Estatura das brasileiras do voleibol na areia feminino de alto nível, 1993 a 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estatura das brasileiras do voleibol na areia feminino de alto nível, 1993 a 2010"

Transcrição

1 Estatura das brasileiras do voleibol na areia feminino de alto nível, 1993 a 2010 Estatura de las jugadoras brasileñas de alto rendimiento de voleibol en la arena, 1993 a 2010 Height of the Brazilian female sand volleyball of high level, 1993 to 2010 Mestre em Ciência da Motricidade Humana (CMH) pela UCB do RJ (Brasil) Nelson Kautzner Marques Junior Resumo O objetivo do estudo foi de detectar alteração na estatura das brasileiras do voleibol na areia feminino de alto nível na década de 1990 (1993 a 1999) e de 2000 (2000 a 2010). A estatura da década de 90 foi de 175,89±4,60 cm para dupla, 178,14±2,13 cm para bloqueadora e 173,64±5,25 cm para defensora. Na década de 2000 a estatura para dupla foi de 175,21±5,56 cm, 178,90±2,67 cm para bloqueadora e 171,52±5,25 cm para defensora. O teste U de Mann-Whitney não detectou diferença significativa (p>0,05) entre a estatura da dupla da década de 1990 e de 2000 (U = - 0,92). O teste U de Mann-Whitney não detectou diferença significativa (p>0,05) entre a estatura da bloqueadora da década de 1990 e de 2000 (U = 189,5). O teste U de Mann-Whitney não detectou diferença significativa (p>0,05) entre a estatura da defensora da década de 1990 e de 2000 (U = 225). Em conclusão, é necessário num futuro próximo o aumento da estatura das duplas femininas brasileiras com o intuito das atletas continuarem entre as melhores. Unitermos: Estatura, Voleibol na areia, Alto nível. Abstract The objective of the study was to determine the changes in height of the Brazilian female sand volleyball of high level during the decade of 1990 (1993 to 1999) and the decade of 2000 (2000 to 2010). The height of the decade of 1990 was of 175,89±4,60 cm for double, 178,14±2,13 cm for blocker player and 173,64±5,25 cm for defense player. In decade of 2000 the height for double was of 175,21±5,56 cm, 178,90±2,67 cm for blocker player and 171,52±5,25 for defense player. The Mann-Whitney U Test determined no significant difference (p>0,05) between the height of the double of the decade of 1990 and of 2000 (U = - 0,92). The Mann-Whitney U Test determined no significant difference (p>0,05) between the height of the blocker player of the decade of 1990 and of 2000 (U = 189,5). The Mann-Whitney U Test determined no significant difference (p>0,05) between the height of the defense player of the decade of 1990 and of 2000 (U = 225). In conclusion, Brazilian female sand volleyball player needs of increase the height for the volleyball of the Brazil continue between the bests. Keywords: Height, Sand volleyball, High level. EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires - Año 17 - Nº Julio de / 1 Introdução O voleibol na areia começou a ser praticado nos anos 20, na praia de Santa Mônica, Califórnia, Estados Unidos 1. No Brasil esse esporte foi introduzido por volta de 1933, no Rio de Janeiro 2. Vindo se difundir em todo litoral do país como modalidade de recreação. O impulso do voleibol na areia como esporte de alto rendimento começou no Brasil, com a realização do 1º e do 2º Hollywood Vôlei, em 1985 e Tendo a presença dos atletas da geração de prata, das musas do voleibol feminino e dos americanos campeões olímpicos em Depois do sucesso dos dois eventos, em 1987 aconteceu o 1º Mundial de Voleibol na Areia, competição que reuniu somente duplas masculinas. No feminino, nos anos 90, inicialmente acontecia desafios entre Brasil e Estados Unidos, ocorrendo o 1º Mundial somente em O voleibol de dupla na areia se tornou ainda mais

2 popular em 1996, com a introdução desse esporte nos Jogos Olímpicos 4. Portanto, é uma modalidade nova como esporte de alto rendimento, de 1987 a 2010 são 23 anos, sendo interessante um estudo sobre a estatura das jogadoras brasileiras do voleibol de dupla na areia feminino de alto nível. A estatura elevada é um componente antropométrico imprescindível para o desempenho no voleibol de alto nível 5 porque ela permite uma maior alcance da mão no ataque e no bloqueio 6. Porém, para esse alcance da mão na bola ser eficaz é necessário de uma boa impulsão do voleibolista 7. Como a estatura elevada contribui com a performance, existe uma tendência mundial dos jogadores de voleibol na areia possuírem esse componente antropométrico alto quando comparado com a população normal 8. Segundo Grgantov, Katic e Marelic 9, os fundamentos que mais contribuem com a vitória no voleibol de dupla na areia são o ataque e o bloqueio. Então, pode-se afirmar que a estatura elevada ao lado do bom salto vertical são um dos fatores que ocasionam sucesso no voleibol na areia 10. Entretanto, quando é consultada a literatura do voleibol na areia 11, não é observado nenhuma pesquisa sobre a estatura das jogadoras brasileiras de alto nível. Então, o objetivo do estudo foi de detectar alteração na estatura das brasileiras do voleibol na areia feminino de alto nível na década de 1990 e de Metodologia Foram selecionadas as estaturas das duas melhores duplas brasileiras femininas no Circuito Mundial de 1993 a 1995, dos Jogos Olímpicos de 1996 e do Circuito Mundial de 1997 a Para comparar com a década de 90, foi selecionada a estatura das duas duplas femininas mais bem colocadas no Circuito Mundial (2001, 2002, 2003, 2005, 2006, 2007, 2009, 2010) e nos Jogos Olímpicos (2000, 2004 e 2008) da década de Portanto, a estatura utilizada na pesquisa foram dos anos de 1993 a 1999 (7 anos) e entre 2000 a 2010 (11 anos). Justifica apenas a inclusão da estatura das jogadoras brasileiras no momento que aconteceu os Jogos Olímpicos porque essa competição é a mais importante desse esporte. A coleta da estatura das jogadoras do voleibol na areia ocorreu no site da Confederação Brasileira de Voleibol 12 e em Marques Junior 13. Os resultados foram apresentados pela média e desvio padrão. Foi verificada a normalidade dos dados pelo teste Shapiro-Wilk, sendo identificada uma distribuição não normal. Então, a estatística não paramétrica que calculou a diferença da estatura das décadas de 1990 e de 2000, sendo através do teste U de Mann-Whitney com resultados aceitos com nível de significância de p 0,05. Todos os dados foram calculados conforme os ensinamentos de Marques Junior 14.

3 Apresentação e discussão dos resultados A estatística descritiva da estatura em cm das jogadoras do voleibol na areia é exposta na tabela 1. Tabela 1. Média e desvio padrão da estatura em cm das atletas do voleibol de dupla na areia. O teste U de Mann-Whitney não detectou diferença significativa (p>0,05) entre a estatura da dupla da década de 1990 e de 2000 (U = - 0,92). O teste U de Mann-Whitney não detectou diferença significativa (p>0,05) entre a estatura da bloqueadora da década de 1990 e de 2000 (U = 189). O teste U de Mann-Whitney não detectou diferença significativa (p>0,05) entre a estatura da defensora da década de 1990 e de 2000 (U = 225). A figura 1 ilustra a diferença não significativa (p>0,05) da estatura das jogadoras do voleibol de dupla na areia, mostrando que esse componente antropométrico é muito próximo entre a década de 1990 e de Figura 1. Média da estatura das jogadoras do voleibol na areia A estatura da dupla brasileira na década de 1990 (175,89±4,60 cm) e na década de 2000 (175,21±5,56 cm) foi similar. Estes achados de estatura estiveram de acordo com o estudo de Pérez-Turpin et alii 15, na Circuito Europeu de 2006 as atletas tinham estatura de 175±0,6 cm.

4 Também foi evidenciada nessa pesquisa uma maior estatura das bloqueadoras em relação às defensoras, isso também foi identificado em Palao, Gutierrez e Frideres 16. Entretanto, era esperada uma maior estatura da bloqueadora, da defensora e da dupla na década de 2000 quando comparada com a década de Consultando Marques Junior 13, esse ocorrido foi contrário ao da literatura, conforme passam as décadas, as duplas e as respectivas posições desse jogo alcançam estatura mais elevadas. A estatura média da década de 1990 (Dupla: 175,89±4,60 cm, Bloqueadora: 178,14±2,13 cm, Defensora: 173,64±5,25 cm) e de 2000 (Dupla: 175,21±5,56 cm, Bloqueadora: 178,90±2,67 cm, Defensora: 171,52±5,25 cm) das jogadoras brasileiras do voleibol de dupla na areia está abaixo das principais competidoras desse esporte. Encontra-se estatura máxima das bloqueadoras de 190 cm ou mais e de 188 cm das defensoras 17. A americana campeã olímpica em 2004 e 2008 que joga bloqueando, possui estatura de 191 cm, muito acima das brasileiras. Enquanto que a defensora da dupla dos Estados Unidos, possui estatura similar ao das atletas do nosso país, 175 cm. Contudo, apesar de verificar uma estatura inferior das jogadoras brasileiras em relação às estrangeiras, quando são confrontados os resultados desse estudo com o voleibol feminino na quadra (Gualdi-Russo e Zaccagni 18, com 177,6±5,5 cm; Esper 19, com 178,8 cm) identifica-se estatura similar com as pesquisas referenciadas. Também foi verificada estatura similar ao do voleibol na areia feminino de alto nível 20. Conclui-se que para um futuro próximo, a estatura das jogadoras brasileiras precisa aumentar para o voleibol na areia continuar com bons resultados. Conclusão Essa pesquisa identificou estatura similar da dupla e por posição do voleibol na areia feminino brasileiro na década de 90 e de Esses resultados tornam-se importantes porque na Olimpíada de 2008 o máximo que o Brasil obteve foi um 4º lugar, sendo necessário num futuro próximo o aumento da estatura das duplas femininas brasileiras com o intuito das atletas continuarem entre as melhores. Referências 1. Afonso G (2004). Voleibol de praia: uma análise sociológica da história da modalidade ( ). 225 folhas. Dissertação de Mestrado, UFPR, Paraná. 2. Marques Junior N (2005). Sugestão de uma periodização para o voleibol amador de duplas na areia masculino f. Monografia de Especialização, UGF, RJ. 3. Costa M (2005). Voleibol de praia: configurações sociais de um esporte espetáculo de alto rendimento no Brasil. 155 folhas. Tese de Doutorado, UNB, Brasília.

5 4. Pffirrmann C et alii (2008). Quadriceps tendinosis and patellar tendinosis in professional beach volleyball players: sonographic findings in correlation with clinical symptoms. Eur Radiol 18(8): Bojikian J et alii (2007). Talento esportivo no voleibol feminino do Brasil: maturação e iniciação esportiva. Rev Mackenzie Educ Fís Esp 6(3): Gheller R et alii (2010). Relação entre variáveis antropométricas, capacidades físicas, com alcance vertical total em atletas de voleibol. Rev Dig Educ Fís Deportes 15(149): Barbanti V (2010). Treinamento esportivo: as capacidades motoras dos esportistas. Barueri: Manole. 8. Batista G et alii (2008). Características cineantropométricas dos jogadores de voleibol de praia masculino do Brasil e Pan-americano. FIEP Bulletin 78(nº especial): Grgantov Z, Katic R, Marelic N (2005). Effect of new rules on the correlation between situation parameters and performance in beach volleyball. Coll Antropol 29(2): Arruda M, Hespanhol J (2008). Fisiologia do voleibol. São Paulo: Phorte. 11. Palao J, Gutierrez D, Frideres J (2008). Height, weight, body mass index, and age in relation to level and postion. J Sports Med Physical Fit 48(4): Confederação Brasileira de Voleibol (2011). Atletas do voleibol de praia Marques Junior N (2005). Testes para o jogador de voleibol. Rev Min Educ Fís 13(1): Marques Junior N (2012). Estatística aplicada ao esporte e a atividade física. Rio de Janeiro: s.d. 15. Pérez-Turpin J et alii (2009). Gross movement patterns in elite female beach volleyball. Kinesiology 41(2): Palao J, Gutierrez D, Frideres J (2008). Height, weight, body mass index, and age in relation to level and postion. J Sports Med Physical Fit 48(4): Marques Junior N (2010). Seleção de testes para o jogador de voleibol. Mov Percep 11(16): Gualdi-Russo E, Zaccagni L (2001). Somatotype, role and performance in elite volleyball players. J Sports Med Phys Fitness 41(2): Esper A (2004). Mediciones antropométricas en jugadoras argentinas de voleibol de primeira división. Rev Dig Educ Fís Deportes 10(76):1-13.

6 20. Giatisis G, Tili M, Zetou E (2011). The height of the women`s winners FIVB Beach Volleyball in relation to specialization and court dimensions. J Hum Sport Exerc 6(3):

Períodos do treinamento esportivo: uma análise sobre o voleibol brasileiro masculino de alto nível durante o Mundial e a Olimpíada, 1956 a 2010

Períodos do treinamento esportivo: uma análise sobre o voleibol brasileiro masculino de alto nível durante o Mundial e a Olimpíada, 1956 a 2010 Períodos do treinamento esportivo: uma análise sobre o voleibol brasileiro masculino de alto nível durante o Mundial e a Olimpíada, 1956 a 2010 Los períodos de entrenamiento deportivo: un análisis sobre

Leia mais

Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master. Street Volei / Barra Music

Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master. Street Volei / Barra Music Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master Street Volei / Barra Music Nelso Kautzner Marques Junior kautzner123456789junior@gmail.com 2016 2 Índice Introdução, 3

Leia mais

A contribuição norte-americana para o voleibol

A contribuição norte-americana para o voleibol A contribuição norte-americana para o voleibol Mestre em Ciência da Motricidade Humana (CMH) pela UCB do RJ (Brasil) La contribución de Estados Unidos al voleibol The North American contribution for the

Leia mais

LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA

LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA 1 LERIANE BRAGANHOLO DA SILVA COMPARAÇÃO DO PERFIL ANTROPOMÉTRICO DE ADOLESCENTES PRATICANTES DE VOLEIBOL, DOS ANOS 1997 E 2009, PARTICIPANTES DO PROGRAMA ESPORTE CIDADÃO UNILEVER Artigo apresentado como

Leia mais

Sugestão do teste de salto com bola para jogadores do voleibol na quadra

Sugestão do teste de salto com bola para jogadores do voleibol na quadra Sugestão do teste de salto com bola para jogadores do voleibol na quadra Sugerencia de una prueba de salto con pelota para jugadores de voleibol en sala Suggestion of the jump ball test for the indoor

Leia mais

Fundamentos praticados pelo bloqueador do voleibol na areia

Fundamentos praticados pelo bloqueador do voleibol na areia Fundamentos praticados pelo bloqueador do voleibol na areia Los fundamentos practicados por el bloqueador del voleibol en la arena Skills practices by block player of the sand volleyball Mestre em Ciência

Leia mais

INFLUENCIA DA FLEXIBILIDADE NO SALTO VERTICAL EM ATLETAS DE VOLEIBOL MASCULINO

INFLUENCIA DA FLEXIBILIDADE NO SALTO VERTICAL EM ATLETAS DE VOLEIBOL MASCULINO ROGER MARCHESE INFLUENCIA DA FLEXIBILIDADE NO SALTO VERTICAL EM ATLETAS DE VOLEIBOL MASCULINO Artigo apresentado como Trabalho de Conclusão de Curso em Especialização em Ciência do Treinamento Desportivo

Leia mais

História do voleibol na areia

História do voleibol na areia História do voleibol na areia Historia del beach voleibol History of the beach volleyball Mestre em Ciência da Motricidade Humana (CMH) pela UCB do RJ (Brasil) Nelson Kautzner Marques Junior nk-junior@uol.com.br

Leia mais

Execução dos fundamentos do voleibol na areia embasado na literatura científica

Execução dos fundamentos do voleibol na areia embasado na literatura científica Ponto de Vista Execução dos fundamentos do voleibol na areia embasado na literatura científica Execution of the volleyball skills of the sand volleyball based in the scientific literature MARQUES JUNIOR,

Leia mais

História do voleibol, parte 1

História do voleibol, parte 1 História do voleibol, parte 1 La historia del voleibol, parte 1 History of the volleyball, part 1 Mestre em Ciência da Motricidade Humana (CMH) pela UCB do RJ (Brasil) Nelson Kautzner Marques Junior nk-junior@uol.com.br

Leia mais

Pontos dos golpes durante o kumitê de competição do karatê shotokan masculino

Pontos dos golpes durante o kumitê de competição do karatê shotokan masculino Pontos dos golpes durante o kumitê de competição do karatê shotokan masculino Puntaje de los golpes durante el kumité de competición de karate shotokan masculino Scores of the techniques during the male

Leia mais

O VÔLEI COMO ELEMENTO DE SOCIALIZAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

O VÔLEI COMO ELEMENTO DE SOCIALIZAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA O VÔLEI COMO ELEMENTO DE SOCIALIZAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA SILVA, Maria Rita Rezende 1 VESPASIANO, Bruno de Souza 2 1 Discente do curso de Educação Física da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias

Leia mais

Olimpíadas Brasil 2016 Volei de Praia

Olimpíadas Brasil 2016 Volei de Praia Olimpíadas Brasil 2016 Volei de Praia http://www.rotad osertao.com VOLEI DE PRAIA / HISTÓRIA O Vôlei de Praia, que tem sua origem no vôlei de quadra, é um esporte praticado na areia. Foi criado no estado

Leia mais

iii AGRADECIMENTOS Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

iii AGRADECIMENTOS Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. iii AGRADECIMENTOS Aos jogadores e comissão técnica das equipes Sub-13 e Sub-15 do E.C. Banespa. Ao Luiz Paes de Barros, companheiro de estudos sobre o futsal. Aos amigos do Grupo de Estudo e Pesquisa

Leia mais

Medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos, 1920 a 2008

Medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos, 1920 a 2008 Medalhas do Brasil nos Jogos Olímpicos, 1920 a 2008 Medallas de Brasil en los Juegos Olímpicos, 1920 a 2008 Brazil medals in the Olympic Games 1920 to 2008 Mestre em Ciência da Motricidade Humana pela

Leia mais

FATORES RELACIONADOS COM O NÍVEL DE ANSIEDADE EM ATLETAS DE FUTEBOL FEMININO

FATORES RELACIONADOS COM O NÍVEL DE ANSIEDADE EM ATLETAS DE FUTEBOL FEMININO FATORES RELACIONADOS COM O NÍVEL DE ANSIEDADE EM ATLETAS DE FUTEBOL FEMININO (FACTORS RELATED TO THE ANXIETY LEVEL IN FOOTBALL FEMALE ATHLETES) Marcos Vinicius Dias Munhóz 1 ; Claudia Teixeira-Arroyo 1,2

Leia mais

EFICIÊNCIA DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE ACORDO COM O ESTATUTO POSICIONAL.

EFICIÊNCIA DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE ACORDO COM O ESTATUTO POSICIONAL. 1117 EFICIÊNCIA DO COMPORTAMENTO TÁTICO DOS JOGADORES DE FUTEBOL DE ACORDO COM O ESTATUTO POSICIONAL. Elton Ribeiro Resende /NUPEF - UFV Fernanda Lobato/NUPEF - UFV Davi Correia da Silva/NUPEF UFV Israel

Leia mais

Fundamentos do TE 27/11/2012

Fundamentos do TE 27/11/2012 Unidade I Fundamentos do Esportivo Conceito de Conceito de Esportivo Processo Conceito de É um processo pelo qual se submete alguém à busca de melhoria de alguma coisa. Visa a melhoria pois envolve diversas

Leia mais

ANÁLISE DA FORÇA RÁPIDA E FORÇA EXPLOSIVA DE ATLETAS DE HANDEBOL FEMININO UNIVERSITÁRIO

ANÁLISE DA FORÇA RÁPIDA E FORÇA EXPLOSIVA DE ATLETAS DE HANDEBOL FEMININO UNIVERSITÁRIO ANÁLISE DA FORÇA RÁPIDA E FORÇA EXPLOSIVA DE ATLETAS DE HANDEBOL FEMININO UNIVERSITÁRIO Angélica Weschenfelder Martim Bianco 1 Prof Orientador: Osvaldo Donizete Siqueira RESUMO A verificação das condições

Leia mais

Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores de tênis de campo

Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores de tênis de campo Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Efeitos do programa da pliometria de contraste sobre os valores de impulsão horizontal nos jogadores

Leia mais

Olimpíada Rio "Voleibol, um jogo que é ouro"

Olimpíada Rio Voleibol, um jogo que é ouro Olimpíada Rio 2016 "Voleibol, um jogo que é ouro" Olimpiadas Investimento Segundo informações da Autoridade Pública Olímpica (APO), os gastos com os jogos eram estimados em R$ 28,8 bilhões quando a candidatura

Leia mais

Treinamento Esportivo

Treinamento Esportivo Treinamento Esportivo Introdução Fundamentos Aplicação dos conteúdos e foco Conceitos Atletas Não Atletas Treinamento Treinamento Esportivo Significado Esporte Composição Alto Rendimento Coordenação e

Leia mais

Título: A DIFERENÇA NO INDICE DE MASSA CORPORAL DE ATLETAS DO VOLEIBOL FEMININO MUNDIAL

Título: A DIFERENÇA NO INDICE DE MASSA CORPORAL DE ATLETAS DO VOLEIBOL FEMININO MUNDIAL 6º Fórum Internacional de Qualidade de Vida e Saúde 2007 111 Título: A DIFERENÇA NO INDICE DE MASSA CORPORAL DE ATLETAS DO VOLEIBOL FEMININO MUNDIAL Autores: Natália Kopp, Fábio Heitor Alves Okazaki, Victor

Leia mais

LISTA DE TABELAS. Páginas

LISTA DE TABELAS. Páginas i AGRADECIMENTOS Primeiramente a Deus em quem acreditei e que me proporcionou a possibilidade de conhecer o verdadeiro sentido da fé, e que me ajudou a conquistar este título. A minha orientadora professora

Leia mais

Gols e partidas da Copa do Mundo do Futebol, 1930 a 2010

Gols e partidas da Copa do Mundo do Futebol, 1930 a 2010 Gols e partidas da Copa do Mundo do Futebol, 1930 a 2010 Goles y partidos de la Copa del Mundo de Fútbol, 1930 a 2010 Goals and matches in Soccer World Cup, 1930 to 2010 Mestre em Ciência da Motricidade

Leia mais

O ALCANCE DE ATAQUE E BLOQUEIO E A PERFORMANCE DE ATLETAS DE VOLEIBOL FEMININO DO CAMPEONATO MUNDIAL DE 2006

O ALCANCE DE ATAQUE E BLOQUEIO E A PERFORMANCE DE ATLETAS DE VOLEIBOL FEMININO DO CAMPEONATO MUNDIAL DE 2006 O ALCANCE DE ATAQUE E BLOQUEIO E A PERFORMANCE DE ATLETAS DE VOLEIBOL FEMININO DO CAMPEONATO MUNDIAL DE 2006 Natalia Kopp 1 ; Fábio Heitor Alves Okazaki 2 ; Victor Hugo Alves Okazaki 3 ; Birgit Keller

Leia mais

30 anos de voleibol brasileiro: 1982 a años de voleibol brasileño: 1982 a 2012

30 anos de voleibol brasileiro: 1982 a años de voleibol brasileño: 1982 a 2012 30 anos de voleibol brasileiro: 1982 a 2012 30 años de voleibol brasileño: 1982 a 2012 *Seção de Educação Física, Corpo de Cadetes da Aeronáutica Academia da Força Aérea, Pirassununga, São Paulo Equipe

Leia mais

PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA

PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA PROGRAMA DE TREINAMENTO DE VOLEIBOL DESTINADO À COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA Vitor Hugo Fernando de Oliveira, Flávio da Rosa Júnior, Fábio Santos Mello Acadêmicos do Curso de Educação Física da UFSC Juarez

Leia mais

COMPARAÇÃO DA FUNÇÃO FÍSICA E PERCEPÇÃO SUBJETIVA DE ESFORÇO DE ATLETAS DE VOLEIBOL DE PRAIA APÓS TREINAMENTO FÍSICO NA AREIA E NA QUADRA

COMPARAÇÃO DA FUNÇÃO FÍSICA E PERCEPÇÃO SUBJETIVA DE ESFORÇO DE ATLETAS DE VOLEIBOL DE PRAIA APÓS TREINAMENTO FÍSICO NA AREIA E NA QUADRA COMPARAÇÃO DA FUNÇÃO FÍSICA E PERCEPÇÃO SUBJETIVA DE ESFORÇO DE ATLETAS DE VOLEIBOL DE PRAIA APÓS TREINAMENTO FÍSICO NA AREIA E NA QUADRA Francisco Henrique Moreira da Silva 1 ; Ricardo Lima dos Santos

Leia mais

Canoagem. Heros Ferreira Diretor Técnico Programa de Desenvolvimento da Estrutura de Treinamento

Canoagem. Heros Ferreira Diretor Técnico Programa de Desenvolvimento da Estrutura de Treinamento Canoagem Heros Ferreira Diretor Técnico Programa de Desenvolvimento da Estrutura de Treinamento Diretor Técnico da Seleção Brasileira de Canoagem Velocidade Departamento de Ciências do Esporte Licenciado

Leia mais

Vôlei - do lazer ao pódio. A história da atual paixão nacional

Vôlei - do lazer ao pódio. A história da atual paixão nacional Vôlei - do lazer ao pódio A história da atual paixão nacional YMCA - Associação Cristã de Moços O vôlei foi criado pelo educador físico Willian Morgan no final do século XIX nos Estados Unidos como uma

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE O SETOR DA QUADRA E O DESFECHO DO CONTRA-ATAQUE NO FUTSAL FEMININO DE ALTO RENDIMENTO

RELAÇÃO ENTRE O SETOR DA QUADRA E O DESFECHO DO CONTRA-ATAQUE NO FUTSAL FEMININO DE ALTO RENDIMENTO RELAÇÃO ENTRE O SETOR DA QUADRA E O DESFECHO DO CONTRA-ATAQUE NO FUTSAL FEMININO DE ALTO RENDIMENTO Loani Landin Istchuk / UEL Wilton Carlos de Santana / UEL Hélcio Rossi Gonçalves / UEL loaniistchuk@hotmail.com

Leia mais

CURRÍCULO DO ATLETA DADOS PESSOAIS: Nome: Felipe Borges da Silva. Nome Esportivo: Felipe. Nasc.: 16/11/1994. Embarcação: Canoa Masculino C-1 - C-2

CURRÍCULO DO ATLETA DADOS PESSOAIS: Nome: Felipe Borges da Silva. Nome Esportivo: Felipe. Nasc.: 16/11/1994. Embarcação: Canoa Masculino C-1 - C-2 CURRÍCULO DO ATLETA DADOS PESSOAIS: Nome: Felipe Borges da Silva Nome Esportivo: Felipe Nasc.: 16/11/1994 Embarcação: Canoa Masculino C-1 - C-2 Naturalidade: Foz do Iguaçu-PR Estado Civil: Solteiro E-mail/msn:

Leia mais

Composição Corporal e Somatotipo de Atletas de Voleibol de Praia nos XV Jogos Pan-Americanos

Composição Corporal e Somatotipo de Atletas de Voleibol de Praia nos XV Jogos Pan-Americanos PESQUISA Revista Brasileira de Ciências da Saúde Research DOI:10.4034/RBCS.2010.14.03.08 Volume 14 Número 3 Páginas 53-58 2010 ISSN 1415-2177 Composição Corporal e Somatotipo de Atletas de Voleibol de

Leia mais

PROJECTO DE INVESTIGAÇÃO DESTINADO À ELABORAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO ORIGINAL NO ÂMBITO DO CURSO DE MESTRADO EM EPIDEMIOLOGIA (1ª EDIÇÃO)

PROJECTO DE INVESTIGAÇÃO DESTINADO À ELABORAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO ORIGINAL NO ÂMBITO DO CURSO DE MESTRADO EM EPIDEMIOLOGIA (1ª EDIÇÃO) PROJECTO DE INVESTIGAÇÃO DESTINADO À ELABORAÇÃO DE UMA DISSERTAÇÃO ORIGINAL NO ÂMBITO DO CURSO DE MESTRADO EM EPIDEMIOLOGIA (1ª EDIÇÃO) Prevalência e Factores de Sucesso do Aleitamento Materno no Hospital

Leia mais

ANTROPOMETRIA E MATURAÇÃO EM JOVENS ESPORTISTAS

ANTROPOMETRIA E MATURAÇÃO EM JOVENS ESPORTISTAS ANTROPOMETRIA E MATURAÇÃO EM JOVENS ESPORTISTAS Breno Guilherme Araújo Tinôco Cabral Renata Poliane Nacer de Carvalho Dantas Thaisys Blanc dos Santos Simões Vanessa Carla Monteiro Pinto RESUMO O objetivo

Leia mais

Saque em suspensão com salto em distância

Saque em suspensão com salto em distância Saque em suspensão com salto em distância Saque en suspensión con salto en largo Jump serves with long jump Mestre em Ciência da Motricidade Humana (CMH) pela UCB do RJ (Brasil) Nelson Kautzner Marques

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL Modelo de Gestão Confederação Brasileira de Voleibol Entidade privada sem fins econômicos, responsável pela gestão do voleibol no Brasil; Administração profissionalizada:

Leia mais

Universidade Estadual do Norte do Paraná UENP

Universidade Estadual do Norte do Paraná UENP Universidade Estadual do Norte do Paraná UENP RELATÓRIO DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA FORMULÁRIO VII do Edital n o 005/2010 - CIC/UENP 1. IDENTIFICAÇÃO: 1.1 RELATÓRIO: (Assinalar) SEMESTRAL/PARCIAL

Leia mais

OLIMPÍADA RIO - BRASIL 2016

OLIMPÍADA RIO - BRASIL 2016 OLIMPÍADA RIO - BRASIL 2016 Fonte: : https://1.bp.blogspot.com/-fabad23toia/vuwn2ulzgii/aaaa AAAAAvM/8CEgQcUKnYE9Cq8pdefEYu9edCGRsZghg/s1600/ interna-esportes-olimpicos.jpg JOGOS OLÍMPICOS Os jogos olímpicos

Leia mais

Copa do Mundo de Futebol: desempenho dos países sedes, 1930 a 2010

Copa do Mundo de Futebol: desempenho dos países sedes, 1930 a 2010 Copa do Mundo de Futebol: desempenho dos países sedes, 1930 a 2010 La Copa del Mundo de Fútbol: rendimiento de los países sedes, 1930 a 2010 Soccer World Cup: performance of the home countries, 1930 to

Leia mais

Prof. Ms. Heitor de Andrade Rodrigues. Apresentação:

Prof. Ms. Heitor de Andrade Rodrigues. Apresentação: Prof. Ms. Heitor de Andrade Rodrigues Apresentação: É formado em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista (UNESP-RC), possui mestrado em Ciências da Motricidade (UNESP-RC)

Leia mais

EFICIÊNCIA DAS GOLEIRAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL COMPARADA COM AS TRÊS PRIMEIRAS COLOCADAS DO MUNDIAL JUNIOR DE HANDEBOL FEMININO

EFICIÊNCIA DAS GOLEIRAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL COMPARADA COM AS TRÊS PRIMEIRAS COLOCADAS DO MUNDIAL JUNIOR DE HANDEBOL FEMININO EFICIÊNCIA DAS GOLEIRAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE HANDEBOL COMPARADA COM AS TRÊS PRIMEIRAS COLOCADAS DO MUNDIAL JUNIOR DE HANDEBOL FEMININO Larissa Resende Mendonça (UFMT), Alexandre Souza Nunes (UFMT),

Leia mais

TALENTO ESPORTIVO NO VOLEIBOL FEMININO DO BRASIL: MATURAÇÃO E INICIAÇÃO ESPORTIVA

TALENTO ESPORTIVO NO VOLEIBOL FEMININO DO BRASIL: MATURAÇÃO E INICIAÇÃO ESPORTIVA Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte 2007, 6 (3): 179-187 TALENTO ESPORTIVO NO VOLEIBOL FEMININO DO BRASIL: MATURAÇÃO E INICIAÇÃO ESPORTIVA João Crisóstomo Marcondes Bojikian 1 André Vicente

Leia mais

Jogos Olímpicos Vôlei. Jelena Bozovic, Ana Carolina Russo, Fernanda Verde, Carolina Bellato, Noemi da Silva, Rafaela Murbach

Jogos Olímpicos Vôlei. Jelena Bozovic, Ana Carolina Russo, Fernanda Verde, Carolina Bellato, Noemi da Silva, Rafaela Murbach Jogos Olímpicos Vôlei Jelena Bozovic, Ana Carolina Russo, Fernanda Verde, Carolina Bellato, Noemi da Silva, Rafaela Murbach O que são os Jogos Olímpicos? Jogos Olímpicos é o nome dado a um evento que reúne

Leia mais

Olimpíadas Rio " Voleibol, modalidade de ouro"

Olimpíadas Rio  Voleibol, modalidade de ouro Olimpíadas Rio 2016 " Voleibol, modalidade de ouro" O Voleibol nas olimpíadas do Rio 2016 Aprendendo um pouco sobre este esporte que é medalha de ouro para o Brasil. Angélica Mayra Vieira Fernandes RA4115328

Leia mais

HISTÓRICO DE FILIAÇÃO UFLA

HISTÓRICO DE FILIAÇÃO UFLA Fundada em 03/05/1938, Oficializada pelo decreto 3617/945. Nomeada Entidade Pública Municipal e Estadual. Filiada a CBDU (Confederação Brasileira do Desporto Universitário). HISTÓRICO DE FILIAÇÃO UFLA

Leia mais

COMPARAÇÃO ANTROPOMÉTRICA ENTRE ATLETAS DE HANDEBOL DA UFSC COM ATLETAS DE ALTO NÍVEL E SELEÇÃO BRASILEIRA

COMPARAÇÃO ANTROPOMÉTRICA ENTRE ATLETAS DE HANDEBOL DA UFSC COM ATLETAS DE ALTO NÍVEL E SELEÇÃO BRASILEIRA COMPARAÇÃO ANTROPOMÉTRICA ENTRE ATLETAS DE HANDEBOL DA UFSC COM ATLETAS DE ALTO NÍVEL E SELEÇÃO BRASILEIRA Marcelo Queiroz Fróes, Fernanda Pelozin Acadêmicos do Curso de Educação Física da UFSC Daniel

Leia mais

O ANO DE NASCIMENTO DETERMINA A ESCOLHA DO ESTATUTO POSICIONAL EM JOGADORES DE FUTEBOL NAS CATEGORIAS DE BASE?

O ANO DE NASCIMENTO DETERMINA A ESCOLHA DO ESTATUTO POSICIONAL EM JOGADORES DE FUTEBOL NAS CATEGORIAS DE BASE? 980 O ANO DE NASCIMENTO DETERMINA A ESCOLHA DO ESTATUTO POSICIONAL EM JOGADORES DE FUTEBOL NAS CATEGORIAS DE BASE? Felipe Ruy Dambroz - NUPEF/UFV João Vítor de Assis - NUPEF/UFV Israel Teoldo da Costa

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO

A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE NO TAEKWONDO Claudiomar Antonio Vieira 1 Everton Paulo Roman 2 RESUMO O presente estudo teve o objetivo de realizar uma contextualização teórica em relação a importância

Leia mais

O Voleibol nos Jogos Olímpicos

O Voleibol nos Jogos Olímpicos O Voleibol nos Jogos Olímpicos - Avaliação de Aprendizagem - Diretrizes do Ensino Geografia e Historia. - Leitura e Escrita do Ensino Fundamental Fernanda de Andrade Nascimento RA 11512572 O Voleibol nos

Leia mais

PROJETO TRIATHLON FEF/UNICAMP

PROJETO TRIATHLON FEF/UNICAMP PROJETO TRIATHLON FEF/UNICAMP CAMPINAS - 2013 APRESENTAÇÃO O esporte é um fenômeno cada vez mais presente em nossa sociedade. Pessoas de diferentes classes sociais, diferentes culturas, diferentes credos

Leia mais

Análise Estatística da Copa do Mundo de Futsal FIFA Por Adriano Vretaros Preparador Físico 2017

Análise Estatística da Copa do Mundo de Futsal FIFA Por Adriano Vretaros Preparador Físico 2017 Análise Estatística da Copa do Mundo de Futsal FIFA - 2016 Preparador Físico AMOSTRA: (n=04) Constituída das quatro primeiras colocações na competição, ou seja: as equipes da Argentina, Rússia, Irã e Portugal

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO CBAt. Investindo no FUTURO do ATLETISMO BRASILEIRO

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO CBAt. Investindo no FUTURO do ATLETISMO BRASILEIRO CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ATLETISMO CBAt Investindo no FUTURO do ATLETISMO BRASILEIRO O Atletismo SÓ O ESPORTE É CAPAZ DE UNIR PESSOAS DE DIFERENTES CULTURAS, RAÇAS E CLASSES EM TORNO DE UM OBJETIVO COMUM,

Leia mais

Palavra-Chave: fundamentos, aprendizagem, vôlei, salto vertical, iniciação esportiva.

Palavra-Chave: fundamentos, aprendizagem, vôlei, salto vertical, iniciação esportiva. 1 Fundamentos do movimento no salto vertical para o bloqueio de voleibol. *Juliana Brito / Robson Feitosa / Diego Faiad ** Dd. Jefferson Campos Lopes * Estudantes de Educação Física, na faculdade Unibr.

Leia mais

COMPARAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA EM INDIVÍDUOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO E SEDENTÁRIOS ATRAVÉS DO QUESTIONÁRIO SF-36 RESUMO

COMPARAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA EM INDIVÍDUOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO E SEDENTÁRIOS ATRAVÉS DO QUESTIONÁRIO SF-36 RESUMO COMPARAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA EM INDIVÍDUOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO E SEDENTÁRIOS ATRAVÉS DO QUESTIONÁRIO SF-36 Danilo Cardoso de Sá dos Santos Profa. Ma. Giseli de Barros Silva Centro Universitário

Leia mais

Composição corporal de judocas: aspectos relacionados ao desempenho

Composição corporal de judocas: aspectos relacionados ao desempenho Composição corporal de judocas: aspectos relacionados ao desempenho Edmar; L. Mendes, Sabrina; P. Fabrini, Ciro; J. Brito, João; Carlos B. Marins LAPEH Lab. de Performance Humana UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

Habilidades motoras específicas do basquetebol e formação técnica do treinador

Habilidades motoras específicas do basquetebol e formação técnica do treinador Lecturas: Educación Física y Deportes, Revista Digital. Buenos Aires, Año 13, Nº 122, Julio de 2008. http://www.efdeportes.com/efd122/habilidades-motoras-especificas-do-basquetebol.htm Habilidades motoras

Leia mais

O PERCURSO COMPETITIVO DE TENISTAS DE SUCESSO DURANTE O PROCESSO DE TRANSIÇÃO PARA O CIRCUITO PROFISSIONAL

O PERCURSO COMPETITIVO DE TENISTAS DE SUCESSO DURANTE O PROCESSO DE TRANSIÇÃO PARA O CIRCUITO PROFISSIONAL O PERCURSO COMPETITIVO DE TENISTAS DE SUCESSO DURANTE O PROCESSO DE TRANSIÇÃO PARA O CIRCUITO PROFISSIONAL Gabriel Armondi Cavalin ESTÁCIO Sandro Conceição de Souza UNIVERSO Celso Ricardo de Santana GEPEDAM

Leia mais

FALTA DINHEIRO OU BOA APLICAÇÃO DOS RECURSOS?

FALTA DINHEIRO OU BOA APLICAÇÃO DOS RECURSOS? FALTA DINHEIRO OU BOA APLICAÇÃO DOS RECURSOS? Análise sintética do estudo internacional SPLISS consórcio de universidades que comparou as políticas esportivas com o sucesso internacional em 15 países O

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Código Unidade 040 CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso Etapa Sem. / Ano EDUCAÇÃO FISICA 4ª. ETAPA

Leia mais

Treino novo para o esporte

Treino novo para o esporte Treino novo para o esporte Entrenamiento novedoso para el deporte New training for the sport Mestre em Ciência da Motricidade Humana pela UCB do RJ (Brasil) Nelson Kautzner Marques Junior nk-junior@uol.com.br

Leia mais

Análise da carreira esportiva dos atletas de atletismo na prova de 100m rasos

Análise da carreira esportiva dos atletas de atletismo na prova de 100m rasos Análise da carreira esportiva dos atletas de atletismo na prova de 100m rasos SENTONE, Rafael Gomes (Educação Física/UNIBRASIL; Mestrado/UFPR) SILVA, Camile Luciane (Educação Física/UNIBRASIL; Doutorado/UFPR)

Leia mais

O efeito do treino da visão periférica no ataque de iniciados do futsal: uma análise sobre os estudos de uma dissertação

O efeito do treino da visão periférica no ataque de iniciados do futsal: uma análise sobre os estudos de uma dissertação O efeito do treino da visão periférica no ataque de iniciados do futsal: uma análise sobre os estudos de uma dissertação El efecto del entrenamiento de la visión periférica en el ataque en la iniciación

Leia mais

Teste de salto com bola para jovens do futebol feminino

Teste de salto com bola para jovens do futebol feminino Teste de salto com bola para jovens do futebol feminino Test de salto con pelota para juveniles de fútbol femenino Jump test with ball for young female soccer player Mestre em Ciência da Motricidade Humana

Leia mais

OS INDICADORES TÉCNICOS DO JOGO E A CLASSIFICAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE O 16º CAMPEONATO NACIONAL DE BASQUETEBOL MASCULINO.

OS INDICADORES TÉCNICOS DO JOGO E A CLASSIFICAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE O 16º CAMPEONATO NACIONAL DE BASQUETEBOL MASCULINO. OS INDICADORES TÉCNICOS DO JOGO E A CLASSIFICAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE O 16º CAMPEONATO NACIONAL DE BASQUETEBOL MASCULINO. Resumo *João Paulo Ferreira Dantas **José Carlos de B. V. Filho Os objetivos deste

Leia mais

Crescimento e composição corporal em jovens atletas de voleibol feminino

Crescimento e composição corporal em jovens atletas de voleibol feminino Crescimento e composição corporal Crescimento e composição corporal em jovens atletas de voleibol feminino CDD. 20.ed. 612.65 796.022 796.325 Resumo Luciana Perez BOJIKIAN */**/*** Maria Tereza Silveira

Leia mais

ANÁlISe DAS AÇÕeS De SAltOS De AtAQUe, BlOQUeIO e levantamento NO VOleIBOl FeMININO

ANÁlISe DAS AÇÕeS De SAltOS De AtAQUe, BlOQUeIO e levantamento NO VOleIBOl FeMININO Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano ISSN 1980-0037 Artigo original Marcos Augusto Rocha 1,2 Valdir José Barbanti 2 ANÁlISe DAS AÇÕeS De SAltOS De AtAQUe, BlOQUeIO e levantamento

Leia mais

Beach Tennis herdou elementos do badminton, vôlei, frescobol e tênis

Beach Tennis herdou elementos do badminton, vôlei, frescobol e tênis Beach Tênis de areia? Frescobol com rede? Não, o jogo é Beach Tennis Como nasceu e quais as entidades que regem o tênis jogado na areia Por Marcela Evangelista DESDE 2008, QUANDO FOI TRAZIDO PARA O BRASIL,

Leia mais

VOLEIBOL 8º Ano. Voleibol. Origem e Evolução: 07/05/2013. William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette

VOLEIBOL 8º Ano. Voleibol. Origem e Evolução: 07/05/2013. William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette VOLEIBOL 8º Ano Profª SHEILA - Prof. DANIEL Origem e Evolução: William Morgan 1895 ACM s Tênis Minonette Brasil 1915 Pernambuco Colégio Marista ou ACM s São Paulo 1916 1954 CBV 1982 afirmação brasileira

Leia mais

ANÁLISE DAS FINALIZAÇÕES E POSSE DE BOLA EM RELAÇÃO AO RESULTADO DO JOGO DE FUTEBOL

ANÁLISE DAS FINALIZAÇÕES E POSSE DE BOLA EM RELAÇÃO AO RESULTADO DO JOGO DE FUTEBOL ANÁLISE DAS FINALIZAÇÕES E POSSE DE BOLA EM RELAÇÃO AO RESULTADO DO JOGO DE FUTEBOL José Cícero Moraes / UFRGS Daniel Perin / UFRGS Marcelo Francisco da Silva Cardoso Cardoso / UFRGS Alberto de Oliveira

Leia mais

PROJETO INCENTIVADO - ICMS CENTRO DE TREINAMENTO DE REMO ADAPTÁVEL. Este é um Projeto Aprovado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte KMC

PROJETO INCENTIVADO - ICMS CENTRO DE TREINAMENTO DE REMO ADAPTÁVEL. Este é um Projeto Aprovado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte KMC PROJETO INCENTIVADO - ICMS CENTRO DE TREINAMENTO Este é um Projeto Aprovado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte Realização Apoio Sobre a Lei Foi sancionada em dezembro de 2009 a Lei Estadual nº 1.137/2009,

Leia mais

ISSN ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE

Leia mais

BASQUETE MASCULINO BASQUETE FEMININO

BASQUETE MASCULINO BASQUETE FEMININO BASQUETE MASCULINO Basquete Masculino 09/12/2016 Jogo nr.01 Matinhos/Pontal X Paranaguá Única 08h00 Basquete Masculino 09/12/2016 Jogo nr.02 Palmital X Campo Largo Única 09h00 Basquete Masculino 09/12/2016

Leia mais

METODOLOGIAS DE ENSINO NA APRENDIZAGEM DO FUTSAL MÉTODO ANALÍTICO OU GLOBAL

METODOLOGIAS DE ENSINO NA APRENDIZAGEM DO FUTSAL MÉTODO ANALÍTICO OU GLOBAL METODOLOGIAS DE ENSINO NA APRENDIZAGEM DO FUTSAL MÉTODO ANALÍTICO OU GLOBAL Artur Monteiro / UTAD Luís Vaz / UTAD / CIDESD lvaz@utad.pt ոո Palavras-chave: Educação Física, Ensino, Futsal. INTRODUÇÃO Como

Leia mais

DETECÇÃO DE TALENTOS PARA O VOLEIBOL COM CRIANÇAS

DETECÇÃO DE TALENTOS PARA O VOLEIBOL COM CRIANÇAS DETECÇÃO DE TALENTOS PARA O VOLEIBOL COM CRIANÇAS Felipe Luiz BOT¹ Carlos Alberto AFONSO² - PUCPR carlos.afonso@pucpr.br RESUMO O objetivo deste estudo é identificar talentos para o voleibol, no programa

Leia mais

DIFERENÇAS ENTRE SEXOS NA APRENDIZAGEM DO BASQUETEBOL GENDER DIFFERENCES IN LEARNING BASKETBALL

DIFERENÇAS ENTRE SEXOS NA APRENDIZAGEM DO BASQUETEBOL GENDER DIFFERENCES IN LEARNING BASKETBALL Revista da EDUCAÇÃO FÍSICA/UEM 7(1):85-89,1996. DIFERENÇAS ENTRE SEXOS NA APRENDIZAGEM DO BASQUETEBOL Luiz Antonio Pereira da Silva * Maria da Graça de Sousa Guedes ** RESUMO. Pesquisa desenvolvida por

Leia mais

CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO NOTA OFICIAL VOLEI de AREIA

CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO NOTA OFICIAL VOLEI de AREIA CAMPEONATO PAULISTA UNIVERSITÁRIO 2015 NOTA OFICIAL VOLEI de AREIA Informações: Sede da FUPE (11) 9 6470-5481 E-mail fupe@fupe.com.br Inscrições: www.fupe.com.br www.juesp.com.br INFORMAÇÕES BÁSICAS Local:

Leia mais

DEZ ANOS DO PROGRAMA FEDERAL BOLSA-ATLETA: MAPEAMENTO DAS MODALIDADES DE INVERNO ( )

DEZ ANOS DO PROGRAMA FEDERAL BOLSA-ATLETA: MAPEAMENTO DAS MODALIDADES DE INVERNO ( ) DEZ ANOS DO PROGRAMA FEDERAL BOLSA-ATLETA: MAPEAMENTO DAS MODALIDADES DE INVERNO (2005-2015) LUZ, Wallinson Ramos Sant ana da (Educação Física/UFPR) SZEREMETA, Thaynara do Prado (Educação Física/UFPR)

Leia mais

JOGOS OLÍMPICOS DA JUVENTUDE: UM NOVO MEGAEVENTO ESPORTIVO DE SENTIDO EDUCACIONAL FOCADO EM VALORES

JOGOS OLÍMPICOS DA JUVENTUDE: UM NOVO MEGAEVENTO ESPORTIVO DE SENTIDO EDUCACIONAL FOCADO EM VALORES JOGOS OLÍMPICOS DA JUVENTUDE: UM NOVO MEGAEVENTO ESPORTIVO DE SENTIDO EDUCACIONAL FOCADO EM VALORES Marcio Turini, Marta Gomes, Ana Miragaya e Lamartine DaCosta YOUTH OLYMPIC GAMES JOGOS OLÍMPICOS DA

Leia mais

ALMANAQUE OLIMPÍADAS Leticia/Bruna 9A

ALMANAQUE OLIMPÍADAS Leticia/Bruna 9A ALMANAQUE OLIMPÍADAS Leticia/Bruna 9A BOXE Introdução Na antiguidade, antes mesmo das civilizações grega e romana, há indícios arqueológicos que indicam que o homem praticava lutas usando as mãos, desferindo

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina

Universidade Estadual de Londrina Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E ESPORTE CURSO DE BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ANÁLISE DA POTÊNCIA ANAERÓBIA EM ATLETAS DE FUTEBOL DE DIFERENTES

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica A PERIODIZAÇÃO DE MATVEEV MELHORA O SALTO VERTICAL DO ATLETA DE VOLEIBOL DE ALTO NÍVEL? 29 Nelson Kautzner Marques Junior 1 RESUMO O salto vertical é uma ação determinante no jogo de voleibol. A periodização

Leia mais

ANTROPOMETRIA E SOMATOTIPO:

ANTROPOMETRIA E SOMATOTIPO: ANTROPOMETRIA E SOMATOTIPO: FATORES DETERMINANTES NA SELEÇÃO DE ATLETAS NO VOLEIBOL BRASILEIRO MS. BRENO GUILHERME DE ARAUJO T. CABRAL Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

PERFIL ANTROPOMETRICO E SOMATÓTIPO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL FEMININA CATEGORIA SUB 20 CAMPEÃ MUNDIAL DE

PERFIL ANTROPOMETRICO E SOMATÓTIPO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL FEMININA CATEGORIA SUB 20 CAMPEÃ MUNDIAL DE PERFIL ANTROPOMETRICO E SOMATÓTIPO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL FEMININA CATEGORIA SUB 20 CAMPEÃ MUNDIAL DE 2005 Antônio Rizola Neto (1) Cristino Julio Alves da Silva Matias (2) Pablo Juan Greco (2)

Leia mais

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício ISSN versão eletrônica ESTUDOS DOS FUNDAMENTOS DE JOVENS JOGADORAS DO VOLEIBOL FEMININO 730 Danilo Arruda 1 Nelson Kautzner Marques Junior 2 RESUMO A análise do jogo de voleibol atualmente é muito pesquisada na literatura. Porém,

Leia mais

EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 15, Nº 148, Septiembre de / 1

EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 15, Nº 148, Septiembre de / 1 Parâmetros morfológicos e neuromotores em atletas de futsal de diferentes categorias Parámetros morfológicos y neuromotores en jugadores de fútbol sala de distintas *Universidade Metodista de Piracicaba,

Leia mais

CALENDÁRIO GERAL DA CBHb 2016

CALENDÁRIO GERAL DA CBHb 2016 ABRIL MARÇO FEVEREIRO JANEIRO CALENDÁRIO GERAL DA CBHb 2016 02/11.01.16 ADULTA TREINO E TORNEIO INTERNACIONAL ESPANHA 19/28.01.16 JUVENIL ACAMPAMENTO BLUMENAU / BRASIL 14/22.01.2016 JUVENIL TREINO BLUMENAU/

Leia mais

Identification Study of Somatotype and Dermatoglyphic Profile of Adult, Junior and Youth Male Brazilian Top Level Volleyball Players

Identification Study of Somatotype and Dermatoglyphic Profile of Adult, Junior and Youth Male Brazilian Top Level Volleyball Players Identificação do Perfil Dermatoglífico e Somatotípico dos Atletas de Voleibol Masculino Adulto, Juvenil e Infanto-Juvenil, de Alto Rendimento no Brasil Identification Study of Somatotype and Dermatoglyphic

Leia mais

Recebido em: 15/3/2010 Emitido parece em: 5/4/2010 Artigo original

Recebido em: 15/3/2010 Emitido parece em: 5/4/2010 Artigo original Recebido em: 15/3/2010 Emitido parece em: 5/4/2010 Artigo original CARACTERÍSTICAS ANTROPOMÉTRICAS E DE DESEMPENHO MOTOR DE ATLETAS DE VOLEIBOL SUB 17 DE DIFERENTES NÍVEIS DE QUALIFICAÇÃO DE ACORDO COM

Leia mais

Estudo do Somatotipo em atletas de luta Greco Romana

Estudo do Somatotipo em atletas de luta Greco Romana Estudo do Somatotipo em atletas de luta Greco Romana *André Lucena *Graciele Araujo Lima *Kharen Samara *Marcelo Da Silva Prazeres *Santiago Oliveira **Júlio César ***José Blanco Herrera Resumo O objetivo

Leia mais

Ginástica Artística. Prof. Dra. Bruna Oneda 2016 /2

Ginástica Artística. Prof. Dra. Bruna Oneda 2016 /2 Ginástica Artística Prof. Dra. Bruna Oneda 2016 /2 Ementa Fundamentos da Ginástica Artística, conhecimento das habilidades motoras exigidas na modalidade. Ginástica de solo e suas progressões. Organização

Leia mais

REGULAMENTO Vôlei

REGULAMENTO Vôlei REGULAMENTO 2017 - Vôlei 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a prática esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivências práticas de valores

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE REMO CAMINHO DA SELEÇÃO SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO TEMPORADA 2017 PLANO ANUAL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE REMO CAMINHO DA SELEÇÃO SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO TEMPORADA 2017 PLANO ANUAL CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE REMO CAMINHO DA SELEÇÃO SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO TEMPORADA 2017 PLANO ANUAL Planejamento, Processo Seletivo e Calendário SELEÇÃO BRASILEIRA DE REMO PLANO ANUAL TEMPORADA 2017

Leia mais

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Futsal e Futebol ISSN versão eletrônica 21 COMPARAÇÃO DOS NÍVEIS DE APTIDÃO FÍSICA DE ESCOLARES DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE GUARULHOS-SP PRATICANTES DE FUTSAL E HANDEBOL APÓS 12 SEMANAS DE TREINAMENTO Rubem Machado Filho 1,2 RESUMO O estudo teve

Leia mais

ANÁLISE DO CONHECIMENTO TÁTICO EM ATLETAS DE HANDEBOL

ANÁLISE DO CONHECIMENTO TÁTICO EM ATLETAS DE HANDEBOL ANÁLISE DO CONHECIMENTO TÁTICO EM ATLETAS DE HANDEBOL Noce, F. a, Simim, M.A.M. b, Penna, E.M. b, Ferreira, R.M. b-c, Costa, V.T. b a Universidade Federal de Ouro Preto UFOP b Laboratório de Psicologia

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO RUGBY BRASILEIRO: panorama de 2009 a 2012

DESENVOLVIMENTO DO RUGBY BRASILEIRO: panorama de 2009 a 2012 DESENVOLVIMENTO DO RUGBY BRASILEIRO: panorama de 2009 a 2012 Eraldo dos Santos Pinheiro Mauricio Migliano Gabriel Gustavo Bergmann Adroaldo Gaya INTRODUÇÃO Praticantes e fãs de Rugby em algum momento já

Leia mais

Maria Tereza Silveira Böhme

Maria Tereza Silveira Böhme Maria Tereza Silveira Böhme terbohme@usp.br Início e desenvolvimento Objetivos Fundamentos teóricos Programas canadense e alemão de TLP Realidade brasileira Produção científica do GEPETIJ Dissertações

Leia mais

COMPARAÇÃO DA CIRCULAÇÃO DE BOLA ENTRE EQUIPES BRASILEIRAS EM UMA COMPETIÇÃO REGIONAL

COMPARAÇÃO DA CIRCULAÇÃO DE BOLA ENTRE EQUIPES BRASILEIRAS EM UMA COMPETIÇÃO REGIONAL 708 ROLHFS, I. C. P. M; et al. A escala de humor de Brunel (Brums): instrumetno para detecção precoce da síndrome do excesso de treinamento. Rev Bras Med Esporte. v. 14, n. 3, mar/jun, p. 176-181, 2008.

Leia mais

ESTUDO DO VOLEIBOL DE ALTO NÍVEL BASEADO EM DADOS DE ESTATURA DOS JOGADORES 1

ESTUDO DO VOLEIBOL DE ALTO NÍVEL BASEADO EM DADOS DE ESTATURA DOS JOGADORES 1 ESTUDO DO VOLEIBOL DE ALTO NÍVEL BASEADO EM DADOS DE ESTATURA DOS JOGADORES 1 RESUMO: Este texto é parte de um estudo monográfico sobre antropometria de atletas de voleibol de alto nível, defendido em

Leia mais