Fusarium spp. Este fungo causa uma doença denominada Podridão Seca.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fusarium spp. Este fungo causa uma doença denominada Podridão Seca."

Transcrição

1 FUNGOS

2 Fusarium spp. Este fungo causa uma doença denominada Podridão Seca. Esta doença se desenvolve em batatas sementes armazenadas. Os tubérculos infectados devem ser descartados.

3 Fusarium spp.

4 Fusarium spp.

5 Fusarium spp.

6 Fusarium spp.

7 Fusarium spp.

8 Podridão Seca Fusarium spp.

9 Sclerotinia sclerotiorum Este fungo causa uma doença chamada Mofo Branco. Os plantios sucessivos de soja, feijão e batata na mesma área favorecem este fungo. A identificação deste fungo é bastante simples basta abrir talos secos e verificar se há escleródios que se assemelham a bosta de rato.

10 Sclerotinia sclerotiorum

11 Sclerotinia sclerotiorum

12 Sclerotium rolfsii Este fungo causa a podridão por esclerócio em alho e cebola. Também ataca feijão causando a podridão do colo. Apesar de não ser comum, a doença tem causado perdas significativas quando ocorre o plantio de batata após alho ou cebola.

13 Sclerotium rolfsii

14 Sclerotium rolfsii

15 Sclerotium rolfsii

16 Sclerotium rolfsii

17 Cylindrocladium clavatum Este fungo causa uma doença denominada Olho Pardo. A doença tem ocorrido em apenas algumas regiões, causando perdas de ate 2% da produção total.

18 Cylindrocladium clavatum

19 Cylindrocladium clavatum

20 Pythium spp. Este fungo causa uma doença nos tubérculos chamada Podridão Aquosa. Os plantios sucessivos de diversas culturas estão favorecendo a contaminação do solo com este fungo. Os tubérculos infectados apodrecem e a polpa fica parecida com pudim de leite. Popularmente se diz que a batata mija quando os tubérculos são apertados isso facilita a identificação desta doença.

21 Pythium spp.

22 Pythium spp.

23 Pythium spp.

24 Pythium spp.

25 Alternaria spp. Este fungo causa uma doença denominada Pinta Preta. Os danos provocados nas folhas reduzem significativamente a produtividade.

26 Alternaria spp.

27 Alternaria spp.

28 Alternaria spp.

29 Alternaria spp.

30 Phytophthora A requeima é a principal doença da batata no mundo. Em condições favoráveis (temperaturas amenas e alta umidade) esta doença pode simplesmente destruir a cultura em poucas horas. O patógeno pode afetar as folhas, hastes e tubérculos.

31 Phytophthora

32 Phytophthora

33 Phytophthora

34 Phytophthora

35 Phytophthora

36 Phytophthora

37 Phytophthora

38 Phytophthora

39 Phytophthora

40 Rhizoctonia spp. Este fungo causa diversos sintomas mancha asfalto, tubérculos aéreos, lesões nas hastes, amarelamento das folhas, queima dos brotos. Com o uso intensivo do solo, esta doença está causando cada vez mais prejuízos.

41 Rhizoctonia spp.

42 Rhizoctonia spp.

43 Rhizoctonia spp.

44 Rhizoctonia spp.

45 Rhizoctonia spp.

46 Rhizoctonia spp.

47 Rhizoctonia spp.

48 Rosellinia spp. Esta doença ocorre somente em áreas recém desmatadas.

49 Rosellinia spp.

50 Rosellinia spp.

51 Rosellinia spp.

52 Helminthosporium spp. Este fungo causa uma doença chamada Sarna Prateada. Batatas sementes infectadas murcham rapidamente e perdem vigor para germinar. Batatas destinadas ao mercado fresco que apresentam sintomas são desprezadas pelos consumidores.

53 Helminthosporium spp.

54 Helminthosporium spp.

55 Helminthosporium spp.

56 Helminthosporium spp.

57 Helminthosporium spp.

58 Helminthosporium spp.

59 Helminthosporium spp.

60 Botrytis sp. Este fungo é muito comum em uva, morango e causa uma doença denominada Mofo Cinzento Apesar de ser incomum a doença tem ocorrido em áreas onde são plantados batata e morango.

61 Botrytis sp.

62 Botrytis sp.

63 Spongospora spp. A doença causada por este patógeno é denominada sarna pulverulenta. A doença é favorecida quando ha acumulo de umidade elevada no solo na faixa de tuberização.

64 Spongospora spp.

65 Spongospora spp.

66 Spongospora spp.

67 Spongospora spp.

68 Spongospora spp.

69 Spongospora spp.

70 Spongospora spp.

71 Spongospora spp.

72 Spongospora spp.

73 Spongospora spp.

74 Spongospora spp.

75 Spongospora spp.

CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS DE PLANTAS: MCNEW GRUPO III ABSORÇÃO DE ÁGUA E SAIS MINEIRAIS. Grupo III PODRIDÕES DE RAÍZ E COLO

CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS DE PLANTAS: MCNEW GRUPO III ABSORÇÃO DE ÁGUA E SAIS MINEIRAIS. Grupo III PODRIDÕES DE RAÍZ E COLO CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS DE MCNEW Processos fisiológicos vitais: Grupos de doenças: CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS DE PLANTAS: MCNEW GRUPO III MARGARETE CAMARGO Segundo semestre de 2013 1. Acúmulo de material

Leia mais

Ambiente e Doença. Predisposição 25/3/2014. Ambiente: Disciplina: Fitopatologia Geral PREDISPOSIÇÃO:

Ambiente e Doença. Predisposição 25/3/2014. Ambiente: Disciplina: Fitopatologia Geral PREDISPOSIÇÃO: DESENVOLVIMENTO DA DOENÇA Disciplina: Fitopatologia Geral Triângulo da doença Ambiente e Doença PLANTA DESENVOLVIMENTO DA DOENÇA PLANTA Triângulo da doença Componente relevante nesta interação, podendo

Leia mais

Tombamento de mudas Caciara Gonzatto Maciel Marília Lazarotto Graziela Piveta Marlove Fátima Brião Muniz

Tombamento de mudas Caciara Gonzatto Maciel Marília Lazarotto Graziela Piveta Marlove Fátima Brião Muniz Tombamento de mudas Caciara Gonzatto Maciel Marília Lazarotto Graziela Piveta Marlove Fátima rião Muniz O tombamento de mudas pode ocorrer em pré-emergência e/ou pósemergência. No primeiro caso, o patógeno

Leia mais

bactérias Alternaria Oósporo

bactérias Alternaria Oósporo Pestalotia Colletotrichum Peronospora bactérias leveduras Bactérias Entomosporium Alternaria Oósporo Ustilago Phragmidium Physalospora Septoria Oidium 50 µm Classificação Reino Protozoa Reino Stramenopila

Leia mais

MANEJO DA MANCHA DE RAMULÁRIA E MOFO BRANCO

MANEJO DA MANCHA DE RAMULÁRIA E MOFO BRANCO MANEJO DA MANCHA DE RAMULÁRIA E MOFO BRANCO Luiz Gonzaga Chitarra Fitopatologista Embrapa Algodão Luiz.chitarra@embrapa.br ASPECTOS GERAIS MANCHA DE RAMULARIA Causada pelo fungo Ramularia areola Atk.;

Leia mais

Doenças da cenoura SINTOMAS. SEMENTE em processo de germinação: afeta os tecidos da plântula

Doenças da cenoura SINTOMAS. SEMENTE em processo de germinação: afeta os tecidos da plântula Doenças da cenoura (Daucus carota) Anotações de aula Profa. Marli F.S. Papa 1. PODRIDÃO DE PRÉ-EMERGÊNCIA E TOMBAMENTO DE PÓS-EMERGÊNCIA SINTOMAS SEMENTE em processo de germinação: afeta os tecidos da

Leia mais

TRATAMENTO DE SEMENTES DE SOJA COM FUNGICIDAS

TRATAMENTO DE SEMENTES DE SOJA COM FUNGICIDAS TRATAMENTO DE SEMENTES DE SOJA COM FUNGICIDAS Augusto César Pereira Goulart, Eng. Agr. M.Sc. Fitopatologia/Patologia de Sementes Embrapa Agropecuária Oeste, C.P. 661 Dourados, MS. CEP: 79.804-970 e-mail:

Leia mais

Inoculação das bactérias Xanthomonas em couve

Inoculação das bactérias Xanthomonas em couve Exercício 2 Inoculação das bactérias Xanthomonas em couve -Adicionar água esterilizada - Raspar a cultura - Filtrar (gaze) Filtrado (=inóculo) Colocar em condições adequadas (câmara úmida) e esperar pelos

Leia mais

LAN/ESALQ/ USP LAN 2444 PÓS-COLHEITA DE RAÍZES, TUBÉRCULOS, RIZOMAS E BULBOS

LAN/ESALQ/ USP LAN 2444 PÓS-COLHEITA DE RAÍZES, TUBÉRCULOS, RIZOMAS E BULBOS LAN/ESALQ/ USP LAN 2444 PÓS-COLHEITA DE RAÍZES, TUBÉRCULOS, RIZOMAS E BULBOS 1. INTRODUÇÃO Silene Bruder S. Sarmento Importância: consumo direto, exportação, matéria-prima agroindustrial ou material propagativo.

Leia mais

DOENÇAS DO FEIJOEIRO 08/04/2013. This page was created using Nitro PDF SDK trial software. To purchase, go to

DOENÇAS DO FEIJOEIRO 08/04/2013. This page was created using Nitro PDF SDK trial software. To purchase, go to 1- Fungos DOENÇAS DO FEIJOEIRO. Mancha-Angular - Phaeoisariopsis griseola (Sacc.) Ferraris. Antracnose Colletotrichum lidemuthianum (Sacc. & Magn.) Scrib. Mofo-branco Sclerotinia sclerotiorum (Lib.) de

Leia mais

CICLO DAS RELAÇÕES PATÓGENO X HOSPEDEIRO

CICLO DAS RELAÇÕES PATÓGENO X HOSPEDEIRO Ciclo de vida do patógeno: Disciplina: Fitopatologia Geral CICLO DAS RELAÇÕES PATÓGENO x HOSPEDEIRO O desenvolvimento do patógeno compreende fases ativas e inativas. As fases ativas são patogênese e saprogênese.

Leia mais

DOENÇAS DO QUIABEIRO

DOENÇAS DO QUIABEIRO DOENÇAS DO QUIABEIRO ÍNDICE: A Cultura do Quiabo Doenças Causada por Fungos Oídio (Erysiphe cichoraceaarum de Candolle - Oidium ambrosiae thum.) Cercosporiose (Cercospora malayensis, Cercospora hibiscina)

Leia mais

Doenças nas culturas das cucurbitáceas e da cenoura

Doenças nas culturas das cucurbitáceas e da cenoura Sakata Seed Sudamerica Ltda Depto de Suporte Técnico Doenças nas culturas das cucurbitáceas e da cenoura Dr. Kátia R. Brunelli Fitopatologista Agosto/2016 A DOENÇA AMBIENTE PATÓGENO HOSPEDEIRO O que é

Leia mais

AUGUSTO CÉSAR PEREIRA GOULART Eng. Agr. M.Sc. Fitopatologia/Patologia de Sementes cpao.embrapa.br Dourados, MS - Brasil

AUGUSTO CÉSAR PEREIRA GOULART Eng. Agr. M.Sc. Fitopatologia/Patologia de Sementes   cpao.embrapa.br Dourados, MS - Brasil TRATAMENTO DE SEMENTES DE SOJA COM FUNGICIDAS SOYBEAN SEED TREATMENT WITH FUNGICIDES AUGUSTO CÉSAR PEREIRA GOULART Eng. Agr. M.Sc. Fitopatologia/Patologia de Sementes email: goulart@ cpao.embrapa.br Dourados,

Leia mais

Eng. Agr. Ederson A. Civardi. Bonito MS 2014

Eng. Agr. Ederson A. Civardi. Bonito MS 2014 Eng. Agr. Ederson A. Civardi Bonito MS 2014 Sumário 1 - Introdução 2 - Importância Soja 3 - Importância Mofo Branco 4 - Ciclo da doença 5 - Métodos de controle 6 - Alguns resultados de experimentos 7 -

Leia mais

XXI Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol IX Simpósio Nacional sobre a Cultura do Girassol PRINCIPAIS DOENÇAS E ESTRATÉGIAS DE MANEJO

XXI Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol IX Simpósio Nacional sobre a Cultura do Girassol PRINCIPAIS DOENÇAS E ESTRATÉGIAS DE MANEJO XXI Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol IX Simpósio Nacional sobre a Cultura do Girassol PRINCIPAIS DOENÇAS E ESTRATÉGIAS DE MANEJO Eng. Agr. Valtemir J. Carlin - AGRODINÂMICA LONDRINA, PR - 28 DE

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Soja Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Soja Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ISSN 1516-781X Janeiro, 2012 Documentos256 Manual de Identificação de Doenças de Soja Ademir Assis Henning,

Leia mais

Documentos 256. Manual de identificação de doenças de soja. 5ª edição

Documentos 256. Manual de identificação de doenças de soja. 5ª edição Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ISSN 1516-781X Abril, 2014 Documentos 256 Manual de identificação de doenças de soja 5ª edição Ademir Assis

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS DE MCNEW CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS. temperatura luz. nutricionais umidade poluição. Abióticas. *Doenças

CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS DE MCNEW CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS. temperatura luz. nutricionais umidade poluição. Abióticas. *Doenças CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS temperatura luz CLASSIFICAÇÃO DE DOENÇAS DE MCNEW *Doenças Abióticas nutricionais umidade poluição MARGARETE CAMARGO Segundo semestre de 2013 Bióticas fungos bactérias fitoplasmas

Leia mais

Doenças da Pupunha no Estado do Paraná

Doenças da Pupunha no Estado do Paraná Doenças da Pupunha no Estado do Paraná Álvaro Figueredo dos Santos Dauri José Tessmann João Batista Vida Rudimar Mafacioli A pupunha é cultura de introdução recente no Estado do Paraná e tem sido cultivada

Leia mais

Circular. Técnica. Manejo de Doenças Fúngicas no Sistema de Produção Integrada do Pimentão (PIP) Autores. Introdução ISSN

Circular. Técnica. Manejo de Doenças Fúngicas no Sistema de Produção Integrada do Pimentão (PIP) Autores. Introdução ISSN ISSN 1415-3033 Manejo de Doenças Fúngicas no Sistema de Produção Integrada do Pimentão (PIP) 147 Circular Técnica Fotos: Ricardo B. Pereira Brasília, DF Março, 2016 Autores Ricardo Borges Pereira Eng.

Leia mais

Controle biológico de doenças. Edson Luiz Furtado Depto. de Produção Vegetal FCA/UNESP

Controle biológico de doenças. Edson Luiz Furtado Depto. de Produção Vegetal FCA/UNESP Controle biológico de doenças em gramados Edson Luiz Furtado Depto. de Produção Vegetal FCA/UNESP E-mail: elfurtado@fca.unesp.br Doença??? O que é isto? Doença: desvio do estado normal Doença: conjunto

Leia mais

Soja. Fotos Leila Costamilan. Via dupla

Soja. Fotos Leila Costamilan. Via dupla Soja Fotos Leila Costamilan Via dupla Ao mesmo tempo em que doenças como podridão radicular de fitóftora, podridão vermelha da raiz e ferrugem tendem a ter seu efeito minimizado no período de La Niña,

Leia mais

02/03/2017. Doenças da Soja: etiologia, sintomatologia, epidemiologia e controle Fitopatologia Aplicada. 1. Ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi)

02/03/2017. Doenças da Soja: etiologia, sintomatologia, epidemiologia e controle Fitopatologia Aplicada. 1. Ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi) 1. Ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi) Doenças da Soja: etiologia, sintomatologia, epidemiologia e controle Fitopatologia Aplicada Aplicação de fungicidas: Triazóis e estrobirulinas Evitar semeadura

Leia mais

91 ISSN Abril, 2013

91 ISSN Abril, 2013 Comunicado Técnico 91 ISSN 1414.9850 Abril, 2013 Foto: Marco Antonio Lucini Identificação e manejo da podridão-branca do alho e da cebola Ailton Reis 1 Valter Rodrigues Oliveira 2 Importância da doença

Leia mais

INFLUÊNCIA DO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES DE SOJA NA QUALIDADE FÍSICA, FISIOLÓGICA E SANITÁRIA VISANDO CONTROLE DE MOFO-BRANCO

INFLUÊNCIA DO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES DE SOJA NA QUALIDADE FÍSICA, FISIOLÓGICA E SANITÁRIA VISANDO CONTROLE DE MOFO-BRANCO INFLUÊNCIA DO BENEFICIAMENTO DE SEMENTES DE SOJA NA QUALIDADE FÍSICA, FISIOLÓGICA E SANITÁRIA VISANDO CONTROLE DE MOFO-BRANCO Héria de Freitas TELES, Larissa Leandro PIRES, Marcos Gomes da CUNHA, Guilherme

Leia mais

Potencial da Técnica de Solarização Como Ferramenta de Controle de Pragas em Hortaliças.

Potencial da Técnica de Solarização Como Ferramenta de Controle de Pragas em Hortaliças. Potencial da Técnica de Solarização Como Ferramenta de Controle de Pragas em Hortaliças. Marlene Gonçalves da Silva; Ana Maria Resende Junqueira Universidade de Brasília, Faculdade de Agronomia e Medicina

Leia mais

Principais Doenças Fúngicas Na Cultura do Alho

Principais Doenças Fúngicas Na Cultura do Alho Principais Doenças Fúngicas Na Cultura do Alho Marco Antônio Lucini Engenheiro Agrônomo Curitibanos, setembro de 2009. PRINCIPAIS DOENÇAS FÚNGICAS NA CULTURA DO ALHO Marco Antônio Lucini 1 O Brasil é um

Leia mais

Controle Cultural de Doenças do Algodoeiro. Alderi Emídio de Araújo Eng o Agr o, Fitopatologista, M. Sc. Pesquisador Embrapa Algodão

Controle Cultural de Doenças do Algodoeiro. Alderi Emídio de Araújo Eng o Agr o, Fitopatologista, M. Sc. Pesquisador Embrapa Algodão Controle Cultural de Doenças do Algodoeiro Alderi Emídio de Araújo Eng o Agr o, Fitopatologista, M. Sc. Pesquisador Embrapa Algodão Controle cultural o que é? Práticas agrícolas que visam erradicar ou

Leia mais

Produção Integrada da Batata

Produção Integrada da Batata Produção Integrada da Batata Grade de Agroquímicos para a Cultura da Batata Fungicidas Absoluto clorotalonil isoftalonitrila Pinta-preta (Alternaria solani ) 1,5-2,5 Kg/Ha 7 III De contato Requeima (Phytophthora

Leia mais

Doenças em Tomateiro Cultivado Sob Ambiente Protegido.

Doenças em Tomateiro Cultivado Sob Ambiente Protegido. Doenças em Tomateiro Cultivado Sob Ambiente Protegido. Felipe A.S. Graichen 1 ; Leonita B. Girardi 2 ; Elena Blume 2 ; Marlove F. B. Muniz 2 ; Magnólia Aparecida Silva da Silva 3. 1 UFRGS - Depto de Fitossanidade,

Leia mais

Núcleo 1 Chapadão do Sul

Núcleo 1 Chapadão do Sul Ano II 15 de abril de 2013. Relatório semanal de 08 a 15 de abril de 2013. Núcleo 1 Chapadão do Sul Eng. Agr. Danilo Suniga de Moraes Semana com períodos diurno nublado e com precipitações na maior parte

Leia mais

Projetos Bayer. Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente (CSFI) Mariana Beig Jordão Marketing Estratégico

Projetos Bayer. Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente (CSFI) Mariana Beig Jordão Marketing Estratégico Projetos Bayer Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente (CSFI) Mariana Beig Jordão Marketing Estratégico Agenda/ Content Portfólio Bayer HF Projetos Bayer - CSFIs Planejamento Interno Hortifruti

Leia mais

Grupo: Emilia Emiko Tanaka Isabela Scavacini de Freitas Uli Suadicani Vinicius Shizuo Abuno

Grupo: Emilia Emiko Tanaka Isabela Scavacini de Freitas Uli Suadicani Vinicius Shizuo Abuno Departamento de Fitopatologia e Nematologia LFN1625- Doenças das Frutíferas e Hortícolas Grupo: Emilia Emiko Tanaka Isabela Scavacini de Freitas Uli Suadicani Vinicius Shizuo Abuno Sumário Introdução Doenças

Leia mais

(Foto: Ricardo Borges Pereira)

(Foto: Ricardo Borges Pereira) Raiz rosada da Cebola - Pyrenochaeta terrestris Ricardo Borges Pereira Pesquisador Dr. em Fitopatologia Embrapa Hortaliças Gilvaine Ciavareli Lucas Dra. em Fitopatologia Universidade Federal de Lavras

Leia mais

Circular. Técnica. Doenças da berinjela no Brasil. Autores. Doenças da berinjela ISSN

Circular. Técnica. Doenças da berinjela no Brasil. Autores. Doenças da berinjela ISSN ISSN 1415-3033 97 Circular Técnica Fotos: Ailton Reis Brasília, DF Dezembro, 2011 Autores Ailton Reis ailton@cnph.embrapa.br Eng. Agr., D. Sc. Embrapa Hortaliças C.P. 218, Brasília-DF 70.351-970 Leonardo

Leia mais

14/05/2012. Doenças do cafeeiro. 14 de maio de Umidade. Temperatura Microclima AMBIENTE

14/05/2012. Doenças do cafeeiro. 14 de maio de Umidade. Temperatura Microclima AMBIENTE 14/05/2012 Doenças do cafeeiro Doutoranda Ana Paula Neto Prof Dr. José Laércio Favarin 14 de maio de 2012 Umidade AMBIENTE PATÓGENO Temperatura Microclima HOSPEDEIRO 1 DOENÇAS Ferrugem Hemileia vastatrix

Leia mais

FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS

FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA MISSÃO: FORMAR PROFISSIONAIS CAPACITADOS, SOCIALMENTE RESPONSÁVEIS E APTOS A PROMOVEREM AS TRANSFORMAÇÕES FUTURAS Curso: Agronomia Período: 5 2º SEMESTRE 2017 ESTUDO

Leia mais

Dinâmica e manejo de doenças. Carlos A. Forcelini

Dinâmica e manejo de doenças. Carlos A. Forcelini Dinâmica e manejo de doenças Carlos A. Forcelini Campo Experimental UPF (28º10 S, 52º20 W, 687m) 6 km Manejo de doenças e rendimento de grãos Com manejo Sem manejo 2009 58 27 2010 56 33 2011 61 45 Fatores

Leia mais

Reino Fungi. Parede celular constituída de quitina e betaglucanas, Síntese de lisina pela via do ácido alfa-aminoadípico,

Reino Fungi. Parede celular constituída de quitina e betaglucanas, Síntese de lisina pela via do ácido alfa-aminoadípico, Reino Fungi Parede celular constituída de quitina e betaglucanas, Síntese de lisina pela via do ácido alfa-aminoadípico, O ergosterol é o esterol mais comum na membrana plasmática, Glicogênio é o principal

Leia mais

Epidemiologia. Fitopatologia I Profª Danielle Mattei

Epidemiologia. Fitopatologia I Profª Danielle Mattei Epidemiologia Fitopatologia I Profª Danielle Mattei 1. Epidemiologia: Conceito e definição É o estudo da população de patógenos e de hospedeiros que leva a algo novo: a doença. Esta pode ser considerada

Leia mais

PATOLOGIA DE SEMENTES E MUDAS DE HORTALIÇAS

PATOLOGIA DE SEMENTES E MUDAS DE HORTALIÇAS PATOLOGIA DE SEMENTES E MUDAS DE HORTALIÇAS ENG. AGR. MSC EVELYN F.A. KOCH EVEKOCH@HOTMAIL.COM MAIO/2017 CENÁRIO ATUAL HORTALIÇAS Mercado profissional Dominado por empresas multinacionais Padrões de qualidade

Leia mais

Zoneamento climático do estado de Minas Gerais para as principais doenças que acometem as oleaginosas: algodão, girassol, soja e mamona

Zoneamento climático do estado de Minas Gerais para as principais doenças que acometem as oleaginosas: algodão, girassol, soja e mamona Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Zoneamento climático do estado de Minas Gerais para as principais doenças que acometem as oleaginosas: algodão, girassol, soja

Leia mais

COMPLEXO DE DOENÇAS FOLIARES NA CULTURA DO AMENDOIM, NAS REGIÕES PRODUTORAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, NA SAFRA 2015/2016

COMPLEXO DE DOENÇAS FOLIARES NA CULTURA DO AMENDOIM, NAS REGIÕES PRODUTORAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, NA SAFRA 2015/2016 COMPLEXO DE DOENÇAS FOLIARES NA CULTURA DO AMENDOIM, NAS REGIÕES PRODUTORAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, NA SAFRA 2015/2016 Margarida Fumiko Ito 1, Ignácio José de Godoy 2, Andrea Rocha Almeida de Moraes 2,

Leia mais

DOENÇAS DAS CRUCÍFERAS

DOENÇAS DAS CRUCÍFERAS DOENÇAS DAS CRUCÍFERAS Anotações de aula Profa. Marli F.S. Papa DOENÇAS CAUSADAS POR BACTÉRIAS PODRIDÃO NEGRA. Principal doença de crucíferas cultivadas, principalmente de repolho, couve e couve-flor.

Leia mais

Doenças da Parte Aérea

Doenças da Parte Aérea 11 Doenças da Parte Aérea Adriane Wendland Murillo Lobo Junior Aloísio Sartorato Carlos Agustín Rava Seijas (in memoriam) 288 Quais são as doenças fúngicas da parte aérea mais comuns nas lavouras de feijão

Leia mais

9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO

9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO 9.5 PRINCIPAIS PRAGAS E DOENÇAS DO FEIJOEIRO 9.5.1 Controle de Pragas PRINCIPAIS PRAGAS -Lagarta elasmo -Vaquinhas - Mosca branca -Ácaro branco -Carunchos LAGARTA ELASMO Feijão da seca aumento da população

Leia mais

Recomendações técnicas para o controle de "tombamento ou damping-off" em essências florestais

Recomendações técnicas para o controle de tombamento ou damping-off em essências florestais _... Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro de Pesquisa Agroflorestal de Rondônia Ministério da Agricultura e do Abastecimento...,.-~,p"","' da Agricultura.. e do Abastecimento N 13, set./99,

Leia mais

Isolamento e identificação de colônias do fungo Alternaria dauci obtidas de lesões de Requeima da cultura da cenoura

Isolamento e identificação de colônias do fungo Alternaria dauci obtidas de lesões de Requeima da cultura da cenoura Isolamento e identificação de colônias do fungo Alternaria dauci obtidas de lesões de Requeima da cultura da cenoura Júlio César de Oliveira SILVA 1 ; Luciano Donizete GONÇALVES 2 ; Wellingta Cristina

Leia mais

MÍLDIO DA BATATEIRA AGENTE RESPONSÁVEL CICLO BIOLÓGICO. Phytophthora infestans

MÍLDIO DA BATATEIRA AGENTE RESPONSÁVEL CICLO BIOLÓGICO. Phytophthora infestans MÍLDIO DA BATATEIRA Phytophthora infestans AGENTE RESPONSÁVEL O míldio, causado pelo fungo Phytophora infestants, é sem dúvida a doença de maior importância na cultura da batata. O fungo ataca durante

Leia mais

(+ de 80) PRINCIPAIS DOENÇAS NA CULTURA DO ARROZ IRRIGADO. XII MICA, 23 de agosto de 2006. BRUSONE Agente Causal: Pyricularia grisea

(+ de 80) PRINCIPAIS DOENÇAS NA CULTURA DO ARROZ IRRIGADO. XII MICA, 23 de agosto de 2006. BRUSONE Agente Causal: Pyricularia grisea INSTITUTO RIO GRANDENSE DO ARROZ ESTAÇÃO EXPERIMENTAL DO ARROZ EQUIPE MELHORAMENTO GENÉTICO IMPORTÂNCIA DA CULTURA DO ARROZ IRRIGADO NO RS... PRINCIPAIS DOENÇAS NA CULTURA DO ARROZ IRRIGADO Eng. Agr..

Leia mais

CONTROLE DE DOENÇAS EM MILHO SAFRINHA

CONTROLE DE DOENÇAS EM MILHO SAFRINHA CONTROLE DE DOENÇAS EM MILHO SAFRINHA Hercules Diniz Campos (1), Gustavo A. Simon (2) ; Alessandro Guerra da Silva (3) Monitoramentos de doenças na cultura do milho realizados, nas últimas safras, pela

Leia mais

Doenças do Maracujazeiro. Grupo: Carolina Colin Gabriela Venancio Luiza Soares

Doenças do Maracujazeiro. Grupo: Carolina Colin Gabriela Venancio Luiza Soares Doenças do Maracujazeiro Grupo: Carolina Colin Gabriela Venancio Luiza Soares Maracujá Passiflora sp.; Família: Passifloraceae; Algumas espécies: P. edulis e P. alata; Originário da América tropical; Planta

Leia mais

FERRUGEM ASIÁTICA DA SOJA: Impacto da entrada da doença no Brasil. Rafael Moreira Soares Fitopatologista - EMBRAPA SOJA

FERRUGEM ASIÁTICA DA SOJA: Impacto da entrada da doença no Brasil. Rafael Moreira Soares Fitopatologista - EMBRAPA SOJA FERRUGEM ASIÁTICA DA SOJA: Impacto da entrada da doença no Brasil Rafael Moreira Soares Fitopatologista - EMBRAPA SOJA Histórico da ocorrência Perdas Controle Desafios Consórcio Anti-ferrugem Doenças no

Leia mais

PERDAS PÓS-COLHEITA. Pós-Colheita de Frutas e Hortaliças. Railene Hérica Carlos Rocha

PERDAS PÓS-COLHEITA. Pós-Colheita de Frutas e Hortaliças. Railene Hérica Carlos Rocha PERDAS PÓS-COLHEITA Railene Hérica Carlos Rocha 1. PANORAMA DA PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO BRASILEIRA DE FRUTAS PADRÃO DE PERDAS PAISES EM DESENVOLVIMENTO X DESENVOLVIDOS Itens PAISES EM DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Moléstias em tomateiro cultivado em estufas plásticas em quatro municípios da região central do Rio Grande do Sul, Brasil 1

Moléstias em tomateiro cultivado em estufas plásticas em quatro municípios da região central do Rio Grande do Sul, Brasil 1 Ciência Rural, Moléstias Santa em Maria, tomateiro v.34, cultivado n.3, p.661-666, em estufas mai-jun, plásticas 2004em quatro municípios da região central do Rio Grande do Sul, Brasil. ISSN 0103-8478

Leia mais

02/03/2017. Doenças do Tomateiro: etiologia, sintomatologia, epidemiologia e controle Fitopatologia Aplicada. Introdução. Considerações gerais

02/03/2017. Doenças do Tomateiro: etiologia, sintomatologia, epidemiologia e controle Fitopatologia Aplicada. Introdução. Considerações gerais Doenças do Tomateiro: etiologia, sintomatologia, epidemiologia e controle Fitopatologia Aplicada Daniel Diego Costa Carvalho Mestre em Fitopatologia (UFLA) Doutor em Fitopatologia (UnB) http://www.seminis.com/global/br/products/pages/ap533.aspx

Leia mais

INCIDÊNCIA DE Sclerotinia sclerotiorum EM CULTIVARES DE SOJA NO MUNICÍPIO DE MUITOS CAPÕES RS SAFRA 2014/15

INCIDÊNCIA DE Sclerotinia sclerotiorum EM CULTIVARES DE SOJA NO MUNICÍPIO DE MUITOS CAPÕES RS SAFRA 2014/15 INCIDÊNCIA DE Sclerotinia sclerotiorum EM CULTIVARES DE SOJA NO MUNICÍPIO DE MUITOS CAPÕES RS SAFRA 2014/15 Juliana Borba Valente 1*, Rômulo Luís Zancan 2, Otávio Fiorentin 1, Maiquiel Diego Fingstag 1,

Leia mais

DOENÇA. Fenômeno de natureza complexa, que não tem definição precisa, mas que possui características básicas, essenciais

DOENÇA. Fenômeno de natureza complexa, que não tem definição precisa, mas que possui características básicas, essenciais Conceitos Básicos O que é DOENÇA? Limite entre normal/sadio - anormal/doente doença x injúria física ou química doença x praga (afetam o desenvolvimento) Fatores ambientais - causas de doença DOENÇA Fenômeno

Leia mais

Doenças com Origem no Solo

Doenças com Origem no Solo 10 Doenças com Origem no Solo Murillo Lobo Junior Adriane Wendland Jefferson Luis da Silva Costa 245 Quais são as principais doenças causadas por fungos que sobrevivem no solo e que atacam o feijoeiro-comum?

Leia mais

GERMINAÇÃO E SANIDADE DE SEMENTES DE MOGNO (Swietenia. macrophylla King) EM DIFERENTES SUBSTRATOS PROJETO DE PESQUISA

GERMINAÇÃO E SANIDADE DE SEMENTES DE MOGNO (Swietenia. macrophylla King) EM DIFERENTES SUBSTRATOS PROJETO DE PESQUISA GERMINAÇÃO E SANIDADE DE SEMENTES DE MOGNO (Swietenia macrophylla King) EM DIFERENTES SUBSTRATOS PROJETO DE PESQUISA PROFESSOR: MARCELO TAVARES DE CASTRO ALUNO: KLEYSON ALVES DE FREITAS CURSO: AGRONOMIA

Leia mais

SANIDADE DE SEMENTES E MANEJO DE DOENÇAS EM FORRAGEIRAS TROPICAIS

SANIDADE DE SEMENTES E MANEJO DE DOENÇAS EM FORRAGEIRAS TROPICAIS SANIDADE DE SEMENTES E MANEJO DE DOENÇAS EM FORRAGEIRAS TROPICAIS José da Cruz Machado UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS--MG machado@dfp.ufla.br Maria Luiza Nunes Costa UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

Leia mais

Doenças Fúngicas Foliares da Cebola

Doenças Fúngicas Foliares da Cebola Doenças Fúngicas Foliares da Cebola Durante o processo produtivo, a cebola está sujeita à ocorrência de várias doenças, que variam em grau de importância de acordo com as condições de cultivo. Baixas temperaturas

Leia mais

Manejo de Doenças do Solo

Manejo de Doenças do Solo Manejo de Doenças do Solo Eng. Agr. Nilvo Altmann Sócio Proprietário e Diretor Técnico SIGMA SOLUÇÕES AGRONÔMICAS LTDA ROTEIRO DA PALESTRA Identificação e manejo de rebouleiras nas lavouras Evolução dos

Leia mais

DOENÇAS DE PÓS-COLHEITA EM FRUTAS (CAQUI, MARACUJÁ-DOCE E NÊSPERA) Patrícia Cia

DOENÇAS DE PÓS-COLHEITA EM FRUTAS (CAQUI, MARACUJÁ-DOCE E NÊSPERA) Patrícia Cia DOENÇAS DE PÓS-COLHEITA EM FRUTAS (CAQUI, MARACUJÁ-DOCE E NÊSPERA) Patrícia Cia Instituto de Tecnologia de Alimentos, Centro de Tecnologia de Hortifrutícolas, CP 237, CEP 13073-001, Campinas, SP, Brasil.

Leia mais

Efeito de fungicidas na inibição do crescimento micelial de Sclerotinia sclerotiorum isolado de soja

Efeito de fungicidas na inibição do crescimento micelial de Sclerotinia sclerotiorum isolado de soja Efeito de fungicidas na inibição do crescimento micelial de Sclerotinia sclerotiorum isolado de soja FERREIRA, L.C. 1 ; MEYER, M.C. 2 ; TERAMOTO, A. 1 ; 1 Universidade Federal de Goiás UFG, lucienenoemia@gmail.com;

Leia mais

TRATAMENTO DE SEMENTES Silvio Moure Cicero

TRATAMENTO DE SEMENTES Silvio Moure Cicero 1 TRATAMENTO DE SEMENTES Silvio Moure Cicero 1. Introdução Conceito de tratamento de sementes. 2. Controle de patógenos Destacam-se os microorganismos que podem ser transmitidos por sementes: o grupo dos

Leia mais

CAMPO DE PROVA DA FUNDAÇÃO CHAPADÃO

CAMPO DE PROVA DA FUNDAÇÃO CHAPADÃO CAMPO DE PROVA DA FUNDAÇÃO CHAPADÃO TECNOAGRO Rodovia BR 060, km 11 - Condominio Rural Fundação Chapadão Casas 4, 5 e 6 - Caixa postal 39 - CEP 79.560-000 Chapadão do Sul, MS - www fundacaochapadao.com.br

Leia mais

Murcha bacteriana, tolerância a altas temperaturas e pegamento de frutos em tomateiro

Murcha bacteriana, tolerância a altas temperaturas e pegamento de frutos em tomateiro Universidade Federal Rural de Pernambuco Programa de Pós-Graduação em Melhoramento Genético de Plantas Murcha bacteriana, tolerância a altas temperaturas e pegamento de frutos em tomateiro Aluno: Lucas

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO DE DOENÇAS DE PLANTAS. Wagner Bettiol Embrapa Meio Ambiente

CONTROLE BIOLÓGICO DE DOENÇAS DE PLANTAS. Wagner Bettiol Embrapa Meio Ambiente CONTROLE BIOLÓGICO DE DOENÇAS DE PLANTAS Wagner Bettiol Embrapa Meio Ambiente wagner.bettiol@embrapa.br CONCEITOS Controle biológico é "a redução da soma de inóculo ou das atividades determinantes da doença,

Leia mais

DOENÇAS FÚNGICAS DA CULTURA DA BATATA: SINTOMAS, ETIOLOGIA E MANEJO

DOENÇAS FÚNGICAS DA CULTURA DA BATATA: SINTOMAS, ETIOLOGIA E MANEJO Doenças fúngicas DIVULGAÇÃO da cultura da batata: TÉCNICA sintomas, etiologia e manejo. 63 DOENÇAS FÚNGICAS DA CULTURA DA BATATA: SINTOMAS, ETIOLOGIA E MANEJO J.G. Töfoli, R.J. Domingues, J.T. Ferrari,

Leia mais

Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do sorgo no Brasil

Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do sorgo no Brasil Capítulo 19 Impacto potencial das mudanças climáticas sobre as doenças do sorgo no Brasil Elizabeth de Oliveira Fernando Tavares Fernandes José Avelino Santos Rodrigues Flávio Dessaune Tardin Elena Charlotte

Leia mais

SANIDADE DE MATERIAIS DE PROPAGAÇÃO DE PLANTAS: IMPORTÂNCIA DO INÓCULO INICIAL DE DOENÇAS

SANIDADE DE MATERIAIS DE PROPAGAÇÃO DE PLANTAS: IMPORTÂNCIA DO INÓCULO INICIAL DE DOENÇAS Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Departamento de Fitopatologia e Nematologia SANIDADE DE MATERIAIS DE PROPAGAÇÃO DE PLANTAS: IMPORTÂNCIA DO INÓCULO INICIAL DE DOENÇAS

Leia mais

PREVENÇÃO E CONTROLE DE DOENÇAS DO EUCALIPTO

PREVENÇÃO E CONTROLE DE DOENÇAS DO EUCALIPTO PREVENÇÃO E CONTROLE DE DOENÇAS DO EUCALIPTO 8 SIMPÓSIO TÉCNICAS DE PLANTIO E MANEJO DE EUCALIPTO PARA USOS MÚLTIPLOS Enga. Ftal. Karina Goulart Tumura DOENÇA: O QUE É ISSO??? Doença: desvio do estado

Leia mais

AMENDOIM Principais doenças, manejo integrado e recomendações de controle

AMENDOIM Principais doenças, manejo integrado e recomendações de controle 1/10 AMENDOIM Principais doenças, manejo integrado e recomendações de controle INTRODUÇÃO por Sérgio Almeida de Moraes O amendoim (Arachis hypogaea L.), leguminosa originária da América do Sul, é cultivado

Leia mais

DOENÇAS DA ALFACE Lactuca sativa

DOENÇAS DA ALFACE Lactuca sativa DOENÇAS DA ALFACE Lactuca sativa Anotações de aula Profa. Marli F.S. Papa Vídeo Hidroponia: controle de doenças e pragas da alface 1. Quais as medidas que podem ser adotadas preventivamente para o controle

Leia mais

Circular. Técnica. Rotação e Sucessão de Culturas em Hortaliças Cultivadas em Pequenas Áreas no Manejo de Doenças. Autores Introdução ISSN

Circular. Técnica. Rotação e Sucessão de Culturas em Hortaliças Cultivadas em Pequenas Áreas no Manejo de Doenças. Autores Introdução ISSN ISSN 1415-0 Circular Técnica 152 Rotação e Sucessão de Culturas em Hortaliças Cultivadas em Pequenas Áreas no Manejo de Doenças Brasília, DF Maio, 2016 Autores Introdução Valdir Lourenço Jr. Eng. Agr.,

Leia mais

DOENÇAS DO MAMOEIRO Carica papaya

DOENÇAS DO MAMOEIRO Carica papaya DOENÇAS DO MAMOEIRO Carica papaya 1. MOSAICO DO MAMOEIRO 1967-68 - Monte Alto e Vista Alegre do Alto Fator limitante para a produção de mamão Estudo - Pernambuco:. 70 % de redução de produção por planta.

Leia mais

Comunicado Técnico 04

Comunicado Técnico 04 Comunicado Técnico 04 ISSN 2177-854X Julho. 2010 Uberaba - MG Como Amostrar Solo e Raízes para Análise Nematológica Instruções Técnicas Responsáveis: Dra. Luciany Favoreto E-mail: luciany@epamig.br EPAMIG,

Leia mais

BASES BIOLÓGICAS DO TRATAMENTO INDUSTRIAL DE SEMENTES

BASES BIOLÓGICAS DO TRATAMENTO INDUSTRIAL DE SEMENTES BASES BIOLÓGICAS DO TRATAMENTO INDUSTRIAL DE SEMENTES José da Cruz Machado Prof. Titular de Patologia de Sementes Universidade Federal delavras- MG machado@dfp.ufla.br Conceitos e premissas do TS : Por

Leia mais

ÓLEOS ESSENCIAIS DE PLANTAS MEDICINAIS NO CONTROLE DO FUNGO Sclerotium rolfsii NA CULTURA DO TOMATE

ÓLEOS ESSENCIAIS DE PLANTAS MEDICINAIS NO CONTROLE DO FUNGO Sclerotium rolfsii NA CULTURA DO TOMATE ÓLEOS ESSENCIAIS DE PLANTAS MEDICINAIS NO CONTROLE DO FUNGO Sclerotium rolfsii NA CULTURA DO TOMATE Gabriela Carolina dos Santos, Elisa Coser, André Luiz Graf Junior, João Batista Tolentino Jr., Adriana

Leia mais

EXTRATOS DE ALECRIM ETANÓLICO E AQUOSO SOBRE O CRESCIMENTO MICELIAL DE Sclerotinia sclerotiorum 1

EXTRATOS DE ALECRIM ETANÓLICO E AQUOSO SOBRE O CRESCIMENTO MICELIAL DE Sclerotinia sclerotiorum 1 EXTRATOS DE ALECRIM ETANÓLICO E AQUOSO SOBRE O CRESCIMENTO MICELIAL DE Sclerotinia sclerotiorum 1 FINGER, Geísa 2 ; BRAND, Simone Cristiane 5 ; MILANESI, Paola 7 ; SANTOS, Ricardo Feliciano dos 4 ; SILVA,

Leia mais

Dano Mecânico - Pancada

Dano Mecânico - Pancada PROBLEMAS GERAIS Dano Mecânico - Pancada Sintomas em tubérculos que sofreram pancadas. Em algumas variedades os danos se manifestam também no interior do tubérculo. Dano Mecânico - Pancada Dano Mecânico

Leia mais

Hortaliças: Importância e Cultivo. Werito Fernandes de Melo

Hortaliças: Importância e Cultivo. Werito Fernandes de Melo Hortaliças: Importância e Cultivo Werito Fernandes de Melo Importância do agronegócio para o Brasil. Algodão produção de 1,2 milhões/t em 2004 (5º); cresceu 22% em 2003; exportações em de 400 mil t (3º);

Leia mais

I~OPPERT~ Colheita e Pós-Colheita da Batata-Semente

I~OPPERT~ Colheita e Pós-Colheita da Batata-Semente 20 Colheita e Pós-Colheita da Batata-Semente Giovani Olegario da Silva - giovani.olegario@embrapa.br Elcio Hirano -- elcio.hirano@embrapa.br Antonio César Bortoletto - antonio. bortoletto@embrapa.br Arione

Leia mais

Biocontrole de doenças de plantas: Uso de Trichoderma spp na agricultura

Biocontrole de doenças de plantas: Uso de Trichoderma spp na agricultura Biocontrole de doenças de plantas: Uso de Trichoderma spp na agricultura Júlio César de Oliveira SILVA 1 ; Luciano Donizete GONÇALVES 2 ; Maria Cristina da Silva BARBOSA 3 ; Anne Caroline BARBOSA 3 ; Guilherme

Leia mais

Monitoramento climático Previsão do Tempo Modelos de doenças em plantas

Monitoramento climático Previsão do Tempo Modelos de doenças em plantas Monitoramento climático Previsão do Tempo Modelos de doenças em plantas + + = ESTAÇÃO DADOS fieldclimate MODELOS DE DOENÇAS Os modelos de doenças de plantas são descrições matemáticas das interações entre

Leia mais

Elisa Coser, André Luiz Graf Junior, João Batista Tolentino Junior, Adriana Terumi Itako.

Elisa Coser, André Luiz Graf Junior, João Batista Tolentino Junior, Adriana Terumi Itako. POTENCIAL DOS ÓLEOS ESSENCIAIS DE Cymbopogon citratus E Syzygium aromaticum NA INIBIÇÃO DA GERMINAÇÃO E VIABILIDADE DE ESCLERÓDIOS DO FUNGO Sclerotium rolfsii Elisa Coser, André Luiz Graf Junior, João

Leia mais

Boletim de Pesquisa 214 e Desenvolvimento ISSN Dezembro,2007

Boletim de Pesquisa 214 e Desenvolvimento ISSN Dezembro,2007 Boletim de Pesquisa 214 e Desenvolvimento ISSN 1676-340 Dezembro,2007 INIBIÇÃO DO CRESCIMENTO DE Sclerotinia sclerotiorum POR Trichoderma SPP. IN VITRO ISSN 0102 0110 Dezembro, 2007 Brasileira de Pesquisa

Leia mais

Classificação botânica

Classificação botânica FEIJÃO PLANTA FEIJÃO SEMENTE Classificação botânica Reino Vegetal Sub ramo = Angiosperma Classe = Dicotiledônea Ordem = Fabales Família = Fabaceae Subfamília = Faboideae Tribo = Phaseoleae Gênero = Phaseolus

Leia mais

Aula Classificação de Doenças de Plantas em grupos. Prof. Ednei Pires. Classificação de doenças de Plantas 22/02/2014. Disciplina: Fitopatologia

Aula Classificação de Doenças de Plantas em grupos. Prof. Ednei Pires. Classificação de doenças de Plantas 22/02/2014. Disciplina: Fitopatologia Disciplina: Fitopatologia Aula - 02 Classificação de Doenças de Plantas em grupos Prof. Ednei Pires Barra da Estiva - BA Classificação de doenças de Plantas HOSPEDEIRO PATÓGENO PROCESSO FISIOLÓGICOS DA

Leia mais

DOENÇAS DA CULTURA DA SOJA (Glycine max) Culturas de Plantas Oleaginosas Agronomia Mercia Ikarugi Bomfim Celoto

DOENÇAS DA CULTURA DA SOJA (Glycine max) Culturas de Plantas Oleaginosas Agronomia Mercia Ikarugi Bomfim Celoto DOENÇAS DA CULTURA DA SOJA (Glycine max) Culturas de Plantas Oleaginosas Agronomia Mercia Ikarugi Bomfim Celoto Novas doenças - novas fronteiras Importância econômica variável de ano para ano e de região

Leia mais

Controle Biológico de Pragas. Ariclenis Ballarotti

Controle Biológico de Pragas. Ariclenis Ballarotti Controle Biológico de Pragas Ariclenis Ballarotti CONTROLE BIOLÓGICO PARASITÓIDES PREDADORES MICRORGANISMOS (Controle Microbiano) Insetos Ácaros Bactérias Protozoários Fungos Nematóides Vírus Controle

Leia mais

Tratamento Industrial de Sementes: vantagens, limitações e desafios.

Tratamento Industrial de Sementes: vantagens, limitações e desafios. Tratamento Industrial de Sementes: vantagens, limitações e desafios. Ademir Assis Henning Embrapa Soja 1) Phomopsis sp. É o principal patógeno em sementes de soja. Juntamente com Fusarium pallidoroseum

Leia mais

Circular. Técnica. Manejo integrado de doenças em hortaliças em cultivo orgânico. Autores. Introdução ISSN

Circular. Técnica. Manejo integrado de doenças em hortaliças em cultivo orgânico. Autores. Introdução ISSN ISSN 1415-3033 Manejo integrado de doenças em hortaliças em cultivo orgânico 111 Circular Técnica Foto: Ricardo B. Pereira Brasília, DF Outubro, 2012 Autores Ricardo Borges Pereira Eng. Agr., D.Sc., Embrapa

Leia mais

Análise crítica da dependência dos fungicidas para o manejo de doenças em soja. Carlos Forcelini

Análise crítica da dependência dos fungicidas para o manejo de doenças em soja. Carlos Forcelini Análise crítica da dependência dos fungicidas para o manejo de doenças em soja Carlos Forcelini Campo experimental UPF Foto: Laercio Hoffmann Campo Experimental UPF Campo experimental Cotripal Principais

Leia mais

PRINCIPAIS DOENÇAS DA CULTURA DA SOJA E MANEJO INTEGRADO

PRINCIPAIS DOENÇAS DA CULTURA DA SOJA E MANEJO INTEGRADO 1º ENCONTRO TÉCNICO SOBRE S CULTURS D SOJ E DO MILHO NO NOROESTE PULIST 83 PRINCIPIS DOENÇS D CULTUR D SOJ E MNEJO INTEGRDO ITO, Margarida Fumiko 1 ISSUE DOI: 10.3738/nucleus.v0i0.908 RESUMO: Muitas doenças

Leia mais

FUNDO SOCIAL APOSTILA PRÁTICA

FUNDO SOCIAL APOSTILA PRÁTICA FUNDO SOCIAL APOSTILA PRÁTICA Controle natural de insetos e doenças (caldas) GUARULHOS 2011 1- Introdução: A presente apostila foi desenvolvida por técnicos da Universidade Federal de São Carlos UFSCAR

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - UNIOSTE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENERGIA NA AGRICULTURA - PPGEA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - UNIOSTE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENERGIA NA AGRICULTURA - PPGEA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - UNIOSTE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM ENERGIA NA AGRICULTURA - PPGEA CORNELIO PRIMIERI Eng. Agrônomo/Professor/Pesquisador FAG Faculdade Assis Gurgacz

Leia mais

TEMPERATURA, LUMINOSIDADE E MEIO DE CULTURA AFETANDO A PRODUÇÃO DE ESCLERÓCIOS DE Sclerotium rolfsii E Sclerotinia sclerotiorum

TEMPERATURA, LUMINOSIDADE E MEIO DE CULTURA AFETANDO A PRODUÇÃO DE ESCLERÓCIOS DE Sclerotium rolfsii E Sclerotinia sclerotiorum TEMPERATURA, LUMINOSIDADE E MEIO DE CULTURA AFETANDO A PRODUÇÃO DE ESCLERÓCIOS DE Sclerotium rolfsii E Sclerotinia sclerotiorum TEMPERATURE, LIGHT AND CULTURE MEDIUM AFFECTING THE PRODUCTION OF SCLEROTIA

Leia mais