FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FOLHETO DE TAXAS DE JURO"

Transcrição

1 Entrada em vigor: 01-DEZ-2014 FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros s 17. CONTAS DE DEPÓSITO 19. CONTAS DE DEPÓSITO Depósitos à ordem Depósitos à ordem Depósitos a prazo Depósitos a prazo Outras modalidades de depósito 18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO Crédito à habitação e contratos conexos Linhas de crédito e contas correntes Crédito pessoal Descobertos bancários Crédito automóvel Cartões de crédito Descobertos bancários Outros créditos Cartões de crédito Outros créditos a particulares Consulte a PARTE I. FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS

2 Entrada em vigor: 01-JAN CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 17.1 Depósitos à ordem Bruta (TANB) Regime Fiscal 1. - Contas à ordem Conta Cheque Não remunerada Mínimo de constituição 250,00 () Conta Cheque Banca Pessoal Até 2.500,00 0,000% Acesso exclusivo a s Banca Pessoal + De 2.500,00 0,150% ( e 2) Conta D.O. Progressivo Até 2.500,00 0,000% Mínimo de constituição 5.000,00, pagamento de juros + De 2.500,00 0,100% mensal de IRS - 28% + De ,00 0,250% ( e 2) + De ,00 0,500% Conta Tesouraria Dinâmica Acesso exclusivo a Clientes do Private Banking, + De 0,00 Euribor 1 mês pagamento de juros mensal ( 2 e 3) Mínimo de constituição equivalente ao contravalor de Não remunerada Conta Cheque Moeda Estrangeira 250,00 (Nota 4) 2. - Conta caderneta Conta Caderneta Montante mínimo de constituição 250,00, pagamento Até 2.500,00 0,000% de juros semestral de IRS - 28% >= 2.500,00 0,100% ( e 2) 3. - Contas de serviços (Conta ordenado e Conta extra ordenado com obrigatoriedade da domiciliação de ordenado ou pensão mensal de, pelo menos, um dos titulares da conta (crédito automático por parte da entidade empregadora)) Conta Extra Popular Até 2.500,00 0,000% De 2.500,00 a ,00 0,050% >= ,00 0,100% Conta Ordenado Pagamento de juros anual Até 2.500,00 0,000% de IRS - 28% (, 2 e 5) >= 2.500,00 0,050% Conta Extra Ordenado Até 2.500,00 0,000% >= 2.500,00 0,100% 4. - Contas para jovens (Jovens até aos 20 anos) Conta Eu Quero! Eu Posso! Conta Eu Mando! Conta ON Não remunerada Não remunerada de IRS - 28% Montante mínimo de constituíção: 25,00 () Montante mínimo de constituíção: 25,00, pagamento de juros anual Até 2.500,00 0,000% + de 2.500,00 0,100% ( e 2) Nota 4 Nota 5 Arredondamento da taxa de juro: Não há arredondamento da TANB. Cálculo de juros: É determinado com base na taxa de juro que corresponde ao escalão em que se encontre compreendido o saldo médio líquido mantido no total de dias do período e aplica-se aos números comerciais (método hamburguês). Os juros são calculados com base na convenção Actual/360. Taxas de descoberto bancário: Consulte subsecção Descobertos bancários. Igual à taxa Euribor, para o prazo, do dia útil TARGET, divulgada pela Reuters ou por agência que para o efeito a substitua. Moeda: USD (Dólares Americanos); GBP (Libras Estrelinas); ZAR (Rands da África do Sul); CHF (Francos Suíços); AUD (Dólares Australianos); CAD (Dólares Canadianos); DKK (Coroas Dinamarquesas); JPY (Ienes Japoneses); NOK (Coroas Norueguesas); SEK (Coroas Suecas); PLN (Zloti Polaco); HKD (Dólar de Hong-Kong). Conta Ordenado e Conta Extra Ordenado, exigem a domiciliação do ordenado ou pensão mensal de, pelo menos um dos seus titulares (crédito automático por parte da entidade empregadora); Ordenado líquido mínimo de 450,00 ou 600,00, se individual, e de 750,00 ou 1.100,00, por casal no caso de ambos domiciliarem o seu ordenado mensal na mesma conta, respectivamente, ou de uma pensão de reforma, sem limite mínimo. Taxas de Operações de Depósito / Particulares - Pág. 2 / 13

3 Entrada em vigor: 01-JAN CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 17.2 Depósitos a prazo 1. - Depósitos a taxa fixa Bruta (TANB) Depósito a Prazo Netprazo 1 mês 0,200% 3 meses 0,600% 6 meses 0,800% 12 meses 1,100% Depósito a Prazo Normal até 1 mês 0,050% até 3 meses 0,050% até 6 meses 0,200% + de 6 meses 0,300% Regime Fiscal Depósito a Prazo Aniversário Mínimo de 1.000,00 e até um máximo de ,00, por 4 meses 2,000% (Nota 4 e 7) Depósito a Prazo Eu POUPO! Mínimo de 300,00 e até ,00, por 3 anos 2,500% (Nota 5) Depósito a Prazo Bonificado Plus Mínimo de 1.000,00 e até ,00, por 12 meses 1,000% (Nota 8 e 9) Depósito a Prazo Normal Moeda Mínimo de constituição equivalente ao contravalor de Estrangeira 300,00 De 1 dia a 365 dias Negociada (Nota 6) Depósito a Prazo Ouro Crescente 6 meses 1º mês 0,200% 2º mês 0,400% 3º mês 0,600% 4º mês 0,900% 5º mês 1,200% 6º mês 1,500% Depósito a Prazo Ouro Plus 12 meses 1,100% Depósito a Prazo Ouro 18 meses 18 meses 1,200% Depósito a Prazo Ouro 2 anos 24 meses 1,300% Depósito a Prazo Ouro 3 anos 1º semestre 0,700% 2º semestre 0,900% 3º semestre 1,100% 4º semestre 1,400% 5º semestre 1,900% 6º semestre 2,400% Depósito a Prazo Juros à Ordem 12 meses 1,000% 18 meses 1,100% de IRS - 28% Montante mínimo de constituição de 500,00, por depósito até um máximo de ,00 por () Montante mínimo: 300,00 () Mínimo de 300,00 e até ,00, por (0) Mínimo de 300,00 e até ,00, por (0) Mínimo de 300,00 e até ,00, por (1) Mínimo de 300,00 e até ,00, por (2) Mínimo de 300,00 e até ,00, por (2) Mínimo de 300,00 e até ,00, por (3) Nota Geral Nota 4 Nota 5 Arredondamento da taxa de juro: Não há arredondamento da TANB. Cálculo de juros: É efectuado com base na convenção Actual/360. Depósito não renovável automaticamente, constituído e movimentado exclusivamente através do Serviço de Banca à Distância e Depósito mobilizável, total ou parcialmente, desde que se mantenha o valor mínimo de constituição, com penalização total de juros. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização antecipada, parcial ou total, é calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Depósito não mobilizável e não renovável, destinado exclusivamente a recursos novos, a constituir no mês de aniversário (ou até 30 dias após a data de aniversário) do (limitado a um depósito por ano/). Destinado exclusivamente a jovens até aos 20 anos que adiram a uma das Contas Eu Quero! Eu Posso! e Eu Mando!. Taxas de Operações de Depósito / Particulares - Pág. 3 / 13

4 Entrada em vigor: 01-JAN CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) Nota 6 Nota 7 Nota 8 Nota Moeda: USD (Dólares Americanos); GBP (Libras Estrelinas); ZAR (Rands da África do Sul); CHF (Francos Suíços); AUD (Dólares Australianos); CAD (Dólares Canadianos); DKK (Coroas Dinamarquesas); JPY (Ienes Japoneses); NOK (Coroas Norueguesas); SEK (Coroas Suecas); PLN (Zloti Polaco); HKD (Dólar de Hong-Kong). Consideram-se recursos novos os montantes provenientes de depósitos em numerário (desde que não oriundos de levantamentos efectuados sobre outras contas dos mesmos s no Banco), de depósito em valores sacados sobre OIC s, de transferências internas (oriundas de contas em que nenhum dos beneficiários participe) ou de transferências interbancárias, desde que os mesmos representem um acréscimo efectivo do património financeiro (recursos) do no último mês. A taxa de juro base pode ter, bonificações cumulativas, de 0,2% (TANB), por cada um dos produtos/serviços infra, desde que na data de vencimento do depósito a prazo se verifiquem as seguintes condições: - Cartão de Crédito, desde que tenha sido utilizado, um montante mínimo de 2.500,00, durante a vigência do depósito a prazo; - Com a domiciliação do ordenado, através da Conta Extra Ordenado e domiciliação de pelo menos três pagamentos básicos (água, electricidade, telefone, entre outros) durante, pelo menos, nove meses no período de duração do depósito a prazo; - Se pertencer ao segmento da Banca Pessoal. Depósito mobilizável pelo montante total e não renovável. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização, será de 1%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Depósito mobilizável parcial (desde que se mantenha o mínimo de constituição) ou totalmente e não renovável. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização, será de 1%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Depósito mobilizável parcial (desde que se mantenha o mínimo de constituição) ou totalmente e não renovável. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização, será de 2,50%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Depósito mobilizável pelo montante total e não renovável, com penalização total de juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Depósito não mobilizável e não renovável, os juros são pagos antecipadamente, na data de contratação do depósito Outras modalidades de depósito Bruta (TANB) 1. - Depósitos a taxa fixa Regime Fiscal Depósito a Prazo Poupança Habitação 366 dias 1,250% Depósito a Prazo Poupança Condomínio de IRS - 28% 366 dias 1,000% Depósito a Prazo Poupança Reformado e Casal Reformados de IRS - 28% De 90 a 365 dias 1,000% () Mínimo de constituição 500,00 () Mínimo de constituição 300,00 (Nota 4) Mínimo de constituição 300,00 (Nota 5) Nota Geral Nota 4 Nota 5 Arredondamento da taxa de juro: Não há arredondamento da TANB. Cálculo de juros: É efectuado com base na convenção Actual/360. Isenção de IRS sobre os juros, na parte cujo saldo não ultrapasse ,00 ou ,00 respectivamente Poupança Reformados ou Poupança Casal Reformados em que ambos os titulares se encontrem na condição de reformados com pensões individuais não superiores a 3 vezes o salário mínimo nacional de 1.425,00, incluindo os pensionistas por velhice ou por incapacidade para o trabalho. É permitida a mobilização, total ou parcial, do depósito desde que se mantenha o montante mínimo de constituição e que os montantes mobilizados tenham respeitado o prazo mínimo contratual de um ano de imobilização. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização antecipada, será de 2%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. É permitida a mobilização, total ou parcial, pelo administrador ou pelos condóminos autorizados em assembleia geral para o efeito, para a realização, nas partes comuns dos prédios, de obras de conservação ordinária, extraordinária ou de beneficiação, desde que se mantenha o montante mínimo de constituição. Se a mobilização não se destinar aos fins previstos a penalização a aplicar será de 2%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. É permitida a mobilização, total ou parcial, do depósito desde que se mantenha o montante mínimo de constituição. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização antecipada, será de 2%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Se o saldo da conta for levantado, total ou parcialmente, por ter ocorrido a morte do titular, não há lugar à perda de benefícios fiscais, dentro do prazo contratual que esteja a decorrer. Taxas de Operações de Depósito / Particulares - Pág. 4 / 13

5 Entrada em vigor: 06-JAN OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 18.1 Crédito à habitação e contratos conexos 1. - Empréstimos a taxa variável Crédito à habitação, incluindo Multifinalidades - A Minha casa - Regime deficiente - Outras situações (Regime livre) Média das Euribor a 6 ou 12 meses no mês anterior + Spread (2,25% a 4,75%) 65% do valor da taxa mínima de operações de refinanciamento (REFI) do Banco Central Europeu (BCE) Média das Euribor a 6 ou 12 meses no mês anterior + Spread (3,50% a 7,25%) Taxa Anual Efectiva (TAE) 3,998% 0,696% 6,578% () Prazo mínimo: 5 anos Prazo máximo: 50 anos (, 1a e 2) Prazo máximo: 35 anos ou 50 anos (, 1b e 3) Prazos livremente acordados entre as partes (, e 1c) a b c As taxas apresentadas são representativas; Empréstimo padrão: empréstimo reembolsado, desde o início, em prestações constantes de capital e juros; As TAE são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 220/1994); Arredondamento da taxa de juro: à milésima; Cálculo de juros: convenção 30/360 dias; Regime fiscal aplicável: juros isentos de Imposto do Selo, excepto Multifinalidades (acresce Imposto do Selo de 4%, sobre os juros). TAE calculada com base numa TAN de 3,331% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 3,25%), para um empréstimo padrão de ,00 a 30 anos, para 1 titular com 30 anos de idade e rácio financiamento/garantia de 80%. Inclui seguro de vida, seguro multiriscos e a subscrição de 4 produtos (domiciliação de vencimento, duas domiciliações de despesas periódicas, cartão de débito e cartão de crédito). TAER de 4,020%. TAE calculada com base numa TAN de 0,032% (65% da taxa mínima de proposta aplicável às operações principais de refinanciamento pelo Banco Central Europeu), para um empréstimo padrão de ,00, a 30 anos, para 1 titular com 30 anos de idade e rácio financiamento/garantia de 80%. Inclui seguro de vida e seguro multiriscos. TAER não aplicável. TAE calculada com base numa TAN de 5,831% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 5,75%), para um empréstimo padrão de ,00 a 30 anos, para 1 titular com 30 anos de idade e rácio financiamento/garantia de 80%. Inclui seguro de vida e seguro multiriscos. TAER não aplicável. Em contratos anteriormente realizados estabelece-se a possibilidade de variação da taxa de juro em função da taxa de referência do Banco. Embora nos novos contratos não exista já esta reportação, em razão dos contratos anteriores e até que as respectivas cláusulas sejam alteradas, o Banco continuará a estabelecer a citada taxa de referência. Taxa de referência: 19%. De acordo com o Decreto-Lei nº 43/76, de 20 de Janiero e Decreto-Lei nº 230/80, de 16 de Julho no final do contrato, nenhum dos titulares poderá ter mais de 75 anos de idade no produto "A minha casa" e mais de 65 anos de idade no regime deficiente. No âmbito da Lei nº 64/2014, de 26 de Agosto, qualquer um dos titulares (portador de deficiência) não poderá ter mais de 75 anos de idade, no final do contrato. Taxas de Operações de Crédito / Particulares - Pág.5/13

6 Entrada em vigor: 06-JAN OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 18.2 Crédito pessoal 1. - Empréstimos a taxa variável Crédito pessoal - Energias renováveis - Leasing mobiliário 2. - Empréstimos a taxa fixa - Crédito pessoal - Crédito arrenda fácil (TAN) Média das Euribor a 6 ou 12 meses no mês anterior + Spread (3,00% a 4,50%) Spread (4,00% a 7,00%) Taxa Anual Efectiva Global (TAEG) 5,4% 5,5% 8,50% a 11,50% 12,6% 6,00% 13,0% Prazo mínimo: 12 meses Prazo máximo: 96 meses (, 1a e 2) Prazo máximo: 5 anos (b e 2) Prazo mínimo: 12 meses Prazo máximo: 96 meses (, 1c e 2) Prazo mínimo: 12 meses Prazo máximo: 96 meses (, 1d e 2) a b c d As TAEG são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 133/2009 e Instrução n.º 26/2014 do Banco de Portugal). TAEG calculada com base numa TAN de 4,331% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 4,25%), para um crédito de ,00 a 72 meses. TAE calculada com base numa TAN de 4,676% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 4,50%), para um crédito de ,00 (ex: aquisição de viatura ligeira de turismo) a 5 anos (com uma comissão de despesas de gestão de preparação de dossiê de 150,00), despesa de processamento mensal de 1,50 e uma comissão de despesa com estudo de operação de 80,00. O valor residual considerado é de 1,00. TAEG calculada com base numa TAN de 8,50%, para um crédito de ,00 a 72 meses. Inclui seguro de vida para um proponente com 30 anos de idade e seguro de protecção de pagamentos. TAEG calculada com base numa TAN de 6,00%, para um crédito de 5.000,00 a 24 meses. Inclui seguro de vida para um proponente com 35 anos de idade e adesão a conta à ordem com tarifa plana. Arredondamento da taxa de juro: à milésima para empréstimos a taxa variável e sem arredondamento para empréstimos a taxa fixa. Cálculo de juros: convenção 30/360 dias. Regime fiscal aplicável: Acresce Imposto do Selo de 4% sobre os juros (IVA, no caso de operações de leasing) Crédito automóvel 1. - Empréstimos a taxa fixa - Crédito automóvel (veículos novos) - Crédito automóvel (veículos usados, até 2 anos de matrícula) Taxa Anual Efectiva Global (TAEG) 7,00% a 7,50% 9,2% 9,00% a 9,50% 11,8% Prazo mínimo: 12 meses Prazo máximo: 96 meses (, 1a e 2) Prazo mínimo: 12 meses Prazo máximo: 96 meses (, 1b, 1c e 2) a b c As TAEG são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 133/2009 e Instrução n.º 26/2014 do Banco de Portugal). TAEG calculada com base numa TAN de 7,50%, para um crédito de ,00 a 72 meses. Apenas para financiamento de compra directa a stand de automóveis. A soma do prazo do empréstimo com o número de anos de matrícula do veículo não pode ultrapassar os 8 anos (96 meses). TAEG calculada com base numa TAN de 9,50%, para um crédito de ,00 a 60 meses. Sem arredondamento da taxa de juro. Cálculo de juros: convenção 30/360 dias. Regime fiscal aplicável: Acresce Imposto do Selo de 4% sobre os juros. Taxas de Operações de Crédito / Particulares - Pág.6/13

7 Entrada em vigor: 06-JAN OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 18.5 Descobertos bancários Taxa Anual Efectiva Global (TAEG) 1. - Descoberto bancário associado a contas de depósito Facilidade de crédito - Descoberto em conta D.O. Ordenado / Extra Ordenado 15,00% 16,8% ( e 2) Ultrapassagem de crédito - Descobertos eventuais, em todas as contas D.O. 20,40% -- () TAEG calculada com base na TAN apresentada, para uma utilização de crédito de 1.500,00, a 1 mês. As TAEG são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 133/2009 e Instrução n.º 26/2014, do Banco de Portugal). Sem arredondamento da taxa de juro. Cálculo de juros: convenção Actual/360 dias. Regime fiscal aplicável: Acresce Imposto do Selo de 4% sobre os juros Cartões de crédito Cartões de Crédito Cartão Visa Gold Cartão Visa Classic Compra flexível Prazo 3 meses, montantes de 100,00 a 249,99 Prazo 3 meses, montantes de 250,00 ou mais Taxa Anual Efectiva Global (TAEG) 17,40% 20,4% (, 1a e 2) 15,60% 17,6% (, 1a e 2) 0,00% -- 0,00% -- Acresce comissão conforme ponto 3.4, nº 4 do Folheto de Comissões e Despesas. ( e 5) Acresce comissão conforme ponto 3.4, nº 4 do Folheto de Comissões e Despesas. ( e 5) Prazo 6 meses 13,00% -- ( e 5) Prazo 12 meses 12,00% -- ( e 5) Prazo 24 meses 12,00% -- ( e 5) Prazo 36 meses 11,00% -- ( e 5) a Nota 4 Nota 5 As TAEG são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 133/2009 e Instrução n.º 26/2014 do Banco de Portugal). TAEG calculada com base na TAN apresentada, para uma utilização de crédito de 1.500,00 (Cartão Visa Classic) ou de 2.500,00 (Cartão Visa Gold), a 12 meses. Arredondamento da taxa de juro: Sem arredondamento. Cálculo de juros: convenção 30/360 dias. Regime fiscal aplicável: Imposto do Selo 4%. No caso da Compra flexível liquidada em prazo inferior a 12 meses, ao valor da compra será aplicado 0,07% de Imposto do Selo sobre utilização de crédito, o qual será liquidado integralmente com a primeira prestação. No caso da Compra flexível liquidada em prazo igual ou superior a 12 meses, ao valor da compra será aplicado 0,9% de Imposto do Selo sobre utilização de crédito, o qual será liquidado integralmente com a primeira prestação. Modo de reembolso aplicável a transacções individuais seleccionadas pelo Cliente. Taxas de Operações de Crédito / Particulares - Pág.7/13

8 em vigor: 18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 06-JAN-2015 (ÍNDICE) 18.7 Outros créditos a particulares 1. - Empréstimos a taxa variável (Mútuos não incluídos nas subsecções anteriores) Média das Euribor a 6 ou 12 meses no mês - Multifinalidades (não conexo) anterior + Spread (4,50% a 6,75%) - Mútuos sem garantia hipotecária - Outros créditos hipotecários Taxa Anual Efectiva (TAE) 9,203% - Efeitos descontados Spread (4,00% a 28,50%) 7,468% 2. - Empréstimos a taxa fixa (Mútuos não incluídos nas subsecções anteriores) - Mútuos sem garantia hipotecária 4,00% a 14,00% 12,688% - Efeitos descontados Média da Euribor a 6 ou 12 meses no mês anterior + Spread (2,00% a 12,00%) Média da Euribor a 6 ou 12 meses no mês anterior + Spread (3,00% a 12,00%) 7,744% 8,969% Taxa fixa (8,00% a 29,00%) 12,513% Prazos livremente acordados entre as partes (, 1a e 2) Prazo máximo: 8 anos (, 1b e 2) Prazos livremente acordados entre as partes (, 1c e 2) Prazo máximo: 2 anos (, 1d e 2) Prazo máximo: 8 anos (, 1e e 2) Prazo máximo: 2 anos (, 1f e 2) a b c d e f Empréstimo padrão: empréstimo reembolsado, desde o início, em prestações constantes de capital e juros; As TAE são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 220/1994). TAE calculada com base numa TAN de 6,847% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 6,75%), para um empréstimo padrão de ,00 a 30 anos, para 1 titular com 30 anos de idade e rácio financiamento/garantia de 80%. Inclui seguro de vida e seguro multiriscos. TAER não aplicável. TAE calculada com base numa TAN de 5,682% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 5,50%), para um crédito de ,00 a 5 anos. TAE calculada com base numa TAN de 8,176% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 8,00%), para um crédito de ,00 a 15 anos. TAE calculada com base numa TAN de 4,831% (Média das Euribor a 3 meses em Dezembro de 2014 e spread de 4,75%), para um crédito de ,00, a 3 meses (com uma comissão de desconto de efeitos domiciliados sem despesas de 82,50, comissão de abertura de letra de 5,55 e uma despesa de expediente de 1,70). TAE calculada com base numa TAN de 9,00%, para um crédito de ,00, a 5 anos. TAE calculada com base numa TAN de 9,50%, para um crédito de ,00 a 3 meses (com uma comissão de desconto de efeitos domiciliados sem despesas de 82,50, comissão de abertura de letra de 5,55 e uma despesa de expediente de 1,70). Arredondamento da taxa de juro: à milésima para empréstimos a taxa variável e sem arredondamento para empréstimos a taxa fixa. Cálculo de juros: convenção 30/360 dias. Regime fiscal aplicável: Acresce Imposto do Selo de 4% sobre os juros. Taxas de Operações de Crédito / Particulares - Pág.8/13

9 Entrada em vigor: 07-JAN CONTAS DE DEPÓSITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 19.1 Depósitos à ordem 1. - Contas à ordem Conta Cheque Conta D.O. Progressivo Grandes Empresas Bruta (TANB) Até ,00 0,000% + De ,00 0,300% + De ,00 0,800% Conta D.O. Progressivo Empresas Até ,00 0,000% + De ,00 0,100% + De ,00 0,250% + De ,00 0,500% Conta negócio JÁ / Conta PME POWER Até ,00 0,000% + De ,00 0,050% + De ,00 0,100% + De ,00 0,250% Conta Solução Farmácia Até 5.001,00 0,000% + De 5.001,00 0,050% + De ,00 0,100% + De ,00 0,250% Conta Cheque Moeda Estrangeira Não remunerada Regime Fiscal Não remunerada Mínimo de constituição 250,00 à taxa de 25% Mínimo de constituição ,00, pagamento de juros mensal Mínimo de constituição 2.500,00, pagamento de juros mensal Mínimo de constituição 2.500,00, pagamento de juros mensal Mínimo de constituição 2.500,00, pagamento de juros mensal Mínimo de constituição equivalente ao contravalor de 250,00 () Nota Geral Arredondamento da taxa de juro: Não há arredondamento da TANB; Cálculo de juros: É determinado com base na taxa de juro que corresponde ao escalão em que se encontre compreendido o saldo médio líquido mantido no total de dias do período e aplica-se aos números comerciais (método hamburguês). Os juros são calculados com base na convenção Actual/360. Consulte as taxas de descoberto bancário: subsecção Descobertos bancários e subsecção 9.1 Depósitos à Ordem - Contas de Serviço. Moeda: USD (Dólares Americanos); GBP (Libras Estrelinas); ZAR (Rands da África do Sul); CHF (Francos Suíços); AUD (Dólares Australianos); CAD (Dólares Canadianos); DKK (Coroas Dinamarquesas); JPY (Ienes Japoneses); NOK (Coroas Norueguesas); SEK (Coroas Suecas); PLN (Zloti Polaco); HKD (Dólar de Hong-Kong) Depósitos a prazo Bruta (TANB) Regime Fiscal 1. - Depósitos a taxa fixa Depósito a Prazo Netprazo Mínimo de constituição de 2.500,00, por 1 mês 0,200% depósito até um máximo de ,00, 3 meses 0,600% por 6 meses 0,800% () 12 meses 1,100% Depósito a Prazo Normal até 1 mês 0,050% até 3 meses 0,050% à Montante mínimo: 300,00 até 6 meses 0,200% taxa de 25% () + de 6 meses 0,300% Mínimo de 1.000,00 e até ,00, por 12 meses 1,000% (Nota 5 e 6) Depósito a Prazo Bonificado Plus Depósito a Prazo Normal - Moeda Estrangeira Negociada diariamente Mínimo de constituição equivalente ao contravalor de 250,00 (Nota 4) Taxas de Operações de Depósito / Outros Clientes - Pág.9/13

10 Entrada em vigor: 07-JAN CONTAS DE DEPÓSITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 19.2 Depósitos a prazo (cont.) Bruta (TANB) 1. - Depósitos a taxa fixa (cont.) Depósito a Prazo Ouro Crescente 6 meses 1º mês 0,200% 2º mês 0,400% 3º mês 0,600% Regime Fiscal 4º mês 0,900% (Nota 7) 5º mês 1,200% 6º mês Depósito a Prazo Ouro Plus 1,500% Mínimo de 300,00 e até ,00, por 12 meses Depósito a Prazo Ouro 18 meses 1,100% (Nota 7) Mínimo de 300,00 e até ,00, por 18 meses 1,200% à (Nota 8) Depósito a Prazo Ouro 2 anos taxa de 25% Mínimo de 300,00 e até ,00, por 24 meses 1,300% (Nota 9) Depósito a Prazo Ouro 3 anos 1º semestre 0,700% 2º semestre 0,900% 3º semestre 1,100% Mínimo de 300,00 e até ,00, por Mínimo de 300,00 e até ,00, por 4º semestre 1,400% (Nota 9) 5º semestre 1,900% 6º semestre Depósito a Prazo Juros à Ordem 2,400% Mínimo de 300,00 e até ,00, por 12 meses 1,000% (0) 18 meses 1,100% Nota Geral Nota 4 Nota 5 Nota 6 Arredondamento da taxa de juro: Não há arredondamento da TANB; Cálculo de juros: É efectuado com base na convenção Actual / 360. Depósito não renovável automaticamente, constituído e movimentado exclusivamente através da Depósito mobilizável, total ou parcialmente, desde que se mantenha o valor mínimo de constituição, com penalização total de juros. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização antecipada, será de 2%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo do respectivo período de liquidação de juros, sendo que a importância a deduzir não poderá exceder os juros vencidos. Moeda: USD (Dólares Americanos); GBP (Libras Estrelinas); ZAR (Rands da África do Sul); CHF (Francos Suíços); AUD (Dólares Australianos); CAD (Dólares Canadianos); DKK (Coroas Dinamarquesas); JPY (Ienes Japoneses); NOK (Coroas Norueguesas); SEK (Coroas Suecas); PLN (Zloti Polaco); HKD (Dólar de Hong-Kong). A taxa de juro base pode ter, bonificações cumulativas, de 0,2% (TANB), por cada um dos produtos / serviços infra, desde que na data de vencimento do depósito a prazo se verifiquem as seguintes condições: - Cartão de Crédito, desde que tenha sido utilizado, um montante mínimo de 2.500,00, durante a vigência do depósito a - Carteira de Fundos de Investimento do Banco Popular Portugal de valor igual ou superior a 5.000,00, com excepção do Fundo Popular Tesouraria; - Com a domiciliação do ordenado, através da Conta Extra Ordenado e domiciliação de pelo menos três pagamentos básicos (água, electricidade, telefone, entre outros) durante, pelo menos, nove meses no período de duração do depósito a prazo; - Se pertencer ao segmento da Banca Pessoal. Depósito mobilizável pelo montante total e não renovável. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização, será de 1%, calculada sobre o montante total e o prazo vincendo do respectivo período de liquidação de juros, sendo que a importância a deduzir não poderá exceder os juros decorridos. Taxas de Operações de Depósito / Outros Clientes - Pág.10/13

11 Entrada em vigor: 07-JAN CONTAS DE DEPÓSITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 19.2 Depósitos a prazo (cont.) Nota 7 Nota 8 Nota 9 0 Depósito mobilizável parcial (desde que se mantenha o mínimo de constituição) ou totalmente e não renovável. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização, será de 1%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Depósito mobilizável parcial (desde que se mantenha o mínimo de constituição) ou totalmente e não renovável. A penalização a aplicar em caso de eventual mobilização, será de 2,50%, calculada sobre o montante mobilizado e o prazo vincendo da aplicação, não podendo a penalização exceder os juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Depósito mobilizável pelo montante total e não renovável, com penalização total de juros vencidos e não pagos do respectivo período de liquidação de juros. Depósito não mobilizável e não renovável, os juros são pagos antecipadamente, na data de contratação do depósito. Taxas de Operações de Depósito / Outros Clientes - Pág.11/13

12 Entrada em vigor: 01-JAN OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 20.1 Linhas de crédito e contas correntes 1. - Empréstimos a taxa variável Conta corrente caucionada Spread (4,00% a 12,00%) Taxa Anual Efectiva (TAE) 6,351% Prazo máximo: 12 meses (renovável por iguais períodos) (, 1a e 2) a TAE calculada com base numa TAN de 5,176% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 5,00%), para um crédito de ,00 a 1 ano, com uma comissão de abertura de 0,85% e uma comissão de estudo de 115,00. Arredondamento da taxa de juro: sem arredondamento. Cálculo de juros: convenção 30/360 dias. Regime fiscal aplicável: Imposto do Selo 4% Descobertos bancários Taxa Anual Efectiva (TAE) 1. - Descoberto bancário associado a contas de depósito Conta D.O. Overdraft - Facilidade de crédito Spread (4,00% a 12,00%) 6,707% (, 1a e 2) - Ultrapassagem de crédito 29,50% -- () - Descobertos eventuais 29,50% -- a TAE calculada com base numa TAN de 5,581% (Média das Euribor a 3 meses em Dezembro de 2014 e spread de 5,50%), para um crédito de ,00 a 1 ano, com uma comissão de abertura de 0,85% e uma comissão de estudo de 115,00; As TAE são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 220/1994); Comissões por descoberto bancário: consultar Descobertos bancários. Arredondamento da taxa de juro: Sem arredondamento. Cálculo de juros: convenção Actual/360 dias. Regime fiscal aplicável: Imposto do Selo 4%. Comissão de descoberto, excesso sobre o limite de 0,30%, com o mínimo de 11,00 e acrescido de 4% de Imposto do Selo Cartões de crédito Cartão de crédito Cartão Visa Business Gold Cartão Visa Business Silver Taxa Anual Efectiva (TAE) 22,20% 24,858% (, 1a e 2) 22,20% 24,124% (, 1a e 2) a TAE calculada com base na TAN apresentada, para uma utilização de crédito de 1.500,00 a 12 meses; A TAE é calculada de acordo com o artigo 4º, do D.L. n.º 220/1994. Arredondamento da taxa de juro: Sem arredondamento. Cálculo de juros: convenção 30/360 dias. Regime fiscal aplicável: Imposto do Selo 4%. Taxas de Operações de Crédito / Outros Clientes - Pág.12/13

13 Entrada em vigor: 01-JAN OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 20.4 Outros créditos 1. - Empréstimos a taxa variável - Mútuos - Crédito à construção - Efeitos descontados - Leasing mobiliário - Leasing imobiliário 2. - Empréstimos a taxa fixa - Mútuos - Efeitos descontados Spread (4,00% a 12,00%) Spread (negociação casuística) Spread (4,00% a 28,50%) Spread (4,00% a 12,00%) Spread (4,00% a 12,00%) Taxa fixa (7,00% a 15,00%) Taxa Anual Efectiva (TAE) 6,990% 8,560% 7,468% 6,219% 6,751% 8,954% Taxa Fixa (8,00% a 29,00%) 12,513% Prazo máximo: 15 anos (, 1a e 2) Prazo máximo: 10 anos (, 1b e 2) Prazo máximo: 2 anos (, 1c e 2) Prazo máximo: 8 anos (, 1d e 2) Prazo máximo: 20 anos (, 1e e 2) Prazo máximo: 15 anos (, 1f e 2) Prazo máximo: 2 anos (, 1g e 2) a b c d e TAE calculada com base numa TAN de 6,176% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 6,00%), para um crédito de ,00 a 5 anos (com uma comissão de abertura de 0,85%, comissão de gestão de dossiê de crédito de 250,00, uma comissão de estudo de 115,00 e uma comissão de cobrança de prestações de 4,13). TAE calculada com base numa TAN de 8,081% (Média das Euribor a 3 meses em Dezembro de 2014 e spread de 8,00%), para um crédito de ,00 a 4 anos, com um ano de carência e prestações trimestrais, em que o valor de avaliação é de ,00 (com uma comissão de preparos de avaliação de 610,00, celebração de contrato particular de 225,00, comissão de abertura de contrato de 680,00, uma comissão de estudo de operações de 285,00 e uma comissão de cobrança de prestação de 18,50). As TAE são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 220/1994). TAE calculada com base numa TAN de 4,831% (Média das Euribor a 3 meses em Dezembro de 2014 e spread de 4,75%), para um crédito de ,00 a 3 meses (com uma comissão de desconto de efeitos domiciliados sem despesas de 82,50, comissão de abertura de letra de 5,55 e uma despesa de expediente de 1,70). TAE calculada com base numa TAN de 4,676% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 4,50%), para um crédito de ,00 (ex: aquisição de equipamento mobiliário) a 5 anos (com uma comissão de despesas de gestão de preparação de dossiê de 205,00), despesa de processamento mensal de 1,10 e uma comissão de despesa com estudo de operação de 80,00. O prémio de seguro anual inerente à operação é de 106,70, para um exemplo de equipamento industrial do ramo alimentar. O valor residual considerado é de 1,00. TAE calculada com base numa TAN de 6,176% (Média das Euribor a 6 meses em Dezembro de 2014 e spread de 6,00%), para um crédito de ,00 (ex: aquisição de imóvel) a 15 anos (com uma comissão de despesas de gestão de preparação de dossiê de 1.100,00), despesa de processamento mensal de 1,10 e uma comissão de despesa de estudo de operação de 285,00. O prémio de seguro anual Popular Leasing Imobiliário inerente à operação é de 321,77, para um exemplo de edifício novo. O valor residual considerado é de 1,00. f g As TAE são calculadas com todos os encargos incluídos, nomeadamente seguros obrigatórios (de acordo com o D.L. n.º 220/1994). TAE calculada com base numa TAN de 8,00%, para um crédito de ,00 a 5 anos (com uma comissão de abertura de 0,85%, comissão de gestão de dossiê de crédito de 250,00, uma comissão de estudo de 115,00 e uma comissão de cobrança de prestações de 4,13). TAE calculada com base numa TAN de 9,50%, para um crédito de ,00 a 3 meses (com uma comissão de desconto de efeitos domiciliados sem despesas de 82,50, comissão de abertura de letra de 5,55 e uma despesa de expediente de 1,70). Arredondamento da taxa de juro: sem arredondamento. Cálculo de juros: convenção 30/360 dias. Regime fiscal aplicável: Imposto do Selo 4% (IVA, no caso de operações de leasing). Taxas de Operações de Crédito / Outros Clientes - Pág.13/13

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 01-DEZ-2014 FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros s 17. CONTAS DE DEPÓSITO 19. CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Preçário BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 23-jul-2015

Preçário BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 23-jul-2015 Preçário BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 23-jul-2015 Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 12-ago-2015

Leia mais

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Instituição de Crédito com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras Consulte o FOLHETO

Leia mais

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Instituição de Crédito com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras Consulte o FOLHETO

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Instituição de Crédito com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras Consulte o FOLHETO

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas

Leia mais

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Deutsche Bank AG, Sucursal em Portugal,

Leia mais

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO - EUROPA, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor:

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO - EUROPA, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO - EUROPA, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 1-jul-15 O Preçário completo do Banco Privado Atlântico Europa, S.A., contém o Folheto

Leia mais

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Instituição de Crédito com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras Consulte o FOLHETO

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à Ordem 19.1. Depósitos à Ordem 17.2. Depósitos a Prazo 19.2. Depósitos a Prazo

Leia mais

Preçário IBERCAJA BANCO, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 11-06-2015

Preçário IBERCAJA BANCO, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 11-06-2015 Preçário IBERCAJA BANCO, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 11-06-2015 Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo

Leia mais

Preçário BANCO DO BRASIL AG - SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO DO BRASIL AG - SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO DO BRASIL AG - SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Banco do Brasil AG Sucursal em Portugal,

Leia mais

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos Empréstimos a taxa variável Taxa Anual Efectiva (TAE) Crédito Habitação (Aquisição, Construção, Obras e Transferências RG) Euribor 3M ou 6M + Spread 2,50%

Leia mais

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos Taxa Anual Efectiva (TAE) Empréstimos a taxa variável Crédito Habitação (Aquisição, Construção, Obras e Transferências RG) Euribor 6M + Spread 1,75% a 4,60%

Leia mais

Taxa Anual Nominal (TAN) Euribor 6 meses + Spread 1,750% a 4,250% Euribor 6 meses + Spread 3,750% a 6,250% 0,032% 0,596% Euribor 6 meses +

Taxa Anual Nominal (TAN) Euribor 6 meses + Spread 1,750% a 4,250% Euribor 6 meses + Spread 3,750% a 6,250% 0,032% 0,596% Euribor 6 meses + 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos Empréstimos a taxa variável Taxa Anual Efectiva (TAE) Prestação Indexada; Prestação Mínima; Crédito Não Residentes; Spread 1,750% a 4,250% 4,939% Prazo máximo

Leia mais

HYPOSWISS PRIVATE BANK GENEVE, SA - SUCURSAL EM PORTUGAL

HYPOSWISS PRIVATE BANK GENEVE, SA - SUCURSAL EM PORTUGAL FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO

Leia mais

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos Empréstimos a taxa variável Taxa Anual Efectiva (TAE) Crédito Habitação - Residentes (Aquisição, Construção, Obras e Transferências RG) Spread 3,60% a 5,95%

Leia mais

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário DEUTSCHE BANK AG, SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Deutsche Bank AG, Sucursal em Portugal,

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 17-agosto-2015

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 17-agosto-2015 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 17-agosto-2015 O Preçário completo do NOVO BANCO DOS AÇORES, contém o Folheto de Comissões

Leia mais

4,567% 35, Arrendamento: 20 anos). Ver Nota (1) Crédito Habitação Regime Deficientes Civis - 0,739% 5,641%

4,567% 35, Arrendamento: 20 anos). Ver Nota (1) Crédito Habitação Regime Deficientes Civis - 0,739% 5,641% 18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (CLIENTES PARTICULARES) FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 7setembro2015 18.1. Crédito à Habitação e Contratos Conexos [18.1.20150923.08] Empréstimos em Taxa Variável Crédito

Leia mais

Preçário. Banco Português de Gestão, S.A. Instituição Bancária FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 17-jul-2015

Preçário. Banco Português de Gestão, S.A. Instituição Bancária FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 17-jul-2015 Preçário Banco Português de Gestão, S.A. Instituição Bancária FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao público do Banco Português de Gestão

Leia mais

ST. GALLER KANTONALBANK AG - SUCURSAL EM PORTUGAL

ST. GALLER KANTONALBANK AG - SUCURSAL EM PORTUGAL FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO

Leia mais

Preçário BANQUE PRIVEE ESPIRITO SANTO, SA - SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS

Preçário BANQUE PRIVEE ESPIRITO SANTO, SA - SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Preçário BANQUE PRIVEE ESPIRITO SANTO, SA - SUCURSAL EM PORTUGAL BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 01-Set-2014 O Preçário completo

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 01-outubro-2015

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 01-outubro-2015 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 01-outubro-2015 O Preçário completo do NOVO BANCO, S.A., contém o Folheto de Comissões e

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 17-agosto-2015

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 17-agosto-2015 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 17-agosto-2015 O Preçário completo do NOVO BANCO, S.A., contém o Folheto de Comissões e

Leia mais

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado.

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. de Cooperação Barclays at Work Índice 4. Crédito Habitação 5. Leasing 6. Seguros IV. Check List V. Contactos I. O Barclays no Mundo Grupo Financeiro

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 01 - nov - 2015 Clientes Particulares Outros clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos 20.1. Linhas

Leia mais

17. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

17. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 17.1. Depósitos à ordem Contas de Depósitos à Ordem Produtos em comercialização - Conta Standard - Maxi-Conta Superior a 0 euros Até 2.500,00 Euros De 2.500,00 Euros a 5.000,00 Euros De 5.000,00 Euros

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do BANCO PRIMUS, SA, contém o Folheto de e Despesas (que incorpora

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas

Leia mais

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE)

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 20.1. Linhas de crédito e contas correntes Empréstimos a taxa variável Conta Corrente Caucionada Conta Corrente Caucionada IVA Advance Conta Gestão de Tesouraria Linha Banif FEI PME SMC Linhas de Crédito

Leia mais

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE)

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 20.1. Linhas de crédito e contas correntes Empréstimos a taxa variável Conta Corrente Caucionada Conta Corrente Caucionada Conta Gestão de Tesouraria Linhas de Crédito Protocoladas Protocolo Turismo de

Leia mais

19. CONTAS DE DEPÓSITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE)

19. CONTAS DE DEPÓSITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 19.1. Depósitos à ordem Contas de Depósitos à Ordem Conta Clássica Até 14.960,00 0,000% Superior a 14.960,00 0,000% Conta Gestão Tesouraria Banif Rendimento >= 2.500 Conta Condomínio 0,500% Superior a

Leia mais

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE)

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 20.1. Linhas de crédito e contas correntes Empréstimos a taxa variável Conta Corrente Caucionada Conta Corrente Caucionada IVA Advance Conta Gestão de Tesouraria Linha Banif FEI PME Euribor 1M, 3M, 6M,

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas

Leia mais

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. 1. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 21-out-2015 (ÍNDICE) 1.1. Depósitos à ordem

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. 1. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 21-out-2015 (ÍNDICE) 1.1. Depósitos à ordem 1.1. Depósitos à ordem Comissões Euros (Mín/Máx) Valor Anual Imposto 1ª Conta: O único titular é o menor que deverá ter entre 0 e 13 anos de idade; montante mínimo de abertura: 50 (ou equivalente noutra

Leia mais

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. ORDEM DOS ENGENHEIROS Oferta 1 º Trimestre 2013

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. ORDEM DOS ENGENHEIROS Oferta 1 º Trimestre 2013 Oferta de Cooperação Barclays at Work Excelência Proximidade Profissionalismo É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado 300 Anos de Experiência 50 Milhões de Clientes 60 Países ORDEM DOS ENGENHEIROS

Leia mais

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado.

É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. de Cooperação Barclays at Work Índice 4. Leasing 5. Seguros IV. Check List V. Contactos I. O Barclays no Mundo Grupo Financeiro com mais de 300 anos

Leia mais

BANCO CREDIBOM, SA Entrada em vigor: 01-12-2015 FOLHETO DE TAXAS DE JURO. 20.4. Outros créditos

BANCO CREDIBOM, SA Entrada em vigor: 01-12-2015 FOLHETO DE TAXAS DE JURO. 20.4. Outros créditos FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.2. Crédito pessoal 18.3. Crédito automóvel 18.4.

Leia mais

18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO

18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.2. Crédito pessoal 18.3. Crédito automóvel 18.4.

Leia mais

Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO

Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO Glossário de Crédito Habitação do NOVO BANCO Tipo de Propriedade 1ª Habitação Residência habitual do agregado familiar (habitação própria permanente). 2ª Habitação Residência não habitual do agregado familiar

Leia mais

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo

Preçário. Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo Preçário CAIXA CENTRAL - CAIXA CENTRAL DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO, CRL E CAIXAS DE CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO DO SISTEMA INTEGRADO DO CRÉDITO AGRÍCOLA MÚTUO Caixa Central de Crédito Agricola Mútuo e Caixas

Leia mais

Condições actuais do Protocolo para Colaboradores

Condições actuais do Protocolo para Colaboradores Direcção de Parcerias Comerciais Protocolos Condições actuais do Protocolo para Colaboradores Novembro de 2009 Conta Ordenado BPI Isenção das principais despesas do dia-a-dia: Isenção das despesas de manutenção

Leia mais

São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa.

São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa. São condições para colaboradores de empresas aderentes e que merecem partilhar as conquistas da sua empresa. Com a domiciliação de um ordenado superior a 350 /mês passa a ter acesso a um vasto conjunto

Leia mais

17. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

17. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 17.1. Depósitos à ordem Contas de Depósitos à Ordem Conta Clássica Superior a 0 euros 0,000% Conta Excellence De 5.000,00 até 24.999,99 0,150% De 25.000,00 até 49.999,99 0,250% Superior a 50.000,00 0,500%

Leia mais

Com a domiciliação de um ordenado superior a 350 /mês passa a ter a possibilidade de aceder a:

Com a domiciliação de um ordenado superior a 350 /mês passa a ter a possibilidade de aceder a: O seu contacto no Millennium bcp: Sucursal: EVORA MURALHA Nome: Luís Rosado Telefone: 266009530 Para si que tem o seu Ordenado no Millennium bcp! S.Ser.Trab.Camara Municipal Evora e o Millennium bcp prepararam

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do BANCO PRIMUS, SA, contém o Folheto de e Despesas (que incorpora

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à Ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Completa Clientes Particulares, maiores de 18 anos, que sejam trabalhadores por conta de outrem e que aceitem domiciliar ou transferir,

Leia mais

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. 300 Anos de Experiência. 50 Milhões de Clientes

Excelência Proximidade Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado. 300 Anos de Experiência. 50 Milhões de Clientes Oferta de Cooperação Barclays at Work 1 / 7 Excelência Proximidade Profissionalismo É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado 300 Anos de Experiência 50 Milhões de Clientes 60 Países Spliu

Leia mais

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) - FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 07-Setembro-2015 20.1. Linhas de Crédito e Contas Correntes

20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) - FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 07-Setembro-2015 20.1. Linhas de Crédito e Contas Correntes 20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) - FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 07-Setembro-2015 20.1. Linhas de Crédito e Contas Correntes [20.1.20150902.12] Empréstimos a taxa variável Taxa Anual

Leia mais

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 01-fevereiro-2016

Preçário BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 01-fevereiro-2016 Preçário BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Entrada em vigor: 01-fevereiro-2016 O Preçário completo do NOVO BANCO DOS AÇORES, contém o Folheto de Comissões

Leia mais

BANCO CREDIBOM, SA Entrada em vigor: 01-07-2013 FOLHETO DE TAXAS DE JURO

BANCO CREDIBOM, SA Entrada em vigor: 01-07-2013 FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.2.

Leia mais

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos CH e associados Taxa Indexada - Euribor 12m Multiopções associados Taxa Indexada - Euribor 12m Euribor 12m + Spread 1,95% a 5,80% Euribor 12m + Spread 2,95%

Leia mais

Preçário BANIF - BANCO DE INVESTIMENTO, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANIF - BANCO DE INVESTIMENTO, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANIF BANCO DE INVESTIMENTO, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do Banif Banco de Investimento, SA contém o Folheto

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto de e Despesas: 01-set-2015 Data de Entrada em vigor do

Leia mais

Preçário BANCO BIC, SA

Preçário BANCO BIC, SA Preçário BANCO BIC, SA Bancos ANEXO II Consulte o Índice de TAXAS DE JURO Consulte o Índice de TABELA DE COMISSÕES E DESPESAS Informação Complementar DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 10/11/2014 O Preçário pode

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do BANCO PRIMUS, SA, contém o Folheto de Comissões e Despesas

Leia mais

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015 Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 8 de Janeiro 2015 O Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao

Leia mais

Descubra histórias de ambição em www.realizaassuasambicoes.pt

Descubra histórias de ambição em www.realizaassuasambicoes.pt Oferta de Cooperação Barclays at Work No Barclays acreditamos que é bom ter ambições e, por isso, queremos ajudá-lo a que realize as suas. Descubra histórias de ambição em www.realizaassuasambicoes.pt

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à ordem 19.1. Depósitos à ordem 17.2. Depósitos a prazo 19.2. Depósitos a prazo

Leia mais

Soluções Financeiras ANEXO I. Protocolo exclusivo. Soluções Ordenado BBVA. Soluções Habitação BBVA

Soluções Financeiras ANEXO I. Protocolo exclusivo. Soluções Ordenado BBVA. Soluções Habitação BBVA Protocolo exclusivo. Soluções Financeiras ANEXO I Aproveite o Protocolo BBVA para realizar os seus projectos pessoais. O Banco Bilbao Vizcaya Argentaria, coloca ao seu dispor um conjunto de Produtos e

Leia mais

Tabela de Taxas de Juro. Anexo II. Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional. Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015

Tabela de Taxas de Juro. Anexo II. Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional. Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015 Anexo II Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional Entrada em vigor: 26 de Outubro de 2015 Preçário pode ser consultado nas Agências e locais de atendimento ao público do Banco Keve

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Conta Negócio Clientes Empresa e Empresários em Nome Individual. Depósito à Ordem remunerado, que possibilita o acesso a um limite de crédito

Leia mais

Protocolo BBVA Soluções Financeiras

Protocolo BBVA Soluções Financeiras Protocolo BBVA Soluções Financeiras Conheça as soluções financeiras que o BBVA tem para lhe oferecer e aproveite o Protocolo BBVA com condições exclusivas para os Associados do SPLIU. Para o BBVA cada

Leia mais

BANCO SANTANDER TOTTA, SA 20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES)

BANCO SANTANDER TOTTA, SA 20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) 20.1. Linhas de crédito e contas correntes [Empréstimos a taxa variável] Linha PME Crescimento 2015 Euribor a 6 meses + Spread 2,700% a 4,300% Entre 2,611% e 4,254% Prazo Máximo: 4 anos (inclui possibilidade

Leia mais

Preçário FINIBANCO ANGOLA SA

Preçário FINIBANCO ANGOLA SA Preçário FINIBANCO ANGOLA SA Instituição Financeira Bancaria com sede em território nacional, de acordo com o previsto na Lei das Instituições Financeiras Anexo I Tabela de comissões e despesas Data de

Leia mais

Ficha de Informação Geral

Ficha de Informação Geral Objectivo da Ficha de Informação Geral Oferecer aos Clientes informação de carácter geral sobre o crédito à habitação, o mais transparente, sistemático e rigorosamente possível, antes da formalização de

Leia mais

Private & Business Clients. Partnership Banking. Condições Especiais para os Associados do Clube e Moradores do Parque das Nações

Private & Business Clients. Partnership Banking. Condições Especiais para os Associados do Clube e Moradores do Parque das Nações Private & Business Clients Partnership Banking Condições Especiais para os Associados do Clube e Moradores do Parque das Nações Contas e Cartões - Condições Contas Contas Isenção de pagamento de despesas

Leia mais

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015

Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO. Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015 Preçário BANCO PRIVADO ATLANTICO Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 2 de Outubro 2015 O Preçário pode ser consultado nos balcões e locais de atendimento ao

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JUROS CLIENTES PARTICULARES

FOLHETO DE TAXAS DE JUROS CLIENTES PARTICULARES FOLHETO DE TAXAS DE JUROS CLIENTES PARTICULARES 1 17. CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. DEPÓSITO À PRAZO FOLHETO DE TAXAS DE JURO CLIENTES PARTICULARES Moeda nacional - residentes (2) Taxa anual nominal Bruta 1.

Leia mais

Excelência, Proximidade e Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado

Excelência, Proximidade e Profissionalismo. É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado Oferta de Cooperação Barclays at Work Excelência, Proximidade e Profissionalismo É bom saber que pode contar com quem está ao seu lado Ordem dos Engenheiros Condições válidas para o 2 º Trimestre 2013

Leia mais

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANCO PRIMUS, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor do Folheto de e Despesas: 20-abr-2015 Data de Entrada em vigor do

Leia mais

BANCO CREDIBOM, SA FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 01-Jul-2010. 20.4. Outros créditos

BANCO CREDIBOM, SA FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Entrada em vigor: 01-Jul-2010. 20.4. Outros créditos FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.2. Crédito pessoal 18.3. Crédito automóvel 18.4.

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Meios de Movimentação Moeda Conta Super Jovem Clientes Particulares, com idade entre os 18 e os 30 anos (inclusive). Depósito à Ordem. Esta conta pode ser movimentada

Leia mais

O Preçário pode ser ainda consultado no Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros www.bna.ao

O Preçário pode ser ainda consultado no Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros www.bna.ao Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional O Preçário pode ser consultado nas Agências e locais de atendimento ao público do Banco Keve e em www.bancokeve.ao O Preçário pode ser ainda

Leia mais

Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM PORTUGAL

Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM PORTUGAL Preçário UNION DE CREDITOS INMOBILIARIOS, S.A., EFC - SUCURSAL EM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DE CRÉDITO COM SEDE EM ESTADO-MEMBRO DA UNIÃO EUROPEIA Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO

Leia mais

O Preçário pode ser ainda consultado no Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros www.bna.ao

O Preçário pode ser ainda consultado no Portal do Consumidor de Produtos e Serviços Financeiros www.bna.ao Instituição Financeira Bancaria com Sede em Território Nacional O Preçário pode ser consultado nas Agências e locais de atendimento ao público do Banco Keve e em www.bancokeve.ao O Preçário pode ser ainda

Leia mais

O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais de Atendimento ao público do Banco de Negócios Internacional ou em www.bni.

O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais de Atendimento ao público do Banco de Negócios Internacional ou em www.bni. Instituição Financeira Bancária Preçário das Operações ANEXO II Tabela de Taxas de Juro DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 01 de Outubro de 2015 O Preçário das Operações BNI pode ser consultado nos Balcões e Locais

Leia mais

APAVT ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO BANCO SANTANDER TOTTA S.A.,

APAVT ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO BANCO SANTANDER TOTTA S.A., ACORDO DE COLABORAÇÃO entre APAVT ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO e BANCO SANTANDER TOTTA S.A., Considerando que a APAVT- Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo,

Leia mais

OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO

OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros Clientes 18 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 20 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 18.2. Crédito pessoal 20.1. Linhas de crédito e contas correntes 18.3. Crédito automóvel 20.4.

Leia mais

FOLHETO DE TAXAS DE JURO

FOLHETO DE TAXAS DE JURO FOLHETO DE TAXAS DE JURO Clientes Particulares Outros clientes 17 CONTAS DE DEPÓSITO 19 CONTAS DE DEPÓSITO 17.1. Depósitos à Ordem 19.1. Depósitos à Ordem 17.2. Depósitos a Prazo 19.2. Depósitos a Prazo

Leia mais

Condições Especiais do Deutsche Bank para os membros da Ordem dos Arquitectos do Norte

Condições Especiais do Deutsche Bank para os membros da Ordem dos Arquitectos do Norte Condições Especiais do Deutsche Bank para os membros da Ordem dos Arquitectos do Norte Novembro 2009 Contas e Cartões - Condições Contas Isenção de despesas de manutenção de conta Isenção de pagamento

Leia mais

Preçário BANCO INVEST, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 01-Jun-16

Preçário BANCO INVEST, SA BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS FOLHETO DE TAXAS DE JURO. Data de Entrada em vigor: 01-Jun-16 Preçário BANCO INVEST, SA BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 01Jun16 O Preçário completo do Banco Invest, contém o Folheto de Comissões

Leia mais

Abra uma Conta Ordenado BBVA e conheça todas as vantagens que tornam a sua vida mais fácil:

Abra uma Conta Ordenado BBVA e conheça todas as vantagens que tornam a sua vida mais fácil: Protocolo BBVA Soluções Financeiras Conheça as soluções financeiras que o BBVA tem para lhe oferecer e aproveite o Protocolo BBVA com condições exclusivas para os Sócios e Filhos dos Sócios do COFRE DA

Leia mais

Preçário DE LAGE LANDEN INTERNATIONAL, B.V. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL

Preçário DE LAGE LANDEN INTERNATIONAL, B.V. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL Preçário DE LAGE LANDEN INTERNATIONAL, B.V. - SUCURSAL EM PORTUGAL SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 19-Jan-2015 O Preçário

Leia mais

Preçário INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 11-09-2014

Preçário INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS. Data de Entrada em vigor: 11-09-2014 Preçário INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Data de Entrada em vigor: 11-09-2014 Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 03-08-2015 O Preçário

Leia mais

Apresentação das condições Deutsche Bank para os associados da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal

Apresentação das condições Deutsche Bank para os associados da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal Apresentação das condições Deutsche Bank para os associados da Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal Outubro 2009 Contas e Cartões - Condições Contas Isenção de despesas de manutenção

Leia mais

Tabela de Taxas de Juro

Tabela de Taxas de Juro Preçário Banco Angolano de Investimentos, S.A. (Instituição Financeira Bancária) ANEXO II Tabela de Taxas de Juro DATA DE ENTRADA EM VIGOR: 26 DE MARÇO DE 2015 O Preçário pode ser consultado nos balcões

Leia mais

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES)

18. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 18.1. Crédito à habitação e contratos conexos Empréstimos a taxa variável Taxa anual nominal (TAN) Taxa anual efetiva (TAE) CH Taxa Indexada - Euribor 12M Euribor 12 m + spread 1,95% a 5,8% 2,998% 13 a

Leia mais