DIRETORIA DE ENGENHARIA - DEN

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIRETORIA DE ENGENHARIA - DEN"

Transcrição

1 01 CANTEIRO DE OBRAS 0,00 CANTEIRO DE OBRAS EM BARRACÃO PARA ESCRITÓRIO TIPO A5, CONSTANDO DE CERCA DE 6 FIOS, BARRACÃO ABERTO, SANITÁRIOS E CHUVEIROS, REFEITÓRIO, ALOJAMENTO E MOBILIZAÇÃO E DESMOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS. MAIS INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS (LUZ, FORÇA,TELEFONE, LÓGICA, ÁGUA E ESGOTO) E PLACAS PADRÃO DE OBRA. CONFORME ESPECIFICADO E DETERMINADO PELA FISCALIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS UND 1,00 02 LIGAÇÃO INTRADOMICILIAR EXECUÇÃO DE LIGAÇÃO INTRADOMICILIAR CONSTANDO DE: RAMAL INTRADOMICILIAR, TUBULAÇÃO DE VENTILAÇÃO, CAIXA DE INSPEÇÃO, CHUMBAMENTO DA CAIXA E CARGA E TRANSPORTE DA DEMOLIÇÃO. MAIS FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO. CONFORME PROJETO, SERVIÇO PRONTO LIGAÇÃO INTRADOMICILIAR UND 3.716,00 03 LIGAÇÃO PREDIAL EXECUÇÃO DE LIGAÇÃO PREDIAL CONSTANDO DE: RAMAL PREDIAL, PAVIMENTAÇÃO, RECUPERAÇÃO DE CALÇADA, CAIXA DE INSPEÇÃO E CADASTRO. MAIS FORNECIMENTO DE TUBOS, CONEXÕES E ACESSÓRIOS. CONFORME LIGAÇÃO PREDIAL UND 5.132,00 04 REDE COLETORA EXECUÇÃO DA REDE COLETORA EM CONSTRUÇÃO CIVIL, CONSTANDO DE: LOCAÇÃO, SINALIZAÇÃO, MOVIMENTO DE TERRA, ESCORAMENTO, ESGOTAMENTO, REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO, PAVIMENTAÇÃO, ASSENTAMENTO, POÇO DE VISITA, SUSTENTAÇÕES DIVERSAS, LASTROS, TRAVESSIA E CADASTRO. MAIS FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES E PEÇAS ESPECIAIS. CONFORME DN 150mm - TUBO PVC RÍGIDO OCRE JEI (NBR-7362) M , DN 150mm - TUBO FoFo DÚCTIL 2GS JE INTEGRAL P/ ESGOTO M 674, DN 200mm - TUBO PVC RÍGIDO OCRE JEI (NBR-7362) M 1.608, DN 200mm - TUBO FoFo DÚCTIL 2GS JE INTEGRAL P/ ESGOTO M 66, DN 250mm - TUBO PVC RÍGIDO OCRE JEI (NBR-7362) M 186, DN 250mm - TUBO FoFo DÚCTIL 2GS JE INTEGRAL P/ ESGOTO M 21, DN 300mm - TUBO PVC RÍGIDO OCRE JEI (NBR-7362) M 406, DN 350mm - TUBO PVC RÍGIDO OCRE JEI (NBR-7362) M 559,00 05 TRAVESSIA EXECUÇÃO DE TRAVESSIA PARA MÉTODO NÃO DESTRUTIVO E PARA BUEIROS E GALERIAS. CONFORME TRAVESSIA M.N.D. P/ TUBO 100<DN<=200 (COMPLETO) M 55, TRAVESSIA M.N.D. P/ TUBO 200<DN<=300 (COMPLETO) M 39, EXECUÇÃO EM BUEIRO / GALERIA DE SEÇÃO CIRCULAR. CONFORME DIÂMETRO - 600mm UND 2, DIÂMETRO - 800mm UND 12, EXECUÇÃO EM BUEIRO / GALERIA DE SEÇÃO RETANGULAR. CONFORME SEÇÃO DE 2,01m ATÉ 4,00m UND 1, SEÇÃO DE 4,01m ATÉ 6,00m UND 3, SEÇÃO DE 6,01m ATÉ 8,00m UND 5, SEÇÃO DE 8,01m ATÉ 10,00m UND 1, SEÇÃO DE 10,01m ATÉ 12,00m UND 3, SEÇÃO DE 12,01m ATÉ 14,00m UND 3, SEÇÃO DE 16,01m ATÉ 18,00m UND 3, SEÇÃO DE 18,01m ATÉ 20,00m UND 2, SEÇÃO DE 20,01m ATÉ 50,00m UND 9,00 06 COLETOR TRONCO 1 de 5 Planilha Consolidada Preços Básicos_CD-2_SV

2 EXECUÇÃO DE COLETOR TRONCO, CONSTANDO DA REALIZAÇÃO DOS SEGUINTES SERVIÇOS: LOCAÇÃO, SINALIZAÇÃO, MOVIMENTO DE TERRA, ESCORAMENTO, ESGOTAMENTO, REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO, PAVIMENTAÇÃO, ASSENTAMENTO, POÇO DE VISITA, SUSTENTAÇÕES DIVERSAS, LASTROS, TRAVESSIA E CADASTRO. MAIS FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES E PEÇAS ESPECIAIS. CONFORME PROJETO, SERVIÇO PRONTO DN 400mm - TUBO PVC RÍGIDO OCRE JEI (NBR-7362) M 621, DN 400mm - TUBO FoFo DÚCTIL 2GS JE INTEGRAL P/ ESGOTO M 28, DN 700mm - TUBO PRFV CL 20 JE PB CLASSE DE RIGIDEZ N/m² M 1.249, DN 700mm - TUBO FoFo DÚCTIL 2GS JE INTEGRAL P/ ESGOTO M 61, DN 800mm - TUBO PRFV CL 20 JE PB CLASSE DE RIGIDEZ N/m² M 63, DN 800mm - TUBO FoFo DÚCTIL 2GS JE INTEGRAL P/ ESGOTO M 5,00 07 TRAVESSIA DO COLETOR TRONCO EXECUÇÃO DE TRAVESSIA PARA MÉTODO NÃO DESTRUTIVO PARA BUEIROS E GALERIAS. CONFORME TRAVESSIA M.N.D. P/ TUBO 300<DN<=400 (COMPLETO) M 11, TRAVESSIA M.N.D. P/ TUBO 600<DN<=700 (COMPLETO) M 11, EXECUÇÃO DE TRAVESSIAS EM BUEIROS / GALERIAS DE SEÇÃO CIRCULAR. CONFORME DIÂMETRO - 800mm UND 2, EXECUÇÃO DE TRAVESSIAS EM BUEIROS / GALERIAS DE SEÇÃO RETANGULAR. CONFORME SEÇÃO DE 4,01m ATÉ 6,00m UND 3, SEÇÃO DE 6,01m ATÉ 8,00m UND 2, SEÇÃO DE 16,01m ATÉ 18,00m UND 1,00 08 ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EECD-2.1 EXECUÇÃO DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD-2.1 CONSTANDO DA REALIZAÇÃO DOS SEGUINTES SERVIÇOS: LOCAÇÃO, SERVIÇO PRELIMINAR, MOVIMENTO DE TERRA, ESCORAMENTO, ESGOTAMENTO, REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO, CONCRETO, ALVENARIA, COBERTURA, DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO E ACESSO, REVESTIMENTO, IMPERMEABILIZAÇÃO, PINTURA, INSTALAÇÃO HIDRO-SANITÁRIA, CALÇADA, ESQUADRIAS, INSTALAÇÃO DE PONTE ROLANTE, URBANIZAÇÃO, DIVERSOS E INSTALAÇÃO ELÉTRICA (SERVIÇO+MATERIAL). CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA - EE-CD OBRA CIVIL UND 1, EQUIPAMENTO, MATERIAL ELETROMECÂNICO E AUTOMAÇÃO. CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA - EE-CD FORNECIMENTO UND 1, CMB RE-AUTO ESCORVANTE, Q=260,34 l/s;h=21,67 m;p=125 CV UND 2, RESERVATÓRIO HIDROPNEUMÁTICO COM CAPACIDADE DE 3000L E PAINEL ELETRICO C/2 SOFT START 125 CV,380V,60Hz UND 1, GRUPO GERADOR 216/235 KVA, COM QUADRO AUTOMÁTICO UND 1,00 VAZÃO DE 260,34 l/s, INSTALAÇÃO ELETROMECÂNICA DE CONJUNTO MOTO BOMBA DE 125 CV, MÃO DE OBRA PARA INSTALAÇÃO E AUTOMAÇÃO. CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD MONTAGEM ELETROMECÂNICA UND 1,00 09 ESTAÇÃO ELEVATÓRIA (EE-CD-2.2) EXECUÇÃO DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD-2.2 CONSTANDO DA COBERTURA, DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO E ACESSO, REVESTIMENTO, IMPERMEABILIZAÇÃO, PINTURA, INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIA, CALÇADA, ESQUADRIAS, FERRAGENS, INSTALAÇÃO DE PONTE ROLANTE, URBANIZAÇÃO, DIVERSOS E INSTALAÇÃO ELÉTRICA (SERVIÇO+MATERIAL). CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA - EE-CD OBRA CIVIL UND 1,00 2 de 5 Planilha Consolidada Preços Básicos_CD-2_SV

3 09.02 EQUIPAMENTO, MATERIAL ELETROMECÂNICO E AUTOMAÇÃO. CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA - EE-CD FORNECIMENTO UND 1, CMB RE-AUTOESCORVANTE, Q=48,28 l/s;h=9,34 m;p=15 CV UND 2, RESERVATÓRIO HIDROPNEUMÁTICO COM CAPACIDADE DE 1000L E PAINEL ELETRICO C/2 SOFT START 15CV,380V,60Hz UND 1, GRUPO GERADOR 45/55 KVA, COM QUADRO AUTOMÁTICO UND 1,00 VAZÃO DE 40,01 ATÉ 60,00 l/s, INSTALAÇÃO ELETROMECÂNICA DE CONJUNTO MOTO-BOMBA DE 15 CV, MÃO DE OBRA PARA INSTALAÇÃO E AUTOMAÇÃO. CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD MONTAGEM ELETROMECÂNICA UND 1,00 10 ESTAÇÃO ELEVATÓRIA (EE-CD-2.3) EXECUÇÃO DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD-2.3 CONSTANDO DA COBERTURA, DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO E ACESSO, REVESTIMENTO, IMPERMEABILIZAÇÃO, PINTURA, INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIA, CALÇADA, ESQUADRIAS, FERRAGENS, INSTALAÇÃO DE PONTE ROLANTE, URBANIZAÇÃO, SERVIÇOS DIVERSOS E INSTALAÇÃO ELÉTRICA (SERVIÇO+MATERIAL). CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA - EE-CD OBRA CIVIL UND 1, EQUIPAMENTO, MATERIAL ELETROMECÂNICO E AUTOMAÇÃO. CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA - EE-CD FORNECIMENTO UND 1, CMB RE-AUTO ESCORVANTE, Q=32,71 l/s;h=14,82 m;p=20 CV UND 2, RESERVATÓRIO HIDROPNEUMÁTICO COM CAPACIDADE DE 1000L E PRESSÃO DE 70mca UND 1, PAINEL ELETRICO C/2 SOFT START 20CV,380,60Hz UND 1, GRUPO GERADOR 45/55 KVA, COM QUADRO AUTOMÁTICO UND 1, VAZÃO DE 20,01 ATÉ 40,00 l/s, INSTALAÇÃO ELETROMECÂNICA DE CONJUNTO MOTO-BOMBA DE 20 CV, MÃO DE OBRA PARA INSTALAÇÃO E AUTOMAÇÃO. CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD MONTAGEM ELETROMECÂNICA UND 1,00 11 ESTAÇÃO ELEVATÓRIA (EE-CD-2.4) EXECUÇÃO DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD-2.4 CONSTANDO DA COBERTURA, DISPOSITIVO DE PROTEÇÃO E ACESSO, REVESTIMENTO, IMPERMEABILIZAÇÃO, PROTEÇÃO, PINTURA, INSTALAÇÕES HIDRO- SANITÁRIA, CALÇADA, ESQUADRIAS, FERRAGENS, INSTALAÇÃO DE PONTE ROLANTE, URBANIZAÇÃO, SERVIÇOS DIVERSOS E INSTALAÇÃO ELÉTRICA (SERVIÇO+MATERIAL). CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA - EE-CD OBRA CIVIL UND 1, EQUIPAMENTO, MATERIAL ELETROMECÂNICO E AUTOMAÇÃO. CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA - EE-CD FORNECIMENTO UND 1, CMB RE-AUTOESCORVANTE, Q=8,72 l/s;h=21,41 m;p=10 CV UND 2, RESERVATÓRIO HIDROPNEUMÁTICO COM CAPACIDADE DE 2000L E PAINEL ELETRICO C/2 SOFT START 10CV,380V,60Hz UND 1, GRUPO GERADOR 45/55 KVA, COM QUADRO AUTOMÁTICO UND 1,00 3 de 5 Planilha Consolidada Preços Básicos_CD-2_SV

4 11.03 VAZÃO DE 5,01 ATÉ 10,00 l/s, INSTALAÇÃO ELETROMECÂNICA DE CONJUNTO MOTO-BOMBA DE 10 CV, MÃO DE OBRA PARA INSTALAÇÃO E AUTOMAÇÃO. CONFORME ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD MONTAGEM ELETROMECÂNICA UND 1,00 12 EXTRAVASOR EE-CD-2.1 EXECUÇÃO DO EXTRAVASOR DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD-2.1, ONDE ESGOTAMENTO DE ÁREAS E VALAS, REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO, CONCRETOS, POÇOS, CAIXAS, ASSENTAMENTO E ALVENARIA DE PEDRA. MAIS O FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES, PEÇAS ESPECIAIS E ACESSÓRIOS. CONFORME DN 700mm - TUBO PRFV CL 20 JE PB CLASSE DE RIGIDEZ N/m² M 160,00 13 EXTRAVASOR EE-CD-2.2 EXECUÇÃO DO EXTRAVASOR DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD-2.2, ONDE ESGOTAMENTO DE ÁREAS E VALAS, REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO, CONCRETOS, ASSENTAMENTO E ALVENARIA DE PEDRA. MAIS O FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES, PEÇAS ESPECIAIS E ACESSÓRIOS. CONFORME DN 150mm - TUBO PVC RIGIDO OCRE JE (NBR-7362) M 10,00 14 EXTRAVASOR EE-CD-2.3 EXECUÇÃO DO EXTRAVASOR DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD-2.3, ONDE ESGOTAMENTO DE ÁREAS E VALAS, CONCRETOS, POÇOS, CAIXAS, ASSENTAMENTO, RETIRADA DA PAVIMENTAÇÃO, RECOMPOSIÇÃO DA PAVIMENTAÇÃO E ALVENARIA DE PEDRA. MAIS O FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES, PEÇAS ESPECIAIS E ACESSÓRIOS. CONFORME DN 300mm - TUBO PVC RIGIDO OCRE JE (NBR-7362) M 77,00 15 EXTRAVASOR EE-CD-2.4 EXECUÇÃO DO EXTRAVASOR DA ESTAÇÃO ELEVATÓRIA EE-CD-2.4, ONDE ESGOTAMENTO DE ÁREAS E VALAS, CONCRETOS, ASSENTAMENTO E ALVENARIA DE PEDRA. MAIS O FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES, PEÇAS ESPECIAIS E ACESSÓRIOS. CONFORME PROJETO, SERVIÇO PRONTO DN 150mm - TUBO PVC RIGIDO OCRE JE (NBR-7362) M 40,00 16 LINHA DE RECALQUE (EE-CD-2.1) EXECUÇÃO DA LINHA DE RECALQUE EE-CD-2.1, ONDE SERÃO REALIZADOS ÁREAS E VALAS, REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO, BLOCO DE ANCORAGEM, ASSENTAMENTO, POÇOS, CAIXAS, PAVIMENTAÇÃO E TRAVESSIA. MAIS O FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES, PEÇAS ESPECIAIS E ACESSÓRIOS. CONFORME DN 600mm - TUBO FoFo DÚCTIL 2GS JE INTEGRAL P/ ESGOTO M 2.976, TRAVESSIA EM BUEIRO/GALERIA DE SEÇÃO RETANGULAR 4,01m< LARGURA<=6,00m UNID. 1,00 17 LINHA DE RECALQUE (EE-CD-2.2) EXECUÇÃO DA LINHA DE RECALQUE EE-CD-2.2, ONDE SERÃO REALIZADOS SEGURANÇA, MOVIMENTO DE TERRA, ESGOTAMENTO DE ÁREAS E VALAS, BLOCO DE ANCORAGEM, ASSENTAMENTO, PAVIMENTAÇÃO E INJETAMENTO. MAIS O FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES, PEÇAS ESPECIAIS E ACESSÓRIOS. CONFORME PROJETO, SERVIÇO PRONTO DN 300mm - TUBO PVC DEFoFo JEI 1MPa (NBR /03/99) M 84,00 4 de 5 Planilha Consolidada Preços Básicos_CD-2_SV

5 18 LINHA DE RECALQUE (EE-CD-2.3) EXECUÇÃO DA LINHA DE RECALQUE EE-CD-2.3, ONDE SERÃO REALIZADOS ÁREAS E VALAS, REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO, BLOCO DE ANCORAGEM, ASSENTAMENTO, POÇOS, CAIXAS, PAVIMENTAÇÃO, INJETAMENTO E TRAVESSIAS. MAIS O FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES, PEÇAS ESPECIAIS E ACESSÓRIOS. CONFORME PROJETO, DN SERVIÇO 250mm PRONTO - TUBO PVC DEFoFo JEI 1MPa (NBR /03/99) M 1.134, TRAVESSIA MÉTODO NÃO DESTRUTIVO P/ TUBO 200<DN<=300 (COMPLETO) M 40, TRAVESSIA EM BUEIRO/GALERIA DE SEÇÃO RETANGULAR 20,01m< LARGURA<=50,00m UNID. 1,00 19 LINHA DE RECALQUE (EE-CD-2.4) EXECUÇÃO DA LINHA DE RECALQUE EE-CD-2.4, ONDE SERÃO REALIZADOS ÁREAS E VALAS, REBAIXAMENTO DO LENÇOL FREÁTICO, BLOCO DE ANCORAGEM, ASSENTAMENTO, POÇOS, CAIXAS, PAVIMENTAÇÃO E TRAVESSIA. MAIS O FORNECIMENTO DE TUBULAÇÃO, CONEXÕES, PEÇAS ESPECIAIS E ACESSÓRIOS. CONFORME DN 150mm - TUBO PVC DEFoFo JEI 1MPa (NBR /03/99) M 640, TRAVESSIA MÉTODO NÃO DESTRUTIVO P/ TUBO 100<DN<=200 (COMPLETO) M 20,00 20 DESATIVAÇÃO DE DECANTOS DIGESTORES (3 ETES) EXECUÇÃO DE DESATIVAÇÃO DE 03(TRÊS) DECANTOS DIGESTORES CONSTANDO DAS SEGUINTES ETAPAS: SERVIÇOS PRELIMINARES, MOVIMENTO DE TERRA, PLANTIO DE GRAMA, PLANTIO DE ÁRVORES ORNAMENTAIS. CONFORME DESATIVAÇÃO DE DECANTOS DIGESTORES (3 ETES) - OBRAS CIVIS UND 1,00 21 SERVIÇOS DE PROTEÇÃO DE EDIFICAÇÕES EXECUÇÃO DO SERVIÇO DE PROTEÇÃO DE EDIFICAÇÕES, CONSTANDO DE: DEMOLIÇÕES E RETIRADAS, RECUPERAÇÕES, REVESTIMENTO, PINTURA, TRÂNSITO E SEGURANÇA, ESGOTAMENTO E REBAIXAMENTO DE LENÇOL. CONFORME SERVIÇOS DE PROTEÇÃO DE EDIFICAÇÕES - OBRAS CIVIS UND 1,00 22 URBANIZAÇÃO DE VIAS PÚBLICAS EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS DE URBANIZAÇÃO DE VIAS PÚBLICAS, CONSTANDO DAS SEGUINTES ETAPAS: SERVIÇOS PRELIMINARES, LOCAÇÃO, MOVIMENTO DE TERRA, PAVIMENTAÇÃO, DRENAGEM E MEIO- FIO. CONFORME SERVIÇOS DE PROTEÇÃO DE EDIFICAÇÕES - OBRAS CIVIS M ,00 23 MEDIDAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL EXECUÇÃO DE MEDIDAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL, CONSTANDO DE: MENSAGEM DE RÁDIO, PALESTRA, CARTILHA INFORMATIVA, CONFECÇÃO, ELABORAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO DE PANFLETOS, FORNECIMENTO DE CARRO DE APOIO, INSTRUTOR DE NÍVEL SUPERIOR, MATERIAL DE ESCRITÓRIO, MATERIAL DIDÁTICO(INCLUINDO ELABORAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO). CONFORME MEDIDAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL - OBRAS CIVIS UND 1,00 TOTAL GERAL 0,00 5 de 5 Planilha Consolidada Preços Básicos_CD-2_SV

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTOS DE ITAPIRA

SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTOS DE ITAPIRA NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO PARA LOTEAMENTOS URBANOS 1 DO OBJETIVO A presente Norma estabelece os requisitos mínimos a serem obedecidos

Leia mais

7.815,15 3.0 SERVIÇOS TÉCNICOS 3.1 Locação de valas com nivelamento m 8.186,62 0,75 1,19 1,94 15.882,04

7.815,15 3.0 SERVIÇOS TÉCNICOS 3.1 Locação de valas com nivelamento m 8.186,62 0,75 1,19 1,94 15.882,04 PREFEITURA MUNICIPAL DE ALMIRANTE TAMANDARÉ DO SUL / RS SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO Planilia Orçamentária da Obra Sede do Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS TC/PAC 0567 - FUNASA REDE COLETORA

Leia mais

SISTEMA SIMPLIFICADO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA - POÇO TUBULAR PROFUNDO 74.000,00

SISTEMA SIMPLIFICADO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA - POÇO TUBULAR PROFUNDO 74.000,00 SERVIÇOS PRELIMINARES 13.263,60 INSTALAÇÕES PRELIMINARES/CANTEIRO DE OBRAS AUTORIZAÇÃO PARA PERFURAÇÃO JUNTO A SUPRAM UN 930,00 0% 930,00 1,00 930,00 PLACA DE IDENTIFICAÇÃO DE OBRA P-GOVERNO DO ESTADO,FORNECIMENTO

Leia mais

RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 3º TRIMESTRE DE 2009

RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 3º TRIMESTRE DE 2009 PSBJ- Programa de Saneamento da Barra da Tijuca, Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 3º TRIMESTRE DE 2009 As obras (tanto as concluídas quanto as em andamento)

Leia mais

ESGOTAMENTO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2

ESGOTAMENTO ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 1/7 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 01 ESGOTAMENTO COM BOMBAS... 3 02 REBAIXAMENTO DE LENÇOL FREÁTICO COM PONTEIRAS FILTRANTES... 3 03 REBAIXAMENTO DE LENÇOL

Leia mais

Elevatórias de Esgoto Sanitário. Profª Gersina N.R.C. Junior

Elevatórias de Esgoto Sanitário. Profª Gersina N.R.C. Junior Elevatórias de Esgoto Sanitário Profª Gersina N.R.C. Junior Estações Elevatórias de Esgoto Todas as vezes que por algum motivo não seja possível, sob o ponto de vista técnico e econômico, o escoamento

Leia mais

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN 25% 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 12.734,82 1.1 COTAÇÃO MOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS E PESSOAL. M² 200,00 2,57 3,21 642,50 1.2 74220/001 TAPUME DE CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA, E= 6MM, COM PINTURA

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA BDI (CONSTRUÇÃO CIVIL/SERVIÇOS) : 24,18% A PARTE CIVIL 3.864.407,57 4.388.368,63 GRUPO UC CANTEIRO DE OBRAS 5.465,16 5.728,96 1,00 CANTEIRO DE OBRAS 5.465,16 5.728,96 CANTEIRO DE OBRAS E OUTROS 5.465,16

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo LocatelliLtda PAC/OGU BACIA LUZ D AYARA Sinalização das ruas onde serão realizadas as escavações

Leia mais

449,52 5.843,76.3 LIMPEZA DO TERRENO. 21,80 m3 30,78 671,00 ESCORAMENTO.1 Escoramento Contínuo Metálico

449,52 5.843,76.3 LIMPEZA DO TERRENO. 21,80 m3 30,78 671,00 ESCORAMENTO.1 Escoramento Contínuo Metálico Planilha de Orçamento - Custo Obra: M7053 - EBE - EMISSARIO CHAPÉU DO SOL Cliente: DMAE Cidade: PORTO ALEGRE/RS Item/Descrição Qtd. Un 1. 1. 1. UNITARIO COM BDI TOTAL C/BDI EBE - poço de sucção/recalque

Leia mais

SISTEMA DE COLETA DE ESGOTOS SANITÁRIOS

SISTEMA DE COLETA DE ESGOTOS SANITÁRIOS SISTEMA DE COLETA DE ESGOTOS SANITÁRIOS REDES DE ESGOTO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO E EXECUÇÃO DE REDE DE ESGOTO SANITÁRIO Deverão ser obedecidas as normas NBR 9649, 8160 e 9648 da ABNT sobre o assunto

Leia mais

(EEAT) 3.1.7. 40 4. RECOMENDAÇÕES E CONSIDERAÇÕES FINAIS...

(EEAT) 3.1.7. 40 4. RECOMENDAÇÕES E CONSIDERAÇÕES FINAIS... RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE MOGI MIRIM PRESTADOR: SAAE - SERVIÇO AUTÔNOMO DE AGUA E ESGOTOS DE MOGI MIRIM Relatório R3 Continuação do diagnóstico e Não

Leia mais

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS ENDEREÇO: Rua nº 01 - Loteamento Maria Laura ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² 1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA 1.1 Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda. PAC/BNDES BACIA C Jardim Esmeralda Vila Planalto Cidade Salmen BACIA LUZ D AYARA

Leia mais

A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS

A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS Hidr ulica Residencial A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS 1 kgf/cm² = 10 m.c.a 1 MPa = 10 kgf/cm² = 100 m.c.a. 1 kgf/cm² = 14,223355 lb/pol² Etapas a serem executadas a de alvenaria, as instalações hidráulicas

Leia mais

ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO I - MEMORIAL DESCRITIVO RAMPA NAÚTICA DE ARAGARÇAS-GO O presente memorial descritivo tem por objetivo fixar normas específicas para CONSTRUÇÃO DE UMA RAMPA NAÚTICA - RIO ARAGUAIA, em área de 3.851,89

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BOMBINHAS PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA - 1 - PROJETO PAVIMENTAÇÃO COM LAJOTAS SEXTAVADAS E DRENAGEM PLUVIAL RUA CANGERANA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS - SC PROJETO: AMFRI Associação dos Municípios da Região da Foz do Rio Itajaí Carlos Alberto Bley

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS CATÁLOGO TÉCNICO DE MATERIAIS VOLUME I MATERIAIS EM FERRO FUNDIDO TOMO IX JUNÇÃO DE FERRO FUNDIDO DÚCTIL OUTUBRO/2013 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS CATÁLOGO

Leia mais

1 - Obras programadas

1 - Obras programadas 1 - Obras programadas 1.1 - Região Metropolitana Local: São Gonçalo Recuperação e melhoria na ETE São Gonçalo II com intervenções que visam: otimizar o processo de tratamento, bem como revisão dos equipamentos

Leia mais

LIGAÇÕES PREDIAIS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2

LIGAÇÕES PREDIAIS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 LIGAÇÕES PREDIAIS PÁGINA 1/49 MOS 4ª Edição ESPECIFICAÇÕES MÓDULO 17 VERSÃO 00 DATA jun/2012 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 1701 a 1714 LIGAÇÃO PREDIAL DE

Leia mais

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS 1 1.1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas 01520.8.1.1 m² 7,50 1.2 Ligação provisória de água para a obra

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO SISTEMAS DE ESGOTO SANITÁRIO Prof. Hugo Alexandre Soares Guedes E-mail: hugo.guedes@ufpel.edu.br

Leia mais

RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 2º TRIMESTRE DE 2009

RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 2º TRIMESTRE DE 2009 PSBJ- Programa de Saneamento da Barra da Tijuca, Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes RELATÓRIO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS 2º TRIMESTRE DE 2009 As obras (tanto as concluídas quanto as em andamento)

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE FILTROS E LODO DE ETA DO MUNICÍPIO DE ITAPIRA-SP PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

SISTEMA DE TRATAMENTO DE ÁGUA DE LAVAGEM DE FILTROS E LODO DE ETA DO MUNICÍPIO DE ITAPIRA-SP PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ITEM INSTITUIÇÃO VALOR VALOR UN. VALOR DESCRIÇÃO UNID QUANT CÓDIGO (UNITÁRIO) BDI 25% TOTAL Sistema de Recuperação de Águas de Lavagem dos Filtros e Sedimentabilidade dos Sólidos - ALVENARIA 1 SERVIÇOS

Leia mais

SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA REDE DE ÁGUA CASAS DE BOMBAS RESERVATÓRIOS

SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA REDE DE ÁGUA CASAS DE BOMBAS RESERVATÓRIOS SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA REDE DE ÁGUA CASAS DE BOMBAS RESERVATÓRIOS NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO HIDRÁULICO E EXECUÇÃO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA POTÁVEL Deverão ser obedecidas as normas

Leia mais

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DO SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DO MUNICÍPIO DE RIO CLARO PRESTADOR: DAAE DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTOS DE RIO CLARO Relatório R4 Continuação diagnóstico e Não Conformidades

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/BNDES BACIA D-E Parque Universitário BACIA I Coletor Vila Goulart 300 mm Instalações

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO O

MEMORIAL DESCRITIVO O MEMORIAL DESCRITIVO O presente memorial tem por objetivo estabelecer requisitos técnicos, definir materiais e padronizar os projetos e execuções da obra localizada na Rua Jorge Marcelino Coelho, s/n, Bairro

Leia mais

CASAN COMPANHIA CATARINENSE DE ÁGUAS E SANEAMENTO

CASAN COMPANHIA CATARINENSE DE ÁGUAS E SANEAMENTO 010000 CANTEIRO DE OBRAS 010100 CONSTRUÇÃO DO CANTEIRO 010101 CANTEIRO DE OBRAS Gb 010102 BARRACÃO PARA ESCRITÓRIO m² 239,39 010103 BARRACÃO PARA DEPÓSITO m² 185,21 010104 SANITÁRIO ISOLADO m² 324,06 010105

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS - TE DEPARTAMENTO DE VALORAÇAO PARA EMPREENDIMENTOS - TEV

SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS - TE DEPARTAMENTO DE VALORAÇAO PARA EMPREENDIMENTOS - TEV COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO SABESP BANCO DE PREÇOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA BRO/2011 SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO DE EMPREENDIMENTOS - TE DEPARTAMENTO DE VALORAÇAO PARA

Leia mais

LEME RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE. Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não Conformidades

LEME RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE. Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não Conformidades RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE LEME PRESTADOR: SAECIL SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA CIDADE DE LEME Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/BNDES BACIA D-E Vila Olinda Parque Universitário Sinalização ao longo das

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS - SANITÁRIA - Arquivo 828-M-SAN.DOC Página 1 1. SERVIÇOS COMPLEMENTARES Serão executados

Leia mais

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS PERÍODO DEZEMBRO DE 2014 Estrutura de Concreto: Conclusão do 9º pavimento 100% executado; Conclusão do 10º pavimento Barrilete,

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

CONVOCAÇÃO: Dispensada nos termos do 2º do artigo 71, e do 4º do artigo 124, da Lei nº 6.404/76.

CONVOCAÇÃO: Dispensada nos termos do 2º do artigo 71, e do 4º do artigo 124, da Lei nº 6.404/76. ATA DA SEGUNDA ASSEMBLEIA GERAL DE TITULARES DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS DA 267ª SÉRIE DA 1ª EMISSÃO DA BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO ("CRI"), REALIZADA EM 03 DE JULHO

Leia mais

SANEAMENTO DE MIRASSOL SANESSOL S.A

SANEAMENTO DE MIRASSOL SANESSOL S.A MANUAL DO LOTEADOR SANESSOL S.A Sumário 1. Diretrizes Gerais... 3 2. Diretrizes para apresentação dos Projetos... 5 3. Diretrizes técnicas para Abastecimento de Água... 6 3.1. Abastecimento de Água...

Leia mais

Manual de Construção: Fossa ECOLÓGICA E Sumidouro

Manual de Construção: Fossa ECOLÓGICA E Sumidouro Manual de Construção: Fossa ECOLÓGICA E Sumidouro Introdução Este manual destina a fornecer informações sobre a construção e dimensionamento do sistema individual de tratamento de esgotos, especialmente

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI 1/7 MANUTENÇÃO DE REDE DE DRENAGEM 1. INFRA-ESTRUTURA 1.1 ESCAVAÇÃO MANUAL EM ÁREA URBANA 1.1.1 Escavação manual de vala ou cava em material de 1ª categoria, profundidade até 1,50m m 3 3.920,00 1.1.2 3,00m

Leia mais

CANTEIRO DE OBRAS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 3 RELAÇÃO DOS DOCUMENTOS PADRONIZADOS...

CANTEIRO DE OBRAS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 3 RELAÇÃO DOS DOCUMENTOS PADRONIZADOS... CANTEIRO DE OBRAS PÁGINA 1/28 MOS 4ª Edição ESPECIFICAÇÕES MÓDULO 01 VERSÃO 00 DATA jun/2012 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 3 0101 CONSTRUÇÃO DO CANTEIRO...

Leia mais

VISÃO 2011 Estar entre as 03 empresas do Brasil que mais avançaram na universalização dos serviços de água e esgotamento sanitário.

VISÃO 2011 Estar entre as 03 empresas do Brasil que mais avançaram na universalização dos serviços de água e esgotamento sanitário. MISSÃO Garantir o acesso aos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, em cooperação com os municípios, buscando a universalização de modo sustentável, contribuindo para a melhoria da

Leia mais

Aula 7. Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas DECIV. Gestão de Obras em Construção Civil

Aula 7. Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas DECIV. Gestão de Obras em Construção Civil Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas DECIV CIV 431 Aula 7 POLÍTICAS ADMINISTRATIVAS DE OBRAS RESIDÊNCIAIS Caso Real ORGANOGRAMA DA OBRA SUPERINTENDENTE APOIO CDP CONTROLE PRODUÇÃO ADM. CONTRATO

Leia mais

JUSTIÇA FEDERAL DE 1º GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO ADEQUAÇÕES ÀS EXIGÊNCIAS DO CORPO DE BOMBEIROS E PMV

JUSTIÇA FEDERAL DE 1º GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO ADEQUAÇÕES ÀS EXIGÊNCIAS DO CORPO DE BOMBEIROS E PMV 01 DEMOLIÇÕES E RETIRADAS 01.01 Demolição de concreto armado para correção da área de abertura dos poços de ventilação de tomada de ar exterior (devem ter área mínima de Térreo - acesso às galerias m³

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E/OU ESGOTAMENTO SANITÁRIO DE EMPREENDIMENTOS

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E/OU ESGOTAMENTO SANITÁRIO DE EMPREENDIMENTOS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E/OU ESGOTAMENTO SANITÁRIO DE EMPREENDIMENTOS ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. PROCEDIMENTOS... 3 3. APRESENTAÇÃO DOS PROJETOS...

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO Objeto: Reforma e Adequação sem acréscimo de área construída do Posto de Saúde de Eden. End.: Rua Roberto Silveira s/n Éden - São João de

Leia mais

ORÇAMENTO BÁSICO CONCORRÊNCIA N.O. 0-001-13 COMPANHIA POTIGUAR DE GÁS - POTIGÁS

ORÇAMENTO BÁSICO CONCORRÊNCIA N.O. 0-001-13 COMPANHIA POTIGUAR DE GÁS - POTIGÁS ORÇAMENTO BÁSICO CONCORRÊNCIA N.O. 0-001-13 COMPANHIA POTIGUAR DE GÁS - POTIGÁS Item Descrição dos Serviços Unid. Quant. Valor Unitário Máximo aceitável pela Potigás 1.0 Mobilização vb 1 Conforme proposta

Leia mais

Check list e Avaliação. Inspeção/Vistoria e Avaliação do Sistema

Check list e Avaliação. Inspeção/Vistoria e Avaliação do Sistema SISTEMA DE ESGOTO ESTÁTICO Check list e Avaliação Inspeção/Vistoria e Avaliação do Sistema Belo Horizonte, Outubro de 2008 SISTEMA DE ESGOTO ESTÁTICO - Check list e Avaliação Dados do Imóvel: Endereço:

Leia mais

Sistema de Esgoto. Materiais das Tubulações. Profª Gersina Nobre

Sistema de Esgoto. Materiais das Tubulações. Profª Gersina Nobre Sistema de Esgoto Materiais das Tubulações Profª Gersina Nobre Materiais das tubulações Fatores que devem ser observados na escolha: Resistência a cargas externas; Resistência a abrasão e a ataque químico;

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/BNDES BACIA D-E Vila Olinda Instalações dos dispositivos de sinalização para

Leia mais

SUMÁRIO 1.0 - ESCOPO 1.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS 1.2 - ELEMENTOS PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO 1.3 - COMPONENTES ESPECÍFICOS 1.

SUMÁRIO 1.0 - ESCOPO 1.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS 1.2 - ELEMENTOS PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO 1.3 - COMPONENTES ESPECÍFICOS 1. ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA SUMÁRIO 1.0 - ESCOPO 1.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS 1.2 - ELEMENTOS PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO 1.3 - COMPONENTES ESPECÍFICOS 1.4 - APRESENTAÇÃO

Leia mais

ANEXO V - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LOTE 01 - REDES E RAMAIS Item CATEGORIA Descrição Unidade 01 01 SERVIÇOS DE ESCRITÓRIO, LABORATÓRIO E CAMPO

ANEXO V - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LOTE 01 - REDES E RAMAIS Item CATEGORIA Descrição Unidade 01 01 SERVIÇOS DE ESCRITÓRIO, LABORATÓRIO E CAMPO 01 01 SERVIÇOS DE ESCRITÓRIO, LABORATÓRIO E CAMPO 1.1 01.018.0001-0 Marcação de obra sem instrumento topográfico, considerada a projeção horizontal da área envolvente 02 03 2.1 03.010.0022-0 2.2 03.016.0005-1

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS

CATÁLOGO DE PRODUTOS CATÁLOGO DE PRODUTOS A PLASTUBOS é uma empresa do Grupo Empresarial DVG, especializada na produção de tubos rígidos e conexões de PVC para água e esgoto predial, infra-estrutura, irrigação e eletricidade.

Leia mais

CAESB - COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL. Diretoria de Engenharia e Meio Ambiente Tabela de Custos Unitários de Serviços

CAESB - COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL. Diretoria de Engenharia e Meio Ambiente Tabela de Custos Unitários de Serviços CAESB - COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO DISTRITO FEDERAL Diretoria de Engenharia e Meio Ambiente Tabela de Custos Unitários de Serviços Código Descrição Un Custo 80 Serviços de Saneamento e Construção

Leia mais

FS-06. Fossa séptica. Componentes. Código de listagem. Atenção. FS-06-01 (L=3,00m) FS-06-02 (L=3,80m) FS-06-03 (L=5,40m) 01 27/12/10

FS-06. Fossa séptica. Componentes. Código de listagem. Atenção. FS-06-01 (L=3,00m) FS-06-02 (L=3,80m) FS-06-03 (L=5,40m) 01 27/12/10 - -03 1/5 - -03 2/5 - -03 3/5 - -03 4/5 DESCRIÇÃO Constituintes Lastro de concreto magro, traço 1:4:8, cimento, areia e brita. Fundo e vigas de concreto armado, moldados in loco: - Fôrmas de tábuas de

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 7.992,27 1.1 74209/001 PLACA DE OBRA EM CHAPA DE ACO GALVANIZADO m2 3,91 289,92 1.133,59 1.2 73899/002 DEMOLICAO DE ALVENARIA DE TIJOLOS FURADOS S/REAPROVEITAMENTO

Leia mais

ORÇAMENTO 298,96. 4.981,42 2.105,60 2.3 Tubo concreto simples classe - PS2 PB NBR-8890 DN 400mm p/ águas m 193,00 11,00

ORÇAMENTO 298,96. 4.981,42 2.105,60 2.3 Tubo concreto simples classe - PS2 PB NBR-8890 DN 400mm p/ águas m 193,00 11,00 Data de referência 1-fev-14 ORÇAMENTO Agente Promotor / Proponente Prefeitura Municipal de Correia Pinto Empreendimento Pavimentação Asfaltica, Drenagem Pluvial e Sinalização Viária da Rua Braz Manoel

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda. BACIA C - BNDES Vila Adriana Serviços primários que consistem na sinalização

Leia mais

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261

ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 ESPAÇO CORPORATIVO SILVA BUENO - CSB 261 RELATÓRIO DE ANDAMENTO DAS OBRAS PERÍODO MAIO DE 2015 Andamento das obras no período Obras no Ático: Início da instalação de luminárias iniciado; Conclusão das

Leia mais

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m²

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m² 01 01 1.1 01.018.0001-0 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS Centro - /RJ Marcação de obra sem instrumento topográfico, considerada a projeção horizontal da área envolvente 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75

Leia mais

Norma Técnica SABESP NTS 020

Norma Técnica SABESP NTS 020 Norma Técnica SABESP NTS 020 ESTAÇÕES ELEVATÓRIAS Elaboração de Projetos Procedimento São Paulo Revisão 1 - Maio 2003 NTS 020 : 2003 - rev. 1 Norma Técnica SABESP S U M Á R I O 1 RECOMENDAÇÕES DE PROJETO...1

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE A FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL MEMÓRIA DE CÁLCULO Objeto: CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Proprietário: Endereço: Área da Edificação: 165,30 M² Pavimento: térreo Área do Terreno: 450,00 M² INTRODUÇÃO Este documento técnico

Leia mais

MANUAL DO EMPREENDEDOR MÓDULO 1 - LOTEAMENTOS

MANUAL DO EMPREENDEDOR MÓDULO 1 - LOTEAMENTOS MÓDULO I - LOTEAMENTOS MÓDULO II - CONDOMÍNIOS E EDIFICAÇÕES Julho/2014 MANUAL DO EMPREENDEDOR MÓDULO 1 - LOTEAMENTOS Julho/2014 ÍNDICE 1. DADOS GERAIS... 5 1.1. OBJETIVO... 5 1.2. APROVAÇÃO... 5 1.3.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 ARQUITETURA 1.1 VEDAÇÕES 1.1.1 Alvenaria de Blocos Cerâmicos Tipo: 10x20x20 Aplicação: todas as Paredes internas e externas 1.2 ESQUADRIAS 1.2.1 Porta de madeira Compensada As

Leia mais

Índice BDI adotado: 1,277 Serviços 1,200 Materiais COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO

Índice BDI adotado: 1,277 Serviços 1,200 Materiais COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO PREÇOS UNITÁRIOS COMPOSTOS Índice BDI adotado: 1,277 Serviços 1,200 Materiais CÓDIGO DISCRIMINAÇÃO UN MATERIAL MÃO DE OBRA OUTROS TOTAL SEM BDI TOTAL COM BDI insumos

Leia mais

Descritivo Técnico. Estação Elevatória de Esgoto e Linha de Recalque. Sistema de Esgotamento Sanitário Setor Habitacional Pôr do Sol Ceilândia-DF

Descritivo Técnico. Estação Elevatória de Esgoto e Linha de Recalque. Sistema de Esgotamento Sanitário Setor Habitacional Pôr do Sol Ceilândia-DF Sistema de Esgotamento Sanitário Setor Habitacional Pôr do Sol Ceilândia-DF Estação Elevatória de Esgoto e Linha de Recalque Descritivo Técnico Descritivo Técnico EEE-PS1.doc 1 SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO

Leia mais

Check list e Avaliação. Orientações para preenchimento do Formulário de Inspeção/Vistoria e Subsídios para Avaliação do Sistema

Check list e Avaliação. Orientações para preenchimento do Formulário de Inspeção/Vistoria e Subsídios para Avaliação do Sistema SISTEMA DE ESGOTO ESTÁTICO Check list e Avaliação Orientações para preenchimento do Formulário de Inspeção/Vistoria e Subsídios para Avaliação do Sistema Belo Horizonte, Outubro de 2008 SISTEMA DE ESGOTO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - UFPEL CENTRO DE ENGENHARIAS - CENG DISCIPLINA: SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA Prof. Hugo Alexandre Soares Guedes E-mail: hugo.guedes@ufpel.edu.br

Leia mais

V 2. 1.7 Perda de carga localizada (h L. Borda-Belanger formulou que

V 2. 1.7 Perda de carga localizada (h L. Borda-Belanger formulou que 1.7 Perda de carga localizada (h L ) Borda-Belanger formulou que h L K l V 2 2g onde k L é um coeficiente de perda de carga localizada que é função do número de Reynolds e da geometria da peça. É obtido

Leia mais

3.5 SANTOS DUMONT. Quanto ao sistema de esgotamento sanitário, sua operação e manutenção cabe a Prefeitura local, através da Secretaria de Obras.

3.5 SANTOS DUMONT. Quanto ao sistema de esgotamento sanitário, sua operação e manutenção cabe a Prefeitura local, através da Secretaria de Obras. Esta unidade compõe-se de três conjuntos moto-bombas idênticos, dos quais dois operam em paralelo, ficando o terceiro como unidade de reserva e/ou rodízio. Estão associados, cada um, a um motor elétrico

Leia mais

ESGOTAMENTO. Conceitos básicosb

ESGOTAMENTO. Conceitos básicosb ESGOTAMENTO SANITÁRIO Conceitos básicosb Interrelação entre captação de água e lançamento de esgotos ESGOTO SANITÁRIO ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO (ETE) ÁREA URBANA COM REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO OBRA: UNIDADE DE ACOLHIMENTO ADULTO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOBRAL ENDEREÇO: Rua Dinamarca, S/N Sobral - Ceará PROJETO: HIDRO-SANITÁRIO E ÁGUAS PLUVIAIS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI PREFEITURA DE CAMPUS - SETOR DE OBRAS COMPOSIÇÃO DO BDI PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO CAMAT - 1ª etapa (BÔNUS E DESPESAS INDIRETAS) Itens de valor percentual

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III.

Leia mais

SUMARÉ RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE. Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não Conformidades

SUMARÉ RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE. Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não Conformidades RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO TÉCNICA DOS SISTEMAS DE ÁGUA E ESGOTO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ PRESTADOR: DAE DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO Relatório R3 Continuação do Diagnóstico e Não Conformidades Americana,

Leia mais

EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES

EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES pág.1 EXECUÇÃO DE REBAIXAMENTO DO NÍVEL D ÁGUA ATRAVÉS DE POÇOS COM INJETORES O presente trabalho vem apresentar metodologia básica a serem empregadas na instalação e operação de sistema de rebaixamento

Leia mais

Sistema de Esgoto. Órgãos acessórios. Profª Gersina Nobre

Sistema de Esgoto. Órgãos acessórios. Profª Gersina Nobre Sistema de Esgoto Órgãos acessórios Profª Gersina Nobre Concepção da coleta de esgoto sanitário Para a concepção da coleta de esgoto sanitário é necessária a definição dos dispositivos que serão empregados

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/2014 CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO ANEXO Q8

EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/2014 CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO ANEXO Q8 OBS.: CADA ITEM MENCIONADO A SEGUIR REFERE-SE AOS ITENS DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS (PPU) 1. Sub-item 1.1 e 1.2: Mobilização e Desmobilização. Será medido na conclusão total de cada sub-item, 100%

Leia mais

TOMADA DE PREÇO IIRS Nº 002/09-TP

TOMADA DE PREÇO IIRS Nº 002/09-TP TOMADA DE PREÇO IIRS Nº 002/09-TP ERRATA Nº 01 ONDE SE LÊ: ANEXO III OBRA : UBS Jd. Das Palmas. Descrição dos Serviços ESCOPO DETALHE UN. Quantidade Preço Unitário Prop. Material Parcial Mat. M.O 01. Gerenciamento

Leia mais

COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO

COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO I - SERVIÇOS INICIAIS CÓDIGO UN QTDE 1 CANTEIRO DE OBRAS 01.00.00.00 1.1 Construção do Canteiro 01.01.00.00 1.1.1 Ligação provisória de água e esgoto 01.01.00.10 un 1 425,19 425,19 425,19 1.1.2 Ligação

Leia mais

Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Departamento de Engenharia Civil CIV 640 Saneamento Urbano

Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Departamento de Engenharia Civil CIV 640 Saneamento Urbano Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Departamento de Engenharia Civil CIV 640 Saneamento Urbano Reservatórios e Redes de Distribuição de Água Universidade Federal de Ouro Preto Escola de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARISECRETARIA DA INFRAESTRUTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARISECRETARIA DA INFRAESTRUTURA ITEM REFER. ESPECIFICAÇÕES UN QUANT P. UNIT. MELHORAMENTO, RECONSTRUÇÃO E REFORMA DO SISTEMA VIÁRIO NO DISTRITO DE ABRANTES. 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.0.1 ORSE 0004 1.0.2 1.1.4.27 1.0.3 SINAPI 12488

Leia mais

ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO

ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO 1. GENERALIDADES O presente memorial descritivo trata das instalações hidrossanitárias do prédio acima descrito, o qual foi elaborado segundo as normas

Leia mais

CURVA ABC OBJETO: SUBSTITUIÇÃO DAS CORTINAS DO FLOCULADOR DA ESTAÇAO DE TRATAMENTO DE AGUA

CURVA ABC OBJETO: SUBSTITUIÇÃO DAS CORTINAS DO FLOCULADOR DA ESTAÇAO DE TRATAMENTO DE AGUA CURVA ABC ITEM DISCRIMINAÇÃO UN. PREÇO (R$) % % ACUM. CLASSE 5.2 Chapas de madeira ud 30.950,88 24,16% 24,16% 5.1 Calhas para fixação das chincanas ud 30.546,96 23,85% 48,01% A 3.4,4.1 Impermeabilização

Leia mais

Município. Prefeitura Municipal de Santa Barbara - BA. Sexta-Feira - 13 de Abril de 2012 - Ano VII - N º 40

Município. Prefeitura Municipal de Santa Barbara - BA. Sexta-Feira - 13 de Abril de 2012 - Ano VII - N º 40 do Município Prefeitura Municipal de Santa Barbara - BA Sexta-Feira - - Ano VII - N º 40 PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA BÁRBARA TOMADA DE PREÇOS Nº 01/2012 OBJETO: a execução de obras de reforma dos seguintes

Leia mais

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO

TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO Curso Técnico de Edificações Profª Engª Civil Alexandra Müller Barbosa EMENTA Estudos de procedimentos executivos: Estruturas portantes, Elementos vedantes, Coberturas, Impermeabilização,

Leia mais

DIRETRIZES DO CADASTRO TÉCNICO DE REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS

DIRETRIZES DO CADASTRO TÉCNICO DE REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS DIRETRIZES DO CADASTRO TÉCNICO DE REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS 1. OBJETIVO Esta Diretriz fixa as condições exigíveis na elaboração de plantas e relatórios detalhados do cadastro de redes de coleta de esgoto,

Leia mais

TOTAL GERAL R$ 185.478,76

TOTAL GERAL R$ 185.478,76 P - 01 1.5 Execução de perfilagem óptica antes da limpeza do poço, com entrega em CD m 147,00 54,67 8.036,49 1.15 Execução de perfilagem óptica após a limpeza do poço, com entrega em CD m 147,00 54,67

Leia mais

EMPRESA DE SANEAMENTO DE PALESTINA ESAP S.A.

EMPRESA DE SANEAMENTO DE PALESTINA ESAP S.A. MANUAL DO LOTEADOR Sumário 1. Diretrizes Gerais... 3 2. Diretrizes para apresentação dos Projetos... 5 3. Diretrizes técnicas para Abastecimento de Água... 6 3.1. Abastecimento de Água... 6 3.2. Distribuição

Leia mais

COMISSÕES DE NORMAS DA ABNT QUE AFETAM O SETOR DA HABITAÇÃO EM ELABORAÇÃO OU EM CONSULTA NACIONAL

COMISSÕES DE NORMAS DA ABNT QUE AFETAM O SETOR DA HABITAÇÃO EM ELABORAÇÃO OU EM CONSULTA NACIONAL COMISSÕES DE NORMAS DA ABNT QUE AFETAM O SETOR DA HABITAÇÃO EM ELABORAÇÃO OU EM CONSULTA NACIONAL Atualmente estão em estudo na ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) diversos assuntos técnicos

Leia mais

Anexo - IV. Manual de Contratação de Serviços de Construção de Infra-estrutura de Redes de Fibras Ópticas

Anexo - IV. Manual de Contratação de Serviços de Construção de Infra-estrutura de Redes de Fibras Ópticas Anexo - IV Manual de Contratação de Serviços de Construção de Infra-estrutura de Redes de Fibras Ópticas Elaborado por: Data : 30/06/2005 Revisado por: Data: / / Fanton & Fanton Unidade Administrativa:

Leia mais

PROGRAMA PARAÍBA DE QUALIDADE E CONTROLE TOTAL

PROGRAMA PARAÍBA DE QUALIDADE E CONTROLE TOTAL 22000 SERV TEC-PROF EM OBRAS E SERV ENGENHARIA 22001 TOPOGRAFIA 22002 GEOTECNIA 22003 ESTUDOS E PROJETOS DE ARQUITETURA E URBANISMO 22004 TESTES E ENSAIOS 22005 SERVICOS DE SOLDAGEM E SERRALHARIA 22006

Leia mais

Orientações para Instalação Domiliciar do Sistema de Fossa e Sumidouro.

Orientações para Instalação Domiliciar do Sistema de Fossa e Sumidouro. Orientações para Instalação Domiliciar do Sistema de Fossa e Sumidouro. INTRODUÇÃO Este manual destina a fornecer informações sobre a construção e dimensionamento do sistema individual de tratamento de

Leia mais

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762

Apresentação. Apresentação. ltda. PABX: (31) 2535.7762 Apresentação Apresentação Fundada em 2003, a Masterfer é, hoje, uma renomada fornecedora de produtos para saneamento. Prima por possuir um atendimento de forma única e objetiva, o que a credencia apresentar

Leia mais

Nº ITEM UNIDADE QUANT. VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL. A ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTOS 3 A.1 SERVIÇOS INICIAIS Barracão de obra em tábua de madeira com

Nº ITEM UNIDADE QUANT. VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL. A ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTOS 3 A.1 SERVIÇOS INICIAIS Barracão de obra em tábua de madeira com A ESTAÇÃO ELEVATÓRIA DE ESGOTOS 3 A.1 SERVIÇOS INICIAIS Barracão de obra em tábua de madeira com 1.1 banheiro,cobertura em fibrocimento 4mm,incluso instalações hidrosanitárias e elétricas Barracão para

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

Tipo: joelho 45º PVC soldável, diâmetros 50, 32 e 25 mm. Fabricação: Tigre, Amanco ou equivalente. Aplicação: na mudança de direção das tubulações.

Tipo: joelho 45º PVC soldável, diâmetros 50, 32 e 25 mm. Fabricação: Tigre, Amanco ou equivalente. Aplicação: na mudança de direção das tubulações. ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 05.01.000 ÁGUA FRIA 05.01.200 Tubulações e Conexões de PVC Rígido 05.01.201 Tubo Tipo: tubo PVC rígido soldável, classe 15, diâmetros 85, 60, 50, 32 e 25 mm. Aplicação: nas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTOS Mod.:00.076 FOLHA TIMBRADA Código Item Descrição PLEO 1. INSTALAÇÃO OBRA / SERVIÇO 15/09/2015 1.1 CDS000002 ENGENHEIRO/ARQUITETO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO Obra: OBRAS CIVIS, REFORMA E INSTALAÇÕES - PMAT PAVIMENTO TÉRREO E SUPERIOR DA PREFEITURA MUNICIPAL Local: Rua Osvaldo Aranha-nº 634 Venâncio Aires EXECUÇÃO E SERVIÇOS A execução dos

Leia mais