Identificação e Escolha do Investimento Social. Britcham Fernando Nogueira

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Identificação e Escolha do Investimento Social. Britcham Fernando Nogueira"

Transcrição

1 Modalidades, Mecanismos, Identificação e Escolha do Investimento Social Britcham Fernando Nogueira

2 NÃO É UMA QUESTÃO RECENTE Qualquer um pode dar seu dinheiro ou gastá-lo; mas fazê-lo à pessoa certa, na quantidade apropriada, no momento oportuno, pela razão correta, e da maneira certa, não é tarefa fácil que qualquer um pode fazer. Por esta razão é que a boa conduta nestas práticas é rara, deve ser valorizada, e é nobre.

3 NÃO É UMA QUESTÃO RECENTE Qualquer um pode dar seu dinheiro ou gastá-lo; mas fazê-lo à pessoa certa, na quantidade apropriada, no momento oportuno, pela razão correta, e da maneira certa, não é tarefa fácil que qualquer um pode fazer. Por esta razão é que a boa conduta nestas práticas é rara, deve ser valorizada, e é nobre. Aristóteles

4 O QUE FAZER COM $10 MIL?

5 O QUE FAZER COM $100 MIL?

6 O QUE FAZER COM $1MILHÃO?

7 COMO INVESTIR ESSE RECURSO? Curto prazo ou longo prazo? Problema A ou Problema B Projeto ou organização? Foco ou diversidade? Planejamento ou flexibilidade? Receber projetos ou encomendar projetos? ONG premiada ou inovador desconhecido? Investir no meio ou concentrar no fim? Quem é você? De onde você fala? Com quem você fala?

8 ÁREAS DE ATUAÇÃO (dos associados GIFE) 1º Educação 81% 2º Desenvolvimento Comunitário 52% 3º Cultura e Artes 50% 4º Geração de Trabalho e Renda 44% 5º Apoio à Gestão de Orgs. do 3º Setor 40% 5º Saúde 40% 6º Assistência Social 35% 6º Meio Ambiente 35% 7º Defesa de Direitos 27% 8º Esportes 25% 9º Comunicações 21% 10º Outros 15% Fonte: Censo GIFE 2006

9 MECANISMOS PARA INVESTIR Operar ou financiar projetos sociais?

10 MECANISMOS PARA INVESTIR Operação de projetos próprios Desenvolvido pela empresa ou por parceiro, em nome da empresa Desafios na gestão de um projeto social Financiamento de terceiros Modalidade menos comum no Brasil Combinação de ambos

11 FINANCIAMENTO: DEFINIÇÃO Algumas características de uma fundação financiadora (grantmaker): Privada e sem fins lucrativos; Estabelecida por uma pessoa, família, empresa ou comunidade; Tem como principal atividade doar recursos a uma causa; Costuma ter recursos próprios (em geral reunidos em um fundo patrimonial).

12 OS PAPÉIS DO FINANCIADOR Juiz; Editor; Ativista; Cidadão; Empreendedor; Parceiro; Auditor; Propagandista; Etc

13 ESTRATÉGIAS DE ATUAÇÃO Balcão Concurso Encomenda de projetos Parcerias Iniciativa

14 GRANTMAKING NO BRASIL Existem, ainda que em número pequeno; Perfil corporativo; Caráter misto - doador e operador; Fragilidade institucional; Financiam outras organizações; Fazem parcerias e avaliação (na maioria das vezes). Fonte Recursos Privados para Fins Públicos: as grantmakers brasileiras GIFE Synergos 2001

15 DESAFIOS PARA UM FINANCIADOR Novos modelos de ISP (Congreso GIFE) Filantropia 4.0 (CAF e Idis) Accountability e transparência Marco legal e incentivos fiscais Ética na relação entre financiador e beneficiário A sustentabilidade - diferentes expectativas Grantmakers captadoras?

16 IDENTIFICANDO O TIPO DO ISP De onde partimos, para onde vamos

17 TIPOLOGIA DO ISP

18 ALGUNS DESAFIOS Hoje se pode dizer que alguns dos principais desafios enfrentados hoje por quem pratica Investimento Social Privado são: I mudar os paradigmas da caridade à cidadania II avaliar e monitorar processos e impactos III desenvolver uma visão estratégica governança e parcerias IV dar escala à ação políticas públicas e tecnologias sociais

19 NOVOS PARADIGMAS DE AÇÃO SOCIAL

20 DOS CONCEITOS À PRÁTICA Algumas considerações para a criação ou reestruturação de programas de ISP

21 ESPECIFICIDADES DA GESTÃO SOCIAL - I Missão e propósitos Recursos são utilizados para prover mudanças e não são um fim em si mesmo Valores Todos têm valores, mas para o 3º setor essa importância é vital Fonte de sustentação Estado impostos Empresa lucro ONG fontes múltiplas e diversificadas Resultados Empresa lucro ONG difícil mensuração

22 ESPECIFICIDADES DA GESTÃO SOCIAL - II Ambiente Fiscal Complexo e desfavorável Perfil do Trabalhador Engajamento e compromisso com a causa, e não com a função Voluntários e remunerados Organização horizontal participação Governança Órgãos colegiados, voluntários, muitas vezes eleitos, com caráter público não-estatal Complexidade organizacional Diversificação nos serviços prestados, nas clientelas, nas fontes de recursos e na mão de obra Fonte: Michael O Neill, 1998

23 O QUE FAZER, ENTÃO? Reconhecer e aceitar a dinâmica das ONGs Reconhecer que têm um saber que a empresa não detém Reconhecer que o processo de produção de uma ONG é diferente em termos de tempo Reconhecer que a estrutura de poder em terceiro setor é mais horizontal porque é coletiva Colocar a favor do Setor o poder econômico que a empresa tem e não o utilizar como ferramenta de negociação

24 AO INICIAR UM PROJETO DE ISP dedique energia em achar um FOCO DE AÇÃO inovação x reinvenção da roda importância do processo de diagnóstico respeito benchmarking, publicações, congressos, eventos... construa um projeto inicial, alinhando expectativas dos dirigentes da empresa e da comunidade alvo envolva o máximo possível de parceiros (internos e externos) no processo, buscando criatividade e legitimidade no caminho

25 NÃO DEIXE DE LEVAR EM CONTA Atenção à Governança (processo de tomada de decisão, conselho...) Interface com a empresa mantenedora ( a gente não quer só dinheiro ) Possíveis caminhos de estrutura e modus operandi (financiar x operar, projeto-piloto, avaliação) Parcerias são fundamentais (mas não quer dizer que são fáceis!) Comunique, sempre! (resultados x intenções, divulgação x mobilização) Sustentabilidade e políticas públicas (continuidade, disseminação)

26 E SE O PROGRAMA JÁ EXISTIR? Levar em conta a energia empregada nos projetos já existentes (projetos são como filhos...) Deve ser um momento propício para avaliação, sistematização de aprendizados e re-planejamento coletivo Em caso de programas ou projetos que deixarão de ser apoiados, pensar na responsabilidade da empresa (é possível planejar e negociar a saída de forma a não perder os investimentos já feitos?) Nestes casos, pensar quais as estratégias utilizadas (ou não!) que levaram à situação de dependência Tenha paciência em processos de mudança

27 SUGESTÕES DE LEITURAS Futuro da Filantropia - GIFE Filantropia Idis investimento-social-privado-num-mundo-globalizado Por que não somos como eles - Exame taoepessoas/m html Fundações doadoras - Integração

28 REFERÊNCIAS

Programas de. Andrea Goldschmidt andrea@apoenasustentavel.com.br

Programas de. Andrea Goldschmidt andrea@apoenasustentavel.com.br Programas de Voluntariado Empresarial Andrea Goldschmidt andrea@apoenasustentavel.com.br POSICIONAMENTO APOENA Visão Ser a mais completa empresa de consultoria em Gestão Sustentável do Brasil. Missão Disseminar,

Leia mais

FÓRUM EMPRESARIAL SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE CORPORATIVA: UM PASSO ADIANTE

FÓRUM EMPRESARIAL SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE CORPORATIVA: UM PASSO ADIANTE AMCE NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS www.amce.com.br PROJETOS ESPECIAIS FÓRUM EMPRESARIAL SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE CORPORATIVA: UM PASSO ADIANTE 10º EVENTO TEMA: Investimento Social Privado: é possível

Leia mais

A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social. Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008

A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social. Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008 A Importância de Parcerias Estratégicas para a Transformação Social Ilda Ribeiro Peliz Setembro 2008 Responsabilidade Social O conceito da RSA não está mais entre as quatro paredes dos escritórios. A sociedade

Leia mais

O Investimento Social no Brasil & Inglaterra

O Investimento Social no Brasil & Inglaterra O Investimento Social no Brasil & Inglaterra Márcia Woods IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social 1ª Conferência sobre Investimento Social Estrangeiro no Brasil 23 de novembro de 2009

Leia mais

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY Instrumental e modular, o Ferramentas de Gestão é uma oportunidade de aperfeiçoamento para quem busca conteúdo de qualidade ao gerenciar ações sociais de empresas

Leia mais

Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim.

Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim. Empreendedorismo privado geração de riquezas Empreendedorismo social Missão social Concebe a riqueza como meio para alcançar determinado fim. 1 Modelo de gestão com mais de 80 anos, originalmente relacionado

Leia mais

Experiências Locais: Situação Atual e Futuro do ISP no Brasil

Experiências Locais: Situação Atual e Futuro do ISP no Brasil Experiências Locais: Situação Atual e Futuro do ISP no Brasil Marcos Kisil idis@idis.org.br 3 de abril de 2008 5º Congresso GIFE de Investimento Social Privado 1 Contexto do Investimento Social na América

Leia mais

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna A estratégia do PGQP frente aos novos desafios 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO MACROFLUXO ENTRADAS PARA O PROCESSO - Análise de cenários e conteúdos

Leia mais

PROJETOS SOCIAIS E OS OBJETIVOS DO MILÊNIO

PROJETOS SOCIAIS E OS OBJETIVOS DO MILÊNIO PROJETOS SOCIAIS E OS OBJETIVOS DO MILÊNIO DIFERENCIANDO OS TRÊS SETORES Primeiro Setor A origem e a destinação dos recursos são públicos. Segundo Setor Corresponde ao capital privado, sendo a aplicação

Leia mais

Guia sobre Voluntariado Instituto Lina Galvani

Guia sobre Voluntariado Instituto Lina Galvani Guia sobre Voluntariado Instituto Lina Galvani Sumário Conceito de voluntário... 3 O que é e o que não é voluntariado... 3 Lei do voluntariado... 4 Voluntariado no Brasil... 4 Benefício do Voluntariado...

Leia mais

Portugal Inovação Social

Portugal Inovação Social Portugal Inovação Social Inovação e Empreendedorismo Social no Portugal2020 Sessão de Divulgação na Região Centro: Penacova novembro de 2015 Alexandra Neves Portugal : Pioneiro na União Europeia na aposta

Leia mais

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC

Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil. Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC Gestão e Sustentabilidade das Organizações da Sociedade Civil Alfredo dos Santos Junior Instituto GESC QUEM SOMOS? INSTITUTO GESC - IGESC Fundação da AMBA, pelos alunos do primeiro curso de MBA. Serviços

Leia mais

Questionário para Instituidoras

Questionário para Instituidoras Parte 1 - Identificação da Instituidora Base: Quando não houver orientação em contrário, a data-base é 31 de Dezembro, 2007. Dados Gerais Nome da instituidora: CNPJ: Endereço da sede: Cidade: Estado: Site:

Leia mais

Glossário do Investimento Social*

Glossário do Investimento Social* Glossário do Investimento Social* O IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social é uma organização da sociedade civil de interesse público, que tem como missão promover e estruturar o investimento

Leia mais

Roteiro para orientar o investimento social privado na comunidade 1

Roteiro para orientar o investimento social privado na comunidade 1 Roteiro para orientar o investimento social privado na comunidade 1 O IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social é uma organização da sociedade civil de interesse público, que tem como

Leia mais

Sobre o cenário da sustentabilidade das ONG no Brasil

Sobre o cenário da sustentabilidade das ONG no Brasil Sobre o cenário da sustentabilidade das ONG no Brasil Cristina Câmara Rio de Janeiro, 07 mar. 2012 Um grupo social organizado é movido por uma causa, estabelece alianças políticas com outros atores sociais

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO

Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO Abril/2014 Porto Velho/Rondônia Rafael Vargas Presidente da SBEP.RO Gestor de Projetos Sociais do Instituto Ágora Secretário do Terceiro Setor da UGT.RO Terceiro Setor É uma terminologia sociológica que

Leia mais

Fundação Itaú Social. Por uma educação integral,

Fundação Itaú Social. Por uma educação integral, Fundação Itaú Social Por uma educação integral, integrada e integradora Visão Itaú Ser o banco líder em performance e perene reconhecidamente sólido e ético, destacando-se por equipes motivadas, comprometidas

Leia mais

XXXII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Farmacêutica

XXXII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Farmacêutica XXXII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Farmacêutica Mesa-Redonda: Responsabilidade Social Empresarial 23-24 de Novembro de 2006 Mário Páscoa (Wyeth/ Painel Febrafarma) E-mail: pascoam@hotmail.com

Leia mais

Relatório Anual. Instituto Nossa Ilhéus. Instituto Nossa Ilhéus

Relatório Anual. Instituto Nossa Ilhéus. Instituto Nossa Ilhéus Resumo da ONG O é uma iniciativa da sociedade civil organizada que tem por objetivo fortalecer a cidadania e a democracia participativa, tendo por base a sustentabilidade e o monitoramento social. O age

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

ECONOMIA SOCIAL PORTUGUESA: PAPEL NO PÓS-TROIKA GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO

ECONOMIA SOCIAL PORTUGUESA: PAPEL NO PÓS-TROIKA GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO Citação de Dr. Emílio Rui Vilar 2 Tempo de mudanças sociais Estamos no início de um século que se adivinha difícil e instável nos seus Problemas Globais

Leia mais

A comunidade promovendo o DL

A comunidade promovendo o DL A comunidade promovendo o DL O que eu faço que contribui com o desenvolvimento de meu município? Vamos entender melhor a importância do local! Políticas Macro Econômicas As políticas macro econômicas são

Leia mais

com João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org

com João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org A mobilização de recursos para organizações do Terceiro Setor com João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org Palestrante Bacharel em administração pela FGV-SP e em direito pela USP, com mestrado em andamento

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Atualização e Capacitação Sobre Formulação e Gestão de Políticas Públicas Módulo III Gestão das Políticas Públicas Aula 5 Parcerias na gestão e execução

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor

Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor Programa Latino-americano de Advocacy em Saúde Liderança para Terceiro Setor Setembro/2010 Uma organização vista em duas dimensões Vista em sua dimensão interna: Uma organização é um conjunto de pessoas

Leia mais

ATIVIDADES JUNTO AO TERCEIRO SETOR

ATIVIDADES JUNTO AO TERCEIRO SETOR ATIVIDADES JUNTO AO TERCEIRO SETOR cenário geral de organizacão ORÍGENS DO COOPERATIVISMO COMUNIDADE UNIMED ASSOCIAÇÃO NEGÓCIO (EMPRESA) PLANO DE SAÚDE MERCADO (COMUNIDADE) RESPONSABILIDADE SOCIAL cenário

Leia mais

AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa. Informações gerais

AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa. Informações gerais AA1000: Estrutura de gestão da responsabilidade corporativa Informações gerais Produzido por BSD Brasil. Pode ser reproduzido desde que citada a fonte. Introdução Lançada em novembro de 1999, em versão

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Plano de Comunicação: e-tab Tecnologia e Gestão

Plano de Comunicação: e-tab Tecnologia e Gestão Plano de Comunicação: e-tab Tecnologia e Gestão RP em Ação 2009/2 Christian Mendes, Clarissa Daroit e Fernanda Carniel A empresa A e-tab Tecnologia e Gestão é uma empresa que desenvolve serviços integrados

Leia mais

Sylvia Bojunga 1º Ciclo Itinerante de Formação para o Terceiro Setor, Porto Alegre 17/8/2012 versão compacta

Sylvia Bojunga 1º Ciclo Itinerante de Formação para o Terceiro Setor, Porto Alegre 17/8/2012 versão compacta Sylvia Bojunga 1º Ciclo Itinerante de Formação para o Terceiro Setor, Porto Alegre 17/8/2012 versão compacta SUSTENTABILIDADE Desenvolvimento Sustentável - Relatório da Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente

Leia mais

Gestão e Estrutura Organizacional

Gestão e Estrutura Organizacional Gestão e Estrutura Organizacional I. INTRODUÇÃO Eduardo Marcondes Filinto da Silva Secretário Executivo e Pesquisador FIPE Rafael Martín Delatorre Graduando em Administração pela FEA/USP Um dos fenômenos

Leia mais

Responsabilidade Social Corporativa

Responsabilidade Social Corporativa Responsabilidade Social Corporativa João Paulo Vergueiro jpverg@hotmail.com Stakeholders GOVERNOS ORGANISMOS INTERNACIONAIS FORNECEDORES CONCORRENTES INDÚSTRIA DA COMUNICAÇÃO ACIONISTAS PROPRIETÁRIOS EMPRESA

Leia mais

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras Ideias Criativas em Práticas Inovadoras O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal é promovido anualmente, desde 1996, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015

ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 ANEXO 2 Estrutura Modalidade 1 ELIS PMEs PRÊMIO ECO - 2015 Critérios Descrições Pesos 1. Perfil da Organização Breve apresentação da empresa, seus principais produtos e atividades, sua estrutura operacional

Leia mais

Universidade Livre para a Eficiência Humana. Desenvolver e valorizar o ser humano nas empresas e sociedade

Universidade Livre para a Eficiência Humana. Desenvolver e valorizar o ser humano nas empresas e sociedade Universidade Livre para a Eficiência Humana Desenvolver e valorizar o ser humano nas empresas e sociedade MISSÃO Realizar ações inovadoras de inclusão social no mundo do trabalho, por meio do desenvolvimento

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas Desenvolvimento Sustentável Social Econômico Ambiental Lucro Financeiro Resultado Social

Leia mais

Estratégias para o desenvolvimento humano

Estratégias para o desenvolvimento humano ofício Estratégias para o desenvolvimento humano A Olhar Cidadão é uma empresa de planejamento estratégico, gestão e inovação, na qual se desenvolvem soluções integradas, projetos e ideias que contribuam

Leia mais

Objetivos da Palestra:

Objetivos da Palestra: TerceiroSetor Caracterização e Desafios com Marcos Kisil Objetivos da Palestra: Conhecer o Terceiro Setor: origem, características e papel na sociedade Refletir sobre os desafios atuais do Terceiro Setor

Leia mais

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE POLÍTICAS DE GESTÃO PROCESSO DE SUSTENTABILIDADE 1) OBJETIVOS - Apresentar de forma transparente as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente

Leia mais

O VALOR DAS VERDADEIRAS PARCERIAS PARA O REFORÇO DAS CAPACIDADAES LOCAIS: A EXPERIÊNCIA DO FOJASSIDA. Pretoria Africa du Sul

O VALOR DAS VERDADEIRAS PARCERIAS PARA O REFORÇO DAS CAPACIDADAES LOCAIS: A EXPERIÊNCIA DO FOJASSIDA. Pretoria Africa du Sul O VALOR DAS VERDADEIRAS PARCERIAS PARA O REFORÇO DAS CAPACIDADAES LOCAIS: A EXPERIÊNCIA DO FOJASSIDA Pretoria Africa du Sul Conteúdo 1. Apresentação da FOJASSIDA 2. Introdução 3. Diferentes formas de parcerias

Leia mais

RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade.

RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade. RSC e Valor Compartilhado Uma nova forma de ver a relação com a comunidade. SUSTENTABILIDADE Comportamento alinhado com os valores básicos da sustentabilidade. Ecológico Sustentável Social Sustentabilidade

Leia mais

PESQUISA FNQ NOVO CAPITALISMO

PESQUISA FNQ NOVO CAPITALISMO PESQUISA FNQ NOVO CAPITALISMO Pensando em quebrar os paradigmas do modelo econômico atual, a Fundação Nacional da Qualidade propôs uma reflexão do que seria uma organização direcionada para o Novo Capitalismo,

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS Características da Atividade Atividade planejada e complexa: envolve marketing, comunicação,

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma

MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias 15ª Turma Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você

Leia mais

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008

Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública. Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Desenvolvimento de Pessoas na Administração Pública Assembléia Legislativa do Estado de Säo Paulo 14 de outubro de 2008 Roteiro 1. Contexto 2. Por que é preciso desenvolvimento de capacidades no setor

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local

RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local RESPONSABILIDADE SOCIAL: a solidariedade humana para o desenvolvimento local 1 Por: Evandro Prestes Guerreiro 1 A questão da Responsabilidade Social se tornou o ponto de partida para o estabelecimento

Leia mais

SEMINÁRIOS DE FORMAÇÃO DOS CONSELHEIROS PARTICIPATIVOS MUNICIPAIS FASE I AULAS MAGNAS. Escola de Governo de São Paulo

SEMINÁRIOS DE FORMAÇÃO DOS CONSELHEIROS PARTICIPATIVOS MUNICIPAIS FASE I AULAS MAGNAS. Escola de Governo de São Paulo SEMINÁRIOS DE FORMAÇÃO DOS CONSELHEIROS PARTICIPATIVOS MUNICIPAIS FASE I AULAS MAGNAS Escola de Governo de São Paulo A Instituição Escola de Governo Nossa missão: Transformação da sociedade brasileira

Leia mais

Jorn. Esp. Cris Guimarães

Jorn. Esp. Cris Guimarães As Relações Institucionais como Estratégia de Fortalecimento das Causas Sociais Jorn. Esp. Cris Guimarães Quem somos Missão: Potencializar o desenvolvimento integral da criança, adolescente e jovem numa

Leia mais

Responsabilidade Social Corporativa

Responsabilidade Social Corporativa Responsabilidade Social Corporativa João Paulo Vergueiro jpverg@hotmail.com Por que? O cliente quer; O acionista presta atenção; A academia estuda; A opinião pública divulga; E economia exige a diferenciação.

Leia mais

Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários

Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários Outubro/2011 Temas de Interesse Meio Ambiente Ações Sociais / Projetos Sociais / Programas Sociais Sustentabilidade / Desenvolvimento

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade

Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade Responsabilidade Socioambiental e Sustentabilidade - Uma Estratégia Empreendedora - Roberta Cardoso Abril/2008 Por que o mundo inteiro fala em Sustentabilidade? AQUECIMENTO GLOBAL Evidências: Aumento

Leia mais

- Terceiro Setor e Sociedade Civil Organizada -

- Terceiro Setor e Sociedade Civil Organizada - - Terceiro Setor e Sociedade Civil Organizada - 1 Terceiro Setor Denominação de um setor além governo e do privado/empresas. Define a atuação de organizações não estatais e sem fins lucrativos. Divisão

Leia mais

O que é ser um RH estratégico

O que é ser um RH estratégico O que é ser um RH estratégico O RH é estratégico quando percebido como essencial nas decisões estratégicas para a empresa. Enquanto a área de tecnologia das empresas concentra seus investimentos em sistemas

Leia mais

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 Rosely Vieira Consultora Organizacional Mestranda em Adm. Pública Presidente do FECJUS Educação

Leia mais

Partindo do Zero Agradecimentos

Partindo do Zero Agradecimentos Partindo do ZeroZ Partindo do Zero Agradecimentos SEBRAE SC MCE FNQ OIS Brasil (Consultoria Parceira da A2C em Gestão da Qualidade) Íntegra Consultoria (Incentivo e Apoio) Partindo do Zero Linha do Tempo

Leia mais

Empreendedorismo Social construindo o conceito, transformando o setor social

Empreendedorismo Social construindo o conceito, transformando o setor social Empreendedorismo Social construindo o conceito, transformando o setor social Mafoane Odara mafoane@ashoka.org.br Área de Juventude Ashoka Brasil 1 2 Conceitos sobre Empreendedorismo Social Contribuição

Leia mais

Doações por Terceiros - Pessoa Física e Pessoa Jurídica João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org

Doações por Terceiros - Pessoa Física e Pessoa Jurídica João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org Doações por Terceiros - Pessoa Física e Pessoa Jurídica João Paulo Vergueiro presidente@captacao.org Objetivo Doações por terceiros (pessoa física e pessoa jurídica): Desafios e possibilidades de uma organização

Leia mais

Terceiro Setor, Cultura e Responsabilidade Social. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados.

Terceiro Setor, Cultura e Responsabilidade Social. Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Terceiro Setor, Cultura e Responsabilidade Social Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Todos os direitos reservados. Nossos serviços Nossa equipe atende empresas que investem em responsabilidade

Leia mais

Guia EXAMEde Sustentabilidade. Processo2014

Guia EXAMEde Sustentabilidade. Processo2014 Guia EXAMEde Sustentabilidade Processo2014 Agenda O Guia O GVces Processo 2014 Novidades Cronograma Dúvidas O Guia O Guia Omais abrangente levantamento das empresas com melhores práticas em sustentabilidade

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS Junho, 2006 Anglo American Brasil 1. Responsabilidade Social na Anglo American Brasil e objetivos deste Manual Já em 1917, o Sr. Ernest Oppenheimer, fundador

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Sul Mineira 1 Índice Política de Sustentabilidade Unimed Sul Mineira Mas o que é Responsabilidade Social? Premissas Básicas Objetivos da Unimed Sul Mineira Para a Saúde Ambiental

Leia mais

Palavras-chave Ação social, Comunicação, Investimento social privado, Responsabilidade Social

Palavras-chave Ação social, Comunicação, Investimento social privado, Responsabilidade Social Título Desafios na Comunicação da Ação Social Privada 1 Autores Prof. Dr. Paulo Nassar, professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e presidente da ABERJE Associação Brasileira

Leia mais

Governabilidade = Poder de Governo

Governabilidade = Poder de Governo 6. Governabilidade, Governança e Accountability 1. Governança 2. Controle por Resultados 3. Accountability Esta tríade reflete os princípios da Nova Gestão Pública e serviu de fundamento para o desenho

Leia mais

Voluntariado Empresarial

Voluntariado Empresarial Voluntariado Empresarial Agenda 09:00-09:10 Abertura e Introdução ao tema Voluntariado Empresarial 09:10 09:30 Jogo de Palavras conceito trabalho em grupos 09:30 10:15 Apresentação dos grupos e síntese

Leia mais

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades;

Promover um ambiente de trabalho inclusivo que ofereça igualdade de oportunidades; POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Esta Política tem como objetivos: - Apresentar as diretrizes de sustentabilidade que permeiam a estratégia e a gestão; - Fomentar e apoiar internamente as inovações

Leia mais

Redes sociais no Terceiro Setor

Redes sociais no Terceiro Setor Redes sociais no Terceiro Setor Prof. Reginaldo Braga Lucas 2º semestre de 2010 Constituição de redes organizacionais Transformações organizacionais Desenvolvimento das organizações articuladas em redes

Leia mais

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis.

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis. Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis Localização Missão, Valores e Visão Os 5 Pilares Objetivos e estratégias

Leia mais

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Nós promovemos o desenvolvimento sustentável de diversas maneiras Uma delas é por meio do Investimento Social INVESTIMENTO INVESTIENTO SOCIAL - Estratégia

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015.

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015. REV.: 03 Pág.: 1 de 6 A Manaus Ambiental torna público que estão abertas as inscrições para a seleção de Instituições e Projetos Sociais para o 14º Dia do Voluntariado. A empresa realizará o processo de

Leia mais

Martina Rillo Otero A importância do processo de avaliação. Existem muitas definições para avaliação, não existe uma única.

Martina Rillo Otero A importância do processo de avaliação. Existem muitas definições para avaliação, não existe uma única. Grupo de Estudos de Voluntariado Empresarial Avaliação, Monitoramento e Impacto no Programa de Voluntariado Empresarial: Teoria e Prática 25/11/14 Martina Rillo Otero A importância do processo de avaliação

Leia mais

Conheça agora o grupo de profissionais engajados e as propostas para a Renovação da Gestão do Conrerp 4ª Região

Conheça agora o grupo de profissionais engajados e as propostas para a Renovação da Gestão do Conrerp 4ª Região Conheça agora o grupo de profissionais engajados e as propostas para a Renovação da Gestão do Conrerp 4ª Região Em nossa trajetória profissional, cada um dos membros da Chapa 2, viveu as aventuras e desafio

Leia mais

II FÓRUM SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

II FÓRUM SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL II FÓRUM SESI DE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL Investimento Social Privado: oportunidades e riscos Rebecca Raposo Dezembro, 2006 Como chegamos até aqui? Principais mudanças Democratização e mudança

Leia mais

WORLD GIVING INDEX 2014

WORLD GIVING INDEX 2014 WORLD GIVING INDEX 2014 QUEM SOMOS Fundado em 1999, organização pioneira no apoio técnico ao investidor social no Brasil e na América Latina, e tem como missão promover e estruturar o sistema de investimento

Leia mais

GESTÃO SOCIAL NA LÓGICA DA SOCIEDADE CIVIL. Profa. Sandra Silveira

GESTÃO SOCIAL NA LÓGICA DA SOCIEDADE CIVIL. Profa. Sandra Silveira GESTÃO SOCIAL NA LÓGICA DA SOCIEDADE CIVIL Profa. Sandra Silveira Conceitos - chaves Sociedade Civil Para Gramsc (1978), é constituída pelo conjunto de organizações responsáveis pela elaboração/difusão

Leia mais

estão de Pessoas e Inovação

estão de Pessoas e Inovação estão de Pessoas e Inovação Luiz Ildebrando Pierry Secretário Executivo Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Prosperidade e Qualidade de vida são nossos principais objetivos Qualidade de Vida (dicas)

Leia mais

NO BRASIL: Há 27 anos, 700 empresas, 2,3 milhões de alunos beneficiados, 2 mil escolas, mais de 85 mil voluntários.

NO BRASIL: Há 27 anos, 700 empresas, 2,3 milhões de alunos beneficiados, 2 mil escolas, mais de 85 mil voluntários. 2011 NO MUNDO: Fundada em 1919 e atualmente em mais de 123 países. NO BRASIL: Há 27 anos, 700 empresas, 2,3 milhões de alunos beneficiados, 2 mil escolas, mais de 85 mil voluntários. NO ESPÍRITO SANTO:

Leia mais

Programa de Reabilitação de Áreas Urbanas Centrais. Secretaria Nacional de Programas Urbanos

Programa de Reabilitação de Áreas Urbanas Centrais. Secretaria Nacional de Programas Urbanos Programa de Reabilitação de Áreas Urbanas Centrais Secretaria Nacional de Programas Urbanos CONCEITOS Área Urbana Central Bairro ou um conjunto de bairros consolidados com significativo acervo edificado

Leia mais

Orientações e dicas para montar um projeto de extensão Ricardo T. Neder

Orientações e dicas para montar um projeto de extensão Ricardo T. Neder Universidade de Brasília Faculdade de Planaltina FUP Disciplina: PESQUISA E EXTENSÃO Curso: Agronegócio. Nível: graduação (02 créditos) Horário: SEXTA-FEIRA: 14H.-16H. Professor: Paulo Henrique da S. Santarém

Leia mais

Planejamento estratégico 2016-2019

Planejamento estratégico 2016-2019 Planejamento estratégico 2016-2019 Fortalecer as instituições e a qualidade dos serviços públicos para fortalecer a democracia e a competitividade. www.agendapublica.org.br 2 GOVERNANÇA PARA UM FUTURO

Leia mais

AVALIAÇÃO E EDUCAÇÃO PERMANENTE DE SAÚDE

AVALIAÇÃO E EDUCAÇÃO PERMANENTE DE SAÚDE MOVE 2015 AVALIAÇÃO E EDUCAÇÃO PERMANENTE DE SAÚDE II CONGRESSO TODOS JUNTOS CONTRA O CANCER MOVE 2015 PRINCIPAIS MENSAGENS 01 AVALIAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA GARANTIR A QUALIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 81 O Ajuste Fiscal e as ONGs 08 de maio de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo:

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo: Perguntas e respostas sobre gestão por processos 1. Gestão por processos, por que usar? Num mundo globalizado com mercado extremamente competitivo, onde o cliente se encontra cada vez mais exigente e conhecedor

Leia mais

Trabalho voluntário: o cidadão em ações sociais

Trabalho voluntário: o cidadão em ações sociais Trabalho voluntário: o cidadão em ações sociais O trabalho voluntário vem assumindo um papel expressivo na sociedade. Adeptos da prática vêm de todas as classes sociais. Por Mayara Kelly Há seis anos,

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria de Desenvolvimento Territorial. Sistema de Gestão Estratégica. Documento de Referência

Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria de Desenvolvimento Territorial. Sistema de Gestão Estratégica. Documento de Referência Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria de Desenvolvimento Territorial Sistema de Gestão Estratégica Brasília - 2010 SUMÁRIO I. APRESENTAÇÃO 3 II. OBJETIVOS DO SGE 4 III. MARCO DO SGE 4 IV. ATORES

Leia mais

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente.

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente. CÓDIGO DE ÉTICA EMPRESARIAL 1 INTRODUÇÃO O Código de Ética Empresarial da COELCE, apresenta os princípios direcionadores das políticas adotadas pela empresa e que norteiam as ações e relações com suas

Leia mais

Projeto Futuro em Nossas Mãos. 6º Congresso GIFE sobre Investimento Social Privado Instituto Votorantim

Projeto Futuro em Nossas Mãos. 6º Congresso GIFE sobre Investimento Social Privado Instituto Votorantim Projeto Futuro em Nossas Mãos 6º Congresso GIFE sobre Investimento Social Privado Instituto Votorantim Instituto Votorantim Disseminar conceitos de Sustentabilidade e estimular a sua prática nas estratégias

Leia mais

O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização

O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização Cristiane dos Santos Schleiniger * Lise Mari Nitsche Ortiz * O Terceiro Setor é o setor da sociedade que emprega aproximadamente 1 milhão de pessoas.

Leia mais

GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS

GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS GUIA PARA O GT RECURSOS FINANCEIROS Um projeto é um empreendimento planejado que consiste num conjunto de atividades integradas e coordenadas, com o fim de alcançar objetivos específicos dentro dos limites

Leia mais

EDITAL CHAMADA DE CASOS

EDITAL CHAMADA DE CASOS EDITAL CHAMADA DE CASOS INICIATIVAS INOVADORAS EM MONITORAMENTO DO DESENVOLVIMENTO LOCAL E AVALIAÇÃO DE IMPACTO O Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getulio Vargas (GVces) e as empresas

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

LEGISLAÇÃO DE INCENTIVO: MUDAR OU APERFEIÇOAR?

LEGISLAÇÃO DE INCENTIVO: MUDAR OU APERFEIÇOAR? LEGISLAÇÃO DE INCENTIVO: MUDAR OU APERFEIÇOAR? ANA FLÁVIA FERREIRA GODOI ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CAPTADORES DE RECURSOS ABCR ABA MARKETING CULTURAL 16 DE JUNHO DE 2016 Quem é a ABCR? www.captadores.org.br

Leia mais

Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários

Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários Perfil dos Participantes Compilação das Respostas dos Questionários Dezembro/2011 Instrumentos da Política SocioAmbiental Linhas de Instituições Financiamento participantes da pesquisa Participação de

Leia mais

Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos?

Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos? Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos? 17.Set.2014 Esta atividade faz parte do Programa de Educação Ambiental conforme requerido pelo Licenciamento Ambiental Federal conduzido pelo IBAMA Como

Leia mais

WORLD GIVING INDEX 2015

WORLD GIVING INDEX 2015 WORLD GIVING INDEX 2015 QUEM SOMOS Fundado em 1999, organização pioneira no apoio técnico ao investidor social no Brasil e na América Latina, e tem como missão promover e estruturar o sistema de investimento

Leia mais

Portugal Inovação Social

Portugal Inovação Social Portugal Inovação Social Inovação e Empreendedorismo Social no Portugal2020 Filipe Santos Presidente da Portugal Inovação Social II fórum de empreendedorismo social AMP2020 29 de Junho de 2015 Fundação

Leia mais