Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor!"

Transcrição

1 16º DOMINGO DO TEMPO COMUM - 19 de julho de 2015 Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! Leituras: Jeremias 23, 1-6; Salmo 22 (23), 1-3a.3b (R/1.6a); Efésios 2, 13-18; e Marcos 6, COR LITÚRGICA: VERDE Animador: Nesta Eucaristia, celebramos a importância e a urgência da missão, que era a grande preocupação de Cristo e dos discípulos. Se a fé cura e liberta de todo mal, não podemos ficar de braços cruzados diante da multidão que vive como ovelhas sem pastor, rebanho disperso e sem proteção. O amor pelas ovelhas sem pastor é marca de um Deus que nunca nos abandona. 1. Situando-nos Hoje acompanhamos Jesus que escuta a experiência dos apóstolos, após a missão realizada por eles. O mestre se revela próximo e íntimo de seus discípulos, convidando-os para se retirarem a um lugar deserto e afastado. Embora Jesus tenha se retirado, a multidão sedenta vai a seu encontro. Ele o Pastor que veio para dar vida e, cheio de compaixão, dá atenção a todos e os ensina. Seremos alimentados com a presença de Jesus, o Bom Pastor, que nos ama e restaura nossas forças. Como Bom Pastor, Ele nos reúne, se compadece de nossos sofrimentos, guia-nos, fortalece-nos e defende nossa vida. 2. Recordando a Palavra O Evangelho de Marcos ressalta a participação dos discípulos no ministério de Jesus; o entusiasmo do povo em relação a Jesus; a compaixão manifestada por Jesus. Entre o envio dos discípulos em missão (cf. 6,7-13) e o retorno deles (cf. 6, 30-34), Marcos narra a morte de João Batista (cf. 6,14-29). Assim, o evangelista salienta que o caminho do discipulado pode implicar sofrimento e morte. O destino de João Batista antecipa o de Jesus e de muitos discípulos. Jesus, os apóstolos e a multidão (cf. 6,30-34) compõem o cenário que introduz a primeira multiplicação dos pães, cuja narrativa termina e, 6,44. Ao regressarem da 1

2 missão, os apóstolos, isto é, os enviados lhe contaram tudo o que tinham feito e ensinado (6,30). Eles partilham, com alegria e entusiasmo, a experiência do anúncio da Boa-Nova do Reino de Deus, que os torna participantes do ministério de Jesus. A missão dos discípulos aprece que obteve êxito, pois agora muitas pessoas se aproximam de Jesus através do testemunho deles. Em meio à atividade missionária intensa, os discípulos acolhem o convite de Jesus: Vinde, a sós, para um lugar deserto e descansai um pouco (6,31). Junto a Jesus, em sua intimidade, na escuta de sua Palavra, recuperam as forças e se reanimam para o trabalho missionário. O seguimento da multidão vinda de todas as cidades, mostra que o descanso dos discípulos consistirá em fazer descansar os outros em compartilhar a compaixão e a solicitude amorosa de Jesus por um povo, comparado a um rebanho sem pastor. Jesus viu uma grande multidão e encheu-se de compaixão por eles, porque eram como ovelhas que não tem pastor. E começou então a ensinar-lhes muitas coisas (6,34). Sua presença manifesta o Deus compassivo, cujas entranhas se agitam (Os 11,8), diante dos sofredores. Na segunda multiplicação dos pães, o motivo da compaixão é a fonte da multidão (Cf. Mc 8,2). Aqui Jesus tem compaixão porque eles estão desorganizados, ninguém olha por elas, estão abandonados a si mesmos não constituem um povo. Esta compaixão se traduz pelo ensino (Cf. Delorme Jean. Leitura do Evangelho segundo Marcos p.83). Jesus, como o verdadeiro pastor anunciado especialmente em Ezequiel 34, congrega o povo disperso e demonstra sua compaixão ensinando. A Palavra e o ensinamento de Jesus proporcionam a formação de um povo novo, caracterizado por misericórdia, solidariedade, partilha. A continuação do relato (cf. 6.35s) revela um povo bem organizado, reunido por seu pastor, Jesus, tendo os discípulos como colaboradores na missão. A leitura do profeta Jeremias realça a imagem do pastor, presente também em outros textos (cf. 10,21; 22,22; Ez 34). Jeremias realizou a missão profética no reino de Judá, sobretudo em Jerusalém, entre os anos 627 e 582 a.c.. Ele enfrentou conflitos e sofrimentos por denunciar toda forma de injustiças. Os reis de Judá são criticados por não cumprirem seu dever de conduzir a povo (Cf. Ez 34) contribuindo para a dispersão, o exílio. O profeta anuncia também a esperança de restauração do povo, após o exílio babilônico, com a completa realização das propostas da aliança, incluindo os novos lideres que surgirão, pastores, segundo o coração de Deus. De modo especial, o Senhor suscitará um pastor para exercer a justiça e o direito (Cf. Jr 33,15-16; Is 4,2; Zc 3,8; 6,12) e assegurar a vida digna, a paz, a salvação. Em Jesus, que veio cumprir toda a justiça (Mt 3,15), realiza-se plenamente a salvação messiânica. O Salmo 22(23) realça a confiança no Senhor que guia o povo pelo deserto, para restaurar-lhe a vida, proporcionando água, comida, repouso. A imagem de Deus pastor, que conduz o povo com solicitude pelos caminhos da justiça, ocorre com frequência (Cf. Sl 78,52; 80,2; Is 40,10s; Jr 23,4). 2

3 A leitura da carta aos Efésios sublinha a nova humanidade que o Pai recriou em Cristo, através de sua obra redentora. Cristo é nossa paz (2,14), a plenitude dos bens salvíficos, anunciados pelos profetas (cf. Is 9,6; Mq 5,4; Zc 9,10). Estabelecer a paz é a missão de Jesus, ressaltada desde o nascimento em Belém (Lc 2,14). Mediante a entrega que culminou na cruz, Cristo estabelecendo a paz e reconciliando os dois (povos), em um só corpo (2,15-16). Assim, Ele derrubou o muro da inimizade que os separava. A inimizade recíproca é simbolizada pela barreira, pelo muro que separava os gentios do átrio interior do templo de Jerusalém (Cf. At 21,27s). Unidos em Cristo, judeus e gentios formam um só corpo no amor e na fraternidade, superando todas as divisões. No mesmo Espírito, em Cristo, todos os povos representados pelos judeus e gentios, tem acesso ao Pai. A comunidade cristã, como família de Deus, corpo de Cristo, partilha a mesma fé e trilha o mesmo caminho de vida. É um corpo, formado por uma grande diversidade de membros, no qual todos são chamados a viver em comunhão fraterna como irmãos em Cristo. 3. Atualizando a Palavra A compaixão de Jesus diante dos sofredores, que eram como ovelhas sem pastor, é sinal de seu grande amor e de sua solidariedade. Seus ensinamentos e sua vida entregue até a cruz revelam que Ele é o verdadeiro pastor prometido (Cf. Ez 34). Como discípulos e discípulas, somos impelidos a participar de seu ministério de compaixão, que cria um mundo novo e conduz à vida plena. Em meio aos desafios da missão, Jesus nos convida a renovar as forças, para continuarmos o anúncio do Reino de Deus com fé e esperança. Ele ensina a se deixar comover pelas multidões sofridas que, em diversas partes do mundo, continuam como ovelhas sem pastor. A presença do Deus compassivo se manifesta quando nos aproximamos, com misericórdia, das pessoas excluídas, para ajudá-las a resgatar seus direitos de liberdade e vida digna como filhos e filhas. As palavras e os gestos solidários colaboram para que o povo não fique como rebanho sem pastor. As lideranças das comunidades, enviadas por Deus à frente do seu povo, devem estar a serviço na gratuidade, como Jesus e seus discípulos que dedicavam suas vidas aos necessitados. O profeta Jeremias denuncia os que utilizam o rebanho em benefício próprio, privando as pessoas de vida e felicidade plena. Como membros de um só corpo em Cristo, todos responsáveis pelos irmãos que caminham conosco e pela construção de um mundo mais fraterno e solidário. Na diversidade, todos dão testemunho da admirável unidade no corpo de Cristo, pois a própria variedade de graças, de ministérios e de operações reúne num só corpo os filhos de Deus, uma vez que todas essas coisas são obra de um único Espírito (Cf. 1Cor 12,11; LG, n.32, c) (Cf. Missal Dominical, p. 966). 4. Ligando a Palavra com ação litúrgica Como rebanho, nos reunimos ao redor do Bom Pastor para refazer as forças e ouvir sua Palavra, Jesus, o Pastor Eterno, nos conduz, nos faz descansar, nos guia por caminhos seguros, diferentemente dos maus pastores que deixam as ovelhas se dispersarem e não cuidam delas como deveriam. 3

4 Sua presença amorosa é sentida já na comunidade irmãos, reunida para escutar e seguir sua voz. Sua Palavra proclamada nos alimenta e suscita em nós uma resposta comprometida. A aliança se estende e se plenifica na mesa eucarística. Agradecidos, oferecemos com Ele nossa vida ao Pai que nos brinda com a ceia, sacramento da entrega de seu Filho na cruz. Caminhando com Ele, também nós enxergamos e nos compadecemos da multidão perdida como ovelhas sem pastor. Oração dos fiéis: Presidente: Hoje, somos convidados a caminhar nos caminhos de Deus buscando encontrar-se com Jesus. 1. Senhor, pelo Papa Francisco, pelos bispos e pelo clero, que sejam exemplos vivos de Cristo, Bom Pastor, em nossas comunidades. Peçamos: Todos: Guia-nos, Senhor. 2. Senhor, que os governantes das nações, que tenham um forte combate à corrupção, à fome, à miséria, e a tudo o que se refere a dignidade das pessoas, criadas à tua imagem. Peçamos: 3. Senhor, envie operários a tua messe, para que anunciem a todas as pessoas o Evangelho da vida e do amor. Peçamos: 4. Senhor, que comunidade possa sempre ficar unida, como verdadeiro rebanho de Cristo. Peçamos: (Outras intenções) Presidente: Nós somos o teu povo, Deus Bom Pastor, e te suplicamos a graça de ouvir sempre a tua voz, para que caminhando sem nunca perder Jesus de vista, possamos descansar em ti e ajudar nossos irmãos e irmãs a caminhar em caminhos seguros. Por III. LITURGIA EUCARÍSTICA ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS: Presid.: Ó Deus, que no sacrifício da cruz, único e perfeito, levastes à plenitude os sacrifícios da Antiga Aliança, santificai, como o de Abel, o nosso sacrifício, para que os dons que cada um trouxe em vossa honra possam servir para a salvação de todos. Por ORAÇÃO APÓS A COMUNHÃO: Presid.: Ó Deus, permanecei junto ao povo que iniciastes nos sacramentos do vosso reino, para que, despojando-nos do velho homem, passemos a uma vida nova. Por 4

5 BÊNÇÃO E DESPEDIDA: Presid.: O Senhor esteja convosco. Todos: Ele está no meio de nós. Presid.: Abençoe-vos o Deus todo-poderoso, + Pai e Filho e Espírito Santo. Presid.: Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe. Todos: Graças a Deus. 5

Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede

Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede 18º DOMINGO DO TEMPO COMUM 02 de agosto de 2015 Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede Leituras: Êxodo 16, 2-4.12-15; Salmo 77 (78), 3.4bc.23-24.25.54; Carta de São Paulo

Leia mais

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM 26 de julho de 2015 Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes Leituras: Segundo Livro dos Reis 4, 42-44; Salmo 144 (145),

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim 5º DOMINGO DA PÁSCOA 18 de maio de 2014 Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim Leituras: Atos 6, 1-7; Salmo 32 (33), 1-2,4-5.18-19; Primeira Carta de Pedro 2, 4-9; João

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

XVIII Domingo TC -ANO A. EVANGELHO Mt 14,13-21. Jesus Novo Moisés. «Tomou os cinco pães e os dois peixes e Todos comeram e ficaram saciados...

XVIII Domingo TC -ANO A. EVANGELHO Mt 14,13-21. Jesus Novo Moisés. «Tomou os cinco pães e os dois peixes e Todos comeram e ficaram saciados... EVANGELHO Mt 14,13-21 Jesus Novo Moisés «Tomou os cinco pães e os dois peixes e Todos comeram e ficaram saciados....» Ambiente: «Tomou os cinco pães e os dois peixes e Todos comeram e ficaram saciados....»

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO 25-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Como se deu a entrada messiânica em Jerusalém? No tempo estabelecido,

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

Jubileu de Prata 25 ANOS

Jubileu de Prata 25 ANOS Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese

Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese Instituição e Renovação de Ministérios Extraordinários na Diocese 1. RITO DE INSTITUIÇÃO DOS MINISTROS(AS) DA COMUNHÃO Diácono: Queiram levantar-se os que receberão o mandato de Ministros Extraordinários

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

DOMINGO XXIII DO TEMPO COMUM ANO B LEITURAS

DOMINGO XXIII DO TEMPO COMUM ANO B LEITURAS Ministério dos leitores PREPARAR PARA PROCLAMAR Os fiéis, de acordo com o Livro dos Atos dos Apóstolos, quando se reúnem dominicalmente, no dia do Senhor têm como finalidade primeira escutar a Palavra

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a Lei,

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

A Santa Sé PAPA FRANCISCO ANGELUS. Praça de São Pedro Domingo, 15 de Fevereiro de 2015

A Santa Sé PAPA FRANCISCO ANGELUS. Praça de São Pedro Domingo, 15 de Fevereiro de 2015 A Santa Sé PAPA FRANCISCO ANGELUS Praça de São Pedro Domingo, 15 de Fevereiro de 2015 [Multimídia] Amados irmãos e irmãs, bom dia! Nos últimos domingos o evangelista Marcos tem-nos contado a acção de Jesus

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

I DOMINGO DA QUARESMA

I DOMINGO DA QUARESMA I DOMINGO DA QUARESMA LITURGIA DA PALAVRA / I Gen 2, 7-9; 3, 1-7 Leitura do Livro do Génesis O Senhor Deus formou o homem do pó da terra, insuflou em suas narinas um sopro de vida, e o homem tornou-se

Leia mais

FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014

FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014 FESTA DO BATISMO DO SENHOR 12 de janeiro de 2014 Tu és o meu Filho amado: Eu hoje te gerei! Leituras: Isaías 42, 1-4.6-7; Salmo 28 (29); Atos dos Apóstolos 10, 34-38; Mateus 3, 13-17. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus

Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus Nesta nova série Os Discursos de Jesus vamos aprofundar as Palavras de Jesus :- seus discursos, suas pregações e sermões. Ele falou aos seus apóstolos na intimidade, falou a um grupo maior que se aproximava

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família

A transmissão da fé na Família. Reunião de Pais. Família A transmissão da fé na Família Reunião de Pais Família Plano Pastoral Arquidiocesano Um triénio dedicado à Família Passar de uma pastoral sobre a Família para uma pastoral para a Família e com a Família

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

Estarei convosco todos os dias, até o fim os tempos

Estarei convosco todos os dias, até o fim os tempos 7º. DOMINGO DA PÁSCOA ASCENSÃO DO SENHOR - 01 de junho de 2014 Estarei convosco todos os dias, até o fim os tempos Leituras: Atos 1, 1-11; Salmo 46 (47), 2-3.6-7.8-9 (R/6); Carta de São Paulo ao Efésios

Leia mais

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA

CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA CULTO DE ABERTURA DO SEMESTRE FACULDADES EST- 24/02/2013 2 º DOMINGO DE QUARESMA LITURGIA DE ENTRADA Assim nós invocamos a presença de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém. Hino: HPD II 330 Abraço de

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!

No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! SÉRIE: QUEM É JESUS? Jesus é o Cordeiro de Deus Data: / 09 / 2010 - Semana 4. No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! 1 / 7 1)

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA. Estudo 104 CNBB

COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA. Estudo 104 CNBB COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA Estudo 104 CNBB ASPECTOS GERAIS DO DOCUMENTO PERSPECTIVAS PASTORAIS TEXTOS BASES DESAFIOS FUNÇÕES DA PARÓQUIA PERSPECTIVA TEOLÓGICA MÍSTICA DO DOCUMENTO PERSPECTIVA

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

1ª Leitura - Gn 1,20-2,4a

1ª Leitura - Gn 1,20-2,4a 1ª Leitura - Gn 1,20-2,4a Façamos o homem à nossa imagem e segundo a nossa semelhança. Leitura do Livro do Gênesis 1,20-2,4a 20Deus disse: 'Fervilhem as águas de seres animados de vida e voem pássaros

Leia mais

O Movimento de Jesus

O Movimento de Jesus O Movimento de Jesus Tudo começou na Galiléia Quando Jesus começou a percorrer a Palestina, indo das aldeias às cidades, anunciando a Boa Nova do Evangelho, o povo trabalhador ia atrás dele. A fama de

Leia mais

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO Domingo XXXIV e último NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO Solenidade LEITURA I 2 Sam 5, 1-3 «Ungiram David como rei de Israel» Leitura do Segundo Livro de Samuel Naqueles dias, todas as tribos

Leia mais

Igreja sempre missionária

Igreja sempre missionária Igreja sempre missionária O mês de outubro é dedicado às missões. Jesus disse ao enviar os apóstolos para anunciar o ano da graça: Eis que vos envio como cordeiros em meio a lobos vorazes (Mt. 10,16).

Leia mais

SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014

SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014 SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014 Maria e José levaram Jesus a Jerusalém a fim de apresentá-lo ao Senhor Leituras: Genesis 15, 1-6; 21,1-3; Salmo 104 (105), 1b-2, 3.4-5.6.8-9 (R/ 7a.8a); Carta aos

Leia mais

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo

CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo. CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo CATEQUESE 1 Estamos reunidos de novo Tens uma tarefa importante para realizar: 1- Dirige-te a alguém da tua confiança. 2- Faz a pergunta: O que admiras mais em Jesus? 3- Regista a resposta nas linhas.

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

Dia 23 de Janeiro - Domingo

Dia 23 de Janeiro - Domingo Comunidade de Católicos Brasileiros Diocese de Arlington, Virginia EUA Leituras da missa para o domingo dia 23 de janeiro de 2011 III DOMINGO DO TEMPO COMUM Dia 23 de Janeiro - Domingo Antífona da entrada:

Leia mais

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos.

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos. Músicas para Páscoa AO PARTIRMOS O PÃO E C#m #m B7 E7 A C#M Refr.: Ao partirmos o pão reconhecemos/ Jesus Cristo por nós ressuscitado./ Sua paz B7 E A B7 E recebemos e levamos,/ Ao nosso irmão que está

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP-

ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- 1 ASSOCIAÇÃO DOS COLABORADORES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO -ACHUAP- DIA 15.06.2010 MOMENTO ORANTE ECUMÊNICO PELA PASSAGEM DO 59º ANIVERSÁRIO DA ACHUAP (para propiciar momento de silêncio e

Leia mais

LECTIO DIVINA - 07 de dezembro de 2014 II Domingo do Advento

LECTIO DIVINA - 07 de dezembro de 2014 II Domingo do Advento Perguntas para a reflexão pessoal Qual o significado, hoje na minha vida concreta, desta pregação de João Batista? Animo-me a anunciar a Palavra de Deus como ele? Escuto a Palavra de Deus que me chega

Leia mais

Pai não sou digno de ser chamado teu filho. Ano C IV Domingo da Quaresma

Pai não sou digno de ser chamado teu filho. Ano C IV Domingo da Quaresma Pai não sou digno de ser chamado teu filho. Ano C IV Domingo da Quaresma A liturgia de hoje convida-nos a descobrir o Amor e Misericórdia de Deus que se preocupa com os Seus filhos e os quer conduzir a

Leia mais

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós!

Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! CELEBRAÇÃO DO 5º DOMINGO DA PÁSCOA 03 de maio de 2015 Permanecei em mim e eu permanecerei em vós! Leituras: Atos 9, 26-31; Salmo 22; Primeira Carta de João 3, 18-24; João 15, 1-8. COR LITÚRGICA: BRANCA

Leia mais

SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO

SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Quinta-feira depois da Santíssima Trindade ou no Domingo seguinte SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO Solenidade LEITURA I Ex 24, 3-8 «Este é o sangue da aliança que Deus firmou convosco» Leitura do Livro

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA ACOLHIDA Com.: Em comunidade estamos reunidos diante de Deus, na presença de nossos familiares, professores e amigos, para celebrar a missa de nossa formatura. Sentimentos de gratidão,

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA TRILHO PEDRA VIVA ROTEIRO PARA PLANTAÇÃO DE VIDAS Um provérbio chinês nos lembra : se sua visão é para um ano, plante trigo; se sua visão é para uma década, plante árvores; se sua visão é para toda a vida,

Leia mais

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Bem - Aventuranças Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Eu estou à tua porta a bater, Eu estou à tua porta a bater, Se me abrires a porta entrarei para enviar. Eu preciso

Leia mais

JESUS ALIMENTA A MULTIDÃO

JESUS ALIMENTA A MULTIDÃO João 6 Nesta Lição Estudará... Jesus Alimenta a Multidão Jesus Anda em Cima das Águas O Povo Procura Jesus Jesus, o Pão da Vida As Palavras de Vida Eterna JESUS ALIMENTA A MULTIDÃO: Leia João 6:1-15. Mateus,

Leia mais

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA Introdução: A devoção à Sagrada Família alcançou grande popularidade no século XVII, propagando-se rapidamente não só na Europa, mas também nos países da América. A festa, instituída

Leia mais

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão:

Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: II) NOSSA VISÃO Diz respeito ao que vamos realizar em Cristo, pelo poder do Espírito Santo para cumprir a nossa missão: A) Adorar a Deus em espírito e verdade Queremos viver o propósito para o qual Deus

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1)

Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) Ministério de Intercessão A Intercessão e a Batalha Espiritual Exorto, pois, antes de tudo que se façam súplicas, orações, intercessões, e ações de graças por todos os homens. (1 Timóteo 2:1) O que é Intercessão?

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO anuncie a Boa Nova não só com palavras, mas, sobretudo, com uma vida transfigurada pela presença de Deus (EG 259). O tema da nova evangelização aparece com freqüência

Leia mais

A IDENTIDADE DO MISSIONÁRIO (MC 6,30-44)

A IDENTIDADE DO MISSIONÁRIO (MC 6,30-44) A IDENTIDADE DO MISSIONÁRIO (MC 6,30-44) Neste momento de formação queremos parar e refletir sobre nossa identidade. Quem somos? Quem é o missionário? É importante entender a identidade, pois é ela que

Leia mais

LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13

LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13 LIÇÃO 01 CHAMADO PARA SER PROFETA A vocação e a vida de Jeremias Jeremias 1, 13 Exercícios para prática e discussão 1. Em que período e contexto Jeremias desenvolveu seu ministério? 2. Por que é importante

Leia mais

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10 ELABORAÇÃO UMA LITURGIA Adoração e Louvor Aula 10 Os cânticos e hinos devem ser previamente escolhidos conforme o tema do culto, a mensagem e o momento litúrgico. Exemplo Prático: Liturgia do dia 01-12-2013

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

Ser criança. https://www.youtube.com/watch?v=-gsdp2zscjy. Oração Deus, ajuda-me a ser sempre Criança.

Ser criança. https://www.youtube.com/watch?v=-gsdp2zscjy. Oração Deus, ajuda-me a ser sempre Criança. 2ª feira, 01 de junho: Dia Mundial da Criança Bom dia! Hoje é o dia Mundial da Criança. Hoje é dia de lembrarmos todos a criança que existe em nós. Porque todos devemos ser sempre crianças. Desde o vosso

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Imaculado Coração de Maria

Imaculado Coração de Maria Trezena em honra ao Imaculado Coração de Maria EDITORA AVE-MARIA Introdução A Editora Ave-Maria, ao apresentar ao público católico esta Trezena em honra ao Imaculado Coração de Maria, convida todos a se

Leia mais

Missa - 10/5/2015. Entrada

Missa - 10/5/2015. Entrada Missa - 10/5/2015 ntrada m F#m 1. Todos unidos formamos um só corpo, um povo que na Páscoa nasceu. G Membros de Cristo, no sangue redimidos, Igreja peregrina de eus. m F#m Vive conosco a força do spírito,

Leia mais

A Apostolicidade da Fé

A Apostolicidade da Fé EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 10 DE MARÇO DE 2013 A Apostolicidade da Fé Catequese do 4º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 10 de Março de 2013 1. A fé da Igreja recebemo-la dos Apóstolos de Jesus. A eles

Leia mais

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17) SANTÍSSIMO CORPO E SANGUE DE CRISTO (ANO C) 2 de Junho de 2013 Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas (Lc 9, 10-17) 10 Ao regressarem, os Apóstolos contaram-lhe tudo o que tinham feito.

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 1 de janeiro de 2015 - Nº 7 SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA Cor Litúrgica: Branco Animador: Irmãos: no primeiro dia do

Leia mais

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

APOSTOLADO DA ORAÇÃO APOSTOLADO DA ORAÇÃO INFORMATIVO APOSTOLADO DA ORAÇÃO ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS - SC Outubro: Mês Missionário A missão é feita: com os pés dos que partem... com os joelhos dos que rezam... e as mãos

Leia mais

Sal da TERRA e luz do MUNDO

Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da terra e luz do mundo - jovens - 1 Apresentação pessoal e CMV Centro Missionário Providência Canto: vós sois o sal da terra e luz do mundo... MOTIVAÇÃO: Há pouco tempo

Leia mais

3. Nossa Pátria, vem iluminar! Nossas crianças, vem iluminar! Todo este povo, vem iluminar! Os nossos jovens, vem iluminar.

3. Nossa Pátria, vem iluminar! Nossas crianças, vem iluminar! Todo este povo, vem iluminar! Os nossos jovens, vem iluminar. ACOLHIDA COMENTARISTA: Irmãos e irmãos sejam todos bem vindos. Segundo nosso marco referencial, a PUC é um centro de reflexão e estudo. Sua identidade é fundamentada na pedagogia marista e na concepção

Leia mais

Ministério dos leitores PREPARAR PARA PROCLAMAR

Ministério dos leitores PREPARAR PARA PROCLAMAR Ministério dos leitores PREPARAR PARA PROCLAMAR Os fiéis, de acordo com o Livro dos Atos dos Apóstolos, quando se reúnem dominicalmente, no dia do Senhor têm como finalidade primeira escutar a Palavra

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A Evangelho de São Mateus Ano litúrgico A O Segundo Envangelho O TEMPO DE JESUS E O TEMPO DA IGREJA Este Evangelho, transmitido em grego pela Igreja, deve ter sido escrito originariamente em aramaico, a

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

A Bíblia afirma que Jesus é Deus

A Bíblia afirma que Jesus é Deus A Bíblia afirma que Jesus é Deus Há pessoas (inclusive grupos religiosos) que entendem que Jesus foi apenas um grande homem, um mestre maravilhoso e um grande profeta. Mas a Bíblia nos ensina que Jesus

Leia mais

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11)

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) Vivendo a Liturgia Julho/2011 SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) É Importante lembrar que o Sagrado Coração de Jesus é o Padroeiro de nossa Diocese,

Leia mais

www.projetocasteloforte.com.br

www.projetocasteloforte.com.br Igreja Uma Comunidade Missionária Sermão pregado no Domingo, 23 de Junho de 2013 Por Josep Rossello Bispo Diocesano da Igreja Anglicana Reformada do Brasil, Na Igreja Anglicana do Vale do Paraíba Em São

Leia mais