Texto: Silvia Queiroz Projeto gráfico e arte: Rose Sardin Ilustrações: Freepik e acervo da autora Coordenação: Maria Regina Canever Domingues

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Texto: Silvia Queiroz Projeto gráfico e arte: Rose Sardin Ilustrações: Freepik e acervo da autora Coordenação: Maria Regina Canever Domingues"

Transcrição

1 Clubinho de Leitura

2 2 Texto: Silvia Queiroz Projeto gráfico e arte: Rose Sardin Ilustrações: Freepik e acervo da autora Coordenação: Maria Regina Canever Domingues Realização: Universidade Corporativa Sindi-Clube Reitor Cezar Roberto Leão Granieri Diretor Executivo - Cláudio José Lauletta Coordenadora Maria Regina Canever Domingues

3 3 Clubinho de Leitura é um projeto para os clubes filiados ao Sindi-Clube, voltado às crianças, para desenvolver o Encantamento da Leitura da primeira infância à pré-adolescência. O objetivo principal é incentivar as crianças a lerem. O SINDI-CLUBE criará condições para que os clubes possam usar ferramentas como imagens, escrita, histórias contadas por mediadores, para valorizar o autor e o hábito da leitura, adequando a atividade às diferentes faixas-etárias.

4 4 Um país é feito de homens e livros Monteiro Lobato Esse projeto cria oportunidades para o desenvolvimento pessoal, valorização da identidade, cidadania e autoestima das crianças, ajuda também a identificação de suas potencialidades. As brinquedotecas, espaços lúdicos ou outros ambientes do clube já são preparados com Encantamento, permitindo uma relação diferente da escola, preocupada com o letramento e engajamento curricular. A própria biblioteca do clube pode ganhar essa Aura de Encantamento.

5 5 Desde bebê, podemos desenvolver as habilidades para a leitura. Como podemos ensinar o gosto pela leitura para uma criança bem pequena? Lendo para as crianças antes de dormir, contando estórias, promovendo outras formas de cultura, incentivando o diálogo e as brincadeiras com palavras, e levando-as ao Clube, no espaço Clubinho de Leitura. Ler fortalece sinapses. A leitura é uma eficaz estratégia para desenvolver recursos cognitivos, para abrir janelas e portas de oportunidades neurocognitivas. Ler vai muito além de decodificar letras, que compõem palavras e frases, que fazem o texto. Ler desperta a criatividade para estar pronto para aprender.

6 6 Quem conduz o processo? Os Mediadores da Leitura Os mediadores da leitura despertarão na criança o prazer de ler, ampliando a linguagem e comunicação das crianças; facilitando a aprendizagem da fala, construindo o léxico, aumentando seu vocabulário oral e escrito. Brinquedistas, bibliotecários, educadores, ou associados com vocação para lidar com crianças, convidados ou voluntários, desde que assumam a tarefa como um compromisso, serão os Mediadores da Leitura.

7 7 Aonde fazer? Brinquedoteca, Biblioteca, Espaço de lazer Cada Brinquedoteca/Espaço de Lazer/Biblioteca tem seu perfil de frequentadores: Comece a ação com esse público. Atraia novos! Pode trabalhar dividindo a Hora da leitura Clubinho de Leitura em grupos: até 2 anos: com acompanhamento do adulto responsável. 3 a 5 / 6 anos: permanência da criança durante meia hora de leitura. 7 a 12 anos: permanência da criança durante quarenta minutos de leitura. O clube deve definir se vai trabalhar com as três faixas etárias ou só com uma delas.

8 8 Qual a frequência? Criança gosta de novidade! Portanto, recomenda-se que essa atividade aconteça uma vez na semana, divulgando o tempo de permanência do Mediador numa tarde ou manhã, intercalando as faixas etárias, com um intervalo de acolhimento de 15 minutos entre os grupos. Não é preciso criar obrigação de presença das crianças, pois se as atividades a cativarem, elas voltarão. A periodicidade semanal é uma sugestão. O clube poderá adotar aquela que lhe for mais conveniente. O importante é que seja sempre num mesmo dia da semana e no mesmo horário, para criar um hábito.

9 9 E a identificação visual? É preciso usar as artes do Sindi-Clube! O Clube que aderir ao projeto deverá usar o selo* Clubinho de Leitura para identificar e divulgar o projeto, bem como o logo* do projeto em seus meios de divulgação e cartazes. Ainda poderá criar bottons* para seus pequenos leitores. Sócio Kids da Leitura Sócio Kids da Leitura * Todo material está identificado no final desta apresentação.

10 0 Como Fazer? O Clube precisa primeiro aderir ao projeto Aí terá que passar pelas oficinas de: Leitura em voz alta Contação de histórias Planejamento de atividades lúdicas relacionadas à leitura Bem como pela visita técnica a uma livraria. Com isso já estará habilitado a organizar seu Clubinho de Leitura

11 11 Receberá mensalmente, por , o ClubinhoNEWS, com uma matéria preparada com dicas para que o Clube possa sempre implementar novidades em seu Clubinho de Leitura. Ou acessá-lo na página do Clubinho de Leitura no site do SINDI-CLUBE. Poderá contratar cursos extras in company, ou seja, personalizados as suas necessidades. Participar de oficinas organizadas por parceiros, quando houver. Além disso, os responsáveis pelo projeto no clube poderão tirar dúvidas ou trocar ideias por meio da Consultoria em Brinquedoteca/Espaços Lúdicos do Sindi-Clube.

12 2 Parceiro Livraria Casa de Livros: Indicação de livros para as diversas faixas etárias de qualquer editora Sugestões de ações para o ClubinhoNEWS Venda de livros para os clubes com desconto Ação comemorativa de um ano: Passeio literário na Casa de Livros: conhecer o livro no seu processo desde a criação da ideia até seu pertence Convite aos Mediadores para participar de oficinas gratuitas na livraria, quando houver

13 13 Logotipo Clubinho de Leitura

14 4 Selo

15 15 Bottom Sócio Kids da Leitura

16 Clubinho de Leitura Sindicato dos Clubes do Estado de São Paulo Av. Indianópolis 628 São Paulo SP Tel

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA CURSO DE PSICOLOGIA CLAUDIA RIOS NILSETE CAMPOS BRANCO NOELI MARTINS

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA CURSO DE PSICOLOGIA CLAUDIA RIOS NILSETE CAMPOS BRANCO NOELI MARTINS ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FACULDADE GUILHERME GUIMBALA CURSO DE PSICOLOGIA CLAUDIA RIOS NILSETE CAMPOS BRANCO NOELI MARTINS PROJETO DE ESTÁGIO CASA BRASIL NORTE PROFESSORA ROSNELDA PONICK JOINVILLE

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2017

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2017 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2017 Tema: Como tudo começou: Mês: Março e Abril Habilidade Sócio emocional: Autonomia, interação, respeito, criatividade, cuidado, expressão dos sentimentos, atenção, imaginação

Leia mais

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012.

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012. PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012 Design D Kebrada 2. Dados do projeto 2.1 Nome do projeto Design D Kebrada 2.2 Data e

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES do Trigal CAMPOS INTERVENÇÃO PROJETO EDUCATIVO ATIVIDADES OBJETIVOS RESPONSÁVEIS DATA LOCAL DESTINATÁRIOS CPI 3 Receção aos novos alunos e formação de utilizadores -Motivar para a utilização da ; -Informar

Leia mais

Juliana Francielle Fernandes dos Anjos¹; Almerinda Maria dos Reis Vieira²; Graci Marlene Pavan³

Juliana Francielle Fernandes dos Anjos¹; Almerinda Maria dos Reis Vieira²; Graci Marlene Pavan³ TRABALHANDO HISTÓRIAS INFANTIS PARA O INCENTIVO DA LEITURA E DA ESCRITA NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS PÚBLICAS DA CIDADE DE DOURADOS/MS Juliana Francielle Fernandes dos Anjos¹;

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades. PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio

Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades. PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades PLANO DE PROMOÇÃO DA LEITURA Quadriénio 2014-18 Aprender a ler e ler para aprender é uma questão central no ensino e na aprendizagem. Os programas e metas do

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE SELO COMEMORATIVO AOS 25 ANOS DO CURSO DE AGRONOMIA

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE SELO COMEMORATIVO AOS 25 ANOS DO CURSO DE AGRONOMIA CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE SELO COMEMORATIVO AOS 25 ANOS DO CURSO DE AGRONOMIA REGULAMENTO A (UTFPR) Câmpus - Pato Branco, por meio do curso de Agronomia, torna público o concurso para escolha de SELO COMEMORATIVO

Leia mais

Projeto TRILHAS de Leitura

Projeto TRILHAS de Leitura Projeto TRILHAS de Leitura Agenda 1 2 3 Apresentação do Projeto TRILHAS Os Cadernos de Estudos e Orientação O Portal e o Curso de Ensino a Distância Distância Vídeo Formação do Leitor https://www.portaltrilhas.org.br/biblioteca/5734/video-formacao-do-leitor.html

Leia mais

CONCURSO PARA SELEÇÃO DE ARTE PARA SELO COMEMORATIVO AOS 10 ANOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM UNCISAL ( ) REGULAMENTO

CONCURSO PARA SELEÇÃO DE ARTE PARA SELO COMEMORATIVO AOS 10 ANOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM UNCISAL ( ) REGULAMENTO 10 ANOS DO UNCISAL (2008-2018) REGULAMENTO A Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas - UNCISAL, por meio do curso de graduação em Enfermagem, considerando a deliberação do colegiado do curso

Leia mais

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva

A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS E.M. Cléia Carmelo da Silva Professor(es) Apresentador(es): Sandra Mara De Jesus Miquelini Fernandes Realização: Foco do Projeto Utilização dos contos de fada e de brincadeiras

Leia mais

Programa Voluntariado ÁRVORE DA CIDADANIA. Relatório Mensal Maio/2017

Programa Voluntariado ÁRVORE DA CIDADANIA. Relatório Mensal Maio/2017 Programa Voluntariado ÁRVORE DA CIDADANIA Relatório Mensal Nossa Missão A missão do Programa Voluntariado Árvore da Cidadania é incentivar e apoiar a participação de voluntários em projetos e ações sociais

Leia mais

Uma história lida por uma história contada

Uma história lida por uma história contada Projeto Uma história lida por uma história contada O projeto Uma história lida por uma história contada surgiu de uma atividade desenvolvida pelo Clube de Leitura dinamizado pela Biblioteca Escolar e foi

Leia mais

Título: Viajando pelo Universo da Leitura Justificativa:

Título: Viajando pelo Universo da Leitura Justificativa: Título: Viajando pelo Universo da Leitura Justificativa: Sabendo que o aluno tem pouco contato com a leitura em seu ambiente familiar, apresentando na escola dificuldades de aprendizagem, decorrentes dessa

Leia mais

VIA POÉTICA. Descrição do Objeto:

VIA POÉTICA. Descrição do Objeto: ¹Eliana Maria Marques, Maria Lucineide Pimentel Guimarães, Maria das Graças Siqueira Prefeitura do Município de Diadema. Secretaria da Cultura. Serviço de Biblioteca e Documentação. Diadema,São Paulo.

Leia mais

PROJETO CONSTRUINDO SABERES

PROJETO CONSTRUINDO SABERES PROJETO CONSTRUINDO SABERES Justificativa: O Projeto Construindo Saberes em Língua Portuguesa e Matemática, justifica-se pela importância de ser um instrumento de apoio pedagógico e didático para sanar

Leia mais

COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA

COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA SGAS Quadra 906 Conjunto E Brasília - DF Telefone: (61) 3443-7878 Site: www.lasalledf.com.br E-mail: lasalledf@lasalledf.com.br DIRETRIZES CURRICULARES Série: Maternal 2 1º Período

Leia mais

PLANO GESTÃO Números de alunos da escola e sua distribuição por turno, ano e turma.

PLANO GESTÃO Números de alunos da escola e sua distribuição por turno, ano e turma. PLANO GESTÃO 2016 1. Identificação da Unidade Escolar E.E. Professora Conceição Ribeiro Avenida Sinimbu, s/nº - Jardim Vista Alegre Cep: 13056-500 Campinas/SP 1.1 Equipe Gestora Diretor: Sueli Guizzo Bento

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR E FORMAÇÃO DE LEITOR Estudo dos hábitos de leitura dos alunos do Curso de Agroecologia do IFRO/ Campus Cacoal

BIBLIOTECA ESCOLAR E FORMAÇÃO DE LEITOR Estudo dos hábitos de leitura dos alunos do Curso de Agroecologia do IFRO/ Campus Cacoal BIBLIOTECA ESCOLAR E FORMAÇÃO DE LEITOR Estudo dos hábitos de leitura dos alunos do Curso de Agroecologia do IFRO/ Campus Cacoal Cleuza Diogo Antunes 1 ; Fernanda de Oliveira Freitas Cavalcante 2 RESUMO

Leia mais

EDUCAÇÃO INFANTIL: UM CAMPO A INVESTIGAR. Leila Nogueira Teixeira, Msc. Ensino de Ciências na Amazônia Especialista em Educação Infantil

EDUCAÇÃO INFANTIL: UM CAMPO A INVESTIGAR. Leila Nogueira Teixeira, Msc. Ensino de Ciências na Amazônia Especialista em Educação Infantil EDUCAÇÃO INFANTIL: UM CAMPO A INVESTIGAR Leila Nogueira Teixeira, Msc. Ensino de Ciências na Amazônia Especialista em Educação Infantil Quem são as crianças? Únicas, possuem saberes, desejos, interesses,

Leia mais

LER: PRAZER E SABER. 1ª Oficina de formação PAUTA

LER: PRAZER E SABER. 1ª Oficina de formação PAUTA 1ª Oficina de formação Objetivos do encontro: - Apresentar o Projeto - Levantar as expectativas do grupo em relação à formação - Vivenciar uma roda de leitura - Realizar um diagnóstico das práticas de

Leia mais

Centro de Ocupação de Tempos Livres de Santo Tirso Ano Letivo 2015/2016

Centro de Ocupação de Tempos Livres de Santo Tirso Ano Letivo 2015/2016 Ano Letivo 2015/2016 SETEMBRO Início do ano letivo Acolhimento das Jogos de interação Visita pelas instalações do ATL Conhecimento dos transportes e das pessoas e regras que os acompanham Proporcionar

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CRECHE MUNICIPAL JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA PROJETO DO 2 SEMESTRE EDUCAÇÃO INFANTIL: CONSTRUINDO O CONHECIMENTO CUIABÁ 2015 Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar

Leia mais

Museu do Futebol oferece programação especial no Dia das Mães

Museu do Futebol oferece programação especial no Dia das Mães Museu do Futebol oferece programação especial no Dia das Mães No domingo dia 14, mães que vierem acompanhadas de seus filhos têm entrada gratuita e visita temática especial O Museu do Futebol, instituição

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DO COORDENADOR PEDAGÓGICO

PLANO DE AÇÃO DO COORDENADOR PEDAGÓGICO SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO-SEDUC SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO ESPORTE CULTURA TURISMO E LAZER-SEMECETEL ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA DEPUTADO RENÊ BARBOUR- MUNICIPIO DE NOVA OLIMPIA-MT

Leia mais

4º Ano Ensino Fundamental

4º Ano Ensino Fundamental 4º Ano Ensino Fundamental Eixo 1 Avalição Introdução 01 aula -Ler o texto; -Valorizar os sentidos -Texto: Dentro de casa ; Dentro de casa -Explorar as palavras novas do texto; -Pesquisa sobre a vida do

Leia mais

Seleção para OFICINEIROS/2017 ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA DE JABOATÃO

Seleção para OFICINEIROS/2017 ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA DE JABOATÃO Seleção para OFICINEIROS/2017 ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA DE JABOATÃO O Espaço Criança Esperança de Jaboatão (ECEJ) abre a seleção 2017 para Oficineiros habilitados a desenvolverem atividades de: Pedagogia

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR Prof. Me. Luana Serra Secretaria Municipal de Educação de Santos DOCUMENTO PRELIMINAR PARA A CONSTRUÇÃO DA DA EDUCAÇÃO INFANTIL Material adaptado de Beatriz Ferraz Educação Infantil na BNCC A Base Nacional

Leia mais

I MARATONA DE HISTÓRIAS GUIDO VIARO

I MARATONA DE HISTÓRIAS GUIDO VIARO I MARATONA DE HISTÓRIAS GUIDO VIARO 1 REGULAMENTO 1.DA ORGANIZAÇÃO, DA PROMOÇÃO E DA REALIZAÇÃO A I Maratona de Histórias do Guido Viaro é um evento a ser realizado pelo Centro Estadual de Capacitação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em informática para Internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em informática para Internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Matemática Componente Curricular: Matemática Série: 1ª Eixo Tecnológico:

Leia mais

EDITAL PIBID-FUNEC N SELEÇÃO DE ALUNOS BOLSISTAS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL PIBID-FUNEC N SELEÇÃO DE ALUNOS BOLSISTAS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID EDITAL PIBID-FUNEC N. 001-2017 SELEÇÃO DE ALUNOS BOLSISTAS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID FUNEC Fundação Municipal de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul através

Leia mais

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO

VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO VI Encontro Mineiro Sobre Investigação na Escola /II Seminário Institucional do PIBID-UNIUBE TITULO O FOLCLORE BRASILEIRO DENTRO DA EDUCAÇÃO Rosimeire Cristina da silva rosicristinadasilva@gmail.com Linha

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SOCIAL

DESENVOLVIMENTO SOCIAL ENCONTRO DE GESTORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DA PARAÍBA FORTALECIMENTO DA GESTÃO MUNICIPAL PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIAL João Pessoa PB / 18, 19, 21 e 22 de março O PNUD reconhece a capacidade do TCE-PB de

Leia mais

Potenciar o desenvolvimento de uma rede nacional de volutariado na área da leitura. Apoiar iniciativas; Estimular a adesão de voluntários:

Potenciar o desenvolvimento de uma rede nacional de volutariado na área da leitura. Apoiar iniciativas; Estimular a adesão de voluntários: O Projeto Um projeto de cidadania Missão Potenciar o desenvolvimento de uma rede nacional de volutariado na área da leitura. Objetivos Apoiar iniciativas; Estimular a adesão de voluntários: Disponibilizar

Leia mais

NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO: Desafios e conhecimentos

NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO: Desafios e conhecimentos NEUROCIÊNCIA NA EDUCAÇÃO: Desafios e conhecimentos por Adriana Fóz DESAFIOS DO CÉREBRO DA INFÂNCIA À ADOLESCÊNCIA QUEM É A CRIANÇA DO SÉC. XXI? QUEM É O ADOLESCENTE? COMO ENTENDEM, PERCEBEM, APRENDEM?

Leia mais

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA Guarantã do Norte 2013 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO IES: Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte PARCERIA: Prefeitura Municipal de

Leia mais

Neusa de Oliveira Costa Diretora Administrativa do Meu Guri. Miguel Torres Presidente do Sind. Metalúrgicos SP e Força Sindical

Neusa de Oliveira Costa Diretora Administrativa do Meu Guri. Miguel Torres Presidente do Sind. Metalúrgicos SP e Força Sindical promovendo Cidadania, Inclusão Social e Cultura Contribuir de forma diferenciada para o aprimoramento do programa de apoio socioeducativo em meio aberto, atendendo crianças, adolescentes e famílias, produzindo,

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia

PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL. PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia PROGRAMA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FISCAL PROJETO: CIDADANIA: APRENDENDO PARA A VIDA Profª Medianeira Garcia Geografia INTRODUÇÃO O projeto foi organizado por acreditarmos que o papel da escola e sua função

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Escola Portuguesa Ruy Cinatti 2014/2015

BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Escola Portuguesa Ruy Cinatti 2014/2015 O Pl Anual de Atividades segue as linhas de orientação propostas pela RBE. Este documento descreve a ação da Biblioteca Escolar e tem como objetivo último tornar os alunos autónomos e eficientes nas diversas

Leia mais

PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR:

PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR: PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR: NOS CAMINHOS DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO: NOS CAMINHOS DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO JUSTIFICATIVA: Produzir bons leitores é o grande desafio

Leia mais

Alianca pela Infancia_Impresso.indd 1 31/10/15 09:56

Alianca pela Infancia_Impresso.indd 1 31/10/15 09:56 Alianca pela Infancia_Impresso.indd 1 31/10/15 09:56 Alianca pela Infancia_Impresso.indd 2 31/10/15 09:56 Aliança pela Infância é um movimento internacional pelo direito de todas as crianças terem uma

Leia mais

IX FESTIVAL ESTADUAL NOSSA ARTE CONCURSO DE CARTAZES CAPÍTULO I

IX FESTIVAL ESTADUAL NOSSA ARTE CONCURSO DE CARTAZES CAPÍTULO I IX FESTIVAL ESTADUAL NOSSA ARTE CONCURSO DE CARTAZES Dos Objetivos CAPÍTULO I Art. 1º - Proporcionar à pessoa com deficiência intelectual e múltipla, oportunidade para expressar-se livremente através da

Leia mais

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM ANEXO I UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE UNIVILLE COLÉGIO DA UNIVILLE PLANEJAMENTO DE ENSINO E APRENDIZAGEM 1. Curso: Missão do Colégio: Promover o desenvolvimento do cidadão e, na sua ação educativa,

Leia mais

LEITURA NA ESCOLA RESUMO

LEITURA NA ESCOLA RESUMO LEITURA NA ESCOLA Adriana Sernajoto Eliane Martinelli Diana Constantini RESUMO Com o objetivo de familiarizar as crianças com os livros e estimular o interesse pela leitura, buscando cativá-los e atrai-los,

Leia mais

apresenta DOM QUIXOTE ENTRE CARTAS

apresenta DOM QUIXOTE ENTRE CARTAS apresenta DOM QUIXOTE ENTRE CARTAS MECANISMO: LEI ROUANET artigo 18 PRONAC Nº 15 3410 em andamento até 31-dez-17 visite nossa página Oficina-performance de leitura compartilhada e escrita sensível para

Leia mais

[1] O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Faculdade 7.56% 3.57% 32.67% 35.81% 20.40%

[1] O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Faculdade 7.56% 3.57% 32.67% 35.81% 20.40% GERAL Save as PDF Dimensão 1.1 - MISSÃO E PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) [1] O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Faculdade 7.56% 3.57% 32.67% 35.81% 20.40% [2] A missão da Instituição

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA PARA PESSOAS COM SURDEZ

LÍNGUA PORTUGUESA PARA PESSOAS COM SURDEZ LÍNGUA PORTUGUESA PARA PESSOAS COM SURDEZ Organização: Profª Esp. Ariane Polizel Objetivos: Se comunicar com maior repertório da Língua Portuguesa na modalidade escrita. Favorecer a aprendizagem dos conteúdos

Leia mais

Sala de Leitura Parceira Escola Estadual João XXIII

Sala de Leitura Parceira Escola Estadual João XXIII Sala de Leitura Parceira Escola Estadual João XXIII Professor(es) Apresentador(es): Arlete Ajudarte Realização: Foco do Projeto A Sala de Leitura do Programa Ensino Integral deve ter, como principal foco,

Leia mais

Horário Integral e Semi integral

Horário Integral e Semi integral COLÉGIO SILVA ABREU / JARDIM TIA MADÁ EDUCANDO PARA VIDA Avenida Paulo Afonso, 275 São Geraldo Campo Grande Rio de Janeiro RJ Cep: 23095-680 - Tel: 2412-5732 3406-3606 Email - coordenacao@colegiosilvaabreu.com.br

Leia mais

Quando dividimos uma oração em partes para estudar as diferentes funções que as palavras podem desempenhar na oração e entre as orações de um texto, e

Quando dividimos uma oração em partes para estudar as diferentes funções que as palavras podem desempenhar na oração e entre as orações de um texto, e MORFOSSINTAXE Quando analisamos a que classe gramatical pertencem as palavras de determinada frase, estamos realizando sua análise morfológica. A morfologia é a parte da gramática que estuda a classificação,

Leia mais

REGULAMENTO DA BRINQUETOTECA

REGULAMENTO DA BRINQUETOTECA REGULAMENTO DA BRINQUETOTECA Governador Valadares 2015 REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA Regulamenta o funcionamento da Brinquedoteca no âmbito da Faculdade Presidente Antônio Carlos de Governador Valadares

Leia mais

BOLETIM ESPECIAL CPA/2016

BOLETIM ESPECIAL CPA/2016 Unidade Guarapari BOLETIM ESPECIAL CPA/2016 Você sabe o que é CPA? CPA Comissão Própria de Avaliação - é uma comissão de Autoavaliação que tem o objetivo de coordenar e articular o processo interno de

Leia mais

SOBRE A EVOLUIR. Visite: /

SOBRE A EVOLUIR. Visite:  / CONSTRUINDO MÚSICA SOBRE A EVOLUIR A Evoluir é uma editora e uma empresa de educação para sustentabilidade. O nosso trabalho é, por meio de projetos e materiais educativos, levar as pessoas a refletir

Leia mais

100 Limites. Orientadora do projecto : Professora Paula Correia. São Brás de Alportel. Trabalho apresentado junto do Concelho Executivo

100 Limites. Orientadora do projecto : Professora Paula Correia. São Brás de Alportel. Trabalho apresentado junto do Concelho Executivo 1 A Rádio R Escola 100 Limites Orientadora do projecto : Professora Paula Correia Trabalho apresentado junto do Concelho Executivo São Brás de Alportel 2 RESUMO Esta proposta de Modelo de Gestão e de Avaliação

Leia mais

REGIMENTO PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - BACHARELADO

REGIMENTO PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - BACHARELADO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS SÃO GABRIEL CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS BACHARELADO REGIMENTO PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - BACHARELADO Coordenador de Estágio:

Leia mais

AUTOR(ES): FRANCIELY DOS SANTOS CARDOZO, MARIA LEONOR CHAVES MEDINA

AUTOR(ES): FRANCIELY DOS SANTOS CARDOZO, MARIA LEONOR CHAVES MEDINA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: RECICLOTECA MÓVEL CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA

Leia mais

PLANO DE CURSO. Código: FIS09 Carga Horária: 60 Créditos: 03 Pré-requisito: Período: IV Ano:

PLANO DE CURSO. Código: FIS09 Carga Horária: 60 Créditos: 03 Pré-requisito: Período: IV Ano: PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Licenciatura em Educação Física Disciplina: Educação Física na Infância Professor: Gilson Pereira Souza E-mail: professorgilsonpereira@gmail.com Código:

Leia mais

ANEXO 1- REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA

ANEXO 1- REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA ANEXO 1- REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA Regulamento da Brinquedoteca IPORÁ 2015 COORDENAÇÃO DE PEDAGOGIA Regulamento da Brinquedoteca Regulamento desenvolvido para o curso de Pedagogia nível Graduação e

Leia mais

Programa Social Bola Bacana Bola Bacana envolvimento nas atividades escolares

Programa Social Bola Bacana Bola Bacana envolvimento nas atividades escolares PROGRAMA A ineficiência dos Governos na resolução dos problemas em nossa sociedade, os olhos fechados, pelo menos para estes assuntos, de uma parcela dos empresários, e as situações de miséria e sofrimento

Leia mais

CADERNO DO EDUCADOR EVENTO COMUNITÁRIO. patrocínio Sesame Workshop. Todos os direitos reservados.

CADERNO DO EDUCADOR EVENTO COMUNITÁRIO. patrocínio Sesame Workshop. Todos os direitos reservados. CADERNO DO EDUCADOR EVENTO COMUNITÁRIO patrocínio 2015 Sesame Workshop. Todos os direitos reservados. 4. Ideias para o Dia das Crianças Para conversar Quais são as expectativas das crianças em relação

Leia mais

PROJETO SEMEANDO LEITORES

PROJETO SEMEANDO LEITORES PROJETO SEMEANDO LEITORES APRESENTAÇÃO: O Projeto Semeando Leitores, é um projeto de iniciativa voluntária que se propõe a contribuir para o estimulo a leitura, promoção da literatura piauiense, valorização

Leia mais

APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais

APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais Apresentação e Justificativa A exclusão é parte do convencional na coletividade humana. A discriminação tem origem em preconceitos antigos gerados

Leia mais

5 PASSOS para implementação do Código de Barras

5 PASSOS para implementação do Código de Barras 5 PASSOS para implementação do Código de Barras www.gs1br.org O que é o Código de Barras? Os números de identificação de um produto podem ser representados por meio de um código, possibilitando sua leitura

Leia mais

1 Título da Experiência: Das aventuras contadas por Kratos á descoberta de leitores/contadores mirins na Biblioteca João XXIII

1 Título da Experiência: Das aventuras contadas por Kratos á descoberta de leitores/contadores mirins na Biblioteca João XXIII IDENTIFICAÇÃO: 1 Título da Experiência: Das aventuras contadas por Kratos á descoberta de leitores/contadores mirins na Biblioteca João XXIII 2 Local da Experiência: Biblioteca João XXIII, em Pau dos Ferros/RN

Leia mais

CONSERVA CULTURAL: JORNALISMO EM PODCAST NO SITE JORNALÍSTICO CULTURA PLURAL

CONSERVA CULTURAL: JORNALISMO EM PODCAST NO SITE JORNALÍSTICO CULTURA PLURAL 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA CONSERVA

Leia mais

Benefícios da leitura

Benefícios da leitura A importância da Parceria Família e Escola da Formação de Cidadãos Leitores Júlio Furtado www.juliofurtado.com.br Benefícios da leitura Quem lê adquire cultura, passa a escrever melhor, tem mais senso

Leia mais

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788 Relatório de Atividades Mensal Esse relatório tem como objetivo apresentar as principais atividades desenvolvidas pela Instituição Recanto Infantil Tia, de acordo com o Projeto Biblioteca e Cidadania Ativa.

Leia mais

PROJETO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VOVÓ DORALICE SALAS TEMÁTICAS

PROJETO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VOVÓ DORALICE SALAS TEMÁTICAS PROJETO ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VOVÓ DORALICE SALAS TEMÁTICAS BOSSARDI, Simone Maria¹ ABREU, Márcia Loren Vieira² VEADRIGO, Eliza³ ¹Professora de Educação Infantil. Instituição: Escola Municipal

Leia mais

PROJETO: SOU LETRANDO.

PROJETO: SOU LETRANDO. PROJETO: SOU LETRANDO. Acadêmicos: Thainara Lobo e Ailton Ourique Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr Mário Vieira Marques (CIEP) São Luiz Gonzaga, 2016 1.TEMA Projeto de Leitura: Sou Letrando. 2.PROBLEMA

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO CULTURA ESPORTE TURISMO E LAZER ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA 13 DE MAIO PLANO DE AÇÃO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SÔNIA CRISTINA DE SOUZA ARAÚJO

Leia mais

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL. Conexões para transformar Projeto aprovado na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura www.planetacultura.com.br SUMÁRIO Introdução O Programa de Integração Cultural Escopo Circuito

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Curso: Pedagogia. Disciplina: Conteúdos e Metodologia de Língua Portuguesa. Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6º

PLANO DE ENSINO. Curso: Pedagogia. Disciplina: Conteúdos e Metodologia de Língua Portuguesa. Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6º PLANO DE ENSINO 2016 Curso: Pedagogia Disciplina: Conteúdos e Metodologia de Língua Portuguesa Carga Horária Semestral: 80 Semestre do Curso: 6º 1 - Ementa (sumário, resumo) Fundamentos teórico-metodológicos

Leia mais

PROJETOS DESENVOLVIDOS NA SALA DE LEITURA

PROJETOS DESENVOLVIDOS NA SALA DE LEITURA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA-UFRR CENTRO DE EDUCAÇÃO-CEDUC COLÉGIO DE APLICAÇÃO-CAp SALA DE LEITURA CECILIA MEIRELES PROJETOS DESENVOLVIDOS NA SALA DE LEITURA BOA VISTA-RR 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

Currículo do Curso de Educação Infantil

Currículo do Curso de Educação Infantil Currículo do Curso de Licenciatura ATUAÇÃO O Licenciado em é formado para atuar no processo de desenvolvimento e aprendizagem da criança de 0 a 6 anos. Os graduados em são professores habilitados em nível

Leia mais

CONSELHO PEDAGÓGICO - COP RESOLUÇÃO Nº 135 DE 19 DE SETEMBRO DE RESOLVE

CONSELHO PEDAGÓGICO - COP RESOLUÇÃO Nº 135 DE 19 DE SETEMBRO DE RESOLVE CONSELHO PEDAGÓGICO - COP RESOLUÇÃO Nº 135 DE 19 DE SETEMBRO DE 2013. Aprova Regulamento para funcionamento da Brinquedoteca, espaço compartilhado do Colégio e do Curso de Pedagogia - Licenciatura da Faculdade

Leia mais

Empresa Parceira da Natureza

Empresa Parceira da Natureza Empresa Parceira da Natureza é um programa de responsabilidade socioambiental, criado para difundir conceitos de Sustentabilidade nas Empresas. Usamos como base o conceito criado pelo Tratado de Quioto

Leia mais

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO. 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO. 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto O Tutor Universitário é um programa-piloto proposto pelo Fórum das Entidades Representantes do Ensino Superior, para desenvolver o conhecimento

Leia mais

REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE PEDAGOGIA

REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CURSO DE PEDAGOGIA ASSIS CHATEAUBRIAND PR 1 REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA Título I BRINQUEDOTECA Capítulo I Princípios e Diretrizes Art. 1º. A brinquedoteca do curso de Pedagogia

Leia mais

Brincadeiras no desenvolvimento cognitivo

Brincadeiras no desenvolvimento cognitivo Brincadeiras no desenvolvimento cognitivo Adailes 2016 Introdução Segundo Friedman (1996) Brincadeiras e jogos são considerados fatos universais, pois sua linguagem pode ser compreendida por todas as crianças

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS DIRECIONADOS PARA O SENESCENTE: UMA ABORDAGEM PSICOPEDAGOGICA

A UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS DIRECIONADOS PARA O SENESCENTE: UMA ABORDAGEM PSICOPEDAGOGICA A UTILIZAÇÃO DE JOGOS EDUCATIVOS DIRECIONADOS PARA O SENESCENTE: UMA ABORDAGEM PSICOPEDAGOGICA Jéssica Lúcia da Silva Bulhões Universidade Federal da Paraíba jessyka_lucia@hotmail.com Tânia Lúcia Amorim

Leia mais

REGULAMENTO DE EXTENSÃO DA FACULDADE DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV

REGULAMENTO DE EXTENSÃO DA FACULDADE DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV 1 REGULAMENTO DE EXTENSÃO DA FACULDADE DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV Capítulo I Da Composição Art. 1º Este regimento terá composição interdisciplinar e transdisciplinar. Art. 2º Os

Leia mais

MANTENEDORES INSTITUCIONAIS

MANTENEDORES INSTITUCIONAIS O Instituto Saúde e Sustentabilidade é uma OSCIP - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, fundado em dezembro de 2008, que atua com soluções para promover a saúde humana nas cidades por meio

Leia mais

7 DICAS PARA ARRECADAR DINHEIRO PARA A FORMATURA.

7 DICAS PARA ARRECADAR DINHEIRO PARA A FORMATURA. 7 DICAS PARA ARRECADAR DINHEIRO PARA A FORMATURA www..br A maioria das comissões arrecadam dinheiro através de contribuições mensais pagas pelos próprios formandos. Isto funciona muito bem, mas com nossas

Leia mais

EDITAL REDE IBAB SOLIDÁRIA

EDITAL REDE IBAB SOLIDÁRIA EDITAL REDE IBAB SOLIDÁRIA 2018 1 Índice 1 Rede IBAB Solidária... 3 1.1 Visão... 3 1.2 Missão... 3 1.3 Como servimos às organizações:... 3 2 Etapas do Edital:... 4 3 Critérios Para Inclusão de Organizações...

Leia mais

PROMOVENDO A LEITURA LITERÁRIA NA BIBLIOTECA DO IFSP CAMPUS ARARAQUARA

PROMOVENDO A LEITURA LITERÁRIA NA BIBLIOTECA DO IFSP CAMPUS ARARAQUARA Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) PROMOVENDO A LEITURA LITERÁRIA NA BIBLIOTECA DO IFSP CAMPUS ARARAQUARA Cintia Almeida da Silva Santos (IFSP) - cintiasert@hotmail.com Marcel Pereira Santos (IFSP) - mpsantos2004@yahoo.com.br

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Águeda PLANO DE ATIVIDADES Biblioteca Escolar 2013/2014 PLANO DE ATIVIDADES 2013/2014

Agrupamento de Escolas de Águeda PLANO DE ATIVIDADES Biblioteca Escolar 2013/2014 PLANO DE ATIVIDADES 2013/2014 PLANO DE ATIVIDADES 2013/2014 1 DOMÍNIO A Apoio ao desenvolvimento curricular SUBDOMÍNIO: A.1. Curricular da BE com as Estruturas de Coordenação Educativa e Supervisão Pedagógica e os Docentes Escola/comunid.

Leia mais

4 Abrangência 6 Revista Náutica Sudeste. 8 Perfil do leitor. 12 Plataforma digital. 18 Rede sociais. 23 Tabela de preços. Distribuição e Circulação

4 Abrangência 6 Revista Náutica Sudeste. 8 Perfil do leitor. 12 Plataforma digital. 18 Rede sociais. 23 Tabela de preços. Distribuição e Circulação MÍDIA KIT 2017 ÍNDICE 4 Abrangência 6 Revista Náutica Sudeste 8 Perfil do leitor 10 Distribuição e Circulação 12 Plataforma digital 18 Rede sociais 23 Tabela de preços COMUNICAÇÃO COMPLETA E ABRANGENTE

Leia mais

Guia de Sugestões e Boas Práticas

Guia de Sugestões e Boas Práticas Guia de Sugestões e Boas Práticas Introdução Quando a gente ajuda alguém, também está ajudando a si mesmo. Descobrindo as próprias potencialidades, aumentando a autoestima e ajudando a criar uma realidade

Leia mais

TRABALHO INTERDISCIPLINAR

TRABALHO INTERDISCIPLINAR TRABALHO INTERDISCIPLINAR 2º semestre 1. TEMA As práticas administrativas nas pequenas e micro empresas e o papel do Administrador, compreendidas pelo processo administrativo (funções universais da administração

Leia mais

PROGRAMA AEC s Atividades Lúdico Expressivas 2015/2016

PROGRAMA AEC s Atividades Lúdico Expressivas 2015/2016 PROGRAMA AEC s Atividades Lúdico Expressivas 2015/2016 1º, 2º e 3º anos de escolaridade I-INTRODUÇÃO Segundo o Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho, as atividades lúdico-expressivas integram uma ou mais

Leia mais

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros

Plano de Actividades Ano lectivo 2008/2009 Tema: A aventura dos livros Plano de Actividades Ano 2008/2009 Tema: A aventura dos livros 1 ACTIVIDADES DE ORGANIZAÇÃO Actividades Objectivos Intervenientes Calendarização Proceder à gestão de colecções. Organização e gestão do

Leia mais

A LITERATURA E OS BEBÊS: PROJETO NO CAMINHO DE CASA

A LITERATURA E OS BEBÊS: PROJETO NO CAMINHO DE CASA A LITERATURA E OS BEBÊS: PROJETO NO CAMINHO DE CASA RESUMO Laiana Rosendo Oliveira Universidade Federal da Paraíba laianarosendo@gmail.com A literatura apresentada no ambiente escolar apenas terá continuidade

Leia mais

FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES

FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES FOTONOVELA EMEFI PROFESSOR MANOEL IGNÁCIO DE MORAES sala 5 1ª sessão Professor Apresentador: Danival Mascarini de Souza Realização: Foco O Projeto Fotonovela foi elaborado visando à melhoria do processo

Leia mais

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: 19.412.711/0001-30 REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA TAGUAÍ SP 2015 REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA CEP 18.890-000 - Taguaí SP 2 REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA 1. INTRODUÇÃO DOS PRINCÍPIOS

Leia mais

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES

DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES 0 DEPARTAMENTO PRÉ-ESCOLAR - PLANIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES Na planificação das atividades daremos continuidade ao projeto Crescer, Brincar e Aprender, do Departamento Pré Escolar que se concretizará também

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO

COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO COORDENAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OFICINAS 2014 MATRÍCULAS: DE 27 DE FEVEREIRO A 06 DE MARÇO LÍNGUA ESTRANGEIRA ALEMÃO Profª Lourdes Sufredini Profª Luciane Probst Unidade de Ensino I Prédio João

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO A leitura um bem essencial Para viver com autonomia, com plena consciência de si próprio e dos outros, para poder tomar

Leia mais

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017

Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 Planificações 1º PERÍODO - 3/4 anos Educação Pré-escolar Ano lectivo 2016/2017 ÁREAS COMPONENTES OBJETIVOS ATIVIDADES/ESTRATÉGIAS ÁREA DA FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIA Construção da identidade e da auto estima

Leia mais

UFRN PIBID Subprojeto PIBID-Pedagogia PLANOS DE AULA

UFRN PIBID Subprojeto PIBID-Pedagogia PLANOS DE AULA PLANOS DE AULA PLANOS DE AULA EXECUTADOS NA ESCOLA UFRN/PIBID PROJETO INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR ULISSES DE GÓIS Bolsistas: Jacqueline Ferreira/Jucélia Penha/Priscila

Leia mais

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 - Ao longo do ano - Manutenção do blogue da BE - Divulgar as actividades no blogue - Promover a integração da BE na Escola -Difusão da informação educativa -

Leia mais

Adriana Cybele Ferrari

Adriana Cybele Ferrari Adriana Cybele Ferrari Coordenadora da Unidade de Bibliotecas e Leitura Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo São Paulo, 12 de Março de 2013 Espaços vivos de interação das pessoas; O elemento central

Leia mais