIA DE PRAGAS PROJETO DE PESQUISA

PLANTIO CONSORCIADO DE PIMENTA DEDO-DE-MOÇA COM ADUBOS VERDES: PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO E OCORRÊNCIA DE PRAGAS PROJETO DE PESQUISA PLANTIO CONSORCIADO DE PIMENTA DEDO-DE-MOÇA COM ADUBOS VERDES: PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO E OCORRÊNCIA DE PRAGAS PROJETO DE PESQUISA PROFESSOR: MARCELO TAVARES DE CASTRO ALUNO: FABIOLA DOS REIS LIMA CURSO:

Leia mais

FONTES DE ADUBOS FOSFATADOS EM ARROZ DE TERRAS ALTAS.

FONTES DE ADUBOS FOSFATADOS EM ARROZ DE TERRAS ALTAS. FONTES DE ADUBOS FOSFATADOS EM ARROZ DE TERRAS ALTAS. Carvalho, F. F. (1) ; Lange, A. (2) (1) Acadêmico do curso de Bacharelado em Agronomia, UNEMAT, Campus Universitário de Alta Floresta e-mail: fernandofcarvalho@unemat.br.

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 888

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 888 Página 888 EFEITOS DE ÁGUAS RESIDUÁRIAS DE INDÚSTRIAS DE CAMPINA GRANDE NA PRODUÇÃO DE FITOMASSA DA MAMONEIRA, CULTIVAR BRS NORDESTINA Josilda de F. Xavier 1 *. Carlos A. V. Azevedo 1*, Napoleão E. M.

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 410

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 410 I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 21 Página 41 ADUBAÇÃO DA MAMONEIA DA CULTIVA BS NODESTINA EM CONDIÇÕES DE SEQUEIO 1 Valdinei Sofiatti 1 ; Tarcisio Marcos de Souza Gondim

Leia mais

Comportamento da Crotalaria juncea em função de adubação com e sem revestimento com polímeros

Comportamento da Crotalaria juncea em função de adubação com e sem revestimento com polímeros Comportamento da Crotalaria juncea em função de adubação com e sem revestimento com polímeros Rafael da Costa Leite 1 ; Hamilton Kikuti 2 ; Ana Lúcia Pereira Kikuti 3 1 Estudante do Curso de Agronomia

Leia mais

EFEITO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE BORO E CÁLCIO NO RENDIMENTO DE AZEITONAS DE OLIVEIRAS CULTIVADAS NO RIO GRANDE DO SUL

EFEITO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE BORO E CÁLCIO NO RENDIMENTO DE AZEITONAS DE OLIVEIRAS CULTIVADAS NO RIO GRANDE DO SUL EFEITO DA APLICAÇÃO FOLIAR DE BORO E CÁLCIO NO RENDIMENTO DE AZEITONAS DE OLIVEIRAS CULTIVADAS NO RIO GRANDE DO SUL NICOLODI, Margarete 1 ; GIANELLO, Clesio 2 ; NERI, Davide 3 & LODOLINI, Enrico Maria

Leia mais

MUDAS DE JATOBÁ-DO-CERRADO EM DIFERENTES AMBIENTES E SUBSTRATOS COM DOSES DE COMPOSTO ORGÂNICO COMERCIAL

MUDAS DE JATOBÁ-DO-CERRADO EM DIFERENTES AMBIENTES E SUBSTRATOS COM DOSES DE COMPOSTO ORGÂNICO COMERCIAL MUDAS DE JATOBÁ-DO-CERRADO EM DIFERENTES AMBIENTES E SUBSTRATOS COM DOSES DE COMPOSTO ORGÂNICO COMERCIAL Evandro Michel Valero Nardelli 1, Edílson Costa 2 1 Estudante do curso de agronomia, Bolsista PIBIC,

Leia mais

TÍTULO: BIOESTIMULANTES APLICADOS VIA FOLIAR EM CAFEEIROS COFFEA ARABICA EM PRODUÇÃO EM MINAS GERAIS

TÍTULO: BIOESTIMULANTES APLICADOS VIA FOLIAR EM CAFEEIROS COFFEA ARABICA EM PRODUÇÃO EM MINAS GERAIS TÍTULO: BIOESTIMULANTES APLICADOS VIA FOLIAR EM CAFEEIROS COFFEA ARABICA EM PRODUÇÃO EM MINAS GERAIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: CIÊNCIAS AGRÁRIAS INSTITUIÇÃO: CENTRO

Leia mais

TIPOS DE ADUBAÇÃO SOBRE A TAXA DE CRESCIMENTO INICIAL DA MAMONEIRA TYPES OF FERTILIZATION IN THE EARLY RATE OF GROWTH OF THE CASTOR BEAN PLANT

TIPOS DE ADUBAÇÃO SOBRE A TAXA DE CRESCIMENTO INICIAL DA MAMONEIRA TYPES OF FERTILIZATION IN THE EARLY RATE OF GROWTH OF THE CASTOR BEAN PLANT TIPOS DE ADUBAÇÃO SOBRE A TAXA DE CRESCIMENTO INICIAL DA MAMONEIRA 327 RODRIGUES, Wagner Nunes 1 NICOLINE, Henrique Otes 2 MARTINS, Lima Deleon 3 TOMAZ, Marcelo Antonio 4 AMARAL, José Francisco Teixeira

Leia mais

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO *

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO * VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO * VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BARRETO, A.C. 2 * Projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG).

Leia mais

PRODUÇÃO DE ARROZ COM TIPO DE GRÃO PARA A CULINÁRIA JAPONESA: UMA OPÇÃO PARA RORAIMA

PRODUÇÃO DE ARROZ COM TIPO DE GRÃO PARA A CULINÁRIA JAPONESA: UMA OPÇÃO PARA RORAIMA PRODUÇÃO DE ARROZ COM TIPO DE GRÃO PARA A CULINÁRIA JAPONESA: UMA OPÇÃO PARA RORAIMA Antonio Carlos Centeno Cordeiro Eng.Agr. Dr. Pesquisador da Embrapa Roraima Em Roraima, o cultivo do arroz representa

Leia mais

EFEITO NA GERMINAÇÃO E O VIGOR DE SEMENTES DE PIMENTÃO(Capsicum annum L.)EM DIFERENTES TIPOS DE SOLOS TRATADO COM HIDROPLAN. ;José C.

EFEITO NA GERMINAÇÃO E O VIGOR DE SEMENTES DE PIMENTÃO(Capsicum annum L.)EM DIFERENTES TIPOS DE SOLOS TRATADO COM HIDROPLAN. ;José C. EFEITO NA GERMINAÇÃO E O VIGOR DE SEMENTES DE PIMENTÃO(Capsicum annum L.)EM DIFERENTES TIPOS DE SOLOS TRATADO COM HIDROPLAN. Ronaldo S. Viana ;José C. Lopes Bolsista, CNPq/PIVIC, Universidade Federal do

Leia mais

Utilização de diferentes proporções de casca de café carbonizadas para a produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum)

Utilização de diferentes proporções de casca de café carbonizadas para a produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum) VIII Semana de Ciência e Tecnologia IFMG-Campus Bambuí VIII Jornada Científica Utilização de diferentes proporções de casca de café carbonizadas para a produção de mudas de tomate (Solanum lycopersicum)

Leia mais

Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo

Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo Iara Cristina Santos Curvelo (1), Elka Fabiana Aparecida Almeida

Leia mais

SUBSTRATOS COMERCIAIS NO DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE CALCEOLÁRIA

SUBSTRATOS COMERCIAIS NO DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE CALCEOLÁRIA SUBSTRATOS COMERCIAIS NO DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE CALCEOLÁRIA GRZEÇA, G.T. 1 ; WINHELMANN M. C. 1 ; PAOLAZZI J. 1 ; PARIS, P 1. TEDESCO, M 1. SCHAFER G 2. RESUMO: A calceolária é uma planta ornamental

Leia mais

PRODUÇÃO HIDROPÔNICA DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATOS À BASE DE RESÍDUOS ORGÂNICOS

PRODUÇÃO HIDROPÔNICA DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATOS À BASE DE RESÍDUOS ORGÂNICOS PRODUÇÃO HIDROPÔNICA DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATOS À BASE DE RESÍDUOS ORGÂNICOS Fred Carvalho Bezerra 1 ; Tiago da Costa Silva²; Fernando Vasconcellos Meyer Ferreira²; Daniel Barbosa Araújo 3 1 Eng.

Leia mais

08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA

08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA 08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA COM TECNOLOGIA INTACTA RR2 PRO EM DUAS ÉPOCAS DE SEMEADURA O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial produtivo de cultivares de soja disponíveis comercialmente

Leia mais

Efeito do uso de MAP revestido com polímeros de liberação gradual em parâmetros vegetativos do milho.

Efeito do uso de MAP revestido com polímeros de liberação gradual em parâmetros vegetativos do milho. Efeito do uso de MAP revestido com polímeros de liberação gradual em parâmetros vegetativos do milho. Wender S. Rezende 1,5, Flavia B. Agostinho 1,6, Érico A.S. Borges 1,7, Francis E. da Silva 2,8, Adriane

Leia mais

Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto

Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto Alexandre de Vicente Ferraz Fábio Poggiani Programa de Pós-Graduação em Recursos Florestais

Leia mais

MANEJO DA ADUBAÇÃO. Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane.

MANEJO DA ADUBAÇÃO. Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane. CURSO DE FORMAÇÃO DE RESPONSÁVEIS TÉCNICOS E AUDITORES EM PI MÓDULO GOIABA CATI - CAMPINAS 07 a 11 de novembro de 2011 MANEJO DA ADUBAÇÃO Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane danilorozane@registro.unesp.br

Leia mais

OBJETIVOS. Substituição parcial adubação mineral NPKS por orgânica com esterco de curral (Bacia leiteira confinamentos = Disponibiliade)

OBJETIVOS. Substituição parcial adubação mineral NPKS por orgânica com esterco de curral (Bacia leiteira confinamentos = Disponibiliade) ADUBAÇÃO ORGÂNICA NA FORMAÇÃO E PRODUÇÃO DO CAFEEIRO EM SOLO DE CERRADO- LATOSSOLO VERMELHO DISTROFEERICO COM DOSES CRESCENTES DE ESTERCO DE CURRAL CURTIDO, ASSOCIADAS Á ADUBAÇÃO MINERAL REDUZIDA PROPORCIONALMENTE

Leia mais

AVALIAÇÃO DE CONSÓRCIOS DE DUAS VARIEDADES DE MILHO-PIPOCA COM FEIJÃO SEMEADO NA SAFRINHA

AVALIAÇÃO DE CONSÓRCIOS DE DUAS VARIEDADES DE MILHO-PIPOCA COM FEIJÃO SEMEADO NA SAFRINHA AVALIAÇÃO DE CONSÓRCIOS DE DUAS VARIEDADES DE MILHO-PIPOCA COM FEIJÃO SEMEADO NA SAFRINHA Antonio Luiz Viegas Neto 1, Manoel Carlos Gonçalves 2, Rafael Heinz 3, Allan Michel Correia 3, Leandro Henrique

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL. Analise Estatística

RELATÓRIO PARCIAL. Analise Estatística RELATÓRIO PARCIAL Analise Estatística ASSUNTO: Experimento Gel Estagiário: Elbert Viana Ferreira Junior Supervisor : Fausto Hissashi Takizawa Projeto Mutum Data: 09/2008 1 - APRESENTAÇÃO: Neste documento

Leia mais

Tecnologias conjunto de procedimentos adotados no uso e aplicação de inoculantes.

Tecnologias conjunto de procedimentos adotados no uso e aplicação de inoculantes. PROTOCOLO OFICIAL PARA AVALIAÇÃO DA VIABILIDADE E EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE CEPAS, INOCULANTES E TECNOLOGIAS RELACIONADOS AO PROCESSO DE FIXAÇÃO BIOLÓGICA DO NITROGÊNIO EM LEGUMINOSAS. 1. DEFINIÇÕES Para

Leia mais

DIFERENTES FORMAS DE ADUBAÇÃO DO GERGELIM EM SOLOS DO VALE DO CANINDÉ, PIAUÍ

DIFERENTES FORMAS DE ADUBAÇÃO DO GERGELIM EM SOLOS DO VALE DO CANINDÉ, PIAUÍ II Simpósio Brasileiro de Recursos Naturais do Semiárido SBRNS Convivência com o Semiárido: Certezas e Incertezas Quixadá - Ceará, Brasil 27 a 29 de maio de 2015 doi: 10.18068/IISBRNS2015.convsa468 ISSN:

Leia mais

MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA

MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BIULCHI, P.A. 2 ; VASCONCELOS, R.F. 3 1 Estudante de Agronomia do CEFET Uberaba MG, bolsista FAPEMIG, e-mail:

Leia mais

EFEITO DE BIOESTIMULANTES SOBRE A CONCENTRAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES EM MUDAS DE VIDEIRA THOMPSON SEEDLESS

EFEITO DE BIOESTIMULANTES SOBRE A CONCENTRAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES EM MUDAS DE VIDEIRA THOMPSON SEEDLESS EFEITO DE BIOESTIMULANTES SOBRE A CONCENTRAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES EM MUDAS DE VIDEIRA THOMPSON SEEDLESS LAYANA ALVES DO NASCIMENTO 1, JULIANNA MATOS DA SILVA 1, SAMARA FERREIRA DA SILVA 1, LUIZ FRANCINÉLIO

Leia mais

Técnicas de Experimentação Agrícola

Técnicas de Experimentação Agrícola ProSavana Programa Especial de Capacitação e Treinamento Técnicas de Experimentação Agrícola Embrapa Arroz e Feijão Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos Universidade Federal de Goiás Nampula,

Leia mais

Adubação do milho safrinha: Nitrogênio e Fósforo.

Adubação do milho safrinha: Nitrogênio e Fósforo. Adubação do milho safrinha: Nitrogênio e Fósforo. Eng. Agr. Dr. Douglas de Castilho Gitti Pesquisador Manejo e Fertilidade do Solo (67) 9681-7293 douglas@fundacaoms.org.br Roteiro da Palestra 1. Ambientes

Leia mais

PROPAGAÇÃO DE SEMENTES DE TAMARINDO EM FUNÇÃO DE DIFERENTES AMBIENTES E SUBSTRATO NA INTERFACE CERRADO-PANTANAL SUL-MATOGROSSENSE

PROPAGAÇÃO DE SEMENTES DE TAMARINDO EM FUNÇÃO DE DIFERENTES AMBIENTES E SUBSTRATO NA INTERFACE CERRADO-PANTANAL SUL-MATOGROSSENSE PROPAGAÇÃO DE SEMENTES DE TAMARINDO EM FUNÇÃO DE DIFERENTES AMBIENTES E SUBSTRATO NA INTERFACE CERRADO-PANTANAL SUL-MATOGROSSENSE Antonio Flávio Arruda Ferreira 1 ; Edilson Costa 2 1 Estudante do Curso

Leia mais

PALESTRA O ALGODÃO COMO TRANSFORMADOR ENERGÉTICO. Napoleão E. de M. Beltrão. Pesquisador da EMBRAPA. Uberlândia, MG Agosto de 2007

PALESTRA O ALGODÃO COMO TRANSFORMADOR ENERGÉTICO. Napoleão E. de M. Beltrão. Pesquisador da EMBRAPA. Uberlândia, MG Agosto de 2007 Uberlândia - 13 a 16 de agosto de 2007 PALESTRA O ALGODÃO COMO TRANSFORMADOR ENERGÉTICO Napoleão E. de M. Beltrão Pesquisador da EMBRAPA Uberlândia, MG Agosto de 2007 Uberlândia - 13 a 16 de agosto de

Leia mais

RESPOSTA DO MILHO SAFRINHA À APLICAÇÃO FOLIAR DE FERTILIZANTES A BASE DE NITROGÊNIO.

RESPOSTA DO MILHO SAFRINHA À APLICAÇÃO FOLIAR DE FERTILIZANTES A BASE DE NITROGÊNIO. RESPOSTA DO MILHO SAFRINHA À APLICAÇÃO FOLIAR DE FERTILIZANTES A BASE DE NITROGÊNIO. Giovana Orso (1), Henrique Lovatel Villetti (2), Fábio Henrique Krenchinski (3), Leandro Paiola Albrecht (4), Milton

Leia mais

EFEITO RESIDUAL DA ADUBAÇÃO COM CASCA DE MAMONA E FERTILIZANTE QUÍMICO NO CULTIVO DA MAMONEIRA RESUMO

EFEITO RESIDUAL DA ADUBAÇÃO COM CASCA DE MAMONA E FERTILIZANTE QUÍMICO NO CULTIVO DA MAMONEIRA RESUMO You are free: to copy, distribute and transmit the work; to adapt the work. You must attribute the work in the manner specified by the author or licensor EFEITO RESIDUAL DA ADUBAÇÃO COM CASCA DE MAMONA

Leia mais

CRESCIMENTO DA CULTURA DO ARROZ SUBMETIDO À OMISSÃO DE NUTRIENTES EM LATOSSOLOS DO ESTADO DO PARÁ

CRESCIMENTO DA CULTURA DO ARROZ SUBMETIDO À OMISSÃO DE NUTRIENTES EM LATOSSOLOS DO ESTADO DO PARÁ 47 CRESCIMENTO DA CULTURA DO ARROZ SUBMETIDO À OMISSÃO DE NUTRIENTES EM LATOSSOLOS DO ESTADO DO PARÁ Juliana Souza da Silva 1 ; José Darlon Nascimento Alves 2 ; Morieli Ladislau de Oliveira 3 ; Danielly

Leia mais

ANÁLISE ENERGÉTICA DO SISTEMA DE CULTIVO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM GERGELIM. Embrapa Algodão,

ANÁLISE ENERGÉTICA DO SISTEMA DE CULTIVO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM GERGELIM. Embrapa Algodão, ANÁLISE ENERGÉTICA DO SISTEMA DE CULTIVO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM GERGELIM Fábio Aquino de Albuquerque 1, Napoleão Esberard de Macêdo Beltrão 1, Natássya Nyuska Cabral de Lima 2, José Ronilmar de Andrade

Leia mais

Nutrição de Plantas: Técnicas para aumento da produtividade da Soja. Eng. Agr. Dr. Douglas Gitti Pesquisador de Manejo e Fertilidade do Solo

Nutrição de Plantas: Técnicas para aumento da produtividade da Soja. Eng. Agr. Dr. Douglas Gitti Pesquisador de Manejo e Fertilidade do Solo Nutrição de Plantas: Técnicas para aumento da produtividade da Soja Eng. Agr. Dr. Douglas Gitti Pesquisador de Manejo e Fertilidade do Solo Roteiro 1- Ativos Biológicos na Soja: Azospirillum 2- Sais e

Leia mais

ESTUDO DE ÉPOCA DE PLANTIO DO ALGODOEIRO ADENSADO NA REGIÃO DE CAMPINAS-SP INTRODUÇÃO

ESTUDO DE ÉPOCA DE PLANTIO DO ALGODOEIRO ADENSADO NA REGIÃO DE CAMPINAS-SP INTRODUÇÃO Página 985 ESTUDO DE ÉPOCA DE PLANTIO DO ALGODOEIRO ADENSADO NA REGIÃO DE CAMPINAS-SP Luiz Henrique Carvalho 1 ; Nelson Machado da Silva 1 ; Julio Isao Kondo 1 ; Edivaldo Cia 1 ; Ederaldo José Chiavegato

Leia mais

Conservação da Capacidade Produtiva do Solo em Sistemas de Captação de Água de Chuva "in situ"

Conservação da Capacidade Produtiva do Solo em Sistemas de Captação de Água de Chuva in situ Conservação da Capacidade Produtiva do Solo em Sistemas de Captação de Água de Chuva "in situ" Roberto Coelho Lopes, José Barbosa dos Anjos, Aderaldo de Souza Silva, Everaldo Rocha Porto, Maria Sonia Lopes

Leia mais

EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE

EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE 64 EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE Danielly Cristina da Silva Marques 1 ; Juliana Souza da Silva 2 ; José Darlon Nascimento

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO FONOLITO VIA MINERAL EM LARANJEIRAS ADULTAS

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO FONOLITO VIA MINERAL EM LARANJEIRAS ADULTAS AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO FONOLITO VIA MINERAL EM LARANJEIRAS ADULTAS Resumo Danilo Franco 1 Minoru Yasuda 2 Rafael Curimbaba Ferreira 3 Leandro Aparecido Fukuda 4 Rafael Trombin Ferracini 5 O presente

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTRESSE HÍDRICO SOBRE A CULTURA DO SORGO SUDÃO COM DIFERENTES DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA

AVALIAÇÃO DO ESTRESSE HÍDRICO SOBRE A CULTURA DO SORGO SUDÃO COM DIFERENTES DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA AVALIAÇÃO DO ESTRESSE HÍDRICO SOBRE A CULTURA DO SORGO SUDÃO COM DIFERENTES DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA Ricardo Rafael Andrade de Vasconcelos 1 ; Renato Américo de Araújo Neto 2 ; Tadeu Patêlo Barbosa

Leia mais

EFEITOS DA APLICAÇÃO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS NA FERTILIDADE DO SOLO E PRODUTIVIDADE DA MAMONEIRA

EFEITOS DA APLICAÇÃO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS NA FERTILIDADE DO SOLO E PRODUTIVIDADE DA MAMONEIRA EFEITOS DA APLICAÇÃO DE EFLUENTES INDUSTRIAIS NA FERTILIDADE DO SOLO E PRODUTIVIDADE DA MAMONEIRA J. F. Xavier 1 ; C. A. V. Azevedo 2 ; N. E. M. Beltrão ; J. D. Fernandes 4 ; R. dos S. de Albuquerque 5

Leia mais

Efeito de Fontes e Doses de Fertilizantes Fosfatados na Cultura do Milho Elvio Brasil Pinotti 1, Leandro José Grava de Godoy 2 e Mateus Manji 3

Efeito de Fontes e Doses de Fertilizantes Fosfatados na Cultura do Milho Elvio Brasil Pinotti 1, Leandro José Grava de Godoy 2 e Mateus Manji 3 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Efeito de Fontes e Doses de Fertilizantes Fosfatados na Cultura do Milho Elvio Brasil Pinotti 1, Leandro José Grava

Leia mais

DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS E AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE MELANCIA NO TOCANTINS

DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS E AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE MELANCIA NO TOCANTINS DIAGNÓSTICO DE DOENÇAS E AVALIAÇÃO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE MELANCIA NO TOCANTINS Mateus Sunti Dalcin 1 ; Gil Rodrigues dos Santos 2 1 Aluno do Curso deagronomia; Campus de Gurupi; e-mail: mateussuntidalcin@hotmail.com

Leia mais

INFLUÊNCIA DO FOTOPERÍODO NO DESENVOLVIMENTO DE ADUBOS VERDES EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA NO SUDESTE GOIANO

INFLUÊNCIA DO FOTOPERÍODO NO DESENVOLVIMENTO DE ADUBOS VERDES EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA NO SUDESTE GOIANO INFLUÊNCIA DO FOTOPERÍODO NO DESENVOLVIMENTO DE ADUBOS VERDES EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA NO SUDESTE GOIANO Mário Guilherme De Biagi Cava 1 ; Marcos Vinicius Ribeiro Nascimento 2 ; Bruce James Santos

Leia mais

CULTIVARES DE ALGODOEIRO AVALIADAS EM DIFERENTES LOCAIS NO CERRADO DA BAHIA, SAFRA 2007/08 1. INTRODUÇÃO

CULTIVARES DE ALGODOEIRO AVALIADAS EM DIFERENTES LOCAIS NO CERRADO DA BAHIA, SAFRA 2007/08 1. INTRODUÇÃO Página 1481 CULTIVARES DE ALGODOEIRO AVALIADAS EM DIFERENTES LOCAIS NO CERRADO DA BAHIA, SAFRA 2007/08 1. Murilo Barros Pedrosa (Fundação Bahia / algodao@fundacaoba.com.br), Camilo de Lelis Morello (Embrapa

Leia mais

Adubação de Plantas Ornamentais. Professora Juliana Ferrari

Adubação de Plantas Ornamentais. Professora Juliana Ferrari Adubação de Plantas Ornamentais Professora Juliana Ferrari Indícios que a planta pode precisar de nutrientes O crescimento se torna lento; Adubação É o método de corrigir as deficiências de nutrientes

Leia mais

EFEITO DE FERTILIZANTES FOSFATADOS SOBRE O CONSUMO DE ÁGUA E PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DA MAMONEIRA (Ricinus communis L.)

EFEITO DE FERTILIZANTES FOSFATADOS SOBRE O CONSUMO DE ÁGUA E PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DA MAMONEIRA (Ricinus communis L.) Página 658 EFEITO DE FERTILIZANTES FOSFATADOS SOBRE O CONSUMO DE ÁGUA E PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DA MAMONEIRA (Ricinus communis L.) Francisco Assis de Oliveira 1 ; Nivaldo Timóteo de Arruda Filho 2 ; Kleber

Leia mais

REPENSANDO A ADUBAÇÃO NPK EM SISTEMAS DE ALTA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS. Álvaro V. Resende

REPENSANDO A ADUBAÇÃO NPK EM SISTEMAS DE ALTA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS. Álvaro V. Resende REPENSANDO A ADUBAÇÃO NPK EM SISTEMAS DE ALTA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS Álvaro V. Resende Araxá, 19/09/2014 Roteiro Contexto dos sistemas soja-milho Repensando a adubação NPK Considerações finais Contexto

Leia mais

XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo

XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo EDUCAR para PRESERVAR el suelo y conservar la vida en La Tierra Cusco Perú, del 9 al 15 de Noviembre del 2014 Centro de Convenciones

Leia mais

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE PROCEDÊNCIAS DE PINHÃO MANSO

CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE PROCEDÊNCIAS DE PINHÃO MANSO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE PROCEDÊNCIAS DE PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) Fernando Daminelli Araújo Mello 1, Adeliano Cargnin 1, Julio Cesar Albrecht 1, Eduardo Alano Vieira 1, João de

Leia mais

AVALIAÇÃO DO FEIJOEIRO SOB TRÊS DENSIDADES DE SEMEADURA

AVALIAÇÃO DO FEIJOEIRO SOB TRÊS DENSIDADES DE SEMEADURA AVALIAÇÃO DO FEIJOEIRO SOB TRÊS DENSIDADES DE SEMEADURA Mariéle Carolina EBERTZ 1 ; Gilmar Silvério da ROCHA 2 1 Aluna do Curso Técnico em Agropecuária, Instituto Federal Catarinense, Campus Rio do Sul,

Leia mais

RESPOSTA DO CAFEEIRO SOB SISTEMA DE PLANTIO ADENSADO À ADUBAÇÃO COM ZINCO

RESPOSTA DO CAFEEIRO SOB SISTEMA DE PLANTIO ADENSADO À ADUBAÇÃO COM ZINCO RESPOSTA DO CAFEEIRO SOB SISTEMA DE PLANTIO ADENSADO À ADUBAÇÃO COM ZINCO Leonardo Campos Faria (1), Paulo César de Lima (2), Luiz Tarcísio Salgado (2), Waldênia de Melo Moura (2), Edimaldo Garcia Júnior

Leia mais

TAXA DE ACÚMULO DE FITOMASSA DO CAPIM-CORRENTE ADUBADO COM ESTERCO SUÍNO SOB DUAS ALTURAS DE CORTE EM TRÊS CICLOS CONSECUTIVOS INTRODUÇÃO

TAXA DE ACÚMULO DE FITOMASSA DO CAPIM-CORRENTE ADUBADO COM ESTERCO SUÍNO SOB DUAS ALTURAS DE CORTE EM TRÊS CICLOS CONSECUTIVOS INTRODUÇÃO TAXA DE ACÚMULO DE FITOMASSA DO CAPIM-CORRENTE ADUBADO COM ESTERCO SUÍNO SOB DUAS ALTURAS DE CORTE EM TRÊS CICLOS CONSECUTIVOS Eduardo Henrique de Sá Júnior 1 ; Manoela Gomes da Cruz 1 ; Maurício Luiz

Leia mais

ESTUDO DA VISCOSIDADE DO ÓLEO DE MAMONA PARA TEMPERATURAS NA FAIXA DE 20 A 80 C

ESTUDO DA VISCOSIDADE DO ÓLEO DE MAMONA PARA TEMPERATURAS NA FAIXA DE 20 A 80 C ESTUDO DA VISCOSIDADE DO ÓLEO DE MAMONA PARA TEMPERATURAS NA FAIXA DE 20 A 80 C RESUMO Ticiana Leite Costa 1 Maria Elita Martins Duarte 2 Napoleão Esberard Beltrão 3 Liv Soares Severino 3 Francisco Jardel

Leia mais

PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DE GIRASSOL EM FUNÇÃO DE NÍVEIS DE FÓSFORO E ÁGUA DISPONÍVEL

PRODUÇÃO DE MATÉRIA SECA DE GIRASSOL EM FUNÇÃO DE NÍVEIS DE FÓSFORO E ÁGUA DISPONÍVEL PRODUÇÃO DE MTÉRI SEC DE GIRSSOL EM FUNÇÃO DE NÍVEIS DE FÓSFORO E ÁGU DISPONÍVEL D. L. raujo 1 ; S. O. Maia Júnior 2 ; J. T. L. Oliveira 2 ; L. H. G. Chaves 3 ; H. O. C. Guerra 3 RESUMO: combinação de

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DO EFEITO DE ADUBO ORGÂNICO E VERDE NA PRODUÇÃO DE RÚCULA (ERCUCA SATIVA)

TÍTULO: AVALIAÇÃO DO EFEITO DE ADUBO ORGÂNICO E VERDE NA PRODUÇÃO DE RÚCULA (ERCUCA SATIVA) TÍTULO: AVALIAÇÃO DO EFEITO DE ADUBO ORGÂNICO E VERDE NA PRODUÇÃO DE RÚCULA (ERCUCA SATIVA) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: CIÊNCIAS AGRÁRIAS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE

Leia mais

EFEITO DE DOSES DE CAMA DE PERÚ SOBRE A PRODUÇÃO E QUALIDADE DA MATÉRIA SECA DE CORTES DE CAPIM Brachiaria brizantha cv. Marandú.

EFEITO DE DOSES DE CAMA DE PERÚ SOBRE A PRODUÇÃO E QUALIDADE DA MATÉRIA SECA DE CORTES DE CAPIM Brachiaria brizantha cv. Marandú. EFEITO DE DOSES DE CAMA DE PERÚ SOBRE A PRODUÇÃO E QUALIDADE DA MATÉRIA SECA DE CORTES DE CAPIM Brachiaria brizantha cv. Marandú A. F. DAVID, M. R. CARBALLAL, S. C. FÁVERO, M. S. FERNANDES Resumo O crescimento

Leia mais