Cidade Medieval. Antonio Castelnou

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cidade Medieval. Antonio Castelnou"

Transcrição

1 Cidade Medieval Antonio Castelnou

2 Introdução No século IV d.c., devido às inúmeras e constantes invasões bárbaras e às graves crises de administração interna, o Império Romano acabou dividido entre leste e oeste, durando a parte ocidental somente até 476 d.c. Mesmo com essa queda, a parte oriental, conhecida como Império Bizantino, sobreviveu e existiu até a conquista de Constantinopla (Bizâncio) em 1453 d.c. pelos turcos (otomanos). Este período de dez séculos compreendeu a IDADE MÉDIA.

3 Veduta di città sul mare (1346) Ambrogio Lorenzetti ( ) Com o fim do poderio romano, iniciou-se a ERA MEDIEVAL, na qual sucumbiu toda a cultura clássica promovida pela civilização greco-romana e se iniciou um lento e contínuo processo de despovoação das cidades e completa mudança social e econômica na Europa (Feudalismo). Queda de Roma aos Visigodos em 476 ac

4 Capitais Imp. Romano Oriental Imp. Romano Ocidental INVASÕES BÁRBARAS

5 Carlos Magno ( dc) As tribos bárbaras inicialmente visigodos, vândalos e francos, seguidos pelos normandos (vikings), eslavos e mongóis levaram Roma ao declínio, assim como à formação da CIVILIZAÇÃO MEDIEVAL, cuja história propriamente dita começou com a coração de Carlos Magno, rei franco entre 768 e 814 d.c. Império de Carlos Magno ou Carolus Magnus

6 Esquema organizativo Do século VI ao XI, durante a estagnação cultural e econômica que se seguiu ao esfacelamento do mundo clássico, foi a Igreja que preservou o latim, disseminou o cristianismo e garantiu a sobrevivência das chamadas CIDADES ECLESIÁSTICAS, que eram comunidades religiosas formadas em torno de monastérios, cuja vida girava em torno da religião. Monastério de Chipre Scriptorium

7 Essas ABADIAS e MOSTEIROS românicos e principalmente os bizantinos eram ricamente decorados (mosaicos e pinturas) e constituíam-se em grandes complexos formados por uma igreja, algumas moradias e unidades produtivas. Sua construção perdurou até o período gótico, na Baixa Idade Média. Abbaye de Fontenay (Séc. XII, Borgogne França)

8 Burgo Aldeia medieval A economia feudal baseava-se no FEUDO (feudum), que era a sua unidade produtiva enraizada na agricultura de subsistência (latifundium), que geralmente pertencia a senhores de terras, tanto laicos como religiosos (Childe, 1981; Pirenne, 1997).

9 Suserania e vassalagem Nessa época, as relações de produção voltaramse para a exploração do solo e a organização social definiu-se entre proprietários de terras (castellani ou castelãos), servos e camadas intermediárias (artistas, aprendizes e mestres de ofícios). Camponeses Vida cotidiana

10 Château de Coucy (Séc. XIII, Île-de-France) Burgo Apareceram os BURGOS, recintos amuralhados de perímetro pouco extenso, em cujo centro se erguia uma torre com a guarnição de defesa, além do castelo (château, castle) do senhor feudal.

11 Urbanização medieval Durante a ALTA IDADE MÉDIA, não havia cidades no sentido social, econômico ou jurídico, mas somente os centros eclesiásticos (mosteiros) e os burgos (castelos), que não eram mais que fortalezas de defesa e sedes de administração feudo-religiosa. Nesse período histórico que abrange as dinastias Visigótica ( ), Merovíngia ( ), Lombarda ( ), Asturiana ( ), Carolíngia ( ) e finalmente Moçárabe ( ), desapareceram tanto a diferença jurídica como a física entre cidade e campo.

12 Castelo A disposição das comunidades urbanas, menores e mais pobres, na estruturas remanescentes das cidades romanas e a formação das aldeias rurais nos FEUDOS desenvolveram-se de modo muito semelhante, marcado pelo caráter espontâneo, despreocupa e bastante naturalista, tanto em traçado como arquitetura. Casa rural Monastério

13 Burgo De início uma instituição militar, os BURGOS transformaram-se em centros políticos, onde o castelão (castellanus) passava de simples comandante para alguém com autoridade financeira e judiciária sobre um território mais ou menos extenso, em volta das muralhas, que, a partir do século X, denominou-se castelania. Carcassonne (Languedoc-Roussillon, França)

14 A CASTELANIA dependia do burgo assim como o bispado dependia da cidade romana antiga. Em caso de guerra, os habitantes vizinhos buscavam-lhe abrigo, sendo mais uma população de fortaleza do que de cidade, já que não havia nem produção nem comércio. Castelo de São Jorge (Séc. XII, Lisboa Portugal)

15 No final do século X, início da BAIXA IDADE MÉDIA, começou o renascimento econômico da Europa, promovendo o aumento da produção agrícola, o desenvolvimento progressivo do comércio e o crescimento da população que, de cerca de 22 milhões em 950, atingiria 55 milhões em Oxford (Inglaterra)

16 Guildhall York GB Guildhakk Leicester GB Os burgos passaram a abrigar artesãos, os quais se associaram em CORPORAÇÕES DE OFÍCIO, assim como os comerciantes reuniam-se em GUILDAS, voltadas a defender os interesses de cada profissão.

17 São apontadas várias ordens de causas para tal mudança, que conduziria ao fim da era medieval, entre as quais: Estabilização dos últimos povos invasores (húngaros, árabes e eslavos); Inovações técnicas na agricultura (rotação trienal de culturas, difusão de moinhos d água e novos sistemas de arados e transportes eqüestres); Influência de cidades costeiras da Península Itálica (Veneza, Gênova, Napoli, Amalfi, etc.), que mantiveram os contatos com o comércio internacional do Mediterrâneo, o que incentivou o renascimento das outras cidades como centros comerciais.

18 Além disso, a existência de um comércio ambulante e ocasional; e a realização de FEIRAS MEDIEVAIS que promoviam a troca periódica de mercadorias foram outros fatos que fizeram a economia renascer. Piazza del Mercato (Lucca, Toscana Itália) Piazza Mercatale (Prato, Toscana Itália)

19 Padova (Veneto, Itália) Tornou-se indispensável um lugar fixo para os viajantes, que se estabeleceram em aglomerações comerciais à volta dos burgos, formando o NOVUS BURGUS (forisburgus ou suburbium), em contraposição ao VESTUS BURGUS (Benévolo, 2001). Parma (Emilia- Romagnam Itália) Milano (Lombardia, Itália)

20 Carcassonne (Languedoc-Roussillon, França) Aos poucos, os comerciantes libertaram-se da vida campesina e tornaram-se privilegiados, escapando do poder privado e senhorial. Os habitantes dos subúrbios passaram a serem chamados de BURGUESES (burguenses) e os do velho burgo ainda de CASTELÃOS (castellani ou castrenses).

Jean-Honore Fragonard ( ) Le Philosophe

Jean-Honore Fragonard ( ) Le Philosophe Le Philosophe Jean-Honore Fragonard (1732-1806) MARCUS VITRUVIUS POLLIO (c. 90-20 ac) foi o responsável pela sistematização do pensamento clássico aplicado à construção e ao urbanismo, criando o primeiro

Leia mais

Prof. José Augusto Fiorin

Prof. José Augusto Fiorin Alta idade média (Séculos v AO X) Baixa Idade Média (SÉCULOS XI AO XV) CARACTERÍSTICAS GERAIS OS POVOS BÁRBAROS O FEUDALISMO O IMPÉRIO CAROLÍNGEO ou REINO CRISTÃO DOS FRANCO O IMPÉRIO BIZANTINO: O IMPÉRIO

Leia mais

Periodização Oficial 476.dC último Imperador Império Romano do Ocidente Odoacro, Hérulos d.c - Tomada de Constantinopla pelos Turcos

Periodização Oficial 476.dC último Imperador Império Romano do Ocidente Odoacro, Hérulos d.c - Tomada de Constantinopla pelos Turcos A IDADE MÉDIA Periodização Oficial 476.dC último Imperador Império Romano do Ocidente Odoacro, Hérulos. 1453 d.c - Tomada de Constantinopla pelos Turcos Idade Média Idade das Trevas Duração +/- 1000 anos.

Leia mais

2. RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO. Páginas 16 à 27.

2. RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO. Páginas 16 à 27. 2. RENASCIMENTO COMERCIAL E URBANO Páginas 16 à 27. Sociedade feudal Economia predominantemente agrária; Divisão da sociedade em ordens; e Igreja Católica representava o PODER. PERÍODO DE TRANQUILIDADE

Leia mais

Alta idade média (Séculos v AO X)

Alta idade média (Séculos v AO X) Alta idade média (Séculos v AO X) Baixa Idade Média (SÉCULOS XI AO XV) CARACTERÍSTICAS GERAIS OS POVOS BÁRBAROS O FEUDALISMO O IMPÉRIO CAROLÍNGEO ou REINO CRISTÃO DOS FRANCO O IMPÉRIO BIZANTINO: O IMPÉRIO

Leia mais

A EUROPA FEUDAL PROFESSOR OTÁ

A EUROPA FEUDAL PROFESSOR OTÁ A EUROPA FEUDAL PROFESSOR OTÁ REINOS GERMÂNICOS OS GERMÂNICOS ERAM POVOS GUERREIROS. OS GUERREIROS JURAVAM PRESTAVAM JURAMENTO DE FIDELIDADE AO CHEFE, ESSE GRUPO DE GUERREIROS RECEBIA O NOME DE COMITATUS.

Leia mais

IDADE MÉDIA ALTA IDADE MÉDIA (SÉC. V X) 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS:

IDADE MÉDIA ALTA IDADE MÉDIA (SÉC. V X) 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS: 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS: Formação e apogeu do Feudalismo. Período de constantes invasões e deslocamentos populacionais. Síntese de elementos do antigo Império Romano + povos bárbaros + cristianismo. 2

Leia mais

Idade Média Século V - XV

Idade Média Século V - XV Séc V Séc XI Séc XV Idade Média Século V - XV IDADE MÉDIA Século V XV Alta Idade Média Séc. V XI (formação e apogeu feudalismo) Baixa Idade Média Séc. XI XV (desagregação do feudalismo) Principais passagens

Leia mais

Linha do Tempo. Linha do Tempo

Linha do Tempo. Linha do Tempo Prof.. Hilário Rosa Invenção da Escrita 3200 A.C. Nasc. de Cristo Ano 1 Fim da queda de Roma Século V 476 Mundo Medieval X XI XII XIII Renascimento 1453 XIV XV XVI XVII XVIII XIX XX XXI Egito, Vale do

Leia mais

A Europa Feudal. Professor Ulisses Mauro Lima historiaula.wordpress.com

A Europa Feudal. Professor Ulisses Mauro Lima historiaula.wordpress.com A Europa Feudal Professor Ulisses Mauro Lima historiaula.wordpress.com Em nome de Deus, dos Homens e do Lucro O feudalismo pode ser definido a partir da estrutura Política, social, econômica e cultural

Leia mais

AS TRANSFORMAÇÕES NO SISTEMA FEUDAL

AS TRANSFORMAÇÕES NO SISTEMA FEUDAL AS TRANSFORMAÇÕES NO SISTEMA FEUDAL RELEMBRANDO: A DIVISÃO DA IDADE MÉDIA ALTA IDADE MÉDIA V- X BAIXA IDADE MÉDIA X XIV :enfraquecimento das estruturas feudais, ou seja, das principais caraterísticas do

Leia mais

A alta Idade Média e a formação do Feudalismo (Séc. V Séc. X) Prof. Rafael Duarte 7 Ano

A alta Idade Média e a formação do Feudalismo (Séc. V Séc. X) Prof. Rafael Duarte 7 Ano A alta Idade Média e a formação do Feudalismo (Séc. V Séc. X) Prof. Rafael Duarte 7 Ano 1) As tribos Germânicas (p. 12 e 13): Francos, Anglos, Saxões, Ostrogodos, Hunos e etc... Bárbaros: povos fora das

Leia mais

O feudalismo foi um sistema econômico, social político e cultural predominantemente na Idade Média.

O feudalismo foi um sistema econômico, social político e cultural predominantemente na Idade Média. O feudalismo foi um sistema econômico, social político e cultural predominantemente na Idade Média. ORIGEM e CARACTERÍSTICAS: O processo de decadência do Império Romano, a partir do século III, está na

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Recuperação do 4 Bimestre - História Conteúdo: IMPÉRIO BIZANTINO ÁRABES IMPÉRIO CAROLÍNGIO Lista de exercícios 1 - O império bizantino corresponde ao império Romano

Leia mais

Os povos bárbaros. Povos que não partilhavam da cultura greco-romana. Bárbaros. Estrangeiros. Para os romanos

Os povos bárbaros. Povos que não partilhavam da cultura greco-romana. Bárbaros. Estrangeiros. Para os romanos Idade Média Parte 1 Os povos bárbaros Bárbaros Estrangeiros Para os romanos Povos que não partilhavam da cultura greco-romana Viviam em clãs. Economia agrícola/pastoril Não tinham propriedade privada.

Leia mais

RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 7º ANO

RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 7º ANO RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 7º ANO QUESTÃO 1. Quando se fala em Queda do Império Romano, deve-se entender que se trata da queda do Império Romano do Ocidente, isto é, a porção do vasto

Leia mais

Prof. Alexandre Cardoso. História 5A. Bizantinos e Francos.

Prof. Alexandre Cardoso. História 5A. Bizantinos e Francos. Prof. Alexandre Cardoso História 5A Aula 14 Bizantinos e Francos. Crescente Fértil ORIENTE O IMPÉRIO BIZANTINO O IMPÉRIO BIZANTINO: Império Romano do Oriente. Constantinopla capital. Antiga Bizâncio, hoje

Leia mais

História da Habitação e Mobiliário. Antonio Castelnou AULA 04

História da Habitação e Mobiliário. Antonio Castelnou AULA 04 História da Habitação e Mobiliário Antonio Castelnou AULA 04 CASTELNO U Assinado de forma digital por CASTELNOU DN: cn=castelnou, c=

Leia mais

Idade Média Século V - XV

Idade Média Século V - XV Séc V Séc XI Séc XV Idade Média Século V - XV IDADE MÉDIA Século V XV Alta Idade Média Séc. V XI (formação e apogeu feudalismo) Baixa Idade Média Séc. XI XV (desagregação do feudalismo) Principais passagens

Leia mais

Introdução A Alta Idade Média

Introdução A Alta Idade Média ALTA IDADE MÉDIA Introdução A Idade Média é o período histórico compreendido entre os anos de 476 (Queda do Império Romano do Ocidente) ao ano de 1453 (Queda de Constantinopla) esse peródo apresenta um

Leia mais

1. Formação do Feudalismo

1. Formação do Feudalismo 1. Formação do Feudalismo 1.1. Herança Romana O COLONATO foi uma instituição de fins do Império Romano, em que trabalhadores (colonos) recebiam um lote de terra para seu sustento, em grandes propriedades

Leia mais

OS BÁRBAROS A IDADE MÉDIA

OS BÁRBAROS A IDADE MÉDIA OS BÁRBAROS A IDADE MÉDIA Antecedentes: Crise do Império Romano: Crise do escravismo; Declínio da produção e crises econômicas; Altos custos do Estado; Instabilidade política e militar; Ampliação do latifúndio;

Leia mais

H I S T Ó R I A P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O. DISCIPLINA: História ANO: 7 TURMAS: B, C e D ANO LECTIVO: 2011/

H I S T Ó R I A P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O. DISCIPLINA: História ANO: 7 TURMAS: B, C e D ANO LECTIVO: 2011/ DISCIPLINA: História ANO: 7 TURMAS: B, C e D ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O H I S T Ó R I A - 1 - TEMA A Das Sociedades Recolectoras Às Primeiras Civilizações SUBTEMA

Leia mais

Periodização Oficial 476.dC último Imperador Império Romano do Ocidente Odoacro, Hérulos d.c - Tomada de Constantinopla pelos Turcos

Periodização Oficial 476.dC último Imperador Império Romano do Ocidente Odoacro, Hérulos d.c - Tomada de Constantinopla pelos Turcos A IDADE MÉDIA Periodização Oficial 476.dC último Imperador Império Romano do Ocidente Odoacro, Hérulos. 1453 d.c - Tomada de Constantinopla pelos Turcos Idade Média Idade das Trevas Duração +/- 1000 anos.

Leia mais

Gestão Desportiva e do Lazer. Lazer e Urbanismo. Aula 03 Surgimento e formação das cidades. Texto base: SPOSITO, Maria Encarnação E.

Gestão Desportiva e do Lazer. Lazer e Urbanismo. Aula 03 Surgimento e formação das cidades. Texto base: SPOSITO, Maria Encarnação E. Gestão Desportiva e do Lazer Lazer e Urbanismo Aula 03 Surgimento e formação das cidades Texto base: SPOSITO, Maria Encarnação E. Capitalismo e urbanização CAPÍTULOS 01 E 02 Professora: Andréa Costa Como

Leia mais

Conceito de Feudalismo: Sistema político, econômico e social que vigorou na Idade Média.

Conceito de Feudalismo: Sistema político, econômico e social que vigorou na Idade Média. Conceito de Feudalismo: Sistema político, econômico e social que vigorou na Idade Média. 1.Decadência do Império Romano fragmentação do poder político. Ruralização da Sociedade; Enfraquecimento comercial;

Leia mais

As Cruzadas, a Crise do Sistema Feudal, Renascimento Comercial, Renascimento Urbano, Pré-Capitalismo. Prof. Alan Carlos Ghedini

As Cruzadas, a Crise do Sistema Feudal, Renascimento Comercial, Renascimento Urbano, Pré-Capitalismo. Prof. Alan Carlos Ghedini As Cruzadas, a Crise do Sistema Feudal, Renascimento Comercial, Renascimento Urbano, Pré-Capitalismo Prof. Alan Carlos Ghedini A Crise do Sistema Feudal Como era a produção? Utilizava trabalho servil Baixo

Leia mais

Idade Média. Ocidental. (Séc V ao Século XV)

Idade Média. Ocidental. (Séc V ao Século XV) A Idade Média Ocidental (Séc V ao Século XV) Alta Idade Média (Séc V ao X): fragmentação do império romano; formação dos efêmeros reinos bárbaros; ruralização da sociedade; descentrallização política;

Leia mais

Igreja medieval Cruzadas Renascimento: Comercial e Urbano

Igreja medieval Cruzadas Renascimento: Comercial e Urbano Baixa Idade Média Igreja medieval Cruzadas Renascimento: Comercial e Urbano Cristianismo Surge com a crucificação de Cristo. Se difunde pela necessidade do povo em acreditar em algo além da vida terrena.

Leia mais

CHEGA-NOS DO OCIDENTE UM RUMOR TERRÍVEL: ROMA ATACADA! FOI CONQUISTADA ESTA CIDADE QUE UM DIA CONQUISTARA O MUNDO

CHEGA-NOS DO OCIDENTE UM RUMOR TERRÍVEL: ROMA ATACADA! FOI CONQUISTADA ESTA CIDADE QUE UM DIA CONQUISTARA O MUNDO CHEGA-NOS DO OCIDENTE UM RUMOR TERRÍVEL: ROMA ATACADA! FOI CONQUISTADA ESTA CIDADE QUE UM DIA CONQUISTARA O MUNDO Capítulo 22 OS REINOS BÁRBAROS E O REINO FRANCO BÁRBAROS OU POVOS GERMÂNICOS QUEM ERAM

Leia mais

A Idade Média inicia-se em 476 com aqueda do Império Romano do Ocidente, devido às invasões de povos barbaros.

A Idade Média inicia-se em 476 com aqueda do Império Romano do Ocidente, devido às invasões de povos barbaros. ArtenaIdadeMédia A Idade Média inicia-se em 476 com aqueda do Império Romano do Ocidente, devido às invasões de povos barbaros. Seu fim foi assinalado pela queda do Império Romano do Oriente em 1453,devido

Leia mais

Idade Média (século V ao XV)

Idade Média (século V ao XV) Idade Média (século V ao XV) Alta Idade Média (séculos V ao X): formação e consolidação do feudalismo Baixa Idade Média (séculos XI ao XV): apogeu e crise do sistema feudal. 1 Povos Romanos e germanos,

Leia mais

As lutas existentes no Segundo Triunvirato, durante a República, centralizaram o poder em Otávio. Vitorioso, ele tornou-se imperador de Roma,

As lutas existentes no Segundo Triunvirato, durante a República, centralizaram o poder em Otávio. Vitorioso, ele tornou-se imperador de Roma, Roma As lutas existentes no Segundo Triunvirato, durante a República, centralizaram o poder em Otávio. Vitorioso, ele tornou-se imperador de Roma, recebendo o título de Augusto, que significa divino.

Leia mais

Idade Média (século V ao XV)

Idade Média (século V ao XV) Idade Média (século V ao XV) Alta Idade Média (séculos V ao X): formação e consolidação do feudalismo Baixa Idade Média (séculos XI ao XV): apogeu e crise do sistema feudal. 1 Povos Romanos e germanos,

Leia mais

15. Europa Ocidental: das migrações ao mundo Carolíngio. Páginas 30 à 43.

15. Europa Ocidental: das migrações ao mundo Carolíngio. Páginas 30 à 43. 15. Europa Ocidental: das migrações ao mundo Carolíngio Páginas 30 à 43. Recordando... Marcando o tempo... IDADE MÉDIA Das invasões bárbaras e da destruição do Império Romano do Ocidente (por volta do

Leia mais

H14 - A FORMAÇÃO DO FEUDALISMO

H14 - A FORMAÇÃO DO FEUDALISMO H14 - A FORMAÇÃO DO FEUDALISMO Desagregação do Império Romano do Ocidente Povos germânicos habitavam da região além do Rio Reno até o sul da Escandinávia hábitos seminômades viviam do pastoreio e agricultura

Leia mais

A história de Roma Antiga é fascinante em função da cultura desenvolvida e dos avanços conseguidos por esta civilização. De uma pequena cidade,

A história de Roma Antiga é fascinante em função da cultura desenvolvida e dos avanços conseguidos por esta civilização. De uma pequena cidade, Roma A história de Roma Antiga é fascinante em função da cultura desenvolvida e dos avanços conseguidos por esta civilização. De uma pequena cidade, tornou-se um dos maiores impérios da antiguidade. Dos

Leia mais

1. A multiplicidade de poderes

1. A multiplicidade de poderes 1. A multiplicidade de poderes Europa dividida - senhorios (terras de um senhor) - poder sobre a terra e os homens - propriedade (lati)fundiária - por vezes, descontinuada - aldeias, bosques, igrejas -

Leia mais

Mudanças no feudalismo

Mudanças no feudalismo Mudanças no feudalismo Capítulo 06 Prof: Diego Gomes e Ariane Bastos Disciplina: História Série: 7 ano Mudanças... Mudanças na forma de produção A partir do século XI, a Europa feudal começou a mudar;

Leia mais

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano DICAS DO PROFESSOR História 6º Ano ROMA ANTIGA fases: séculos: IIIdC JC I ac VI ac VIIIaC IMPÉRIO REPÚBLICA MONARQUIA Auge da civilização romana; Pão e circo e Pax Romana; Cristianismo; Bárbaros; Crise.

Leia mais

Conceitos Domínios a trabalhar Experiências de aprendizagem Sugestões de recursos Hominização

Conceitos Domínios a trabalhar Experiências de aprendizagem Sugestões de recursos Hominização 7º ANO 1º PERÍODO 2012-2013 TEMA A Das sociedades recoletoras às primeiras civilizações A1 As sociedades recoletoras e as primeiras sociedades produtoras As primeiras conquistas do Homem Os grandes caçadores

Leia mais

Capacete de um chefe saxão

Capacete de um chefe saxão Capacete de um chefe saxão Fivela de ouro (séc. VI, Museu Britânico, A Europa no início do século VI Londres, Inglaterra). 2 Fim do Império Romano do Ocidente Guerras civis. Descrédito do Imperador. Fixação

Leia mais

CHEGA-NOS DO OCIDENTE UM RUMOR TERRÍVEL: ROMA ATACADA! FOI CONQUISTADA ESTA CIDADE QUE UM DIA CONQUISTARA O MUNDO

CHEGA-NOS DO OCIDENTE UM RUMOR TERRÍVEL: ROMA ATACADA! FOI CONQUISTADA ESTA CIDADE QUE UM DIA CONQUISTARA O MUNDO CHEGA-NOS DO OCIDENTE UM RUMOR TERRÍVEL: ROMA ATACADA! FOI CONQUISTADA ESTA CIDADE QUE UM DIA CONQUISTARA O MUNDO 395 o Imperador Romano Teodósio dividiu o Império em duas partes: Império Romano do Ocidente

Leia mais

A Alta Idade Média. - Fragmentação de Roma (+- entre séc IV e V): civilização greco-romana, tradições germânicas e visão cristã.

A Alta Idade Média. - Fragmentação de Roma (+- entre séc IV e V): civilização greco-romana, tradições germânicas e visão cristã. A Alta Idade Média - Fragmentação de Roma (+- entre séc IV e V): civilização greco-romana, tradições germânicas e visão cristã. -Invasores germânicos fundaram reinos em diversas regiões que antes eram

Leia mais

Igreja de Hagia Sophia

Igreja de Hagia Sophia Igreja de Hagia Sophia Constantino (em 312) teve uma revelação através de um sonho onde durante uma batalha teria visto uma cruz luminosa no céu. Depois disto, a batalha teria sido vencida. Assim, adotou

Leia mais

1. As origens de Constantinopla

1. As origens de Constantinopla PROF. RICARDO GOMES Prof. Ricardo Gomes 1. As origens de Constantinopla Quando o imperador romano Constantino escolheu a região de Bizâncio para construir a sede da Nova Roma, a antiga colônia grega tinha

Leia mais

Roteiro de Estudos para o 3º Bimestre 1 os anos Roberson ago/10. Nome: Nº: Turma:

Roteiro de Estudos para o 3º Bimestre 1 os anos Roberson ago/10. Nome: Nº: Turma: História Roteiro de Estudos para o 3º Bimestre 1 os anos Roberson ago/10 Nome: Nº: Turma: 1. Conteúdos a serem abordados no 3º bimestre: História Geral 1. Unificação e expansão islâmica (Cap. 15). 2. Reinos

Leia mais

Com a tomada de Roma pelos povos bárbaros, em 476, inicia-se a Idade Média. A arte da Idade Média tem suas raízes na época conhecida como

Com a tomada de Roma pelos povos bárbaros, em 476, inicia-se a Idade Média. A arte da Idade Média tem suas raízes na época conhecida como ARTE ROMÂNICA Nome dado ao estilo artístico vigente na Europa entre os séculos XI e XIII, durante o período da história da arte conhecido como românico. Visto principalmente nas igrejas católicas construídas

Leia mais

Conceitos Domínios a trabalhar Experiências de aprendizagem Sugestões de recursos Avaliação Aulas

Conceitos Domínios a trabalhar Experiências de aprendizagem Sugestões de recursos Avaliação Aulas 7º ANO - PCA 1º PERÍODO 2012-2013 TEMA A Das sociedades recoletoras às primeiras civilizações A1 As sociedades recoletoras e as primeiras sociedades produtoras As primeiras conquistas do Homem Os grandes

Leia mais

Correção Ficha Formativa - 5 -

Correção Ficha Formativa - 5 - Correção Ficha Formativa - 5 - 1. Indica as obrigações estabelecidas entre suseranos e vassalos. O suserano tinha que defender e proteger o vassalo e dar-lhe um feudo. O vassalo tinha de prestar auxílio

Leia mais

DEPARTAMENTO CURRICULAR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS. PLANO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E DE GEOGRAFIA DE PORTUGAL 5º Ano

DEPARTAMENTO CURRICULAR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS. PLANO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E DE GEOGRAFIA DE PORTUGAL 5º Ano DEPARTAMENTO CURRICULAR DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PLANO CURRICULAR DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA E DE GEOGRAFIA DE PORTUGAL 5º Ano Ano Letivo 017-018 TEMAS/ CONTEÚDOS Aulas Previstas (* ) TEMA A- A Península

Leia mais

Império Bizantino. Disciplina: História

Império Bizantino. Disciplina: História Império Bizantino Disciplina: História Origem O embrião do Império Bizantino surgiu quando o imperador romano Constantino I decidiu construir sobre a antiga cidade grega de Bizâncio uma nova capital para

Leia mais

1. FEUDALISMO. Páginas 04 à 15.

1. FEUDALISMO. Páginas 04 à 15. 1. FEUDALISMO Páginas 04 à 15. Formação do sistema feudal A fragmentação do Império Romano do Ocidente, o estabelecimento dos bárbaros na Europa Ocidental e a ruralização da sociedade geram as condições

Leia mais

Baixa Idade Média 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS:

Baixa Idade Média 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS: Baixa Idade Média 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS: Decadência do feudalismo. Estruturação do modo de produção capitalista. Transformações básicas: auto-suficiência para economia de mercado; novo grupo social:

Leia mais

HISTÓRIA 1 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO

HISTÓRIA 1 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO HISTÓRIA 1 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Civilização Greco- Romana e seu legado 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 7.1 Conteúdo Feudalismo e Sociedade

Leia mais

BAIXA IDADE MÉDIA. Professora: Schirley Pimentel FATORES: GRANDE FOME; PESTE NEGRA; GUERRAS MEDIEVAIS; REVOLTAS CAMPONESAS;

BAIXA IDADE MÉDIA. Professora: Schirley Pimentel FATORES: GRANDE FOME; PESTE NEGRA; GUERRAS MEDIEVAIS; REVOLTAS CAMPONESAS; Professora: Schirley Pimentel FATORES: GRANDE FOME; PESTE NEGRA; GUERRAS MEDIEVAIS; REVOLTAS CAMPONESAS; FATORES: O esgotamento das terras As cruzadas (mercadores que abasteciam os viajantes com suas

Leia mais

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro)

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro) Planejamento das Aulas de História 2016-6º ano (Prof. Leandro) Fevereiro Aula programada (Por que estudamos História?) Páginas Tarefa 1 Lembrar o passado: memória e história 10 e 11 Mapa Mental 3 O tempo

Leia mais

História 4A Aula 11 As Invasões Bárbaras e o Reino dos Francos.

História 4A Aula 11 As Invasões Bárbaras e o Reino dos Francos. História 4A Aula 11 As Invasões Bárbaras e o Reino dos Francos. Idade Média Invasão dos Povos Bárbaros na Europa Ocidental Germânicos. Organização de diversos reinos Séc. IV - VIII Nova forma de organização

Leia mais

HISTÓRIA DA ARTE PERÍODO DA IDADE MÉDIA

HISTÓRIA DA ARTE PERÍODO DA IDADE MÉDIA HISTÓRIA DA ARTE PERÍODO DA IDADE MÉDIA Contexto histórico O período da Idade Média é marcado pela difusão do cristianismo Se inicia após a divisão do Império romano em duas partes: Ocidente, com capital

Leia mais

O QUE FOI A IDADE MÉDIA?

O QUE FOI A IDADE MÉDIA? Idade Média O QUE FOI A IDADE MÉDIA? A Idade Média ou Idade Medieval foi um período intermédio numa divisão esquemática da História da Europa em quatro "eras": a Idade Antiga, a Idade Média', a Idade Moderna

Leia mais

RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 7º ANO

RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 7º ANO RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 7º ANO QUESTÃO 1. Renascimento comercial e urbano. O fim das invasões bárbaras na Europa, por volta do século X, trouxe certa paz ao continente. Do período que

Leia mais

FB MED, M3, 3 ANO, ANUAL, INTENSIVO. Aula 19- Renascimento comercial e urbano Prof. Dawison Sampaio

FB MED, M3, 3 ANO, ANUAL, INTENSIVO. Aula 19- Renascimento comercial e urbano Prof. Dawison Sampaio FB MED, M3, 3 ANO, ANUAL, INTENSIVO Aula 19- Renascimento comercial e urbano DeOlhoNoEnem H11 - Identificar registros de práticas de grupos sociais no tempo e no espaço.(lucro, usura e as práticas burguesas)

Leia mais

Curso de História. Prof. Fabio Pablo. efabiopablo.wordpress.com

Curso de História. Prof. Fabio Pablo. efabiopablo.wordpress.com Conteúdo Multimídia A Dinastia Merovíngia A Dinastia Carolíngia Recomendo! #A DINASTIA MEROVÍNGIA Entre os diferentes povos responsáveis pela invasão do Império Romano do Ocidente, os francos destacam-se

Leia mais

ROMA ANTIGA. Antiguidade Ocidental

ROMA ANTIGA. Antiguidade Ocidental ROMA ANTIGA Antiguidade Ocidental Roma Antiga Geografia Península Itálica Fonte Eneida (Virgílio) Enéas Lavinia Cidade de Alba Longa Amúlio X Numitor Réia Silvia Marte Remo Rômulo Loba 753 a.c. - Roma

Leia mais

ARTE MEDIEVAL. Estilo Bizantino

ARTE MEDIEVAL. Estilo Bizantino ARTE MEDIEVAL Durante a Idade Média (século V ao XV), a arte europeia foi marcada por uma forte influência da Igreja Católica. Esta atuava nos aspectos sociais, econômicos, políticos, religiosos e culturais

Leia mais

Os romanos desenvolveram uma economia baseada na agricultura e nas atividades pastoris. A sociedade romana era hierarquicamente dividida, formada por

Os romanos desenvolveram uma economia baseada na agricultura e nas atividades pastoris. A sociedade romana era hierarquicamente dividida, formada por roma Os romanos desenvolveram uma economia baseada na agricultura e nas atividades pastoris. A sociedade romana era hierarquicamente dividida, formada por patrícios (nobres proprietários de terras, descendentes

Leia mais

A IDADE MÉDIA: INVASÕES BÁRBARAS E FEUDALISMO

A IDADE MÉDIA: INVASÕES BÁRBARAS E FEUDALISMO A IDADE MÉDIA: INVASÕES BÁRBARAS E FEUDALISMO 1. Período Medieval europeu Dividido em duas grandes etapas: Alta Idade Média (século V a século X) e Baixa Idade Média (século XI a século XV) 2. Invasões

Leia mais

Monarquia (753 a.c 509 a.c.)

Monarquia (753 a.c 509 a.c.) ROMA ANTIGA Roma nasceu na região central da Península Itálica. Ao longo dos séculos, estendeu seus domínios por toda a região do Mediterrâneo e formou uma grande civilização. Divisão histórica: Monarquia

Leia mais

FEUDALISMO P R O F E S S O R R O D R I G O AL C A N T A R A G AS P A R

FEUDALISMO P R O F E S S O R R O D R I G O AL C A N T A R A G AS P A R FEUDALISMO P R O F E S S O R R O D R I G O AL C A N T A R A G AS P A R FEUDALISMO Este curso têm por objetivo trazer noções básicos sobre o Feudalismo. De forma que para maiores detalhes e aprofundamento

Leia mais

Cambridge. (Inglaterra GB)

Cambridge. (Inglaterra GB) Cambridge (Inglaterra GB) O surgimento desses mercadores fez com que o comércio se intensificasse e as antigas vilas aumentassem, transformando-se em novos centros econômicos. Ocorria uma mudança no modo

Leia mais

1. Renascimento comercial na Baixa Idade Média. Introdução

1. Renascimento comercial na Baixa Idade Média. Introdução Baixa Idade Média História da Baixa Idade Média, inovações tecnológicas, renascimento comercial, renascimento urbano, origem da burguesia, os burgos, crise do feudalismo, história medieval 1. Renascimento

Leia mais

Conceito de Feudalismo:

Conceito de Feudalismo: Conceito de Feudalismo: - IDADE MÉDIA História Medieval Sistema político, econômico e social que vigorou na Idade Média. O SURGIMENTO DO FEUDALISMO ESTÁ ASSOCIADO À : 1.Decadência do Império Romano vila;

Leia mais

Colégio Ser! Sorocaba História 7ºs anos Profª Marilia Coltri. Adaptado de Alex Federle do Nascimento

Colégio Ser! Sorocaba História 7ºs anos Profª Marilia Coltri. Adaptado de Alex Federle do Nascimento Colégio Ser! Sorocaba História 7ºs anos Profª Marilia Coltri Adaptado de Alex Federle do Nascimento Império Bizantino O Império Bizantino foi o Império Romano do Oriente durante a Antiguidade Tardia e

Leia mais

ARTE BIZANTINA PROFª MARIANA KAADI

ARTE BIZANTINA PROFª MARIANA KAADI ARTE BIZANTINA PROFª MARIANA KAADI História Em 395 o Imperador Teodósio divide o Império Romano em duas partes: Império Romano do Ocidente com capital em Roma Império Romano do Oriente com capital em Constantinopla

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa da disciplina e Projeto Eduativo 3º CICLO HISTÓRIA 7º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS

Leia mais

Atividade de Classe 1 os anos Lucas ago /13. Nome: Nº: Turma:

Atividade de Classe 1 os anos Lucas ago /13. Nome: Nº: Turma: História Atividade de Classe 1 os anos Lucas ago /13 Nome: Nº: Turma: Resolver questões de múltipla escolha requer algumas habilidades específicas do aluno. Não basta apenas dominar o conteúdo, é preciso

Leia mais

História Amauri Roteiro I 1º/ /03/2017. Roteiro de Estudos

História Amauri Roteiro I 1º/ /03/2017. Roteiro de Estudos Nº Ano/Série Ensino Turma 7º Fund. Disciplina Professor Natureza Código / Tipo Trimestre / Ano Data Tema História Amauri Roteiro I 1º/2017 29/03/2017 Roteiro de Estudos DICAS PARA FACILITAR SEU ESTUDO

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Perfil de aprendizagem de História 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO Das sociedades recolectoras às primeiras civilizações Das sociedades recolectoras às primeiras sociedades produtoras 1. Conhecer o processo

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES - 10.º ANO ANO LECTIVO DE 2010/2011

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES - 10.º ANO ANO LECTIVO DE 2010/2011 PLANIFICAÇÃO ANUAL DE HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES - 10.º ANO ANO LECTIVO DE 2010/2011 Módulos/Conteúdos Tronco Comum Módulo inicial Criatividade e Rupturas A Cultura, a Arte e a História; as artes

Leia mais

EMENTA ESCOLAR I Trimestre Ano 2017

EMENTA ESCOLAR I Trimestre Ano 2017 EMENTA ESCOLAR I Trimestre Ano 2017 Disciplina: História Professor: Rodrigo Bento Turma: 7º ano Ensino Fundamental I Data Conteúdo 15/fevereiro APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA CAPITULO I OS FRANCOS A Formação

Leia mais

Trabalho de Regulação 1 bimestre

Trabalho de Regulação 1 bimestre Nome: Ano: 7 ano Disciplina: História Professor: Eder Nº: Trabalho de Regulação 1 bimestre 1 - Complete abaixo a Linha do Tempo da Roma Antiga e responda a seguir com suas palavras o que foi a Crise do

Leia mais

RESUMO: Aspectos da estrutura politico-militar romana.

RESUMO: Aspectos da estrutura politico-militar romana. 1 SAMUEL BARBOSA DE SOUZA RESUMO: Aspectos da estrutura politico-militar romana. Euclides da Cunha - Bahia 2016 2 Aspectos da estrutura politico-militar romana Trabalho apresentado no segundo semestre

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO EDUCACIONAL OSMAR DE AQUINO CAMPUS III GUARABIRA CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA JAILSON MATIAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO EDUCACIONAL OSMAR DE AQUINO CAMPUS III GUARABIRA CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA JAILSON MATIAS 3 UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA CENTRO EDUCACIONAL OSMAR DE AQUINO CAMPUS III GUARABIRA CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA JAILSON MATIAS ARTES DA CIDADE: ASPECTOS DA CULTURA URBANA MEDIEVAL (sécs XI-XIII)

Leia mais

ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO

ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO O ABSOLUTISMO ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO Regime político em que o poder está concentrado nas mãos do Rei. Rei: chefe militar, economia, chefe administrativo, controle da Igreja, poder político -> Poder

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL II

ENSINO FUNDAMENTAL II ENSINO FUNDAMENTAL II Valor: 2,0 pontos Nota: Data: / /2016 Professor: Vinícius Disciplina: História Nome: n o : Ano: 7º 1º bimestre TRABALHO DE RECUPERAÇÃO BIMESTRAL DE HISTÓRIA ORIENTAÇÕES: Este trabalho

Leia mais

CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI. Atividade de História E. Médio U.E. 08

CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI. Atividade de História E. Médio U.E. 08 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI Atividade de História E. Médio U.E. 08 1. Cite a caracterização econômica e social da Idade Média. p.3 2. Em quantos períodos está dividida a Idade Média? Quais são? 3. Dê três

Leia mais

A Europa na época das Grandes Navegações

A Europa na época das Grandes Navegações Aula 1 e 2 A Europa na época das Grandes Navegações 1 - Século XV: O Nascimento do Mundo Moderno Setor 1621 2 - A formação do Reino de Portugal 3 - A Expansão Ultramarina Europeia Aula 1 e 2 A Europa na

Leia mais

FEUDALISMO EUROPEU SÉC. V - XV.

FEUDALISMO EUROPEU SÉC. V - XV. FEUDALISMO EUROPEU SÉC. V - XV 1. CONTEXTO: Queda do Império Romano do Ocidente. Invasões bárbaras. Fusão: Bárbaros + Roma. 1. CONTEXTO Heranças bárbaras: Fragmentação política; Ausência da noção de Estado.

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 7º História Rafael / Carol Av. Mensal 26/05/15 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro - Medas Ano lectivo 2010/2011

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro - Medas Ano lectivo 2010/2011 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO Escola Básica e Secundária À Beira Douro - Medas Ano lectivo 2010/2011 PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE HISTÓRIA - 7º AN0 Conteúdos Vocabulário Específico Competências

Leia mais

Localização e surgimento

Localização e surgimento 9 - CHINA ANTIGA Localização e surgimento Vale do Rio Amarelo (Huang Ho) Ocupado por grupos que se organizaram em pequenas aldeias Solo formado por uma argila de tom amarelado Muito fértil Atividade agrícola

Leia mais

Arte Cristã Primitiva. Mosaico Bizantino da Basílica de Santa Sofia em Constantinopla século XII. 1

Arte Cristã Primitiva. Mosaico Bizantino da Basílica de Santa Sofia em Constantinopla século XII. 1 Arte Cristã Primitiva Mosaico Bizantino da Basílica de Santa Sofia em Constantinopla século XII. 1 2 Arte Paleocristã (séc. II séc V) Desenvolveu-se dentro do Império Romano; Perseguidos pelos imperadores;

Leia mais

Arquitetura Românica

Arquitetura Românica Arquitetura Românica O Surgimento do Românico A Europa atravessava uma fase difícil, invasões diversas em todas as direções, os exércitos reais não conseguem mais deter os invasores. (Árabes, Normandos),

Leia mais

Alta Idade Média. Setor Aula 5 Alta Idade Média Aula. Prof. Edu. 1 Império Bizantino. 2 Reino dos Francos

Alta Idade Média. Setor Aula 5 Alta Idade Média Aula. Prof. Edu. 1 Império Bizantino. 2 Reino dos Francos Aula 5 Alta Idade Média 1 Império Bizantino Setor 1606 2 Reino dos Francos 3 Origens do Islamismo 4 A Europa Feudal ealvespr@gmail.com 1.1 Império Romano do Ocidente Hipódromo Catedral de Santa Sofia Constantinopla

Leia mais

O mundo grego / O mundo romano / A Alta Idade Média

O mundo grego / O mundo romano / A Alta Idade Média 1 Os gregos nunca formaram um estado unificado. Organizavam-se em cidades-estados independentes, as chamadas póleis. Apresente três características comuns às cidadesestados gregas. 2 Complete as informações

Leia mais

IGREJA NA BAIXA IDADE MÉDIA

IGREJA NA BAIXA IDADE MÉDIA BAIXA IDADE MÉDIA BAIXA IDADE MÉDIA -Características: *Grandes transformações no sistema feudal; *aumento da produção agrícola; *aparecimento da burguesia; *crise de poder da nobreza feudal. IGREJA NA

Leia mais

A F O R M A U R B A N A M E D I E V A L. Teoria e História do Urbanismo 1 Noemi Yolan Nagy Fritsch

A F O R M A U R B A N A M E D I E V A L. Teoria e História do Urbanismo 1 Noemi Yolan Nagy Fritsch A F O R M A U R B A N A M E D I E V A L Teoria e História do Urbanismo 1 Noemi Yolan Nagy Fritsch PERIODIZAÇÃO A Idade Média (ou Idade Medieval) foi delimitada tradicionalmente com ênfase em eventos políticos.

Leia mais

formação da sociedade

formação da sociedade Paulo Tumasz Junior Introdução à Geografia e a Slides, Gravação e Aula formação da sociedade Fonte: Google imagens 2017. GEO = Terra; Grafia = Escrita ou Estudo; É a ciência que estuda a Terra. (Grécia

Leia mais