Aula 02. Prof. Diemesleno Souza Carvalho

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 02. Prof. Diemesleno Souza Carvalho"

Transcrição

1 Programação Orientada a Objetos II Aula 02 Prof. Diemesleno Souza Carvalho

2 Na aula passada vimos...

3 Na aula passada vimos... - O que é C# e.net - Um pouco sobre a história do C# e.net - Máquina virtual - Execução do código na CLR e o JIT - O ambiente de desenvolvimento do C# - Executando aplicações sem o Visual Studio - O primeiro programa em C# - Exercícios

4 Na aula de hoje veremos...

5 Na aula de hoje veremos... - Variáveis e tipos primitivos - Operações com variáveis - Tipos Primitivos - Armazenando texto em variáveis - Documentando o código através de comentários - Exercícios

6 Variáveis e tipos primitivos

7 Variáveis e tipos primitivos Na maioria dos programas que escrevemos, não estamos interessados em apenas mostrar uma caixa de mensagens para o usuário. Queremos também armazenar e processar informações. Em um sistema bancário, por exemplo, estaríamos interessados em armazenar o saldo de uma conta e o nome do correntista. Para armazenar esses dados, precisamso pedir para o C# reservar regiões de memória que serão utilizados para armazenar informações. Essas regiões de memória são conhecidas como variáveis.

8 Variáveis e tipos primitivos As variáveis guardam informações de um tipo específico. Podemos, por exemplo, guardar um número inteiro representando o número da conta, um texto para representar o nome do correntista ou um número real para representar o saldo atual da conta. Para utilizar uma variável, devemos primeiramente declará-la no texto do programa.

9 Variáveis e tipos primitivos Na declaração de uma variável, devemos dizer seu tipo (inteiro, texto ou real, por exemplo) e, além disso, qual é o nome que usaremos para referenciá-la no texto do programa. Para declarar uma variável do tipo inteiro que representa o número de uma conta, poderíamos utilizar o seguinto código: int numerodaconta;

10 Variáveis e tipos primitivos int numerodaconta; Repare no ; (ponto e vírgula) no final da linha. Como a declaração de uma variável é um comando da linguagem C#, precisa-se do ; para terminá-lo. Além do tipo int (para representar inteiros), temos também os tipos double e float (para números reais), string (para textos), entre outros.

11 Variáveis e tipos primitivos Depois de declarada, uma variável pode ser utilizada para armazenar valores. Por exemplo, se estivéssemos interessados em guardar o valor 1 na variável numerodaconta que declaramos anteriormente, utilizaríamos o seguindo código: numerodaconta = 1; Lê-se "numerodaconta recebe 1".

12 Variáveis e tipos primitivos Quando, no momendo da declaração da variável, sabemos qual será seu valor, podemos utilizar a seguinte sintaxe para declarar e atribuir o valor para a variável. double saldo = 100.0;

13 Operações com variáveis

14 Operações com variáveis Agora que já sabemos como guardar informações no programa, estamos interessados em executar operações nesses valores. Pode ser interessante para um correntista saber qual será o saldo de sua conta após um saque de R$ 10,00. Para realizar essa operação, devemos subtrair 10 do saldo da conta: double saldo = 100.0; saldo = saldo ;

15 Operações com variáveis double saldo = 100.0; saldo = saldo ; Neste código, estamos guardando na variável saldo o alor da conta (saldo antigo) menos 10.0 e então seu valor final será de Da mesma forma que podemos subtrair valores, podemos também fazer somas (com o operador +), multiplicação (operador *) e divisões (operador /).

16 Operações com variáveis Podemos ainda guardar o valor do saque em uma variável: double saldo = 100.0; double valordosaque = 10.0; saldo = saldo - valordosaque; Depois de realizar o saque, queremos mostrar para o usuário qual é o saldo atual da conta. Para mostrarmos essa informação, utilizaremos novamente o: Console.WriteLine("Valor do saldo: R$ " + saldo);

17 Operações com variáveis Podemos ainda guardar o valor do saque em uma variável: double saldo = 100.0; double valordosaque = 10.0; saldo = saldo - valordosaque; Depois de realizar o saque, queremos mostrar para o usuário qual é o saldo atual da conta. Para mostrarmos essa informação, utilizaremos novamente o: Console.WriteLine("Valor do saldo: R$ " + saldo);

18 Operações com variáveis Podemos ainda guardar o valor do saque em uma variável: double saldo = 100.0; double valordosaque = 10.0; saldo = saldo - valordosaque; Depois de realizar o saque, queremos mostrar para o usuário qual é o saldo atual da conta. Para mostrarmos essa informação, utilizaremos novamente o: Console.WriteLine("Valor do saldo: R$ " + saldo); Veja que, no código do saque, estamos repetindo o nome da variável saldo dos dois lados da atribuição.

19 Operações com variáveis Podemos ainda guardar o valor do saque em uma variável: double saldo = 100.0; double valordosaque = 10.0; saldo = saldo - valordosaque; Depois de realizar o saque, queremos mostrar para o usuário qual é o saldo atual da conta. Para mostrarmos essa informação, utilizaremos novamente o: Console.WriteLine("Valor do saldo: R$ " + saldo); Quando temos esse tipo de código, podemos utilizar uma abreviação disponibilizada pelo C#, o operador -=

20 Operações com variáveis Podemos ainda guardar o valor do saque em uma variável: double saldo = 100.0; double valordosaque = 10.0; saldo = saldo - valordosaque; Depois de realizar o saque, queremos mostrar para o usuário qual é o saldo atual da conta. Para mostrarmos essa informação, utilizaremos novamente o: Console.WriteLine("Valor do saldo: R$ " + saldo); Quando temos esse tipo de código, podemos utilizar uma abreviação disponibilizada pelo C#, o operador -=

21 Operações com variáveis Podemos ainda guardar o valor do saque em uma variável: double saldo = 100.0; double valordosaque = 10.0; saldo = saldo - valordosaque; Depois de realizar o saque, queremos mostrar para o usuário qual é o saldo atual da conta. Para mostrarmos essa informação, utilizaremos novamente o: Console.WriteLine("Valor do saldo: R$ " + saldo); Além do -=, temos também os operadores += (para somas), *= (para multiplicações) e /= (para divisões)

22 Tipos primitivos

23 Tipos primitivos Vimos que no C# toda variável possui um tipo, utilizamos o int quando queremos armazenar valores inteiros e double para números reais. Agora vamos descobrir quais são os outros tipos de variáveis no C#.

24 Tipos primitivos Vimos que no C# toda variável possui um tipo, utilizamos o int quando queremos armazenar valores inteiros e double para números reais. Agora vamos descobrir quais são os outros tipos de variáveis no C#.

25 Tipos primitivos Os tipos de dados da tabela anterios são conhecidos como tipos primitivos ou value types da linguagem C#. Toda vez que atribuímos um valor para uma variável de um tipo primitivo, o C# copia o valor atribuído para dentro da variável. Agora que conhecemos os tipos primitivos da linguagem C#, vamos ver como é que eles interagem dentro de uma aplicação.

26 Tipos primitivos Suponha que temos um código que declara uma variável do tipo inteiro e depois tenta copiar seu conteúdo para uma variável long: int valor = 1; long valorgrande = valor; Neste caso, como o tamanho de uma variável long é maior do que o de uma variável int, o C# sabe que podemos copiar seu conteúdo sem perder informações e, por isso, esse é um código que compila sem nenhum erro.

27 Tipos primitivos Suponha que temos um código que declara uma variável do tipo inteiro e depois tenta copiar seu conteúdo para uma variável long: int valor = 1; long valorgrande = valor; Neste caso, como o tamanho de uma variável long é maior do que o de uma variável int, o C# sabe que podemos copiar seu conteúdo sem perder informações e, por isso, esse é um código que compila sem nenhum erro.

28 Tipos primitivos Agora vamos tentar copiar o int para uma variável do tipo short: int valor = 1; short valorpequeno = valor;

29 Tipos primitivos Agora vamos tentar copiar o int para uma variável do tipo short: int valor = 1; short valorpequeno = valor;

30 Esta cópia pode ser perigosa pois o valor que está na variável do tipo int pode não caber na variável short e, por isso, o compilador do C# gera um erro de compilação. Tipos primitivos Neste código, tentamos copiar o conteúdo de uma variável maior para dentro de uma de tamanho menor.

31 Tipos primitivos Podemos forçar o compilador a realizar a conversão utilizando uma operação chamada casting, conforme:

32 Armazenando texto em variáveis

33 Armazenando texto em variáveis Além dos tipos primitivos, o C# também possui um tipo específico para armazenar textos. No tipo string, podemos guardar qualquer valor que seja delimitado por aspas duplas, por exemplo: string mensagem = "Uma mensagem qualquer"; Console.WriteLine(mensagem);

34 Armazenando texto em variáveis Além dos tipos primitivos, o C# também possui um tipo específico para armazenar textos. No tipo string, podemos guardar qualquer valor que seja delimitado por aspas duplas, por exemplo: string mensagem = "Uma mensagem qualquer"; Console.WriteLine(mensagem);

35 Armazenando texto em variáveis Além dos tipos primitivos, o C# também possui um tipo específico para armazenar textos. No tipo string, podemos guardar qualquer valor que seja delimitado por aspas duplas, por exemplo:

36 Armazenando texto em variáveis Além dos tipos primitivos, o C# também possui um tipo específico para armazenar textos. No tipo string, podemos guardar qualquer valor que seja delimitado por aspas duplas, por exemplo: string mensagem = 'Uma mensagem qualquer'; Console.WriteLine(mensagem);

37 Armazenando texto em variáveis Além dos tipos primitivos, o C# também possui um tipo específico para armazenar textos. No tipo string, podemos guardar qualquer valor que seja delimitado por aspas duplas, por exemplo: string mensagem = "Uma mensagem qualquer"; Console.WriteLine(mensagem);

38 Armazenando texto em variáveis Podemos ainda juntar o valor de duas variáveis do tipo string utilizando o operador + da linguagem. A junção de strings ou valores de variáveis é conhecida como concatenação. string mensagem = "Olá "; string nome = "Felicity Jones"; Console.WriteLine(mensagem + nome);

39 Armazenando texto em variáveis Podemos ainda juntar o valor de duas variáveis do tipo string utilizando o operador + da linguagem. A junção de strings ou valores de variáveis é conhecida como concatenação. string mensagem = "Olá "; string nome = "Felicity Jones"; Console.WriteLine(mensagem + nome);

40 Armazenando texto em variáveis Podemos ainda juntar o valor de duas variáveis do tipo string utilizando o operador + da linguagem. A junção de strings ou valores de variáveis é conhecida como concatenação. int idade = 36; string mensagem = "Sua idade é: " + idade; Console.WriteLine(mensagem);

41 Armazenando texto em variáveis Podemos ainda juntar o valor de duas variáveis do tipo string utilizando o operador + da linguagem. A junção de strings ou valores de variáveis é conhecida como concatenação. int idade = 36; string mensagem = "Sua idade é: " + idade; Console.WriteLine(mensagem);

42 Documentando o código através de comentários

43 Documentando o código através de comentários Quando queremos documentar o significado de algum código dentro de um programa C#, podemos utilizar comentários. Para fazermos um comentário de uma linha utilizamos o //. Tudo que estiver depois do // é considerado comentário e, por isso, ignorado pelo compilador da linguagem. double saldo = 100.0; // Isso é um comentário e será ignorado.

44 Documentando o código através de comentários Muitas vezes precisamos escrever diversas linhas de comentários para, por exemplo, documentar uma lógica complexa da aplicação. Nesses casos podemos utilizar o comentário de múltiplas linhas que é inicializado por um /* e terminado pelo */. Tudo que estiver entre a abertura e o fechamento do comentário é ignirado pelo compilador da linguagem. /* Isso é um comentário de múltiplas linhas */

45 Programação Orientada a Objetos II Aula 02 Prof. Diemesleno Souza Carvalho

46 Exercícios 1) Crie um programa que contenha 3 variáveis para armazenar idades. Em seguida, calcule e apresente a média dessas idades no console. 2) O que acontece com o código abaixo? 3) Imprima no console a variável abaixo forçando um casting no seu valor de double para int. double pi = 3.14;

47 Exercícios 4) No ensino médio, aprendemos a resolver equações de segundo grau utilizando a fórmula de Bhaskara: delta = b * b - 4 * a * c; a1 = (-b + raiz(delta)) / (2 * a); a2 = (-b - raiz(delta)) / (2 * a); Crie um programa com três variáveis inteiras, a, b, e c com qualquer valores. Depois crie 3 variáveis do tipo double, denta, a1 e a2, com a fórmula anterior. Calcule e imprima a1 e a2 no console. OBS: Para calcular a raiz quadrada, use Math.Sqrt(variável). E não se esqueça que não podemos calcular a raiz quadrada de números negativos.

UM POUCO SOBRE A HISTÓRIA DO C# E.NET

UM POUCO SOBRE A HISTÓRIA DO C# E.NET O que é C# e.net UM POUCO SOBRE A HISTÓRIA DO C# E.NET Entender um pouco da história do C# e do.net é essencial para enxergar os motivos que a levaram ao sucesso. No final da década de 1990 a Microsoft

Leia mais

Java Variáveis e Controle Fluxo

Java Variáveis e Controle Fluxo Java Variáveis e Controle Fluxo 1 Variáveis primitivas p Todo bloco em java é delimitado por chaves ({ } ); p Dentro de um bloco, podemos declarar variáveis e usa las; p Em Java, toda variável tem um tipo

Leia mais

Algoritmos. Algoritmos. Linguagem de programação. Conceitos. Conceitos. Conceitos. Sintaxe do comando para incluir bibliotecas no programa:

Algoritmos. Algoritmos. Linguagem de programação. Conceitos. Conceitos. Conceitos. Sintaxe do comando para incluir bibliotecas no programa: Algoritmos Algoritmos Leandro Tonietto Unisinos ltonietto@unisinos.br http://www.inf.unisinos.br/~ltonietto/inf/pg1/algoritmosi_java.pdf Mar-2008 Possuem sintaxe flexível e são mais úteis para descrição

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS

TÉCNICO DE INFORMÁTICA - SISTEMAS 782 - Programação em C/C++ - estrutura básica e conceitos fundamentais Linguagens de programação Linguagem de programação são conjuntos de palavras formais, utilizadas na escrita de programas, para enunciar

Leia mais

C A P I T U L O 2 S I N T A X E B Á S I C A - V A R I Á V E I S E C O N S T A N T E S E M P H P

C A P I T U L O 2 S I N T A X E B Á S I C A - V A R I Á V E I S E C O N S T A N T E S E M P H P C A P I T U L O 2 S I N T A X E B Á S I C A - V A R I Á V E I S E C O N S T A N T E S E M P H P SINTAXE BÁSICA Neste capítulo vamos apresentar a estrutura básica do PHP. Para iniciar a construção de um

Leia mais

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016

Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos. PET Computação - UFPR September 2016 Mini apostila de Python - Oficina de Vestibulandos PET Computação - UFPR September 2016 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Obtenção e Instalação 3 3 Variáveis 3 4 Operações Matemáticas 5 5 Entrada de Dados 6 6

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

AULA 2: INTRODUÇÃO A PYTHON. Luís Feliphe Silva Costa

AULA 2: INTRODUÇÃO A PYTHON. Luís Feliphe Silva Costa AULA 2: INTRODUÇÃO A PYTHON Luís Feliphe Silva Costa Sumário Variáveis simples Entrada e Saída de dados Operadores Estruturas Condicionais Estruturas de repetição Funções Tratamento de erros Variáveis

Leia mais

Aula 01. Prof. Diemesleno Souza Carvalho /

Aula 01. Prof. Diemesleno Souza Carvalho / Programação Estruturada Aula 01 Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br / http://www.diemesleno.com.br Na aula passada vimos... Na aula passada vimos... 00 Apresentação da disciplina; Na

Leia mais

FACULDADE BATISTA MINEIRA - CST Banco de Dados Estruturas de Dados - Variáveis

FACULDADE BATISTA MINEIRA - CST Banco de Dados Estruturas de Dados - Variáveis Variável, na Matemática, é um termo utilizado em substituição de outro, normalmente, desconhecido. É utilizado para representar um número ou um conjunto. No contexto da programação de computadores, uma

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1. Estruturas Básicas. Aula Tópico 4 Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) 2013/1 Estruturas Básicas Aula Tópico 4 1 Problema 3 Exibir o maior número inteiro que pode ser representado no computador. 2 Qual o maior número inteiro? Para

Leia mais

Laboratório 4 Correcção de erros sintácticos e tipos de dados primitivos

Laboratório 4 Correcção de erros sintácticos e tipos de dados primitivos Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia Departamento de Sistemas e Informática Laboratório 4 Correcção de erros sintácticos e tipos de dados primitivos Disciplina de Introdução à

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação GGI030 Programação Orientada a Objetos 1o. Semestre de 2017 Prof.

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação GGI030 Programação Orientada a Objetos 1o. Semestre de 2017 Prof. Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação GGI030 Programação Orientada a Objetos 1o. Semestre de 2017 Prof. Renato Pimentel Prática 02 Java básico Atividade individual. Crie um novo projeto

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

Ambiente de desenvolvimento

Ambiente de desenvolvimento Linguagem C Ambiente de desenvolvimento Um programa em C passa por seis fases até a execução: 1) Edição 2) Pré-processamento 3) Compilação 4) Linking 5) Carregamento 6) Execução Etapa 1: Criação do programa

Leia mais

Vetores. e o programa deverá ler os valores separadamente:

Vetores. e o programa deverá ler os valores separadamente: Vetores Vetor é um tipo de dado usado para representar uma certa quantidade de variáveis de valores homogêneos (do mesmo tipo). Imagine o seguinte problema: calcular a média das notas da prova de 5 alunos.

Leia mais

3. Linguagem de Programação C

3. Linguagem de Programação C Introdução à Computação I IBM1006 3. Linguagem de Programação C Prof. Renato Tinós Departamento de Computação e Matemática (FFCLRP/USP) 1 Principais Tópicos 3. Linguagem de programação C 3.1. Conceitos

Leia mais

Linguagem C: Introdução

Linguagem C: Introdução Linguagem C: Introdução Linguagem C É uma Linguagem de programação genérica que é utilizada para a criação de programas diversos como: Processadores de texto Planilhas eletrônicas Sistemas operacionais

Leia mais

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES Prof. André Backes LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve

Leia mais

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES

LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES LINGUAGEM C: VARIÁVEIS E EXPRESSÕES Prof. André Backes LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve

Leia mais

Classes o Objetos. Classes, objetos, métodos e variáveis de instância

Classes o Objetos. Classes, objetos, métodos e variáveis de instância Classes o Objetos Um recurso comum de cada aplicativo feito até agora é que todas as instruções que realizavam tarefas localizavam-se no método main. Se você tornar parte de uma equipe de desenvolvimento

Leia mais

Variáveis e Entrada de Dados Marco André Lopes Mendes marcoandre.googlepages.

Variáveis e Entrada de Dados Marco André Lopes Mendes  marcoandre.googlepages. Variáveis e Entrada de Dados Marco André Lopes Mendes marcoandre@ifc-araquari.edu.br marcoandre@gmail.com marcoandre.googlepages.com Algoritmos é a base Primeiro programa Este programa possui apenas uma

Leia mais

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Programa em Linguagem Algorítmica Nesse curso nós vamos utilizar a linguagem algorítmica para

Leia mais

TIPOS DE DADOS E VARIÁVEIS

TIPOS DE DADOS E VARIÁVEIS AULA 3 TIPOS DE DADOS E VARIÁVEIS 3.1 Tipos de dados Os dados manipulados por um algoritmo podem possuir natureza distinta, isto é, podem ser números, letras, frases, etc. Dependendo da natureza de um

Leia mais

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho

Lógica de Programação I. Gilson de Souza Carvalho Gilson de Souza Carvalho gaucho.gilson@hotmail.com 1. Estruturas básicas Apresentaremos um resumo com os comandos estudados para criação de algoritmos. Para utilizar estes comandos, usaremos uma sintaxe

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada 1º Programa: olamundo.c #include // biblioteca padrão de E/S /* Programa Olá Mundo */ int main(void) { printf( Olá mundo\n ); //exibe Olá mundo

Leia mais

TCC 00308: Programação de Computadores I Organização de programas em Python

TCC 00308: Programação de Computadores I Organização de programas em Python TCC 00308: Programação de Computadores I 2017.1 Organização de programas em Python Vamos programar em Python! Como um programa é organizado? Quais são os tipos de dados disponíveis? Como variáveis podem

Leia mais

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves.

Conceitos Básicos. Professor: Juliano Lucas Gonçalves. Conceitos Básicos Professor: Juliano Lucas Gonçalves juliano.goncalves@ifsc.edu.br Agenda Revisão Algoritmos Memória, variáveis e constantes Estrutura básica de um algoritmo em pseudocódigo 2 O que já

Leia mais

11 - Estrutura de um programa em C

11 - Estrutura de um programa em C 11 - Estrutura de um programa em C directivas para o compilador { main ( ) declarações instruções } -É possível utilizar comentários, exemplo: /* Comentário */ que não são traduzidos pelo compilador, pois

Leia mais

Declarando e Utilizando Ponteiros. Para declarar um ponteiro temos a seguinte forma geral: tipo_do_ponteiro *nome_da_variável;

Declarando e Utilizando Ponteiros. Para declarar um ponteiro temos a seguinte forma geral: tipo_do_ponteiro *nome_da_variável; Declarando e Utilizando Ponteiros Para declarar um ponteiro temos a seguinte forma geral: tipo_do_ponteiro *nome_da_variável; É o asterisco (*) que faz o compilador saber que aquela variável não vai guardar

Leia mais

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 1. Introdução. AEDS I C++ (Rone Ilídio) Módulo 1 Introdução AEDS I C++ (Rone Ilídio) Introdução Linguagens de Programação Fonte Compilador Executável SO I Hardware C++ - Características Evolução do C, ou seja, possui a mesma sintaxe É uma linguagem

Leia mais

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados

Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Variáveis, Expressões Aritméticas e Entrada e Saída de Dados ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso quando estiver em

Leia mais

Ambiente Scilab Variáveis, expressões, comando de atribuição Entrada e Saída básica

Ambiente Scilab Variáveis, expressões, comando de atribuição Entrada e Saída básica Universidade Federal de Ouro Preto -UFOP Departamento de Computação - DECOM Programação de Computadores I BCC701 www.decom.ufop.br/moodle Ambiente Scilab Variáveis, expressões, comando de atribuição Entrada

Leia mais

Introdução. 17-out-08 Leandro Tonietto 2

Introdução. 17-out-08 Leandro Tonietto 2 Programação II Leandro Tonietto Algoritmos e Programação em C++ Curso de Segurança da Informação ltonietto@unisinos.br http://www.inf.unisinos.br/~ltonietto/tsi/ica/programacao2.pdf out-08 Introdução O

Leia mais

LINGUAGEM C: ARRAY: VETORES E MATRIZES

LINGUAGEM C: ARRAY: VETORES E MATRIZES LINGUAGEM C: ARRAY: VETORES E MATRIZES Prof. André Backes POR QUE USAR ARRAY? As variáveis declaradas até agora são capazes de armazenar um único valor por vez. Sempre que tentamos armazenar um novo valor

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Vetores e Strings int vetor[] / rand() / #define / char string[] / gets() Gil Eduardo de Andrade Vetores Introdução Um vetor pode ser definido como é um conjunto de elementos (variáveis)

Leia mais

Olimpíadas de Informática

Olimpíadas de Informática Olimpíadas de Informática Aulas preparatórias Introdução a Programação em C. Prof. Gemilson George E-mail: gemilson@colegiogeo.com.br Fone: (83)8792-7419 Blog: informaticageo.wordpress.com Facebook (Grupo):

Leia mais

Java e sua Sintaxe. Estrutura mínima de um programa em Java: public class Exemplo { }

Java e sua Sintaxe. Estrutura mínima de um programa em Java: public class Exemplo { } Java e sua Sintaxe Java e sua Sintaxe Estrutura mínima de um programa em Java: public class Exemplo { } Como todo programa deve ter um início, convenciona-se que a primeira ação de um programa é a execução

Leia mais

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Calculo da área de um triângulo Algoritmo Área Var base,

Leia mais

Fundamentos de Programação

Fundamentos de Programação Fundamentos de Programação Linguagem C++: arrays - aula I Bruno Emerson Gurgel Gomes 1 1 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN) 2012 Bruno Gomes (IFRN) Fundamentos de Programação

Leia mais

Cap. 2 Expressões na linguagem C

Cap. 2 Expressões na linguagem C Programação de Computadores II Cap. 2 Expressões na linguagem C Livro: Waldemar Celes, Renato Cerqueira, José Lucas Rangel. Introdução a Estruturas de Dados, Editora Campus (24) Slides adaptados dos originais

Leia mais

Introdução a Linguagem C. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução a Linguagem C. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução a Linguagem C Prof. Me. Hélio Esperidião Características de um programa De forma geral a maioria dos programas são compostos por dados de entrada, processamento e dados de saída. Entrada de

Leia mais

Ambientação com a Sintaxe de Java: parte 1

Ambientação com a Sintaxe de Java: parte 1 Ambientação com a Sintaxe de Java: parte 1 Prof. Gustavo Wagner FATEC-PB Programas em Java Texto do programa: arquivo com extensão.java Arquivo contém ao menos uma classe Nome do arquivo deve ser IGUAL

Leia mais

Prof. Esp. Fabiano Taguchi PHP. Como surgiu o PHP? PHP

Prof. Esp. Fabiano Taguchi  PHP. Como surgiu o PHP? PHP Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com PHP Como surgiu o PHP? PHP 1 PHP 1994 Rasmus Lerdorf resolveu criar um gerenciador de visitas para sites, a ferramenta

Leia mais

Unidade 5: Introdução à Programação com C/C++

Unidade 5: Introdução à Programação com C/C++ Lógica de Programação para Engenharia 1 Unidade 5: Introdução à Programação com C/C++ Prof. Daniel Caetano Objetivo: Explicitar os elementos básicos envolvidos na programação com a linguagem C/C++. Bibliografia:

Leia mais

Variáveis primitivas e Controle de fluxo

Variáveis primitivas e Controle de fluxo Variáveis primitivas e Controle de fluxo Material baseado na apostila FJ-11: Java e Orientação a Objetos do curso Caelum, Ensino e Inovação, disponível para download em http://www.caelum.com.br/apostilas/

Leia mais

Introdução a Programação. Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin

Introdução a Programação. Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin Introdução a Programação Curso: Sistemas de Informação Programação I José R. Merlin Programas Programas são instruções para o computador executar uma tarefa Estas instruções seguem uma lógica Lógica: modo

Leia mais

Introdução à Programação C

Introdução à Programação C Introdução à Programação C Fabio Mascarenhas - 2014.2 http://www.dcc.ufrj.br/~fabiom/introc Vetores Para vários problemas precisamos de uma maneira de representar uma sequência de valores com um número

Leia mais

Prof. Esp. Andrew Rodrigues 1

Prof. Esp. Andrew Rodrigues   1 Prof. Esp. Andrew Rodrigues www.andrewrodrigues.com.br www.andrewrodrigues.com.br 1 PHP em Ação PHP é uma linguagem de programação que pode fazer todo o tipo de coisas: avaliar dados de formulários enviados

Leia mais

Algoritmos I Aula 13 Linguagem de Programação Java

Algoritmos I Aula 13 Linguagem de Programação Java Algoritmos I Aula 13 Linguagem de Programação Java Professor: Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Ciência da Computação IDE Eclipse IDE (Integrated development environment) Criar um projeto

Leia mais

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação

Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C. DCC 120 Laboratório de Programação Tipos de Dados, Variáveis e Entrada e Saída em C DCC 120 Laboratório de Programação Variáveis Uma variável representa um espaço na memória do computador para armazenar um determinado tipo de dado. Em C,

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Introdução ao FORTRAN Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Introdução ao FORTRAN Cinco aspectos

Leia mais

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA PSEUDO-CÓDIGO Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Um algoritmo pode ser

Leia mais

Entrada/Saída, Operadores. Curso: Técnico em Informática Disciplina: Algoritmos Prof. Abrahão Lopes

Entrada/Saída, Operadores. Curso: Técnico em Informática Disciplina: Algoritmos Prof. Abrahão Lopes 1 Entrada/Saída, Operadores Curso: Técnico em Informática Disciplina: Algoritmos Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br O Visualg Editor e interpretador de algoritmoscriado pelo professor Cláudio

Leia mais

CAPÍTULO 5 - UMA LINGUAGEM ALGORÍTMICA

CAPÍTULO 5 - UMA LINGUAGEM ALGORÍTMICA 5.1 - INTRODUÇÃO CAPÍTULO 5 - UMA LINGUAGEM ALGORÍTMICA Até agora, escrevemos alguns algoritmos utilizando uma linguagem com caráter narrativo. Nós praticamente contamos a história das ações praticadas

Leia mais

Algoritmos e Introdução à Programação. Lógica e Linguagem de Programação

Algoritmos e Introdução à Programação. Lógica e Linguagem de Programação Algoritmos e Introdução à Programação Lógica e Linguagem de Programação Prof. José Honorato Ferreira Nunes honoratonunes@softwarelivre.org http://softwarelivre.org/zenorato/honoratonunes Linguagem C Prof.

Leia mais

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios Curso de Graduação em Ciência da Computação Disciplina: Algoritmos Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que fica lendo números

Leia mais

Aula 1 Apresentação do Curso

Aula 1 Apresentação do Curso Departamento de Sistemas de Computação Universidade de São Paulo SSC 502 Laboratório de Introdução a Ciência de Computação I Aula 1 Apresentação do Curso Responsável Prof. Seiji Isotani (sisotani@icmc.usp.br)

Leia mais

Exercícios Repetição

Exercícios Repetição Curso de Engenharia de Controle e Automação Disciplina: Informática para a Automação Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 1.1 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que

Leia mais

CONCEITOS DE ALGORITMOS

CONCEITOS DE ALGORITMOS CONCEITOS DE ALGORITMOS Fundamentos da Programação de Computadores - 3ª Ed. 2012 Editora Prentice Hall ISBN 9788564574168 Ana Fernanda Gomes Ascênsio Edilene Aparecida Veneruchi de Campos Algoritmos são

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ aula II - Variáveis e constantes. Prof.: Bruno Gomes

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ aula II - Variáveis e constantes. Prof.: Bruno Gomes Fundamentos de Programação Linguagem C++ aula II - Variáveis e constantes Prof.: Bruno Gomes 1 Variáveis Representa uma porção da memória que pode ser utilizada pelo programa para armazenar informações

Leia mais

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes

Introdução à Programação. Introdução a Linguagem C. Prof. José Honorato F. Nunes Introdução à Programação Introdução a Linguagem C Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Introdução Variáveis Tipos de dados Operadores e Expressões: Operadores

Leia mais

Introdução à Programação em C. Prof. Ricardo Teixeira Tecnologia em Mecatrônica Industrial SENAI

Introdução à Programação em C. Prof. Ricardo Teixeira Tecnologia em Mecatrônica Industrial SENAI Introdução à Programação em C Prof. Ricardo Teixeira Tecnologia em Mecatrônica Industrial SENAI Linguagem C Criada em 1972 para uso no LINUX; Sintaxe base para diversas outras (Java, JavaScript, PHP, C++,

Leia mais

<identificador>[<tamanho>]: <tipo>;

<identificador>[<tamanho>]: <tipo>; Vetores e Constantes Imagine uma situação na qual fosse necessário armazenar 100 valores para processamento. Por exemplo, pode ser necessário armazenar as notas de 100 provas de uma turma de alunos. Uma

Leia mais

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 AULA 15 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 15.1 O comando enquanto-faca- Considere o problema de escrever um algoritmo para ler um número inteiro positivo, n, e escrever todos os números inteiros de 1 a

Leia mais

Aula 01. Prof. Diemesleno Souza Carvalho

Aula 01. Prof. Diemesleno Souza Carvalho Programação Orientada a Objetos II Aula 01 Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br http://www.diemesleno.com.br Na aula passada vimos... Na aula passada vimos... - Apresentação da disciplina;

Leia mais

Elementos da Linguagem C#

Elementos da Linguagem C# Ambiente de Programação Visual Elementos da Linguagem C# Prof. Mauro Lopes 1-31 21 Objetivos Nesta aula iremos apresentar os elementos da Linguagem C# e as suas características básicas. Para melhor entendimento

Leia mais

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Introdução a classes e objetos Prof. Marcelo Roberto Zorzan Aula de Hoje Abstração de Dados Classes e Objetos Definição de Métodos Métodos com parâmetro Abstração de Dados Processo mental através do qual

Leia mais

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Introdução a classes e objetos Prof. Marcelo Roberto Zorzan Aula de Hoje Abstração de Dados Classes e Objetos Definição de Métodos Métodos com parâmetro Abstração de Dados Processo mental através do qual

Leia mais

Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 01 Prof. André Moraes

Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 01 Prof. André Moraes Pág 3 Programação Orientada a Objetos - 3º semestre AULA 01 Prof. André Moraes 1 APRESENTAÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR A unidade curricular de Programação Orientada a Objetos tem por objetivo promover o estudo

Leia mais

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza.

Fundamentos de Programação. Turma CI-240-EST. Josiney de Souza. Fundamentos de Programação Turma CI-240-EST Josiney de Souza josineys@inf.ufpr.br Agenda do Dia Aula 3 (12/08/15) Saídas Entradas Operadores Atribuição Aritméticos Expressões Aritméticas Saída Permite

Leia mais

Algoritmo e Programação Matemática

Algoritmo e Programação Matemática Algoritmo e Programação Matemática Fundamentos de Algoritmos Parte 1 Renato Dourado Maia Instituto de Ciências Agrárias Universidade Federal de Minas Gerais Dados A funcionalidade principal de um computador

Leia mais

Aulas preparatórias Introdução a Programação em Linguagem C

Aulas preparatórias Introdução a Programação em Linguagem C Aulas preparatórias Introdução a Programação em Linguagem C Prof. Gemilson George E-mail: gemilson@colegiogeo.com.br Blog: informaticageo.wordpress.com Facebook (Grupo): GEO.OBI AJUDA NOS ESTUDOS br.spoj.com

Leia mais

Implementando classes em C# Curso Técnico Integrado em Informática Fundamentos de Programação

Implementando classes em C# Curso Técnico Integrado em Informática Fundamentos de Programação Implementando classes em C# Curso Técnico Integrado em Informática Fundamentos de Programação Introdução Além de utilizar as classes presentes na biblioteca padrão, programadores podem definir suas próprias

Leia mais

Resolução de Algoritmos

Resolução de Algoritmos Resolução de Algoritmos Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Tópicos Resolução dos exercícios

Leia mais

Introdução à Programação Aula 3 Primeiros programas

Introdução à Programação Aula 3 Primeiros programas Introdução à Programação Aula 3 Primeiros programas Pedro Vasconcelos DCC/FCUP 2015 Pedro Vasconcelos (DCC/FCUP) Introdução à Programação Aula 3 Primeiros programas 2015 1 / 23 Nesta aula... 1 Tipos básicos

Leia mais

Organização de programas em Java

Organização de programas em Java Organização de programas em Java Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Vamos programar em Java! Mas... Como um programa é organizado? Quais são os Cpos de dados disponíveis? Como variáveis podem

Leia mais

Introdução à Orientação a Objetos em Java

Introdução à Orientação a Objetos em Java Introdução à Orientação a Objetos em Java Prof. Gustavo Wagner (Alterações) Slides originais: Prof. Tiago Massoni Desenvolvimento de Sistemas FATEC-PB Centro de Informática, UFPE Programação estruturada

Leia mais

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C Aula 01 Programação em Microinformática Prof. Allbert Velleniche de Aquino Almeida E-mail: professor@allbert.com.br Site: http://www.allbert.com.br Histórico O C nasceu na década

Leia mais

Algoritmos II Aula 2 Vetores

Algoritmos II Aula 2 Vetores Algoritmos II Aula 2 Vetores Professor: Max Pereira max.pereira@unisul.br Ciência da Computação Variável Representação simbólica dos elementos de memória de um computador. Cada variável corresponde a uma

Leia mais

Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz

Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz Aula 3 Conceitos de memória, variáveis e constantes Cleverton Hentz Sumário de Aula } Conceito de Memória } Variáveis e Tipos de Dados } Constantes 2 Conceito de Memória } A memória de um computador é

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Material III-Bimestre Introdução e conceitos fundamentais da Linguagem C#

Material III-Bimestre Introdução e conceitos fundamentais da Linguagem C# Universidade do Vale do Paraíba Colégio Técnico Antônio Teixeira Fernandes Disciplina POO -2017 Material III-Bimestre Introdução e conceitos fundamentais da Linguagem C# http://www1.univap.br/~wagner Prof.

Leia mais

1) Operadores de auto incremento ++ e auto decremento --

1) Operadores de auto incremento ++ e auto decremento -- Aula 09 - Operadores de auto incremento e auto decremento, atribuição múltipla, atribuição na declaração, atribuição resumida e algumas regras de boa programação. 1) Operadores de auto incremento ++ e

Leia mais

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1)

Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Linguagem C Princípios Básicos (parte 1) Objetivos O principal objetivo deste artigo é explicar alguns conceitos fundamentais de programação em C. No final será implementado um programa envolvendo todos

Leia mais

Conceitos Básicos Linguagem C

Conceitos Básicos Linguagem C Conceitos Básicos Linguagem C PROF. MAURÍCIO A DIAS MACDIASPAE@GMAIL.COM 2 Método Método básico para construção de algoritmos 1. Compreender completamente o problema a ser resolvido, se possível dividindo

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

AULA TEÓRICA 3 Tema 2. Introdução a programação em Java (JVM, JDK)

AULA TEÓRICA 3 Tema 2. Introdução a programação em Java (JVM, JDK) AULA TEÓRICA 3 Tema 2. Introdução a programação em Java (JVM, JDK) Ø LP Java. Estrutura de um programa em Java. Ø Conjunto de caracteres utilizado. Ø Identificadores. Ø Variáveis e constantes. Ø Tipos

Leia mais

Lógica de Programação. Lógica de Programação com Java

Lógica de Programação. Lógica de Programação com Java Lógica de Programação Lógica de Programação com Java Sumário Lógica de programação 1. Algoritmos 2. Comentários no código 3. Tipos de dados 4. Constantes e Variáveis 5. O que devemos saber para começar

Leia mais

Disciplina de Algoritmos e Programação

Disciplina de Algoritmos e Programação Disciplina de Algoritmos e Programação Aula Passada Prática com declaração e inicialização de variáveis Capacidade de representação (estouro de representação) Tamanho ocupado pela variável na memória (comando

Leia mais

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Linguagem C A linguagem

Leia mais

Fluxogramas. Leandro Tonietto ago-09

Fluxogramas. Leandro Tonietto ago-09 Fluxogramas Leandro Tonietto ltonietto@unisinos.br ago-09 Introdução Planejar, modelar e projetar primeiro, depois fazer (programar). Maiores chances de sucesso na programação Facilita a resolução, pois

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 03 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo OPERADORES Um operador é um símbolo

Leia mais

Algoritmos e Programação de Computadores Profs: Ronaldo Castro de Oliveira Anilton Joaquim da Silva

Algoritmos e Programação de Computadores Profs: Ronaldo Castro de Oliveira Anilton Joaquim da Silva Algoritmos e Programação de Computadores Profs: Ronaldo Castro de Oliveira ronaldo.co@ufu.br Anilton Joaquim da Silva anilton@ufu.br 1 A linguagem C++ A linguagem C foi desenvolvida no fim da década de

Leia mais

Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões

Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões Introdução a Programação em Lua Introdução à Linguagem Lua Variáveis e Expressões 1 Tópicos Principais Programando em Lua Funções Variáveis Operadores e Expressões Entrada e Saída Exemplos 2 Programando

Leia mais

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados

Métodos Computacionais. Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Métodos Computacionais Operadores, Expressões Aritméticas e Entrada/Saída de Dados Tópicos da Aula Hoje aprenderemos a escrever um programa em C que pode realizar cálculos Conceito de expressão Tipos de

Leia mais

EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 1

EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 1 AULA 5 EXPRESSÕES ARITMÉTICAS PARTE 1 5.1 Operadores aritméticos Os operadores aritméticos definem as operações aritméticas que podem ser realizadas sobre os números inteiros e reais. Para os inteiros,

Leia mais