Plano de Aula 1 IDENTIFICAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Plano de Aula 1 IDENTIFICAÇÃO"

Transcrição

1 Ministério da Educação Secretária de Educação Profissional e Tecnologia Instituto Federal Catarinense - Câmpus Avançado Sombrio Curso de Licenciatura em Matemática Plano de Aula 1 IDENTIFICAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense - Câmpus Avançado Sombrio. Disciplina: Matemática Turma aplicável: 2º ano Ensino Médio Turma executada: 8º semestre de Licenciatura em Matemática Turno: Noturno Tempo previsto: 30 min. Acadêmico: Ramoni Silvano dos Santos Data: 05/11/ TEMA Geometria Espacial Pirâmides 2.1 Subtema Elementos da pirâmide; Classificação das pirâmides; Área da superfície de uma pirâmide quadrangular.

2 3 JUSTIFICATIVA A Geometria espacial é uma ampliação da Geometria plana e trata dos métodos apropriados para o estudo de objetos espaciais assim como a relação entre esses elementos. É considerada importante aliada ao desenvolvimento da leitura da realidade que permeia a vida do aluno, visto que fornece instrumentos para que o mesmo tenha consciência da realidade através de conceitos formais, alem disso, facilita na capacidade de descrever essa realidade para que um terceiro a compreenda de forma clara e objetiva. Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais - PCNs (Brasil, 1997) ensino da geometria é importante para que o aluno possa usar as formas e propriedades geométricas na representação e visualização de partes do mundo que o cerca e na compreensão e ampliação da percepção de espaço, construção de modelos para interpretar questões da Matemática e de outras áreas do conhecimento. Portanto, o ensino da Geometria é de extrema importância, uma vez que, ao desenvolver habilidades relacionadas a este campo da matemática, o cidadão também desenvolve uma visão acerca do mundo, necessária para compreensão e resolução de problemas que surgem no dia-a-dia. A Geometria faz com que a matemática se torne mais completa e, ao haver um diálogo entre os conceitos dentro da matemática, se torna mais fácil de entender. 4 OBJETIVOS Reconhecer os elementos que compõem uma pirâmide; Identificar as formas espaciais de pirâmides; Calcular áreas de pirâmide. 5 CONTEÚDOS ENVOLVIDOS Operações básicas da Matemática; Geometria plana; Teorema de Pitágoras. 6 ESTRATÉGIAS

3 6.1 Recursos Materiais disponíveis em sala de aula: data show, quadro, pincel, apagador e sólidos geométricos. 6.2 Técnicas Aula interativa e dialogada. 7 PROCEDIMENTOS: 7.1 Problematização: Joãozinho gosta muito de acampar aos finais de semana, no entanto precisa uma barraca nova, pois a sua esta muito pequena. Pesquisando os preços no comércio da cidade onde mora, descobriu que sairia mais barato ele construir sua própria barraca, na hora da compra do material necessário, ficou na dúvida em relação a quantidade de lona que deveria comprar. Vamos ajudar Joãozinho a calcular a quantidade de lona necessária para construção da barraca! Sabendo que, quando montada, ela tem forma de uma pirâmide quadrangular regular de 4 m de altura e aresta da base mede 6 m. Determine a área de superfície total dessa barraca. 7.2 Historicização As pirâmides eram templos que os faraós mandavam construir para lhes servir de túmulo. Foram construídas mais de 170 no Egito. A beleza, grandiosidade e engenhosidade com que foram construídas demonstram o alto grau de sofisticação artística e científica dos egípcios. A admiração por estas belas construções perdura até nossos dias. As maiores pirâmides do Egito, as pirâmides de Queóps, Quéfren e Miquerinos, são conhecidas como as pirâmides de Gizé, pois ficam nas proximidades da cidade de Gizé. A maior das três é a pirâmide de Queóps, possuindo 147 metros de altura e tendo por base um quadrado de 234 metros de lado. Era orientada pelos 4 pontos cardeais celestes, tendo

4 como entrada a face norte. Segundo Heródoto, 100 mil operários levaram 30 anos para colocar no lugar os 2 milhões e meio de blocos de pedra usados na sua construção. Em 1997, o arquiteto francês Jean-Pierre Houdin apresentou estudos que indicam que as pirâmides de Gizé podem ter sido construídas de dentro para fora a partir de uma rampa interna, formando um túnel em espiral. As pirâmides revelam que os egípcios possuíam técnicas de engenharia bastantes avançadas para a época. No entanto, a construção desses monumentos permanece um mistério até os dias de hoje, pois não existem registros históricos que apresentem detalhadamente as técnicas utilizadas pelos engenheiros do Egito. 7.3 Operacionalização da aula 1 momento: Inicia-se a aula apresentando aos alunos a imagem de pirâmides do Egito (figura 1), na sequência contar-se-á um pouco da história das mesmas. Figura 1 Pirâmides de Gizé, no Cairo, Egito. 2º momento: Com auxilio dos sólidos geométricos apresentar-se-á o conceito, elementos e classificação das pirâmides (figura 2 e 3).

5 A pirâmide é um poliedro, cuja base é um polígono qualquer e cujas faces laterais são triângulos com um vértice comum, conforme se pode observar na pirâmide construída. Elementos da pirâmide: Base, vértice, faces laterais, arestas da base, arestas laterais e altura. Figura 2 Pirâmide hexagonal com seus elementos. Classificação: As pirâmides podem ser classificadas pelo número de arestas da base. Apresenta-se aos alunos pirâmides com bases diferentes. Figura 3 Pirâmides de diferentes bases Base triangular base pentagonal base quadrangular base hexagonal As pirâmides podem ser regulares ou irregulares (figura 4), uma pirâmide é regular quando sua base é um polígono regular e a projeção ortogonal do vértice sobre o plano é o centro da base, caso contrario é dita como irregular.

6 Figura 4 Pirâmides regulares e irregulares Em toda pirâmide regular destaca-se: o raio da base em relação ao circulo circunscrito ao polígono da base, apótema da base, arestas laterais faces laterais e apótema da pirâmide. Como mostra a figura 5: Figura 5 Pirâmide quadrangular Onde: h é altura; r é o raio da base; m é apótema da base; g é apótema da pirâmide; l é aresta da base. 5º momento: Apresentar-se-á como fazer o cálculo da área da superfície da pirâmide. Inicialmente faz-se a planificação da pirâmide, como mostra a figura 6. Figura 6 Pirâmide quadrangular planificada Fonte:Google imagens, 2015

7 Vamos definir a área de algumas partes da superfície da pirâmide (figura 6). Área da base (S b ) : é a área do polígono da base. Área lateral (S l ): é a soma das áreas de todas as faces laterais. Área total (S t ): é a soma da área lateral e área da base Logo para calcular a área total da pirâmide, faz-se a soma área do polígono da base com a áreas de todas as faces laterais. S t = S b +S l Numa pirâmide relugar, se o polígono da base possui n lados, a área lateral pode ser calculada multiplicando por n a área de cada face lateral. S l = n. S f Nas pirâmides regulares é possível determinar as medidas de todos seus elementos, conhecendo-se alguns deles. Para isso, usamos o teorema de Pitágoras (x²=y²+z²) em triângulos retângulos formados a partir dos elementos da pirâmide. Logo, observando o triângulo retângulo VOM na figura 5, e aplicando o teorema de Pitágoras temos: g² = ² + m² No triângulo VMB ou VMA, sendo l a medida do lado do polígono regular que a base da pirâmide temos: a 2 = g² + l 2 ² No triângulo VOA aplicando o teorema de Pitágoras, temos: a² = ² + r² Exemplo: a) Medida do apótema da base (m) b) Medida do apótema da pirâmide (g) c) Área lateral d) Área da base e) Área total. Resolução:

8 a) A medida do apótema da base é dada por: m = l 2 = 6 2 = 3 b) A medida do apótema da pirâmide é dada por: g² = ² + m² g = ² + (m)² g = 4² + 3² g = 5 m c) A área da superfície lateral e a soma das áreas dos 4 triângulos de base de 6 cm e altura 5 cm A L = a b m 2 A L = A L = 60 m² d) A área da base é a área de um quadrado com 6 cm de lado e) A área total é dada por: A b = a ² A b = 6 ² = 36 m² A T = A b + A L A T = = 96 m² 8 AVALIAÇÃO 8.1 Instrumentos de avaliação Observação do desempenho dos alunos durante a realização das atividades em relação ao tema abordado. 8.2 Critérios assiduidade. Compreensão dos conteúdos abordados em sala de aula, interesse e participação e

9 9 REFERÊNCIAS BECK, Vinicius Carvalho, A matemática no Egito Antigo. Disponível em: < df> acesso 28 setembro de BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Ensino Médio. Parte III - Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias (Matemática). Brasília: MEC/SEF, Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencian.pdf> Acesso em: 17 maio de DANTE, Luiz Roberto. Matemática, volume único. 1 ed. São Paulo : ática, GIOVANNI, Jose Ruy; BONJORNO, Jose Roberto. Matemática completa. 2. Ed. Renov. São Paulo: FTD PAIVA, Manoel. Matemática. 1. ed. São Paulo: Moderna,2009 SILVA, Claudio Xavier da; FILHO, Benigno Barreto. Matemática aula por aula. 2 ed. São Paulo: FTD 2005.

Plano de Aula 1 IDENTIFICAÇÃO

Plano de Aula 1 IDENTIFICAÇÃO Ministério da Educação Secretária de Educação Profissional e Tecnologia Instituto Federal Catarinense - Campus Avançado Sombrio Curso de Licenciatura em Matemática Plano de Aula 1 IDENTIFICAÇÃO Instituto

Leia mais

UNITAU APOSTILA PIRÂMIDES PROF. CARLINHOS

UNITAU APOSTILA PIRÂMIDES PROF. CARLINHOS ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI UNITAU APOSTILA PIRÂMIDES PROF. CARLINHOS NOME DO ALUNO: Nº TURMA: blog.portalpositivo.com.br 1 PIRÂMIDES Pirâmide é o poliedro convexo tal que uma face é um

Leia mais

UNITAU APOSTILA PIRÂMIDES PROF. CARLINHOS

UNITAU APOSTILA PIRÂMIDES PROF. CARLINHOS ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI UNITAU APOSTILA PIRÂMIDES PROF. CARLINHOS NOME DO ALUNO: Nº TURMA: blog.portalpositivo.com.br 1 PIRÂMIDES Pirâmide é o poliedro convexo tal que uma face é um

Leia mais

Apostila de Matemática II 3º bimestre/2016. Professora : Cristiane Fernandes

Apostila de Matemática II 3º bimestre/2016. Professora : Cristiane Fernandes Apostila de Matemática II 3º bimestre/2016 Professora : Cristiane Fernandes Pirâmide A pirâmide é uma figura geométrica espacial, um poliedro composto por uma base (triangular, pentagonal, quadrada, retangular,

Leia mais

Módulo Geometria Espacial II - volumes e áreas de prismas e pirâmides. 3 ano/e.m.

Módulo Geometria Espacial II - volumes e áreas de prismas e pirâmides. 3 ano/e.m. Módulo Geometria Espacial II - volumes e áreas de prismas e pirâmides Pirâmide ano/em Pirâmide Geometria Espacial II - volumes e áreas de prismas e pirâmides 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1 Determine

Leia mais

Definição da pirâmide. Seja D uma superfície poligonal contida em um plano α, e V um ponto não pertencente a esse plano.

Definição da pirâmide. Seja D uma superfície poligonal contida em um plano α, e V um ponto não pertencente a esse plano. Unidade 9 - Pirâmide Introdução Definição de pirâmide Denominação de Pirâmides Pirâmide regular Medida da superfície (área) de uma pirâmide regular Volume da pirâmide Introdução A palavra pirâmide, normalmente,

Leia mais

V = 12 A = 18 F = = 2 V=8 A=12 F= = 2

V = 12 A = 18 F = = 2 V=8 A=12 F= = 2 Por: Belchior, Ismaigna e Jannine Relação de Euler Em todo poliedro convexo é válida a relação seguinte: V - A + F = 2 em que V é o número de vértices, A é o número de arestas e F, o número de faces. Observe

Leia mais

Nome: Nº Ano: Turma: Disciplina: Professor: Data: / / GABARITO - LISTA DE REFORÇO MATEMÁTICA 2 0 ANO EF

Nome: Nº Ano: Turma: Disciplina: Professor: Data: / / GABARITO - LISTA DE REFORÇO MATEMÁTICA 2 0 ANO EF Nome: Nº Ano: Turma: Disciplina: Professor: Data: / / GABARITO - LISTA DE REFORÇO MATEMÁTICA 2 0 ANO EF 01) Observando a figuras e simplesmente contando, determine o número de faces, arestas e o vértices

Leia mais

RECURSO PARA AS QUESTÕES DE MATEMÁTICA DO CONCURSO SEEMG 2015 PROFESSOR DE MATEMÁTICA (COLÉGIO TIRADENTES)

RECURSO PARA AS QUESTÕES DE MATEMÁTICA DO CONCURSO SEEMG 2015 PROFESSOR DE MATEMÁTICA (COLÉGIO TIRADENTES) RECURSO PARA AS QUESTÕES DE MATEMÁTICA DO CONCURSO SEEMG 2015 PROFESSOR DE MATEMÁTICA (COLÉGIO TIRADENTES) 11) Com relação a uma pirâmide de base eneagonal é correto afirmar que: a) O número de arestas

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS ANSELMO DE ANDRADE 9º ANO ANO LECTIVO

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS ANSELMO DE ANDRADE 9º ANO ANO LECTIVO ESCOLA SECUNDÁRIA COM 2º E 3º CICLOS ANSELMO DE ANDRADE 9º ANO ANO LECTIVO 2011-2012 Sólidos Geométricos NOME: Nº TURMA: Polígonos Um polígono é uma figura geométrica plana limitada por uma linha fechada.

Leia mais

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Componente Curricular: Matemática II Curso: Técnico de Nível Médio Integrado em Informática Série/Período: 2º ano Carga Horária: 4 a/s - 160 h/a - 133 h/r

Leia mais

Lista de exercícios - 2os anos - matemática 2 - prova Para se fabricar uma caixa de sabão em pó com 25 cm de altura, 16 cm de largura e

Lista de exercícios - 2os anos - matemática 2 - prova Para se fabricar uma caixa de sabão em pó com 25 cm de altura, 16 cm de largura e Lista de exercícios - 2os anos - matemática 2 - prova 7-2013 Professores: Cebola, Figo, Guilherme, Rod e Sandra 1 - Para se fabricar uma caixa de sabão em pó com 25 cm de altura, 16 cm de largura e 5 cm

Leia mais

MATEMÁTICA PLANEJAMENTO 3º BIMESTRE º B - 11 Anos

MATEMÁTICA PLANEJAMENTO 3º BIMESTRE º B - 11 Anos PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO/ SEÇÃO DE ENSINO FORMAL Centro de Formação Pedagógica CENFOP MATEMÁTICA PLANEJAMENTO 3º

Leia mais

Pirâmide, cone e esfera

Pirâmide, cone e esfera A UA UL LA Pirâmide, cone e esfera Introdução Dando continuidade à unidade de Geometria Espacial, nesta aula vamos estudar mais três dos sólidos geométricos: a pirâmide, o cone e a esfera. Nossa aula A

Leia mais

GEOMETRIA MÉTRICA. As bases são polígonos congruentes. Os prismas são designados de acordo com o número de lados dos polígonos das bases.

GEOMETRIA MÉTRICA. As bases são polígonos congruentes. Os prismas são designados de acordo com o número de lados dos polígonos das bases. GEOMETRIA MÉTRICA 1- I- PRISMA 1- ELEMENTOS E CLASSIFICAÇÃO Considere o prisma: As bases são polígonos congruentes. Os prismas são designados de acordo com o número de lados dos polígonos das bases. BASES

Leia mais

1-INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS AVANÇADO SOMBRIO

1-INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS AVANÇADO SOMBRIO PLANO DE AULA Dados de identificação 1-INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE - CAMPUS AVANÇADO SOMBRIO Município: Sombrio, SC. Disciplina: Matemática Série : 3º Ano Nível: Ensino Médio Turma: 303 Professora: Édna

Leia mais

3 PIRÂMIDE RETA 1 ELEMENTOS DA PIRÂMIDE 4 PIRÂMIDE REGULAR 2 CLASSIFICAÇÃO DE PIRÂMIDES. Matemática Pedro Paulo GEOMETRIA ESPACIAL V

3 PIRÂMIDE RETA 1 ELEMENTOS DA PIRÂMIDE 4 PIRÂMIDE REGULAR 2 CLASSIFICAÇÃO DE PIRÂMIDES. Matemática Pedro Paulo GEOMETRIA ESPACIAL V Matemática Pedro Paulo GEOMETRIA ESPACIAL V 1 ELEMENTOS DA PIRÂMIDE Pirâmide é um poliedro formado por um polígono que é a base e um ponto fora do plano da base que é o vértice. Cada lado do polígono da

Leia mais

Geometria Espacial PRISMA RETO DE BASE TRIANGULAR (OU PRISMA TRIANGULAR)

Geometria Espacial PRISMA RETO DE BASE TRIANGULAR (OU PRISMA TRIANGULAR) Espacial 1 PRISMAS Os prismas são sólidos geométricos bastante recorrentes em Espacial. Podemos definir o prisma da seguinte forma: PRISMA RETO DE BASE TRIANGULAR (OU PRISMA TRIANGULAR) Prisma é um sólido

Leia mais

GEOMETRIA ESPACIAL TETRAEDRO HEXAEDRO OCTAEDRO DODECAEDRO ICOSAEDRO REGULARES RETO POLIEDROS OBLÍQUO PRISMA REGULAR IRREGULARES RETA OBLÍQUA PIRÂMIDE

GEOMETRIA ESPACIAL TETRAEDRO HEXAEDRO OCTAEDRO DODECAEDRO ICOSAEDRO REGULARES RETO POLIEDROS OBLÍQUO PRISMA REGULAR IRREGULARES RETA OBLÍQUA PIRÂMIDE GEOMETRIA ESPACIAL SÓLIDOS GEOMÉTRICOS POLIEDROS REGULARES SÓLIDOS DE REVOLUÇÃO IRREGULARES CONE TETRAEDRO HEXAEDRO OCTAEDRO DODECAEDRO ICOSAEDRO ESFERA CILINDRO PRISMA PIRÂMIDE RETO OBLÍQUO RETO RETO

Leia mais

3 ÁREAS E VOLUME DO TRONCO DE PIRÂMIDE 1 TRONCO DE PIRÂMIDE 2 SEMELHANÇA ENTRE AS PIRÂMIDES. 3.1 Área lateral. 3.2 Área das bases. 3.

3 ÁREAS E VOLUME DO TRONCO DE PIRÂMIDE 1 TRONCO DE PIRÂMIDE 2 SEMELHANÇA ENTRE AS PIRÂMIDES. 3.1 Área lateral. 3.2 Área das bases. 3. Matemática Pedro Paulo GEOMETRIA ESPACIAL VIII 1 TRONCO DE PIRÂMIDE Chamaremos de tronco de pirâmide de bases paralelas a porção da pirâmide limitada por sua base e por uma secção transversal qualquer

Leia mais

Mistério geométrico e planificação

Mistério geométrico e planificação X 2 = Mistério geométrico e planificação nós na sala de aula - módulo: matemática 4º e 5º anos - unidade 9 Esta atividade tem como objetivo desafiar os seus alunos a reconhecer as figuras geométricas planas

Leia mais

Matemática Geometria Espacial. Professor Bacon

Matemática Geometria Espacial. Professor Bacon Matemática Geometria Espacial Professor Bacon Prismas Volume Fórmula Geral: V= A.base x Altura (h) Área lateral = soma das áreas laterais Um caminhão basculante tem a carroceria com as dimensões indicadas

Leia mais

Disciplina: Matemática Data da entrega: 21/11/2014.

Disciplina: Matemática Data da entrega: 21/11/2014. Lista de Exercícios - 08 Aluno (a): Nº. Professor: Flávio Série: 2º (Ensino médio) Disciplina: Matemática Data da entrega: 21/11/2014. Observação: A lista deverá apresentar capa e enunciados. 1. Uma pirâmide

Leia mais

Ano / Turma: Data: / / Classificação: Observações: Espaço do aluno

Ano / Turma: Data: / / Classificação: Observações: Espaço do aluno Es c o la Bá s i c a d o s 2 º e 3 º c i c lo s d e S an t o An t ó n i o Ficha de Avaliação Sumativa M a t e m á t i c a Nome: N.º Professor: Ano / Turma: Data: / / Classificação: Observações: A MINHA

Leia mais

Poliedros 1 ARESTAS FACES VERTICES. Figura 1.1: Elementos de um poliedro

Poliedros 1 ARESTAS FACES VERTICES. Figura 1.1: Elementos de um poliedro Poliedros 1 Os poliedros são sólidos cujo volume é definido pela interseção de quatro ou mais planos (poli + edro). A superfície poliédrica divide o espaço em duas regiões: uma região finita, que é a parte

Leia mais

MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 06 PIRÂMIDE

MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 06 PIRÂMIDE MATEMÁTICA - 2 o ANO MÓDULO 06 PIRÂMIDE h a p 4 a p = 5 6 a b 6 a p = 3 B Como pode cair no enem (ENEM) Uma fábrica produz velas de parafina em forma de pirâmide quadrangular regular com 19 cm de altura

Leia mais

Comentários e Exemplos sobre os Temas e seus Descritores da Matriz de Matemática de 4ª Série Fundamental

Comentários e Exemplos sobre os Temas e seus Descritores da Matriz de Matemática de 4ª Série Fundamental Comentários e Exemplos sobre os Temas e seus Descritores da Matriz de de 4ª Série Fundamental TEMA I ESPAÇO E FORMA A compreensão do espaço com suas dimensões e formas de constituição são elementos necessários

Leia mais

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I. 2º Teste de avaliação versão1 Grupo I

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I. 2º Teste de avaliação versão1 Grupo I Escola Secundária com º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I º Teste de avaliação versão1 Grupo I As cinco questões deste grupo são de escolha múltipla. Para cada

Leia mais

Hewlett-Packard PRISMAS. Aulas 01 e 02. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos

Hewlett-Packard PRISMAS. Aulas 01 e 02. Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Hewlett-Packard PRISMAS Aulas 01 e 02 Elson Rodrigues, Gabriel Carvalho e Paulo Luiz Ramos Ano: 2016 Sumário PRISMAS... 1 CLASSIFICAÇÃO DE UM PRISMA... 1 ÁREAS EM UM PRISMA... 1 EXERCÍCIOS FUNDAMENTAIS...

Leia mais

Conteúdo: Usar a realidade aumentada para mostrar os elementos da pirâmide para cálculo do volume.( base e a altura da pirâmide).

Conteúdo: Usar a realidade aumentada para mostrar os elementos da pirâmide para cálculo do volume.( base e a altura da pirâmide). ORIENTAÇÕES PARA O PROFESSOR PRESENCIAL Componente Curricular: Matemática Professores Ministrantes: Leandro Série/ Ano letivo: 2º ano 2013 Data: AULA 2.1 Conteúdo: Usar a realidade aumentada para mostrar

Leia mais

INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: MATEMÁTICA II EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL 2016

INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: MATEMÁTICA II EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL 2016 INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (1) 1087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): º Ano:C1 Nº Professora: Marcilene Siqueira Gama COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO ENSINO MÉDIO 4º. BIMESTRE

EXERCÍCIOS DE REVISÃO ENSINO MÉDIO 4º. BIMESTRE EXERCÍCIOS DE REVISÃO ENSINO MÉDIO 4º. BIMESTRE 1ª. SÉRIE Exercícios de PA e PG 1. Determinar o 61º termo da PA ( 9,13,17,21,...) Resp. 249 2. Determinar a razão da PA ( a 1,a 2, a 3,...) em que o primeiro

Leia mais

DESENHO GEOMÉTRICO 3º ANO ENSINO MÉDIO

DESENHO GEOMÉTRICO 3º ANO ENSINO MÉDIO DESENHO GEOMÉRICO º NO ENSINO MÉDIO PROFESSOR: DENYS YOSHID PERÍODO: NOIE DESENHO GEOMÉRICO NO ENSINO MÉDIO - 016 1 Sumário 1.Pirâmide... 1.1 Elementos de uma pirâmide... 1. Classificação da pirâmide...

Leia mais

E.E.M.FRANCISCO HOLANDA MONTENEGRO PLANO DE CURSO ENSINO MÉDIO

E.E.M.FRANCISCO HOLANDA MONTENEGRO PLANO DE CURSO ENSINO MÉDIO E.E.M.FRANCISCO HOLANDA MONTENEGRO PLANO DE CURSO ENSINO MÉDIO DISCIPLINA: GEOMETRIA SÉRIE: 1º ANO (B, C e D) 2015 PROFESSORES: Crislany Bezerra Moreira Dias BIM. 1º COMPETÊNCIAS/ HABILIDADES D48 - Identificar

Leia mais

Geometria Espacial: Sólidos Geométricos

Geometria Espacial: Sólidos Geométricos Aluno(a): POLIEDROS E PRISMA (1º BIM) Noções Sobre Poliedros Denominam-se sólidos geométricos as figuras geométricas do espaço. Entre os sólidos geométricos, destacamos os poliedros e os corpos redondos.

Leia mais

Resumo de Geometria Espacial Métrica

Resumo de Geometria Espacial Métrica 1) s. esumo de Geometria Espacial Métrica Extensivo - São João da Boa Vista Matemática - Base Base Base Base Base oblíquo reto quadrangular regular exagonal regular triangular regular Base Fórmulas dos

Leia mais

POLIEDROS: POLI = Muitos E EDROS = Lados Muitos lados.

POLIEDROS: POLI = Muitos E EDROS = Lados Muitos lados. POLIEDROS: POLI = Muitos E EDROS = Lados Muitos lados. Toda figura geométrica espacial de três dimensões (comprimento, largura e altura), formada por POLÍGONOS (figura plana composta de n lados) é chamada

Leia mais

Planificação Anual GR Disciplina Matemática 9.ºAno

Planificação Anual GR Disciplina Matemática 9.ºAno Planificação Anual GR 500 - Disciplina Matemática 9.ºAno Período letivo Competências Conteúdos Estratégias / Processos de operacionalização Recursos didácticos Avaliação Blocos previstos Resolver problemas

Leia mais

Geometria Espacial - AFA

Geometria Espacial - AFA Geometria Espacial - AFA 1. (AFA) O produto da maior diagonal pela menor diagonal de um prisma hexagonal regular de área lateral igual a 1 cm e volume igual a 1 cm é: 10 7. 0 7. 10 1. (D) 0 1.. (AFA) Qual

Leia mais

1 POLIEDROS 2 ELEMENTOS 4 POLIEDROS REGULARES 3 CLASSIFICAÇÃO. 3.2 Quanto ao número de faces. 4.1 Tetraedro regular. 3.

1 POLIEDROS 2 ELEMENTOS 4 POLIEDROS REGULARES 3 CLASSIFICAÇÃO. 3.2 Quanto ao número de faces. 4.1 Tetraedro regular. 3. Matemática 2 Pedro Paulo GEOMETRIA ESPACIAL II 1 POLIEDROS Na Geometria Espacial, como o nome diz, o nosso assunto são as figuras espaciais (no espaço). Vamos estudar sólidos e corpos geométricos que possuem

Leia mais

Exercícios de Revisão 1º Ano Ensino Médio Prof. Osmar

Exercícios de Revisão 1º Ano Ensino Médio Prof. Osmar Exercícios de Revisão 1º no Ensino Médio Prof. Osmar 1.- Sendo = { x Z / 0 x 2 } e = { y Z / 0 x 5}. esboce o gráfico da função f : tal que y = 2 x + 1 e dê seu conjunto imagem. 2.- No gráfico abaixo de

Leia mais

Roberto Batista Conrado Valdemar Winkler INTRODUÇÃO

Roberto Batista Conrado Valdemar Winkler INTRODUÇÃO 1 CONSTRUINDO UM CUBO TRUNCADO COM MATERIAL RECICLÁVEL MÓDULO DE PESQUISA: DE QUE MODO A GEOMETRIA ESTÁ PRESENTE NO NOSSO DIA-A-DIA? UNIDADE DE APRENDIZAGEM: A GEOMETRIA DO DIA-A-DIA: DO ESPAÇO AO PLANO

Leia mais

Módulo de Geometria Espacial I - Fundamentos. Poliedros. 3 ano/e.m.

Módulo de Geometria Espacial I - Fundamentos. Poliedros. 3 ano/e.m. Módulo de Geometria Espacial I - Fundamentos Poliedros. ano/e.m. Geometria Espacial I - Fundamentos Poliedros. 1 Exercícios Introdutórios Exercício 1. Um poliedro convexo tem 6 faces e 1 arestas. Determine

Leia mais

BARALHO São usados dois baralhos, JOGO DOS POLIEDROS, de 54 cartas cada, já inclusos os curingas.

BARALHO São usados dois baralhos, JOGO DOS POLIEDROS, de 54 cartas cada, já inclusos os curingas. OFICINA: JOGO DOS POLIEDROS INTRODUÇÃO Para proporcionar um ensino compatível com as exigências da sociedade contemporânea são necessárias mudanças nas formas de ensinar. Estas mudanças implicam no repensar

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA - 6.º ANO PERFIL DO ALUNO 1.º PERÍODO. DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS/CONTEÚDOS OBJETIVOS n.º de aulas

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA - 6.º ANO PERFIL DO ALUNO 1.º PERÍODO. DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS/CONTEÚDOS OBJETIVOS n.º de aulas DE MATEMÁTICA - 6.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No domínio dos Números e Operações, o aluno deve ser capaz de conhecer e aplicar propriedades dos números primos; representar e comparar números

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 3ª PROVA SUBSTITUTIVA DE MATEMÁTICA Professor(a): Cláudia e Gustavo Valor da Prova: 65 pontos

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 3ª PROVA SUBSTITUTIVA DE MATEMÁTICA Professor(a): Cláudia e Gustavo Valor da Prova: 65 pontos ª PROA SUBSTITUTIA DE MATEMÁTICA 01 Aluno(a): Nº Ano: º Turma: Data: Nota: Professor(a): Cláudia e Gustavo alor da Prova: 5 pontos Orientações gerais: 1) Número de questões desta prova: 17 ) alor das questões:

Leia mais

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 53 PIRÂMIDE

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 53 PIRÂMIDE MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 53 PIRÂMIDE Como pode cair no enem (ENEM) Uma indústria fabrica brindes promocionais em forma de pirâmide. A pirâmide é obtida a partir de quatro cortes em um sólido

Leia mais

COLÉGIO SHALOM 8 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria. Aluno(a):. Nº.

COLÉGIO SHALOM 8 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria. Aluno(a):. Nº. COLÉGIO SHALOM 8 ANO Professora: Bethânia Rodrigues 65 Geometria Aluno(a):. Nº. Trabalho De Recuperação final E a receita é uma só: fazer as pazes com você mesmo, diminuir a expectativa e entender que

Leia mais

Lista de exercícios 05. Aluno (a) : Série: 2º ano (Ensino médio) Professor: Flávio Disciplina: Matemática

Lista de exercícios 05. Aluno (a) : Série: 2º ano (Ensino médio) Professor: Flávio Disciplina: Matemática Lista de exercícios 05 Aluno (a) : Série: 2º ano (Ensino médio) Professor: Flávio Disciplina: Matemática No Anhanguera você é + Enem Observações: Data da entrega: 29/08/2015. A lista deverá apresentar

Leia mais

2. (Fuvest 2005) A base ABCD da pirâmide ABCDE é um retângulo de lados AB = 4 e BC = 3.

2. (Fuvest 2005) A base ABCD da pirâmide ABCDE é um retângulo de lados AB = 4 e BC = 3. 1. (Fuvest 2004) No sólido S representado na figura ao lado, a base ABCD é um retângulo de lados AB = 2Ø e AD = Ø; as faces ABEF e DCEF são trapézios; as faces ADF e BCE são triângulos eqüiláteros e o

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 6ºAno - 2º Ciclo

Plano Curricular de Matemática 6ºAno - 2º Ciclo Plano Curricular de Matemática 6ºAno - 2º Ciclo Domínio Conteúdos Metas Nº de Tempos Previstos Numeros e Operações Geometria Números naturais - Números primos; - Crivo de Eratóstenes; - Teorema fundamental

Leia mais

GEOMETRIA ESPACIAL CONTEÚDOS. Capacidade e volume Poliedros Pirâmides Cilindros Cone Esfera AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS

GEOMETRIA ESPACIAL CONTEÚDOS. Capacidade e volume Poliedros Pirâmides Cilindros Cone Esfera AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS GEOMETRIA ESPACIAL CONTEÚDOS Capacidade e volume Poliedros Pirâmides Cilindros Cone Esfera AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS Capacidade e volume Na receita de bolo estava indicado 500 ml de leite ou 500 cm³?

Leia mais

ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI -UNITAU MATEMÁTICA-PROF. CARLINHOS/KOBA-2º ENSINO MÉDIO

ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI -UNITAU MATEMÁTICA-PROF. CARLINHOS/KOBA-2º ENSINO MÉDIO ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI -UNITAU ATEÁTICA-PROF. CARLINHOS/KOBA-º ENSINO ÉDIO EXERCÍCIOS PARA ESTUDO DE RECUPERAÇÃO DO º SEESTRE ATEÁTICA I ) Um corretor de imóveis pretende vender o terreno

Leia mais

singular Exercícios-Paralelepípedo

singular Exercícios-Paralelepípedo singular Prof. Liana Turma: C17-27 Lista mínima de exercícios para revisão das unidades 1,2 e : Poliedros Exercícios-Prismas 1. Determine a área da base, a área lateral, a área total e o volume de um prisma

Leia mais

ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI UNITAU APOSTILA POLIEDROS PROF. CARLINHOS

ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI UNITAU APOSTILA POLIEDROS PROF. CARLINHOS ESCOLA DE APLICAÇÃO DR. ALFREDO JOSÉ BALBI UNITAU APOSTILA POLIEDROS PROF. CARLINHOS 1 Sólidos Geométricos Introdução Grande parte dos objetos que nos são familiares tem formas geométricas definidas; são

Leia mais

3º TRIMESTRE DE 2016

3º TRIMESTRE DE 2016 COLÉGIO MILITAR DO RIO E JANEIRO LISTA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES GEOMETRIA ESPACIAL º ANO DO ENSINO MÉDIO Equipe: Prof. Cap Boente, Prof Magda, Prof Fernando e Prof Zamboti 3º TRIMESTRE DE 06 PRISMAS

Leia mais

1 EMENTA 2 OBJETIVOS DO COMPONENTE CURRICULAR 3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Cálculo e Raios e comprimentos Plano cartesiano Análise de gráficos

1 EMENTA 2 OBJETIVOS DO COMPONENTE CURRICULAR 3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Cálculo e Raios e comprimentos Plano cartesiano Análise de gráficos PLANO DE ENSINO Disciplina Fundamentos de Matemática Código Docente Daniela Macêdo Damaceno Pinheiro Semestre I/2013.1 Carga horária 80h 1 EMENTA Frações Produtos notáveis Funções, equações e inequações

Leia mais

PLANO DE ENSINO OBJETIVOS

PLANO DE ENSINO OBJETIVOS PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do Componente Curricular: Matemática III Curso: Técnico de Nível Médio Integrado em Mineração Série/Período: 3º ano Carga Horária: 2 a/s - 80 h/a - 67

Leia mais

MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina Instituto de Matemática da UFRGS

MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina Instituto de Matemática da UFRGS MINI-CURSO Geometria Espacial com o GeoGebra Profa. Maria Alice Gravina gravina@mat.ufrgs.br Instituto de Matemática da UFRGS Neste minicurso vamos trabalhar com os recursos do GeoGebra 3D e discutir possibilidades

Leia mais

U. E. PROF. EDGAR TITO - Turma: 2º ano A Prof. Ranildo Lopes Obrigado pela preferência de nossa ESCOLA!

U. E. PROF. EDGAR TITO - Turma: 2º ano A Prof. Ranildo Lopes Obrigado pela preferência de nossa ESCOLA! 1 U. E. PROF. EDGAR TITO - Turma: 2º ano A Prof. Ranildo Lopes Obrigado pela preferência de nossa ESCOLA! http://ueedgartito.wordpress.com RESUMO DE GEOMETRIA ESPACIAL São conceitos primitivos ( e, portanto,

Leia mais

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I. Grupo I

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I. Grupo I scola Secundária com º ciclo. inis 10º no de Matemática TM 1 OMTRI NO PLNO NO SPÇO I 1º Teste de avaliação versão1 rupo I s cinco questões deste grupo são de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas

Leia mais

MATEMÁTICA 6.º ANO SEGUNDO CICLO ANTÓNIO SOUSA MARIA JOÃO MATOS SÓNIA MONTEIRO TERESA PINTO

MATEMÁTICA 6.º ANO SEGUNDO CICLO ANTÓNIO SOUSA MARIA JOÃO MATOS SÓNIA MONTEIRO TERESA PINTO MATEMÁTICA 6.º ANO SEGUNDO CICLO ANTÓNIO SOUSA MARIA JOÃO MATOS SÓNIA MONTEIRO TERESA PINTO ÍNDICE Figuras geométricas planas Sólidos geométricos Relacionar circunferências com ângulos, retas e polígonos

Leia mais

PROPOSTA DIDÁTICA. 3. Desenvolvimento da proposta didática (10 min) - Acomodação dos alunos, apresentação dos bolsistas e realização da chamada.

PROPOSTA DIDÁTICA. 3. Desenvolvimento da proposta didática (10 min) - Acomodação dos alunos, apresentação dos bolsistas e realização da chamada. PROPOSTA DIDÁTICA 1. Dados de Identificação 1.1 Nome do bolsista: André da Silva Alves 1.2 Série/Ano/Turma: 6º e 7º ano 1.3 Turno: manhã 1.4 Data: 10/07 Lauro Dornelles e 15/07 Oswaldo Aranha 1.5 Tempo

Leia mais

Matemática - 3C12/14/15/16/26 Lista 2

Matemática - 3C12/14/15/16/26 Lista 2 Matemática - 3C12/14/15/16/26 Lista 2 Poliedros Convexos 1) Determine qual é o poliedro convexo e fechado que tem 6 vértices e 12 arestas. 2) Determine o nº de vértices de dodecaedro convexo que tem 20

Leia mais

Cilindro. Av. Higienópolis, 769 Sobre Loja Centro Londrina PR. CEP: Fones: / site:

Cilindro. Av. Higienópolis, 769 Sobre Loja Centro Londrina PR. CEP: Fones: / site: GEOMETRIA ESPACIAL: ESTUDO DOS CORPOS REDONDOS Os corpos redondos são os sólidos que tem superfícies curvas, como o cilindro, o cone e a esfera. A sua principal característica é o fato de não apresentarem

Leia mais

2 ÁREAS E VOLUME DO TETRAEDRO REGULAR 1 TETRAEDRO REGULAR. 2.1 Área lateral. 2.2 Área da base. 2.3 Área total. 2.4 Volume

2 ÁREAS E VOLUME DO TETRAEDRO REGULAR 1 TETRAEDRO REGULAR. 2.1 Área lateral. 2.2 Área da base. 2.3 Área total. 2.4 Volume Matemática Pedro Paulo GEOMETRIA ESPACIAL VI são 1 TETRAEDRO REGULAR É uma piramide regular triangular, cujas faces triângulos equiláteros de lado 2 ÁREAS E VOLUME DO TETRAEDRO REGULAR 2.1 Área lateral

Leia mais

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I. Grupo I

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I. Grupo I scola Secundária com º ciclo. inis 10º no de Matemática TM 1 OMTRI NO PLNO NO SPÇO I 1º Teste de avaliação versão rupo I s cinco questões deste grupo são de escolha múltipla. Para cada uma delas são indicadas

Leia mais

Escola da Imaculada. Estudo da Pirâmide. Aluno (a): Professora: Jucélia 2º ano ensino médio

Escola da Imaculada. Estudo da Pirâmide. Aluno (a): Professora: Jucélia 2º ano ensino médio Escola da Imaculada Estudo da Pirâmide Aluno (a): Professora: Jucélia 2º ano ensino médio Estudo da Pirâmide 1- Definição As pirâmides são poliedros cuja base é uma região poligonal e as faces laterais

Leia mais

Volume e Área de Superfície, Parte I

Volume e Área de Superfície, Parte I AULA 14 14.1 Introdução Nesta aula vamos trabalhar com os conceitos que você, aluno já está habituado: volume e área de superfície. Nesta aula, trataremos de volumes de sólidos simples como cilindros,

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Matemática 5º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Matemática 5º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Matemática 5º Ano OBJETIVOS ESPECÍFICOS TÓPICOS SUB-TÓPICOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período Compreender as propriedades das operações e usá-las no cálculo. Interpretar uma

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (6º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS... 1º PERÍODO - (15 de setembro a 16 de dezembro)

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (6º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS... 1º PERÍODO - (15 de setembro a 16 de dezembro) ANO LETIVO 2016/2017 DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA INFORMÁTICA DISCIPLINA: Matemática (6º Ano) METAS CURRICULARES/CONTEÚDOS... 1º PERÍODO - (15 de setembro a 16 de dezembro) Números e operações - Números

Leia mais

OS PRISMAS. 1) Definição e Elementos :

OS PRISMAS. 1) Definição e Elementos : 1 OS PRISMAS 1) Definição e Elementos : Dados dois planos paralelos α e β, um polígono contido em um desses planos e um reta r, que intercepta esses planos, chamamos de PRISMA o conjunto de todos os segmentos

Leia mais

1.- Escrevendo como uma potência de base 2 cada um dos números : A= ( 2 3 ) 7 ; B = e C = escreva-os em ordem decrescente:

1.- Escrevendo como uma potência de base 2 cada um dos números : A= ( 2 3 ) 7 ; B = e C = escreva-os em ordem decrescente: EXERCÍCIOS DE REVISÃO ENSINO MÉDIO 4º. BIMESTRE 2014 1ª. SÉRIE 1.- Escrevendo como uma potência de base 2 cada um dos números : A= ( 2 3 ) 7 ; B = e C = escreva-os em ordem decrescente: 2.-Ao fazer uma

Leia mais

PLANO DE AULA. 1) IDENTIFICAÇÃO Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina - 22 Gerei

PLANO DE AULA. 1) IDENTIFICAÇÃO Secretaria de Estado da Educação de Santa Catarina - 22 Gerei Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense Câmpus avançado Sombrio Curso de Licenciatura em Matemática PLANO DE AULA 1) IDENTIFICAÇÃO Secretaria

Leia mais

Prova Final de Matemática

Prova Final de Matemática Prova Final de Matemática.º Ciclo do Ensino Básico Decreto-Lei n.º 9/0, de 5 de julho Prova 6/.ª Fase Critérios de Classificação 9 Páginas 04 Prova 6/.ª F. CC Página / 9 CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

2 CILINDRO E ESFERA 1 CUBO E ESFERA. 2.1 Cilindro inscrito. 1.1 Cubo inscrito. 2.2 Cilindro circunscrito. 1.2 Cubo circunscrito

2 CILINDRO E ESFERA 1 CUBO E ESFERA. 2.1 Cilindro inscrito. 1.1 Cubo inscrito. 2.2 Cilindro circunscrito. 1.2 Cubo circunscrito Matemática Pedro Paulo GEOMETRIA ESPACIAL XI A seguir, nós vamos analisar a relação entre alguns sólidos e as esferas. Os sólidos podem estar inscritos ou circunscritos a uma esfera. Lembrando: A figura

Leia mais

Parte 2 Cursinho Popular Paulo Freire Jaquicele Ap. da Costa Graduanda em Matemática- UFV

Parte 2 Cursinho Popular Paulo Freire Jaquicele Ap. da Costa Graduanda em Matemática- UFV Geometria Espacial Parte 2 Cursinho Popular Paulo Freire Jaquicele Ap. da Costa Graduanda em Matemática- UFV E-mail:jaquicele.costa@ufv.br Pirâmide Pirâmide Consideremos um polígono convexo qualquer ABCDE,contido

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO 4 - MATEMÁTICA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO 4 - MATEMÁTICA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO 4 - MATEMÁTICA Nome: Nº 8º Ano Data: / / Professores: Diego, Marcello e Yuri Nota: (Valor 1,0) 4º Bimestre 1. Apresentação: Prezado aluno, A estrutura da recuperação bimestral paralela

Leia mais

MA13 Geometria I Avaliação

MA13 Geometria I Avaliação 13 eometria I valiação 011 abarito Questão 1 (,0) figura abaixo mostra um triângulo equilátero e suas circunferências inscrita e circunscrita. circunferência menor tem raio 1. alcule a área da região sombreada.

Leia mais

São Paulo é a cidade de maior população, com habitantes. Tem mais gente em São Paulo que em alguns países, como a Bélgica.

São Paulo é a cidade de maior população, com habitantes. Tem mais gente em São Paulo que em alguns países, como a Bélgica. PROFESSOR: EQUIPE DE MATEMÁTICA BANCO DE QUESTÕES - MATEMÁTICA - 4º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Saber quantos são e como vivem os

Leia mais

Geometria Euclidiana Plana

Geometria Euclidiana Plana CURSO INTRODUTÓRIO DE MATEMÁTICA PARA ENGENHARIA 014. Geometria Euclidiana Plana Parte II Joyce Danielle de Araújo - Engenharia de Produção Vitor Bruno - Engenharia Civil Introdução Desde os egípcios,

Leia mais

OS PRISMAS. 1) Conceito :

OS PRISMAS. 1) Conceito : 1 SÍNTESE DE CONTEÚDO MATEMÁTICA SEGUNDA SÉRIE - ENSINO MÉDIO ASSUNTO : OS PRISMAS NOME :...NÚMERO :... TURMA :... ============================================================ OS PRISMAS 1) Conceito :

Leia mais

Ordenar ou identificar a localização de números racionais na reta numérica.

Ordenar ou identificar a localização de números racionais na reta numérica. Ordenar ou identificar a localização de números racionais na reta numérica. Estabelecer relações entre representações fracionárias e decimais dos números racionais. Resolver situação-problema utilizando

Leia mais

UFJF MÓDULO II DO PISM TRIÊNIO PROVA DE MATEMÁTICA

UFJF MÓDULO II DO PISM TRIÊNIO PROVA DE MATEMÁTICA UFJF MÓDULO II DO PISM TRIÊNIO 0-05 PROVA DE MATEMÁTICA Questão - Um monumento será construído no formato de uma pirâmide de base hexagonal regular. Sabendo que a altura h do monumento é m, a aresta lateral

Leia mais

CATÁLOGOS DE ATIVIDADES DA TENDÊNCIA TIC S. Alesson e Júlio

CATÁLOGOS DE ATIVIDADES DA TENDÊNCIA TIC S. Alesson e Júlio CATÁLOGOS DE ATIVIDADES DA TENDÊNCIA TIC S Alesson e Júlio CABRI- GEOMETRY TÍTULO SÉRIE OBJETIVOS ASSUNTO Construção de um 6º ano Identificar as triângulo Equilátero características do Construção de um

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 5.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 5. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA PLANIFICAÇÃO ANUAL 5.º ANO ANO LECTIVO 2008/2009 1.º PERÍODO Avaliação diagnóstica. Poliedros

Leia mais

Geometria Espacial: Poliedros, Prismas, Pirâmides e Semelhança

Geometria Espacial: Poliedros, Prismas, Pirâmides e Semelhança Geometria Espacial: Poliedros, Prismas, Pirâmides e Semelhança Geometria Espacial: Poliedros, Prismas, Pirâmides e Semelhança 1. Maria quer inovar sua loja de embalagens e decidiu vender caixas com diferentes

Leia mais

PLANO DE ENSINO Disciplina: Matemática 8º ano Professor(a): Gracivane Pessoa

PLANO DE ENSINO Disciplina: Matemática 8º ano Professor(a): Gracivane Pessoa PLANO DE ENSINO 2016 Disciplina: Matemática 8º ano Professor(a): Gracivane Pessoa Competências e Habilidades Gerais da Disciplina Desenvolver a responsabilidade e o gosto pelo trabalho em equipe; Relacionar

Leia mais

Unidade 9 Geometria Espacial. Poliedros Volume de sólidos geométricos Princípio de Cavalieri

Unidade 9 Geometria Espacial. Poliedros Volume de sólidos geométricos Princípio de Cavalieri Unidade 9 Geometria Espacial Poliedros Volume de sólidos geométricos Princípio de Cavalieri Poliedros palavra poliedro tem sua origem no idioma grego (poly significa, muitos, e hedra, faces). Poliedro

Leia mais

Turma 3.a série Professor(a)

Turma 3.a série Professor(a) Caderno de Questões Bimestre.o Questões 10 Disciplina Geometria Espacial Testes 00 Páginas 10 Turma 3.a série Professor(a) Período M Data da Prova 0/06/01 Verifique cuidadosamente se sua prova atende aos

Leia mais

ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 2013/2014. Planificação a Longo Prazo. Matemática 9º ano

ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 2013/2014. Planificação a Longo Prazo. Matemática 9º ano ESCOLA EB 2,3 DR. ANTÓNIO CHORA BARROSO ANO LETIVO 203/204 Planificação a Longo Prazo Matemática 9º ano Finalidades, avaliação e organização temporal Grupo Disciplinar 500 Departamento de Matemática e

Leia mais

TRIANGONÓPOLIS: A CIDADE DA LEI DOS SENOS E LEI DOS COSSENOS

TRIANGONÓPOLIS: A CIDADE DA LEI DOS SENOS E LEI DOS COSSENOS TRIANGONÓPOLIS: A CIDADE DA LEI DOS SENOS E LEI DOS COSSENOS Selau, Suzana Scandolara 1 ; Cardoso, Marleide Coan 2 3 Instituto Federal Catarinense Campus Avançado Sombrio/SC INTRODUÇÃO Este trabalho é

Leia mais

Aulas Previstas. Objectivos Conteúdos Estratégias/Actividades Recursos Avaliação

Aulas Previstas. Objectivos Conteúdos Estratégias/Actividades Recursos Avaliação Escola E.B. 2.3 de Pedro de Santarém PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 5º ANO 2010/2011 Objectivos Conteúdos Estratégias/Actividades Recursos Avaliação Aulas Previstas Preparar e organizar o trabalho a realizar

Leia mais

UMA PROPOSTA PARA O ESTUDO DOS PRODUTOS NOTÁVEIS NO ENSINO FUNDAMENTAL, 7ª SÉRIE (8º ANO) ASSOCIADOS AOS CÁLCULOS DE ÁREAS DE FIGURAS

UMA PROPOSTA PARA O ESTUDO DOS PRODUTOS NOTÁVEIS NO ENSINO FUNDAMENTAL, 7ª SÉRIE (8º ANO) ASSOCIADOS AOS CÁLCULOS DE ÁREAS DE FIGURAS UMA PROPOSTA PARA O ESTUDO DOS PRODUTOS NOTÁVEIS NO ENSINO FUNDAMENTAL, 7ª SÉRIE (8º ANO) ASSOCIADOS AOS CÁLCULOS DE ÁREAS DE FIGURAS Elvys Wagner Ferreira da Silva Universidade Estadual do Maranhão elvys.wagner@ibest.com.br

Leia mais

Lista de exercícios 08 Aluno (a):

Lista de exercícios 08 Aluno (a): Lista de exercícios 08 Aluno (a): Turma: 3º série (Ensino médio) Professores: Flávio Disciplina: Matemática Prismas e pirâmides Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

Leia mais

MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON

MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON MATEMÁTICA APLICADA À AGRIMENSURA PROF. JORGE WILSON PROFJWPS@GMAIL.COM DEFINIÇÕES GEOMETRIA PLANA Ponto: Um elemento do espaço que define uma posição. Reta: Conjunto infinito de pontos. Dois pontos são

Leia mais

EXPLORANDO O SOFTWARE POLY- PRO Natália Lummertz 1 Sabrini Micheli da Silva dos Anjos 2 RESUMO

EXPLORANDO O SOFTWARE POLY- PRO Natália Lummertz 1 Sabrini Micheli da Silva dos Anjos 2 RESUMO EXPLORANDO O SOFTWARE POLY- PRO Natália Lummertz 1 Sabrini Micheli da Silva dos Anjos 2 RESUMO O Poly-pro é um software matemático que pode ser utilizado no conteúdo de Geometria Espacial. Com o poly pode-se

Leia mais

CPV - especializado na ESPM

CPV - especializado na ESPM - especializado na ESPM ESPM JULHO/006 PROVA E MATEMÁTICA. Assinale a alternativa correspondente à epressão de menor valor: a) [( ) ] [ ] c) [( ) ] [ ] [ ] Calculando-se cada item, temos: a) [( ) ] = =

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA AVALIAÇÃO EM MATEMÁTICA 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ SPAECE TEMA I: INTERAGINDO COM OS NÚMEROS E FUNÇÕES N DESCRITOR

Leia mais

Cubo, prismas, cilindro

Cubo, prismas, cilindro A UUL AL A Cubo, prismas, cilindro Qual é a quantidade de espaço que um sólido ocupa? Esta é uma das principais questões quando estudamos as figuras espaciais. Para respondê-la, a geometria compara esse

Leia mais