VII. Desenvolvimento de um e-business

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VII. Desenvolvimento de um e-business"

Transcrição

1 VII. Desenvolvimento de um e-business 1. Iniciando um e-business 2. Soluções para e-business 3. Hospedagem de sites 4. Serviços on line úteis 5. Obtendo Recursos 6. Escolhendo um domínio 7.Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM 8. Proteção do Site 9. Preparar-se para novas tecnologias 10. Manutenção e monitoração do Site 1. Iniciando um e-business Antes de iniciar a construção de um e- business, é preciso ter uma sólida idéia dos produtos que serviços que se pode oferecer pela Web. É essencial fazer um bom plano de negócios. É importante rever o mercado atual. Quais os negócios são bem sucedidos? Quais estão enfrentando dificuldades? Essa pesquisa terá um papel importante no desenvolvimento de e-business.

2 2. Soluções para e-business Várias Alternativas de Desenvolvimento de um e-business 1. Soluções prontas (pacotes para e-business) 2. Modelos que esboçam a estrutura básica, mas permitem que o design seja feito pelo proprietário. 3. Terceirizar para empresas que ofereçam pacotes de soluções para e-business 4. Desenvolver seu próprio e-business Soluções para e-business 1. Soluções prontas (pacotes para e-business) Um serviço de soluções completas para e-business oferece todos os serviços para a construção de sites, desde a concepção até a implementação

3 Soluções para e-business 2. Modelos que esboçam a estrutura básica, mas permitem que o design seja feito pelo proprietário Existem também soluções de gerenciamento de conteúdos. Alguns serviços de hospedagem de sites oferecem redes de fornecimento de conteúdo (conten delivery networks CDNs) para auxiliar os e- business no gerenciamento de conteúdo (atualizações, aperfeiçoamento da consistência etc.). Isso pode reduzir o time-to-market ( velocidade na qual uma companhia começa a vender seus produtos ou serviços) Soluções para e-business 3. Terceirizar para empresas que ofereçam pacotes de soluções para e-business Os donos do e-business terceirizar os serviços de construção, e-consultoria e e- marketing para um provedor de soluções de e-business

4 Soluções para e-business 4. Desenvolver seu próprio e-business Os donos do e-business podem projetar seu próprio site cuidando de todos os aspectos como e-marketing, atualizações etc. 3. Hospedagem de sites Alguns donos de e-busines podem optar por serem eles próprios responsáveis pela hospedagem de seus sites Alguns requisitos: Aquisição de hardware necessário Servidor web Servidor para base de dados Conexão à Internet WebMaster

5 Hospedagem de sites Existem companhias de hospedagem de sites (web-hosting) que fornecem produtos, serviços e suportes para organizações e indivíduos para auxiliar- los a criar, hospedar e manter seus sites. Hospedagem de sites Alguns serviços Servidor dedicado: servidor com um propósito específico, assegura que a função para o qual foi projetado não será interrompida, oferecendo vantagens de tempo de download consistentes. Serviços de colocação: proporcionam um local físico seguro para o hardware da empresa. Esses serviços incluem conexões dedicadas para Internet, proteções contra interrupções de energia elétrica, desastres etc.

6 Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb locaweb.com.br/ Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb O início da concepção da empresa se deu em agosto de 1997, com a aquisição de um Servidor na Califórnia, com o objetivo de criar em um portal B2B para a indústria têxtil, o Intermoda. Quatro meses depois essa idéia se mostrava muito inovadora para a então realidade da internet no Brasil.

7 Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb A solução para minimizar os encargos de manutenção deste servidor foi locar espaço em disco e disponibilizar a conexão para empresas interessadas em ter presença na Web. No início de 1998 surge a LocaWeb, dedicada a atender às necessidades dos interessados em disponibilizar seus sites na internet. Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb No início de 1999 o servidor na Califórnia era insuficiente. Foi necessário adquirir novos servidores, desta vez posicionados em Campinas. Em menos de uma ano esta estrutura atingiu o seu limite e precisou ser substituída por outra dez vezes maior.

8 Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Hoje os servidores da LocaWeb encontramse no Data Center da Embratel, cuja escalabilidade suporta qualquer crescimento. Combinando percepção de mercado e inovação tecnológica a LocaWeb caracteriza-se pela atividade de hospedagem de sites, e pelo desenvolvimento de serviços e ferramentas especializados, como as soluções LocaVoz, LocaMail e LocaWeb IDC. Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb LocaVoz: oferece condições de hospedar toda a infra-estrutura de hardware, software, bancos de dados, telefonia e conectividade para manter um Portal de Voz funcionando. Características do serviço de Portal de Voz: 5 números de telefones diretos para diferentes pontos de entrada do portal de voz, sem limite do número de ligações simultâneas Transferência de chamadas Autenticação por voz Veja Aprenda -Diagrama em:

9 Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb LocaMail: serviço para nos domínios de todos os tamanhos que possuem de 5 a milhares de contas de e que necessitam de muitos recursos administráveis através de uma poderosa interface web. À medida que o número de contas vai crescendo, cresce também o número de recursos. Oferece Caixas-postais com 20 MB, Apelidos, Múltiplos Redirecionamentos, Múltiplas Auto-Respostas, Apelido Oculto, Filtro Anti-Spam, Lista de Bloqueio, Antí- Vírus, Grupos de Envio, Personalização de cores etc. Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb LocaWebIDC: serviço focado em atender empresas que necessitemde soluções robustas e econômicas para hospedar suas aplicações Web. Toda a experiência adquirida na administração de centenas de servidores é aplicada para manter a segurança, estabilidade e alto desempenho, com a promessa de oferecer a melhor solução em hospedagemde grande porte.

10 Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Parceria Nova Ao assinar um dos planos de hospedagem, a locaweb começou a fornecer cupons que permitem anunciar no Google, na parte de links patrocinados, localizada na parte direita dos resultados de busca no google. É neste tipo de situação que a propaganda on-line tem mostrado o melhor resultado quando aparece no momento em que o consumidor precisa da informação. Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Circuito Fechado de TV As áreas de hospedagem disponíveis no Data Center, contamcom sistema de circuito fechado de televisão com gravação 24x7 de todos os acessos e das áreas internas. Este sistema é formado por câmeras fixas coloridas para baixa luminosidade.

11 Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Sistemas de Acesso O acesso de pessoas ao ambiente de hospedagem é controlado e restrito aos funcionários LocaWeb, devidamente autorizados. Todos os acessos são registrados e se dão por portas controladas por fechaduras magnéticas e antecâmaras. Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Equipe de Segurança Composta por postos de trabalho com sistema de rodízio garantindo monitoração do ambiente 24x7. A equipe tem disponível monitores para visualização de qualquer uma das câmeras de acesso individualmente ou através de imagens multiplexadas.

12 Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Sistema contra Incêndio As áreas de hospedagem possuem monitoração 24x7 através de sensores de focos de incêndio. Estes sensores, uma vez acionados, alarmam uma brigada de incêndio instalada na própria localidade, para combater o foco e proteger os equipamentos e áreas não afetadas. Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Condicionamento de Temperatura Toda a estrutura possui rígido controle de temperatura para manter as condições de atuação dos servidores de alta performance, cuja temperatura padrão é 24oC (+/- 2oC). A LocaWeb possui em sua estrutura de hospedagem termômetros exclusivos que monitoram variações de temperatura.

13 Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Energia A LocaWeb usufrui de sistemas de segurança para a constante disponibilidade de energia elétrica, em duas redes de fornecimento independentes que contemplam no-breaks, estabilizadores e geradores à diesel. Conectividade A LocaWeb tem contratado um link exclusivo de 1 Gbps direto ao núcleo do BackBone da Embratel. Hospedagem de sites Exemplo: Locaweb Servidores Supermicro Dual Xeon 2,4 GHZ, 2 Gb RAM, SCSI Ultra-Wide, placas LAN Intel 100 Mbits; Windows 2003 Server/IIS 6; Red Hat Enterprise Linux AS 3.0 (Advanced Server), Apache 2.0; Sistema firewall criado internamente adaptado à arquitetura e estrutura LocaWeb de hospedagem compartilhada de sites atendendo às demandas de segurança contra invasões; Sistema de armazenamento a prova de falhas RAID 1 (disk mirroring) / RAID 5 (disk striping w/ parity) tanto no Windows 2000 como no Linux.

14 4. Serviços on line úteis Smallbusiness.yahoo.com Oferece serviços e software para criação de sites 4. Serviços on line úteis Oferece solução pronta para a construção, hospedagem e várias ferramentas para uma loja on line

15 4. Serviços on line úteis Oferece uma ferramenta para construir sites (sitebuilder) Serviços on line úteis Microsoft Site server Commerce Edition (Microsoft.com/siteserver) Pacote de softwares que permite às empresas gerenciar transações. Oferece mais opções que a maioria dos outros pacotes.

16 Serviços on line úteis Microsoft Site server Commerce Edition (Microsoft.com/siteserver) Pacote que permite às empresas oferecer serviços de pagamento seguros usando os protocolos de segurança Camada de Suporte Seguro (SSL - Secure Socket Layer ) e e Transação Eletrônica Segura (SET-Secure Electronic Transaction) manter um catálogo de produtos manter registros de transações on line e projetar sites. O Microsot Site server Commerce Edition foi projetado para ser usado com o Windows 2000 e o Microsoft SQL Server (um sistema gerenciador de banco de dados SGBD) Serviços on line úteis bcentral da Microsoft - Small Business center (www.bcentral.com) Oferece aos aspirantes de pequenos e-business uma lista de serviços necessários à sua construção. Por uma taxa mensal, os usuários recebem nome do domínio, serviços de construção de site e uma conta de para administrar as comunicações de negócios.

17 Serviços on line úteis Openair.com Fornecedor de serviços de gerenciamento de projetos, rastreamento de despesas e administração do tempo. Serviços on line úteis Oferece vários modelos para os usuários construírem sites, desde os simples até os mais sofisticados.

18 Serviços on line úteis Envia por o código HTML para a implementação de um mecanismo de busca. Serviços on line úteis Oferece uma tecnologia que permite que os consumidores vejam com zoom a mercadoria mais de perto

19 Serviços on line úteis (Collabrio) Fornece aplicativos ASP que dão acesso tanto à Internet quanto a arquivos comuns, incluindo calendários, lembretes, quadros de avisos etc. 5. Obtendo Recursos A construção de um e-business pode ser uma iniciativa arriscada. A concorrência é intensa, e determinar o nicho de mercado e o público a atingir pode exigir um significativo suporte financeiro.

20 Obtendo Recursos Incubadoras Internet: companhias especializadas no desenvolvimento de empresas na Internet e que frequentemente funcionam como financiadoras, além de trabalharem com a equipe de desenvolvimento na criação do e-business. Obtendo Recursos Incubadora: Ideialab - ideialab.com

21 Obtendo Recursos Incubadora: Ideia - ideia.com.br Obtendo Recursos Incubadora: Invent -

22 Obtendo Recursos Incubadora: InterArt - Obtendo Recursos Empresa Incubada: IdentidadeWeb -

23 Obtendo Recursos Empresa Incubada: CURRIEX - Obtendo Recursos Empresa Incubada: CREA SP -

24 Obtendo Recursos Empresa Incubada: etoys - Obtendo Recursos Empresa Incubada: ConnectedCampus -

25 Obtendo Recursos Empresa Incubada: netzero - www. netzero.com Obtendo Recursos Capitalistas de Risco: Indivíduos ou grupos que dão apoio financeiro para empreendimentos em crescimento troca de títulos de propriedade. Protetores: Ricos investidores com experiência comercial.

26 Obtendo Recursos Oferta Pública Inicial (IPO) Refere-se à primeira venda das ações de uma companhia ao público. São investimentos especulativos que acarretam um alto nível de volatidade. É aconselhável estudar bem cada IPO antes de investir. Obtendo Recursos Oferta Pública Inicial (IPO) Normalmente, as IPOs säo realizadas por empresas relativamente novas e desconhecidas (de vez em quando a companhia estabelecida e bem conhecida decide converter-se em uma empresa pública). O dinheiro vindo de investidores pode ser usado para desenvolver a companhia posteriormente e colocá-la na vanguarda. Mais detalhes sobre IPOs ipb-global/cfsc/portuges /ipo.htm#3

27 Obtendo Recursos As companhias se convertem em empresas públicas com o propósito de arrecadar fundos. A companhia poderia desejar aumentar: seu apoio às operações regulares, sua base financeira, sua liquidez, seu prestígio, sua capacidade de expansão, sua capacidade para aproveitar novas oportunidades de negócio, sua capacidade para atrair pessoal clave, e/ou sua capacidade de aquisição. Uma empresa estabelecida pode se converter em pública para se desligar de uma companhia subsidiária para "liberar seu valor oculto". Obtendo Recursos Bancos de investimento são contratados como asseguradores para assistir à companhia na emissão das novas ações públicas. Os serviços suministrados pelos asseguradores incluem: prover assessoramento sobre os procedimentos requeridos, prover assessoramento financeiro, medir a receptividade do público com relação à nova emissão, fazer um estudo da companhia, preparar um prospecto, determinar o preço de venda apropriado para as ações, atrair compradores, comprar emissões de ações da companhia, e revender a emissão de ações para o público

28 6. Escolhendo um domínio Um nome de domínio é o nome que aparece na URL do site. O nome escolhido deve ser conciso de modo que as pessoas consigam reconhecer e digitar facilmente. Como o site rompe barreiras geográficas, é importante considerar como nome escolhido será interpretado nas diversas línguas e culturas. Exemplo de um bom nome: Escolhendo um domínio Escolhendo o Nome de Domínio Certo Checar se já é marca registrada; Checar disponibilidade; Ser fácil de lembrar; Checar se identifica grupos com mesma afinidade.

29 Escolhendo um domínio Endereço URL (Uniform Resource Locator): br/dir/arq.html http protocolo de transferência de páginas na Internet www nome do host ex.com.br host + domínio (com) + domínio principal (br) ex nome do domínio com Top level domain (TLD) br Top level domain (TLD) do próprio país dir diretório do computador host arq.html nome do arquivo da página Web Escolhendo um domínio Endereços e Domínios Cada endereço IP da Internet é, na verdade, uma série de 4 números separados por pontos como Os domínios superiores de uma hierarquia mantêm listas e endereços dos domínios imediatamente inferiores a eles. Domínios comuns nos EUA:.com,.edu,.gov,.org, etc Fora dos EUA:.br,.au,.ca,.fr, etc.

30 Escolhendo um domínio Curiosidade A minúscula ilha país Tuvalu (26Km 2 ), situada entre a Austrália e o Havaí, recebeu U$ 50 milhões de uma companhia canadense por seu Top level domain do país,.tv, uma valioso TLD para a indústria de entretenimento. O pagamento inicial de U$ 18 milhões aumentou o produto interno do país de 50%. Escolhendo um domínio Comitê Gestor Internet do Brasil No Brasil, o Comitê Gestor Internet do Brasil delegou competência para a realização do serviço de Registro.BR à FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo). Veja

31 7.Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Canal de Distribuição Estrutura das unidades organizacionais internas e externas, dos agentes, representantes, atacadistas e varejistas, através dos quais uma commodity, produto ou serviço é comercializado Visão simplificada Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Os relacionamentos existentes na cadeia de comercialização existente entre o fornecedor da matéria prima de um produto, até este chegar nas mãos do consumidor, são complexos. Deve-se considerar os relacionamentos que tornam esta cadeia mais competitiva e com menores custos para cada um dos elementos da mesma. Deve-se considerar a necessidade de que todos os elementos da cadeia precisam obter lucros. Cadeia de Suprimento: São as inter-relações de uma empresa com outras empresas, necessárias para montar e vender um produto.

32 Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Gerenciamento da Cadeia de Suprimento (SCM): É um conceito administrativo que integra o gerenciamento de processos da cadeia de suprimento Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Objetivos Levar o produto certo no lugar certo pelo menor custo. Manter o estoque mais baixo possível e ainda oferecer atendimento superior ao cliente Reduzir os tempos de ciclo: simplificar e acelerar as operações referentes ao modo como os pedidos dos clientes são processados, atendidos, bem como o modo como as matérias-primas são adquiridas e entregues para os processos de manufatura

33 Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (SCM) Administração de Fornecedores Administração de Estoque Administração de Distribuição Componentes do Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (SCM Supply Chain Management) Administração de Canal Administração de Pagamento Administração Financeira Administração da Força de Vendas Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management A internet pode ajudar ao dono de um e-business a gerenciar o fulfillment de seu negócio. Fulfillment armazenagem no depósito Expedição Gerenciamento de inventário Políticas de devolução

34 Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Exemplo: as empresas não precisam mais manter estoques grandes. Por meio de gerenciamento on line, as empresas podem confira em um fabricante (o produtor) ou em um distribuidor (o fornecedor, intermediário entre fabricantes e vendedores, que muitas vezes reduz o preço na compra de grandes quantidades) para abastecê-las quando necessário. Isso permite que e-business e empresas físicas com cadeia de suprimentos aceite pedidos por encomenda; mas deve-se tomar cuidado em datas especiais, como natal. Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Exemplo: Dell.com

35 Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Algumas Vantagens de gerenciar o fuldillmnet on line Aumenta a eficácia O empresário pode servir melhor os clientes conhecendo a poição de cada pedido: mecanismos de fulfillment com base na Web permitem que se veja se o produto está disponível, se deixou o depósito, se foi entregue ( e quem assinou o recebimento). Gestão da Cadeia de Suprimentos- SCM: Supply Chain Management Fornecedores SCM SAP ( I2 (http://www.i2.com/home/) Ariba (http://www.ariba.com/) Baan(http://www.baan.com/solutions/ibaanforscm/) IBM (http://www-3.ibm.com/e-business/br/scm/index.shtml/) Siebel(http://www.siebel.com/) J.D. Edwards (http://www.jde.com.br/supplychain/)

36 8. Proteção do Site Política de Privacidade Informar aos clientes como as informações por eles fornecidas serão utilizadas. Isenção de responsabilidade Informar aos clientes o quanto o site se responsabiliza por produtos e serviços. O site deve deixar claro se se responsabilizará por erros digitados no site ou se a venda pode ser cancelada? Ou o site deve deixar claro que não se responsabiliza pelos produtos anunciados, como é o caso do mercado livre. 9. Preparar-se para novas tecnologias Na hora em que um site for projetado, o fato de já se ter em mente novas tecnologias, pode reduzir gastos futuros. Exemplo: O que é apropriado para uma tela grande pode não funcionar be, em um visr de celular, pager ou PDA (Personal Digital Assistent). Conhecer um pouco sobre o WAP (Wireless Application Protocol)

37 10. Manutenção e monitoração do Site Balance Scorecard: Método usado para medir o sucesso de um negócio por seu desempenho quanto à satisfação do cliente, capacidades de integração e potencial para crescimento Medidas auxiliares Para se reduzir o número de reclamações, deve-se também conhecer os limites de capacidade do site, como tempo de download e capacitação dos usuários. Existem empresas especializadas nesses serviços, como a Emprix ou a keynote.com

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441 1 2 1) Proposta Comercial 2) Cases 3) Apresentação Eyenet 3 Objetivos do Projeto Construir uma intranet, oferecendo aos gestores, uma ferramenta web de fácil atualização de conteúdos, tornando-o um meio

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais

CEP: 05 707-001 Jd. Morumbi São Paul o SP Tel.: 11 3544-040 0 Fa x: 11 3544-0445 PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Servidores Dedicados.

CEP: 05 707-001 Jd. Morumbi São Paul o SP Tel.: 11 3544-040 0 Fa x: 11 3544-0445 PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Servidores Dedicados. PROPOSTA COMERCIAL Produto: Servidores Dedicados Página 1 de 11 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. SOLUÇÕES PROPOSTAS 4 SERVIÇOS OPCIONAIS ALUGUEL DE LICENÇAS

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1 Contratação de empresa para prestação de serviços especializados de Data Center e hospedagem de web sites (hosting) em servidores dedicados e gerenciados, disponibilizada

Leia mais

Documento de Requisitos de Rede (DRP)

Documento de Requisitos de Rede (DRP) Documento de Requisitos de Rede (DRP) Versão 1.2 SysTrack - Grupo 1 1 Histórico de revisões do modelo Versão Data Autor Descrição 1.0 30/04/2011 João Ricardo Versão inicial 1.1 1/05/2011 André Ricardo

Leia mais

E-COMMERCE / LOJA VIRTUAL

E-COMMERCE / LOJA VIRTUAL 1 ÍNDICE 1. WIX SISTEMAS E O /LOJA VIRTUAL 03 1.1.1 GRANDE VARIEDADE DE LAYOUTS E PERSONALIZAÇÃO 03 1.1.2 SERVIDOR E SSL (CADEADO DE SEGURANÇA) COMPARTILHADOS 04 2. RECURSOS 05 3. NOSSOS PLANOS DE /LOJA

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar

O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar Muitos empresários e profissionais liberais gostariam de estar na Internet, mas, na maioria dos casos, não sabem muito bem por que e nem mesmo sabem a diferença

Leia mais

IBM WebSphere Product Center

IBM WebSphere Product Center Soluções de gerenciamento de informação de produto para dar suporte aos seus objetivos de negócios IBM WebSphere Product Center Oferece uma solução abrangente de gerenciamento de informação de produto

Leia mais

Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet

Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet Prof. José Alexandre da Costa Alves (MSc) O que é uma rede de Computadores Conjunto de unidades de processamento com capacidade de trocar informações

Leia mais

Atividade Capitulo 6 - GABARITO

Atividade Capitulo 6 - GABARITO Atividade Capitulo 6 - GABARITO 1. A Internet é uma força motriz subjacente aos progressos em telecomunicações, redes e outras tecnologias da informação. Você concorda ou discorda? Por quê? Por todos os

Leia mais

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização: Comércio Eletrônico FTS Faculdade Taboão da Serra Curso de Administração de Sistemas de Informações Disciplina: Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Servidores Dedicados Gerenciados

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Servidores Dedicados Gerenciados PROPOSTA COMERCIAL Produto: Servidores Dedicados Gerenciados Página 1 de 10 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÃO PROPOSTA 5 DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS INCLUSOS 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de:

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: Soluções Completas Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: - Conexões compartilhada (.IP) e dedicada (.LINK); - Data Center com servidores virtuais

Leia mais

Sistemas. ções Gerenciais

Sistemas. ções Gerenciais Sistemas Como elaborar seu currículo? de Informaçõ 04/2006 ções Gerenciais Um currículo bem feito não garante sua contratação mas um currículo mal elaborado elimina-o do processo seletivo. Novas Tecnologias...

Leia mais

Servidores e Criação de Web Sites 2013

Servidores e Criação de Web Sites 2013 Criação e Hospedagem de Web Sites para Empresas, Profissionais liberais e Pessoais. VeroKatti Empresa do grupo NamiHaru Fundação: Ano 2000 Local: Tokyo Japão (Tokyo to Edogawa, Nishi Kasai 6-19 134-0088)

Leia mais

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Mercados em potencial de serviços Serviços da Web ftp,http,email,news,icq! Mercados em potencial de serviços FTP IRC Telnet E-mail WWW Videoconferência

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br @ribeirord Pesquisa e Propagação do conhecimento: Através da Web, é possível

Leia mais

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes?

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes? Escola Superior de Gestão e Tecnologia Comércio eletrônico Mercados digitais, mercadorias digitais Prof. Marcelo Mar3ns da Silva Objetivos de estudo Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as

Leia mais

Introdução. PSINF Internet / Intranet nas Empresas. Motivos. Intranet. Canais. Finalidade

Introdução. PSINF Internet / Intranet nas Empresas. Motivos. Intranet. Canais. Finalidade Introdução PSINF Internet / Intranet nas Empresas Prof. Alexandre Beletti Ferreira Internet: sites sobre lazer, shopping, cultura, etc... Intranet: sistemas corporativos de informações, e que também podem

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 4 OBJETIVOS OBJETIVOS A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ASSESSORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ASSESSORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Termo de Referência Pág 1 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa para prestação de serviços especializados de Data Center e hospedagem de web sites (hosting) em servidores dedicados e gerenciados, por um

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange PROPOSTA COMERCIAL Produto: Exchange Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS 7 PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES 8 www.locaweb.com.br/exchange

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE III: Infraestrutura de Tecnologia da Informação Atualmente, a infraestrutura de TI é composta por cinco elementos principais: hardware, software,

Leia mais

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2

INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 INSTALAÇÃO DO MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 Neste item aprenderemos a instalar o Microsoft SQL SERVER 2008 R2 e a fazer o Upgrade de versões anteriores do SQL SERVER 2008 R2. Também veremos as principais

Leia mais

Introdução. Página 1 de 9. Trabalho sobre EXTRANET. Universidade de São Paulo Escola Politécnica. Luciano Chede Abad 14/09/2002

Introdução. Página 1 de 9. Trabalho sobre EXTRANET. Universidade de São Paulo Escola Politécnica. Luciano Chede Abad 14/09/2002 Introdução E-business é a nova onda nas empresas. A Internet não permite apenas que as empresas façam negócios de maneiras novas, ela praticamente as obriga a fazer isso, por questões de sobrevivência.

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produtos: PABX Virtual e Call Center Virtual. www.locaweb.com.br Página 1 de 10

PROPOSTA COMERCIAL. Produtos: PABX Virtual e Call Center Virtual. www.locaweb.com.br Página 1 de 10 PROPOSTA COMERCIAL Produtos: PABX Virtual e Call Center Virtual www.locaweb.com.br Página 1 de 10 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRA-ESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 REQUISITOS

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. O que é a nova infra-estrutura informação (TI) para empresas? Por que a conectividade é tão importante nessa infra-estrutura

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Symantec Endpoint Protection 12.1 Segurança inigualável. Performance superior. Projetado para ambientes virtuais.

Symantec Endpoint Protection 12.1 Segurança inigualável. Performance superior. Projetado para ambientes virtuais. Segurança inigualável. Performance superior. Projetado para ambientes virtuais. Visão Geral Com o poder do Symantec Insight, o Symantec Endpoint Protection é a segurança rápida e poderosa para endpoints.

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

WMS - Warehouse Management System

WMS - Warehouse Management System Sistema de Gestão Empresarial LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Itair Pereira Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. WMS... 2 3. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 2 4. POLÍTICA

Leia mais

II. Visão Geral do e-business

II. Visão Geral do e-business II. Visão Geral do e-business 1. e-commerce X e-business 2. Vantagens do e-business 3.Problemas na Internet 4. Tipos de e-business 5. Categorias de e-business 6. Ferramentas de Comércio Eletrônico 7. Dimensões

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

TIC Empresas 2007 DESTAQUES 2007

TIC Empresas 2007 DESTAQUES 2007 TIC Empresas DESTAQUES Os computadores estão presentes em 95% das empresas, sendo que a informatização aumenta de acordo com o porte. Entre as que utilizam computadores, o acesso à Internet é quase integral:

Leia mais

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One.

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Neste tópico, responderemos à pergunta: O que é o Business One? Definiremos o SAP Business One e discutiremos as opções e as plataformas disponíveis para executar

Leia mais

Valor Comercial das Telecomunicações. Telecomunicações nas Empresas. Superar barreiras geográficas. Superar barreiras do tempo

Valor Comercial das Telecomunicações. Telecomunicações nas Empresas. Superar barreiras geográficas. Superar barreiras do tempo Valor Comercial das Telecomunicações Superar barreiras geográficas Atendimento ao cliente/preenchimento de pedidos Superar barreiras do tempo Consultas de crédito (POS) Superar barreiras de custo Videoconferência

Leia mais

E-Business. Parte 2. Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com

E-Business. Parte 2. Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com Parte 2 Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com As dimensões do E-Commerce (Comércio Eletrônico). SCM - Supply Chain Management (Gerenciamento de Cadeia de Fornecimento) ERP - Enterprise Resourse

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA)

TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA) TERMO DE USO DE SERVIÇO DE VALOR ADICIONADO (SVA) Código do Serviço: 3005001 Nome do Serviço: Data de Publicação: 30/04/2013 Entrada em Vigor: SAN AUTENTICAÇÃO 01/06/2013 Versão: 1.0000 Status: Publicado

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

Requisitos técnicos dos produtos Thema

Requisitos técnicos dos produtos Thema Requisitos técnicos dos produtos Thema 1 Sumário 2 Apresentação...3 3 Servidor de banco de dados Oracle...4 4 Servidor de aplicação Linux...4 5 Servidor de terminal service para acessos...4 6 Servidor

Leia mais

CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação

CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação CEA439 - Gestão da Tecnologia da Informação Janniele Aparecida Como uma empresa consegue administrar toda a informação presente nesses sistemas? Não fica caro manter tantos sistemas diferentes? Como os

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 9.1 9 OBJETIVOS OBJETIVOS A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Mobimail

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Mobimail PROPOSTA COMERCIAL Produto: Mobimail Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 CONHEÇA TAMBÉM 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS 7 CONDIÇÕES GERAIS 8 www.locaweb.com.br

Leia mais

Comércio Eletrônico. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Comércio Eletrônico. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Comércio Eletrônico Aula 01 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do SISLOC Sumário Pré-Requisitos de Instalação Física e Lógica do SISLOC...3 Servidores de Dados...3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)...3 Estações

Leia mais

www.under.com.br 4007.1432 / 0800.886.1432 / 51 3301.1432

www.under.com.br 4007.1432 / 0800.886.1432 / 51 3301.1432 www.under.com.br 4007.1432 / 0800.886.1432 / 51 3301.1432 Sua Infra na Nuvem Quem somos A Under é uma empresa de tecnologia e infraestrutura para internet, fundada em 2002. Figuramos entre as maiores empresas

Leia mais

Aplicações Integradas Empresariais ERP e CRM Simone Senger Souza

Aplicações Integradas Empresariais ERP e CRM Simone Senger Souza Aplicações Integradas Empresariais ERP e CRM Simone Senger Souza ICMC/USP 1 Visão Tradicional de Sistemas Dentro das empresas Há funções, e cada uma tem seus usos para os sistemas de informação. Além das

Leia mais

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc

Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Pré-requisitos para Instalação Física e Lógica do Sisloc Sumário: 1. Pré-requisitos de instalação física e lógica do Sisloc... 3 Servidores de Dados... 3 Servidores de Aplicação (Terminal Service)... 3

Leia mais

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral

Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Aula 1 Windows Server 2003 Visão Geral Windows 2003 Server Introdução Nessa Aula: É apresentada uma visão rápida e geral do Windows Server 2003. O Foco a partir da próxima aula, será no serviço de Diretórios

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 06 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação DCC133 Introdução à Sistemas de Informação TÓPICO 2 E-business global e colaboração Prof. Tarcísio de Souza Lima OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever

Leia mais

abilitisoft Ltda. PatriMo Soft Acordo de Nível Operacional - ANO

abilitisoft Ltda. PatriMo Soft Acordo de Nível Operacional - ANO abilitisoft Ltda. PatriMo Soft Acordo de Nível Operacional - ANO OBJETIVO: O Acordo de Nível Operacional, é um acordo entre equipes de TI internas, para que o provedor possa entregar o requisito estabelecido

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Capítulo 9 A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 9.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação (IT) para empresas? Por que a conectividade

Leia mais

Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno:

Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno: Escola Politécnica da USP MBA EPUSP em Gestão e Engenharia do Produto EP-018 O Produto Internet e suas Aplicações Professor: Márcio Lobo Netto Aluno: Giovanni Pietro Vallone Cocco Portais Corporativos

Leia mais

BACKUP Cópia exata de um programa, disco ou arquivo de dados, feita para fins de arquivamento ou para guardar informações.

BACKUP Cópia exata de um programa, disco ou arquivo de dados, feita para fins de arquivamento ou para guardar informações. A ASSINATURA DIGITAL Código utilizado para verificar a integridade de um texto ou mensagem. Também pode ser utilizado para verificar se o remetente de uma mensagem é mesmo quem diz ser. AUTORIDADE CERTIFICADORA

Leia mais

INTERNET CONCEITOS. Internet é a "grande rede mundial de computadores"

INTERNET CONCEITOS. Internet é a grande rede mundial de computadores INTERNET CONCEITOS O que é Internet Estamos acostumados a ouvir que Internet é a "grande rede mundial de computadores" Entretanto, essa definição não é muito simplista. Na realidade, Ela é uma coleção

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

gladiador INTERNET CONTROLADA

gladiador INTERNET CONTROLADA gladiador INTERNET CONTROLADA funcionalidades do sistema gladiador sistema Gerenciamento de usuários, gerenciamento de discos, data e hora do sistema, backup gladiador. Estações de Trabalho Mapeamento

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 1 Ambiente de Data Center Os serviços de comunicação em banda larga estão mais

Leia mais

Configurando opções do servidor de páginas e do servidor ftp.

Configurando opções do servidor de páginas e do servidor ftp. Configurando opções do servidor de páginas e do servidor ftp. Após ter criado um diretório virtual, quer seja de http ou de ftp, você pode configurar uma série de opções para este diretório. As configurações

Leia mais

CA Protection Suites Proteção Total de Dados

CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA Protection Suites Proteção Total de Dados CA. Líder mundial em software para Gestão Integrada de TI. CA Protection Suites Antivírus Anti-spyware Backup Migração de dados Os CA Protection Suites oferecem

Leia mais

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E ELETRÔNICOS

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E ELETRÔNICOS Capítulo 4 A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS 4.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios? O que é comércio eletrônico?

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE III: Infraestrutura de Tecnologia da Informação Atualmente, a infraestrutura de TI é composta por cinco elementos principais: hardware, software,

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Cloud Server Gerenciado

PROPOSTA COMERCIAL Produto: Cloud Server Gerenciado PROPOSTA COMERCIAL Produto: Cloud Server Gerenciado www.locaweb.com.br v1402c 1 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÃO PROPOSTA 6 DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS INCLUSOS 6 CONDIÇÕES

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1

Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Curso de Sistemas de Informação 8º período Disciplina: Tópicos Especiais Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-1 Aula 2 Arquitetura de Data Center Ambientes Colaborativos A história dos sistemas

Leia mais

Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP

Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP O que é o Freedom ERP? É um software livre para Gestão Empresarial. Pode ser utilizado em estabelecimentos comerciais, varejistas, atacadistas e industriais. Dividido

Leia mais

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital.

Fortaleza Digital. Aker FIREWALL UTM. Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Aker FIREWALL UTM Fortaleza Digital Sua empresa mais forte com uma solução completa de segurança digital. Ideal para o ambiente corporativo, com o Aker Firewall UTM você tem o controle total das informações

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS II

GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS II GESTÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS II Servidores Definição Servidores História Servidores Tipos Servidores Hardware Servidores Software Evolução do Windows Server Windows Server 2003 Introdução Windows Server

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ:

SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ: Dados da Empresa Dados da SYSTEMBRAS SISTEMAS BRASILEIRO EM INFORMÁTICA CNPJ: 00.000.000/0001-00 Rua Paramoti, 04 Vila Antonieta SP Cep: 03475-030 Contato: (11) 3569-2224 A Empresa A SYSTEMBRAS tem como

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA conceito inicial Amplo sistema de comunicação Conecta muitas redes de computadores Apresenta-se de várias formas Provê

Leia mais

Sobre nós 1. Um pouco da nossa história 1. Sobre o produto 2. Sistema 100% Web 2. Controle operacional 3. Coletores de dados 4.

Sobre nós 1. Um pouco da nossa história 1. Sobre o produto 2. Sistema 100% Web 2. Controle operacional 3. Coletores de dados 4. Apresentação Sumário Sobre nós 1 Um pouco da nossa história 1 Sobre o produto 2 Sistema 100% Web 2 Controle operacional 3 Coletores de dados 4 Faturamento 5 Nota fiscal eletrônica 5 Nota fiscal de serviços

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Cloud Server Pro. www.locaweb.com.br 1

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Cloud Server Pro. www.locaweb.com.br 1 PROPOSTA COMERCIAL Produto: Cloud Server Pro www.locaweb.com.br 1 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS DO CLOUD SERVER PRO LOCAWEB 6 SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho

http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Prof. Ricardo César de Carvalho vi http://aurelio.net/vim/vim-basico.txt Entrar neste site/arquivo e estudar esse aplicativo Administração de Redes de Computadores Resumo de Serviços em Rede Linux Controlador de Domínio Servidor DNS

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce

Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce 3.1 Fundamentos do Comércio Eletrônico Introdução O comércio eletrônico é mais do que a mera compra e venda de produtos online. Em lugar disso, ele engloba o processo

Leia mais

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012

Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Portfólio de Serviços e Produtos Julho / 2012 Apresentação Portfólio de Serviços e Produtos da WebMaster Soluções. Com ele colocamos à sua disposição a Tecnologia que podemos implementar em sua empresa.

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

PANORAMA. O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks.

PANORAMA. O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks. PANORAMA O Panorama fornece gerenciamento centralizado de políticas e dispositivos em uma rede de firewalls de próxima geração da Palo Alto Networks. Exiba um resumo gráfico dos aplicativos na rede, os

Leia mais