Seguro de Vida Crédito Protecção Base de Cartões

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Seguro de Vida Crédito Protecção Base de Cartões"

Transcrição

1 Seguro de Vida Crédito Protecção Base de Cartões Condições Gerais, Condições Especiais e Condições Particulares Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2014 Peanuts Worldwide

2 Condições Gerais ARTIGO 1º - PARTES CONTRATANTES O presente Contrato de Seguro de Grupo é celebrado entre a American Life Insurance Company, uma sociedade do Grupo MetLife, Inc., Sucursal em Portugal, adiante designada por Segurador, com escritório na Av. da Liberdade, n 36, 4 andar, em Lisboa, e o Tomador do Seguro, identificado nas Condições Particulares da Apólice. ARTIGO 2º - DEFINIÇÕES 2.1 No presente Contrato, os seguintes termos, expressões e designações têm o significado que a seguir se indica: a) Segurador - American Life Insurance Company, Sucursal em Portugal, entidade que celebra com o Tomador do Seguro o contrato de seguro e assume a cobertura dos riscos que são objecto do mesmo. b) Tomador do Seguro A entidade que celebra este Contrato com o Segurador, sendo responsável pelo pagamento do Prémio. c) Pessoa Segura - Aquela cuja vida se segura e que se encontra sujeita aos riscos que, nos termos acordados, são objecto do Contrato. d) Beneficiários - Pessoa colectiva ou singular, a favor de quem revertem as prestações do Segurador nos termos do Contrato. e) Seguro de Grupo - Seguro de um conjunto de pessoas ligadas ao Tomador do Seguro por um vínculo ou interesse comum, que não seja o da efectivação do seguro. f) Seguro de Grupo Contributivo - Seguro de Grupo em que as Pessoas Seguras contribuem para o pagamento parcial ou total do Prémio devido pelo Tomador do Seguro. g) Grupo Seguro - Conjunto de pessoas que preencham as condições de elegibilidade contratualmente estabelecidas nesta Apólice e que venham a aderir ao contrato de seguro. h) Apólice - Documento que titula o Contrato celebrado entre o Tomador do Seguro e o Segurador e que é constituído pelas presentes Condições Gerais, pelas Condições Especiais, Particulares e eventuais Actas Adicionais. i) Acta Adicional - Documento que titula alterações a uma Apólice. j) Contrato - Condições Gerais, Especiais, Particulares e eventuais Actas Adicionais. k) Proposta de Adesão - Documento assinado pelo proponente, no qual este declara preencher as Condições de Elegibilidade e solicita a sua inclusão no Contrato. A Proposta pode ser preenchida com a celebração do Contrato de Financiamento ou de Cartão de Crédito, ou posteriormente, conforme estipulado nas Condições Particulares. A Proposta de Adesão poderá ainda ser feita por via telefónica. l) Declaração de Adesão Documento que titula a adesão da Pessoa Segura ao Contrato. A Proposta e a Declaração de Adesão podem ser abrangidas num documento único. m) Contrato de Crédito O contrato por meio do qual uma entidade financeira concede à Pessoa Segura um crédito, designadamente sob a forma de diferimento de pagamento, utilização de cartões de crédito ou qualquer outro acordo de financiamento legalmente admissível, o qual serve de base ao presente Contrato. n) Data de Renovação - Prorrogação do Contrato a 1 de Janeiro de cada ano, qualquer que tenha sido a data de início do Contrato. o) Prémio - Montante devido pelo Tomador do Seguro, nas datas acordadas, incluindo todos os respectivos custos e encargos, que abrange os prémios devidos por cada um dos Aderentes ao Contrato. p) Protocolo de Gestão Documento que descreve os aspectos e procedimentos administrativos do Contrato, entre os quais a aceitação e validação das Pessoas Seguras por parte do Tomador do Seguro, o tipo e conteúdo de informação a comunicar entre as partes, o método de cálculo do Prémio, bem como a definição das obrigações e direitos das partes ao Contrato. q) Participação de Sinistro Documento obrigatório para accionar uma cobertura prevista no Contrato. O referido documento deve ser preenchido e assinado pela Pessoa Segura, ou pelos seus herdeiros legais na impossibilidade daquela. A forma, o conteúdo e o prazo de entrega da Participação de Sinistro são definidos pelo Segurador. r) Franquia Temporal - Diferimento temporal do início das coberturas da Apólice em caso de sinistro. s) Período de Carência - Período em que, imediatamente após a adesão ao Contrato, a cobertura não se aplica. t) Prestações Pecuniárias - Importâncias que, conforme estabelecido formalmente no Contrato de Crédito, a Pessoa Segura está obrigada a pagar periodicamente ao Tomador do Seguro. u) Aderente Pessoa Segura que, tendo preenchido a Proposta de Adesão ou tendo esta sido feita por via telefónica tenha aderido ao Contrato por telefone, se encontra abrangida no Grupo Seguro. 2.2 Qualquer outro termo, expressão ou designação utilizada nestas Condições Gerais e restantes elementos da Apólice que não conste do ponto anterior, terá o significado que lhe é usualmente atribuído no Sector Segurador. 2

3 Protecção Base de Cartões 2.3 As definições constantes do ponto 1 supra abrangem a utilização dos respectivos termos, expressões ou designações no feminino e no masculino, no plural e no singular. 2.4 As referências a qualquer artigo, parágrafo, alínea ou anexo, consideram-se efectuadas em relação às presentes Condições Gerais. 2.5 Os títulos e epígrafes são utilizados no presente Contrato por mera conveniência das partes, não afectando a interpretação do Contrato. ARTIGO 3º - ÂMBITO DO CONTRATO 3.1 Ao abrigo das presentes Condições Gerais, o Segurador garante como cobertura principal o risco de morte (M) da Pessoa Segura, a qual se pode complementar com outras coberturas de acordo com as respectivas condições especiais desde que mencionadas nas respectivas condições particulares. 3.2 Em cumprimento das coberturas referidas no número anterior, o Segurador obriga-se ao pagamento do capital seguro nos termos e limites fixados nas presentes Condições Gerais e nas Condições Particulares. 3.3 Esta modalidade de Seguro de Grupo não confere direito a valores de redução, resgate, adiantamento, nem a participação nos resultados Salvo disposição em contrário nas Condições Particulares, não há limitação ao âmbito territorial de aplicação das coberturas previstas no presente Contrato. ARTIGO 4º - RISCOS COBERTOS E EXCLUÍDOS 4.1 O Segurador cobre todos os riscos de M, independentemente das circunstâncias, causas ou locais, sendo excluídos os seguintes riscos: a) o suicídio durante os dois primeiros anos a contar da data de adesão da Pessoa Segura; b) os riscos de navegação aérea em que se utilize um avião sem certificado de navegabilidade válido ou conduzido por piloto não munido do respectivo brevet, ou não autorizado legalmente a pilotar a aeronave em causa; c) os riscos de pára-quedismo, de participação em certames aeronáuticos, acrobacias aéreas, recordes de voo, suas tentativas e ensaios preparatórios, bem como voos experimentais; d) o risco de guerra civil ou internacional, tenha, ou não, sido formalmente declarada; e) os tremores de terra ou outros fenómenos da natureza; f) os actos de terrorismo e sabotagem, atentados, tumultos ou quaisquer outras alterações da ordem pública; g) As consequências de reacção ou radiação nuclear e contaminação radioactiva; h) os riscos decorrentes de acto criminoso de que a Pessoa Segura seja autor material ou moral ou de que tenha sido cúmplice ou em que, por qualquer outra forma, tenha participado; i) os riscos decorrentes do uso de estupefacientes ou fármacos não receitados clinicamente, bem como os riscos decorrentes da acção ou omissão da Pessoa Segura sob o efeito de álcool desde que sejam ultrapassados os limites legalmente estabelecidos. j) a doença causada indirecta ou directamente por HIV ou outras doenças relacionadas, incluindo SIDA; k) o risco que resulte, directa ou indirectamente, de qualquer acidente ocorrido nos 12 meses anteriores à data de entrada em vigor da adesão ou de qualquer lesão, deficiência ou doença diagnosticada nos 12 meses anteriores à data de adesão ao seguro, sendo situações que fossem ou devessem razoavelmente ser do conhecimento da Pessoa Segura e que esta não tivesse declarado na Proposta de Adesão; l) morte resultante da prática profissional ou amadora de desportos perigosos. ARTIGO 5º - INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO 5.1 O Contrato tem início às zero horas da data indicada nas Condições Particulares e é subscrito por um período inicial que termina em 31 de Dezembro do mesmo ano, renovando-se automaticamente a 1 de Janeiro de cada ano, por períodos sucessivos de um ano. 3

4 Condições Gerais 5.2 Sem prejuízo de outras causas ou formas de cessação do Contrato previstas na lei ou no próprio Contrato, qualquer das partes poderá denunciar o Contrato mediante comunicação enviada com uma antecedência mínima de 60 (sessenta) dias relativamente à Data de Renovação do Contrato. 5.3 A renovação do Contrato em condições diferentes das inicialmente contratadas deve ser formalizada através de proposta escrita e comunicada à outra parte com uma antecedência mínima de 60 (sessenta) dias relativamente à Data de Renovação do Contrato. ARTIGO 6º - RESOLUÇÃO DO CONTRATO 6.1 O Segurador poderá resolver o Contrato, mediante comunicação enviada com 30 (trinta) dias de antecedência sobre a data de produção de efeitos, sempre que o Tomador do Seguro incumprir, total ou parcialmente, qualquer uma das obrigações previstas na Apólice, nomeadamente no caso de incumprimento dos deveres previstos nos Artigos 10º e 11º das presentes Condições Gerais, sem prejuízo de outras causas de resolução especificamente previstas na Apólice. 6.2 Sem prejuízo da faculdade de resolução prevista no número anterior, em caso de incumprimento, total ou parcial, do Contrato, por parte do Tomador do Seguro, o Segurador terá direito a indemnização pelos prejuízos sofridos nos termos gerais de direito. ARTIGO 7º - ADESÃO AO CONTRATO E DURAÇÃO 7.1 Podem solicitar a adesão ao Contrato todos os candidatos a Pessoa Segura que se enquadrem no grupo segurável, definido nas Condições Particulares, desde que declarem preencher as condições de elegibilidade previstas nas Condições Particulares e no Documento Informativo para as Pessoas Seguras. 7.2 O Segurador define os elementos constantes da Proposta de Adesão, a qual poderá incluir um Questionário Médico. 7.3 O candidato a Pessoa Segura preenche, assina e entrega a Proposta de Adesão ao Tomador do Seguro, salvo em caso da proposta ser feita por via telefónica (caso em que a gravação da chamada fará prova da adesão nos termos legais), obrigando-se em qualquer caso a declarar com exactidão todas as circunstâncias que conheça e razoavelmente deva ter por significativas para a apreciação do risco pelo Segurador. 7.4 O Segurador, logo que se encontrar na posse de todos os elementos que se mostrem necessários à apreciação da integração do candidato no Grupo Seguro, deverá informar o Tomador do Seguro da aceitação ou recusa da adesão. 7.5 A adesão entra em vigor, nos termos propostos, salvo disposição em contrário estabelecida nas Condições Particulares ou no documento informativo, no dia seguinte à sua aceitação expressa ou, decorridos 30 dias após a recepção da Proposta de Adesão pelo Tomador do Seguro, se o Segurador não tiver notificado o candidato a Pessoa Segura da recusa ou da necessidade de recolher informações essenciais à avaliação do risco; a partir da recepção destas informações no prazo indicado pelo Segurador, a adesão é considerada aceite se o Segurador não notificar o candidato a Pessoa Segura da recusa no prazo de 14 dias. 7.6 Cada adesão renova-se por períodos sucessivos de um ano, salvo denúncia pela Pessoa Segura ao Tomador do Seguro por carta registada expedida com 30 dias de antecedência relativamente à data pretendida para os efeitos da denúncia, ou à data aniversária, consoante o estipulado nas Condições Particulares. ARTIGO 8º - DATA DE EFEITO DAS COBERTURAS A data de efeito das coberturas corresponde à data de entrada em vigor da adesão ao Contrato, sem prejuízo dos prazos de carência previstos nas Condições Particulares, desde que o Prémio tenha sido pago. 4

5 Protecção Base de Cartões ARTIGO 9º - CESSAÇÃO DAS COBERTURAS As coberturas garantidas no Contrato terminam para cada Pessoa Segura: a) Nas datas e situações indicadas nas Condições Particulares; b) Na data de efeito da resolução da adesão ou do Contrato por falta de pagamento do prémio nos termos do artigo 15º infra; c) Na data de denúncia, referida no nº 6 do artigo 7º supra ou na data de cessação da adesão por qualquer outra forma legalmente admissível; d) Na data em que deixe de existir o vínculo que ligava a Pessoa Segura ao Tomador do Seguro e que a definia como elemento do Grupo Seguro; e) Em caso de pagamento do capital seguro pela cobertura de Morte; f) Quando atingido o limite máximo de cobertura estipulado nas Condições Particulares. g) Em caso de resolução, denúncia ou revogação do Contrato de Seguro de Grupo por uma das Partes, salvo disposição em contrário nas Condições Particulares ou noutro documento contratual. Artigo 10º - Obrigações do Tomador do Seguro perante o Segurador 10.1 O Tomador do Seguro obriga-se a comunicar ao Segurador as adesões e cessação das adesões das Pessoas Seguras, bem como quaisquer alterações de dados pessoais, nomeadamente relativas à avaliação dos riscos ou ao Contrato de Cartão de Crédito, através de suporte físico, com a periodicidade acordada entre as partes para esse efeito, devendo os mesmos estar descritos no Protocolo de Gestão O Tomador do Seguro responde perante o Segurador pelos danos decorrentes da falta de comunicação das adesões e dos documentos em que sejam prestadas informações essenciais à avaliação do risco ou respectiva entrega tardia Durante a execução do Contrato, o Tomador do Seguro compromete-se a comunicar, no prazo de 14 dias a contar do conhecimento do facto, as informações relativas a factos que, não sendo relacionados com o estado de saúde das Pessoas Seguras, podem agravar o risco e alterar as condições do Contrato O Tomador do Seguro obriga-se ainda a: a) proceder à gestão dos registos e à actualização das informações em conformidade com o disposto no Protocolo de Gestão celebrado entre as partes; b) guardar confidencialidade sobre o conteúdo e a execução do Contrato durante e após a sua vigência; c) submeter previamente ao Segurador qualquer documento ou suporte destinado a promover os seguros propostos aos seus clientes; d) não ceder a terceiros direitos ou obrigações emergentes do Contrato, sem prévia autorização do Segurador Na falta de envio, total ou parcial, dos elementos referidos neste artigo, o Segurador, sem prejuízo da faculdade de resolução do Contrato e/ou do direito ao ressarcimento dos prejuízos sofridos, basear-se-á sempre nas últimas informações em seu poder. ARTIGO 11º - OBRIGAÇÕES DO TOMADOR DO SEGURO PERANTE AS PESSOAS SEGURAS O Tomador do Seguro obriga-se, nomeadamente a: 11.1 Entregar ao candidato a Pessoa Segura, nos termos acordados com o Segurador, uma cópia da Proposta/Declaração de Adesão e das condições do Contrato constantes do Documento Informativo elaborado pelo Segurador, nos termos da lei em vigor; 11.2 Informar por escrito e no prazo máximo de 30 (trinta) dias as Pessoas Seguras das eventuais alterações posteriores ao Contrato, de acordo com o Documento Informativo para as Pessoas Seguras elaborado pelo Segurador; 11.3 Informar as Pessoas Seguras do montante das remunerações que lhe sejam atribuídas pela sua intervenção no Contrato, sempre que o Tomador do Seguro intervenha como mediador do contrato e o seguro seja contributivo; 11.4 Durante a vigência do Contrato, fornecer às Pessoas Seguras todas as informações relacionadas com o seguro. 5

6 Condições Gerais ARTIGO 12º - CAPITAL SEGURO O Capital Seguro para cada Pessoa Segura está definido nas Condições Particulares da Apólice, no Documento Informativo para as Pessoas Seguras e consta de cada Proposta/Declaração de Adesão. ARTIGO 13º - BENEFICIÁRIO 13.1 O Beneficiário, a favor de quem revertem as prestações devidas pelo Segurador é definido nas Condições Particulares e consta de cada de cada Proposta/Declaração de Adesão Na cobertura de M, caso o Capital Seguro seja superior ao capital em dívida, a diferença será paga aos Beneficiários subsidiários Na hipótese referida no número anterior, em caso de homicídio da Pessoa Segura pelo Beneficiário, seja como autor ou cúmplice do acto criminoso, ainda que não consumado, o mesmo perde o direito à prestação que, salvo convenção em contrário, reverte para os herdeiros da Pessoa Segura; em caso de danos corporais na Pessoa Segura provocados dolosamente pelo Beneficiário, o mesmo perde o direito à prestação que reverte para a Pessoa Segura. ARTIGO 14º - PRÉMIO 14.1 O Tomador do Seguro pagará ao Segurador o Prémio correspondente às coberturas estabelecidas nas Condições Particulares, acrescido dos encargos legalmente estabelecidos O pagamento dos Prémios devidos pelo Tomador do Seguro deverá ser efectuado no domicílio do Segurador em Portugal, podendo este facultar a sua cobrança em local diverso ou utilizar outros meios apropriados que a facilitem O Prémio abrange as partes do Prémio devidas por cada Aderente ao Seguro de Grupo Contributivo, e cujo cálculo e periodicidade de pagamento constam das Condições Particulares e da Proposta/Declaração de Adesão O prémio inicial ou fracção é devido pelo Aderente na data da adesão ao Contrato, sendo os prémios ou fracções subsequentes devidos nas datas estipuladas nas Condições Particulares e na Proposta/Declaração de Adesão O Segurador poderá alterar o valor do Prémio a aplicar a cada cobertura sempre que verifique que aquele não está adequado ao risco a segurar, caso em que deverá informar o Tomador do Seguro acerca do novo Prémio aplicável com uma antecedência mínima de 60 (sessenta) dias. O novo Prémio apenas será aplicável a novas adesões que se venham a verificar após a sua data de efeito. ARTIGO 15º - FALTA DE PAGAMENTO DO PRÉMIO 15.1 Falta de pagamento pelo Aderente da sua parte do Prémio: a) A falta de pagamento de parte do Prémio - fracção inicial, primeira fracção de anuidade subsequente ou fracção no decurso de uma anuidade - pelo Aderente ao Tomador do Seguro, confere ao Tomador a faculdade de optar por adiantar o montante correspondente ou comunicar ao Segurador a exclusão imediata do Aderente com efeito, respectivamente, na data da adesão, da prorrogação ou do vencimento da fracção; b) O adiantamento referido na alínea anterior não exonera o Aderente de pagar a respectiva parte do Prémio e os juros de mora ao Tomador do Seguro, correspondente ao período em que a sua adesão tenha vigorado Falta de pagamento do Prémio pelo Tomador do Seguro: A falta de pagamento total ou parcial, pelo Tomador do Seguro, do Prémio ou fracção inicial, primeira fracção de anuidade subsequente ou fracção no decurso de uma anuidade, confere ao Segurador a faculdade de, após pré-aviso com pelo menos 8 (oito) dias de antecedência, proceder à resolução do Contrato ou impedir a sua renovação, consoante o caso. 6

7 Protecção Base de Cartões ARTIGO 16º - BASES DO CONTRATO/INCONTESTABILIDADE 16.1 As declarações e os elementos fornecidos para a avaliação do risco quer pelo Tomador do Seguro, nomeadamente a comunicação das adesões e cessação de adesões de Pessoas Seguras, as alterações de dados referentes às Pessoas Seguras ou relativos aos Contratos de Crédito, quer pelas Pessoas Seguras, nomeadamente nas Propostas de Adesão, questionários médicos e exames médicos, servem de base ao Contrato O Segurador não poderá vir a contestar o Contrato ou cada adesão, no que se refere à cobertura de Morte com fundamento em omissões ou inexactidões negligentes na declaração inicial do risco, decorridos que estejam dois anos contados desde a celebração do Contrato ou da data de adesão, consoante o caso O Tomador do Seguro e a Pessoa Segura estão obrigados a declarar com exactidão todas as circunstâncias que conheçam e razoavelmente devam ter por significativas para apreciação do risco pelo Segurador Em caso de omissão ou inexactidão negligente: a) O Segurador poderá, no prazo de três meses a contar do seu conhecimento, mediante declaração ao Tomador do Seguro, propor uma alteração ao Contrato ou à adesão, fixando um prazo não inferior a 14 dias para o Tomador ou a Pessoa Segura aceitar a alteração, ou fazer cessar o Contrato ou a adesão, demonstrando que em caso algum celebraria um contrato com a cobertura dos riscos relacionados com o facto omitido ou declarado inexactamente. b) No caso de cessação do Contrato ou da adesão referidas em (a), o Contrato ou a adesão cessa os seus efeitos 30 dias após o envio da declaração de cessação ou 20 dias após a recepção, respectivamente pelo Tomador do Seguro ou pela Pessoa Segura, da proposta de alteração, caso este não responda ou a rejeite. c) No caso referido em (b), o prémio é devolvido pro rata temporis. d) Se antes da cessação ou alteração da adesão ocorrer um sinistro cuja verificação ou consequências tenham sido influenciadas por facto relativamente ao qual tenha havido omissões ou inexactidões, o Segurador cobrirá o sinistro na proporção da diferença entre o prémio pago e o prémio que seria devido caso, aquando da adesão ao Contrato, tivesse conhecido o facto omitido ou declarado inexactamente; no entanto, o sinistro não será coberto e o prémio será devolvido pro rata temporis se, em caso algum, o Segurador teria celebrado o contrato com conhecimento do facto omitido ou declarado inexactamente Em caso de omissão ou inexactidão dolosa: a) O Contrato ou a adesão é anulável mediante declaração ao Tomador do Seguro no prazo de 3 meses a contar do conhecimento do incumprimento; b) Se tiver ocorrido um sinistro antes de o Segurador ter conhecimento do incumprimento ou no prazo referido em (a), o Segurador poderá não cobrir o mesmo, seguindo-se o regime geral da anulabilidade. c) O Segurador tem direito ao prémio devido até o fim do prazo referido em (a), excepto em caso de dolo ou negligência grosseira do Segurador. d) Em caso de dolo do Tomador do Seguro ou da Pessoa Segura, com o propósito de obter uma vantagem, o prémio é devido até ao termo do Contrato O Tomador do Seguro e/ou Pessoa Segura constituem-se na obrigação de reparar perdas e danos eventualmente causados ao Segurador decorrentes da prestação de declarações inexactas ou omissões O erro sobre a idade da Pessoa Segura é causa de anulabilidade da adesão se a idade verdadeira divergir dos limites mínimo e máximo estabelecidos nas Condições Particulares; não sendo causa de anulabilidade, em caso de divergência entre a idade declarada e a verdadeira, a prestação do Segurador reduz-se na proporção do prémio pago ou o Segurador devolve o prémio em excesso, consoante o caso. 7

8 Condições Gerais ARTIGO 17º - PROCEDIMENTO EM CASO DE SINISTRO 17.1 Sem prejuízo de indicações adicionais constantes do Protocolo de Gestão, constituem obrigações da Pessoa Segura ou dos seus representantes: a) A comunicação de um sinistro susceptível de se enquadrar nas coberturas contratuais ao Corretor do Seguro, que, por sua vez entregará ou enviará à Pessoa Segura o impresso para a Participação de Sinistro, o qual deverá ser preenchido e enviado ou entregue ao ao Corretor de Seguros, no prazo máximo de 30 dias a partir da ocorrência do sinistro, sob pena de a Pessoa Segura responder por eventuais perdas e danos. b) Em caso de Morte: risco coberto no âmbito das presentes Condições Gerais entregar, junto com a Participação de Sinistro, a prova do falecimento e suas circunstâncias, nomeadamente através de envio do original ou cópia autenticada do Assento de Óbito, Certificado de Óbito, Relatório de Autopsia e auto de ocorrência em caso de acidente, bem como outros elementos que permitam a compreensão clínica da causa da morte Sem prejuízo do disposto no número anterior ou de indicações adicionais constantes das Condições Particulares e do Protocolo de Gestão, constitui obrigação do Corretor, após receber da Pessoa Segura ou do seu representante a Participação de Sinistro, a sua entrega ao Segurador, no prazo máximo de 10 dias a contar da data da sua recepção, sob pena de responder por eventuais perdas e danos; Impende sobre a Pessoa Segura o ónus da prova da existência do sinistro. O Segurador reserva-se o direito de solicitar as informações e os documentos complementares necessários à análise do sinistro No caso de a Pessoa Segura ou o Tomador do Seguro usar de fraude, simulação, falsidade ou de quaisquer outros meios dolosos, bem como de documentos falsos, para justificar uma reclamação sobre a existência de sinistro, causando qualquer uma destas situações dano significativo para o Segurador, cessa o direito a qualquer pagamento, conferindo ainda ao Segurador o direito de proceder à resolução da adesão ou do Contrato, sem prejuízo do direito a indemnização por perdas e danos As despesas com a obtenção dos documentos comprovativos necessários à regularização do sinistro são por conta da Pessoa Segura ou do seu representante legal. ARTIGO 18º - PAGAMENTO DO CAPITAL SEGURO Após confirmação pelo Segurador da ocorrência do sinistro e do preenchimento das condições de pagamento, será liquidado o capital devido no âmbito desta cobertura, no prazo máximo de 30 dias. ARTIGO 19º - NÚMERO MÍNIMO DE PESSOAS SEGURAS 19.1 O Contrato deverá abranger um número mínimo de Pessoas Seguras quando indicado nas Condições Particulares Sempre que o número mínimo de Pessoas Seguras a que se alude no número anterior não se verificar, o Segurador poderá resolver o Contrato com 60 (sessenta) dias de antecedência sobre a data pretendida Para efeito desta disposição, o número mínimo de Pessoas Seguras só começará a ser exigido um ano após a data de início de vigência do Contrato. ARTIGO 20º - EXTRAVIO Em caso de extravio, roubo ou destruição da Apólice, o Tomador do Seguro deverá comunicar tal facto ao Segurador, o qual emitirá uma segunda via da mesma, nos termos legais. 8

9 Protecção Base de Cartões ARTIGO 21º - REGIME FISCAL 21.1 As prestações pagas pelo Segurador poderão ficar sujeitas ao Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) nos termos legais aplicáveis Sendo o seguro contributivo, os prémios pagos pelos Aderentes poderão ser dedutíveis à colecta nos termos e com os limites constantes do Art. 87º do Código do IRS (pessoas com deficiência) e do Art. 27º do E.B.F. (profissões de desgaste rápido), sem prejuízo de ulterior alteração da lei fiscal. ARTIGO 22º - LEI APLICÁVEL E FORO COMPETENTE 22.1 O Contrato fica sujeito à Lei Portuguesa Se nisso convierem prévia e especificamente, podem as partes dirimir por recurso a arbitragem, nos termos previstos e consentidos pela lei, eventuais litígios emergentes de validade, interpretação, execução e incumprimento do contrato de seguro Qualquer uma das partes poderá, a todo o tempo, recorrer a juízo, sendo competente o foro determinado pela lei do processo civil. ARTIGO 23º - DISPOSIÇÕES DIVERSAS 23.1 Para efeitos do Contrato considera-se domicílio ou sede do Tomador do Seguro o último comunicado por escrito ao Segurador e de que este teve conhecimento Os artigos do Contrato são considerados razoáveis e válidos por ambas as partes; caso qualquer um deles venha a ser anulado ou declarado nulo ou ineficaz, a anulação, declaração de nulidade ou ineficácia não afectarão os restantes artigos do Contrato Nos casos previstos no parágrafo anterior, o artigo que venha a ser anulado ou declarado nulo ou ineficaz deverá ser substituído por outro com o sentido que dele melhor se aproxime Qualquer alteração de morada das Pessoas Seguras deverá ser comunicada ao Segurador pelo Tomador do Seguro no prazo máximo de 10 (dez) dias. 9

10 Condições Especiais COBERTURA COMPLEMENTAR DE INVALIDEZ ABSOLUTA E DEFINITIVA CONDIÇÕES ESPECIAIS ARTIGO 1º - DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1 A presente cobertura é complementar da cobertura principal conferida em caso de morte pelo que estas Condições Especiais se emitem em conjunto com as Condições Gerais. 1.2 Esta cobertura rege-se pelas Condições Gerais, Especiais e Particulares da Apólice. ARTIGO 2º - OBJECTO E CAPITAL SEGURO 2.1 O Capital Seguro ao abrigo desta cobertura complementar está indicado nas Condições Particulares. 2.2 Através desta cobertura complementar, o Segurador garante o pagamento do capital seguro se a Pessoa Segura for atingida por uma Invalidez Absoluta e Definitiva, tal como se encontra definida a seguir. 2.3 Independentemente da natureza do acidente ou doença, mas sem prejuízo do disposto no Artigo 3º das presentes Condições Especiais, entende-se por Invalidez Absoluta e Definitiva a incapacidade que, após completa consolidação, decorrido um período mínimo de 12 meses, tenha carácter definitivo e impossibilite a Pessoa Segura de exercer qualquer ocupação remunerada, exigindo o recurso à assistência de uma terceira pessoa para os actos ordinários da vida. 2.4 Nos termos e para os efeitos das presentes Condições Especiais, a data do sinistro será a data em que o estado de Invalidez Absoluta e Definitiva for considerado clinicamente consolidado. 2.5 A eventual concessão de pensão de invalidez à Pessoa Segura pelo regime geral da Segurança Social ou outros sistemas de segurança social equivalentes, não constitui fundamento suficiente da existência de Invalidez Absoluta e Definitiva, sendo a mesma avaliada nos termos do Artº 7º infra. ARTIGO 3º - RISCOS COBERTOS E EXCLUÍDOS 3.1 O Segurador garante todos os riscos de Invalidez Absoluta e Definitiva, independentemente das circunstâncias, causas ou lugares, excepto nos casos excluídos nas Condições Gerais, Particulares e nos casos a seguir indicados: a) Tentativa de suicídio: está excluído desta cobertura o risco decorrente de tentativa de suicídio da Pessoa Segura, ou qualquer acto intencional da Pessoa Segura que lhe cause a incapacidade; b) Incapacidade parcial pré-existente: está excluída a incapacidade que resulte, directa ou indirectamente, de qualquer acidente ocorrido antes da entrada em vigor da adesão ou de qualquer lesão, deficiência ou doença diagnosticada antes da entrada em vigor da adesão, que a Pessoa Segura tivesse declarado na Proposta, ou que fosse ou devesse razoavelmente ser do conhecimento da Pessoa Segura e que esta não tivesse declarado na Proposta, bem como a incapacidade resultante do agravamento de uma invalidez parcial devido a doença ou acidente já existente à data de adesão da Pessoa Segura ao Contrato; c) Incapacidade resultante de prática profissional ou amadora de desportos perigosos; d) Incapacidade resultante de gravidez e parto, interrupção da gravidez (voluntária ou involuntária) e respectivas consequências, bem como de fecundação in vitro e tratamentos de fertilidade e esterilidade; e) Incapacidade resultante de doenças do foro psiquiátrico; f) Incapacidade devida a qualquer patologia ao nível da coluna vertebral. ARTIGO 4º - PRAZO DE VIGÊNCIA 4.1 O início e a cessação desta cobertura complementar coincidem com os da cobertura principal, se de outro modo não for estabelecido nas Condições Particulares da Apólice ou em Acta Adicional. 10

11 Protecção Base de Cartões 4.2 O início e a cessação desta cobertura complementar em relação a cada uma das Pessoas Seguras regem-se pelo disposto nas Condições Gerais e Particulares da Apólice. 4.3 O pagamento por parte do Segurador do capital devido ao abrigo desta cobertura faz cessar todas as coberturas conferidas por esta Apólice em relação à Pessoa Segura. ARTIGO 5º - PRÉMIO O prémio correspondente a esta cobertura complementar é calculado de acordo com as bases técnicas do Contrato, e incluído nos recibos do Contrato, sendo discriminado nas Condições Particulares do Contrato e, em relação ao prémio devido pelo Aderente, na Proposta/Declaração de Adesão. ARTIGO 6º - PROCEDIMENTO EM CASO DE SINISTRO 6.1 Sem prejuízo das outras obrigações constantes das Condições Gerais, Particulares e do Protocolo de Gestão, em caso de sinistro, a Pessoa Segura obriga-se a, junto com a Participação de Sinistro, entregar a prova, nomeadamente através de relatório médico, do seu estado de invalidez e da respectiva data de consolidação; os documentos entregues deverão descrever pormenorizadamente a situação clínica da Pessoa Segura, a data de início, evolução, causas e a natureza da invalidez e a sua origem, doença ou acidente e, neste último caso, as circunstâncias em que se verificou, assim como justificar a necessidade da assistência de uma terceira pessoa para os actos ordinários da vida. 6.2 Em caso de acidente, o referido relatório deverá detalhar as condições em que o mesmo ocorreu e o nexo de causalidade entre este e a invalidez, e ainda atestar a consolidação da perda anatómica ou a impotência orgânica que permita determinar o coeficiente de desvalorização que lhe corresponde. ARTIGO 7º - AVALIAÇÃO DO ESTADO DE INVALIDEZ ABSOLUTA E DEFINITIVA 7.1 O Segurador, ou o médico pelo mesmo mandatado, poderá solicitar esclarecimentos e documentos complementares, dirigindo-se directamente à Pessoa Segura ou ao médico da mesma. A Pessoa Segura obriga-se a autorizar o médico assistente a prestar todas as informações necessárias à análise do sinistro, a sujeitar-se aos exames médicos solicitados, e a cumprir as prescrições médicas para evitar o agravamento do sinistro. 7.2 A Pessoa Segura obriga-se a realizar os exames que o médico mandatado pelo Segurador entenda necessários para a comprovação da Invalidez Absoluta e Definitiva, obrigando-se também a autorizar o seu médico assistente a prestar ao Segurador todas as informações necessárias para o mesmo fim, podendo ainda o médico mandatado pelo Segurador visitar a Pessoa Segura em qualquer caso ou época a fim de avaliar o seu estado de saúde. 7.3 Se não houver acordo entre a Pessoa Segura, ou quem a representar, e o Segurador sobre a causa, a natureza ou o grau de invalidez, cada uma das partes designará um perito médico para, em conjunto, decidir sobre o assunto. Em caso de desacordo, os dois médicos nomearão um terceiro médico para desempate. Se não for possível um acordo quanto à designação deste último médico, a escolha será solicitada ao Bastonário da Ordem dos Médicos. Cada uma das partes suportará as despesas e honorários do seu médico, sendo as do terceiro médico divididas igualmente entre as duas partes. ARTIGO 8º - PAGAMENTO DO CAPITAL SEGURO Após constatação por parte do Segurador do estado de Invalidez Absoluta e Definitiva da Pessoa Segura, será liquidado o capital devido no âmbito desta cobertura, no prazo máximo de 30 dias. 11

12 Condições Particulares APÓLICE N.º C38034 Protecção Base Cartões CONDIÇÕES PARTICULARES ENTRE 1. American Life Insurance Company, uma empresa do grupo MetLife, Inc., sucursal em Portugal, com estabelecimento sede em Portugal na Av. da Liberdade, n.º 36, 4.º andar, freguesia de S. José, concelho de Lisboa, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa, pessoa colectiva n.º , ora representada por Oscar Herencia Rodrigo, na qualidade de Director-Geral, de ora em diante também designada por Segurador ou MetLife ; e 2. Unicre, Instituição Financeira de Crédito, S.A., com sede na Av. António Augusto Aguiar, n.º 122, Lisboa, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa, pessoa colectiva n.º , com o capital social de euros, representada por Amadeu Ferreira de Paiva e Isabel Ramos de Almeida, adiante designado por Tomador do Seguro ou Unicre ; PRIMEIRA - (OBJECTO) 1.1 As coberturas referidas no nº 1.2 infra respeitam à apólice de seguro designada comercialmente por PPF Plano de Protecção Financeira - Base Cartões. 1.2 As presentes Condições Particulares completam as Condições Gerais e as Condições Especiais em anexo, que abrangem, respectivamente, a cobertura principal do risco de Morte, M e a cobertura complementar do risco de Invalidez Absoluta e Definitiva, IAD. 1.3 As disposições das presentes Condições Particulares que estejam em contradição com as disposições das Condições Gerais da Apólice, deverão ser consideradas como derrogatórias e prevalecerão sobre as mesmas. SEGUNDA - (GRUPO SEGURO) O Grupo Seguro é constituído pelos Clientes do Tomador do Seguro que tenham celebrado um Contrato de Cartão de Crédito e que, preenchendo as condições de elegibilidade previstas nestas Condições Particulares, adiram ao Seguro por via telefónica. TERCEIRA - (BENEFICIÁRIO) 3.1 O Beneficiário irrevogável das coberturas objecto do presente Contrato é a UNICRE Instituição Financeira de Crédito S.A As Pessoas Seguras declararão na Proposta/Declaração de Adesão que designam a UNICRE Instituição Financeira de Crédito S.A. como beneficiária do Contrato de Seguro, renunciando expressamente ao direito de alterar ou revogar tal designação. QUARTA - (ENTRADA EM VIGOR) As presentes Condições Particulares entram em vigor com efeitos retroactivos em 1 de Maio de 2012, sendo a Apólice C38034 regida pelas Condições Gerais e Especiais referidas no n.º1.2 supra e pelas presentes Condições Particulares. QUINTA - (COBERTURAS E CAPITAL SEGURO MÁXIMO GARANTIDO) 5.1 O Capital Seguro em caso de M ou IAD será o montante em dívida em virtude da utilização do Cartão de Crédito, existente à data de ocorrência do sinistro de morte ou à data da constatação da IAD pelo Segurador, excluindo-se eventuais taxas e impostos, as prestações já vencidas não pagas e eventuais juros de mora, até ao limite do capital máximo de (quinze mil euros). 12

13 Protecção Base de Cartões 5.2 As coberturas são válidas em todo o mundo; todavia, sempre que ocorram sinistros fora do espaço da União Europeia, devem essas situações ser constatadas por um médico que exerça a sua actividade no território em causa. 5.3 As coberturas IAD e M não são acumuláveis. SEXTA - (CONDIÇÕES DE ELEGIBILIDADE) Para aderir ao Seguro, deverá o candidato cumprir, na data da adesão, os seguintes requisitos: a) Ter mais de 18 anos e menos de 69 anos de idade; b) Ser residente em Portugal; c) Não ter estado, nos últimos 12 meses, parcial ou totalmente incapaz para o trabalho devido a doença ou acidente, por mais de 30 dias consecutivos ou não, ou hospitalizado, por mais de 7 dias consecutivos ou não, e não estar sujeito actualmente a controlo ou acompanhamento médico regular; d) Ter uma actividade profissional, assalariada ou não; e) Encontrar-se de boa saúde. SETIMA - (INÍCIO, DURAÇÃO E CESSAÇÃO DAS COBERTURAS) 7.1 Em derrogação ao artigo 7º das Condições Gerais, a adesão ao Contrato de Seguro entra imediatamente em vigor, após a aceitação expressa da Pessoa Segura durante a comunicação telefónica. 7.2 No prazo de 14 dias, após a aceitação pela Pessoa Segura, esta receberá na sua morada a documentação contratual (Declaração de Adesão que vale como certificado individual de adesão ao seguro e Documento Informativo) relativa à Apólice, em papel ou outro suporte duradouro. 7.3 As Pessoas Seguras podem livremente resolver a sua adesão ao Contrato de Seguro, no prazo de 30 dias contados a partir da data da recepção da documentação contratual. 7.4 As coberturas da Apólice mantêm-se em vigor enquanto vigorar o Contrato de Cartão de Crédito celebrado entre o Tomador do Seguro e a Pessoa Segura, sem prejuízo do disposto no n.º3 supra, e salvo denúncia da adesão pela Pessoa Segura ao Tomador do Seguro, com pelo menos 30 dias de antecedência sobre a data pretendida. 7.5 As coberturas da Apólice cessarão automaticamente, sempre que se atinja a primeira das seguintes datas ou se verifique qualquer uma das seguintes ocorrências: a) À data do 70º aniversário da Pessoa Segura para as coberturas de M e IAD; b) Sempre que seja pago o Capital Seguro em caso de M ou IAD; c) Morte ou invalidez da Pessoa Segura, independentemente do pagamento de qualquer capital, nos termos da Apólice; d) Por cessação do Contrato de Cartão de Crédito, incluindo por resolução ou denúncia; e) Por cessação do Contrato de Seguro de Grupo ou da adesão ao Seguro. OITAVA - (PRÉMIO) 8.1 O Prémio é pago mensalmente pelo Tomador do Seguro referente a cada uma das Pessoas Seguras pela Apólice. 8.2 O cálculo do Prémio mensal devido pela Pessoa Segura resulta da aplicação de uma taxa que incide sobre o saldo em dívida, em cada mês, resultante da titularidade do cartão de crédito. 8.3 O capital em dívida que serve de base ao cálculo do prémio devido por cada Pessoa Segura é ajustado com uma periodicidade mensal. 13

14 Condições Particulares 8.4 A taxa global do prémio mensal devido por cada Pessoa Segura é inicialmente fixada em 0,083% do Capital Seguro, discriminando-se as taxas respectivas a cada cobertura: Cobertura de M: 0,081% Cobertura de IAD: 0,002% (os valores indicados incluem impostos à taxa legal em vigor) 8.5 Nos termos do disposto no nº5 do Art.14º das Condições Gerais, a MetLife poderá alterar as taxas de cálculo dos prémios durante a vigência da Apólice. A alteração aplicar-se-á às adesões em vigor, com excepção da taxa de cálculo do prémio correspondente à cobertura em caso de M, que se manterá inalterada. NONA - (PAGAMENTO EM CASO DE SINISTRO) 9.1 O pagamento do Capital Seguro em caso de M ou IAD será efectuado numa única prestação. 9.2 Após confirmação pela MetLife da ocorrência do sinistro e do preenchimento das condições de pagamento, será liquidado o capital devido no âmbito da cobertura respectiva, no prazo máximo de 30 dias. DÉCIMA - (DISPOSIÇÕES ADICIONAIS) 10.1 Todos os procedimentos administrativos em termos de gestão da Apólice, nomeadamente no que diz respeito às formalidades de Adesão e seu registo, processamento de prémios, gestão de sinistros, litígios e contencioso com os aderentes e auditoria, estão devidamente regulamentados pelo Protocolo de Gestão celebrado entre a Villas-Boas, ACP Corretores Associados de Seguros, Lda. e a MetLife As referências ao Protocolo de Gestão constantes das Condições Particulares, das Condições Gerais e Especiais, serão válidas e eficazes após a respectiva assinatura pela Villas-Boas, ACP Corretores Associados de Seguros, Lda. e pela MetLife. 14

15 Protecção Base de Cartões ACTA ADICIONAL N.º 1 ÀS CONDIÇÕES GERAIS, ESPECIAIS E PARTICULARES DAS APÓLICES C38012 ( PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA CARTÕES - PROTECÇÃO COMPLETA ) C38040 ( CRÉDITO PESSOAL SEGURO DE VIDA CRÉDITO - PROTECÇÃO COMPLETA ) ENTRE: 1. American Life Insurance Company, sucursal em Portugal, com estabelecimento sede em Portugal na Av. da Liberdade, n.º 36, 4. andar, freguesia de S. José, concelho de Lisboa, pessoa colectiva n.º , uma empresa do Grupo MetLife Inc. e que usa 0 nome comercial de MetLife, ora representada por Oscar Herencia Rodrigo, na qualidade de Director Geral, com poderes para 0 acto, de ora adiante abreviadamente designada por American Life ; 2. MetLife Europe Limited, Sucursal em Portugal, com estabelecimento na Av. da Liberdade, 36, 4, Lisboa, registada na Conservat6ria do Registo Comercial de Lisboa com o numero unico de matricula e de pessoa colectiva , e sede em 20 on Hatch, Lower Hatch Street, Dublin 2, na Irlanda, ora representada por Oscar Herencia Rodrigo, na qualidade de Director Geral, com poderes para 0 acto; 3. MetLife Europe Insurance Limited, Sucursal em Portugal com estabelecimento na Av. da Liberdade, 36, 4., Lisboa, com o número único de matricula e de pessoa colectiva , e sede em 20 on Hatch, Lower Hatch Street, Dublin 2, na Irlanda, ora representada por Oscar Herencia Rodrigo, na qualidade de Director Geral, com poderes para o acto; Conjuntamente designados abreviadamente por Seguradores e 4. UNICRE - Instituição Financeira de Crédito, S.A., com sede na Av. António Augusto de Aguiar, n.º 122, 9., Lisboa, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa de Lisboa com o número único de matrícula e de pessoa colectiva , com o capital social de Euros, aqui representado por Teresa Morais e Tiago Oom com poderes bastantes para o acto, adiante designado por Unicre ; Considerando que: A. A Unicre e a American Life Insurance Company celebraram entre si contratos de seguros de grupo: (i) Plano de Protecção Financeira - Protecção Completa (Apólice n.º C38012) (ii) Plano de Protecção Financeira - Protecção Base (Apólice n.º C38034) e (iii) Crédito Pessoal Seguro de Vida Crédito (Apólice n.º C38040), no âmbito dos quais a Unicre intervém ainda como agente de seguros do Corretor Villas-Boas-Acp Corretores Associados De Seguros, Lda.; B. As referidas Apólices previam como cobertura principal o risco de Morte da pessoa segura e como coberturas complementares o risco de Incapacidade Temporária da pessoa segura, o risco de Desemprego de Trabalhadores por conta de outrem e o risco de Hospitalização de Trabalhadores por conta própria, com excepção da Apólice C38034 que previa como cobertura complementar do risco de Morte da apenas a Invalidez Absoluta e Definitiva da pessoa segura. C. A American Life irá transferir a sua carteira de seguros para duas sociedades irlandesas, a MetLife Europe Limited e a MetLife Europe Insurance Limited, integradas no grupo societário METLIFE, em conformidade com o ramo em que as coberturas transferidas se inserem, as quais actuarão em Portugal através de duas novas sucursais, respectivamente MetLife Europe Limited - Sucursal em Portugal e MetLife Europe Insurance Limited - Sucursal em Portugal, melhor identificadas supra; 15

16 Acta Adicional D. Para a MetLife Europe Limited - Sucursal em Portugal será transferida a actividade que envolve o ramo Vida e ainda os Acidente Pessoais e Doença, para a MetLife Europe Insurance Limited - Sucursal em Portugal transferir-se-á o negócio referente à cobertura de desemprego; E. Considerando que as Apólices incluem coberturas do ramo Vida e do ramo Não Vida, a MetLife Europe Insurance Limited - Sucursal em Portugal será o Segurador da cobertura de desemprego e a MetLife Europe Limited - Sucursal em Portugal será o Segurador responsável das restantes coberturas; F. A transferência produzira efeitos a partir de 1 de Janeiro de 2013, perdendo a American Life a sua licença como seguradora nessa data, sendo posteriormente encerrada. É celebrada a presente Acta Adicional as Condições Gerais, Especiais e Particulares das Apólices n.º C38012 ( Plano de Protecção Financeira Cartões - Protecção Completa ) e C38040 ( Crédito Pessoal Seguro de Vida Crédito - Protecção Completa ), nos termos da qual se acorda que: 1. Em derrogação do previsto nas Condições Gerais, Especiais e Particulares das Apólices n.º C38012 ( Plano de Protecção Financeira Cartões - Protecção Completa ) e C38040 ( Crédito Pessoal Seguro de Vida Crédito - Protecção Completa, fica estabelecido que a partir de 1 de Janeiro de 2013, serão garantidas ao abrigo das Condições Gerais como cobertura principal do ramo Vida, o risco de Morte da Pessoa Segura e como coberturas complementares desta a Incapacidade Total Temporária, a Hospitalização pelo segurador MetLife Europe Limited - Sucursal em Portugal e como cobertura principal do ramo Não Vida, o risco de Desemprego da Pessoa Segura pelo segurador MetLife Europe Insurance Limited - Sucursal em Portugal. 2. Assim, todas as obrigações do Tomador do Seguro e da Pessoa Segura referentes a cobertura principal do ramo Vida, assim como as coberturas complementares, deverão ser exercidos junto da MetLife Europe Limited - Sucursal em Portugal, assim como todos os direitos e obrigações contratuais, referentes a estas coberturas serão da responsabilidade da MetLife Europe Limited - Sucursal em Portugal. 3. Por outro lado, as obrigações do Tomador do Seguro e da Pessoa Segura referentes a cobertura principal do ramo Não Vida deverão ser exercidos junto da MetLife Europe Insurance Limited - Sucursal em Portugal, assim como todos os direitos e obrigações serão da responsabilidade da MetLife Europe Insurance Limited - Sucursal em Portugal. 4. As Apólices passarão, a partir de 1 de Janeiro de 2013, a configurar uma união de contratos, o que consubstancia uma alteração contratual sujeita a consentimento do Tomador do Seguro e comunicação às Pessoas Seguras. A Unicre acordou na referida alteração e a comunicação aos segurados acha-se acautelada pelo envio de missiva cujo texto mereceu a aprovação da Unicre. 16

17 Protecção Base de Cartões 17

18 18

19 A MetLife Europe Limited é uma sociedade de responsabilidade limitada por acções registada na Irlanda com o número , com Sucursal em Portugal registada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa com o número único de matrícula e de pessoa colectiva e com sede na Av. da Liberdade, 36, 4º, Lisboa. A sede social da MetLife Europe Limited situa-se em 20 on Hatch, Lower Hatch Street, Dublin 2, Irlanda. Os Administradores são: Sarah Alicia Celso (cidadã norte-americana), Lukas Ziewer (cidadão suiço), Dirk Ostijn (cidadão belga), Roy Keenan (cidadão irlandês), Alan Cook (cidadão inglês), Brenda Dunne (cidadã irlandesa), Nicolas Hayter (cidadão inglês). A MetLife Europe Limited (utilizando a marca MetLife) está autorizada pelo Central Bank of Ireland e está sujeita a uma supervisão limitada do Instituto de Seguros de Portugal.

20 MetLife, Inc., através das suas subsidiárias e afiliados ( MetLife ), é uma das maiores seguradoras de vida do mundo. Fundada em 1868, a MetLife é uma distribuidora global de seguros de vida, employee benefits, e gestão de activos. Servindo aproximadamente 100 milhões de clientes, a MetLife opera em cerca de 50 países e detem posições de liderança de mercado no Japão, América Latina, Asia, Europa, e Médio Oriente. Contacte-nos: (Custo de Chamada Local) Av. da Liberdade nº36 2º Lisboa Tel Fax MetLife, Inc. Todos os direitos reservados.

Seguro de Vida Crédito Protecção Completa de Cartões

Seguro de Vida Crédito Protecção Completa de Cartões Seguro de Vida Crédito Protecção Completa de Cartões Condições Gerais, Condições Especiais e Condições Particulares Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2014 Peanuts Worldwide Condições

Leia mais

Plano Protecção Financeira Crédito Pessoal

Plano Protecção Financeira Crédito Pessoal Plano Protecção Financeira Crédito Pessoal Condições Gerais Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2014 Peanuts Worldwide Índice - Condições Gerais CG-04/2014_v.1 Condições Gerais

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL

CONDIÇÕES GERAIS. Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL CONDIÇÕES GERAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO - TEMPORÁRIO ANUAL RENOVÁVEL 3 DEFINIÇÕES DISPOSIÇÕES FUNDAMENTAIS

Leia mais

Plano Completo Protecção Financeira Crédito Pessoal Monofolha Comercial Características da Protecção Apólice nº C38040

Plano Completo Protecção Financeira Crédito Pessoal Monofolha Comercial Características da Protecção Apólice nº C38040 1. COBERTURAS DA PROTECÇÃO a) Morte ( M ); b) Incapacidade Total Temporária ( ITT ) - a impossibilidade física total e temporária da Pessoa Segura, de exercer a sua profissão habitual, em consequência

Leia mais

SEGURO PLANO PROTECÇÃO DE CRÉDITO PESSOAL

SEGURO PLANO PROTECÇÃO DE CRÉDITO PESSOAL 1. Coberturas SEGURO PLANO PROTECÇÃO DE CRÉDITO PESSOAL Boletim Informativo Resumo das Condições Gerais a) Morte b) Incapacidade Temporária para o Trabalho c) Desemprego Involuntário se trabalhador por

Leia mais

SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA

SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA SEGURO PLANO DE PROTECÇÃO FINANCEIRA O seguro que paga a conta do seu cartão emitido pela Unicre nos momentos em que mais precisa, com todo o conforto e segurança. Quando se pergunta porquê ter um plano

Leia mais

BASES DO CONTRATO...3

BASES DO CONTRATO...3 UNIT LINKED DB VIDA Condições Gerais...2 1. DEFINIÇÕES...2 2. BASES DO CONTRATO...3 3. INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO...4 4. ÂMBITO DA COBERTURA...4 5. GESTÃO DAS UNIDADES DE PARTICIPAÇÃO...4 6. PRÉMIOS...6

Leia mais

RENDA PROTEGIDA Documento Informativo

RENDA PROTEGIDA Documento Informativo RENDA PROTEGIDA Documento Informativo Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2014 Peanuts Worldwide Índice - Documento Informativo DI - PROTRENDAS - 10/2014_v.1 1 Partes no Contrato

Leia mais

Condições Gerais.03 .03 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .06 .06

Condições Gerais.03 .03 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .06 .06 .06 .06 .06 .06 .06 ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.03 Artigo 2º Âmbito do Seguro.04 Artigo 3º Produção de Efeitos e Duração do Contrato.04 Artigo 4º Prémio do Seguro.05 Artigo 5º Inexactidão da Declaração

Leia mais

Salvaguardando imprevistos coloquem em causa o. O PH Protecção Hipotecária é um seguro de vida. individual de protecção de crédito associado a um

Salvaguardando imprevistos coloquem em causa o. O PH Protecção Hipotecária é um seguro de vida. individual de protecção de crédito associado a um O PH Protecção Hipotecária é um seguro de vida Salvaguardando imprevistos coloquem em causa o individual de protecção de crédito associado a um equilíbrio orçamental do agregado familiar, contrato de financiamento

Leia mais

Condições Gerais.03 .03 .03 .03 .03 .03 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .05 .05

Condições Gerais.03 .03 .03 .03 .03 .03 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .04 .05 .05 .05 .05 .05 .05 .05 ÍNDICE Condições Gerais.03 Artigo 1º Definições.03 Artigo 2º Objecto do Contrato.03 Artigo 3º Garantias do Contrato.03 Artigo 4º Âmbito Territorial.03 Artigo 5º Exclusões.03 Artigo 6º Início e Duração

Leia mais

BIG Alocação Condições Gerais

BIG Alocação Condições Gerais ARTIGO PRELIMINAR Entre a, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições Particulares é estabelecido o contrato de seguro que se regula pelas, Especiais e Particulares da Apólice, de acordo com as declarações

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO SANOS SORRISO CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade e o Tomador de Seguro mencionado nas Condições Particulares

Leia mais

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões

Artigo Preliminar... 03. Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Artigo Preliminar... 03 Capítulo I - Definições, Objecto e Garantias do Contrato, Âmbito Territorial e Exclusões Artigo 1.º - Definições... 03 Artigo 2.º - Objecto do contrato...

Leia mais

Protecção Vida Empresas

Protecção Vida Empresas C ONDIÇÕES G ERAIS E E SPECIAIS Protecção Vida Empresas RAMO VIDA GRUPO MISTO CONDIÇÕES GERAIS PROTECÇÃO VIDA EMPRESAS 2 Condições Gerais Artigo 1.º DEFINIÇÕES 1.1. Para efeitos do presente contrato de

Leia mais

Plano Empresas Reforma

Plano Empresas Reforma Plano Empresas Reforma Condições gerais e especiais 1110599-01.20104 Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. - Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6 1069-001 Lisboa Telef. 808 243 000 - Fax

Leia mais

Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida. PEANUTS 2015 Peanuts Worldwide. Crédito Seguro ACP

Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida. PEANUTS 2015 Peanuts Worldwide. Crédito Seguro ACP Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2015 Peanuts Worldwide Crédito Seguro ACP Índice - Condições Gerais AP-CREDITO SEGURO ACP_01/2015_v.1 Artigo Preliminar 6 Capítulo I Definições

Leia mais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais

ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES ARTIGO 2.º OBJECTO DO CONTRATO ARTIGO 3.º INÍCIO E DURAÇÃO DO CONTRATO. SEGURO REAL VIDA Condições Gerais ARTIGO 1.º DEFINIÇÕES 1. Para efeitos do presente contrato entende-se por: Seguradora: a Real Vida Seguros, S.A., que subscreve com o Tomador de Seguro o presente contrato; Tomador de Seguro: A entidade

Leia mais

Condições Gerais +RENDA. Produto comercializado por:

Condições Gerais +RENDA. Produto comercializado por: Condições Gerais +RENDA Mod. IMGV - 82CH (06/2012) Generali Vida S.A. Sede: Rua Duque de Palmela, n.º 11 I 1269-270 Lisboa Tel. 213 112 800 I Fax. 213 563 067 I Email: generali@generali.pt I www.generali.pt

Leia mais

SEGURO DE VIDA. Para capitais superiores, consulte o Unibanco Seguros, através do seu telefone exclusivo 21 342 54 40, dias úteis das 9h às 18h.

SEGURO DE VIDA. Para capitais superiores, consulte o Unibanco Seguros, através do seu telefone exclusivo 21 342 54 40, dias úteis das 9h às 18h. SEGURO DE VIDA Muitas vezes, no meio de múltiplas ocupações diárias pensa na segurança e protecção da sua Família. Se algo de imprevisto lhe acontecer como poderá garantir-lhes o nível de vida actual?

Leia mais

Condições Gerais EUROVIDA PROTECÇÃO. Artigo Preliminar

Condições Gerais EUROVIDA PROTECÇÃO. Artigo Preliminar Artigo Preliminar Entre a EUROVIDA, Companhia de Seguros S.A. e o Tomador de Seguro identificado nas Condições Particulares celebra-se o presente contrato de seguro individual que se regula pelas presentes

Leia mais

Seguro Poupança Crescente. Condições Gerais e Especiais da Apólice. www.ocidentalseguros.pt

Seguro Poupança Crescente. Condições Gerais e Especiais da Apólice. www.ocidentalseguros.pt Ocidental Companhia Portuguesa de Seguros de Vida, SA. Sede: Avenida Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º 501 836 926, matriculada sob esse número

Leia mais

Seguro de Vida Individual Condições Gerais

Seguro de Vida Individual Condições Gerais Seguro de Vida Individual Condições Gerais Não podemos impedir a chuva. Mas podemos evitar que se molhe. Instinto Protector PEANUTS 2013 Peanuts Worldwide Condições Gerais SEGURO DE VIDA INDIVIDUAL ARTIGO

Leia mais

temporário vida individual Associações Profissionais

temporário vida individual Associações Profissionais temporário vida individual Associações Profissionais INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS (nos termos do Decreto-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) Entidade de Supervisão Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos

Leia mais

Condições Gerais + POUPANÇA. Produto comercializado por: IMGV71 (CAP_POU/12/2012)

Condições Gerais + POUPANÇA. Produto comercializado por: IMGV71 (CAP_POU/12/2012) Condições Gerais + POUPANÇA Produto comercializado por: IMGV71 (CAP_POU/12/2012) Generali Vida S.A. Sede: Rua Duque de Palmela, n.º 11 I 1269-270 Lisboa Tel. 213 112 800 I Fax. 213 563 067 I Email: generali@generali.pt

Leia mais

Plano Hospitalar Unicre Condições Gerais

Plano Hospitalar Unicre Condições Gerais Plano Hospitalar Unicre Condições Gerais Instinto Protector Bons prognósticos para o seu futuro. PEANUTS 2013 Peanuts Worldwide Índice - Condições Gerais AP HOSPFAM 01/2013_v.1 Artigo Preliminar 4 Capítulo

Leia mais

ÍNDICE. Cláusula preliminar... 03

ÍNDICE. Cláusula preliminar... 03 ÍNDICE Cláusula preliminar... 03 Cláusula 1.ª - Definições...03 Cláusula 2.ª - Âmbito do Contrato...04 Cláusula 3.ª - Âmbito Territorial e Temporal...04 Cláusula 4.ª - Excluões...04 Cláusula 5.ª - Seguros

Leia mais

temporário vida individual Associações Profissionais

temporário vida individual Associações Profissionais temporário vida individual Associações Profissionais NOTA INFORMATIVA INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS (nos termos do Decreto-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) Entidade de Supervisão Instituto de Seguros de

Leia mais

Plano Unibanco Care Dental Condições Gerais

Plano Unibanco Care Dental Condições Gerais Plano Unibanco Care Dental Condições Gerais Cuidamos bem de si. E não é da boca para fora. Ajudamos as pessoas a tirar maior proveito da vida PEANUTS 2014 Peanuts Worldwide Índice - Condições Gerais SAS-03/2014_v.1

Leia mais

vida única O que é o Vida Única? O capital da garantia Morte simultânea do cônjuge é sempre constante.

vida única O que é o Vida Única? O capital da garantia Morte simultânea do cônjuge é sempre constante. vida única INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS (nos termos do Decreto-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) Entidade de Supervisão Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, com sede na Av. da República,

Leia mais

Condições Gerais EUROVIDA PPR

Condições Gerais EUROVIDA PPR Artigo Preliminar Entre a Eurovida, Companhia de Seguros S.A. e o Tomador de Seguro identificado nas Condições Particulares celebra-se o presente contrato de seguro individual que se regula pelas presentes

Leia mais

Protecção Vida 55-85. Coberturas Base

Protecção Vida 55-85. Coberturas Base PROTECÇÃO VIDA Protecção Vida 55-85 Coberturas Base 1/10 T E M P O R Á R I O A N U A L R EN O V Á V E L Ramo Vida - Grupo C O N D I Ç Õ E S G E R A I S 2/10 Artigo 1º - DEFINIÇÕES Artigo 2º - DISPOSIÇÕES

Leia mais

Condições Gerais. Cláusula Preliminar. Cláusula 1ª - Definições. Página 2.9

Condições Gerais. Cláusula Preliminar. Cláusula 1ª - Definições. Página 2.9 Condições Gerais... 2 Cláusula Preliminar... 2 Cláusula 1ª - Definições... 2 Cláusula 2ª Regime e Lei Aplicável... 3 Cláusula 3ª Objecto do Contrato... 3 Cláusula 4ª Início e Duração do Contrato... 3 Cláusula

Leia mais

SEGURO DE RETRIBUIÇÃO PROFISSIONAL

SEGURO DE RETRIBUIÇÃO PROFISSIONAL SEGURO DE RETRIBUIÇÃO PROFISSIONAL Acidente e doença O Seguro de Retribuição Profissional destina-se a proteger um dos bens mais preciosos - a capacidade de trabalhar e ganhar uma remuneração - contra

Leia mais

Fidelity Poupança. Condições Gerais e Especiais

Fidelity Poupança. Condições Gerais e Especiais 1. DEFINIÇÕES 1.1. Para os efeitos do presente Contrato, entende-se por:» I.C.A.E.: Instrumento de Captação de Aforro Estruturado ;» Seguradora: ;» Tomador de Seguro: a Entidade que celebra o Contrato

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA MODALIDADE: PLANO POUPANÇA CRIANÇA FUTURO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA MODALIDADE: PLANO POUPANÇA CRIANÇA FUTURO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) 20092010 INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA MODALIDADE: PLANO POUPANÇA CRIANÇA FUTURO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho,

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE INDIVIDUAL CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE PROTECÇÃO DENTÁRIA ARTIGO PRELIMINAR

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE INDIVIDUAL CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE PROTECÇÃO DENTÁRIA ARTIGO PRELIMINAR APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE INDIVIDUAL CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE PROTECÇÃO DENTÁRIA ARTIGO PRELIMINAR Entre a, adiante designada por Segurador, e o Tomador de Seguro mencionado nas condições particulares,

Leia mais

SEGURO CA PPR [CAPITAL] CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO

SEGURO CA PPR [CAPITAL] CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS SOLUÇÕES DE CAPITALIZAÇÃO SEGURO CA PPR [CAPITAL] Crédito Agrícola Vida - Companhia de Seguros, S.A. Rua Castilho, 233-7º 1099-004 Lisboa CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE CA PPR [CAPITAL CAPITAL]

Leia mais

PROTECÇÃO MAIS VIDA. Informações Pré-Contratuais. Seguro de Vida

PROTECÇÃO MAIS VIDA. Informações Pré-Contratuais. Seguro de Vida Seguro de Vida SEGURADOR PRODUTO Seguro de Vida temporário anual renovável. L - Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva XL - Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva - Morte por Acidente - Morte por Acidente

Leia mais

Liberty Responsabilidade Civil Titulares de Licença para Uso e Porte de Armas e sua Detenção

Liberty Responsabilidade Civil Titulares de Licença para Uso e Porte de Armas e sua Detenção Titulares de Licença para Uso e Porte de Armas e sua Detenção Condições gerais 1070314-05.2010 Liberty Responsabilidade Civil Titulares de Licença para Uso e Porte de Armas ou sua Detenção ÍNDICE Condições

Leia mais

Condição Especial. Responsabilidade Civil Profissional. Farmacêuticos

Condição Especial. Responsabilidade Civil Profissional. Farmacêuticos Condição Especial Responsabilidade Civil Profissional Farmacêuticos 1. Objectivo Esta Condição Especial destina-se a acompanhar e a clarificar as coberturas e funcionamento dos Certificados de Seguro emitidos

Leia mais

PACK SAÚDE. O Pack Saúde é composto por 3 seguros: seguro de saúde, seguro de acidentes pessoais e seguro de responsabilidade civil.

PACK SAÚDE. O Pack Saúde é composto por 3 seguros: seguro de saúde, seguro de acidentes pessoais e seguro de responsabilidade civil. PACK SAÚDE O Pack Saúde é composto por 3 seguros: seguro de saúde, seguro de acidentes pessoais e seguro de responsabilidade civil. O pack que oferece todas as garantias para si e para a sua família terem

Leia mais

BBVA FINANZIAMENTO CONDIÇÕES GERAIS. Cardif Assurances Risques Divers e Cardif Assurance Vie

BBVA FINANZIAMENTO CONDIÇÕES GERAIS. Cardif Assurances Risques Divers e Cardif Assurance Vie BBVA FINANZIAMENTO APÓLICE DE SEGURO DE GRUPO VIDA Morte ou Invalidez Absoluta e Definitiva Incapacidade temporária para o trabalho Hospitalização (para trabalhadores por conta própria ou funcionários

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Tomador do seguro A entidade que celebra o contrato de seguro com a VICTORIA e que assume a obrigação de pagamento do prémio.

CONDIÇÕES GERAIS. Tomador do seguro A entidade que celebra o contrato de seguro com a VICTORIA e que assume a obrigação de pagamento do prémio. CONDIÇÕES GERAIS 1 Definições Para efeitos deste Contrato, entende-se por: 1.1 Partes envolvidas no contrato Empresa de seguros VICTORIA - Seguros de Vida, S.A., entidade que emite a apólice e que, mediante

Leia mais

SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782. 808 29 39 49 fidelidade.

SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782. 808 29 39 49 fidelidade. PROTEÇÃO PESSOAL E FAMILIAR SEGURO DE CARTÕES DE CRÉDITO CAIXA WOMAN DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 221 APÓLICE N.º AG62635782 808 29 39 49 fidelidade.pt Fidelidade - Companhia de Seguros,

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC GARANTIDO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC GARANTIDO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC GARANTIDO (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa N.I.P.C.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO Cláusula Preliminar 1. Entre a Crédito Agrícola Vida Companhia de Seguros, adiante designada por CA Vida, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições

Leia mais

Liberty Caução. Condições gerais e especiais. Pela protecção dos valores da vida. 1070327-01.2006

Liberty Caução. Condições gerais e especiais. Pela protecção dos valores da vida. 1070327-01.2006 Condições gerais e especiais 1070327-01.2006 Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. Av. Fontes Pereira de Melo, nº 6 1069-001 Lisboa Fax 21 355 33 00 Pessoa Colectiva n.º 500 068 658

Leia mais

PPR MetLife Condições Gerais

PPR MetLife Condições Gerais PPR MetLife Condições Gerais Tenha o descanso merecido depois de uma vida de trabalho. Instinto Protector PEANUTS 2013 Peanuts Worldwide Condições Gerais PPR METLIFE ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia

Leia mais

Solução Poupança Zurich Condições Gerais

Solução Poupança Zurich Condições Gerais Solução Poupança Zurich Condições Gerais Cláusula Preliminar Entre a Zurich - Companhia de Seguros Vida, S.A., entidade legalmente autorizada a exercer a atividade seguradora no Ramo Vida, doravante designada

Leia mais

Apólice N.º AG50001063 SEGURO DE CARTÕES DE DÉBITO PARA NÃO RESIDENTES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 205

Apólice N.º AG50001063 SEGURO DE CARTÕES DE DÉBITO PARA NÃO RESIDENTES DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS CONDIÇÕES GERAIS - 205 ARTIGO PRELIMINAR Entre a FIDELIDADE - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A., adiante designada por Segurador, e a Caixa Geral de Depósitos, S.A., adiante designada por Tomador do Seguro, estabelece-se o presente

Leia mais

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE UNIFORME DO SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL POR DANOS CAUSADOS POR INSTALAÇÕES DE GÁS CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada

Leia mais

PROTOCOLO. 1. A Fidelidade Mundial é uma entidade legalmente autorizada a desenvolver a actividade seguradora em Portugal;

PROTOCOLO. 1. A Fidelidade Mundial é uma entidade legalmente autorizada a desenvolver a actividade seguradora em Portugal; PROTOCOLO Entre Sindicato dos Educadores e Professores Licenciados pelas Escolas Superiores de Educação e Universidades, pessoa colectiva número 503 902233, com sede em Lisboa, na Avenida de Paris, nº

Leia mais

Condições Gerais e Especiais

Condições Gerais e Especiais CONDIÇÕES GERAIS Artigo preliminar CAPÍTULO I - Definições, objecto e garantias do contrato Artigo 1º - Definições Artigo 2º - Conceito de acidente de trabalho Artigo 3º - Objecto do contrato Artigo 4º

Leia mais

SEGURO DOENÇA FAMILIARES GOLD

SEGURO DOENÇA FAMILIARES GOLD SEGURO DOENÇA FAMILIARES GOLD Este seguro foi desenvolvido para permitir estender ao seu agregado familiar as garantias de que já beneficia por ser titular do cartão Unibanco Gold. Assim, terá mais tranquilidade

Leia mais

Ficha Técnica. Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões. Título Contrato de Seguro. Edição Instituto de Seguros de Portugal

Ficha Técnica. Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões. Título Contrato de Seguro. Edição Instituto de Seguros de Portugal Ficha Técnica Colecção Guia de Seguros e Fundos de Pensões Título Contrato de Seguro Edição Instituto de Seguros de Portugal Coordenação editorial Direcção de Comunicação e Relações com os Consumidores

Leia mais

Responsabilidade Civil dos Titulares de Licença para uso e porte de armas ou sua detenção. Condições Gerais

Responsabilidade Civil dos Titulares de Licença para uso e porte de armas ou sua detenção. Condições Gerais Responsabilidade Civil dos Titulares de Licença para uso e porte de armas ou sua detenção Condições Gerais Cláusula Preliminar Entre a Zurich Insurance PLC Sucursal em Portugal, adiante designada por Zurich,

Leia mais

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS

SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS SEGURO DE ACIDENTES PESSOAIS GRUPO ADVOGADOS E SOLICITADORES OFERTA CPAS 1 - RISCOS E COBERTURAS a) Riscos Profissionais e Extra-Profissionais b) Morte ou Invalidez Permanente 2 - SEGURADO E PESSOAS SEGURAS

Leia mais

1. SEGURADOR MAPFRE Seguros Gerais S. A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa Pessoa Colectiva n.º 502 245 816 Capital social 33.108.

1. SEGURADOR MAPFRE Seguros Gerais S. A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa Pessoa Colectiva n.º 502 245 816 Capital social 33.108. INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM SERVIÇOS DOMÉSTICOS POSTAL PROTECÇÃO DOMÉSTICA (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de

Leia mais

Liberty Acidentes de Trabalho Independente

Liberty Acidentes de Trabalho Independente Liberty Acidentes de Trabalho Independente ÍNDICE Condições gerais Cláusula preliminar 3 Capítulo I. Definições, objecto e garantias do contrato 4 Capítulo II. Declaração do risco, inicial e superveniente

Leia mais

DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO PROTEÇÃO DA ATIVIDADE SEGURO OBRIGATÓRIO CONDIÇÕES GERAIS - 168 DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL DOS PERITOS AVALIADORES DE IMÓVEIS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO 808 29 39 49 fidelidade.pt

Leia mais

Condições Gerais. Cláusula Preliminar. Cláusula 1ª - Definições

Condições Gerais. Cláusula Preliminar. Cláusula 1ª - Definições Condições Gerais... 2 Cláusula Preliminar... 2 Cláusula 1ª - Definições... 2 Cláusula 2ª - Regime e Lei Aplicável... 3 Cláusula 3ª - Objecto do Contrato... 3 Cláusula 4ª - Início e Duração do Contrato...

Leia mais

Proteção Crédito Habitação. Condições Gerais e Especiais da Apólice

Proteção Crédito Habitação. Condições Gerais e Especiais da Apólice Ocidental - Companhia Portuguesa de Seguros, SA. Sede: Av. Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º-501_836_918, matriculada sob esse número na Conservatória

Leia mais

II DO INVESTIMENTO. FORMAÇÃO E DETERMINAÇÃO DO CAPITAL SEGURO E DO VALOR DE RESGATE/REEMBOLSO

II DO INVESTIMENTO. FORMAÇÃO E DETERMINAÇÃO DO CAPITAL SEGURO E DO VALOR DE RESGATE/REEMBOLSO I CONDIÇÕES PRELIMINARES E ESSENCIAIS 1. DEFINIÇÕES 2. OBJECTO E GARANTIAS DO CONTRATO 3. ÂMBITO TERRITORIAL 4. CAPITAL SEGURO 5. BENEFICIÁRIOS 6. PESSOA SEGURA 7. VIGÊNCIA DO CONTRATO. INÍCIO E DURAÇÃO

Leia mais

Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros

Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros Liberty Responsabilidade Civil Mediação de Seguros Condições gerais e especiais Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6-11.º 1069-001 Lisboa Telef. 21

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE ACIDENTES EM SERVIÇO DOS SUBSCRITORES DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Seguradora

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS ARTIGO PRELIMINAR 1. Entre o Segurador, MAPFRE Seguros Gerais, S.A., doravante designado por MAPFRE,

Leia mais

CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE CIVIL/Geral Condições Gerais e Especiais 3

CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE CIVIL/Geral Condições Gerais e Especiais 3 Sem prejuízo da revisão em curso das presentes Condições Gerais, a CARAVELA, Companhia de Seguros, S.A. dá integral cumprimento ao disposto no Decreto-Lei nº 72/2008, de 16 de Abril. CARAVELA SEGUROS RESPONSABILIDADE

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA. CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA. CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE SAÚDE DENTÁRIA CONDIÇÕES GERAIS * * * CLÁUSULA PRELIMINAR 1- Entre a Lusitania, Companhia de Seguros, S.A., adiante designada por segurador, e o tomador do seguro mencionado nas Condições

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO VIDA - VALOR VIDA CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO VIDA - VALOR VIDA CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO VIDA - VALOR VIDA CONDIÇÕES GERAIS Entre a Tranquilidade Moçambique Companhia de Seguros Vida, S.A., adiante designada por Tranquilidade, e o Tomador do Seguro mencionado nas Condições

Leia mais

Protecção Princípio Vida. Coberturas Base

Protecção Princípio Vida. Coberturas Base PROTECÇÃO VIDA Protecção Princípio Vida Coberturas Base 1/19 T E M P O R Á R I O A N U A L R EN O V Á V E L Ramo Vida - Grupo C O N D I Ç Õ E S G E R A I S 2/19 Artigo 1º - DEFINIÇÕES Artigo 2º - DISPOSIÇÕES

Leia mais

Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens

Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens Riscos Energéticos e de Engenharia Obras e Montagens Informações Pré Contratuais Segurador AIG Europe Limited Sucursal em Portugal, entidade legalmente autorizada a exercer a atividade Seguradora e que,

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) 25032010 INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO OBRIGATÓRIO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DOS PORTADORES DE ARMAS (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE Seguros Gerais S. A. Sede Social:

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS MERGULHO AMADOR CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS MERGULHO AMADOR CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS MERGULHO AMADOR CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade e o Tomador do Seguro mencionado

Leia mais

Plano Proteção Vencimento. Condições Gerais e Especiais da Apólice

Plano Proteção Vencimento. Condições Gerais e Especiais da Apólice Ocidental - Companhia Portuguesa de Seguros, SA. Sede: Av. Dr. Mário Soares (Tagus Park), Edifício 10, Piso 1, 2744-002 Porto Salvo. Pessoa coletiva n.º-501_836_918, matriculada sob esse número na Conservatória

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO PROTECÇÃO SUPER CRÉDITO

CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO PROTECÇÃO SUPER CRÉDITO CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE SEGURO DE VIDA GRUPO PROTECÇÃO SUPER CRÉDITO Cláusula Preliminar 1. Entre a Crédito Agrícola Vida Companhia de Seguros, adiante designada por CA Vida, e o Tomador do Seguro

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Designação: VICTORIA PPR Acções

Leia mais

APÓLICE DE PPR I PLANO POUPANÇA REFORMA ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE ARTIGO PRELIMINAR...3

APÓLICE DE PPR I PLANO POUPANÇA REFORMA ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE ARTIGO PRELIMINAR...3 2 APÓLICE DE PPR I PLANO POUPANÇA REFORMA ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE ARTIGO PRELIMINAR...........................................3 CAPÍTULO I DEFINIÇÕES, OBJECTO E ÂMBITO DO CONTRATO ARTIGO 1º

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS APÓLICE DE SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL MEDIADOR DE SEGUROS CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S. A., adiante designada por Tranquilidade, e

Leia mais

(PREENCHER APENAS OS DADOS A ALTERAR) N.º COTAÇÃO N.º COTAÇÃO

(PREENCHER APENAS OS DADOS A ALTERAR) N.º COTAÇÃO N.º COTAÇÃO Proposta SEGURO NOVO ALTERAÇÃO (PREENCHER APENAS OS DADOS A ALTERAR) N.º APÓLICE ATRAB N.º APÓLICE APIND N.º COTAÇÃO N.º COTAÇÃO TOMADOR DO SEGURO / PROPONENTE PARTICULAR / EMPRESÁRIO EMPRESA É OU FOI

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR MODALIDADE: P.P.R PLANO A (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril)

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR MODALIDADE: P.P.R PLANO A (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR MODALIDADE: P.P.R PLANO A (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071

Leia mais

PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO POUPANÇA AUTO PREENCHER A CANETA PRETA

PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO POUPANÇA AUTO PREENCHER A CANETA PRETA POUPANÇA E INVESTIMENTO PROPOSTA DE SEGURO SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO PREENCHER A CANETA PRETA SEGURO DE CAPITALIZAÇÃO 3 0 ALTERAÇÃO À APÓLICE Nº (*) AGÊNCIA/AGENTE Nº FM IB CONTA COBRANÇA Nº (*) PREENCHER

Leia mais

Liberty Acidentes Pessoais Seguro Desportivo

Liberty Acidentes Pessoais Seguro Desportivo Liberty Acidentes Pessoais Seguro Desportivo Condições gerais e especiais 1060951-09.2010 Liberty Acidentes Pessoais Seguro Desportivo ÍNDICE Condições Gerais - Acidentes Pessoais Seguro Desportivo Cláusula

Leia mais

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC II

INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC II INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL SEGURO DE VIDA PPR PPR BIC II (nos termos do Dec.-Lei n.º 72/2008 de 16 de Abril) SEGURADOR MAPFRE SEGUROS DE VIDA S.A. Sede Social: Rua Castilho, 52, 1250-071 Lisboa N.I.P.C.509056253

Leia mais

Morte por Acidente. Solução Previdência Zurich Empresas

Morte por Acidente. Solução Previdência Zurich Empresas Solução Previdência Zurich Empresas Condições Pré-Contratuais A Zurich - Companhia de Seguros Vida, S.A., entidade legalmente autorizada a exercer a actividade seguradora, com sede em Portugal, na Rua

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES

APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES LUSITANIA, COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. 2/2 Rua de LUSITANIA S. Domingos COMPANHIA à Lapa, 35 1249-130 DE SEGUROS Lisboa

Leia mais

Condições Gerais Generali +Poupança

Condições Gerais Generali +Poupança Condições Gerais Generali +Poupança Generali Vida Companhia de Seguros S.A. Sede: Rua Duque de Palmela, n.º 11 1269-270 Lisboa Tel. 213 112 800 Fax. 213 563 067 Email: generali@generali.pt www.generali.pt

Leia mais

CONTRATO DE UTILIZADOR

CONTRATO DE UTILIZADOR CONTRATO DE UTILIZADOR Entre: a) Ecopilhas Sociedade Gestora de Resíduos de Pilhas e Acumuladores, Lda., sociedade comercial por quotas, com sede na Praça Nuno Rodrigues dos Santos, n.º 7, 1.º andar sala

Leia mais

Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família. Boletim Informativo Nº 1 Junho 2015 SEGURO de SAÚDE

Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família. Boletim Informativo Nº 1 Junho 2015 SEGURO de SAÚDE Luso-Atlântica, o Parceiro que se preocupa com a Sua Saúde e a da Sua Família O Seguro de Saúde adquiriu ao longo dos tempos uma importância crescente no apoio aos cuidados de Saúde da Comunidade Farmacêutica,

Leia mais

Condições Gerais IV CLÁUSULAS OBRIGATÓRIAS E FINAIS

Condições Gerais IV CLÁUSULAS OBRIGATÓRIAS E FINAIS I CONDIÇÕES PRELIMINARES E ESSENCIAIS 1. DEFINIÇÕES 2. OBJETO E GARANTIAS DO CONTRATO 3. ÂMBITO TERRITORIAL 4. CAPITAL SEGURO 5. BENEFICIÁRIOS 6. PESSOA SEGURA 7. VIGÊNCIA DO CONTRATO. INÍCIO E DURAÇÃO

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES CONDIÇÕES GERAIS * * *

APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES CONDIÇÕES GERAIS * * * APÓLICE DE SEGURO OBRIGATÓRIO DE ACIDENTES DE TRABALHO PARA TRABALHADORES INDEPENDENTES CONDIÇÕES GERAIS * * * CLÁUSULA PRELIMINAR 1- Entre a Lusitania, Companhia de Seguros S.A., adiante designada por

Leia mais

CARTÃO DE CRÉDITO LEROY MERLIN

CARTÃO DE CRÉDITO LEROY MERLIN CARTÃO DE CRÉDITO LEROY MERLIN CONDIÇÕES GERAIS DA PROTECÇÃO DE CONTA CARTÃO LM - PRODUZIDO EM ABRIL 2015 APÓLICE DE SEGURO DE GRUPO PROTECÇÃO VIDA E NÃO VIDA I CONDIÇÕES GERAIS DISPOSIÇÕES COMUNS À PROTECÇÃO

Leia mais

APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS

APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS APÓLICEDEPROTECÇÃOJURÍDICA AGREGADOFAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S.A., adiante designada por Tranquilidade e o Tomador do Seguro mencionado nas

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ACÇÕES. 1., adiante designadas simplesmente por VENDEDORAS

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ACÇÕES. 1., adiante designadas simplesmente por VENDEDORAS CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ACÇÕES PARTES: 1., adiante designadas simplesmente por VENDEDORAS E 2., com sede em, com o capital social de, Pessoa Colectiva número, matriculada na Conservatória do Registo

Leia mais

PRÉVOIR PPR NOVA VERSÃO INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS ANEXO À PROPOSTA PRÉVOIR PPR

PRÉVOIR PPR NOVA VERSÃO INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS ANEXO À PROPOSTA PRÉVOIR PPR Este documento apresenta-se como um resumo das Condições Gerais e Especiais do seguro Prévoir PPR e não dispensa a consulta integral das mesmas. SEGURADOR FINALIDADE SEGMENTO-ALVO CONDIÇÕES DE SUBSCRIÇÃO

Leia mais

APÓLICE DE SEGURO DE BAGAGENS

APÓLICE DE SEGURO DE BAGAGENS APÓLICE DE SEGURO DE BAGAGENS CONDIÇÕES GERAIS ARTIGO PRELIMINAR Entre a Companhia de Seguros Tranquilidade, S. A., adiante designada por Tranquilidade, e o Tomador do Seguro, mencionado nas Condições

Leia mais

Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos

Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos Seguro Vida Grupo Ligado a Financiamentos Condições gerais e especiais Pela protecção dos valores da vida. Liberty Seguros, S.A. - Av. Fontes Pereira de Melo, n.º 6 1069-001 Lisboa Telef. 21 312 43 00

Leia mais