BOLETIM. Patrimônio Líquido da indústria doméstica ultrapassa R$ 2 trilhões 100% 30% 29% 27% 27% 31% 31% 80%

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BOLETIM. Patrimônio Líquido da indústria doméstica ultrapassa R$ 2 trilhões 100% 30% 29% 27% 27% 31% 31% 80%"

Transcrição

1 Fundos de Investimento BOLETIM Ano VII Nº 72 Abril/2012 Patrimônio Líquido da indústria doméstica ultrapassa R$ 2 trilhões Indústria de Fundos em Números - Mar/12 MERCADO DOMÉSTICO R$ 2.027,7 bi de PL 3, Variação % do PL (Mês) Captação Líquida R$ 251,5 bi de Aplicações R$ 210,2 bi de Resgates R$ 41,3 bi de Captação Líquida 2,1% Captação % do PL (Mês) Nº de Fundos FI s FC s 72 fundos abertos no mês 58 fundos encerrados no mês Nº de Contas 10,8 milhões de contas (FI + FC) OFF-SHORE R$ 51,7 bi de PL 98 fundos TOTAL GERAL R$ 2.079,4 bi de PL Nº DE INSTITUIÇÕES 92 Administradores 445 Gestores Março foi um mês de recordes para indústria de fundos de investimento brasileira. Impulsionado pela captação líquida mensal de R$ 41,3 bilhões (2,1% do PL), a maior da série histórica, o Patrimônio Líquido da indústria doméstica superou o patamar de R$ 2 trilhões, o que representa um crescimento superior a 10 em menos de cinco anos o primeiro trilhão de reais havia sido atingido em maio de O resultado mensal foi influenciado pela captação líquida de R$ 21,8 bilhões em fundo da categoria Referenciado DI, movimentação específica que não deve ser associada a uma tendência de mercado, sobretudo em um ambiente de queda da taxa de juros. Merece destaque, ainda, a captação líquida de R$ 11,8 bilhões pela categoria, a melhor captação mensal desde setembro de 2010, concentrada em seis fundos do segmento Corporate. Apesar do recuo de 1,98% do Ibovespa, os fundos Ações Dividendos, com alta de 3,45%, apresentaram o melhor desempenho da indústria no mês entre os tipos com PL representativo, seguido pelos tipos Macro (2,03%) e Renda Fixa Índices (1,69%). Embora em ordem distinta, esses tipos também alcançaram os melhores resultados em 12 meses: Renda Fixa Índices (17,47%); Ações Dividendos (15,3) e Macro (14,88%). No acumulado no ano, os fundos da categoria Ações continuam a apresentar o melhor desempenho, refletindo a recuperação do mercado de renda variável, ocorrida no primeiro bimestre. Distribuição do PL por Categoria Destaque do Mês Evolução do PL por Categoria % 27% 27% 31% 31% Curto Prazo - 4, Referenciado DI - 12,4% Renda Fixa - 30,9% - 20,5% Ações - 9,3% Previdência - 11,8% Estruturados* - 8,4% Outros** - 2,8% * FIDC, FIP e FII. ** Cambial, Dívida Externa, Exclusivos Fechados e Off-Shore. Para acessar a classificação ANBIMA, visite a seção de Fundos de Investimento em Este Boletim tem caráter meramente informativo e se baseia, exclusivamente, nas informações prestadas à ANBIMA % 16% 14% 12% 12% 12% 8% 1 11% 11% 12% 12% 24% 24% 24% 24% 2 2 2% 5% 6% 6% 8% 2% 8% 16% 3% 3% 3% 1 12% 11% 4% 4% 9% 9% Ações Curto Prazo Estruturados Previdência Referenciado DI Renda Fixa Fonte: ANBIMA. A análise da evolução do PL da indústria nos últimos cinco anos mostra que a categoria Renda Fixa manteve participação predominante, enquanto as categorias Referenciado DI, e Ações apresentaram recuo e as categorias Previdência, Curto Prazo e Fundos Estruturados ampliaram sua participação. Além da captação líquida e valorização dos ativos, esses movimentos refletem os efeitos de migração de recursos e maior abrangência da base de dados.

2 BOLETIM ANBIMA Fundos de Investimento 2 PL E CAPTAÇÃO LÍQUIDA Captação líquida alcança R$ 74,1 bi no primeiro trimestre Tipo Patrimônio Líquido em Março Captação Líquida (R$ milhões) Março No Ano até Março Aplicações Resgates Captação Líquida Aplicações Resgates Captação Líquida Curto Prazo , , , , , , ,4 Referenciado DI , , , , , , ,8 Renda Fixa , , ,2-179, , , , , , , , , , ,3 Cambial 922,7 27,7 52,7-25,1 149,3 132,5 16,8 Dívida Externa 555,7 4,1 0,5 3,5 9,5 1,4 8,1 Ações , , ,0-195, , , ,4 Previdência , , , , , , ,4 Exclusivo Fechado 4.490,2 777,0 720,4 56, , ,9-32 FIDC , , , , , , ,5 Imobiliário , Participações ,4 392,9 179,0 213, , , ,8 Total Doméstico , , , , , , ,5 Off Shore , Total Geral , , , , , , ,5 Obs.: Informações sujeitas a atualização. Quadro com valores mensais e acumulados no ano revistos disponível em por Categoria em Março por Categoria no Ano até Março Mar/11 Mar/ Curto Prazo Referenciado DI Renda Fixa Ações Previdência Estruturados* Outros** Curto Prazo Referenciado DI Renda Fixa Ações Previdência Estruturados* Outros** * FIDC e FIP. ** Cambial, Dívida Externa e Exclusivos Fechados. Obs.: Movimento de migração de recursos entre as categorias e Renda Fixa de R$ 28,0bi em Fev/11. Indústria de Fundos - Mercado Doméstico Mar/ Patrimônio Líquido (R$ bilhões)

3 BOLETIM ANBIMA Fundos de Investimento 3 ATIVOS E TIPO DE INVESTIDOR Carteira de renda variável se recupera e cresce 9% no ano 5 45% 35% 3 25% 2 15% 1 5% Evolução da Distribuição por Ativos Fev/12 Operações Compromissadas Títulos Públicos Federais Títulos Privados Renda Variável 39,8% 2% 19,9% 15,4% Distribuição por Ativos 15,4% 19,9% 2% 39,8% Operações Compromissadas Títulos Públicos Federais Títulos Privados Renda Variável Distribuição por Ativos (R$ milhões) Dez/07 Dez/8 Dez/09 Dez/10 Dez/11 Fev/12 Operações Compromissadas , , , , , ,8 Títulos Públicos Federais , , , , , ,1 Títulos Privados , , , , , ,6 Renda Variável , , , , , ,4 Total , , , , , ,8 45% 35% 3 25% 2 15% 1 5% Evolução da Distribuição por Investidor Fev/12 Institucional Corporate Poder Público Private Varejo Outros 39,2% 14,1% 8,7% 6,1% Distribuição por Investidor 6,1% 8,7% 14,1% Institucional Private Outros 39,2% Corporate Varejo Poder Público Distribuição por Investidor (R$ milhões) Dez/07 Dez/08 Dez/09 Dez/10 Dez/11 Fev/12 Institucional , , , , ,3 Corporate , , , , , ,2 Private , , , , , ,3 Varejo , , , , , ,3 Outros , , , , , ,0 Poder Público , , , , ,7 Total , , , , , ,8 Obs.: Dados do Ranking Global de Administração de Recursos de Terceiros; 1. EFPC Emp. Públicas, EFPC Emp. Privadas, Seguradoras, EAPC, Capitalização, Fundos de Investimento; 2. Corporate, Middle Market; 3. Varejo, Varejo Alta Renda; 4. Outros, Estrangeiros; Em mar/08 foi criado segmento Poder Público que recebeu recursos migrados de outros segmentos.

4 BOLETIM ANBIMA Fundos de Investimento 4 RENTABILIDADES Fundos de Ações permanecem em destaque no ano Rentabilidade % Tipos ANBIMA Março Ano Curto Prazo 0,82 2,47 Referenciado DI 0,87 2,56 Renda Fixa 0,98 2,83 Renda Fixa Índices 1,69 3 Long And Short - Neutro 1,33 3,58 Long And Short - Direcional 1,26 3,51 Macro 2,03 4,73 Trading 1,04 3,17 Multiestratégia 1,19 4,52 Multigestor 1,01 2,93 Juros e Moedas 0,88 3,07 Estratégia Específica 1,21 3,72 Ações Ibovespa Ativo -0,79 11,70 Ações IBrX Ativo -0,70 11,51 Ações Small Caps 1,49 14,55 Ações Sustentabilidade/Governança 0,35 13,38 Ações Livre 0,83 11,38 INDICADORES CDI 0,81 2,45 IHFA 1,24 4,50 IMA-Geral 1,47 4,09 IMA-B 1,91 5,83 IMA-C 4,18 7,10 IMA-S 0,95 2,63 IRF-M 1,14 3,55 Ibovespa -1,98 13,67 IBrX -0,23 11,82 Dólar 6,61-2,86 Rentabilidade % - Acumulada 12 Meses Curto Prazo 11,37 Referenciado DI 11,70 Renda Fixa 12,33 Renda Fixa Índices 17,47 Long and Short - Neutro 12,14 Long and Short - Direcional 12,05 Macro 14,88 Trading 12,66 Multiestratégia 11,41 Multigestor 11,07 Juros e Moedas 12,81 Multimerc. Estratégia Específica 12,88-4,29 Ações Ibovespa Ativo -3,82 Ações IBrX Ativo -0,68 Ações Small Caps -0,47 Ações Sustentab./Governança Ações Livre 3,37 CDI 11,39 IHFA 12,88 IMA-Geral 15,62 IMA-B 19,55 IMA-C 15,38 IMA-S 11,61 IRF-M 16,16-5,94 Ibovespa -1,56 IBrX Dólar 11,87 Para esta publicação considerar a rentabilidade de 01/04/2011 até 30/03/2012. Rentabilidade % - Acumulada no Ano 5,5 4,5 3,5 2,5 1,5 0,5-0,5 2/1/12 7/1 12/1 17/1 22/1 27/1 1/2 6/2 11/2 16/2 21/2 26/2 2/3 7/3 12/3 17/3 22/3 27/3 Macro Multiestratégia IHFA Juros e Moedas Estratégia Específica Mesmo com o recuo do Ibovespa, alguns tipos da categoria Ações apresentaram desempenho positivo, com destaque para o Ações Dividendos, cuja alta de 3,45% no mês foi a maior da indústria entre os tipos com PL representativo. Com o mesmo critério, na categoria, o tipo Macro apresentou a maior rentabilidade no mês, no ano e em 12 meses. Com valorização de 17,47%, o tipo Renda Fixa Índices continua apresentando o melhor desempenho em 12 meses.

5 BOLETIM ANBIMA Fundos de Investimento 5 MULTIMERCADOS Juros e Moedas e Multiestratégia concentram captação no mês Captação Líquida Tipos PL (R$ milhões) Captação Líquida (R$ milhões) Captação % do PL Março Ano Março Ano Balanceados 2.556,7-6,4 4,1-0,3 0,2 Capital Protegido 4.888,8-522,4-695,1-9,6-12,9 Long And Short - Neutro 3.332,5-96,7-401,3-2,9-11,1 Long And Short - Direcional 5.791,9-123,2-309,3-2,1-5,3 Macro ,6 369,9 278,2 0,7 0,6 Trading 1.623,7 12,2-20,9 0,8-1,3 Multiestratégia , , ,6 2,3 4,2 Multigestor ,2-330,1-222,8-2,4-1,7 Juros e Moedas , , ,9 7,9 4,6 Estratégia Específica 8.772,6 301,1 382,0 3,6 4, , , ,3 2,9 3,1 Obs.: Informações sujeitas a atualização. Quadro com valores mensais e acumulados no ano revistos disponível em Participação dos Tipos Estratégia Específica 2,1% Juros e Moedas 21,6% Long-Short** 2,1% Outros* 5,2% *Capital Protegido, Balanceados, Trading e Multigestor **Long Short Neutro e Long Short Direcional Macro 12,1% Multiestratégia 56,9% - Evolução do PL (R$ bilhões) Mar/12 Total Doméstico Obs.: Movimento de migração de recursos entre as categorias e Renda Fixa (R$ 22,6 bi em 2005, R$ 24,2 bi em 2006 e R$ 28,0bi em 2011). Rentabilidade % - Acumulada no Ano Captação % do PL 4,5 4,0 3,5 3,0 3,58 3,51 4,73 3,17 4,52 2,93 3,07 3,72 4, ,5 1 2,0 1,5 1,0 0, Long And Short - Neutro Macro Multiestratégia Juros e Moedas IHFA Long And Short - Direcional Trading Multigestor Estratégia Específica Mar/12 Total Doméstico BOLETIM Fundos de Investimento Rio de Janeiro - Av. Rep. do Chile, º andar - CEP Sugestões: (21) e (11)

BOLETIM. Fundos de Investimento. Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Abr/12

BOLETIM. Fundos de Investimento. Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Abr/12 Fundos de Investimento BOLETIM Ano VII Nº 73 Maio/2012 Recuo dos juros favorece aplicações em renda fixa Indústria de Fundos em Números - Abr/12 MERCADO DOMÉSTICO R$ 2.032,4 bi de PL 0,3% Variação % do

Leia mais

BOLETIM. Fundos de Investimento. Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Dez/12

BOLETIM. Fundos de Investimento. Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano. Destaque do Mês. Indústria de Fundos em Números - Dez/12 Fundos de Investimento BOLETIM Ano VIII Nº 81 Janeiro/2013 Indústria registra captação líquida de R$ 97,6 bi no ano Indústria de Fundos em Números - Dez/12 MERCADO DOMÉSTICO R$ 2.189,0 bi de PL 0,2% Variação

Leia mais

Fundos de Investimento Relatórios

Fundos de Investimento Relatórios Ano XI N 128 Dezembro/16 Rentabilidade recua com cenário externo e ritmo de queda da Selic O aumento da incerteza no mercado financeiro em função do resultado das eleições norte americanas contribuiu para

Leia mais

Fundos de Investimento Relatórios

Fundos de Investimento Relatórios Ano XI N 127 Novembro/16 Fundos de Ações voltam a ser destaque em outubro Influenciados por expressiva valorização do Ibovespa, de 11,23% em outubro, os fundos de ações voltaram a ser destaque de rentabilidade,

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundos de Investimento BALANÇO ANUAL 10/01/2012 1. Evolução do Patrimônio Líquido A Indústria de Fundos registra R$ 1,9 tri de PL sob gestão, o que representa US$ 1,0 trilhão. O PL da indústria apresentou

Leia mais

Ano II Número 7 Maio/2012

Ano II Número 7 Maio/2012 Ano II Número 7 Maio/2012 Selic s baixa reforça ganho em títulos de longo prazo» Perspectiva de novas reduções dos juros nominais reforça processo de valorização das carteiras prefixadas e indexadas de

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundos de Investimento Ano X N 112 Agosto/15 Macro se destacam com alta do dólar Em julho, mês marcado pela alta acentuada do dólar (9,39%), os fundos das categorias Cambial e, que vinham apostando na

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundos de Investimento Ano IX N 99 julho/214 Fundos de Ações são destaque de rentabilidade em junho Impulsionados pela alta dos principais índices acionários, os fundos da categoria Ações apresentaram

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundos de Investimento Ano IX N 97 maio/214 Melhora retorno dos Fundos de Investimento em abril Indústria de Fundos em Números abr/14 A continuidade na recuperação da performance dos principais indicadores

Leia mais

Fundos estruturados não fazem parte da amostra (FII, FIDC, FIP e Off Shore).

Fundos estruturados não fazem parte da amostra (FII, FIDC, FIP e Off Shore). 1 de 12 04/04/2017 14:20 Relatório mensal de rentabilidade de fundos: no mês de março os fundos de dívida externa e renda fixa investimento no exterior têm o melhor desempenho. Fundos de previdência perdem

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Luciane Ribeiro Coordenadora da Subcomissão de Base de Dados da ANBID Diretora Executiva Grupo Santander Brasil 1 Agenda O que é a classificação ANBID de Fundos Para que serve a classificação Pilares da

Leia mais

Ano II Número 4 Fevereiro/2012

Ano II Número 4 Fevereiro/2012 Ano II Número 4 Fevereiro/2012 Dúvidas quanto à inflação revelam limites do ciclo de queda dos juros» A incerteza sobre a trajetória da inflação no longo prazo e, portanto, dos limites do ciclo atual de

Leia mais

Ano I Número 2 Novembro/2011

Ano I Número 2 Novembro/2011 Ano I Número 2 Novembro/2011 Prevalece cenário de menor nível de crescimento e de inflação» Agravamento da crise na Europa a partir de agosto permite convergência dos cenários do mercado com o do Banco

Leia mais

Ano II Número 5 Março/2012

Ano II Número 5 Março/2012 Ano II Número 5 Março/2012 Troca de LFT reflete estratégia de desindexação das taxas de curto prazo» Efeitos da menor oferta de títulos indexados à taxa Selic deve se estender para além dos segmentos diretamente

Leia mais

Ano II Número 11 Setembro/2012

Ano II Número 11 Setembro/2012 Ano II Número 11 Setembro/2012 Incerteza sobre juros reais eleva demanda por indexados» A proximidade do final do ciclo de queda dos juros conjugada com a expectativa de aumento da inflação estimulou a

Leia mais

Critérios de Premiação para o Guia de Fundos Exame 2012 Fundos e Gestores

Critérios de Premiação para o Guia de Fundos Exame 2012 Fundos e Gestores Critérios de Premiação para o Guia de Fundos Exame 2012 Fundos e Gestores Prof. William Eid Junior Prof. Ricardo R. Rochman GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola de Administração de Empresas de São

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 31 de agosto de 2017 Crédito imobiliário atinge R$ 4,24 bilhões em

Leia mais

TERMO DE ANÁLISE DE CREDENCIAMENTO Análise de Instituição: Administradora ou Gestora

TERMO DE ANÁLISE DE CREDENCIAMENTO Análise de Instituição: Administradora ou Gestora TERMO DE ANÁLISE DE CREDENCIAMENTO Análise de Instituição: Administradora ou Gestora Este formulário tem por objetivo colher informações para a análise do credenciamento de instituições pelos Regimes Próprios

Leia mais

Classificação de Fundos: podemos facilitar

Classificação de Fundos: podemos facilitar Classificação de Fundos: podemos facilitar Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças FGV/EAESP Escola de Administração de Empresas de São Paulo Fundação

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P D E Z E M B R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 9,0 bilhões Saldo: R$ 516,0 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 2,6 bilhões Saldo: R$ 503,8 bilhões Financiamentos

Leia mais

Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet. Autoatendimento. Fone Fácil. Agência

Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet. Autoatendimento. Fone Fácil. Agência Clique no nome do canal de atendimento e confira: Internet Fone Fácil Autoatendimento Agência Internet Produto Horário Limite Diário BRADESCO PRIME NET FIC FI REFERENCIADO DI BRADESCO PRIME NET FIC FI

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U L H O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 4,9 bilhões Saldo: R$ 525,4 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 962 milhões Saldo: R$ 501,2 bilhões Financiamentos

Leia mais

Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04

Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04 Estratégias de Fundos de Investimentos João Alberto Cabral 02/09/04 Agenda Fundos de Investimentos Em que Fundo devo investir? Tipos de Fundos Fundos de Renda Fixa Fundos Multimercados Opinião do Gestor

Leia mais

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 76

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 76 CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 76 O Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, no exercício das atribuições a ele conferidas

Leia mais

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 77

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 77 CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO DELIBERAÇÃO Nº 77 O Conselho de Regulação e Melhores Práticas de Fundos de Investimento, no exercício das atribuições a ele conferidas

Leia mais

RENTABILIDADE DOS FUNDOS - 05/dez/2017

RENTABILIDADE DOS FUNDOS - 05/dez/2017 RENTABILIDADE DOS FUNDOS - 05/dez/201 Produto (1) Obs. Risco Cota Rent. Diária Rentabilidade Mensal (%) Rentabilidade Acumulada (%) dez/1 nov/1 out/1 6 12 201 2016 Fundo () Renda Fixa Duração Baixa Grau

Leia mais

Fundos de investimento

Fundos de investimento Fundos de investimento Maio 2016 Informação Confidencial Política Corporativa de Segurança da Informação Tipos de Fundos: Podem ser classificados de acordo com... Classe de Ativos e/ou Fator de Risco Preponderante:

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 25 de maio de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 3,13 bilhões em abril

Leia mais

Carta Mensal Janeiro 2016

Carta Mensal Janeiro 2016 Carta Mensal Janeiro 2016 Índice: Fundos Multimercados Fundos de Ações 2 4 Fundos Multimercados - Atribuição de Performance Safra Carteira Institucional FI Multimercado (CTI) (a)(2)(4)(10)(12)(24)(27)(33)(35)

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P F E V E R E I R O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 6,7 bilhões Saldo: R$ 499,3 bilhões

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U N H O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: R$ 173 milhões Saldo: R$ 517,6 bilhões Financiamentos

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A B R I L, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 25 de abril de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 4,01 bilhões em março

Leia mais

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%)

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%) Carteira: CARTEIRA MODELO - AGRESSIVA Patrimônio: R$300.000,00 Índice de comparação: Extrato Carteira CDI Data Início: 30/08/2013 (melhor data) Data Referência: 28/09/2016 SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 3,5 bilhões Saldo: R$ 495,4 bilhões Financiamentos

Leia mais

Relatório posicionamento, análise e comparativos dos insvestimentos do RPPS.

Relatório posicionamento, análise e comparativos dos insvestimentos do RPPS. Relatório posicionamento, análise e comparativos dos insvestimentos do RPPS. IPSETUR Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Turmalina - MG. RELATÓRIO TRIMESTRAL SITE: www.investorbrasil.com

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 28 de junho de 2016 Em maio, crédito imobiliário somou R$ 3,9 bilhões Poupança

Leia mais

No Brasil. No Mundo. BB DTVM: Líder do Mercado. O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. Fonte: ANBIMA- Agosto/10 e ICI - Mar/10 EUA 48,69%

No Brasil. No Mundo. BB DTVM: Líder do Mercado. O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. Fonte: ANBIMA- Agosto/10 e ICI - Mar/10 EUA 48,69% Ranking Mundial de Fundos No Mundo O Brasil subiu para 6º lugar no ranking mundial. No Brasil BB DTVM: Líder do Mercado EUA 48,69% BB DTVM 21,43% Luxemburgo 10,09% ITAÚ-UNIBANCO 17,11% França 7,51% BRADESCO

Leia mais

Private e Varejo Relatórios Ano II Nº 2 Abril/2017

Private e Varejo Relatórios Ano II Nº 2 Abril/2017 e Relatórios Ano II Nº 2 Abril/2017 Segmentos e atingem R$ 2,31 trilhões em aplicações financeiras Os investimentos dos segmentos e alcançaram R$ 2,31 trilhões em 2016, alta de 11,72% em relação ao ano

Leia mais

Classificação ANBIMA

Classificação ANBIMA Classificação ANBIMA A fim de facilitar a categorização e a identificação dos fundos conforme seus principais fatores de risco e estratégias, a classificação está baseada em 3 (três) níveis, que devem

Leia mais

Internacionalização da Indústria de Fundos

Internacionalização da Indústria de Fundos Subsidiária do 1 Agenda Internacionalização da Indústria de Fundos 1. A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil 2. Investimentos DO Exterior 3. Investimentos NO Exterior 4. BB DTVM 2 Brasil na Indústria

Leia mais

INFORMATIVO MENSAL DE INVESTIMENTOS MAIO/2017 POLÍTICA DE INVESTIMENTOS

INFORMATIVO MENSAL DE INVESTIMENTOS MAIO/2017 POLÍTICA DE INVESTIMENTOS OBJETIVO Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDENCIA SOCIAL DE ALVINÓPOLIS

INSTITUTO DE PREVIDENCIA SOCIAL DE ALVINÓPOLIS INSTITUTO DE PREVIDENCIA SOCIAL DE ALVINÓPOLIS MÊS REFERENCIA: OUTUBRO 2014 VISAO GERAL GRAFICO RENTABILIDADE CAPITAL PROTEGIDO ENQUADRAMENTO COMENTÁRIO RATING BALANCEAMENTO POLITICA INVESTIMENTO DAIR

Leia mais

TERMO DE ANÁLISE DE CREDENCIAMENTO

TERMO DE ANÁLISE DE CREDENCIAMENTO TERMO DE ANÁLISE DE CREDENCIAMENTO (modelo mínimo conforme PORTARIA MPS n 519, de 24 de agosto de 2011) Nos termos da Portaria MPS nº 519, de 2011, na redação dada pela Portaria nº MPS 440, de 2013, para

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PARÁ DE MINAS. Relatório Mensal julho/2015

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PARÁ DE MINAS. Relatório Mensal julho/2015 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PARÁ DE MINAS Relatório Mensal julho/2015 Carteira Atual julho/2015 Renda Fixa Gestores Ativos Saldo Anterior Saldo Atual % Carteira Art.

Leia mais

Taxa de Administração (%) - Setembro/2010

Taxa de Administração (%) - Setembro/2010 SEGMENTO - TODOS Taxas de Administração por Categoria ANBIMA de Fundo de Média (%) Referenciado DI 0,92 Categorias Renda Fixa 0,86 Multimercados 1,36 Ações 2,19 Taxa de Administração média poderada pelo

Leia mais

ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG. Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 2015

ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG. Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 2015 Milhões ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 215 R$ 12 R$ 1 R$ 8 R$ 6 R$ 4 R$ 2 R$ Evolução do Patrimônio no Ano 89,7

Leia mais

RENTABILIDADE DOS FUNDOS DISTRIBUÍDOS PELO CITIBANK - 21/set/2017

RENTABILIDADE DOS FUNDOS DISTRIBUÍDOS PELO CITIBANK - 21/set/2017 RENTABILIDADE DOS FUNDOS DISTRIBUÍDOS PELO CITIBANK - 21/set/201 Este relatório não será atualizado até o dia 0 de outubro, para acessar as Produto (1) Obs. Risco Cota Renda Fixa Duração Baixa Grau de

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P F E V E R E I R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 24 de março de 2017 Crédito imobiliário totaliza R$ 2,95 bilhões

Leia mais

Nova Classificação de Fundos. Perguntas & Respostas Data: 16/02/2016

Nova Classificação de Fundos. Perguntas & Respostas Data: 16/02/2016 1 Nova Classificação de Fundos Perguntas & Respostas Data: 16/02/2016 Sumário/Índice CLASSE DE ATIVOS: RENDA FIXA... 4 1. CRÉDITO: QUAL O CRITÉRIO UTILIZADO PARA DEFINIR O RISCO DE CRÉDITO DOS PAPÉIS (3º

Leia mais

O objetivo da disciplina é abordar todos os principais produtos financeiros existentes no mercado brasileiro e também os principais produtos disponíveis para aplicação de recursos no exterior. Serão vistas

Leia mais

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%)

SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR PERÍODO (%) Carteira: CARTEIRA MODELO - MODERADA Patrimônio: R$300.000,00 Índice de comparação: Extrato Carteira CDI Data Início: 31/10/2013 (melhor data) Data Referência: 11/11/2016 SIMULAÇÃO DE RENTABILIDADE POR

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL 5/ /06/2016. Regime Próprio de Previdência Social do município de JUAZEIRO DO NORTE CE PREVIJUNO

RELATÓRIO MENSAL 5/ /06/2016. Regime Próprio de Previdência Social do município de JUAZEIRO DO NORTE CE PREVIJUNO RELATÓRIO MENSAL 5/2016 25/06/2016 Regime Próprio de Previdência Social do município de JUAZEIRO DO NORTE CE PREVIJUNO Prezado(a) Diretor Executivo, Sr(a). Jesus Rogério de Holanda; Atendendo a necessidade

Leia mais

Carta Mensal Dezembro 2016

Carta Mensal Dezembro 2016 Carta Mensal Dezembro 2016 Índice: Fundos Multimercados Fundos de Ações 2 4 Fundos Multimercados - Atribuição de Performance Safra Carteira Institucional FI Multimercado (CTI) (a)(2)(4)(10)(12)(24)(27)(33)(35)

Leia mais

259,30 1,14 1,02 0,96 1,12 1,00 1,09 1,15 1,10 1,19 1,08 1,03 1,01 13,39 13,67 41,72 1,0%

259,30 1,14 1,02 0,96 1,12 1,00 1,09 1,15 1,10 1,19 1,08 1,03 1,01 13,39 13,67 41,72 1,0% Fundos Renda Fixa PL Médio 12 meses Rentabilidade Acumulada % (já descontada a taxa de administração) No ano# Dez/15 Jan/16 Fev/16 Mar/16 Abr/16 Mai/16 Jun/16 Jul/16 Ago/16 Set/16 Out/16 Nov/16 Cond. 12

Leia mais

Private Banking. Aplicações em Previdência crescem 13,4% no primeiro semestre. Destaque do Mês. Evolução das aplicações em

Private Banking. Aplicações em Previdência crescem 13,4% no primeiro semestre. Destaque do Mês. Evolução das aplicações em Private Banking Ano IV - Nº 6 - Setembro/214 Aplicações em Previdência crescem 13,4% no primeiro semestre O patrimônio sob gestão no segmento Private atingiu R$ 68 bilhões em junho de 214, com um crescimento

Leia mais

Nova Classificação de Fundos. Novembro/15

Nova Classificação de Fundos. Novembro/15 Nova Classificação de Fundos Novembro/15 Classificação ANBIMA de Fundos Para que serve? Facilitar o processo de decisão de investimento Contribuir para aumentar a transparência no mercado Permitir uma

Leia mais

PRODUTOS BANCÁRIOS FUNDOS DE INVESTIMENTO: Taxas: - Administração: Calculada dia útil e deduzida da cota; - Performance: Quando supera um indicador

PRODUTOS BANCÁRIOS FUNDOS DE INVESTIMENTO: Taxas: - Administração: Calculada dia útil e deduzida da cota; - Performance: Quando supera um indicador PRODUTOS BANCÁRIOS FUNDOS DE INVESTIMENTO: Taxas: - Administração: Calculada dia útil e deduzida da cota; - Performance: Quando supera um indicador de referência (BENCH); DESPESAS (encargos do fundo):

Leia mais

REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA MT IPREAF

REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA MT IPREAF REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA MT IPREAF 29 janeiro, 2016 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 2 2 RESUMO DO REGULAMENTO DOS INVESTIMENTOS... 3 3 MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA DOS INVESTIMENTOS...

Leia mais

Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos

Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos Estratégias para a elaboração da Política de Investimentos 33º Encontro Regional APEPREM Marília - SP Política de Investimento Os RPPS possuem obrigação legal de elaborar anualmente sua política de investimentos;

Leia mais

Evento Investidor Institucional. 9º Fórum Cenários e Perspectivas de Investimentos para o 2º Semestre

Evento Investidor Institucional. 9º Fórum Cenários e Perspectivas de Investimentos para o 2º Semestre Evento Investidor Institucional 9º Fórum Cenários e Perspectivas de Investimentos para o 2º Semestre - 2014 1 CENÁRIO MACROECONÔMICO O cenário macroeconômico recente tem ensejado atenção dos investidores

Leia mais

Fundos de Investimentos e alta volatilidade: desafios e oportunidades

Fundos de Investimentos e alta volatilidade: desafios e oportunidades Fundos de Investimentos e alta volatilidade: desafios e oportunidades William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças FGV/EAESP Escola de Administração de Empresas

Leia mais

Investimentos. Produtos de Investimentos 2014

Investimentos. Produtos de Investimentos 2014 Investimentos Produtos de Investimentos 2014 jun/94 out/94 fev/95 jun/95 out/95 fev/96 jun/96 out/96 fev/97 jun/97 out/97 fev/98 jun/98 out/98 fev/99 jul/99 nov/99 mar/00 jul/00 nov/00 mar/01 jul/01 nov/01

Leia mais

NOVAS DIRETRIZES PARA O DAIR E DPIN e os impactos relevantes na gestão previdenciária 4º ENCONTRO DE GESTORES RPPS DO ESTADO DO MATO GROSSO

NOVAS DIRETRIZES PARA O DAIR E DPIN e os impactos relevantes na gestão previdenciária 4º ENCONTRO DE GESTORES RPPS DO ESTADO DO MATO GROSSO Ministério da Fazenda Secretaria de Políticas Previdenciárias Departamento dos Regimes de Previdência no Serviço Público NOVAS DIRETRIZES PARA O DAIR E DPIN e os impactos relevantes na gestão previdenciária

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

O BAIXO CRESCIMENTO DA ALEMANHA EM 2012 (0,7%) E A

O BAIXO CRESCIMENTO DA ALEMANHA EM 2012 (0,7%) E A Ano III Número 16 Fevereiro/2013 O BAIXO CRESCIMENTO DA ALEMANHA EM 2012 (0,7%) E A VALORIZAÇÃO DO EURO REFORÇAM A PERSPECTIVA DO FRACO DINAMISMO NA EUROPA. ENTRETANTO, A ELEVAÇÃO DO EMPREGO NOS EUA E

Leia mais

A semana em revista. Relatório Semanal 27/04/2015

A semana em revista. Relatório Semanal 27/04/2015 Relatório Semanal 27/04/2015 A semana em revista No cenário doméstico, os principais destaques da semana foram os dados de geração de empregos formais, do setor externo e do mercado de crédito, todos do

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO DE INVESTIMENTOS OUTUBRO

RELATÓRIO DE GESTÃO DE INVESTIMENTOS OUTUBRO RELATÓRIO DE GESTÃO DE INVESTIMENTOS OUTUBRO - 2014 Í NDICE RELATÓRIOO DE GESTÃO DE INVESTIMENTOS Carteira consolidada... 1 Carteira detalhada... 2 Política de Investimento 2014... 3 Análise de rentabilidadee...

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE SÃO GABRIEL/RS

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE SÃO GABRIEL/RS INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE SÃO GABRIEL/RS CONJUNTURA ECONÔMICA E FINANCEIRA Agosto/17 INTRODUÇÃO Neste relatório disponibilizamos a conjuntura econômica financeira para

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A G O S T O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 7,2 bilhões Saldo: R$ 500,8 bilhões Financiamentos

Leia mais

A INTENSIFICAÇÃO DO VIÉS DE BAIXO CRESCIMENTO GLOBAL REDUZIU O PREÇO DAS COMMODITIES E ACIRROU A VALORIZAÇÃO DO DÓLAR, INCLUSIVE NO BRASIL.

A INTENSIFICAÇÃO DO VIÉS DE BAIXO CRESCIMENTO GLOBAL REDUZIU O PREÇO DAS COMMODITIES E ACIRROU A VALORIZAÇÃO DO DÓLAR, INCLUSIVE NO BRASIL. Ano IV Número 38 Dezembro/2014 A INTENSIFICAÇÃO DO VIÉS DE BAIXO CRESCIMENTO GLOBAL REDUZIU O PREÇO DAS COMMODITIES E ACIRROU A VALORIZAÇÃO DO DÓLAR, INCLUSIVE NO BRASIL. O FOCO, CONTUDO, FOI NO CENÁRIO

Leia mais

RELATÓRIO DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS MARÇO DE 2016

RELATÓRIO DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS MARÇO DE 2016 RELATÓRIO DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS MARÇO DE 2016 Os recursos do CaraguaPrev são aplicados respeitando os princípios de segurança, legalidade, liquidez e eficiência. Neste mês a carteira de investimentos

Leia mais

Private Banking. Volume de ativos sob gestão no segmento Private atinge R$ 527 bi. Destaque do Ano. Private Banking no Brasil - Dez/12

Private Banking. Volume de ativos sob gestão no segmento Private atinge R$ 527 bi. Destaque do Ano. Private Banking no Brasil - Dez/12 Private Banking Boletim Ano III Nº 4 Fevereiro/212 Volume de ativos sob gestão no segmento Private atinge R$ 527 bi Private Banking no Brasil - Dez/12 POSIÇÃO DE AuM R$ 527,3 bi Var % no Ano 21,4% FUNDOS

Leia mais

Manual SI Mercado. Nova Classificação ANBIMA Data: 01/09/2015

Manual SI Mercado. Nova Classificação ANBIMA Data: 01/09/2015 1 Manual SI Mercado Nova Classificação ANBIMA Data: 01/09/2015 Sumário/Índice... 1 Manual SI Mercado... SUMÁRIO/ÍNDICE... 2 NOVA CLASSIFICAÇÃO DE FUNDOS ANBIMA... 4 MUDANÇAS NO SISTEMA SI ANBIMA... 4 CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U N H O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 2,79 bilhões Saldo: R$ 493,3 bilhões Financiamentos

Leia mais

Em 12 meses* Em 24 meses*

Em 12 meses* Em 24 meses* FUNDOS Data No mês Mês Ant. No ano# Em 12 Em 24 Em 36 Rentab. no dia% Val. da Cota(R$) P.L.Méd. Ult. 12 Meses (R$ MM) Taxa de Adm. (ao ano)** Cond. do Fundo Renda Fixa Curto Prazo Itauvest(1) 5/08 0,18

Leia mais

Informativo Mensal Investimentos

Informativo Mensal Investimentos Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

CARTA MENSAL: Abril/2010. Prezados Investidores,

CARTA MENSAL: Abril/2010. Prezados Investidores, Prezados Investidores, A partir do segundo semestre de 2009, os mercados futuros de juros no Brasil começaram a embutir um aumento relevante da Selic ao longo de 2010. Os investidores de bolsa, porém,

Leia mais

Ibovespa cai na semana contrariando comportamento das bolsas internacionais.

Ibovespa cai na semana contrariando comportamento das bolsas internacionais. 28 de Outubro de 2013 Juros encerram a semana em queda seguindo comportamento da Treasury; Dólar encerrou a semana em alta de 0,5%, cotado a R$ 2,189; Ibovespa cai na semana contrariando comportamento

Leia mais

O BOM RESULTADO DO MERCADO DE TRABALHO NOS EUA

O BOM RESULTADO DO MERCADO DE TRABALHO NOS EUA Ano III Número 26 Dezembro/2013 O BOM RESULTADO DO MERCADO DE TRABALHO NOS EUA REFORÇOU AS EXPECTATIVAS DE REDUÇÃO DOS ESTÍMULOS MONETÁRIOS NAQUELE PAÍS, GERANDO EFEITOS NOS MERCADOS GLOBAIS. TAIS APOSTAS

Leia mais

Dados do Instituto. Disponibilidades Financeiras

Dados do Instituto. Disponibilidades Financeiras Dados do Instituto Serviço de Previdência Social dos Func. Mun. Serra Negra CNPJ: 00.734.500/0001-57 Gestor: Carlos Domingos Canhassi CPF: 777.705.108-30 Bimestre de Ref.: 6º bimestre de 2015 Disponibilidades

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

Alocação Atual x Limite Legal

Alocação Atual x Limite Legal Relatório de Avaliação da Política de Investimento Relatório Semestral 2º semestre de 2010 Relatório de Avaliação da Política de Investimento 2º semestre de 2010 O presente relatório tem por objetivo avaliar

Leia mais

Critérios de Premiação para o Guia de Fundos Exame 2008 Fundos e Gestores

Critérios de Premiação para o Guia de Fundos Exame 2008 Fundos e Gestores Critérios de Premiação para o Guia de Fundos Exame 2008 Fundos e Gestores GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola de Administração de Empresas de São Paulo Fundação Getúlio Vargas A seguir são apresentados

Leia mais

Relatório Mensal - Dezembro de 2014

Relatório Mensal - Dezembro de 2014 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor O ano de 2014 promete não deixar saudades para o mercado de capitais Brasileiro, onde a forte deterioração econômica do país e as denuncias de corrupção

Leia mais

CSHG US EQUITY BASKET II FIM

CSHG US EQUITY BASKET II FIM Dezembro de 2012 CSHG US EQUITY BASKET II FIM Fundo de Investimento Multimercado Objetivo de proporcionar retorno vinculado à valorização de uma cesta de ações norte-americanas**, após 6,5 meses. Aplicação

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO DE EIRO

RELATÓRIO DE GESTÃO DE EIRO RELATÓRIO DE GESTÃO DE INVESTIMENTOS JAN EIRO - 2013 ÍNDICE RELATÓRIO GERENCIAL Carteira Consolidada... 1 Carteira Detalhada... 2 Política de Investimentos... 3 Análise de Rentabilidade... 4 Retorno da

Leia mais

Selic e Cartão Rotativo reduzem taxa de juros

Selic e Cartão Rotativo reduzem taxa de juros Selic e Cartão Rotativo reduzem taxa de juros Em abril, o saldo das operações do mercado de crédito voltou a mostrar retração na comparação mensal (0,2%). Entretanto, em termos anuais, novamente desacelerou-se

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P S E T E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 5,38 bilhões Saldo: R$ 498,7 bilhões

Leia mais

R$ 451 bilhões em Ativos 21,4% de Market Share 522 fundos 13 carteiras administradas Receita prevista: R$1,7 bi

R$ 451 bilhões em Ativos 21,4% de Market Share 522 fundos 13 carteiras administradas Receita prevista: R$1,7 bi Subsidiária do BB DTVM - Liderança Background Subsidiária Integral do Banco do Brasil Fundada em 1986 Liderança no Mercado Nacional desde 1994 Gestão de Recursos R$ 451 bilhões em Ativos 21,4% de Market

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P O U T U B R O, 2 0 1 7 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 26 de outubro de 2017 Crédito imobiliário atinge R$ 3,41 bilhões

Leia mais

III. Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado

III. Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado III Mercado Financeiro e de Capitais Taxas de juros reais e expectativas de mercado Os riscos de maior pressão inflacionária vigentes no início de concorreram para as decisões do Copom sobre a taxa básica

Leia mais

BNP PARIBAS MATCH DI FUNDO DE INVESTIMENTO REFERENCIADO CRÉDITO PRIVADO

BNP PARIBAS MATCH DI FUNDO DE INVESTIMENTO REFERENCIADO CRÉDITO PRIVADO BNP PARIBAS MATCH DI FUNDO DE INVESTIMENTO REFERENCIADO CRÉDITO PRIVADO MATERIAL DE DIVULGAÇÃO: FEVEREIRO/2017 Renda Fixa CARACTERÍSTICAS GERAIS CNPJ: ANBIMA Renda Fixa Duração Baixa Grau de Invest. (Cód.:

Leia mais

Ano VI Número 65 Março/2017

Ano VI Número 65 Março/2017 Ano VI Número 65 Março/2017 O AUMENTO DOS JUROS PELO FED, DE 0,25 PONTO PERCENTUAL, NO ÚLTIMO DIA 15, QUE LEVOU A TAXA BÁSICA PARA 1% AO ANO, JÁ ERA ESPERADO PELO MERCADO, QUE TRABALHA COM A POSSIBILIDADE

Leia mais

FINANÇAS UM RETRATO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO NO BRASIL

FINANÇAS UM RETRATO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO NO BRASIL CE FINANÇAS UM RETRATO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO NO BRASIL 34 GVEXECUTIVO V 16 N 3 MAIO/JUN 2017 UM RETRATO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO NO BRASIL POR PEDRO LUIZ ALBERTIN BONO MILAN E WILLIAM EID JÚNIOR

Leia mais

A semana em revista. Relatório Semanal 06/04/2015

A semana em revista. Relatório Semanal 06/04/2015 Relatório Semanal 06/04/2015 A semana em revista No cenário doméstico, os principais destaques da semana foram o desempenho fiscal do governo e os dados do setor industrial ambos do mês de fevereiro. O

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS

DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS DEMONSTRATIVO DAS APLICAÇÕES E INVESTIMENTOS DOS RECURSOS 1. ENTE Nome: Endereço: Bairro: Telefone: Prefeitura Municipal de Rondonópolis / MT AVENIDA DUQUE DE CAXIAS, 3411 VILA AURORA (066) 3411-5731 Fax:

Leia mais

CARTA MENSAL: Março/2013

CARTA MENSAL: Março/2013 Prezados Investidores, Em março os Fundos Brasil Capital FIA e Brasil Capital FIM tiveram retornos negativos de -3,60% e -1,18%, versus desempenho do Ibovespa de -1,91%. Em 12 meses, as variações acumuladas

Leia mais

Ano VI Número 64 Fevereiro/2017

Ano VI Número 64 Fevereiro/2017 Ano VI Número 64 Fevereiro/2017 EM UM AMBIENTE DE CRESCENTE INCERTEZA EM RELAÇÃO AOS DESDOBRAMENTOS DA TENDÊNCIA PROTECIONISTA NOS EUA SOBRE A CORRENTE DE COMÉRCIO MUNDIAL, O AUMENTO DOS PREÇOS E QUANTIDADES

Leia mais