ESTABELECIMENTO IN VITRO DE AROEIRA-VERMELHA EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE BENZILAMINOPURINA E ACIDO NAFTALENO ACÉTICO 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTABELECIMENTO IN VITRO DE AROEIRA-VERMELHA EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE BENZILAMINOPURINA E ACIDO NAFTALENO ACÉTICO 1"

Transcrição

1 ESTABELECIMENTO IN VITRO DE AROEIRA-VERMELHA EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE BENZILAMINOPURINA E ACIDO NAFTALENO ACÉTICO 1 DE SOUZA, Letiele Bruck 2 ; LUCHO, Simone Ribeiro 2 ; GINDRI, Amanda Leitão 3 ; BERTÊ, Rosiana 2 ; PARANHOS, Juçara Terezinha 4 ; BURIOL, Galileo Adeli 5 1 Trabalho de pesquisa do PPG Agrobiologia UFSM, Santa Maria RS. 2 Mestranda do PPG Agrobiologia UFSM, Santa Maria - RS. 3 Mestre em Ciências Farmacêutica UFSM, Santa Maria RS. 4 Profª. Drª. PPG Agrobiologia UFSM, Santa Maria RS. 5 Prof. Dr. PPG Agrobiologia UFSM e do Curso de Engenharia Ambiental UNIFRA, Santa Maria RS RESUMO A aroeira-vermelha (Schinus terebentifolius Raddi) é uma espécie pioneira, nativa do Brasil. Atualmente, é a espécie florestal que vem destacando-se, pelo consumo de seus frutos, e ainda, pelas potencialidades medicinais e fitoquímicas, que têm auxiliado no tratamento de diversos males. O objetivo do trabalho foi comparar os efeitos de diferentes concentrações de reguladores de crescimento na indução de brotos e raízes de aroeira. Segmentos nodais foram retirados de plantas jovens de S. terebinthifolius e os explantes inoculados em tubos de ensaio contendo meio de cultura MS completo acrescido das seguintes concentrações de (BAP): 0,0 0,6 ; 1,2 ; 2,4 e de (ANA): 0,0 ; 0,06 ; 0,12 ; 0,24.Os segmentos nodais que apresentaram maior índice de brotação foram aqueles submetidos ao T1, e a indução de raízes não foi observada em nenhum dos tratamentos o que pode ter ocorrido pelo alto nível de oxidação e contaminação no experimento. Palavras-chave: Micropropagação; Fitorreguladores; Schinus terebentifolius Raddi. INTRODUÇAO A aroeira-vermelha (Schinus terebentifolius Raddi) é uma espécie da família Anacardiaceae, pioneira, nativa do Brasil. É uma espécie que ocorre desde o Ceará até a Argentina e o Paraguai, sendo encontrada em formações vegetais de caatinga, cerrado e floresta pluvial (AMORIN, 2003). É uma árvore caducifólia, cujo porte varia correspondentemente com a região onde é encontrada (ANDRADE et al., 2000). Atualmente, é a espécie florestal que vem destacando-se, pelo consumo de seus frutos, pimenta rosa, tanto para o mercado internacional como para o nacional, que os 1

2 utilizam como condimento alimentar (LENZI & ORTH, 2004). Possui ainda potencialidades medicinais e fitoquímicas, sendo que seus metabólitos secundários têm auxiliado no tratamento de diversos males, como adstringente, antidiarréica, antiinflamatória, depurativa, diurética e febrífuga (GUERRA et al., 2000). Pelo uso intensivo, a aroeira encontra-se na lista oficial de espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção, na categoria vulnerável, e nesse contexto, as técnicas de micropropagação são importantes ferramentas, na área agronômica, para preservação de plantas, pois conserva e possibilita multiplicar determinada planta com combinações gênicas superiores (FERNANDES et al., 2008). Este trabalho teve como objetivo testar diferentes concentrações de fitorreguladores, na indução de brotos e raízes, por meio de explantes oriundos de sementes germinadas e propagadas in vitro e assim estabelecer um protocolo de micropropagação, que possibilite a multiplicação in vitro da espécies em estudo. MATERIAL E MÉTODOS O trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Cultura de Tecidos Vegetais do Departamento de Biologia do Centro de Ciências Naturais e Exatas - CCNE da Universidade Federal de Santa Maria UFSM. Segmentos nodais de diferentes posições foram retirados de plantas jovens de Schinus terebinthifolius Raddi com um ano de idade, obtidas a partir da germinação das sementes in vitro e aclimatadas em casa de vegetação. Os explantes foram excisados em tamanho variando entre 5 a 10 mm, os mesmos foram lavados em água corrente por 10 minutos e após em câmara de fluxo laminar foram imersos em álcool 70% (30seg), posteriormente em hipoclorito 1% (10min), após a desinfestação os mesmos foram lavados com água destilada e autoclavada por 5 minutos. Os explantes foram inoculados em tubos de ensaio com 100 ml de capacidade contendo 30ml de meio de cultura MS (Murashige & Skoog, 1962) completo acrescido de 1,0 g.l -1 de carvão ativado, solidificado com 6,0 gl -1 de Ágar, suplementado com vitaminas e 30,0 g.l -1 de sacarose e concentrações distintas de 6-benzilaminoporunia (BAP): 0,0 T1; 0,6 T2; 1,2 T3; 2,4 T4 e de Ácido naftalenoacético (ANA): 0,0 T1; 0,06 T2; 0,12 T3; 0,24 T4. O ph foi ajustado para 5,8 e o meio de cultura autoclavado a 121ºC, sob pressão de 1,5 atm, por 15 minutos. Cada tratamento constou de 4 repetições com 36 tubos por parcela, contendo um expelante por parcela. Após a inoculação, os expantes foram mantido em sala de crescimento no escuro por 7 dias e, após transferidas para sala de crescimento, com temperatura de 25±1 C sob fotoperíodo de 16/8 horas de luz/escuro e irradiância de 25 mol.m -2.s -1 fornecida por lâmpadas fluorescente brancas. 2

3 Taxas (%) Após os 7 dias de inoculação foram avaliados semanalmente a porcentagem de brotações, ocorrência ou não de enraizamento e a presença de calos. Sendo os resultados expressos em porcentagem de plântulas normais, ou seja, os dados não foram analisados estatisticamente, servindo apenas para caracterização inicial da micropropagação da aroeira-vermelha. RESULTADOS E DISCUSSÃO Na primeira semana, após a inoculação dos explantes, verificou-se a formação inicial de calos e o aparecimento de brotos (Tabela 01). Foi observado a partir do décimo quinto dia alto nível de oxidação fenólica, que dificultou e impediu o desenvolvimento dos explantes. O mesmo foi observado por Das et al. (1996) no cultivo de cajueiro, que a partir do ocorreu o escurecimento e a morte dos explantes. Segundo Paiva & Aloufa (2009) a oxidação fenólica é um dos problemas que dificultam o estabelecimento inicial do cultivo in vitro para algumas espécies, ocorrendo à liberação de compostos fenólicos devido a injúria causada nos tecidos durante a excisão dos explantes. Além da oxidação fenólica os tratamentos apresentaram elevado índice contaminação como pode ser observado na figura 1. O alto nível de contaminação pode ter ocorrido no momento da inoculação dos explantes ao meio, como também durante a vedação dos frascos. Uma grande probabilidade da alta taxa de contaminação deve-se ao fato do experimento ter sido realizado por um grupo de pessoas ao mesmo tempo Tratamentos oxidação contaminação FIGURA1: Índice de oxidação e contaminação no desenvolvimento de Schinus terebinthifolius in vitro. 3

4 Os segmentos nodais que apresentaram maior índice de brotação, foram aqueles submetidos ao T1 (Tabela 1), ou seja, sem a presença de BAP e ANA, ao contrário dos resultados obtidos por Andrade et al. (2000), que ao trabalharem com aroeira do sertão alcançaram as maiores taxas de regeneração com altas concentrações de BAP e ANA. A partir do décimo quinto dia não foram mais observados aparecimento de broto como também os existentes começaram a necrosar, segundo Santos et. al. (2001) a necrose nos explantes pode levar a perda parcial ou total da cultura. Em relação à ocorrência de raiz, as mesmas não foram observadas, mas não se pode afirmar que o uso dos fitorreguladores foi à causa da inibição e sim pelo alto nível de oxidação e contaminação no experimento. Tabela 1: Variação no número de brotos e calos durante os trinta dias de experimento. Brotos (%) Calos (%) Trat. 1 46,1 1,4 Trat. 2 29,9 0 Trat. 3 20,1 0 Trat. 4 2,8 0 CONCLUSÃO Para o estabelecimento in vitro de Schinus terebinthifolius Raddi sugere-se a repetição do experimento, incluindo todos os cuidados assépticos, desde o preparo do meio de cultura MS completo, na excisão dos explantes como também no momento da inoculação dos mesmos, para que assim seja possível afirmar que o uso de fitorreguladores na micropropagação da aroeira-vermelha seja favorável ou não ao desenvolvimento da cultura, e com isso estabelecer-se um protocolo de micropropagação in vitro da aroeiravermelha. REFERÊNCIAS: AMORIM, M.M.R. Tratamento da vaginose bacteriana com gel vaginal de aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi): ensaio clinico randomizado. Revista Brasileira de Ginecologia, v.25, n.2, p , ANDRADE, M.W. et al. Micropropagação da aroeira (Myracrodruon urundeuva Fr.All). Ciência Agrotecnica, v.24, n.1, p ,

5 DAS, S.; JHA, T. B.; JHA, S. In vitro propagation of cashewnut. Plant Cell Reports, v.15, n.6, p.615-9, FERNANDES, K. H. P.; MORI, E. S.; SILVA, M. R. ; PINTO, C. da S. Propagação Vegetativa De Aroeira-Pimenteira (Schinus terebinthifolius Raddi). Rev. Bras. Frutic., Jaboticabal - SP, v. 30, n. 3, p , Setembro GUERRA, M. J. M.; BARREIRO, M. L.; RODRIGUEZ, Z. M.; RUBALCADA, Y. Actividad antimicrobiana de un extracto fluido al 80% de Schinus terebinthifolius Raddi. Revista Cubana, Havana, v. 5, n. 1, p. 5-23, LENZI, M.; ORTH, A.I. Characterization of the functional reproductive system of the pinkpepper (Schinus terebinthifolius Raddi). Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v.26, n.2, p , MURASHIGE, T.; SKOOG, F. A revised medium for rapid growth and bioassays with tobacco tissue cultures. Physiologia Plantarum, v.15, n.3, p , PAIVA, A.M.S.; ALOUFA, M.A.I. Estabelecimento in vitro de aroeira-da-praia (Schinus terebinthifolius Raddi) em diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina (BAP). Revista Brasileira de plantas medicinais, Botucatu, SP. V.11, nº3, pág SANTOS, R. B.; PAIVA, R.; PAIVA, P. D. O.; SANTANA, J. R. F. Problemas no cultivo in vitro: cultura de tecidos. Paiva e Paiva, UFLA, Lavras, M.G. 9:

ESTABELECIMENTO IN VITRO

ESTABELECIMENTO IN VITRO ESTABELECIMENTO IN VITRO DE CANA-DE-AÇÚCAR. Paulo Sérgio Gomes da Rocha 1 ; Antonio Sergio do Amaral 1 ; Amito José Teixeira 1, Mayara Luana Coser Zonin 2 ; Sergio Delmar dos Anjos 3. INTRODUÇÃO O estabelecimento

Leia mais

Estabelecimento in vitro de aroeira da praia (Schinus terebinthifolius Raddi) em diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina (BAP)

Estabelecimento in vitro de aroeira da praia (Schinus terebinthifolius Raddi) em diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina (BAP) 300 Estabelecimento in vitro de aroeira da praia (Schinus terebinthifolius Raddi) em diferentes concentrações de 6-benzilaminopurina (BAP) PAIVA, A.M.S. * ; ALOUFA, M.A.I. Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

Indução e crescimento de calos em explantes foliares de hortelã-docampo

Indução e crescimento de calos em explantes foliares de hortelã-docampo Indução e crescimento de calos em explantes foliares de hortelã-docampo Priscila P. Botrel ; Juliana F. Sales,2 ; José E. B. P. Pinto ; Fabiano G. Silva,3 ; Vivian E. Nascimento ; Suzan K. V. Bertolucci.

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DIFERENTES EXPLANTES E COMBINAÇÕES DE REGULADORES VEGETAIS (BAP E ANA) NO CULTIVO IN VITRO DE Physalis pubences L.

AVALIAÇÃO DE DIFERENTES EXPLANTES E COMBINAÇÕES DE REGULADORES VEGETAIS (BAP E ANA) NO CULTIVO IN VITRO DE Physalis pubences L. AVALIAÇÃO DE DIFERENTES EXPLANTES E COMBINAÇÕES DE REGULADORES VEGETAIS (BAP E ANA) NO CULTIVO IN VITRO DE Physalis pubences L. Douglas Junior Bertoncelli 1 *,2, Marisa de Cacia Oliveira 1 1 Universidade

Leia mais

CRESCIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS SUBMETIDAS A DIFERENTES PROFUNDIDADES DE INOCULAÇÃO E CONSISTÊNCIA DO MEIO DE CULTURA

CRESCIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS SUBMETIDAS A DIFERENTES PROFUNDIDADES DE INOCULAÇÃO E CONSISTÊNCIA DO MEIO DE CULTURA CRESCIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS SUBMETIDAS A DIFERENTES PROFUNDIDADES DE INOCULAÇÃO E CONSISTÊNCIA DO MEIO DE CULTURA Jéssica A. BATISTA 1; Priscila P. BOTREL 2 ; Felipe C. FIGUEIREDO 3

Leia mais

EFEITO DA BENZILAMINOPURINA (BAP) NA MICROPROPAGAÇÃO DA VARIEDADE CURIMENZINHA (BGM 611) DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz)

EFEITO DA BENZILAMINOPURINA (BAP) NA MICROPROPAGAÇÃO DA VARIEDADE CURIMENZINHA (BGM 611) DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) EFEITO DA BENZILAMINOPURINA (BAP) NA MICROPROPAGAÇÃO DA VARIEDADE CURIMENZINHA (BGM 611) DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) Mariane de Jesus da Silva de Carvalho 1, Antônio da Silva Souza 2, Karen

Leia mais

20º Seminário de Iniciação Científica e 4º Seminário de Pós-graduação da Embrapa Amazônia Oriental ANAIS. 21 a 23 de setembro

20º Seminário de Iniciação Científica e 4º Seminário de Pós-graduação da Embrapa Amazônia Oriental ANAIS. 21 a 23 de setembro 20º Seminário de Iniciação Científica e 4º Seminário de Pós-graduação ANAIS 21 a 23 de setembro 2016 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Amazônia Oriental Ministério da Agricultura, Pecuária

Leia mais

Micropropagação de framboeseira em diferentes concentrações de ferro - NOTA -

Micropropagação de framboeseira em diferentes concentrações de ferro - NOTA - Ciência 2598 Rural, Santa Maria, v.40, n.12, p.2598-2602, dez, Oliveira 2010 et al. ISSN 0103-8478 Micropropagação de framboeseira em diferentes concentrações de ferro Adjustment of the iron concentration

Leia mais

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 289

IV Congresso Brasileiro de Mamona e I Simpósio Internacional de Oleaginosas Energéticas, João Pessoa, PB 2010 Página 289 Página 289 REGENERAÇÃO IN VITRO DE UM ANFIDIPLÓIDE DE AMENDOIM COM BAIXA CAPACIDADE GERMINATIVA Mauricélia Macário Alves², Julita Maria Frota Chagas de Carvalho¹, Roseane Cavalcanti dos Santos¹, Iara Cristina

Leia mais

Ciência Rural ISSN: Universidade Federal de Santa Maria Brasil

Ciência Rural ISSN: Universidade Federal de Santa Maria Brasil Ciência Rural ISSN: 0103-8478 cienciarural@mail.ufsm.br Universidade Federal de Santa Maria Brasil Ferreira Moura, Elisa; Campos de Menezes, Ilmarina; Filgueira de Lemos, Oriel Concentrações de citocinina

Leia mais

Micropropagação de Amoreira-preta 'Cherokee I 111.Efeito de Cinetina e Meios de Cultura

Micropropagação de Amoreira-preta 'Cherokee I 111.Efeito de Cinetina e Meios de Cultura c c Micropropagação de Amoreira-preta 'Cherokee I 111.Efeito de Cinetina e Meios de Cultura Lei/a Aparecida Seües Pio Fabioia Vil/a Leonardo Perreire Dutra Grazíelle Sales Teodoro Moacir Pesque! Introdução

Leia mais

INFLUÊNCIA DO MEIO DE CULTURA E DE UM FERTILIZANTE SOLÚVEL NA MICROPROPAGAÇÃO DA MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz)

INFLUÊNCIA DO MEIO DE CULTURA E DE UM FERTILIZANTE SOLÚVEL NA MICROPROPAGAÇÃO DA MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) INFLUÊNCIA DO MEIO DE CULTURA E DE UM FERTILIZANTE SOLÚVEL NA MICROPROPAGAÇÃO DA MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) Mariane de Jesus da Silva de Carvalho 1, Antônio da Silva Souza 2, Mariana Conceição

Leia mais

INFLUÊNCIA DA DESINFESTAÇÃO E MEIO DE CULTURA NA GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO IN VITRO DE Prosopis affinis Sprenger 1

INFLUÊNCIA DA DESINFESTAÇÃO E MEIO DE CULTURA NA GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO IN VITRO DE Prosopis affinis Sprenger 1 INFLUÊNCIA DA DESINFESTAÇÃO E MEIO DE CULTURA NA GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO IN VITRO DE Prosopis affinis Sprenger 1 ROCHA, Bruna Nery 2 ; LÖBLER, Lisiane 2 ; MARTINS, Carlos Roberto 3 1 Trabalho de Pesquisa

Leia mais

Produção de Mudas de Abacaxizeiro Pérola Utilizando a Técnica do Estiolamento In Vitro

Produção de Mudas de Abacaxizeiro Pérola Utilizando a Técnica do Estiolamento In Vitro 61 Produção de Mudas de Abacaxizeiro Pérola Utilizando a Técnica do Estiolamento In Vitro Aparecida Gomes de Araujo¹, Milena M. de J. Ribeiro 2, Zilna B. de R. Quirino 3, Ana da S. Lédo 4, Jaci L. Vilanova-Neta

Leia mais

Analista da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Caixa Postal 007, , Cruz das Almas, BA. 2

Analista da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Caixa Postal 007, , Cruz das Almas, BA.   2 ANÁLISE COMPORTAMENTAL DE UM ACESSO DE MANDIOCA (Manihot esculenta Crantz) EM RELAÇÃO A DOIS TIPOS DE MEIO DE CULTURA E DOSES DE UM FERTILIZANTE SOLÚVEL COMERCIAL Karen Cristina Fialho dos Santos 1, Antônio

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO E ACLIMATAÇÃO DE PLÂNTULAS DE MORANGUEIRO. Palavras chaves: Micropropagação. Isolamento de meristema. Explante. Mudas sadias.

MICROPROPAGAÇÃO E ACLIMATAÇÃO DE PLÂNTULAS DE MORANGUEIRO. Palavras chaves: Micropropagação. Isolamento de meristema. Explante. Mudas sadias. MICROPROPAGAÇÃO E ACLIMATAÇÃO DE PLÂNTULAS DE MORANGUEIRO Tamires Oviedo 1, Fabiana Raquel Mühl 2, Neuri Antonio Feldmann 3, Anderson Rhoden 3 Palavras chaves: Micropropagação. Isolamento de meristema.

Leia mais

Ácido Giberélico na Cultura de Embriões Zigóticos de Coqueiro-anãoverde

Ácido Giberélico na Cultura de Embriões Zigóticos de Coqueiro-anãoverde 90 Ácido Giberélico na Cultura de Embriões Zigóticos de Coqueiro-anãoverde José Edmário dos Santos¹, Ana da S. Lédo 2, Caroline de A. Machado 3, Aparecida G. de Araujo 4, Zilna B. de R. Quirino 5, Jaci

Leia mais

Controle da Contaminação in vitro de Explantes de Nim Indiano.

Controle da Contaminação in vitro de Explantes de Nim Indiano. Controle da Contaminação in vitro de Explantes de Nim Indiano. Giuseppe Serra Seca Vieira 1 ; Kicia Karinne Pereira Gomes 2 ; Ana da Silva Ledo 3 ; Arie Fitzgerald Blank 4 Bolsista FAP-SE e estagiário

Leia mais

GERMINAÇÃO IN VITRO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE COROA- DE-FRADE (Melocactus zehntneri)

GERMINAÇÃO IN VITRO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE COROA- DE-FRADE (Melocactus zehntneri) GERMINAÇÃO IN VITRO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE COROA- DE-FRADE (Melocactus zehntneri) Darlyson Tavares Guimarães 1 ; Magali Haideé Pereira Martínez 1 ; Lais Tomaz Ferreira 2 ; Marina Medeiros de Araújo

Leia mais

Germinação in vitro de Sementes de Mandacaruzinho

Germinação in vitro de Sementes de Mandacaruzinho 303 Germinação in vitro de Sementes de Mandacaruzinho Germinação in vitro de Sementes de Mandacaruzinho In vitro germination of seeds of mandacaruzinho Amanda Pricilla Batista Santos 1 ; Luma dos Passos

Leia mais

Franca, Mariana Almeida Micropropagação de cana-de-açúcar cultivar RB Mariana Almeida Franca. Curitiba: f. il.

Franca, Mariana Almeida Micropropagação de cana-de-açúcar cultivar RB Mariana Almeida Franca. Curitiba: f. il. F814 Franca, Mariana Almeida Micropropagação de cana-de-açúcar cultivar RB966928. Mariana Almeida Franca. Curitiba: 2016. 64 f. il. Orientador: João Carlos Bespalhok Filho Dissertação (Mestrado) Universidade

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 AVALIAÇÃO DE DIFERENTES TEMPOS DE IMERSÃO E S DA SOLUÇÃO DE HIPOCLORITO DE SÓDIO NA ASSEPSIA DE EXPLANTES FOLIARES DE ATROVERAN Ocimum selloi Benth. LUCILA ELIZABETH FRAGOSO MONFORT 1 ; CAROLINA MARIANE

Leia mais

Comunicado160 Técnico

Comunicado160 Técnico Comunicado160 Técnico ISSN 1808-9984 Dezembro, 2014 Petrolina, PE Protocolos de Assepsia para o Estabelecimento In Vitro de Espécies Medicinais Nativas da Caatinga Fotos: Ana Valéria Vieira de Souza. Ana

Leia mais

GERMINAÇÃO ASSIMBIÓTICA DE Cyrtopodium saintlegerianum RCHB.F (ORCHIDACEAE: CYRTOPODIINAE)

GERMINAÇÃO ASSIMBIÓTICA DE Cyrtopodium saintlegerianum RCHB.F (ORCHIDACEAE: CYRTOPODIINAE) GERMINAÇÃO ASSIMBIÓTICA DE Cyrtopodium saintlegerianum RCHB.F (ORCHIDACEAE: CYRTOPODIINAE) Daniella Mota SILVA 1 ; Sérgio Tadeu SIBOV 1 ; Luciano Lajovic CARNEIRO; Juliana KLUTHCOUSKI 2 1 Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Desenvolvimento in vitro de Ocimum selloi

Desenvolvimento in vitro de Ocimum selloi Desenvolvimento in vitro de Ocimum selloi em diferentes variações do meio de cultivo MS Lucila Elizabeth Fragoso Monfort 1 ; Ivan Caldeira Almeida Alvarenga 1 ; Carolina Mariane Moreira 1 ; José Eduardo

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE IMERSÃO TEMPORÁRIA (SIT) NA MICROPROPAGAÇÃO DA BATATA-DOCE

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE IMERSÃO TEMPORÁRIA (SIT) NA MICROPROPAGAÇÃO DA BATATA-DOCE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE IMERSÃO TEMPORÁRIA (SIT) NA MICROPROPAGAÇÃO DA BATATA-DOCE Palestrante: Manoel Urbano Ferreira Júnior Engº Agrônomo MSc Fisiologia Vegetal IPA - 80 anos semeando conhecimento CULTURA

Leia mais

Protocolo de Micropropagação de Cana-de-açúcar

Protocolo de Micropropagação de Cana-de-açúcar ISSN 1516-8832 Protocolo de Micropropagação de Cana-de-açúcar 128 Introdução A cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) tem grande importância econômica na agricultura no Brasil e, mais recentemente,

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA CULTIVADAS NO NORDESTE

MICROPROPAGAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA CULTIVADAS NO NORDESTE MICROPROPAGAÇÃO DE VARIEDADES DE MANDIOCA CULTIVADAS NO NORDESTE Ádila Melo VIDAL 1 ; Fernanda Vidigal Duarte SOUZA 2 ; Maria Angélica Pereira de Carvalho COSTA 1 Antonio da Silva SOUZA 2 1 Universidade

Leia mais

ESTUDOS PARA DEFINIÇÃO DE MEIOS DE CULTURA E MÉTODOS DE DESINFESTAÇÃO DE EXPLANTES DE PLANTAS ADULTAS DE ERVA-MATE

ESTUDOS PARA DEFINIÇÃO DE MEIOS DE CULTURA E MÉTODOS DE DESINFESTAÇÃO DE EXPLANTES DE PLANTAS ADULTAS DE ERVA-MATE 1 ESTUDOS PARA DEFINIÇÃO DE MEIOS DE CULTURA E MÉTODOS DE DESINFESTAÇÃO DE EXPLANTES DE PLANTAS ADULTAS DE ERVA-MATE (Ilex paraguarienses St. Hill) SANTOS, D.C. DOS 1 e WENDLING, I. 2 RESUMO Este trabalho

Leia mais

GERMINAÇÃO IN VITRO DE DIFERENTES CULTIVARES DE PIMENTA- DO-REINO (Piper nigrum L.)

GERMINAÇÃO IN VITRO DE DIFERENTES CULTIVARES DE PIMENTA- DO-REINO (Piper nigrum L.) GERMINAÇÃO IN VITRO DE DIFERENTES CULTIVARES DE PIMENTA- DO-REINO (Piper nigrum L.) Lana Roberta Reis dos SANTOS 1 ; Oriel Filgueira de LEMOS 2 ; Simone de Miranda RODRIGUES 3 Resumo A pimenta-do-reino

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO DA AROEIRA (Myracrodruon urundeuva Fr. All) 1. MICROPROPAGATION OF Myracrodruon urundeuva Fr. All

MICROPROPAGAÇÃO DA AROEIRA (Myracrodruon urundeuva Fr. All) 1. MICROPROPAGATION OF Myracrodruon urundeuva Fr. All MICROPROPAGAÇÃO DA AROEIRA (Myracrodruon urundeuva Fr. All) 1 MIGUEL WANDERLEY DE ANDRADE 2 JOSÉ MAGNO QUEIROZ LUZ 3 ARY SANTANA LACERDA 3 PEDRO RENATO A. DE MELO 4 RESUMO - A aroeira (Myracrodruon urundeuva

Leia mais

Efeitos do BAP e do AIA na indução e no crescimento in vitro de brotos de dez clones de palma forrageira 1

Efeitos do BAP e do AIA na indução e no crescimento in vitro de brotos de dez clones de palma forrageira 1 Efeitos do BAP e do AIA na indução e no crescimento in vitro de brotos de dez clones de palma forrageira 1 Effects of BAP and IAA on in vitro shoot initiation and growth of ten clones of palm grass Hamilton

Leia mais

Título da Pesquisa: Palavras-chave: Campus: Tipo Bolsa Financiador Bolsista (as): Professor Orientador: Área de Conhecimento: RESUMO

Título da Pesquisa: Palavras-chave: Campus: Tipo Bolsa Financiador Bolsista (as): Professor Orientador: Área de Conhecimento: RESUMO Título da Pesquisa: Estabelecimento in vitro de lichia Palavras-chave: Biotecnologia, Estabelecimento, Meio nutritivo, Explante Campus: Bambuí- Minas Gerais Tipo de Bolsa: PIBIC Financiador: CNPq Bolsista

Leia mais

GERMINAÇÃO DE GRÃO DE PÓLEN DE TRÊS VARIEDADES DE CITROS EM DIFERENTES PERÍODOS DE TEMPO E EMISSÃO DO TUBO POLÍNICO RESUMO

GERMINAÇÃO DE GRÃO DE PÓLEN DE TRÊS VARIEDADES DE CITROS EM DIFERENTES PERÍODOS DE TEMPO E EMISSÃO DO TUBO POLÍNICO RESUMO GERMINAÇÃO DE GRÃO DE PÓLEN DE TRÊS VARIEDADES DE CITROS EM DIFERENTES PERÍODOS DE TEMPO E EMISSÃO DO TUBO POLÍNICO Paulyene V. NOGUEIRA 1 ; Renata A. MOREIRA 2 ; Paula A. NASCIMENTO 3 ; Deniete S. MAGALHÃES

Leia mais

MICROESTAQUIA SERIADA IN VITRO DE ERVA-MATE 1

MICROESTAQUIA SERIADA IN VITRO DE ERVA-MATE 1 MICROESTAQUIA SERIADA IN VITRO DE ERVA-MATE 1 COMIRAN, Mariane 2 ; QUADROS, Kenia Michele de 3 ;BISOGNIN, Dilson Antônio 4 ; FISCHER, Hardi 5 ;RAUBER, Marcelo 6 ;PIMENTEL, Nathália 7 1 Trabalho de Pesquisa

Leia mais

USO DO HIDROGEL EM CULTIVO DE PLANTAS IN VITRO DE BROMÉLIAS E ORQUÍDEAS.

USO DO HIDROGEL EM CULTIVO DE PLANTAS IN VITRO DE BROMÉLIAS E ORQUÍDEAS. USO DO HIDROGEL EM CULTIVO DE PLANTAS IN VITRO DE BROMÉLIAS E ORQUÍDEAS. Cíntia Vidigal 1, João Pedro Braga 2, Karen Onga 3, Lara Furtado 4, Marília Souza 5 1, 2, 3, 4, 5 Instituto Federal de Educação,

Leia mais

Germinação in vitro de embriões zigóticos e aclimatação de plântulas de mangaba oriundas da cultura de embrião (Hancornia speciosa Gomes)

Germinação in vitro de embriões zigóticos e aclimatação de plântulas de mangaba oriundas da cultura de embrião (Hancornia speciosa Gomes) SCIENTIA PLENA VOL. 7, NUM. 11 2011 www.scientiaplena.org.br Germinação in vitro de embriões zigóticos e aclimatação de plântulas de mangaba oriundas da cultura de embrião (Hancornia speciosa Gomes) K.

Leia mais

Efeito do meio de cultura na germinação in vitro do jenipapeiro

Efeito do meio de cultura na germinação in vitro do jenipapeiro SCIENTIA PLENA VOL. 9, NUM. 10 2013 www.scientiaplena.org.br Efeito do meio de cultura na germinação in vitro do jenipapeiro C. S. Almeida 1 ; A. S. Lédo 2 ; A. G. Araújo 3 ; A. V. C. Silva 2 ; J. F. Silva

Leia mais

Indução de brotação in vitro em curauá: sistema de cultivo e concentrações de BAP

Indução de brotação in vitro em curauá: sistema de cultivo e concentrações de BAP Indução de brotação in vitro em curauá: sistema de cultivo e concentrações de BAP Carolina Mariane Moreira 1 ; Helena Botelho de Andrade 1 ; Lucila Elizabeth F. Monfort 1 ; José Eduardo Brasil Pereira

Leia mais

IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CV. TUPY

IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CV. TUPY CLORETO DE Cloreto POTÁSSIO de potássio E e FOSFATO fosfato de sódio DE na multiplicação SÓDIO NA in vitro... MULTIPLICAÇÃO 37 IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CV. TUPY Effect of KCl and NaH 2 O on in vitro

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO E DE SACAROSE SOBRE A PROPAGAÇÃO IN VITRO DA SAMAMBAIA-ESPADA [ Nephrolepis exaltata (L.

EFEITO DE DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO E DE SACAROSE SOBRE A PROPAGAÇÃO IN VITRO DA SAMAMBAIA-ESPADA [ Nephrolepis exaltata (L. EFEITO DE DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE NITROGÊNIO E DE SACAROSE SOBRE A PROPAGAÇÃO IN VITRO DA SAMAMBAIA-ESPADA [ Nephrolepis exaltata (L.) Schott ] RESUMO - Este ensaio teve como objetivo estudar a influência

Leia mais

Tecnologias para produção de mudas de pequenas frutas e frutas nativas. Márcia Wulff Schuch Prof Titular Fruticultura FAEM/UFPel P PP

Tecnologias para produção de mudas de pequenas frutas e frutas nativas. Márcia Wulff Schuch Prof Titular Fruticultura FAEM/UFPel P PP Tecnologias para produção de mudas de pequenas frutas e frutas nativas Márcia Wulff Schuch Prof Titular Fruticultura FAEM/UFPel P PP Introdução o Pequenas frutas e Frutas nativas Alto potencial econômico

Leia mais

Efeito de hipoclorito de sódio na desinfestação de meristemas de bastão-do-imperador

Efeito de hipoclorito de sódio na desinfestação de meristemas de bastão-do-imperador Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 10., 2013, Belo Horizonte Efeito de hipoclorito de sódio na desinfestação de meristemas de bastão-do-imperador Sueli Lourdes Ferreira Tarôco (1), Erivelton

Leia mais

INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DA ESTACA NO RAMO E DO TIPO DE SUBSTRATO SOBRE O ENRAIZAMENTO DE Alternanthera brasiliana L. (Kuntze) 1

INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DA ESTACA NO RAMO E DO TIPO DE SUBSTRATO SOBRE O ENRAIZAMENTO DE Alternanthera brasiliana L. (Kuntze) 1 INFLUÊNCIA DA POSIÇÃO DA ESTACA NO RAMO E DO TIPO DE SUBSTRATO SOBRE O ENRAIZAMENTO DE Alternanthera brasiliana L. (Kuntze) 1 ROCHA, Bruna N. 3 ; ZULIANI, Alberi J. B. 2 ; LÖBLER, Lisiane 3 ; BERTÊ, Rosiana

Leia mais

DIFERENTES MEIOS DE GERMINAÇÃO IN VITRO

DIFERENTES MEIOS DE GERMINAÇÃO IN VITRO CRESCIMENTO Crescimento INICIAL inicial DE de MANGABEIRA mangabeira (Hancornia (Hancornia speciosa Gomes)... speciosa Gomes) EM989 DIFERENTES MEIOS DE GERMINAÇÃO IN VITRO Initial growth of mangabeira (Hancornia

Leia mais

Desinfestação de alecrim-pimenta utilizando hipoclorito de sódio.

Desinfestação de alecrim-pimenta utilizando hipoclorito de sódio. Desinfestação de alecrim-pimenta utilizando hipoclorito de sódio. Verônica F. Amancio 1 ; Aline B. de Mendonça 1 *; Maria de F. Arrigoni-Blank 1 ; Arie F. Blank 1 ; Ana da S. Ledo 2 ; Renato Innecco 3.

Leia mais

GERMINAÇÃO E INDUÇÃO DA CALOGÊNESE IN VITRO DE COPAÍBA. - UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Viçosa - MG CEP: )

GERMINAÇÃO E INDUÇÃO DA CALOGÊNESE IN VITRO DE COPAÍBA. - UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Viçosa - MG CEP: ) GERMINAÇÃO E INDUÇÃO DA CALOGÊNESE IN VITRO DE COPAÍBA Rafael Fonsêca Zanotti 1*, Fernanda Raquel Sartor 1, Kátia Ferreira Pôssa 2, Anderson Martins Pilon 1, Claudio Hiroshi Fukushima 1 1 Av. Oraida Mendes

Leia mais

INDUÇÃO E MULTIPLICAÇÃO in vitro DE MASSA CELULAR INDIFERENCIADA DE MENTRASTO (Ageratum conyzoides L. SIEBER)

INDUÇÃO E MULTIPLICAÇÃO in vitro DE MASSA CELULAR INDIFERENCIADA DE MENTRASTO (Ageratum conyzoides L. SIEBER) INDUÇÃO E MULTIPLICAÇÃO in vitro DE MASSA CELULAR INDIFERENCIADA DE MENTRASTO (Ageratum conyzoides L. SIEBER) Indução e multiplicação in vitro de massa celular indiferenciada... 17 INDUCTION AND in vitro

Leia mais

ESTABELECIMENTO DE CÉLULAS EMBRIOGÊNICAS PARA REGENERAÇÃO DO ALGODOEIRO *

ESTABELECIMENTO DE CÉLULAS EMBRIOGÊNICAS PARA REGENERAÇÃO DO ALGODOEIRO * ESTABELECIMENTO DE CÉLULAS EMBRIOGÊNICAS PARA REGENERAÇÃO DO ALGODOEIRO * Julita Maria Frota Chagas Carvalho (Embrapa Algodão / julita@cnpa.embrapa.br ), Maria Jaislanny Lacerda e Medeiros (Universidade

Leia mais

CULTIVO IN VITRO DE SEGMENTOS NODAIS DE HORTELÃ

CULTIVO IN VITRO DE SEGMENTOS NODAIS DE HORTELÃ MICROPROPAGAÇÃO CULTIVO IN VITRO DE SEGMENTOS NODAIS DE HORTELÃ As mentas ou hortelãs são plantas perenes, raramente anuais, que se expandem mediante estolões. O fenômeno de hibridização interespecífica,

Leia mais

Concentrações de BAP sobre a proliferação in vitro de brotos de Lippia alba [(Mill.)N.E.Brown]

Concentrações de BAP sobre a proliferação in vitro de brotos de Lippia alba [(Mill.)N.E.Brown] 149 Concentrações de BAP sobre a proliferação in vitro de brotos de Lippia alba [(Mill.)N.E.Brown] ASMAR, S.A.*; RESENDE, R.F.; ARARUNA, E.C.; MORAIS, T.P.; LUZ, J.M.Q. Universidade Federal de Uberlândia

Leia mais

GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN )

GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN ) GLOBAL SCIENCE AND TECHNOLOGY (ISSN 1984-3801) RENDIMENTO DE EXPLANTES E ESTABELECIMENTO IN VITRO DE SEGMENTOS NODAIS DE Anacardium othonianum RIZZ., ORIUNDOS DE SEMENTES ARMAZENADAS POR DIFERENTES PERÍODOS

Leia mais

ENRAIZAMENTO IN VITRO E ACLIMATIZAÇAO EM VERMICULITA DE PIMENTA- DO-REINO (Piper nigrum L.)

ENRAIZAMENTO IN VITRO E ACLIMATIZAÇAO EM VERMICULITA DE PIMENTA- DO-REINO (Piper nigrum L.) ENRAIZAMENTO IN VITRO E ACLIMATIZAÇAO EM VERMICULITA DE PIMENTA- DO-REINO (Piper nigrum L.) AMARAL, Leila Márcia Souza ; LEMOS, Oriel Filgueira de ; MELO, Elane Cristina Amoras, ALVES, Sérgio Augusto Oliveira,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO in vitro DE BROTAÇÕES DE CAFEEIRO EM DIFERENTES MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO DE PLANTA

DESENVOLVIMENTO in vitro DE BROTAÇÕES DE CAFEEIRO EM DIFERENTES MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO DE PLANTA Scientia Agraria ISSN 1519-1125 (printed) and 1983-2443 (on-line) JESUS, A. M. S. et al. Desenvolvimento in vitro de brotações... DESENVOLVIMENTO in vitro DE BROTAÇÕES DE CAFEEIRO EM DIFERENTES MEIOS DE

Leia mais

MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CHEROKEE : EFEITO DE MEIOS DE CULTURA, CINETINA E GA 3

MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CHEROKEE : EFEITO DE MEIOS DE CULTURA, CINETINA E GA 3 MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA CHEROKEE : EFEITO DE MEIOS DE CULTURA, CINETINA E RESUMO ABSTRACT Fabíola Villa 1 Moacir Pasqual 2 Leila Aparecida Salles Pio 1 Grazielle Sales Teodoro 3 Luzia

Leia mais

INFLUÊNCIA DOS ÁCIDOS NAFTALENO ACÉTICO E ÁCIDO INDOL BUTÍRICO (AUXINAS) NO DESENVOLVIMENTO

INFLUÊNCIA DOS ÁCIDOS NAFTALENO ACÉTICO E ÁCIDO INDOL BUTÍRICO (AUXINAS) NO DESENVOLVIMENTO INFLUÊNCIA DOS ÁCIDOS NAFTALENO ACÉTICO E ÁCIDO INDOL BUTÍRICO (AUXINAS) NO DESENVOLVIMENTO in vitro DE PLÂNTULAS DE Cyrtopodium saintlegerianum Rchb. F. (ORCHIDACEAE) RESUMO Daniella de Jesus Mendes 1

Leia mais

Efeito das concentrações de vitaminas e reguladores de crescimento no superbrotamento da cultivar BRS-verde

Efeito das concentrações de vitaminas e reguladores de crescimento no superbrotamento da cultivar BRS-verde REVISTA DE BIOLOGIA E CIÊNCIAS DA TERRA ISSN 1519-5228 Volume 8 - Número 2-2º Semestre 2008 Efeito das concentrações de vitaminas e reguladores de crescimento no superbrotamento da cultivar BRS-verde Nara

Leia mais

Evaluation of asepsis, agar concentration and culture medium composition methods for in vitro propagation of Pimpinella anisum (Linn.

Evaluation of asepsis, agar concentration and culture medium composition methods for in vitro propagation of Pimpinella anisum (Linn. Avaliação de métodos de esterilização, concentração de ágar e composição de meio de cultura para propagação in vitro de Pimpinella anisum (Linn.) Apiaceae Evaluation of asepsis, agar concentration and

Leia mais

ÉPOCA DE COLETA DE EXPLANTES E FITOREGULADORES NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE CITRONELA DE JAVA

ÉPOCA DE COLETA DE EXPLANTES E FITOREGULADORES NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE CITRONELA DE JAVA Scientia Agraria ISSN 1519-1125 (printed) and 1983-2443 (on-line) SCHERER-SALVARO, L.M. et al. Época de coleta de explantes... ÉPOCA DE COLETA DE EXPLANTES E FITOREGULADORES NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE

Leia mais

MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA

MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA Scientia Agraria ISSN 1519-1125 (printed) and 1983-2443 (on-line) VILLA, F. et al. Meio de cultura e reguladores... MEIOS DE CULTURA E REGULADORES DE CRESCIMENTO NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE AMOREIRA-PRETA

Leia mais

2 Eng. Agr.Dr.ª, INTEC/URCAMP, Bagé, RS; 3 Bióloga, Mestranda em Fruticultura de Clima Temperado, UFPEL.

2 Eng. Agr.Dr.ª, INTEC/URCAMP, Bagé, RS; 3 Bióloga, Mestranda em Fruticultura de Clima Temperado, UFPEL. ACLIMATAÇÃO DE MUDAS DE MORANGUEIRO (FRAGARIA X ANANASSA DUCH.) CV. OSO GRANDE PROVENIENTES DA MICROPROPAGAÇÃO IN VITRO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE BENZILAMINOPURINA (BAP) E SUBSTRATOS PORTELA, Isabelita

Leia mais

INDUÇÃO DE CALOS EM TRÊS VARIEDADES DE BATATA-DOCE

INDUÇÃO DE CALOS EM TRÊS VARIEDADES DE BATATA-DOCE INDUÇÃO DE CALOS EM TRÊS VARIEDADES DE BATATA-DOCE Rômulo Magno Oliveira de Freitas Aluno de Agronomia do Departamento de Ciências Vegetais, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Mossoró-RN, Brazil;

Leia mais

Temperatura, luz e desinfecção na germinação das sementes de Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera

Temperatura, luz e desinfecção na germinação das sementes de Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera Temperatura, luz e desinfecção na germinação das sementes de Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera Temperature, light and desinfection on seeds germination of Gochnatia polymorpha (Less.) Cabrera Daniele

Leia mais

REGENERAÇÃO IN VITRO DE ESPINHEIRA-SANTA (Maytenus ilicifolia Mart.)

REGENERAÇÃO IN VITRO DE ESPINHEIRA-SANTA (Maytenus ilicifolia Mart.) REGENERAÇÃO IN VITRO DE ESPINHEIRA-SANTA (Maytenus ilicifolia Mart.) FLORES, Rejane 1 ; STEFANELLO, Suzana 2 ; FRANCO, Elcí T. H. 3 ; MANTOVANI, Nilton 4 1 Aluna do Curso de Pós-Graduação em Agronomia

Leia mais

Crescimento in vitro de Chrysopogon zizanioides (capim vetiver) e Cymbopogon winterianus (capim citronela) sob presença de metais pesados

Crescimento in vitro de Chrysopogon zizanioides (capim vetiver) e Cymbopogon winterianus (capim citronela) sob presença de metais pesados Crescimento in vitro de Chrysopogon zizanioides (capim vetiver) e Cymbopogon winterianus (capim citronela) sob presença de metais pesados Ludmila Mª G. G. de Camargos (1) ; Ricardo Monteiro Corrêa (2)

Leia mais

INFLUENCIA DE BAP E ANA NA FORMAÇÃO DE CALOS DE Jatropha curcas L. INTRODUÇÃO

INFLUENCIA DE BAP E ANA NA FORMAÇÃO DE CALOS DE Jatropha curcas L. INTRODUÇÃO Página 270 INFLUENCIA DE BAP E ANA NA FORMAÇÃO DE CALOS DE Jatropha curcas L. Wesley Machado 1, Andréa Almeida Carneiro 2 e Gracielle Teodora da Costa Pinto Coelho 3 1 Agrônomo, Pós-graduando em Biotecnologia,

Leia mais

Produção de Batata-Semente em Sistema de Canteiros.

Produção de Batata-Semente em Sistema de Canteiros. Produção de Batata-Semente em Sistema de Canteiros. Ricardo Monteiro Corrêa 1 ; José Eduardo Brasil Pereira Pinto 1 ; Érika Soares Reis 1, Aline Beraldo Monteiro 1 ; Jorge Henrique Chagas 1 ; Hellen Cristina

Leia mais

VARIAÇÕES CLONAIS EM CULTURA DE TECIDOS DE Phyllanthus tenellus ROXB., UMA PLANTA MEDICINAL

VARIAÇÕES CLONAIS EM CULTURA DE TECIDOS DE Phyllanthus tenellus ROXB., UMA PLANTA MEDICINAL ISSN 98-49 - Volume 4 Número VARIAÇÕES CLONAIS EM CULTURA DE TECIDOS DE Phyllanthus tenellus ROXB., UMA PLANTA MEDICINAL Cristiane Pimentel Victório ; Celso Luiz Salgueiro Lage RESUMO - O padrão de desenvolvimento

Leia mais

Desinfestação de Explantes de Videira cv. Niagara Rosada Visando Estabelecimento In Vitro

Desinfestação de Explantes de Videira cv. Niagara Rosada Visando Estabelecimento In Vitro Anais do VIII Seminário de Iniciação Científica e V Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS 10 a 12 de novembro de 2010 Desinfestação de Explantes de Videira cv. Niagara Rosada

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE BAP E ANA NA PROPAGAÇÃO IN VITRO DA FIGUEIRA (Ficus carica L.) 1

EFEITO DE DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE BAP E ANA NA PROPAGAÇÃO IN VITRO DA FIGUEIRA (Ficus carica L.) 1 EFEITO DE DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE BAP E ANA NA PROPAGAÇÃO IN VITRO DA FIGUEIRA (Ficus carica L.) 1 GRAZIELLA RIBEIRO BRUM ADRIANO BORTOLOTTI DA SILVA MOACIR PASQUAL 3 RESUMO Objetivou-se com este trabalho

Leia mais

EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA

EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA Autores: Jéssica Tainara IGNACZUK 1, Leandro Luiz MARCUZZO 2 Identificação

Leia mais

ISSN Dezembro, Micropropagação e Cultivo in vitro de Gramíneas Forrageiras Tropicais

ISSN Dezembro, Micropropagação e Cultivo in vitro de Gramíneas Forrageiras Tropicais 142 ISSN 1516-7453 Dezembro, 2010 Micropropagação e Cultivo in vitro de Gramíneas Forrageiras Tropicais ISSN 1516 7453 Dezembro, 2010 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Gado de Leite Ministério

Leia mais

Efeito de diferentes antioxidantes e luminosidade no controle da oxidação e multiplicação in vitro de genótipos de cana-de-açúcar

Efeito de diferentes antioxidantes e luminosidade no controle da oxidação e multiplicação in vitro de genótipos de cana-de-açúcar ISSN 0798 1015 HOME Revista ESPACIOS! ÍNDICES! A LOS AUTORES! Vol. 38 (Nº 47) Ano 2017. Pág. 22 Efeito de diferentes antioxidantes e luminosidade no controle da oxidação e multiplicação in vitro de genótipos

Leia mais

Formulário para submissão de trabalho

Formulário para submissão de trabalho Dados do Trabalho e do (a) Orientador (a) Formulário para submissão de trabalho Título do Projeto: Avaliação de substratos de germinação de rosa (Rosa sp.) variedade arco-íris Nível de Ensino: Graduação

Leia mais

MICROPROPAGAÇÃO A DESINFECÇÃO DOS INSTRUMENTOS

MICROPROPAGAÇÃO A DESINFECÇÃO DOS INSTRUMENTOS MICROPROPAGAÇÃO A DESINFECÇÃO DOS INSTRUMENTOS Como indicado no Guia 8 0: Micropropagação no laboratório de ensino, as técnicas de cultivo de tecidos vegetais consistem na transferência de um explante

Leia mais

POTENCIAL DE MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE CULTIVARES DE FRAMBOESEIRA 1

POTENCIAL DE MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE CULTIVARES DE FRAMBOESEIRA 1 280 COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA POTENCIAL DE MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE CULTIVARES DE FRAMBOESEIRA 1 ROBERTO PEDROSO DE OLIVEIRA 2, ANTONIO FERNANDO PACHECO NINO 3 RESUMO - Objetivou-se avaliar o potencial de

Leia mais

Germinação in vitro de embriões zigóticos e sementes de nim indiano (Azadirachta indica A. Juss.)

Germinação in vitro de embriões zigóticos e sementes de nim indiano (Azadirachta indica A. Juss.) Germinação in vitro de embriões zigóticos e sementes de nim indiano (Azadirachta indica A. Juss.) 1 LÉDO, A.S. 1 ; BLANK, A.F. 2 ; BARBOZA, S.B.S.C. 3 ; RANGEL, M.S.A. 4 ; LÉDO, C.A.S. 5 1Embrapa Tabuleiros

Leia mais

Comparação de Diferentes Sistemas de Cultivo in vitro na Multiplicação e Alongamento de Eucalyptus Saligna Smith

Comparação de Diferentes Sistemas de Cultivo in vitro na Multiplicação e Alongamento de Eucalyptus Saligna Smith Comparação de Diferentes Sistemas de Cultivo in vitro na Multiplicação e Alongamento de Eucalyptus Saligna Smith Caroline Ribeiro Tunes 1 e Gessiel Newton Scheidt 2 1 Aluno do Curso de Biotecnologia; Campus

Leia mais

INDUÇÃO IN VITRO DE RAÍZES ADVENTÍCIAS EM EXPLANTES DE SALIX (Salix humboldtiana Willdenow)

INDUÇÃO IN VITRO DE RAÍZES ADVENTÍCIAS EM EXPLANTES DE SALIX (Salix humboldtiana Willdenow) 82 INDUÇÃO IN VITRO DE RAÍZES ADVENTÍCIAS EM EXPLANTES DE SALIX (Salix humboldtiana Willdenow) IN VITRO INDUCTION OF ADVENTICIOUS ROOTS IN SALIX (Salix humboldtiana Willdenow) EXPLANTS Vespasiano Borges

Leia mais

AGENTES DESINFESTANTES NO PROCESSO DE MICROPROPAGAÇÃO DA AMORA PRETA (RUBUS SSP)

AGENTES DESINFESTANTES NO PROCESSO DE MICROPROPAGAÇÃO DA AMORA PRETA (RUBUS SSP) AGENTES DESINFESTANTES NO PROCESSO DE MICROPROPAGAÇÃO DA AMORA PRETA (RUBUS SSP) DISINFESTATION AGENTS IN THE MICROPROPAGATION PROCESS OF BLACKBERRY (RUBUS SSP) RAFAELLY CALSAVARA MARTINS Mestranda em

Leia mais

MULTIPLICAÇÃO in vitro DA AMOREIRA-PRETA ÉBANO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE MEIO MS E BAP

MULTIPLICAÇÃO in vitro DA AMOREIRA-PRETA ÉBANO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE MEIO MS E BAP MULTIPLICAÇÃO in vitro DA AMOREIRA-PRETA ÉBANO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES DE MEIO MS E BAP In vitro multiplication of blackberry (Rubus sp.) ÉBANO in diferents MS medium concentrations and BAP Fabíola

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ BRUNO NOBUYA KATAYAMA GOBARA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ BRUNO NOBUYA KATAYAMA GOBARA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ BRUNO NOBUYA KATAYAMA GOBARA CALOGÊNESE A PARTIR DE SEGMENTOS DE EPICÓTILOS E RAÍZES DE MOGNO (Swietenia macrophylla King) CURITIBA 2011 BRUNO NOBUYA KATAYAMA GOBARA CALOGÊNESE

Leia mais

CITOCININAS NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE HORTELÃ- PIMENTA.

CITOCININAS NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE HORTELÃ- PIMENTA. UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE AGRONOMIA FERNANDA DE MELO MUNDIM CITOCININAS NA MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE HORTELÃ- PIMENTA. Uberlândia MG Setembro 2013 FERNANDA

Leia mais

REGENERAÇÃO IN VITRO DE Oncidium leucochilum BATEM. EX LINDL. (ORCHIDACEAE).

REGENERAÇÃO IN VITRO DE Oncidium leucochilum BATEM. EX LINDL. (ORCHIDACEAE). REGENERAÇÃO IN VITRO DE Oncidium leucochilum BATEM. EX LINDL. (ORCHIDACEAE). ALESSANDRO IGLIKOSKI BERNARDI 1, RODRIGO CAETANO DA SILVA 1, ANDRÉ LUÍS LOPES DA SILVA 2, AUREA PORTES FERRIANI 3. 1- Acadêmico

Leia mais

GERMINAÇÃO E MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE Campomanesia adamantium

GERMINAÇÃO E MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE Campomanesia adamantium GERMINAÇÃO E MULTIPLICAÇÃO IN VITRO DE Campomanesia adamantium Thamiris Gatti Déo 1 ; Ademir Goelzer 1 ; Leandro Darc da Silva 2 ; Cláudia Roberta Damiani 3 UFGD-FCBA, C. Postal 533, 79804-970 Dourados-MS,

Leia mais

BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento. Aula 12b: Propagação Vegetativa

BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento. Aula 12b: Propagação Vegetativa BV581 - Fisiologia Vegetal Básica - Desenvolvimento Prof. Marcelo C. Dornelas Aula 12b: Propagação Vegetativa A propagação vegetativa como um processo de manutenção da diversidade Ao contrário da reprodução

Leia mais

GERMINAÇÃO in vitro DE Catasetum juruenense HOEHNE (ORCHIDACEAE) COM VARIAÇOES DE ph

GERMINAÇÃO in vitro DE Catasetum juruenense HOEHNE (ORCHIDACEAE) COM VARIAÇOES DE ph GERMINAÇÃO in vitro DE Catasetum juruenense HOEHNE (ORCHIDACEAE) COM VARIAÇOES DE ph In vitro GERMINATION Catasetum juruenense HOEHNE (ORCHIDACEAE) WITH VARIATIONS IN ph MIRANDA 1, Daniel Pereira; VIEIRA

Leia mais

MURICI-PEQUENO (Byrsonima intermedia A. Juss.)

MURICI-PEQUENO (Byrsonima intermedia A. Juss.) 366 INDUÇÃO DE CALOS NOGUEIRA, EM EXPLANTES R. C. et al. FOLIARES DE MURICI-PEQUENO (Byrsonima intermedia A. Juss.) Calli induction from leaf explants of murici-pequeno (Byrsonima intermedia A. Juss.)

Leia mais

Concentrações de reguladores vegetais no estiolamento in vitro de ananás do campo

Concentrações de reguladores vegetais no estiolamento in vitro de ananás do campo Concentrações de reguladores vegetais no estiolamento in vitro de ananás do campo Concentrations of plant regulators in the blanching in vitro of pineapple of the field Márcia Maria Dias 1 *; Moacir Pasqual

Leia mais

Propagação in vitro de Sacha inchi - NOTA -

Propagação in vitro de Sacha inchi - NOTA - Ciência 1168 Rural, Santa Maria, v.42, n.7, p.1168-1172, jul, 2012 Bordignon et al. ISSN 0103-8478 Propagação in vitro de Sacha inchi In vitro propagation of Sacha inchi Stevan Ricardo Bordignon I Glaucia

Leia mais

Citocininas na multiplicação in vitro de hortelã-pimenta (Mentha x Piperita L.)

Citocininas na multiplicação in vitro de hortelã-pimenta (Mentha x Piperita L.) 533 Citocininas na multiplicação in vitro de hortelã-pimenta (Mentha x Piperita L.) ASMAR, S. A.* 1 ; RESENDE, R. F. 1 ; ARARUNA, E. C. 1 ; MORAIS, T. P. 1 ; LUZ, J. M. Q. 1 1 Universidade Federal de Uberlândia

Leia mais

Estabelecimento in vitro de Ocotea odorifera, O. catharinensis e O. porosa

Estabelecimento in vitro de Ocotea odorifera, O. catharinensis e O. porosa Estabelecimento in vitro de Ocotea odorifera, O. catharinensis e O. porosa Aline Moritz (1,2), Juliana Degenhardt (3), Leonardo Ferreira Dutra (4), Fabrício Augusto Hansel (3), Bruno Henrique de Lima (2),

Leia mais

Revista Ceres ISSN: X Universidade Federal de Viçosa Brasil

Revista Ceres ISSN: X Universidade Federal de Viçosa Brasil Revista Ceres ISSN: 0034-737X ceresonline@ufv.br Universidade Federal de Viçosa Brasil Gomes de Araújo, Aparecida; Pasqual, Moacir; Villa, Fabíola; Carvalho Costa, Fernanda ÁGUA DE COCO E POLPA DE BANANA

Leia mais

INDUÇÃO DE CALOS EM ANTERAS DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CULTIVADAS IN VITRO. CALLUS INDUCTION FROM ANTHER CULTURES OF COFFEE (Coffea arabica L.

INDUÇÃO DE CALOS EM ANTERAS DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CULTIVADAS IN VITRO. CALLUS INDUCTION FROM ANTHER CULTURES OF COFFEE (Coffea arabica L. INDUÇÃO DE CALOS EM ANTERAS DE CAFÉ (Coffea arabica L.) CULTIVADAS IN VITRO MOACIR PASQUAL 1 ANNA LYGIA DE REZENDE MACIEL 2 KARINA PEREIRA DE CAMPOS 3 EDILENE CARVALHO SANTOS 3 RONILDA JULIANA CORDEIRO

Leia mais

GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE NONI (Morinda citrifolia L.) GERMINATION IN VITRO NONI SEEDS (Morinda citrifolia L.)

GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE NONI (Morinda citrifolia L.) GERMINATION IN VITRO NONI SEEDS (Morinda citrifolia L.) GERMINAÇÃO IN VITRO DE SEMENTES DE NONI (Morinda citrifolia L.) Ruth Ferreira¹ Tatiane Lemos Varella 1 Viviane Luiza Hunhoff 1 Maurecilne Lemes da Silva 2 RESUMO: A espécie Morinda citrifolia L. comumente

Leia mais

Palavras-chave: Babosa, cultura de tecidos, propagação in vitro.

Palavras-chave: Babosa, cultura de tecidos, propagação in vitro. Julho a Setembro de 2016 302 Desenvolvimento de protocolos para micropropagação de Aloe vera L. Guilherme Borghetti Calixto 1 Resumo: A babosa (Aloe vera L.) é uma planta com inúmeras aplicações dentro

Leia mais

PROPAGAÇÃO IN VITRO DE PORTA-ENXERTO DE MACIEIRA (MALUS PRUNIFOLIA) CV. MARUBAKAIDO: EFEITO DE BENZILAMINOPURINA E ÁCIDO GIBERÉLICO 1

PROPAGAÇÃO IN VITRO DE PORTA-ENXERTO DE MACIEIRA (MALUS PRUNIFOLIA) CV. MARUBAKAIDO: EFEITO DE BENZILAMINOPURINA E ÁCIDO GIBERÉLICO 1 PROPAGAÇÃO IN VITRO DE PORTA-ENXERTO DE MACIEIRA (MALUS PRUNIFOLIA) CV. MARUBAKAIDO: EFEITO DE BENZILAMINOPURINA E ÁCIDO GIBERÉLICO 1 SOUZA, Letiele Bruck de 2 ; COGO, Maurício Ricardo de Melo 2 ; SANTOS,

Leia mais

INFLUENCIA DE FUNGOS MICORRÍZICOS NA ACLIMATAÇÃO E REINTRODUÇÃO DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS DO GÊNERO ENCYCLIA OBTIDAS POR PROPAGAÇÃO IN VITRO.

INFLUENCIA DE FUNGOS MICORRÍZICOS NA ACLIMATAÇÃO E REINTRODUÇÃO DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS DO GÊNERO ENCYCLIA OBTIDAS POR PROPAGAÇÃO IN VITRO. INFLUENCIA DE FUNGOS MICORRÍZICOS NA ACLIMATAÇÃO E REINTRODUÇÃO DE PLÂNTULAS DE ORQUÍDEAS DO GÊNERO ENCYCLIA OBTIDAS POR PROPAGAÇÃO IN VITRO. GISELE JOZINA RESENDE DINIZ MELO¹, GILCILENE TONUSSE 2, MARÍLIA

Leia mais

Protocolo de Micropropagação para as Espécies Piper hispidinervum e P. aduncum

Protocolo de Micropropagação para as Espécies Piper hispidinervum e P. aduncum ISSN 0100-9915 Protocolo de Micropropagação para as Espécies Piper hispidinervum e P. aduncum 63 Rio Branco, AC Setembro, 2012 Autores Andréa Raposo Bióloga, D. Sc., Embrapa Acre, andrea. raposo@embrapa.br

Leia mais

Germinação in vitro de sementes de mogango (Cucurbita pepo L.) - Cucurbitaceae

Germinação in vitro de sementes de mogango (Cucurbita pepo L.) - Cucurbitaceae Germinação in vitro de sementes de mogango (Cucurbita pepo L.) - Cucurbitaceae André Luís Lopes da Silva 1, Dilson Antônio Bisognin 2, Cícero João Barriquello 3, Carlos Evandro Leite Ritter 3 1 Biólogo,

Leia mais