Português. Conjunções. Professor Arthur Scandelari.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Português. Conjunções. Professor Arthur Scandelari."

Transcrição

1 Português Conjunções Professor Arthur Scandelari

2

3 Português CONJUNÇÕES PARTE 1 1. (CESPE SDS-PE 2016) É importante, pois, que o médico estabeleça o momento de ocorrência do êxito letal com a maior precisão possível. No texto, a conjunção pois introduz, no período em que ocorre, uma ideia de a) conclusão. b) explicação. c) causa. d) finalidade. e) consequência. Conjunção Liga orações ou termos semelhantes da mesma oração. Estabelece relações semânticas. Exemplo: Ele é brabo e autoritário, mas tem medo de tudo. Características São invariáveis. Não exercem função sintática. Exemplos: Choveu, porque está molhado. Gostaria de ir, no entanto estarei ocupado. Tipos Coordenativa Subordinativa 3

4 Coordenativa Liga termos ou orações independentes. Exemplo: Ele é brabo e autoritário, mas tem medo de tudo. Conjunções coordenativas Aditiva: adição, soma. Adversativa: oposição, contraste. Alternativa: alternância, opção. Conclusiva: conclusão. Explicativa: explicação, esclarecimento. Exemplos Aditiva: e, nem, não só... mas também, tampouco. Adversativa: mas, porém, contudo, todavia, no entanto. Alternativa: ou, ora... ora, quer... quer, seja... seja, já... já. Conclusiva: portanto, logo, pois, então, por conseguinte. Explicativa: porque, que, pois, porquanto. Voltando à questão 1 É importante, pois, que o médico estabeleça o momento de ocorrência do êxito letal com a maior precisão possível. No texto, a conjunção pois introduz uma ideia de a) conclusão. b) explicação. c) causa. d) finalidade. e) consequência. 4

5 Português Conjunções Prof. Arthur Scandelari 2. (FGV Pref. de Paulínia 2016) Assinale a opção que indica a frase machadiana em que a conjunção e tem valor adversativo. a) O povo, ingênuo e sem fé das verdades, quer ao menos crer na fábula, e pouco apreço dá às demonstrações científicas. b) O pão do exílio é amargo e duro. c) Há amigos de oito dias e indiferentes de oito anos. d) A amizade lhe fará esquecer o amor; é mais serena que ele e talvez menos exposta a perecer. e) O casamento é bom e tem seus inconvenientes como tudo neste mundo. Polissemia conjuncional O sentido das conjunções depende do contexto. Compare: Como sentia fraqueza, não foi ao trabalho. Aquele funcionário é eficaz como um soldado. Agiu bem depressa, como solicitado. Voltando à questão 2 Opção em que a conjunção e tem valor adversativo. a) O povo, ingênuo e sem fé das verdades, quer ao menos crer na fábula, e pouco apreço dá às demonstrações científicas. b) O pão do exílio é amargo e duro. c) Há amigos de oito dias e indiferentes de oito anos. d) A amizade lhe fará esquecer o amor; é mais serena que ele e talvez menos exposta a perecer. e) O casamento é bom e tem seus inconvenientes como tudo neste mundo. 3. (CESGRANRIO ANP 2016 Adaptada) A relação lógica expressa pela palavra em destaque está indicada adequadamente entre colchetes em: a) Tornou-se a cultura internacional dominante, conforme o título do livro escrito pelo sociólogo francês Frédéric Martel. [adição] b) Você pode ouvir Lady Gaga, mas, no final das contas, a maior parte da cultura que você consome é nacional. [alternância] c) Para resumir as coisas, eu diria que todos temos duas culturas: a nossa e a americana. [explicação] d) Por quê? Porque a língua é muito importante, porque a identidade é muito importante. [oposição] e) Portanto, nós estamos em um mundo cada vez mais global, mas, ao mesmo tempo, a cultura ainda é e será muito nacional. [conclusão] 5

6 Método Para descobrir o significado, basta substituir pelas conjunções mais fáceis. e: aditiva. portanto: conclusiva. mas: adversativa. porque: explicativa. ou: alternativa. Voltando à questão 3 Relação lógica indicada adequadamente entre colchetes: a) Tornou-se a cultura internacional dominante, conforme o título do livro... [adição] b) Você pode ouvir Lady Gaga, mas, no final das contas, a maior parte da cultura que você consome é nacional. [alternância] c) Para resumir as coisas, eu diria que... [explicação] d) Por quê? Porque a língua é muito importante... [oposição] e) Portanto, estamos em um mundo mais global... [conclusão] Gabarito: 1. A 2. E 3. E 6

7 Português Conjunções Prof. Arthur Scandelari CONJUNÇÕES PARTE 2 1. (CESGRANRIO UNIRIO 2016) Bem velhinho, que [precise] usar um bastão / Eu hei de ter um netinho, ah... / Pra me levar pela mão... A conjunção que empregada na primeira linha do texto tem o seguinte valor: a) causa b) instrumento c) consequência d) conformidade e) proporcionalidade Subordinativa Introduz oração que desempenha função sintática em outra oração. Exemplo: Ele imaginava que ela ligaria. Conjunções subordinativas Integrante: inicia oração substantiva. Causal: causa, motivo. Comparativa: comparação, confronto. Concessiva: concessão (aceita fato contrário). Condicional: hipótese, condição. Conformativa: conformidade. Consecutiva: consequência do que foi declarado. Final: finalidade. Temporal: tempo. Proporcional: proporção, fato simultâneo. 7

8 EXEMPLOS Integrante: que, se. Causal: porque, porquanto, uma vez que. Comparativa: como, mais (do) que. Concessiva: embora, conquanto, posto que. Condicional: se, caso, desde que. Conformativa: conforme, segundo, consoante. Consecutiva: tal... que, tanto... que, de forma que. Final: para que, a fim de que. Temporal: quando, antes que, até que, logo que. Proporcional: à proporção que, à medida que. Voltando à questão 1 Bem velhinho, que [precise] usar um bastão... A conjunção que tem o seguinte valor: a) causa b) instrumento c) consequência d) conformidade e) proporcionalidade 2. (FCC TRT-MT 2016) A cidade conspira contra o homem. As derivações da tecnologia fugiram, há muito, do nosso controle. a) Mantendo-se a coerência com o restante do texto, as duas frases acima podem ser articuladas em um único período, fazendo-se as devidas alterações na pontuação e entre maiúsculas e minúsculas, com o emprego de porquanto. ( ) Certo ( ) Errado Porque e Porquanto Podem ter valor de explicação ou causa, dependendo do contexto. Compare: Está molhado, porque choveu. Choveu, porque está molhado. 8

9 Português Conjunções Prof. Arthur Scandelari Voltando à questão 2 A cidade conspira contra o homem. As derivações da tecnologia fugiram, há muito, do nosso controle. a) Mantendo-se a coerência com o restante do texto, as duas frases acima podem ser articuladas em um único período, fazendo-se as devidas alterações na pontuação e entre maiúsculas e minúsculas, com o emprego de porquanto. ( ) Certo ( ) Errado 3. (ESAF ANAC 2016 Adaptada) Se antes isso já era possível, agora o é muito mais, embora nos façam crer que há apenas uma opção. a) A substituição sugerida para o termo usado no texto provoca erro gramatical ou incoerência textual: embora > conquanto. ( ) Certo ( ) Errado Conquanto CONCESSIVO Exemplo: Conquanto estivesse cansado, foi ao jogo. Voltando à questão 3 Se antes isso já era possível, agora o é muito mais, embora nos façam crer que há apenas uma opção. a) A substituição sugerida para o termo usado no texto provoca erro gramatical ou incoerência textual: embora > conquanto. ( ) Certo ( ) Errado 4. (AOCP EBSERH 2016) Assinale a alternativa em que o termo em destaque é uma conjunção integrante. a) [...] faz referência a espíritos malignos que, para os antigos, possuíam as pessoas durante o sono. b) [...] diz muito sobre o sentimento que temos [...] c) Além disso, Carr descobriu que pessoas que têm pesadelos constantes costumam pensar mais fora da caixa [...] d) [...] remete àquela sensação de peso sobre o peito que só um pesadelo dos bons pode causar. e) [...] é uma conjunção de night (noite) e mare, que faz referência a espíritos malignos [...] 9

10 Integrantes Podem ser substituídas por ISTO. Exemplos: É importante que respeitem os animais. Perguntou se estava sozinho. Voltando à questão 4 O termo em destaque é uma conjunção integrante em: a) [...] faz referência a espíritos malignos que, para os antigos, possuíam as pessoas durante o sono. b) [...] diz muito sobre o sentimento que temos [...] c) Além disso, Carr descobriu que pessoas que têm pesadelos constantes costumam pensar mais fora da caixa [...] d) [...] remete àquela sensação de peso sobre o peito que só um pesadelo dos bons pode causar. e) [...] é uma conjunção de night (noite) e mare, que faz referência a espíritos malignos [...] Gabarito: 1. C 2. Certo 3. Errado 4. C 10

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração.

CONJUNÇÃO. É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. CONJUNÇÃO É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. De acordo com o tipo de relação que estabelecem, as conjunções podem ser classificadas em coordenativas

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS FRASE SIMPLES E FRASE COMPLEXA A frase pode ser constituída por uma ou mais orações. Uma oração é a unidade gramatical organizada à volta de um verbo. FRASE SIMPLES E

Leia mais

Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS

Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS Professora Lucimar CONJUNÇÕES E PERÍODOS Conjunção é a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. Locução Conjuntiva - Duas ou mais palavras empregadas com

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação É o período composto por duas ou mais orações independentes. Estas orações podem ser assindéticas ou sindéticas. Orações coordenadas assindéticas Não apresentam conectivos

Leia mais

Coordenação e subordinação

Coordenação e subordinação Coordenação e subordinação As frases complexas podem relacionar-se por coordenação ou por subordinação. A coordenação consiste numa relação entre duas orações da mesma categoria por meio de conjunções

Leia mais

Drummond escreveu poemas e entrou para a história.

Drummond escreveu poemas e entrou para a história. Conjunção Pode-se definir a conjunção como um termo invariável, de natureza conectiva que pode criar relações de sentido (nexos) entre palavras ou orações. Usualmente, as provas costumam cobrar as relações

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto.

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Conjunção As conjunções são vocábulos de função estritamente gramatical

Leia mais

Português. Orações Subordinadas Adverbiais: Causal, Comparativa, Consecutiva, Concessiva e Condicional. Professor Arthur Scandelari

Português. Orações Subordinadas Adverbiais: Causal, Comparativa, Consecutiva, Concessiva e Condicional. Professor Arthur Scandelari Português Orações Subordinadas Adverbiais: Causal, Comparativa, Consecutiva, Concessiva e Condicional Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS:

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I

Bárbara da Silva. Português. Aula 39 Conjunções I Bárbara da Silva Português Aula 39 Conjunções I Conjunção Além da preposição, há outra palavra que, na frase, é usada como elemento de ligação: a conjunção. Por exemplo: A menina segurou a bola e mostrou

Leia mais

Português. Sintaxe do Período. Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe do Período. Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe do Período Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DO PERÍODO Coordenativas: Ligam orações independentes, ou seja, que possuem sentido completo. 1. Aditivas:

Leia mais

COERÊNCIA. Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento.

COERÊNCIA. Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento. COERÊNCIA Harmonia entre situações, acontecimentos ou ideias dentro de um texto. É fator determinante para seu total entendimento. Subi a porta e fechei a escada. Tirei minhas orações e recitei meus sapatos.

Leia mais

Preparação para a. Prova de Aferição. Português. 8.º ano

Preparação para a. Prova de Aferição. Português. 8.º ano Preparação para a Prova de Aferição Português Oo 8.º ano 72 II. Leitura Entrevista A entrevista é um texto conversacional, em que o jornalista, através de perguntas previamente elaboradas (em guião), procura

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS E SUBORDINADAS Prof. Marcos Lima Língua portuguesa, 9ºano FRASE COMPLEXA Numa frase complexa há duas (ou mais) orações ligadas por uma conjunção (ou locução conjuncional). Ex: Fui à

Leia mais

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA

ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA ÁTILA ABIORANA LÍNGUA PORTUGUESA No que se refere às ideias e aos aspectos linguísticos do texto acima, julgue os itens subsequentes. 1) Não haveria prejuízo à correção gramatical ou alteração o sentido

Leia mais

CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO

CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO CONJUNÇÕES E AS RELAÇÕES NO TEXTO Classificação Aditivas (adição, soma): e, nem, mas, também. Adversativas ( oposição, contraste): mas, porém, contudo, todavia, entretanto. Classificação Alternativas (

Leia mais

26. Lista das conjunções (Aulas 2 e 3: conjunções) Pelo seu significado e pelo nome da conjunção Conjunções são palavras usadas para ligar duas orações na mesma frase. Coordenativas As conjunções coordenativas

Leia mais

Português. Orações Subordinadas Adjetivas: Restritivas e Explicativas. Professor Arthur Scandelari.

Português. Orações Subordinadas Adjetivas: Restritivas e Explicativas. Professor Arthur Scandelari. Português Orações Subordinadas Adjetivas: Restritivas e Explicativas Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS: RESTRITIVAS E EXPLICATIVAS 1. (FUNRIO

Leia mais

ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS

ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS GRAMÁTICA ORAÇÕES COORDENADAS & SUBORDINADAS As orações coordenadas e subordinadas fazem parte do período composto, ou seja, o período em que temos duas ou mais orações.

Leia mais

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.

Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex. Alternativas Introduzem uma ideia de opção, alternância. As conjunções mais comuns são OU...OU, ORA...ORA, QUER...QUER, SEJA...SEJA. Ex.: "Ou paga ou eu mando sangrá-lo devagarinho" (Graciliano Ramos).

Leia mais

Português. Uso dos Dois-pontos e do Ponto e Vírgula. Professor Arthur Scandelari.

Português. Uso dos Dois-pontos e do Ponto e Vírgula. Professor Arthur Scandelari. Português Uso dos Dois-pontos e do Ponto e Vírgula Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português USO DOS DOIS-PONTOS E DO PONTO E VÍRGULA 1. (FGV Pref. de Paulínia 2016) Os fantasmas

Leia mais

CURSO INTENSIVO MÓDULO 11 NEXOS

CURSO INTENSIVO MÓDULO 11 NEXOS 1) (I) Certo: o pronome relativo refere-se ao substantivo anterior. (II) Errado: nesse caso, LOGO é adjunto adverbial de tempo, e PORTANTO, conjunção conclusiva. (III) Certo: o sentido permaneceria igual,

Leia mais

Orações Subordinadas Adverbiais

Orações Subordinadas Adverbiais Orações Subordinadas Adverbiais A oração subordinada adverbial desempenha a função de adjunto adverbial: indica uma circunstância em que ocorre a ação do verbo da oração à qual se liga. Observe: Normalmente

Leia mais

Frase simples e frase complexa

Frase simples e frase complexa Frase simples e frase complexa Orações coordenadas e subordinadas 1 I. Frase simples O O José telefonou à Joana. A A senhora traz umas flores. Eu saio. O O meu vizinho foi ao médico. Cada uma destas frases

Leia mais

NÃO SEPARAMOS POR VÍRGULA: SEPARAMOS OU MARCAMOS POR VÍRGULA: SUJEITO DO VERBO; VERBO DE SEUS COMPLEMENTOS; VOCATIVO; NOME DE SEUS COMPLEMENTOS

NÃO SEPARAMOS POR VÍRGULA: SEPARAMOS OU MARCAMOS POR VÍRGULA: SUJEITO DO VERBO; VERBO DE SEUS COMPLEMENTOS; VOCATIVO; NOME DE SEUS COMPLEMENTOS NÃO SEPARAMOS POR VÍRGULA: SEPARAMOS OU MARCAMOS POR VÍRGULA: SUJEITO DO VERBO; APOSTO; VERBO DE SEUS COMPLEMENTOS; VOCATIVO; NOME DE SEUS COMPLEMENTOS ORAÇÕES DESLOCADAS OU OU ADJUNTOS. INTERCALADAS;

Leia mais

Conjunções Subordinativas

Conjunções Subordinativas Conjunções Subordinativas Conjunções Subordinativas São aquelas que ligam duas orações, sendo uma delas dependente da outra. A oração dependente, introduzida pelas conjunções subordinativas, recebe o nome

Leia mais

Lista 6 - Língua Portuguesa 1

Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Lista 6 - Língua Portuguesa 1 Períodos compostos LISTA 6 - LP 1 - PERÍODOS COMPOSTOS Períodos compostos Em listas anteriores, vimos alguns conceitos sintáticos importantes para o domínio da norma culta

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS

ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS RECUPERAÇÃO SEMESTRAL 9º Ano do Ensino Fundamental Disciplina: Português 1- Classifique as orações subordinadas substantivas destacadas em subjetivas ou objetivas diretas. a) Acredita-se

Leia mais

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II

REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II AULA 16.1 REVISÃO E AVALIAÇÃO DA UNIDADE II Segunda Geração: os ultrarromânticos O sentimentalismo, a imaginação e o egocentrismo atingiram seu ponto culminante nesta geração, que experimentou as formas

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO ORAÇÕES COORDENADAS

PERÍODO COMPOSTO ORAÇÕES COORDENADAS PERÍODO COMPOSTO ORAÇÕES COORDENADAS Conjunções Subordinativas Observe as principais conjunções e locuções. 1) Causais (orações subordinadas adverbiais): porque, como (porque), pois, pois que, por isso

Leia mais

Coordenação e subordinação. Porto Editora

Coordenação e subordinação. Porto Editora Coordenação e subordinação Frase simples complexa Frase simples Constituída apenas por um verbo ou por um complexo verbal. Ex.: A Maria brinca muito com o irmão. frase simples (constituída por um verbo)

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS. Exerce a função de sujeito do verbo da oração principal.

ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS. Exerce a função de sujeito do verbo da oração principal. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA SUBJETIVA Exerce a função de sujeito do verbo da oração principal. É necessário que você se apresente ao serviço amanhã. Foi anunciado que

Leia mais

Grupo Relacional Preposição e Conjunção e a Interjeição

Grupo Relacional Preposição e Conjunção e a Interjeição Grupo Relacional Preposição e Conjunção e a Interjeição 1. Grupo relacional: preposição e conjunção PREPOSIÇÃ O CONJUNÇÃO Características comuns: Ligam palavras ou orações, por isso, são elementos coesivos,

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS

CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CLASSIFICAÇÃO DAS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS CAUSAIS Principais conjunções causais: porque, visto que, já que, uma vez que, como (= porque). Exemplos: - Não pude comprar o CD porque estava em falta. - Ele

Leia mais

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto

Prof. Valber Freitas. Língua Portuguesa. Sintaxe Período Composto Prof. Valber Freitas Língua Portuguesa Sintaxe Período Composto Período Composto Coordenação Subordinação Orações subordinadas São orações sintaticamente dependentes uma das outras. As orações subordinadas

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS PORTUGUÊS SÉRIE: Pré-Vestibular PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª Raquel Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS Profª. Raquel

Leia mais

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos

Concurseiro. Espaço do. Português Prof. Joaquim Bispo. Sinta-se a vontade para estudar conosco. O seu espaço de preparação para concursos públicos Espaço do Concurseiro Sinta-se a vontade para estudar conosco Português Prof. Joaquim Bispo O seu espaço de preparação para concursos públicos 1 Aulas Aula Conteúdo Página 1 Emprego das classes e palavras

Leia mais

Língua portuguesa. Professora Iara Martins. Exercícios. Período composto por coordenação e subordinação

Língua portuguesa. Professora Iara Martins. Exercícios. Período composto por coordenação e subordinação Língua portuguesa Professora Iara Martins Exercícios Período composto por coordenação e subordinação 1. O amor não só traz alegria como também alimenta. Neste período, a conjunção é: a. Subordinativa causal

Leia mais

PONTUAÇÃO. Proibida Obrigatória Facultativa. separar. isolar. Relação Lógica Elemento acidental. Uma vírgula pode. A vírgula pode ser

PONTUAÇÃO. Proibida Obrigatória Facultativa. separar. isolar. Relação Lógica Elemento acidental. Uma vírgula pode. A vírgula pode ser PONTUAÇÃO A vírgula é um sinal gráfico, portanto independente dos aspectos respiratórios. Uma vírgula pode A vírgula pode ser ou separar isolar Proibida Obrigatória Facultativa São duas noções que governam

Leia mais

CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ADVERBIAIS

CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ADVERBIAIS CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS ADVERBIAIS Causais Introduzem uma ideia de CAUSA. É fundamental relatar que aqui se inicia a relação causa-efeito. Toda causa representa o fato anterior. Já o efeito, o fato posterior.

Leia mais

Ex. A garota com quem simpatizei está à sua procura. Os alunos cujas redações foram escolhidas receberão um prêmio.

Ex. A garota com quem simpatizei está à sua procura. Os alunos cujas redações foram escolhidas receberão um prêmio. A) Restritiva: é aquela que limita, restringe o sentido do substantivo ou pronome a que se refere. A restritiva funciona como adjunto adnominal de um termo da oração principal e não pode ser isolada por

Leia mais

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio

ORAÇÕES SUBORDINADAS. Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS Professor: Aramis de Cássio ORAÇÕES SUBORDINADAS ORAÇÕES SUBORDINADAS As ORAÇÕES SUBORDINADAS funcionam sempre como um termo essencial, integrante e acessório da oração principal.

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 13 Período composto por subordinação

Bárbara da Silva. Português. Aula 13 Período composto por subordinação Bárbara da Silva Português Aula 13 Período composto por subordinação No período composto por subordinação existe pelo menos uma oração principal e uma subordinada. A oração principal é sempre incompleta,

Leia mais

Português. Termos Integrantes da Oração: Objeto Direto, Objeto Indireto e Agente da Passiva. Professor Arthur Scandelari

Português. Termos Integrantes da Oração: Objeto Direto, Objeto Indireto e Agente da Passiva. Professor Arthur Scandelari Português Termos Integrantes da Oração: Objeto Direto, Objeto Indireto e Agente da Passiva Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português TERMOS INTEGRANTES DA ORAÇÃO: OBJETO DIRETO,

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Orações coordenadas I

Bárbara da Silva. Português. Orações coordenadas I Bárbara da Silva Português Orações coordenadas I As sentenças coordenadas (ou orações coordenadas) são as orações que, como a própria nomeação sugere, se unem umas as outras, de forma justaposta (assindéticas)

Leia mais

Bárbara da Silva. Português. Aula 17 Orações coordenadas I

Bárbara da Silva. Português. Aula 17 Orações coordenadas I Bárbara da Silva Português Aula 17 Orações coordenadas I As sentenças coordenadas (ou orações coordenadas) são as orações que, como a própria nomeação sugere, se unem umas as outras, de forma justaposta

Leia mais

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE

PARTÍCULA EXPLETIVA OU DE REALCE FUNÇÕES DO QUE? Aqui estudaremos todas as classes gramaticais a que a palavra que pertence. SUBSTANTIVO A palavra que será substantivo, quando tiver o sentido de qualquer coisa ou alguma coisa, é sempre

Leia mais

LUCAS GONÇALVES TEXTO

LUCAS GONÇALVES TEXTO LUCAS GONÇALVES TEXTO 1. (IBGE/ FGV/ 2017) Texto 1 A ORIGEM DA VIDA NO UNIVERSO Uma descoberta anunciada na semana passada joga mais luz sobre a origem da vida no universo. Em um artigo publicado na revista

Leia mais

Professor Marlos Pires Gonçalves

Professor Marlos Pires Gonçalves PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Chamamos oração coordenada por não exercer nenhuma função sintática em outra oração, daí ser chamada

Leia mais

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14 Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética... 2 Fonemas...2 Letra...2 Sílaba...2 Número de sílabas...3 Tonicidade...3 Posição da sílaba tônica...3 Dígrafos...3 Encontros consonantais...3 Encontros vocálicos...4

Leia mais

GOIÂNIA, / / PROFESSORA: Patrícia ALUNO(A): Lista de exercícios

GOIÂNIA, / / PROFESSORA: Patrícia ALUNO(A): Lista de exercícios GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSORA: Patrícia DISCIPLINA: Português SÉRIE: 2º Ano ALUNO(A): NOTA: No Anhanguera você é + Enem Lista de exercícios Questão 01 Leia com atenção o texto abaixo: revelava a ncia, por

Leia mais

Ex: João bebe menos do que Maria. -> A conjunção DO QUE indica que João bebe uma quantidade inferior à Maria.

Ex: João bebe menos do que Maria. -> A conjunção DO QUE indica que João bebe uma quantidade inferior à Maria. Comparativas Introduzem uma ideia de comparação. Esta comparação pode ser de superioridade, igualdade ou inferioridade. As conjunções mais comuns são (DO) QUE, COMO, CONFORME. Ex.: Agi conforme você agiu.

Leia mais

Questões Comentadas Língua Portuguesa

Questões Comentadas Língua Portuguesa Maria Augusta Guimarães de Almeida Questões Comentadas Língua Portuguesa CESPE - FCC - FGV - CESGRANRIO - VUNESP - ESAF 1ª edição Recife PE 2016 QUESTÕES CESPE 1 - A vida do Brasil colonial era regida

Leia mais

Preparatório - Concurso Bombeiro Militar do Pará Língua Portuguesa

Preparatório - Concurso Bombeiro Militar do Pará Língua Portuguesa Preparatório - Concurso Bombeiro Militar do Pará Língua Portuguesa Aula IV Conhecimentos Linguísticos: Período Composto por Coordenação Período Composto por Subordinação PERÍODO COMPOSTO O período composto

Leia mais

Conjunções e Período Composto

Conjunções e Período Composto Instituto Galeno Eliz Junqueira Conjunções e Período Composto CONJUNÇÕES COORDENATIVAS 1)Aditivas: O agricultor colheu o trigo e o vendeu. e,nem, não só, mas também... 2)Adversativas: Querem ter dinheiro,

Leia mais

Pra começo de conversa... ORAÇÃO PERÍODO

Pra começo de conversa... ORAÇÃO PERÍODO Orações Coordenadas Pra começo de conversa... FRASE ORAÇÃO PERÍODO FRASE Enunciado com sentido completo... Socorro! Socorro! Silêncio! A aula da professora Marisa é maravilhosa. Nós adoramos Gramática.

Leia mais

Português. Acentuação Gráfica: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas e Hiatos. Professor Arthur Scandelari.

Português. Acentuação Gráfica: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas e Hiatos. Professor Arthur Scandelari. Português Acentuação Gráfica: Proparoxítonas, Paroxítonas, Oxítonas e Hiatos Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português ACENTUAÇÃO GRÁFICA: PROPAROXÍTONAS, PAROXÍTONAS, OXÍTONAS

Leia mais

Adjetivo (Adjunto Adnominal)

Adjetivo (Adjunto Adnominal) PROFESSOR(A): DISCIPLINA: ALUNO(A): Nº SÉRIE: TURMA: TURNO: DATA: / /2017. ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS Uma oração subordinada adjetiva é aquela que possui valor e função de adjetivo, ou seja, que a

Leia mais

FRASE ORAÇÃO PERÍODO

FRASE ORAÇÃO PERÍODO FACULDADE PITÁGORAS FRASE ORAÇÃO PERÍODO Aula 3 Professora Rita Maria Knop Elaboração: Ada Magaly Matias Brasileiro, Jaider Fernandes Reis, Marcélia Marise Vieira dos Santos Martha Cristina de Almeida

Leia mais

COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DO CONCURSO PARA PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS RS CERTAME REALIZADO NO DIA 26 DE ABRIL DE 2015

COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DO CONCURSO PARA PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS RS CERTAME REALIZADO NO DIA 26 DE ABRIL DE 2015 E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DO Questão sobre ortografia e emprego de verbo HAVER. A lacuna da questão 17 deve ser preenchida com ATRÁS, que é advérbio. Na lacuna da linha 31, deve aparecer

Leia mais

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário PORTUGUÊS Gabarito do departamento de português sem resposta. a) Incorreta. As orações iniciadas pela partícula se são subordinadas substantivas objetivas diretas do verbo discutir. b) Correta. Todas as

Leia mais

1

1 Dúvidas: alineaurora@aprendacom.com.br AULA 05 Classes Gramaticais Na Morfologia estudamos as classes de palavras (ou classes gramaticais). Existem dez classes, que podem ser divididas em variáveis e invariáveis.

Leia mais

Formulário de Resposta aos Recursos CONCURSO IBGE 2004

Formulário de Resposta aos Recursos CONCURSO IBGE 2004 Formulário de Resposta aos Recursos CONCURSO IBGE 2004 CARGO: TECNOLOGISTA JR I / LETRAS PORTUGUÊS / INGLÊS QUESTÃO NÚMERO: 07 O gabarito oficial está correto, letra E. Na opção E a estrutura é de subordinação,

Leia mais

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15 Capítulo1 Capítulo2 A LÍNGUA E A LINGUAGEM............................................. 9 Linguagem: aptidão inata.............................................. 10 Funções.............................................................

Leia mais

Aula 7: Período composto por coordenação e período composto por subordinação

Aula 7: Período composto por coordenação e período composto por subordinação APOIO PEDAGÓGICO AO NÚCLEO COMUM Aula 7: Período composto por coordenação e período composto por subordinação Tutora: Ariana de Carvalho Orações coordenadas As luzes apagam-se, abrem-se as cortinas e começa

Leia mais

Complexo de Ensino Renato Saraiva (081) Profª Junia Andrade MPU 2010 Isolada Português PORTUGUÊS

Complexo de Ensino Renato Saraiva  (081) Profª Junia Andrade MPU 2010 Isolada Português PORTUGUÊS MPU técnicos e analistas JÚNIA ANDRADE Exemplos Cespe - Abin Mudado seu modo de pensar, o pesquisador já não concebe aquele tema da mesma forma e, assim, já não é capaz de estabelecer um relação exatamente

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO LÍNGUA PORTUGUESA: GRAMÁTICA PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO APOSTILA 3 CAPÍTULO 9 PROF.º PAULO SCARDUA COORDENAÇÃO: INTRODUÇÃO Quando as orações que constituem um período composto apresentam estruturas

Leia mais

PROF. RENATO PORPINO VALORES SEMÂNTICOS SUBORDINATIVOS

PROF. RENATO PORPINO VALORES SEMÂNTICOS SUBORDINATIVOS PROF. RENATO PORPINO VALORES SEMÂNTICOS SUBORDINATIVOS As orações subordinadas adverbiais desempenham a função sintática de adjunto adverbial e são introduzidas por conjunções subordinativas adverbiais.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CEB DE LOUSADA

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CEB DE LOUSADA ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CEB DE LOUSADA FICHA INFORMATIVA FRASE SIMPLES/FRASE COMPLEXA COORDENAÇÃO/SUBORDINAÇÃO A frase pode conter uma ou mais orações. A cada oração corresponde uma forma verbal expressa

Leia mais

Português. Formas Nominais do Verbo (Particípio, Gerúndio, Infinitivo) Professor Arthur Scandelari.

Português. Formas Nominais do Verbo (Particípio, Gerúndio, Infinitivo) Professor Arthur Scandelari. Português Formas Nominais do Verbo (Particípio, Gerúndio, Infinitivo) Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português FLEXÃO VERBAL DE MODO (INDICATIVO, SUBJUNTIVO, IMPERATIVO) Texto

Leia mais

Língua Portuguesa. 2. (UE PONTA GROSSA-PR) Em "É possível que comunicassem sobre políticos", a segunda oração é:

Língua Portuguesa. 2. (UE PONTA GROSSA-PR) Em É possível que comunicassem sobre políticos, a segunda oração é: Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Patrícia Série: 3º Ano Disciplina: Português Data da prova: 1.Leia com atenção o texto abaixo: Língua Portuguesa Como podemos

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO Profª Giovana Uggioni Silveira ORAÇÕES SUBORDINADAS Exercem função sintática sobre as outras. Oração principal, orações desenvolvidas ou reduzidas. ORAÇÕES SUBORDINADAS

Leia mais

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo.

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. Análise linguística formação do modo imperativo. Identificar e compreender a formação do modo imperativo do verbo.

Leia mais

Índice de quadros. Capítulo 3 Quadro 1 Elenco de conectores contrastivos... 50

Índice de quadros. Capítulo 3 Quadro 1 Elenco de conectores contrastivos... 50 Índice de quadros Capítulo 3 Quadro 1 Elenco de conectores contrastivos.... 50 Quadro 2 Elenco de conectores concessivos na tradição gramatical e em outros estudos 51 Quadro 3 Conectores concessivos e

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS LINGUAGENS GRAMÁTTICA: PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS PROF.º PAULO SCARDUA APOSTILA 3: CAPÍTULO 11 DEFINIÇÃO Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto

Leia mais

Funções do que e do se

Funções do que e do se Funções do que e do se Há muitas dúvidas quanto ao emprego do que e do se, pois podem ser empregados em várias funções morfossintáticas. Portanto, iremos analisar cada termo individualmente, a fim de que

Leia mais

CLASSES GRAMATICAIS. Parte 2. Professora Idilvânia

CLASSES GRAMATICAIS. Parte 2. Professora Idilvânia CLASSES GRAMATICAIS Parte 2 Professora Idilvânia 1 Existem 10 Classes Gramaticais Artigo Substantivo Adjetivo Advérbio Preposição Pronomes Verbo Conjunção Numeral Interjeição 2 PRONOME São estruturas que

Leia mais

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) Décio Terror

@profdecioterror Décio Terror Filho (32) Décio Terror @profdecioterror Décio Terror Filho (32) 98447 5981 Décio Terror Português: Ortografia oficial. Acentuação gráfica. Flexão nominal e verbal. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego

Leia mais

CONJUNÇÕES COORDENATIVAS DANIELE LEITE

CONJUNÇÕES COORDENATIVAS DANIELE LEITE CONJUNÇÕES COORDENATIVAS DANIELE LEITE O QUE É UMA CONJUNÇÃO? Do ponto de vista semântico é uma palavra que traz um sentido nela implícito ( ou mais de um); [exceto a conjunção integrante, que não traz

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação Orações coordenadas Prof.: Júnior CONCEITUAÇÃO Um período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Uma oração chama-se coordenada quando não funciona

Leia mais

gramática Átila Abiorana

gramática Átila Abiorana gramática Átila Abiorana Gramática Átila Abiorana Gramática Texto I 1 4 7 10 13 16 19 22 25 No dia 4 de maio de 2015, a Lei Complementar Federal nº 101/2000, conhecida como Lei de Responsabilidade Fiscal

Leia mais

Língua Portuguesa. (Adaptado de "O Estado de São Paulo", 22/08/93)

Língua Portuguesa. (Adaptado de O Estado de São Paulo, 22/08/93) Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Patrícia Série: 2º Ano Disciplina: Português Data da prova: 1.Leia com atenção o enunciado: Língua Portuguesa "A Polícia Federal

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 10 Sintaxe III LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 10 Sintaxe III A SUBORDINAÇÃO No período composto por subordinação, há uma que traz presa a si, como dependente, outra ou outras. Dependentes porque cada

Leia mais

Classes Gramaticais: Conjunção

Classes Gramaticais: Conjunção Classes Gramaticais: Conjunção Aula ao Vivo Conceito É a palavra que liga duas orações ou duas expressões de mesma função sintática, estabelecendo, quase sempre, uma relação semântica entre elas. É, como

Leia mais

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias - Português Ensino Médio, 2º Ano. Valores semânticos das conjunções coordenativas.

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias - Português Ensino Médio, 2º Ano. Valores semânticos das conjunções coordenativas. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias - Português Ensino Médio, 2º Ano Valores semânticos das conjunções coordenativas. LÍNGUA PORTUGUESA, 2º Ano do Ensino Médio Valores semântico das conjunções coordenativas

Leia mais

A oração subordinada é aquela que equivale a um advérbio.

A oração subordinada é aquela que equivale a um advérbio. A oração subordinada é aquela que equivale a um advérbio. 1) TEMPORAL 2) CONDICIONAL 3) COMPARATIVA 4) FINAL 5) CAUSAL 6) CONSECUTIVA 7) CONCESSIVA 8) CONFORMATIVA 9) PROPORCIONAL Orações Adverbiais TEMPORAIS

Leia mais

Período composto por coordenação

Período composto por coordenação Período composto por coordenação Orações coordenadas Profª.: Eliane Castro CONCEITUAÇÃO Um período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Uma oração chama-se coordenada quando

Leia mais

I - CLASSIFIQUE AS ORAÇÕES SUBLINHADAS: (estão todas misturadas, tente!)

I - CLASSIFIQUE AS ORAÇÕES SUBLINHADAS: (estão todas misturadas, tente!) Português Professores: Daiana 3ª Série Período Composto por Coordenação e Subordinação I - CLASSIFIQUE AS ORAÇÕES SUBLINHADAS: (estão todas misturadas, tente!) 1-Todos querem o mesmo destino: que atinjamos

Leia mais

Sintaxe do Período Composto

Sintaxe do Período Composto Sintaxe do Período Composto Gramática Material Complementar Saudações, guerreiro (a) do concurso, tudo bem? Aqui é o professor Pablo Jamilk. Nós teremos alguns momentos juntos doravante. Por isso, segure

Leia mais

Programação Anual. 7 ọ ano (Regime 9 anos) 6 ạ série (Regime 8 anos) VOLUME VOLUME

Programação Anual. 7 ọ ano (Regime 9 anos) 6 ạ série (Regime 8 anos) VOLUME VOLUME Programação Anual 7 ọ ano (Regime 9 anos) 6 ạ série (Regime 8 anos) 1 ọ 2 ọ 1. Amarrando as idéias COESÃO Introdução ao conceito de coesão Introdução aos mecanismos básicos de coesão Ordem das palavras

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE

LÍNGUA PORTUGUESA. Professora Rosane Reis. MÓDULO 15 Palavras QUE e SE LÍNGUA PORTUGUESA Professora Rosane Reis MÓDULO 15 Palavras QUE e SE AS PALAVRAS QUE E SE É acentuado e substituível por alguma coisa, qualquer coisa etc.; vem precedido de artigo ou numeral. Este professor

Leia mais

Português. Flexão de Voz (Ativa, Passiva, Reflexiva) Professor Arthur Scandelari.

Português. Flexão de Voz (Ativa, Passiva, Reflexiva) Professor Arthur Scandelari. Português Flexão de Voz (Ativa, Passiva, Reflexiva) Professor Arthur Scandelari www.acasadoconcurseiro.com.br Português FLEXÃO DE VOZ (ATIVA, PASSIVA, REFLEXIVA) Vozes verbais 1. (CESPE Pref. de São Paulo-SP

Leia mais

Subordinação X Coordenação

Subordinação X Coordenação ORAÇÕES COORDENADAS Prof. Daniel Subordinação X Coordenação A coordenação se caracteriza por independência sintática: - Reitor da USP declara que os funcionários não receberão aumento. (OSSOD) - Reitor

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Chamamos oração coordenada por não exercer nenhuma função sintática em outra oração, daí ser chamada

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA

PORTUGUÊS PARA CONSULTOR DO SENADO FEDERAL EXERCÍCIOS COMENTADOS PROFESSOR ALBERT IGLÉSIA Somente hoje (sábado) tive condições de aprontar esta aula. O motivo? Na quarta-feira à noite, a dengue me pegou. Chegou fraquinha, mas no dia seguinte ela se agravou e me deixou de cama. Na sexta de manhã,

Leia mais

a) Não só conversa como também atrapalha os colegas. b) Faça estes exercícios, pois fazem parte da matéria da prova.

a) Não só conversa como também atrapalha os colegas. b) Faça estes exercícios, pois fazem parte da matéria da prova. 1- Determine o valor semântico das conjunções: adição, oposição, escolha, conclusão, explicação. a) Não só conversa como também atrapalha os colegas. b) Faça estes exercícios, pois fazem parte da matéria

Leia mais

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM

Apresentação 11 Lista de abreviações 13. Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM Sumário Apresentação 11 Lista de abreviações 13 Parte I: NATUREZA, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DA LINGUAGEM O homem, a linguagem e o conhecimento ( 1-6) O processo da comunicação humana ( 7-11) Funções da

Leia mais

Prof. José Antônio Sansevero Martins (Zé Laranja)

Prof. José Antônio Sansevero Martins (Zé Laranja) Prof. José Antônio Sansevero Martins (Zé Laranja) PERÍODO COMPOSTO 1. ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS Oração principal (incompleta) Oração subordinada substantiva (aquilo que falta na or. Principal)

Leia mais

A PARTÍCULA SE pode ser:

A PARTÍCULA SE pode ser: A PARTÍCULA SE pode ser: 1. Pronome reflexivo 2. Pronome recíproco 3. Pronome apassivador 4. Índice de indeterminação do sujeito 5. Parte integrante do verbo 6. Conjunção condicional 7. Palavra expletiva

Leia mais

OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS

OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS OS ELEMENTOS CONJUNTIVOS PREPOSIÇÕES: Chamam-se PREPOSIÇÕES os vocábulos gramaticais invariáveis que relacionam dois termos de uma oração, de tal modo que o sentido do primeiro é explicado ou complementado

Leia mais