Cheque administrativo ou cheque bancário ou cheque tesouraria (art.9º, III)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cheque administrativo ou cheque bancário ou cheque tesouraria (art.9º, III)"

Transcrição

1 1 Títulos de Crédito Sala 207 UNIP Títulos de Crédito VIII 29 de outubro Modalidades de Cheque Cheque visado (art.7º) - é o cheque em que o banco sacado a pedido do emitente ou do portador legitimado, lança e assina, no verso do título, declaração de existência de fundos correspondente a quantia indicada no título. Partes Sacador - emitente ou devedor Sacado - banco Beneficiário - credor Cheque administrativo (funciona como caução) se foi emitido pelo banco e porque há fundos. Só havendo fundos na conta o banco emite o cheque administrativo e já retira este valor da conta e o deixa reservado. Cheque administrativo ou cheque bancário ou cheque tesouraria (art.9º, III) Cheque de viagem ou "traveller s check" (tem lastro, é garantido). Só consegue comprar se tiver fundos na conta corrente. Cheque cruzado (art.44) - geral e especial Não pode ser sacado. Deve ser depositado em conta. Se for geral, quem o portar poderá deposita-lo em qualquer conta sua. O especial terá que ser depositado em conta do banco que constar do cruzamento.

2 2 Títulos de Crédito Sala 207 UNIP É o cheque em que o emitente ou o próprio credor traçam duas linhas paralelas na sua frente (anverso do cheque). Tem como finalidade tornar possível a identificação do beneficiário da ordem de pagamento representado pelo título. Cheque para ser creditado em conta ( art.46) - é emitido com a informação de que deve ser "creditado em conta" expressamente, (na transversal). Cláusula "creditado em conta". Pode ser sacado em dinheiro. O cheque não precisa ser necessariamente protestado para ação de execução. A obrigatoriedade do protesto é para poder executar os coobrigados (endossantes/avalistas). Cheque pré-datado - não é necessariamente uma modalidade de cheque. O cheque é uma ordem de pagamento à vista. O cheque pós datado não tem sua natureza alterada, continua sendo uma ordem de pagamento à vista. O cheque pós datado é um acordo entre as partes. Uma promessa de pagamento para dia determinado. Se o cheque é depositado antes da data combinada o emitente pode pedir danos. Conforme jurisprudência, súmula 370 do STJ. A prova do acordo será a data colocada no cheque com o "Bom para"a caneta. Danos morais e materiais - é uma prática de nosso país, mas precisa ter a prova da apresentação "indevida". Prazo prescricional para se propor uma ação executiva é de 6 meses a conta do término do prazo de pagamento e mais 6 meses para entrar com ação de regresso (o coobrigado que pagou a ação executiva poderá cobrar os outros coobrigados por meio desta ação de regresso).

3 3 Títulos de Crédito Sala 207 UNIP Pedidos da ação - valor, juros da apresentação para pagamento, reembolso de despesas e correção monetária. Duplicata - Lei 5.474/68 (Lei da duplicata) Partes - sacador e sacado. Sacador ou emitente = credor Sacado = devedor/obrigado cambiário É um título causal, obrigatoriamente. Origem pode ser uma transação mercantil ou uma prestação de serviços. Título Causal - deve haver uma descrição detalhada do negócio realizado (transação comercial ou prestação de serviço). Fatura - duplicata (a duplicata surge da fatura, é a origem da duplicata). Duplicata - é um título de crédito causal, vinculado a operação de venda e compra de mercadorias (envolvendo um empresário, empresa individual de responsabilidade limitada EIRELI ou sociedade empresária como sacador) ou de prestação de serviços (envolvendo um prestador de serviços, empresário ou não, como sacador) com pagamento à vista ou a prazo e representativo do crédito originado a partir de referidas operações. Fatura - duplicata - emissão obrigatória (prazo igual ou superior à 30 dias para pagamento) Fatura - duplicata - facultativa (prazo para pagamento inferior à 30 dias) Fatura dará origem a duplicata, aos impostos (recolhimento). Características da Duplicata Natureza - mercantil ou de serviços *Título causal - causa de origem deve constar obrigatoriamente do título e ser autêntico, verdadeiro. *Se não for verdadeira incorrerá em Crime de Emissão de duplicata simulada - Art. 172 CP.

4 4 Títulos de Crédito Sala 207 UNIP *Título formal, pois depende de requisitos essenciais previstos em lei para sua validade. *Escrituração da empresa *2º via da duplicata chama-se triplicata *É possível o pagamento em parcelas, podendo ser: duplicata única com todas as parcelas discriminadas ou uma série de duplicatas Requisitos essenciais (de validade) art. 2º 1º *Denominação "duplicata" expresso *Número da fatura que deu origem a duplicata deve constar *Data certa de vencimento *Nome e domicílio do sacador e do sacado. *Identificação obrigatória do sacado *Valor a pagar em algarismo e por extenso *A praça do pagamento *Cláusula à ordem (quando permite a transferência. Exemplo: por endosso). *O aceite (a declaração de reconhecimento da dívida) *Assinatura do emitente (sacador ou credor) *Data da emissão do título *Número de ordem Obs.: As duplicatas servem como lastro, garantia para empresas que queiram, necessitem de crédito (empréstimo). Aceite não é necessariamente obrigatório, mas é importante pois declara o reconhecimento da dívida ou recebimento do produto.

5 5 Títulos de Crédito Sala 207 UNIP O aceite é obrigatório quando o vencimento é em data futura. Recusa na aposição do aceite na duplicata mercantil (art. 8º). Quando há avaria ou não recebimento de mercadoria ou vícios na qualidade ou quantidade das mercadorias recebidas. Divergência nos prazos e nos preços ajustados. Recusa na aposição do aceite na duplicata de serviços (art.21) Não correspondência com os serviços efetivamente prestados Vícios ou defeitos na qualidade dos serviços prestados. Divergência nos prazos e nos preços ajustados. Prazo de envio da duplicata para aceite Aceite - Remessa - remetida pelo sacador = 30 dias Aceite - Remessa - remetida pelo representante do sacador - 10 dias Duplicata ao assinar pode: devolver ou ter uma retenção até a data do vencimento.

HISTÓRIA TÍTULO ESSENCIALMENTE BRASILEIRO

HISTÓRIA TÍTULO ESSENCIALMENTE BRASILEIRO DUPLICATA HISTÓRIA TÍTULO ESSENCIALMENTE BRASILEIRO CÓDIGO COMERCIAL DE 1850 (art. 219) = exigia a emissão de fatura na venda mercantil a prazo 1914 - Lei Orçamentária n. 1919 criou o imposto sobre vendas

Leia mais

Caio de Oliveira Desiderio

Caio de Oliveira Desiderio Caio de Oliveira Desiderio Fatura Documento descritivo da compra e venda mercantil ou da prestação de serviços que contém a indicação da quantidade, qualidade e preço do produto ou serviço. É obrigatória

Leia mais

LEI DE REGÊNCIA. Decreto n /66 Lei Uniforme. Lei Federal n /85 Lei do Cheque. Resolução n /2011 do Banco Central do Brasil

LEI DE REGÊNCIA. Decreto n /66 Lei Uniforme. Lei Federal n /85 Lei do Cheque. Resolução n /2011 do Banco Central do Brasil CHEQUE LEI DE REGÊNCIA Decreto n. 57.595/66 Lei Uniforme Lei Federal n. 7.357/85 Lei do Cheque Resolução n. 3.972/2011 do Banco Central do Brasil HISTÓRIA IDADE MÉDIA depósito de ouro nos ourives, que

Leia mais

Duplicata Aulas 30 a 32

Duplicata Aulas 30 a 32 Duplicata Aulas 30 a 32 1. NORMATIZAÇÃO: O regime cambial das duplicatas é norteado pela Lei 5.474/68 (doravante, LD, e a menção de artigo sem a indicação da Lei, significará referência à LD). Decreto-lei

Leia mais

DUPLICATA MERCANTIL. Partes: Com efeito, se alguém efetua a venda a prazo, pode emitir uma duplicata O vendedor será o adquirente. Natureza Jurídica:

DUPLICATA MERCANTIL. Partes: Com efeito, se alguém efetua a venda a prazo, pode emitir uma duplicata O vendedor será o adquirente. Natureza Jurídica: DUPLICATA MERCANTIL A DUPLICATA MERCANTIL É TITULO DE CRÉDITO CRIADO PELO DIREITO BRASILEIRO. A emissão da duplicata foi disciplina pela Lei 5474/68 O termo duplicata não pode ser interpretado ao Pé da

Leia mais

UNIDADE 5 NOTA PROMISSÓRIA

UNIDADE 5 NOTA PROMISSÓRIA UNIDADE 5 NOTA PROMISSÓRIA Profª Roberta C. de M. Siqueira Direito Empresarial III ATENÇÃO: Este material é meramente informativo e não exaure a matéria. Foi retirado da bibliografia do curso constante

Leia mais

Direito Empresarial

Direito Empresarial www.uniestudos.com.br Direito Empresarial Helder Goes Professor de Direito Empresarial do Universo de Estudos Advogado e Consultor Jurídico Graduado em Direito pela Universidade Tiradentes Especialista

Leia mais

AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO

AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO 1 AULA 17 ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO INTRODUÇÃO Atualmente, existem cerca de 40 títulos de crédito em circulação no país. Os mais conhecidos são a nota promissória, cheque e duplicata. NOTA PROMISSÓRIA

Leia mais

Literalidade o título valerá pelo que nele estiver escrito. Formalismo - a forma do título de crédito é prescrita lei.

Literalidade o título valerá pelo que nele estiver escrito. Formalismo - a forma do título de crédito é prescrita lei. Legislação Societária / Direito Comercial Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 27 DIREITO CAMBIÁRIO Títulos de Crédito São documentos representativos de obrigações pecuniárias, deve ser escrito, assinado

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 13. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 13. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 13 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

Conhecimentos Bancários

Conhecimentos Bancários Conhecimentos Bancários Cheque Professor Lucas Silva Conhecimentos Bancários Aula XX CHEQUES CARACTERÍSTICAS BÁSICAS O cheque é uma ordem de pagamento à vista, porque deve ser pago no momento de sua apresentação

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item Cheque

Conhecimentos Bancários. Item Cheque Conhecimentos Bancários Item 2.1.1.2 - Cheque Conhecimentos Bancários Item 2.1.1.2 - Cheque Requisitos essenciais do cheque Lei 7.357/1985 - Artigos 1º e 2º LEI DO CHEQUE Item 2.1.1.2 - Cheque Requisitos

Leia mais

Agenda. Personagens Essenciais. Conceito. Como deve ser um cheque. Modalidades. Pagamento de cheque. Cheque sem fundos

Agenda. Personagens Essenciais. Conceito. Como deve ser um cheque. Modalidades. Pagamento de cheque. Cheque sem fundos CHEQUES Agenda Personagens Essenciais Conceito Como deve ser um cheque Modalidades Pagamento de cheque Cheque sem fundos Personagens Essenciais SACADOR ou EMITENTE - pessoa que assina o cheque, aquele

Leia mais

CONCEITO O ARTIGO 887 DO CCB: CONTIDO DOCUMENTO NECESSÁRIO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO LITERAL E AUTÔNOMO NELE MENCIONADO (VIVANTE)

CONCEITO O ARTIGO 887 DO CCB: CONTIDO DOCUMENTO NECESSÁRIO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO LITERAL E AUTÔNOMO NELE MENCIONADO (VIVANTE) O ARTIGO 887 DO CCB: CONTIDO DOCUMENTO NECESSÁRIO PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO LITERAL E AUTÔNOMO NELE MENCIONADO (VIVANTE) CARACTERÍSTICAS CARTULARIDADE a necessidade de exibição LITERALIDADE vale pelo

Leia mais

Principal função: circulação de Riqueza

Principal função: circulação de Riqueza Principal função: circulação de Riqueza Código Civil (art.887 a 926) LUG Dec. 57.663/66 (letra de câmbio e nota promissória e é lei subsidiária para a duplicata) e as reservas Dec 2.044/1908 Lei 5.474/68

Leia mais

Aula de 16/03/15. a) Total; b) Parcial (resolução da sociedade em relação a um sócio).

Aula de 16/03/15. a) Total; b) Parcial (resolução da sociedade em relação a um sócio). Aula de 16/03/15 14. DISSOLUÇÃO DE SOCIEDADE CONTRATUAL - Espécies: a) Total; b) Parcial (resolução da sociedade em relação a um sócio). Todas as duas hipóteses podem ocorrer de forma judicial ou extrajudicial.

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 14. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Empresarial. Aula 14. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Empresarial Aula 14 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO

TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1 Conceito Segundo Cesare Vivante: documento necessário para o exercício do direito, literal e autônomo, nele mencionado. 2 Princípios Cartularidade Literalidade Autonomia

Leia mais

Literalidade: a obrigação representada pelo título de crédito restringe-se àquilo que estiver nele escrito (não valem convenções em apartado);

Literalidade: a obrigação representada pelo título de crédito restringe-se àquilo que estiver nele escrito (não valem convenções em apartado); Resumo Aula-tema 04: Títulos de crédito Título de crédito é um documento necessário ao exercício de direito literal e autônomo nele contido. Trata-se de conceito inspirado na clássica concepção do italiano

Leia mais

Há mais de 13 classificações, mas só estudaremos as 4 principais utilizadas pela doutrina. Quais sejam:

Há mais de 13 classificações, mas só estudaremos as 4 principais utilizadas pela doutrina. Quais sejam: Classificação Há mais de 13 classificações, mas só estudaremos as 4 principais utilizadas pela doutrina. Quais sejam: a) Quanto a forma de transferência ou circulação; b) Quanto ao modelo; c) Quanto à

Leia mais

Do saque, ou seja, da emissão da letra de câmbio, decorre o surgimento de três situações jurídicas distintas:

Do saque, ou seja, da emissão da letra de câmbio, decorre o surgimento de três situações jurídicas distintas: Direito Empresarial II 6º Semestre CURSO: DIREITO LETRA DE CÂMBIO HISTÓRICO DA LETRA DE CÂMBIO A Letra de Câmbio é uma ordem de pagamento. Do saque, ou seja, da emissão da letra de câmbio, decorre o surgimento

Leia mais

Cheque Aulas 22 a 24

Cheque Aulas 22 a 24 Cheque Aulas 22 a 24 1. NORMATIZAÇÃO: Lei 7.357/85 que absorveu as regras contidas na Lei Uniforme sobre Cheques. Resoluções do Banco Central do Brasil, tomadas por deliberação do Conselho Monetário Nacional,

Leia mais

Títulos de Crédito Direito Empresarial

Títulos de Crédito Direito Empresarial RESUMO Títulos de Crédito Direito Empresarial 1 Índice Título de Crédito... 4 Conceito... 4 Definição Clássica de Vivante:... 4 Princípios... 4 Princípio da Cartularidade... 4 Princípio da Literalidade:...

Leia mais

DUPLICATA XII. 1. Origem:

DUPLICATA XII. 1. Origem: DUPLICATA XII 1. Origem: - A duplicata constitui um título de crédito que tem origem no Direito brasileiro, e mais especificamente no Código Comercial de 1850, o qual determinava aos comerciantes atacadistas

Leia mais

DIREITO COMERCIAL II. Professor LUIZ GONZAGA MODESTO DE PAULA DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO

DIREITO COMERCIAL II. Professor LUIZ GONZAGA MODESTO DE PAULA DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO 1 DIREITO COMERCIAL II Professor LUIZ GONZAGA MODESTO DE PAULA modesto@pucsp.br 2 TÍTULOS DE CRÉDITO 3 P R O G R A M A 4 AULA 1 CONCEITO DE CRÉDITO CONCEITO TRADICIONAL DE TÍTULO DE CRÉDITO NOVO CONCEITO

Leia mais

CURSO Delegado de Polícia Civil do Estado do Pará Nº 04. Títulos de Crédito

CURSO Delegado de Polícia Civil do Estado do Pará Nº 04. Títulos de Crédito CURSO Delegado de Polícia Civil do Estado do Pará Nº 04 DATA 05/07/2016 DISCIPLINA Empresarial PROFESSOR José Humberto Souto Júnior MONITOR Thaís da Mata AULA 04 - Títulos de Crédito (Cheque, Duplicata

Leia mais

Letra de Câmbio, Duplicata, Cheque e Nota Promissória. José Rodrigo Dorneles Vieira

Letra de Câmbio, Duplicata, Cheque e Nota Promissória. José Rodrigo Dorneles Vieira Letra de Câmbio, Duplicata, Cheque e Nota Promissória José Rodrigo Dorneles Vieira jrodrigo@portoweb.com.br Cesare Vivante: Documento necessário para o exercício do direito literal e autônomo nele mencionado.

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO LETRAS DE CÂMBIO E NOTA PROMISSÓRIA. Parte I O Crédito e os Títulos de Crédito

ÍNDICE SISTEMÁTICO LETRAS DE CÂMBIO E NOTA PROMISSÓRIA. Parte I O Crédito e os Títulos de Crédito ÍNDICE SISTEMÁTICO LETRAS DE CÂMBIO E NOTA PROMISSÓRIA Parte I O Crédito e os Títulos de Crédito Capítulo I Dos títulos de crédito em geral 1. O crédito e a circulação dos direitos de crédito 1.1 Os títulos

Leia mais

Direito aplicado à logística

Direito aplicado à logística 6.4 LETRA DE CÂMBIO 6.4.1 Caracterização Eis um modelo de letra de câmbio: Regulada pela Lei nº 57.663/66 e parcialmente pelo Decreto nº 2.044/08 (Lei Uniforme), é uma ordem de pagamento à vista ou a prazo

Leia mais

OUTROS DOCUMENTOS COMERCIAIS

OUTROS DOCUMENTOS COMERCIAIS A livrança É um título de crédito pelo qual o seu signatário (subscritor) se compromete a pagar ao seu credor beneficiário - ou à ordem deste uma determinada importância, numa certa data. A livrança são

Leia mais

AULA DE TÍTULOS DE CRÉDITO OAB 1º FASE. Profª. Rebeca Eckstein

AULA DE TÍTULOS DE CRÉDITO OAB 1º FASE. Profª. Rebeca Eckstein AULA DE TÍTULOS DE CRÉDITO OAB 1º FASE Profª. Rebeca Eckstein rebecaeckstein@gmail.com http://www.facebook.com/rebecaeckstein LEGISLAÇÃO APLICÁVEL Legislação Especial: Letra de Câmbio e Nota promissória

Leia mais

MOTIVOS DE DEVOLUÇAO DE DOCUMENTOS NA COMPENSAÇÃO DE CHEQUES E OUTROS PAPÉIS MOTIVO TAXA

MOTIVOS DE DEVOLUÇAO DE DOCUMENTOS NA COMPENSAÇÃO DE CHEQUES E OUTROS PAPÉIS MOTIVO TAXA MOTIVOS DE DEVOLUÇAO DE DOCUMENTOS NA COMPENSAÇÃO DE CHEQUES E OUTROS PAPÉIS MOTIVO TAXA Nº DESCRIÇÃO BASE REGULAMENTAR R$ A SER PAGA PELO CHEQUES 11 insuficiência de fundos - 1ª apresentação Res. nº 1682

Leia mais

APOSTILA 5 DE TÍTULOS DE CRÉDITO. Tema : DUPLICATA

APOSTILA 5 DE TÍTULOS DE CRÉDITO. Tema : DUPLICATA APOSTILA 5 DE TÍTULOS DE CRÉDITO Tema : DUPLICATA Material de apoio para a disciplina Direito Empresarial Elaborado por : Denis Domingues Hermida OBSERVAÇÃO: A redação dessa apostila é feita com base nas

Leia mais

UNIDADE 7 DUPLICATA Profª Roberta C. de M. Siqueira Direito Empresarial III

UNIDADE 7 DUPLICATA Profª Roberta C. de M. Siqueira Direito Empresarial III UNIDADE 7 DUPLICATA 1 Profª Roberta C. de M. Siqueira Direito Empresarial III ATENÇÃO: Este material é meramente informativo e não exaure a matéria. Foi retirado da bibliografia do curso constante no seu

Leia mais

EMPRESARIAL III REVISÃO AV2

EMPRESARIAL III REVISÃO AV2 REVISÃO AV2 DIREITO OLHA AÍ, GENTE... HOJE É DIA DE REVISÃO!!!! APROVEITEM!!!! DE REVISÃO AV2 DIREITO REVISÃO PARA AV2 10: NOTA PROMISSÓRIA 11 : DUPLICATA 12 : CHEQUE PARTE I 13: CHEQUE PARTE II 14 : CONTRATOS

Leia mais

Exigibilidade. Introdução

Exigibilidade. Introdução 1 Exigibilidade Introdução 1. Considerações: Os devedores de um título de crédito são de duas categorias: o chamado devedor principal, que, na letra de câmbio, é o aceitante, e os coobrigados, que, nesta

Leia mais

UFCD - 18 FORMADORA: Mª FERNANDA RAPOSO 1

UFCD - 18 FORMADORA: Mª FERNANDA RAPOSO 1 UFCD - 18 FORMADORA: Mª FERNANDA RAPOSO 1 6215- Código das Contas e Normas Contabilísticas Objetivos Gerais Identificar e movimentar as contas das classes 1 a 8 do Sistema de Normalização Contabilística

Leia mais

O protesto é um direito do credor decorrente do descumprimento, pelo devedor, da obrigação de lhe pagar determinada quantia em dinheiro.

O protesto é um direito do credor decorrente do descumprimento, pelo devedor, da obrigação de lhe pagar determinada quantia em dinheiro. O protesto é um direito do credor decorrente do descumprimento, pelo devedor, da obrigação de lhe pagar determinada quantia em dinheiro. O que é o protesto? É o ato pelo qual se prova a inadimplência

Leia mais

4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS

4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS 44 4 MÓDULO 4 DOCUMENTOS COMERCIAIS 4.1 Cheque O cheque é uma ordem de pagamento à vista. Pode ser recebido diretamente na agência em que o emitente mantém conta ou depositado em outra agência, para ser

Leia mais

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito

Caderno Eletrônico de Exercícios Títulos de Crédito 1) São exemplos de títulos de crédito, exceto: a) Cheque b) Testamento c) Duplicata d) Nota promissória 2) São características de títulos de crédito, exceto: a) Documentalidade b) Força executiva c) Autonomia

Leia mais

É um título de crédito que se estrutura como ordem de pagamento. Desta forma tem-se origem a três situações jurídicas distintas:

É um título de crédito que se estrutura como ordem de pagamento. Desta forma tem-se origem a três situações jurídicas distintas: TÍTULOS DE CRÉDITO LETRA DE CÂMBIO É um título de crédito que se estrutura como ordem de pagamento. Desta forma tem-se origem a três situações jurídicas distintas: a) Sacador quem emite a ordem; b) Sacado

Leia mais

NOTA PROMISSÓRIA 11.1 NOÇÃO

NOTA PROMISSÓRIA 11.1 NOÇÃO 11 NOTA 11.1 NOÇÃO Enquanto a letra de câmbio é uma ordem de pagamento, porque através dela o signatário (sacador) do título requisita a uma pessoa (sacado) o pagamento de uma soma, a nota promissória

Leia mais

Primeira Letra de Câmbio sacada em Medina del Campo Espanha em 1495

Primeira Letra de Câmbio sacada em Medina del Campo Espanha em 1495 LETRA DE CÂMBIO CONCEITO Letra de Câmbio é o título de crédito que representa uma ordem de pagamento de alguém (sacador) contra outrem (sacado) a favor de um terceiro (tomador). HISTÓRIA Origem provável:

Leia mais

NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA CONCEITO

NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA NOTA PROMISSÓRIA CONCEITO CONCEITO Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br MSN: armindocastro1@hotmail.com Homepage: www.armindo.com.br Cel: 8405-7311 A nota promissória é promessa de pagamento, isto é, compromisso

Leia mais

03/04/2012. PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com

03/04/2012. PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com 6.1) Noções gerais e legislação aplicável 6.2) Requisitos essenciais 6.3) Aceite 6.4) Pagamento 6.5) Duplicata de prestação de serviços 6.6) Triplicata 6.7) Ação de cobrança e protesto Conceito: É um título

Leia mais

ADMINISTRATIVO Módulo 2

ADMINISTRATIVO Módulo 2 ADMINISTRATIVO Módulo 2 ÍNDICE CAPÍTULO 1...8 1.1 Controles Financeiros...9 1.1.1 Contas a Receber...9 1.1.2 Contas a Pagar...10 1.1.3 Movimentação Caixa Diário... 11 1.1.4 Controle de Contas Bancárias...12

Leia mais

Títulos de Crédito: Duplicata. Resumo: 1) Introdução: 2) Regime Jurídico da duplicata: 3) Conceitos:

Títulos de Crédito: Duplicata. Resumo: 1) Introdução: 2) Regime Jurídico da duplicata: 3) Conceitos: Títulos de Crédito: Duplicata Resumo: Por tratar-se de um tema que ainda pode suscitar dúvidas nos profissionais mais desavisados, apresentaremos no presente Roteiro de Procedimentos uma breve explanação

Leia mais

Tire todas as suas dúvidas quanto à movimentação (e custos) da conta-salário

Tire todas as suas dúvidas quanto à movimentação (e custos) da conta-salário Tire todas as suas dúvidas quanto à movimentação (e custos) da conta-salário Os servidores públicos que recebem pagamento em conta-salário já podem pedir a transferência automática do dinheiro para o banco

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EAC0111 NOÇÕES DE CONTABILIDADE PARA ADMINISTRADORES

Leia mais

Amas as leis, entretanto, regulamentam a letra de câmbio, fazendo extensão para a norta promissória.

Amas as leis, entretanto, regulamentam a letra de câmbio, fazendo extensão para a norta promissória. Letra de Câmbio Conceito A letra de câmbio é o protótipo dos títulos de crédito, o primeiro a ser criado, tendo derivado dela todos os demais. Modernamente, não é um título muito popular, mas elitista,

Leia mais

f ÅâÄtwÉ W Üx àé VÉÅxÜv tä `öüv t cxä áátü

f ÅâÄtwÉ W Üx àé VÉÅxÜv tä `öüv t cxä áátü 1 QUESTÕES SOBRE TÍTULO DE CRÉDITO TOMO II 1. Como se opera a circulação das letras de câmbio? R.: Após o aceite do sacado, o beneficiário teria de, em tese, aguardar a data do vencimento para receber

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM

DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM Prof. Ma Marina Zava de Faria FACE: Marina Zava INSTA: Marina Zava Periscope:@marinazava E-mail: profmarinazava@hotmail.com DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM 1.1 Legislação Aplicável

Leia mais

12 DUPLICATA 12.1 APRESENTAÇÃO

12 DUPLICATA 12.1 APRESENTAÇÃO 12 DUPLICATA 12.1 APRESENTAÇÃO A duplicata mercantil é um documento criado pelo legislador brasileiro. O Código Comercial, embora revogado, previa, em seu art. 219, que nas vendas por atacado, o vendedor

Leia mais

DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO:

DIREITO COMERCIAL II TÍTULOS DE CRÉDITO: TÍTULOS DE CRÉDITO: CRÉDITO = alargamento da troca. Venda a prazo Empréstimo Documento necessário para o exercício do direito literal e autônomo nele mencionado.(vivante) joao@joaopereira.com.br TÍTULO

Leia mais

Letra de Câmbio. Decreto nº 2.044, de 31 de dezembro de Decreto nº , de 25 de janeiro de Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Letra de Câmbio. Decreto nº 2.044, de 31 de dezembro de Decreto nº , de 25 de janeiro de Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Letra de Câmbio Decreto nº 2.044, de 31 de dezembro de 1.908 Decreto nº 57.663, de 25 de janeiro de 1966 Histórico A letra de câmbio surgiu na Itália, nas corporações de mercadores e nos mercados e feiras

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL. 1. OBJETIVO Normatizar os processos e rotinas diárias dos funcionários responsáveis pelo caixa.

PROCEDIMENTO OPERACIONAL. 1. OBJETIVO Normatizar os processos e rotinas diárias dos funcionários responsáveis pelo caixa. 1 1. OBJETIVO Normatizar os processos e rotinas diárias dos funcionários responsáveis pelo caixa. 2 ABERTURA DE CAIXA O funcionário responsável pelo caixa deverá todos os dias quando da abertura do caixa

Leia mais

1. TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO

1. TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1. TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO Conceito: Título de crédito é o documento literal e autônomo que representa a obrigação nele contida Características: Titulo de crédito só representa obrigação creditícia

Leia mais

Cheque Aulas 22 a 24

Cheque Aulas 22 a 24 Cheque Aulas 22 a 24 1. NORMATIZAÇÃO: Lei 7.357/85 que absorveu as regras contidas na Lei Uniforme sobre Cheques. Resoluções do Banco Central do Brasil, tomadas por deliberação do Conselho Monetário Nacional,

Leia mais

STJ fran Martins. Foi Professor Emérito na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. TÍTULOS DE CREDITO

STJ fran Martins. Foi Professor Emérito na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. TÍTULOS DE CREDITO fran Martins Foi Professor Emérito na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará. TÍTULOS DE ~ CREDITO 16 a edição atualizada por JOAQUIM PENALVA SANTOS e PAULO PENALVASANTOS ~ FORENSE Rio de

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Nota Fiscal Transferência ICMS em MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Nota Fiscal Transferência ICMS em MG Nota 07/10/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 6 5. Informações Complementares... 6 6. Referências...

Leia mais

PROVIMENTO Nº 12/2015

PROVIMENTO Nº 12/2015 PROVIMENTO Nº 12/2015 Dispõe sobre o protesto de Certidões de Dívidas Judiciais e dá outras providências. A Corregedora-Geral da Justiça, Desembargadora Regina Ferrari, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

Características/princípios

Características/princípios Características/princípios Títulos de crédito 2ª AULA Síntese histórica Economia de troca (in natura) * troca de mercadorias. Economia monetária (dinheiro) * troca de mercadoria por moeda. Economia creditória

Leia mais

SIMULADO 1 A QUESTÃO 2 A QUESTÃO

SIMULADO 1 A QUESTÃO 2 A QUESTÃO SIMULADO 1 A QUESTÃO Maria José emitiu cheque em 20.11.02, na cidade de Divinópolis/MG, contra Banco do Dinheiro S/A, estabelecido em São Paulo/SP, pré-datado para 20.01.03, nominal a João Antônio, com

Leia mais

Empresarial III Banco de Questões Corrigidas

Empresarial III Banco de Questões Corrigidas Empresarial III Banco de Questões Corrigidas Empresarial III Banco de Questões Corrigidas Fontes: Universidade Estácio de Sá e AjudaJuridica.com Questão 1: Marcélio encontra-se em uma concessionária de

Leia mais

REGULAMENTO DA LETRA DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO ( LCA ) DE EMISSÃO DO BANCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A.

REGULAMENTO DA LETRA DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO ( LCA ) DE EMISSÃO DO BANCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A. REGULAMENTO DA LETRA DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO ( LCA ) DE EMISSÃO DO BANCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A. O BANCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A, inscrito no CNPJ/MF sob nº 60.770.336/0001-65, com sede na Cidade

Leia mais

PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial. 1. Títulos de Crédito:

PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial. 1. Títulos de Crédito: 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Títulos de Crédito PONTO 2: Propriedade Industrial 1. Títulos de Crédito: Critérios de Classificação: Estrutura: - sacador = dá a ordem, emite o título; - sacado = destinatário

Leia mais

16. OPERAÇÕES COM O ESTRANGEIRO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE)

16. OPERAÇÕES COM O ESTRANGEIRO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) 16.1. Remessas documentárias Remessas documentárias de Importação 1. Cobrança Contra Pagamento Contra Aceite e Devolução Contra Aceite e Pagamento Franco Pagamento Fixa de Processamento 2. Aviso de Situação

Leia mais

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII

OBRAS DO AUTOR... NOTA EXPLICATIVA... XVII ÍNDICE SISTEMÁTICO OBRAS DO AUTOR... XV NOTA EXPLICATIVA... XVII CAPÍTULO I TEORIA GERAL DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1. A regulamentação dos títulos de crédito pelo Código Civil e por leis especiais 2. Aplicação

Leia mais

Licenciatura

Licenciatura Licenciatura 2015-2016 DIREITO COMERCIAL I e II PROFESSOR DOUTOR PEDRO PAES DE VASCONCELOS Primeira Parte Direito Comercial Geral. Sumário Summary I. O Direito Comercial. 1.O Comércio e o Direito Comercial.

Leia mais

PRÉ-DATADO É DOCUMENTO LEGAL

PRÉ-DATADO É DOCUMENTO LEGAL PRÉ-DATADO É DOCUMENTO LEGAL EDSON CARVALHO VIDIGAL Ministro do Superior Tribunal de Justiça BRASÍLIA O cheque pré-datado é intocável e tornou-se um instrumento de alta credibilidade. No entanto, para

Leia mais

CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD. DISCIPLINA: Protesto De Títulos. PROFESSORES: Carlos Londe

CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD. DISCIPLINA: Protesto De Títulos. PROFESSORES: Carlos Londe CURSO DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NAS ATIVIDADES NOTARIAIS E REGISTRAIS EAD DISCIPLINA: Protesto De Títulos PROFESSORES: Carlos Londe Nome: Nº de Identidade: Reescreva a frase: Atesto para os devidos

Leia mais

Sumário. xiii. Olho_Willy_Titulos de Creditos.pmd 13

Sumário. xiii. Olho_Willy_Titulos de Creditos.pmd 13 Sumário INTRODUÇÃO TÍTULOS DE CRÉDITO: SUA HISTÓRIA... 1 1. Origem remota... 3 2. Letra de câmbio na antiguidade... 4 3. Origem lógica... 6 4. Período italiano instrumento de troca... 9 5. Período francês

Leia mais

CHEQUE CARACTERÍSTICA

CHEQUE CARACTERÍSTICA CHEQUE LEI 7357/1985 CONCEITO: Cheque é uma ordem de pagamento à vista, sacada contra um banco e com base em suficiente provisão de fundos depositados pelo sacador em mãos do sacado ou decorrente de contrato

Leia mais

Certificados de Crédito Cooperativo (CCC)

Certificados de Crédito Cooperativo (CCC) Certificados de Crédito Cooperativo (CCC) Conceito: título de crédito nominativo, transferível e de livre negociação, que representa promessa de pagamento em dinheiro e constitui título executivo extrajudicial.

Leia mais

PROTESTO DE TÍTULOS. Deverão ser observados os prazos prescricionais, de acordo com legislação vigente.

PROTESTO DE TÍTULOS. Deverão ser observados os prazos prescricionais, de acordo com legislação vigente. 2 PROTESTO DE TÍTULOS O protesto de títulos pode ser lavrado por falta de aceite, de devolução de duplicatas, por falta de pagamento em seu vencimento, para garantia do direito regressivo contra endossantes

Leia mais

03/04/2012. PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com. 5.1) Legislação aplicável e Conceito. 5.2) Pressupostos para sua emissão

03/04/2012. PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com. 5.1) Legislação aplicável e Conceito. 5.2) Pressupostos para sua emissão 5.1) Legislação aplicável e Conceito Legislação aplicável: Lei 7.357, de 2.09.1985 (Lei do cheque) 5.1) Legislação aplicável e Conceito 5.2) Pressupostos para sua emissão 5.3) Transmissão do cheque: endosso

Leia mais

Curso de Especialização em Gestão Estratégica em Finanças Direito empresarial

Curso de Especialização em Gestão Estratégica em Finanças Direito empresarial 6. TÍTULOS DE CRÉDITO 6.1 Caracterização Para Vivante, título de crédito é o documento necessário ao exercício de um direito literal e autônomo nele mencionado. O Código Civil de 2002 o definiu no artigo

Leia mais

Lisboa, 15 de janeiro de Estimado(a) Cliente,

Lisboa, 15 de janeiro de Estimado(a) Cliente, Lisboa, 15 de janeiro de 2013 Estimado(a) Cliente, Informamos que o Preçário será atualizado nos termos a seguir indicados, com entrada em vigor a partir do dia 23 de abril de 2013, com exceção das comissões

Leia mais

Matemática Financeira Descontos. Prof.: Joni Fusinato

Matemática Financeira Descontos. Prof.: Joni Fusinato Matemática Financeira Descontos Prof.: Joni Fusinato joni.fusinato@ifsc.edu.br jfusinato@gmail.com 1 Títulos de Crédito Instrumentos legais previstos no direito comercial (contratos) usados para formalizar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº a) cafeicultores, diretamente ou mediante repasse por suas cooperativas; b) cooperativas de produtores rurais;

RESOLUÇÃO Nº a) cafeicultores, diretamente ou mediante repasse por suas cooperativas; b) cooperativas de produtores rurais; RESOLUÇÃO Nº 3.238 Define condições para concessão de crédito destinado ao financiamento de estocagem de café do período agrícola 2003/2004. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei 4.595,

Leia mais

Contas a Pagar e Contas a receber

Contas a Pagar e Contas a receber Treinamento Financeiro Contas a Pagar e Contas a receber Jéssica Rodrigues Pedro Amauri 1 Duplicatas O que são duplicatas? A duplicata mercantil ou simplesmente duplicata é uma espécie de título de crédito

Leia mais

Sicredi Cheque Especial. Periodicidade de pagamento. Juros mensalmente e principal a qualquer momento ou no vencimento do limite.

Sicredi Cheque Especial. Periodicidade de pagamento. Juros mensalmente e principal a qualquer momento ou no vencimento do limite. Sicredi Cheque Especial Definição Limite de crédito Forma de Limite de crédito disponibilizado em conta corrente para utilização imediata pelo associado, quando e como desejar. do tomador e respectivo

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL DO CARTÃO BI CARD CONSIGNADO GOV. RIO DE JANEIRO

ROTEIRO OPERACIONAL DO CARTÃO BI CARD CONSIGNADO GOV. RIO DE JANEIRO 1. PUBLICO ALVO O publico alvo é constituído por servidores ativos e inativos do Governo do Estado do Rio de Janeiro com o objetivo de concessão do Cartão BI CARD possibilitando saque antecipado, saques

Leia mais

CURSO ON-LINE DIREITO COMERCIAL RECEITA FEDERAL PROFESSOR: YURI MACHADO

CURSO ON-LINE DIREITO COMERCIAL RECEITA FEDERAL PROFESSOR: YURI MACHADO Olá amigos! Chegamos à quinta e última aula do nosso curso de direito comercial para a receita federal. Seguindo o esquema até aqui adotado, nesta aula trataremos dos temas incluídos no item 7: Nota promissória.

Leia mais

Saque, Aceite, Endosso, Aval, Fiança e Pagamento

Saque, Aceite, Endosso, Aval, Fiança e Pagamento Saque, Aceite, Endosso, Aval, Fiança e Pagamento SAQUE Trata-se de ato cambiário a partir do qual um título de crédito é emitido quando o sacador o assina para ser submetido ao sacado, se chama assinatura,

Leia mais

NOVAS TENDÊNCIAS PARA O SERVIÇO DE PROTESTOS

NOVAS TENDÊNCIAS PARA O SERVIÇO DE PROTESTOS NOVAS TENDÊNCIAS PARA O SERVIÇO DE PROTESTOS ESCOLA DE NOTÁRIOS E REGISTRADORES DO ESPIRITO SANTO 21/11/2015 AGENDA - PROTOCOLIZAÇÃO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE DIVIDA - INTIMAÇÃO - PROCEDIMENTOS DE QUITAÇÃO,

Leia mais

NOVO PORTABILIDADE REFIN

NOVO PORTABILIDADE REFIN CHECK LIST - FÍSICOS INSS - BGN NOVO PORTABILIDADE REFIN CTT IMPRESSO DO SITE DA CRÉDITO BRASILEIRO (COMPLETO) CTT IMPRESSO DO SITE DA CRÉDITO BRASILEIRO (COMPLETO) CTT IMPRESSO DO SITE DA CRÉDITO BRASILEIRO

Leia mais

MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL

MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL Benigno Cavalcante MANUAL DE DIREITO EMPRESARIAL Sumário Apresentação... 17 Abreviatura... 21 CAPÍTULO I HISTÓRIA DO DIREITO COMERCIAL 1. O Surgimento do Direito Comercial... 25 1.2. Evolução do Direito

Leia mais

LETRA DE CÂMBIO 10.1 ORIGEM

LETRA DE CÂMBIO 10.1 ORIGEM 10 LETRA DE CÂMBIO 10.1 ORIGEM A letra de câmbio, praticamente, começou a se formar na Itália, no século XIV. Para não transportar dinheiro de uma cidade para outra, estando uma pessoa sujeita à emboscada

Leia mais

Manual de Lançamentos Contábeis: Cheque pré-datado (ou pós-datado)

Manual de Lançamentos Contábeis: Cheque pré-datado (ou pós-datado) Manual de Lançamentos Contábeis: Cheque pré-datado (ou pós-datado) Resumo: O presente Roteiro de Procedimentos traz para nossos leitores os lançamentos contábeis quem devem ser feitos na escrituração comercial

Leia mais

Unidade IV. xxxx. Unidade IV. yyyy. Método das partidas dobradas

Unidade IV. xxxx. Unidade IV. yyyy. Método das partidas dobradas Unidade IV Unidade IV 4 PARTIDAS DOBRADAS DÉBITO E CRÉDITO Método das partidas dobradas Em qualquer operação há um débito e um crédito de igual valor ou um débito (ou mais débitos) de valor idêntico a

Leia mais

Revisão AV2. Tanto a patente quanto o registro podem ser comercializados/transmitidos.

Revisão AV2. Tanto a patente quanto o registro podem ser comercializados/transmitidos. Revisão AV2 7. Propriedade Industrial Bens imateriais protegidos pelo direito industrial: patente de invenção, patente de modelo de utilidade, registro de desenho industrial e registro de marca. Tanto

Leia mais

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) ( ÍNDICE)

2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) ( ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos 1. Comissão de Gestão de Processo 300,00 2. Comissão de Contrato 200,00 3. Comissão de Avaliação 250,00 Crédito Habitação - Residentes (Contratos de crédito

Leia mais

~ Sumário. Nota, xvii

~ Sumário. Nota, xvii ~ Sumário Nota, xvii SíNTESE HISTÓRICA, 1 1.1 Antecedentes, 1 1.2 Título brasileiro, 2 1.2.1 Código Comercial, 3 1.2.2 Interesses fiscais e empresariais, 4 1.2.3 Lei nl:! 5.474/68,8 2 CAUSALIDADE DA DUPLICATA

Leia mais

12. CHEQUES (OUTROS CLIENTES)

12. CHEQUES (OUTROS CLIENTES) 12.1. Requisição e entrega de módulos de cheque REQUISIÇÃO Máquina de cheques Internet ATM Personalizado ENTREGA Self - Cheque 1. Cheque cruzado (2) 1.1 À ordem standard - Com data de validade Nº de cheques:

Leia mais

Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH. Abril/2016

Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH. Abril/2016 Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH Abril/2016 Equipe Técnica: Ana Paula Bastos Economista Sarah Ribeiro Estatística André Correia Analista de Economia Amanda Santos Técnico de Pesquisa

Leia mais

CONTABILIDADE BÁSICA I 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS

CONTABILIDADE BÁSICA I 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS CONTABILIDADE BÁSICA I 1ª LISTA DE EXERCÍCIOS UNIDADE I PANORAMA GERAL DA CONTABILIDADE 1) O que é contabilidade e qual o seu objetivo? 2) Onde a contabilidade pode ser aplicada? 3) Quais são os usuários

Leia mais

Aspectos Jurídicos dos Títulos de Crédito. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Aspectos Jurídicos dos Títulos de Crédito. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Aspectos Jurídicos dos Títulos de Crédito Crédito A palavra crédito é derivada do latim "Creditum", Credere que significa, coisa emprestada, empréstimo, dívida, depositar confiança em, confiar em, dar

Leia mais

AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO

AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO AULA 3 23/02/11 A CLASSIFICAÇÃO DOS TÍTULOS DE CRÉDITO 1 A CLASSIFICAÇÃO QUANTO À ESTRUTURA JURÍDICA 1.1 AS ORDENS DE PAGAMENTO Há títulos de crédito que estão estruturados na forma de ordens de pagamento.

Leia mais

Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH. Novembro

Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH. Novembro 1. Indicador de Dívidas em Atraso Minas Gerais SPC CDL/BH Novembro 2016 Equipe Técnica: Simone Montenegro - Gerente Ana Paula Bastos Economista Sarah Ribeiro Estatística André Correia Analista de Economia

Leia mais