6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO"

Transcrição

1 6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 169, DE 1º DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Contribuição para o PIS/Pasep EMENTA: PIS/PASEP. GASTOS NÃO VINCULADOS DIRETAMENTE À FABRICAÇÃO DE PRODUTOS. CRÉDITOS. IMPOSSIBILIDADE. Gastos efetuados pela pessoa jurídica só geram direito a créditos da Contribuição para o PIS/Pasep quando, além de atenderem aos demais requisitos da legislação de regência, estiverem diretamente vinculados à fabricação de produtos destinados à venda. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei nº /2002, art. 3º; Lei nº /2003, art. 3º c/c 15, I e II; IN SRF nº 247/2002, art. 66. PIS/PASEP. ESTOQUE DE ABERTURA. CRÉDITO PRESUMIDO. O valor do ICMS, quando recuperável, não integra o valor dos estoques a ser utilizado como base de cálculo do crédito presumido previsto no art. 11 da Lei nº /2002. Dispositivos Legais: Lei nº /2002, art. 3º I e I, c/c art. 11; RIR, art. 289; IN SRF nº 247/2002, arts. 66 e 69. ASSUNTO: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social - Cofins EMENTA: COFINS. GASTOS NÃO VINCULADOS DIRETAMENTE À FABRICAÇÃO DE PRODUTOS. CRÉDITOS. IMPOSSIBILIDADE. Gastos efetuados pela pessoa jurídica só geram direito a créditos da Cofins quando, além de atenderem aos demais requisitos da legislação de regência, estiverem diretamente vinculados à fabricação de produtos destinados à venda. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei nº /2003, art. 3º; IN SRF nº 404/2004, art. 8º. COFINS. ESTOQUE DE ABERTURA. CRÉDITO PRESUMIDO. O valor do ICMS, quando recuperável, não integra o valor dos estoques a ser utilizado como base de cálculo do crédito presumido previsto no art. 12 da Lei nº /2004. Dispositivos Legais: Lei nº /2004, art. 3º, I e II, c/c art. 12; RIR, art. 289; IN SRF nº 404/2004, arts. 8º e 26. SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 170, DE 1º DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Obrigações Acessórias EMENTA: É válida a entrega de Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais (Dacon) feito em programa gerador de versão anterior à última aprovada em Ato Declaratório Executivo pela Cotec, desde que o Demonstrativo seja gerado em programa válido para preenchimento da declaração e transmitido pela Internet com a utilização do programa Receitanet. Para verificar a regularidade quanto à entrega de declarações, a consulente deve se dirigir à unidade da Receita Federal do Brasil a que está jurisdicionada. DISPOSITIVOS LEGAIS: IN SRF nº 590, de 2005; IN RFB nº 833, de 2008; ADE Cotec nºs 2, 3, e 5, de 2008.

2 SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 171, DE 1º DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Contribuições Sociais Previdenciárias EMENTA: RETENÇÃO. SERVIÇOS DE ROÇAGEM. HIPÓTESE DE INCIDÊNCIA. Os serviços de roçagem de ervas, gramíneas, arbustos e demais invasoras existentes em terrenos baldios sujeitam-se à retenção prevista no art. 31 da Lei nº 8.212/91, quando contratados sob o regime de cessão ou empreitada de mão-de-obra. BASE DE CÁLCULO DA RETENÇÃO. APURAÇÃO. POSSIBILIDADE DE EXCLUSÃO DO VALOR DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS. Para fins de apuração da base de cálculo da retenção, pode ser excluído do valor bruto da nota fiscal o valor correspondente ao material ou equipamentos, desde que contratualmente previsto e devidamente comprovado. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei nº 8.212/91, art. 31; Regulamento da Previdência Social - RPS, aprovado pelo Decreto nº 3.048/99, art. 219, 2º, inc. I e 3º; Instrução Normativa MPS/SRP nº 3/2005, arts. 145, inc. I e 149. SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 172, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das Microempresas e das Empresas de Pequeno Porte - Simples EMENTA: SIMPLES NACIONAL. TRATAMENTOS TÉRMICOS DE METAIS. O exercício da atividade de tratamento térmico de metais não constitui vedação ao Simples Nacional. As receitas oriundas desta atividade devem ser tributadas na forma do Anexo II da Lei Complementar nº 123, de O Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISSQN devido em conformidade com a Lei Complementar 116, de 2003, deverá ser recolhido em separado, considerandose que o referido Anexo II não contempla a tributação desse imposto. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei complementar nº 123, de 2006, arts. 13, 17 e 18, 5º, I.; Decreto nº 4.544, de 2002, arts. 4º e 5º c/c art. 7º; ADI RFB nº 26, de 2008 e Resolução CGSN nº 013, de SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 173, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - IRRF EMENTA: PROVENTOS. TRATAMENTO DE SAÚDE. DECISÃO JUDICIAL. Proventos destinados a tratamento de saúde, pagos por ente público municipal em cumprimento de sentença judicial, estão sujeitos à incidência de imposto de renda na fonte e integram o cálculo do imposto de renda sujeito a ajuste das pessoas físicas beneficiadas. DISPOSITIVOS LEGAIS: art. 37 e 38 do RIR/99. PROVENTOS PAGOS EM BENS. VALORAÇÃO. Medicamentos fornecidos em cumprimento de sentença judicial por ente público municipal devem ser avaliados em dinheiro pelo valor de mercado na data do recebimento. O valor apurado está sujeito à incidência de imposto de renda na fonte e integra o cálculo do imposto de renda sujeito a ajuste das pessoas físicas beneficiadas. Dispositivos legais: art. 2º, 2º, da Instrução Normativa SRF nº 15, de REAJUSTAMENTO DE BASE DE CÁLCULO. Estando determinado em sentença judicial o pagamento de valor de proventos líquido de imposto de

3 renda, cumpre à fonte pagadora assumir o ônus do imposto incidente sobre a importância paga, e reajustar o rendimento bruto para sobre ele recair o imposto. Dispositivos legais: art. 725 do RIR/99; art. 20 da IN SRF nº 15/2001. SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 174, DE 14 DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Contribuição para o PIS/Pasep EMENTA: CRÉDITOS. FUNDAÇÕES DE EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS. Na apuração de créditos da Contribuição para o PIS/Pasep, o custo do serviço de execução de fundações de equipamento industrial integra o custo do respectivo equipamento, desde que obedecidos os requisitos da legislação de regência. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei nº /2002, art. 3º; IN SRF nº 247/2002, arts. 66, III, e 67. ASSUNTO: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social - Cofins EMENTA: CRÉDITOS. FUNDAÇÕES DE EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS. Na apuração de créditos da Cofins, o custo do serviço de execução de fundações de equipamento industrial integra o custo do respectivo equipamento, desde que obedecidos os requisitos da legislação de regência. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei nº /2003, art. 3º; IN SRF nº 404/2003, arts. 8º, III, e 9º. SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 175, DE 15 DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Imposto sobre a Renda de Pessoa Física - IRPF EMENTA: RENDIMENTOS PAGOS POR SCP. POOL HOTELEIRO. A pessoa física, proprietária de unidade imobiliária integrante de pool hoteleiro, que recebe lucros de sociedade em conta de participação (SCP), administradora desse sistema de locação conjunta, não está obrigada a incluí-los na base de cálculo do IRPF da declaração anual de ajuste. DISPOSITIVOS LEGAIS: Art. 148, 149 do RIR/99; art. 10 da Lei nº 9.249/95; ADI SRF nº 14/2004. RENDIMENTOS DE ALUGUEL DE ÀREAS COMUNS. A pessoa física que recebe rendimentos de aluguel de áreas comuns de condomínio edilício pagos por pessoa física ou fonte situada no exterior, a ela repassados por empresa que administra os contratos de locação, está sujeita ao recolhimento mensal obrigatório (carnê-leão), e o montante dos aluguéis recebidos no ano integra o cálculo do IRPF na declaração anual de ajuste. O pagamento pela ocupação ou uso de partes comuns (salão de festas, piscinas, churrasqueiras, etc.) pelos próprios condôminos não é considerado rendimento de aluguel. Dispositivos Legais: Art. 49, 83, 106, IV, 110 e 631 do RIR/99, ADI SRF nº 2/2007. ASSUNTO: Imposto sobre a Renda Retido na Fonte - IRRF EMENTA: RENDIMENTOS PAGOS POR SCP. POOL HOTELEIRO. A pessoa física, proprietária de unidade imobiliária integrante de pool hoteleiro, que recebe lucros de sociedade em conta de participação (SCP), administradora desse sistema de locação conjunta, não está obrigada sujeita à incidência do imposto sobre a renda na fonte sobre esses rendimentos.

4 DISPOSITIVOS LEGAIS: Arts. 148 e 149 do RIR/1999; ADI SRF nº 14/2004. RENDIMENTOS DE ALUGUEL DE ÀREAS COMUNS. A pessoa física que recebe rendimentos de aluguel de áreas comuns de condomínio edilício pagos por pessoa jurídica, a ela repassados por empresa que administra os contratos de locação, está sujeita à retenção de imposto de renda na fonte, e o montante dos aluguéis recebidos no ano integra o cálculo do IRPF na declaração anual de ajuste. O pagamento pela ocupação ou uso de partes comuns (salão de festas, piscinas, churrasqueiras, etc.) pelos próprios condôminos não é considerado rendimento de aluguel. Dispositivos Legais: ADI SRF nº 2/2007. ASSUNTO: Normas Gerais de Direito Tributário EMENTA: INEFICÁCIA. DISPOSITIVOS LEGAIS E HIPÓTESE NÃO IDENTIFICADOS. Não produz efeitos a consulta em que não está identificado o dispositivo da legislação tributária sobre cuja aplicação há dúvida e que não descreve, completa e exatamente, a hipótese a que se refere. DISPOSITIVOS LEGAIS: IN RFB nº 740/2007, art. 15, II e VI. SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 176, DE 29 DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Contribuições Sociais Previdenciárias EMENTA: CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA NA CONSTRUÇÃO CIVIL. SUPERVENIÊNCIA DO PARECER AGU Nº AC - 055, DE 17/11/2006. Os Pareceres da Advocacia Geral da União - AGU vinculam a Administração Federal, consoante os artigos 40 e 41 da Lei Complementar nº 73/1993. A Administração Pública não responde solidariamente com o construtor pelas contribuições previdenciárias devidas em razão da execução de obra de construção civil, nos moldes do artigo 30, inciso VI, da Lei nº 8.212/91, no caso de a empresa construtora assumir a responsabilidade direta e total pela obra ou repassar o contrato integralmente. Obrigações acessórias previstas para fins de elisão da responsabilidade solidária não se aplicam à Administração Pública contratante de obra de construção civil mediante empreitada total. DISPOSITIVOS LEGAIS: Lei n 8.212, de 1991, art. 30, inciso VI, e art. 31; Instrução Normativa MPS/SRP nº 03/2005, art. 176, inciso II, art. 178, 2º, inciso IV, art. 184, art. 185, art. 188, art. 191 e art. 413, incisos I, XX e XXVIII, alínea "a"; Parecer AGU Nº AC - 055, de SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 177, DE 30 DE OUTUBRO DE 2008: ASSUNTO: Normas de Administração Tributária EMENTA: RETENÇÃO NA FONTE. Os pagamentos realizados em contraprestação aos serviços prestados pela consulente a outras pessoas jurídicas de direito privado estão sujeitos à retenção na fonte do Imposto de Renda, visto que tais serviços são inerentes ao exercício das profissões de engenharia ou de geologia, podendo ser enquadrados na expressão "serviços caracterizadamente de natureza profissional" encontrada no caput do artigo 647 do Decreto 3.000/1999. Esses pagamentos estão também sujeitos à retenção na fonte da CSLL, da COFINS e da contribuição para o PIS/PASEP,

5 uma vez que os serviços prestados podem ser enquadrados na expressão "serviços profissionais" constante do caput do art. 30 da Lei nº , de DISPOSITIVOS LEGAIS: Decreto nº 3.000/1999, Regulamento do Imposto de Renda - RIR/99, art. 647; Lei nº /2003, art. 30; Lei nº 9.430/1996, art. 64; Instrução Normativa SRF n 480/2004, art. 1º; Decreto-Lei nº 227/1967, arts. 14 e 15; Lei nº 5.194/1966, art 6º; Decreto-Lei nº 1.985/1940, art. 16, inc. IX; Instrução Normativa SRF nº 459/2004, art. 1º; Resolução CONFEA nº 218/1973, arts. 1º e 14; Parecer Normativo CST nº 08/1986, itens 11 a 13.

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 23 Data 05.08.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 29.07.2016 a 05.08.2016 LEGISLAÇÃO FEDERAL Não houve. RECEITA

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 40 Data 02.12.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 25.11.2016 a 02.12.2016 RECEITA FEDERAL DO BRASIL Data da publicação:

Leia mais

SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 15, DE 22 DE JANEIRO DE 2009

SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 15, DE 22 DE JANEIRO DE 2009 DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO 8ª Região Fiscal SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 15, DE 22 DE JANEIRO DE 2009 Assunto: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social - Cofins TRIBUTAÇÃO CONCENTRADA. REGIME DE APURAÇÃO

Leia mais

PIS/ COFINS EM NOTÍCIAS

PIS/ COFINS EM NOTÍCIAS PIS/ COFINS EM NOTÍCIAS I SUSPENSO O PAGAMENTO DE PIS/COFINS SOBRE A VENDA DE PRODUTOS SUÍNOS E AVICULÁRIOS E DE DETERMINADOS INSUMOS RELACIONADOS E CONCEDE CRÉDITO PRESUMIDO EM DETERMINADAS OPERAÇÕES

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 1 0 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 95 - Data 23 de junho de 2016 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA RETIDO NA FONTE - IRRF BASE DE CÁLCULO MENSAL.

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF Título financeiro em dólar

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF Título financeiro em dólar IRRF 30/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Da Tributação na Fonte - RIR/99... 3 3.2. Ato Declaratório Interpretativo...

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 05 Data 11.03.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 04.03.2016 a 11.03.2016 LEGISLAÇÃO FEDERAL Não houve. RECEITA

Leia mais

Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012

Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012 Agenda Tributária: de 16 a 22 de Fevereiro de 2012 Dia: 16 SP - Guia de Informação e Apuração - GIA - Regime mensal - I.E. finais 0 e 1 Os contribuintes com a inscrição estadual final 0 ou 1, deverão apresentar

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Orientações Consultoria de Segmentos EFD-REINF Conceito da obrigação

Orientações Consultoria de Segmentos Orientações Consultoria de Segmentos EFD-REINF Conceito da obrigação 25/05/2017 Sumário 1 Questão... 3 2 Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3 Análise da Consultoria... 3 3.1 Instrução Normativa 1701 de 2017... 3 3.2 Descrição Simplificada dos Eventos... 5 3.3 Sequencia

Leia mais

EFD-Reinf. Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais. Palestrante: Ricardo Nogueira R.Nogueira Consultoria e Treinamento

EFD-Reinf. Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais. Palestrante: Ricardo Nogueira R.Nogueira Consultoria e Treinamento Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais Palestrante: Ricardo Nogueira O que é? Instituída pela Instrução Normativa RFB nº 1.701/2017, tratase de uma nova obrigação tributária

Leia mais

Page 1 of 5 Carnê-Leão CARNÊ-LEÃO RECOLHIMENTO 242 Quem está sujeito ao recolhimento mensal obrigatório (carnê-leão)? Sujeita-se ao recolhimento mensal obrigatório a pessoa física residente no Brasil que

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 49 - Data 18 de janeiro de 2017 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÃO PARA O FINANCIAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL - COFINS RETENÇÃO

Leia mais

Comissão Direito do Terceiro Setor. Dra. Lúcia Maria Bludeni - Presidente. Coordenação de Atualização Legislativa para o Terceiro Setor

Comissão Direito do Terceiro Setor. Dra. Lúcia Maria Bludeni - Presidente. Coordenação de Atualização Legislativa para o Terceiro Setor Comissão Direito do Terceiro Setor Dra. Lúcia Maria Bludeni - Presidente Coordenação de Atualização Legislativa para o Terceiro Setor Dra. Vanessa Ruffa Rodrigues Atualização Legislativa de 01/01/2016

Leia mais

Orientações Consultoria De Segmentos Compensação da CPRB

Orientações Consultoria De Segmentos Compensação da CPRB Compensação 23/02/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 7 6. Referências...

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 232 - Data 11 de dezembro de 2015 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA RETIDO NA FONTE - IRRF CLÁUSULA CONTRATUAL.

Leia mais

Janeiro-Dezembro/2014

Janeiro-Dezembro/2014 IRRF - Décimo terceiro salário 2014 - Roteiro Aqui serão analisados os aspectos gerais relacionados à retenção do Imposto de Renda incidente no pagamento do décimo terceiro salário. Introdução Os rendimentos

Leia mais

Ilma. Sra. Dra. Sinara Inácio Meireles Chenna Presidente da Companhia de Saneamento de Minas Gerais COPASA/MG Nesta

Ilma. Sra. Dra. Sinara Inácio Meireles Chenna Presidente da Companhia de Saneamento de Minas Gerais COPASA/MG Nesta Belo Horizonte, 20 de janeiro de 2015 Ref: 002/2015-S Ilma. Sra. Dra. Sinara Inácio Meireles Chenna Presidente da Companhia de Saneamento de Minas Gerais COPASA/MG Nesta Ref.: Contribuição Previdenciária

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 DOU de 17.10.2011 Dispõe sobre procedimentos fiscais dispensados aos consórcios constituídos nos termos dos arts. 278 e 279 da Lei nº 6.404, de

Leia mais

GUIA DIÁRIO DE ALTERAÇÕES ICMS Santa Catarina Não foi publicada nenhuma alteração até o fechamento dessa edição do Guia.

GUIA DIÁRIO DE ALTERAÇÕES ICMS Santa Catarina Não foi publicada nenhuma alteração até o fechamento dessa edição do Guia. GUIA DIÁRIO DE ALTERAÇÕES 19.10.2015 1. ICMS Santa Catarina Não foi publicada nenhuma alteração até o fechamento dessa edição do Guia. 2. Legislação Federal SOLUÇÃO DE CONSULTA DISIT/SRRF07 Nº 7045, DE

Leia mais

Í N D I C E A N A L Í T I C O

Í N D I C E A N A L Í T I C O Í N D I C E A N A L Í T I C O I - REGRAS GERAIS... 15 I.1 - Introdução... 15 I.2 - Conceitos e definições... 15 I.2.1 - Restituição... 15 I.2.2 - Compensação... 16 I.2.3 - Ressarcimento... 16 I.2.4 - Reembolso...

Leia mais

Isenção dos Resultados Distribuídos pelas Pessoas Jurídicas

Isenção dos Resultados Distribuídos pelas Pessoas Jurídicas 31/03/2017 Isenção dos Resultados Distribuídos pelas Pessoas Jurídicas Sergio André Rocha sergio.andre@sarocha.com.br www.sarocha.com.br Parte I Fundamentos do IRPJ 2 Fundamentos do IRPJ Por que existe

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003

Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003 Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003 Altera a Instrução Normativa SRF nº 247, de 21 de novembro de 2002, que dispõe sobre o PIS/Pasep e a Cofins. O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL, no

Leia mais

Abreviaturas Notas da 2ª Edição Notas da 3ª Edição Notas da 4ª Edição Notas da 5ª Edição Introdução...

Abreviaturas Notas da 2ª Edição Notas da 3ª Edição Notas da 4ª Edição Notas da 5ª Edição Introdução... S GESTÃO TRIBUTÁRIA DE CONTRATOS E CONVÊNIOS 5ª EDIÇÃO 11 SUMÁRIO Abreviaturas... 19 Notas da 2ª Edição... 21 Notas da 3ª Edição... 23 Notas da 4ª Edição... 25 Notas da 5ª Edição... 27 Introdução... 29

Leia mais

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido

SOFOLHA SOLUÇÕES CORPORATIVAS CONSULTORIA TRIBUTÁRIA. Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Projeto SPED x SFFISCAL Lucro Presumido Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Retenção em baixas parciais de PIS, COFINS e CSLL

Orientações Consultoria de Segmentos Retenção em baixas parciais de PIS, COFINS e CSLL 28/04/2010 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Contribuição PIS e COFINS pela Sistemática Não Cumulativa... 4 3.2. Da

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE SETEMBRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 38/2016

ANO XXVII ª SEMANA DE SETEMBRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 38/2016 ANO XXVII - 2016-3ª SEMANA DE SETEMBRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 38/2016 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA ELEIÇÕES, CANDIDATOS E PARTIDOS POLÍTICOS - ASPECTOS TRIBUTÁRIOS... Pág. 559 TRIBUTOS FEDERAIS

Leia mais

9ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO

9ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO 9ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 240, DE 9 DE SETEMBRO DE 2008: A substituição de embalagens de produtos, alterando sua apresentação, exceto se destinada unicamente ao transporte

Leia mais

Boletim Mensal - Fevereiro/2017

Boletim Mensal - Fevereiro/2017 Boletim Mensal - Fevereiro/2017 Fiscal Contábil RH Calendário Obrigações l Contábil Fiscal Receita Federal esclarece questões sobre o Programa de Regularização Tributária (PRT). Em entrevista coletiva

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 38 Data 18.11.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 11.11.2016 a 18.11.2016 RECEITA FEDERAL DO BRASIL Data da publicação:

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 37 Data 11.11.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 04.11.2016 a 11.11.2016 RECEITA FEDERAL DO BRASIL Data da publicação:

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Apuração e tributação de rendimento recebido acumuladamente (RRA)

Orientações Consultoria de Segmentos Apuração e tributação de rendimento recebido acumuladamente (RRA) Orientações Consultoria de Segmentos acumuladamente (RRA) 20/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Dos RRA Relativos

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Apuração e tributação de rendimento recebido acumuladamente (RRA)

Orientações Consultoria de Segmentos Apuração e tributação de rendimento recebido acumuladamente (RRA) Orientações Consultoria de Segmentos acumuladamente (RRA) 20/08/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Dos RRA Relativos

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 26 Data 26.08.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 19.08.2016 a 26.08.2016 LEGISLAÇÃO FEDERAL Não houve. RECEITA

Leia mais

Abreviaturas Notas da 2ª Edição Notas da 3ª Edição Notas da 4ª Edição Introdução... 27

Abreviaturas Notas da 2ª Edição Notas da 3ª Edição Notas da 4ª Edição Introdução... 27 GESTÃO TRIBUTÁRIA DE CONTRATOS E CONVÊNIOS 4ª EDIÇÃO 11 Sumário S Abreviaturas... 19 Notas da 2ª Edição... 21 Notas da 3ª Edição... 23 Notas da 4ª Edição... 25 Introdução... 27 Capítulo 1... 29 1.1. Principais

Leia mais

EFD - Reinf Edgar Grassi

EFD - Reinf Edgar Grassi EFD - Reinf Edgar Grassi Diretor de Administração e Seguridade CBS Previdencia A Escrituração Fiscal Digital das Retenções e Informações da Contribuição Previdenciária Substituída (EFD Reinf) é o mais

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos. Cumulatividade do IRRF para valores inferiores ao mínimo no pagamento a pessoas físicas

Orientações Consultoria de Segmentos. Cumulatividade do IRRF para valores inferiores ao mínimo no pagamento a pessoas físicas no pagamento a pessoas físicas 24/06/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Regulamento do Imposto de Renda Decreto

Leia mais

DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO 7ª REGIÃO FISCAL

DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO 7ª REGIÃO FISCAL DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO 7ª REGIÃO FISCAL SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 34, DE 11 DE MARÇO DE 2008 ASSUNTO: Imposto sobre a Renda de Pessoa Física IRPF EMENTA: GANHO DE CAPITAL-ISENÇÃO NÃO INCIDÊNCIA. DIREITO ADQUIRIDO.

Leia mais

D C T F MENSAL - 2.4

D C T F MENSAL - 2.4 CNPJ: 43.018.225/0001-88 Mês/Ano: DEZ 2012 Dados Iniciais Período: 01/12/2012 a 31/12/2012 Declaração Retificadora: NÃO Situação: Normal Meses com ausência de débito a declarar: Qualificação da Pessoa

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 24/2016

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 24/2016 ANO XXVII - 2016-2ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 24/2016 IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE REMESSAS AO EXTERIOR DESTINADAS A COBERTURA DE GASTOS PESSOAIS, EDUCACIONAIS, CIENTÍFICOS OU CULTURAIS,

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016 ANO XXVII - 2016-4ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 26/2016 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA DECLARAÇÃO SOBRE A OPÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DE PLANOS PREVIDENCIÁRIOS DPREV 2016 INFORMAÇÕES GERAIS...

Leia mais

Agenda de Contribuições, Tributos e Obrigações. Mês de Fevereiro de 2017.

Agenda de Contribuições, Tributos e Obrigações. Mês de Fevereiro de 2017. Agenda de Contribuições, Tributos e Obrigações. Mês de Fevereiro de 17. DIAS OBRIGAÇÕES D E S C R I Ç Ã O FUNDAMENTAÇÃO LEGAL 17.01 à 17.03.17 03 06 RAIS SALÁRIOS SECONCI O Ministério do Trabalho e Emprego,

Leia mais

RETENÇÕES TRIBUTÁRIAS E PREVIDENCIÁRIAS

RETENÇÕES TRIBUTÁRIAS E PREVIDENCIÁRIAS IBEF-RIO - TREINAMENTO RETENÇÕES TRIBUTÁRIAS E PREVIDENCIÁRIAS P R O G R A M A Módulo 01 - Retenções Tributárias 1º Módulo - Contribuições sociais (CSLL, PIS, COFINS) Serviços sujeitos a retenção: Definição

Leia mais

Tabela Mensal de Obrigações - Agosto/2016 Setor Contábil

Tabela Mensal de Obrigações - Agosto/2016 Setor Contábil Tabela Mensal de Obrigações - Agosto/2016 Setor Contábil Dia 03 (quarta-feira) Recolhimento do correspondente aos fatos geradores ocorridos no período de 21 a 31.07.2016, incidente sobre rendimentos de:

Leia mais

6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO

6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO 6ª REGIÃO FISCAL - DIVISÃO DE TRIBUTAÇÃO SOLUÇÃO DE CONSULTA Nº 178, DE 4 DE NOVEMBRO DE 2008: EMENTA: DISTRIBUIDOR ATACADISTA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS E DE HIGIENE PESSOAL. CRÉDITOS. POSSIBILIDADE. Relativamente

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste

Universidade Estadual do Centro-Oeste INFORMATIVO Nº 02/2016-DICON Assunto: IRRF Imposto de Renda Retido na Fonte Fato Gerador Em se tratando de retenção de IRRF o fato gerador, que ocasiona a retenção são AS IMPORTÂNCIAS E/OU RENDIMENTOS

Leia mais

1) TRIBUTOS FEDERAIS (aplicados ao Comércio ) 2) PERFIL DO CONTADOR MODERNO

1) TRIBUTOS FEDERAIS (aplicados ao Comércio ) 2) PERFIL DO CONTADOR MODERNO 1) TRIBUTOS FEDERAIS (aplicados ao Comércio ) 2) PERFIL DO CONTADOR MODERNO Maria Alzirene Mota de Brito Empresária da Contabilidade (92) 99981-9878 / 99116-6622 TÓPICOS PARA ABORDAGEM 1) QUAIS TRIBUTOS

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 54 - Data 27 de fevereiro de 2015 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: IMPOSTO SOBRE A RENDA RETIDO NA FONTE - IRRF As comissões pagas

Leia mais

OBRIGAÇÕES ÁREA FEDERAL MÊS JUNHO 2014

OBRIGAÇÕES ÁREA FEDERAL MÊS JUNHO 2014 OBRIGAÇÕES ÁREA FEDERAL MÊS JUNHO 2014 04/06-4 Feira Último dia para recolhimento do Imposto de Renda na Fonte referente a juros sobre o capital próprio, aplicações financeiras, títulos de capitalização;

Leia mais

Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR

Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR Escrituração Contábil Digital X Escrituração Contábil Fiscal DIPJ E LALUR O ano corrente promete muitas novidades na área de atuação da contabilidade, umas que vêm incrementar o trabalho dos profissionais,

Leia mais

ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). FGTS

ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). FGTS TABELA DE OBRIGAÇÕES PARA SETEMBRO DE 2011 Até dia Obrigação Histórico 5 IRRF Pagamento dos salários mensais. Nota: O prazo para pagamento dos salários mensais é até o 5º dia útil do mês subsequente ao

Leia mais

Inclui as informações sobre as contribuições previdenciárias substitutivas e as retenções sobre a prestação de serviço

Inclui as informações sobre as contribuições previdenciárias substitutivas e as retenções sobre a prestação de serviço A EFD-Reinf é resultado de um desmembramento do esocial, onde foram retiradas as informações que não estavam relacionadas diretamente à remuneração pelo trabalho. Inclui as informações sobre as contribuições

Leia mais

Índice Analítico I REGRAS GERAIS... 15

Índice Analítico I REGRAS GERAIS... 15 Índice Analítico I REGRAS GERAIS... 15 I.1 Introdução... 15 I.2 Conceitos e de nições... 15 I.2.1 Restituição... 15 I.2.2 Compensação... 16 I.2.3 Ressarcimento... 16 I.2.4 Reembolso... 17 I.3 Legislação

Leia mais

Page 1 of 7 Imprimir Enviar por E-mail Meu Arquivo Compartilhe: Publicado em nosso site 23/09/2011 Roteiro ATUALIZADO Informativo FISCOSoft - Federal Sociedade em Conta de Participação - Aspectos fiscais,

Leia mais

Agenda Tributária: de 16 a 24 de fevereiro de 2016

Agenda Tributária: de 16 a 24 de fevereiro de 2016 Agenda Tributária: de 16 a 24 de fevereiro de 2016 Dia: 16 SP - Guia de Informação e Apuração - GIA - Regime mensal - I.E. finais 0 e 1 Os contribuintes com a inscrição estadual final 0 ou 1, deverão apresentar

Leia mais

Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA)

Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA) (RRA) TRIBUTAÇÀO DOS RRA EM RELAÇÃO AO ANO-CALENDÁRIO DE RECEBIMENTO: - RRA RELATIVOS AO ANO-CALENDÁRIO DE RECEBIMENTO: Ocorrência/tipos de RRA: REGRA GERAL, JUSTIÇA FEDERAL e JUSTIÇA DO TRABALHO.

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 16 A 22 DE JUNHO DE 2016

AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 16 A 22 DE JUNHO DE 2016 AGENDA TRIBUTÁRIA: DE 16 A 22 DE JUNHO DE 2016 Até: Quinta-feira, dia 16 ICMS - GIA Histórico: GIA Eletrônica A GIA Eletrônica relativa ao mês anterior deverá ser apresentada por meio da Internet (www.pfe.fazenda.sp.gov.br),

Leia mais

CÓPIA. Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 10ª RF. Relatório RS PORTO ALEGRE SRRF10

CÓPIA. Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 10ª RF. Relatório RS PORTO ALEGRE SRRF10 Fl. 19 Fls. 6 5 Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil da 10ª RF Solução de Consulta nº 64 - Data 12 de julho de 2010 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: NORMAS DE ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 31 Data 30.09.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 23.09.2016 a 30.09.2016 LEGISLAÇÃO FEDERAL Data da publicação:

Leia mais

RESUMO DA CARTILHA DA RECEITA FEDERAL

RESUMO DA CARTILHA DA RECEITA FEDERAL RESUMO DA CARTILHA DA RECEITA FEDERAL Cartilha PUBLICADA AGORA EM SETEMBRO PELO TSE/RECEITA FEDERAL CAPTURADO URL: http://www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/cartilha-tse-e-receita-federaleleicoes-2016

Leia mais

MODELAGEM FISCAL E TRIBUTOS OPORTUNIDADES E DESAFIOS. Alessandro Dessimoni

MODELAGEM FISCAL E TRIBUTOS OPORTUNIDADES E DESAFIOS. Alessandro Dessimoni MODELAGEM FISCAL E TRIBUTOS OPORTUNIDADES E DESAFIOS Alessandro Dessimoni Temas abordados 1. Alta carga tributária; 2. A burocracia e entraves da legislação; 3. Interpretação restritiva do Fisco sobre

Leia mais

Palestra. Outubro Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a).

Palestra. Outubro Elaborado por: Ademir Macedo de Oliveira. O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade do autor (a). Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 232 - Data 25 de agosto de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS PREVIDENCIÁRIAS CONTRIBUIÇÃO SUBSTITUTIVA. LEI

Leia mais

SPED. Cruzamento das Informações: CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais 24/09/2009. Acompanhamento Diferenciado: DACON DIRF DIPJ DCOMP DCTF DARF

SPED. Cruzamento das Informações: CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais 24/09/2009. Acompanhamento Diferenciado: DACON DIRF DIPJ DCOMP DCTF DARF Cruzamento das Informações: DACON DIRF SPED DCTF DIPJ DCOMP DARF Palestrante: Thamara Jardim CRUZAMENTOS: Aspectos conceituais Acompanhamento Diferenciado: Art. 2º O acompanhamento diferenciado deverá

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Registros 1300 e 1700 da EFD Contribuições.docx

Orientações Consultoria de Segmentos Registros 1300 e 1700 da EFD Contribuições.docx Registros.docx 04/10/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 5 3.1. Parecer da Receita Federal... 6 4. Conclusão... 7 5. Informações

Leia mais

Agenda de Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias Fevereiro de 2015

Agenda de Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias Fevereiro de 2015 Agenda de Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias Fevereiro de 2015 Dia: 06/02/2015 Pagamento de Salários Pagamento mensal de salários até o 5º dia útil. Fundamento: 1º do art. 459 e art. 465, ambos

Leia mais

Edição Número 2 de 05/01/2004 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 381, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003

Edição Número 2 de 05/01/2004 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 381, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003 Edição Número 2 de 05/01/2004 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 381, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2003 Dispõe sobre a retenção de tributos e contribuições nos pagamentos efetuados pelas pessoas jurídicas que menciona a outras

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS FEVEREIRO DE 2011

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS FEVEREIRO DE 2011 Page 1 of 5 AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS FEVEREIRO DE 2011 04/02/2011 SALÁRIOS 07/02/2011 Pagamento de salários - mês de JANEIRO/2011 Base legal: Art. 459, parágrafo único da CLT.

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL COORDENAÇÃO-GERAL DO SISTEMA DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL COORDENAÇÃO-GERAL DO SISTEMA DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL COORDENAÇÃO-GERAL DO SISTEMA DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA ATO DECLARATÓRIO Nº 20, de 30 de maio de 1997. atribuições, declara: O COORDENADOR-GERAL DO SISTEMA

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Retenção para Prestador Optante pelo Simples Nacional

Orientações Consultoria de Segmentos Retenção para Prestador Optante pelo Simples Nacional Retenção para Prestador Optante pelo Simples Nacional 13/05/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. IN RFB nº 1.1234/2012...

Leia mais

CIESP CAMPINAS. Tendências Atuais na Gestão de Tributos 18/04/2013

CIESP CAMPINAS. Tendências Atuais na Gestão de Tributos 18/04/2013 CIESP CAMPINAS Tendências Atuais na Gestão de Tributos Atual Jurisprudência Pis e Cofins Pedro Guilherme Accorsi Lunardelli 18/04/2013 Conteúdo da Apresentação I - Pis e Cofins Não Cumulatividade Definição

Leia mais

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de

Boletim de Atualização Tributária BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA. Código das Melhores Práticas de BOLETIM DE ATUALIZAÇÃO TRIBUTÁRIA Código das Melhores Práticas de N 19 Data 17.06.2016 Período Governança pesquisado: Atos publicados entre 10.06.2016 a 17.06.2016 LEGISLAÇÃO FEDERAL Data da publicação:

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre salários e férias do empregado quando ela tiver

Parecer Consultoria Tributária Segmentos - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre salários e férias do empregado quando ela tiver - THZMPX - Dedução INSS da base de imposto de renda sobre 19/02/2016 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 6 3. Análise da Legislação... 7 4. Conclusão... 9

Leia mais

Rua Batista de Oliveira, 470, sala 403, Bairro Centro, JF/MG. Telefax (32) / (32)

Rua Batista de Oliveira, 470, sala 403, Bairro Centro, JF/MG. Telefax (32) / (32) CARNÊ LEÃO Quem está sujeito ao recolhimento mensal obrigatório (carnê-leão)? Sujeita-se ao recolhimento mensal obrigatório a pessoa física residente no Brasil que receber: 1 - rendimentos de outras pessoas

Leia mais

Fiscal Legislação Tributária Questões Imposto de Renda - 1 Rafael Saldanha

Fiscal Legislação Tributária Questões Imposto de Renda - 1 Rafael Saldanha Fiscal Legislação Tributária Questões Imposto de Renda - 1 Rafael Saldanha 2014 2015 Copyright. Curso Agora Eu Eu Passo - - Todos os direitos reservados ao ao autor. Legislação Receita Federal IRPF e IRPJ

Leia mais

Dos Créditos a Descontar na Apuração da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins

Dos Créditos a Descontar na Apuração da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins Assunto: Contribuição para PIS/PASEP e COFINS Instrução Normativa SRF nº 594, de 26 de dezembro de 2005 Dispõe sobre a incidência da Contribuição para o PIS/Pasep, da Cofins, da Contribuição para o PIS/Pasep-Importação

Leia mais

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS Esta agenda contém as principais obrigações acessórias a serem cumpridas nos prazos previstos na legislação em vigor. Apesar de conter, basicamente, obrigações tributárias de âmbito federal, a agenda não

Leia mais

Guia de Tributos Retidos na Fonte: IRRF: Cooperativas de trabalho e associações profissionais ou assemelhados

Guia de Tributos Retidos na Fonte: IRRF: Cooperativas de trabalho e associações profissionais ou assemelhados Guia de Tributos Retidos na Fonte: IRRF: Cooperativas de trabalho e associações profissionais ou assemelhados Resumo: Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos as regras para retenção do Imposto

Leia mais

AS ELEIÇÕES, OS CANDIDATOS, OS TRABALHADORES E A RECEITA FEDERAL

AS ELEIÇÕES, OS CANDIDATOS, OS TRABALHADORES E A RECEITA FEDERAL AS ELEIÇÕES, OS CANDIDATOS, OS TRABALHADORES E A RECEITA FEDERAL INFORMAÇÕES E ESCLARECIMENTOS SOBRE AS OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS NAS ELEIÇÕES DE 2016 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL MINISTÉRIO

Leia mais

Tributação do Download.

Tributação do Download. Tributação do Download Agenda Download. Objeto Software. Definição Legal Supremo Tribunal Federal. Jurisprudência Software. Suporte Físico. Operações Licença de Uso Natureza Jurídica de Software A Lei

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 97 - Data 29 de junho de 2016 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÃO PARA O FINANCIAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL - COFINS LOCAÇÃO

Leia mais

ECF (Escrituração Contábil Fiscal)

ECF (Escrituração Contábil Fiscal) ECF (Escrituração Contábil Fiscal) ECD (Escrituração Contábil Digital) Regras Novas 2014 Maria Ilene Imlau Winter Informações Gerais Obrigatoriedade (inclusive Lucro Presumido, Imunes e Isentas) Obrigações

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 1 0 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 67 - Data 19 de maio de 2016 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: SIMPLES NACIONAL GANHO DE CAPITAL NA ALIENAÇÃO DE BENS DO ATIVO IMOBILIZADO.

Leia mais

CURSO PIS COFINS CUMULATIVO E NÃO CUMULATIVO. Prof. André Gomes

CURSO PIS COFINS CUMULATIVO E NÃO CUMULATIVO. Prof. André Gomes CURSO PIS COFINS CUMULATIVO E NÃO CUMULATIVO Prof. André Gomes 1 Contribuição para PIS/PASEP PIS contribuição para o Programa de Integração Social funcionários das empresas do setor privado; PASEP contribuição

Leia mais

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO CONTABILIDADE E Prof. Cássio Marques da Silva 2016 PIS (PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO SOCIAL) COFINS (CONTRIBUIÇÃO PARA FINANCIAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL) REGIME CUMULATIVO E NÃO-CUMULATIVO Para iniciar o estudo

Leia mais

GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA Silvério das Neves Graduado em Contabilidade e Administração pela Universidade Mackenzie. MBA Executivo em Gestão de Negócios pelo INPG. Participou da

Leia mais

SIMPLES NACIONAL PROF. DR. AMAURY JOSE REZENDE

SIMPLES NACIONAL PROF. DR. AMAURY JOSE REZENDE SIMPLES NACIONAL PROF. DR. AMAURY JOSE REZENDE SIMPLES NACIONAL Tributo federal Lei Complementar 123/2006 e 128/2008 Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas

Leia mais

TABELA DE OBRIGAÇÕES ANUAIS

TABELA DE OBRIGAÇÕES ANUAIS TABELA DE OBRIGAÇÕES ANUAIS OBRIGAÇÕES FEDERAIS PERIODICIDADE PRAZO DATAS MULTA BASE LEGAL 1 - Advertência; 2 - Multa de 1% do valor da operação; COAF - Conselho de Controle de Atividades Financeiras 24

Leia mais

ORIENTAÇÃO CECO Nº 4. Ementa:

ORIENTAÇÃO CECO Nº 4. Ementa: ORIENTAÇÃO CECO Nº 4 I Objeto Ementa: A remuneração anual dos associados de sociedade cooperativa de crédito, na proporção do capital integralizado por cada associado, e limitada ao valor da SELIC, constitui

Leia mais

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003)

Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) EVOLUÇÃO Emenda Constitucional nº. 42 (19/03/2003) Art. 37 da Constituição Federal... XXII as administrações tributárias da União dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,... e autuarão de forma

Leia mais

Agenda Trabalhista - Setembro 2017

Agenda Trabalhista - Setembro 2017 Agenda Trabalhista - Setembro 2017 06/09/2017 SALÁRIOS Pagamento de salários - mês de AGOSTO/2017 - Para maiores detalhes, acesse o tópico Salários - Prazo de Pagamento. Base legal: Art. 459, parágrafo

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO Nº 35/2013 ANO X (23 de agosto de 2013)

BOLETIM INFORMATIVO Nº 35/2013 ANO X (23 de agosto de 2013) BOLETIM INFORMATIVO Nº 35/2013 ANO X (23 de agosto de 2013) 01. IN SRF 1.387/2013 - PRORROGA OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO DA EFD CONTRIBUIÇÕES PARA PESSOAS JURÍDICAS REFERIDAS NOS 6º, 8º e 9º DO ART.

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Incidência de Imposto de Renda sobre juros e multas geradas por atraso no pagamento de aluguel e

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Incidência de Imposto de Renda sobre juros e multas geradas por atraso no pagamento de aluguel e Incidência de Imposto de Renda sobre juros e multas geradas por atraso no pagamento de e descontos concedidos no recebimento antecipado. Impactos na DIRF 26/02/2016 Sumário Título do documento 1. Questão...

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Detalhamento de Receitas Recebidas no Registro F500 do SPED Contribuições 21/07/14

Orientações Consultoria de Segmentos Detalhamento de Receitas Recebidas no Registro F500 do SPED Contribuições 21/07/14 21/07/14 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 2.1. Perguntas RFB... 3 2.2. Artigo Portal Tributário... 4 3. Análise da Consultoria... 4 3.1. Manual SPED...

Leia mais

Simples Nacional 1 Hugo Medeiros de Goes

Simples Nacional 1 Hugo Medeiros de Goes Hugo Medeiros de Goes SIMPLES NACIONAL (2ª parte) De acordo com a Lei Complementar nº 123, de 14/12/2006 (arts. 12 e 88), em 1º de julho de 2007, entra em vigor o Regime Especial Unificado de Arrecadação

Leia mais

CÓDIGOS DE RECEITA IRPJ

CÓDIGOS DE RECEITA IRPJ S DE RECEITA Os códigos de receita estão disponíveis no sítio da Receita Federal, na opção códigos de receita, no menu onde encontro. Abaixo, destacamos os principais códigos de receita: IRPJ 2089 LUCRO

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Como informar os valores da Participação nos Lucros e Resultados para o Manad

Orientações Consultoria de Segmentos Como informar os valores da Participação nos Lucros e Resultados para o Manad Orientações Consultoria de Segmentos e Resultados para o Manad 29/05/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão...

Leia mais

I O QUE É A RETENÇÃO NA FONTE? I.1 Responsabilidade tributária II SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOAS JURÍDICAS

I O QUE É A RETENÇÃO NA FONTE? I.1 Responsabilidade tributária II SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOAS JURÍDICAS SUMÁRIO I O QUE É A RETENÇÃO NA FONTE? I.1 Responsabilidade tributária... 25 II SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOAS JURÍDICAS II.1 IRRF Serviços prestados por pessoas jurídicas... 31 II.1.1 Hipóteses de incidência...

Leia mais

INFORMATIVO DO SIMPLES NACIONAL COMISSÃO DE ESTUDOS TRIBUTÁRIOS OAB/RO

INFORMATIVO DO SIMPLES NACIONAL COMISSÃO DE ESTUDOS TRIBUTÁRIOS OAB/RO INFORMATIVO DO SIMPLES NACIONAL COMISSÃO DE ESTUDOS TRIBUTÁRIOS OAB/RO 2014 INTRODUÇÃO: A necessária inclusão no Simples Nacional, e a vitória da advocacia! Foi aprovada recentemente a inclusão das sociedades

Leia mais

QUADRO 3 Rendimentos Tributáveis, Deduções e Imposto Retido na Fonte

QUADRO 3 Rendimentos Tributáveis, Deduções e Imposto Retido na Fonte Entenda o Comprovante de Rendimentos dos Assistidos Para a Declaração do IRPF exercício 2017, ano-calendário 2016, a FAPES preparou um roteiro explicando os principais campos do Comprovante de Rendimentos

Leia mais