Gestão do Processo de Projeto e Desempenho das Edificações: uma proposta SEBRAE / FIEMG / UFMG Prof. Dr. White José dos Santos- UFMG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão do Processo de Projeto e Desempenho das Edificações: uma proposta SEBRAE / FIEMG / UFMG Prof. Dr. White José dos Santos- UFMG"

Transcrição

1 Seminário - Juiz de Fora SINDUSCON - SEBRAE Gestão do Processo de Projeto e Desempenho das Edificações: uma proposta SEBRAE / FIEMG / UFMG Prof. Dr. White José dos Santos- UFMG

2 Gestão do Processo de Projeto e Desempenho Contexto 1 Exigências 2 Proposta 3

3 1 Contexto O que significa desempenho em um contexto amplo

4 Macro Demandas Construção Sustentável Resposta da cadeia Repensar as formas de produção Micro Edifícios baseados em Desempenho Soluções Integradas de projeto

5 Desempenho como valor entregue Edifício / Sistemas / Componentes Requisitos - desempenho Critérios de desempenho Avaliação

6 Exigências Segurança Segurança Estrutural Segurança contra fogo Segurança no Uso e Operação Habitabilidade Estanqueidade Desempenho Térmico Desempenho Acústico Desempenho Lumínico Saúde, Higiene e Qualidade do Ar Acessibilidade Conforto no manuseio Sustentabilidade (Item 18, Parte 1) Durabilidade Manutenabilidade Impacto Ambiental Mínimo Intermediário Superior Atendimento Obrigatório Quando atendidos devem ser divulgados pelo Marketing e incorporados nos materiais de Venda

7 Norma de Desempenho

8 Exigência legal CÓDIGO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR (Lei n 8.078, de 11 de setembro de 1990) As normas eram inicialmente melhores práticas recomendadas, mas o Código do Consumidor tornou obrigatório seu atendimento. SEÇÃO IV Das Práticas Abusivas Art. 39. VIII - colocar, no mercado de consumo, qualquer produto ou serviço em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos oficiais competentes ou, se normas específicas não existirem, pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ou outra entidade credenciada pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro); 8

9 PBQP-H Especificações básicas para o PMCMV Manual do Proponente (PBQP-H / Caixa) SiAC Art. 2 o O Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras da Construção Civil (SiAC) obedece às seguintes diretrizes: indução ao cumprimento das normas técnicas; indução à elevação do desempenho das edificações habitacionais.

10 SiAC PBQP-H Perfil de Desempenho da Edificação - PDE: Documento de entrada de projeto que registra os requisitos dos usuários e respectivos níveis de desempenho a serem atendidos por uma edificação habitacional, conforme a ABNT NBR

11 2 Exigências: oportunidades de mudança Impacto no processo de projeto

12 Projeto integrado e compatibilizado 12

13 (retro-alimentação) Projeto integrado e compatibilizado Gestão de Portifólio Cultura Construtiva CLIEN T E (necessidades) Montagem Negócio Projeto do Produto arquitetura Projeto para Produção Projeto para Manutenção OBRA U SU ÁRIO (desempenho) Programa de Necessidades engenharias Projeto para Sustentabilidade Design for X INTERFACE 1 - entre os clientes e requisitos de projeto e o projeto do produto INTERFACE 2 - entre os projetos de arquitetura e engenharia e complementares INTERFACE 3 - entre projeto do produto e obra - Projeto para Produção INTERFACE 4 - entre o projeto do produto e o uso e manutenção do edifício (desempenho) INTERFACE 5 - entre o projeto do produto e o meio ambiente do edifício (desempenho) INTERFACE 6 - documentação (as built) e retro-alimentação obra - projetos para produção (futuros) INTERFACE 7 - retro-alimentação uso - requisitos do cliente _Avaliação Pós Ocupação - APO (futuros projetos) Copyright Prof. Marcio Fabrício reproduzido com permissão

14 Projeto integrado e compatibilizado

15 3 Desafios O que precisamos mudar

16 Lógica de contratação Mudanças significativas Como fazer frente às regras do mercado imobiliário? Custo Prazo - Escopo dos projetos melhor definido e contratado - Fortalecimento da coordenação - Check lists 16

17 PROPOSTA DE TRABALHO Consultoria Treinamento, diagnóstico, elaboração e implementação do processo de projeto de empresas de pequeno e médio porte para atendimento de requisitos da norma : ª

18 Escopo a) Realização de treinamento, para fornecer aos profissionais das empresas construtoras envolvidos na gestão de projetos e obras o entendimento mínimo sobre a filosofia e requisitos da NBR :2013. b) Realização de diagnóstico sobre o fluxo de trabalho e processos de desenvolvimento de projetos arquitetônicos e de engenharia das empresas. c) Proposição de diretrizes para melhoria do processo de projeto das empresas, visando sua adequação à implementação da NBR :2013. d) Fornecer diretrizes e auxiliar as empresas a desenvolverem ferramentas para contratação de projetistas e desenvolvimento e controle do processo de projeto. 1ª

19 Módulo 01 Treinamento sobre a NBR :2013 Introdução à Norma de Desempenho - ABNT NBR 15575: horas 03 horas Definições iniciais. Mudanças advindas com a Norma. Nível de Desempenho. Implicações para o processo de projeto e execução. 02 horas Projeto - VUP - Garantia - Como projetar pela norma? Incumbências 02 horas Materiais e Sistemas: Projeto e Especificação 03 horas Execução - Sustentabilidade (durabilidade, manutenabilidade, impacto ambiental) 02 horas Desempenho Acústico, Térmico e lumínico 03 horas Desempenho Estrutural, contra fogo, no uso e na operação 02 horas Habitabilidade: Estanqueidade, Saúde, higiene e qualidade do ar 02 horas Habitabilidade: Funcionalidade e acessibilidade, Conforto tátil e antropodinâmico) 01 hora Implicações no processo de projeto 1ª

20 Módulo 02 Diagnóstico sobre o processo de projeto 8 horas Consiste no mapeamento de rotinas associadas à gestão do processo de projeto da empresa: critérios para contratação de projetistas, fluxo de projetos, critérios para desenvolvimento de projetos, mecanismos de validação de projetos, gestão de documentos. Levantamento dos aspectos a serem reestruturados no processo de projeto, visando atendimento à NBR 15:575. 1ª

21 Módulo 03 Elaboração e implementação de modelo para o processo de projeto 50 horas Com base no diagnóstico, pretende-se estabelecer um modelo ad hoc para a empresa, levando em conta a especificidade de seus produtos. O modelo englobará definição de fases do processo de projeto, produtos por fase, work flow, mecanismos de contratação, análise crítica e validação de projetos. 1ª

22 CUSTO DO PROJETO Módulo Custo 01 - Treinamento R$6.050,00 02 Diagnóstico sobre o processo de projeto R$5.500,00 03 Elaboração e implementação de modelo para o processo de projeto R$14.300,00 Custos relativos a Translado R$ 4.070,00 Total R$29.920,00 Consultoria - 50 h Elaboração e implementação modelo processo de projeto Diagnóstico - 8 h Processo de projeto Treinamento - 20 h Introdução à Norma Desempenho 1ª

23 PROPOSTA DE TRABALHO Consultoria Acompanhamento de processo de projeto de empresas de pequeno e médio porte para atendimento aos requisitos da norma : ª

24 Escopo a) Fornecer diretrizes e auxiliar as empresas a desenvolverem ferramentas para contratação de projetistas e desenvolvimento e controle do processo de projeto b) Acompanhamento das soluções técnicas desenvolvidas pela empresa e seus contratados em projeto definido como projeto piloto. c) Estabelecer diretrizes e auxiliar no desenvolvimento de manuais e procedimentos internos de trabalho. 2ª

25 Módulo 04 Acompanhamento do processo de projeto para adequação à NBR :2013 Corresponderá ao apoio técnico prestado à empresa, referente às formas de se projetar e especificar materiais e sistemas de construção de modo a capacitar os funcionários para atender a norma de desempenho (ABNT NRB : 2013). Sob o mesmo viés, se auxiliará os membros da empresa a compor checklists e estruturas de trabalho de forma a garantir a construção e verificação dos projetos e especificações quanto aos parâmetros da norma. 2ª

26 CUSTO DO PROJETO Módulo 04 - Acompanhamento do processo de projeto para adequação à NBR :2013 Custo R$21.450,00 Custos relativos a Translado R$ 8.470,00 Total R$29.920,00 80 horas de consultoria por empresa 2ª

27 ENTIDADE EXECUTORA Fundep Universidade Federal de Minas Gerais EQUIPE Departamento de Engenharia de Materiais e Construção DEMC/UFMG APOIO

28 Equipe Prof. Dr. White Santos (UFMG) Coordenador Prof. Dr. Paulo Andery (UFMG) Prof. Roberto Guidugli, M.Sc (UFMG) Profª. Patricia Barbosa, M.Sc (UFMG) Arq. Ana Claudia Cotta (UFMG) Consultores específicos dependendo das demandas

29 Equipe Ana Cláudia Pereira Cotta Rezende Arquiteta Urbanista com ampla experiência em gestão, compatibilização, execução e validação de projetos, contratos e fiscalização de obras. Atuação como Gerente de Projetos, fazendo gestão de projetos de vários empreendimentos, de todas as classes sociais e de diferentes portes. Especialização em Gestão Estratégica de Negócios UFMG; Pós-graduação pelo Centro de Pós Graduação e Pesquisa em Administração da Faculdade de Ciências Econômicas; Mestrado em Construção Civil em andamento pela UFMG. Sócia proprietária da Valore Gerenciamento e Projetos LTDA, com atuação na área de gestão e compatibilização de projetos e desenvolvimento de projetos executivos com foco no desempenho, redução de custos e de interferências em obra. Experiência adquirida em atuação em grandes empresas: Direcional Engenharia - Gerente de Projetos (Abr/2008 Nov/2014), ViaShopping Empreendimentos e Participações LTDA - Gerente de Arquitetura e Obras (Mar/2006 Mar/2008), Departamento de Engenharia da Igreja Universal do Reino de Deus - Arquiteta - Coordenadora de Projetos (Jan/2005 Mar/2006), Myssior Gestão de Projetos - Gerente de Projetos (Mar/1998 a Dez/2004).

30 Equipe Patrícia Elizabeth Ferreira Gomes Barbosa Formada em Arquitetura e Urbanismo, com especialização em Engenharia de Produção Civil pela Universidade FUMEC e Mestre em Construção Civil Engenharia Civil pelo DEMC- UFMG ( Stricto Sensu). Consultora e Auditora de 3ªparte do SiAC do PBQP-h e ISO 9001 pela RINA Brasil Certificadora. Responsável pela Incorporação Imobiliária da Direcional Engenharia S.A., e Responsável Técnica de Projetos, sendo Gerente de Projetos e Qualidade da Construtora Vesper. Atualmente é sócia Proprietária da PgB Arquitetura, Engenharia & Negócios; É professora do Curso de Pós Graduação em Construção Civil do DEMC da UFMG e do Curso de Pós Graduação de Gestão de Projeto de Engenharia do UNIBH, ambos Latu Sensu. É professora eletiva dos Cursos de Engenharia Civil e Engenharia Ambiental e Sanitária e auxilia a Coordenação do Curso de Engenharia Civil do Centro Universitário Izabela Hendrix. Avaliadora de Artigos da Revista Gestão & Tecnologia de Projetos da USP (IAU- USP). É membro do Grupo de Pesquisa em Gestão de Projetos (UFMG) e também membro da Pesquisa do desdobramento em análise de projetos da norma ABNT NBR Edificações habitacionais Desempenho (UFMG).

31 Equipe Roberto Rafael Guidugli Filho Mestre em Engenharia de Produção na área de Gestão pela Qualidade pela Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Engenharia Econômica pela Fundação Dom Cabral. Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Ouro Preto. Atua como consultor em elaboração e gerenciamento de projetos, planejamento e controle de obras, organização administrativa, planejamento estratégico; desenho, implantação e melhoria de processos, melhoria da qualidade de produtos e serviços, aplicação de ferramentas administrativas e gerenciais; e Engenharia e Análise do Valor. É Auditor Líder do SiAQ - Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat; PBQP-H e da ABNT NBR ISO 9001 : 2008, desde É professor nos cursos de pós-graduação (lato sensu) na UFMG, IEC/PUC Minas e no Curso de Administração de Empresas da Faculdade Milton Campos.

32 Equipe Paulo Roberto Pereira Andery É Engenheiro e Doutor em Engenharia pela UFMG. É professor do Departamento de Engenharia de Materiais e Construção da UFMG. Coordenador do Grupo Mineiro de Gestão de Projetos e Desempenho. Ex-coordenador do Programa de Pós-graduação em Construção Civil da UFMG. É Editor Associado da Revista Gestão & Tecnologia de Projetos, Diretor da Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído e Membro da Comissão Nacional do SiAC - PBQP-h. Desenvolve projetos de pesquisa e consultoria da área de gestão de projetos, com ênfase em projetos de incorporação imobiliária e projetos complexos. Tem dezenas de trabalhos publicados em periódicos e congressos científicos, e é coautor de dois livros.

33 Equipe White José dos Santos Doutor em Engenharia Civil (UFV), Mestre em Ambiente Construído (UFJF), Pós-graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho (UFJF) e Graduado em Engenharia Civil (UFJF). Professor no Departamento de Engenharia de Materiais e Construção (DEMC); Professor no Curso de Especialização: Produção e Gestão do Ambiente Construído; Coordenador da área de Gestão do Desempenho do DEMC e Coordenador do Laboratório de Concreto e do Laboratório de Inovações em Materiais de Construção (LIMC); Atua nas áreas: Desempenho e Sustentabilidade das Edificações, Processos e Sistemas Construtivos, Manutenção de Edifícios; Gerenciamento de Obras e Materiais de Construção. Tem vários trabalhos publicados em periódicos e congressos científicos, e é coautor de três livros.

34 Equipe White José dos Santos Tel:

35 João Paulo Palmieri Analista Sebrae (32) / /

FOCO NO PROCESSO QUALIDADE. Cliente. Desenvolvimento do produto e projeto. Uso e operação. Gerenciamento e Execução de. Lançamento e vendas.

FOCO NO PROCESSO QUALIDADE. Cliente. Desenvolvimento do produto e projeto. Uso e operação. Gerenciamento e Execução de. Lançamento e vendas. QUALIDADE Cliente Uso e operação Desenvolvimento do produto e projeto FOCO NO Gerenciamento e Execução de obras PROCESSO Lançamento e vendas Suprimentos Planejamento e orçamento de obras Padronização dos

Leia mais

II Workshop de Desempenho

II Workshop de Desempenho II Workshop de Desempenho Alterações no Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras SiAC para Inclusão das Exigências da Norma de Desempenho ABNT NBR 15575 Marcos Galindo 26.06.2015

Leia mais

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO PARANÁ CÂMARA TÉCNICA DE ARQUITETURA DE INTERIORES

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO PARANÁ CÂMARA TÉCNICA DE ARQUITETURA DE INTERIORES CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO PARANÁ CÂMARA TÉCNICA DE ARQUITETURA DE INTERIORES A Câmara Técnica de Arquitetura de Interiores do CAU/PR Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Paraná, terá como

Leia mais

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE PBQP-H / SiAC

CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE PBQP-H / SiAC CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE PBQP-H / SiAC NORMA Nº: NIT-DICOR-007 APROVADA EM FEV/2010 01/07 SUMÁRIO 1 1 Objetivo 2 Campo de

Leia mais

A revisão 1 foi feita para contemplar as mudanças necessárias, em função da publicação das novas regras para utilização de identidade visual.

A revisão 1 foi feita para contemplar as mudanças necessárias, em função da publicação das novas regras para utilização de identidade visual. CRITÉRIOS ADICIONAIS PARA A ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE PBQP-H / SiAC NORMA Nº: NIT-DICOR-007 APROVADA EM JUL/07 /07 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação

Leia mais

Desde 1997. MG Engenharia Civil e Gerenciamento de Projetos Ltda

Desde 1997. MG Engenharia Civil e Gerenciamento de Projetos Ltda Desde 1997 MG Engenharia Civil e Gerenciamento de Projetos Ltda UM POUCO DA HISTÓRIA MG Engenharia Civil e Gerenciamento de Projetos Londrina Paraná Fundada pelo Engenheiro Civil MARCELO LUIZ GALDINO,

Leia mais

Clique para editar o estilo do título mestre

Clique para editar o estilo do título mestre Desenvolvimento e aplicação de metodologia de coordenação de projetos Primeira Etapa Segundo Módulo 20/01/2011 1 Módulo 2 Visitas às Empresas e Canteiros de Obras Objetivos: Discutir o conteúdo do Manual

Leia mais

Evento ASBEA. Mauricio Linn Bianchi Eng. Civil Diretor da BKO CTQ Sinduscon SP

Evento ASBEA. Mauricio Linn Bianchi Eng. Civil Diretor da BKO CTQ Sinduscon SP Evento ASBEA Mauricio Linn Bianchi Eng. Civil Diretor da BKO CTQ Sinduscon SP Evento ASBEA - Norma de Desempenho Perfil Empresarial em números 3 Prêmios Máster Imobiliário 1 24 Anos de experiência Prêmio

Leia mais

NBR 15.575 - UMA NOVA FERRAMENTA PARA A QUALIDADE ACÚSTICA NAS EDIFICAÇÕES.

NBR 15.575 - UMA NOVA FERRAMENTA PARA A QUALIDADE ACÚSTICA NAS EDIFICAÇÕES. NBR 15.575 - UMA NOVA FERRAMENTA PARA A QUALIDADE ACÚSTICA NAS EDIFICAÇÕES. Arq. Cândida Maciel Síntese Arquitetura 61-34685613 candida@sintesearquitetura.com.br NBR 15575- EDIFÍCIOS HABITACIONAIS DE ATÉ

Leia mais

Lançamento. Manual para Contratação de Projetos para o Desempenho de Edificações Habitacionais

Lançamento. Manual para Contratação de Projetos para o Desempenho de Edificações Habitacionais Lançamento Manual para Contratação de Projetos para o Desempenho de Edificações Habitacionais Manual para Contratação de Projetos para o Desempenho de Edificações Habitacionais Processo de Projeto para

Leia mais

Francisco Cardoso SCBC08

Francisco Cardoso SCBC08 Formando profissionais para a sustentabilidade Prof. Francisco CARDOSO Escola Politécnica da USP Francisco Cardoso SCBC08 1 Estrutura da apresentação Objetivo Metodologia Resultados investigação Conclusão:

Leia mais

1º passo 2º passo 3º passo

1º passo 2º passo 3º passo 1º passo 2º passo 3º passo Planejamento Estratégico: Missão e Visão Aplicação do Programa 5S Elaboração do Mapa de Processos 4º passo 5º passo Definição da Política da Qualidade e Escopo Grupos de Trabalho

Leia mais

PARÂMETROS PARA QUALIDADE ACÚSTICA NAS EDIFICAÇÕES CONFORME NBR 15.575

PARÂMETROS PARA QUALIDADE ACÚSTICA NAS EDIFICAÇÕES CONFORME NBR 15.575 EMPRESA NBR 15.575 DESEMPENHO ACÚSTICO PROJETO ACÚSTICO EXECUÇÃO PARÂMETROS PARA QUALIDADE ACÚSTICA NAS EDIFICAÇÕES CONFORME NBR 15.575 EMPRESA NBR 15.575 DESEMPENHO ACÚSTICO PROJETO ACÚSTICO EXECUÇÃO

Leia mais

Mercia Maria Teixeira Bezerra

Mercia Maria Teixeira Bezerra Mercia Maria Teixeira Bezerra Rua Anísio de Abreu, n 1549, Brasileira Marquês - Teresina PI CEP: 64.002-485 Casada Tel.: (86) 9982-5103/3221-1455/8813-1394 Nascimento: 20/12/1955 Email: merciatb@gmail.com

Leia mais

MANUAL DE DESCRIÇÃO E FUNÇÕES

MANUAL DE DESCRIÇÃO E FUNÇÕES MANUAL DE DESCRIÇÃO E FUNÇÕES TÍTULO DO CARGO: Diretor Comercial Garantir as melhores condições de rentabilidade para a empresa, na prospecção, desenvolvimento, contratação de obras e serviços. Superior

Leia mais

VIDA ÚTIL DE PROJETO COMO PREMISSA PARA O DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES HABITACIONAIS ABNT NBR 15575/2013 EDIFICAÇÕES HABITACIONAIS - DESEMPENHO

VIDA ÚTIL DE PROJETO COMO PREMISSA PARA O DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES HABITACIONAIS ABNT NBR 15575/2013 EDIFICAÇÕES HABITACIONAIS - DESEMPENHO VIDA ÚTIL DE PROJETO COMO PREMISSA PARA O DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES HABITACIONAIS ABNT NBR 15575/2013 EDIFICAÇÕES HABITACIONAIS - DESEMPENHO VIDA ÚTIL DE PROJETO COMO PREMISSA PARA O DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES

Leia mais

Denise Pereira Canedo

Denise Pereira Canedo Denise Pereira Canedo ''CURRICULUM VITAE'' Página 1 de 5 Denise Pereira Canedo Nascimento: 13/02/1972 Carteira de identidade: 836-803/SSP-MT Titulo eleitoral: 133135918/13 Cadastro de pessoa física: 545.264.931-04

Leia mais

ANÁLISE DE INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DO PROGRAMA BRASILEIRO DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE DO HABITAT (PBPQ-H) REVISÃO DEZEMBRO/2012.

ANÁLISE DE INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DO PROGRAMA BRASILEIRO DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE DO HABITAT (PBPQ-H) REVISÃO DEZEMBRO/2012. ANÁLISE DE INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE DO PROGRAMA BRASILEIRO DE QUALIDADE E PRODUTIVIDADE DO HABITAT (PBPQ-H) REVISÃO DEZEMBRO/2012. Gisele Hiromi Matsumoto de Freitas¹; Ronan Yuzo Takeda Violin²;

Leia mais

Desenvolve programa que incentiva as pessoas a trocarem os copos descartáveis por canecas individuais, estimulando o consumo responsável.

Desenvolve programa que incentiva as pessoas a trocarem os copos descartáveis por canecas individuais, estimulando o consumo responsável. 1. APRESENTAÇÃO O Instituto de Qualificação - IQ foi fundado em 2004 a partir da necessidade de oferecer qualificação profissional específica para engenheiros, arquitetos, agrônomos, geólogos, tecnólogos,

Leia mais

BPM Uma abordagem prática para o sucesso em Gestão de Processos

BPM Uma abordagem prática para o sucesso em Gestão de Processos BPM Uma abordagem prática para o sucesso em Gestão de Processos Este curso é ideal para quem está buscando sólidos conhecimentos em como desenvolver com sucesso um projeto de BPM. Maurício Affonso dos

Leia mais

Gestão da Qualidade PBQP-H

Gestão da Qualidade PBQP-H Gestão da Qualidade PBQP-H 2 www.nbs.com.br Soluções eficazes em Gestão de Negócios. Nossa Visão Ser referência em consultoria de desenvolvimento e implementação de estratégias, governança, melhoria de

Leia mais

DIRETRIZES TÉCNICAS AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO EM EDIFICAÇÕES 05/2015 DT 007/15 DTPC

DIRETRIZES TÉCNICAS AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO EM EDIFICAÇÕES 05/2015 DT 007/15 DTPC DIRETRIZES TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO EM EDIFICAÇÕES 05/2015 DT 007/15 DTPC 1 DIRETRIZES TÉCNICAS DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO EM EDIFICAÇÕES Presidente: Camil Eid. Vice Presidente Técnica: Miriana

Leia mais

VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE

VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE www.creato.com.br creato@creato.com.br QUEM SOMOS A CREATO CONSULTORIA E PROJETOS LTDA., fundada em 2000,

Leia mais

COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 172084. Sistemas construtivos inovadores X avaliação técnica com abordagem de desempenho X SINAT

COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 172084. Sistemas construtivos inovadores X avaliação técnica com abordagem de desempenho X SINAT COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 172084 Sistemas construtivos inovadores X avaliação técnica com abordagem de desempenho X SINAT Luciana Alves de Oliveira Palestra apresentada no SIMPÓSIO ALAGOANO DE ENGENHARIA

Leia mais

26/08/2015. A Engenharia Consultiva e o papel do Engenheiro Consultor. José Afonso Pereira Vitório Engenheiro Civil, Doutor em Estruturas

26/08/2015. A Engenharia Consultiva e o papel do Engenheiro Consultor. José Afonso Pereira Vitório Engenheiro Civil, Doutor em Estruturas A Engenharia Consultiva e o papel do Engenheiro Consultor José Afonso Pereira Vitório Engenheiro Civil, Doutor em Estruturas Vice-presidente de Ciência e Tecnologia do SINAENCO-PE Sócio de Vitório & Melo

Leia mais

PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES

PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES A Prima Consultoria A Prima Consultoria é uma empresa regional de consultoria em gestão, fundamentada no princípio de entregar produtos de valor para empresas, governo

Leia mais

VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE

VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE VIABILIZAMOS A CONSTRUÇÃO DE EMPREENDIMENTOS SUSTENTÁVEIS, CERTIFICÁVEIS E DE ALTA PERFORMANCE www.creato.com.br creato@creato.com.br QUEM SOMOS A CREATO CONSULTORIA E PROJETOS LTDA., fundada em 2000,

Leia mais

MS Project para Gerenciamento de Projetos

MS Project para Gerenciamento de Projetos MS Project para Gerenciamento de Projetos Sumário 03. A Voitto 05. MS Project para Gerenciamento de Projetos 06. Conteúdo Programático 11. Principais Instrutores 12. Visão dos Participantes 13. Vídeo Nossa

Leia mais

A VALIDAÇÃO DE PROJETO EM EMPRESAS CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS

A VALIDAÇÃO DE PROJETO EM EMPRESAS CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS A VALIDAÇÃO DE PROJETO EM EMPRESAS CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS Adriano Felice CAZET Engenheiro Civil, consultor de empresas Rua Tamandaí, 320/ap. 302 Santa Maria RS E-mail: technica@claro.com.br Sidnei

Leia mais

Qualidade na Indústria da Construção Civil

Qualidade na Indústria da Construção Civil Adm. Claudio Moitinho 5º SEMINÁRIO DE MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL UCSAL Qualidade na Indústria da Construção Civil O CÓDIGO DE HAMURABI 1700 A.C Se um construtor negociasse um imóvel que não fosse sólido

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DAS EMPRESAS DE PROJETO DE ARQUITETURA

QUALIFICAÇÃO DAS EMPRESAS DE PROJETO DE ARQUITETURA QUALIFICAÇÃO DAS EMPRESAS DE PROJETO DE ARQUITETURA Silvio Burrattino MELHADO Engenheiro Civil, Professor da Escola Politécnica da USP. Av. Prof. Almeida Prado, travessa 2, n 271, CEP 05508-900 São Paulo

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Iniciativa: SINDUSCON GOIÁS E FIEG

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Iniciativa: SINDUSCON GOIÁS E FIEG 1 ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DA CONSTRUÇÃO CIVIL Iniciativa: SINDUSCON GOIÁS E FIEG Breve Histórico Segundo semestre de 2011 CEF procurou o Sinduscon- Goiás para tratar de problemas detectados nas obras M.C.M.V.

Leia mais

Desenvolvimento de construtoras e empreiteiros

Desenvolvimento de construtoras e empreiteiros Desenvolvimento de construtoras e empreiteiros Renato Regazzi Impacto do crescimento da construção Números em 2010 R$ 152,4 bilhões PIB do setor 2010 Emprego formal 2,8 milhões de trabalhadores no estoque

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Antonio Carlos Mendes Thame) Dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de Informata - que engloba todos os profissionais de Informática. O Congresso Nacional

Leia mais

APRESENTAÇÃO A BIOEC

APRESENTAÇÃO A BIOEC APRESENTAÇÃO Empresa especializada em elaboração, execução e gerenciamento de projetos ambientais. Formada por profissionais altamente qualificados, que buscam desenvolver projetos eficientes e inovadores,

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA

MANUAL DA QUALIDADE DA CONSTRUTORA COPEMA 1/10 INFORMAÇÕES SOBRE A EMPRESA... 2 ABRANGÊNCIA DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE... 3 1. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE:... 4 - MANUAL DA QUALIDADE... 4 Escopo do SGQ e definição dos clientes... 4 Política

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Flores da Cunha /RS - Junho, 2015.

APRESENTAÇÃO. Flores da Cunha /RS - Junho, 2015. APRESENTAÇÃO A Biossplena - Projetos Ecodinâmicos é uma empresa que atua há cinco anos no Brasil, desenvolvendo e assessorando projetos para EMPREENDIMENTOS URBANÍSTICOS, com foco nas comunidades planejadas,

Leia mais

NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto

NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto 38 a. ASSEMBLEIA & 1º FORUM ANUAL 21 de Maio de 2010 NORMAS DE DESEMPENHO: Alinhamento da Arquitetura Brasileira aos Padrões Mundiais de Projeto Arquiteta Ana Maria de Biazzi Dias de Oliveira anabiazzi@uol.com.br

Leia mais

Painéis de concreto pré-moldados e soluções complementares para o segmento econômico. Otávio Pedreira de Freitas Pedreira Engenharia Ltda

Painéis de concreto pré-moldados e soluções complementares para o segmento econômico. Otávio Pedreira de Freitas Pedreira Engenharia Ltda Painéis de concreto pré-moldados e soluções complementares para o segmento econômico Otávio Pedreira de Freitas Pedreira Engenharia Ltda Painéis de concreto pré-moldados e soluções complementares para

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura OEI/TOR/MEC/DTI nº 003/2009 TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Projeto: OEI/BRA/09/004

Leia mais

Ministério das Cidades PBQP-H E A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Ministério das Cidades PBQP-H E A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA CONSTRUÇÃO CIVIL Ministério das Cidades PBQP-H E A INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NA CONSTRUÇÃO CIVIL Histórico 1991 PRONATH Prog. Nac. de Tecnologia da Habitação 1993 PROTECH Vilas Tecnológicas 1996 Programa de Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

de Desempenho e as Inovações Tecnológicas

de Desempenho e as Inovações Tecnológicas Seminário: Painel II Sistemas Industrializados à Base de Cimento para A Norma Habitação de Desempenho e as Inovações Tecnológicas Inovações Tecnológicas na CAIXA São Paulo, 31 de agosto 2011 VIGOV Vice-Presidência

Leia mais

Estratégia de Evolução do Sw-CMM Nível 2 para o CMMI Nível 3 Integrado à Norma ISO 9001:2000 na Atech

Estratégia de Evolução do Sw-CMM Nível 2 para o CMMI Nível 3 Integrado à Norma ISO 9001:2000 na Atech ZZZDWHFKEU Estratégia de Evolução do Sw-CMM Nível 2 para o CMMI Nível 3 Integrado à Norma ISO 9001:2000 na Atech 8-1 Agenda - Atech Tecnologias Críticas - Fábrica de Software da Atech - Norma NBR ISO 9001

Leia mais

E-mail: Currículo lattes:

E-mail: Currículo lattes: CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL Adalberto Wolmer do Nascimento Silva (Especialista) Regime de Trabalho: Tempo Parcial Área de Conhecimento:

Leia mais

2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte

2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte 2.12- Criação/Implantação de Processo de Garantia da Qualidade para Empresas de Software de Pequeno Porte O MPS.BR tem como foco, ainda que não exclusivo, atender a micro, pequenas e médias empresas de

Leia mais

CAMINHOS PARA A COMPETITIVIDADE DA CONSTRUÇÃO E A IMPORTÂNCIA DA INDUSTRIALIZAÇÃO. Roberto de Souza Presidente do CTE

CAMINHOS PARA A COMPETITIVIDADE DA CONSTRUÇÃO E A IMPORTÂNCIA DA INDUSTRIALIZAÇÃO. Roberto de Souza Presidente do CTE CAMINHOS PARA A COMPETITIVIDADE DA CONSTRUÇÃO E A IMPORTÂNCIA DA INDUSTRIALIZAÇÃO Roberto de Souza Presidente do CTE RESULTADOS O CTE atua desde 1990 na cadeia produtiva da construção. Hoje contamos

Leia mais

ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETOS MÓDULO 12

ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETOS MÓDULO 12 ELABORAÇÃO E ANÁLISE DE PROJETOS MÓDULO 12 Índice ANEXO 1: Projeto para Implantação de um Novo Curso de Mestrado em uma Instituição de Ensino Superior....3 1. Introdução...3 2. Justificativa do projeto...3

Leia mais

A Carta da Qualidade da Habitação Cooperativa (Carta) é um

A Carta da Qualidade da Habitação Cooperativa (Carta) é um CARTA DA QUALIDADE DA HABITAÇÃO COOPERATIVA Carta da Qualidade da Habitação Cooperativa A Carta da Qualidade da Habitação Cooperativa (Carta) é um instrumento de promoção, afirmação e divulgação, junto

Leia mais

UNI VERSI DADE DE PERNAMBUCO PEDRO DE ALCÂNTARA NETO

UNI VERSI DADE DE PERNAMBUCO PEDRO DE ALCÂNTARA NETO UNI VERSI DADE DE PERNAMBUCO PEDRO DE ALCÂNTARA NETO OBJETIVOS OBJETIVO GERAL Os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu em Engenharia Naval e Offshore na UPE desenvolvem a capacidade para planejar, desenvolver

Leia mais

AMBIENTE EFICIENTE Consultoria

AMBIENTE EFICIENTE Consultoria AMBIENTE EFICIENTE Consultoria ESCOPO DOS SERVIÇOS CERTIFICAÇÃO LEED A certificação LEED pode ser aplicada no Brasil em oito tipologias: Novas Construções (New Construction) Edifícios Existentes Operação

Leia mais

Processo AQUA. Alta Qualidade Ambiental

Processo AQUA. Alta Qualidade Ambiental Processo AQUA Alta Qualidade Ambiental Processo AQUA o que é? O Processo AQUA é um Processo de Gestão Total do Projeto para obter a Alta Qualidade Ambiental do seu Empreendimento de Construção. Essa qualidade

Leia mais

Estrutura do Ministério das Cidades

Estrutura do Ministério das Cidades Estrutura do Ministério das Cidades Ministro Conselho Nacional das Cidades Secretarias Gabinete Sec. Executiva Habitação Saneamento Ambiental Transporte e da Mobilidade Urbana Programas Urbanos PBQP-H

Leia mais

ARQUITETURA E URBANISMO COORDENADOR DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

ARQUITETURA E URBANISMO COORDENADOR DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQUITETURA E URBANISMO TURMA AN6AU ENIO MORO JUNIOR COORDENADOR DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Graduação (1983), Mestrado (1999) e Doutorado (2005) em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura

Leia mais

MÉTODO ÁREAS DE ATUAÇÃO DIFERENCIAIS / TECNOLOGIA TECNOLOGIA BIM

MÉTODO ÁREAS DE ATUAÇÃO DIFERENCIAIS / TECNOLOGIA TECNOLOGIA BIM MÉTODO ÁREAS DE ATUAÇÃO DIFERENCIAIS / TECNOLOGIA TECNOLOGIA BIM Método Engenharia O futuro em construção 40 anos de experiência 6 milhões de m² construídos em projetos realizados no Brasil e no exterior

Leia mais

CURSO ADMINISTRAÇÃO PROJETO INTEGRADOR 2014-1 TURMAS: AG03TA-AG03NA-AG04NA-AG05NA AG06NA-AG07TA-AG07NA

CURSO ADMINISTRAÇÃO PROJETO INTEGRADOR 2014-1 TURMAS: AG03TA-AG03NA-AG04NA-AG05NA AG06NA-AG07TA-AG07NA CURSO ADMINISTRAÇÃO PROJETO INTEGRADOR 2014-1 TURMAS: AG03TA-AG03NA-AG04NA-AG05NA AG06NA-AG07TA-AG07NA 1. TEMA: Empreendedorismo e Inovação nas Organizações: o diferencial competitivo. As empresas buscam

Leia mais

A EMPRESA. Um futuro melhor, mais que um compromisso, um objetivo que a Rottas Construtora realiza dia após dia.

A EMPRESA. Um futuro melhor, mais que um compromisso, um objetivo que a Rottas Construtora realiza dia após dia. A EMPRESA Um futuro melhor, mais que um compromisso, um objetivo que a Rottas Construtora realiza dia após dia. Com sede em Curitiba Paraná e presença em todo o sul do Brasil, a Rottas Construtora tem

Leia mais

ESCOPO DE SERVIÇOS PARA COORDENAÇÃO DE PROJETOS

ESCOPO DE SERVIÇOS PARA COORDENAÇÃO DE PROJETOS IV WBGPPCE 2004 Workshop Brasileiro de Gestão do Processo de Projeto na Construção de Edifícios ESCOPO DE SERVIÇOS PARA COORDENAÇÃO DE PROJETOS MELHADO, Silvio, Doutor e Livre-Docente, Professor Associado

Leia mais

Marcos Antonio Lima de Oliveira, MSc Quality Engineer ASQ/USA Diretor da ISOQUALITAS www.qualitas.eng.br qualitas@qualitas.eng.

Marcos Antonio Lima de Oliveira, MSc Quality Engineer ASQ/USA Diretor da ISOQUALITAS www.qualitas.eng.br qualitas@qualitas.eng. 01. O QUE SIGNIFICA A SIGLA ISO? É a federação mundial dos organismos de normalização, fundada em 1947 e contanto atualmente com 156 países membros. A ABNT é representante oficial da ISO no Brasil e participou

Leia mais

Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA

Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA Junho 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO Pg. 03 2. OBJETO Pg. 03 3. ESCOPO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS Pg. 03 4. DIRETRIZES PARA

Leia mais

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS ARQUITETÔNICOS

LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS ARQUITETÔNICOS LOCAIS DE TRABALHO COM QUALIDADE E PRODUTIVIDADE PROJETOS ARQUITETÔNICOS PROJETOS ARQUITETÔNICOS 01 NOSSOS SERVIÇOS Após 35 anos de experiência na área de edificações para o mercado imobiliário gaúcho,

Leia mais

FCH Consultoria e Projetos de Engenharia Escritório: São Paulo Atuação: Nacional

FCH Consultoria e Projetos de Engenharia Escritório: São Paulo Atuação: Nacional Projeto de Revestimento de Fachada em Argamassa Engª MSc Fabiana Andrade Ribeiro www.fchconsultoria.com.br Projeto de Revestimento de Fachada Enfoque na Racionalização FCH Consultoria e Projetos de Engenharia

Leia mais

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação

ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação ABNT NBR 16001:2004 Os Desafios e Oportunidades da Inovação A Dinâmica da Terra é uma empresa onde o maior patrimônio é representado pelo seu capital intelectual. Campo de atuação: Elaboração de estudos,

Leia mais

MBS44ªTURMA CURSO AVANÇADO EM SEGURANÇA EMPRESARIAL

MBS44ªTURMA CURSO AVANÇADO EM SEGURANÇA EMPRESARIAL MBS44ªTURMA CURSO AVANÇADO EM SEGURANÇA EMPRESARIAL CURSO AVANÇADO EM SEGURANÇA EMPRESARIAL MBS - MASTER BUSINESS SECURITY Na era da informação, onde as carreiras profissionais são moldadas pelo mercado

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Atuar na área de Qualidade, Produtividade (Processos) e Meio Ambiente

CURRICULUM VITAE. Atuar na área de Qualidade, Produtividade (Processos) e Meio Ambiente CURRICULUM VITAE Rita de Cassia Sabatini Reche 37 anos - Casada End: Rua das Ameixeiras nº 621 Bloco 13 A Cep:06713-320 - Jd. Petrópolis Cotia - SP Tel:11*4243-1378 / 11* 9768-3765 OBJETIVO: Atuar na área

Leia mais

A Aplicabilidade de Alvenaria Estrutural em Edificações Residenciais de Alto Padrão. André Bezerra Coordenador de Obras MPD engenharia Ltda.

A Aplicabilidade de Alvenaria Estrutural em Edificações Residenciais de Alto Padrão. André Bezerra Coordenador de Obras MPD engenharia Ltda. A Aplicabilidade de Alvenaria Estrutural em Edificações Residenciais de Alto Padrão Palestrante: André Bezerra Coordenador de Obras MPD engenharia Ltda. 27 anos de atuação na construção civil. Iniciou

Leia mais

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos

SIMPROS 2001. Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Experiência de implantação da norma ISO 9001:2000 a partir da utilização da ISO/IEC TR 15504 (SPICE) para Melhoria de Processos Adilson Sérgio Nicoletti Blumenau, SC - setembro de 2001 Conteúdo Apresentação

Leia mais

quem somos ...otimiza o ambiente de trabalho, adapta as diversas possibilidades do empreendimento... Solução completa para espaços corporativos.

quem somos ...otimiza o ambiente de trabalho, adapta as diversas possibilidades do empreendimento... Solução completa para espaços corporativos. 2006/2009 quem somos Solução completa para espaços corporativos. A Std Office traz toda expertise do Grupo Stadia, com novas tecnologias, aplicada a arquitetura e engenharia otimiza o ambiente de trabalho,

Leia mais

PROJETOS ARQUITETÔNICOS

PROJETOS ARQUITETÔNICOS PROJETOS ARQUITETÔNICOS ESTRUTURA CURRICULAR Metodologia da Pesquisa Científica Metodologia do Projeto Arquitetônico Detalhes Arquitetônicos Ergonomia e Acessibilidade Conforto Ambiental em Projetos Arquitetônicos

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade MQ Manual da Qualidade SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2

Sistema de Gestão da Qualidade MQ Manual da Qualidade SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2 Revisão:14 Folha:1 de17 SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. RESPONSABILIDADE DA DIREÇÃO... 3 2.1 POLÍTICA DA QUALIDADE... 3 2.2 OBJETIVOS DA QUALIDADE... 4 2.3 ORGANIZAÇÃO DA EMPRESA PARA A QUALIDADE...

Leia mais

AS LEIS ESTÃO PARA OS ADVOGADOS ASSIM COMO AS NORMAS TÉCNICAS ESTÃO PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS

AS LEIS ESTÃO PARA OS ADVOGADOS ASSIM COMO AS NORMAS TÉCNICAS ESTÃO PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS PAINEL 2 As perícias Judiciais em edificações e a ABNT NBR15575:2010 Edifícios Habitacionais de até 5 pavimentos - Desempenho Apresentação PAULO GRANDISKI Eng. Civil IBAPE/SP 1 AS LEIS ESTÃO PARA OS ADVOGADOS

Leia mais

Master Business Administration

Master Business Administration O que é um MBA? Significa: Master Business Administration O termo MBA nasceu nos Estados Unidos, e várias escolas e universidades renomadas oferecem este curso no exterior. Já no Brasil, muitas escolas

Leia mais

M A N U A L D A Q U A L I D A D E

M A N U A L D A Q U A L I D A D E M A N U A L D A Q U A L I D A D E 14ª Versão Última atualização: MANUAL DA QUALIDADE - Rev. Data Elaborado por Descrição da alteração 01 10/06/2012 Hélio Lipiani Versão Inicial 02 20/07/2010 Hélio Lipiani

Leia mais

Nani de Castro. Sumário. Resumo de Qualificações... 2. Atuação no Mercado... 3. Formação Profissional... 5. Contatos... 6.

Nani de Castro. Sumário. Resumo de Qualificações... 2. Atuação no Mercado... 3. Formação Profissional... 5. Contatos... 6. Sumário Resumo de Qualificações... 2 Atuação no Mercado... 3 Formação Profissional... 5 Contatos... 6 Página 1 de 6 Resumo de Qualificações Consultora responsável pela organização e gestão da RHITSolution,

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini - Junho 2010

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini - Junho 2010 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini - Junho 2010 A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA O SETOR DE REAL ESTATE Prof. Dr. João da Rocha Lima Jr. Prof. Dr. Claudio Tavares de Alencar.

Leia mais

PORTFÓLIO. www.aljosconstrutora.com.br

PORTFÓLIO. www.aljosconstrutora.com.br PORTFÓLIO www.aljosconstrutora.com.br INFORMAÇÕES GERAIS DENOMINAÇÃO SOCIAL: Aljos Engenharia LTDA TIPO DE EMPRESA: Sociedade Empresária por quotas integralizadas OBJETO: A Sociedade tem por objeto os

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software

Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em Desenvolvimento de Software Rafael Espinha, Msc rafael.espinha@primeup.com.br +55 21 9470-9289 Maiores informações: http://www.primeup.com.br riskmanager@primeup.com.br +55 21 2512-6005 Avaliação de Riscos Aplicada à Qualidade em

Leia mais

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS MBA Contabilidade & Direito Tributário. Parceria: IPOG/Sinduscon-RS O IPOG em parceria com o CRC-RS, traz à Porto Alegre o MBA em Contabilidade & Direito Tributário, que já é sucesso, com mais de 20 turmas

Leia mais

Diretrizes visando a melhoria de projetos e soluções construtivas na expansão de habitações de interesse social 1

Diretrizes visando a melhoria de projetos e soluções construtivas na expansão de habitações de interesse social 1 Diretrizes visando a melhoria de projetos e soluções construtivas na expansão de habitações de interesse social 1 1. INTRODUÇÃO 1.1. Justificativa O tema estudado no presente trabalho é a expansão de habitações

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Desenvolvimento de Empresas de TI pela ISO 29.110

Desenvolvimento de Empresas de TI pela ISO 29.110 Desenvolvimento de Empresas de TI pela ISO 29.110 O que é a ISO 29.110? É um programa para a melhoria dos processos das empresas de TI, levando em consideração; Análise dos requisitos dos clientes; Gerenciamento

Leia mais

EIXO DE APRENDIZAGEM: CERTIFICAÇÃO E AUDITORIA Mês de Realização

EIXO DE APRENDIZAGEM: CERTIFICAÇÃO E AUDITORIA Mês de Realização S QUE VOCÊ ENCONTRA NO INAED Como instituição que se posiciona em seu mercado de atuação na condição de provedora de soluções em gestão empresarial, o INAED disponibiliza para o mercado cursos abertos,

Leia mais

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L

Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Assessoria Consultoria Treinamento F I N A N C E I R A - E M P R E S A R I A L Quem somos Bem vindo à Nord. Formada por profissionais oriundos do mercado financeiro, com formações multidisciplinares e

Leia mais

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti

Governança AMIGA. Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti e d a id 4 m IN r fo a n m Co co M a n ua l Governança AMIGA Para baixar o modelo de como fazer PDTI: www.microsoft.com/brasil/setorpublico/governanca/pdti Um dos grandes desafios atuais da administração

Leia mais

PALESTRA. Aplicação da Norma IEEE 829 como Mecanismo de Gerência do Processo de Teste de Produtos de Software. CenPRA

PALESTRA. Aplicação da Norma IEEE 829 como Mecanismo de Gerência do Processo de Teste de Produtos de Software. CenPRA PALESTRA Aplicação da Norma IEEE 829 como Mecanismo de Gerência do Processo de Teste de Produtos de Software Centro de Pesquisas Renato Archer Laboratório de Qualidade de Processos de Software - LQPS www.cenpra.gov.br

Leia mais

BIM na prática: Como uma empresa construtora pode fazer uso da tecnologia BIM

BIM na prática: Como uma empresa construtora pode fazer uso da tecnologia BIM BIM na prática: Como uma empresa construtora pode fazer uso da tecnologia BIM Joyce Delatorre Método Engenharia O uso da Tecnologia BIM promete trazer ganhos em todas as etapas no ciclo de vida de um empreendimento.

Leia mais

ESTRUTURA ISO 9.001:2008

ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Sistema de Gestão Qualidade (SGQ) ESTRUTURA ISO 9.001:2008 Objetivos: Melhoria da norma existente; Melhoria do entendimento e facilidade de uso; Compatibilidade com a ISO 14001:2004; Foco Melhorar o entendimento

Leia mais

ENCONTRO SOBRE INOVAÇÃO E CRITÉRIOS SUSTENTÁVEIS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

ENCONTRO SOBRE INOVAÇÃO E CRITÉRIOS SUSTENTÁVEIS NA CONSTRUÇÃO CIVIL ENCONTRO SOBRE INOVAÇÃO E CRITÉRIOS SUSTENTÁVEIS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Majestic Palace Hotel 16 I out I 2012 19h I 22h consultores Promover o desenvolvimento de forma sustentável, surgiu a necessidade de

Leia mais

NOSSA EMPRESA NOSSOS GESTORES

NOSSA EMPRESA NOSSOS GESTORES NOSSA EMPRESA A ViaGestão é uma empresa prestadora de soluções, composta por profissionais com ampla experiência no mercado, aliada a grande vivência didática em diversas áreas da gestão empresarial. Temos

Leia mais

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração Anexo II a que se refere o artigo 2º da Lei nº xxxxx, de xx de xxxx de 2014 Quadro de Analistas da Administração Pública Municipal Atribuições Específicas DENOMINAÇÃO DO CARGO: DEFINIÇÃO: ABRANGÊNCIA:

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL DESAFIOS 2020 COMAT

CONSTRUÇÃO CIVIL DESAFIOS 2020 COMAT CONSTRUÇÃO CIVIL DESAFIOS 2020 COMAT Data: 22/maio/2014 MOTIVAÇÃO? ELABORAÇÃO Coleta de informações Organização das reflexões MISSÃO INTERNACIONAL Obra em Stuttgart: Industrialização do processo construtivo

Leia mais

O impacto da Norma de Desempenho NBR 15575 na Indústria de materiais e componentes visando o atendimento do desempenho acústico

O impacto da Norma de Desempenho NBR 15575 na Indústria de materiais e componentes visando o atendimento do desempenho acústico O impacto da Norma de Desempenho NBR 15575 na Indústria de materiais e componentes visando o atendimento do desempenho acústico Vera Fernandes Hachich Sócia-gerente da PBQP-H INMETRO Programas Setoriais

Leia mais

Metodologia para implantação do PBQP-H em empresas construtoras no Noroeste Fluminense: um estudo de caso.

Metodologia para implantação do PBQP-H em empresas construtoras no Noroeste Fluminense: um estudo de caso. Metodologia para implantação do PBQP-H em empresas construtoras no Noroeste Fluminense: um estudo de caso. Alex Alves Gomes (Faculdade Redentor / UNIG / SENAI-Itaperuna) alexalvesgomes@bol.com.br Resumo

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Projeto: OEI/BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação (MEC) em seus processos de formulação, implantação e

Leia mais

Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu E AUDITORIA.

Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu E AUDITORIA. Projeto de Curso de Pós-Graduação MULTI MBA FAGV TURMA 02. MBA Master in Business Administration Especialização Lato-Sensu GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS E PROJETOS - GESTÃO ESTRATÉGICA DE PESSOAS E LIDERANÇA

Leia mais

Desafios na Operação & Manutenção de Edificações Existentes

Desafios na Operação & Manutenção de Edificações Existentes Seminário Desempenho e Segurança Operacional em Edificações Existentes USP São Paulo Desafios na Operação & Manutenção de Edificações Existentes São Paulo - 09/04/2013 Por Alexandre M. F. Lara Palestrante

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO, BACHARELADO CURRÍCULO 1620 REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições

Leia mais

de empresas, empreendimentos, projetos e obras: tendências e práticas

de empresas, empreendimentos, projetos e obras: tendências e práticas ENCONTRO DE DIRETORES E GESTORES DA CONSTRUÇÃO Planejamento, gestão e governança corporativa de empresas, empreendimentos, projetos e obras: tendências e práticas Por Roberto Souza CONSULTORIA E GERENCIAMENTO

Leia mais