Prof. Josenildo dos Santos Coordenador

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prof. Josenildo dos Santos Coordenador"

Transcrição

1 Prof. Josenildo dos Santos Coordenador

2 Palestrantes Prof. Josenildo dos Santos Prof. Cícero Rafael Dias

3 Colegiado Josenildo dos Santos Álvaro Pereira de Andrade Cacilda Soares de Andrade Severino Pessoa dos Santos Gutembergue Leal de Mesquita Silvio de Barros Melo

4 Origem Em 2001 o outrora Departamento de Ciências Contábeis recebeu profissionais advindos da área de matemática e educação para reforçar seu quadro de doutores e incrementar as atividades de pesquisa e consultoria. No mesmo ano foi fundado o NIP Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas que vêm atuando em diversas frentes relacionadas a modelos matemáticos com aplicações em contabilidade e atuária focado na reforma do estado brasileiro. Com o passar dos anos a UFPE encaminhou professores à USP para fazer doutoramento e Pos-Dr em Ciências Contábeis e Atuariais. Com o REUNI(2007), o Departamento de Ciências Contábeis agregou mais um curso, o de Ciências Atuariais, cujo 1º vestibular será o deste ano-2008.

5 Atuária Atuária pode ser entendida como sendo a ciência da avaliação de riscos e do cálculo dos prêmios e reservas relativas às operações de seguros. Normalmente, divide-se em ramo vida e ramo não-vida. O ramo vida trata das conseqüências das principais contingências da vida (nascimento, morte, doença, invalidez, desemprego, aposentadoria) e o ramo não-vida são todos os demais (veículos, fogo, transportes, responsabilidade civil, habitacional, garantia de obrigações contratuais). Para tanto, a atuaria tem dois pontos basilares:1-o cálculo do valor atual de capitais futuros;2-a previsão atual dos acontecimentos(ou eventos aleatórios) futuros.neste contexto, entende-se por atuário o profissional-pesquisador que se ocupa das aplicações das Ciências Matemáticas (matemática pura,estatística, probabilidade,e informática) ao seguro de vida ou não-vida,em geral, às questões econômica-financeira-contábeis.

6 O curso da UFPE: Graduação envolvendo curso regular com direito a registro no Ministério de Previdência e Assistência Social. Extensão envolvendo atividades de pesquisa, assessoramento, consultorias, convênios e treinamentos com focos em educação continuada e cursos seqüenciais destinados a pessoas que tenham nível médio ou superior. Pós-graduação envolvendo cursos de especialização e em futuro próximo curso de mestrado.

7 O Atuário É o profissional legalmente habilitado para atuar com a ciência atuarial, fazendo avaliações riscos. O objetivo fundamental do profissional de atuária é desenvolver ações estratégicas para o diagnóstico de problemas e a construção de modelos matemáticos para a avaliação e mensuração desses riscos. O atuário é também um profissional capacitado para trabalhar gerencialmente no âmbito das diferentes atividades das instituições de previdência e de seguros, bem como em outros ambientes empresariais do mercado financeiro e de capitais.

8 O Que é Seguro. -O Seguro pode ser entendido como sendo uma transação que trans- Forma um valor eventual em valor certo. -O Seguro é o conjunto de riscos para serem compensados mediante contribuições. -O Seguro é o conjunto de várias pessoas, com o fim de protegeremse de necessidades futuras mediante acumulação de capitais e trans ferência de riscos. Finalmente, pode-se resumir que : o seguro é um conjunto de operações que se realizam no mercado de riscos, em certos casos, ou pelo estado, em outros, visando a promover recursos econômicos líquidos atuais para atender as obrigações criadas por Lei ou por contrato, relacionados a eventos possíveis futuros determinantes do RISCO.

9 Corpo Docente FORMAÇÃO EFETIVO TITULAÇÃO SITUAÇÃO Atuária 2 Mestrado Autorizado concurso Matemática 2 PhD Quadro UFPE Estatística 1 PhD Autorizado concurso Direito 2 Mestrado Quadro UFPE Economia 1 Doutorado Autorizado concurso Contabilidade 2 Mestrado Quadro UFPE Administração 1 Doutorado Autorizado concurso Informática 1 Doutorado Autorizado concurso

10 Gestão Estratégica das Entidades Previdenciárias e de Seguros

11 Gestão Estratégica das Entidades Previdenciárias e de Seguros Conhecimento de massas a serem estudadas para diagnosticar Ciência Atuarial, Teoria da Utilidade, da Decisão, do Risco, da Ruína e da Credibilidade, da Auditoria e da Gestão Atuarial e Finanças e outras, referentes aos seguros, à previdência social e complementar, aos planos de saúde, à capitalização e sorteio e aos riscos financeiros e atuariais, conteúdos esses focalizados nos campos de saber em Gestão.

12 Auditoria de Sistemas Estratégicos de Gestão Previdenciária e de Seguros

13 Auditoria de Sistemas Estratégicos de Gestão Previdenciária e de Seguros A necessidade do armazenamento de informações em ambientes digitais requerem acompanhamento permanente e auditorias no sentido de identificar segurança de sistemas, chaves de acesso e base de dados. Auditoria de componentes de um Sistema de Informação Auditoria em entidades e eventos computacionais Auditoria em modelos e suas partes relacionais Auditoria em banco de dados Cruzamento de informações com outros bancos de dados

14 Finanças Corporativas e Atuariais

15 Finanças Corporativas e Atuariais Finanças quantitativas: Decisões em ambientes de incerteza, utilidade esperada e aversão ao risco. Elementos básicos de arbitragem e precificação de ativos financeiros. Escolha de carteiras ótimas. Análise por média-variância de carteiras. Modelo de precificação de ativos capitais (CAPM). Separação em fundos. Teoria de precificação por arbitragem. Determinação de preços de derivativos, derivativos de taxas de juros e opções. Gerência de risco em instituições financeiras, estratégias de cobertura, modelo VAR (valor em risco)

16 Setores de Atuação 1.Seguros e Resseguros 2.Capitalização 3.Previdência Social 4.Previdência Complementar 5.Planos de Saúde 6.Avaliação Contábil-Atuarial 7. Perícia Técnico-Atuarial 8. Assessoria e Consultoria Atuarial 9. Área Financeira e de Corretagem 10. Acadêmica e Capacitação Continuada.

17 Sigla Depto. Componentes Obrigatórias Ciclo Geral MA026 Calculo Diferencial e Integral 1 CTX1 LICA 1 Laboratório de Cálculo 1 MA036 CTX5 Geometria Analítica EC001 Economia 1 AD001 CTxx LICA 5 Laboratório de Geom. Analítica Introdução a Administração Direito Público e Privado aplicada às Ciências Atuariais MA027 Calculo Diferencial e Integral 2 CTX2 LICA 2 Laboratório de Cálculo 2 MA046 Álgebra Linear 1 CTX6 ET585 IF685 LICA 6 Laboratório de Álgebra Linear Analise Exploratória de Dados Gerenciamento de Dados CT344 Contabilidade Introdutória 2 MA128 Calculo Diferencial e Integral 3 CTX3 LICA 3 Laboratório de Cálculo 3

18 Componentes Obrigatórias Sigla Depto. Ciclo Geral MA129 Calculo Diferencial e Integral 4 XX04 LICA 4 Laboratório de Cálculo 4 IF286 Programação 1 IF311 Métodos Numéricos ET591 Estatística Computacional CT349 Contabilidade Intermediária 2 CTXX Matemática Financeira e Atuarial ET327 Introdução à Probabilidade CTXX Legislação Trabalhista e Previdenciária e de Seguros CTXX Contabilidade Previdenciária e de Seguros Privados

19 Sigla Depto. EC231 Macroeconomia 1 ET587 Modelos de Regressão 1 EC213 Microeconomia 1 ET592 Processos Estocásticos ET611 Séries Temporais 1 CTXX Demografia Aplicada à Atuária CTXX Matemática Atuarial 2 CTXX CTXX CTXX CTXX CTXX CTXX CTxx Componentes Obrigatórias Ciclo Profissional Análise Multivariada e Modelos de Pesquisa Operacional Modelagem e Simulação em Atuária Metodologia Cientifica Aplicada às Contábeis e Atuariais Capitalização e Sorteio e Saúde Seminário Avançado em Atuária Praticas Simuladas em Atuária Estágio Curricular Supervisionado em Ciências Atuariais

20 Sigla Depto. CTXX CT419 Custos 1 AD370 GEPS1 GEPS2 CTXX CTXX Disciplinas Eletivas por Ênfase Gestão Estratégica das Entidades Previdenciárias e de Seguros Comunicação Previdenciária Análise e Estratégia de Investimento CT420 Custos 2 CT357 Controladoria 1 CT352 Controladoria 2 CT371 Auditoria 1 Gestão de Previdência Social e Complementar Previdência Complementar com Responsabilidade Atuarial e Social CT354 Contabilidade Tributária 2 EC431 EC437 EC214 Microeconomia 2 EC231 Macroeconomia 2 AD289 Tópicos de Finanças Públicas Mercado de Capitais Estratégia Empresarial AD197 Administração Financeiro 1 Finanças Corporativa e Atuariais Mercado de Capitais e Investimentos e Gerenciamento de Ativos

21 CTXX CT372 Auditoria 2 CT245 Auditoria de Sistemas de Gestão Estratégica das Entidades Previdenciárias e de Seguros Perícia Contábil CT354 Contabilidade tributária 2 CT371 Auditoria 1 AD357 CTXX Contabilidade do RPPS Tópicos Especiais em Administração Pública Disciplinas Eletivas por Ênfase Auditoria de Gestão Previdenciária e de Seguros

22 CTXX Finanças Corporativas e Atuariais com vista aos Mercados Financeiros e de Capitais CT355 Análise de balanços 1 CT356 Análise de balanços 2 Mercado de Capitais e Investimentos e Gerenciamento de Ativos. CT352 Controladoria 2 EC431 EC437 Tópicos de Finanças Públicas Mercado de Capitais EC214 Microeconomia 2 EC232 Macroeconomia 2 EC426 EC243 Economia Monetária Economia do Setor Público EC370 Economia Brasileira 3 AD370 CTXX CTXX CTXX Análise Estratégia de Investimento Finanças Corporativas e Atuariais Contabilidade para entidades do RPPS Contabilidade das entidades de risco Disciplinas Eletivas por Ênfase

23 Sudeste ,79% Quantidade de entes federativos com o RPPS por região Dez/2007 Sul ,70% Norte 106 4,79% Nordeste ,93% Centro-Oeste ,79%

24 INVESTIMENTOS O estoque de investimentos dos RPPS esta crescendo a uma taxa elevada: 1) Em 2005 os regimes próprios tinham R$ 21,7 bilhões, no ano seguinte o estoque já somava R$ 25,6 bilhões. 2) De 2006 para 2007 houve um acréscimo de cerca 20%, chegando a R$ 31,153 bilhões. Conseqüentemente o crescimento está transformando o setor em importante ator no mercado de capitais já que os investimentos são de longo prazo.

25 CAPITALIZAÇÃO X RPPS A capitalização foi o principal resultado da reestruturação dos RPPS nos Estados e Municípios brasileiros: 1) A implantação do regime de capitalização, fez com que muitos fundos, antes deficitários, passassem a ter mais critérios na aplicação dos recursos arrecadados dos segurados e dos patrocinadores.

26 Valor dos investimentos dos entes federativos com RPPS por segmento em Dez/2003 Renda variável R$ ,82 1,56% Imóveis R$ ,65 1,78% Renda fixa R$ ,23 96,66%

27 Valor dos investimentos dos entes federativos com RPPS em Dez/2007 Renda variável R$ ,73 1,72% Imóveis R$ ,71 1,11% Renda fixa R$ ,43 97,18%

28

29

30

31

32

33

34 Nosso foco Gestão Estratégica das Entidades Previdenciárias e de Seguros Auditoria de Sistemas Estratégicos de Gestão Previdenciária e de Seguros Finanças Corporativas e Atuariais Educação continuada na modalidade de cursos de curto prazo Capacitação e formação de profissionais e acadêmicos necessários à Gestão das Entidades de Previdência e de Seguros focada nas responsabilidades atuarial e social

35 Foco no Egresso A graduação contará com 30 vagas no vestibular e seus alunos terão dedicação integral ao curso, participando desde cedo das atividades de pesquisa e extensão promovidas pelo NIP Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas do DCCA, integrados a entidades de previdência e de seguros. A partir do 3º ano do curso os alunos deverão atuar em entidades públicas e privadas fazendo aplicação de conteúdos obtidos na academia, mediante acompanhamento de professores do quadro. Será dada ênfase a vivência prática com aplicação de teorias adquiridas.

36 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: Fundamentos de Gestão Previdenciária Municipal e Estadual DISCIPLINA Direito Previdenciário Matemática Financeira e Atuarial Gestão de RPPS Gestão Contábil de RPPS Seminário de Integração Interdisciplinar CARGA HORÁRIA PROFESSOR 60 Severino Pessoa dos Santos 60 Josenildo dos Santos 90 Maurício Assuero, Cícero Rafael, Gutembergue Leal 60 Álvaro Pereira de Andrade, Sheyla Kataoka 60 Coordenador e Newton Conde Trabalho Final 60 Orientador acadêmico

37 CURSO DE EXTENSÃO: Fundamentos de Gestão Previdenciária Municipal e Estadual Caracterização do Público Alvo O Curso estará aberto ao público de uma maneira geral, entretanto será especialmente direcionado a graduados ou graduandos, técnicos e pessoas de nível médio e profissionais com nível médio das entidades previdenciárias municipais e estaduais. Este curso poderá ser contratado para ser ministrado na modalidade CURSO FECHADO.

38 CURSO SEQUÊNCIAL: Fundamentos de Gestão Previdenciária Municipal e Estadual Caracterização do Público Alvo O Curso estará aberto ao público de uma maneira geral, entretanto será especialmente direcionado a graduados ou graduandos, técnicos e pessoas de nível médio e profissionais com nível médio das entidades previdenciárias municipais e estaduais. Requisitos Exigidos Segundo o inciso I do artigo 44 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei 9394/96) a exigência mínima para os participantes do processo seletivo será o certificado de conclusão de cursos de nível médio. Este processo seletivo deverá ser definido por edital de divulgação do curso em tela.

39 Cursos específicos voltados para O PAPEL DO CONSELHO FISCAL - o PPA, o orçamento da entidade gestora e o modus operandi das ações administrativas das mesmas. - o orçamento atuarial, a previsão de movimentação de fluxos financeiros de receitas auferidas com contribuições e despesas com pagamentos a inativos e pensionistas. - as regras de gestão dos recursos, aplicações compulsórias x aplicações livres. - visão geral de riscos de carteiras, conhecimentos de agências de ratting. - conhecimento contábil Lei 4320/64, Portaria noções de licitações e contratos administrativos. - preparação de plano de trabalho, relatórios e pareceres diversos

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS UNIVERSIDADE DE CRUZ ALTA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Reconhecido pela Portaria nº 706 de 18/12/2013 D.O.U. 19/12/13 Base Curricular do Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª

FACULDADE MORAES JÚNIOR CARGA HORÁRIA DAS DISCIPLINAS POR CURSO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARGA HORÁRIA SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª FACULDADE MORAES JÚNIOR DAS DISCIPLINAS POR CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Duração do Curso: 4 anos. Total de 3.200 horas-aula CIÊNCIAS CONTÁBEIS SÉRIE DISCIPLINA SEMANAL ANUAL 2ª Contabilidade e Análise

Leia mais

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ROLL DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA Linguagem e Interpretação de Texto 80 Contabilidade I 80 Economia 80 Matemática 80 Teoria Geral da Administração

Leia mais

Programa Desenvolvimento de Educação Continuada de para as ORÇAMENTÁRIAS

Programa Desenvolvimento de Educação Continuada de para as ORÇAMENTÁRIAS Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Projeto de Pós Doutorado em Ciências Contábeis Departamento de Ciências Contábeis Universidade Federal de Pernambuco Núcleo Interdisciplinar

Leia mais

Programa Desenvolvimento de Educação Continuada de para as

Programa Desenvolvimento de Educação Continuada de para as Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Projeto de Pós Doutorado em Ciências Contábeis Departamento de Ciências Contábeis Universidade Federal de Pernambuco Núcleo Interdisciplinar

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

HORARIOS DE TUTORIAS: É necessário agendamento para tutoria.

HORARIOS DE TUTORIAS: É necessário agendamento para tutoria. HORARIOS DE TUTORIAS: É necessário agendamento para tutoria. Matemática: Luiz Paulo Tavares Disciplinas em que atua: Administração Financeira Contabilidade Estatística Estatística Aplicada Formação de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º CT460- CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: CT002 CT002- INICIACAO AS CIENCIAS CONTABEIS HISTÓRIA DA CONTABILIDADE, ELEMENTOS INTRODUTÓRIOS DE CONTABILIDADE: OBJETO DE ESTUDO

Leia mais

Criação do Curso Desenvolvimento de Graduação em de Ciências IMPLANTAÇÃO

Criação do Curso Desenvolvimento de Graduação em de Ciências IMPLANTAÇÃO Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Projeto Departamento de Pós Doutorado de Ciências em Ciências Contábeis Contábeis Núcleo Universidade Interdisciplinar Federal

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. COORDENADORA Nálbia de Araújo Santos nalbia@ufv.br

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. COORDENADORA Nálbia de Araújo Santos nalbia@ufv.br CIÊNCIAS CONTÁBEIS COORDENADORA Nálbia de Araújo Santos nalbia@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 277 Bacharelado ATUAÇÃO O Contador, dotado de uma visão sistêmica, holística e interdisciplinar da atividade

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º MA026- CALCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL 1 LIMITES E CONTINUIDADE DE FUNÇÕES. DERIVADAS. APLICAÇÕES DA DERIVADA. TEOREMA DE ROLLE, TEOREMA DO VALOR MÉDIO E TEOREMA DO VALOR MÉDIO GENERALIZADO.

Leia mais

Curso de Especialização e Atualização em Finanças Corporativas, Controladoria e Economia. Master in Corporate Finance, Controllership and Economics

Curso de Especialização e Atualização em Finanças Corporativas, Controladoria e Economia. Master in Corporate Finance, Controllership and Economics Curso de Especialização e Atualização em Finanças Corporativas, Controladoria e Economia Master in Corporate Finance, Controllership and Economics A ESCOLA DE ECONOMIA DE SÃO PAULO FGV/EESP Sempre em acordo

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Financeira e Controladoria Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Financeira e Controladoria tem por objetivo o fornecimento

Leia mais

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 Aprovado no CONGRAD: 15.09.09 Vigência: 2010/1, com efeito retroativo para os ingressos a partir 2009/1 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido)

PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS. (Resumido) FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM ES Curso de Administração reconhecido pelo Decreto Federal nº 78.951, publicado no D.O.U. de 16-12-1976 Curso de Ciências Contábeis

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º CT460- CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA HISTÓRIA DA CONTABILIDADE, ELEMENTOS INTRODUTÓRIOS DE CONTABILIDADE: OBJETO DE ESTUDO E SUA REPRESENTAÇÃO GRÁFICA, CAMPO DE ATUAÇÃO, INFORMAÇÕES CONTÁBEIS

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

DIRETRIZES CURRICULARES PARA CURSOS DE ESTATÍSTICA. Versão Final

DIRETRIZES CURRICULARES PARA CURSOS DE ESTATÍSTICA. Versão Final MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DEPARTAMENTO DE POLÍTICAS DE ENSINO SUPERIOR COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS COMISSÃO DE ESPECIALISTAS DE ENSINO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. TURNOS: Matutino ou Noturno Campus de Maringá Noturno Campus de Cianorte HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências Contábeis GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Ciências Contábeis PRAZO PARA CONCLUSÃO:

Leia mais

Grade Curricular - Bacharelado em Ciências Contábeis

Grade Curricular - Bacharelado em Ciências Contábeis Grade Curricular - Bacharelado em Ciências Contábeis SEMESTRE 1 - Obrigatórias Código Nome Aula Trabalho Total Complementos de Matematica Para 5910176 Contabilidade RAD0111 Teoria da Administração RCC0108

Leia mais

GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. COORDENADORA Viviane Silva Lírio vslirio@ufv.br

GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. COORDENADORA Viviane Silva Lírio vslirio@ufv.br GESTÃO DO AGRONEGÓCIO COORDENADORA Viviane Silva Lírio vslirio@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 93 Currículo do Curso de Gestão do Bacharelado ATUAÇÃO O Gestor do será capacitado, ao longo de sua

Leia mais

Preparatório para Certificação dos Profissionais de Fundos de Pensão no ICSS.

Preparatório para Certificação dos Profissionais de Fundos de Pensão no ICSS. Preparatório para Certificação dos Profissionais de Fundos de Pensão no ICSS. O Instituto IDEAS apresenta o Curso Preparatório para Certificação dos Profissionais de Fundos de Pensão no ICSS. Este curso

Leia mais

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.1

CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.1 UNIVERSIDADE CEUMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD CALENDÁRIO ACADÊMICO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS A DISTÂNCIA - POLO SÃO LUÍS 2015.1 MATRIZ CURRICULAR 2011.0 Período

Leia mais

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno

PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2. Noturno PROPOSTA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2012.2 DENOMINAÇÃO: PORTARIA DE AUTORIZAÇÃO: PORTARIA DE RECONHECIMENTO: REGIME ESCOLAR: NÚMERO DE VAGAS ANUAIS: TURNOS DE FUNCIONAMENTO: NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA:

Leia mais

Características gerais

Características gerais Características gerais 9 O curso de Ciências Contábeis prepara o profissional para a gestão da informação empresarial, inserido no contexto das novas tecnologias. A grande ênfase na formação profissional

Leia mais

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro

O MBA CONTROLLER foi lançado em 1994 e é o mais tradicional MBA do mercado brasileiro MBA Controller Ao cursar o MBA CONTROLLER FIPECAFI/ANEFAC, o aluno convive com pessoas de diferentes perfis entre os mais diversos segmentos de mercado e com a experiência profissional exigida para que

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ALEGRE. Porto Alegre, novembro de 2010

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES ALEGRE. Porto Alegre, novembro de 2010 DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE Porto Alegre, novembro de 2010 REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Os servidores públicos ocupantes de cargo

Leia mais

DISCIPLINAS DO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DE DISCIPLINAS 2015.1

DISCIPLINAS DO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO DE DISCIPLINAS 2015.1 O presente quadro Processo de Recuperação 2015.1, indica as disciplinas que serão ofertadas nesse processo. O quadro especifica disciplina, período e o curso que a disciplina pertence. Fundamentos históricos

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão. Objetivo Geral. Objetivos Específicos SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Missão A missão do curso é formar profissionais em Ciências Contábeis com elevada competência técnica, crítica, ética e social, capazes de conceber

Leia mais

Decreto nº 66.408, de 3 de abril de 1970

Decreto nº 66.408, de 3 de abril de 1970 Regulamentação do exercício da profissão de atuário Decreto nº 66.408, de 3 de abril de 1970 Dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de Atuário, de acordo com o Decreto-Lei nº 806, de 4

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO... 4 02 CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I... 4 03 MATEMÁTICA... 4 04 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 05 NOÇÕES

Leia mais

MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS

MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS MBA EXECUTIVO EM FINANÇAS Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram o cenário

Leia mais

Curso de Especialização e Atualização em Financial Economics - CEAFE. Master in Financial Economics

Curso de Especialização e Atualização em Financial Economics - CEAFE. Master in Financial Economics Curso de Especialização e Atualização em Financial Economics - CEAFE Master in Financial Economics A ESCOLA DE ECONOMIA DE SÃO PAULO FGV/EESP Tendo sempre em vista a missão maior orientadora de suas atividades,

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCH UFV ADMINISTRAÇÃO. COORDENADOR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Djair Cesário de Araújo dejair@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCH UFV ADMINISTRAÇÃO. COORDENADOR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Djair Cesário de Araújo dejair@ufv.br 212 ADMINISTRAÇÃO COORDENADOR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Djair Cesário de Araújo dejair@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 213 Bacharelado ATUAÇÃO O Administrador é habilitado a gerir recursos de toda

Leia mais

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu Coordenação Acadêmica: Prof. José Carlos Abreu, Dr. 1 OBJETIVO: Objetivos Gerais: Atualizar e aprofundar

Leia mais

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre Inciso II Programa de cada curso oferecido e demais componentes curriculares, sua duração, requisitos e critérios de Avaliação: Instituto Educacional do Estado de São Paulo Autorização de Credenciamento:

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS Disciplina: Economia 30 h/a Mercado e seu equilíbrio: teoria do consumidor e a curva de demanda; Teoria da produção, custos, e a curva de

Leia mais

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em

Administração. Curso de Graduação Bacharelado em Curso de Graduação Bacharelado em Administração O curso de Administração está enquadrado como uma ciência social aplicada. Estuda-se em profundidade técnicas e instrumentos analíticos, além de simulações

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) CIÊNCIAS CONTÁBEIS CIÊNCIAS CONTÁBEIS COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO A leitura como vínculo leitor/texto, através da subjetividade contextual, de atividades

Leia mais

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. fgv.br/vestibular

GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO. fgv.br/vestibular GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO fgv.br/vestibular IDEALISMO, EXCELÊNCIA E CREDIBILIDADE A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944 com o objetivo de preparar profissionais qualificados em Administração

Leia mais

MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI)

MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI) MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada

Leia mais

A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores. Contabilidade: uma carreira apaixonante

A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores. Contabilidade: uma carreira apaixonante CIÊNCIAS A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores Contabilidade: uma carreira apaixonante Prof. João Matias Loch E-mail: jmperito@gmail.com CIÊNCIAS O que é a Contabilidade? CIÊNCIAS

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios

Universidade. Estácio de Sá. Gestão e Negócios Universidade Estácio de Sá Gestão e Negócios A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades em 1970, como

Leia mais

HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2015.1 FACULDADE SALESIANA DO NORDESTE EM 04/02/2015

HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2015.1 FACULDADE SALESIANA DO NORDESTE EM 04/02/2015 HORÁRIO DAS AVALIAÇÕES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 2015.1 FACULDADE SALESIANA DO NORDESTE EM 04/02/2015 Introdução à Administração 1º PERÍODO PRIMEIRA AVALIAÇÃO Temas Noções de Direito Fundamentais

Leia mais

LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2015 ANEXO DE METAS FISCAIS

LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2015 ANEXO DE METAS FISCAIS LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2015 ANEXO DE METAS FISCAIS V - AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO FINANCEIRA E ATUARIAL DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO PARÁ RPPS A Emenda Constitucional nº 20, de 15

Leia mais

ANEXO 01. CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES

ANEXO 01. CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES ANEXO 01 CURSO: Ciências Contábeis - UFRJ SELEÇÃO DE DOCENTES DISCIPLINA/FUNÇÃO PROGRAMA/ATIVIDADES PERFIL DOS CANDIDATOS 1 2 3 4 de Custos Intermediária Introdução à Adm e Comp Organizacional Economia

Leia mais

Especialização em Investment Banking

Especialização em Investment Banking Especialização em Investment Banking Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

MBA GESTÃO ATUARIAL E FINANCEIRA. (Turmas Abertas - São Paulo) Aulas: 2ªs, 3ªs e 5ªs, das 19h30 às 22h30

MBA GESTÃO ATUARIAL E FINANCEIRA. (Turmas Abertas - São Paulo) Aulas: 2ªs, 3ªs e 5ªs, das 19h30 às 22h30 MBA GESTÃO ATUARIAL E FINANCEIRA (Turmas Abertas - São Paulo) Aulas: 2ªs, 3ªs e 5ªs, das 19h30 às 22h30 APRESENTAÇÃO FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis,

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Turno: MATUTINO/NOTURNO Matutino Currículo nº 8 Noturno Currículo nº 8 Reconhecido pelo Decreto n 83.799, de 30.07.79, D.O.U. de 31.07.79 Renovação de Reconhecimento Decreto

Leia mais

GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA APLICADA. fgv.br/vestibular

GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA APLICADA. fgv.br/vestibular GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA APLICADA fgv.br/vestibular IDEALISMO, EXCELÊNCIA E CREDIBILIDADE A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944 com o objetivo de preparar profissionais qualificados

Leia mais

Governo Municipal do Limoeiro Autarquia de Ensino Superior de Limoeiro Faculdade de Ciências Aplicadas de Limoeiro

Governo Municipal do Limoeiro Autarquia de Ensino Superior de Limoeiro Faculdade de Ciências Aplicadas de Limoeiro Governo Municipal do Limoeiro Autarquia de Ensino Superior de Limoeiro Faculdade de Ciências Aplicadas de Limoeiro Processo Seletivo Simplificado para Contratação Temporária de Professor de Educação Superior

Leia mais

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004.

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. Campinas, 16 de novembro de 2004. RESOLUÇÃO CONSEAcc CPS 3 /2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE CAMPINAS, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus CONSEAcc, do câmpus de Campinas,

Leia mais

PROFISSÃO DE ATUÁRIO DECRETO-LEI N 806, DE 04 DE SETEMBRO DE 1969

PROFISSÃO DE ATUÁRIO DECRETO-LEI N 806, DE 04 DE SETEMBRO DE 1969 PROFISSÃO DE ATUÁRIO DECRETO-LEI N 806, DE 04 DE SETEMBRO DE 1969 Dispõe sobre a profissão de Atuário e dá outras providências. Os Ministros da Marinha de Guerra, do Exército e da Aeronáutica Militar,

Leia mais

MBA Finanças (Turma II)

MBA Finanças (Turma II) MBA Finanças (Turma II) O MBA Executivo em Finanças do Ibmec é um programa de pós-graduação lato sensu para profissionais que necessitam de conhecimentos aprofundados na área de finanças. Ao longo do curso,

Leia mais

Introdução à atuária. Universidade de Cuiabá Tangará da Serra Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Noções de Atuária

Introdução à atuária. Universidade de Cuiabá Tangará da Serra Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Noções de Atuária Universidade de Cuiabá Tangará da Serra Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Noções de Atuária Introdução à atuária Aula 01 Prof. Dr. Junio C. Martinez O ATUÁRIO Profissão regulamentada em 03/04/1970

Leia mais

MBA CONTROLLER (Parceria ANEFAC)

MBA CONTROLLER (Parceria ANEFAC) MBA CONTROLLER (Parceria ANEFAC) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram o

Leia mais

Ministério da Previdência Social MPS Secretaria de Políticas de Previdência Social SPS RPPS E RGPS

Ministério da Previdência Social MPS Secretaria de Políticas de Previdência Social SPS RPPS E RGPS RPPS E RGPS GUAXUPÉ MG AMOG - Associação dos Municípios da Microrregião da Baixa Mogiana. Pedro Antônio Moreira - AFRFB RGPS REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Art 201 ESTRUTURA DO SISTEMA PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

PORTARIA MPAS Nº 7.796, DE 28 DE AGOSTO DE 2000 - DOU DE 29/08/2000 - Retificação

PORTARIA MPAS Nº 7.796, DE 28 DE AGOSTO DE 2000 - DOU DE 29/08/2000 - Retificação PORTARIA MPAS Nº 7.796, DE 28 DE AGOSTO DE 2000 - DOU DE 29/08/2000 - Retificação Retificação DOU DE 31/08/2000 O MINISTRO DE ESTADO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

O presente processo de seleção tem por objetivo preencher vaga e formar cadastro de docentes para ministrar as disciplinas/áreas abaixo:

O presente processo de seleção tem por objetivo preencher vaga e formar cadastro de docentes para ministrar as disciplinas/áreas abaixo: A Faculdade de Economia e Finanças Ibmec/RJ torna pública a abertura de processo seletivo para contratação de professores PJ para o curso de Pós Graduação Executiva - CBA. I Das vagas abertas para seleção

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE MARANHENSE SÃO JOSÉ DOS COCAIS

PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE MARANHENSE SÃO JOSÉ DOS COCAIS PÓS-GRADUAÇÃO DA FACULDADE MARANHENSE SÃO JOSÉ DOS COCAIS A Pós-Graduação da Faculdade Maranhense São José dos Cocais, apresenta em seu aprimoramento acadêmico resultados positivos dentro do contexto social.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO LESTE DE MINAS GERAIS - UNILESTE-MG

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO LESTE DE MINAS GERAIS - UNILESTE-MG Curso: CIÊNCIAS CONTÁBEIS Período: 1º Currículo: 07 CCT07013A Comunicação Empresarial - TA 40 2 V-103 CCT07013A Básica I 80 4 V-103 CCT07013A Matemática 40 2 V-103 CCT07013A Metodologia Científica 40 2

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO.

RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. RESOLUÇÃO CONSEPE 083/2003 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE,

Leia mais

Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS. Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C.

Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS. Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C. Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C. Contábei da FAP Piracanjuba-GO 2014 1 1. APRESENTAÇÃO: Formato: presencial

Leia mais

Curso de Pós-Graduação lato Sensu em Matemática para Negócios. Faculdade Campo Limpo Paulista (FACCAMP)

Curso de Pós-Graduação lato Sensu em Matemática para Negócios. Faculdade Campo Limpo Paulista (FACCAMP) Curso de Pós-Graduação lato Sensu em Matemática para Negócios. Faculdade Campo Limpo Paulista (FACCAMP) 1. Apresentação Com os avanços tecnológicos inseridos no mundo informatizado e virtual e a forma

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial

Curso Superior de Tecnologia em Logística Empresarial PRIMEIRA FASE 01 CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL I Funções, gráficos e aplicações; cálculo diferencial e aplicações; funções de duas ou mais variáveis: derivadas parciais e aplicações; aplicação computacional

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA ADMINISTRAÇÃO: ENSINO E PESQUISA - grade curricular 2015-2016

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

RESOLUÇÃO. São Paulo, 18 de novembro de 2004. Prof. Milton Mayer Presidente

RESOLUÇÃO. São Paulo, 18 de novembro de 2004. Prof. Milton Mayer Presidente RESOLUÇÃO CONSEAcc - SP 006/2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE SÃO PAULO, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus CONSEAcc, do câmpus de

Leia mais

INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO INCISO IV COMPONENTES CURRICULARES DE CADA CURSO, SUA DURAÇÃO, REQUISITOS E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Graduação em Administração - FECAP Grade Curricular - 2º Semestre em 2013 (sujeita a alteração) 1 Semestre

Leia mais

OS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL E A RESPONSABILIDADE DOS CONSELHEIROS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

OS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL E A RESPONSABILIDADE DOS CONSELHEIROS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL OS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL E A RESPONSABILIDADE DOS CONSELHEIROS REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA SOCIAL O Regime Próprio de Previdência Social RPPS, de caráter contributivo, é o regime assegurado

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu sanciono a seguinte Lei. (*) Os textos contidos nesta base de dados têm caráter meramente informativo. Somente os publicados no Diário Oficial estão aptos à produção de efeitos legais. LEI Nº 3.545, DE 17 DE JULHO DE 2008. Publicada

Leia mais

Missão Salesiana de Mato Grosso Universidade Católica Dom Bosco Pró-reitoria de Ensino e Desenvolvimento

Missão Salesiana de Mato Grosso Universidade Católica Dom Bosco Pró-reitoria de Ensino e Desenvolvimento OFERECIMENTO DE DISCIPLINAS A DISTÂNCIA 2011B (27/06/2011) Calendário das disciplinas Tipo Início Término MODULO I 18/07/2011 10/09/2011 MODULO II 12/09/2011 12/11/2011 SEMESTRAL 18/07/2011 12/11/2011

Leia mais

FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010)

FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010) FACULDADE STELLA MARIS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO PRESENCIAL Estrutura Curricular (Janeiro 2010) MÓDULO: COMUNICAÇÃO E GERÊNCIA EMPRESARIAL 1.º Período DC0130 Teoria Geral da Administração 60 -

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009.

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009. (DOU nº. 27, de 09 de fevereiro de 2009, Seção 1, páginas 44 a 49) MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Conselho de Gestão da Previdência Complementar RESOLUÇÃO CGPC Nº. 28, DE 26 DE JANEIRO DE 2009. Dispõe

Leia mais

ANÁLISE DA NOTA TÉCNICA DPREV/ATUÁRIA 034/2015 PROJETO DE LEI 252/2015

ANÁLISE DA NOTA TÉCNICA DPREV/ATUÁRIA 034/2015 PROJETO DE LEI 252/2015 ANÁLISE DA NOTA TÉCNICA DPREV/ATUÁRIA 034/2015 PROJETO DE LEI 252/2015 Este parecer tem por objetivo analisar atuarialmente o Projeto de Lei 0252/2015 que Dispõe sobre a Reestruturação do Plano de Custeio

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. COORDENADOR DO CURSO DE GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Aziz Galvão da Silva Júnior aziz@ufv.

Currículos dos Cursos do CCA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. COORDENADOR DO CURSO DE GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Aziz Galvão da Silva Júnior aziz@ufv. 48 GESTÃO DO AGRONEGÓCIO COORDENADOR DO CURSO DE GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Aziz Galvão da Silva Júnior aziz@ufv.br Catálogo de Graduação 2002 49 CURRÍCULO DO CURSO DE GESTÃO DO AGRONEGÓCIO Bacharelado ATUAÇÃO

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CIÊNCIAS CONTÁBEIS

MATRIZ CURRICULAR CIÊNCIAS CONTÁBEIS Curso: Graduação: Regime: Duração: CIÊNCIAS CONTÁBEIS BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS -

Leia mais

MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública ZMBAPOG*09/01

MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública ZMBAPOG*09/01 MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública ZMBAPOG*09/01 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública Coordenação Acadêmica: Prof. Luiz Antonio

Leia mais

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000.

LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. LEI Nº 1556, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2000. Institui o Plano de Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Municipais e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE DUQUE DE CAXIAS decreto e eu sanciono

Leia mais

Curso: Bacharelado em Informática. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação

Curso: Bacharelado em Informática. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Curso: Bacharelado em Informática Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Informações Básicas do Currículo Duração Ideal 8 semestres Mínima 6 semestres Máxima 14 semestres Carga Horária Aula

Leia mais

Comunicamos ainda, que o Curso terá início em março de 2005 e as inscrições já se encontram abertas no nosso site: www.eac.fea.usp.

Comunicamos ainda, que o Curso terá início em março de 2005 e as inscrições já se encontram abertas no nosso site: www.eac.fea.usp. São Paulo, 13 de setembro de 2004 Prezado (a) Senhor (a) É com prazer que comunicamos o lançamento da 5ª Turma do MBA - Finanças, Comunicação e Relações com Investidores, organizado pela FIPECAFI - Fundação

Leia mais

RESOLUÇÃO. Itatiba, 17 novembro de 2004. Prof. Milton Mayer Presidente

RESOLUÇÃO. Itatiba, 17 novembro de 2004. Prof. Milton Mayer Presidente RESOLUÇÃO CONSEAcc - IT 12/2004 APROVA AS EMENTAS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÂO DO CÂMPUS DE ITATIBA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho Acadêmico por Câmpus, do câmpus de Itatiba, no

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

Instituto de Previdência e Assistência a Saúde dos Servidores Públicos Municipais

Instituto de Previdência e Assistência a Saúde dos Servidores Públicos Municipais IPASSPSM Instituto de Previdência e Assistência a Saúde dos Servidores Públicos Municipais IPASSPSM SANTA MARIA/RS AVALIAÇÃO ATUARIAL Ano Base: 2013 Data Base:31/12/2012 Índice 1. Introdução... 02 2. Origem

Leia mais