Microsoft System Center Virtual Machine Manager

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Microsoft System Center Virtual Machine Manager"

Transcrição

1 Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia do Revisor A tecnologia de máquina virtual oferece recursos realmente atraentes, mas também desafia bastante os administradores de TI. O Microsoft System Center Virtual Machine Manager 2008 supera esses desafios com uma solução de gerenciamento econômica e abrangente para máquinas físicas e virtuais. Este documento apresenta uma visão geral sobre o System Center Virtual Machine Manager, detalhando a forma como essa solução ajuda os administradores de TI a planejar, implantar, gerenciar e otimizar uma infraestrutura virtual. Publicado em agosto de 2009 Para obter informações mais recentes visite

2 Sumário Introdução... 3 O que há de novo no System Center Virtual Machine Manager Principais benefícios... 5 Recursos do Virtual Machine Manager... 9 Introdução ao Virtual Machine Manager Cenários de Utilização do SCVMM Integração do Virtual Machine Manager com o Windows Server e o System Center Conclusão... 73

3 Introdução A tecnologia de máquina virtual vem transformando as operações do data center, permitindo às empresas reduzir os gastos com consumo de energia, espaço e resfriamento, além de responder mais rápido às necessidades dos negócios. No entanto, a virtualização traz consigo uma série de dificuldades. Na medida em que os gerentes de TI implantam mais tecnologias de máquina virtual em seus data centers, precisam de ferramentas de gerenciamento integradas e centralizadas que os ajude a facilitar o processo de migração de uma infraestrutura física para outra virtual, mantendo a última em constante funcionamento. O Microsoft System Center Virtual Machine Manager (SCVMM) estimula os profissionais de TI, usando uma solução de gerenciamento de servidor simples e econômica para máquinas físicas e virtuais. A família Microsoft System Center de produtos de gerenciamento de sistemas é uma solução abrangente para os sistemas operacionais Windows Server executados em um data center virtualizado. Microsoft System Center Virtual Machine Manager - fornece suporte simples e completo para a consolidação de múltiplos servidores físicos dentro de uma infraestrutura virtual, aumentando, portanto, a utilização geral de servidores físicos. O SCVMM permite que os administradores e os usuários autorizados provisionem rapidamente as máquinas virtuais. Além disso, o SCVMM fornece ainda um console de gerenciamento de virtualização central para gerenciar máquinas virtuais Microsoft e VMware. Microsoft System Center Data Protection Manager - fornece proteção contínua aos dados em máquinas físicas e virtuais, tanto para o backup como para a continuidade dos negócios. Microsoft System Center Operations Manager - fornece uma solução sofisticada para o monitoramento da integridade unificada das máquinas físicas e virtuais. Microsoft System Center Configuration Manager - fornece uma solução abrangente para o gerenciamento de alterações e configurações. Juntos, os produtos System Center fornecem uma incrível solução para combinar os conhecimentos administrativos existentes da TI com os servidores físicos.

4 O que há de novo no System Center Virtual Machine Manager 2008 O Virtual Machine Manager 2008 apresenta uma boa quantidade de melhorias que dão suporte à administração da infraestrutura virtual. Gerenciamento do Windows Server 2008 Hyper-V A melhoria mais significativa no SCVMM 2008 é o suporte à Plataforma de virtualização do Windows Server 2008 Hyper-V. O Hyper-V está nas edições x64 do Windows Server 2008 Standard, Enterprise e Data Center, podendo ser executado nas duas instalações completas do Windows Server e Server Core. O Hyper-V é executado no hardware de sistema x64 com suporte à virtualização assistida de hardware Intel-VT ou AMD-V. O Hyper-V usa uma arquitetura baseada em hipervisor microkernel. Ele suporta máquinas virtuais (VMs) convidadas de 32 e 64 bits, com capacidade para SMP virtual de até 4 direções com suporte de até 64 GB de RAM por VM. Gerenciamento do VMware ESX Server A capacidade de gerenciar sistemas VMware ESX Server também foi inserida no SCVMM Muitas organizações usam soluções de virtualização heterogêneas que executem Microsoft Virtual Server 2005 R2, VMware ESX Server e/ou Microsoft Hyper-V. O SCVMM 2008 possibilita um gerenciamento fácil de todas essas plataformas de virtualização, podendo ser continuamente integrado ao VMware Virtual Infrastructure 3 (VI3) para gerenciar máquinas virtuais VMware executadas no ESX Server. Existe suporte total ao Posicionamento Inteligente, ao gerenciamento de bibliotecas e ao script do PowerShell para hosts VMware ESX Server. O SCVMM também é capaz de usar recursos específicos de VI3, como o VMotion, para mover as VMs entre hosts do servidor ESX sem tempo de inatividade. O VMware VirtualCenter Server é necessário para o gerenciamento de hosts VMware.

5 Otimização do Desempenho e de Recursos (PRO) O novo recurso de Otimização do Desempenho e de Recursos (PRO) do SCVMM 2008 fornece suporte à otimização de recursos com reconhecimento a aplicativos e cargas de trabalho dentro de um ambiente virtualizado. Com base em dados de desempenho e integridade fornecidos por pacotes de gerenciamento habilitados para PRO no System Center Operations Manager 2007, o PRO é capaz de implementar, manual ou automaticamente, recomendações que minimizem o tempo de inatividade e acelerem o tempo de resolução. Integração com Cluster de Failover do Windows Server 2008 O SCVMM 2008 também fornece integração contínua com o Cluster de Failover aprimorado do Windows Server Ele tem reconhecimento de cluster, além de configurar automaticamente todas as definições necessárias de alta disponibilidade quando os hosts do Windows Server, que fazem parte do SCVMM de um cluster de failover, são adicionados. O Virtual Machine Manager pode criar automaticamente grupos de recursos apropriados e dependências para máquinas virtuais criadas no Windows Server 2008, contanto que esses hosts sejam nós do cluster de failover. Administração baseada em função O suporte para administração baseada em função é outro recurso novo e importante no SCVMM Os administradores agora podem delegar funções administrativas a outros membros da organização, fazendo com que o gerenciamento de máquina virtual seja mais eficiente. A administração baseada em função é particularmente útil para implantações em filiais ou departamentos, em que o pessoal local possui direitos de gerenciar um ambiente em escopo. Principais benefícios O SCVMM torna o gerenciamento do data center mais eficiente, simplificando as tarefas mais importantes. Os administradores de TI podem consolidar facilmente os servidores físicos subutilizados, provisionar novas máquinas virtuais, gerenciar centralizadamente os ativos virtuais e ainda otimizar a infraestrutura virtual tudo isso com a vantagem dos investimentos e o conhecimento existentes. As subseções a seguir resumem esses principais benefícios.

6 Otimizar a utilização de recursos Muitos data centers operam em capacidade máxima de espaço, energia e resfriamento, enquanto a utilização média da CPU de um servidor nesses data centers está entre 5 e 15%. A virtualização ajuda a aumentar as taxas de utilização do servidor, permitindo que os administradores de TI consolidem cargas de trabalho em menos máquinas físicas. Essa consolidação resulta em menor custo com o consumo de energia, espaço e resfriamento. O SCVMM coloca a utilização de recursos à frente com o suporte de ponta a ponta para servidores físicos consolidados. Ele ajuda os administradores de TI a superar as principais deficiências no processo de consolidação da seguinte forma: Fornece uma percepção sobre a forma como as cargas de trabalho desempenham no ambiente antigo o SCVMM usa dados reunidos a partir do Operations Manager para avaliar quais cargas de trabalho são melhores candidatas à consolidação. Essa percepção holística diferencia o SCVMM dos produtos concorrentes e ainda fornece aos administradores de data center uma confiança maior ao migrar de ima infraestrutura física para uma virtual. Facilita a conversão de P2V converter máquinas físicas em virtuais pode ser algo demorado e passível de erros, exigindo que os administradores interrompam o servidor físico. No entanto, com o SCVMM, as conversões de P2V fazem parte da rotina. O SCVMM simplifica as tarefas de conversão de P2V, fornecendo aos administradores um assistente de P2V aprimorado, com a vantagem do Serviço de Cópias de Sombra de Volume no Windows Server 2008, Windows Server 2003, Windows XP e Windows Vista. As máquinas virtuais podem ser criadas usando uma velocidade de acesso de disco de nível de bloqueio sem desligar o servidor físico de origem. Fornece conversão de V2V além do suporte a P2V, o SCVMM também oferece suporte à conversão de máquinas virtuais VMware no formato de máquina virtual da Microsoft. O SCVMM suporta a conversão de máquinas virtuais diretamente dos hosts do ESX Server. A conversão de V2V do SCVMM pode ser feita em toda a máquina virtual VMware ou apenas no arquivo de imagem do disco. O processo de conversão de V2V faz todas as modificações necessárias para tornar inicializável uma máquina virtual convertida. Diferente da conversão de P2V, a de V2V é uma operação offline. Simplifica o posicionamento da máquina virtual o Virtual Machine Manager ajuda os administradores a identificar facilmente os servidores de host físicos mais apropriados para as cargas de trabalho virtualizadas. A tecnologia de Posicionamento Inteligente não só torna as tarefas dos administradores mais fáceis como também assegura que os recursos do data center sejam adequadamente implantados e alinhados com os objetivos de negócios. O Posicionamento Inteligente no SCVMM insere dados do sistema de host, histórico de desempenho da carga de trabalho e requisitos de negócios definidos pelo administrador em algoritmos sofisticados. As classificações resultantes do Posicionamento Inteligente fornecem resultados fáceis de entender, que simplificam a tarefa de posicionamento e asseguram que as cargas de trabalho sejam distribuídas entre os recursos físicos, para que haja o melhor desempenho. O Posicionamento Inteligente pode ser usado com hosts do Microsoft Windows Server e com VMware ESX Servers.

7 Ajuda os administradores a ajustar as infraestruturas física e virtual depois de posicionar a infraestrutura virtual, o SCVMM fornece um console central pelo qual os administradores de TI podem monitorar e ajustar sua infraestrutura virtual para que haja uma otimização contínua. O Console do Administrador do SCVMM permite que os administradores ajustem suas configurações de máquina virtual ou migrem as máquinas de um host para outro a fim de otimizar o uso de recursos físicos. O SCVMM também funciona com o System Center Operations Manager, então os administradores podem gerenciar, de forma abrangente, as infraestruturas física e virtual. Aumentar a agilidade operacional Nos data centers comuns, sem virtualização, provisionar novas máquinas é um processo demorado, estimado em dias, semanas, ou até meses, tornando difícil aos departamentos de TI manter o ritmo com a taxa de crescimento e mudança nos negócios. Mesmo tendo a virtualização, os administradores de TI enfrentam uma série de desafios que podem debilitar a eficiência e a efetividade operacionais. Por exemplo, os administradores de TI precisam provisionar e derrubar máquinas virtuais de grupos de teste e desenvolvimento, garantir que as novas máquinas sejam compiladas a partir das últimas imagens do patch e prevenir que as máquinas virtuais desnecessárias consumam recursos. O SCVMM coloca os administradores no controle total de sua infraestrutura virtualizada, então eles podem aproveitar todos os benefícios da virtualização e responder rapidamente às necessidades dos negócios. O SCVMM fornece aos administradores as ferramentas necessárias para que provisionem rapidamente as máquinas virtuais, deleguem seu provisionamento a usuários autorizados e gerenciem centralizadamente os ativos virtuais. Agiliza o provisionamento de novas máquinas virtuais com o SCVMM, um departamento de TI é capaz de entregar novas máquinas virtuais aos clientes em qualquer lugar da infraestrutura de rede, com um rápido retorno. O SCVMM suporta operações dinâmicas com uma biblioteca central de blocos virtuais - que fornecem todos os ativos necessários para desenvolver e atualizar máquinas virtuais. Os modelos do SCVMM permitem que o administrador implante rapidamente as configurações aprovadas da máquina virtual. Reduz os custos indiretos de TI, permitindo ao usuário um autoatendimento o portal da Web de autoatendimento do SCVMM permite que os próprios usuários autorizados provisionem máquinas virtuais, mas dentro dos limites diretivos definidos pelos administradores. Isso quer dizer que o departamento de TI retém controle total sobre os recursos implantados, sem precisar configurar nem destruir manualmente os ambientes das equipes de teste e desenvolvimento. O SCVMM aprimora o cenário de provisionamento delegado usando controles adicionais para administradores, incluindo a atribuição de recursos a grupos e indivíduos, e também estabelecendo as cotações quanto aos recursos disponíveis. Possibilita operações eficientes por meio da delegação administrativa a administração delegada torna mais eficiente o gerenciamento de máquinas virtuais nas implantações para filiais ou departamentos, fornecendo aos administradores locais a capacidade de gerenciá-las em seu próprio ambiente de trabalho. Os administradores do SCVMM podem delegar funções administrativas por escopo a outros membros da organização. Os administradores delegados

8 possuem direitos administrativos totais, mas esses direitos são limitados aos grupos de VMs que o administrador do SCVMM especifica. Garante que as máquinas virtuais sejam construídas de acordo com especificações-padrão para minimizar o tempo de inatividade e unir todo o potencial dos recursos da equipe, a consistência no data center se torna fundamental. Com os modelos da máquina virtual, os administradores de TI têm conhecimento de que os servidores recém-provisionados são construídos de acordo com os últimos patches e especificações. Os administradores podem usar os modelos por várias vezes, aumentando a implantação de máquinas virtuais padrões e eliminando muito os ajustes de pós-instalação, que geralmente são necessários após construir uma máquina desde o início. Mantém os ativos virtuais organizados enquanto um data center virtual é muito mais eficiente do que um físico, é mais fácil perder o controle dos ativos virtuais do que dos físicos. Para ajudar a manter em ordem o data center virtual, o SCVMM fornece uma biblioteca centralizada para armazenar diversos blocos de máquinas virtuais,- como máquinas offline, scripts, imagens de disco (arquivos ISO), discos virtuais e outros ativos. Com o formato estruturado e fácil de usar da biblioteca, os administradores de TI podem encontrar e reutilizar, rapidamente, os componentes, permanecendo produtivos e proativos a novas solicitações e modificações do servidor. Com a biblioteca do SCVMM, os administradores podem facilmente colocar as máquinas virtuais em estado offline para conservar recursos, reprovisionando-as quando necessário. Os administradores ainda podem usar um único console para monitorar e gerenciar máquinas virtuais e hosts, assegurando assim que os recursos implantados estejam atendendo às necessidades dos grupos de negócios correspondentes. Tirar vantagem dos investimentos e o conhecimento existentes Como o SCVMM funciona com produtos e tecnologias com os quais os profissionais de TI já estão familiarizados, como o Microsoft SQL Server 2005 TM, Active Directory Domain Services e Cluster de Failover, as empresas não precisam de equipes especializadas adicionais, ou de soluções de gerenciamento separadas, para sua infraestrutura virtual. Além disso, o SCVMM usa uma interface familiar e intuitiva que minimiza a necessidade de outros treinamentos. O SCVMM integra-se totalmente com outras soluções de gerenciamento de sistemas do System Center para monitorar e gerenciar, de forma abrangente, os ativos físicos e virtuais. O SCVMM ainda usa o Windows PowerShell, um novo shell de comando com foco no administrador, que irá atrair os profissionais de TI que gostam de trabalhar com uma interface de linha de comando. É familiar e fácil de usar a interface do SCVMM fornece aos administradores de TI uma interface bastante familiar, intuitivamente fácil de usar, com pouco treinamento. Isso acontece com os administradores que já contam com o System Center Operations Manager, uma vez que o SCVMM mantém muito da aparência dessa solução e ainda fornece funcionalidades integradas. Funciona com todo o data center devido à sua distinta linha do Windows Server e System Center, o SCVMM integra-se com todo o restante do data center. O SCVMM aproveita as vantagens dos

9 diversos serviços baseados no Windows Server, como Active Directory, Cluster de Failover, Windows Remote Management (WinRM), WS-Management e Windows Management Instrumentation (WMI). O SCVMM não precisa da introdução de serviços não-nativos ou aplicativos que possam aumentar a complexidade da infraestrutura e ainda requerer mais recursos de TI para gerenciar e manter. Potencializa os investimentos em tecnologias de virtualização existentes ao possibilitar o gerenciamento do Microsoft Virtual Server 2005 R2, o Windows Server 2008 Hyper-V e o VMware ESX Server, o SCVMM aproveita os investimentos existentes em tecnologias de virtualização da Microsoft e de VMware. Ele simplifica as funções de gerenciamento, centralizando o que há de melhor nas duas plataformas, sem sacrificar recursos. Por exemplo, os hosts do Microsoft Windows Server 2008 podem tirar total proveito do Cluster de Failover integrado, enquanto os hosts do ESX Server podem utilizar recursos, como Resource Pools e VMotion da máquina virtual. Aproveita os investimentos do data center nos sistemas SAN as imagens da máquina virtual podem ser grandes, atrasando assim o envio pela rede. O SCVMM detecta automaticamente a infraestrutura SAN (storage-attached network), onde disponível, e usa a tecnologia VDS para remapear rapidamente o LUNS, permitindo um provisionamento mais rápido de novas máquinas virtuais e a migração de máquinas existentes. Fornece um valioso ambiente de script os administradores irão se surpreender com a capacidade de automatizar operações comuns usando a linha de comando do Windows PowerShell no Virtual Machine Manager. Toda a solução do SCVMM é construída no Windows PowerShell, então os administradores podem facilmente traduzir cada operação possível do ambiente gráfico em uma equivalente do Windows PowerShell. Os administradores podem usar esses scripts como base para operações personalizadas e automatizadas. Recursos do Virtual Machine Manager O SCVMM oferece uma gama de recursos que superam desafios importantes ao se gerenciar uma infraestrutura virtual. Esses recursos podem ajudar os profissionais de TI a lidar melhor com esses desafios e a agregar mais valor à organização. Implantação Flexível O SCVMM suporta máquinas virtuais em diversos ambientes, que vão desde uma configuração isolada e autônoma até uma empresa distribuída geograficamente. A lista abaixo descreve em resumo a forma como o SCVMM é geralmente implantado em diversas situações.

10 Configuração do grupo de trabalho Em uma configuração autônoma, o SCVMM é executado no mesmo hardware físico que as máquinas virtuais. Um banco de dados local do SQL Server 2005 armazena arquivos da biblioteca. Essa é uma configuração ideal para pequenas equipes de desenvolvimento que precisam construir máquinas virtuais rapidamente para fins de teste. Configuração do Data Center co-localizado Para um data center padrão, com servidores co-localizados, o SCVMM oferece uma solução de gerenciamento que monitora e controla as máquinas físicas e virtuais, como mostra a Figura 1. Neste cenário, o SCVMM é emparelhado com outros produtos do System Center, como o Data Protection Manager, o Configuration Manager e o Operations Manager, para adquirir as melhores vantagens. Configuração empresarial distribuída O SCVMM é pronto para empresas. Ele oferece recursos orientados às empresas, além de uma forte capacidade de gerenciar milhares de máquinas virtuais distribuídas por diversos ambientes da rede. O SCVMM suporta o gerenciamento de servidores de host físicos em uma rede de perímetro (DMZ), domínios confiáveis, e, além disso, suporta a utilização de um banco de dados de cluster.

11 Figura 1. SCVMM em configuração corporativa comum. Conjunto de ferramentas de gerenciamento O SCVMM instiga os administradores de TI, exibindo um conjunto de ferramentas para o gerenciamento da infraestrutura virtual. A lista a seguir resume como funcionam essas ferramentas. Console do Administrador O Console do Administrador, mostrado na Figura 2, fornece aos administradores um conjunto completo de funções de gerenciamento da máquina virtual. A interface gráfica de usuário ajuda os administradores a gerenciar facilmente as transições de estado, como inicialização, parada e pausa das máquinas virtuais, apenas clicando-se em uma delas e depois na ação a ser realizada. Os administradores ainda podem salvar as configurações das máquinas virtuais como modelos e depois cloná-los onde quiserem. Além disso, o Console do Administrador funciona continuamente com o Operations Manager 2007 a fim de fornecer mais percepção quanto aos ambientes físico e virtual. Por exemplo, com a capacidade de mapear a relação dos ativos físicos e virtuais, os

12 administradores de TI podem planejar a manutenção do hardware com mais eficiência. E, como o Console do Administrador do SCVMM é compilado na interface de usuário do Operations Manager, os administradores podem, rápida e facilmente, conhecer a fundo o gerenciamento de suas máquinas virtuais. Figura 2. O Console do Administrador do SCVMM fornece um conjunto completo de funções de gerenciamento da máquina virtual. Biblioteca centralizada A biblioteca do SCVMM ι um repositório central de ativos virtuais, ou blocos - usados para criar máquinas virtuais de forma rápida e consistente, incluindo: Máquinas virtuais armazenadas Discos rígidos virtuais Imagens de software de CD/DVD, também chamadas de arquivos ISO Perfis do sistema operacional Scripts de personalização de pós-implantação Arquivos de resposta Sysprep Configurações de hardware Modelos

13 Em pequenas organizações situadas em um local único, os administradores podem criar a biblioteca na mesma máquina que a aplicação do SCVMM. Para organizações maiores e distribuídas, os administradores de TI podem implementar bibliotecas em cada localização central para que não precisem enviar arquivos pelas WANs (wide-area networks) e correr o risco de obter falhas associadas ao desempenho. Gerenciamento remoto O SCVMM fornece uma série de recursos que torna mais fácil o gerenciamento dos ambientes virtuais da empresa, incluindo bibliotecas distribuídas, autoprovisionamento baseado na Web e suporte ao gerenciamento de hosts e máquinas virtuais nas redes de perímetro e domínios nãoconfiáveis. Esses recursos trabalham em conjunto para reforçar as capacidades de gerenciamento do SCVMM nos ambientes empresariais. Assistente Físico-para-Virtual O assistente Físico-para-Virtual (P2V) do SCVMM transforma sua outra tarefa de esforço intenso em um processo rotineiro, que oferece automação sempre que possível. O SCVMM também funciona com os sistemas SAN disponíveis. garantindo que as conversões de P2V sejam eficientes e confiáveis. Classificações inteligentes de posicionamento O processo de posicionamento inteligente do SCVMM não só elimina a união de dados e a análise manual, necessárias para a tomada de decisões, como também reúne essas informações em um relatório de fácil entendimento, mostrando quais servidores de host físicos são melhores para determinada carga de trabalho, por meio de um sistema de classificação por estrelas. O posicionamento inteligente funciona com os hosts do Windows Server e de VMware ESX Server, conectados com o Virtual Infrastructure 3 e o VirtualCenter Server. Esses relatórios fornecem aos administradores mais confiança quanto às suas decisões sobre o posicionamento das máquinas virtuais. Relatórios do SQL Server 2005 Reporting Services O SCVMM usa o SQL Server 2005 para armazenar informações de sistema, como configurações e dados de desempenho. Quando implantado juntamente com o Operations Manager, o SCVMM permite que os administradores aproveitem as funções do SQL Server 2005 Reporting Services. O SQL Server Reporting Services é uma solução abrangente e baseada em servidor, que permite a

14 criação, o gerenciamento e a entrega dos dois tipos de relatórios: os tradicionais, no papel, e os interativos, pela Web. Como parte conjunta da estrutura do Microsoft Business Intelligence, o Reporting Services combina as capacidades de gerenciamento de dados do SQL Server e Windows Server com os aplicativos familiares e poderosos do Microsoft Office system, fornecendo informações em tempo real, suportando as operações diárias e conduzindo as decisões mais importantes. Portal da Web de autoatendimento para provisionamento delegado O SCVMM também fornece um portal da Web em que usuários autorizados são capazes de provisionar novas máquinas virtuais sem envolver diretamente a equipe de TI. Essa capacidade afeta especialmente as equipes de teste e desenvolvimento de software, que geralmente configuram máquinas virtuais temporárias para testar um novo software. Os administradores de TI assumem controle total sobre o acesso aos recursos. Agentes de gerenciamento Para gerenciar a infraestrutura virtual, o SCVMM instala agentes de software em cada servidor do host. Os agentes de gerenciamento reúnem dados do sistema operacional Windows Server do servidor do host e retornam essas informações ao SCVMM. Introdução ao Virtual Machine Manager As seções a seguir fornecem os requisitos de sistema mais atualizados e as instruções passo a passo para instalar e executar o SCVMM. Requisitos de sistema O SCVMM inclui o servidor SCVMM, o console do administrador do SCVMM, o agente do SCVMM e o portal de autoatendimento do SCVMM, um componente opcional. Por padrão, o servidor SCVMM também é um servidor de biblioteca. Se você não configurar um servidor de biblioteca dedicado, precisará então de espaço em disco adicional no servidor SCVMM para armazenar objetos da biblioteca. Você também pode instalar o console do administrador em um computador diferente do servidor SCVMM. Quando você adiciona um servidor de host ou de biblioteca ao console do administrador, o servidor SCVMM instala automaticamente um agente local no host. Você também pode instalar

15 manualmente um agente local em um host, o que é necessário caso ele esteja em uma rede de perímetro ou em um domínio não-confiável. Antes de iniciar a instalação, certifique-se de que o software de pré-requisito esteja instalado e que todos os computadores atendam aos requisitos mínimos do hardware. Requisitos de software Os gráficos a seguir detalham os requisitos de software necessários para componentes do SCVMM. Servidor SCVMM Sistema operacional Banco de dados Server 2008 x64 com Hyper-V Se não instalado ainda, o processo de instalação do SCVMM irá instalar o Microsoft SQL Server 2005 Express Edition SP1 no computador local, a partir do Assistente de Instalação. Ele também instala o SQL Server 2005 Express Edition Toolkit e cria uma instância do SQL Server chamada MICROSOFT$VMM$ no computador local. Como alternativa, você pode usar uma instância local ou remota existente das seguintes versões do Microsoft SQL Server 2005 ou Microsoft SQL Server 2008: Microsoft SQL Server 2005 Express Edition SP1 Microsoft SQL Server 2005 Standard Edition SP1 ou SP2 Microsoft SQL Server 2005 Enterprise Edition SP1 ou SP2 Microsoft SQL Server 2008 Microsoft Windows Server 2003, Standard Edition Microsoft Windows Server 2003, Enterprise Edition Para mais informações sobre as opções do SQL Server, consulte o SQL Server Options for Virtual Machine Manager, na opção de Ajuda da instalação do System Center Virtual Machine Manager. Outros softwares Microsoft.NET Framework 2.01 Microsoft.NET Framework 3.02 Windows Remote Management (WinRM) Microsoft Core XML Services (MSXML) 6.03 Observações 1 Se ainda não instalado, você pode instalar este software a partir do Assistente de Instalação. 2 Caso o Microsoft.NET Framework 3.0 ainda não esteja instalado, o Assistente de Instalação fará isso automaticamente. Instalar o.net Framework 3.0 não interfere nos componentes do Microsoft.NET Framework 2.0 já instalados. 3 Se ainda não instalado, você pode instalar este software a partir do Assistente de Instalação.

16 Console do administrador do SCVMM Sistema operacional Microsoft Windows Server 2008 Microsoft Windows Server 2003 Microsoft Windows Vista SP1 Outros softwares Microsoft Windows XP SP3 Microsoft.NET Framework 2.01 Microsoft.NET Framework 3.02 Windows PowerShell 1.03 Observações 1Se ainda não instalado, você pode instalar este software a partir do Assistente de Instalação. 2Instale este software a partir do seguinte site: Instalar o Microsoft.NET Framework 3.0 não interfere nos componentes do Microsoft.NET Framework 2.0 já instalados. 3Se ainda não instalado, você pode instalar este software a partir do seguinte site: Portal de autoatendimento do SCVMM Sistema operacional Microsoft Windows Server 2008 Microsoft Windows XP SP3 Outros softwares Microsoft.NET Framework 2.01 Microsoft.NET Framework 3.02 Windows PowerShell 1.03 Windows Server Internet Information Services (IIS) 4

17 Observações 1Se ainda não instalado, você pode instalar este software a partir do Assistente de Instalação. 2Instale este software a partir do seguinte site: Instalar o Microsoft.NET Framework 3.0 não interfere nos componentes do Microsoft.NET Framework 2.0 já instalados. 3 Se ainda não instalado, você pode instalar este software a partir do seguinte site: 4 Para o Windows Server 2003, você pode instalar o IIS 6 Painel de Controle, usando o grupo de componentes do Application Server em Adicionar/Remover componentes do Windows. Agente do SCVMM1 Sistema operacional O host de cada máquina virtual deve ter os seguintes softwares instalados: Microsoft Windows Server 2003 SP1 ou acima 1 Microsoft Windows Server 2008 Outros softwares Windows Remote Management (WinRM) 2 Microsoft Core XML Services (MSXML) 6.03

18 Observações 1No Windows Server 2003, o host também deve ter as edições de 32 e 64 bits do Virtual Server 2005 R2 instaladas. 2Antes de adicionar um host ou um servidor de biblioteca no console do administrador, e antes de instalar localmente um agente em um host, você primeiro deve instalar o WinRM. 3Instale este software a partir do seguinte site: Para o Microsoft Windows Server 2003 R2, não use a função Adicionar/Remover componentes do Windows para habilitar o WinRM, pois ele pode instalar a versão errada. Use o link fornecido acima para baixar a versão correta. Monitoramento e Serviços de Relatório do SCVMM Software System Center Para monitorar e fazer relatórios usando o SCVMM, use o System Center Operations Manager Para monitorar e fazer relatórios usando os servidores virtuais, você deve instalar os seguintes softwares: System Center Operations Manager 2007 System Center Operations Manager 2007 Reporting Server Virtualization Management Pack for System Center Operations Manager 2007 Requisitos de hardware Os gráficos a seguir detalham os requisitos mínimos de hardware recomendados para os componentes do SCVMM. Servidor SCVMM Processador RAM Espaço em disco se usando o banco de dados local padrão do SQL Server 2005 Express Edition Espaço em disco se usando o banco de dados remoto do SQL Server1 Espaço em disco se usando o SCVMM Server como servidor de biblioteca CPU com velocidade de 2.8 GHz ou maior 2 GB 7 GB 1 GB 200 GB Observações 1Se você usa uma instância existente do SQL Server 2005 para o banco de dados do SCVMM, consulte a documentação do produto do SQL Server e veja os requisitos mínimos de hardware do computador.

19 Console do administrador do SCVMM Processador RAM Espaço em disco Pentium 500 MHz 256 MB 512 MB Portal de auto-atendimento do SCVMM Processador RAM Espaço em disco Pentium 500 MHz 256 MB 512 MB Agente do SCVMM Requisitos de servidor do host da máquina virtual Servidor de biblioteca Os requisitos mínimos de hardware de cada host da máquina virtual irão variar conforme o número e o tipo de sistemas operacionais convidados, os aplicativos que você planejar instalar nas máquinas virtuais e a carga de trabalho antecipada. Para mais informações, consulte o Manual de Implantação do Virtual Server 2005 no Microsoft TechNet ou o Windows Server 2008: Manual de Planejamento e Implantação do Hyper-V em cdeeb6d735e0/hyperv_deploy.doc. Os requisitos mínimos de hardware para um servidor de biblioteca variam muito de acordo com o número e o tamanho dos modelos de máquina virtual, os discos rígidos virtuais, os disquetes virtuais, as imagens ISO, os scripts, os perfis de hardware ou de sistema operacional convidado e as máquinas virtuais armazenadas. A capacidade recomendada de disco rígido para um computador com uma biblioteca do SCVMM é 200 GB. Requisitos de rede Esta seção detalha os requisitos de rede e as considerações para instalar o Virtual Machine Manager. Conexões Devido ao tamanho das máquinas virtuais, sugere-se, no mínimo, uma conexão de Ethernet de 100MB para conectar todos os computadores em uma configuração do SCVMM. Uma conexão de 1GB de Ethernet garante largura de banda adequada e maior desempenho. No entanto, se você usa uma conexão de Ethernet de 1GB, é provável que sua configuração tenha mais melhorias no desempenho se você usar um processador poderoso para o servidor SCVMM do que se usar o processador recomendado.

20 Domínios Antes de instalar o servidor SCVMM, você deve ligar o computador a um domínio no Active Directory Domain Services (AD.). Os hosts da máquina virtual podem fazer parte de um domínio, mas não necessariamente. Os hosts no DMZ são suportados, assim como os hosts do VMware ESX não ligados pelo AD. Firewalls Caso você queira gerenciar um host por meio do firewall de uma máquina específica, deve instalar o agente do SCVMM localmente no host, o que automaticamente faz abrir a porta 80. O agente também usa a porta 443 por padrão. Para gerenciar hosts pelo firewall de uma rede, você precisa abrir as portas dele manualmente, permitindo a comunicação entre o servidor SCVMM e o host. Assim que você abrir as portas, pode então adicionar o host ao servidor SCVMM. Instalação Esta seção fornece instruções passo a passo para a instalação dos componentes do SCVMM, como: Servidor SCVMM Console do administrador do SCVMM Portal de auto-atendimento do SCVMM Agente do SCVMM Para ajuda detalhada sobre a instalação, consulte o arquivo de Ajuda da Instalação que acompanha o download do SCVMM ou o DVD do produto. Importante Antes de instalar os componentes do SCVMM, consulte a seção de Requisitos de Sistema para garantir que tenha todos os software e hardware necessários instalados. Instalando o servidor SCVMM 1. Inscreva-se usando uma conta de domínio administrativo com privilégios locais. 2. No DVD do produto ou do compartilhamento de rede, clique duas vezes em setup.exe. 3. No menu de Instalação, clique no servidor para Instalação.

21 4. Na página de Termos de Licença, clique em Eu aceito os termos deste acordo. 5. Na página do Microsoft Update, selecione Usar Microsoft Update ou então Eu não desejo usar o Microsoft Update. 6. Na página de Aperfeiçoamento da Experiência do Usuário (CEIP), clique em Sim para participar ou Não para rejeitar o CEIP. 7. Na página de Registro do Produto, informe seu nome e o nome da sua empresa. 8. Na página de Verificação de Pré-requisitos, confira os alertas e avisos sobre os pré-requisitos de hardware inadequado ou softwares desinstalados. Você pode continuar caso receba avisos, mas os alertas devem ser solucionados antes de prosseguir com a instalação. 9. Na página de Configurações da Instalação, selecione o caminho apropriado para os arquivos de programa do seu System Center SCVMM Na página de Configurações do SQL Server, selecione Instalar o SQL Server 2005 Express Edition ou Usar um servidor existente do SQL Server Caso você escolha um servidor existente do SQL Server 2005, deverá inserir as informações de autenticação correspondentes dele. 11. Na página de Configurações de Compartilhamento da Biblioteca, selecione a opção para criar uma nova biblioteca compartilhada ou usar uma biblioteca compartilhada existente. Caso opte por usar uma existente, deverá informar o nome do compartilhamento. Observação Durante a instalação, o Assistente cria uma pasta chamada VHDs e dois discos rígidos virtuais de tamanhos diferentes (16 GB e 60 GB), que você pode usar para criar uma nova máquina virtual ou usar como unidades de disco adicionais. 12. Na página de Atribuição de Portas, atribua às portas que deseja usar para comunicações e transferências de arquivos entre os componentes do SCVMM. Caso o firewall do Windows esteja habilitado, o assistente tentará adicionar exceções de firewall a cada porta.

22 Importante Você pode alterar as configurações padrões das portas para evitar conflitos com outras aplicações em seu ambiente. No entanto, as configurações que você atribuir para o servidor SCVMM devem corresponder totalmente às que atribuir quando instalar os componentes do SCVMM associados. 13. Na página de Resumo das Configurações, confira suas configurações feitas e proceda de uma das seguintes formas: a. Clique em Anterior para alterar alguma configuração. b. Clique em Instalar para instalar o servidor SCVMM. 14. Na página de Instalação, após sua conclusão, clique no link da janela de Status para conferir as atualizações mais recentes do SCVMM. Instalando o console do administrador do SCVMM Você pode instalar o console do administrador do SCVMM no mesmo computador que o servidor SCVMM ou em um computador diferente. Importante Para permitir que o console do administrador do Operations Manager realize tarefas em hosts de máquinas virtuais e em máquinas virtuais a partir do Virtualization Management Pack, você deve instalar o console do administrador do SCVMM no mesmo computador que o servidor do Operations Manager. A instalação do console do administrador é feita junto com a do Windows PowerShell, que é um shell de comando do SCVMM necessário para essas tarefas. 1. No DVD do produto ou do compartilhamento de rede, clique duas vezes em setup.exe. 2. No menu de Instalação, clique em Instalar console do administrador. 3. Na página de Verificação de Pré-requisitos, confira os alertas e avisos sobre os pré-requisitos de hardware inadequado ou softwares desinstalados. Você pode continuar caso receba avisos, mas os alertas devem ser solucionados antes de prosseguir com a instalação.

23 4. Na página de Configurações, proceda de uma das seguintes formas: a. Clique em Avançar para usar a porta padrão (8100) do console do administrador do SCVMM para que haja comunicação com o servidor SCVMM. b. Atribua uma porta diferente que deseje usar para que o console do administrador do SCVMM se comunique com o servidor SCVMM, e, depois, clique em Avançar. Importante As configurações da porta que você atribuir para o console do administrador do SCVMM devem corresponder totalmente às da porta que atribuiu no servidor SCVMM. 5. Na página de Resumo das Configurações, confira suas configurações feitas e proceda de uma das seguintes formas: a. Clique em Anterior para alterar alguma configuração. b. Clique em Instalar para instalar o console do administrador do SCVMM. 6. Na página de Instalação, após sua conclusão, clique no link da janela de Status para conferir as atualizações mais recentes do SCVMM. 7. A caixa de diálogo Conectar-se ao Servidor aparece na primeira vez em que você abre o console. 8. Nessa caixa, proceda de uma das seguintes formas: a. Caso você tenha instalado o console do administrador do SCVMM no mesmo computador que o servidor SCVMM, clique em Conectar para conectar-se ao servidor SCVMM local (localhost) que usa a porta padrão (8100). b. Na caixa Nome do servidor, digite o nome do computador em que o servidor SCVMM está instalado, seguido de uma vírgula e da porta que deseja usar para conectar o console do administrador do SCVMM ao servidor SCVMM; por fim, clique em Conectar.

24 Instalando o portal de autoatendimento do SCVMM O portal de autoatendimento do SCVMM é um componente opcional e baseado na Web, que permite aos usuários criar e gerenciar suas próprias máquinas virtuais dentro de um ambiente controlado. Observação Recomendamos que você instale o portal de autoatendimento do SCVMM em um computador diferente do servidor SCVMM. 1. No DVD do produto ou do compartilhamento de rede, clique duas vezes em setup.exe. 2. No menu de Instalação, clique em Instalar portal de autoatendimento. 3. Na página de Verificação de Pré-requisitos, confira os alertas e avisos sobre os pré-requisitos de hardware inadequado ou softwares desinstalados. Você pode continuar caso receba avisos, mas os alertas devem ser solucionados antes de prosseguir com a instalação. 4. Na página de Configurações do Servidor Web, faça o seguinte: a. Na área do servidor SCVMM, especifique o nome do servidor SCVMM ao qual deseja que o portal de autoatendimento do SCVMM se conecte e a porta que deseja que o portal de autoatendimento do SCVMM use para se comunicar com o servidor SCVMM. b. Na área do servidor Web, especifique a porta que deseja que os usuários do autoatendimento usem para se conectar ao portal de autoatendimento. Observação Caso a porta padrão (80) do portal de autoatendimento do SCVMM esteja sendo usada por outro site da Web, você deverá usar uma porta dedicada diferente ou então especificar o cabeçalho de um host para o portal. Para mais informações sobre cabeçalhos de hosts, consulte o artigo passo a passo : "Use nomes de cabeçalho de hosts para hospedar diversos sites a partir de um endereço IP no IIS 5.0", na Base de Dados de Conhecimento (http://go.microsoft.com/fwlink/?linkid=88875). 5. Na página de Resumo das Configurações, confira suas configurações feitas e proceda de uma das seguintes formas:

25 a. Clique em Anterior para alterar alguma configuração. b. Clique em Instalar para instalar o portal de autoatendimento do SCVMM. 6. Na página de Instalação, após sua conclusão, clique no link da janela de Status para conferir as atualizações mais recentes do SCVMM. 7. Para terminar a configuração do portal de autoatendimento do SCVMM, você deve associá-lo ao serviço e configurar as diretivas de autoatendimento. Para mais informações, consulte Configurando o autoatendimento de uma máquina virtual, na Ajuda do SCVMM. Instalando o agente do SCVMM Quando você usa o console do administrador do SCVMM para adicionar um host de máquina virtual ou um servidor de biblioteca a um domínio confiável, o servidor SCVMM instala automaticamente um agente do SCVMM nesse host ou servidor que usa as configurações padrões. Para um host que esteja em uma rede de perímetro ou que não esteja ligado a um domínio que tem relação confiável com o domínio em que se encontra o servidor SCVMM, você deve instalar um agente localmente no host, antes de adicioná-lo ao Virtual Machine Manager. Você também pode instalar um agente localmente no host que está dentro de um domínio confiável, e depois adicionar esse host, usando o console do administrador do SCVMM. Observação Ao instalar um agente do SCVMM localmente em uma rede de perímetro, o Assistente de Instalação do Agente o notifica quanto a uma chave de criptografia e a outras informações necessárias para acessar e gerenciar o host e suas máquinas virtuais. O assistente gera um conjunto de credenciais para a conta de serviço do agente local. Depois ele usa a chave para criptografar as credenciais e as outras informações de acesso ao agente dentro de um arquivo de segurança. Você deve transferir esse arquivo de segurança para um computador em que um console do administrador SCVMM esteja instalado. Após transferir o arquivo de segurança, você pode usar o console do administrador do SCVMM para adicionar o host. Depois que o host for adicionado, o SCVMM usará as credenciais para se comunicar com o agente no host.

26 Para instalar um agente localmente em um host, em uma rede de perímetro: 1. No DVD do produto ou do compartilhamento de rede, clique duas vezes em setup.exe. 2. No menu de Instalação, clique em Instalar o agente localmente no host. 3. Na página de Pasta de Destino, proceda de uma das seguintes maneiras: a. Clique em Avançar para aceitar o local de instalação padrão. b. Clique em Alterar, especifique um local diferente e depois clique em Avançar. 4. Na página de Configurações, proceda de uma das seguintes formas: a. Clique em Avançar para aceitar as configurações padrões da porta. b. Informe portas diferentes e depois clique em Avançar. Importante As configurações da porta que você atribuir para o agente devem corresponder totalmente às da porta que atribuiu nos agentes do servidor SCVMM. 5. Na página de Pasta do Arquivo de Segurança, selecione a caixa Este host está em uma rede de perímetro, digite e depois digite novamente uma chave de criptografia, e depois proceda de uma das seguintes maneiras: a. Clique em Avançar para armazenar o arquivo de segurança criptografado que contém as credenciais do agente no local padrão. b. Clique em Alterar, especifique um local diferente para armazenar o arquivo de segurança criptografado, e depois clique em Avançar. Importante Anote a chave de criptografia que usar para criar o arquivo de segurança. Você deverá informá-la

27 novamente quando for adicionar o host no console do administrador do SCVMM. 6. Na página Nome de rede do host, proceda de uma das seguintes maneiras: a. Clique em Avançar para que o SCVMM se comunique com o host, usando o nome de seu computador local. b. Clique em Usar endereço IP para que o SCVMM se comunique com o host usando seu endereço IP, depois clique em Avançar. 7. Na página Pronto para Instalar, clique em Instalar. 8. Vá até a pasta em que está armazenado o arquivo de segurança. O local padrão é %SystemRoot%\Program Files\Microsoft System Center SCVMM2007. O nome deste arquivo é SecurityFile.txt. 9. Transfira o arquivo de segurança para uma pasta no computador em que o console do administrador do SCVMM está instalado. Importante Após ter adicionado o host, você deve excluir permanentemente o arquivo de segurança. Para instalar um agente localmente em um host de um domínio confiável 1. No DVD do produto ou do compartilhamento de rede, clique duas vezes em setup.exe. 2. No menu de Instalação, clique em Instalar o agente localmente no host. 3. Na página de Pasta de Destino, proceda de uma das seguintes maneiras: a. Clique em Avançar para aceitar o local de instalação padrão. b. Clique em Alterar, especifique um local diferente e depois clique em Avançar. 4. Na página de Configurações, proceda de uma das seguintes formas: a. Clique em Avançar para aceitar as configurações padrões da porta.

28 b. Digite números de portas diferentes e depois clique em Avançar. Importante As configurações da porta que você atribuir para o agente devem corresponder totalmente às da porta que atribuiu nos agentes do servidor SCVMM. Para mais informações sobre como atribuir portas, consulte Sobre a atribuição de portas, no Virtual Machine Manager. 5. Na página de Pasta do Arquivo de Segurança, verifique se a caixa Este host está em uma rede de perímetro está desmarcada e depois clique em Avançar. 6. Na página Nome de rede do host, proceda de uma das seguintes maneiras: a. Clique em Avançar para que o SCVMM se comunique com o host, usando o nome de seu computador local. b. Clique em Usar endereço IP, selecione o endereço IP e clique em Avançar. Isso faz com que o SCVMM se comunique com o host usando seu endereço IP. c. Na página Pronto para Instalar, clique em Instalar. Cenários de Utilização do SCVMM O SCVMM melhora a produtividade dos administradores de TI ao planejar, implantar, manter e otimizar um data center virtual. As seções abaixo descrevem como o System Center SCVMM ajuda os administradores a superar os desafios de consolidar o ambiente físico e ainda provisionar máquinas virtuais. Consolidação de Servidores A consolidação de um servidor é prioridade para muitas organizações que implementam a tecnologia de máquina virtual. Ao consolidar seus servidores físicos, as organizações percebem dois benefícios significativos: economia de energia e maior utilização de ativos. As organizações adotam uma consolidação do tipo em fases ou de uma só vez. Consolidação em fases Essa abordagem em fases é algo incremental, portanto envolve menos interrupções em termos de tecnologia e processos. Com essa abordagem, os clientes geralmente deixam suas cargas de

29 trabalho de aplicativos em servidores físicos e introduzem a virtualização apenas em solicitações de um novo servidor, caso considerem a carga de trabalho antecipada algo apropriado para a virtualização. Como o hardware antigo é geralmente aposentado ou requer atualizações significativas de software, as cargas de trabalho nesses servidores físicos podem ser convertidas em máquinas virtuais. Portanto, com o tempo, as operações do data center se tornam amplamente virtualizadas. O SCVMM suporta a abordagem em fases com ferramentas que facilitam o processo de provisionar novas máquinas virtuais, como uma biblioteca centralizada de blocos de construção de uma máquina virtual. Consolidação do Active Server As organizações que precisam solucionar problemas de consumo de energia, resfriamento e espaço o mais rápido possível irão optar por uma estratégia de consolidação do Active Server. Esse cenário exige um planejamento e recursos de equipe levados em conta com mais antecedência do que em uma abordagem em fases, pois o departamento de TI deve analisar os servidores físicos e as cargas de trabalho correspondentes para determinar os candidatos à virtualização. No entanto, esse planejamento antecipado traz resultados quase que imediatos conforme o número de servidores vai sendo reduzido e os índices de utilização aumentam. O SCVMM suporta a consolidação do Active Server com relatórios que identificam o servidor mais apropriado para a consolidação. As ferramentas de conversão rápidas e confiáveis de P2V (Físico para Virtual) e os algoritmos de posicionamento inteligente simplificam o trabalho de decidir em quais servidores de host físicos as máquinas virtuais devem permanecer. Consolidação com o Virtual Machine Manager Independentemente de um grupo de TI escolher uma abordagem em fases ou um projeto de consolidação ativo, o SCVMM irá fornecer as ferramentas para simplificar o processo e aprimorar os resultados. Por exemplo, o primeiro passo para migrar de um data center físico, em que cada carga de trabalho permanece em seu próprio servidor físico, para um data center virtual é identificando as cargas de trabalho apropriadas da virtualização. O SCVMM ajuda os administradores a identificar as cargas de trabalho corretas de servidor físico para a consolidação, medindo os contadores de desempenho do sistema de destino ou determinando se o Operations Manager está disponível. Isso acontece quando se analisam os dados históricos de desempenho armazenados no banco de dados do Operations Manager. O

30 relatório de consolidação do SCVMM (mostrado na Figura 3) então fornece um resumo fácil de entender sobre o desempenho de longo prazo da aplicação. Com isso em mente, os administradores podem fornecer recursos adequados para esses aplicativos com variações esporádicas na demanda. Por exemplo, uma carga de trabalho que executa uma rotina intensa de recursos uma vez por mês tem alta variação no desempenho e pode não ser apropriada para virtualização. Sem o relatório de consolidação do SCVMM, os administradores teriam de acompanhar os dados históricos de desempenho em uma planilha para determinar quais cargas de trabalho do servidor deveriam ser consolidadas.

31 Figura 3. O SCVMM age com o Operations Manager para criar um relatório abrangente de candidatos à consolidação. Após identificar servidores subutilizados, os administradores de TI precisam converter suas máquinas físicas em virtuais. Converter manualmente as máquinas físicas em virtuais é um processo lento e passível de erros. O SCVMM minimiza esses problemas, integrando conversões P2V em aplicativos de gerenciamento e fornecendo ferramentas práticas, como o assistente de P2V, mostrado na Figura 4. Converter servidores físicos em máquinas virtuais é muito simples com o SCVMM, que fornece um assistente baseado em tarefas para conduzir o administrador por todo o processo. O SCVMM usa o Serviço de Cópia de Sombra de Volume do Windows Server, que ajuda os administradores de TI a criar máquinas virtuais sem a necessidade de desligar seu servidor físico.

32 Figura 4. O assistente de P2V ajuda os usuários a converter máquinas físicas em virtuais. O SCVMM auxilia os administradores de TI na importante tarefa de posicionar as máquinas virtuais em hosts de servidores físicos apropriados. Não importa se o objetivo da sua organização é equilibrar cargas entre os hosts existentes ou maximizar a utilização de recursos em cada host, selecionar o host de máquina virtual mais adequado é a chave para maximizar a utilização dos ativos físicos. O processo de seleção do melhor host para uma determinada máquina virtual é chamado de Posicionamento Inteligente. (O Posicionamento Inteligente será abordado com mais detalhes mais adiante neste documento). Provisionando novas máquinas virtuais Enquanto a consolidação fornece benefícios atraentes de linha de base, a virtualização com o SCVMM torna os grupos de TI mais proativos quanto às necessidades dos negócios. E a razão é muito simples com a virtualização, os administradores de TI não precisam mais adquirir e configurar servidores físicos para novas aplicações, tarefa que geralmente demandava semanas ou meses. Em vez disso, eles podem provisionar novas máquinas virtuais em questão de minutos, usando a biblioteca e o console do administrador do SCVMM. Ou melhor ainda: com o SCVMM, os administradores podem delegar o provisionamento a usuários autorizados, enquanto mantêm um controle preciso sobre o gerenciamento das máquinas virtuais. Os usuários autorizados trabalham a partir de uma simples página da Web que permite o provisionamento

33 de máquinas virtuais dentro de controles predefinidos. Além disso, o serviço de provisionamento do SCVMM pode utilizar sistemas SAN, ou redes de áreas de armazenamento, para facilitar o rápido provisionamento de grandes imagens de máquinas virtuais. Provisionamento do administrador Os administradores podem construir, rapidamente, novas máquinas virtuais a partir do console do administrador, usando modelos apresentados na biblioteca do SCVMM. Esses modelos são configurações básicas que ajudam a agilizar a implantação de novas máquinas virtuais e a garantir que as configurações padrões de hardware e software estejam sendo usadas. A Figura 5 mostra a tela onde se seleciona o modelo a ser usado na nova VM. Figura 5. Usar modelos agiliza a implantação de novas máquinas virtuais. Após selecionar o modelo apropriado, um fluxo de tarefa baseado no assistente oferece orientações passo a passo para construir uma máquina virtual desde a sua configuração até a implantação. As Figuras 6 e 7 apresentam fases diferentes de quando se cria uma nova máquina virtual a partir de um modelo.

34 Figura 6. Interface do console do administrador com as configurações da nova máquina virtual.

35 Figura 7. O Assistente para Nova Máquina Virtual permite que os administradores confiram as configurações antes de implantar a nova máquina virtual. Após criar a nova máquina virtual, o SCVMM usa dados de desempenho de hosts potenciais a fim de sugerir hosts otimizados à nova máquina virtual, com base em um algoritmo criado. Por fim, a máquina virtual é colocada no host físico. Provisionamento de autoatendimento Um dos cenários de virtualização mais consultados é testar aplicações recém-desenvolvidas em uma infraestrutura virtual. Em ambientes de teste e de desenvolvimento, os profissionais de TI estão constantemente provisionando e destruindo máquinas virtuais. E, pelo fato de a virtualização simplificar essa tarefa, os administradores de TI apenas cumprem o seu papel. O SCVMM, como mostra a Figura 8, alivia a sobrecarga da administração com um portal da Web de autoatendimento criado de forma simples, em que as equipes autorizadas de teste e provisionamento podem testar seus próprios recursos da máquina virtual sob controles predefinidos.

36 Figura 8. O console do administrador permite que os administradores gerenciem facilmente o provisionamento de autoatendimento. Os administradores controlam o acesso aos servidores físicos e podem atribuir recursos de servidor específicos para pessoas e grupos. Os usuários autorizados trabalham com modelos e gerenciam apenas as máquinas virtuais que eles, ou o grupo, possuem. Além disso, os administradores podem definir cotações sobre os recursos disponíveis aos usuários. O cenário de provisionamento delegado não requer um cliente no host, e um grande número de usuários pode receber certos privilégios de provisionamento delegados. O provisionamento de uma nova máquina virtual usando o portal da Web de autoatendimento é um processo simples, que consiste de diversos passos bastante diretos. Após abrir o portal da Web de autoatendimento do SCVMM, os usuários escolhem a partir de uma lista prescrita de modelos de máquinas virtuais, iniciando assim o processo de configuração, mostrado na Figura 9.

37 Figura 9. O portal da Web de autoatendimento mostrando a instalação de um sistema operacional convidado. O processo de provisionamento de autoatendimento é limitado, pois muitas das funções são automatizadas pelo SCVMM, de acordo com a diretiva de autoatendimento definida pelo administrador do usuário individual ou grupo de usuários. A Figura 10 mostra a quantidade mínima de informações necessárias para criar novas máquinas virtuais de acordo com o cenário de provisionamento de autoatendimento. Depois que a máquina virtual é criada, o SCVMM executa automaticamente o processo de Posicionamento Inteligente, colocando a nova máquina virtual no host apropriado de servidor físico.

38 Figura 10. O portal da Web de autoatendimento mostrando uma pequena caixa de diálogo de configuração. Gerenciamento de máquinas virtuais Microsoft e VMware Gerenciar o ESX Server e o Hyper-V SCVMM fornece uma plataforma de gerenciamento centralizada para a virtualização empresarial dos produtos de virtualização Microsoft e outros produtos de VMware. Muitas organizações vêm executando as duas plataformas de virtualização, mas antes do SCVMM 2008, elas precisavam gerenciar cada produto diferente usando ferramentas de gerenciamento separadas e distintas. O SCVMM 2008 fornece o melhor gerenciamento de virtualização da série em uma única ferramenta. Com o SCVMM, você pode gerenciar os produtos de virtualização Virtual Server 2005 R2 e Hyper-V da Microsoft, assim como o VMware ESX Server pelo VirtualCenter Server. Por exemplo, o SCVMM permite que você use recursos, como a tecnologia VMware VMotion, para transferir VMs entre diferentes ESX Servers sem tempo de inatividade. Da mesma forma, o SCVMM permite que você tire proveito do Quick Migration da Microsoft para mover a VM rapidamente entre os hosts do Microsoft Hyper-V. Na figura a seguir, você pode ver o SCVMM 2008 gerenciando servidores do Microsoft Hyper-V e do VMware ESX.

39 Figura 11. Gerenciando servidores ESX e Hyper-V. Os servidores gerenciados são listados no painel de Grupos de Host à esquerda da tela. O painel Grupos de Host tem os servidores virtuais agrupados por funções de Desenvolvimento e Produção, incluindo servidores Hyper-V e um servidor de cluster VMware ESX chamado VMMDEMOESXCLUS, que executa três sistemas de servidor ESX. Você pode ver os detalhes de cada servidor gerenciado no grupo Produção, no painel Máquinas Virtuais, exibido no centro da tela. Esse painel mostra o status atual de todas as VMs em execução, incluindo a memória alocada e o sistema operacional convidado. Quando você seleciona uma VM diferente, os detalhes do console e da adição são mostrados no painel Detalhes, na parte inferior da tela. O VirtualCenter Server de VMware é necessário para gerenciar servidores VMware ESX usando o SCVMM. Para adicionar um novo VirtualCenter Server a um console do SCVMM, selecione a opção Adicionar Vmware VirtualCenter Server, na seção do SCVMM do painel Ações, mostrado na lateral direita da tela. Isso trará a caixa de diálogo Adicionar VMware VirtualCenter Server, mostrada na Figura 12.

40 Figura 12. Adicionando um VirtualCenter Server ao SCVMM Especifique o nome do VirtualCenter Server no prompt Nome do computador. Caso o VirtualCenter Server use uma porta padrão de gerenciamento, mantenha o valor do campo Porta TCP/IP como padrão de 902. Caso o seu VirtualCenter Server use uma porta TCP/IP personalizada, você precisará alterar esse valor para a porta TCP/IP do VirtualCenter. Depois, forneça as credenciais administrativas de login do VirtualCenter Server e clique em OK para adicionar o VirtualCenter Server e todas as VMs de VMware que ele gerencia ao SCVMM 2008.

41 Figura 13. Gerenciando o VirtualCenter Server e o ESX Server com o SCVMM Depois de adicionar o VirtualCenter Server, você poderá gerenciar as VMs de VMware usando o console de gerenciamento do SCVMMM. Na Figura 13, você pode ver que o SCVMM é capaz de controlar os recursos de Parada, Pausa e Salvar. Alta disponibilidade Criar um ambiente de alta disponibilidade para máquinas virtuais é tão importante quanto fazê-lo para os servidores físicos. O Cluster de Failover é a tecnologia de proteção principal no nível de servidor de alta disponibilidade da Microsoft. Ele é disponibilizado no Windows Server 2003 e no Windows Server Com o Windows Server 2008, o Cluster de Failover permite que você crie um cluster de até 16 nós. Se um dos nós do cluster falhar, então outros nós presentes nele poderão assumir os serviços executados naquele nó. Ele ainda fornece alta disponibilidade para o nível de host do servidor virtual e de convidado da máquina virtual.

42 No nível do host, o Cluster de Failover fornece proteção contra o único ponto de falha que pode resultar de uma falha no hardware do host. Caso um servidor de host físico se depare com uma falha, todas as máquinas virtuais executadas naquele host serão automaticamente iniciadas em outro nó do cluster. No nível de convidado, a máquina virtual pode fazer parte de um cluster em que outros nós de cluster possam ser máquinas virtuais executadas no mesmo servidor de host, ou em um diferente. Caso uma máquina virtual de cluster falhe, então o convidado dela poderá passar para outro nó de cluster. No entanto, configurar um Cluster de Failover para servidores de host virtuais e convidados pode ser um processo manual engenhoso. A integração do SCVMM2008 e do Cluster de Failover do Windows Server 2008 resolve esse problema, detectando a disponibilidade do Cluster de Failover e criando, automaticamente, recursos de cluster necessários para adicionar a máquina virtual a ele. Na Figura 14, você pode ver um exemplo de como adicionar uma nova VM usando o Cluster de Failover de alta disponibilidade. Figura 14. Adicionando hosts de Cluster de Failover com o Virtual Machine Manager.

43 Adicionar uma nova VM em cluster é parecido com o processo de criação de uma VM padrão sem cluster. No entanto, antes de criar uma VM em cluster, você já deve ter criado um Cluster de Failover do Windows Server 2008 Failover Cluster e adicionado o Cluster de Failover do Windows Server ao SCVMM. O SCVMM 2008 irá controlar todos os passos de configuração necessários para adicionar uma nova VM ao Cluster de Failover. Para criar uma nova VM em cluster, abra o SCVMM, depois selecione a opção Nova máquina virtual, na seção SCVMM do painel de tarefas Ações, na lateral direita da Figura 14. Isso trará o Assistente de Nova Máquina Virtual, mostrado na Figura 15. Figura 15. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Selecionando a origem da VM. O primeiro passo ao criar uma nova VM em cluster é selecionar a origem da VM. Você pode criar uma VM desde o início ou usar alguma já criada anteriormente. Você também pode configurar sua nova VM usando configurações predefinidas que usam modelos do SCVMM. Neste exemplo, você verá como usar um modelo de VM como a base para criar uma nova VM em cluster. Para usar um modelo existente, clique no botão Procurar para exibir a opção Selecionar Recurso de Biblioteca, na Figura 16.

44 Figura 16. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Criando uma VM usando um modelo. A opção Selecionar Recurso de Biblioteca exibe os modelos existentes, que foram criados e armazenados na biblioteca do SCVMM. Para criar uma nova VM usando um dos modelos, selecione um modelo da lista e clique em OK. Isso irá inserir todas as configurações da VM que foram salvas com o modelo. Neste caso, selecionar o modelo chamado Win2008- Core-Gold irá fechar a caixa de diálogo Selecionar Recurso de Biblioteca, retornando assim o nome do modelo selecionado à caixa de diálogo Selecionar Origem, conforme mostrado na Figura 17.

45 Figura 17. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Selecionando o modelo salvo. Após selecionar o modelo que contém as informações de configuração da VM, clique em Avançar para exibir a caixa de diálogo Identidade da Máquina Virtual (Figura 18.)

46 Figura 18. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Nomeando a máquina virtual. A caixa de diálogo Identidade da Máquina Virtual permite que você forneça um nome para a nova VM e, se quiser, adicione algum outro texto que descreva a VM. Na Figura 18, você pode ver que a nova máquina virtual é chamada de New HA VM. As informações de proprietário preenchem automaticamente as informações de login atuais. Você tem a opção de ignorar essas informações, caso deseje criar a VM usando um proprietário diferente. Você também pode ver que a descrição indica que essa VM fará parte de um Cluster de Failover. Clique em Avançar para personalizar a configuração de hardware da máquina virtual, mostrada na Figura 19.

47 Figura 19. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Tornando a VM altamente disponível. Quando você cria uma máquina virtual usando um modelo, a caixa de diálogo Configurar Hardware é inicialmente preenchida com os valores salvos no modelo. Neste ponto, você pode personalizar quaisquer das configurações de hardware. Por exemplo, você pode alterar tanto a quantidade de memória como o número de CPUs virtuais que estão disponíveis para a VM. A configuração Disponibilidade, localizada abaixo da seção Avançada, do perfil de hardware da VM, é a mais importante para criar uma nova VM como parte de um Cluster de Failover do Windows Server. Para tornar a nova VM parte do Cluster de Failover, você precisa marcar a caixa Tornar esta VM altamente disponível, conforme mostrado na Figura 19. Observação Para isso, o Cluster de Failover do Windows Server já deverá ter sido criado e adicionado ao SCVMM. Adicionar VMs ao cluster existente é tão fácil quanto habilitar a configuração Tornar esta VM altamente disponível. O Assistente de Nova Máquina Virtual irá se responsabilizar por todas as configurações de cluster necessárias, como adicionar grupos de recurso, sem configuração manual adicional. Após alterar o perfil do hardware e especificar a adição da VM a um Cluster de Failover clique em Avançar para escolher o sistema operacional convidado, usado pela máquina virtual.

48 Figura 20. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Configurando o sistema operacional convidado. Configurar o sistema operacional convidado permite que você controle as configurações do sistema operacional convidado da nova VM, incluindo o tipo de SO usado, nomes dos administradores, senhas, ID do produto da instalação, fuso horário e se o convidado fará parte do domínio do Windows ou de um grupo de trabalho. Assim como com outras configurações da VM, ao criar uma nova VM usando um modelo, todas essas configurações virão originalmente do modelo, mas você tem toda a liberdade de alterá-las antes de criar a máquina virtual. Clique em Avançar para especificar o local de destino onde a VM será criada.

49 Figura 21. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Selecionando o destino da VM. Você pode posicionar a nova VM diretamente em um host, ou então armazená-la no local de armazenamento offline da biblioteca do SCVMM, usada inicialmente para armazenar VMs inativas. Neste caso, você precisa adicionar a VM a um host existente, com recursos de Cluster de Failover; portanto você deve posicioná-la em um host ativo. Selecione Posicionar a máquina virtual em um host para utilizar os recursos de Posicionamento Inteligente do SCVMM, como mostra a Figura 22.

50 Figura 22. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Selecionando o host da máquina virtual. O recurso de Posicionamento Inteligente do SCVMM avalia os hosts de virtualização disponíveis, recomendando o host mais adequado, usando uma classificação cinco estrelas, conforme mostra a Figura 23. Um host adequado recebe cinco estrelas douradas. Os hosts que o SCVMM não determina como adequados não recebem estrelas douradas. Conforme mostra a Figura 22, os hosts podem ser servidores Microsoft ou VMware. Como o número de estrelas indica a classificação do Posicionamento Inteligente do SCVMM, você pode ignorar manualmente a seleção e optar por posicionar a VM em outro host. Conforme já é esperado, a VM não será altamente disponível se você a posicionar em um host que não tenha a instalação do Cluster de Failover. Após conferir as recomendações de Posicionamento Inteligente do SCVMM, selecione o host da sua VM, destacando o host desejado na janela Selecionar Host da Máquina Virtual. Na Figura 22, você pode ver que o host vmmdemohv03 foi selecionado. O Tipo de Transferência indica que este host em particular está usando um armazenamento SAN. Clique em Avançar para selecionar o caminho, no sistema de armazenamento, onde os arquivos da VM serão criados.

51 Figura 23. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Selecionando o caminho de armazenamento do host. Na caixa de diálogo Selecionar Caminho, você escolhe o SAN LUN que deseja usar para armazenar sua nova VM. Na Figura 23, observe que não é possível selecionar a unidade C - o assistente exibe apenas os SAN LUNs, pois o armazenamento SAN é necessário para adicionar um convidado da VM ao Cluster de Failover. Uma prática recomendada a ser seguida ao usar o armazenamento SAN com o SCVMM é alocar uma VM pelo LUN. Isso porque mover a VM remapeia o LUN. Se mais de uma VM for armazenada no LUN, essas VMs adicionais também serão movidas. Após selecionar o local de armazenamento da máquina virtual, o assistente pede que você selecione uma rede virtual.

52 Figura 24. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Selecionando a rede da VM. A caixa de diálogo Selecionar Redes permite que você selecione a(s) rede(s) virtual(virtuais) que deseja conectar aos adaptadores de rede virtual da VM. Cada adaptador de rede na VM é listado ao lado esquerdo da tela, enquanto as redes virtuais disponíveis são listadas ao lado direito. As redes virtuais que atendem aos requisitos de local especificados para os adaptadores da rede virtual têm no prefixo um asterisco. Nesse caso, haverá apenas uma única rede virtual para escolher. Clique em Avançar para exibir a caixa de diálogo da última configuração, usada pelo Assistente de Nova Máquina Virtual.

53 Figura 25. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Propriedades adicionais da VM. A caixa de diálogo Propriedades Adicionais permite que você controle as ações que a VM irá tomar quando o host do servidor virtual for iniciado ou parado. A VM pode ser automaticamente iniciada e depois desligada quando o host do servidor virtual também for desligado. Neste exemplo, a VM é definida para que seja manualmente iniciada depois que o host físico iniciar. Quando o host do servidor virtual parar, a VM irá salvar seu estado automaticamente. A caixa de diálogo Propriedades Adicionais também fornece a você a opção de ignorar as configurações do sistema operacional convidado. Clique em Avançar para exibir a tela Resumo, como mostra a Figura 26.

54 Figura 26. Adicionando uma nova VM a um Cluster de Failover Resumo das configurações da VM. A tela Resumo permite que você confirme as configurações da máquina virtual antes de implantá-la no host selecionado. Se o host for um sistema Microsoft Hyper-V, o processo de implantação irá instalar automaticamente os Componentes de Integração do Hyper-V na nova VM. Otimização de Recursos Físicos (PRO) O recurso de Otimização de Recursos Físicos (PRO) do SCVMM fornece a capacidade de monitorar e corrigir problemas de máquinas virtuais gerenciadas pelo SCVMM. O PRO potencializa os recursos do Operations Manager para fornecer o gerenciamento tanto do host de servidor virtual físico como das máquinas virtuais executadas nele. Caso o Operations Manager não esteja instalado, o SCVMM ainda fornecerá todos os seus outros recursos de gerenciamento de máquina virtual, mas a capacidade estendida do PRO estará disponível apenas se o Operations Manager estiver instalado.

55 A Figura 28 mostra um exemplo da integração do recurso PRO do SCVMM com o Operations Manager. Nesta figura, você pode ver o diagrama da rede fornecido pelo Operations Manager. Os ícones amarelos de atenção indicam que um farm gerenciado da Web está tendo problemas. Neste exemplo, o nível de atividade do site da Web excedeu o limite definido no SCOM. Figura 27. Integração do PRO do SCVMM com o Operations Manager. Ao usar o PRO, o administrador é capaz de configurar dicas a serem exibidas quando certo limite de operações tiver excedido. As dicas do PRO podem consistir tanto de descrições textuais, que um operador deve responder manualmente, como de scripts que tomam providências automaticamente ou quando o operador interage com a dica do PRO. Neste exemplo, o operador pode clicar no ícone de dicas do PRO, na parte superior da tela, para exibir a caixa de diálogo Dicas do PRO, conforme mostra a Figura 28.

56 Figura 28. Exibindo dicas do PRO. As dicas do PRO do SCVMM exibem a mensagem predefinida de diagnóstico, que o administrador criou como resposta apropriada para certa condição nas operações. Neste caso, a ação corretiva, na dica do PRO, informa Adicione outro servidor IIS ao farm da Web Rastreador do Pedido. A definição expandida, mostrada no painel Exibição de Detalhes, na parte inferior da tela, explica que o tráfego da Web excedeu o nível esperado e que adicionar outro servidor da Web irá aumentar a capacidade disponível. Aqui, a dica do PRO foi implementada como um script, que o operador pode executar quando desejar. O operador pode clicar em Descartar para ignorar o erro, ou em Implementar para executar um script que irá adicionar outra VM do servidor da Web ao farm Rastreador do Pedido. Você pode ver os resultados da implementação da dica do PRO na Figura 29.

57 Figura 29. Implementando a dica do PRO. A Figura 30 mostra o console do Operations Manager após a implementação da dica do PRO. O ícone amarelo de atenção não aparece mais no console de Dicas do PRO, e o farm do servidor da Web do Rastreador do Pedido agora traz marcas verdes, indicando que tudo está com os limites operacionais predefinidos. Você ainda pode ver que o farm da Web do Rastreador do Pedido tem outro servidor da Web adicionado, estando agora com três servidores da Web. Administração delegada Em grandes organizações, nem sempre é fácil exigir que todo o gerenciamento das máquinas virtuais seja feito por meio de um local central. Muitas organizações são internacionais e precisam de uma capacidade de gerenciamento localizada, a fim de que possam responder mais efetivamente às necessidades dos negócios. Embora o provisionamento de autoatendimento supra algumas necessidades dos usuários finais, elenão supre todos os requisitos de gerenciamento exigidos por certas organizações. Para sanar esses problemas, o SCVMM 2008 agregou a capacidade de criar administradores delegados. Os administradores delegados podem realizar uma série de ações que estão disponíveis

58 ao administrador do SCVMM. No entanto, os administradores delegados estão autorizados a realizar essas funções apenas no conjunto de VMs, hosts e clusters ao qual tem permissão. Por exemplo, uma organização internacional pode criar um administrador delegado para gerenciar apenas as VMs em seus escritórios de Washington. Esse administrador delegado então pode trabalhar apenas com as VMs do grupo definido como Washington. O administrador delegado de Washington não poderia trabalhar com, nem ao menos ver, outros grupos de host, hosts, clusters e VMs que estivessem disponíveis. Para criar a função de um administrador delegado, selecione a opção Nova Função de Usuário, na seção Função de Usuário do painel Ações. Você verá então a caixa de diálogo Criar Função de Usuário - Geral, como mostra a Figura 30. Figura 30. Criando uma nova função de usuário. O campo Nome da função de usuário, na parte superior da tela, permite que você atribua um nome exclusivo à nova função. Na Figura 30, você pode ver que a nova função é chamada de DelegatedAdmin1. A caixa Descrição fornece uma descrição mais completa da função, para ajudar a identificar e entender a finalidade da função. Use a seta de seleção de Perfil para selecionar o tipo de função que você irá criar. Neste exemplo, o perfil de Administrador Delegado foi selecionado. Clique em Avançar para selecionar os usuários autorizados à função.

59 Figura 31. Adicionando usuários à função de administrador delegado. A caixa de diálogo Adicionar Membros permite que você selecione os usuários que estão autorizados à nova função de administrador delegado. Clique em Adicionar para exibir a caixa de diálogo Selecionar Usuários ou Grupos do Active Directory (AD), que você vê na Figura 31. Você pode usar o botão Tipos de Objeto para procurar usuários ou grupos existentes, ou então informar o nome dos usuários ou do grupo na caixa Informar nomes de objeto a selecionar. Na Figura 31, você pode ver que o grupo pré-existente do AD, chamado Administrador Delegado, está selecionado. Esse grupo foi criado pelo snap-in do MMC de Usuários e Computadores do Active Directory. Clique em OK para adicionar a função ao SCVMM. A caixa de diálogo Adicionar Membros, com a função de novos Administradores Delegados, aparecerá, como na Figura 32.

60 Figura 32. Adicionando a função de Administrador Delegado ao SCVMM. Embora este exemplo ilustre a adição de um único grupo do AD à função de administrador delegado do SCVMM, você pode adicionar múltiplos usuários e grupos do AD repetidas vezes, usando o botão Adicionar e selecionando outros usuários e grupos do AD conforme o necessário. Após ter adicionado todos os usuários e grupos à função de administradores delegados, clique em Avançar para especificar os objetos que um administrador delegado pode gerenciar.

61 Figura 33. Especifique o escopo do objeto para a função de administrador delegado. Na Figura 33, você pode ver que a nova função de administrador delegado recebeu direitos de uso do grupo de host, chamado Staging, bem como de todas as bibliotecas do SCVMM. Isso faz com que o novo administrador delegado tenha controle administrativo total sobre as VMs no grupo Staging, mas nenhum acesso às VMs que fazem parte dos grupos de Desenvolvimento ou Produção. Ter direitos sobre a biblioteca do SCVMM permite que o administrador delegado crie novas VMs nela, e que também implante essas VMs a partir da biblioteca no grupo Staging. Clique em Avançar para exibir a caixa de diálogo Resumo, na Figura 34.

62 Figura 34. Resumo das funções de administrador delegado. A caixa de diálogo Resumo permite que você confirme todas as escolhas de configuração feitas ao criar a função de administrador delegado DelegatedAdmin1. Se desejar alterar uma das configurações, você pode usar o botão Anterior para retornar às caixas anteriores. Clique em Criar para configurar a nova função de administrador delegado. Assim como em todas as caixas de diálogo do SCVMM, a caixa Criar Função de Usuário baseia-se no PowerShell. Clique em Exibir Script para exibir uma janela do Notepad contendo todos os comandos do PowerShell necessários para criar o novo administrador delegado. Você pode ver o script do PowerShell da forma como ele aparece no Notepad na Figura 35.

63 Figura 35. Script do PowerShell para criar um administrador delegado. A integração do SCVMM 2008 com o PowerShell torna mais fácil para o administrador criar scripts que podem ser usados para automatizar todas as funções administrativas que podem ser realizadas com o SCVMM. O recurso Exibir Script está disponível ao final de todos os assistentes do SCVMM, gravando todos os itens de script do PowerShell diretamente no Notepad, a partir do qual você pode modificar ou salvar o script. O exemplo de script do PowerShell, mostrado na Figura 35, ilustra a criação da nova função. Diferenciadores de tecnologia do SCVMM O SCVMM se diferencia dos produtos concorrentes, tirando vantagem da integração com a plataforma do Windows Server System e outras soluções do Microsoft System Center. Além disso, o SCVMM fornece uma função centralizada surpreendente de máquina virtual, que possibilita o gerenciamento das plataformas do Microsoft Virtual Server 2005 R2, do Microsoft Hyper-V e do VMware ESX Server. O SCVMM se beneficia dos melhores recursos das plataformas VMware e Microsoft, incluindo suporte completo para a tecnologia VMware VMotion e o recurso Microsoft Quick Migration. Além disso, ele ainda fornece configuração automatizada para o Cluster de Failover do Windows Server O SCVMM ainda apresenta uma biblioteca centralizada que ajuda os administradores a atingir o mesmo nível de controle sobre seus ativos com um ambiente puramente físico. O Windows PowerShell é uma nova linguagem de shell e script de linha de

64 comando que permite que os administradores construam, rapidamente, soluções de integração, e depois integrem o SCVMM com ferramentas e procedimentos estabelecidos. Posicionamento inteligente O System Center SCVMM usa uma abordagem inteligente e holística para o posicionamento, chamada de Posicionamento Inteligente, que diferencia essa solução dos outros produtos. O Posicionamento Inteligente funciona tanto com as plataformas de virtualização da Microsoft como de VMware. Ao escolher hosts físicos para máquinas virtuais, os administradores de TI precisam prestar uma atenção especial aos pequenos detalhes, como especificações do processador e da memória dos servidores de host. Além disso, o desempenho dos servidores varia muito com base no tipo de utilização, portanto os administradores de TI precisam de alguma forma de acompanhar os requisitos em andamento e os dados históricos de desempenho. Consequentemente, o posicionamento torna-se um dos aspectos mais complicados da virtualização. O SCVMM fornece aos administradores um conjunto de ferramentas para controlar essa tarefa. A ferramenta de Posicionamento Inteligente, no SCVMM, utiliza dados do Windows Server System para ajudar os administradores a atingir objetivos específicos. O relatório do Posicionamento Inteligente é mostrado na Figura 12. O SCVMM seleciona os hosts apropriados com base em três fatores: As características de consumo de recursos da carga de trabalho Os requisitos mínimos de CPU, disco, RAM e capacidade de rede Os dados de desempenho dos hosts da máquina virtual O SCVMM incorpora essas considerações em algoritmos que os administradores de TI podem ajustar para maximizar a utilização de recursos ou equilibrar as cargas de trabalho entre os hosts. Além disso, depois que uma máquina virtual é implantada, o SCVMM continua analisando os dados de desempenho e dos requisitos de recursos tanto para a carga de trabalho como para o host, para que os administradores tenham a oportunidade de otimizar ainda mais seus recursos. Os administradores de TI podem adicionar mais máquinas virtuais, repetindo o mesmo processo.

65 Figura 36. O relatório de Posicionamento Inteligente fornece uma "classificação" fácil de entender sobre os candidatos a host. Balanceamento de carga ou maximização de recursos Os administradores usam um dos dois algoritmos padrões para ajustar os resultados do Posicionamento Inteligente. O algoritmo de balanceamento de carga é usado para situações em que o administrador deseja distribuir igualmente as cargas de trabalho por um número definido de servidores. Para situações em que o administrador deseja evitar adicionar servidores, o algoritmo de maximização de recursos ajuda a garantir que os servidores implantados sejam totalmente utilizados. Gerenciamento das plataformas virtualização da Microsoft e de VMware Um dos principais pontos que diferencia o SCVMM 2008 das outras soluções de virtualização é a capacidade de gerenciar máquinas virtuais executadas tanto nos hosts de virtualização da Microsoft como nos hosts de VMware. Muitas organizações possuem os dois tipos de soluções de virtualização no local, e o SCVMM 2008 permite que você gerencie esses dois tipos de máquina virtual, aproveitando o máximo de recursos exclusivos de cada plataforma. Na Figura 38, você pode ver como o SCVMM 2008 pode ser usado com o recurso VMotion do ESX Server para mover as VMs

66 entre hosts sem que haja tempo de inatividade. Figura 37. Gerenciando máquinas virtuais da Microsoft e de VMware. Na Figura 37, você pode ver o SCVMM gerenciando diversas VMs do ESX Server. O grande número de recursos de gerenciamento de VMware é disponibilizado, incluindo a capacidade de iniciar, parar, pausar, desligar e migrar VMs. Por exemplo, você pode usar o VMotion, selecionando a VM do ESX Server que deseja mover e depois escolhendo a opção Migrar máquina virtual, do menu de contexto. Isso irá chamar o recurso Posicionamento Inteligente do SCVMM, mostrado na figura que segue, para ajudá-lo a selecionar o host mais adequado.

67 Figura 38. Gerenciando máquinas virtuais da Microsoft e de VMware Selecionando hosts da máquina virtual. O recurso de Posicionamento Inteligente do SCVMM mostrará todos os hosts disponíveis para a máquina virtual classificada, de acordo com sua adequação. Tanto os hosts de VMware como os da Microsoft são listados como possíveis alvos de migração. Abaixo da coluna Tipo de Transferência, a opção Dinâmica, próxima ao ESX Servers, indica que a migração aproveite que o VMotion mova a VM para aquele host sem tempo de inatividade. Para iniciar uma migração do VMotion, selecione um host com um Tipo de Transferência Dinâmica e siga os passos do assistente. Gerenciamento contínuo dos recursos de TI físicos e virtuais O SCVMM 2008 tem a capacidade de trabalhar com o System Center Operations Manager 2007 (SCOM) para fornecer gerenciamento contínuo de todos os recursos do sistema de TI, incluindo servidores físicos e virtuais. A combinação do SCVMM com o SCOM gerencia toda a pilha de infraestrutura de TI, desde servidores de virtualização físicos até sistemas operacionais convidados virtuais e aplicações de linhas de negócios executadas sobre eles. Além disso, o novo recurso PRO possibilita o gerenciamento dinâmico de TI, permitindo que você especifique condições operacionais aceitas e também crie dicas automatizadas que fazem com que sua organização se adapte rapidamente às condições dos negócios.

68 Biblioteca centralizada para ativos virtuais Com o Virtual Machine Manager, os administradores de TI não só provisionam novos recursos de servidor mais rapidamente, como também mantêm total controle sobre os ativos virtuais. Diferente de um data center físico, em que os administradores liberam servidores como quiserem, é fácil perder o controle de ativos analógicos em um data center virtual. A biblioteca do SCVMM serve como um repositório gerenciado centralizadamente para modelos e outros recursos do bloco de construção, como mostra a Figura 39. Esse serviço ajuda a evitar que ativos virtuais importantes sejam duplicados, perdidos ou até excluídos. Figura 39. A biblioteca armazena ativos para o data center virtual, incluindo imagens ISO, scripts e VHDs. A biblioteca do SCVMM mantém todos os recursos necessários para gerenciar um data center virtual. Cada ativo é identificado com metadados básicos, como o tamanho do disco rígido e a versão do sistema operacional, portanto os administradores podem facilmente encontrar e organizar os arquivos. Além disso, a biblioteca ainda fornece 10 campos de metadados livres para os formulários, que permitem que as organizações apliquem seus próprios esquemas de gerenciamento de recursos à biblioteca.

Consolidação inteligente de servidores com o System Center

Consolidação inteligente de servidores com o System Center Consolidação de servidores por meio da virtualização Determinação do local dos sistemas convidados: a necessidade de determinar o melhor host de virtualização que possa lidar com os requisitos do sistema

Leia mais

Microsoft System Center Virtual Machine Manager

Microsoft System Center Virtual Machine Manager Microsoft System Center Virtual Machine Manager White Paper: Visão Geral Microsoft Corporation Publicado em: Abril de 2007 Resumo Executivo A virtualização de servidor promete revolucionar a maneira pela

Leia mais

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB

Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Benefícios do Windows Server 2008 R2 Hyper-V para SMB Sumário Introdução... 3 Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3 Live Migration... 3 Volumes compartilhados do Cluster... 3 Modo de Compatibilidade de Processador...

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05. Prof. André Lucio FTIN Formação Técnica em Informática Módulo Sistema Proprietário Windows AULA 05 Prof. André Lucio Competências da aula 5 Backup. WSUS. Serviços de terminal. Hyper-v Aula 04 CONCEITOS DO SERVIÇO DE BACKUP

Leia mais

Realizando o P2V - Online

Realizando o P2V - Online Realizando o P2V - Online O recurso P2V (Physical-to-Virtual) existente no System Center Virtual Machine Manager, permite a conversão de uma maquina física em virtual. Este processo pode ser realizado

Leia mais

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Virtualização Microsoft: Da Estação de Trabalho ao Data Center Estudo de Caso de Solução de Cliente Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Visão Geral

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Protect Guia de Atualização Copyright e Marcas comerciais Copyright Copyright 2009 2014 LANDESK Software, Inc. Todos os direitos reservados. Este produto está protegido por copyright e leis de

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services Microsoft Corporation Publicação: 14 de março de 2005 Autor: Tim Elhajj Editor: Sean Bentley Resumo Este documento fornece instruções

Leia mais

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers Guia de Instalação Rápida 13897290 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes de instalar Sobre a conta

Leia mais

PROTEÇÃO DE MÁQUINA VIRTUAL VMWARE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

PROTEÇÃO DE MÁQUINA VIRTUAL VMWARE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC PROTEÇÃO DE MÁQUINA VIRTUAL VMWARE DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC O PowerVault DL2000 baseado na tecnologia da Symantec Backup Exec oferece a única solução de backup em disco totalmente

Leia mais

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC

Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC Executando o Modo Windows XP com Windows Virtual PC Um guia para pequenas empresas Conteúdo Seção 1: Introdução ao Modo Windows XP para Windows 7 2 Seção 2: Introdução ao Modo Windows XP 4 Seção 3: Usando

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

Symantec Backup Exec 2010. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 2010. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 2010 Guia de Instalação Rápida 20047221 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes da instalação Sobre a conta de serviço do

Leia mais

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition Visão geral O Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition destina-se a clientes que possuem sistemas total ou parcialmente virtualizados, ou seja, que moveram os servidores de arquivos, servidores de impressão,

Leia mais

Resumo da solução de virtualização

Resumo da solução de virtualização Resumo da solução de virtualização A virtualização de servidores e desktops se tornou muito difundida na maioria das organizações, e não apenas nas maiores. Todos concordam que a virtualização de servidores

Leia mais

Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2

Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2 Preparando o Ambiente e Instalando o System Center Configuration Manager 2012 R2 Artigo escrito por Walter Teixeira wteixeira.wordpress.com Sumário Cenário Proposto... 3 Preparação do Servidor SQL Server

Leia mais

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center O software descrito neste documento é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado

Leia mais

Symantec Backup Exec 2012

Symantec Backup Exec 2012 Melhor Backup para todos Data Sheet: Backup e recuperação após desastres Visão geral O é um produto integrado que protege ambientes físicos e virtuais, simplifica o backup e a recuperação após desastres

Leia mais

Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013

Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013 Guia do Laboratório de Teste: Demonstre colaboração de Intranet com SharePoint Server 2013 Este documento é fornecido no estado em que se encontra. As informações e exibições expressas neste documento,

Leia mais

Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades

Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Treinamento técnico KL 202.10 Treinamento técnico KL 202.10 Kaspersky Endpoint Security e o gerenciamento. Migração e novidades Migração

Leia mais

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DE PRODUTOS: CA Server Automation agility made possible CA Server Automation O CA Server Automation é uma solução integrada de gerenciamento de data center que automatiza o provisionamento, a aplicação

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

Até onde pode ir sua infraestrutura virtual?

Até onde pode ir sua infraestrutura virtual? Até onde pode ir sua infraestrutura virtual? Comparação Competitiva entre as Soluções de Virtualização de Estação de Trabalho da Microsoft e da VMware 1 Introdução A virtualização já ajudou as organizações

Leia mais

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões

Symantec NetBackup 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões Symantec 7 O que há de novo e tabela de comparação de versões O 7 permite a padronização das operações de backup e recuperação em ambientes físicos e virtuais com menos recursos e menos riscos, pois oferece

Leia mais

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Microsoft VDI e Windows VDA Perguntas Frequentes Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Como a Microsoft licencia o Windows das estações de trabalho em ambientes virtuais? A Microsoft

Leia mais

Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V. Versão: 1.0

Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V. Versão: 1.0 Visão Geral do Recurso Live Migration no Windows Server 2008 R2 Hyper-V Versão: 1.0 Publicado: 02 de Dezembro de 2008 Índice Visão Geral Visão Geral dos Recursos do Windows Server 2008 R2 Hyper-V... 3

Leia mais

Arcserve Cloud. Guia de Introdução ao Arcserve Cloud

Arcserve Cloud. Guia de Introdução ao Arcserve Cloud Arcserve Cloud Guia de Introdução ao Arcserve Cloud A presente Documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada Documentação),

Leia mais

Guia de início rápido do Express

Guia de início rápido do Express Page 1 of 11 Guia de início rápido do Express As próximas seções apresentam instruções para instalação e utilização do software Express. SUMÁRIO I. REQUISITOS DE SISTEMA II. REQUISITOS DE INSTALAÇÃO III.

Leia mais

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho Informe técnico: Virtualização de endpoints Otimização dinâmica do espaço de trabalho Visão geral O é uma solução poderosa e flexível com foco na produtividade do usuário, independentemente dos equipamentos,

Leia mais

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS)

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Hoje é fundamental para as empresas poder contar com recursos de comunicação, mobilidade, flexibilidade

Leia mais

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC

GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC GERENCIAMENTO CENTRALIZADO DELL POWERVAULT DL 2000 BASEADO EM TECNOLOGIA SYMANTEC RESUMO EXECUTIVO O PowerVault DL2000, baseado na tecnologia Symantec Backup Exec, oferece a única solução de backup em

Leia mais

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais

Guia de início rápido do Express

Guia de início rápido do Express Page 1 of 10 Guia de início rápido do Express As próximas seções apresentam instruções para instalação e utilização do software Express. Sumário I. Requisitos de sistema II. Requisitos de instalação III.

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

Veritas Storage Foundation da Symantec

Veritas Storage Foundation da Symantec Veritas Storage Foundation da Symantec Gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line O Veritas Storage Foundation oferece uma solução completa para o gerenciamento de armazenamento heterogêneo on-line.

Leia mais

SolarWinds Network Performance Monitor

SolarWinds Network Performance Monitor SolarWinds Network Performance Monitor gerenciamento avançado de disponibilidade e falhas de rede Totalmente funcional por 30 dias O SolarWinds Network Performance Monitor (NPM) é um software de monitoramento

Leia mais

Server & Application Monitor

Server & Application Monitor Server & Application Monitor monitoramento de aplicativos e servidores sem agentes O SolarWinds Server & Application Monitor oferece informações preditivas para identificar problemas de desempenho de aplicativos.

Leia mais

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura maneiras

Leia mais

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper

Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Forefront Server Security Management Console: Gerenciamento Simplificado da Segurança para Mensagens e Colaboração White Paper Outubro de 2007 Resumo Este white paper explica a função do Forefront Server

Leia mais

4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows 8.1 Update

4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911. Xerox FreeFlow Core Guia de Instalação: Windows 8.1 Update 4.0 SP2 (4.0.2.0) maio 2015 708P90911 2015 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox, Xerox com a marca figurativa e FreeFlow são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros

Leia mais

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14

Revisão para a prova B2. Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Revisão para a prova B2 Conteúdo das Aulas: 10, 11 e 14 Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor:

Leia mais

Kerio Exchange Migration Tool

Kerio Exchange Migration Tool Kerio Exchange Migration Tool Versão: 7.3 2012 Kerio Technologies, Inc. Todos os direitos reservados. 1 Introdução Documento fornece orientações para a migração de contas de usuário e as pastas públicas

Leia mais

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012 Para WebReporter 2012 Última revisão: 09/13/2012 Índice Instalando componentes de pré-requisito... 1 Visão geral... 1 Etapa 1: Ative os Serviços de Informações da Internet... 1 Etapa 2: Execute o Setup.exe

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO. Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS IMPRESSÃO Serviços de impressão Os serviços de impressão permitem compartilhar impressoras em uma rede, bem como centralizar as tarefas de gerenciamento

Leia mais

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização Hoje a virtualização de servidores e desktops é uma realidade não só nas empresas, mas em todos os tipos de negócios. Todos concordam

Leia mais

INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE

INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE INSTALANDO UM SERVIDOR WINDOWS SERVER 2012 R2 SERVER CORE A Microsoft disponibilizou em seu site, o link para download da versão Preview do Windows Server 2012 R2. A licença do produto irá expirar somente

Leia mais

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores

Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Virtualização - Montando uma rede virtual para testes e estudos de serviços e servidores Este artigo demonstra como configurar uma rede virtual para ser usada em testes e estudos. Será usado o VirtualBox

Leia mais

CA Automation Suite for Data Centers

CA Automation Suite for Data Centers FOLHA DE PRODUTOS: CA Automation Suite for Data Centers CA Automation Suite for Data Centers agility made possible "A tecnologia ultrapassou a capacidade de gerenciamento manual em todas as grandes empresas

Leia mais

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0

Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0 Guia passo a passo de introdução ao Microsoft Windows Server Update Services 3.0 Microsoft Corporation Autor: Susan Norwood Editor: Craig Liebendorfer Resumo Este guia fornece instruções para começar a

Leia mais

FileMaker. Guia de instalação e novos recursos. do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced

FileMaker. Guia de instalação e novos recursos. do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced FileMaker Guia de instalação e novos recursos do FileMaker Pro 15 e FileMaker Pro 15 Advanced 2007-2016 FileMaker, Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

Virtualização de Servidor

Virtualização de Servidor Virtualização de Servidor Sobre o documento ESTE DOCUMENTO NÃO É UMA ESPECIFICAÇÃO DE PRODUTO. Este documento suporta a versão Beta 3 do Windows Server Longhorn. As informações contidas no mesmo representam

Leia mais

Microsoft System Center Operations Manager 2007

Microsoft System Center Operations Manager 2007 Microsoft System Center Operations Manager 2007 O que há de novo? Por que vale a pena atualizar? Microsoft Corporation Publicado em: 18 de dezembro de 2006 Sumário Executivo O System Center Operations

Leia mais

Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server

Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server Guia do laboratório de teste: Configure o SharePoint Server 2010 como um Servidor Único com o Microsoft SQL Server Este documento é fornecido no estado em que se encontra. As informações e exibições expressas

Leia mais

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Virtualização Microsoft: Data Center a Estação de Trabalho Estudo de Caso de Solução para Cliente Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Visão

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Appliance virtual do StruxureWare Data Center Expert O servidor do StruxureWare Data Center Expert 7.2 está agora disponível como um appliance

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Informe técnico: Backup e recuperação Symantec Backup Exec System Recovery Medalha de ouro na recuperação total de sistemas Windows

Informe técnico: Backup e recuperação Symantec Backup Exec System Recovery Medalha de ouro na recuperação total de sistemas Windows Medalha de ouro na recuperação total de sistemas Windows Visão geral O Symantec Backup Exec System Recovery 8.5 é uma solução completa de recuperação de sistemas baseada em disco para servidores, desktops

Leia mais

SolarWinds Virtualization Manager

SolarWinds Virtualization Manager SolarWinds Virtualization Manager Gerenciamento potente e unificado da virtualização que não ultrapassa seu orçamento! A SolarWinds aprimorou a forma pela qual profissionais de TI de todo o mundo gerenciam

Leia mais

A Cisco no seu data center. A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft

A Cisco no seu data center. A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft A Cisco no seu data center A infraestrutura ideal para os ambientes e aplicativos da Microsoft Simplifique a TI... Modernize sua empresa DATA CENTER Desafios Eficiência da equipe de TI Interrupção não

Leia mais

Symantec Backup Exec System Recovery

Symantec Backup Exec System Recovery Medalha de ouro na recuperação total de sistemas Windows Visão geral O Symantec Backup Exec System Recovery 8 é uma solução completa de recuperação de sistemas baseada em disco para servidores, desktops

Leia mais

Guia do Kit de Pré-instalação OEM do Microsoft Office 2010

Guia do Kit de Pré-instalação OEM do Microsoft Office 2010 Guia do Kit de Pré-instalação OEM do Microsoft Office 2010 Microsoft Corporation Publicado: Março de 2010 Autor: Office Resource Kit Feedback (FeedORK@microsoft.com) Resumo Este documento dá suporte à

Leia mais

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 Neste item aprenderemos a instalar o Microsoft SQL SERVER 2008 R2 e a fazer o Upgrade de versões anteriores do SQL SERVER 2008 R2. Também veremos as principais

Leia mais

Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento

Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento Por que os administradores de sistema devem estar atentos ao desempenho de virtualização e armazenamento 2013, SolarWinds Worldwide, LLC. Todos os direitos reservados. É importante que os administradores

Leia mais

Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação

Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação Dell Server PRO Management Pack 4.0 para o Microsoft System Center Virtual Machine Manager Guia de instalação Notas, avisos e advertências NOTA: uma NOTA indica informações importantes que ajudam você

Leia mais

Nuvem Privada. Virtualização. Até onde pode ir sua infraestrutura virtual?

Nuvem Privada. Virtualização. Até onde pode ir sua infraestrutura virtual? Virtualização Nuvem Privada Até onde pode ir sua infraestrutura virtual? Se você tem o VMware implantado, por que não testar a solução de Virtualização Microsoft? Conheça seis motivos para fazê-lo! Você

Leia mais

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Há diversos motivos para as empresas de hoje enxergarem o valor de um serviço de nuvem, seja uma nuvem privada oferecida por

Leia mais

Introdução ao QuarkXPress 10.0.1

Introdução ao QuarkXPress 10.0.1 Introdução ao QuarkXPress 10.0.1 CONTEÚDO Conteúdo Documentos relacionados...3 Requisitos de Sistema...4 Requisitos do sistema: Mac OS X...4 Requisitos do sistema: Windows...4 Instalação: Mac OS...5 Inclusão

Leia mais

IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5. Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint

IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5. Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint IBM Business Process Manager Versão 7 Release 5 Guia de Instalação do Complemento do IBM Business Process Manager para Microsoft SharePoint ii Instalando Manuais PDF e o Centro de Informações Os manuais

Leia mais

Backup r16.5 Resumo do produto

Backup r16.5 Resumo do produto Backup r16.5 Resumo do produto Nos negócios, a evolução é constante. A equipe aumenta. Surgem novas filiais. Novos aplicativos são implementados, e geralmente cai sobre você a responsabilidade de garantir

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO NComputing Brasil - #110502 Instalando o Oracle Virtualbox 4.0.2 e Criando uma VM Windows Server 2008 no Virtualbox O que é virtualbox? O virtualbox é um aplicativo de virtualização multi-plataforma

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows Guia do Usuário Serviço de Atendimento ao Cliente/ Suporte Técnico Site: http://www.laplink.com/index.php/por/contact E-mail:

Leia mais

Qual servidor é o mais adequado para você?

Qual servidor é o mais adequado para você? Qual servidor é o mais adequado para você? Proteção de dados Tenho medo de perder dados se e o meu computador travar Preciso proteger dados confidenciais Preciso de acesso restrito a dados Acesso a dados

Leia mais

Symantec Backup Exec System Recovery Windows Small Business Server Edition

Symantec Backup Exec System Recovery Windows Small Business Server Edition Symantec Backup Exec System Recovery Windows Small Business Server Edition Não importa o tamanho de sua empresa, os dados é que impulsionam os seus negócios. Sua capacidade de manter esses dados disponíveis

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

CA Protection Suites Proteção Total de Dados

CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA. Líder mundial em software para Gestão Integrada de TI. CA Protection Suites Antivírus Anti-spyware Backup Migração de dados Os CA Protection Suites oferecem

Leia mais

Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10.

Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10. Upgrade do Sophos SafeGuard Enterprise 5.60/6.0 para a versão 6.10 Guia: Este manual irá mostrar os procedimentos necessários para o upgrade das versões 5.60 e 6.01 para o Sophos SafeGuard Enterprise 6.10.0

Leia mais

Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços

Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços Sumário WINDOWS SERVER 2012 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O LICENCIAMENTO E OS PREÇOS... 1 WINDOWS SERVER 2012 DATACENTER E STANDARD...

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema...

Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... Este guia foi escrito para ajudar os administradores de sistema ou qualquer um que usa o Avast Small Office. 1.0 Requisitos do sistema... 3 1.1 Console de Administração Small Office... 3 1.2 Gerenciamento

Leia mais

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las agility made possible sumário resumo executivo 3 efetivo do servidor: 3 difícil e piorando

Leia mais

Guia do Usuário do Symantec Virtual Machine Management 7.5

Guia do Usuário do Symantec Virtual Machine Management 7.5 Guia do Usuário do Symantec Virtual Machine Management 7.5 Guia do Usuário do Symantec Virtual Machine Management 7.5 O software descrito neste documento é fornecido sob um contrato de licença e pode ser

Leia mais

Folheto. Automação de nuvens. Gerenciamento aberto e extensível do ciclo de vida de serviços para nuvens privadas e híbridas

Folheto. Automação de nuvens. Gerenciamento aberto e extensível do ciclo de vida de serviços para nuvens privadas e híbridas Folheto Automação de nuvens Gerenciamento aberto e extensível do ciclo de vida de serviços para nuvens privadas e híbridas Índice 3 Visão geral 4 Casos de uso do HP Cloud Service Automation 5 Criação de

Leia mais

O que há de novo no VMware vcenter 5.0

O que há de novo no VMware vcenter 5.0 O que há de novo no VMware vcenter 5.0 Gerenciamento eficiente da virtualização DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA DE MARKETING V 1.0/ATUALIZADO EM ABRIL DE 2011 Índice Introdução... 3 vsphere Web Client.... 4 Recursos

Leia mais

NELSON MACHADO JUNIOR. Disseminação da informação utilizando ferramenta de colaboração Office Sharepoint

NELSON MACHADO JUNIOR. Disseminação da informação utilizando ferramenta de colaboração Office Sharepoint NELSON MACHADO JUNIOR Disseminação da informação utilizando ferramenta de colaboração Office Sharepoint Londrina 2009 NELSON MACHADO JUNIOR Disseminação da informação utilizando ferramenta de colaboração

Leia mais

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo

ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS. IsmaelSouzaAraujo ADMINISTRAÇÃODEREDES BASEADASEM WINDOWS IsmaelSouzaAraujo INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Ismael Souza Araujo Pós-graduado em Gerência de Projetos PMBOK UNICESP, graduado em Tecnologia em Segurança da Informação

Leia mais

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR

MCITP: ENTERPRISE ADMINISTRATOR 6292: INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DO WINDOWS 7, CLIENT Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para instalar e configurar estações de trabalho utilizando a

Leia mais

Clique. Microsoft. Simples.

Clique. Microsoft. Simples. ARMAZENAMENTO UNIFICADO EMC PARA APLICATIVOS MICROSOFT VIRTUALIZADOS Clique. Microsoft. Simples. Microsoft SQL Server Os bancos de dados do Microsoft SQL Server alimentam os aplicativos essenciais de sua

Leia mais

Guia de instalação e configuração do Alteryx Server

Guia de instalação e configuração do Alteryx Server Guia de referência Guia de instalação e configuração do Alteryx Server v 1.5, novembro de 2015 Sumário Guia de instalação e configuração do Alteryx Server Sumário Capítulo 1 Visão geral do sistema... 5

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02

MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 MozyPro Guia do administrador Publicado: 2013-07-02 Sumário Prefácio: Prefácio...vii Capítulo 1: Apresentação do MozyPro...9 Capítulo 2: Noções básicas sobre os Conceitos do MozyPro...11 Noções básicas

Leia mais

Administration Kit. Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security

Administration Kit. Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security Administration Kit Parte de Kaspersky Business Space Security Kaspersky Enterprise Space Security Kaspersky Total Space Security O Kaspersky Administration Kit é uma ferramenta de administração centralizada

Leia mais

Benefícios estratégicos para sua organização. Características especiais. Benefícios. Gestão organizada e controle sobre as solicitações de suporte.

Benefícios estratégicos para sua organização. Características especiais. Benefícios. Gestão organizada e controle sobre as solicitações de suporte. Otimize a gestão de suporte e serviço e administre eficientemente estes procedimentos dentro e fora da sua organização, aumentando seu nível de produtividade. Benefícios Gestão organizada e controle sobre

Leia mais