Juciara Nepomuceno de Souza Rafael Garcia Miani. Teste de Software

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Juciara Nepomuceno de Souza Rafael Garcia Miani. Teste de Software"

Transcrição

1 Juciara Nepomuceno de Souza Rafael Garcia Miani Teste de Software

2 Técnicas de Teste de Software

3 Testabilidade Operabilidade; Observabilidade; Controlabilidade; Decomponibilidade; Simplicidade; Estabilidade; Compreensibilidade.

4 Características de um bom teste Alta probabilidade de encontrar um erro; Sem redundância; Sem grande complexidade ou simplicidade;

5 Teste Caixa Branca Teste de caminho básico Notação de Grafo de fluxo Representação simples do fluxo de controle (grafo de fluxo). Se Até quando Caso

6 Teste Caixa Branca Teste de caminho básico Caminhos independentes qualquer caminho que insere um novo conjunto de comandos ou uma nova condição Exemplos Caminhos: C1: C2: C3: Complexidade: V(G)= 8 arestas 7 nós +2= 3

7 Teste Caixa Branca Teste de caminho básico Derivação de Casos de Teste após realizados os passos anteriores podem ser extraídos dos caminhos independentes os casos de testes que serão executados, dessa maneira é assegurado que todos os comandos do programa foram executados pelo menos uma vez.

8 Teste Caixa Branca Teste de caminho básico Matrizes de Grafos representação tabular de um grafo de fluxo em que são relacionados os nós do grafos às suas conexões 5 g e f a b c d a 2 3 d b 4 c f 5 g e

9 Teste Caixa Branca Teste de Estrutura de Controle Teste de Condição método referente aos testes de condições lógicas em um módulo do software Teste de Fluxo de Dados método que seleciona caminhos de teste de um programa de acordo coma localização das definições Teste de Ciclo valida os ciclos existentes na implementação: Simples, concatenados, aninhados e desestruturados.

10 Teste Caixa Preta Esse tipo de teste permite a validade de um conjunto de entradas relacionados as suas saídas. Critérios: Particionamento de equivalência Análise do Valor Limite Teste de Matriz Ortogonal

11 Teste Caixa Preta Paticionamento de equivalência É utilizado na divisão do domínio de entrada em classes de dados. Classes de equivalência podem ser divididas em válidas e inválidas seguindo as seguintes diretrizes: Se a condição de entrada especifica um intervalo, são definidas uma classe válida e duas inválidas Se a condição de entrada exige um valor específico, são definidas uma classe válida e duas inválidas Se a condição de entrada especifica um membro de um conjunto, são definidas uma classe válida e uma inválida Se a condição de entrada for booleana, são definidas uma classe válida e uma inválida

12 Teste Caixa Preta Análise de Valor Limite Essa técnica complementa o particionamento de equivalência Focaliza o teste em um ponto propício a erros, os limites de uma classe de equivalência As diretrizes da análise de valor limite são bem parecidas com as do particionamento de equivalência

13 Teste Caixa Preta Teste de Matriz Ortogonal O teste de matriz ortogonal é um ponto médio para problemas com domínio de entrada relativamente pequeno, mas grande demais para testes exaustivos Casos de teste ficam espalhados uniformemente pelo domínio de teste Detecta e isola todas as falhas de modo singular (pela análise da informação sobre quais testes revelam erros, pode-se identificar quais valores de parâmetro causam a falha) Detecta todas as falhas de modo duplo

14 Teste Orientado a Objetos Pode-se aplicar os testes do tipo caixa branca e caixa preta, contudo podem surgir algumas complicações como o encapsulamento e a herança Teste com Base em Erro nesta técnica são procurados erros plausíveis, particularidades da implementação quem podem ocasionar defeitos. Teste com Base em Cenário busca a validação do que o usuário precisar fazer em relação ao que o produto disponibiliza. Encontram-se erros de integração.

15 Estratégias de Testes de Software

16 Estratégia de Teste de Software Teste de Unidade Teste de Integração Teste de Validação Teste de Sistema Depuração

17 Estratégias de Teste de Software Atividades planejadas antecipadamente Características de Testes Gabarito de teste Conjunto de técnicas de projetos de casos de teste e métodos de teste específicos Equipe deve fazer revisões técnicas formais: evitar erros Componente Integração Diversas técnicas Em geral realizadas pela equipe de desenvolvimento e, no caso de grandes projetos, um grupo de teste independentes Teste de baixo e alto nível

18 Estratégias de Teste de Software Organização do Teste Desenvolvedor Componentes (unidades individuais) Desenvolvedor Integração Equipe de teste independente

19 Estratégias de Teste de Software

20 Teste de Unidade Esforço na verificação da menor unidade de projeto de software: componente ou módulo de software. Caminhos de controle são testados. Pode ser realizado em paralelo para vários módulos.

21 Teste de Unidade

22 Teste de Unidade Exemplo: Testar a interface e os caminhos. RA Nome Tombo Título Aluno N Emprestar N Livro Autor Data Editora

23 Teste de Integridade Construir, de forma sistemática, a estrutura do programa, ao mesmo tempo, executando testes para descobrir erros. Componentes funcionam bem de modo isolado, porém quando colocado juntos, situações inesperadas podem ocorrer. Integração Incremental Programa é construído e testado em pequenos incrementos, em que erros são mais fáceis de isolar e corrigir. Integração top-down Integração bottom-up

24 Teste de Integridade Integração top-down Módulos são integrados movendo-se descendentemente na hierarquia de controle, começando com o módulo de controle principal. Pode ser realiza de duas formas: Por profundidade (M 1, M 2, M 5 ) Por largura (M 2, M 3, M 4 )

25 Teste de Integridade Integração top-down O processo de integração é feito em cinco passos: 1. O módulo de controle principal é utilizado como um pseudocontrolador do teste, e pseudocontroladores são substituídos por todos os componentes diretamente ligados ao programa principal. 2. Dependendo da abordagem de integração selecionada (profundidade ou largura), os pseudocontroladores são substituídos, um por vez, pelos seus componentes reais. 3. Testes são conduzidos à medida que cada componente é integrado. 4. Ao término de cada conjunto de testes, outro pseudocontrolado é substituído por seu componente real. 5. Teste de regressão pode ser realizado para garantir que novos erros não tenham sido introduzidos.

26 Teste de Integridade Integração bottom-up A integração dos componentes é feita de baixo para cima. Pseudocontroladores eliminados, uma vez que o processamento necessário para os componentes subordinados em um determinável nível está sempre disponível.

27 Teste de Integridade Integração bottom-up O processo de integração é feito em 4 etapas: 1. Módulos de níveis mais baixo são combinados em clusters que executam funções específicas do módulo principal. 2. É elaborado um driver que coordena a entrada e saída dos casos de teste para cada cluster. 3. Cluster é testado. 4. Drivers são substituídos pelos clusters que passam a interagir com os módulos acima, na estrutura do programa.

28 Teste de Integridade

29 Teste de Integridade Top-Down Vantagem: testar logo no início as funções principais do software. Desvantagem: pseudocontroladores e dificuldade de testes quando eles são utilizados. Bottom-up Vantagem: não precisa de pseudocontroladores. Desvantagem: módulo principal não existe enquanto todos os módulos não estiverem testados.

30 Teste de Integridade Teste de Regressão É a reexecução de algum subconjunto de testes que já foi conduzido. Motivo: Integração de um novo componente pode resultar em erros em funções que anteriormente funcionavam impecavelmente.

31 Teste de Integridade Exemplo: integrar componentes de uma biblioteca RA Nome Tombo Título Aluno N Emprestar N Livro Autor Data Editora RA Nome Tombo Título Aluno N Renovar N Livro Autor Data Editora

32 Teste de Integridade Exemplo: integrar componentes de uma biblioteca RA Nome Tombo Título Aluno N Devolver N Livro Autor Data Editora RA Nome Tombo Título Aluno N Consultar N Livro Autor Data Editora

33 Teste de Validação Início: Fim da fase de integração. Componentes individuais foram exercitados. Software completamente montado. Erros de interface descobertos e corrigidos. Validação é considerada bem-sucedida se o software funciona de um modo que pode ser razoavelmente esperado pelo cliente. Essas expectativas razoavelmente esperadas são definidas na Especificação de Requisitos: Critérios de Validação

34 Teste de Validação Critérios de Teste de Validação A validação é conseguida por uma série de testes que demonstram conformidade com os requisitos. Plano de teste: delineia as classes de teste a ser conduzidas. Procedimento de teste: define os casos de teste específicos. Requisitos funcionais sejam satisfeitos, características comportamentais sejam conseguidas, requisitos de desempenho sejam alcançados, documentação esteja correta.

35 Teste de Validação Após cada teste de validação: 1. Função satisfaz a especificação e é aceita. 2. É descoberto um desvio na especificação e uma lista de deficiências é criada. Erros aqui encontrados são difíceis de serem corrigidos até o prazo da entrega. Teste de Aceitação: software sob encomenda é construído para um cliente. Software desenvolvido como um produto para vários usuários: Teste alfa: conduzidos na instalação do desenvolvedor junto com os usuários finais. Teste beta: conduzido na instalação do usuário final. Desenvolvedor geralmente não está presente.

36 Teste de Validação Exemplo: Certificar que a empréstimo de um livro a um aluno não demore mais que três segundos para retornar uma mensagem de sucesso. RA Nome Tombo Título Aluno N Emprestar N Livro Autor Data Editora

37 Teste de Sistema Software é incorporado a outros elementos do sistema(hardware e pessoal), e uma série de testes de integração e validação é conduzida. Uma série de diferentes testes cuja finalidade principal é exercitar por completo o sistema. Tipos: Recuperação Segurança Estresse Desempenho

38 Teste de Sistema Teste de Recuperação É um teste de sistema que força o software a falhar de diversos modos e verifica se a recuperação é adequadamente realizada. Automática (pelo sistema) A reinicialização, os mecanismos de verificação, a recuperação dos dados e o reinício são avaliados quanto à correção. Recuperação com intervenção humana Tempo médio para reparo é avaliado para determinar se está dentro de limites aceitáveis.

39 Teste de Sistema Teste de Segurança Verifica se todos os mecanismos de proteção realmente protegem o software de acessos indevidos. Teste de Estresse Tem por objetivo confrontar os programas com situações anormais de quantidade, frequência e volume. Teste de Desempenho Tem por objetivo testar o tempo de resposta do sistema e é aplicado, geralmente, para sistemas de tempo real. Normalmente aclopados a teste de estresse.

40 Teste de Sistema Exemplo: Vários estudantes (milhares) fazem consulta ao mesmo tempo, empréstimos são feitos (cerca de 500 por minuto). Verifica se tempo de resposta está adequado e se um estudante não está consultando um livro que acaba de ser emprestado e ainda não foi atualizado.

41 Depuração Ocorre como consequência de um teste bem-sucedido. Quando um caso de teste descobre um erro, a depuração é a ação que resulta na reparação do erro.

42 Depuração Três estratégias de depuração: Força bruta: o erro não é analisado para descobrir a causa, deixando que o próprio computador a descubra. Ex: Inserir vários comandos de escrita no programa. Rastreamento (backtracking): inicia-se no local em que o sintoma foi descoberto e rastreia-se para trás até que o local da causa seja encontrado. Eliminação da causa: supõe-se uma causa e elaboram-se casos de testes para comprovar ou refutar essa hipótese.

43 Conclusões O Objetivo do teste é encontrar erros e se eles não forem detectados, o teste não pode afirmar sua ausência. Testar tudo é impossível As técnicas de teste são complementares, devendo ser aplicadas em conjunto. Para testar com eficiência é preciso conhecer bem o software.

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 8 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 8-17/05/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software (Caps. 13 e 14 do

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 14 Revisão http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 14-07/05/2006 1 Processo de Software Qual é a diferença entre uma atividade de arcabouço e uma atividade guarda chuva?

Leia mais

Construção e Implantação de Software II - Unidade 3- Estratégias Para Testes de Software. Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior

Construção e Implantação de Software II - Unidade 3- Estratégias Para Testes de Software. Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior Construção e Implantação de Software II - Unidade 3- Estratégias Para Testes de Software Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior 1 1-Estratégia Global 1.1-Visão Global de Estratégias Para Teste A estratégia

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 10 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 10-24/05/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software (Caps. 13 e 14

Leia mais

Estratégias de Teste de Software. Fabrício de Sousa

Estratégias de Teste de Software. Fabrício de Sousa Estratégias de Teste de Software Fabrício de Sousa O que é Teste? Processo de executar um programa com a intenção de descobrir um erro Um teste bem-sucedido é aquele que revela um erro ainda não descoberto.

Leia mais

Unidade VI. Validação e Verificação de Software Teste de Software. Conteúdo. Técnicas de Teste. Estratégias de Teste

Unidade VI. Validação e Verificação de Software Teste de Software. Conteúdo. Técnicas de Teste. Estratégias de Teste Unidade VI Validação e Verificação de Software Teste de Software Profa. Dra. Sandra Fabbri Conteúdo Técnicas de Teste Funcional Estrutural Baseada em Erros Estratégias de Teste Teste de Unidade Teste de

Leia mais

Técnicas de Teste de Software

Técnicas de Teste de Software Técnicas de Teste de Software Fabrício Sousa fabricio@uesb.br Projeto de Caso de Teste Conjunto de técnicas para criação de casos de testes Série de casos de testes que tem grande probabilidade de encontrar

Leia mais

Princípios do teste de software

Princípios do teste de software Teste de Software Princípios do teste de software Conforme a Lei de Pareto, 80% dos erros podem ser localizados em 20% do projeto, geralmente nos módulos principais do sistema; A atividade de teste não

Leia mais

Teste de Software I Conceitos e Estratégias

Teste de Software I Conceitos e Estratégias Tema da Aula Teste de I Conceitos e Estratégias Prof. Cristiano R R Portella portella@widesoft.com.br Conceitos Teste e Garantia de Qualidade Importância do Teste, segundo Deutsch: O desenvolvimento de

Leia mais

Testes de Software. Testes de Software. Teste de Validação. Teste de Defeito. Modelo de Entrada e Saída. Modelo de Entrada e Saída

Testes de Software. Testes de Software. Teste de Validação. Teste de Defeito. Modelo de Entrada e Saída. Modelo de Entrada e Saída DCC / ICEx / UFMG Testes de Software Testes de Software Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Teste de software buscam por erros ou anomalias em requisitos funcionais e não funcionais Classificação

Leia mais

Testes de Software Fases. Baseado em notas de aula da profa. Eliane Martins

Testes de Software Fases. Baseado em notas de aula da profa. Eliane Martins Testes de Software Fases Baseado em notas de aula da profa. Eliane Martins Tópicos Testes de Unidades Testes de Integração Testes de Aceitação e de Sistemas Testes de Regressão Testes de Unidades Visam

Leia mais

Testar os programas para estabelecer a presença de defeitos no sistema. Teste de Software. Teste de defeitos. Objetivos. Tópicos

Testar os programas para estabelecer a presença de defeitos no sistema. Teste de Software. Teste de defeitos. Objetivos. Tópicos Teste de defeitos Teste de Software Testar os programas para estabelecer a presença de defeitos no sistema Ian Sommerville 2000 Software Engineering, 6th edition. Chapter 20 Slide 1 Ian Sommerville 2000

Leia mais

Sumário. Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões. Testes de Software 2

Sumário. Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões. Testes de Software 2 Testes de Software Sumário Objectivos Técnicas Casos Notáveis Exemplo Conclusões Testes de Software 2 Objectivos Verificação o programa está de acordo com a especificação (construímos bem o produto?) Validação

Leia mais

Teste de software. Definição

Teste de software. Definição Definição O teste é destinado a mostrar que um programa faz o que é proposto a fazer e para descobrir os defeitos do programa antes do uso. Quando se testa o software, o programa é executado usando dados

Leia mais

MDC Metodologia de Desenvolvimento Compartilhado Roteiro da Disciplina de Teste

MDC Metodologia de Desenvolvimento Compartilhado Roteiro da Disciplina de Teste MDC Metodologia de Desenvolvimento Compartilhado Roteiro da Disciplina de Teste Agosto - 2005 SUMARIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 APLICAÇÃO...3 3 ESTRUTURA DO ROTEIRO...3 4 DESCRIÇÃO DO ROTEIRO...4 4.1 PLANEJAR

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - MÓDULO 4 - TESTE DE SOFTWARE 1. INTRODUÇÃO O teste do software é a investigação do software a fim de fornecer informações sobre sua qualidade em relação ao contexto em que ele deve operar. Isso inclui

Leia mais

Testes de Software. Testes de Software. Teste de Validação. Teste de Defeito. Modelo de Entrada e Saída. Modelo de Entrada e Saída

Testes de Software. Testes de Software. Teste de Validação. Teste de Defeito. Modelo de Entrada e Saída. Modelo de Entrada e Saída DCC / ICEx / UFMG Testes de Software Testes de Software Teste de software buscam por erros ou anomalias em requisitos funcionais e não funcionais Classificação de testes pelo objetivo Teste de Validação:

Leia mais

Fundamentos em Teste de Software. Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com

Fundamentos em Teste de Software. Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com Fundamentos em Teste de Software Vinicius V. Pessoni viniciuspessoni@gmail.com Objetivos do treinamento 1. Expor os fundamentos de Teste de Software; 2. Conceituar os Níveis de Teste; 3. Detalhar sobre

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 16 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 16-14/05/2006 1 1. O que é uma atividade guarda-chuva? Dê dois exemplos. São atividades aplicáveis durante todo o processo

Leia mais

Como melhorar a Qualidade de Software através s de testes e nua. Cláudio Antônio de Araújo 22/11/2008

Como melhorar a Qualidade de Software através s de testes e nua. Cláudio Antônio de Araújo 22/11/2008 Como melhorar a Qualidade de Software através s de testes e integração contínua. nua. Cláudio Antônio de Araújo 22/11/2008 Objetivos Fornecer uma visão geral da área de testes de software, com ênfase em

Leia mais

Teste de Software Estrutural ou Caixa Branca. Disciplina de Engenharia de Software prof. Andrey Ricardo Pimentel andreyrp@hotmail.

Teste de Software Estrutural ou Caixa Branca. Disciplina de Engenharia de Software prof. Andrey Ricardo Pimentel andreyrp@hotmail. Teste de Software Estrutural ou Caixa Branca Disciplina de Engenharia de Software prof. Andrey Ricardo Pimentel andreyrp@hotmail.com Contexto da Aula Introdução a ES Qualidade Métricas de Software Planejamento

Leia mais

Testes Orientação Visão Conceitual em Testes Versão 0.3

Testes Orientação Visão Conceitual em Testes Versão 0.3 Testes Versão 0.3 ori_visao_conceitual_testes.odt 1 de 10 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/04/2010 0.1 Versão inicial Fernanda Monteiro 07/10/10 0.2 Verificação ortográfica Ana Eckel

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

a) Teste das funções do sistema com outros sistemas b) Teste de componentes que em conjunto compõem a função do sistema

a) Teste das funções do sistema com outros sistemas b) Teste de componentes que em conjunto compõem a função do sistema Simulado CTFL- BSTQB Tempo de duração: 60 minutos 1. Considerando as seguintes afirmações: I. 100% de cobertura de sentença (comando) garante 100% de cobertura de desvio II. 100% de cobertura de desvio

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Teste de Software Engenharia de Software 2o. Semestre de 2005 Slide

Leia mais

Qualidade de software

Qualidade de software Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina - FACAPE Curso: Ciência da Computação Disciplina:Projeto de Sistemas Qualidade de software cynaracarvalho@yahoo.com.br Qualidade de software Qualidade

Leia mais

Introdução Fatores de Qualidade Garantia de Qualidade Rivisões de Software Conclusão. Qualidade. Plácido A. S. Neto 1

Introdução Fatores de Qualidade Garantia de Qualidade Rivisões de Software Conclusão. Qualidade. Plácido A. S. Neto 1 Qualidade Plácido A. S. Neto 1 1 Gerência Educacional de Tecnologia da Informação Centro Federal de Educação Tecnologia do Rio Grande do Norte 2006.1 - Planejamento e Gerência de Projetos Agenda Introdução

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Introdução Modelos de Processo de Desenvolvimento de Software Os modelos de processos de desenvolvimento de software surgiram pela necessidade de dar resposta às

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 10 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 10 de Outubro de 2013. Revisão aula anterior Documento de Requisitos Estrutura Padrões Template Descoberta

Leia mais

Qualidade de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br

Qualidade de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Qualidade de Software Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Verificação x validação Verificação prova que o produto vai ao encontro dos requerimentos especificados no desenvolvimento

Leia mais

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas

Análise de Sistemas. Conceito de análise de sistemas Análise de Sistemas Conceito de análise de sistemas Sistema: Conjunto de partes organizadas (estruturadas) que concorrem para atingir um (ou mais) objectivos. Sistema de informação (SI): sub-sistema de

Leia mais

IES-300. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br

IES-300. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br IES-300 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br Teste de Caixa Preta 2 Teste de Caixa Preta Partição de Equivalência Análise de Valor Limite Teste

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 9 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 9-19/05/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software (Caps. 13 e 14 do

Leia mais

c. Técnica de Estrutura de Controle Teste do Caminho Básico

c. Técnica de Estrutura de Controle Teste do Caminho Básico 1) Defina: a. Fluxo de controle A análise de fluxo de controle é a técnica estática em que o fluxo de controle através de um programa é analisado, quer com um gráfico, quer com uma ferramenta de fluxo

Leia mais

Pós Graduação Engenharia de Software

Pós Graduação Engenharia de Software Pós Graduação Engenharia de Software Ana Candida Natali COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação FAPEC / FAT Estrutura do Módulo Parte 1 QUALIDADE DE SOFTWARE PROCESSO Introdução: desenvolvimento

Leia mais

Teste de Software. Ricardo Argenton Ramos ricargentonramos@gmail.com. Engenharia de Software I 2012.2

Teste de Software. Ricardo Argenton Ramos ricargentonramos@gmail.com. Engenharia de Software I 2012.2 Teste de Software Ricardo Argenton Ramos ricargentonramos@gmail.com Engenharia de Software I 2012.2 O que diferencia teste de software OO de testes Convencionais? Técnicas e abordagens são normalmente

Leia mais

1. Qual das seguintes alternativas não é um tipo de revisão? 2. Qual das alternativas é um atributo da qualidade?

1. Qual das seguintes alternativas não é um tipo de revisão? 2. Qual das alternativas é um atributo da qualidade? Simulado CTFL- BSTQB Tempo de duração: 30 minutos 1. Qual das seguintes alternativas não é um tipo de revisão? a) Acompanhamento b) Revisão técnica c) Revisão informal d) Aprovação da gerência 2. Qual

Leia mais

Atividade da gerência da qualidade

Atividade da gerência da qualidade O que é qualidade de software? Qualidade, de forma simplista, significa que o produto deve esta de acordo com a especificação. Problemas: Tensão entre requisitos do cliente: Eficiência, confiança, etc.

Leia mais

IES-300. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br

IES-300. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br IES-300 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Me. Álvaro d Arce alvaro@darce.com.br Teste de Caixa Branca 2 Teste de Componentes: Caixa Branca Teste de Caixa Branca Grafo de Fluxo de

Leia mais

Teste de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br

Teste de Software. Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Teste de Software Profa. Cátia dos Reis Machado catia@ifc-camboriu.edu.br Qualidade Garantia de Qualidade Qualidade do processo Qualidade do produto Testes Estáticos Testes Dinâmicos Teste de software

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 27 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 27-26/07/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software Métricas para software

Leia mais

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica.

Artigo 1º - Aprovar revisão da Política de Segurança da PRODEB, que com esta se publica. Classificação: RESOLUÇÃO Código: RP.2007.077 Data de Emissão: 01/08/2007 O DIRETOR PRESIDENTE da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia - PRODEB, no uso de suas atribuições e considerando

Leia mais

Introdução a Verificação, Validação e Teste de Software

Introdução a Verificação, Validação e Teste de Software Engenharia de Software I 2012.2 Introdução a Verificação, Validação e Teste de Software Ricardo A. Ramos [Baseado na apresentação do LABS ICMC-USP -> http://www.labes.icmc.usp.br] Organização Introdução

Leia mais

Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas. Analise de Sistemas I UNIPAC Rodrigo Videschi

Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas. Analise de Sistemas I UNIPAC Rodrigo Videschi Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas Analise de Sistemas I UNIPAC Rodrigo Videschi Histórico Uso de Metodologias Histórico Uso de Metodologias Era da Pré-Metodologia 1960-1970 Era da Metodologia

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Testes de Software Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.br Introdução Teste é um conjunto de atividades que pode ser planejado antecipadamente

Leia mais

Projeto de Arquitetura

Projeto de Arquitetura Projeto de Arquitetura Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 11 Slide 1 Objetivos Apresentar projeto de arquitetura e discutir sua importância Explicar as decisões de projeto

Leia mais

DSI é o processo cujo objetivo é introduzir mudanças num sistema de informação, com objetivo de melhorar o seu desempenho.

DSI é o processo cujo objetivo é introduzir mudanças num sistema de informação, com objetivo de melhorar o seu desempenho. - DSI DSI é o processo cujo objetivo é introduzir mudanças num sistema de informação, com objetivo de melhorar o seu desempenho. Preocupação: Problema técnicos Mudança na natureza e conteúdo do trabalho

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS SISTEMAS OPERACIONAIS Arquitetura Sistemas Operacionais Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Plano de Aula Sistemas monolíticos Sistemas em camadas Sistemas micro-núcleo Modelo Cliente-Servidor Máquinas

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas CMP1132 Processo e qualidade de software II Prof. Me. Elias Ferreira Sala: 402 E Quarta-Feira:

Leia mais

Práticas de. Engenharia de Software. Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.

Práticas de. Engenharia de Software. Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu. "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software Práticas de Engenharia de Software Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

Processo de Desenvolvimento Unificado

Processo de Desenvolvimento Unificado Processo de Desenvolvimento Unificado Processo de Desenvolvimento de Software? Conjunto de atividades bem definidas; com responsáveis; com artefatos de entrada e saída; com dependências entre as mesmas

Leia mais

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB

Testes de Software. Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Testes de Software 1 AULA 01 INTRODUÇÃO A TESTES DE SOFTWARE Anne Caroline O. Rocha TesterCertified BSTQB NTI UFPB Conteúdo Programático do Curso Introdução a Testes de Software Técnicas de Testes de Software

Leia mais

NORMAS ISO E SUA IMPORTÂNCIA NA PRODUÇÃO DE SOFTWARE

NORMAS ISO E SUA IMPORTÂNCIA NA PRODUÇÃO DE SOFTWARE NORMAS ISO E SUA IMPORTÂNCIA NA PRODUÇÃO DE SOFTWARE Marina Benedetti Preto¹ RESUMO Muito se fala sobre a qualidade de software, mas sem sempre se tem uma verdadeira noção deste conceito. A qualidade possui

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 27 de Setembro de 2013. Revisão aula anterior Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento e entrega

Leia mais

Teste de Software. Objetivos e Limites. Objetivos e Limites. Objetivos e Limites. Objetivos e Limites. Objetivos e Limites

Teste de Software. Objetivos e Limites. Objetivos e Limites. Objetivos e Limites. Objetivos e Limites. Objetivos e Limites Teste de Software Prof. Avelino F. Zorzo PUCRS Elaborado inicialmente pelo prof. Bernardo Copstein Teste é uma coisa óbvia? Qual a complexidade da questão? tá pronto, profi, é só testar... ué, mas pra

Leia mais

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI Nome da Empresa Documento Visão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/02/2015 1.0 Início do projeto Anderson, Eduardo, Jessica, Sabrina, Samuel 25/02/2015 1.1 Correções Anderson e Eduardo

Leia mais

Teste de Software Apresentação

Teste de Software Apresentação Teste de Software Apresentação Prof Daves Martins Msc Computação de Alto Desempenho Email: daves.martins@ifsudestemg.edu.br Agenda Teste de Software VV&T e Defeitos de Software Inspeção de Software Teste

Leia mais

As principais características da abordagem de um banco de dados versus a abordagem de processamento de arquivos são as seguintes:

As principais características da abordagem de um banco de dados versus a abordagem de processamento de arquivos são as seguintes: SGBD Características do Emprego de Bancos de Dados As principais características da abordagem de um banco de dados versus a abordagem de processamento de arquivos são as seguintes: Natureza autodescritiva

Leia mais

Aula 2 Revisão 1. Ciclo de Vida. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW

Aula 2 Revisão 1. Ciclo de Vida. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW Ciclo de Vida Aula 2 Revisão 1 Processo de Desenvolvimento de Software 1 O Processo de desenvolvimento de software é um conjunto de atividades, parcialmente ordenadas, com a finalidade de obter um produto

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Curso de Desenvolvimento de Software Prof. Alessandro J de Souza ajdsouza@cefetrn.br 1 Rational Unified Process RUP Fase Construção 2 VISÃO GERAL Fase Construção. Visão Geral 3

Leia mais

Tipos de teste de software

Tipos de teste de software Tipos de teste de software Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br Adilson Hira ayhira@lsi.usp.br Laboratório de Sistemas Integráveis Departamento de Sistemas Eletrônicos Escola Politécnica da USP Sumário

Leia mais

1. Introdução ao teste de software 2. Testes em um ciclo de vida de software 3. Especificado vs. Implementado 4. Preenchendo um modelo de

1. Introdução ao teste de software 2. Testes em um ciclo de vida de software 3. Especificado vs. Implementado 4. Preenchendo um modelo de Gustavo Lopes 1. Introdução ao teste de software 2. Testes em um ciclo de vida de software 3. Especificado vs. Implementado 4. Preenchendo um modelo de especificação de testes 5. Técnicas para construção

Leia mais

Verificação, Validação e Testes. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br

Verificação, Validação e Testes. Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Verificação, Validação e Testes Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br O que é? Herrar é Umano!!! Mas nossos usuários não tem culpa Precisamos fazer o máximo para entregar software de qualidade

Leia mais

Qualidade de Software. Prof.: Ivon Rodrigues Canedo. PUC Goiás

Qualidade de Software. Prof.: Ivon Rodrigues Canedo. PUC Goiás Prof.: Ivon Rodrigues Canedo PUC Goiás Qualidade Subjetiva Não sei o que é mas reconheço quando a vejo Qualidade Baseada no Produto O produto possui algo que produtos similares não têm Qualidade Baseada

Leia mais

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software

Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software Qualidade na gestão de projeto de desenvolvimento de software [...] O que é a Qualidade? A qualidade é uma característica intrínseca e multifacetada de um produto (BASILI, et al, 1991; TAUSWORTHE, 1995).

Leia mais

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Julho / 2.012 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/07/2012 1.0 Versão inicial Ricardo Kiyoshi Página 2 de 11 Conteúdo 1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Tópicos abordados. Testes de Software (Capítulo 8 Sommerville) 2/2/2015. Testes de desenvolvimento. Desenvolvimento dirigido a testes

Tópicos abordados. Testes de Software (Capítulo 8 Sommerville) 2/2/2015. Testes de desenvolvimento. Desenvolvimento dirigido a testes Testes de Software (Capítulo 8 Sommerville) slide 569 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Tópicos abordados Testes de desenvolvimento Desenvolvimento dirigido a testes Testes de release

Leia mais

Auditoria e Qualidade de Software ISO/IEC 9126 Engenharia de Software Qualidade de Produto

Auditoria e Qualidade de Software ISO/IEC 9126 Engenharia de Software Qualidade de Produto Auditoria e Qualidade de Software ISO/IEC 9126 Engenharia de Software Qualidade de Produto Prof. Elias Batista Ferreira Material cedido por: Prof. Edison A M Morais Objetivo Descrever os processos da norma

Leia mais

Aula 06 Introdução à Teste de Módulos II e Exercícios. Alessandro Garcia LES/DI/PUC-Rio Março 2014

Aula 06 Introdução à Teste de Módulos II e Exercícios. Alessandro Garcia LES/DI/PUC-Rio Março 2014 Aula 06 Introdução à Teste de Módulos II e Exercícios Alessandro Garcia LES/DI/PUC-Rio Março 2014 Princípios Discutidos até aqui Cada módulo deveria implementar uma única abstração similarmente: cada função

Leia mais

Metodologia para Planejamento, Execução e Controle de Teste de Software. Roteiro

Metodologia para Planejamento, Execução e Controle de Teste de Software. Roteiro Metodologia para Planejamento, Execução e Controle de Teste de Software Arilo Claudio Dias Neto - acdn@cos.ufrj.br Gladys Machado P. S. Lima - gladysmp@cos.ufrj.br Guilherme Horta Travassos - ght@cos.ufrj.br

Leia mais

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE

GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Fonte: http://www.testexpert.com.br/?q=node/669 1 GARANTIA DA QUALIDADE DE SOFTWARE Segundo a NBR ISO 9000:2005, qualidade é o grau no qual um conjunto de características

Leia mais

Fundamentos de Teste de Software

Fundamentos de Teste de Software Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas Fundamentos de Teste de Software Módulo 2- Teste Estático e Teste Dinâmico Aula 6 Teste Dinâmico: Técnicas de Especificação SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 TÉCNICAS BASEADAS

Leia mais

Aula 27 Testes Caixa Branca. Alessandro Garcia Willian Oizumi LES/DI/PUC-Rio Novembro 2014

Aula 27 Testes Caixa Branca. Alessandro Garcia Willian Oizumi LES/DI/PUC-Rio Novembro 2014 Aula 27 Testes Caixa Branca Alessandro Garcia Willian Oizumi LES/DI/PUC-Rio Novembro 2014 Especificação Objetivo dessa aula Apresentar os conceitos básicos utilizados ao testar módulos Apresentar 3 critérios

Leia mais

Uma Metodologia para Teste de Software no Contexto da Melhoria de Processo

Uma Metodologia para Teste de Software no Contexto da Melhoria de Processo Uma Metodologia para Teste de Software no Contexto da Melhoria de Processo CenPRA Centro de Pesquisas Renato Archer Divisão de Melhoria de Processos de Software - DMPS Grupo de Teste www.cenpra.gov.br

Leia mais

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor Cliente/Servidor Desenvolvimento de Sistemas Graça Bressan Graça Bressan/LARC 2000 1 Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor As metodologias clássicas, tradicional ou orientada a objeto, são aplicáveis

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE I

ENGENHARIA DE SOFTWARE I ENGENHARIA DE SOFTWARE I Prof. Cássio Huggentobler de Costa [cassio.costa@ulbra.br] Twitter: www.twitter.com/cassiocosta_ Agenda da Aula (002) Metodologias de Desenvolvimento de Softwares Métodos Ágeis

Leia mais

Teste de Software Parte 1. Prof. Jonas Potros

Teste de Software Parte 1. Prof. Jonas Potros Teste de Software Parte 1 Prof. Jonas Potros Cronograma Verificação e Validação Teste de Software: Definição e Conceitos Técnicas de Teste Fases de Teste Processo de Teste Automatização do Processo de

Leia mais

Atividades da Engenharia de Software ATIVIDADES DE APOIO. Atividades da Engenharia de Software. Atividades da Engenharia de Software

Atividades da Engenharia de Software ATIVIDADES DE APOIO. Atividades da Engenharia de Software. Atividades da Engenharia de Software Módulo 1 SCE186-ENGENHARIA DE SOFTWARE Profª Rosely Sanches rsanches@icmc.usp.br CONSTRUÇÃO Planejamento do Codificação Teste MANUTENÇÃO Modificação 2003 2 Planejamento do Gerenciamento CONSTRUÇÃO de Codificação

Leia mais

Professor: Curso: Disciplina:

Professor: Curso: Disciplina: Professor: Curso: Disciplina: Aula 1 Turma: Esp. Marcos Morais de Sousa Sistemas de informação Engenharia de Software I Dinâmica da disciplina, plano de curso e avaliação 03º semestre Prof. Esp. Marcos

Leia mais

Engenharia de Sistemas Computacionais

Engenharia de Sistemas Computacionais Engenharia de Sistemas Detalhes no planejamento UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Curso de Ciência da Computação Engenharia de Software I Prof. Rômulo Nunes de Oliveira Introdução Na aplicação de um sistema

Leia mais

Política de Gestão de Riscos

Política de Gestão de Riscos Política de Gestão de Riscos 1 OBJETIVO Fornecer as diretrizes para a Gestão de Riscos da Fibria, assim como conceituar, detalhar e documentar as atividades a ela relacionadas. 2 ABRANGÊNCIA Abrange todas

Leia mais

Projeto de Sistemas I

Projeto de Sistemas I Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo Projeto de Sistemas I Professora: Kelly de Paula Cunha E-mail:kellypcsoares@ifsp.edu.br Requisitos: base para todo projeto, definindo o

Leia mais

IC-UNICAMP IC-UNICAMP

IC-UNICAMP IC-UNICAMP Capítulo 3: Qualidade de Produto e a ISO 9126 Capítulo 1: Introdução Capítulo 2: Conceitos Básicos Capítulo 3: Qualidade de Produto (ISO9126) Capítulo 4: ISO9001 e ISO9000-3 Capítulo 5: CMM Capítulo 6:

Leia mais

PROFESSOR: CRISTIANO MARIOTTI

PROFESSOR: CRISTIANO MARIOTTI PROFESSOR: CRISTIANO MARIOTTI Conjunto de atividades, parcialmente ordenadas, com a finalidade de obter um produto de software; Considerado um dos principais mecanismos para se obter software de qualidade

Leia mais

O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE O CONCEITO DE TDD NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Renan Leme Nazário, Ricardo Rufino Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR - Brasil renazariorln@gmail.com, ricardo@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

Para construção dos modelos físicos, será estudado o modelo Relacional como originalmente proposto por Codd.

Para construção dos modelos físicos, será estudado o modelo Relacional como originalmente proposto por Codd. Apresentação Este curso tem como objetivo, oferecer uma noção geral sobre a construção de sistemas de banco de dados. Para isto, é necessário estudar modelos para a construção de projetos lógicos de bancos

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software CENTRO UNIVERSITÁRIO NOVE DE JULHO Profº. Edson T. França edson.franca@uninove.br Software Sistemas Conjunto de elementos, entre os quais haja alguma relação Disposição das partes ou dos elementos de um

Leia mais

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Teste de Software

Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE. Teste de Software Ciência da Computação ENGENHARIA DE SOFTWARE Teste de Software Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Introdução Teste é um conjunto de atividades que pode ser planejado antecipadamente

Leia mais

Backup. Permitir a recuperação de sistemas de arquivo inteiros de uma só vez. Backup é somente uma cópia idêntica de todos os dados do computador?

Backup. Permitir a recuperação de sistemas de arquivo inteiros de uma só vez. Backup é somente uma cópia idêntica de todos os dados do computador? Backup O backup tem dois objetivos principais: Permitir a recuperação de arquivos individuais é a base do típico pedido de recuperação de arquivo: Um usuário apaga acidentalmente um arquivo e pede que

Leia mais

Modelo para Documento de. Especificação de Requisitos de Software

Modelo para Documento de. Especificação de Requisitos de Software Modelo para Documento de Especificação de Requisitos de Software Prof. Dr. Juliano Lopes de Oliveira (Baseado na norma IEEE Std 830-1993 - Recommended Practice for Software Requirements Specifications)

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE A IMPORTÂNCIA DA ATIVIDADE DE TESTE NO DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Karla Pires de Souza (FPM ) karlapsouza@hotmail.com Angelita Moutin Segoria Gasparotto (FPM ) angelita@usp.br A atividade de teste de

Leia mais

Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION BX PRODUCTION. Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva.

Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION BX PRODUCTION. Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva. Brochura BX PRODUCTION Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva SAP Business One para manufatura discreta e repetitiva A combinação de

Leia mais

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia.

Na medida em que se cria um produto, o sistema de software, que será usado e mantido, nos aproximamos da engenharia. 1 Introdução aos Sistemas de Informação 2002 Aula 4 - Desenvolvimento de software e seus paradigmas Paradigmas de Desenvolvimento de Software Pode-se considerar 3 tipos de paradigmas que norteiam a atividade

Leia mais

Programa do Módulo 2. Processo Unificado: Visão Geral

Programa do Módulo 2. Processo Unificado: Visão Geral 9.1 Programa do Módulo 2 Orientação a Objetos Conceitos Básicos Análise Orientada a Objetos (UML) O Processo Unificado (RUP) Processo Unificado: Visão Geral 9.2 Encaixa-se na definição geral de processo:

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos

Conteúdo. Disciplina: INF 02810 Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 02810 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 2. Processo de Software 3. Gerência de

Leia mais

Técnicas de Teste de Software

Técnicas de Teste de Software Técnicas de Teste de Software Luis Renato dos Santos FAES - UFPR 2011 Luis Renato dos Santos (FAES - UFPR) Técnicas de Teste de Software 2011 1 / 23 Sumário Introdução Fundamentos de Teste de Software

Leia mais

Gerenciamento de Qualidade

Gerenciamento de Qualidade UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Gerenciamento de Qualidade Engenharia de Software 2o. Semestre de

Leia mais

Atividades da Engenharia de Software GERENCIAMENTO DA CONFIGURAÇÃO DE SOFTWARE. Atividades da Engenharia de Software. Processo de Desenvolvimento de

Atividades da Engenharia de Software GERENCIAMENTO DA CONFIGURAÇÃO DE SOFTWARE. Atividades da Engenharia de Software. Processo de Desenvolvimento de SCE186-ENGENHARIA DE SOFTWARE Módulo 1 Atividades da Engenharia de GERENCIAMENTO DA CONFIGURAÇÃO DE SOFTWARE Profª Rosely Sanches rsanches@icmc.usp.br 2003 DEFINIÇÃO CONSTRUÇÃO SOFTWARE PRODUTO MANUTENÇÃO

Leia mais