CÁLCULO DA HORA TÉCNICA PROFISSIONAL TRAINEE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CÁLCULO DA HORA TÉCNICA PROFISSIONAL TRAINEE"

Transcrição

1 CÁLCULO DA PROFISSIONAL TRAINEE SMP - Salário Mínimo Profissional SMP 788,00 8, ,00 INSS autonômo % 4.159, ,80 Fundo de Aposentadoria % 6.698, ,84 Seguro saúde MÊS 350, ,00 Gratificação Natalina % 6.698,00 8,3 555,93 Gratificação de Descanso Anual % 6.698,00 10,83 725,39 Auxílio Alimentação DIAS 40, ,00 DIAS 20, , ,93 Cursos de aprimoramento e livros ténicos MÊS 1.100, ,00 Material de Escritório MÊS 275, ,00 Cópias MÊS 220, ,00 Telefone, correio, energia elétrica MÊS 495, ,00 Microcomputador e impressora MÊS 385, ,00 Software MÊS 605, ,00 Manutenção de equipamentos MÊS 220, ,00 MÊS 198, , ,00 Sobre serviços mensais MÊS 770, ,00 770,00 No valor de R$ ,00 MÊS 220, ,00 220,00 ISS ( 5% do ) R$15.433,93 S DE TRABALHO POR MÊS R$ ,08 R$107,18 R$149,90

2 CÁLCULO DA PROFISSIONAL JUNIOR Remuneração MÊS 8.000, ,00 INSS autonômo % 4.159, ,80 Fundo de Aposentadoria % 8.000, ,00 Seguro saúde MÊS 400, ,00 Gratificação Natalina % 8.000,00 8,3 664,00 Gratificação de Descanso Anual % 8.000,00 10,83 866,40 Auxílio Alimentação DIAS 40, ,00 DIAS 20, , ,17 Cursos de aprimoramento e livros ténicos MÊS 1.100, ,00 Material de Escritório MÊS 275, ,00 Cópias MÊS 220, ,00 Telefone, correio, energia elétrica MÊS 495, ,00 Microcomputador e impressora MÊS 385, ,00 Software MÊS 605, ,00 Manutenção de equipamentos MÊS 220, ,00 MÊS 198, , ,00 Sobre serviços mensais MÊS 990, ,00 990,00 No valor de R$ ,00 MÊS 220, ,00 220,00 ISS ( 5% do ) S DE TRABALHO POR MÊS R$17.359,17 R$ ,28 R$120,55 R$169,71

3 CÁLCULO DA PROFISSIONAL PLENO Remuneração MÊS , ,00 INSS autonômo % 4.159, ,80 Fundo de Aposentadoria % , ,00 Seguro saúde MÊS 800, ,00 Gratificação Natalina % ,00 8, ,50 Gratificação de Descanso Anual % ,00 10, ,75 Auxílio Alimentação DIAS 50, ,00 DIAS 25, , ,02 Cursos de aprimoramento e livros ténicos MÊS 1.320, ,00 Material de Escritório MÊS 363, ,00 Cópias MÊS 264, ,00 Telefone, correio, energia elétrica MÊS 550, ,00 Microcomputador e impressora MÊS 572, ,00 Software MÊS 825, ,00 Manutenção de equipamentos MÊS 253, ,00 MÊS 242, , ,00 Sobre serviços mensais MÊS 1.210, , ,00 No valor de R$ ,00 MÊS 330, ,00 330,00 R$25.001,02 ISS ( 5% do ) S DE TRABALHO POR MÊS R$ ,54 R$173,62 R$248,33

4 CÁLCULO DA PROFISSIONAL SENIOR Remuneração MÊS , ,00 INSS autonômo % 4.159, ,80 Fundo de Aposentadoria % , ,00 Seguro saúde MÊS 1.400, ,00 Gratificação Natalina % ,00 8, ,60 Gratificação de Descanso Anual % ,00 10, ,36 Auxílio Alimentação DIAS 55, ,00 DIAS 40, , ,73 Cursos de aprimoramento e livros ténicos MÊS 1.540, ,00 Material de Escritório MÊS 396, ,00 Cópias MÊS 407, ,00 Telefone, correio, energia elétrica MÊS 715, ,00 Microcomputador e impressora MÊS 803, ,00 Software MÊS 1.210, ,00 Manutenção de equipamentos MÊS 385, ,00 MÊS 385, , ,00 Sobre serviços mensais MÊS 1.540, , ,00 No valor de R$ ,00 MÊS 363, ,00 363,00 R$36.333,73 ISS ( 5% do ) S DE TRABALHO POR MÊS R$ ,74 R$252,32 R$364,92

5 CÁLCULO DA PROFISSIONAL MASTER Remuneração MÊS , ,00 INSS autonômo % 4.159, ,80 Fundo de Aposentadoria % , ,00 Seguro saúde MÊS 1.500, ,00 Gratificação Natalina % ,00 8, ,50 Gratificação de Descanso Anual % ,00 10, ,05 Auxílio Alimentação DIAS 75, ,00 DIAS 55, , ,32 Cursos de aprimoramento e livros ténicos MÊS 1.540, ,00 Material de Escritório MÊS 583, ,00 Cópias MÊS 528, ,00 Telefone, correio, energia elétrica MÊS 858, ,00 Microcomputador e impressora MÊS 1.034, ,00 Software MÊS 1.540, ,00 Manutenção de equipamentos MÊS 484, ,00 MÊS 484, , ,00 Sobre serviços mensais MÊS 1.650, , ,00 No valor de R$ ,00 MÊS 495, ,00 495,00 ISS ( 5% do ) R$44.052,32 S DE TRABALHO POR MÊS R$ ,68 R$305,92 R$444,33

6 TABELA DO IRPF-RF (jan-2015) (Receita Federal - Medida provisória 644 de 30 de abril de 2014) Imposto de Renda Pessoa Física Retido na Fonte PARCELA A DE ATÉ ALÍQUOTA DEDUZIR R$ 1.868,22 Isento R$ 1.868,23 R$ 2.799,86 7,5% R$ 140,12 R$ 2.799,87 R$ 3.733,19 15,0% R$ 350,11 R$ 3.733,20 R$ 4.664,68 22,5% R$ 630,10 R$ 4.664,69 27,5% R$ 863,33 Deduções: a) R$ 187,80 por dependente b) Dedução especial para aposentados, pensionistas e transferidos para a reserva remunerada com c) contribuição mensal à Previdência Social d) Pensão alimentícia paga devido a acordo ou sentença judicial DESCONTO DO INSS (jan-2015) Profissionais Liberais (RPA) ATÉ R$ 4.673,41 Profissionais 20% ISS - Imposto Sobre Serviço Profissionais Liberais (RPA) ATÉ 5% ART - Anotação de Responsabilidade Técnica (CREA-SP) Fonte: Resolução CONFEA Nº 1058 DE 26/09/2014 Data: jan/15 Valor da Obra ou Serviço de Rotina FAIXA (Tabela B) ART de a 1 R$ 0,00 R$ 200,00 1,31 2 R$ 200,01 R$ 300,00 2,67 3 R$ 300,01 R$ 500,00 3,98 4 R$ 500,01 R$ 1.000,00 6,66 5 R$ 1.000,01 R$ 2.000,00 10,71 6 R$ 2.000,01 R$ 3.000,00 16,05 7 R$ 3.000,01 R$ 4.000,00 21,53 8 Acima de R$ 4.000,00 Tabela A Tabela A - OBRA OU SERVIÇO Faixa Contrato (R$) ART de a ,00 67, , ,00 118,45 3 Acima de R$ ,00 178,34

7 TABELA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS (em função da experiência profissional) PROFISSIONAL Salário Mínimo Federal: R$ 788,00 Janeiro CATEGORIA PROFISSIONAL REMUNERAÇÃO MÉDIA (Inclui todos os custos) HORÁRIA (Inclui todos os custos) MENSAL MÉDIA REMUNERAÇÃO MENSAL NORMAL SUPERIOR Técnico Nível B R$ 56,86 R$ 75,36 R$ 2.300,00 R$ 2.000,00 R$ 2.800,00 Cadista, Técnico Junior, Laboratorista (até 2 anos de formado) Técnico Nível A R$ 77,27 R$ 105,59 R$ 3.400,00 R$ 3.800,00 R$ 4.800,00 Cadista, Técnico Junior, Laboratorista (acima de 5 anos de formado) TRAINEE R$107,18 R$149,90 R$ 6.698,00 R$ 6.500,00 R$6.800,00 até 2 anos de formado JUNIOR R$120,55 R$169,71 R$ 8.000,00 R$ 9.500,00 R$11.800,00 de 2 a 5 anos de formado PLENO R$173,62 R$248,33 R$ ,00 R$ ,00 R$17.600,00 de 5 a 10 anos de formado SENIOR R$252,32 R$364,92 R$ ,00 R$ ,00 R$29.200,00 de 10 a 15 anos de formado MASTER R$305,92 R$444,33 R$ ,00 R$ ,00 R$35.000,00 acima de 15 anos de formado ou Líderes de Projetos OBS: (*) Profissionais Liberais recebendo por RPA - Recibo de Pagamento de Autonômo Considerou-se h por mês, ié, 18 dias úteis x 8 h por dia. (**) Fonte: Pesquisa realizada pelo IBEC.

8 TABELA DE HONORÁRIOS PROFISSIONAIS (em função da experiência profissional) (1) Salário Mínimo Federal: R$ 788,00 Janeiro CATEGORIA PROFISSIONAL REMUNERAÇÃO MÉDIA HORÁRIA (Profissionais Autonômos) REMUNERAÇÃO IDEAL MENSAL (2) MENSAL (2) TRAINEE R$149,90 R$ 6.698,00 R$ 6.500,00 até 2 anos de formado JUNIOR R$169,71 R$ 8.000,00 R$ 9.500,00 de 2 a 5 anos de formado PLENO R$248,33 R$ ,00 R$ ,00 de 5 a 10 anos de formado SENIOR R$364,92 R$ ,00 R$ ,00 de 10 a 15 anos de formado MASTER (3) R$444,33 R$ ,00 R$ ,00 acima de 15 anos de formado, Gerentes ou Líderes de Projetos OBS: (1) Profissionais Liberais recebendo por RPA - Recibo de Pagamento de Autonômo Considerou-se h por mês, ié, 18 dias úteis x 8 h por dia. (2) Fonte: Pesquisa realizada pelo IBEC. (3) Master, Coordenador ou Gerente de Contrato

9 CÁLCULO DA PROFISSIONAL JUNIOR Remuneração MÊS 3.400, ,00 INSS autonômo % 3.400, ,00 Fundo de Aposentadoria % 3.400, ,00 Seguro saúde MÊS 400, ,00 Gratificação Natalina % 3.400,00 8,3 282,20 Gratificação de Descanso Anual % 3.400,00 10,83 368,22 Auxílio Alimentação DIAS 30, ,00 DIAS 20, , ,39 Cursos de aprimoramento e livros ténicos MÊS 935, ,00 Material de Escritório MÊS 242, ,00 Cópias MÊS 198, ,00 Telefone, correio, energia elétrica MÊS 440, ,00 Microcomputador e impressora MÊS 363, ,00 Software MÊS 577, ,50 Manutenção de equipamentos MÊS 198, ,00 MÊS 181, , ,00 Sobre serviços mensais MÊS 1.320, , ,00 No valor de R$ ,00 MÊS 220, ,00 220,00 S DE TRABALHO POR MÊS ISS ( 5% do ) R$11.126,39 R$ ,53 R$77,27 R$105,59

10 CÁLCULO DA PROFISSIONAL JUNIOR Remuneração MÊS 2.300, ,00 INSS autonômo % 2.300, ,00 Fundo de Aposentadoria % 2.300, ,00 Seguro saúde MÊS 400, ,00 Gratificação Natalina % 2.300,00 8,3 190,90 Gratificação de Descanso Anual % 2.300,00 10,83 249,09 Auxílio Alimentação DIAS 30, ,00 DIAS 20, , ,96 Cursos de aprimoramento e livros ténicos MÊS 935, ,00 Material de Escritório MÊS 242, ,00 Cópias MÊS 198, ,00 Telefone, correio, energia elétrica MÊS 440, ,00 Microcomputador e impressora MÊS 363, ,00 Software MÊS 577, ,50 Manutenção de equipamentos MÊS 198, ,00 MÊS 181, , ,00 Sobre serviços mensais MÊS 0,00 1 0,00 0,00 No valor de R$ ,00 MÊS 220, ,00 220,00 S DE TRABALHO POR MÊS ISS ( 5% do ) R$8.187,96 R$ ,30 R$56,86 R$75,36

CÁLCULO DA HORA TÉCNICA PROFISSIONAL TRAINEE

CÁLCULO DA HORA TÉCNICA PROFISSIONAL TRAINEE CÁLCULO DA HORA TÉCNICA PROFISSIONAL TRAINEE 1 - CUSTO DIRETO DO PROFISSIONAL DESCRIÇÃO UNID UNITÁRIO QUANT. PREÇO TOTAL SMP - Salário Mínimo Profissional SMP 622,00 8,5 5.287,00 INSS autonômo % 3.689,66

Leia mais

CÁLCULO DA HORA TÉCNICA PROFISSIONAL CADISTA

CÁLCULO DA HORA TÉCNICA PROFISSIONAL CADISTA CÁLCULO DA PROFISSIONAL CADISTA Remuneração MÊS 2.980,00 1 2.980,00 INSS autonômo % 2.980,00 20 596,00 Fundo de Aposentadoria % 2.980,00 8 238,40 Seguro saúde MÊS 440,00 1 440,00 Gratificação Natalina

Leia mais

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições

Cartilha de Tributação. Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições Cartilha de Tributação Recebimento do benefício do Plano ou Resgate de Contribuições A escolha de tributação - progressiva ou regressiva - só gera impactos no resgate de contribuição e/ou no recebimento

Leia mais

Práticas trabalhistas

Práticas trabalhistas Resumo Neste capítulo, discorreremos sobre a prática da folha de pagamento da parte empregado, patrão e autônomos, algumas das principais leis trabalhistas brasileiras da parte do empregado e da parte

Leia mais

na modalidade Contribuição Definida

na modalidade Contribuição Definida 1 DIRETORIA * Estruturados DE PREVIDÊNCIA na modalidade Contribuição Definida legislação Conforme a Legislação Tributária vigente*, aplicável aos Planos de Previdência Complementar modelados em Contribuição

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal Dedução de dependentes da base de cálculo do IRRF - Federal 03/02/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão...

Leia mais

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25%

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25% Perguntas e respostas 1- Como funciona a Tabela Regressiva dos Planos de Previdência Complementar? R A Tabela Regressiva foi prevista a partir da Lei nº 11.053, de 29 /12 /2004. Em vigor desde 01/01/2005,

Leia mais

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2 Guia de Declaração de IRPF 2011 Ano-calendário 2010 Previdência IR 2010 Prev e Cp_v2 Quem é obrigado a declarar? Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente

Leia mais

Código: Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Diretoria de Administração. Orientação Normativa

Código: Ministério da Saúde Fundação Oswaldo Cruz Diretoria de Administração. Orientação Normativa Versão: 1/2007 Nome: para recolhimento de tributos previdenciários e IR I Introdução: Devido às dúvidas originadas por várias unidades da Fiocruz no que se refere ao recolhimento de Tributos Previdenciários

Leia mais

cartilha de regime de tributação

cartilha de regime de tributação cartilha de regime de tributação Apresentação O INFRAPREV elaborou esta cartilha com o objetivo de orientar o participante na escolha do regime de tributação quando do ingresso no seu plano de previdência.

Leia mais

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS

Apresentação DOCUMENTOS INSTITUCIONAIS ELETROS Apresentação Os participantes de Planos de Previdência Complementar estruturados na modalidade de Contribuição Definida (CD), como é o caso do Plano CD CERON, contam com duas opções de tributação do imposto

Leia mais

Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte:

Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte: Entenda como é realizado o cálculo do Imposto de Renda Retido na Fonte: Observação: Como exemplo, será utilizado o Demonstrativo de Pagamento fictício apresentado abaixo, cuja competência é de junho de

Leia mais

Seminário Mercer Resultados da Pesquisa junto aos Aposentados da Previdência Complementar (1.551 respondentes)

Seminário Mercer Resultados da Pesquisa junto aos Aposentados da Previdência Complementar (1.551 respondentes) Seminário Mercer Resultados da Pesquisa junto aos Aposentados da Previdência Complementar (1.551 respondentes) 22 DE MAIO DE 2014 Mercer São Paulo Renda familiar Idade Até R$ 4.160,00 Idade Entre R$ 4.160,00

Leia mais

ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS

ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS ROTEIRO IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE APURAÇÃO/RELATÓRIOS/GUIAS Apurar corretamente o IRRF(Imposto de Renda Retido na Fonte) é uma tarefa que deve ser executada com muita atenção pelo usuário, por isso

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Durante o ano de 2014 contribuí para a Previdência Social como autônoma. Como devo fazer para deduzir esses valores? Qual campo preencher? Se pedirem CNPJ, qual devo

Leia mais

VIGENTE A PARTIR DE 01.01.2014 - Portaria Interministerial MPS/MF 19/2014

VIGENTE A PARTIR DE 01.01.2014 - Portaria Interministerial MPS/MF 19/2014 1 DESCONTO NO CONTRA CHEQUE Ao receber o contra cheque é muito comum ver as pessoas indignadas com a quantidade de descontos no salário. Entretanto não existe salário sem descontos, por isso há uma diferença

Leia mais

Objetivo. Conteúdo. Imposto de Renda Pessoa Física. Rendimentos recebidos acumuladamente Palestra TRT 6ª Região

Objetivo. Conteúdo. Imposto de Renda Pessoa Física. Rendimentos recebidos acumuladamente Palestra TRT 6ª Região Imposto de Renda Pessoa Física Rendimentos recebidos acumuladamente Palestra TRT 6ª Região Alexandre de Moraes Rego AFRFB DRF Recife Objetivo Divulgação da nova sistemática de tributação do Imposto de

Leia mais

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Este folheto contém as principais características do Plano de Previdência Complementar da ArcelorMittal

Leia mais

1. Cadastro de Funcionários

1. Cadastro de Funcionários Autônomo 1. Cadastro de Funcionários... 2 1.1. Tela Dados... 2 1.2. Tela Ident. Adm.... 3 1.3. Tela Outros... 4 2. Eventos dos Autônomos... 5 3. Digitação... 6 4. Autônomo Transportador (Carreteiro)...

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA: ENSINANDO A ENFRENTAR OS DESAFIOS DO COTIDIANO

MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA: ENSINANDO A ENFRENTAR OS DESAFIOS DO COTIDIANO MATEMÁTICA FINANCEIRA NA ESCOLA BÁSICA: ENSINANDO A ENFRENTAR OS DESAFIOS DO COTIDIANO Lilian Nasser UFRJ /CETIQT/SENAI Geneci Alves de Sousa SME-RIO/ UNIABEU/ CETIQT/SENAI José Alexandre R. Pereira SME-RIO/

Leia mais

Retenção de Impostos e Contribuições

Retenção de Impostos e Contribuições Retenção de Impostos e Contribuições COMO A FONTE PAGADORA DEVE DESCONTAR: IR PIS/PASEP COFINS CSLL ISS INSS Resumo do conteúdo: IR Fonte Assalariados / Pro Labore IR Fonte Terceiros e Não Assalariados

Leia mais

Documentação. O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de identificação:

Documentação. O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de identificação: Documentação Documentação que deve ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na Fase de Comprovação de Informações documento de identificação próprio e dos demais membros

Leia mais

DOCUMENTOS PRÉ-SELECIONADOS PARA AS BOLSAS REMANESCENTES DO PROUNI 2009/2

DOCUMENTOS PRÉ-SELECIONADOS PARA AS BOLSAS REMANESCENTES DO PROUNI 2009/2 PROTOCOLO DOCUMENTOS PRÉ-SELECIONADOS PARA AS BOLSAS REMANESCENTES DO PROUNI 2009/2 Os documentos seguintes foram devidamente entregues pelo candidato pré-selecionado do PROUNI para o Curso de, à Faculdade

Leia mais

as partes, o indivíduo poderá desenvolver suas atividades como empregado ou como profissional autônomo.

as partes, o indivíduo poderá desenvolver suas atividades como empregado ou como profissional autônomo. OS RISCOS DA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS AUTÔNOMOS POR MEIO DE PESSOAS JURÍDICAS DRA ADRIANA C. CALVO Mestre em Direito it do Trabalho da PUC/SP, Professora de Direito do Trabalho e Consultora Trabalhista

Leia mais

DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA

DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS AO PROCESSO DE SELEÇÃO E MATRÍCULA A Ficha Socioeconômica deve ser preenchida, sem rasuras, assinada pelo (a) candidato(a) ou pelo(a) pai, mãe e/ou responsável legal e, apresentada

Leia mais

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev

Manual Explicativo. Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev Manual Explicativo Beleza é viver o futuro que você sempre sonhou. Boticário Prev 1. MANUAL EXPLICATIVO... 4 2. A APOSENTADORIA E VOCÊ... 4 3. PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR: O que é isso?... 4 4. BOTICÁRIO

Leia mais

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos

Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Treinamento da DIRF e Comprovante de Rendimentos Este treinamento tem o objetivo de demonstrar as informações e funcionalidades da DIRF em relação às rotinas específicas do sistema JB Folha de Pagamento.

Leia mais

A TODOS OS USUÁRIOS DA FFM. (Versão atualizada)

A TODOS OS USUÁRIOS DA FFM. (Versão atualizada) Dir.Circ. 04/2015 São Paulo, 01 de abril de 2015. A TODOS OS USUÁRIOS DA FFM (Versão atualizada) Referente: Regras para preenchimento de Solicitação de Pagamento(SPe) de serviços prestados por pessoas

Leia mais

Essas expressões envolvem uma razão especial denominada porcentagem ou percentagem.

Essas expressões envolvem uma razão especial denominada porcentagem ou percentagem. Faculdades Integradas do Tapajós Professor: Adm. Esp. Wladimir Melo Curso: Administração 2º ADN 1, Gestão Empresarial 2º GEN 1, Processos Gerenciais 2º TPN Disciplina: Matemática Financeira 1. Porcentagem

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Cálculo do Imposto de Renda na Fonte sobre o complemento de 13º Salário complemento de 13º Salário 01/04/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/DIR/2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/DIR/2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/DIR/2011 ESTABELECE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA O PAGAMENTO DE SERVIÇOS PRESTADOS POR PESSOA FÍSICA, EM CARÁTER EVENTUAL, POR MEIO DE RECIBO DE PAGAMENTO A CONTRIBUINTE INDIVIDUAL

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física 2015

Imposto de Renda Pessoa Física 2015 Imposto de Renda Pessoa Física 2015 1 IRPF É um imposto federal brasileiro que incide sobre todas as pessoas que tenham obtido um ganho acima de um determinado valor mínimo. Anualmente este contribuinte

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CIMATEC

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CIMATEC IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO SEU GRUPO FAMILIAR - Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das Unidades da Federação; - Carteira Nacional de Habilitação, novo modelo,

Leia mais

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ASSISTIDOS COM INÍCIO DO RECEBIMENTO DO BENEFÍCIO NO PERÍODO DE JAN.2008 A DEZ.2012 Perguntas e respostas para entendimento

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE DADOS DO CANDIDATO, DO FIADOR E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR.

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE DADOS DO CANDIDATO, DO FIADOR E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR. RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DE DADOS DO CANDIDATO, DO FIADOR E DOS MEMBROS DO GRUPO FAMILIAR. Documentos de Identificação: - Carteira de Identidade ou Carteira Nacional de Habilitação, no prazo

Leia mais

Rotinas Anuais D.I.R.F.2013

Rotinas Anuais D.I.R.F.2013 Dinâmica Sistemas Personalizados Apostila DIRF 2013 1 Rotinas Anuais D.I.R.F.2013 Declaração de Imposto de Renda na Fonte de pessoas jurídicas(autônomos) e físicas(folha/autônomos), que tenham pago ou

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2015 DETALHES A OBSERVAR Muito embora não seja uma novidade, já que a maioria das pessoas estejam obrigadas a entregar a Declaração de Imposto de Renda, trazemos aqui alguns

Leia mais

3) RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA:

3) RELAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DE TODOS OS MEMBROS DA FAMÍLIA: 1) DA CONCESSÃO: a) Para a CONCESSÃO da Bolsa de Estudo Social será considerado como grupo familiar, além do próprio candidato, o conjunto de pessoas residindo na mesma moradia do candidato; b) O candidato

Leia mais

CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. 10/10/2013 COPAG COORDENAÇÃO DE PAGAMENTOS (Seção de

Leia mais

O Fato Gerador/Ocorrência do Imposto é -------------------------------------- - A "DATA DE PAGAMENTO" do Rendimento

O Fato Gerador/Ocorrência do Imposto é -------------------------------------- - A DATA DE PAGAMENTO do Rendimento +-+ : Sistema: Folha de Pagamento PEGASUS for Windows : : Rotina : IMPOSTO RETIDO NA FONTE - IRRF - APURAÇÃO/DARF : : Versão : 1.0 : : Data : 26/07/2011 : +-+ Apurar corretamente o IRRF(Imposto de Renda

Leia mais

Introdução. pensionistas). usufruir dos mesmos. Regulamento.

Introdução. pensionistas). usufruir dos mesmos. Regulamento. Introdução A Faelce elaborou esta cartilha, numa linguagem simples e objetiva, exclusivamente para seus participantes assistidos (aposentados e pensionistas). Nela estão inseridas informações relevantes

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM)

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS ACEITOS PARA FINS COMPROBATÓRIOS I. DOCUMENTO DE IDENTIFICAÇÃO UM) PARA ALUNOS EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE SOCIOECONÔMICA No ato da apresentação dos documentos comprobatórios obrigatórios deverão ser apresentados os originais e cópias dos mesmos OU cópias autenticadas

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

OBS.: Devem ser apresentadas pelo candidato na fase de comprovação de informações: cópias dos documentos e originais para conferência.

OBS.: Devem ser apresentadas pelo candidato na fase de comprovação de informações: cópias dos documentos e originais para conferência. ATENÇÃO: Apresentar a documentação na Central de Atendimento - UNICURITIBA, na rua Chile, 1.678, Bairro Rebouças em Curitiba, das 8 às 21 horas. Documentação necessária OBS.: Devem ser apresentadas pelo

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE No ato de entrega dos documentos o candidato deve apresentar os originais e as cópias para conferência. 1.Documentos Diversos a) Cópia de documento de identificação (ou certidão de nascimento, quando menor

Leia mais

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA

Manual para DIRF. Manual de Procedimentos - WFOLHA Para gerar o arquivo da DIRF, existem algumas informações importantes a serem revisadas antes de qualquer processo. Desta forma dividimos o manual em sequencias as quais estão explicadas a diante: Prazo:

Leia mais

ProUni FADERGS. Documentos para Comprovação de Informações

ProUni FADERGS. Documentos para Comprovação de Informações ProUni FADERGS Documentos para Comprovação de Informações Os candidatos Pré-Selecionados deverão apresentar a FADERGS, para comprovação de informações, cópia simples acompanhada da via original dos seguintes

Leia mais

ProUni Vagas Remanescentes CURSO PERÍODO VAGAS

ProUni Vagas Remanescentes CURSO PERÍODO VAGAS ProUni Vagas Remanescentes CURSO PERÍODO VAGAS Publicidade e Propaganda Noturno 1 Publicidade e Propaganda Matutino 1 Fotografia Noturno 2 O aluno que manifestar interesse deverá atender aos Pré-Requisitos

Leia mais

Atenção Inscrito - Leia com atenção.

Atenção Inscrito - Leia com atenção. Atenção Inscrito - Leia com atenção. A não entrega da documentação comprobatória correta pode comprometer na sua desclassificação. Será necessário somente aquela documentação que comprove os dados informados

Leia mais

Classificação Por identificador de Calculo:

Classificação Por identificador de Calculo: Classificação Por identificador de Calculo: Aqui informamos alguns identificadores de cálculo, mas é importante salientar que a incidência da DIRF será de acordo com a incidência da verba para IR, qualquer

Leia mais

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011

UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 UNIOESTE CCET Colegiado de Matemática XXV Semana Acadêmica da Matemática 15 a 19 de Agosto de 2011 Entendendo as mordidas do leão como funciona o cálculo do imposto de renda Profa. Raquel Lehrer Todos

Leia mais

Essa avaliação quanto ao melhor regime tributário aplicável deve ser realizada caso a caso, levando-se em consideração:

Essa avaliação quanto ao melhor regime tributário aplicável deve ser realizada caso a caso, levando-se em consideração: Conforme o disposto pela legislação tributária, os participantes e assistidos que optarem pelo Plano Sabesprev Mais poderão optar pelo Regime de Tributação Regressivo, ao invés de receberem seus benefícios

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS ANEXO IV

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS ANEXO IV ANEXO IV DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA OS CANDIDATOS APROVADOS PELA RESERVA DE VAGAS LEI 12.711 1. Não será aceita documentação incompleta. a) Modalidade 1 Reserva de Vagas: Escola Pública, Cor/Etnia e Renda

Leia mais

Documentação necessária

Documentação necessária Documentação necessária OBS.: Devem ser apresentadas pelo candidato na fase de comprovação de informações: cópias dos documentos e originais para conferência. DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO E

Leia mais

ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS

ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS ANEXO 2 - LISTA DE DOCUMENTOS 1. DOCUMENTOS ESSENCIAIS: ( ) Declaração de matrícula 1.2 Documentos de identificação do estudante: ( ) RG ou documento oficial com foto. ( ) CPF 1.3 Documentação civil: (

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA PARA GRUPO FAMILIAR (TODOS RESIDENTES COM O CANDIDATO)

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA PARA GRUPO FAMILIAR (TODOS RESIDENTES COM O CANDIDATO) DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA PARA RENOVAÇÃO DE BOLSA PARA GRUPO FAMILIAR (TODOS RESIDENTES COM O CANDIDATO) - Requerimento de bolsa feito pelo site ( Via da Instituição) + Protocolo preenchido e assinado; - RG

Leia mais

Como destinar parte do seu Imposto de Renda Devido a Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente

Como destinar parte do seu Imposto de Renda Devido a Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente Como destinar parte do seu Imposto de Renda Devido a Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente VOCÊ PODE DOAR SEM GASTAR O SEU DINHEIRO! Você tem perfil para contribuir nesta ação? Se você tem o

Leia mais

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO

MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO MANUAL PARA DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA 2015 PLANOS DE PREVIDÊNCIA PORTO SEGURO O Manual

Leia mais

ANUIDADE DE 2011 CONCESSÃO DE REDUÇÃO DE ANUIDADE PARA PESSOA FÍSICA (RESOLUÇÃO CRC SP Nº 1071/2010)

ANUIDADE DE 2011 CONCESSÃO DE REDUÇÃO DE ANUIDADE PARA PESSOA FÍSICA (RESOLUÇÃO CRC SP Nº 1071/2010) ANUIDADE DE 2011 CONCESSÃO DE REDUÇÃO DE ANUIDADE PARA PESSOA FÍSICA (RESOLUÇÃO CRC SP Nº 1071/2010) Poderá solicitar desconto de 30% (trinta por cento) ou 20% (vinte por cento) sobre o valor da anuidade

Leia mais

Tabela Progressiva para o cálculo mensal do Imposto de Renda de Pessoa Física, anocalendário

Tabela Progressiva para o cálculo mensal do Imposto de Renda de Pessoa Física, anocalendário 1) Como é o Regime de Tributação Progressiva? Sobre os benefícios previdenciais pagos pelos fundos de pensão, o cálculo do imposto de renda devido obedece ao regulamento aplicável, por exemplo, aos rendimentos

Leia mais

ANEXO I DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS NA CPSA 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO SEU GRUPO FAMILIAR

ANEXO I DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS NA CPSA 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO SEU GRUPO FAMILIAR ANEXO I DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS NA CPSA 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DO SEU GRUPO FAMILIAR - Carteira de Identidade fornecida pelos órgãos de segurança pública das Unidades da Federação;

Leia mais

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão

Física. Pessoa IMPOSTO DE RENDA. c o n t a b i l i z e. É hora de acertar as contas com o Leão IMPOSTO DE RENDA Distribuição Gratuita Pessoa Física É hora de acertar as contas com o Leão CONTRATE UM PROFISSIONAL E EVITE PROBLEMAS Entre em contato conosco 47 3028-1483 contabilize@contabilizesc.com.br

Leia mais

ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR

ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR ANEXO I DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR A CPSA deverá solicitar, salvo em caso de dúvida, somente um dos seguintes comprovantes de identificação: 1. Carteira

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14

LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 LISTA DE DOCUMENTOS PROUNI 2014 PORTARIA NORMATIVA Nº2, 06/01/14 DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE E DOS MEMBROS DE SEU GRUPO FAMILIAR O coordenador do ProUni deverá solicitar, salvo em caso de

Leia mais

Orientação para declaração do Imposto de Renda em relação aos recebimentos da ação da GOE.

Orientação para declaração do Imposto de Renda em relação aos recebimentos da ação da GOE. Orientação para declaração do Imposto de Renda em relação aos recebimentos da ação da GOE. 1º PASSO NÚMERO DE MESES A QUE SE REFERE O VALOR A ação compreende o período de 11/1989 a 12/1990 totalizando

Leia mais

Informativo Março/2015 edição 19. A partir do dia 02 de março do corrente ano, os

Informativo Março/2015 edição 19. A partir do dia 02 de março do corrente ano, os Informativo Março/2015 edição 19 DIRPF2015 A partir do dia 02 de março do corrente ano, os contribuintes poderão entregar suas declarações do Imposto de Renda 2015, até o dia 30 de abril de 2015. É importante

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS

PERGUNTAS E RESPOSTAS PERGUNTAS E RESPOSTAS Palestra Imposto de Renda: "entenda as novas regras para os profissionais da Odontologia" Abril/2015 Palestra Imposto de Renda 2015 A Receita Federal do Brasil RFB para o exercício

Leia mais

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência

Boletim de Relacionamento Previdência. Imposto de Renda Sul América Previdência Boletim de Relacionamento Previdência Imposto de Renda Sul América Previdência Prezado Participante, Desenvolvemos um guia para que você, que possui um Plano de Previdência PGBL ou Tradicional ou um Plano

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO NO PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA

ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO NO PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO NO PROGRAMA BOLSA PERMANÊNCIA Após realizar o pré-cadastro no Sistema PBP, (permanencia.gov.mec.br) o estudante deve fazer o seguinte: 1. Imprimir, assinar o Termo de Compromisso,

Leia mais

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE

COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE COMPROVANTE DE RENDIMENTOS PAGOS E DE RETENÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NA FONTE Ano Calendário/ 2010 Quer entender um pouco mais sobre este documento? Conheça as informações que devem constar em cada quadro

Leia mais

Instruções Folha de Pagamento

Instruções Folha de Pagamento Instruções Folha de Pagamento Rotina 20 Instruções DIRF Informações Iniciais Entrega da Declaração (Instrução Normativa RFB. 1.216 15/12/2011) o A DIRF deverá ser entregue até as 23h59min59s (horário de

Leia mais

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1

DIRF. Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014. Ano Base:2013. Copyright 2013 1 DIRF Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte DIRF 2014 Ano Base:2013 Copyright 2013 1 O que é DIRF? Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte: É a declaração feita pela FONTE PAGADORA [Empresa],

Leia mais

Carteira de Identidade e Cadastro de Pessoa Física. devem enviar os seguintes comprovantes de identificação: a cada situação individual

Carteira de Identidade e Cadastro de Pessoa Física. devem enviar os seguintes comprovantes de identificação: a cada situação individual Relação de Documentos xigidos pelo ProUni e Quaisquer Benefícios Filantrópicos da IS DOCUMNTOS D IDNTIFICAÇÃO DO CANDIDATO DOS MMBROS D SU GRUPO FAMILIAR O candidato selecionado e cada membro de seu grupo

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2013 INFORMAÇÕES GERAIS Pessoa Jurídica Lucro Real Tributação com base no lucro efetivo demonstrado através do livro diário de contabilidade (obrigatório) 1. Empresas obrigadas à apuração

Leia mais

RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011.

RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011. RESOLUÇÃO DE ORIENTAÇÃO nº 002/2008. Edição em 01 de maio de 2011. Orienta os procedimentos necessários para o pagamento de honorários aos professores dos cursos de Pós-Graduação promovidos pelo IEDUCORP

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO D E C Ex D E P A COLÉGIO MILITAR DE JUIZ DE FORA EDITAL Nº 01 / 2015 PARA ISENÇÃO DA QUOTA MENSAL ESCOLAR PARA ALUNOS CARENTES O Comandante e Diretor de Ensino

Leia mais

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 24 de fevereiro de 2006

Como gerar DIRF. Prazo de entrega: Até as 20:00 hs (horário de Brasília) de 24 de fevereiro de 2006 Como gerar DIRF 1. Geração do Arquivo...2 1.0. Novidades no Sistema...3 1.1. Pagamento 5º Dia Útil... 3 1.2. Pagamento Dentro do mês... 3 1.3. Preenchimento das Informações para Geração do Arquivo...3

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013 Organização Contábil CARIVAN Ltda. DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA 2014 ANO BASE 2013 Advocacia Dr. Carlos Manuel de Jesus Dias PERGUNTAS E RESPOSTAS Pessoa física tem idade mínima para ser contribuinte

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS ProUni 2 º Semestre 2013

LISTA DE DOCUMENTOS ProUni 2 º Semestre 2013 LISTA DE DOCUMENTOS ProUni 2 º Semestre 2013 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 Os candidatos pré-selecionados deverão entregar cópia simples dos documentos adiante solicitados de todos aqueles que compõem a família.

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

Roteiro Operacional - Banco

Roteiro Operacional - Banco Regime de Contratação (Vínculo) Categoria (Situação) Efetivo 1. PÚBLICO ALVO Todas as Secretarias Condição Estatutário Aposentado Pensionista Todas as Secretarias Todas as Secretarias Público que não atenderemos

Leia mais

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 13/2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015. IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2014 Prezado cliente, No dia 03 de fevereiro de 2015 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

Boletim Mensal - Novembro/2015

Boletim Mensal - Novembro/2015 Boletim Mensal - Novembro/2015 Fiscal Contábil RH Notícias Calendário Obrigações Fiscal Fisco irá cruzar informações de bancos com o Imposto de Renda e apertar contribuinte. A partir de janeiro de 2016,

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e

MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e MANUAL DE EMISSÃO DE NFS-e 130729 SUMÁRIO EMISSÃO DE NFS-E... 2 NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA... 2 ACESSANDO O SISTEMA... 2 ACESSO AO SISTEMA... 3 SELEÇÃO DA EMPRESA... 4 CONFERÊNCIA DOS DADOS E EMISSÃO

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI COMPLEMENTAR Nº 13.757, DE 15 DE JULHO DE 2011. (publicada no DOE nº 137, de 18 de julho de 2011) Dispõe sobre

Leia mais

Cartilha informativa sobre a IN 1.343. Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido.

Cartilha informativa sobre a IN 1.343. Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido. Cartilha informativa sobre a IN 1.343 Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido. 2013 Você sabe quais são os critérios para a compensação do Imposto de Renda? CONTRIBUIÇÕES

Leia mais

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015

13º SALÁRIO 2015 NOVEMBRO/2015 2015 NOVEMBRO/2015 Sumário 1. O que é, porque é pago, quando é pago, quem tem direito?... Erro! Indicador não definido. 1.1 Conceito 1.2 Base de Calculos 1.3 Pagamento das Parcela 2. Calculos no Protheus...

Leia mais

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015 DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA/2015 Regulamento para a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda, PESSOA FÍSICA, exercício de 2015, ano-calendário de 2014. DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA

Leia mais

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão

Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Conteúdo Complementar Cálculo de Rescisão Gestão de Pessoal Contéudo Complementar Cálculo de Rescisão 1. Cálculo de Rescisão Para efetuar o cálculo de um recibo de rescisão é necessário seguir as orientações

Leia mais

Remuneração de Sócios e Advogados. Lara Selem

Remuneração de Sócios e Advogados. Lara Selem Remuneração de Sócios e Advogados Lara Selem Lara Selem Advogada, Escritora e Consultora em Gestão de Serviços Jurídicos. Executive MBA pela B-W College (EUA), especialista em Gestão de Serviços Jurídicos

Leia mais

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011

Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Plano de Benefícios Visão Telesp Maio/2011 Índice Quem Somos Estrutura do plano Importância da Previdência Privada. Quanto antes melhor! As regras do plano Canais Visão Prev 2 Visão Prev Entidade fechada

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ISENTO - IRPF

DECLARAÇÃO DE ISENTO - IRPF DECLARAÇÃO DE ISENTO - IRPF Eu,, portador (a) do RG nº e do CPF n.º, declaro, sob as penas da lei, que não possuo bens e ou renda à serem declarados junto a Secretaria da Receita Federal do Brasil, referente

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ISENTO IRPF (MODELO)

DECLARAÇÃO DE ISENTO IRPF (MODELO) DECLARAÇÃO DE ISENTO IRPF Eu,, portador (a) do RG nº e do CPF n.º, declaro, sob as penas da lei, que não possuo bens e ou renda à serem declarados junto a Secretaria da Receita Federal do Brasil, referente

Leia mais

O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física

O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física O QUE É IRPF? Imposto Sobre a Renda Pessoa Física O QUE É DAA? É a Declaração de Imposto de Renda Anual Denominada - Declaração de Ajuste Anual ÓRGÃOS REGULADORES Receita Federal do Brasil Procuradoria

Leia mais

CARTILHA PLANO CELPOS CD

CARTILHA PLANO CELPOS CD CARTILHA PLANO CELPOS CD ORIGINAL PLUS O QUE É O PLANO CELPOS CD? O Plano Misto I de Benefícios CELPOS CD é um plano de previdência complementar cujo benefício de aposentadoria programada é calculado de

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA)

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 Será concedida a Bolsa Filantrópica com base nos critérios básicos consignados nos

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA COMPROVAÇÃO DE INFORMAÇÕES Documentação que deve ser apresentada pelo candidato e membros do grupo familiar, quando for o caso, na fase de comprovação de informações. É vedado

Leia mais

DIÁRIO 04/01/2010 4.1.10.040.010.020 IOF/IOC 04/01/2010 1.1.01.040.010.005 AG. BELA VISTA C/C 04.001080-8 JUROS S/ADIANTAMENTO DEPOS.

DIÁRIO 04/01/2010 4.1.10.040.010.020 IOF/IOC 04/01/2010 1.1.01.040.010.005 AG. BELA VISTA C/C 04.001080-8 JUROS S/ADIANTAMENTO DEPOS. 0001 04/01/2010 4.1.10.040.010.020 IOF/IOC IOF S/ADIANTAMENTO DEPOS., CONFORME EXTRATO 2,45 04/01/2010 1.1.01.040.010.005 AG. BELA VISTA C/C 04.001080-8 IOF S/ADIANTAMENTO DEPOS., CONFORME 2,45 EXTRATO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG) COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR (Copeve)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG) COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR (Copeve) UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG) COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR (Copeve) EDITAL DO PROGRAMA DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO AO VESTIBULAR (PITV) 2009 UFMG A Universidade Federal de Minas

Leia mais

ANEXO I. FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS

ANEXO I. FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS ANEXO I FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO para estudantes inscritos em um ou mais programas da Assistência Estudantil PROENS ( ) Fiz inscrição para o Programa de Bolsas de Inclusão Social - PBIS Edital 003/2014

Leia mais