PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM PROFA. JAQUELINE SANTOS PICETTI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM PROFA. JAQUELINE SANTOS PICETTI"

Transcrição

1 PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM PROFA. JAQUELINE SANTOS PICETTI

2 APRENDIZAGEM NA PERSPECTIVA HUMANISTA CARL ROGERS

3 Dá grande importância às experiências da pessoa, a seus sentimentos e valores. As ideias se desenvolveram a partir da prática terapêutica, para depois passar para a prática pedagógica. TEORIA NÃO-DIRETIVA.

4 As pessoas já possuem dentro de si as possibilidades para a saúde e o crescimento cognitivo. As pessoas só não se desenvolvem se sofrerem influências negativas da família e da sociedade. Ao assumir a responsabilidade por sua vida, o indivíduo pode emergir como uma nova pessoa, guiando-se para a auto-realização.

5 O HOMEM É: Humanismo - bom racional livre

6 A estrutura da personalidade é baseada no organismo e no self. A teoria é centrada na pessoa e a resolução dos problemas está dentro da pessoa. Ensino centrado no aluno. Ele quem aprende.

7 A pessoa como um todo inclui-se no fato da aprendizagem. A aprendizagem é penetrante, pois suscita modificação no comportamento, nas atitudes, na personalidade. É avaliada pelo educando.

8 CONDIÇÕES DE APRENDIZAGEM: Confiança na capacidade dos outros de aprender por si mesmos. O professor-facilitador partilha com os estudantes a responsabilidade pelo processo de aprendizagem. O professor provê os recursos da aprendizagem.

9 CONDIÇÕES DE APRENDIZAGEM: O aluno escolhe o seu próprio programa de estudo. Clima facilitador de aprendizagem aprender com os outros é tão importante quanto aprender com os livros...

10 CONDIÇÕES DE APRENDIZAGEM: O foco da aprendizagem não está no conteúdo, mas em favorecer de um processo contínuo de aprendizagem. A disciplina é responsabilidade do aluno. A avaliação é feita pelo próprio aprendiz no máximo pode ser auxiliada por membros do grupo ou pelo professor.

11 PRINCÍPIOS PIOS DA APRENDIZAGEM: 1. Todos temos potencialidade para aprender. Temos curiosidade natural para aprender. Se houver ambiente favorável, aprendemos. 2. A aprendizagem é significativa quando o aluno percebe a relevância do que estuda. 3. A aprendizagem é uma mudança na organização do self e na percepção de si mesmo por isso, tende a provocar resistência.

12 PRINCÍPIOS PIOS DA APRENDIZAGEM: 4. A maior parte da aprendizagem significativa é adquirida na prática. 5. O aluno aprenderá melhor quando buscar o conhecimento de acordo com seus interesses e do seu ritmo pessoal. 6. A avaliação é feita pelo aprendiz. 7. O professor facilita a aprendizagem do aluno.

13 QUALIDADES FACILITADORAS DA APRENDIZAGEM: Autenticidade do facilitador da aprendizagem Apreço, aceitação e confiança interessar-se pelos seus sentimentos, opiniões, sua pessoa, os aceitando como são. Compreensão empática o professor deve compreender o aluno como ele é.

14 ESTRATÉGIAS PARA PROMOVER A LIBERDADE: Edificar sobre problemas percebidos como reais descobrir os problemas que afligem os alunos e trabalhar com eles. Promover recursos oferecer livros para o manuseio, artigos, equipamentos... o professor deve estar sempre a disposição dos alunos, ser um consultor. Uso de contratos - auxilia os alunos na elaboração de metas e os ajuda na auto-avaliação.

15 ESTRATÉGIAS PARA PROMOVER A LIBERDADE: Divisão em grupos seguirem o ritmo e o estilo de aprendizagem de cada aluno. Organização de grupos de facilitadores de aprendizagem agrupar os alunos em torno de interesses ou temas comuns. Orientação de pesquisa Simulação como tipo de aprendizagem

16 ESTRATÉGIAS PARA PROMOVER A LIBERDADE: Auto-avaliação o aluno escolhe os critérios, os objetivos e avalia os pontos que alcançou e se aprendeu. Revisão do contrato de trabalho

17 PRINCÍPIOS PSICOLÓGICOS CENTRADOS NO ALUNO A aprendizagem é mais efetiva quando é um processo intencional de construção de significado a partir da própria experiência. Os alunos devem ter objetivos na aprendizagem. Cada aluno organiza e constrói o conhecimento de acordo com suas experiências significativas anteriores.

18 PRINCÍPIOS PSICOLÓGICOS CENTRADOS NO ALUNO Os alunos bem sucedidos usam pensamento estratégico na aprendizagem. Pensar sobre o pensamento facilita o pensamento criativo e crítico e desenvolve habilidades. A motivação e as emoções influem na aprendizagem.

19 PRINCÍPIOS PSICOLÓGICOS CENTRADOS NO ALUNO A aprendizagem é influenciada pelo contexto ambiental e depende das interações sociais e comunicações com os outros. Devem-se respeitar e valorizar as diferenças individuais. Avaliação contínua e que orienta a aprendizagem.

JORNADAS DE REFLEXÃO. 6 e 7 de Setembro 2012

JORNADAS DE REFLEXÃO. 6 e 7 de Setembro 2012 JORNADAS DE REFLEXÃO 6 e 7 de Setembro 2012 Formação Científica Sólida BOM POFESSOR Competências Pedagógicas Envolvimento e Sucesso dos Alunos CONCEITO DE ANDRAGOGIA PEDAGOGIA ANDRAGOGIA Educação de Adultos

Leia mais

em-significativa/ Aprendizagem Significativa

em-significativa/ Aprendizagem Significativa http://www.infoescola.com/educacao/aprendizag em-significativa/ Aprendizagem Significativa Por Ricardo Normando Ferreira de Paula Sobre a aprendizagem significativa de Rogers, afirma-se que a sugestão

Leia mais

PSICOLOGIA HUMANISTA. CARL ROGERS e a Abordagem Centrada na Pessoa

PSICOLOGIA HUMANISTA. CARL ROGERS e a Abordagem Centrada na Pessoa PSICOLOGIA HUMANISTA CARL ROGERS e a Abordagem Centrada na Pessoa -Nasceu em Oak Park, em 1902 -Família protestante altamente conservadora -Formação acadêmica: Universidade de Wisconsin; Seminário Teológico

Leia mais

EPISTEMOLOGIA E PEDAGOGIA. Profa. Jaqueline Santos Picetti

EPISTEMOLOGIA E PEDAGOGIA. Profa. Jaqueline Santos Picetti EPISTEMOLOGIA E PEDAGOGIA Profa. Jaqueline Santos Picetti Existem três diferentes formas de conceber a relação ensino/aprendizagem: Empirismo Pedagogia Diretiva Apriorismo Pedagogia Não-Diretiva Interacionismo/Construtivismo

Leia mais

- estabelecer um ambiente de relações interpessoais que possibilitem e potencializem

- estabelecer um ambiente de relações interpessoais que possibilitem e potencializem O desenvolvimento social e cognitivo do estudante pressupõe que ele tenha condições, contando com o apoio dos educadores, de criar uma cultura inovadora no colégio, a qual promova o desenvolvimento pessoal

Leia mais

Rodas de Histórias como espaços de Interações e Brincadeira A experiência do Projeto Paralapracá em Olinda

Rodas de Histórias como espaços de Interações e Brincadeira A experiência do Projeto Paralapracá em Olinda Rodas de Histórias como espaços de Interações e Brincadeira A experiência do Projeto Paralapracá em Olinda A proposta pedagógica das instituições de Educação Infantil deve ter como objetivo garantir à

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: Centro de Comunicação e Letras Curso: Publicidade e Propaganda Disciplina: PSICOLOGIA DO CONSUMIDOR I Professor(es): NORA ROSA RABINOVICH Carga horária: 34 h/a. (25,5 h). Ementa:

Leia mais

23/08/2013. Pedagogia. Sete princípiosde diferenciaçãoda qualidade profissional docente conforme Pinheiro (2013):

23/08/2013. Pedagogia. Sete princípiosde diferenciaçãoda qualidade profissional docente conforme Pinheiro (2013): Pedagogia Profª Adriana Barroso de Azevedo Planejamento das atividades de ensino: processo de construção de aula e ambiência de aprendizagem Do ensinar conteúdos à ambiência da aprendizagem desafios da

Leia mais

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa

Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Colectiva. Crianças e Adolescentes. Variável. Nome da prova: Autor(es): Versão: Portuguesa Nome da prova: Autor(es): Versão: Tipo de aplicação: População: Tempo de aplicação: Objectivos: Materiais incluídos no jogo (kit) completo: Construir o Futuro (I, II, III e IV) Pinto et al. Portuguesa

Leia mais

PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS. Educação infantil Creche e pré escolas

PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS. Educação infantil Creche e pré escolas PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS Educação infantil Creche e pré escolas O QUE É? Os Parâmetros Curriculares Nacionais - PCN - são referências de qualidade para os Ensinos Fundamental e Médio do país,

Leia mais

Serviço de Psicologia Externato da Luz

Serviço de Psicologia Externato da Luz Serviço de Psicologia Externato da Luz Índice Apresentação do Programa 3 Estrutura do Programa 4 Portefólio e Blogue Interactivo 5 Implementação do Programa 7 Grupos, horários e respectivos orientadores

Leia mais

A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL

A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL A MEDIAÇÃO PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: UMA ANÁLISE DO CURSO DE TURISMO DA CATÓLICA VIRTUAL Camila Carvalho Sandra Bessa ESTRUTURA INTRODUÇÃO REFERENCIAL TEÓRICO METODOLOGIA

Leia mais

Curso: Pedagogia Componente Curricular: Psicologia da Educação Carga Horária: 50 horas. Semestre letivo/ Módulo. Professor(es):

Curso: Pedagogia Componente Curricular: Psicologia da Educação Carga Horária: 50 horas. Semestre letivo/ Módulo. Professor(es): FACULDADE SUMARÉ PLANO DE ENSINO Curso: Pedagogia Componente Curricular: Psicologia da Educação Carga Horária: 50 horas Semestre letivo/ Módulo Professor(es): Período: 1º Semestre / 2015 Ementa s Estudos

Leia mais

Jogos Educativos. Joceline Mausolff Grübel. Marta Rosecler Bez. Centro Universitário Feevale

Jogos Educativos. Joceline Mausolff Grübel. Marta Rosecler Bez.  Centro Universitário Feevale Jogos Educativos Joceline Mausolff Grübel joceline.grubel@gmail.com Marta Rosecler Bez martabez@feevale.br Centro Universitário Feevale Novo Hamburgo, novembro de 2006. Roteiro Introdução A importância

Leia mais

TEMA DA AULA DE HOJE: TEORIAS HUMANISTAS APRESENTAÇÃO: NECESSIDADE DE OUTRAS VERTENTES PSICOLÓGICAS: Contextualização

TEMA DA AULA DE HOJE: TEORIAS HUMANISTAS APRESENTAÇÃO: NECESSIDADE DE OUTRAS VERTENTES PSICOLÓGICAS: Contextualização APRESENTAÇÃO: TEMA DA AULA DE HOJE: TEORIAS HUMANISTAS Psicologia da Educação I Profa. Elisabete Martins da Fonseca Contextualização PSICOLOGIA NA DÉCADA DE 1950 FORTEMENTE INFLUENCIADA POR DUAS VERTENTES:

Leia mais

Psicologia da Educação

Psicologia da Educação Psicologia da Educação Motivação na Sala de Aula MOTIVAÇÃO E LEI DO EFEITO O MOTIVO E AS SUAS COMPONENTES TIPOS DE MOTIVOS MOTIVAÇÃO E CONFLITO MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO O PAPEL DO PROFESSOR Copyright,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO E DA INFORMAÇÃO NA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DE ESTUDANTES EM PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO

A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO E DA INFORMAÇÃO NA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DE ESTUDANTES EM PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO A IMPORTÂNCIA DA AVALIAÇÃO E DA INFORMAÇÃO NA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL DE ESTUDANTES EM PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO PASSOS, Huana Freire Cirilo, Universidade Federal da Paraíba, Discente colaborador,

Leia mais

Competência Interpessoal e Trabalho em Equipe. Rebeca Ribeiro de Barcellos, MSc.

Competência Interpessoal e Trabalho em Equipe. Rebeca Ribeiro de Barcellos, MSc. Competência Interpessoal e Trabalho em Equipe Rebeca Ribeiro de Barcellos, MSc. Interação humana Pessoas reagem às pessoas com as quais entram em contato: - Comunicam-se - Simpatizam e sentem atrações

Leia mais

Metodologias ativas na EaD. Sandra Rodrigues

Metodologias ativas na EaD. Sandra Rodrigues Metodologias ativas na EaD Sandra Rodrigues Metodologias ativas na EaD EaD no Brasil principais características Caminhos naturais para aprendizagem ativa nessa modalidade Participação e engajamento como

Leia mais

As boas práticas de participação

As boas práticas de participação As boas práticas de participação Clique para editar o estilo do subtítulo mestre popular no Poder Legislativo Regina Medeiros PUC Minas repameca@pucminas.br Participação Juvenil no legislativo local e

Leia mais

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Educação Física Disciplina: Psicologia Educacional: Desenvolvimento e Aprendizagem Professor: Rita Rejane Soares Melo E-mail: ritarejanemelo@yahoo.com.br

Leia mais

Prof. Dr. Carlos Alberto Lazarini Faculdade de Medicina de Marília - Famema

Prof. Dr. Carlos Alberto Lazarini Faculdade de Medicina de Marília - Famema Prof. Dr. Carlos Alberto Lazarini Faculdade de Medicina de Marília - Famema Baseia-se na forma de desenvolver o processo de aprender utilizando experiências reais ou simuladas, com capacidade para solucionar

Leia mais

COMO É QUE APRENDES? TIPOS DE APRENDIZAGEM FORMAÇÃO

COMO É QUE APRENDES? TIPOS DE APRENDIZAGEM FORMAÇÃO F2 FORMAÇÃO APRENDES MELHOR ATRAVÉS DA OBSERVAÇÃO, OUVINDO OU PRATICANDO A INFORMAÇÃO QUE RECEBES? Todos somos diferentes quando se trata de aprendizagem e retenção de informação. Existem vários estilos

Leia mais

ESCOLA SONHO DE CRIANÇA PROPOSTA PEDAGÓGICA DA ESCOLA SONHO DE CRIANÇA

ESCOLA SONHO DE CRIANÇA PROPOSTA PEDAGÓGICA DA ESCOLA SONHO DE CRIANÇA PROPOSTA PEDAGÓGICA DA ESCOLA SONHO DE CRIANÇA A visão de educação da Escola Sonho de Criança é de concepção humanista, já que valoriza o ser humano no desenvolvimento das suas potencialidades. Acreditamos

Leia mais

Novas Propostas Pedagógicas ou Abordagens para o Ensino. Profa. Dra. Edna Maura Zuffi Depto. Matemática ICMC- USP

Novas Propostas Pedagógicas ou Abordagens para o Ensino. Profa. Dra. Edna Maura Zuffi Depto. Matemática ICMC- USP Novas Propostas Pedagógicas ou Abordagens para o Ensino Profa. Dra. Edna Maura Zuffi Depto. Matemática ICMC- USP O que é a educação? Educação Escolar Instrução Ensino Meios e ações Personalidade valores

Leia mais

Universidade dos Açores Campus de angra do Heroísmo Ano Letivo: 2013/2014 Disciplina: Aplicações da Matemática Docente: Ricardo Teixeira 3º Ano de

Universidade dos Açores Campus de angra do Heroísmo Ano Letivo: 2013/2014 Disciplina: Aplicações da Matemática Docente: Ricardo Teixeira 3º Ano de Universidade dos Açores Campus de angra do Heroísmo Ano Letivo: 2013/2014 Disciplina: Aplicações da Matemática Docente: Ricardo Teixeira 3º Ano de Licenciatura em Educação Básica - 1º Semestre O jogo é

Leia mais

TEORIAS ASSISTENCIAIS. Karina Gomes Lourenço

TEORIAS ASSISTENCIAIS. Karina Gomes Lourenço TEORIAS ASSISTENCIAIS Karina Gomes Lourenço Teorias de enfermagem CONCEITO: Linguagem básica do pensamento teórico, define-se como algo concebido na mente (um pensamento, uma noção ) Existem quatro conceitos

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: PSICOLOGIA Campus: MACAÉ Missão O Curso de Psicologia da Estácio de Sá tem como missão formar profissionais Psicólogos generalistas que no desempenho de suas atividades

Leia mais

Israel 1994 mundo 2004 Brasil 2006

Israel 1994 mundo 2004 Brasil 2006 AS ORIGENS Os primeiros estudos e aplicações de uma metodologia para desenvolvimento de habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas por meio de jogos de raciocínio foram iniciados em Israel em

Leia mais

BUSINESS. Practitioner. Curso de formação. Estratégias fundamentais para desenvolver habilidades essenciais nas relações organizacionais.

BUSINESS. Practitioner. Curso de formação. Estratégias fundamentais para desenvolver habilidades essenciais nas relações organizacionais. 1 Curso de formação BUSINESS Practitioner Estratégias fundamentais para desenvolver habilidades essenciais nas relações organizacionais. 2 03 Onde Nasceu a PNL 04 O que é Programação Neurolingistica 05

Leia mais

Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro

Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL. Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro Unidade I APRENDIZADO ORGANIZACIONAL Prof. Dr. Evandro Prestes Guerreiro Itens de Estudo 1. O que significa aprender? 2. O tempo da aprendizagem 3. O Conhecimento formal 4. Aprender individual Questão

Leia mais

Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Enf. Psiquiátrica e Ciências Humanas. Profa. Karina de M. Conte

Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Enf. Psiquiátrica e Ciências Humanas. Profa. Karina de M. Conte Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto Enf. Psiquiátrica e Ciências Humanas Profa. Karina de M. Conte 2017 DIDÁTICA II Favorecer a compreensão do processo de elaboração, gestão,

Leia mais

Aula 4 TREINAMENTO DE PROFESSORES. Ministério de Educação Cristã. Igreja Batista Cidade Universitária

Aula 4 TREINAMENTO DE PROFESSORES. Ministério de Educação Cristã. Igreja Batista Cidade Universitária TREINAMENTO DE PROFESSORES Igreja Batista Cidade Universitária Ministério de Educação Cristã PERÍODO Aula 4 O ALUNO A maneira como os alunos aprendem deve determinar a maneira como ensinamos. Howard Hendricks

Leia mais

PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM PROFA. JAQUELINE SANTOS PICETTI

PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM PROFA. JAQUELINE SANTOS PICETTI PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO E DA APRENDIZAGEM PROFA. JAQUELINE SANTOS PICETTI PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO CONCEPÇÕES ATUAIS Conhecimento Psicológico - possibilita a abordagem das questões educativas de uma

Leia mais

Ações Psicopedagógicas no contexto sócio-educacional e familiar

Ações Psicopedagógicas no contexto sócio-educacional e familiar Quézia Bombonatto Associação Brasileira de Psicopedagogia www.abpp.com.br queziabombonatto@abpp.com.br Ações Psicopedagógicas no contexto sócio-educacional e familiar O que se espera deste conversa: Refletir

Leia mais

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento e Desenvolvimento Treinamento e Desenvolvimento Agenda 1 2 T&D e Estratégia de RH Treinamento & Desenvolvimento 3 4 Coaching & Mentoring Desenvolvimento de Lideranças 1 T&D e Estratégia de RH Relembrando... Os processos

Leia mais

Escola de Relações Humanas e o Comportamento nas Organizações

Escola de Relações Humanas e o Comportamento nas Organizações Escola de Relações Humanas e o Comportamento nas Organizações Aulas 6 e 7 EAD-610 2017 1 SUMÁRIO Contextualizando A Escola de Relações Humanas Elton Mayo e o efeito Hawthorne Conceitos relacionados: Motivação:

Leia mais

Tema: O Desenvolvimento de Competências e o EAD

Tema: O Desenvolvimento de Competências e o EAD Tema: O Desenvolvimento de Competências e o EAD Maria Raimunda Mendes da Veiga Pedagoga. Especialista em Gestão de Pessoas veiga@enfam.jus.br Secretária Executiva da Enfam 7 de maio de 2015 1 Objetivo:

Leia mais

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Prof. Saravalli OBJETIVOS 08/03/2016

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL. Prof. Saravalli OBJETIVOS 08/03/2016 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Prof. Saravalli ademir_saravalli@yahoo.com.br O comportamento organizacional é um campo de estudos que investiga o impacto que indivíduos, grupos e a estrutura têm sobre o

Leia mais

MATERIAIS CONCRETOS: buscando alternativas para a o trabalho com a tabuada

MATERIAIS CONCRETOS: buscando alternativas para a o trabalho com a tabuada MATERIAIS CONCRETOS: buscando alternativas para a o trabalho com a tabuada Orientação: Profa. Ms. Lidônia Maria Guimarães Cleber David Mendes Cleberdavid40gmail.com, FUPAC/FEESU Linha de trabalho: Materiais

Leia mais

FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DE PROFESSORES NAS LICENCIATURAS: PERCURSOS E PERCALÇOS. Antonia Edna Brito/UFPI

FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DE PROFESSORES NAS LICENCIATURAS: PERCURSOS E PERCALÇOS. Antonia Edna Brito/UFPI FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DE PROFESSORES NAS LICENCIATURAS: PERCURSOS E PERCALÇOS Antonia Edna Brito/UFPI 1 UMA PAUTA POSSÍVEL... Palavras Iniciais Sobre Formação Inicial Sobre Formação Continuada

Leia mais

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL

A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS. Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL A TECNOLOGIA COMO PROPULSORA DE APRENDIZAGENS SIGNIFICATIVAS Aline Reis de Camargo Universidade Federal de Pelotas - UFPEL Município: São Francisco de Paula COOPESERRA - Colégio Expressão INTRODUÇÃO O

Leia mais

OFICINA: Aprendizagem no Ensino Superior. FORMADORAS: Profa. Blaise K. C. Duarte Profa. Lourdes Furlanetto Profa. Luciane Nesello

OFICINA: Aprendizagem no Ensino Superior. FORMADORAS: Profa. Blaise K. C. Duarte Profa. Lourdes Furlanetto Profa. Luciane Nesello OFICINA: Aprendizagem no Ensino Superior FORMADORAS: Profa. Blaise K. C. Duarte Profa. Lourdes Furlanetto Profa. Luciane Nesello IDENTIFICAÇÃO: Aprendizagem no Ensino Superior FORMADORES (AS): PLANO DE

Leia mais

Abordagem Centrada na Pessoa. Profª Alexandra Fernandes Azevedo

Abordagem Centrada na Pessoa. Profª Alexandra Fernandes Azevedo Abordagem Centrada na Pessoa Profª Alexandra Fernandes Azevedo Se eu deixar de interferir nas pessoas, elas se encarregam de si mesmas. Se eu deixar de comandar as pessoas, elas se comportam por si mesmas.

Leia mais

UMA VISÃO PSICOPEDAGÓGICA E FONOAUDIOLÓGICA DOS PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM NA LINGUAGEM ORAL

UMA VISÃO PSICOPEDAGÓGICA E FONOAUDIOLÓGICA DOS PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM NA LINGUAGEM ORAL UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE CURSO DE PSICOPEDAGOGIA UMA VISÃO PSICOPEDAGÓGICA E FONOAUDIOLÓGICA DOS PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM NA LINGUAGEM ORAL Por Sonia

Leia mais

tomada de decisão de compra está relacionada a uma resposta a partir de um estímulo inicial

tomada de decisão de compra está relacionada a uma resposta a partir de um estímulo inicial Slide 1 Marketing Planejamento Estratégico Profa. Tathyane Chaves Slide 2 Saber o que motiva o consumidor a escolher um determinado tipo de produto ou marca é a chave do marketing bem sucedido tomada de

Leia mais

RELAÇÕES INTERPESSOAIS: UM DEBATE NA DIVERSIDADE. Profa. Elizabeth Toledo Novembro/2012

RELAÇÕES INTERPESSOAIS: UM DEBATE NA DIVERSIDADE. Profa. Elizabeth Toledo Novembro/2012 RELAÇÕES INTERPESSOAIS: UM DEBATE NA DIVERSIDADE Profa. Elizabeth Toledo Novembro/2012 Homem: Ser Social Só existe em relação. Subjetividade e individualidade: se formam a partir de sua convivência social.

Leia mais

Bruner. Psicologia da aprendizagem

Bruner. Psicologia da aprendizagem Bruner Psicologia da aprendizagem Biografia Psicólogo americano, nasceu em Nova Iorque em 1915. Graduou-se na Universidade de Duke em 1937. Depois foi para Harvard, onde em 1941 doutorou-se em Psicologia.

Leia mais

Engenharia de Software. Gerenciamento de Pessoal. Professor Joerllys Sérgio

Engenharia de Software. Gerenciamento de Pessoal. Professor Joerllys Sérgio Engenharia de Software Gerenciamento de Pessoal Professor Joerllys Sérgio Pessoas no Processo Pessoas constituem o bem mais valioso de uma organização. Atividades de um gerente são fortemente orientadas

Leia mais

UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO

UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO Este manual é para você que busca desenvolver seus potenciais. Venha ser um EMPRESÁRIO JÚNIOR MAS O QUE É UMA EMPRESA JÚNIOR? Uma empresa júnior

Leia mais

Aprendizagem Colaborativa na EAD 28/09/2017

Aprendizagem Colaborativa na EAD 28/09/2017 Aprendizagem Colaborativa na EAD 28/09/2017 Pearson Brasil Somos a maior provedora de soluções educacionais no mundo São 150 anos de história, atuando em mais de 80 países, com 40 mil funcionários Participamos

Leia mais

O CONSTRUTIVISMO NA SALA DE AULA PROFA. DRA. PATRICIA COLAVITTI BRAGA DISTASSI - DB CONSULTORIA EDUCACIONAL

O CONSTRUTIVISMO NA SALA DE AULA PROFA. DRA. PATRICIA COLAVITTI BRAGA DISTASSI - DB CONSULTORIA EDUCACIONAL O CONSTRUTIVISMO NA SALA DE AULA 1. OS PROFESSORES E A CONCEPÇÃO CONSTRUTIVISTA Construtivismo é um referencial explicativo que norteia o planejamento, a avaliação e a intervenção; A concepção construtivista

Leia mais

PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM NOVAS ABORDAGENS EM EDUCAÇÃO PROFESSORAS RESPONSÁVEIS:

PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM NOVAS ABORDAGENS EM EDUCAÇÃO PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: 2/2/2009 PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM AULA 1 (aulas 1 e 2 da apostila) NOVAS ABORDAGENS EM EDUCAÇÃO PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: Cristina Vasques Cristina Vasques Rosana Tavares Vergiane Crepaldi colaborações

Leia mais

Visio. Apresentação OBJETIVOS. Microsoft Office

Visio. Apresentação OBJETIVOS. Microsoft Office Visio Microsoft Office Formato: Mentored - Online Preço: 215 ( Os valores apresentados não incluem IVA. Oferta de IVA a particulares e estudantes. ) Horário: Flexível das 24h/24h Duração: ~21h Validade:

Leia mais

1/28/2017 PSICOLOGIA APLICADA AO FUTEBOL. A Relação Treinador Atleta. a influência do treinador vai muito além do contexto desportivo

1/28/2017 PSICOLOGIA APLICADA AO FUTEBOL. A Relação Treinador Atleta. a influência do treinador vai muito além do contexto desportivo PSICOLOGIA APLICADA AO FUTEBOL CURSO TREINADORES DE FUTEBOL NÍVEL I UEFA C Componente Específica Joana Cerqueira joanacerqueira.cifi2d@gmail.com a influência do treinador vai muito além do contexto desportivo

Leia mais

Curso PRACTITIONER em PNL

Curso PRACTITIONER em PNL Curso PRACTITIONER em PNL Qual o segredo das pessoas bem-sucedidas? É possível mudar um comportamento que você não quer ter? Como algumas pessoas conseguem se comunicar de forma excelente? Como neutralizar

Leia mais

Composição Escrita. Maria Teresa S. N. G. Fragoso de Almeida

Composição Escrita. Maria Teresa S. N. G. Fragoso de Almeida Maria Teresa S. N. G. Fragoso de Almeida A evolução do enfoque sobre a composição escrita Modelos explicativos da composição escrita Modelos orientados para o produto Modelos orientados para o processo

Leia mais

ATENDIMENTO DE CASAIS

ATENDIMENTO DE CASAIS ATENDIMENTO DE CASAIS ÁREA DA INTERVENÇÃO PSICOTERÁPICA PROPOSTA DE AJUDA A PERCEIROS NO ENFRENTAMENTO DOS PROBLEMAS DE RELACIONAMENTO ENTRE ELES E SUAS DIFICULDADES PESSOAIS NECESSÁRIO EXAMINAR TODA SUA

Leia mais

O QUE TE MOVE??? Ser Futura para ser Diretora!!

O QUE TE MOVE??? Ser Futura para ser Diretora!! O QUE TE MOVE??? Ser Futura para ser Diretora!! OBJETIVO Compreender que para definir objetivos é preciso planejamento e disciplina e como fazer para realiza-los Compreender que para definir objetivos

Leia mais

PROGRAMA DE MÉTODOS E HÁBITOS DE ESTUDO

PROGRAMA DE MÉTODOS E HÁBITOS DE ESTUDO PROGRAMA DE MÉTODOS E HÁBITOS DE ESTUDO MOTIVAR PARA O SUCESSO PRESSUPÕE INTERESSE, INVESTIMENTO, DISPONIBILIDADE, VONTADE, COMPETÊNCIA E ENVOLVIMENTO DE TODOS OS INTERVENIENTES NO PROCESSO EDUCATIVO!

Leia mais

Estilos de Aprendizagem dos alunos de Engenharia de Produção da EESC-USP

Estilos de Aprendizagem dos alunos de Engenharia de Produção da EESC-USP Universidade de São Paulo 1º Workshop de Capacitação para o Ensino Superior: Estilos de Aprendizagem Estilos de Aprendizagem dos alunos de Engenharia de Produção da EESC-USP Alessandra Freitas e Danielle

Leia mais

Facebook.com/concursovirtual Gestão de pessoas Trabalho em equipe O que é um grupo? Grupo primário x Grupo Secundário Os grupos podem ser formais ou informais. Formais - designados pela organização. Criados

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE TREINADORES NO BRASIL: Possibilidades de Formação em Longo Prazo. Michel Milistetd Universidade Federal de Santa Catarina

DESENVOLVIMENTO DE TREINADORES NO BRASIL: Possibilidades de Formação em Longo Prazo. Michel Milistetd Universidade Federal de Santa Catarina DESENVOLVIMENTO DE TREINADORES NO BRASIL: Possibilidades de Formação em Longo Prazo Michel Milistetd Universidade Federal de Santa Catarina Roteiro: Aprendizagem de treinadores esportivos; Panorama da

Leia mais

Administração. Competência Interpessoal. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Competência Interpessoal. Professor Rafael Ravazolo. Administração Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX COMPETÊNCIA INTERPESSOAL Qualquer organização que queira obter êxito não admite mais profissionais individualistas.

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL: UM CAMPO A INVESTIGAR. Leila Nogueira Teixeira, Msc. Ensino de Ciências na Amazônia Especialista em Educação Infantil

EDUCAÇÃO INFANTIL: UM CAMPO A INVESTIGAR. Leila Nogueira Teixeira, Msc. Ensino de Ciências na Amazônia Especialista em Educação Infantil EDUCAÇÃO INFANTIL: UM CAMPO A INVESTIGAR Leila Nogueira Teixeira, Msc. Ensino de Ciências na Amazônia Especialista em Educação Infantil Quem são as crianças? Únicas, possuem saberes, desejos, interesses,

Leia mais

A CONTEXTUALIZAÇÃO COMO AGENTE FACILITADOR NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA

A CONTEXTUALIZAÇÃO COMO AGENTE FACILITADOR NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA 27 a 30 de Agosto de 2014 A CONTEXTUALIZAÇÃO COMO AGENTE FACILITADOR NO PROCESSO ENSINO E APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA BARROSO, Poliana Polinabarroso@saocamilo-es.br BICALHO, Alessandro Erick alessandrobicalho@saocamilo-es.br

Leia mais

Gilmara Teixeira Costa Professora da Educação Básica- Barra de São Miguel/PB )

Gilmara Teixeira Costa Professora da Educação Básica- Barra de São Miguel/PB ) GT 4 LINGUAGENS, LETRAMENTO E ALFABETIZAÇÃO. Gilmara Teixeira Costa (gilmara-teixeira-01@hotmail.com/ Professora da Educação Básica- Barra de São Miguel/PB ) Juliana Maria Soares dos Santos (PPGFP UEPB)¹

Leia mais

APRENDIZAGEM. Descobrir. Compreender Estabelecer relações Transformar Criar

APRENDIZAGEM. Descobrir. Compreender Estabelecer relações Transformar Criar APRENDIZAGEM Descobrir Compreender Estabelecer relações Transformar Criar Onde se dá o aprendizado? Um cérebro com estrutura normal, com condições funcionais e neuroquímicas corretas e com um elenco genético

Leia mais

Criatividade e Inteligência Emocional

Criatividade e Inteligência Emocional Criatividade e Inteligência Emocional Formato do curso: Presencial Preço: 730 Nível: Intermédio Duração: 24 horas As emoções determinam em grande medida a direção da nossa vida, tanto no que se refere

Leia mais

CEAP:CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ. Metodologia de Ensino da Educação Física

CEAP:CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ. Metodologia de Ensino da Educação Física CEAP:CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Metodologia de Ensino da Educação Física PROF.ESP.SAMANDA NOBRE QUEM SOU? METODOLOGIA Do grego méthodos, 'método' + log(o) + ia. A arte de dirigir o espírito na

Leia mais

Desafio: Administração Geral - Parte I

Desafio: Administração Geral - Parte I Desafio: Administração Geral - Parte I 1. Em uma organização, os líderes podem possuir diferentes perfis ou estilos. Qual o estilo em que a liderança ocorre quando o colaborador necessita aprender a tarefa

Leia mais

CRECHE. Educadora Responsável. Cristiana Andias. 4 aos 12 meses sala A A CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJECTO PEDAGÓGICO

CRECHE. Educadora Responsável. Cristiana Andias. 4 aos 12 meses sala A A CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROJECTO PEDAGÓGICO Educadora Responsável Cristiana Andias 4 aos 12 meses sala A A CONTEXTUALIZAÇÃO DO A Creche constitui uma das primeiras experiências da criança num sistema organizado, exterior ao seu circulo familiar,

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO DAS DIFERENTES TEORIAS

CONTRIBUIÇÃO DAS DIFERENTES TEORIAS CONTRIBUIÇÃO DAS DIFERENTES TEORIAS PARA A COMPREENSÃO DO PROCESSO MOTIVACIONAL 1 Manuel Muacho 1 RESUMO Compreender os motivos do comportamento humano tem sido objeto de muitas teorias. O advento da psicologia

Leia mais

O construtivismo e o construcionismo fundamentando a ação docente em ambiente informatizado. Anair Altoé Marisa Morales Penati

O construtivismo e o construcionismo fundamentando a ação docente em ambiente informatizado. Anair Altoé Marisa Morales Penati O construtivismo e o construcionismo fundamentando a ação docente em ambiente informatizado. Anair Altoé Marisa Morales Penati Construtivismo Teoria que explica como a inteligência humana se desenvolve,

Leia mais

Promoção de Experiências Positivas Crianças e Jovens PEP-CJ

Promoção de Experiências Positivas Crianças e Jovens PEP-CJ Positivas Crianças e Jovens PEP-CJ Universidade do Minho Escola de Psicologia rgomes@psi.uminho.pt www.psi.uminho.pt/ www.ardh-gi.com/ O que são? 2 Competências de vida Definição Potencialidades pessoais

Leia mais

INICIAÇÃO DESPORTIVA INICIAÇÃO AO FUTSAL Prof.: Msd.: Ricardo Luiz Pace Jr.

INICIAÇÃO DESPORTIVA INICIAÇÃO AO FUTSAL Prof.: Msd.: Ricardo Luiz Pace Jr. INICIAÇÃO DESPORTIVA INICIAÇÃO AO FUTSAL Prof.: Msd.: Ricardo Luiz Pace Jr. INICIAÇÃO DESPORTIVA Primeiro contato da criança com o esporte de interesse. Suas regras, fundamentos, movimentações vão sendo

Leia mais

Leitura de mundo, empatia e aprendizagem

Leitura de mundo, empatia e aprendizagem Leitura de mundo, empatia e aprendizagem Júlio Furtado www.juliofurtado.com.br Leitura de mundo Chamamos de leitura de mundo o conjunto de percepções que temos do mundo que nos cerca e que nos leva a formar

Leia mais

As descobertas da primeira infância

As descobertas da primeira infância As descobertas da primeira infância Uma característica natural dos seres humanos é o prazer pela descoberta. Ao nos depararmos com o novo, imediatamente sentimos o desejo de nos apropriarmos da novidade,

Leia mais

O JORNAL ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL: do letramento à formação cidadã

O JORNAL ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL: do letramento à formação cidadã Centro de Competência de Ciências Sociais Departamento de Ciências da Educação Mestrado em Ciências da Educação - Inovação Pedagógica O JORNAL ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL: do letramento à formação cidadã

Leia mais

O Desenvolvimento da criança. Psicologia Aplicada a Educação Prof. Marcos Romão

O Desenvolvimento da criança. Psicologia Aplicada a Educação Prof. Marcos Romão O Desenvolvimento da criança Psicologia Aplicada a Educação Prof. Marcos Romão O desenvolvimento O Desenvolvimento Humano, é mais uma área de estudos da Psicologia desde o nascimento até a vida adulta,

Leia mais

Enfrentamento da Dor. Avaliação de Situação 10/05/2013. Enfrentamento da Dor Crônica. Processo de Avaliação Cognitiva. Profa. Dra. Andréa G.

Enfrentamento da Dor. Avaliação de Situação 10/05/2013. Enfrentamento da Dor Crônica. Processo de Avaliação Cognitiva. Profa. Dra. Andréa G. Enfrentamento da Dor Crônica Enfrentamento da Dor Profa. Dra. Andréa G. Portnoi BIO PSICO SOCIAL Sensação Incapacitação Diagnóstico Medicamentos Procedimentos Tratamentos Emoção Cognição Comportamento

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL 1º Período

EDUCAÇÃO INFANTIL 1º Período EDUCAÇÃO INFANTIL 1º Período Objetivo Geral Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações; Descobrir

Leia mais

construindo caminhos para a aprendizagem significativa www.juliofurtado.com.br www.juliofurtado.com.br 1 2 Ver o lado positivo potencializa a energia de realização. O olhar inclusivo é a porta para a construção

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÂO DE PROFESSORES EM CARÁTER TEMPORÁRIO 2017 PARECERES DOS RECURSOS PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO 11) De acordo com a Proposta

Leia mais

Gestão de Pessoas Prof (a): Mestre Patrícia Bellotti

Gestão de Pessoas Prof (a): Mestre Patrícia Bellotti Gestão de Pessoas Prof (a): Mestre Patrícia Bellotti As competências nas Problematizações das unidades d de aprendizagem UNID 2.1 Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas. Como o treinamento atua no desenvolvimento

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS

EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS. Linguagem Oral e Escrita. Matemática OBJETIVOS E CONTEÚDOS EDUCAÇÃO INFANTIL OBJETIVOS GERAIS Conhecimento do Mundo Formação Pessoal e Social Movimento Linguagem Oral e Escrita Identidade e Autonomia Música Natureza e Sociedade Artes Visuais Matemática OBJETIVOS

Leia mais

DESPORTO EDUCAÇÃO PARA A PAZ, FRATERNIDADE E INTERCULTURALIDADE

DESPORTO EDUCAÇÃO PARA A PAZ, FRATERNIDADE E INTERCULTURALIDADE DESPORTO EDUCAÇÃO PARA A PAZ, FRATERNIDADE E INTERCULTURALIDADE 19 DESPORTO PARA A INCLUSÃO ALTA COMPETIÇÃO 20 A sua importância...estendendo-se...aos domínios: Afetivo Ético Social Formação Pessoal e

Leia mais

PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões

PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões PLANEJAMENTO INSTRUMENTO DE AÇÃO EDUCATIVA PLANEJAR: atividade intencional > tomada de decisões Busca determinar fins Torna presentes valores e crenças Explicita nossa compreensão (mundo, vida, sociedade,

Leia mais

Apresentação do programa (1)

Apresentação do programa (1) SERVIÇO DE PSICOLOGIA E ORIENTAÇÃO PROGRAMA DE PROMOÇÃO DE COMPETÊNCIAS SOCIAIS 7º ANO 2014/2015 Apresentação do programa (1) Inspira-te! é um programa de intervenção para a Promoção de Competências Sociais,

Leia mais

Treinamento e Desenvolvimento

Treinamento e Desenvolvimento Aula 8 Treinamento e Desenvolvimento Agenda 1 2 Seminário T&D e Estratégia de RH 3 4 Treinamento & Desenvolvimento Desenvolvimento de Lideranças 1 Seminário 3 The Young and the Clueless Bunker, K. A.;

Leia mais

Unidade IV MODELOS DE LIDERANÇA. Prof. Gustavo Nascimento

Unidade IV MODELOS DE LIDERANÇA. Prof. Gustavo Nascimento Unidade IV MODELOS DE LIDERANÇA Prof. Gustavo Nascimento Os princípios da Liderança Proativa Passividade é uma adjetivo que não combina com a liderança proativa, diferentemente da liderança reativa, na

Leia mais

Diário. da Minha Jornada. Um guia para o meu processo de auto educação

Diário. da Minha Jornada. Um guia para o meu processo de auto educação Diário da Minha Jornada Um guia para o meu processo de auto educação Sobre este Diário Nome: E-mail: Telefone: CONTATO Olá! Muito prazer! Eu estou aqui para te apoiar na criação da SUA JORNADA. - Como

Leia mais

ENTENDENDO A DOMA DOS EQUINOS DIOGO GONZAGA JAYME

ENTENDENDO A DOMA DOS EQUINOS DIOGO GONZAGA JAYME ENTENDENDO A DOMA DOS EQUINOS DIOGO GONZAGA JAYME QUEM SÃO OS EQUINOS? ETOLOGIA DEFINIÇÃO Vida em grupo Predados Fuga PERCEPÇÃO Capacidade de adaptação COMUNICAÇÃO CURIOSIDADE CLAUSTROFOBIA HIERARQUIA

Leia mais

CURSO: ARTE EM AÇÃO - LITERATURA

CURSO: ARTE EM AÇÃO - LITERATURA CURSO: ARTE EM AÇÃO - LITERATURA Docente: Mariana Felix de Oliveira Carga Horária Total do Projeto: 295 hrs Resumo: A oficina de literatura é uma das três vertentes que compõe o projeto Arte em ação. Terá

Leia mais

Promoção da Saúde em meio Escolar: das aprendizagens à ação

Promoção da Saúde em meio Escolar: das aprendizagens à ação Promoção da Saúde em meio Escolar: das aprendizagens à ação Graça Simões de Carvalho CIEC Centro de Investigação em Estudos da Criança Instituto de Educação Universidade do Minho Promoção da Saúde em meio

Leia mais

Colégio Valsassina. Modelo pedagógico do jardim de infância

Colégio Valsassina. Modelo pedagógico do jardim de infância Colégio Valsassina Modelo pedagógico do jardim de infância Educação emocional Aprendizagem pela experimentação Educação para a ciência Fatores múltiplos da inteligência Plano anual de expressão plástica

Leia mais

AS RELAÇÕES INTERATIVAS EM SALA DE AULA: O PAPEL DOS PROFESSORES E DOS ALUNOS. Zabala, A. A prática Educativa. Porto Alegre: Artmed, 1998

AS RELAÇÕES INTERATIVAS EM SALA DE AULA: O PAPEL DOS PROFESSORES E DOS ALUNOS. Zabala, A. A prática Educativa. Porto Alegre: Artmed, 1998 AS RELAÇÕES INTERATIVAS EM SALA DE AULA: O PAPEL DOS PROFESSORES E DOS ALUNOS Zabala, A. A prática Educativa. Porto Alegre: Artmed, 1998 QUEM É O PROFESSOR? QUEM É O ALUNO? COMO DEVE SER O ENSINO? COMO

Leia mais

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM FACULDADE DO NORTE GOIANO OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Objetivos do curso O Curso de Graduação em Enfermagem tem por objetivo formar bacharel em enfermagem (enfermeiro) capaz de influenciar na construção

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES Infantil ao 5º ANO MÚSICA

ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES Infantil ao 5º ANO MÚSICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES Infantil ao 5º ANO MÚSICA OBJETIVOS GERAIS Explorar e identificar elementos da música para se expressar e interagir com

Leia mais

PROCESSOS DE ENSINAR E APRENDER NO ENSINO SUPERIOR. Profª Drª Maria Salonilde Ferreira Curso PAP/REUNI

PROCESSOS DE ENSINAR E APRENDER NO ENSINO SUPERIOR. Profª Drª Maria Salonilde Ferreira Curso PAP/REUNI PROCESSOS DE ENSINAR E APRENDER NO ENSINO SUPERIOR Profª Drª Maria Salonilde Ferreira Curso PAP/REUNI QUESTÕES IMPLICADAS O que é Ensinar? O que é Aprender? Quem ensina? Quem aprende? Para que ensinar?

Leia mais