COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COBIT. Governança de TI. Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br"

Transcrição

1 COBIT Governança de TI Juvenal Santana, PMP tecproit.com.br

2 Sobre mim Juvenal Santana Gerente de Projetos PMP; Cobit Certified; ITIL Certified; OOAD Certified; 9+ anos de experiência em TI; Especialista em: PMBoK, OPM3, CMMi, COBIT, ITIL, RUP e SCRUM; Graduado em Análise de Sistemas pela UNIP; Pós-graduado em Gestão de Projetos de TI pela FIPT-USP;

3 Objetivo do Workshop Prover uma visão geral do modelo de Governança de TI (COBIT); Conceito; Benefícios; Desafios; Demonstrar a conexão do COBIT com outros frameworks;

4 Agenda TI nos dias de hoje Esferas de governança Governança de TI O COBIT Estrutura do COBIT

5 Evolução da Tecnologia Tecnologia de Informação Provedor de Tecnologia Provedor de Serviços Parceiro Estratégico Tecnologia dos Negócios TI como um provedor de serviços TI como um parceiro estratégico TI é para aumentar a eficiência; Orçamentos são baseados em comparações como mercado; TI é separada do negócio; TI é vista como um gasto à controlas; Gerentes de TI são especialistas técnicos; TI é para o crescimento do negócio; Orçamentos são baseados na estratégia do negócio; TI é inseparável do negócio; TI é vista como um investimento a gerenciar; Gerentes de TI ou CIOs são solucionadores de problemas de negócio; Fonte: IGI

6 Importância da TI Importância da TI para a criação da estratégia 2% 11% 51% 36% Não Muito Importante Nenhum Um tanto importante Muito importante Fonte: ITGI

7 Desafios da TI Dependência do negócio; Alinhamento de suas estratégias com as estratégias organizacionais; Redução de custos e riscos; ROI; Conformidade com leis e regulamentos; Segurança da informação;

8 Desafios da TI Gerenciamento do ambiente e infra-estrutura de TI; Execução de mudanças com maior agilidade; Entrega de projetos dentro do prazo, custo e qualidade; Aumento do nível de qualidade do serviço; Gerenciamento de entregas; Manutenção da alta disponibilidade nos serviços de TI; Garantia da continuidade do negócio; Retenção de conhecimento técnico;

9 Agenda TI nos dias de hoje Esferas de governança Governança de TI O COBIT Estrutura do COBIT

10 Governança empresarial Governança = Governo = Sistema de Administração Governança empresarial são responsabilidades e práticas da alta administração e gerências executivas, que fornece o sentido estratégico da organização, verificando: Recursos da empresa, e sua utilização; Riscos; Verifica se os objetivos estão sendo alcançados;

11 Governança corporativa Governança Corporativa: Sistema pelo qual as sociedades são dirigidas e controladas envolvendo práticas e relacionamentos entre Acionistas; Conselho Administrativo; Diretoria; Conselho Fiscal; Auditoria Independente; Objetivo: Otimizar o desempenho da empresa e facilitar o acesso ao capital

12 Governança de TI Conjunto de estruturas e processos que coloca TI como suporte do negócio e ajuda a maximizar os objetivos e estratégias da organização.

13 Governança de TI Desempenho Governança Empresarial Balanced Scorecard Conformidade regulatória Governança Corporativa COSO e SOX Conformidade de TI Governança de TI COBIT

14 Agenda TI nos dias de hoje Esferas de governança Governança de TI O COBIT Estrutura do COBIT

15 Governança de TI Desempenho Governança Empresarial Balanced Scorecard Conformidade regulatória Governança Corporativa COSO e SOX Conformidade de TI Governança de TI Cobit Alinhamento de Negócio Entrega de Valor Desempenho Operacional Gerenciamento de Riscos Gerenciamento de Recursos de TI

16 Objetivos da Governança e a TI Deve-se alinhar os objetivos da TI com os objetivos definidos pela Governança Corporativa; Os objetivos organizacionais são entradas para as metas, objetivos e métricas de performance necessárias para gerenciar a TI eficientemente; Objetivos do Negócio Guiam Governança de TI Governa e Audita Gerenciamento Serviços de TI Gerencia e Controla Serviços de TI Infra-estrutura

17 Princípios básicos da Governança de TI Transparência Mais que obrigação, criar o desejo de informar; Equidade Tratamento igualitário entre as partes interessadas; Prestação de contas Agentes devem prestar contas da sua atuação; Responsabilidade corporativa Visão de longo prazo e sustentabilidade;

18 Partes Interessadas da Governança de TI Conselhos de administração / diretores; Áreas de Negócio; Auditores de TI; Autoridades regulatórias; Provedores externos de serviços de TI; Provedor interno de serviços de TI; Usuários e clientes;

19 Áreas de foco da Governança de TI DOMÍNIOS DA GOVERNANÇA DE TI Gerenciamento de Recursos

20 Áreas de foco Alinhamento Estratégico Alinhamento Estratégico Relacionamento entre o plano estratégico do negócio e o plano estratégico de TI; Definição, manutenção e validação da proposição de valor para a TI; Alinhamento das operações de TI com a de negócio; Fornecimento de soluções colaborativas que adicionem valor e posicionamento competitivo para os produtos e serviços da empresa; Melhores Práticas DOMÍNIOS DA GOVERNANÇA DE TI Investimentos de TI alinhados com os objetivos estratégicos da empresa; Desdobramento da estratégia da organização usando BSC; Co-responsabilidade do negócio sobre a TI; Esclarecer os objetivos dos investimentos em TI; Comitês de estratégia de TI Gerenciamento de Recursos

21 Áreas de foco Entrega de Valor Entrega de Valor Executa a proposição de valor através do ciclo de entrega; Garantir que a TI entrega os benefícios prometidos comparando com a estratégia; Concentra em otimizar custos e fornecer o valor intrínseco da TI; Melhores Práticas DOMÍNIOS DA GOVERNANÇA DE TI Gestão de Nível de Serviço; Comprometimento com os processos de suporte e entrega de serviço; Priorização e gerenciamento de mudanças; Gerenciamento de Recursos

22 Áreas de foco Gerenciamento de Riscos Gerenciamento de Riscos Requer conscientização dos gestores da empresa, claro entendimento do apetite por riscos e transparência sobre riscos significativos para a empresa; Inclui responsabilidade no gerenciamento de riscos na operação da empresa; Endereça o salva-guarda dos ativos de TI, recuperação de desastres e continuidade das operações; Melhores Práticas DOMÍNIOS DA GOVERNANÇA DE TI Gerenciamento de Recursos Conscientização dos riscos de TI, através de avaliação contínua; Transparência para todas as partes interessadas; Responsabilidade e implementação de gerenciamento de riscos; Fazer parte da garantia e conformidade; Uso de frameworks de controle e riscos de TI;

23 Áreas de foco Gerenciamento de Recursos Gerenciamento de Recursos Investimento otimizado, uso e alocação de recursos de TI e capacidade para servir as necessidades da organização; Maximizar a eficiência destes recursos; Otimizar conhecimento e manutenção de competências; Saber onde e como fazer a terceirização; Melhores Práticas DOMÍNIOS DA GOVERNANÇA DE TI Treinar, reter pessoal qualificado, plano de carreira; Gerenciar os recursos de TI; Transparência nas contas e alocação de custos; Disciplinas formalizadas para o gerenciamento de fornecedores; Gerenciamento de Recursos

24 Áreas de foco Monitoramento de Desempenho Monitoramento de Desempenho Acompanha e monitora a implantação da estratégia, entrega de projetos, uso de recursos, desempenho de processos e entrega de serviços; Gerenciar desempenho para garantir a informação às partes interessadas; Melhores Práticas DOMÍNIOS DA GOVERNANÇA DE TI Gerenciamento de Recursos Uso do BSC de TI para traduzir a estratégia em metas alcançáveis; Metas do BSC de TI aprovadas pelas partes interessadas; Realizar auditorias; Sistema de relatórios que fornecem informações; Benchmarking para comparação de desempenho;

25 Interno Externo Gerenciamento de TI x Governança de TI Orientação ao negócio Gerenciamento de TI Presente Governança de TI Futuro Orientação ao tempo

26 Benefícios da Governança de TI Atingir os objetivos de negócio; Otimizar o uso da TI para alavancar resultados; Maior confiança sobre os serviços de TI e da área de TI; Maior transparência sobre os custos de TI; Redução do custo total de propriedade; Priorização correta das iniciativas de TI; Decisões de investimento e terceirização de acordo com a necessidade do negócio; Melhoria da imagem da TI;

27 Agenda TI nos dias de hoje Esferas de governança Governança de TI O COBIT Estrutura do COBIT

28 O COBIT Control Objectives for Information and related Technology; Framework de controle; Um guia dirigido para gestão de TI, o COBIT é uma maneira de se colocar em prática a Governança de TI; Referência mundial em Governança de TI; É independente de: Plataformas de TI adotadas; Tipo do negócio; Dita o que fazer mas não como fazer ;

29 Missão do Cobit Pesquisar, desenvolver, publicar e promover um framework de controle para governança de TI que seja embasado, atualizado, internacionalmente aceito para a adoção pelas organizações e usado no dia-a-dia pelos gerentes de negócio, profissionais de TI e profissionais de auditoria. Fonte: ITGI Cobit 4.1

30 História do COBIT 1996 COBIT V1 - Foco em AUDITORIA; 1998 COBIT V2 Foco no controle; 2000 COBIT V3 Foco no gerenciamento; 2002 Surgimento da SOX 2005 COBIT V4 Foco na Governança de TI 2007 COBIT V4.1 Atualização da Versão 4

31 Objetivos do COBIT Padronizar as melhores práticas de Governança de TI; Aplicar as melhores práticas a partir de uma matriz de domínios, processos e atividades, de uma forma lógica e gerenciável; Auxiliar na associação entre riscos do negócio, necessidades de controle e tecnologia;

32 Vantagens do COBIT Aceito internacionalmente; Orientado para processos; Mapeia os maiores padrões e frameworks do mercado; É focado nos requisitos de negócio; Coloca TI em contato lógico e compreensível com o negócio;

33 Cinco requisitos de framework de controle - COBIT 1. Focado no negócio: Guiado pelas necessidades do negócios; Tem métricas focadas no negócio; Foca na entrega de valor e não na excelência técnica; 2. Orientado à processos: Estrutura baseada em processos de TI e relaciona-os com os requisitos de TI; 3. Linguagem comum: Estrutura que ajuda a manter um entendimento comum entre as partes interessadas; 4. Requisitos regulatórios: Ajuda a estabelecer controles que atendem aos requisitos de conformidade regulatória; 5. Aceitabilidade geral: Aceito pela maioria das empresas e especialistas. Baseado nas melhores práticas da indústria;

34 Agenda TI nos dias de hoje Esferas de governança Governança de TI O COBIT Estrutura do COBIT

35 Processos de TI Aplicações Informação Infraestrutura Pessoas Estrutura Critérios de Informação (4) Domínios (34) Processos (210) Atividades

36 Dinâmica da Estrutura Objetivos do negócio Governança de TI Controle e Avaliação Critérios de Informação Entrega e Suporte Eficácia Eficiência Confidencialidade Integridade Disponibilidade Conformidade Confiabilidade Recursos de TI Aplicações Informação Infraestrutura Pessoas Planejamento e Organização Aquisição e Implementação

37 Visão geral Domínios e processos ME1 Monitorar e avaliar a performance de TI ME2 Monitorar e avaliar controle interno ME3 Assegurar conformidade regulatória ME4 Fornecer governança de TI CONTROLE E AVALIAÇÃO PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO PO1 Definir um plano estratégico de TI PO2 Definir a arquitetura de informação PO3 Determinar a direção tecnológica PO4 Definir processos de TI PO5 Gerenciar investimento em TI PO6 Comunicar metas e diretivas gerenciais PO7 Gerenciar recursos humanos PO8 Gerenciar qualidade PO9 Avaliar e gerenciar riscos PO10 Gerenciar projetos DS1 Definir níveis de serviço DS2 Gerenciar serviços de terceiros DS3 Gerenciar performance e capacidade DS4 Garantir continuidade dos serviços DS5 Garantir segurança dos sistemas DS6 Identificar e alocar custos DS7 Educar e treinar usuários DS8 Gerenciar Service Desk e incidentes DS9 Gerenciar a configuração DS10 Gerenciar problemas DS11 Gerenciar dados DS12 Gerenciar os ambientes físicos DS13 Gerenciar operações ENTREGA E SUPORTE AQUISIÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO AI1 Identificar soluções AI2 Adquirir e manter software aplicativo AI3 Adquirir e manter arquitetura tecnológica AI4 Desenvolver e manter procedimentos de TI AI5 Obter recursos de TI AI6 Gerenciar mudanças AI7 Instalar e certificar soluções e mudanças

38 Domínio Planejamento e Organização (PO) Cobre estratégias e táticas e se preocupa com a identificação da forma como a TI pode contribuir para alcançar os objetivos do negócio; A realização da visão estratégica precisa ser planejada, comunicada e gerenciada por diferentes perspectivas; PO1 Definir um plano estratégico de TI PO2 Definir a arquitetura de informação PO3 Determinar a direção tecnológica PO4 Definir processos de TI PO5 Gerenciar investimento em TI PO6 Comunicar metas e diretivas gerenciais PO7 Gerenciar recursos humanos PO8 Gerenciar qualidade PO9 Avaliar e gerenciar riscos PO10 Gerenciar projetos Como a organização, assim como a infraestrutura de TI devem estar instaladas; Questões a ser respondidas: A área de TI e as áreas de negócio têm estratégias alinhadas? A empresa atinge um nível ótimo de uso dos recursos de TI? Todos os funcionários da empresa conhecem e entendem os objetivos da TI? Os riscos de TI são entendidos e gerenciados? A qualidade dos serviços de TI é apropriada para as necessidades da empresa?

39 Domínio Adquirir e Implementar (AI) Para realizar a estratégia de TI, soluções precisam ser identificadas, desenvolvidas ou adquiridas, assim como implementadas e integradas com os processos de negócio; Mudanças e manutenção dos sistemas existentes são cobertas por este domínio para garantir que as soluções continuam atendendo aos objetivos de negócio; AI1 Identificar soluções AI2 Adquirir e manter software aplicativo AI3 Adquirir e manter arquitetura tecnológica AI4 Desenvolver e manter procedimentos de TI AI5 Obter recursos de TI AI6 Gerenciar mudanças AI7 Instalar e certificar soluções e mudanças Questões a ser respondidas: Os novos projetos de TI oferecem soluções que atendem às necessidades dos negócios? Os novos projetos de TI são entregues dentro dos prazos e orçamentos? Os novos sistemas funcionam corretamente quando são implantados? As mudanças realizadas no ambiente de TI não causam impacto negativo nos negócios?

40 Domínio Entrega e Suporte (DS) Esse domínio se preocupa com as entregas reais dos serviços necessários que abrangem as operações tradicionais sobre aspectos de segurança e continuidade até treinamento. Para poder entregar os serviços será necessário criar processos de suporte. Este domínio também inclui o processamento de dados pelos sistemas de aplicações; Questões a ser respondidas: Os serviços de TI estão alinhados com as prioridades de negócio? Os custos dos serviços de TI estão adaptados às necessidades? Os custos de TI são otimizados? As pessoas estão aptas a usar os recursos de TI de forma produtiva e segura? Os atributos de confidencialidade, integridade e disponibilidade dos dados estão implementados de forma segura? DS1 Definir níveis de serviço DS2 Gerenciar serviços de terceiros DS3 Gerenciar performance e capacidade DS4 Garantir continuidade dos serviços DS5 Garantir segurança dos sistemas DS6 Identificar e alocar custos DS7 Educar e treinar usuários DS8 Gerenciar Service Desk e incidentes DS9 Gerenciar a configuração DS10 Gerenciar problemas DS11 Gerenciar dados DS12 Gerenciar os ambientes físicos DS13 Gerenciar operações

41 Domínio Controle e Avaliação (ME) Processos de TI precisar ser avaliados regularmente nos aspectos de qualidade e conformidade com base nos requisitos de controle; ME1 Monitorar e avaliar a performance de TI ME2 Monitorar e avaliar controle interno ME3 Assegurar conformidade regulatória ME4 Fornecer governança de TI Este domínio endereça o gerenciamento de desempenho, monitoramento dos controles internos, conformidade regulatória e de governança; Questões a ser respondidas: O desempenho da TI é mensurado para detectar problemas antes que aconteçam? O gerenciamento garante que os controles internos sejam efetivos e eficazes? Pode o desempenho da TI ser combinado com os objetivos do negócio? Riscos, controles, conformidades e desempenho são medidos e reportados?

42 COBIT e os requisitos regulatórios Escândalos financeiros, aumento da globalização nos negócios, internet, etc. aumentaram as pressões regulatórias sobre os diretores das empresas; O COBIT é aceito como padrão para fazer avaliações dos controles de TI, atendendo requisitos regulatórios como: SOX, Basiléia II, IAS, IFRS;

43 SOX Dos escândalos financeiros de 2001 surge o Ato Sarbanes-Oxley de 2002: Novos padrões de responsabilidade contábil: transparência e confiabilidade nos relatórios; Foco no uso de um framework de controle para avaliação; Penalidades rígidas no caso de danos;

44 SOX e a TI A conformidade com a SOX requer mais do que documentação, requer avaliação da infraestrutura de TI e suas operações e pessoal; Como não existem menções específicas voltadas a TI, as empresas acabam adotando o COBIT para definir objetivos de controle de TI; Utilizando o COBIT, atende-se quase 100% a SOX;

45 Sistema de Qualidade 6 Sigma, ISO Medições de Performance Estratégica - BSC Gerenciamento de Projetos PMBoK Desenvolvimento de Sofware CMMi Gerenciamnto de Serviços de TI ITIL Segurança da Informação ISO COBIT X outros frameworks COBIT

46 Benefícios do COBIT Maior transparência; Serviços mais confiáveis; Melhor visibilidade da TI para o negócio; Regulamentação; Confiança do gerenciamento superior; Maior ROI;

47 Desafios do COBIT Conscientizar a Alta Direção; Possuir uma estrutura de tomada de decisão adequada aos objetivos estratégicos da organização; Gerenciar os riscos operacionais com investimentos alinhados aos objetivos do negócio; Direcionar as ações com o objetivo de proteger a organização; Atender as exigências legais, regulatórias e os conflitos entre as próprias leis/regulamentos e também com as estratégias da organização; Resistência a mudanças na cultura organizacional;

48 Certificações do COBIT Não existem certificações COBIT para a organização; O COBIT dita modelos que, em cada uma de suas diretrizes, possuem certificações próprias: CMMi; ISO; Etc.; Existe uma certificação para pessoas que trabalham com COBIT: COBIT Foundation Exam; Certificações relacionadas ao COBIT (para auditores): CISA - Certified Information Systems Auditor CISM - Certified Information Security Manager

49 Exame COBIT Foundation Exame composto por 40 questões de múltiplas escolhas; Aprovação com 70% de acerto, ou seja, 28 questões; O exame deve ser supervisionado por um Proctor; Taxa de Inscrição U$ 120,00

50 Conclusão O COBIT é um modelo para Governança de TI, que objetiva um maior controle e alinhamento estratégico da área com a estratégia organizacional; É implementado em parceria com diversos outros frameworks, de acordo com cada área de atuação; Não precisa ser implementado por completo, e sim por prioridade de negócio;

51 Contato: OBRIGADO

COBIT (Control Objectives for Information and Related Tecnology)

COBIT (Control Objectives for Information and Related Tecnology) COBIT (Control Objectives for Information and Related Tecnology) Mestrado em Gestão estratégicas de Organizações Disciplina: Sistemas de Informação e Novas Tecnologias Organizacionais Professor: M.Sc.

Leia mais

3) Qual é o foco da Governança de TI?

3) Qual é o foco da Governança de TI? 1) O que é Governança em TI? Governança de TI é um conjunto de práticas, padrões e relacionamentos estruturados, assumidos por executivos, gestores, técnicos e usuários de TI de uma organização, com a

Leia mais

GRC e Continuidade de Negócios. Claudio Basso

GRC e Continuidade de Negócios. Claudio Basso GRC e Continuidade de Negócios Claudio Basso claudio.basso@sionpc.com.br Governança um atributo de administração dos negócios que procura criar um nível adequado de transparência através da definição clara

Leia mais

Governança em TI PROFA. DRA. ELISA YUMI NAKAGAWA. SSC 531 Gestão de Sistemas de Informação. 2. Semestre de 2016

Governança em TI PROFA. DRA. ELISA YUMI NAKAGAWA. SSC 531 Gestão de Sistemas de Informação. 2. Semestre de 2016 SSC 531 Gestão de Sistemas de Informação Governança em TI PROFA. DRA. ELISA YUMI NAKAGAWA 2. Semestre de 2016 SSC0531 - Gestão de Sistemas de Informação 2 Roteiro Introdução Governança corporativa Motivação

Leia mais

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc

Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc Governança de TI Prof. Carlos Henrique Santos da Silva, MSc PMP, PMI-RMP, PMI-ACP, CSM, CSPO, ITIL & CobiT Certified Carlos Henrique Santos da Silva, MSc, PMP Especializações Certificações Mestre em Informática

Leia mais

Gerenciamento e Administração de Redes

Gerenciamento e Administração de Redes Gerenciamento e Administração de Redes ITIL 1 O que é ITIL? Information Technology Infrastructure Library (ITIL) é uma biblioteca de boas práticas (do inglês best practices), de domínio público, desenvolvida

Leia mais

WEBINAR. Tema: GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Pós-graduação Gestão de Serviços em TI. Prof.

WEBINAR. Tema: GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS. Pós-graduação Gestão de Serviços em TI. Prof. WEBINAR Pós-graduação Gestão de Serviços em TI Tema: GESTÃO DE SERVIÇOS DE TI: OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E PROCESSOS Prof. Ademar Albertin Ademar Luccio Albertin Mais de 10 anos de experiência em Governança

Leia mais

Como os resultados do diagnóstico de segurança podem priorizar os riscos inerentes aos negócios Security Leaders Belo Horizonte/MG - 15/06/2016

Como os resultados do diagnóstico de segurança podem priorizar os riscos inerentes aos negócios Security Leaders Belo Horizonte/MG - 15/06/2016 Como os resultados do diagnóstico de segurança podem priorizar os riscos inerentes aos negócios Security Leaders Belo Horizonte/MG - 15/06/2016 Fernando Nicolau Freitas Ferreira, MSc, CISM, CRISC, CGEIT,

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Unidade VI Planejamento Estratégico de TI. Luiz Leão

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Unidade VI Planejamento Estratégico de TI. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 6.1 Governança de tecnologia da Informação 6.2 Planejamento e Controle da TI 6.3 O Papel Estratégico da TI para os Negócios 6.4

Leia mais

TOCI08 Segurança em Redes de Computadores Módulo 03: Fundamentos e Normas

TOCI08 Segurança em Redes de Computadores Módulo 03: Fundamentos e Normas TOCI08 Segurança em Redes de Computadores Módulo 03: Fundamentos e Normas Prof. M.Sc. Charles Christian Miers e-mail: charles@joinville.udesc.br Normas A fim da segurança não tornar-se algo empírico, foram

Leia mais

Marcelo Henrique dos Santos

Marcelo Henrique dos Santos Marcelo Henrique dos Santos Mestrado em Educação (em andamento) MBA em Marketing e Vendas (em andamento) Especialista em games Bacharel em Sistema de Informação Email: marcelosantos@outlook.com TECNOLOGIA

Leia mais

POLÍTICA. TÍTULO: PLT-SGR Política do SGSI - SISTEMA DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO APROVADO

POLÍTICA. TÍTULO: PLT-SGR Política do SGSI - SISTEMA DE GESTÃO DA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO APROVADO 1/5 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO APROVADO 0000536 - André Delgado- SEGURANCA Danielle Souza; Oscar Zuccarelli; HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA REV. ALTERAÇÕES Atualização do item 2.2 - Solicitar

Leia mais

Roadmap para Implementação e Certificação ISO Mário Rui Costa

Roadmap para Implementação e Certificação ISO Mário Rui Costa 1 1 Roadmap para Implementação e Certificação ISO 20000-1 Mário Rui Costa TÓPICOS O que é a ISO 20000-1? Porquê implementar? Custos Ponto de partida Papéis e Responsabilidades Implementação Preparação

Leia mais

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS Caso Prático de Análise de Pontos de Função Alertas do Google Guilherme Siqueira Simões 28/06/2016 FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS 2016 FATTO Consultoria e Sistemas www.fattocs.com 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS

Leia mais

Processos COBIT 5 x ITIL V3

Processos COBIT 5 x ITIL V3 Processos COBIT 5 x ITIL V3 http://www.andredourado.com.br Processo Descrição ITIL V3 2011 Descrição detalhada EDM01 Garantir a Definição e Manutenção do Framework de Governança - Analisa e articula os

Leia mais

Governança aplicada à Gestão de Pessoas

Governança aplicada à Gestão de Pessoas Governança de pessoal: aperfeiçoando o desempenho da administração pública Governança aplicada à Gestão de Pessoas Ministro substituto Marcos Bemquerer Brasília DF, 15 de maio de 2013 TCU Diálogo Público

Leia mais

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais. PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL

PLANO DE CURSO. Formação para Profissionais.  PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL PLANO DE CURSO PORTUGAL ANGOLA MOÇAMBIQUE CABO VERDE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE BRASIL Formação para Profissionais + 2.000 Cursos Disponíveis A Melhor e Maior Oferta de Formação em Portugal + 1.300 Cursos na

Leia mais

INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE. Ref.: Edital de Recrutamento 10/17 Público-alvo: Todos os colaboradores de todas as unidades e candidatos externos

INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE. Ref.: Edital de Recrutamento 10/17 Público-alvo: Todos os colaboradores de todas as unidades e candidatos externos Ref.: Edital de Recrutamento 10/17 Público-alvo: Todos os colaboradores de todas as unidades e candidatos externos Cargo: Gerente de Tecnologia da Informação Horário: Horário comercial, de segunda à sexta-feira

Leia mais

Gerenciamento de Projetos de Governança em TI

Gerenciamento de Projetos de Governança em TI Gerenciamento de Projetos de Governança em TI Universidade Veiga de Almeida Luiz Antônio Vivacqua Corrêa Meyer Luiz.vcm@gmail.com http://vivacquabd.webnode.com.br Cobit X ITIL CobiT representa um consenso

Leia mais

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento de Software Prof. Elias Ferreira Elaborador por: Prof. Edison A. M. Morais Objetivo (1/1) Conceituar PROCESSO E CICLO DE VIDA, identificar e conceituar

Leia mais

O papel da Auditoria quanto a. Seminário Regional Norte de Auditoria Interna AUDIBRA 27 de agosto de Belém (PA)

O papel da Auditoria quanto a. Seminário Regional Norte de Auditoria Interna AUDIBRA 27 de agosto de Belém (PA) 1 O papel da Auditoria quanto a Segurança da Informação Seminário Regional Norte de Auditoria Interna AUDIBRA 27 de agosto de 2010 - Belém (PA) Sistema Financeiro Nacional 2 Fonte: Banco Central do Brasil

Leia mais

Política de segurança da informação Normas

Política de segurança da informação Normas Política de Segurança das Informações Prof. Luiz A. Nascimento Auditoria e Segurança de Sistemas Anhanguera Taboão da Serra Normas 2 BS 7799 (elaborada pela British Standards Institution). ABNT NBR ISO/IEC

Leia mais

BALANCED SCORECARD. PARA MANUTENÇÃO para melhorar a performance do departamento. Elabore, Planeie, Implemente. Curso.

BALANCED SCORECARD. PARA MANUTENÇÃO para melhorar a performance do departamento. Elabore, Planeie, Implemente. Curso. Curso Elabore, Planeie, Implemente BALANCED SCORECARD PARA MANUTENÇÃO para melhorar a performance do departamento Balanced Scorecard como ferramenta de gestão estratégica Como elaborar o mapa estratégico

Leia mais

Caso Prático de Análise de Pontos de Função COSMIC Contatos do Google FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS

Caso Prático de Análise de Pontos de Função COSMIC Contatos do Google FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS Caso Prático de Análise de Pontos de Função COSMIC Contatos do Google Guilherme Siqueira Simões 18/04/2017 FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS 2017 FATTO Consultoria e Sistemas www.fattocs.com 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS

Leia mais

Projeto G7 Implantando o gerenciamento de serviços de TI no BACEN

Projeto G7 Implantando o gerenciamento de serviços de TI no BACEN Projeto G7 Implantando o gerenciamento de serviços de TI no BACEN Marcelo Garrido de Oliveira Chefe Adjunto do Deinf - BACEN AGENDA ALGUMAS PREMISSAS O DEINF O PROJETO G7 PRÓXIMOS PASSOS 2 ALGUMAS PREMISSAS

Leia mais

ANEXO VII Perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP

ANEXO VII Perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP ANEXO VII Perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP Proposição de perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP (ainda não foi utilizado) 174 Perfil para futuros concursos de TI da UNIFESP 1º. Cargo:

Leia mais

Módulo 5 Ambiente financeiro, relatórios, auditoria interna, conclusões e exercícios

Módulo 5 Ambiente financeiro, relatórios, auditoria interna, conclusões e exercícios Módulo 5 Ambiente financeiro, relatórios, auditoria interna, conclusões e exercícios O Ambiente Financeiro Global Nenhuma economia ou governo de sucesso, pode operar atualmente sem inter-conectividade

Leia mais

PROVAS DISCURSIVAS P 3 (questões) e P 4 (parecer) RASCUNHO QUESTÃO 1

PROVAS DISCURSIVAS P 3 (questões) e P 4 (parecer) RASCUNHO QUESTÃO 1 PROVAS DISCURSIVAS P (questões) e P (parecer) Nestas provas, faça o que se pede, usando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO

Leia mais

As visões de Negócio. Analista de Negócio 3.0. Segundo Módulo: Parte 2

As visões de Negócio. Analista de Negócio 3.0. Segundo Módulo: Parte 2 Segundo Módulo: Parte 2 As visões de Negócio 1 Quais são visões de Negócio? Para conhecer o negócio o Analista de precisa ter: - Visão da Estratégia - Visão de Processos (Operação) - Visão de Valor da

Leia mais

POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS

POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS Informação Pública 13/5/2016 ÍNDICE 1 OBJETIVO... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 PRINCÍPIOS... 3 4 REFERÊNCIAS... 4 5 CONCEITOS... 4 6 PRERROGATIVAS... 4 7 DIRETRIZES... 5 8 RESPONSABILIDADES...

Leia mais

POLÍTICA POL TI 002 GOVERNANÇA TI REV.3 PG 1/11. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015.

POLÍTICA POL TI 002 GOVERNANÇA TI REV.3 PG 1/11. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. Data: 26/01/2015. GOVERNANÇA TI REV.3 PG 1/11 Homologado por: Renato Martins Oliva Presidente Data: 26/01/2015 Visto: Homologado por: Cyril Desire Alberis Andre Diretor de Risco de Crédito Data: 26/01/2015 Visto: Homologado

Leia mais

Planejamento Estratégico. Professor Bruno Eduardo

Planejamento Estratégico. Professor Bruno Eduardo Planejamento Estratégico Professor Bruno Eduardo PROMOÇÃO! 30% desconto nos cursos online do TRE-SP até segunda-feira. CUPOM: MINHAVAGATRE30 CONHECIMENTOS GERAIS PARA TODOS OS CARGOS/ÁREAS/ESPECIALIDADES

Leia mais

III Fórum de Governança de TI. Governança de TI nos Correios

III Fórum de Governança de TI. Governança de TI nos Correios III Fórum de Governança de TI Governança de TI nos Correios Outubro / 2016 COBIT 5: Governança e Gestão de TI Governança Corporativa Governança de TI Gestão de TI Vice-Presidência Corporativa - Áreas Composição

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Visão Geral Profa.Paulo C. Masiero masiero@icmc.usp.br ICMC/USP Algumas Dúvidas... Como são desenvolvidos os softwares? Estamos sendo bem sucedidos nos softwares que construímos?

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Novembro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Finalizar o conteúdo da Disciplina Governança de

Leia mais

Como garantir a Governança da Segurança da Informação

Como garantir a Governança da Segurança da Informação Como garantir a Governança da Segurança da Informação Prof. Ms. Edison Fontes, CISM, CISA, CRISC edison@pobox.com Salvador, 01 de Setembro de 2016 1 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Governança e Direcionadores

Leia mais

Entender o que é um projeto. Como são gerenciados. Vale a pena investir nesta área? Tenho dúvidas? QUERO MEU BÔNUS. Como está o mercado de trabalho

Entender o que é um projeto. Como são gerenciados. Vale a pena investir nesta área? Tenho dúvidas? QUERO MEU BÔNUS. Como está o mercado de trabalho Entender o que é um projeto Como são gerenciados Como está o mercado de trabalho Vale a pena investir nesta área? Como posso começar ou me preparar para entrar na área de projetos QUERO MEU BÔNUS Tenho

Leia mais

I Workshop de ti profissões

I Workshop de ti profissões I Workshop de ti profissões Mercado de TIC: Quais as tendências? Osmar Fernandes de O. Júnior O mercado de TI Como anda o mercado de ti? http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2015/08/area-de-tecnologiaabre-quase-41-mil-vagas-no-primeiro-semestre-de-2015.html

Leia mais

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa

Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Maio 2014 Instituto Sindipeças de Educação Corporativa Missão Oferecer soluções educacionais para elevar a competitividade e a sustentabilidade do setor de

Leia mais

SLA Aplicado ao Negócio

SLA Aplicado ao Negócio SLA Aplicado ao Negócio Visão da Estratégia: BSC Exemplo BSC: Declarações de Visão, Missão e Valores Empresa Acme NEGÓCIO: Soluções que aproximam. MISSÃO: Fornecer soluções acessíveis e confiáveis para

Leia mais

Uma Abordagem Geral dos Modelos de Gestão de TI

Uma Abordagem Geral dos Modelos de Gestão de TI Uma Abordagem Geral dos Modelos de Gestão de TI Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Departamento de Informática Universidade Estadual de Maringá (UEM) Maringá PR Brasil kessia.marchi@gmail.com Abstract This

Leia mais

Workshop de Gestão de Recursos Humanos Objetivos Gerais Dotar os participantes de técnicas, métodos e instrumentos que vão fazer melhorar o planeamento, o acompanhamento e a Gestão dos Recursos Humanos.

Leia mais

Rastreabilidade de Requisitos

Rastreabilidade de Requisitos Rastreabilidade de Requisitos Guilherme Siqueira Simões 25/10/2016 2016 FATTO Consultoria e Sistemas www.fattocs.com 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS Dê preferência ao uso de uma conexão de banda larga O evento

Leia mais

Seminário Nacional NTU Lei Anticorrupção e Programa de Compliance. Lélis Marcos Teixeira

Seminário Nacional NTU Lei Anticorrupção e Programa de Compliance. Lélis Marcos Teixeira Seminário Nacional NTU - 2014 Lei Anticorrupção e Programa de Compliance Lélis Marcos Teixeira 28/agosto/2014 Iniciativas FETRANSPOR Lei 12.846/2013 Agenda Abertura Histórico Iniciativas Dúvidas Encerramento

Leia mais

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: 19.412.711/0001-30 POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) TAGUAÍ SP 2015 Política de Aquisição, Atualização e Manutenção

Leia mais

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa

Tema 3. Planejamento Estratégico na Administração Pública. Ricardo Naves Rosa Tema 3 Planejamento Estratégico na Administração Pública Ricardo Naves Rosa Planejamento Estratégico na Administração Pública Balanced Scorecard Ricardo Naves Rosa Gerente de Gestão Estratégica - AGR Engenheiro

Leia mais

Ricardo Augusto Bordin Guimarães Auditoria Administrativa Hospitalar ricardo@rgauditoria.com.br (51) 9841.7580 www.rgauditoria.com.br www.twitter.com/ricardorgaud Qualidade e Gestão em Saúde através da

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Aula 5

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Aula 5 CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 5 1 AGENDA GERENCIAMENTO DE PROJETOS Tecnicas e conhecimentos (PMI) Processo Praxis 3.0 (Baseado em PMI) Visão Geral Atividades Bibliografia 2 Questões

Leia mais

Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade. Atuação Responsável Um compromisso da Indústria Química

Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade. Atuação Responsável Um compromisso da Indústria Química Atuação Responsável Compromisso com a sustentabilidade O Atuação Responsável é uma ética empresarial, compartilhada pelas empresas associadas à Abiquim Missão do Atuação Responsável Promover o aperfeiçoamento

Leia mais

Gestão de pessoas e desempenho organizacional

Gestão de pessoas e desempenho organizacional Aula 12 Gestão de pessoas e desempenho organizacional Agenda 1 Seminário 2 Medindo a performance do RH 1 Seminário 5 Competing on talent analytics. Davenport, Harris & Shapiro. Harvard Business Review,

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais Profa. Rosana Braga (material profas Rosely Sanches e Ellen F. Barbosa) Agenda Visão Geral de Qualidade Qualidade Aplicada ao Software

Leia mais

Marco Civil da Internet. Audiência Pública Senado Federal 03/09/2013

Marco Civil da Internet. Audiência Pública Senado Federal 03/09/2013 Marco Civil da Internet Audiência Pública Senado Federal 03/09/2013 1. Contexto e importância do Marco Civil O Marco Civil da Internet decorre de riquíssimo debate que resultou em um projeto de lei moderno,

Leia mais

Caso Prático de Análise de Pontos de Função IFPUG Contatos do Google FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS

Caso Prático de Análise de Pontos de Função IFPUG Contatos do Google FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS Caso Prático de Análise de Pontos de Função IFPUG Contatos do Google Guilherme Siqueira Simões 11/07/2017 FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS Dê preferência ao uso de uma conexão de banda

Leia mais

AUDITORIA Evolução histórica

AUDITORIA Evolução histórica RISCOS Eventos, incidentes ou ocorrências reais ou potenciais, geradas por fontes internas ou externas, que afetam o atingimento de objetivos. Riscos estratégicos ou externos; Riscos operacionais; Riscos

Leia mais

PTT`s Desafios, Mitos, Verdades e Lendas.

PTT`s Desafios, Mitos, Verdades e Lendas. PTT`s Desafios, Mitos, Verdades e Lendas. Professor: Lacier Dias MikroTik User Meeting in Brazil Fortaleza, November 17-18, 2014 Nome: Lacier Dias Formado em Segurança da Informação Pós-Graduado em Segurança

Leia mais

A AUDITORIA COMO AGENTE DE MUDANÇA EUZÉBIO ANGELOTTI NETO DIRETOR DE AUDITORIA INTERNA CORPORATIVA LATAM AIRLINES GROUP

A AUDITORIA COMO AGENTE DE MUDANÇA EUZÉBIO ANGELOTTI NETO DIRETOR DE AUDITORIA INTERNA CORPORATIVA LATAM AIRLINES GROUP A AUDITORIA COMO AGENTE DE MUDANÇA EUZÉBIO ANGELOTTI NETO DIRETOR DE AUDITORIA INTERNA CORPORATIVA LATAM AIRLINES GROUP 1 QUAL O PAPEL DA AUDITORIA INTERNA????????????????????????? 2 ACUSAR?!3 DETONAR?!4

Leia mais

GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE FROTAS. "SOFIT 4TRANSPORT O SOFTWARE MAIS LEVE E FÁCIL DE USAR.

GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE FROTAS. SOFIT 4TRANSPORT O SOFTWARE MAIS LEVE E FÁCIL DE USAR. GESTÃO DA MANUTENÇÃO DE FROTAS. "SOFIT 4TRANSPORT O SOFTWARE MAIS LEVE E FÁCIL DE USAR. ALGUNS DESAFIOS NÃO MUDAM Aumento no preço dos combustíveis Prazo de entrega reduzido Aumento no preço dos pneus

Leia mais

PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE SOBRE A QUALIDADE DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E A SUSTENTABILIDADE DOS NEGÓCIOS. Flávia Flamínio

PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE SOBRE A QUALIDADE DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E A SUSTENTABILIDADE DOS NEGÓCIOS. Flávia Flamínio PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE SOBRE A QUALIDADE DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E A SUSTENTABILIDADE DOS NEGÓCIOS Flávia Flamínio flavia@espm.br O MUNDO E AS EMPRESAS MUDARAM O AMBIENTE DE NEGÓCIOS DA EMPRESA Fornecedores

Leia mais

MISSÃO VISÃO VALORES

MISSÃO VISÃO VALORES MISSÃO VISÃO VALORES MISSÃO VISÃO Contribuir para a eficiência do setor público e para a simplificação da vida do cidadão por meio de soluções tecnológicas inovadoras" VALORES MISSÃO VISÃO Ser referenciada

Leia mais

Gestão de Negócios (8)

Gestão de Negócios (8) Gestão de Negócios (8) Modelo: BALANCED SCORECARD Prof. Dr. Hernan E. Contreras Alday A grande idéia O Balanced Scorecard (painel balanceado de controle) usa, essencialmente, a medição integral de desempenho

Leia mais

Trajetória dos serviços de TI no Centro de Processamento de Dados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Trajetória dos serviços de TI no Centro de Processamento de Dados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Trajetória dos serviços de TI no Centro de Processamento de Dados da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Márcia Carlotto Centro de Processamento de Dados Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Leia mais

OS 10 TIPOS DE QUESTÕES QUE CAEM NO EXAMES PMP E CAPM ANDRIELE RIBEIRO PMP, MSC

OS 10 TIPOS DE QUESTÕES QUE CAEM NO EXAMES PMP E CAPM ANDRIELE RIBEIRO PMP, MSC OS 10 TIPOS DE QUESTÕES QUE CAEM NO EXAMES PMP E CAPM ANDRIELE RIBEIRO PMP, MSC Aquecimento DE ONDE VIERAM OS 10 TIPOS Minha classificação Minha análise e percepção Sujeitos a ajustes TIPOS DE QUESTÕES

Leia mais

TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TEMA ESTRATÉGICO: GESTÃO UNIVERSITÁRIA TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Objetivo 1: Aprimorar a adoção de soluções de TI nas atividades de ensino, pesquisa, extensão e gestão, auxiliando na consecução

Leia mais

Governança e Gestão das Aquisições. Encontro com fornecedores dos Correios. Brasília Junho/2016

Governança e Gestão das Aquisições. Encontro com fornecedores dos Correios. Brasília Junho/2016 Governança e Gestão das Aquisições Encontro com fornecedores dos Correios Brasília Junho/2016 Agenda Importância do tema para o TCU Criticidade das aquisições O porquê da Governança Governança x Gestão

Leia mais

GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS COM GLPI

GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS COM GLPI GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS COM GLPI UM POUCO SOBRE ITIL O QUE É? ITIL é um acrônimo de Information Technology Infrastructure Library; Traz as melhores praticas para o gerenciamento de serviços de TI; Foi

Leia mais

Curso Governança de TI Planejamento e Implantação

Curso Governança de TI Planejamento e Implantação Curso Governança de TI Planejamento e Implantação Todos nossos cursos são preparados por profissionais certificados e com larga experiência em Governança de TI. Os cursos são ministrados em português,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS Art. 1º O Centro de Processamento de Dados, Órgão Suplementar

Leia mais

Componentes de SIs. Pessoas Organiz. Tecnologia

Componentes de SIs. Pessoas Organiz. Tecnologia Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 03 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014

NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL 2014 WORKSHOPS CH DATA HORÁRIO INVESTIMENTO CONTEÚDO 1. Mudança nas relações com clientes em vendas. 2. Vendedor consultor: Gestor de negócio. 3. Planejamento em vendas.

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. Data: 26/10/2016, Quarta-feira Evento de Abertura

PROGRAMAÇÃO. Data: 26/10/2016, Quarta-feira Evento de Abertura PROGRAMAÇÃO Data: 26/10/2016, Quarta-feira Evento de Abertura 19h00-19h30 Salão do Júri Palavra da Direção Palavra da Coordenação da Ciência da Computação / Eng. Computação Palavra da Coordenação da Pós

Leia mais

Ética, Governança e Compliance. Marcelo Coimbra

Ética, Governança e Compliance. Marcelo Coimbra Ética, Governança e Compliance Marcelo Coimbra Ética Empresarial A ética empresarial é o conjunto de valores que regem uma empresa e formam uma filosofia organizacional. Essa filosofia possui princípios

Leia mais

MBA em Tecnologia da Informação Empresarial (MTIE)

MBA em Tecnologia da Informação Empresarial (MTIE) MBA em Tecnologia da Informação Empresarial (MTIE) CATEGORIA: Curso de Pós-Graduação Latu-Senso - MBA ÁREA BÁSICA: Tecnologia da Informação ÁREAS DE CONHECIMENTO: Empresarial DEPARTAMENTO: Departamento

Leia mais

GT de Segurança da Informação ABEP Nível de maturidade em SI e Case CODATA

GT de Segurança da Informação ABEP Nível de maturidade em SI e Case CODATA GT de Segurança da Informação ABEP Nível de maturidade em SI e Case CODATA Sra. Lílian Gibson Santos PRODAM - AM Sr. Júlio Marinho CODATA - PB Sumário 1. Histórico 2. Metodologia Adotada Agenda 3. Nível

Leia mais

TOGAF e Caminhos para a Certificação. Paola Rudi Ferraz Coutinho

TOGAF e Caminhos para a Certificação. Paola Rudi Ferraz Coutinho TOGAF e Caminhos para a Certificação Paola Rudi Ferraz Coutinho paolarudi@gmail.com - 15/04/2011 AOGEA Brazil Chapter Fazer a Informação Fluir Foco no Arquiteto Liderando Grupo de tradução TOGAF pt_br

Leia mais

Curso Desenho de Processos e Avaliação de Desempenho

Curso Desenho de Processos e Avaliação de Desempenho Curso Desenho de Processos e Avaliação de Desempenho Essa Ação educacional pretende apresentar aos participantes os fundamentos e a prática do desenho de processos. A ação não é focada em ensinar técnicas

Leia mais

Mensuração de Resultados em Comunicação

Mensuração de Resultados em Comunicação Mensuração de Resultados em Comunicação Patrícia Santiago Diretora de Planejamento e Pesquisa Março 2016 1 O valor da reputação para as organizações e o novo ambiente de rede Quão importante é a ameaça

Leia mais

Termo de Abertura do Projeto

Termo de Abertura do Projeto [Inovar Recargas] 2016 Termo de Abertura do Projeto Baseado na 5ª edição do Guia PMBOK Modelo de documento de uso livre, desde que seja citada a fonte. Não se esqueça de sempre consultar o Guia PMBOK 5ª

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Nesse ano, estamos disponibilizando o nosso Código Ética nas versões impressa e eletrônica.

CÓDIGO DE ÉTICA. Nesse ano, estamos disponibilizando o nosso Código Ética nas versões impressa e eletrônica. CÓDIGO DE ÉTICA Nestes três anos de muitas realizações, as relações da Agência de Desenvolvimento Paulista com seus parceiros, clientes, fornecedores, acionistas, entre outros, foram pautadas por valores

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Gestão de Sistemas de Informação

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO. Gestão de Sistemas de Informação INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Gestão de Sistemas de Informação Setembro 2016 UNIDADES CURRICULARES DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GSI Os objetivos e os conteúdos a cobrir

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS Prof. Marcelo Mello Unidade IV GERENCIAMENTO DE SERVIÇOS Gerenciamento de serviços Nas aulas anteriores estudamos: 1) Importância dos serviços; 2) Diferença entre produtos x serviços; 3) Composto de Marketing

Leia mais

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1

Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1 Sumário Capítulo 1 Organização e o Processo Organizacional...1 1. O Conceito de Organização...1 2. O Conceito de Processo...2 3. O Conceito de Administração...3 4. O Processo Organizacional...3 4.1. Conceito

Leia mais

MANUTENÇÃO PREDIAL ISO 9001 : Capítulo Especial sobre. De 05/12/2011 a 08/12/2011

MANUTENÇÃO PREDIAL ISO 9001 : Capítulo Especial sobre. De 05/12/2011 a 08/12/2011 ISO 9001 : 2008 Indicadores de Desempenho na Manutenção De 05/12/2011 a 08/12/2011 Capítulo Especial sobre MANUTENÇÃO PREDIAL Local: Plaza Copacabana Hotel Av. Princesa Isabel, 263 Copacabana Rio de Janeiro

Leia mais

WORKSHOP GAME JOGO DA INSTRUÇÃO NORMATIVA 04 STI/MP

WORKSHOP GAME JOGO DA INSTRUÇÃO NORMATIVA 04 STI/MP WORKSHOP GAME JOGO DA INSTRUÇÃO NORMATIVA 04 STI/MP NOVO! Brasília, 08 e 09 de dezembro 2016 Carga Horária: 16 horas/atividade Horário: 8h30 às 18h (com intervalo para almoço) APRESENTAÇÃO Os estudos técnicos

Leia mais

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE

ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE DISCIPLINAS DA SÉRIE DISCIPLINAS DAS SÉRIES ANTERIORES ANEXO 01 (Conteúdo do EXIN 2016.2 Administração Graduação Executiva- Campus Mossoró) 6ª SÉRIE GESTÃO ESTRATEGICA GESTÃO FINANCEIRA AVANÇADA LOGISTICA

Leia mais

Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto

Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto Governança de TI na APF, quo vadis? Souza Neto Agenda Projeto de Pesquisa IPEA/UCB Modelo COBIT 5 para a APF Teoria Institucional Programa de Integridade da CGU Pesquisas Recentes do MGCTI/UCB 2 Projeto

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER

ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER 20462 - ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Estrutura de tópicos do curso Módulo 1: Introdução à administração de banco de dados do SQL Server 2014 Este módulo

Leia mais

Melhores Práticas de Governança Corporativa

Melhores Práticas de Governança Corporativa Melhores Práticas de Governança Corporativa 27.11.2014 Melhores Práticas de Governança Corporativa A. Propriedade B. Conselho de Administração C. Gestão D. Auditoria Independente E. Conselho Fiscal F.

Leia mais

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) Comissão de Estudo Especial de Informática em Saúde (CEE78-IS) GT4 Segurança da Informação e do Paciente 8ª Plenária CEE78IS 15/09/2015 APRESENTAÇÃO DO PROJETO

Leia mais

Implantando Pontos de Função com PSM

Implantando Pontos de Função com PSM Implantando Pontos de Função com PSM Diana Baklizky & Cecília Techy diana@metricas.com.br cecilia@metricas.com.br ti MÉTRICAS R. Domingos de Morais, 2243/36 São Paulo, SP Brasil www.metricas.com.br 1 Agenda

Leia mais

Bruno Antunes da Silva UFSCar - Sorocaba

Bruno Antunes da Silva UFSCar - Sorocaba Bruno Antunes da Silva UFSCar - Sorocaba Introdução HDFS Arquitetura Leitura e escrita Distribuição de nós Controle de réplicas Balancer MapReduce Conclusão Aplicações web com grandes quantidades de dados

Leia mais

Arquitetura Corporativa no contexto de Carve-Out

Arquitetura Corporativa no contexto de Carve-Out BA Brazil 2015 Arquitetura Corporativa no contexto de Carve-Out Agenda Introdução Carve-Out Arquitetura Corporativa Importância da Arquitetura Corporativa Compartilhando a Experiência Lições Aprendidas

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Histórico da Governança Digital 2000 Comitê Executivo de Governo Eletrônico 2005 eping: padrões de interoperabilidade 2010 Estratégia Geral de TI (EGTIC)

Leia mais

Painel: Gestão de Conhecimento A Experiência no Cluster de TIC Uberlândia. Ouro Preto, 18/05/2011

Painel: Gestão de Conhecimento A Experiência no Cluster de TIC Uberlândia. Ouro Preto, 18/05/2011 Painel: Gestão de Conhecimento A Experiência no Cluster de TIC Uberlândia Ouro Preto, 18/05/2011 O SETOR EM NÚMEROS Dados Gerais Nº de empresas de Tecnologia da Informação 169 2.495 22.321 Postos de trabalho

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Cláudio Dodt, CISA, CISSP, CRISC, ISMAS Consultor Senior Gerente regional - Nordeste claudio.dodt@daryus.com.br Quem é a DARYUS? Empresa 100% nacional especializada em Continuidade,

Leia mais

integração de Requisitos Orientados ao Negócio iron: Apresentação de Método e Ferramenta

integração de Requisitos Orientados ao Negócio iron: Apresentação de Método e Ferramenta integração de Requisitos Orientados ao Negócio iron: Apresentação de Método e Ferramenta integração de Requisitos Orientados ao Negócio iron: Apresentação de Método e Ferramenta Eduardo José Ribeiro de

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DO BNDES/2008 CESGRANRIO. Prof. Leonardo Rangel

COMENTÁRIO DA PROVA DO BNDES/2008 CESGRANRIO. Prof. Leonardo Rangel COMENTÁRIO DA PROVA DO BNDES/2008 CESGRANRIO Prof. Leonardo Rangel Cargo: Analista de Sistemas - Desenvolvimento Disciplina: Gestão de Tecnologia da Informação 66 - A diretoria de uma empresa reclama que

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 ROK Reseller Option Kit O OEM Reseller Option Kit (ROK) é uma opção de distribuição de software que permite adquirir o Windows Server 2012 R2 independentemente do

Leia mais

Como DOBRAR o Lucro dos Seus Clientes e Do Seu Negócio. O MAPA COMPLETO para Vender Todos os Dias

Como DOBRAR o Lucro dos Seus Clientes e Do Seu Negócio. O MAPA COMPLETO para Vender Todos os Dias Como DOBRAR o Lucro dos Seus Clientes e Do Seu Negócio O MAPA COMPLETO para Vender Todos os Dias Natanael Oliveira Co-fundador Marketing Com Digital MISSÃO: DOBRAR O FATURAMENTO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS.

Leia mais

Monitoramento comportamental do negócio.

Monitoramento comportamental do negócio. Monitoramento comportamental do negócio. Utilização do algoritmo de previsão do tempo para monitorar comportamentos anômalos do negócio. VISÃO GERAL Cunhamos o conceito de monitoramento comportamental

Leia mais

Organização orientada por processos

Organização orientada por processos Organização orientada por processos Leandro Jesus VP Associações ABPMP Brasil as.abpmp.br@gmail.com 21 25615619 21 99790945 O Palestrante Leandro Jesus: Sócio-Diretor da ELO Group, consultoria especializada

Leia mais