GLOSSÁRIO 3. DEFINIÇÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GLOSSÁRIO 3. DEFINIÇÕES"

Transcrição

1 GLOSSÁRIO 3. DEFINIÇÕES Muitas das palavras definidas aqui têm amplas, e em alguns casos, distintas definições pelos dicionários. As definições utilizam as seguintes convenções: Termos usados como parte das definições, e que são definidas no glossário, são apresentadas em itálico. Quando sinônimos são incluídos, não é dada nenhuma definição e o leitor é dirigido ao termo de preferência (ex.: ver termo preferido). Termos correlatos que não são sinônimos são referenciados ao final da definição (ex.: ver também termo correlato). NT (Nota do Tradutor) será utilizada para referir-se a termos usuais no Brasil. Ações Corretivas Acompanhame nto Administração de Contrato Análise de Cronograma Análise de Monte Carlo Análise de Redes Análise do Valor do Trabalho Realizado Análise Matemática Corrective Action Monitoring Contract Administratio n Schedule Analysis Monte Carlo Analysis Network Analysis Earned Value Analysis Mathematical Analysis Mudanças necessárias para trazer as expectativas futuras do projeto alinhadas com o plano. Capturar, analisar e relatar o desempenho do projeto, usualmente comparado com o plano. Gerenciar a relação com o fornecedor. Ver análise de redes. Uma técnica de análise de riscos na programação, que executa várias vezes a simulação do projeto e calcula uma distribuição dos resultados prováveis. O processo de identificação das datas mais cedo e mais tarde, de inicio e de término para as atividades não concluídas do projeto. Veja também Método do Caminho Crítico, Técnica de Avaliação e Análise de Programas, Técnica de Avaliação e Análise Gráfica. Ver definição (1) do valor do trabalho realizado (earned value EV). Ver análise de redes Institute, 130 South State Road, Upper Darby, PA USA Versão em português não oficial, produzida pelo PMI-S

2 2 A GUIDE TO THE PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE Antecipação Lead Uma modificação de uma ligação lógica que permite uma aceleração na atividade sucessora. Por exemplo, em uma ligação Fim-Início com 10 dias de antecipação (lead), significa que a atividade sucessora poderá iniciar até 10 dias antes que a atividade predecessora tenha terminado. Ver também defasagem (lag). Atividade Activity Um elemento do trabalho realizado durante o curso de um projeto. Uma atividade normalmente possui uma duração esperada, um custo esperado e requer recursos. Atividades são geralmente subdivididas em tarefas. Atividade Crítica Atividade Fantasma Atividade Predecessora Atividade Quase-Crítica Atividade Sucessora Critical Activity Dummy Activity Predecessor Activity Near-Critical Activity Successor Activity Atividade-Mãe Hammock Atividade-Na- Flecha Atividade-No- Nó Base de Referência Activity-On- Arrow AOA Activity-On- Node AON Baseline Qualquer atividade que pertença ao caminho crítico. Mais comumente determinada através do Método do Caminho Crítico CPM. Embora algumas atividades são críticas no sentimento, sem pertencer ao caminho crítico, este significado raramente é usado no contexto do projeto. Uma atividade com duração zero, usada para mostrar uma ligação lógica no método do diagrama de flechas. As atividades fantasmas são usadas quando as ligações lógicas não podem ser completamente ou corretamente representadas como atividades de flecha normais. Atividades fantasmas são graficamente mostradas como uma linha tracejada encabeçada por uma flecha. (1) No método do diagrama de flechas, a atividade que entra em um nó. (2) No método do diagrama de precedências, a atividade de. Uma atividade que tenha uma pequena folga total. (1) No método do diagrama de flechas, a atividade que sai de um nó. (2) No método do diagrama de precedência, a atividade para. Uma atividade agregada ou sumariada (um grupo de atividades relacionadas são mostradas como sendo uma única e reportadas em um nível sumariado). Uma atividade-mãe pode ou não ter uma seqüência interna. Ver também sub-projeto e sub-rede. Ver Método do Diagrama de Flechas. Ver Método do Diagrama de Precedência. O plano original (para um projeto, pacote de trabalho, ou uma atividade), mais ou menos as mudanças aprovadas. Geralmente utilizada com um modificador (ex.: base de referência de custos, base de referência de programação, base de referência para medição do desempenho). Caminho Path Um conjunto de atividades conectadas seqüencialmente num Caminho diagrama de redes do projeto. Critical Path No diagrama de redes do projeto, a série de atividades que 1996 Institute, 130 South State Road, Upper 2 Darby, PA USA

3 Glossário 3 Crítico Caminho da Rede Caminho de Ida Caminho de Volta Campo de Aplicação Carta Convite Ciclo de Vida do Projeto Código de Contas Comissão de Controle de Mudanças determina o término mais cedo do projeto. O caminho crítico poderá mudar de tempos em tempos ã medida em que as atividades são completadas antecipadamente ou atrasadas em relação ao cronograma. Embora normalmente calculado para o projeto todo, o caminho crítico pode ser determinado para um marco ou para sub-projetos. O caminho crítico é usualmente definido por aquelas atividades com folga menor ou igual a um valor especificado, freqüentemente zero. Ver Método do Caminho Crítico. Network Path Qualquer série contínua de atividades conectadas em um diagrama de redes do projeto. Forward Pass O cálculo das datas mais cedo de início e de término para todas as atividades não concluídas da rede. Ver também análise de redes (network analysis) e caminho de volta (backward pass). Backward Pass Application Area Invitation for Bid IFB Life Cycle Code of Accounts Change Control Board CCB O cálculo das datas mais tarde de término e de início para todas as atividades não concluídas da rede de. São determinadas calculando-se para trás através da lógica da rede de atividades, partindo da data de término do projeto. A data de término pode ser calculada pelo caminho de ida ou fixada pelo cliente ou patrocinador. Ver também Análise de Redes. Uma categoria de projetos que possuem elementos comuns não presentes em todos os projetos. Os campos de aplicação são geralmente definidos tanto em termos do produto do projeto (ex.: por tecnologias similares ou setores industriais) como do tipo de cliente (ex.: interno X externo, governamental X comercial). Campos de aplicação freqüentemente sobrepõemse. Normalmente este termo é equivalente a solicitação de propostas (request for proposal RFP). Porém em alguns campos de aplicação pode ter um significado mais limitado ou mais específico. Agrupamento, geralmente em ordem seqüencial, das fases do projeto, cujos nomes e quantidades são determinados pelas necessidades de controle da(s) organização(ões) envolvidas no projeto. Qualquer sistema de numeração utilizado para identificar de maneira única cada elemento da estrutura analítica do projeto (work breakdown structure - WBS). Ver também Plano de contas. Um grupo de interessados (stakeholders) formalmente constituído, responsável pela aprovação ou rejeição de mudanças às Bases de Referência do projeto. Compactação (Crashing) Ações tomadas para diminuir a duração total do projeto, depois de analisar alternativas para determinar como obter a máxima compressão da duração a um mínimo custo. Compressão da Duration Encurtando o cronograma do projeto sem reduzir o seu escopo Institute, 130 South State Road, Upper Darby, PA USA

4 4 A GUIDE TO THE PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE Duração Compression A compressão da duração nem sempre é possível e geralmente requer um acréscimo no custo do projeto. Compressão de Schedule Ver compressão da duração. Cronograma Compression Contingências Contingencies Ver reserva e planejamento de contingências. Contrato Contract Um Contrato é um acordo mútuo que obriga o vendedor a fornecer o produto especificado e obriga o comprador a pagar por ele. Os contratos geralmente são classificados em uma das três categorias: Preço Global (Fixed Price or Lump Sum Contracts) esta categoria do contrato envolve um preço fixo total para um produto bem definido. Os contratos por Preço Global podem também incluir incentivos para cumprir ou superar os objetivos do projeto, tais como as metas de cronograma. Contratos por Administração (Cost Reimbursable Contracts) - esta categoria engloba o pagamento (reembolso) para o fornecedor de seus custos reais. Os custos são geralmente classificados como custos diretos e indiretos. Os custos diretos são custos incorridos diretamente pelo projeto (ex.: salários da equipe do projeto). Custos indiretos (ex.: custos alocados ao projeto pela organização executora como os custos de realização do negócio, como os salários dos diretores executivos da organização). Os custos indiretos são geralmente calculados como uma porcentagem dos custos diretos. Os contratos por Administração geralmente incluem incentivos para cumprir ou superar os objetivos do projeto, tais como metas de cronograma ou custo total. Contratos por Preço Unitário (Unit Price Contracts) - o fornecedor recebe uma importância por unidade de serviço (ex.: $70 por hora por serviços profissionais ou $1.08 por metro cúbico de terra removida) e o valor total do contrato é função das quantidades necessárias para concluir o trabalho. Contrato a Preço Garantido Firm Fixed Price Contract Um tipo de contrato onde o comprador paga ao vendedor uma importância fixa (conforme estabelecido em contrato), independentemente dos custos do vendedor. Contrato a Preço Global com Incentivo FFP Fixed Price Incentive Fee Contract FPIF Um tipo de contrato onde o comprador paga ao vendedor uma importância fixa (conforme estabelecido em contrato), e o vendedor poderá ganhar uma importância adicional se ele satisfizer o critério estabelecido de desempenho. Controle Control O processo de comparação dos desempenhos realizado e planejado, analisando os desvios, avaliando possíveis alternativas e tomando as medidas corretivas apropriadas, conforme necessário. Controle da Programação Schedule Control Controlar as alterações do cronograma do projeto Institute, 130 South State Road, Upper 4 Darby, PA USA

5 Glossário 5 Controle da Qualidade Controle de Custos Controle de Mudanças do Escopo Controle de Respostas a Riscos Controle Global de Mudanças Convergência de Caminhos Corpo de Conhecimentos do de Projetos Quality Control 1996 Institute, 130 South State Road, Upper Darby, PA USA (1) Processo de acompanhamento dos resultados específicos do projeto para determinar se eles estão em conformidade com os padrões aplicáveis e identificação dos meios para eliminar as causas de desempenho insatisfatório. (2) A unidade da organização responsável pelo Controle da Qualidade. Cost Control Controlar as mudanças do orçamento do projeto. Scope Change Control) Risk Response Control Overall Change Control Path Convergence e Body of Knowledge PMBOK Controlar as mudanças do escopo do projeto. Responder às mudanças nos riscos ao longo do projeto. Coordenar as mudanças ao longo do projeto. Em análise matemática, a tendência de caminhos paralelos de durações aproximadamente iguais, de atrasar a conclusão do marco (milestone) onde eles se encontram. Cronograma Schedule Ver cronograma do projeto. Cronograma de Bar Chart Barras Cronograma de Eventos Principais Cronograma de Gantt Cronograma de Marcos Key Event Schedule Gantt Chart Milestone Schedule Cronograma de Target Termo abrangente que descreve a soma dos conhecimentos intrínsecos à profissão de de Projetos. Como em outras profissões, tais como Direito, Medicina e Contabilidade, o corpo de conhecimentos pertence aos que o praticam e aos acadêmicos que o aplicam e o aprimoram. O PMBOK completo engloba o conhecimento de práticas comprovadas e tradicionais que são amplamente aplicadas, bem como o conhecimento de práticas inovadoras e avançadas que apresentam um uso mais restrito. Uma representação gráfica da informação relacionada à programação. No cronograma de barras típico, as atividades ou outros elementos do projeto são listadas para baixo à esquerda do gráfico, as datas aparecem no topo na horizontal e as durações das atividades aparecem como barras horizontais posicionadas em acordo com as datas de início e término. Também é chamado de Cronograma de Gantt. (NT: em alguns campos de aplicação é chamado de Diagrama ou Gráfico de Gantt). Ver cronograma mestre (master schedule). Ver cronograma de barras (bar chart). Um cronograma em nível sumariado que identifica os marcos principais. Ver também Cronograma mestre. Ver base de referência.

6 6 A GUIDE TO THE PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE Metas Schedule Cronograma do Consiste nas datas planejadas para executar as atividades e as Projeto Schedule datas planejadas para atingir os marcos (milestones). Cronograma Limitado por Recursos Resource- Limited Schedule Um cronograma de projeto cujas datas de início e término refletem a disponibilidade esperada de recursos. O cronograma final de projeto deve ser sempre limitado por recursos. Cronograma Mestre Master Schedule Cronograma a nível sumariado que identifica as atividades e marcos principais. Ver também Cronograma de Marcos. Curva S S-Curve Representação gráfica dos custos, horas trabalhadas ou outras quantidades acumuladas, plotadas contra o tempo. O nome deriva do formato da curva similar à letra S (mais deitada no início e término, inclinado na parte intermediária) produzida por um projeto que inicia lentamente, acelera e depois reduz seu ritmo. Custeio pelo Life-Cycle O conceito de incluir os custos de aquisição, operação e Ciclo de Vida Custo da Qualidade Custo e Remuneração Fixa Custo e Remuneração Incentivada Custo Final Previsto Custo Orçado do Trabalho Programado Custo Orçado do Trabalho Realizado Custo Real do Trabalho Realizado Costing Cost of Quality Cost Plus Fixed Fee Contract CPFF Cost Plus Incentive Fee Contract CPIF Forecast Final Cost Budget Cost of Work Scheduled BCWS Budgeted Cost of Work Performed BCWP Actual Cost of Work Performed ACWP desmobilização quando se avalia várias alternativas. O custo incorrido para assegurar a qualidade. O custo da qualidade inclui o planejamento da qualidade, o controle da qualidade, a garantia da qualidade e o retrabalho. Um tipo de contrato onde o comprador reembolsa o vendedor os custos permitidos em contrato, acrescidos de um valor fixo de remuneração. Um tipo de contrato onde o comprador reembolsa o vendedor os custos permitidos em contrato e o vendedor terá direito ao seu lucro se satisfazer aos critérios definidos para desempenho. Ver estimativa completa (estimate at completion EAC). A somatória dos custos estimados aprovados (inclusive alocações de overhead) para atividades (ou partes de atividades) planejadas para serem realizadas durante um dado período (geralmente project-to-date). Ver também Valor do Trabalho Realizado. A somatória dos custos estimados aprovados (inclusive as alocações de overhead) para atividades (ou partes de atividades) completadas durante um dado período (geralmente project-todate). Ver também Valor do Tabalho Realizado. Custos totais incorrido (direto e indireto) na realização do trabalho em um dado período de tempo. Ver também Valor do Trabalho Realizado. Data de Início Start Date Uma data associada ao início de uma atividade, normalmente qualificada por: real, planejada, estimada, programada, cedo, tarde, meta, de referência ou corrente. Data de Início Current Start A estimativa corrente da data em que uma atividade será 1996 Institute, 130 South State Road, Upper 6 Darby, PA USA

7 Glossário 7 Corrente Date iniciada. Data de Referência As-of Date; Data Date Uma data que separa dados reais (históricos) dos dados futuros (programados). Data de Término Finish Date Uma data associada a uma conclusão de atividade. Normalmente qualificada por: real, planejada, estimada, programada, cedo, tarde, de referência, alvo, meta, vigente ou Data de Término Corrente Data Mais Cedo de Início Data Mais Cedo de Término Data Mais Tarde de Início Data Mais Tarde de Término Data Planejada de Início Data Planejada de Término Data Progamada de Início Data Programada de Término Data Real de Início Current Finish Date Early Start Date ES Early Finish Date EF Late Start Date LS Late Finish Date LF Planned Start Date PS Planned Finish Date PF Scheduled Start Date Scheduled Finish Date Actual Start Date AS corrente. A estimativa corrente da data em que uma atividade será completada. No Método do Caminho Crítico, a data mais cedo possível, na qual as partes incompletas de uma atividade (ou do projeto) podem iniciar, baseada na lógica da rede e nas restrições da programação. Datas Mais Cedo de Início podem ser alteradas com o progresso do projeto e com as mudanças feitas no plano global do projeto. No Método do Caminho Crítico, a data mais cedo possível, na qual as partes incompletas de uma atividade (ou do projeto) podem terminar, baseada na lógica da rede e nas restrições da programação. Datas Mais Cedo de Término podem ser alteradas com o progresso do projeto e com as mudanças feitas no plano global do projeto. No Método do Caminho Crítico, a data mais tarde possível que uma atividade pode ser iniciada sem atrasar um marco especificado (normalmente a data de término do projeto). No Método do Caminho Crítico, a data mais tarde possível que uma atividade pode ser completada sem atrasar um marco especificado (normalmente a data de término do projeto). Ver Data Programada de Início. Ver Data Programada de Término. A data em que o trabalho em uma atividade foi programado para iniciar. A data programada de início encontra-se normalmente dentro da faixa delimitada pelas datas cedo e tarde de início. A data em que o trabalho em uma atividade foi programado para terminar. A data programada de término encontra-se normalmente dentro da faixa delimitada pelas datas cedo e tarde de término. É a data em que o trabalho em uma atividade foi realmente iniciado Institute, 130 South State Road, Upper Darby, PA USA

8 8 A GUIDE TO THE PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE Data Real de Término Data-Alvo de Conclusão Actual Finish Date DF Target Completion Date TC Target Start Date TS Target Finish Date TF Baseline Start Date Baseline Finish Date Statement of É a data em que o trabalho em uma atividade foi realmente finalizado. (NT: em alguns campos de aplicação, a atividade é considerada terminada quando o trabalho é substancialmente completo ). Uma data imposta que restringe ou modifica a análise da rede. Data-Alvo de A data planejada (meta) para iniciar uma atividade. Início Data-Alvo de A data planejada (meta) para concluir uma atividade. Término Data-Base de Ver data programada de início. Início Data-Base de Ver data programada de término. Término Declaração de Uma descrição detalhada dos produtos ou serviços que serão Trabalho Work SOW fornecidos mediante contrato. Defasagem Lag Uma modificação de uma ligação lógica que adiciona um atraso na tarefa sucessora. Por exemplo, em uma ligação fim-início com uma defasagem (lag) de 10 dias, a atividade sucessora não pode iniciar senão depois de 10 dias do término da atividade predecessora. Veja também a antecipação (lead). Definição de Atividades Definição do Escopo Activity Definition Scope Definition Dependência Dependency Ver Ligação Lógica. Descontínuidad Hanger e Lógica Descrição das Atividades Desenvolviment o da Programação Activity Description AD Schedule Development Desenvolviment Team o de Equipe Development Desenvolviment Risk Response o de Respostas Development a Riscos Desenvolviment o do Plano Global do Plan Development Identificar as atividades específicas que devem ser executadas de forma a produzir os vários produtos a serem entregues de um projeto. Decompor os principais produtos a serem entregues (major deliverables) em componentes menores, mais fáceis de gerenciar possibilitando um melhor controle. Uma quebra não intencional em um caminho da rede (network path). Descontinuidades lógicas são normalmente causadas por atividades ou ligações lógicas perdidas. Frase curta ou título usado em um diagrama de redes do projeto. A descrição das atividades normalmente descreve o escopo de trabalho da atividade. Analisar as seqüências de atividades, suas durações e as necessidades de recursos para criar o cronograma do projeto. Desenvolver habilidades individuais e do grupo para melhorar o desempenho do projeto. Definir passos para ampliar oportunidades responder às ameaças. Recolher os resultados de outros processos de planejamento reunindo-os em um documento consistente e coerente Institute, 130 South State Road, Upper 8 Darby, PA USA

9 Glossário 9 Projeto Diagrama de Pareto Diagrama de Redes do Projeto Pareto Diagram Network Diagram Diagrama Logic Lógico Diagram Diagramas de Time-Scaled Rede em Escala Network do Tempo Diagram Distribuição de Informação Information Distribution Duração Duration DU Duração Remanescente Encerramento Administrativo Encerramento de Contrato Engenharia Simultânea Equipe de do Projeto Um histograma ordenado pela freqüência de ocorrência, que mostra quantos resultados foram gerados por causa identificada. Qualquer representação esquemática das ligações lógicas entre as atividades do projeto. São sempre desenhadas da esquerda para a direita, de forma a refletir a cronologia do projeto. Freqüentemente referido de forma incorreta como Gráfico PERT (PERT chart). Ver diagrama de redes do projeto. Qualquer diagrama de redes do projeto desenhado de tal modo que o posicionamento e o comprimento da atividade representa a sua duração. Essencialmente representa um cronograma de barras que inclui a lógica da rede. Fazer com que as informações necessárias estejam disponíveis no momento necessário aos interessados (stakeholders) no projeto. O número de períodos de trabalho (não incluído feriados ou outros períodos não trabalhados) necessários para completar uma atividade ou outro elemento do projeto. Usualmente expressa em dias ou semanas trabalháveis. Às vezes incorretamente comparada com o tempo decorrido. Ver esforço. Prazo (tempo) necessário para completar uma atividade. Remaining Duration Administrative Gerar, coletar e disseminar informações de modo a formalizar a Closure conclusão do projeto. Contract Concluir e consolidar o contrato, incluindo as resoluções de Close-Out pendências. Concurrent Uma abordagem à equipe do projeto que, nas formas mais Engineering gerais, envolve os executores na fase de desenhos. Algumas Team vezes é confundida com via rápida (fast tracking). Membros da equipe do projeto que estão diretamente envolvidos com as atividades de gerenciamento de projetos. Em projetos de menor porte, a equipe de gerenciamento pode incluir virtualmente todos os membros da equipe do projeto. Escopo Scope O somatório de produtos e serviços para serem supridos como um projeto. NT: no Brasil é freqüente a distinção entre objeto (produto do projeto) e escopo (atividades do projeto) Institute, 130 South State Road, Upper Darby, PA USA

10 10 A GUIDE TO THE PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE Esforço Effort O número de unidades da força de trabalho (labor) necessária para completar uma atividade ou outro elemento do projeto. Normalmente expresso em horas (staffhours), dias (staffdays) ou semanas (staffweeks) de trabalho da equipe. Não deve ser confundido com a duração. Estimativa Estimate Uma avaliação do provável resultado quantitativo. Normalmente aplicada as durações e custos do projeto, devendo sempre incluir uma indicação do grau de precisão (ex.: ± x porcento). Normalmente é usada com uma premissa (ex.: preliminar, conceitual, viabilidade). Em alguns campos de aplicação tem premissas específicas que indicam a faixa de precisão (ex.: ordem de grandeza, orçamento e definitiva, nos projetos de engenharia e construção). Estimativa ao Final Estimativa de Custos Exequíveis Estimativa de Duração de Atividades Estimativa de Ordem de Grandeza Estimativa Definitiva Estimativa para Completar Estimativa Paramétrica Estimativas de Cost Estimate At Completion EAC Should-Cost Estimates Activity Duration Estimating Order of Magnitude Estimate Definitive Estimate Estimate to Complete ETC Parametric Estimating O custo total esperado de uma atividade, um grupo de atividades, ou do projeto quando o escopo de trabalho foi completado. A maioria das técnicas utilizadas para previsão da Estimativa ao Final (EAC), engloba algum ajuste na estimativa de custos original baseado no desempenho atual do projeto. Freqüentemente a Estimativa ao Final é calculada através da seguinte fórmula: EAC = realizado até a data + estimativa para completar (ETC). Veja também valor do trabalho realizado (earned value - EV) e estimativa para completar (estimate to complete ETC). Uma estimativa do custo de um produto ou serviço, usada para avaliar a exeqüibilidade de um custo proposto fornecido por um contratado potencial. Estimar o número de períodos de trabalho que serão necessários para concluir cada atividades. Ver estimativa. Ver estimativa. O custo adicional esperado necessário para concluir uma atividade, um grupo de atividades ou o projeto. A maioria das técnicas utilizadas para previsão da Estimativa para Completar (estimate to complete ETC), engloba algum ajuste na estimativa original baseado no desempenho atual do projeto. Ver também valor do trabalho realizado (earned value EV) e estimativa ao final (estimate at completion EAC). Uma técnica de estimativa que usa a relação estatística entre os dados históricos e outras variáveis (por exemplo, metros quadrados em construção, linhas de código no desenvolvimento de software) para calcular uma estimativa. Estimar os custos dos recursos necessários para concluir as 1996 Institute, 130 South State Road, Upper 10 Darby, PA USA

11 Glossário 11 Custos Estimating atividades do projeto. Estrutura Analítica do Projeto Estrutura Organizacional Work Breakdown Structure WBS Organizationa l Breakdown Structure OBS Um agrupamento dos elementos orientados ao produto do projeto que organiza e define o escopo global do projeto. Cada nível inferior representa uma definição crescentemente detalhada de um componente do projeto. Os componentes do projeto podem ser produtos ou serviços. Uma representação da organização do projeto organizada de tal forma que relaciona os pacotes de trabalho às unidades organizacionais Evento de Risco (Risk Event) Uma ocorrência discreta que pode afetar o projeto tanto para melhor quanto para pior. Evento-No-Nó Event-On- Node Execução do Plano Global do Projeto Plan Execution Uma técnica de diagrama de redes na qual os eventos são representados por caixas (ou nós), ligados através de flechas, para mostrar a seqüência na qual os eventos devem ocorrer. Usada na Técnica de Avaliação e Análise de Programas (program evaluation and review technique PERT). Cumprimento do plano global do projeto, pela execução das atividades ali incluídas que dele fazem parte. Fase Phase Ver Fase do projeto. Fase do Projeto Phase Reunião de atividades do projeto relacionadas de forma lógica, geralmente resultando na conclusão de um importante produto a ser entregue (major deliverable). Fim-Fim Finish-to- Ver ligação lógica. Finish FF Fim-Início Finish-to- Ver ligação lógica. Start - FS Flecha Arrow Apresentação gráfica de uma atividade. Ver também Método do Diagrama de Flechas. Folga Float A quantidade de tempo que uma atividade pode ser atrasada, desde seu início mais cedo, sem atrasar a data de término do projeto. Folga é um cálculo matemático e pode ser alterado conforme o progresso e as modificações do projeto são realizadas no plano global do projeto. Também chamada de slack, folga total, folga do caminho. Veja também folga livre (free float). Folga Slack Termo usado no PERT para float. Folga do Path Float Caminho Folga Livre Free Float FF Ver Folga. Folga Total Total Float Ver folga. A quantidade de tempo que uma atividade pode ser atrasada, sem atrasar o início mais cedo de qualquer atividade sucessora. Ver também folga (float) Institute, 130 South State Road, Upper Darby, PA USA

12 12 A GUIDE TO THE PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE Fragmento de Rede Garantia da Qualidade Gerenciador do Projeto da Integração do Projeto de Comunicações do Projeto de Custos do Projeto de Projetos de Recursos Humanos do Projeto de Riscos do Projeto do Escopo do Projeto Fragnet Quality Assurance Manager Integration Communicatio ns Cost PM Human Resource Risk Scope Veja sub-rede (subnet). (1) Processo de avaliar o desempenho global do projeto regularmente para assegurar que o projeto satisfará os padrões de qualidade relevantes. (2) A unidade da organização responsável pela Garantia da Qualidade. Indivíduo responsável pelo gerenciamento do projeto. Subconjunto do gerenciamento de projetos que engloba os processos requeridos para assegurar que os vários elementos do projeto sejam adequadamente coordenados. Estes processos consistem em Desenvolvimento do Plano Global do Projeto, Execução do Plano Global do Projeto e Controle Global de Mudanças. Subconjunto do gerenciamento de projetos que engloba os processos requeridos para assegurar que as informações do projeto sejam adequadamente coletadas e disseminadas. Estes processos consistem em Planejamento de Comunicações, Distribuição de Informações, Relatório de Desempenho e Encerramento Administrativo. Subconjunto do gerenciamento de projetos que engloba os processos requeridos para assegurar que um projeto seja concluído dentro do orçamento aprovado. Estes processos consistem em Planejamento de Recursos, Estimativas de Custos, Orçamento e Controle de Custos. A aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de atender ou superar as necessidades e expectativas que os interessados (stakeholders) possuem no projeto. Subconjunto do gerenciamento de projetos que engloba os processos requeridos para utilizar de maneira mais eficaz o pessoal envolvido no projeto. Estes processos consistem em Planejamento Organizacional, Recrutamento de Pessoal e Desenvolvimento de Equipe. Subconjunto do gerenciamento de projetos que engloba os processos relacionados com a identificação, análise e respostas aos riscos do projeto. Estes processos consistem em Identificação de Riscos, Quantificação de Riscos, Desenvolvimento de Respostas a Riscos e Controle de Respostas a Riscos. Subconjunto do gerenciamento de projetos que engloba os processos requeridos para assegurar que o projeto inclua todo e tão somente o trabalho necessário para ser concluído com sucesso. Estes processos consistem em Iniciação, Planejamento do Escopo, Definição do Escopo, Verificação do Escopo e Controle de Mudanças do Escopo Institute, 130 South State Road, Upper 12 Darby, PA USA

GLOSSÁRIO PMBOK 2000

GLOSSÁRIO PMBOK 2000 GLOSSÁRIO PMBOK 2000 Glossário do Guia do Conjunto de Conhecimentos do Gerenciamento de Projetos (PMBOK, Guide) Edição 2000 Project Management Institute (PMI) 1. INCLUSÕES E EXCLUSÕES Este glossário inclui

Leia mais

Gerenciamento do Tempo. PMBOK Guide 2000

Gerenciamento do Tempo. PMBOK Guide 2000 Gerenciamento do Tempo PMBOK Guide 2000 1 Objetivos desta Aula Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para a gerência do tempo de um projeto segundo o PMBOK 2 O que é Gerência de Tempo?

Leia mais

Capítulo 6 Gerenciamento do Tempo do projeto

Capítulo 6 Gerenciamento do Tempo do projeto Capítulo 6 Gerenciamento do Tempo do projeto 1 Introdução Vamos pensar um pouco? 2 Introdução Porquê gerenciar o tempo? Como saber se chegaremos nos objetivos no prazo estimado? Planejar e Controlar 3

Leia mais

12/4/2009. O objetivo dos processos de gerenciamento de tempo é a conclusão do projeto dentro do prazo estimado no plano de gerenciamento.

12/4/2009. O objetivo dos processos de gerenciamento de tempo é a conclusão do projeto dentro do prazo estimado no plano de gerenciamento. Gerenciamento de tempo do projeto FAE S. J. dos Pinhais Projeto e Desenvolvimento de Software Gerenciamento de Tempo O objetivo dos processos de gerenciamento de tempo é a conclusão do projeto dentro do

Leia mais

Gerenciamento dos Custos

Gerenciamento dos Custos Gerenciamento dos Custos Baseado no PMBOK Guide 2000 Hermano Perrelli hermano@cin.ufpe.br Objetivos desta aula Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para gerenciar os custos de um

Leia mais

PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO

PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO PAULO SÉRGIO LORENA Julho/2011 1 Planejamento escopo, tempo e custo PROGRAMA DA DISCIPLINA Apresentação professor Programa da disciplina Avaliação Introdução Processos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROJETOS Atualizado em 31/12/2015 GESTÃO DE PROJETOS PROJETO Para o PMBOK, projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco Engenharia Civil. Planejamento Operacional de Obras. Custos

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco Engenharia Civil. Planejamento Operacional de Obras. Custos Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco Engenharia Civil Planejamento Operacional de Obras Custos 1 GERENCIAMENTO DE PROJETOS INTRODUÇÃO PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE ESCOPO PROCESSOS

Leia mais

GESTAO DE PROJETOS. Núcleo de Engenharia e TI Prof. Esdras E-mail: esdraseler@terra.com.br

GESTAO DE PROJETOS. Núcleo de Engenharia e TI Prof. Esdras E-mail: esdraseler@terra.com.br Planejamento de Tempo e Escopo do Projeto Faculdade Pitágoras Faculdade Pitágoras Núcleo de Engenharia e TI Prof. Esdras E-mail: esdraseler@terra.com.br 1 Templates de Documentos http://www.projectmanagementdocs.com

Leia mais

Gestão de Projetos. Introdução ao PMBOK. Hermano Perrelli de Moura hermano@cin.ufpe.br

Gestão de Projetos. Introdução ao PMBOK. Hermano Perrelli de Moura hermano@cin.ufpe.br Gestão de Projetos Introdução ao PMBOK Hermano Perrelli de Moura hermano@cin.ufpe.br Objetivos Apresentar o modelo de gerência de projetos definido pelo PMBOK. PMBOK 2 Ao final desta aula você será capaz

Leia mais

I - Uma vez fechada a declaração de escopo, não é possível alterá-la. II - Uma parte interessada tem o poder de vetar a implantação do projeto.

I - Uma vez fechada a declaração de escopo, não é possível alterá-la. II - Uma parte interessada tem o poder de vetar a implantação do projeto. Bateria PMBoK Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com/blog http://twitter.com/timasters http://br.groups.yahoo.com/group/timasters/ 1. (CESGRANRIO/Petrobras 2008) A Estrutura Analítica do Projeto

Leia mais

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos

Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos Visão Geral das Áreas de Conhecimento e dos Processos da Gerência de Projetos GERÊNCIA DE INTEGRAÇÃO GERÊNCIA DO ESCOPO GERÊNCIA DO TEMPO GERÊNCIA DE CUSTO GERÊNCIA DA QUALIDADE Desenvolvimento do Plano

Leia mais

Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003

Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003 Capítulo 3 Aplicando o PMBoK ao Microsoft Office Project 2003 29 3.1 GERENCIAMENTO DO ESCOPO O Gerenciamento do Escopo do Projeto engloba os processos necessários para assegurar que o projeto inclua todas

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento do Tempo

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento do Tempo Gerenciamento de Projetos Gerenciamento do Tempo Metodologia Aula Teórica Exemplos e Exercícios práticos Questões de concursos anteriores Metodologia e Bibliografia Bibliografia PMBOK, 2004. Project Management

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Definição das atividades. Sequenciamento das atividades. Estimativa de recursos

Leia mais

Gestão de Projetos Logísticos

Gestão de Projetos Logísticos Gestão de Projetos Logísticos Professor: Fábio Estevam Machado CONTEÚDO DA AULA ANTERIOR ESCOPO Teoria EAP etapas de desenvolvimento TEMPO Introdução Ferramentas Exercício: Documentação de Projetos Declaração

Leia mais

Introdução ao método EVA (Earned Value Analysis)

Introdução ao método EVA (Earned Value Analysis) Introdução ao método EVA (Earned Value Analysis) André Barcaui barcaui@bbbrothers.com.br Histórico 1 O conceito de EVA foi criado por engenheiros industriais há mais de 50 anos atrás para gerenciar custos

Leia mais

Contexto e estruturas organizacionais. Conceitos básicos. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

Contexto e estruturas organizacionais. Conceitos básicos. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) Conceitos básicos 186 O gerente do referido projeto tem como uma de suas atribuições determinar a legalidade dos procedimentos da organização. 94 Ao gerente de projeto é atribuída a função de especificar

Leia mais

Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS

Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS Título da apresentação Curso Gestão de Projetos I (Verdana, cor branca) Curso de Desenvolvimento de Servidores - CDS Prof. Instrutor Elton Siqueira (a) (Arial Moura preto) CURSO DE GESTÃO DE PROJETOS I

Leia mais

Monitoramento e Controle. Frases. Roteiro. 1. Processos de Controle 2. Relatório de Desempenho 3. Earned Value Management 4.

Monitoramento e Controle. Frases. Roteiro. 1. Processos de Controle 2. Relatório de Desempenho 3. Earned Value Management 4. Monitoramento e Controle Frases O que não é mensurável, não é gerenciável. Peter Druker Roteiro 1. Processos de Controle 2. Relatório de Desempenho 3. Earned Value Management 4. Referências 1 Processo

Leia mais

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000 PMBOK Guide 2000 Objetivos Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para gerenciar o escopo de um projeto Hermano Perrelli CIn-UFPE 2 Ao final desta aula você será capaz de... Organizar

Leia mais

EMENTA E8 E9. PIP Trabalho Final de Planejamento Integrado (Projetos e Sub-Projetos) MIP Medição do Projeto ESTUDO DE CASO

EMENTA E8 E9. PIP Trabalho Final de Planejamento Integrado (Projetos e Sub-Projetos) MIP Medição do Projeto ESTUDO DE CASO Anexo 1 - Escopo do Curso de Ferramenta de Apoio ao Gerenciamento de Projetos MSProject 2010 Abordagem PMBOK 4ª Edição E1 Elaborar Termo de Abertura do Projeto (TAP) e Registro das Especificações do Projeto

Leia mais

PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO

PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO PLANEJAMENTO - ESCOPO - TEMPO - CUSTO PAULO SÉRGIO LORENA Jul/2010 1 Planejamento escopo, tempo e custo PROGRAMA DA DISCIPLINA Apresentação professor Programa da disciplina Avaliação Introdução Processos

Leia mais

PERT/CPM. POP II UDESC Prof. Adelmo A. Martins

PERT/CPM. POP II UDESC Prof. Adelmo A. Martins PERT/CPM POP II UDESC Prof. Adelmo A. Martins PERT/CPM Conjunto de técnicas utilizado para o planejamento e o controle de empreendimentos ou projetos. Utilizado para gerenciar tempo e custos dos empreendimentos

Leia mais

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS Sr(as) Gerentes de Projeto, O PMBOK, compilado pela expertise do PMI Project Management Institute, é a linha mestra que nos conduz ao conhecimento

Leia mais

As áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos

As áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos As áreas de conhecimento em gerenciamento de projetos Gerenciamento do Tempo do Projeto 1 Por que os Projetos Atrasam?? Não se consegue controlar o que não se consegue medir. (Tom Demarco) 2 Por que os

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. "Quando o mar está calmo, qualquer barco navega bem." O que é um projeto? Prof. Me. Francisco César Vendrame. W.

GESTÃO DE PROJETOS. Quando o mar está calmo, qualquer barco navega bem. O que é um projeto? Prof. Me. Francisco César Vendrame. W. GESTÃO DE PROJETOS Prof. Me. Francisco César Vendrame "Quando o mar está calmo, qualquer barco navega bem." W. Shakespeare O que é um projeto? Projeto é um empreendimento não repetitivo (único), caracterizado

Leia mais

Gerenciamento de Custos do Projeto Orçamentação do Projeto

Gerenciamento de Custos do Projeto Orçamentação do Projeto Gerenciamento de Custos do Projeto Orçamentação do Projeto 7. Gerenciamento de custos do projeto O gerenciamento de de custos custos do do projeto inclui inclui os os processos envolvidos em em planejamento,

Leia mais

Aula Nº 11 Suprimentos e contratações

Aula Nº 11 Suprimentos e contratações Aula Nº 11 Suprimentos e contratações Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula visam fornecer uma visão geral do processo empregado para se administrar a aquisição, no mercado, dos produtos necessários

Leia mais

3. Como a aquisição deveria ocorrer em um projeto (ideal)

3. Como a aquisição deveria ocorrer em um projeto (ideal) 3. Como a aquisição deveria ocorrer em um projeto (ideal) Para que se possa propor a projetização da aquisição é necessário que se entenda o contexto do projeto, de sua organização, e de como integrar

Leia mais

_Estamos vivendo em constante mudança, em um ritmo cada vez mais acelerado.

_Estamos vivendo em constante mudança, em um ritmo cada vez mais acelerado. EMENDA _Introdução ao gerenciamento de projetos. _Planejamento de escopo, custo e prazo. _Qualidade, RH, aquisições, comunicação. _Noções de governança de TI. _Noções de ITIL. _Noções de COBIT. INTRODUÇÃO

Leia mais

Aula Nº 06 Determinação do Orçamento

Aula Nº 06 Determinação do Orçamento Aula Nº 06 Determinação do Orçamento Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula são, basicamente, apresentar os processos aplicados que possibilitem identificar os recursos necessários para se conduzir

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gerenciamento de Projetos Coordenação Acadêmica: Dr. André Valle

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gerenciamento de Projetos Coordenação Acadêmica: Dr. André Valle CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA em Gerenciamento de Projetos Coordenação Acadêmica: Dr. André Valle APRESENTAÇÃO A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada em 1944,

Leia mais

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr Projetos na área de TI Prof. Hélio Engholm Jr Projetos de Software Ciclo de Vida do Projeto Concepção Iniciação Encerramento Planejamento Execução e Controle Revisão Ciclo de Vida do Produto Processos

Leia mais

Unidade II. Outras ferramentas que também auxiliam o gerenciamento de projetos são: WBS, gráficos Gantt, PERT/CPM, ECD, entre outros.

Unidade II. Outras ferramentas que também auxiliam o gerenciamento de projetos são: WBS, gráficos Gantt, PERT/CPM, ECD, entre outros. GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Unidade II 2 FERRAMENTAS PARA GESTÃO DE PROJETOS A gestão de projeto como já visto no capítulo anterior é uma tarefa trabalhosa que requer muito controle. Assim, para ajudar

Leia mais

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas

MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas MINI-CURSO Gerenciamento de Projetos para Economistas ECONOMISTA - RIVAS ARGOLO 2426/D 62 9905-6112 RIVAS_ARGOLO@YAHOO.COM.BR Objetivo deste mini curso : Mostrar os benefícios do gerenciamento de projetos

Leia mais

SINAL Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central Conceitos básicos em gerenciamento de projetos

SINAL Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central Conceitos básicos em gerenciamento de projetos Conceitos básicos em gerenciamento de projetos Projeto de regulamentação do Art. 192 da Constituição Federal Brasília (DF) Maio de 2009 i Conteúdo 1. Nivelamento de informações em Gerenciamento de Projetos...

Leia mais

Aula Nº 05 Determinação do Cronograma

Aula Nº 05 Determinação do Cronograma Aula Nº 05 Determinação do Cronograma Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula são, basicamente, apresentar as atividades necessárias para se produzir o cronograma do projeto. Ao final desta aula, você

Leia mais

Finanças em. Profa. Liliam Sakamoto Aula 6

Finanças em. Profa. Liliam Sakamoto Aula 6 Finanças em Projetos de TI Profa. Liliam Sakamoto Aula 6 Gerenciamentode Custos PMBOK apresentaosseguintesconceitos: Gerenciamento de custos; Processos de Gerenciamento de custos: Estimar custos; Determinar

Leia mais

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco Engenharia Civil. Planejamento Operacional de Obras. Gerenciamento de Prazo

Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco Engenharia Civil. Planejamento Operacional de Obras. Gerenciamento de Prazo Universidade de Pernambuco Escola Politécnica de Pernambuco Engenharia Civil Planejamento Operacional de Obras Gerenciamento de Prazo 1 GERENCIAMENTO DE PROJETOS INTRODUÇÃO PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE

Leia mais

PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge. Gerenciamento de Projetos

PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge. Gerenciamento de Projetos PMBOK/PMI Project Management Body of Knowledge Gerenciamento de Projetos Organização de Projetos GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIOS GERENCIAMENTO DE PROGRAMA GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE SUBPROJETOS

Leia mais

Gerenciamento de Tempo em Projetos

Gerenciamento de Tempo em Projetos Gerenciamento de Tempo em Projetos Gisele Blak Bernat, MSc, PMP Por que Gerenciar o Tempo? É um dos tópicos mais importantes dentro da Gestão de Projetos; Recurso escasso na atualidade; Para aproveitá-lo

Leia mais

Project Communications Management. PMBOK Capítulo 10 hermano@cin.ufpe.br

Project Communications Management. PMBOK Capítulo 10 hermano@cin.ufpe.br Project Communications Management PMBOK Capítulo 10 hermano@cin.ufpe.br Quem não se comunica se intrubica Abelardo CHACRINHA Barbosa Gerência da Comunicação O gerente de projeto gasta de 75% a 90% de seu

Leia mais

PMBoK 2000 x PMBoK 2004

PMBoK 2000 x PMBoK 2004 PMBoK 2000 x PMBoK 2004 23 de Novembro de 2004 André Barcaui, MSc, PMP 1 Introdução de 5 novos processos (total de 44); Introdução aos conceitos de subprojeto, portfólio e Gerência de Portfólio; Incrementada

Leia mais

PMBOK - Project Management Body of Knowledge PORTUGUÊS

PMBOK - Project Management Body of Knowledge PORTUGUÊS PMBOK - Project Management Body of Knowledge PORTUGUÊS Sr(as) Gerentes de Projeto, O PMBOK, compilado pela expertise do PMI Project Management Institute, é a linha mestra que nos conduz ao conhecimento

Leia mais

GERÊNCIA DE CONTRATAÇÃO, PROPOSTAS, CONTRATOS E LICITAÇÃO

GERÊNCIA DE CONTRATAÇÃO, PROPOSTAS, CONTRATOS E LICITAÇÃO GERÊNCIA DE CONTRATAÇÃO, PROPOSTAS, CONTRATOS E LICITAÇÃO Professor: Carlos Magno Xavier (M.Sc, PMP) magno@beware.com.br V6 1 Nome e experiência em projetos (tipo de projeto e papel desempenhado)... 2

Leia mais

Gestão de Projetos. Professor Ruy Alexandre Generoso

Gestão de Projetos. Professor Ruy Alexandre Generoso Gestão de Projetos Professor Ruy Alexandre Generoso Gestão de Projetos Fornecimento de produtos e serviços Planejamento e controle do processo Demanda de produtos e serviços Recursos de produção O gerenciamento

Leia mais

Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos

Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos Combining the ISO 10006 and PMBOK to ensure successful projects 1 Por Michael Stanleigh Tradução e adaptação para fins didáticos

Leia mais

PMBOK Guide Construction Extension

PMBOK Guide Construction Extension PMBOK Guide Construction Extension Alonso Mazini Soler amsol@j2da.com.br Twitter: @alonsosoler Avenida Valdemar Ferreira, 463-05.501-000 São Paulo, SP Fone/Fax: (11) 3032-0662 1 ALONSO MAZINI SOLER é sócio

Leia mais

Gerenciamento de Projetos (PMI) e sua aplicação em projetos de transporte público.

Gerenciamento de Projetos (PMI) e sua aplicação em projetos de transporte público. Gerenciamento de Projetos (PMI) e sua aplicação em projetos de transporte público. Sérgio Ricardo Fortes 1 ; Ana Cristina Dalborgo 2 1 EMTU Rua Joaquim Casemiro, 290, Bairro Planalto São Bernardo do Campo-SP

Leia mais

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS Sr(as) Gerentes de Projeto, O PMBOK, compilado pela expertise do PMI Project Management Institute, é a linha mestra que nos conduz ao conhecimento

Leia mais

Engenharia de Software II: Definindo Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Definindo Projeto III. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Definindo Projeto III Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Explorando as Áreas de Conhecimento de Gerenciamento de Projeto Entendendo como Projetos Acontecem

Leia mais

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS Sr(as) Gerentes de Projeto, O PMBOK, compilado pela expertise do PMI Project Management Institute, é a linha mestra que nos conduz ao conhecimento

Leia mais

Fase 2: Planeamento. Pós Graduação em Gestão de Recursos Humanos e Benefícios Sociais

Fase 2: Planeamento. Pós Graduação em Gestão de Recursos Humanos e Benefícios Sociais Fase 2: Planeamento Neste ponto do ciclo da gestão do projecto estão identificadas as actividades do projecto A tarefa seguinte da equipa de planeamento é determinar a ordem em que essas actividades devem

Leia mais

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009

Gerenciamento de Projetos. Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 Semana de Tecnologia Gerenciamento de Projetos Faculdade Unisaber 2º Sem 2009 ferreiradasilva.celio@gmail.com O que é um Projeto? Projeto é um "esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos PMI, PMP e PMBOK PMI (Project Management Institute) Estabelecido em 1969 e sediado na Filadélfia, Pensilvânia EUA, o PMI é a principal associação mundial, sem fins lucrativos,

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos MBA em EXCELÊNCIA EM GESTÃO DE PROJETOS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Planejamento e Gestão de Projetos Prof. Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Tempo 1 Introdução Gerenciamento de Tempo consiste

Leia mais

A B C D E F G H I K L M N O P Q R S T U

A B C D E F G H I K L M N O P Q R S T U GLOSSÁRIO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS (Este glossário foi organizado a partir dos conceitos apresentados por Antonio Cesar Amaru Maximiano, Darci Prado, Ricardo Viana Vargas e Peter Pfeiffer. Nacional

Leia mais

Earned Value Management

Earned Value Management Earned Value Management Planejamento e Gerenciamento de Projetos Daniel Menezes Cardoso Daniel João Melo Brasil Felipe Augusto Pereira Leonardo de Paula Gomes Filho Esta apresentação foi elaborada e apresentada

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS PREPARAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO PMP / PMI PROJECT MANAGEMENT PROFESSIONAL

GESTÃO DE PROJETOS PREPARAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO PMP / PMI PROJECT MANAGEMENT PROFESSIONAL GESTÃO DE PROJETOS PREPARAÇÃO PARA CERTIFICAÇÃO PMP / PMI PROJECT MANAGEMENT PROFESSIONAL Num cenário onde as empresas precisam se tornar mais competitivas e atentas às rápidas transformações do mercado,

Leia mais

PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE

PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE PMI - PMBoK PMI PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE PMBoK PROJECT MANAGEMENT BODY OF KNOWLEDGE 1 PMI- Project Management Institute Fundado nos Estudos Unidos em 1969; Instituto sem fins lucrativos, dedicado ao

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS

ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS ASPECTOS GERAIS DE PROJETOS O que é PROJETO Um empreendimento com começo e fim definidos, dirigido por pessoas, para cumprir objetivos estabelecidos dentro de parâmetros de custo, tempo e especificações.

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 22 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 22-07/07/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software Métricas para software

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Projetos (ref. capítulos 1 a 3 PMBOK) TC045 Gerenciamento de Projetos Sergio Scheer - scheer@ufpr.br O que é Gerenciamento de Projetos? Aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas

Leia mais

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto

Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Gestão dos Prazos e Custos do Projeto Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Aula 6 28 de novembro de 2013 1 Gestão dos Prazos e Custos do Projeto - Prof. Sérgio Ricardo do Nascimento Conteúdo Programático

Leia mais

Network Diagrams Tipos e evolução

Network Diagrams Tipos e evolução Network Diagrams Tipos e evolução O network diagram foi desenvolvido para ultrapassar a inabilidade do Gantt e Milestone Chart em demonstrar as dependências entre actividades e eventos. Um network diagram

Leia mais

- Project Management Institute. Disciplina de Engenharia de Software. PMP- Project Management Professional PMBOK

- Project Management Institute. Disciplina de Engenharia de Software. PMP- Project Management Professional PMBOK Disciplina de Engenharia de Software Material elaborado por Windson Viana de Carvalho e Rute Nogueira Pinto em 19/07/2004 Material alterado por Rossana Andrade em 22/04/2009 - Project Management Institute

Leia mais

Prof. Celia Corigliano. Unidade II GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Prof. Celia Corigliano. Unidade II GERENCIAMENTO DE PROJETOS Prof. Celia Corigliano Unidade II GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto

Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do Projeto ENAP Diretoria de Desenvolvimento Gerencial Coordenação Geral de Educação a Distância Gerência de Projetos - Teoria e Prática Conteúdo para impressão Módulo 2: Gerenciamento de Escopo, Tempo e Custos do

Leia mais

Proposta e Objetivos do Treinamento de Profissionalização na Ferramenta MSproject

Proposta e Objetivos do Treinamento de Profissionalização na Ferramenta MSproject Proposta e Objetivos do Treinamento de Profissionalização na Ferramenta MSproject Índice CAPÍTULO 1 INICIAÇÃO DE PROJETOS... 4 CAPÍTULO 2 PLANEJAMENTO DE PROJETOS... 5 CAPÍTULO 3 CONTROLE DE PROJETOS...

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

Prática e Gerenciamento de Projetos

Prática e Gerenciamento de Projetos Universidade de São Paulo Escola de Artes, Ciências e Humanidades Prática e Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos do Projeto Equipe: Jhonas P. dos Reis Marcelo Marciano Mário Januário Filho

Leia mais

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI

FINANÇAS EM PROJETOS DE TI FINANÇAS EM PROJETOS DE TI 2012 Material 1 Prof. Luiz Carlos Valeretto Jr. 1 E-mail valeretto@yahoo.com.br Objetivo Objetivos desta disciplina são: reconhecer as bases da administração financeira das empresas,

Leia mais

Versão PMBOK 2004 Terceira Edição

Versão PMBOK 2004 Terceira Edição RESUMO MATERIAL DE ESTUDO PARA PROVA DE CERTIFICAÇÃO PMP Versão PMBOK 2004 Terceira Edição Este material foi preparado por: José Ignácio Jaeger Neto, PMP jaeger@via-rs.net Porto Alegre, RS Agosto/2006

Leia mais

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos

3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos 3 Metodologia de Gerenciamento de Riscos Este capítulo tem como objetivo a apresentação das principais ferramentas e metodologias de gerenciamento de riscos em projetos, as etapas do projeto onde o processo

Leia mais

9 RECURSOS HUMANOS 10 COMUNICAÇÕES

9 RECURSOS HUMANOS 10 COMUNICAÇÕES 10 COMUNICAÇÕES O gerenciamento das comunicações do projeto é a área de conhecimento que emprega os processos necessários para garantir a geração, coleta, distribuição, armazenamento, recuperação e destinação

Leia mais

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS

PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS PMBOK - Project Management Body of Knowledge - PORTUGUÊS Sr(as) Gerentes de Projeto, O PMBOK, compilado pela expertise do PMI Project Management Institute, é a linha mestra que nos conduz ao conhecimento

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos Metodologia Aula Teórica Exemplos e Exercícios práticos Questões de concursos anteriores Metodologia e Bibliografia Bibliografia PMBOK, 2004. Project Management

Leia mais

Simulações em Aplicativos

Simulações em Aplicativos Simulações em Aplicativos Uso Avançado de Aplicativos Prof. Marco Pozam mpozam@gmail.com A U L A 0 5 Programação da Disciplina 20/Agosto: Conceito de Project Office. 27/Agosto: Tipos de Project Office.

Leia mais

W Projeto. Gerenciamento. Construindo a WBS e gerando o Cronograma. Autor: Antonio Augusto Camargos, PMP 1/12

W Projeto. Gerenciamento. Construindo a WBS e gerando o Cronograma. Autor: Antonio Augusto Camargos, PMP 1/12 W Projeto BS Construindo a WBS e gerando o Cronograma. Gerenciamento Autor: Antonio Augusto Camargos, PMP 1/12 Índice Remissivo Resumo...3 1. Introdução...3 2. Conceituando a WBS (Work Breakdown Structure/Estrutura

Leia mais

MBA GESTÃO EFICAZ DE OBRAS E PROJETOS

MBA GESTÃO EFICAZ DE OBRAS E PROJETOS MBA GESTÃO EFICAZ DE OBRAS E PROJETOS GOP032 e 061 GERENCIAMENTO DE PROJETOS Coordenador: Carlos Russo Professor: Fábio Cavicchioli Netto, PMP Local: Palmas Data: 25, 26 e 27/03/2011 1 www.companhiadoscursos.com.br

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr

Projetos na área de TI. Prof. Hélio Engholm Jr Projetos na área de TI Prof. Hélio Engholm Jr Projetos de Software Ciclo de Vida do Projeto Concepção Iniciação Encerramento Planejamento Execução e Controle Revisão Ciclo de Vida do Produto Processos

Leia mais

8/3/2009. Empreendimento temporário que tem por finalidade criar um produto, serviço ou resultado exclusivo.

8/3/2009. Empreendimento temporário que tem por finalidade criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. FAE S.J. dos Pinhais Projeto e Desenvolvimento de Software Conceitos Básicos Prof. Anderson D. Moura O que é um projeto? Conjunto de atividades que: 1. Objetivo específico que pode ser concluído 2. Tem

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Engenharia De Custos e Orçamentos / Turma 02 16/05/2013

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Engenharia De Custos e Orçamentos / Turma 02 16/05/2013 Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Engenharia De Custos e Orçamentos / Turma 02 16/05/2013 Análise de Valor Agregado com Foco em Custos na Construção Civil Gabriela Pizarro Crespo Engenheira

Leia mais

5.1 Introdução. 5.2 Project Management Institute (PMI)

5.1 Introdução. 5.2 Project Management Institute (PMI) 5 NORMALIZAÇÃO DA GESTÃO DE PROJETOS 5.1 Introdução Embora tradicionalmente o esforço de normalização pertença à International Standards Organization (ISO), no caso da gestão de projetos a iniciativa tem

Leia mais

Considerações gerais sobre o gerenciamento de projetos Processo de gerenciamento de projetos Estruturas organizacionais e equipes de projeto

Considerações gerais sobre o gerenciamento de projetos Processo de gerenciamento de projetos Estruturas organizacionais e equipes de projeto Conteúdo EMC 6605 PROJETO CONCEITUAL CAPÍTULO 3 INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DO PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DE PRODUTOS Capítulo 3 Introdução ao gerenciamento do processo de desenvolvimento integrado

Leia mais

Micro-Curso de fundamentação em Gerenciamento de Projetos Padrão PMI CAPM - 2014.

Micro-Curso de fundamentação em Gerenciamento de Projetos Padrão PMI CAPM - 2014. Micro-Curso de fundamentação em Gerenciamento de Projetos Padrão PMI CAPM - 2014. Estrutura Acadêmica FGV 2 Livros FGV Management FGV Management A mais capacitada organização brasileira em Gestão de Projetos.

Leia mais

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps)

O que é um projeto? Características de um projeto. O Que é o PMBoK Guide 3º Edition? Desmembrando o PMBoK através de mapas mentais (Mindmaps) O que é um projeto? Projeto é um empreendimento não repetitivo, caracterizado por uma sequência clara e lógica de eventos, com início, meio e fim, que se destina a atingir um objetivo claro e definido,

Leia mais

Informação Verde Green IT Citizen Certification O caminho da Informação do Papel ao Digital

Informação Verde Green IT Citizen Certification O caminho da Informação do Papel ao Digital Informação Verde Green IT Citizen Certification O caminho da Informação do Papel ao Digital 39 Gestão de Projeto PMI Project Management Institute Vídeo Jandira O que é um Projeto? Empreendimento Temporário

Leia mais

3. Material Complementar 3.1 Slides

3. Material Complementar 3.1 Slides Gerenciamento de Projetos 3. Material Complementar 3.1 Slides UM MUNDO DE PROJETOS 1 Alessandro P. Lukosevicius, PMP Origem Histórica dos Projetos Antiguidade... 2 Origem Histórica dos Projetos Século

Leia mais

FUNDAMENTOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Professor: Maurício Moreira e Silva Bernardes, Doutor mmbernardes@gmail.

FUNDAMENTOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Professor: Maurício Moreira e Silva Bernardes, Doutor mmbernardes@gmail. FUNDAMENTOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL Professor: Maurício Moreira e Silva Bernardes, Doutor mmbernardes@gmail.com Autor do Resumo: Abdala Carim Nabut Neto, M.Sc. www.construcaocivil.info

Leia mais

Minicurso : Elaboração de Projetos Dr. Manoel Veras 27.08.2014 8 as12

Minicurso : Elaboração de Projetos Dr. Manoel Veras 27.08.2014 8 as12 Minicurso : Elaboração de Projetos Dr. Manoel Veras 27.08.2014 8 as12 Dr. Manoel Veras Eng. de Telecomunicações, UFRN Mestre em Eng. de Telecomunicações, UNICAMP Doutor em Administração, USP EX-Cientista

Leia mais

A estrutura do gerenciamento de projetos

A estrutura do gerenciamento de projetos A estrutura do gerenciamento de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é

Leia mais

TC 045 Gerenciamento de Projetos

TC 045 Gerenciamento de Projetos TC 045 Gerenciamento de Projetos Escopo Tempo Figura: D. Randa (2012) NAYARA SOARES KLEIN nayaraklein@gmail.com ANO: 2013 Escopo: s.m. Finalidade; alvo; intento; propósito. Dicionário Aurélio Escopo do

Leia mais

Aula 3 Fase de Iniciação de projetos

Aula 3 Fase de Iniciação de projetos Aula 3 Fase de Iniciação de projetos Objetivos da Aula: Os objetivos desta aula são, basicamente, apresentar as atividades que constituem a fase inicial dos projetos. Alem disso, vamos discorrer sobre

Leia mais

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK http://www.sei.cmu.edu/ Prefácio do CMM Após várias décadas de promessas não cumpridas sobre ganhos de produtividade e qualidade na aplicação de novas metodologias

Leia mais

UM GUIA DO CONHECIMENTO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS (GUIA PMBOK ) Quarta Edição

UM GUIA DO CONHECIMENTO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS (GUIA PMBOK ) Quarta Edição UM GUIA DO CONHECIMENTO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS (GUIA PMBOK ) Quarta Edição Project Management Institute UM GUIA DO CONHECIMENTO EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS (GUIA PMBOK ) Quarta Edição NOTA As

Leia mais