CONHECIMENTO DOS FUNDAMENTOS DO MODELO FRANCHISING PARA QUEM PRETENDE INTEGRAR O MERCADO RESUMO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONHECIMENTO DOS FUNDAMENTOS DO MODELO FRANCHISING PARA QUEM PRETENDE INTEGRAR O MERCADO RESUMO"

Transcrição

1 CONHECIMENTO DOS FUNDAMENTOS DO MODELO FRANCHISING PARA QUEM PRETENDE INTEGRAR O MERCADO Alexandre Gustavo D. Santiago - Marcos Henrique R. Pereira - RESUMO O estudo realizado teve como objetivo mostrar aos interessados, detalhes do que é o franchising, como funciona na teoria, o papel de cada parte envolvida no modelo, e que é uma ótima oportunidade para franqueadores e principalmente para franqueados, pois, pode gerar um bom lucro, muito sucesso diminuindo o risco para quem investe neste tipo de negócio. Porém existem vantagens e desvantagens como em todo e qualquer seguimento, sendo necessário uma grande parceria entre franqueado e franqueador, já que se alguma das partes falhar com certeza prejudicará as duas, por isso requer uma grande atenção na hora em que o franqueado vai escolher a franquia que irá comprar como atenção para o franqueador escolher o franqueado para quem irá vender. Palavras-chave: Franchising; Franqueador; Franqueado; Vantagens; Desvantagens. 1. INTRODUÇÃO 1/11

2 Um dos modelos mais bem sucedidos e populares de expansão de negócios é o Franchising. O grande crescimento das redes de franquia que atuam em diversos seguimentos com produtos e serviços, de qualidades cada vez melhor para atender o público exigente, é o grande segredo do sucesso deste modelo. Uma rede de franquias é basicamente formada por um franqueador e seus franqueados. O franqueador é o proprietário de uma marca, fabricante de produtos ou fornecedor de serviços específicos e conhecedor de processos operacionais e gerenciais bem definidos e bem sucedidos. O franqueado é, normalmente, um pequeno empresário que licencia a marca e os processos do franqueador em troca do pagamento de royalties. É praticamente, portanto, uma relação de sociedade (CHERTO et al, 2006). O objetivo do trabalho é descrever o que é o franchising, como surgiu, mostrar o papel de cada parte envolvida no modelo de franquia, detalhando as vantagens, desvantagens, condições e riscos que ocorre neste modelo para quem tem interesse de ingressar no ramo ou simplesmente a curiosidade de saber como funciona. O artigo foi elaborado através do método de revisão bibliográfica, onde foi feito o levantamento das informações referente à origem do franchising, função do franqueador, do franqueado, relação entre ambas as partes, que faz o sucesso ou o fracasso da franquia. Os autores abordados foram: Cherto et al (2006); Maricato (2006); Sebrae (2003). 2. REVISÃO BIBLIOGRAFICA 2.1 Uma visão sobre o franchising Segundo Growbiz (2011), a Franchising se resume em colocar um mesmo conceito nos diversos mercados existentes, como: lojas, clinicas, hotéis, restaurantes, oficinas, locadoras, escolas, etc... Os clones do conceito de negocio é implantado, operado e gerido por um terceiro autônomo, o Franqueado, a quem a organização Franqueadora autoriza, através de contrato, a comercialização de determinados produtos ou a prestação de serviços, em combinação com o uso de uma ou mais de uma marca e dos métodos, sistemas, políticas e padrões desenvolvidos ou estipulados por ela, a Franqueadora. O Franqueado é considerado como um autônomo, pois é proprietário da organização que opera e administra, tendo assim uma tal liberdade, porem deve respeitar normas, políticas, e padrões impostos pela franqueadora, não podendo considerar-se independente, alem de agir sob a coordenação desta, acatando as sugestões e orientações que sejam formuladas pelos integrantes da equipe da mesma. (GROWBIZ, 2011) A autonomia que o Franqueado possui, costuma variar de uma organização para outra, mas sempre há a imposição do Franqueador, colocando o mínimo de padrões a serem seguidos. Em muitos casos, esses padrões chegam a abranger todos, ou quase todos, os aspectos mais relevantes da implantação, operação e gestão de negócios, incluindo localização e layout do estabelecimento franqueado, equipamentos e instalações, mix de produtos e serviços, rotinas operacionais, política comercial, plano de contas, software de gestão e diversos outros. 2/11

3 O Franchising é usado como das muitas estratégias que uma organização costuma utilizar para crescer em sua área, para otimizar os resultados, expandir as competências que desenvolveu, se destacando no mercado. Portanto, a rede de Franquias que uma organização implanta é um dos vários canais (de vendas, de distribuição ou de consumo) que a mesma utiliza para levar seus produtos e serviços até seus consumidores ou usuários finais. (GROWBIZ, 2011) É cada vez mais comum que as franquias sejam utilizadas em conjunto com outros canais, formando o mix de canais mais adequado para a empresa e para cada produto ou serviço que oferece, ou a cada fase no ciclo de vida do mesmo, ou ao atendimento de cada segmento de mercado. De acordo com Maricato (2006), o Franchising ou Franquia é um sistema que permite uma expansão rápida de produção ou comercialização de produtos e serviços pelo mercado, reduz o risco para a empresa franqueadora, dispensa também o uso de capital próprio da empresa, sendo o risco pequeno para o empreendedor. O sistema de franquia não resultou, simplesmente, de um monte de inventividade de uma pessoa criativa, desenvolveu-se a partir de soluções encontradas por empresários, em resposta a problemas que enfrentavam nos negócios, que vem servindo de modelo para outras atividades. A evolução, portanto, vem acontecendo de forma natural, paralelamente a globalização o negócios. (MARICATO, 2006) 2.2 Origem do franchising Segundo informações contidas no site franquia (2011), alguns historiadores afirmam que o conceito nasceu na Idade Média, quando a Igreja Católica passou a conceder licença ou franquias a senhores de terras para que, em seu nome, coletassem impostos e taxas. Mas o Frachising surgiu nos Estados Unidos por volta de 1851, quando a fabricante de maquinas de costura Singer resolveu outorgar licença a comerciantes independentes, interessados em revender seus produtos. Alguns anos mais tarde, em 1898, foi a vez da General Motors iniciar a utilização do sistema para expandir a rede de pontos de venda dos carros que produzia, criando o que mais tarde veio a ser chamado de concessionária. Até então, os veículos eram vendidos apenas diretamente pela empresa aos consumidores. Em 1899, a Coca-Cola criou a primeira franquia de produção que se tem notícia, passando a outorgar licenças para empresários interessados em produzir e comercializar seus refrigerantes no âmbito de áreas geográficas definidas por contato, mais ou menos nos modelos do que faz até hoje. A partir do início do século XX, uso da Franchising se difundiu. Porém, a grande explosão do sistema só ocorreu após o término da II Guerra Mundial, 3/11

4 quando milhares de americanos, ex-combatentes, voltaram para os EUA determinados a se tornar seus próprios patrões. A Franchising, então, surgiu como a grande solução, não só por assegurar o acesso, pelos empreendedores, aos conhecimentos, processos e sistemas de que necessitavam para ser bem-sucedido, mas também na medida que a aquisição de uma franquia facilitava a obtenção de financiamento em condições bastante favoráveis junto a Small Business Administration, uma espécie de Sebrae Americano. Dos anos 1950 pra cá, o sistema continuou a crescer a um ritmo cada vez mais alucinante, não apenas nos Estados Unidos, como também nos demais países onde seu uso se popularizou. No Brasil, embora se possa falar de formas rudimentares de franquia surgindo aqui ou ali desde a década de 1940, com destaque para Yazigi e a CCAA nos anos de 1960, o Franchising só teve inicio, para valer, ainda que de forma não muito estruturada a partir dos anos de E, mais notadamente, em meados dos anos 1980 em diante. (FRANQUIA,2011) 2.3 Como é o funcionamento do franchising? Conforme informações contidas no site ecaderno (2009) é importante saber que o franqueador não fornece ao franqueado apenas o direito de comercialização de seus produtos, mas também os seus segredos e seu método, que caracterizam seu know-how e modo de gerenciamento, normalmente em um setor geográfico prédefinido. Da mesma forma que o franqueado assume integralmente o financiamento da sua atividade e remunera o seu franqueador com uma porcentagem calculada sobre o volume dos negócios que é estipulada em contrato. A figura abaixo ilustra, de forma simplificada, o funcionamento de uma relação franqueador-franqueado: Figura 1 Procedimento do Franchising Fonte: 4/11

5 Conforme a figura 1 observa-se que as taxas cobradas pelos franqueados pela marca e pela assistência aos franqueados são: a) taxas cobradas pela franquia: valor pago pelo franqueado, na ocasião da assinatura do contrato, que serve para remunerar o franqueador pelo uso da marca, selando o ingresso em sua rede, repasse de knowhow, manuais de operação, treinamento, assistência na divulgação da marca, assistência na escolha do ponto, projeto arquitetônico, adequação visual e assistência na inauguração. b) taxa de royalties: valor pago referente ao repasse da tecnologia, treinamento, desenvolvimento de produtos suporte operacional e tem como base uma porcentagem sobre o faturamento da franquia. c) taxa de propaganda: valor pago referente à divulgação da marca, produtos, serviços que tem como base uma porcentagem sobre o faturamento da franquia. (ECADERNO,2009) 2.4 Definindo franqueado e franqueador De acordo com Maricato (2006), Franqueado é o investidor, natural ou jurídico, que adquire o direito de comercializar um determinado conceito de negócio e todos os métodos, sistemas e cultura imposta a ele, desenvolvidos pelo Franqueador que, por sua vez, manterá vínculos com este último para receber assistência tanto inicial como contínua. O Franqueador é uma pessoa natural ou jurídica que tenha elaborado, desenvolvido e aperfeiçoado um negócio com êxito com um método determinado, referente a um produto ou serviço, e que procura expandir por meio da procura de investidores que lhe cederá o direito de trabalhar e operar debaixo da sua marca e com seu método operativo e organizativo. O Franqueador prestará uma assistência inicial e continuada a esses investidores (franqueados) mediante assessoria, entretenimento e orientação para o desenvolvimento de conceito de negócio. (MARICATO, 2006) O papel do franqueador Cherto et al (2006), afirma que, a Empresa-franqueadora, deve observar alguns seguimentos como: a) definir e desenvolver o conceito de negócio que será franqueado; b) testar na prática esse conceito (em uma ou mais unidades-piloto, que, em principio e idealmente, devem ser instaladas, operadas e geridas pelo próprio Franqueador); c) estabelecer as normas, processos, políticas e padrões a serem observados pelos Franqueados, no que se refere à implantação, operação e gestão das respectivas unidades franqueadas; d) recrutar e selecionar Franqueados; 5/11

6 e) capacitar os franqueados (e, se for o caso, também os integrantes das respectivas equipes, ou ao menos alguns destes), através de programas de capacitação (presenciais, a distancia ou híbridos), de Guia de Processos ou Manuais e outros materiais, de orientação ou remota e por todos os outros meios que sejam viáveis para cada operação especifica, garantindo aos Franqueados o acesso aos conhecimentos de que necessitam para terem uma chance razoável de serem bem sucedidas nas respectivas atividades. É importante lembrar que dificilmente alguém estaria interessado apenas em adquirir uma franquia ; as pessoas estão atrás é de meios concretos de ter uma vida melhor ; f) manter e capacitar uma equipe qualificada para assessorar, orientar e inspirar, inclusive pelo exemplo, os franqueados (e, quando for o caso, também os elementos-chave das respectivas equipes) no que diz respeito ao cumprimento das normas, políticas e padrões acima referidos; g) apoiá-los e orientá-los na elaboração e implementação de planos e ações necessárias à concretização do potencial de resultados de cada um deles; h) supervisionar e monitorar constantemente a rede de franquias, para garantir a consistência na observância das normas, políticas, processos e padrões lembrando que tudo o que afete negativamente a imagem de umas das unidades franqueadas pode acabar contaminando a imagem de toda a rede; i) coletar, processar, analisar e difundir conhecimentos que possam fazer uma diferença positiva nos negócios dos franqueados, inclusive e especialmente aquilo que poderíamos definir como as melhores práticas da rede, sem falar nos benchmarks identificados em outras organizações e outros segmentos de negócios; e j) propiciar os meios necessários, inclusive uma intranet, se for viável, além de encontros e convenções, para que seus franqueados se integrem, tenham acesso as informações relevantes e interajam de forma mais produtiva com a organização e entre eles mesmos O papel do franqueado Cherto et al(2006), salienta que paz parte do papel de cada franqueado: a) investir os recursos necessários para implantar a respectiva unidade de negócios (ou seja, a loja, o restaurante, a escola, o quiosque, o hotel, a oficina, ou o que quer que constitua a unidade franqueadora) e para mantê-la funcionando de acordo com os padrões ditados pelo franqueador, inclusive utilizando, se for o caso, apenas os produtos, serviços e fornecedores definidos e/ou credenciados e autorizados por este; b) pagar ao franqueador os valores referentes à aquisição e continuidade da Franquia, que geralmente é, uma taxa de Franquia ou taxa inicial, taxa de royalties periódica e uma contribuição também periódica para o fundo Cooperativo de Marketing ou algo do gênero; 6/11

7 c) se responsabilizar pelos custos e despesas de operação e gestão de seu negocio, inclusive a aquisição de mercadorias e insumos e o pagamento de salários e encargos, aluguéis, despesas com luz, água, condomínio, impostos e o que mais for necessário ao decorrente do funcionamento da franquia de acordo com os padrões definidos pelo franqueador, d) observar os padrões, normas, processos, políticas, cultura e tudo o que for imposto pela rede, refere à implantação, operação e gestão de sua unidade franqueadora, mantendo a consistência de imagem, de produto e de serviços que deve caracterizar a rede do qual faz parte; e) colaborar com o franqueador e demais integrantes da rede na busca de diferenciais competitivos e diferenciados; f) adotar ações de Marketing apenas que sejam compatíveis com a imagem e o posicionamento da marca que identifica a rede e, e da forma que for autorizada pelo franqueador; e g) realizar na sua unidade, cuidando do dia-a-dia, instruindo e motivando seus colaboradores cada vez mais, ouvindo a opinião de seus clientes e desempenhando as demais funções que cabem ao dono de um negócio que deseja vê-lo bem sucedido, sendo conveniente lembrar o velho ditado chinês que diz que aquele que não sabe sorrir, não deve abrir uma loja. Vale lembrar que um franqueado só tem o direito de exigir de seu franqueador que cumpra seus deveres e suas obrigações se ele próprio, o franqueado, estiver em dia com o seus, caso contrario perde este direito. E vice-versa, mesmo isto sendo óbvio demais, muita gente parece não ter isso em mente e cobra da outra parte o que lhe é devido, sem, contudo, arcar com o que deve, por isso é necessário um bom relacionamento entre ambas as partes buscando harmonia e boa convivência para não ocorrer problemas As vantagens e desvantagens de uma franquia Conforme informações contidas no site Arquivar (2011), o criador de uma empresa franqueada goza da reputação de uma marca conhecida, do saber-fazer do franqueador, assim como uma formação adequada, porém, alguns empresários não gostam desta fórmula em que a sua independência fica limitada. O franqueado tem como beneficio uma permanente assistência durante seu funcionamento e o franqueador está sempre a disposição de vários modos para ouvir as demandas dos clientes, novos sistemas de gestão e de promoção. A franquia oferece maiores chances de sucesso em comparação com comércios isolados, contudo a franquia não se constitui de uma garantia absoluta, pois um franqueado também pode falir. Resta então, se preparar bem para estar entre aqueles que obtêm sucesso. Com relação às desvantagens, poderia-se pensar que o investimento é mais alto no inicio na franquia do que no livre comércio, como por exemplo, as taxas de franquia. Porém certamente não é o mais importante, trata-se principalmente dos requisitos de localização e de gestão, pois, os custos são maiores devido ao conhecimento dos franqueadores sobre a importância da localização e do 7/11

8 desenvolvimento da franquia. As dicas, informações e exigências têm um valor que tem uma garantia para obter sucesso. Um grande problema, muitas vezes por parte dos franqueados é ter que seguir regras e padrões impostos pelos franqueadores, comercializando produtos exclusivos, loja com características exclusivas entre outros. (SEBRAE, 2011) Franquia: as vantagens do franqueado e franqueador Conforme informações contidas no site do Sebrae (2011), as franquias de um modo geral oferecem aos franqueados, vantagens e até certos riscos, então recomenda-se, antes da assinatura do contrato definitivo, alguns cuidados básicos. Destas vantagens, podemos citar as seguintes: a) maior garantia de sucesso: com o franchising, o franqueado abre o seu negócio com base em um projeto testado e aprovado na prática, proporcionando maiôs garantia e segurança. b) marca conhecida: na maioria das vezes, a marca, nome, imagem do franqueador já é conhecida do consumidor, graças à qualidade nos produtos, atendimento passada pelo franqueador e de seus franqueados, com isso torna-se mais fácil começar com a franquia do que por um negócio que terá que começar do zero para divulgar sua imagem e seus produtos para ganhar seus clientes. c) facilidade na instalação: o franqueador tem toda uma estrutura preparada para atender seu franqueado, buscando facilitar e ajudar na implantação e no inicio da operação, dando suporte e assistência como: d) acessoria na escolha do ponto : suporte para a instalação da franquia, acessória na compra dos materiais, instalações, estoque e insumos. Treinamento especifico referente à atuação administrativas e comercial. E uma serie de dicas que podem fazer a diferença para o sucesso. e) propaganda e marketing cooperados: bons franqueadores utilizam fundos cooperativos de propaganda e marketing das redes para divulgar de uma forma globalizada sua marca com o dinheiro arrecadado dos franqueados. f) maior poder de barganha: por meio de coleta de informações, os franqueadores trocam idéias, dicas, experiências com os demais franqueados, buscando absorvê-las e depois passar para os demais, buscando assim ajudar a melhorar a cada dia em todos os aspectos. g) desenvolvimento de novos métodos e produtos: o franqueador busca através de pesquisas coletar informações e sugestões dos consumidores para desenvolver novos métodos, produtos, serviços para melhorar sua rede de franquia. Ainda como consta no site do Sebrae, com relação às vantagens sob o ponto de vista do franqueador, em relação a sistemas alternativos de distribuição ou em relação a abrir exclusivamente lojas próprias, podem ser apontadas: a) expansão veloz: o franchising permite que o franqueador tenha maior facilidade e agilidade para aumentar suas vendas, e resultados do que se dependesse apenas de seus próprios recursos. 8/11

9 b) mais eficiência: a supervisão e administração de uma franquia normalmente ficam por conta do franqueado que investiu nela, este, porém, está sempre querendo melhorar cada vez mais para reaver seu capital investido, por isso está sempre mais motivado que um gerente contratado. c) estrutura central reduzida: para um bom resultado não é necessário uma grande estrutura, pois, poucos gerentes de bom nível, pode criar e coordenar uma rede razoável de unidades franquiadas e, proporcionando bons lucros para os acionistas ou sócios da empresa franqueadora, que não precisam envolver em detalhes de cada unidade, nem arriscar um grande volume de capital. d) feedback: a partir de um certo ponto de operação de franchising, é comum que o know-how passe a transitar numa via de mão dupla. e) ingresso em novos mercados: através do franchising o franqueador pode, entrar em mercados nos quais dificilmente entraria se dependesse de seus recursos próprios, financeiros ou humanos, para isso, conta com o conhecimento e presença de seus franqueados. f) fortalecimento da marca: em uma operação de franchising bem estruturada, os franqueadores e franqueados conseguem levar aos consumidores os produtos ou serviços comercializados na rede com clima que o franqueador considera mais adequado para estimular seu consumo e agregar qualidade à imagem institucional da marca. g) menos riscos trabalhistas: o franqueado por ser autônomo e juridicamente independente economicamente, é ele que tem a responsabilidade pelo pagamento dos salários e encargos e pelo cumprimento de todas as demais obrigações concernentes aos funcionários que trabalham em uma franquia Franquia - as desvantagens do franqueado e franqueador Ainda como consta no site do Sebrae (2011), com relação às desvantagens que o franqueado pode sofrer, as quais são abordadas no processo de franchising, destacam-se as seguintes: a) riscos Inerentes à má escolha do franqueador: existem muitos riscos na hora de selecionar o franqueado. Os franqueadores precisam estar cientes de que ao se tornar franquia está entrando em um novo ramo e que outras pessoas irão estar trabalhando com seu nome podendo passar uma boa ou má imagem da sua rede. b) menos liberdade de ação: na operação de franchising existe um padrão a ser seguido, com isso os franqueados ficam com as iniciativas e criatividades praticamente engessadas, não tendo muita liberdade. c) risco vinculado à performance do franqueador: caso o franqueador tome uma decisão ou crie algo que se torne um fracasso, todos os franqueados irão fracassar, pois, utilizarão deste novo método também, por se tratar de um padrão. d) risco vinculado à margem da marca: qualquer coisa que venha a prejudicar a imagem da marca, quem perde não é apenas o 9/11

10 franqueador e também o franqueado que usa também a marca da rede. e) limitações à venda do negócio: para um franqueado conseguir vender o seu negócio é muito difícil, pois, depende da aprovação do franqueador que normalmente está em contrato, podendo ser ou não aceito pelo franqueador, pois, é verificado o perfil do novo franqueado para saber se tem ou não condições de fazer do negócio um sucesso como é de interesse do franqueador ao selecionar o franqueado. f) limitações na escolha de produtos e de fornecedores: em contratos estabelecidos pelos franqueadores, normalmente firma aos franqueados de quem comprar os itens, equipamentos, insumos, estoques entre outros artigos, determinando os fornecedores licenciados pelo franqueador, ou, ao menos, que observem determinados padrões e determinadas especificações ditados pelo franqueador. Cada negócio ou franquia possui taxas distintas, com valores e bases de cálculo diferentes. Essa diferença muito grande acontece pela diversidade dos negócios em questão, ou seja, das próprias características específicas das franquias. Ainda como consta no site do Sebrae, por outro lado, para o franqueador também podem surgir desvantagens, as quais também são abordadas no processo de franchising, sendo que dentre elas se destacam as seguintes: a) perda de controle sobre os pontos de venda: a relação entre franqueado e franqueador não de funcionário para empregador e sim de parceria, quase uma sociedade, ou seja, o franqueado investiu tempo e dinheiro e quer uma certa autonomia conforme a natureza do franchising lhe proporciona, tirando um pouco o controle do franqueador. b) divisão da receita: é comum que as unidades próprias do franqueador traga uma lucratividade superior àquela que resulta das franquias (das quais recebe apenas os royalties e não o lucro integral por elas gerado). Porém se considerar o risco financeiro, é bem menor para o franqueador do que para o franqueado, porém o retorno a médio e longo prazo é compensador. c) retorno a prazos mais longos: um bom franqueador portanto, se quiser realizar um bom trabalho no planejamento e na formatação de sua operação de franchising, com certeza irá contratar bons profissionais, tais como consultores e advogados, e incluir unidades piloto. Este investimento gerado será abatido conforme as franquias estiverem em funcionamento, gerando royalties e outras verbas. Mesmo assim, a maior parte dos franqueadores bem-sucedidos costuma dizer que cada centavo corretamente investido antes de iniciar a concessão das franquias pode gerar uma grande economia futuramente. d) possibilidades de disputas com os franqueados: com o tempo, o franqueado ganha experiência e passar a se perguntar, o por quê ele preciso desse franqueador, já que sei mais do que ele, tenho mais conhecimento, experiência, intimidade com meus clientes, confiança. Com isso pode gerar conflitos, pois, o franqueado pode não concordar muito com as opiniões do franqueador, por considerar suas idéias 10/11

11 melhores ou outro motivo. A energia que deveria ser gasta para melhoria de ambas as partes pode ser utilizada de outra forma gerando conflitos. (SEBRAE, 2011) CONCLUSÃO Em resultado ao estudo realizado, o franchising, apesar de ser uma das alternativas de crescimento de uma organização e possuir mais de um século de existência, ela deve ser bem estudada, tanto para quem procura adquirir uma franquia, quanto para quem deseja expandir seus negócios. O franqueador que, optando por oferecer franquias, deve estar atento aos riscos, como à possibilidade do franqueado não ser aquilo que se esperava, ou mesmo conflitos entre ambos, podendo afetar assim os resultados da marca; portanto, o franqueador precisa estar atento para que, em vez de multiplicar os lucros, não acabe fazendo má vista de sua marca. Já o franqueado que, em busca de portar uma franquia, não deve estar confiante de que, por estar em parceria com uma marca famosa, isso seja motivo de sucesso garantido, é preciso preparo e consciência que, mesmo sendo autônomo e possuir seu próprio negocio, é preciso seguir algumas regras impostas pelo franqueador, ou seja, os padrões, normas, políticas e culturas da organização franqueada, e não deve ser considerar independente. Porem, um bom estudo e uma boa escolha tanto para o franqueado e franqueador podem resultar em sucesso para ambos. REFERÊNCIAS CHERTO, M. et al. Franchising: Uma Estratégia para Expansão de Negócios. São Paulo: Premier Máxima Editora, FRANCHISING como surgiu, Franquia. Disponível em: < > Acesso em: 12 maio FRANCHISING como funciona. Ecaderno, 14 Outubro Disponível em: < > Acesso em: 12 de maio FRANQUIA: vantagens e desvantagens, Franquia. Disponível em: < > Acessado em: 11 de maio GROWBIZ, O que é franchising. Growbiz Group, São Paulo. Disponível em: < > Acesso em: 10 de maio de MARICATO, P. Franquias: bares, restaurantes, lanchonetes. São Paulo: SENAC,2006 SEBRAE/SP. Franchising: Como Tornar Sua Empresa Uma Franquia. São Paulo, 27 de junho Disponível em: < > Acessado em: 10 de maio /11

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA

COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA COMO ADQUIRIR UMA FRANQUIA O que é Franquia? Objetivo Esclarecer dúvidas, opiniões e conceitos existentes no mercado sobre o sistema de franquias. Público-Alvo Pessoa física que deseja constituir um negócio

Leia mais

Estrutura do sistema de franchising

Estrutura do sistema de franchising Estrutura do sistema de franchising Negócio Estruturado Empreendedor Estratégias de Ampliação de Mercado Comercializa o conceito do negócio Marca Tecnologia Know-how Compra o conceito de negócio já implantado

Leia mais

COMO TORNAR-SE UM FRANQUEADOR

COMO TORNAR-SE UM FRANQUEADOR COMO TORNAR-SE UM FRANQUEADOR O que é Franquia? Objetivo Esclarecer dúvidas, opiniões e conceitos existentes no mercado sobre o sistema de franquias. Público-Alvo Empresários de pequeno, médio e grande

Leia mais

Franchising INTRODUÇÃO

Franchising INTRODUÇÃO Franchising INTRODUÇÃO Apesar da crise ou talvez justamente por causa dela, o franchising continua sendo uma das formas de negócio de crescimento rápido, por ser um método/estratégia utilizado por empresas

Leia mais

Proposta para Formataça o de Franquia

Proposta para Formataça o de Franquia Proposta para Formataça o de Franquia 1- O sistema de franchising para o seu negócio Quando falamos de franchising, não estamos falando de algum modismo e, sim, de um sistema de negócios que veio para

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios. Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia

Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios. Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia Seminário GVcev Franchising: Tendências e Desafios Seleção e Recrutamento de Franqueados Filomena Garcia Filomena Garcia Sócia-Diretora do Grupo Cherto: Comercial, Expansão de Franquias e Rede de Negócios

Leia mais

Sobre a Franquia Informações Financeiras 1. Qual o valor do investimento inicial para abertura de uma unidade franqueada?

Sobre a Franquia Informações Financeiras 1. Qual o valor do investimento inicial para abertura de uma unidade franqueada? Sobre a Franquia A Ambev lançou, em meados de 2003, a rede de Franquia Quiosque Chopp Brahma, com o objetivo de estruturar uma nova rede de pontos de venda aptos a trabalhar com o produto Chopp Brahma

Leia mais

FRANQUIAS. 1. O sistema de Franchising

FRANQUIAS. 1. O sistema de Franchising FRANQUIAS Principais divisões desse estudo: 1. O sistema de Franchising 1. O sistema de Franchising 2. Estágios de desenvolvimento de uma franquia 3. Vantagens do sistema de franquia 4. A Lei do Franchising

Leia mais

MERCADO 115,582 103,292 88,854 75,987 53,120. FATURAMENTO DO SETOR DE FRANCHISING BRASILEIRO (valor em bilhões de R$)

MERCADO 115,582 103,292 88,854 75,987 53,120. FATURAMENTO DO SETOR DE FRANCHISING BRASILEIRO (valor em bilhões de R$) [ [ [ A Associação Brasileira de Franchising (ABF) anunciou o resultado do setor em 2011. Frente a um crescimento de 16,9%, o faturamento das franquias brasileiras alcançou 88 bilhões de reais, ou 2,3%

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

Apresentação ao Shopping

Apresentação ao Shopping Apresentação ao Shopping O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua rede de franquias Você Sabia? Há trinta anos os Estados Unidos adotaram um modelo inovador

Leia mais

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM

Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Gestão de Relacionamento com o Cliente CRM Fábio Pires 1, Wyllian Fressatti 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil pires_fabin@hotmail.com wyllian@unipar.br RESUMO. O projeto destaca-se

Leia mais

Frequently Asked Questions Perguntas & Respostas

Frequently Asked Questions Perguntas & Respostas Frequently Asked Questions Perguntas & Respostas FAQ (frequently asked questions) Perguntas e Respostas 1 Quando surgiu a UNS? A UNS Idiomas iniciou suas atividades na cidade de São Paulo, onde está localizada

Leia mais

MBA Executivo UFPE. Disciplina: Ambiente de Negócios. Setembro/2011 GESTÃO DE FRANQUIAS

MBA Executivo UFPE. Disciplina: Ambiente de Negócios. Setembro/2011 GESTÃO DE FRANQUIAS MBA Executivo UFPE Disciplina: Ambiente de Negócios Setembro/2011 GESTÃO DE FRANQUIAS Fonte: MATTAR, Fauze Najib. Administração de Varejo. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011 Prof. Bosco Torres www.boscotorres.com.br

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Fundamentos do Microempreendedorismo e Estrutura Patrimonial

Resumo Aula-tema 03: Fundamentos do Microempreendedorismo e Estrutura Patrimonial Resumo Aula-tema 03: Fundamentos do Microempreendedorismo e Estrutura Patrimonial Após traçadas as estratégias através da análise de mercado propiciada pelo plano de negócios - e se mesmo diante das dificuldades

Leia mais

meses e de ganhos financeiros muito maiores do que quando se é empregado é um erro comum. Além disso, a idéia de não ter chefe é extremamente

meses e de ganhos financeiros muito maiores do que quando se é empregado é um erro comum. Além disso, a idéia de não ter chefe é extremamente DICAS PARA ABRIR UM ESCRITÓRIO CONTÁBIL Começar um empreendimento requer coragem. Estar preparado para esse momento é fundamental, pois não vale, em hipótese alguma, aplicar o seu dinheiro no desconhecido.

Leia mais

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa.

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa. DIREITO DOS CLIENTES O que esperar de sua empresa de Executive Search Uma pesquisa de executivos envolve um processo complexo que requer um investimento substancial do seu tempo e recursos. Quando você

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

FRANCHISING JAIR PASQUALI

FRANCHISING JAIR PASQUALI FRANCHISING JAIR PASQUALI jair.pasquali@marisolsa.com PARTICIPAÇÃO DOS SEGMENTOS DE VAREJO RECEITA TOTAL DO COMÉRCIO VAREJISTA E DE VEÍCULOS Produtos farmacêuticos 5,7% Tecidos e artigos do vestuário 7,5%

Leia mais

O MERCADO E PERSPECTIVAS

O MERCADO E PERSPECTIVAS Sell Book O MERCADO E PERSPECTIVAS MERCADO E PERSPECTIVA BRASIL VAREJO FRANQUIAS PIB: projeção de 3% para 2013; Desemprego em baixa (inferior a 6% em 2013); Crescimento do consumo da classe média; Aumento

Leia mais

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA Daniela Vaz Munhê 1 Jenifer Oliveira Custódio Camara 1 Luana Stefani 1 Murilo Henrique de Paula 1 Claudinei Novelli 2 Cátia Roberta Guillardi

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

WWW.MEUOCULOSDEMADEIRA.COM.BR

WWW.MEUOCULOSDEMADEIRA.COM.BR SIGNATURE STORE WWW.MEUOCULOSDEMADEIRA.COM.BR Sucesso é quando criamos algo de que podemos ter orgulho. Richard Branson - Fundador do grupo Virgin 2 A História da MOM Há muitos anos venho trabalhando com

Leia mais

LICENCIAMENTO: ALTO RETORNO COM BAIXO RISCO PARA QUEM QUER ABRIR UM NOVO NEGÓCIO

LICENCIAMENTO: ALTO RETORNO COM BAIXO RISCO PARA QUEM QUER ABRIR UM NOVO NEGÓCIO ebook LICENCIAMENTO: ALTO RETORNO COM BAIXO RISCO PARA QUEM QUER ABRIR UM NOVO NEGÓCIO IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO E QUALIDADE COM RAPIDEZ E BAIXO CUSTO. TAMBÉM PARA A PEQUENA EMPRESA. PROCESSO

Leia mais

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade?

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade? Nas atividades empresariais, a área financeira assume, a cada dia, funções mais amplas de coordenação entre o operacional e as expectativas dos acionistas na busca de resultados com os menores riscos.

Leia mais

FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO

FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO CONTEÚDO DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PREÇO DE SERVIÇO PROMOVIDO PELA www.administrabrasil.com.br - CONCEITO DE PREÇO NOS SERVIÇOS - FATORES DETERMINANTES DOS PREÇOS - ESTRATÉGIAS E ASPECTOS IMPORTANTES PARA

Leia mais

ANQUI AS DE AÚÊN. R ir*. ' l r >

ANQUI AS DE AÚÊN. R ir*. ' l r > ANQUI AS DE AÚÊN R ir*. ' l r > V v i fill! ç;. íi : 5 *3 lá al i!m«m í5tu UMA AGENCIA DE PRIMEIRO MUNDO A Agência de Viagens e Turismo Flytour se diferencia das demais porque: utiliza os mais avançados

Leia mais

COMO ADERIR A UMA FRANQUIA SEM ENTRAR EM UMA FRIA

COMO ADERIR A UMA FRANQUIA SEM ENTRAR EM UMA FRIA COMO ADERIR A UMA FRANQUIA SEM ENTRAR EM UMA FRIA Palestrante: Gustavo Posser de Moraes (Graduado em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul, possui MBA em Direito da Empresa e da Economia pela

Leia mais

Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO

Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO Seja um franqueado E GARANTA SUA FATIA DESTA RECEITA DE SUCESSO A FRANQUIA O nome fantasia é China Brasil, tendo a empresa mais de 35 anos de atuação. A mesma propõe seu diferencial no sabor e modo de

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS CONHECER A ELABORAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E FUNCIONALIDADES UM PLANO DE NEGÓCIOS.

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Criamos o que as pessoas amam antes que elas saibam o que querem Hoje nossos franqueados

Leia mais

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio.

Perfil do Franqueado. Procuramos empreendedores com o seguinte perfil: Experiência em varejo ou rede de negócio. F R A N Q U I A Benefícios do Modelo Uma das marcas mais fortes e reconhecidas do país. A marca faz parte de um conglomerado que se consolida como um dos maiores do país (Alpargatas - Grupo Camargo Corrêa).

Leia mais

Apresentação da Concessão

Apresentação da Concessão MEDICINA E ENGENHARIA DO TRABALHO Apresentação da Concessão Cuidar da Saúde e Segurança do Trabalhador é a nossa Especialidade! APRESENTAÇÃO TENHA SEU PRÓPRIO NEGÓCIO COM RETORNO GARANTIDO O mercado de

Leia mais

INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL

INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL 0405 05 IDENTIFICAÇÃO: Título: ORÇAMENTO EMPRESARIAL Atributo: ADMINISTRAÇÃO EFICIENTE Processo: PLANEJAMENTO E CONTROLE ORÇAMENTÁRIO O QUE É : É um instrumento de planejamento

Leia mais

Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem

Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem Plano de Negócios e Pesquisas de Mercado: Ninguém Vive Sem Henrique Montserrat Fernandez Muitas pessoas, antes de abrir a empresa, já têm uma idéia do que ela produzirá. Mas será que é isso que os clientes

Leia mais

04 Os números da empresa

04 Os números da empresa 04 Os números da empresa Além de conhecer o mercado e situar-se nele, o empreendedor tem de saber com clareza o que ocorre com os números de sua empresa. Neste capítulo conheça os principais conceitos,

Leia mais

Caderno de Apresentação Franquia

Caderno de Apresentação Franquia Caderno de Apresentação Franquia A Empresa A Genial Books iniciou suas actividades em dez/95 depois de um dos sócios conhecer o "Livro Personalizado", numa viagem de férias aos Estados Unidos. Vislumbrando

Leia mais

SELL BOOK! Apresentação da oportunidade de negócio!

SELL BOOK! Apresentação da oportunidade de negócio! SELL BOOK! Apresentação da oportunidade de negócio! QUEM SOMOS NÓS?! Há 10 anos a Único Asfaltos atende prefeituras, governos, departamentos de água e esgoto e concessionárias de rodovias, vendendo uma

Leia mais

Plano de Negócios Faculdade Castro Alves Cursos de Administração.

Plano de Negócios Faculdade Castro Alves Cursos de Administração. TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PLANO DE NEGÓCIIOS Prroff.. Carrllos Mellllo Saal lvvaaddoorr JJANEI IRO/ /22000066 Introdução Preparar um Plano de Negócios é uma das coisas mais úteis que um empresário

Leia mais

Administrando o Fluxo de Caixa

Administrando o Fluxo de Caixa Administrando o Fluxo de Caixa O contexto econômico do momento interfere no cotidiano das empresas, independente do seu tamanho mercadológico e, principalmente nas questões que afetam diretamente o Fluxo

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO

ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO ENCONTRO DE INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO PROJETO DE ORGANIZAÇÃO Tema Anual: Startups no Rio de Janeiro. Objetivos Gerais: O objetivo principal deste projeto é avaliar o conhecimento teórico adquirido durante

Leia mais

Circular de Oferta 5102/ sto Ago

Circular de Oferta 5102/ sto Ago Circular de Oferta Agosto / 2015 Índice Introdução 03 Quem Somos 04 Como funciona o negócio 05 Vantagens de ser constituir uma agência 06 Produtos e serviços 07 Ferramentas de apoio 08 Atividades desempenhadas

Leia mais

o que é franquia? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio.

o que é franquia? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio. 1 o que é franquia? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio. 2 Vários negócios se utilizam do franchising 3 evolução do franchising

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A.

PLANO DE NEGÓCIOS FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A. FORMAÇÃO DA REDE DR. MARIDO NEGÓCIOS DO PEQUENO E MÉDIO PORTE, ATRAVÉS DO MODELO HOMME OFFICE, COM RETORNO PROJETADO DE 86% A.A. PLANO DE NEGÓCIOS Data: Janeiro 2.013 Dr. Marido - Operacional S U M Á R

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05 Aprova a NBC T 11.8 Supervisão e Controle de Qualidade. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas

Leia mais

Para ser Franqueado. É essencial:

Para ser Franqueado. É essencial: Para ser Franqueado É essencial: Estar em busca de sucesso empresarial; Ter disposição pessoal para estudar, ensinar e trabalhar para manter um negócio seguro e rentável; Possuir espírito empreendedor;

Leia mais

Índice Remissivo. Sobre o livro. Direitos Autorais. Prefácio. Sobre o Autor. O Conceito de Franquia. A Circular de Oferta de Franquia

Índice Remissivo. Sobre o livro. Direitos Autorais. Prefácio. Sobre o Autor. O Conceito de Franquia. A Circular de Oferta de Franquia Índice Remissivo Sobre o livro Direitos Autorais Prefácio Sobre o Autor O Conceito de Franquia A Circular de Oferta de Franquia Dos investimentos, taxas e custos para instalação... Da exclusividade territorial

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Análise externa Roberto César 1 A análise externa tem por finalidade estudar a relação existente entre a empresa e seu ambiente em termos de oportunidades e ameaças, bem como a

Leia mais

Verificando a viabilidade do negócio

Verificando a viabilidade do negócio NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Verificando a viabilidade do negócio Manual Etapa 2/Parte 1 Bem-vindo! Olá, caro empreendedor! É um prazer ter você na Etapa 2 do Programa de Auto-Atendimento

Leia mais

O QUE É FRANQUIA? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio.

O QUE É FRANQUIA? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio. O QUE É FRANQUIA? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio. VÁRIOS NEGÓCIOS SE UTILIZAM DO FRANCHISING REMUNERAÇÃO PELO USO DO SISTEMA

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

Prezado empreendedor,

Prezado empreendedor, Prezado empreendedor, Caderno do Empreendedor Este é o Caderno do Empreendedor, criado para facilitar o dia-a-dia da sua empresa. Com ele você poderá controlar melhor suas despesas, saber quanto está vendendo

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

Empowering People O Poder das Pessoas

Empowering People O Poder das Pessoas A Minha Escola Nada é difícil se for dividido em pequenas partes. Henry Ford " Empowering People O Poder das Pessoas 2 Já se imaginou a ter o seu próprio centro de formação, a sua escola?! Gostaria de

Leia mais

Jorge Aoni jaoni@terra.com.br. Franquia, uma relação bem delicada...

Jorge Aoni jaoni@terra.com.br. Franquia, uma relação bem delicada... Jorge Aoni jaoni@terra.com.br Franquia, uma relação bem delicada... Jorge Elias Aoni jaoni@terra.com.br Características do Líder 1. Criatividade 2. Disposição para inovar 3. Capacidade de Administrar pessoas

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Conhecimentos em Comércio Eletrônico Capítulo 4 CAPÍTULO 4 VISÃO GERAL DO COMÉRCIO

Conhecimentos em Comércio Eletrônico Capítulo 4 CAPÍTULO 4 VISÃO GERAL DO COMÉRCIO CAPÍTULO 4 VISÃO GERAL DO COMÉRCIO PLANEJAMENTO E MODELOS DE E-COMMERCE Uma das principais características do CE é permitir a criação de novos modelos de negócio. Um modelo de negócio é um método que permite

Leia mais

EMPREENDEDOR. Aqui está a oportunidade certa para seu sucesso.

EMPREENDEDOR. Aqui está a oportunidade certa para seu sucesso. EMPREENDEDOR Aqui está a oportunidade certa para seu sucesso. Introdução O que é a DIVULGGARE A micro franquia DIVULGGARE Como funciona o sistema de micro franquia DIVULGGARE Fórmula para o sucesso Produtos

Leia mais

PARTE V ASPECTOS JURÍDICOS DO FRANCHISING SOBRE A LEGISLAÇÃO: contrato. lei específica/magalhães Teixeira. lei de caráter geral JCONTRAK

PARTE V ASPECTOS JURÍDICOS DO FRANCHISING SOBRE A LEGISLAÇÃO: contrato. lei específica/magalhães Teixeira. lei de caráter geral JCONTRAK PARTE V ASPECTOS JURÍDICOS DO FRANCHISING SOBRE A LEGISLAÇÃO: lei específica/magalhães Teixeira lei de caráter geral contrato JCONTRAK / MONO NO MOMNOM 1 MONONO MOMNOM MONO NO MOMNOM WNQNO MOMNQM COMO

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo saber como é desenvolvido o trabalho de Assessoria de Imprensa, sendo um meio dentro da comunicação que através

Leia mais

Mitos e verdades sobre franquias. Fonte: Associação Bras. de Franchising e Guia Oficial de Franquias

Mitos e verdades sobre franquias. Fonte: Associação Bras. de Franchising e Guia Oficial de Franquias Mitos e verdades sobre franquias Fonte: Associação Bras. de Franchising e Guia Oficial de Franquias Bem informado, o futuro franqueado terá maiores possibilidades de fazer um bom negócio Administrar uma

Leia mais

MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia

MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia MASTER HOUSE FRANCHISING Apresentação e Estratégia Master House Franquia de Sucesso ocumento protegido pelos termos da lei. ualquer replicação deste material não é autorizada. Especial 10.A/2015 Parabéns

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócios deverá conter: 1. Resumo Executivo 2. O Produto/Serviço 3. O Mercado 4. Capacidade Empresarial 5. Estratégia de Negócio 6. Plano de marketing

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Confederação Nacional da Indústria. - Manual de Sobrevivência na Crise -

Confederação Nacional da Indústria. - Manual de Sobrevivência na Crise - RECOMENDAÇÕES PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS - Manual de Sobrevivência na Crise - Janeiro de 1998 RECOMENDAÇÕES PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS - Manual de Sobrevivência na Crise - As empresas, principalmente

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

COMO ESCOLHER O NEGÓCIO DE MARKETING MULTINÍVEL QUE MAIS COMBINA COM SEU PERFIL

COMO ESCOLHER O NEGÓCIO DE MARKETING MULTINÍVEL QUE MAIS COMBINA COM SEU PERFIL 1 COMO ESCOLHER O NEGÓCIO DE MARKETING MULTINÍVEL QUE MAIS COMBINA COM SEU PERFIL Celso Silva 2 Sobre o autor Celso Silva é nascido no Rio de Janeiro, em 24 de fevereiro de 1950. Aos 17 anos ingressou

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

2. O que informatizar?

2. O que informatizar? A INFORMÁTICA NO CONSULTÓRIO MÉDICO No fascículo anterior, comentamos como a gestão de custos, mesmo sendo feita de maneira simplista, auxilia o consultório a controlar e avaliar seus resultados, permitindo

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques

O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques O Plano Financeiro no Plano de Negócios Fabiano Marques Seguindo a estrutura proposta em Dornelas (2005), apresentada a seguir, podemos montar um plano de negócios de forma eficaz. É importante frisar

Leia mais

Iniciar um negócio em Franchising

Iniciar um negócio em Franchising Iniciar um negócio em Franchising Franchising, o que é? Terminologia Vantagens e Desvantagens do Franchisado Vantagens e Desvantagens do Franchisador Dicas para potenciais Franchisados Serviços de apoio

Leia mais

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1 1.0 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1 1.2 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Qual o objetivo das empresas para a administração financeira? Maximizar valor de mercado da empresa; Aumentar a riqueza dos acionistas.

Leia mais

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / /

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / / FICHA DE CADASTRO EMPRETEC Município Data: / / Caro Empreendedor, Obrigado por seu interesse pelo Empretec, um dos principais programas de desenvolvimento de empreendedores no Brasil e no Mundo! As questões

Leia mais

PARTE VI O Plano de Negócios

PARTE VI O Plano de Negócios FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Empreendedorismo: Uma Introdução Prof. Fabio Costa Ferrer,

Leia mais

Sobre as Franquias Honing Brasil A Honing Brasil é a marca de roupa masculina inspirada no Hóquei no Gelo canadense. A paixão dos canadenses por este esporte e a garra de seus praticantes inspiram a Honing,

Leia mais

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center

Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center Nós nos responsabilizamos pelo processo de procura, estudo de viabilidade e planejamento do ponto em shopping center O GrupoM8 utiliza o formato Norte-americano na administração e comercialização de sua

Leia mais

CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA EMPRESARIAL FORMULA PIZZARIA

CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA EMPRESARIAL FORMULA PIZZARIA CIRCULAR DE OFERTA CIRCULAR DE OFERTA DE FRANQUIA EMPRESARIAL FORMULA PIZZARIA A COF Circular de Oferta de Franquia FORMULA PIZZARIA é um exemplar com todas as informações e dados relevantes direcionados

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

FRANQUIA HOME OFFICE

FRANQUIA HOME OFFICE FRANQUIA HOME OFFICE SUMÁRIO QUEM SOMOS PREMIAÇÕES ONDE ESTAMOS NOSSO NEGÓCIO MULTIMARCAS MULTISERVIÇOS PERFIL DO FRANQUEADO VANTAGENS DA FRANQUIA CLUBE TURISMO DESCRITIVO DO INVESTIMENTO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR KOTLER, 2006 AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR. OS CANAIS AFETAM TODAS AS OUTRAS DECISÕES DE MARKETING Desenhando a estratégia

Leia mais

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems Fundamentos de Marketing Global Parte 01 O significado de Marketing Global Uma empresa global bem-sucedida deve ser capaz de pensar globalmente e agir localmente. Marketing global pode incluir uma combinação

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

Conceito de Plano de Negócios

Conceito de Plano de Negócios Conceito de Plano de Negócios O Plano de Negócio é um documento escrito e organizado que permite ao empreendedor analisar a viabilidade do seu projeto. 4 Conceito de Plano de Negócios Descreve o modelo

Leia mais

CHIP PERFORMANCE SERVICE

CHIP PERFORMANCE SERVICE CHIP PERFORMANCE SERVICE Nossa História Fundada em 1990 pelos até hoje sócios João C. Carvalho e Fátima Carvalho, passou em 2004 a ser franquia de chip de potência, mais conhecido como chipar ou repotenciar.

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER?

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? Anderson Katsumi Miyatake Emerson Oliveira de Almeida Rafaela Schauble Escobar Tellis Bruno Tardin Camila Braga INTRODUÇÃO O empreendedorismo é um tema bastante

Leia mais

Introdução. 1. Introdução

Introdução. 1. Introdução Introdução 1. Introdução Se você quer se atualizar sobre tecnologias para gestão de trade marketing, baixou o material certo. Este é o segundo ebook da série que o PDV Ativo, em parceria com o Agile Promoter,

Leia mais

4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente

4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente 4 passos para uma Gestão Financeira Eficiente Saiba como melhorar a gestão financeira da sua empresa e manter o fluxo de caixa sob controle Ciclo Financeiro Introdução Uma boa gestão financeira é um dos

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PÓS-INCUBAÇÃO DE EMPRESAS Conceituação e Estudos de Caso BRENO BASTOS MIGUEZ 15653 FERNANDA HELENA COSTA

Leia mais