História do voleibol na areia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "História do voleibol na areia"

Transcrição

1 História do voleibol na areia Historia del beach voleibol History of the beach volleyball Mestre em Ciência da Motricidade Humana (CMH) pela UCB do RJ (Brasil) Nelson Kautzner Marques Junior Resumo O objetivo da revisão foi explicar a história do voleibol na areia. O artigo ensinou como o voleibol na areia começou nos Estados Unidos, como ele se desenvolveu no Brasil, o momento que o voleibol na areia tornou-se modalidade olímpica e foram explicadas as regras desse esporte. Em conclusão, saber como esse jogo evoluiu ao longo dos anos é importante para os estudantes conhecerem o passado e o presente de uma modalidade fascinante. Unitermos: Voleibol. Esporte. Treino. História. Abstract The objective of the review was to explicate the history of the sand volleyball. The article taught how the sand volleyball began in United States of American, how the sand volleyball began in Brazil, the moment that the sand volleyball became Olympic event and were to explicate the rules this sport. In conclusion, know how this game evolved over the years is important for students to learned the past and present of a fascinating sport. Keywords: Volleyball. Sport. Training. History. EFDeportes.com, Revista Digital. Buenos Aires, Año 17, Nº 171, Agosto de / 1 Introdução O voleibol na areia é um esporte derivado do voleibol, foi criado nos Estados Unidos e posteriormente ele se desenvolveu em outros países 1. Inicialmente o voleibol na areia era praticado com 4 jogadores contra 4 ou 6 contra 6, aos poucos também passou a ser jogado em dupla 2. Esse esporte começou a ser jogado como lazer, se tornou modalidade de competição e atualmente é uma atividade onde os atletas recebem dinheiro para jogar 3. O voleibol na areia apesar de ser novo como esporte de rendimento a nível internacional, o 1º Mundial de Voleibol na Areia aconteceu em 1987 (de 1987 até 2012 são 25 anos), ele ocupa destaque em termos mundiais, desde 1996 é modalidade olímpica. Portanto, sabendo da importância do voleibol na areia como esporte, é interessante do estudante conhecer a evolução desse jogo. Logo, uma revisão de literatura sobre a história do voleibol na areia é de grande valia para professores, estudantes, jornalistas e amantes dessa atividade porque permite os indivíduos conhecerem como esse esporte se desenvolveu ao longo dos anos.

2 Quais países o voleibol na areia se desenvolveu mais? Quais atletas se tornaram destaque nessa modalidade? Como eram as regras dos primeiros Mundiais do Voleibol na Areia? Sabendo dessas questões, e observando a escassa literatura sobre esse tema 4,5, o objetivo da revisão foi explicar a história do voleibol na areia. Evolução do voleibol na areia e as modificações das regras O voleibol na areia começou a ser praticado na Califórnia, Estados Unidos, somente como lazer, mas aos poucos aconteceram os primeiros campeonatos, isso ocorreu nos anos Geralmente as partidas eram de 4 contra 4 ou de 6 contra 6. O jogo de dupla foi idealizado na Califórnia pelo jogador Paul Johnson, em Ele sugeriu a partida de 2 contra 2 quando não era possível realizar o voleibol com 3 ou no máximo com 6 atletas, aos poucos, o voleibol de dupla na areia tornou-se popular. Depois da 2ª Guerra Mundial (39-45), ocorreu crescimento significativo do voleibol na areia na Califórnia, em 1950 aconteceu o 1º Circuito de Voleibol de Dupla na Areia nas praias da Califórnia, evento com 5 etapas 4. Nos anos 50 e 60, o voleibol na areia e o surf foram adotados como estilo de vida californiano. Nos anos 70 e 80, os campeonatos norte-americanos começaram fornecer prêmios em dinheiro. Em 1983, é fundada a Associação de Voleibol Profissional (AVP) por jogadores que disputavam o Circuito de Voleibol na Areia dos Estados Unidos6. O objetivo dessa entidade era organizar os campeonatos, negociar a transmissão das partidas com a TV, determinar a premiação em dinheiro por colocação, estabelecer as regras das disputas, ou seja, a AVP era composta por jogadores que atuavam como dirigentes. Em 1986, foi fundada a Associação de Voleibol Profissional Feminino, com atuação similar ao da AVP, mas ela tratava somente do voleibol feminino. A partir dos anos 80, vários jogadores se destacaram no Circuito de Voleibol na Areia dos Estados Unidos (Kiraly, Pat Powers, Dvorak, etc.), sendo convidados para treinarem com a seleção norte-americana como preparação para a Olimpíada de Isso aconteceu entre 1979 a 1981 (3 anos), para selecionar os 12 atletas que representariam os Estados Unidos na Olimpíada de Los Angeles, em 84. Porém, para fazer parte do elenco, o técnico Doug Beal exigia que os jogadores se dedicassem apenas ao voleibol na quadra, devendo abandonar o voleibol de dupla na areia 8. Alguns dos convocados, como Smith, Stoklos e Hovland, discordaram do treinador, eles queriam treinar e jogar pela seleção norte-americana e se dedicar ao voleibol de dupla na areia. Então, foram desligados dos planos do técnico. Existe explicação para a exigência desses atletas, no início dos anos 80, as duas duplas que dominavam o circuito dos Estados Unidos

3 eram Smith e Stoklos versus Hovland e Dodd. O salário dos patrocinadores e a premiação em dinheiro dos campeonatos eram muito altos do voleibol na areia quando comparado ao salário de um atleta da seleção de voleibol norte-americana. A figura 1 expõe o clássico norteamericano do voleibol na areia: Figura 1. Smith no ataque colocado, Hovland no bloqueio e Stoklos observando a jogada 7 Outro país que se interessou pelo voleibol na areia foi o Brasil, iniciado no Rio de Janeiro, sendo jogado em Ipanema e Copacabana nos anos 30. Posteriormente esse esporte se difundiu em todo o Brasil. Inicialmente as partidas em Copacabana e Ipanema eram de 6 contra 6, mas como às vezes faltavam jogadores, jogava-se com menos atletas 9. Percebeu-se que o jogo de dupla era mais emocionante e exercitava todos os fundamentos, auxiliando os jogadores dos clubes em otimizar a sua performance. Quem teve a idéia de começar a praticar 2 contra 2 não se sabe, mas parece que foi do grupo de voleibolistas que jogavam com Coqueiro, um dos melhores atletas dos anos 40 e 50. No posto 6 em Copacabana que se concentravam a principais redes desse esporte 2, mas também Ipanema existiam algumas redes com bons jogadores. A figura 2 mostra o início do posto 6, em Copacabana, onde aparece uma rede de voleibol:

4 Figura 2. Posto 6 em 1957, local onde se concentrava as redes mais famosas do Rio de Janeiro ( O primeiro torneio de voleibol na areia no Brasil aconteceu em 1947, sendo organizado pelo Jornal dos Sports 10. A disputa aconteceu em times de 6 masculinos, 6 femininos ou através de equipes de 6 mistas, tendo no máximo duas a três mulheres. Esse torneio contou com vários jogadores de clubes cariocas. Posteriormente o Jornal dos Sports organizou os campeonatos de 48, 49, 50, 51 e 52. As partidas costumavam acontecer em Copacabana, Ipanema e na Urca, mas as finais geralmente eram na rede do Bebê Barreto, no posto 6 em Copacabana. Os torneios só voltaram ocorrer novamente em A figura 3 e 4 apresenta alguns voleibolistas no início desse esporte no Brasil, acontecido no Rio de Janeiro: Figura 3. Jogadoras do Cooperação Esporte Clube na praia de Copacabana, Rio de Janeiro, em 22 de dezembro de Consegue-se identificar na foto as atletas Marion (3ª), Osvaldira (5ª), Yrani (6ª) e Marly (7ª) (

5 Figura 4. Time misto do Cooperação Esporte Club em 1950, no posto 6 em Copacabana ( O impulso do voleibol na areia no mundo começou no Brasil com a realização de grandes eventos 12. Em 1985 foi realizado no Guarujá, São Paulo, o 1º Hollywood Volley, onde aconteceu exibição do voleibol de 4 contra 4 e de dupla, com jogos femininos, masculinos e mistos. Foi uma versão totalmente nacional, contando com os talentosos jogadores da Geração de Prata e das musas da seleção feminina de voleibol dos anos A figura 5 apresenta os participantes da 1ª edição do Hollywood Volley: Figura 5. Da esquerda para direita temos: Montanaro (ambidestro, utiliza de vez enquanto o braço esquerdo no ataque), Isabel, Vera Mossa, Renan, Regina Uchôa (canhota), Badalhoca, Jaqueline e William 13 O 2º Hollywood Volley foi uma versão internacional, aconteceu o desafio entre Brasil e Estados Unidos, ocorreu na praia do Gonzaga, em Santos 14. A primeira partida Renan e Badalhoca derrotaram os norte-americanos Smith e Pat Powers por 2 a 1 (13/11, 9/12 e 14/12). Depois, Roseli e Regina Uchôa venceram as norte-americanas Linda Robertson e Nina Mathias. No 4 contra 4 misto, finalmente os norte-americanos venceram os brasileiros por 2 a 0 (12/3 e 13/11). Outras duas etapas aconteceram no Guarujá (São Paulo) e em Ipanema (Rio de Janeiro) 13, a etapa de Ipanema foi transmitida pela TV Globo para todo o Brasil.

6 Após o sucesso dos dois eventos, foi organizado em 1987 o 1º Mundial de Voleibol de Dupla na Areia, sendo realizado no posto 11 em Ipanema, Rio de Janeiro 15. A seleção das duplas brasileiras foi através de campeonatos classificatórios para o evento, as melhores e as mais conhecidas duplas norte-americanas foram convidadas para a disputa e as duplas do Japão, México, Argentina, Chile e Itália também passaram por seletivas para disputar o Mundial. Durante esse Mundial foram revelados jogadores do voleibol na areia, o caso de Edinho de apenas 1,75 m (jogava dupla desde os 15 anos, atuou no Mundial como defensor), de 29 anos, engenheiro da Petrobras e ex-jogador do Botafogo, que fez parceria com Bernard e teve grande atuação nesse evento. Também apareceu um ex-jogador do Fluminense, o bloqueador Luís Américo de 1,90 m, ele tinha excelente ataque e bom preparo físico (Ficou em 7º lugar, fazendo parceria com Serginho). O 1º Mundial teve total divulgação dos jornais via TV ou impresso, as partidas semifinais e a final do 1º lugar foram transmitidas pela TV Globo. Os quatro primeiros lugares ficaram com os favoritos, Brasil e Estados Unidos, mas os norteamericanos eram melhores tecnicamente, taticamente e fisicamente. O 4º lugar foi ocupado por Edinho e Bernard (1,87 m, bloqueador), e as demais colocações são apresentadas na figura 6: Figura 6. 2º lugar Kiraly (1,91 m, defensor) e Pat Powers (1,96m, bloqueador) de azul, 1º lugar Stoklos (1,94 m, bloqueador) e Smith (1,92, defensor) de vermelho e 3º lugar Montanaro (1,87 m, defensor) e Renan (1,90 m, bloqueador) de verde 15 A figura 7 mostra o excelente jogador Edinho no bloqueio, na disputa do 3º lugar contra Renan:

7 Figura 7. A cortada de Renan no bloqueio de Edinho foi tão forte que não saiu na foto 15 Em 1988, aconteceu o 2º Mundial de Voleibol na Areia, foi realizado no mesmo local do 1º Mundial, posto 11 em Ipanema. As semifinais e a final de 1º lugar foram transmitidas pela TV Globo. Na final, os norte americanos Kiraly e Pat Powers não deram chances para os brasileiros Bernard (defensor) e Luís Américo (bloqueador), venceram por 2 a 0 (12/5 e 12/6) 16. A superioridade era muito grande, geralmente os saques eram direcionados em Luís Américo que preferia o ataque forte, facilitando o trabalho de bloqueio de Powers. Porém, Bernard, ficou exausto no decorrer da partida, pouco chegava nas bolas atacadas pelos estado unidenses. No final da partida, o criador do Jornada nas Estrelas, Bernard, mal conseguia falar com a imprensa. Contudo, Renan e Montanaro conseguiram uma vitória surpreendente de 2 a 0 (12/10 e 12/6) na disputa do 3º lugar sobre os americanos Smith e Stoklos. No nono lugar, ficou uma dupla desconhecida do público, Dennys e Ninahuma da Paraíba 16, o nordeste começava a se projetar internacionalmente no voleibol na areia. Em 1989, o voleibol de dupla na areia no Brasil apresentou outras novidades, aconteceu o 1º Campeonato Brasileiro da modalidade, denominado de Brasil Open 17. A dupla pernambucana Moreira e Garrido derrotou por 2 a 0 (12/6 e 12/5) os favoritos Edinho e Tinoco. Os melhores classificados no brasileiro poderiam disputar o Mundial. Nesse ano, 1989, o Mundial de Voleibol na Areia seria disputado em circuito, tendo a 1ª etapa no Brasil e as demais em outros países. A final da etapa do Brasil foi entre Smith e Stoklos versus Edinho e Tinoco, com fácil vitória para os ianques 18. Uma curiosidade aconteceu nessa final, o jogador Tinoco (1,90 m, bloqueador) foi ex-atleta de salto em altura, começou a treinar voleibol na idade adulta com

8 Bené do Fluminense. Disputou o Campeonato Carioca de 1988 pela Hebraica, na função de central. Vindo se destacar no voleibol na areia porque Edinho e Tinoco foram vice-campeões mundiais do 1º Circuito Mundial de Voleibol na Areia, em A figura 8 mostra o jogador Tinoco 18 e a dupla campeã brasileira e 5º lugar no Mundial da etapa do Brasil Moreira e Garrido 19 : Figura 8. Destaques da 1ª etapa do Circuito Mundial de Voleibol na Areia Em 1990, aconteceu a 1ª etapa do Circuito Mundial de Voleibol na Areia, realizada em Copacabana. Os campeões foram Smith e Stoklos, venceram na final Hovland e Dodd. Mas no 3º lugar ficou a dupla do Ceará Franco (1,94, bloqueador) e Roberto Lopes (1,84, defensor) 19, mostrando que o nordeste futuramente viria dominar o voleibol nacional e até do mundo. O exemplo é o jogador de 2,00 m Ricardo, medalhista em 3 Olimpíadas (prata em 00, ouro em 04 e bronze em 08). A primeira medalha olímpica do Brasil foi de prata, ganha em 2000, por dois nordestinos, Zé Marco da Paraíba e Ricardo da Bahia. No feminino, nos anos 90, inicialmente acontecia desafios entre Brasil e Estados Unidos, ocorrendo somente o 1º Circuito Mundial, em Os primeiros circuitos o domínio foi das duplas femininas americanas, aos poucos o Brasil passou a ganhar esse evento. Em 1991 aconteceu o 1º Circuito Brasileiro Masculino e em 1993, o 1º Circuito Brasileiro Feminino. O voleibol na areia começava a crescer no Brasil e no mundo. Em 1992, aconteceu uma etapa do Circuito Mundial durante os Jogos Olímpicos, servindo como esporte de exibição nesse evento 20. Em 1996, ocorreu a primeira versão olímpica do voleibol na areia. A final no masculino foi entre americanos, Kiraly (36 anos, defensor) e Steffes (28 anos, bloqueador) derrotaram Whitmarsh (39 anos, bloqueador) e Dodd (38 anos, defensor). No feminino, a final foi entre duplas brasileiras, Jaqueline (34 anos, defensora) e Sandra (24 anos, bloqueadora) venceram Mônica (29 anos, bloqueadora) e Adriana (30 anos, defensora). A figura 9 apresenta os medalhistas na 1ª versão dos Jogos Olímpicos:

9 Figura 9. Norte-americanos e canadense no pódio ( e a comemoração brasileira ( Atualmente o voleibol de dupla na areia é um esporte praticado em todo mundo, inclusive por nações onde o inverno é rigoroso. Contudo, os países que são os melhores nessa modalidade continuam a ser Brasil e Estados Unidos. As regras dos primeiros Mundiais de Voleibol na Areia (87, 88 e 89) foram atualizadas ao longo dos anos, até chegar na regra que é aplicada no Circuito Mundial da atualidade e nos Jogos Olímpicos, sendo interessante o conhecimento do leitor: Regra de 1987 a 1989 Fase Classificatória dos Grupos: 1 set de 15 pontos ou a diferença de 2 pontos. Nesse momento as partidas eram disputadas com vantagem. Quartas de final, Semifinal, Final (1º e 3º lugar): 2 sets de 12 pontos ou a diferença de 2 pontos. As partidas eram jogadas com vantagem, caso ocorresse empate de 1 a 1 de set, era disputado um 3º set de 12 pontos ou a diferença de 2 pontos. Essa pontuação de 12 pontos no 3º set aconteceu em Em 1988 e nos anos seguintes, o 3º set mudou, era jogado o tie-break de 15 pontos ou a diferença de 2 pontos. Campo: O 1º set não muda o lado do campo. Somente se a partida tiver um 2º ou 3º set, a dupla que estava no lado A passa para o B. Essa regra beneficiava a equipe que estava no melhor campo, por exemplo, quem não estava jogando com a visão de frente para o sol tinha vantagem. Em 1988, quando o 3º set passou a ser disputado pelo tiebreak, após o 8º ponto, as duplas mudavam o campo. Mesmo problema anterior, a dupla que atuou até o oitavo ponto no melhor campo tinha mais chance de vitória. Largada: Nessa época valia largada com uma das mãos e largada de toque. Esse tipo de regra beneficiava os atletas com pior ataque ou que jogavam através de ataques colocados e largadas (popular rataria ). Tempo: O capitão da dupla poderia solicitar 2 tempos de 30 segundos em cada set. Técnico: O técnico da dupla deveria permanecer fora da quadra. Bola e Quadra: Para os atletas visualizarem bem a bola ela era amarela. As partidas eram disputadas numa quadra de 18 m x 9 m.

10 Regra a partir de 2008 Pontos do Mundial e do Jogos Olímpicos: 2 sets de 21 pontos ou a diferença de 2 pontos, sendo disputado sem vantagem. Em caso de empate de 1 a 1 de set, é jogado o tie-break de 15 pontos ou a diferença de 2 pontos. Pontos do Circuito Brasileiro: 2 sets de 18 pontos ou a diferença de 2 pontos, sendo disputado sem vantagem. Em caso de empate de 1 a 1 de set, é jogado o tie-break de 15 pontos ou a diferença de 2 pontos. Campo: 1º e 2º set troca de quadra a cada 8 pontos por causa da interferência do vento e do sol, ou seja, nenhuma dupla é beneficiada com esses eventos. O 3º set que é mais curto a pontuação, troca de quadra a cada 5 pontos. Largada: Somente vale largada com a mão fechada (na posição de soco) e também o jogador pode fazer largada de toque, mas o ombro precisa estar direcionado para frente. Esses tipos de largadas dificultam essa atividade, sendo esse um dos motivos da preferência da cortada forte. Tempo: O capitão da dupla pode solicitar 1 tempo de 30 segundos em cada set. Tempo Técnico do Mundial e do Jogos Olímpicos: Acontece uma parada obrigatória de 30 segundos quando acontecer um somatório de 16 pontos. O 3º set não existirá tempo técnico. O tempo técnico serve para descanso dos atletas e é importante para a TV exibir sua propaganda. Tempo Técnico do Circuito Brasileiro: Acontece uma parada obrigatória de 30 segundos quando acontecer um somatório de 21 pontos. O 3º set não possui tempo técnico. O tempo técnico serve para descanso dos atletas e é importante para a TV exibir sua propaganda. Tempo Médico: Quando necessário, o atleta pode solicitar tempo médico de 1 a 5 minutos. Técnico: O técnico deve permanecer fora da quadra. Bola e quadra: A bola é colorida para os atletas visualizarem bem esse implemento e ela é mais vazia para diminuir a velocidade do ataque e do saque com o intuito dela permanecer mais tempo no ar. Uma bola mais vazia exige que os jogadores efetuem um remate mais forte na bola, ocasionando mais chances de lesão no ombro. As partidas são disputadas numa quadra de 16 m x 8 m para os voleibolistas terem mais chance de manter a bola mais tempo no ar. Bloqueio e levantamento: Sempre que a bola tocar no bloqueio será contado um toque, dificultando ainda mais a tarefa da defesa. O levantamento da bola não poderá girar para não ser marcado 2 toques, por esse motivo muitos jogadores preferem levantar de manchete em certos momentos do jogo.

11 Através dessa breve revisão, espera-se que o leitor tenha uma visão geral de como o voleibol na areia evoluiu. Conclusão O voleibol na areia começou nos anos 20 nos Estados Unidos e foi desenvolvido em vários países, inclusive no Brasil. Esse esporte tornou-se modalidade de rendimento conhecido no Mundo, hoje faz parte do programa olímpico. Em conclusão, saber como esse jogo evoluiu ao longo dos anos é importante para os estudantes conhecerem o passado e o presente de uma modalidade fascinante. Referências 1. Afonso G, Marchi Júnior W (2012). Como pensar o voleibol de praia sociologicamente. Motriz 18(1): Oliveira L, Mourão L, Costa V (2010). Mulher e vôlei de praia: memórias de Tia Leah. Motriz 16(2): Costa M (2007). Esporte de alto rendimento: produção social da modernidade o caso do vôlei de praia. Sociedade e Estado 22(1): Afonso G (2004). Voleibol de praia: uma análise sociológica da história da modalidade ( ). 225 f. Dissertação (UFPR, Educação Física). 5. Shewman B (1995). Spreading the gospel. Volleyball 6(5): Mendo A (2000). La metodologia observacional en el voleibol. Lecturas Educ Fís Deportes 5(25): Shewman B (1995). Sand Storm. Volleyball 6(7): Lacerda R (1989). Os reis da praia. Saque (20): Coqueiro P (1990). O grande coqueiro. Vôlei de praia 1(2): Costa M (2005). Voleibol de praia: configurações sociais de um esporte espetáculo de alto rendimento no Brasil. 155 folhas. Tese (Doutorado, UNB). 11. Oliveira L, Costa V (2010). Histórias e memórias de pioneiros do vôlei de praia. Rev Educ Fís/UEM 21(1): Vlastuin J, Pilatti L (2005). Na rede do vôlei de praia: um produto moderno no campo esportivo. Lecturas Educ Fís Deportes 10(84): Prado W (1994). De repente, Califórnia. Volleyball 1(7): Placar (1986). Vitória na areia da praia. Placar. 15. Saque (1987). E não é que invadiram mesmo a nossa praia? Saque: Moneró M (1988). Tudo acaba em samba. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 27 de fev. 17. Saque (1989). Todos os números das competições. Saque (19):42.

12 18. Cretti N (1989). Sacadas, furos e fofocas. Saque (19): Vôlei de Praia (1990). Caminhos na areia. Vôlei de Praia 1(2): CBV (2005). História. Praia:1-5.

Olimpíada Rio "Voleibol, um jogo que é ouro"

Olimpíada Rio Voleibol, um jogo que é ouro Olimpíada Rio 2016 "Voleibol, um jogo que é ouro" Olimpiadas Investimento Segundo informações da Autoridade Pública Olímpica (APO), os gastos com os jogos eram estimados em R$ 28,8 bilhões quando a candidatura

Leia mais

Vôlei - do lazer ao pódio. A história da atual paixão nacional

Vôlei - do lazer ao pódio. A história da atual paixão nacional Vôlei - do lazer ao pódio A história da atual paixão nacional YMCA - Associação Cristã de Moços O vôlei foi criado pelo educador físico Willian Morgan no final do século XIX nos Estados Unidos como uma

Leia mais

Olimpíadas Rio " Voleibol, modalidade de ouro"

Olimpíadas Rio  Voleibol, modalidade de ouro Olimpíadas Rio 2016 " Voleibol, modalidade de ouro" O Voleibol nas olimpíadas do Rio 2016 Aprendendo um pouco sobre este esporte que é medalha de ouro para o Brasil. Angélica Mayra Vieira Fernandes RA4115328

Leia mais

Olimpíadas Brasil 2016 Volei de Praia

Olimpíadas Brasil 2016 Volei de Praia Olimpíadas Brasil 2016 Volei de Praia http://www.rotad osertao.com VOLEI DE PRAIA / HISTÓRIA O Vôlei de Praia, que tem sua origem no vôlei de quadra, é um esporte praticado na areia. Foi criado no estado

Leia mais

OLIMPÍADA RIO - BRASIL 2016

OLIMPÍADA RIO - BRASIL 2016 OLIMPÍADA RIO - BRASIL 2016 Fonte: : https://1.bp.blogspot.com/-fabad23toia/vuwn2ulzgii/aaaa AAAAAvM/8CEgQcUKnYE9Cq8pdefEYu9edCGRsZghg/s1600/ interna-esportes-olimpicos.jpg JOGOS OLÍMPICOS Os jogos olímpicos

Leia mais

A contribuição norte-americana para o voleibol

A contribuição norte-americana para o voleibol A contribuição norte-americana para o voleibol Mestre em Ciência da Motricidade Humana (CMH) pela UCB do RJ (Brasil) La contribución de Estados Unidos al voleibol The North American contribution for the

Leia mais

Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master. Street Volei / Barra Music

Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master. Street Volei / Barra Music Explicação dos Testes & Cronograma das Avaliações para a Equipe de Voleibol Master Street Volei / Barra Music Nelso Kautzner Marques Junior kautzner123456789junior@gmail.com 2016 2 Índice Introdução, 3

Leia mais

REGULAMENTO Vôlei

REGULAMENTO Vôlei REGULAMENTO 2017 - Vôlei 1. MISSÃO Criar um ambiente adequado para a prática esportiva, onde a competição entre equipes escolares se desenvolva de forma positiva, propiciando vivências práticas de valores

Leia mais

A CONQUISTA DA AMÉRICA O ano de 2015 foi de reestruturação para a Ferroviária/Fundesport.

A CONQUISTA DA AMÉRICA O ano de 2015 foi de reestruturação para a Ferroviária/Fundesport. 1 TÍTULOS Tetê Viviani A CONQUISTA DA AMÉRICA O ano de 2015 foi de reestruturação para a Ferroviária/Fundesport. Logo no início da temporada, o time perdeu parte do vitorioso elenco de 2014: 10 atletas

Leia mais

Jogos Olímpicos Vôlei. Jelena Bozovic, Ana Carolina Russo, Fernanda Verde, Carolina Bellato, Noemi da Silva, Rafaela Murbach

Jogos Olímpicos Vôlei. Jelena Bozovic, Ana Carolina Russo, Fernanda Verde, Carolina Bellato, Noemi da Silva, Rafaela Murbach Jogos Olímpicos Vôlei Jelena Bozovic, Ana Carolina Russo, Fernanda Verde, Carolina Bellato, Noemi da Silva, Rafaela Murbach O que são os Jogos Olímpicos? Jogos Olímpicos é o nome dado a um evento que reúne

Leia mais

LIGA WILLIAN MORGAN DE VOLEIBOL MASCULINO

LIGA WILLIAN MORGAN DE VOLEIBOL MASCULINO 1 DA DESCRIÇÃO, OBJETIVO E FORMAÇÃO 1.1 A Liga Willian Morgan de Voleibol Masculino é uma agremiação esportiva independente, formada por times masculinos, sem fins lucrativos. 1.2 A Liga tem como Objetivo

Leia mais

Fundamentos praticados pelo bloqueador do voleibol na areia

Fundamentos praticados pelo bloqueador do voleibol na areia Fundamentos praticados pelo bloqueador do voleibol na areia Los fundamentos practicados por el bloqueador del voleibol en la arena Skills practices by block player of the sand volleyball Mestre em Ciência

Leia mais

O Voleibol nos Jogos Olímpicos

O Voleibol nos Jogos Olímpicos O Voleibol nos Jogos Olímpicos - Avaliação de Aprendizagem - Diretrizes do Ensino Geografia e Historia. - Leitura e Escrita do Ensino Fundamental Fernanda de Andrade Nascimento RA 11512572 O Voleibol nos

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA OS TIMES E TENISTAS!

INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA OS TIMES E TENISTAS! INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA OS TIMES E TENISTAS! Qualifying Dia 8 de Novembro ATENÇÃO! Os times inscritos no Futebol Masculino categoria livre e os tenistas inscritos no Tênis categoria A disputarão o

Leia mais

O VÔLEI COMO ELEMENTO DE SOCIALIZAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA

O VÔLEI COMO ELEMENTO DE SOCIALIZAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA O VÔLEI COMO ELEMENTO DE SOCIALIZAÇÃO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA SILVA, Maria Rita Rezende 1 VESPASIANO, Bruno de Souza 2 1 Discente do curso de Educação Física da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias

Leia mais

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE TÊNIS

FEDERAÇÃO GAÚCHA DE TÊNIS Regulamento Campeonato Interclubes Adultos 2012 I Dos Objetivos do Regulamento O presente Regulamento tem como objetivo proporcionar aos Clubes filiados de todo Estado, competições esportivas com qualidade

Leia mais

REGULAMENTO FPT BEACH TENNIS 2016

REGULAMENTO FPT BEACH TENNIS 2016 REGULAMENTO FPT BEACH TENNIS 2016 DA COMPETIÇÃO Este regulamento deverá ser seguido em todas as etapas dos eventos de Beach Tennis que serão realizadas em todo o Estado do Paraná. Art. 1 Qualquer clube

Leia mais

Regulamento do Circuito das Estações para o 7º Open de Beach Tennis ASBT primavera e 11 de setembro

Regulamento do Circuito das Estações para o 7º Open de Beach Tennis ASBT primavera e 11 de setembro Regulamento do Circuito das Estações para o 7º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2016 10 e 11 de setembro As inscrições para o 7º OPEN DE BEACH TENNIS ASBT PRIMAVERA 2016 deverão ser feitas através do

Leia mais

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO DO ANO COPA OESTE DE PADEL. CHAPECÓ, CONCÓRDIA, PASSO FUNDO.

REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO DO ANO COPA OESTE DE PADEL. CHAPECÓ, CONCÓRDIA, PASSO FUNDO. REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO DO ANO 2016. COPA OESTE DE PADEL. CHAPECÓ, CONCÓRDIA, PASSO FUNDO. Art. 1 Todos os participantes do campeonato Copa Oeste serão considerados conhecedores deste regulamento,

Leia mais

8ª LIGA INTERNA DE FUTEBOL SOCIETY 2016

8ª LIGA INTERNA DE FUTEBOL SOCIETY 2016 8ª LIGA INTERNA DE FUTEBOL SOCIETY 2016 REGULAMENTO GERAL I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 01 - Este regulamento é o conjunto das disposições preliminares que regem a 8ª LIGA INTERNA DE FUTEBOL SOCIETY

Leia mais

FESTIVAL SESI MIRIM DE VOLEIBOL

FESTIVAL SESI MIRIM DE VOLEIBOL FESTIVAL SESI MIRIM DE VOLEIBOL - 2015 REGULAMENTO DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO ARTIGO 1º - FESTIVAL MIRIM DE VOLEIBOL é o nome fantasia oficial da XX COPA SESI MIRIM DE VOLEIBOL, competição máxima do calendário

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO DA PARTE ESPORTIVA

REGULAMENTO TÉCNICO DA PARTE ESPORTIVA REGULAMENTO TÉCNICO DA PARTE ESPORTIVA Das Modalidades Esportivas Art. 1º - A Parte esportiva da gincana conterá as seguintes modalidades: I Futsal II Voleibol Misto III Basquetebol IV Handebol V Tênis

Leia mais

Conheça as medidas oficiais da quadra e as regras do Beach Tennis

Conheça as medidas oficiais da quadra e as regras do Beach Tennis Para começar a jogar Conheça as medidas oficiais da quadra e as regras do Beach Tennis Por Marcela Evangelista HÁ MAIS DE 30 ANOS, quando o Beach Tennis surgiu nas areias da Itália, tratava-se de uma atividade

Leia mais

Criador: James Naismith. Primeiras Regras. Evolução da Estrutura do Jogo. Difusão da Modalidade. Basquetebol Internacional. Basquetebol Nacional

Criador: James Naismith. Primeiras Regras. Evolução da Estrutura do Jogo. Difusão da Modalidade. Basquetebol Internacional. Basquetebol Nacional Criador: James Naismith Primeiras Regras Evolução da Estrutura do Jogo Difusão da Modalidade Basquetebol Internacional Basquetebol Nacional Prof. Educação Física (N. 1861 F. 1939) Data: Dezembro de 1891

Leia mais

Períodos do treinamento esportivo: uma análise sobre o voleibol brasileiro masculino de alto nível durante o Mundial e a Olimpíada, 1956 a 2010

Períodos do treinamento esportivo: uma análise sobre o voleibol brasileiro masculino de alto nível durante o Mundial e a Olimpíada, 1956 a 2010 Períodos do treinamento esportivo: uma análise sobre o voleibol brasileiro masculino de alto nível durante o Mundial e a Olimpíada, 1956 a 2010 Los períodos de entrenamiento deportivo: un análisis sobre

Leia mais

IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015

IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015 IX CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2014/2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I - Das Finalidades Art. 1º Com a realização do CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA, a Confederação Brasileira

Leia mais

FUTEBOL BRASILEIRO. Flávia Cristiane M. de Oliveira RA

FUTEBOL BRASILEIRO. Flávia Cristiane M. de Oliveira RA FUTEBOL BRASILEIRO Flávia Cristiane M. de Oliveira RA 11020366 INTRODUÇÃO O futebol é um dos esportes mais populares no mundo. Praticado em centenas de países, este esporte desperta tanto interesse em

Leia mais

Beach Tennis herdou elementos do badminton, vôlei, frescobol e tênis

Beach Tennis herdou elementos do badminton, vôlei, frescobol e tênis Beach Tênis de areia? Frescobol com rede? Não, o jogo é Beach Tennis Como nasceu e quais as entidades que regem o tênis jogado na areia Por Marcela Evangelista DESDE 2008, QUANDO FOI TRAZIDO PARA O BRASIL,

Leia mais

TAÇA DOS BANCÁRIOS Regulamento. Capítulo I Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas da TAÇA DOS BANCÁRIOS 2012.

TAÇA DOS BANCÁRIOS Regulamento. Capítulo I Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas da TAÇA DOS BANCÁRIOS 2012. TAÇA DOS BANCÁRIOS 2012 Regulamento Capítulo I Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas da TAÇA DOS BANCÁRIOS 2012. Capítulo II a competição tem por objetivo o desenvolvimento

Leia mais

Portal Society no Campeonato Brasileiro de Base 2013 CATEGORIA SUB 13

Portal Society no Campeonato Brasileiro de Base 2013 CATEGORIA SUB 13 Portal Society no Campeonato Brasileiro de Base 2013 CATEGORIA SUB 13 O campeonato Brasileiro de Futebol de Society, chegou este ano a sua 5 edição e trouxe pela 1 vez um representante do Nordeste A desconhecida,

Leia mais

James Newman, ITF Participation Officer. Dave Miley, Diretor Executivo da ITF

James Newman, ITF Participation Officer. Dave Miley, Diretor Executivo da ITF 2013-2014 A competição para crianças não se centra na vitória a todo o custo, agressividade ou rivalidades. Deve incidir no desafio de jogar partidas e colocando as habilidades (skills) e perícias em prática

Leia mais

III Gala do Desporto do IPLeiria

III Gala do Desporto do IPLeiria III Gala do Desporto do IPLeiria - 2006 O Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) realizou, no dia 7 de Junho, a 3.ª edição da Gala do Desporto que teve como objetivo distinguir os alunos/atletas e

Leia mais

REGULAMENTO DO RANKING 2015

REGULAMENTO DO RANKING 2015 REGULAMENTO DO RANKING 2015 1. Sistema de Pontuação do Ranking Estadual O Departamento Técnico da Federação E s p o r t i v a F l u m i n e n s e de Taekwondo definiu o ranking geral com os seguintes critérios

Leia mais

História do Futsal no Brasil

História do Futsal no Brasil História do Futsal no Brasil O Futebol de Salão tem duas versões sobre o seu surgimento, como em outros esportes, há divergências quanto a sua invenção. Há uma versão que diz que o Futebol de Salão começou

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL. EVENTO JOGOS DE VERÃO ARCO/SPM 2016 CATEGORIA - VOLEI DE PRAIA 04 X 04 misto

REGULAMENTO OFICIAL. EVENTO JOGOS DE VERÃO ARCO/SPM 2016 CATEGORIA - VOLEI DE PRAIA 04 X 04 misto REGULAMENTO OFICIAL EVENTO JOGOS DE VERÃO ARCO/SPM 2016 CATEGORIA - VOLEI DE PRAIA 04 X 04 misto 01 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. Os Jogos de Verão 2016 é uma iniciativa da ARCO/SPM, que tem como objetivo

Leia mais

X CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2015/2016

X CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2015/2016 X CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA 2015/2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO CAPÍTULO I - Das Finalidades Art. 1º Com a realização do CIRCUITO BRASILEIRO DE HANDEBOL DE AREIA, a Confederação Brasileira

Leia mais

REGRAS OFICIAIS DO RANKING BRASILEIRO DE BOLICHE

REGRAS OFICIAIS DO RANKING BRASILEIRO DE BOLICHE REGRAS OFICIAIS DO RANKING BRASILEIRO DE BOLICHE 1. Introdução: válidas a partir de 01.01.2015 Integram o ranking brasileiro de boliche todos os atletas filiados à Confederação Brasileira de Boliche CBBol,

Leia mais

Regulamento do Circuito das Estações para o 4º Aberto de Beach Tennis ASBT Outono/ Inverno 2014

Regulamento do Circuito das Estações para o 4º Aberto de Beach Tennis ASBT Outono/ Inverno 2014 1 Atualizado em 05/06/2014 às 19:51 horas Regulamento do Circuito das Estações para o 4º Aberto de Beach Tennis ASBT Outono/ Inverno 2014 As inscrições para o 4º Aberto de Beach Tennis ASBT Outono/ Inverno

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2014 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE VOLEIBOL Modelo de Gestão Confederação Brasileira de Voleibol Entidade privada sem fins econômicos, responsável pela gestão do voleibol no Brasil; Administração profissionalizada:

Leia mais

Regulamento Geral. - 1º Torneio de Basquetebol Interclasses ITE Bauru

Regulamento Geral. - 1º Torneio de Basquetebol Interclasses ITE Bauru 1. DA ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO Art. 1. O campeonato interclasses de basquete obedecerá às disposições deste regulamento, da Declaração do Termo de Responsabilidade constante na Ficha de Inscrição e das demais

Leia mais

ALMANAQUE OLIMPÍADAS Leticia/Bruna 9A

ALMANAQUE OLIMPÍADAS Leticia/Bruna 9A ALMANAQUE OLIMPÍADAS Leticia/Bruna 9A BOXE Introdução Na antiguidade, antes mesmo das civilizações grega e romana, há indícios arqueológicos que indicam que o homem praticava lutas usando as mãos, desferindo

Leia mais

REGULAMENTO DO CIRCUITO ABERTO DE TÊNIS DO ASSIS TÊNIS CLUBE 2017

REGULAMENTO DO CIRCUITO ABERTO DE TÊNIS DO ASSIS TÊNIS CLUBE 2017 REGULAMENTO DO CIRCUITO ABERTO DE TÊNIS DO ASSIS TÊNIS CLUBE 2017 1. DOS TORNEIOS 1.1 O Circuito Aberto de Tênis do Assis Tênis Clube 2017 será composto de 3 Torneios Abertos e 1 Torneio Finals, conforme

Leia mais

30 anos de voleibol brasileiro: 1982 a años de voleibol brasileño: 1982 a 2012

30 anos de voleibol brasileiro: 1982 a años de voleibol brasileño: 1982 a 2012 30 anos de voleibol brasileiro: 1982 a 2012 30 años de voleibol brasileño: 1982 a 2012 *Seção de Educação Física, Corpo de Cadetes da Aeronáutica Academia da Força Aérea, Pirassununga, São Paulo Equipe

Leia mais

Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015

Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015 Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015 INFANTIL REGULAMENTO: A Sub-diretoria de Futsal Infantil de Esportes do Jaraguá Clube Campestre realizará, no período de 30/08 a 14/11/2015.

Leia mais

RANKING DE TENIS 2016

RANKING DE TENIS 2016 RANKING DE TENIS 2016 REGULAMENTO 1- NORMAS GERAIS Poderão participar das etapas somente associados (funcionários e dependentes) maiores de 18 anos. O Ranking será composto terá categoria única e poderá

Leia mais

Ministério de Juniores e Adolescentes. JUNAD nos JOGOS

Ministério de Juniores e Adolescentes. JUNAD nos JOGOS REGULAMENTO GERAL: Ministério de Juniores e Adolescentes O regulamento tem a função de orientar os participantes e a equipe que está executando as atividades do evento. Participantes de outras igrejas,

Leia mais

MATERIA DE EDUCAÇÃO FISICA DE VOLEIBOL EM

MATERIA DE EDUCAÇÃO FISICA DE VOLEIBOL EM MATERIA DE EDUCAÇÃO FISICA DE VOLEIBOL EM FUNDAMENTOS O saque ou serviço marca o início de uma disputa de pontos no voleibol. Um jogador posta-se atrás da linha de fundo de sua quadra, estende o braço

Leia mais

CAMPEONATO INTERCLUBES DE FUTEVÔLEI

CAMPEONATO INTERCLUBES DE FUTEVÔLEI CAMPEONATO INTERCLUBES DE FUTEVÔLEI REGULAMENTO A Federação Paulista de Futevôlei vem através deste regulamento normatizar o torneio disputado entre clubes filiados a entidade. 1. Cronograma 1.1. O Campeonato

Leia mais

História do voleibol, parte 1

História do voleibol, parte 1 História do voleibol, parte 1 La historia del voleibol, parte 1 History of the volleyball, part 1 Mestre em Ciência da Motricidade Humana (CMH) pela UCB do RJ (Brasil) Nelson Kautzner Marques Junior nk-junior@uol.com.br

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa do Nordeste Sub 20 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1º A competição será para alunos devidamente matriculados na Instituição de Ensino - Univale. ART. 2º As pessoas físicas que participarem do evento consideradas

Leia mais

NBB Caixa /02/2016 FLAMENGO X PAULISTANO

NBB Caixa /02/2016 FLAMENGO X PAULISTANO NBB Caixa 2016 23/02/2016 FLAMENGO X PAULISTANO HISTÓRICO DO FLABASQUETE O maior clube poliesportivo do Brasil tem em suas raízes a força do basquete, com uma enorme tradição vencedora que rendeu à modalidade

Leia mais

Escola de Ensino Médio Francisca Moreira de Souza Extensão Parajuru Rua: Carmozita Ferreira Cassiano, s/n. Sucatinga Beberibe - CE

Escola de Ensino Médio Francisca Moreira de Souza Extensão Parajuru Rua: Carmozita Ferreira Cassiano, s/n. Sucatinga Beberibe - CE Escola de Ensino Médio Francisca Moreira de Souza Extensão Parajuru Rua: Carmozita Ferreira Cassiano, s/n. Sucatinga Beberibe - CE REGULAMENTO DOS JOGOS FM DO FUTSAL O Regulamento Específico de Futsal

Leia mais

REGULAMENTO INTERCLUBES INFANTO JUVENIL 2012

REGULAMENTO INTERCLUBES INFANTO JUVENIL 2012 REGULAMENTO INTERCLUBES INFANTO JUVENIL 2012 1. DO CAMPEONATO Poderá participar do Interclubes Infanto Juvenil toda agremiação que estiver devidamente cadastrada na FPT e com suas obrigações financeiras

Leia mais

38º. As modalidades e suas respectivas categorias e gêneros serão :

38º. As modalidades e suas respectivas categorias e gêneros serão : 38º Art. 1º- Poderão participar dos jogos: atletas holandeses, descendentes, casados com holandeses ou casados com descendentes. Os casos excepcionais deverão ser apresentados na reunião técnica e a decisão,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. 1º lugar 8 pontos 2º lugar 6 pontos 3º lugar 5 pontos 4º lugar 4 pontos 5º lugar 3 pontos 6º lugar 2 pontos

REGULAMENTO GERAL. 1º lugar 8 pontos 2º lugar 6 pontos 3º lugar 5 pontos 4º lugar 4 pontos 5º lugar 3 pontos 6º lugar 2 pontos REGULAMENTO GERAL Pelo presente regulamento fica instituída a OLIMPÍADA INTERCOLEGIAL, que visa desenvolver a prática das modalidades desportivas no âmbito estudantil, bem como, possibilitar às comunidades

Leia mais

AS MEDALHAS DO BRASIL OLIMPÍADAS 2016

AS MEDALHAS DO BRASIL OLIMPÍADAS 2016 AS MEDALHAS DO BRASIL OLIMPÍADAS 2016 ******************************************************** ************ No esporte, existem campeões e existem heróis. Campeões vencem porque são bons no que fazem e

Leia mais

RESULTADOS, CRONOGRAMA E CONTROLE GERAL - RESULTADOS II Campeonato Mineiro de Seven Etapa Lavras. Cronograma: JOGOS DE SÁBADO 26/11/2011

RESULTADOS, CRONOGRAMA E CONTROLE GERAL - RESULTADOS II Campeonato Mineiro de Seven Etapa Lavras. Cronograma: JOGOS DE SÁBADO 26/11/2011 RESULTADOS, CRONOGRAMA E CONTROLE GERAL - RESULTADOS II Campeonato Mineiro de Seven - 2011 - Etapa Lavras GRUPO MINAS GRUPO GERAIS VARGINHA "A" VARGINHA "B" UBERLÂNDIA RUGBY TAURUS RUGBY INCONFIDENTES

Leia mais

38º ZESKAMP Regulamento

38º ZESKAMP Regulamento 38º ZESKAMP 2016 Regulamento Art. 1º - Poderão participar dos jogos: atletas holandeses, descendentes, casados com holandeses ou casados com descendentes. Os casos excepcionais deverão ser apresentados

Leia mais

REGULAMENTO DO RANKING DO CIRCUITO DE TÊNIS 2016 O DIÁRIO

REGULAMENTO DO RANKING DO CIRCUITO DE TÊNIS 2016 O DIÁRIO REGULAMENTO DO RANKING DO CIRCUITO DE TÊNIS 2016 O DIÁRIO OBJETIVO Promover e organizar um Circuito Regional Oficial de Tênis, proporcionando a integração de tenistas da Região do Alto Tietê, com uma competição

Leia mais

XXIV OLIMPÍADA ECC 2013

XXIV OLIMPÍADA ECC 2013 XXIV OLIMPÍADA ECC 2013 CALENDÁRIO De 25/06 a 28/06 2013 Horário de 25/06 até 27/06-7h10 às18h30 28/06-7h10 às 13h00 VALORES QUE ACREDITAMOS VIVENCIAR Atitude Coragem Perseverança Compromisso Disciplina

Leia mais

REGULAMENTO II CIRCUITO BRASILEIRO DE ROLLERSKI. Apoio:

REGULAMENTO II CIRCUITO BRASILEIRO DE ROLLERSKI. Apoio: REGULAMENTO II CIRCUITO BRASILEIRO DE ROLLERSKI Apoio: CIRCUITO BRASILEIRO DE ROLLERSKI II EDIÇÃO Art. 1º O Circuito Brasileiro de Rollerski é uma competição realizada anualmente que têm por propósito

Leia mais

Ginásio Clube de Santo Tirso 2012/13 Circuito Interno GCST Santo Tirso

Ginásio Clube de Santo Tirso 2012/13 Circuito Interno GCST Santo Tirso Ginásio Clube de Santo Tirso 2012/13 Circuito Interno GCST Santo Tirso REGULAMENTO 1. Circuito Interno organizado pelo Ginásio Clube de Santo Tirso, realizar-se-ão as seguintes provas: Data Nível Nomes

Leia mais

REGULAMENTO INTERCLUBES SENIORS 2016

REGULAMENTO INTERCLUBES SENIORS 2016 REGULAMENTO INTERCLUBES SENIORS 2016 1. DO CAMPEONATO Poderá participar do Interclubes Seniors toda agremiação que estiver devidamente cadastrada na FPT e com suas obrigações financeiras em dia. O campeonato

Leia mais

Regulamento. 4º BANDEIRA: : Cada turma deverá confeccionar uma bandeira do país que representará.

Regulamento. 4º BANDEIRA: : Cada turma deverá confeccionar uma bandeira do país que representará. Regulamento 1º CERIMÔNIA DE ABERTURA: No dia 20 de maio, às 10 h, todas as turmas deverão ir para o pátio onde ocorrerá o desfile de abertura. Em caso de chuva, transfere-se para o Ginásio. 2º ESCOLHA

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL CAMPEONATO CEARENSE DA PRIMEIRA DIVISÃO 2010 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAPÍTULO I

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL CAMPEONATO CEARENSE DA PRIMEIRA DIVISÃO 2010 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAPÍTULO I CAMPEONATO CEARENSE DA PRIMEIRA DIVISÃO 2010 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato Cearense da Primeira Divisão de 2010, doravante denominado

Leia mais

Parte Teórica: Ministração de palestras por profissionais do esporte, na área de esporte, saúde, disciplina e convivência em grupo.

Parte Teórica: Ministração de palestras por profissionais do esporte, na área de esporte, saúde, disciplina e convivência em grupo. O Projeto A prática de qualquer atividade física, sendo bem orientada por profissionais capacitados, já deixou comprovado que melhora a saúde, ajuda no desenvolvimento escolar e aumenta a capacidade de

Leia mais

A Ideia Através da união entre pessoas interessadas em contribuir engajando-se na organização de ação esportiva com objetivo solidário, propomos o Circuito Solidário de Tênis Muito mais que um jogo...

Leia mais

REGULAMENTO DO RANKING DO CIRCUITO DE TÊNIS 2014 O DIÁRIO

REGULAMENTO DO RANKING DO CIRCUITO DE TÊNIS 2014 O DIÁRIO REGULAMENTO DO RANKING DO CIRCUITO DE TÊNIS 2014 O DIÁRIO OBJETIVO Promover e organizar um Circuito Regional Oficial de Tênis, proporcionando a integração de tenistas da Região do Alto Tietê, com uma competição

Leia mais

REGULAMENTO BEACH TENNIS

REGULAMENTO BEACH TENNIS JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA 2017 - FORTALEZA/CE CAPÍTULO I DO CAMPEONATO REGULAMENTO BEACH TENNIS Art. 1º. O torneio de Beach Tennis, modalidade dos Jogos Nacionais da Magistratura 2017 AMB, reger-se-á

Leia mais

2006 5º Colocado (invicto) no Campeonato Brasileiro / Super 8.

2006 5º Colocado (invicto) no Campeonato Brasileiro / Super 8. 2008 Vice-campeão Brasileiro Campeão do Campeonato Fluminense de XV. 2007 3º Colocado no Campeonato Brasileiro / Super 6. Campeão do Campeonato Fluminense de XV. -- seven-a-side: 3º Colocado no XV São

Leia mais

REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO

REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO REGULAMENTO DO VÔLEI DE PRAIA JOGUINHOS ABERTOS SC 2010 DEMONSTRAÇÃO I - DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO Art.1º- Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem as disputas do Campeonato de Volei

Leia mais

Regulamento I CAMPEONATO DE XBOX 360 MODALIDADE FUTEBOL

Regulamento I CAMPEONATO DE XBOX 360 MODALIDADE FUTEBOL Regulamento I CAMPEONATO DE XBOX 360 MODALIDADE FUTEBOL 1-DO CAMPEONATO Trata-se do 1º Campeonato de Vídeo Game organizado pelo Setor de Eventos do Departamento de Cultura, que tem como objetivo estimular

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2016 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

Viva Laduma! 2 Continuando... September 16, 2009

Viva Laduma! 2 Continuando... September 16, 2009 Viva Laduma! September 16, 2009 1 Introdução Laduma? O que é isso? Ah... se você não sabe o que Laduma significa, você não está preparado para o próximo ano. Mas, antes disso, vamos por partes [afinal,

Leia mais

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL Diretoria de Competições

FEDERAÇÃO CEARENSE DE FUTEBOL Diretoria de Competições TAÇA FARES LOPES DE FUTEBOL 2012 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO REC CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - ATaça Fares Lopes de Futebol 2012, doravante denominadataça, será disputado

Leia mais

Boletim Final FUTEBOL DE AREIA

Boletim Final FUTEBOL DE AREIA Boletim Final FUTEBOL DE AREIA Blumenau 2016 Comprometimento Orgulho de representar a empresa Motivação Espírito de equipe Respeito EMPRESAS PARTICIPANTES DO FUTEBOL DE AREIA MASCULINO EMPRESA Nº DE EQUIPES

Leia mais

REGULAMENTO 1. Parágrafo Único Dos 18 atletas inscritos no Interbancário apenas 15 poderão ser inscritos na súmula no dia de cada.

REGULAMENTO 1. Parágrafo Único Dos 18 atletas inscritos no Interbancário apenas 15 poderão ser inscritos na súmula no dia de cada. REGULAMENTO 1 01. O VIII Campeonato Interbancários de FUTSAL 2016 tem como objetivo a integração e entretenimento entre os funcionários das diversas unidades bancárias no Pará e será realizado a partir

Leia mais

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal º Divisão. Regulamento Geral. Título I Da Forma de Disputa

Troféu Guarulhos de Futsal Municipal º Divisão. Regulamento Geral. Título I Da Forma de Disputa Troféu Guarulhos de Futsal Municipal 2016 2º Divisão Regulamento Geral Título I Da Forma de Disputa A) As equipes participantes serão distribuídas em 2 Módulos de 7 Equipes cada, jogando um Módulo contra

Leia mais

Copas do Mundo: Leitura e Interpretação de Texto com Atividades

Copas do Mundo: Leitura e Interpretação de Texto com Atividades Copas do Mundo: Leitura e Interpretação de Texto com Atividades Copas do Mundo De quatro em quatro anos, seleções de futebol de diversos países do mundo se reúnem para disputar a Copa do Mundo de Futebol.

Leia mais

PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES

PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES PROJEÇÃO ESPORTES 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA / PROJEÇÃO REGULAMENTO I DOS VALORES Artigo 1º - Valores e princípios que norteiam a 1º TORNEIO UNIVERSITÁRIO DE FUTSAL LENÍSIO TEIXEIRA

Leia mais

Recepção: 10/02/ Aceitação: 08/04/2016.

Recepção: 10/02/ Aceitação: 08/04/2016. História do voleibol no Brasil e o efeito da evolução científica da educação física brasileira nesse esporte. Um estudo com o conteúdo revisado e ampliado, Parte 2 Historia del voleibol en Brasil y el

Leia mais

FUTEBOL DE AREIA HISTÓRIA, REGRAS E PRINCIPAIS FUNDAMENTOS

FUTEBOL DE AREIA HISTÓRIA, REGRAS E PRINCIPAIS FUNDAMENTOS FUTEBOL DE AREIA HISTÓRIA, REGRAS E PRINCIPAIS FUNDAMENTOS História O Futebol de Areia começou a ser disputado em 1992, quando as regras do jogo foram criadas e um campeonato piloto foi organizado em Los

Leia mais

James Newman, ITF Participation Officer. Dave Miley, Diretor Executivo da ITF

James Newman, ITF Participation Officer. Dave Miley, Diretor Executivo da ITF 2016 A competição para crianças não se centra na vitória a todo o custo, agressividade ou rivalidades. Deve incidir no desafio de jogar partidas e colocando as habilidades e perícias em prática num contexto

Leia mais

Olimpíadas 2016 Voleibol. Tatiana Durães Foureaux

Olimpíadas 2016 Voleibol. Tatiana Durães Foureaux Olimpíadas 2016 Voleibol Tatiana Durães Foureaux Modalidade Olímpica Aspectos Geográficos e Históricos do Voleibol O voleibol foi criado no ano de 1985, pelo americano William C. Morgan, diretor de Educação

Leia mais

Torneio de Futebol Suíço dos Moveleiros 2016

Torneio de Futebol Suíço dos Moveleiros 2016 Torneio de Futebol Suíço dos Moveleiros 2016 8 equipes participantes FA CD FA Bordados Martinucci do Brasil Nipponflex Nipponflex B Persianas D Lux Persianas Requinte TN Móveis Sorteio dos jogos No domingo,

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º- Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as competições de jogos dos cursos superiores e discentes do IFRS - Campus Ibirubá no ano de 2016. Art.

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa do Nordeste Sub-20 2016 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO

Leia mais

AMÉRICA PONTAGROSSENSE FUTEBOL CLUBE 14º CAMPEONATO DE FUTEBOL DE AREIA PARA SENIORS REGULAMENTO SISTEMA DE DISPUTA

AMÉRICA PONTAGROSSENSE FUTEBOL CLUBE 14º CAMPEONATO DE FUTEBOL DE AREIA PARA SENIORS REGULAMENTO SISTEMA DE DISPUTA AMÉRICA PONTAGROSSENSE FUTEBOL CLUBE 14º CAMPEONATO DE FUTEBOL DE AREIA PARA SENIORS REGULAMENTO SISTEMA DE DISPUTA Art. 1º - O Campeonato Seniors será disputado por 12 (doze) equipes, divididas em duas

Leia mais

REGULAMENTO INTERCLUBES CLASSES 2015

REGULAMENTO INTERCLUBES CLASSES 2015 REGULAMENTO INTERCLUBES CLASSES 2015 1. DO CAMPEONATO Poderá participar do Interclubes de Classes toda agremiação que estiver devidamente cadastrada na FPT e com suas obrigações financeiras em dia. O Interclubes

Leia mais

.Principais Conquistas

.Principais Conquistas .Perfil A campeã olímpica Adenízia Ferreira da Silva é uma das referências do vôlei brasileiro. A central jogou por mais de 16 anos na equipe de Osasco e, em 2016, partiu para um novo desafio: defender

Leia mais

CALENDÁRIO GERAL DA CBHb 2016

CALENDÁRIO GERAL DA CBHb 2016 ABRIL MARÇO FEVEREIRO JANEIRO CALENDÁRIO GERAL DA CBHb 2016 02/11.01.16 ADULTA TREINO E TORNEIO INTERNACIONAL ESPANHA 19/28.01.16 JUVENIL ACAMPAMENTO BLUMENAU / BRASIL 14/22.01.2016 JUVENIL TREINO BLUMENAU/

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 2 ano Semana de 8 a 12 de agosto de 2016 SURGIMENTO DOS JOGOS

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 2 ano Semana de 8 a 12 de agosto de 2016 SURGIMENTO DOS JOGOS COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA - 2 ano Semana de 8 a 12 de agosto de 2016 Troca do livro 2 A, B e C terça-feira Segunda-feira Curitiba, 8 de agosto de 2016. Leia o texto e

Leia mais

Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken

Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken Voleibol Atual Técnicas e Fundamentos do jogo. Percy Oncken TÉCNICO CBV SAQUE POR CIMA - Sem SALTO Saque sem salto 1 a ensinar; Técnica geral será utilizada, nos saques com salto TRANSFERÊNCIA. POSTURA

Leia mais

VIII JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA

VIII JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA VIII JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA REGULAMENTO GERAL 1 DA FINALIDADE Art. 1º - Os VIII JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA, competição oficial da ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS (AMB), têm como objetivo

Leia mais

O que é o VolleySLIDE? História e regras. Escolher o local Espaços e equipamentos. Começar a deslizar Posição inicial e movimentos

O que é o VolleySLIDE? História e regras. Escolher o local Espaços e equipamentos. Começar a deslizar Posição inicial e movimentos O Voleibol sentado é um dos desportos Paralímpicos mais entusiasmantes que está a atrair a atenção por ser competitivo e espetacular e pelo seu potencial para promover mudança social positiva. As próximas

Leia mais

FEDERAÇÃO PAULISTA DE GOLFE DIVISÃO ESPECIAL DIVISÃO A DIVISÃO B

FEDERAÇÃO PAULISTA DE GOLFE DIVISÃO ESPECIAL DIVISÃO A DIVISÃO B 1 DIVISÃO ESPECIAL A DIVISÃO ESPECIAL será composta pelos seguintes clubes: CAMPEÃO = Div Especial edição 2013 São Fernando Golf Club VICE-CAMPEÃO = Div Especial edição 2013 Bastos Golf Clube 3º colocado

Leia mais

REGULAMENTO DO TORNEIO DE INVERNO 2014 FUTEBOL SOCIETY CÂMPUS RIO POMBA

REGULAMENTO DO TORNEIO DE INVERNO 2014 FUTEBOL SOCIETY CÂMPUS RIO POMBA SINASEFE Seção Rio Pomba Ministério da Educação. Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais. Pró-reitoria de Extensão

Leia mais

Andebol Boletim nº

Andebol Boletim nº Andebol Boletim nº 2 23-06-2016 O grande entusiasmo entre todos os participantes foi o marco do primeiro dia de competição de andebol masculino. Todas as equipas, apesar da enorme vontade de vencer, demonstraram

Leia mais