SlGCON-MG MÓDULO SAÍDA. Sistema de Gestão de Convênios, Portarias e Contratos do Estado de Minas Gerais -SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SlGCON-MG MÓDULO SAÍDA. Sistema de Gestão de Convênios, Portarias e Contratos do Estado de Minas Gerais -SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA"

Transcrição

1 . SlGCON-MG MÓDULO SAÍDA Sistema de Gestão de Convênios, Portarias e Contratos do Estado de Minas Gerais -SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA

2 2 MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0 DO SISTEMA

3 3 ÍNDICE MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0 DO SISTEMA...2 O QUE É O SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA...4 INTEGRAÇÃO ENTRE SISTEMAS CORPORATIVOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS...4 QUEM PODE ACESSAR O SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA...4 CADASTRO DE USUÁRIO INTERNO (SERVIDOR OU EMPREGADO PÚBLICO OU CONTRATADO DE ÓRGÃO OU ENTIDADE ESTADUAL CONCEDENTE...5 PRÉ-CADASTRO DE USUÁRIO INTERNO NO SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA...7 LIBERAÇÃO DE ACESSO PARA USUÁRIO INTERNO PELO ADMINISTRADOR SETORIAL OU CENTRAL DE SEGURANÇA CADASTRO DE USUÁRIO EXTERNO(ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL, ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS OU ENTIDADES PÚBLICAS) PRÉ-CADASTRO DO PREFEITO OU DO REPRESENTANTE LEGAL DA ENTIDADE CONVENENTE PRÉ-CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS DE CONVENENTE LIBERAÇÃO DE ACESSO PARA USUÁRIO EXTERNO PELO PREFEITO OU DO REPRESENTANTE LEGAL DA ENTIDADE CONVENENTE RECUPERAÇÃO DE SENHA POR USUÁRIO EXTERNO PREENCHIMENTO DE PROPOSTA DE PLANO DE TRABALHO RECEPÇÃO DE DOCUMENTOS PELO CONCEDENTE ANÁLISE TÉCNICA ANÁLISE JURÍDICA ENCAMINHAMENTO PARA A SEGOV GERAÇÃO DE NÚMERO DE CONVÊNIO ASSINATURA E PUBLICAÇÃO

4 4 O QUE É O SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA O Sistema de Gestão de Convênios, Portarias e Contratos do Estado de Minas Gerais - SIGCON-MG foi criado pelo Decreto nº , de 21 de dezembro de 2006, com a finalidade de acompanhar, coordenar e controlar os instrumentos de natureza financeira que permitam a entrada e a saída de recursos no Tesouro Estadual. O Módulo de Saída do SIGCON-MG surgiu da necessidade de informatizar o processo de celebração de convênios de saída e de consolidar informações gerenciais para o fomento das atividades de articulação política. INTEGRAÇÃO ENTRE SISTEMAS CORPORATIVOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS O SIGCON-MG - MÓDULO SAÍDA permite a integração com outros sistemas corporativos do Governo de Minas, como o Sistema Integrado da Administração Financeira SIAFI-MG e o Cadastro Geral de Convenentes (CAGEC). Por meio dessa integração, o SIGCON-MG Módulo Saída verifica o atendimento da exigência de regularidade do convenente no CAGEC no momento do cadastramento do plano de trabalho, bem como há a verificação de ausência de bloqueio do convenente no SIAFI-MG para a liberação de recursos. QUEM PODE ACESSAR O SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA A transferência de recursos financeiros mediante convênio de saída, inclusive sob a forma de subvenções sociais, auxílios ou contribuições, celebrado pelos órgãos e entidades da Administração Pública do Poder Executivo Estadual com órgãos e entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos, para a execução de programa, projeto, atividade, inclusive reforma ou obra, serviço, evento ou aquisição de bens, em consonância com o DECRETO ESTADUAL Nº , DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 e a RESOLUÇÃO CONJUNTA SEGOV-AGE Nº 002, DE 27 DE SETEMBRO DE 2013, em vigor desde 1º de agosto de Para acessar o sistema, os atores acima descritos necessitam de usuário e senha.

5 CADASTRO DE USUÁRIO INTERNO SERVIDOR OU EMPREGADO PÚBLICO OU CONTRATADO DE ÓRGÃO OU ENTIDADE ESTADUAL CONCEDENTE

6

7 PRÉ-CADASTRO DE USUÁRIO INTERNO NO SIGCON-MG MÓDULO SAÍDA O servidor ou empregado público ou contratado que queira ter acesso à versão 2.0, deverá ter previamente acesso à versão 1.0 do SIGCON-MG Módulo Saída (usuário iniciado com m se servidor estatutário ou com x se empregado público ou contrato administrativo). O servidor ou empregado público ou contratado de órgão ou entidade estadual concedente deverá abrir uma nova janela no Google Crome, Mozilla Firefox ou Internet Explorer. Digitar na barra de endereços: https://www.saida.convenios.mg.gov.br

8 Inserir o mesmo login e a mesma senha usados na versão 1.0 do SIGCON-MG Módulo Saída. Digitar o login (usuário iniciado com m se servidor estatutário ou com x se empregado público ou contrato administrativo). Digitar a senha. Clicar em Entrar. 8

9 Selecionar o órgão ou entidade concedente ao qual o servidor ou empregado público ou contratado está vinculado. Preencher todos os campos (CPF; Nome Completo; Setor de Trabalho; Telefone; Data de Nascimento; Institucional; e Repita o ). Clicar em Enviar.

10 O Administrador Setorial de Segurança do Órgão Concedente receberá em seu um alerta informando que o servidor ou empregado público ou contratado administrativamente solicitou liberação de acesso. Não havendo Administrador Setorial de Segurança do Órgão, essa solicitação será enviada para os s de todos os Administradores Centrais de Segurança da Superintendência Central de Convênios. 10

11 11 LIBERAÇÃO DE ACESSO PARA USUÁRIO INTERNO PELO ADMINISTRADOR SETORIAL OU CENTRAL DE SEGURANÇA O Administrador Setorial ou Central de Segurança deverá abrir uma nova janela no Google Crome, Mozilla Firefox ou Internet Explorer. Digitar na barra de endereço: https://www.saida.convenios.mg.gov.br Posicionar o mouse no menu lateral esquerdo Administração.

12 Clicar na opção: Gerir Perfil de Usuário. 12

13 O Sistema abrirá a Tela de Pesquisa de Usuários Digitar o Nome e/ou CPF e/ou Setor e/ou do servidor ou empregado público ou contratado e/ou CNPJ do concedente e/ou Status do usuário (Ativo ou Inativo). Clicar em Pesquisar. Clicando apenas em Pesquisar, o Sistema buscará todos os usuários do órgão e ou entidade do Administrador de Segurança que já efetuaram o pré-cadastro.

14 14 Clicar no botão de edição (semelhante a um lápis) na mesma linha do nome do servidor ou empregado público a ser liberado. O botão de visualização (semelhante a uma lupa) permite conferir todos os dados do usuário.

15 O Sistema abrirá a tela de Gestão do Usuário com o nome e demais informações do servidor ou empregado público que será autorizado.

16 16 Na opção Perfis Disponíveis, serão disponibilizados os possíveis perfis que o servidor ou empregado público ou contratado pode desempenhar no sistema. Clicar no perfil que será dada ao usuário e depois na seta. Verificar a Situação Cadastral e selecionar a opção Aprovado. Caso a pessoa que solicitou o usuário não deva ter acesso ao sistema em nome do concedente, selecionar a opção Reprovado. Verificar o Status e selecionar a opção Ativo. clicar em Salvar. O SERVIDOR OU EMPREGADO PÚBLICO OU CONTRATADO DEVIDAMENTE AUTORIZADO PELO ADMINISTRADOR DE SEGURANÇA PODERÁ ACESSAR AS VERSÕES 1.0 E 2.0 DO SIGCON- MG MÓDULO SAÍDA UTILIZANDO O MESMO USUÁRIO E A MESMA SENHA JÁ UTILIZADOS PARA ACESSO À VERSÃO 1.0 DO SISTEMA.

17 CADASTRO DE USUÁRIO EXTERNO ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS ENTIDADES PÚBLICAS

18 O Representante Legal e cada funcionário dos Convenentes (prefeituras municipais, entidades sem fins lucrativos ou entidades públicas) terão um NOVO login pessoal e exclusivo para acesso a essa nova versão do sistema, com possibilidade de recuperação de senha por . Esse login será o CPF do Representante Legal ou do funcionário. Os critérios de segurança da senha foram simplificados. Além disso, a recuperação de senha será efetuada pelo próprio usuário, sem necessidade de acionamento da Superintendência Central de Convênio. Para recuperar a senha, o usuário receberá em seu link para a troca.

19 PRÉ-CADASTRO DO PREFEITO OU DO REPRESENTANTE LEGAL DA ENTIDADE CONVENENTE O Prefeito/Representante Legal do convenente deverá abrir uma nova janela no Google Crome, Mozilla Firefox ou Internet Explorer. Digitar na barra de endereço: https://www.saida.convenios.mg.gov.br

20 Clicar em cadastrar-se.

21 Preencher o CPF e CNPJ. Clicar em Enviar. 21

22 Os campos do CPF, CNPJ, Nome Completo, telefone e do convenente são buscados do CAGEC (cadastro Geral de Convenentes) Preencher os demais campos: Setor de Trabalho Telefone; Data de Nascimento e Repita o . Clicar em Enviar. 22

23 23

24 24 O Prefeito/Representante Legal receberá no registrado no CAGEC mensagem com o link para a geração de senha pessoal. Acessar o pessoal do Representante Legal cadastrado no CAGEC. Clicar no link contido na mensagem recebida.

25 Será exibida tela com o CPF do Prefeito/Representante Legal como usuário. Digitar sua senha atendendo aos seguintes critérios de segurança: - Mínimo de 6 caracteres alfanuméricos (inclui letras maiúscula/minúscula e caracteres especiais) - A senha deve conter pelo menos uma letra e um número. Repetir a nova senha criada. Clicar em Salvar. O PREFEITO/REPRESENTANTE LEGAL PASSARÁ A ACESSAR A VERSÃO 2.0 COM O NOVO LOGIN (SEU CPF) E COM A NOVA SENHA CRIADA.

26 O Sistema abrirá a tela de Gestão do Usuário com o nome e demais informações do Representante Legal do Convenente que será autorizado 26

27 27 Na opção Perfis Disponíveis, no caso específico, aparecerá o perfil de cadastrador, serão disponibilizados os possíveis perfis que o Representante Legal pode desempenhar no sistema. Clicar no perfil que será dada ao usuário e depois na seta. Verificar a Situação Cadastral e selecionar a opção Aprovado. Verificar o Status e selecionar a opção Ativo. clicar em Salvar. O SERVIDOR OU EMPREGADO PÚBLICO OU CONTRATADO DEVIDAMENTE AUTORIZADO PELO ADMINISTRADOR DE SEGURANÇA PODERÁ ACESSAR AS VERSÕES 1.0 E 2.0 DO SIGCON- MG MÓDULO SAÍDA UTILIZANDO O MESMO USUÁRIO E A MESMA SENHA JÁ UTILIZADOS PARA ACESSO À VERSÃO 1.0 DO SISTEMA.

28 PRÉ-CADASTRO DOS FUNCIONÁRIOS DO CONVENENTE O funcionário do convenente deverá abrir uma nova janela no Google Crome, Mozilla Firefox ou Internet Explorer. Digitar na barra de endereço: https://www.convenios.mg.gov.br/sigconv2.

29 Clicar no link Cadastrar-me no SIGCON-MG - Módulo Saída (somente para USUÁRIOS EXTERNOS). 29

30 Preencher o seu CPF e o CNPJ da Prefeitura, Entidade Sem Fins Lucrativos ou Entidade Pública ao qual está vinculado. Clicar em Enviar.

31 Preencher os campos ( Nome Completo; Setor de Trabalho; Telefone; Data de Nascimento; Institucional; e Repita o ). Clicar em Enviar.

32 32

33 O Prefeito/Representante Legal do convenente receberá a mensagem abaixo no pessoal cadastrado no CAGEC.

34 LIBERAÇÃO DE ACESSO PARA USUÁRIO EXTERNO PELO PREFEITO OU REPRESENTANTE LEGAL DO CONVENENTE O Prefeito/Representante Legal do convenente deverá abrir uma nova janela no Google Crome, Mozilla Firefox ou Internet Explorer. Digitar na barra de endereço: https://www.convenios.mg.gov.br/sigconv2. Digitar o seu login (CPF) e a sua senha. Clicar em Entrar.

35 Posicionar o mouse no menu lateral esquerdo Administração. 35

36 Clicar em Gerir Perfil de Usuário.

37 O Sistema abrirá a Tela de Pesquisa de Usuários Digitar o Nome e/ou CPF e/ou Setor e/ou do servidor ou empregado público e/ou CNPJ do concedente e/ou Status do usuário (Ativo ou Inativo). Clicar em Pesquisar. Clicando apenas em Pesquisar, o Sistema buscará todos os usuários do convenente que já efetuaram o pré-cadastro.

38 Clicar no botão de edição (semelhante a um lápis) na mesma linha do nome do funcionário do convenente a ser liberado. 38

39 O Sistema abrirá a tela de Gestão do Usuário com o nome e demais informações do funcionário do convenente que será autorizado. 39

40 Na opção Perfis Disponíveis, será disponibilizado o perfil que o funcionário do convenente pode desempenhar no sistema. Clicar no perfil que será dada ao usuário e depois na seta. Verificar a Situação Cadastral e selecionar a opção Aprovado. Caso a pessoa que solicitou o usuário não deva ter acesso ao sistema em nome do convenente, selecionar a opção Reprovado. Verificar o Status e selecionar a opção Ativo. Clicar em Salvar.

41 O funcionário do convenente receberá no cadastrado mensagem com o link para a geração de senha pessoal. O funcionário do convenente deverá acessar o pessoal informado no momento do pré-cadastro no SIGCON-MG Módulo Saída. Clicar no link contido na mensagem. Será exibida tela com o CPF do funcionário do convenente como usuário.

42 42 O funcionário do convenente deverá digitar sua senha atendendo aos seguintes critérios de segurança: - Mínimo de 6 caracteres alfanuméricos (inclui letras maiúscula/minúscula e caracteres especiais) - A senha deve conter pelo menos uma letra e um número. Repetir a nova senha criada. Clicar em Salvar. O FUNCIONÁRIO DO CONVENENTE PASSARÁ A ACESSAR A VERSÃO 2.0 COM O NOVO LOGIN (SEU CPF) E COM A NOVA SENHA CRIADA. A PREFEITURA OU ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS OU A ENTIDADE PÚBLICA CONVENENTE JÁ ESTÁ APTA A PREENCHER SUA PROPOSTA DE PLANO DE TRABALHO. O FUNCIONÁRIO PODERÁ TER ACESSO EM MAIS DE UM CONVENENTE, DESDE QUE O REPRESENTANTE LEGAL DO SEGUNDO CONVENENTE BUSQUE O CPF DO FUNCIONÁRIO NA PESQUISA DE USUÁRIO E PROCEDA A LIBERAÇÃO DE SEU ACESSO NO SEGUNDO CNPJ.

43 43 RECUPERAÇÃO DE SENHA POR USUÁRIO EXTERNO ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS ENTIDADES PÚBLICAS

44 44 O Prefeito/Representante Legal do convenente ou o funcionário do convenente deverá abrir uma nova janela no Google Crome, Mozilla Firefox ou Internet Explorer. Digitar na barra de endereço: https://www.saida.convenios.mg.gov.br, quando o usuário tiver esquecido a senha ou quando ele digitou a senha mais de 3 vezes incorretamente e o usuário revogou.

45 Ao Clica em Recuperar senha, o Sistema solicitará que seja informado o usuário (CPF) do Solicitante. O usuário deverá acessar o pessoal informado no momento do pré-cadastro no SIGCON-MG Módulo Saída. Clicar no link contido na mensagem. 45

46 46

47 Será exibida tela com o CPF do usuário do convenente. 47

48 O funcionário do convenente deverá digitar sua NOVA senha atendendo aos seguintes critérios de segurança: - Mínimo de 6 caracteres alfanuméricos (inclui letras maiúscula/minúscula e caracteres especiais) - A senha deve conter pelo menos uma letra e um número. Repetir a nova senha criada. Clicar em Salvar. 48

49 A senha expira em 3 meses. Quando o usuário precisar TROCAR sua senha, clicar em Trocar senha. 49

50 Clicar em Prefeitura. Entidades Sem Fins Lucrativos, ou Entidade Pública. 50

51 51 Digitar o login do usuário (seu CPF). Clicar em Enviar.

52 52 Será exibida tela com o CPF. O usuário do convenente deverá digitar a senha anterior, criar sua NOVA senha atendendo aos seguintes critérios de segurança: - Mínimo de 6 caracteres alfanuméricos (inclui letras maiúscula/minúscula e caracteres especiais) - A senha deve conter pelo menos uma letra e um número. Repetir a nova senha criada. Clicar em Salvar.

53 PREENCHIMENTO DE PROPOSTA DE PLANO DE TRABALHO

54 Conforme art. 23 do Decreto nº /2013, para a celebração de convênio de saída, o convenente deverá preencher, no Sistema de Gestão de Convênios, Portarias e Contratos do Estado de Minas Gerais SIGCON-MG - Módulo Saída, proposta de plano de trabalho conforme modelo da Resolução Conjunta SEGOV AGE nº 002/2013. A proposta de plano de trabalho é o documento a ser apresentado à Administração Pública do Poder Executivo Estadual pelo interessado em celebrar convênio de saída, contendo, no mínimo, os dados necessários à avaliação do programa, projeto, atividade, inclusive reforma ou obra, serviço, evento ou aquisição de bens.

55 O usuário já cadastrado e com acesso liberado na versão 2.0 do sistema deverá abrir uma nova janela no Google Crome, Mozilla Firefox ou Internet Explorer. Digitar na barra de endereço: https://www.saida.convenios.mg.gov.br Digitar o login (se o usuário é Representante Legal ou funcionário de Prefeitura, Entidade Sem Fins Lucrativos ou Entidades Públicas, o login será seu CPF). Digitar a senha.

56 O Sistema exibirá a tela com três opções de menu: Principal, Convênios e Administração.

57 Posicionar o mouse no menu lateral Convênios. Clicar na opção: Cadastrar Nova Proposta de Plano de Trabalho. 57

58 O Sistema exibirá a tela de Proposta de Plano de Trabalho contendo as INFORMAÇÕES DA PROPOSTA. Na opção de Assinatura Digital, selecionar Não. Clicar em Gerar Número de Proposta, o sistema gerará automaticamente esse número de controle.

59 Clicar em IDENTIFICAÇÃO DO CONCEDENTE. Selecionar o órgão ou entidade estadual que repassará os recursos. Se o usuário for servidor ou empregado público estadual, o órgão ao qual ele está vinculado será acionado automaticamente. Digitar o telefone do Setor de Convênios do órgão ou entidade selecionado. Esse dado facilitará futuros contatos com o concedente para esclarecimentos sobre o convênio. A lista com os telefones dos concedentes está disponível no link Fale conosco no sítio saida.convenios.mg.gov.br. Clicar em "Salvar".

60 60 Clicar em IDENTIFICAÇÃO DO CONVENENTE. Digitar o CNPJ do convenente. Se o usuário for Representante Legal ou funcionário de concedente, o CNPJ do convenente ao qual ele está vinculado será acionado automaticamente. Caso o usuário possua acesso a mais de um convenente, ele deverá selecionar qual convenente será vinculado à proposta de plano de trabalho. Conferir os dados preenchidos automaticamente pelo sistema a partir de informações contidas no CAGEC. Caso algum dado esteja incorreto, procurar a Coordenação do CAGEC para atualização (contatos: ). Preencher todos os campos em branco. A Data do Mandato necessariamente deve ser superior à data do preenchimento da proposta. Clicar Salvar.

61 INTERVENIENTE Se uma terceira pessoa jurídica, órgão ou entidade da Administração Pública, ou consórcio público, ou ainda, pessoa jurídica de direito privado participar do convênio para manifestar consentimento ou assumir obrigações em nome próprio, seus dados deverão ser inseridos na proposta de plano de trabalho. Não é obrigatório o cadastro do Interveniente no CAGEC. Se não houver interveniente, evoluir para a próxima fase. Se houver interveniente, clicar em IDENTIFICAÇÃO DO INTERVENIENTE. Se houver interveniente e o mesmo possuir cadastro no CAGEC, buscar o CNPJ na lupa. Os dados contidos no CAGEC serão exibidos nos campos. Preencher todos os campos em branco. Clicar Salvar.

62 Clicar em CARACTERIZAÇÃO DA PROPOSTA

63 Verificar se o repasse é comum ou possui alguma regra de tramitação especial. - Caso o repasse seja comum, selecionar a opção Não. - Caso o repasse possua regras especiais, clicar na opção Sim. Marcar qual o tipo da Natureza Especial - Educação, Saúde e Assistência Social Esse tipo de repasse especial somente pode ser selecionado por usuário de prefeitura. Nos termos do art. 25, 3ª da Lei de Responsabilidade Fiscal, os repasses para municípios nas áreas da educação, saúde e assistência social dispensam a exigência de contrapartida e de adimplência perante o ente transferidor (regularidade no CAGEC e desbloqueio no SIAFI). Essa exceção também está prevista na Lei Estadual de Diretrizes Orçamentárias.

64 - Calamidade Pública esse tipo de repasse especial somente pode ser selecionado por usuário de prefeitura quando o município decretou estado de emergência ou situação de calamidade pública, homologado pelo Governador do Estado. A homologação pelo Governo de estado de estado de calamidade pública ou situação de emergência dispensa a exigência de contrapartida e de adimplência perante o ente transferidor (regularidade no CAGEC e desbloqueio no SIAFI), conforme Lei Estadual de Diretrizes Orçamentárias. Será necessária a declaração do usuário e inserção do número do decreto municipal na fundamentação legal. - Repasses MGI esse tipo de repasse especial aparecerá quando o usuário logar na SEDRU, IDENE, MGI, SEDE, SEDS, SEGOV, SETES, SETOP e SEAPA. ESSA OPÇÃO SOMENTE DEVERÁ SER MARCADA SE ORIENTADO PELO CONCEDENTE. - Repasses MGI Calamidade Pública - esse tipo de repasse especial aparecerá quando o usuário logar na SEDRU, IDENE, MGI, SEDE, SEDS, SEGOV, SETES, SETOP e SEAPA e o município decretou estado de emergência ou situação de calamidade pública, homologado pelo Governador do Estado. ESSA OPÇÃO SOMENTE DEVERÁ SER MARCADA SE ORIENTADO PELO CONCEDENTE. Será necessária a declaração do usuário e inserção do número do decreto municipal na fundamentação legal. Digite a legislação que determina essa tramitação especial. EM CASO DE DÚVIDA, SOLICITAR ORIENTAÇÃO DA SUPERINTENDÊNCIA CENTRAL DE CONVÊNIOS ( /0131/0132/0133). 64 O sistema somente permite a continuidade do preenchimento da proposta de plano de trabalho por convenentes regulares no CAGEC e desbloqueados no SIAFI- MG ou município que selecione os tipos de repasse de Saúde, Educação, Assistência Social ou relacionado à Calamidade Pública, conforme determina a Lei de Diretrizes Orçamentárias (Lei nº /2013): Art. 26. As pessoas físicas ou jurídicas que pretendam celebrar convênio com a administração pública do Poder Executivo deverão inscrever-se previamente no Cadastro Geral de Convenentes do Estado de Minas Gerais - CAGEC -,instituído pelo Decreto nº , de 10 de maio de Parágrafo único. Na página do CAGEC na internet, constará relação de documentos de comprovação, por parte de entes federados, do atendimento aos requisitos estabelecidos nos arts. 11, 23 e 25, 1º, da Lei Complementar federal nº101, de Art. 27. A transferência voluntária de recursos para os entes federados, em virtude de convênio, ainda que por meio de seus órgãos ou entidades, fica condicionada à comprovação, por parte do convenente, do atendimento aos requisitos estabelecidos nos arts. 11, 23 e 25, 1º,da Lei Complementar federal nº 101, de Art. 28. São vedadas a celebração e a alteração de valor de convênio ou instrumento congênere com pessoa física ou jurídica que se apresentar em situação irregular, bloqueada na tabela de credores do Siafi-MG ou com pendências documentais no CAGEC. Art. 29. É vedada a transferência de recursos a pessoa física ou jurídica em situação irregular, bloqueada na tabela de credores do Siafi-MG. Art. 30. As vedações contidas nos arts. 28 e 29 não se aplicam a convênio celebrado com ente federado relativo a ações de educação, saúde e assistência social nem aos casos em que os Municípios tenham decretado estado de calamidade pública ou de emergência que tenha sido homologado pelo Governador do Estado.

65 Selecionar a origem dos recursos que serão utilizados na parceria ( Concedente e/ou Emenda Parlamentar e/ou Interveniente e/ou Contrapartida ). Se o repasse for oriundo de indicação de Emenda Parlamentar, selecionar a opção Emenda Parlamentar. Caso o recurso seja vinculado à indicação de um deputado federal, o valor não estará como emenda parlamentar, e sim nos recursos do Concedente. Se a parceria envolver o repasse de recursos por interveniente, selecionar a opção Interveniente.

66 66 Se o repasse for realizado para prefeitura, em regra, é obrigatório o oferecimento de contrapartida conforme percentuais definidos na Lei de Diretrizes Orçamentárias (Lei nº /2013): Art. 31. A celebração de convênio com os Municípios condiciona-se à apresentação de contrapartida, a qual será calculada com base no valor do repasse a ser efetuado pelo concedente e não será inferior a: I- 1% (um por cento) para os Municípios cuja quota do Fundo de Participação dos Municípios - FPM - seja superior ao valor do repasse do ICMS recebido no mês imediatamente anterior à apresentação da proposta de convênio; II- 5% (cinco por cento) para os Municípios incluídos nas áreas de atuação da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste - Sudene - ou do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais - Idene - e para os Municípios com Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - IDH-M menor ou igual a 0,776 (zero vírgula setecentos e setenta e seis), segundo cálculo atualizado efetuado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento - PNUD -, desde que não se enquadrem na hipótese prevista no inciso I; III- 10% (dez por cento) para os Municípios não incluídos nos incisos I e II. Parágrafo único. A exigência da contrapartida de que trata o caput não se aplica a convênio relativo a ações de educação, saúde e assistência social. Excetuam-se da exigência de contrapartida repasses para áreas de Educação, Saúde, Assistência Social e situações de emergência e de Calamidade Pública decretados pelo município e homologados pelo Governador do Estado. Se o repasse for realizado para entidades, o oferecimento de contrapartida é facultativo.

67 Se o convenente for oferecer contrapartida financeira ou por meio de bens e serviços, selecionar a opção Contrapartida. Selecionar o(s) tipo(s) de contrapartida que será(ão) oferecidos ( Financeira e/ou Não Financeira ). Se o convenente for Administração Pública Municipal e oferecer contrapartida financeira, informar a Dotação Orçamentária do município. Caso a entidade esteja oferecendo contrapartida financeira, não será exigida a dotação.

68 O tipo de atendimento é o resumo do objeto que será executado. Ele é composto de Gênero, Categoria e Especificação. Um convênio poderá possuir mais de um tipo de atendimento. A lista de categorias e especificações é definida pelos concedentes. Caso o usuário não encontre o tipo de atendimento desejado, enviar para Selecionar o Gênero (Reforma ou Obra, Serviço, Evento ou Aquisição de Bens). Selecionar a Categoria. Selecionar a Especificação. Clicar em Incluir.

69 O Tipo de Atendimento aparecerá no quadro onde deve ser inserido o valor do Concedente, Emenda Parlamentar (se houver), Interveniente e Contrapartida. 69 Clicar no botão de edição para inclusão do valor do Concedente, da Emenda Parlamentar, do Interveniente e/ou da Contrapartida que será utilizado para execução do tipo de atendimento incluído. Se o convênio tiver mais um tipo de atendimento, repetir os procedimentos. ATENÇÃO: Em regra, não é permitida a seleção de tipo de atendimento de serviços para reforma de equipamentos e bens móveis, salvo em situações excepcionais nas quais a relação custo-benefício seja comprovadamente superior à aquisição do bem. Se for uma situação excepcional, pedir orientações para a Superintendência Central de Convênios

70 70 Digitar a Descrição DETALHADA do objeto, reduzindo o texto o máximo possível; do que será executado. ATENÇÃO: O Internet Explorer não é compatível com a colagem de textos copiados do Word. Caso deseje colar textos diretamente do word, use o comando do editor de texto, ou use o navegador FireFox ou Chrome

71 Digitar o CEP do endereço da obra ou local do evento, de prestação de serviço ou de entrega do bem (dependendo do objeto). Clicar em Buscar e o sistema exibirá o município e, em alguns casos, a rua conforme registro dos Correios. Completar os dados do endereço. Clicar em Incluir. Se o convênio tiver mais um local de execução, repetir os procedimentos. Caso o serviço envolva o deslocamento por diversas localidades (ex.: convênio para transporte escolar), inserir o endereço da sede do convenente ou do destino.

72 Digitar a Justificativa FUNDAMENTADA, objetivos e finalidade do convênio de saída, apontando de forma pormenorizada o que motiva a celebração da parceria, a importância da celebração do convênio, o que as partes buscam com a execução do convênio. ATENÇÃO: O Internet Explorer não é compatível com a colagem de textos copiados do Word. Caso deseje colar textos diretamente do word, use o comando do editor de texto, ou use o navegador FireFox ou Chrome

73 Selecionar a Descrição do tipo de pessoas que serão beneficiadas diretamente pela execução do convênio. Digitar a quantidade de pessoas diretamente beneficiadas. Somente deve ser inserida a população total do município se, de fato, toda a população for diretamente beneficiada.

74 Digitar a proposta de número de dias corridos para a vigência do convênio. ATENÇÃO: A vigência do convênio não pode ser superior a 60 meses (1825 dias corridos).

75 Os recursos do convênio serão depositados e geridos na conta bancária específica do convênio de saída, em nome do convenente, em instituição financeira oficial. Selecionar o banco oficial no qual a conta bancária específica foi aberta pelo convenente. Digitar a Agência. Digitar a Conta Corrente. No campo Praça Bancária, digitar o município onde está localizada a agência bancária onde a conta foi aberta. Caso o município for distinto do município sede do convenente, inserir justificativa. ATENÇÃO: Observar corretamente o dígito da agência, pois esses dados serão utilizados no momento do pagamento! Caso não saiba o dígito verificador da conta bancária aberta na Caixa Econômica Federal, enviar para

76 Incluir o Nome, o Telefone (como DDD), o Registro Profissional (CREA, OAB, CRM, CRC ou outro) se o funcionário possuir, e o do(s) funcionário(s) que será(ão) responsável(is) pela documentação de celebração e termos aditivos, pelo monitoramento da execução do convênio e pela prestação de contas. Esses dados facilitarão o contato do concedente durante o processo de celebração, acompanhamento ou prestação de contas do convênio. É possível que um mesmo funcionário seja responsável pelas 3 atividades. Caso isso ocorra, repetir os dados desse funcionário nos 3 campos de responsáveis. Falta obrigações do interveniente. Clicar em Salvar. ATENÇÃO: Qualquer mudança nessa equipe executora precisa ser comunicada ao convenente por meio de uma alteração simples do convênio. 76

77 Clicar em CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO. Clicar em Incluir Nova Meta. Definição de Meta: entrega do objeto, definida de forma objetiva e quantificável, contendo a especificação da etapa, fase ou atividade, de acordo com o tipo de atendimento previsto no plano de trabalho; (Decreto de 26/09/2013)

78 Selecionar o Nº Ordem Meta (número sequencial 1, 2, 3...) Selecionar na Descrição da Meta o tipo de atendimento. Clicar em Salvar Meta. Clicar em Incluir Etapa/Fase/Atividade.

79 Selecionar o Nº Ordem Etapa (número sequencial 1, 2, 3...) Preencher a Descrição da Etapa/Fase/Atividade (ex.: macroetapas contidas no Cronograma Físico-Financeiro da reforma ou obra; famílias de itens a serem adquiridos semelhante às rubricas anteriormente cobradas pelas secretarias concedentes). Digitar a Duração (Dias Corridos) da etapa. Digitar em Unid. De Medida (un, kg, km, m 3, etc) que será entregue/adquirida/executada na etapa. Digitar a Quantidade que será entregue/adquirida/executada na etapa. Clicar em Salvar Etapa

80 Clicar em Voltar. 80

81 Clicar em PLANO DE APLICAÇÃO DE RECURSOS. Todas as Etapas/fases/atividades. são importadas do CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO. Selecionar se o valor da Etapa/fase/atividade é unitário ou mensal, sendo que somente uma das opções é aceita. Digitar o valor da Etapa/fase/atividade. Clicar em Salvar. ATENÇÃO: O somatório do valor total de cada etapa das metas deve coincidir com o valor total do convênio.

82 Os dados do quadro Valor total da proposta/contrapartida será preenchido automaticamente pelo sistema. 82

83 Clicar em CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO Selecionar a Origem do Desembolso (Concedente incluindo os valores de Emenda Parlamentar, se houver -, Interveniente ou Contrapartida). Selecionar o mês em que ocorrerá o desembolso. Selecionar o ano em que ocorrerá o desembolso. Digitar o valor a ser desembolsado. Clicar em Salvar. Se o convênio tiver mais um tipo de atendimento, repetir os procedimentos. ATENÇÃO: O desembolso da contrapartida deve ocorrer no mês subsequente ao do repasse da primeira parcela pelo concedente.

84 Clicar em Gerar PDF. Imprimir a Proposta de Plano de Trabalho e colher a assinatura do Representante Legal do Convenente (ex.: Prefeito, Presidente ou Diretor da Entidade) no documento. Clicar em Encaminhar Proposta.

85 Após a assinatura da proposta impressa, clicar em Assinar Proposta.

86 Informar a Data da Assinatura, o CPF do Assinante, o Nome do Assinante, o RG do assinante, o Órgão Expedidor do RG do Representante Legal que assinou a proposta impressa. O campo justificativa para assinatura manual não é de preenchimento obrigatório. Digitar a senha do SIGCON do usuário que está logado no sistema, inserindo as informações sobre a assinatura, não necessariamente será o representante legal. Clicar em Enviar. 86

87 Após a assinatura da Proposta, será exibido check-list com os documentos a serem apresentados juntamente com a proposta impressa para o convenente. Esse check-list será exibido de acordo com o convenente e o gênero dos tipos de atendimento da Proposta de Plano de Trabalho. Ele orientará o convenente sobre os documentos a serem providenciados conforme legislação. No sítio do SIGCON-MG Módulo Saída (http://saida.convenios.mg.gov.br/noticias/63-projetos-padrao) estão disponíveis muitos modelos dos documentos exigidos pela legislação.

88 RECEPÇÃO DE DOCUMENTOS PELO CONCEDENTE

89 O Usuário do concedente com perfil de RECEPÇÃO TÉCNICA deverá receber os documentos impressos enviados pelo convenente e apontar no check-list cada documento recebido. Logar no sistema. Posicionar o mouse no menu Convênios. Clicar em Pesquisar Proposta de Plano de Trabalho. Clicar no botão de análise de check-list.

90 Informar se o documento Atende, clicando em Sim, Não ou Não se aplica. Se for selecionada opção Não ou Não se aplica, deverá ser inserida observação no campo correto. 90

91 Inserir os dados do responsável pela entrega da documentação. Clicar em Salvar. Clicar Receber Proposta quando os documentos entregues forem suficientes para análise. Clicar Retornar para Cadastramento quando os documentos entregues forem insuficientes para o cadastramento. 91

92

93 93 FLUXO DE PLANO DE TRABALHO Análise Técnica Análise Jurídica Encaminhamento Análise SEGOV Geração do número do convênio

94 ANÁLISE TÉCNICA

95 O Usuário do concedente com perfil de ANÁLISE TÉCNICA deverá realizar a análise técnica do Plano de Trabalho. Logar no sistema. Posicionar o mouse na lateral esquerda, no menu Convênios. Clicar em Pesquisar Plano de Trabalho.

96 Digitar um dos critérios para efetuar a busca do plano que receberá parecer técnico (Ex.: Número do Plano). Clicar em Pesquisar.

97 Clicar no botão de edição (semelhante a um lápis) na mesma linha do plano que receberá parecer técnico.

98

99 Clicar em IDENTIFICAÇÃO DO CONCEDENTE. Preencher os dados do Concedente e do Representante Legal do órgão ou entidades estadual responsável pela assinatura do convênio. Clicar nas outras abas para conferir os dados preenchidos pelo convenente. Corrigir os dados que estiverem incorretos e complementar o que for necessário. ATENÇÃO: Não é necessário retornar o plano para o status anterior. As correções devem ser efetuadas no status ANÁLISE TÉCNICA.

100 Clicar em RESERVADO AO CONCEDENTE. Incluir a Dotação Orçamentária. Incluir o Valor correspondente à dotação incluída.

101 101 Clicar em Incluir. Caso o plano tenha mais de uma dotação, repetir os procedimentos. Caso o convênio seja de Natureza Continuada, selecionar Sim. ATENÇÃO: Essa informação será importante para definir procedimentos de liberação de recursos futuramente. Caso o convênio repasse recursos federais ou de empréstimo (Fontes 24, 25 e 70), informar o Número do SIAFI do Convênio de Entrada. ATENÇÃO: A vigência do convênio de saída deve ser inferior à vigência do convênio de entrada.

102 102 Clicar em ANÁLISE TÉCNICA. Escolha o setor que emitirá a análise técnica ( Setor de Convênios, Setor de Engenharia ou Área Técnica ).

103 Digitar o texto do parecer técnico. É possível editar o texto, marcando trechos de Negrito, Itálico ou Sublinhado, Justificado, Centralizado, etc. O usuário pode optar por copiar e colar textos já digitados em outro programa. ATENÇÃO: O Internet Explorer não é compatível com a colagem de textos copiados do Word. Caso deseje colar textos diretamente do word, use o comando do editor de text o, ou use o navegador FireFox ou Chrome

104 Selecionar o status de Análise Técnica ( Favorável, Favorável com Ressalva ou Não Favorável ) Clicar em Salvar. 104

105 Caso os dados preenchidos não possam ser aproveitados ou o erro significativo, clicar em Retornar para adequação. Caso mais de um setor emita parecer técnico, repetir os procedimentos. ATENÇÃO: Podem ser emitidos mais de um parecer técnico. Para tanto, basta que um usuário com perfil de ANALISTA TÉCNICO efetue os mesmos procedimentos para emissão de parecer. ATENÇÃO: Qualquer usuário com perfil de ANALISTA TÉCNICO pode clicar em Invalidar parecer emitido por outro usuário quando aquele parecer estiver defasado e não deva aparecer mais no plano. Após concluir todos os preenchimentos, clicar em Encaminhar para Análise Jurídica. 105

106 Clicar em Gerar Minuta. 106

107 107 O sistema gerará arquivo editável no WORD com as informações contidas no Plano de Trabalho. Conferir as informações e adequar o que for necessário.

108 ANÁLISE JURÍDICA

109 O Usuário do concedente com perfil de ANÁLISE JURÍDICA deverá realizar a análise jurídica do Plano de Trabalho. Logar no sistema. Posicionar o mouse na lateral esquerda, no menu Convênios. Clicar em Pesquisar Plano de Trabalho.

110 Digitar um dos critérios para efetuar a busca do plano que receberá parecer jurídico (Ex.: Número do Plano). Clicar em Pesquisar.

111 111 Clicar no botão de edição (semelhante a um lápis) na mesma linha do plano que receberá parecer jurídico.

112 Clicar nas abas para conferir os dados preenchidos pelo convenente. 112

113 113 Clicar em ANÁLISE JURÍDICA. Digitar o texto do parecer jurídico. É possível editar o texto, marcando trechos de Negrito, Itálico ou Sublinhado, Justificado, Centralizado, etc. O usuário pode optar por copiar e colar textos já digitados em outro programa. ATENÇÃO: O Internet Explorer não é compatível com a colagem de textos copiados do Word. Caso deseje colar textos diretamente do word, use o comando do editor de texto, ou use o navegador FireFox ou Chrome

114 Selecionar o status de Análise Jurídica ( Favorável, Favorável com Ressalva ou Não Favorável ) Clicar em Salvar. 114

115 Caso os dados preenchidos precisem ser corridos pelo Setor de Convênios ou pelo Setor de Engenharia ou pela Área Técnica (setor finalístico), clicar em Retornar para análise técnica. ATENÇÃO: Podem ser emitidos mais de um parecer jurídico. Para tanto, basta que um usuário com perfil de ANALISTA JURÍDICO efetue os mesmos procedimentos para emissão de parecer. ATENÇÃO: Qualquer usuário com perfil de ANALISTA JURÍDICO pode clicar em Invalidar parecer emitido por outro usuário quando aquele parecer estiver defasado e não deva aparecer mais no plano. Após concluir todos os preenchimentos, clicar em Enviar para Encaminhador. 115

116 ENCAMINHAMENTO PARA A SEGOV

117 O Usuário do concedente com perfil de ENCAMINHADOR deverá encaminhar o Plano de Trabalho para análise da SEGOV. Posicionar o mouse na lateral esquerdo no menu Convênios. Clicar em Pesquisar Plano de Trabalho. 117

118 Digitar um dos critérios para efetuar a busca do plano que receberá parecer jurídico (Ex.: Número do Plano). Clicar em Pesquisar. 118

119 119 Clicar no botão de edição (semelhante a um lápis) na mesma linha do plano que será enviado para análise da SEGOV.

120 Clicar em Assinar Plano. 120

121 Selecionar Assinatura Digital. Digitar a Senha do SIGCON de login do usuário com perfil ENCAMINHADOR. Clicar em Enviar. 121

122 122

123 Clicar em Encaminhar para a SEGOV. Acompanhar o status do plano. Quando o plano estiver no status AUTORIZADO, clicar em Gerar PDF para imprimir o plano de trabalho aprovado. 123

124 GERAÇÃO DE NÚMERO DE CONVÊNIO 124

125 Quando o status do plano de trabalho estiver em PROCESSO DE ASSINATURA E PUBLICAÇÃO.

126 Depois de colher as assinaturas dos Representantes Legais do convenente e do concedente no termo de convênio impresso. O Usuário do concedente com perfil de RESPONSÁVEL PELA PUBLICAÇÃO deverá gerar o número do convênio. Posicionar o mouse na lateral esquerdo no menu Convênios. Clicar em Pesquisar Plano de Trabalho. 126

127 Digitar o número do plano do convênio que terá número gerado pelo sistema. Clicar em Pesquisar.

128 Clicar no botão de edição (semelhante a um lápis) na mesma linha do plano do convênio que será assinado e publicado. Clicar em GERAR NÚMERO DE CONVÊNIO. O sistema gerará automaticamente o número do convênio, considerando a UO do concedente, o número sequencial de convênios do Estado e o ano de celebração. Clicar em Salvar.

129 129

130 ASSINATURA E PUBLICAÇÃO

131 131 FLUXO DE CONVÊNIO Assinatura Publicação Cadastrar o convênio no SIAFI Ofício Câmara Municipal O Usuário do concedente com perfil de RESPONSÁVEL PELA PUBLICAÇÃO deverá gerar o número do convênio. Posicionar o mouse na lateral esquerdo no menu Convênios.

132 132 Clicar em Pesquisar Convênio. Digitar o número do convênio que será assinado ou filtrar o status de Aguardando Publicação. Clicar em Pesquisar.

133 Clicar em Assinar Convênio. 133

134 134

135 Preencher todos os campos com os dados do Responsável Legal do Concedente. Não é necessário, preencher a Justificativa ;

136 Clicar em Enviar. 136

137 Clicar em Gerar Extrato de Convênio.

138 138

139 Clicar em Publicar Convênio.

140 Digitar a Data de Publicação do extrato no Diário Oficial do Estado. Clicar em Salvar. 140

141 O CONVÊNIO ESTARÁ DEVIDAMENTE CADASTRADO E COM STATUS VIGENTE. 141

142 ALTERAÇÃO SIMPLES 142

143 - Clicar em Convênios e selecionar Pesquisar Convênio. 143

144 - Selecionar o Convênio que será alterado. 144

145 - Clicar em alterações; - Fazer as alterações necessárias. 145

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Acompanhamento e Fiscalização

Leia mais

Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação, Reativação e Copia de Programas

Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação, Reativação e Copia de Programas MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Inclusão, Disponibilização, Alteração, Inativação,

Leia mais

Inclusão e Envio de Propostas

Inclusão e Envio de Propostas MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Abertura Automática de contas

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Disponibilização de Programas

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA MCTI/AEB/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação Transferência de Tecnologia do SGDC 01/2015 Transferência de Tecnologia Espacial no Âmbito do Decreto nº 7.769 de 28/06/2012

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente.

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Ajuste do Plano de Trabalho, Termo

Leia mais

Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar Proposta/Plano de Trabalho para análise do Concedente

Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar Proposta/Plano de Trabalho para análise do Concedente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Incluir Usuário/Definir Perfil, Elaborar e Enviar

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação, Pagamento, Ingresso de Recursos e Relatórios MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Execução - Licitação, Contrato,

Leia mais

Manual de Cadastro de Proposta e Plano de Trabalho

Manual de Cadastro de Proposta e Plano de Trabalho MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS Portal dos Convênios SICONV Manual de Cadastro de Proposta e

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente.

Portal dos Convênios SICONV. Ajuste do Plano de Trabalho, Termo Aditivo e Prorroga de Ofício Perfis de Convenente e Concedente. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Ajuste do Plano de Trabalho, Termo

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 1-12/07/2010

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 1-12/07/2010 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Prestação de Contas - Convenente

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Cadastramento de Proponente

Cadastramento de Proponente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Cadastramento de Proponente

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 2-26/11/2010

Portal dos Convênios - SICONV. Prestação de Contas - Convenente. Manual do Usuário. Versão 2-26/11/2010 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Prestação de Contas - Convenente

Leia mais

Eventos Anulação e Retificação

Eventos Anulação e Retificação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Eventos Anulação e Retificação

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Orientações/Passo a Passo. Concedente

Portal dos Convênios SICONV. Orientações/Passo a Passo. Concedente Portal dos Convênios SICONV Orientações/Passo a Passo Concedente Programa, Analise de Proposta/Plano de Trabalho, Convênio, UGTV, Empenho, Conta Bancária, Celebração, TV - SIAFI, Documento Hábil, OB e

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Cadastramento de Proponente Consórcio

Leia mais

Registro de Notificação

Registro de Notificação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Registro de Notificação Convenente

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Cotação Eletrônica de Preços

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Disponibilização de Programas. Manual do Usuário Versão 2

Portal dos Convênios - Siconv. Disponibilização de Programas. Manual do Usuário Versão 2 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Disponibilização de Programas

Leia mais

Executor. Perfil Convenente/Concedente/Executor

Executor. Perfil Convenente/Concedente/Executor MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Executor Perfil Convenente/Concedente/Executor

Leia mais

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão NOVOSIS 3ª Versão Conteúdo Introdução... 3 Principais recursos:... 4 Para o cidadão:... 4 Para os órgãos públicos:... 4 Como Utilizar o SIC...

Leia mais

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador 2015 TUTORIAL SIGAMAZÔNIA Desenvolvido por: FAPESPA LABES-UFPA Sumário Sumário... 3 CADASTRO NO SISTEMA... 5 FAZENDO LOGIN NO SIGAMAZÔNIA... 5 MENU INICIAL... 6

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Sumário 01 O que é OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias)...2

Leia mais

Portal dos Convênios Siconv. Cadastramento de Proponente Consórcio Público e Empresa Pública/Sociedade de Economia Mista.

Portal dos Convênios Siconv. Cadastramento de Proponente Consórcio Público e Empresa Pública/Sociedade de Economia Mista. MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios Siconv Cadastramento de Proponente

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV

Portal dos Convênios SICONV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Processo de Compra, Contrato,

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV TREINAMENTO PRÁTICO SICONV Instrutores: Fernando Henrique / Rodrigo Lopes Brasília/DF, 21 e 22 de agosto de 2012. 1 Introdução 1. Portal dos Convênios 2. Credenciamento 3. Cadastramento e atualização do

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV TREINAMENTO PRÁTICO SICONV Instrutor: Rodrigo Lopes Porto Alegre/RS, outubro de 2012. 1/44 Disponibilização de Programa (CONCEDENTE) Cadastro de Proposta/Plano de Trabalho (PROPONENTE) Análise de Proposta/Plano

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV PROPOSTA E PLANO DE TRABALHO

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV PROPOSTA E PLANO DE TRABALHO TREINAMENTO PRÁTICO SICONV PROPOSTA E PLANO DE TRABALHO 1/12 EXERCÍCIO PRÁTICO SICONV Cadastro de Proposta/Plano de Trabalho 1 - Cadastrar Proposta Acessar o SICONV com o Login (CPF) e senha de CONVENENTE

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA. Nota Fiscal Paulista. Manual da Entidade Social

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA. Nota Fiscal Paulista. Manual da Entidade Social GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA Nota Fiscal Paulista Manual da Entidade Social V.2 28.07.2009 Índice Analítico 1. Considerações Gerais 3 1.1 Definição 3 1.2

Leia mais

FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA

FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA 2012 / 2013 FUNDAÇÃO DE MEDICINA TROPICAL DOUTOR HEITOR VIEIRA DOURADO (FMT-HVD) DEPARTAMENTO DE PESQUISA PAIC PROGRAMA DE APOIO A INICIAÇÃO CIENTÍFICA (2015/2016) GUIA DO USUÁRIO Versão web 1.1 Abril

Leia mais

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS - OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS Índice 1. INTRODUÇÃO...5 2. MÓDULO DE GESTÃO DE

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV CADASTRAR PROGRAMA

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV CADASTRAR PROGRAMA TREINAMENTO PRÁTICO SICONV CADASTRAR PROGRAMA 1/8 CONCEDENTE Disponibilização de Programa (CONCEDENTE) Cópia de Programa (CONCEDENTE) Cadastro de Proposta/Plano de Trabalho (PROPONENTE) Análise de Proposta/Plano

Leia mais

Manual do Utilizador. Portal dos Jurisdicionados Cadastro

Manual do Utilizador. Portal dos Jurisdicionados Cadastro Manual do Utilizador Portal dos Jurisdicionados Cadastro TCM/PA 2015 1. CONDIÇÕES DE ACESSO O acesso ao Portal dos Jurisidicionados Cadastro é feito, exclusivamente, com o uso de certificação digital,

Leia mais

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1

Manual do Usuário. Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Manual do Usuário Manual do Usuário - Versão 1.0. 1 Índice 1. Visão Geral... 3 2. Acessar o sistema... 3 3. Módulo Inicial... 6 3.1. Cabeçalho do sistema... 6 3.2. Fale Conosco... 6 3.3. Meu Cadastro...

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL PARTE I - INTRODUÇÃO I Requisitos do Sistema. Para utilização do Sistema de Informações Gerenciais SIG, deve-se ter os seguintes requisitos: Acesso a Internet: Discado ou Banda Larga. Navegador de Internet:

Leia mais

CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS NO SICONV

CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS NO SICONV CELEBRAÇÃO DE CONVÊNIOS NO SICONV Gianna Lepre Perim Curitiba - 2013 SICONV VEDAÇÕES PI 507/2011 VEDAÇÕES Art. 10º É vedada a celebração de convênios e contratos de repasse: I - com órgãos e entidades

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS. Versão 1.0

MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS. Versão 1.0 MANUAL PARA INSCRIÇÃO online EM EDITAIS Versão 1.0 1 >> 1º Passo: Para acessar o SalicWeb Para inscrever a sua iniciativa cultural nos editais do Ministério da Cultura acesse o Sistema SalicWeb no endereço

Leia mais

Programa Segundo Tempo. Funcionamento de Núcleo de Esporte Educacional. Manual de Orientação de Cadastramento On-Line

Programa Segundo Tempo. Funcionamento de Núcleo de Esporte Educacional. Manual de Orientação de Cadastramento On-Line Programa Segundo Tempo Funcionamento de Núcleo de Esporte Educacional Manual de Orientação de Cadastramento On-Line SNEED-SE/SPOA/CGMI/ME Índice Introdução... 3 Apresentação de Pleitos... 4 Apresentação

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios

Leia mais

Inclusão e Envio de Propostas. Perfil Convenente

Inclusão e Envio de Propostas. Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Inclusão e Envio de Propostas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

Manual da DEVEC. Declaração do Valor de Aquisição da Energia Elétrica em Ambiente de Contratação Livre

Manual da DEVEC. Declaração do Valor de Aquisição da Energia Elétrica em Ambiente de Contratação Livre Manual da DEVEC Declaração do Valor de Aquisição da Energia Elétrica em Ambiente de Contratação Livre Versão 11/01/2010 ÍNDICE 1. Avisos importantes...03 2. Objetivo do Sistema...03 3. Usuários do Sistema...04

Leia mais

Rendimento de Aplicação

Rendimento de Aplicação MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Rendimento de Aplicação Perfil Convenente /

Leia mais

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Secretaria De Estado de Fazenda Superintendência de Gestão da Informação Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários DECLARAÇÃO DE COMPRA

Leia mais

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA...

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... Portal de Vendas Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 1.1. Guia Portal de Vendas... 7 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 8 5.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CONTAGEM CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO TRILHA DE AUDITORIA CONVÊNIOS - SICONV CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO Contagem, 09 de Março de 2015 Nicolle Ferreira Bleme AUDITORA-GERAL EQUIPE RESPONSÁVEL Flaviano Coelho Barbosa GERENTE DE AUDITORIA

Leia mais

Orientações para o. Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado. Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro

Orientações para o. Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado. Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro Orientações para o Controle de Convênios Alexandre Lages Cavalcante Controlador Geral do Estado Juliana Barros da Cruz Oliveira Superintendente de Controle Financeiro Maio/2010 Devolução de recursos de

Leia mais

Manual do Usuário SisFAPERJ

Manual do Usuário SisFAPERJ Manual do Usuário SisFAPERJ SisFAPERJ - Manual do Usuário Página 1 Sumário Manual do Usuário... 1 SisFAPERJ... 1 1. Tela inicial Login... 3 1.1. Este é meu 1º acesso... 3 1.2. Esqueci minha senha... 4

Leia mais

GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS. Módulo Monitoramento Obras 2.0 - FNDE

GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS. Módulo Monitoramento Obras 2.0 - FNDE GESTORES/FISCAIS INSTITUCIONAIS Módulo Monitoramento Obras 2.0 - FNDE CGIMP 06/09/2013 Como consultar e preencher o Modulo Monitoramento de Obras Simec 2.0 Sumário 2 Definições Apresentando o Sistema Integrado

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Credenciamento de Proponente. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Credenciamento de Proponente. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Credenciamento de Proponente

Leia mais

Acesso ao SICONV. Concedente, Convenente/Proponente

Acesso ao SICONV. Concedente, Convenente/Proponente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO DEPARTAMENTO DE SUPORTE À GESTÃO DO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS DA UNIÃO Portal dos Convênios SICONV Acesso ao SICONV Concedente, Convenente/Proponente

Leia mais

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família Desde o dia 01 de dezembro, o novo sistema de Gestão do Programa Bolsa Família (SIGPBF) do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) está disponível para os

Leia mais

MANUAL DE USO SERASAJUD

MANUAL DE USO SERASAJUD MANUAL DE USO SERASAJUD JULHO DE 2015 Controle de Revisão Data da Revisão Versão Documento Versão DF-e Manager Executor Assunto Revisado 08/10/2013 1.0 Rodrigo Vieira Ambar/Gigiane Martins Criação 18/03/2104

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL Versão 1.3 Sumário 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. Primeiro acesso ao sistema... 3 1.2. Como alterar a senha no primeiro acesso... 4

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Subchefia para Assuntos Jurídicos Civil DECRETO Nº 6.170, DE 25 DE JULHO DE 2007. Dispõe sobre as normas relativas às transferências de recursos da União mediante convênios

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

Instruções de Acesso. Portal de Cliente. Próximo

Instruções de Acesso. Portal de Cliente. Próximo Instruções de Acesso Portal de Cliente Primeiramente, confira a configuração de pop-up e versão do seu navegador, conforme instruções abaixo: Os navegadores e versões homologadas, são: Internet Explorer

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento da Assistência Farmacêutica (SIGAF) - Manual Prático

Sistema Integrado de Gerenciamento da Assistência Farmacêutica (SIGAF) - Manual Prático Versão n 01: Mar/2010 Sistema Integrado de Gerenciamento da Assistência Farmacêutica (SIGAF) - Manual Prático Assistência Farmacêutica Municipal Secretaria da Saúde do Estado da Bahia SESAB Superintendência

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação e Pagamento

Portal dos Convênios - Siconv. Execução - Licitação, Contrato, Documento de Liquidação e Pagamento MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Execução - Licitação, Contrato,

Leia mais

FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS

FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS MANUAL DE PREENCHIMENTO APRESENTAÇÃO Este documento tem o objetivo de orientar o cliente a preencher o Formulário para Apresentação de Propostas (FAP) para submissão

Leia mais

Informações Gerais sobre a Transferência de recursos

Informações Gerais sobre a Transferência de recursos Informações Gerais sobre a Transferência de recursos Introdução: O Governo Federal publicou em 2007 o Decreto nº 6.170 com o objetivo de regulamentar os convênios, contratos de repasse e termos de cooperação

Leia mais

Conhecimento de Transporte

Conhecimento de Transporte Página1 Conhecimento de Transporte No menu de navegação, este item é a opção para emissão e administração dos Conhecimentos de Transporte do sistema. Para acessar, posicione o mouse no local correspondente

Leia mais

15. Prestação de Contas operados por OBTV

15. Prestação de Contas operados por OBTV 15. Prestação de Contas operados por OBTV A inclusão da Prestação de Contas deverá ser feito no sistema SICONV pelo usuário que tem o perfil de Cadastrador de Prestação de Contas, e o envio para análise

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1 SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Fevereiro de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR CAIXA SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) Versão 12-05/01/2015 1 ÍNDICE CAIXA CAIXA...1 CAIXA...2 CAIXA...2 1.Introdução... 2 2.Objetivo do Sistema...3 3.Usuário

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

Manual do Usuário Instituição

Manual do Usuário Instituição 1 Manual do Usuário Instituição Área Restrita Site de Certificação Controle: D.04.36.00 Data da Elaboração: 13/08/2014 Data da Revisão: - Elaborado por: TIVIT / Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência

Leia mais

Sistema de Prestação de Contas Siprec

Sistema de Prestação de Contas Siprec Sistema de Prestação de Contas Siprec Manual de Utilização Perfil Beneficiário Versão 1.3.4 Agosto de 2013 1 SUMÁRIO Manual do Usuário... 3 1. Objetivo do manual... 3 2. Sobre o sistema... 3 3. Quem deve

Leia mais

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar:

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar: SOLICITAÇÃO DE FOMENTO on-line MANUAL DO USUÁRIO 1 CONTATOS... 2 2 ANTES DE COMEÇAR... 2 3 ENTRAR NO SISTEMA INFAPERJ... 3 3.1 ACESSO AO SISTEMA...3 3.2 LOGIN...4 4 APRESENTAÇÃO GERAL DA INTERFACE... 5

Leia mais

cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP e CESDI) e servir como apoio nas ações diárias.

cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP e CESDI) e servir como apoio nas ações diárias. MANUAL DO USUÁRIO - CARTÓRIOS VERSÃO 1.0 Objetivo: Este documento tem como objetivo apresentar aos usuários dos cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP

Leia mais

PREFEITURA DO RECIFE GABINETE DO PREFEITO Controladoria Geral do Município

PREFEITURA DO RECIFE GABINETE DO PREFEITO Controladoria Geral do Município GABINETE DO PREFEITO INFORMATIVO Nº 001/2013 Orientações acerca do registro de pêndencias no Serviço Auxiliar de Informações para transferências Voluntárias (CAUC) do Governo Federal, Fator impeditivo

Leia mais

Bem-vindo (a) ao Módulo IV do curso!

Bem-vindo (a) ao Módulo IV do curso! MÓDULO IV Entrada Bem-vindo (a) ao Módulo IV do curso! Nesse módulo, você aprenderá como utilizar as funcionalidades Empenho, Entrada Produto, Ajuste de Lote e Transferência. Mas antes é preciso entender:

Leia mais

SIGA. MANUAL DO SIGA 2013 versão 01/13. Sistema de Gerenciamento do Programa Integração AABB Comunidade

SIGA. MANUAL DO SIGA 2013 versão 01/13. Sistema de Gerenciamento do Programa Integração AABB Comunidade SIGA MANUAL DO SIGA 2013 versão 01/13 Sistema de Gerenciamento do Programa Integração AABB Comunidade Esse manual traz orientações sobre a operacionalização do SIGA por todos os intervenientes. SUMÁRIO

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional.

Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional. GERAÇÃO/EMISSÃO DO BOLETO ONLINE (Portal Educacional) Este manual visa orientar o usuário na geração/emissão do boleto online pelo Portal Educacional. Acessar o portal da EST www.est.edu.br e clicar em

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF APLICATIVO DE FORMULÁRIOS GUIA DE NAVEGAÇÃO PERFIL MUNICÍPIO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Abril de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações

Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Nota Fiscal Cidadã Manual do Registro de Reclamações Versão 2 Objetivo do Manual Orientar sobre os procedimentos necessários para comunicação à SEFA da ocorrência de infrações à legislação do Programa

Leia mais

SCC - Serviço de Controle de Consignação MANUAL DO USUÁRIO DO PORTAL DO CONSIGNADO SERVIDOR

SCC - Serviço de Controle de Consignação MANUAL DO USUÁRIO DO PORTAL DO CONSIGNADO SERVIDOR SCC - Serviço de Controle de Consignação MANUAL DO USUÁRIO DO PORTAL DO CONSIGNADO SERVIDOR Neste manual, você encontrará todas as informações necessárias para que possa navegar com facilidade no Portal

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED Esta parte do sistema como descrito anteriormente neste manual permite que seus agentes tenham acesso á uma área exclusiva para acessar informações pessoais como: Meu Extrato

Leia mais

INFOGAB 3.0. Sistema de Automação de Gabinetes. Manual do Usuário V 2.1

INFOGAB 3.0. Sistema de Automação de Gabinetes. Manual do Usuário V 2.1 INFOGAB 3.0 Sistema de Automação de Gabinetes Manual do Usuário V 2.1 1. Descrição do Sistema O Sistema de Automação de Gabinetes da Câmara dos Deputados (Infogab) tem por finalidade apoiar as atividades

Leia mais