Avaliação da Pesquisa Criança É Vida Relatório de Pesquisa. Fevereiro de 2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Avaliação da Pesquisa Criança É Vida Relatório de Pesquisa. Fevereiro de 2016"

Transcrição

1 Avaliação da Pesquisa Criança É Vida 2015 Relatório de Pesquisa Fevereiro de 2016

2 Introdução As equipes do Instituto Criança É Vida capacitam educadores e outros funcionários de instituições, além de voluntários de empresas parceiras, a fim de multiplicar os projetos para crianças e famílias de comunidades carentes nas quais atuam. Após os cursos de capacitação, os participantes são convidados a responder uma avaliação de autopreenchimento sobre o os mesmos. A OBSERVER foi convidada a participar desse projeto consolidando os dados coletados durante o ano de O objetivo central desse relatório é de fazer dessa avaliação um instrumento de análise e tomada de decisão.

3 Amostra

4 Amostra A amostra foi composta por questionários e contou com a seguinte distribuição conforme os cursos de capacitação: n=1.191

5 Amostra Quanto aos capacitadores, tem-se a seguinte distribuição: n=1.191

6 Resultados Obtidos

7 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Consolidado Nessa etapa da análise será considerada a totalidade de respostas (n=1191), ou seja, sem relacionar a um curso específico. A fim de avaliar o profissional que realizou os treinamentos, perguntou-se: O profissional que realizou os treinamentos é didáticos? Transmite o conteúdo com propriedade? Realizou intervenções pertinentes? As respostas obtidas espontaneamente foram muito positivas. Quase a totalidade da amostra (99%) mencionou ao menos 1 aspecto positivo. Os destaques foram para: conhecimento, experiência e profissionalismo (37%); didática: explicações claras e esclarecedoras (35%) Uma pequena parcela da amostra destacou aspectos negativos em relação a conduta do profissional: pouco assertivo, confuso, não soube lidar com as intervenções (1%) O gráfico, a seguir, expõe em detalhes as respostas obtidas:

8 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Consolidado n=1.191 R.M Perg. 2 O profissional que realizou os treinamentos é didático? Transmite o conteúdo com propriedade? Realizou intervenções pertinentes?

9 Avaliação do Profissional do ICV que Acompanhou o Treinamento Consolidado Na questão específica para avaliar a atuação do profissional do Instituto Criança é Vida que acompanhou o treinamento, verificou que a grande maioria só tem elogios a fazer e aprovam a didática empregada. Os destaque foram para: profissional deixa tudo claro esclarece as dúvidas

10 Avaliação do Profissional do ICV que Acompanhou o Treinamento Consolidado n=1.191 R.M Perg. 3 O profissional do Instituto Criança é Vida que acompanhou os treinamentos foi esclarecedor ao passar as regras de participação do projeto? Dúvidas e solicitações foram atendidas?

11 Avaliação da Metodologia Consolidado A metodologia utilizada para auxiliar na multiplicação dos conteúdos recebeu aprovação da grande maioria. Uma pequena parcela, sem significância estatística viu o material como repetitivo. Uma outra minoria sugere que o material apresentado fique a disposição das escolas e instituições para facilitar a multiplicação. Também foi sugeridos que os materiais fossem adaptados a pessoas com necessidades especiais ou que fosse produzidos materiais específicos a esse fim. As respostas em detalhes podem ser vistas no gráfico, a seguir:

12 Avaliação da Metodologia Consolidado n=1.191 R.M Perg. 4. A metodologia utilizada (apostilas, catazes didático, folhetinhos, dinâmica) ajudou na multiplicação dos conteúdos?

13 Avaliação das Dinâmicas Propostas Consolidado De um modo geral, as dinâmicas foram bem aceitas por todos os participantes, sem menções negativas ou sugestões nessa etapa da pesquisa.

14 Avaliação das Dinâmicas Propostas Consolidado n=1.191 R.M Perg. 6. As dinâmicas propostas no projeto forma bem aceitas? Colaboraram para o entendimento e dinâmica do projeto?

15 Avaliação do Impacto gerado Pós Curso Consolidado Mudanças positivas passam a ser observadas no grupo após o treinamento. Falou-se principalmente em mudança perceptivas de comportamento. As pessoas ficam mais gentis, generosas, compreensivas, calmas. As mudanças positivas são perceptíveis pelo grupo.

16 Avaliação do Impacto gerado Pós Curso Consolidado n=1.191 R.M Perg. 7: Esse projeto produziu mudanças de comportamento nas famílias/crianças atendidas na sua instituição? E nos funcionários?

17 Sugestões de Tema Consolidado As respostas referentes a sugestão de novos temas foram muito pulverizadas. Muitas sugestões dadas já são contempladas nos cursos disponibilizados pelo instituto. Nessa questão, as respostas serão apresentadas pelo consolidado, total da amostra, e também de acordo com o módulo que o capacitador participou.

18 Sugestões de Tema Consolidado Perg. 8. Alguma sugestão de tema que não tena sido abordada nos treinamentos?

19 Crianças Sugestão de Temas X Curso Realizado Crianças PRINCIPAIS TEMAS SUGERIDOS n.a. % Sexualidade 21 9 n= 258 Disciplina / responsabilidade / organização / autonomia 15 6 Diversidade / diversidade racial / pré-conceito 13 5 Inclusão de crianças especiais / inclusão na sala de aula / atividades voltadas à inclusão 10 4 Temas ligados à saúde corporal / Atividade física / Sedentarismo 10 4 Arte / Teatro / Dança / Brincadeiras dançantes / Musicalidade / Brincadeiras 9 3 Violência entre crianças / agressão / bulling 9 3 Temas sobre família 7 3 Desenvolvimento infantil / mudança de fases 5 2 Prevenção de acidentes / 1º socorros 5 2 Urbanização/ meio ambiente / natureza 5 2

20 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Crescer com Valores: 7 a 9 anos Crescer com Valores PRINCIPAIS TEMAS SUGERIDOS n.a. % n= 234 Sexualidade 11 5 Violência entre crianças / agressão / bulling 10 4 Drogas / Adição / ênfase nesse tema 9 4 Temas sobre família 8 3 Temas para faixas etárias maiores 7 3 Diversidade / diversidade racial / preconceito 5 2 Relação de crianças com os cuidadores / Professores / avós 4 2 Inclusão de crianças especiais / inclusão na sala de aula / atividades voltadas à inclusão 3 1 Temas ligados à saúde corporal / Atividade física / Sedentarismo 3 1

21 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Afeto e Proteção Afeto e Proteção n= 173 PRINCIPAIS TEMAS SUGERIDOS n.a. % Sexualidade 7 4 Adolescência / Conflitos na adolescência / temas sobre adolescência 6 3 Drogas / Adição / ênfase nesse tema 4 2 Relação de crianças com os cuidadores / Professores / avós 3 2 ECA / Estatuto da criança e adolescente 3 2

22 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Bebês Bebês n= 159 PRINCIPAIS TEMAS SUGERIDOS n.a. % Sexualidade 4 3 Drogas / Adição / ênfase nesse tema 4 3 Como lidar com as separações / perdas / situações emocionais / afeto 3 2 Temas sobre família 2 1 Prevenção de acidentes / 1º socorros 2 1 Autismo/ síndrome de down 2 1

23 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Adultos Adultos n= 118 PRINCIPAIS TEMAS SUGERIDOS n.a. % Sexualidade 6 5 Higiene / higiene pessoal 6 5 Autismo/ síndrome de down 4 3 Doenças transmissíveis / contagiosas 3 3 Alimentação saudável / cuidados com a alimentação 3 3 Temas sobre família 2 2 Temas para faixas etárias maiores 2 2 Doenças de pele / parasitas 2 2

24 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Educação Sexual: 10 a 12 anos Educação Sexual 10 a 12 anos TEMAS SUGERIDOS n.a. % n= 77 Sexualidade 9 12 Drogas / Adição / ênfase nesse tema 6 8 Temas para faixas etárias maiores 6 8 Violência entre crianças / agressão / bulling 1 1 Inclusão de crianças especiais / inclusão na sala de aula / atividades voltadas à inclusão 1 1 Desenvolvimento infantil / mudança de fases 1 1 Abuso e exploração sexual 1 1 Adolescência / Conflitos na adolescência / temas sobre adolescência 1 1

25 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Viver Bem Viver Bem TEMAS SUGERIDOS n.a. % n= 76 Sexualidade Violência entre crianças / agressão / bulling 6 8 Drogas / Adição / ênfase nesse tema 6 8 Alimentação saudável / cuidados com a alimentação 4 5 Temas sobre família 3 4 Higiene / higiene pessoal 3 4 Autismo/ síndrome de down 3 4 Urbanização/ meio ambiente / natureza 3 4 Disciplina / responsabilidade / organização / autonomia 1 1 Arte / Teatro / Dança / Brincadeiras dançantes / Musicalidade / Brincadeiras 1 1 Projeto de vida / futuro 1 1 Envolver alunos nas oficinas propostas 1 1

26 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Crescer com Valores: 10 a 12 anos Crescer com Valores 10 a 12 anos TEMAS SUGERIDOS n.a. % Sexualidade 7 13 n= 55 Violência entre crianças / agressão / bulling 5 9 Drogas / Adição / ênfase nesse tema 3 5 Alimentação saudável / cuidados com a alimentação 3 5 Temas sobre família 2 4 Diversidade / diversidade racial / pré-conceito 2 4 Higiene / higiene pessoal 2 4 Inclusão de crianças especiais / inclusão na sala de aula / atividades voltadas à inclusão 1 2 Temas ligados à saúde corporal / Atividade física / Sedentarismo 1 2 Trazer vídeos / filmes 1 2 Adolescência / Conflitos na adolescência / temas sobre adolescência 1 2

27 Avaliação do Profissional que Realizou os Treinamentos Educação Sexual Tempo de Descobrir : 7 a 9 anos Educação Sexual 7 a 9 anos n= 41 TEMAS SUGERIDOS n.a. % Sexualidade 1 2 Violência entre crianças / agressão / bulling 1 2 Drogas / Adição / ênfase nesse tema 1 2 Diversidade / diversidade racial / pré-conceito 1 2 Temas para faixas etárias maiores 1 2 Temas ligados à saúde corporal / Atividade física / Sedentarismo 1 2 Desenvolvimento infantil / mudança de fases 1 2

28 Principal Contribuição Consolidado Os relatos referentes a principal contribuição, refletem a importância e a valorização dos cursos para o público alvo e pode ser assim ilustrado considerando algumas palavras encontradas com frequência nos discursos: novos aprendizados consciência troca de informação multiplicação de conhecimento acesso a informação auxílio a profissionais respeito cuidado na forma de transmitir reflexão esclarecimento transformação crescimento profissional

29 Principal Contribuição Consolidado Perg. 9. Na sua opinião, qual o melhor aspecto do trabalho do instituto? Qual a principal contribuição?

30 Sugestão de Melhorias Consolidado Não há destaques entre as sugestões de melhorias propostas. Perg. 10 Algo a ser melhorado?

31 Conclusões e Recomendações

32 Conclusões e Recomendações A partir dos questionários de autopreenchimento aplicados para avaliar os cursos de capacitação oferecidos pelo Instituto Criança é Vida, pode-se concluir que: e didáticos; os profissionais envolvidos nos cursos de capacitação foram muito bem avaliados. São bem preparados, solícitos o material didático utilizado foi aprovado como adequado na multiplicação dos conteúdos; as dinâmicas propostas foram muito bem aceitas o curso atende plenamente os objetivos propostos uma vez que os participantes relatam que o projeto produziu mudanças comportamentais na instituição e nos funcionários

33 Conclusões e Recomendações Foram muitos os temas sugeridos para próximos cursos, porém de modo muito pulverizado. Deve-se analisar as sugestões considerando: que muitos dos temas já estão inseridos em algum dos módulos; adequação do assunto aos objetivos do IVC

34 Conclusões e Recomendações Como recomendação, a OBSERVER sugere uma reestruturação no questionário, a fim de torná-lo uma ferramenta de avaliação constante e comparativa para os próximos anos e entre os cursos de capacitção. Esse questionário deverá ser estruturado com perguntas fechada em sua maioria, formatado com perguntas diretas e únicas. O ideal seria obter um número equivalente de questionários por cursos, porém não é uma condição sine qua non. A OBSERVER coloca-se a disposição para estruturar esse instrumento de coleta e acompanhar os próximos passos.

Semeando Futuro RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

Semeando Futuro RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Semeando Futuro RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Pilar da companhia Responsabilidade Socioambiental BRASIL OBJETIVO: Promover o desenvolvimento sustentável das comunidades onde atua DIAGNÓSTICO: Identificar

Leia mais

APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais

APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais APÊNDICE A Plano Político Pedagógico da Escola de Pais Apresentação e Justificativa A exclusão é parte do convencional na coletividade humana. A discriminação tem origem em preconceitos antigos gerados

Leia mais

Curso Inovação em Sistemas de Gestão com uso de Métodos Estatísticos Módulo I

Curso Inovação em Sistemas de Gestão com uso de Métodos Estatísticos Módulo I Curso Inovação em Sistemas de Gestão com uso de Métodos Estatísticos Módulo I Indo além do Relatório Técnico ABNT ISO/TR 10017 Ampliando conhecimento, facilitando a tomada de decisões e melhorando o sistema

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/ PONTINHOS DE CULTURA

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/ PONTINHOS DE CULTURA RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/2012 - PONTINHOS DE CULTURA 1. Identificação da Entidade Nome do Proponente / Instituição: CNPJ: Título da Proposta: Território de Identidade:

Leia mais

Designação do Módulo: Técnicas de Animação

Designação do Módulo: Técnicas de Animação Módulo N.º 3258 Designação do Módulo: Técnicas de Animação Planificar e dinamizar a animação com caráter interdisciplinar, como forma de desenvolver competências e autonomias. Expressão livre e animação

Leia mais

Agosto de Workshop Gestão Conflitos. Ano Letivo 2011/2012. Gabinete de Apoio ao Tutorado

Agosto de Workshop Gestão Conflitos. Ano Letivo 2011/2012. Gabinete de Apoio ao Tutorado Agosto de 2012 Workshop Gestão Conflitos Ano Letivo 2011/2012 Gabinete de Apoio ao Tutorado ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Avaliação Formação Gestão de Conflitos - 2011/2012... 4 3. Conclusão... 6 Anexos...

Leia mais

Psicologia e Educação

Psicologia e Educação Psicologia e Educação 2016.2 Profª. MSc. Fernanda Lima. Unidade III: O que pode fazer o psicólogo na escola. Psicólogo escolar: Papéis e funções na escola. Escola é um espaço social onde pessoas convivem

Leia mais

Relatório de Avaliação do curso de. Capacitação "Gestão Pública"

Relatório de Avaliação do curso de. Capacitação Gestão Pública Universidade Federal Fluminense Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo Divisão de Capacitação e Qualificação Relatório de Avaliação do curso de Capacitação "Gestão

Leia mais

PSE. Programa de Saúde nas Escolas. 68 Relatório de Gestão 2009, 2010, 2011 e 2012 (Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS)

PSE. Programa de Saúde nas Escolas. 68 Relatório de Gestão 2009, 2010, 2011 e 2012 (Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS) PSE 68 Relatório de Gestão 200, 2010, 2011 e 2012 (Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS) b lanço soci l (Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS) Relatório

Leia mais

RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO

RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO SENAI - 1ª ETAPA Alunos Concluintes 2009 Faculdade de Tecnologia Senai Ítalo Bologna SENAI Departamento Regional de Goiás Avaliação

Leia mais

PLANOS DECENAIS DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: FORTALECENDO OS CONSELHOS DE DIREITOS

PLANOS DECENAIS DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: FORTALECENDO OS CONSELHOS DE DIREITOS X CONFERÊNCIA DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PLANOS DECENAIS DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: FORTALECENDO OS CONSELHOS DE DIREITOS Objetivos do encontro Esclarecer sobre

Leia mais

Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo

Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo Descobertas sociocientíficas: refletindo sobre o currículo Fabiana Chinalia Professora de Metodologia para o Ensino de Ciências Naturais e Meio Ambiente Data: 05 e 06/04/2011 Descobertas sociocientíficas

Leia mais

PROTAGONIZAR PARA CONSTRUIR: UM PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA ADOLESCENTES DA CIDADE DO RIO GRANDE

PROTAGONIZAR PARA CONSTRUIR: UM PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA ADOLESCENTES DA CIDADE DO RIO GRANDE PROTAGONIZAR PARA CONSTRUIR: UM PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA ADOLESCENTES DA CIDADE DO RIO GRANDE Área Temática: Direitos Humanos e Justiça Coordenador da Ação de Extensão ou Ensino : Simone Paludo 1 Nome

Leia mais

1º SEMESTRE DE 2009.

1º SEMESTRE DE 2009. SISTEMA DE GESTÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL SIGMAPLASTH 2009 Apresentamos a seguir para os nossos parceiros, clientes e demais partes interessadas, o desempenho do Sistema de Gestão de Responsabilidade

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2015 PROFESSORA: Daianny de Azevedo Lehn DISCIPLINA: Geografia ANO: 7º A

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2015 PROFESSORA: Daianny de Azevedo Lehn DISCIPLINA: Geografia ANO: 7º A PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2015 PROFESSORA: Daianny de Azevedo Lehn DISCIPLINA: Geografia ANO: 7º A ESTRUTURANTES: Dimensão econômica do espaço geográfico; Dimensão política do espaço Geográfico; Dimensão

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS

INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS Objetivos Gerais do Trabalho Contratação de empresa especializada para realizar a Pesquisa

Leia mais

Seleção para OFICINEIROS/2017 ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA DE JABOATÃO

Seleção para OFICINEIROS/2017 ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA DE JABOATÃO Seleção para OFICINEIROS/2017 ESPAÇO CRIANÇA ESPERANÇA DE JABOATÃO O Espaço Criança Esperança de Jaboatão (ECEJ) abre a seleção 2017 para Oficineiros habilitados a desenvolverem atividades de: Pedagogia

Leia mais

RESOLUÇÃO TÉCNICO NÍVEL I - BÁSICO

RESOLUÇÃO TÉCNICO NÍVEL I - BÁSICO RESOLUÇÃO 001-2012 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO DE TREINADORES TÉCNICO NÍVEL I - BÁSICO 1) INTRODUÇÃO E OBJETIVOS A. O Curso de Técnico de Triathlon Nível I CBTri tem a finalidade de oferecer um conteúdo informativo

Leia mais

A INCLUSÃO DA CRIANÇA COM TEA NA ESCOLA SOB O OLHAR DE PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO

A INCLUSÃO DA CRIANÇA COM TEA NA ESCOLA SOB O OLHAR DE PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO A INCLUSÃO DA CRIANÇA COM TEA NA ESCOLA SOB O OLHAR DE PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO Cibelly Aliny Siqueira Lima Freitas Antonia Bruna Ferreira Braga Emerson Alex Lino Dias Letícia Amélia Gonçalves

Leia mais

CONTEÚDOS CURRICULARES MÍNIMOS DE EDUCAÇÂO SEXUAL. Carga horária mínima por ano de escolaridade:

CONTEÚDOS CURRICULARES MÍNIMOS DE EDUCAÇÂO SEXUAL. Carga horária mínima por ano de escolaridade: CONTEÚDOS CURRICULARES MÍNIMOS DE EDUCAÇÂO SEXUAL Com base na Portaria nº 196-A/2010 Carga horária mínima por ano de escolaridade: Ciclo Lei nº60/2009, de 6 de agosto Carga Horária (mínima) Nº de horas

Leia mais

MENTAL PARA PROFISSIONAIS DE

MENTAL PARA PROFISSIONAIS DE SAúDE MENTAL PARA PROFISSIONAIS DE SAúDE (JUN 2015) PORTO Está preparado para lidar com indivíduos com perturbações mentais? A resposta da maioria dos profissionais de saúde em Portugal será certamente

Leia mais

AULAS PRÁTICAS DE QUÍMICA: REPOLHO ROXO COMO INDICADOR ÁCIDO-BASE

AULAS PRÁTICAS DE QUÍMICA: REPOLHO ROXO COMO INDICADOR ÁCIDO-BASE AULAS PRÁTICAS DE QUÍMICA: REPOLHO ROXO COMO INDICADOR ÁCIDO-BASE Gicelia Moreira RESUMO Universidade Federal de Campina Grande-UFCG, gicelia.moreira2009@gmail.com Diante muitas dificuldades encontradas

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. 2. DESENVOLVIMENTO DA AÇÃO COM OS ALUNOS Todas as atividades descritas a seguir são desenvolvidas em um período de 04 (quatro) horas.

1. APRESENTAÇÃO. 2. DESENVOLVIMENTO DA AÇÃO COM OS ALUNOS Todas as atividades descritas a seguir são desenvolvidas em um período de 04 (quatro) horas. 1. APRESENTAÇÃO O projeto A Caminho da Escola tem como objetivo discutir as questões ligadas à segurança no trânsito, visando capacitar os alunos para a tomada de decisão através de comportamentos adequados

Leia mais

Licenciandos; 3 Coordenador. I Encontro de Sensibilização Ambiental do Lourdes Guilherme. Tema: Revitalização do espaço escolar e qualidade de vida

Licenciandos; 3 Coordenador. I Encontro de Sensibilização Ambiental do Lourdes Guilherme. Tema: Revitalização do espaço escolar e qualidade de vida MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) Subprojeto Biologia Carla Tatiane 1 ; Evanoel Nunes 2 ; Ivaneide Alves

Leia mais

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP UBSF Renascer São José do Rio Preto São Paulo EDUCAÇÃO EM SAÚDE NA BUSCA DA MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA: RELATO DE EXPERIÊNCIA. SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP DADOS DEMOGRÁFICOS Ò Área da unidade territorial:

Leia mais

Página 2 em diante devem estar contemplados os seguintes itens:

Página 2 em diante devem estar contemplados os seguintes itens: 1 TEMPLATE - Projeto de pesquisa FORMATAÇÃO Fonte: Texto: Arial ou Times New Roman, tamanho 12. Títulos: Arial ou Times New Roman, tamanho 14, negrito Espaço: duplo Margens: 2,5 cm em todas as margens

Leia mais

Questionário usado para verificação do ambiente dos laboratórios de informática (Q01)

Questionário usado para verificação do ambiente dos laboratórios de informática (Q01) Questionário usado para verificação do ambiente dos laboratórios de informática (Q01) Prezado(a) Coordenador(a) O uso de computadores chegou à educação graças às mudanças tecnológicas que estão acontecendo

Leia mais

ATA DA CXXX REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DA TEC CAMPOS Realizada em 10 de agosto de 2016, às 09h Local: Sala de Reuniões da TEC CAMPOS

ATA DA CXXX REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DA TEC CAMPOS Realizada em 10 de agosto de 2016, às 09h Local: Sala de Reuniões da TEC CAMPOS ATA DA CXXX REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DA TEC CAMPOS Realizada em 10 de agosto de 2016, às 09h Local: Sala de Reuniões da TEC CAMPOS ATIVIDADE Pauta item nº 01 Aprovação de ata anterior: Foi apresentada

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR

CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR CONTRIBUIÇÕES DE UMA OFICINA SOBRE GENÊRO E SEXUALIDADE NO CONTEXTO ESCOLAR MARTINS, Beatriz Rodrigues 1 ; ROSINI, Alessandra Monteiro 2 ; CORRÊA, Alessandro Sousa 3 ; DE CARVALHO, Deborah Nogueira 4 ;

Leia mais

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016

PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 PROJETOS CRIATIVOS TURNO 2016 Tema: Cuidando de mim, do outro e do meio Mês: Novembro Habilidade Sócio emocional: Este projeto visa promover atividades e dinâmicas que estimulem os alunos a valorizar os

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO

CURSO DE CAPACITAÇÃO CURSO DE CAPACITAÇÃO 1. TÍTULO SURDEZ E LIBRAS ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS 2. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Nome do proponente: Lourena Cristina de Souza Barreto Campus/IFG: Goiânia Oeste 3. ÁREAS DE CONHECIMENTO

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA PLANO PEDAGÓGICO PARA DISCIPLINAS ISOLADAS DESTINADAS A ALUNOS EM REGIME DE ADAPTAÇÃO E DEPENDÊNCIA VARGINHA

Leia mais

O ENSINO DE DIREITOS HUMANOS NOS CURSOS DE ENSINO MÉDIO DO IFRS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES. Laura, D. A. 1 ; Letícia S.F. 2

O ENSINO DE DIREITOS HUMANOS NOS CURSOS DE ENSINO MÉDIO DO IFRS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES. Laura, D. A. 1 ; Letícia S.F. 2 O ENSINO DE DIREITOS HUMANOS NOS CURSOS DE ENSINO MÉDIO DO IFRS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES Laura, D. A. 1 ; Letícia S.F. 2 RESUMO- A temática dos direitos humanos é uma pauta cada vez mais presente no

Leia mais

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho ESCOLA BÁSICA E INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho PROFIJ Nível II, Tipo 2 1ºano Curso Acompanhante de Crianças ENQUADRAMENTO LEGAL

Leia mais

Pesquisa de Clima Organizacional

Pesquisa de Clima Organizacional Pesquisa de Clima Organizacional Não é necessário imprimir este documento. O objetivo é apenas para você tomar conhecimento do conteúdo de pesquisa, poder refletir e estimar o tempo de resposta antes de

Leia mais

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais:

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 3 PROJETO LIBRAS 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 2. NATUREZA DO PROJETO Curso de Extensão 3. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Professor Sérgio Vaz Mendes 4. ÁREA RESPONSÁVEL

Leia mais

Resultado da Avaliação final em Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia)

Resultado da Avaliação final em Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia) Aula Inaugural Resultado da Avaliação final em 22. Orientação ao preenchimento da avaliação das aulas semanais. O que é o Espiritismo? Parte 1 (Trilogia) 13/14-jan-23 1. Participante regular do COEM? SIM

Leia mais

Ensino Público de Qualidade que faz a Diferença! Ensino Fundamental, Médio e Profissional.

Ensino Público de Qualidade que faz a Diferença! Ensino Fundamental, Médio e Profissional. Ensino Público de Qualidade que faz a Diferença! Ensino Fundamental, Médio e Profissional. Avenida das Acácias, 60, Jardim Pérola D Oeste, 85012-130 Telefone: (42) 3623 3394 / 36235954 Guarapuava / NRE:

Leia mais

REGULAMENTO DE CERT IFICAÇÃO UNIDADE FISCO-CONTÁBIL VIASOFT

REGULAMENTO DE CERT IFICAÇÃO UNIDADE FISCO-CONTÁBIL VIASOFT REGULAMENTO DE CERT IFICAÇÃO UNIDADE FISCO-CONTÁBIL VIASOFT 1 A CERTIFICAÇÃO Art. 1º A Viasoft Softwares Empresariais realizará nos meses de Março/Abril de 2014, nos dias 31/03, 01/04, 02/04, 03/04 e 04/04

Leia mais

EDUCAÇÃO PELO CINEMA XI: CINEMA CONTEMPORÂNEO E INCLUSÃO SOCIAL 1. Palavras-Chave: Educação, Inclusão social, Educação Especial.

EDUCAÇÃO PELO CINEMA XI: CINEMA CONTEMPORÂNEO E INCLUSÃO SOCIAL 1. Palavras-Chave: Educação, Inclusão social, Educação Especial. EDUCAÇÃO PELO CINEMA XI: CINEMA CONTEMPORÂNEO E INCLUSÃO SOCIAL 1 SILVA, Andreone de Amorim 2 NASCIMENTO, Grazielly Vilhalva Silva SILVA, Aline Maira 3 Palavras-Chave: Educação, Inclusão social, Educação

Leia mais

II CONSELHO DISTRITAL AL-2011/2012 NOVA FRIBURGO/RJ-29/10/2011. GOV. CL JOSÉ EDUARDO CÔGO/DM MARISSOL Leonismo como agente de transformação.

II CONSELHO DISTRITAL AL-2011/2012 NOVA FRIBURGO/RJ-29/10/2011. GOV. CL JOSÉ EDUARDO CÔGO/DM MARISSOL Leonismo como agente de transformação. II CONSELHO DISTRITAL AL-2011/2012 NOVA FRIBURGO/RJ-29/10/2011 GOV. CL JOSÉ EDUARDO CÔGO/DM MARISSOL Leonismo como agente de transformação. É um programa da Fundação de Lions Clubes Internacional (LCIF),

Leia mais

AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015

AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015 AEMS-ASSOCIAÇÃO DE ENSINO E CULTURA DE MS FACULDADES INTEGRADAS DE TRÊS LAGOAS RELATÓRIO GERAL RESPOSTA DE ALUNOS DA I.E.S. 2º SEMESTRE DE 2015 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão das

Leia mais

Datas Especiais. MARÇO 08 - Dia Internacional da Mulher 11 - Dia Internacional das Vítimas do Terrorismo 14 - Dia dos Animais Dia Nacional da Poesia

Datas Especiais. MARÇO 08 - Dia Internacional da Mulher 11 - Dia Internacional das Vítimas do Terrorismo 14 - Dia dos Animais Dia Nacional da Poesia Datas Especiais JANEIRO 01 - Dia da Confraternização Universal Dia Mundial da Paz 04 - Dia Mundial do Braille 06 - Dia de Reis Dia da Gratidão 07 - Dia da Liberdade de Cultos 08 - Dia do Fotógrafo Dia

Leia mais

Capacitação Gerontológica para o cuidado de longa duração da pessoa com Doença de Alzheimer

Capacitação Gerontológica para o cuidado de longa duração da pessoa com Doença de Alzheimer CURSO DE EXTENSÃO ABRAZ SUB-REGIONAL CAMPINAS 2012 Descritivo do Curso Capacitação Gerontológica para o cuidado de longa duração da pessoa com Doença de Alzheimer Parceria com a Sociedade de Medicina e

Leia mais

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho

Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho ESCOLA BÁSICA E INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO Higiene, Saúde e Segurança no Trabalho PROFIJ Nível II, Tipo 2 2ºano Curso Operador de Informática ENQUADRAMENTO LEGAL Portaria

Leia mais

Aluno(a): / / Cidade Polo: CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA

Aluno(a): / / Cidade Polo:   CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA Aluno(a): / / Cidade Polo: E-mail: CPF: Curso: ATIVIDADE AVALIATIVA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA Preencha o GABARITO: 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 Observação: Nesta atividade há 10 (dez) questões de múltipla

Leia mais

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes

Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Projeto Brasil misturado Duração: 01/11/12 a 30/11/12 Publico alvo: alunos do 1º ao 9º ano E.E. Otávio Gonçalves Gomes Culminância: Dia 30 de novembro Característica: Projeto interdisciplinar, envolvendo

Leia mais

SERVIÇO DE ATENÇÃO AO PORTADOR DE OBESIDADE GRAVE

SERVIÇO DE ATENÇÃO AO PORTADOR DE OBESIDADE GRAVE Procedimento Operacional Padrão (POP) SERVIÇO DE PSICOLOGIA POP nº 04 PSI/HU Hospital Universitário Prof. Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina SERVIÇO DE ATENÇÃO AO PORTADOR

Leia mais

Projeto de Educação no Trânsito: De casa para a escola e para o Amparo... Estou no trânsito! Dados de Identificação:

Projeto de Educação no Trânsito: De casa para a escola e para o Amparo... Estou no trânsito! Dados de Identificação: Projeto de Educação no Trânsito: De casa para a escola e para o Amparo... Estou no trânsito! Dados de Identificação: Instituição: Amparo Santa Cruz Autor: Amilcar Guilherme de Farias/ Coord. SASE Faixa

Leia mais

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOVO HORIZONTE, CARAMBEÍ PR

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOVO HORIZONTE, CARAMBEÍ PR VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL NOVO HORIZONTE, CARAMBEÍ PR RUPPEL. ANGELA MARIA 1 PEREIRA. TÁSSIA² SOUZA. C. D. S³ Resumo: Este trabalho pretende apresentar

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 160 aprovado pela portaria Cetec nº 138 de 04 / 10 /2012 Etec Professora Ermelinda Giannini Teixeira Código: 187 Município: Santana de Parnaíba

Leia mais

SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS

SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS Seminário Motivações para o Início e o Fim do Consumo de Drogas: uma análise das comunidades virtuais relacionadas ao tema SAÚDE MENTAL, PESQUISAS E PROGRAMAS Arthur Guerra de Andrade Coordenação da Área

Leia mais

PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA JUNTO AOS ADOLESCENTES - RELATO DE EXPERIÊNCIA

PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA JUNTO AOS ADOLESCENTES - RELATO DE EXPERIÊNCIA PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA JUNTO AOS ADOLESCENTES - RELATO DE EXPERIÊNCIA Aline Cardoso Machado Ana Paula Ferreira Gomes 1 Ilana Slud Raquel Valença Flavia Emilia Leite Lima INTRODUÇÃO: Segundo

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL NA FASE DA ADOLESCÊNCIA ALEXANDRA SCHÜTZ

A IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL NA FASE DA ADOLESCÊNCIA ALEXANDRA SCHÜTZ 1 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE EDUCAÇÃO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA A IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL NA FASE DA ADOLESCÊNCIA ALEXANDRA SCHÜTZ Itajaí, (SC) 2007 ALEXANDRA

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático: Disciplina:

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL NO FINAL DO ANO LETIVO

CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL NO FINAL DO ANO LETIVO TEXTO 2 http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/2310-6.pdf acesso em http://pt.wikipedia.org/wiki/conselho_de_classe 09 de outubro de 2014 CONSELHO DE CLASSE: O ANO TODO E AGORA EM ESPECIAL

Leia mais

A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios

A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios Andreia Jorge Silva Direção de Serviços de Prevenção da Doença e Promoção da Saúde 1 PNS/ELS - Obesidade Saúde dos Adolescentes PNS/Saúde dos

Leia mais

Avaliação da Monitoria de Parasitologia para o Desenvolvimento do Aluno do 3º semestre do Curso de Medicina do Cariri.

Avaliação da Monitoria de Parasitologia para o Desenvolvimento do Aluno do 3º semestre do Curso de Medicina do Cariri. Avaliação da Monitoria de Parasitologia para o Desenvolvimento do Aluno do 3º semestre do Curso de Medicina do Cariri. Amanda Soeiro Fonteles¹, Patrícia Oliveira Meira Santos², Ciro de Oliveira Lima¹,

Leia mais

Curso de Capacitação de Mediadores e Conciliadores. Resolução 125/2010 do CNJ

Curso de Capacitação de Mediadores e Conciliadores. Resolução 125/2010 do CNJ Curso de Capacitação de Mediadores e Conciliadores Resolução 125/2010 do CNJ Objetivos do Curso Transmitir informações teóricas gerais sobre a conciliação e a mediação, bem como vivência prática para aquisição

Leia mais

METODOLOGIA TIPOS DE PESQUISA

METODOLOGIA TIPOS DE PESQUISA FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM UNIDADE JOÃO PESSOA-PB METODOLOGIA TIPOS DE PESQUISA Profª Séfora Andrade JOÃO PESSOA-PB 2016 PESQUISA Procedimento racional e sistemático que tem por

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar PeNSE

Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar PeNSE Diretoria de Pesquisas Coordenação de População e Indicadores Sociais Gerência de Estudos e Pesquisas Sociais Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar PeNSE Data 26/08/2016 Introdução Adolescência Transição

Leia mais

Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade

Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade Antônio Lidio de Mattos Zambon Coordenador Geral de Políticas

Leia mais

PESQUISA SOBRE O NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS PROFESSORES COM OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO

PESQUISA SOBRE O NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS PROFESSORES COM OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO PESQUISA SOBRE O NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS PROFESSORES COM OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO Kelvin Henrique Correia de Holanda; Ademária Aparecida de Sousa Universidade Federal de Alagoas; kelvinhenrique16@hotmail.com;

Leia mais

- Prototipação Iterativa - Observação Direta

- Prototipação Iterativa - Observação Direta - Prototipação Iterativa - Observação Direta Júnia Coutinho Anacleto Silva Maio/2004 Prototipação Iterativa A interface com o usuário é a porta de entrada da aplicação, e desempenha um papel fundamental

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO DIRETOR

QUESTIONÁRIO DO DIRETOR QUESTIONÁRIO DO DIRETOR Caro Diretor(a): este questionário faz parte de uma importante pesquisa sobre a educação nosso estado o SPAECE. O objetivo principal é conhecer os Gestores, suas práticas de gestão

Leia mais

CONSULTA DE NEURODESENVOLVIMENTO. Miguel Palha PEDIATRA

CONSULTA DE NEURODESENVOLVIMENTO. Miguel Palha PEDIATRA CONSULTA DE NEURODESENVOLVIMENTO Miguel Palha PEDIATRA 2. INVENTÁRIO DE SINTOMAS, SINAIS E OUTRAS VARIÁVEIS 1. HISTÓRIA CLÍNICA (PEDIATRA) 9. CONSULTA DE SEGUIMENTO (PEDIATRA + TÉCNICO) Explicação nos

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ITUVERAVA

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ITUVERAVA OUVIDORIA Apresentação A Ouvidoria-Geral da Faculdade Dr. Francisco Maeda foi criada para garantir um canal permanente de comunicação, proporcionando maior aproximação entre a Direção e comunidade externa

Leia mais

Relatório da Avaliação de Reação. Curso Gestão Integrada de Recursos

Relatório da Avaliação de Reação. Curso Gestão Integrada de Recursos Relatório da Avaliação de Reação Curso Gestão Integrada de Recursos Brasília-DF, 28 a 30 de junho de 2005 Relatório da Avaliação de Reação Curso Gestão Integrada de Recursos (atividade desenvolvida no

Leia mais

PLANO DE CURSO RESUMIDO

PLANO DE CURSO RESUMIDO PLANO DE CURSO RESUMIDO CURSO Assistente de Planejamento e Controle de Produção CBO 7842-05 CÓD.SGE 013.861 MODALIDADE Qualificação Profissional ÁREA TECNOLÓGICA Gestão CARGA HORÁRIA 180 horas I. OBJETIVO

Leia mais

PROJECTO EDUCAR PARA A SAÚDE

PROJECTO EDUCAR PARA A SAÚDE Ano lectivo 2009/2010 PROJECTO EDUCAR PARA A SAÚDE Equipa: Ana Luísa Leal António Sousa Célia Oliveira Justa Costa PROJECTO EDUCAR PARA A SAÚDE 1º PERÍODO ÁREA de INTERVENÇÃO- HÁBITOS ALIMENTARES DEFICITÁRIOS

Leia mais

REGULAMENTO DA OUVIDORIA

REGULAMENTO DA OUVIDORIA REGULAMENTO DA OUVIDORIA CAPÍTULO I DA OUVIDORIA Art. 1º A Ouvidoria da A E s c o l a d e E n g e n h a r i a K e n n e d y é um elo de ligação entre a comunidade acadêmica ou externa e as instâncias acadêmicoadministrativas

Leia mais

1. A apresentação do Projeto de Tese é uma atividade obrigatória aplicada aos alunos de doutorado;

1. A apresentação do Projeto de Tese é uma atividade obrigatória aplicada aos alunos de doutorado; NORMAS INTERNAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FARMACOLOGIA E QUÍMICA MEDICINAL INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS UFRJ Aprovadas em reuniões da Comissão Plena (30/04/2009 e 07/05/2009) Apresentação de

Leia mais

XI Encontro de Iniciação à Docência

XI Encontro de Iniciação à Docência 4CCADZMT1 IMPORTÂNCIA DA MONITORIA NA DISCIPLINA DE NUTRIÇÃO ANIMAL PARA O PROFISSIONAL ZOOTECNISTA Aldivan Rodrigues Alves (1), Ariosvaldo Nunes de Medeiros (2), Ludmila da Paz Gomes da Silva (3) Centro

Leia mais

MANUAL PASSO-A-PASSO DISCIPLINAS ONLINE

MANUAL PASSO-A-PASSO DISCIPLINAS ONLINE MANUAL PASSO-A-PASSO OPERAÇÕES BÁSICAS DISCIPLINAS ONLINE BARBACENA 2014 2º Semestre 1 Sumário Acessando o Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA... 4 Utilizando o Portal Acadêmico... 6 Avaliação de Desempenho...

Leia mais

Índice. 1. O Processo de Organização Escolar Pensando para a Prática Grupo Módulo 8

Índice. 1. O Processo de Organização Escolar Pensando para a Prática Grupo Módulo 8 GRUPO 5.1 MÓDULO 8 Índice 1. O Processo de Organização Escolar...3 1.1. Pensando para a Prática... 3 2 1. O PROCESSO DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR O processo de organização escolar dispõe de etapas a fim de que

Leia mais

I. Pensando Enem º ano do Ensino Fundamental e 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio

I. Pensando Enem º ano do Ensino Fundamental e 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio Prezado(a) diretor(a) e coordenador(a), São Paulo, janeiro de 2017. Comunicamos que, em 2017, o Sistema Mackenzie de Ensino disponibilizará às escolas parceiras os materiais didáticos que servirão de apoio

Leia mais

PROMOÇÃO DA IGUALDADE SOCIAL EDUCAÇÃO E COMBATE À CRIMINALIDADE JUVENIL

PROMOÇÃO DA IGUALDADE SOCIAL EDUCAÇÃO E COMBATE À CRIMINALIDADE JUVENIL PROMOÇÃO DA IGUALDADE SOCIAL EDUCAÇÃO E COMBATE À CRIMINALIDADE JUVENIL Projeto ConsCiência PROMOÇÃO DA IGUALDADE SOCIAL EDUCAÇÃO E COMBATE À CRIMINALIDADE JUVENIL Sumário Executivo 1 Apresentação... 4

Leia mais

OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE

OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE É sabido que através da prática esportiva, o indivíduo pode ser norteado a caminhos contrários a violência,

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ

PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ PROGRAMA DE MONITORIA DA FACULDADE DE MEDICINA DE ITAJUBÁ TÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS DO PROGRAMA Artigo 1º - O Programa de Monitoria, mantido pela Faculdade de Medicina de Itajubá,

Leia mais

Edital VC 002/2011 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE CURRÍCULOS DE CANDIDATOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS:

Edital VC 002/2011 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE CURRÍCULOS DE CANDIDATOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS: Edital VC 002/2011 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA APRESENTAÇÃO DE CURRÍCULOS DE CANDIDATOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS: Modalidade Produto Área de Ciências Humanas e Direitos Humanos SELECIONA CURRÍCULOS

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 246 aprovado pela portaria Cetec nº 181 de 26/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE ALAGOAS ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR ARTHUR RAMOS PARLAMENTO JUVENIL DO MERCOSUL. João Victor Santos

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE ALAGOAS ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR ARTHUR RAMOS PARLAMENTO JUVENIL DO MERCOSUL. João Victor Santos SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE ALAGOAS ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR ARTHUR RAMOS PARLAMENTO JUVENIL DO MERCOSUL João Victor Santos Inclusão Educativa Trajetos para uma educação inclusiva Pilar 2016 RESUMO

Leia mais

NOVIDADES E PARCERIAS

NOVIDADES E PARCERIAS ......... Rua Professor Jones, 1513 - Centro - Linhares / ES - CEP. 29.900-131 - Telefone: (27) 3371-1712 / 3371-2265 / 98837-0282 Site: www.escolafazendinhafeliz.com.br / Email: contato@escolafazendinhafeliz.com.br

Leia mais

SOCIEDADE E INDIVÍDUO EM DISCUSSÃO

SOCIEDADE E INDIVÍDUO EM DISCUSSÃO 1 SOCIEDADE E INDIVÍDUO EM DISCUSSÃO Acadêmica: Raquel Luchese Orientadora: SilandraBadch Rosa Universidade Luterana do Brasil- ULBRA raquelluchese@hotmail.com RESUMO O presente trabalho refere-se ao Estágio

Leia mais

UNIOESTE - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 0 018/2016-PROEX

UNIOESTE - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 0 018/2016-PROEX UNIOESTE - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL N 0 018/2016-PROEX SELEÇÃO DE DOCENTES OPERAÇÃO TOCANTINS/ PROJETO RONDON A Pró-Reitoria de Extensão da Universidade

Leia mais

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA REGULAMENTO INSTITUCIONAL

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA REGULAMENTO INSTITUCIONAL UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA REGULAMENTO INSTITUCIONAL OUVIDORIA São Paulo 2010 CAPÍTULO I DA OUVIDORIA Art. 1º A Ouvidoria da Unidade de Ensino, é um elo entre a comunidade

Leia mais

O AUTISMO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O AUTISMO NA EDUCAÇÃO INFANTIL O AUTISMO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Carmen Lucia Lopes Galvão Universidade Estadual do Rio de Janeiro - lumiar13@yahoo.com.br INTRODUÇÃO Este estudo buscará refletir sobre o autismo e o papel do educador na

Leia mais

RESOLUÇÃO N 17/16 CAEPE RESOLVE

RESOLUÇÃO N 17/16 CAEPE RESOLVE Conselho de Administração, Ensino, Pesquisa e Extensão CAEPE RESOLUÇÃO N 17/16 CAEPE REVOGA A RESOLUÇÃO Nº 08/15 E DISPÕE SOBRE AS NORMAS E CRITÉRIOS PARA A OFERTA E O FUNCIONAMENTO DE COMPONENTES CURRICULARES

Leia mais

II.9.4 - Projeto de Educação Ambiental dos Trabalhadores

II.9.4 - Projeto de Educação Ambiental dos Trabalhadores Atividade de Perfuração Marítima no Projeto de Educação Ambiental dos Trabalhadores II.9.4 Pág. 1 / 10 II.9.4 - Projeto de Educação Ambiental dos Trabalhadores II.9.4.1 - Introdução e Justificativa A atividade

Leia mais

EDITAL. A metodologia baseia-se em um intenso processo de desenvolvimento pessoal e auto-descobrimento dividido em 3 pilares:

EDITAL. A metodologia baseia-se em um intenso processo de desenvolvimento pessoal e auto-descobrimento dividido em 3 pilares: EDITAL ASSOCIAÇÃO TODXS, associação civil de direito privado com sede na cidade e estado de São Paulo, inscrita no CNPJ/MF sob n. 27.269.572/0001-27 ( TODXS ), vem divulgar o presente edital do Programa

Leia mais

Resolução nº 004/2015

Resolução nº 004/2015 Resolução nº 004/2015 Dispõe sobre estágio de prática docente para os alunos do Mestrado em Direito e Instituições do Sistema de Justiça. Art. 1º O Estágio de Prática Docente (EPD) tem por objetivo aperfeiçoar

Leia mais

Promovendo o engajamento das famílias e comunidades na defesa do direito à saúde sexual e reprodutiva de adolescentes e jovens

Promovendo o engajamento das famílias e comunidades na defesa do direito à saúde sexual e reprodutiva de adolescentes e jovens Promovendo o engajamento das famílias e comunidades na defesa do direito à saúde sexual e reprodutiva de adolescentes e jovens Jaqueline Lima Santos Doutoranda em Antropologia Social UNICAMP Instituto

Leia mais

CURSO DE ANÁLISE DE RECURSOS DE INFRAÇÕES DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO

CURSO DE ANÁLISE DE RECURSOS DE INFRAÇÕES DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO CURSO DE ANÁLISE DE RECURSOS DE INFRAÇÕES DE TRÂNSITO RELATÓRIO DE ATIVIDADES CONSOLIDADO NATAL/RN Realização: 15 a 17 de junho de 2009. RELATÓRIO CONSOLIDADO Página 1 de 6 11/8/2009 1. Dados gerais Município

Leia mais

TÍTULO: POSSIBILIDADES DAS VIVÊNCIAS LÚDICAS NO TEMPO ÓCIO VIVIDO PELAS CRIANÇAS NO RECREIO

TÍTULO: POSSIBILIDADES DAS VIVÊNCIAS LÚDICAS NO TEMPO ÓCIO VIVIDO PELAS CRIANÇAS NO RECREIO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: POSSIBILIDADES DAS VIVÊNCIAS LÚDICAS NO TEMPO ÓCIO VIVIDO PELAS CRIANÇAS NO RECREIO CATEGORIA:

Leia mais

CURSOS DE FÉRIAS

CURSOS DE FÉRIAS CURSOS DE FÉRIAS 2010.1 Não fique fora do mercado de trabalho. Muitas pessoas que nos procuram estão cientes da necessidade de ter um bom nível de inglês para ter uma melhor colocação no mercado de trabalho

Leia mais

Alunos, professores, demais profissionais da educação e de outras áreas interessadas nos temas.

Alunos, professores, demais profissionais da educação e de outras áreas interessadas nos temas. A Educação Especial é definida pela LDBEN 9394/96 como modalidade de educação escolar que permeia todas as etapas e níveis do ensino. As escolas especiais assumem um papel importante, no sentido de apoiar

Leia mais

Relatório Final de Avaliação. Ação n.º 5/2011. Gestão e Resolução de Conflitos/Promover Ambientes de Aprendizagem e Cidadania

Relatório Final de Avaliação. Ação n.º 5/2011. Gestão e Resolução de Conflitos/Promover Ambientes de Aprendizagem e Cidadania Centro de Formação de Escolas dos Concelhos de Benavente, Coruche e Salvaterra de Magos Relatório Final de Avaliação Ação n.º 5/2011 Gestão e Resolução de Conflitos/Promover Ambientes de Aprendizagem e

Leia mais

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA 2012 PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA POLÍTICAS DE PROTEÇÃO POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL/ PROTEÇÃO ESPECIAL META: COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

Leia mais

Projeto do Estágio Supervisionado da Licenciatura em Ciências Biológicas (Parte do Projeto Pedagógico do Curso )

Projeto do Estágio Supervisionado da Licenciatura em Ciências Biológicas (Parte do Projeto Pedagógico do Curso ) Projeto do Estágio Supervisionado da Licenciatura em Ciências Biológicas (Parte do Projeto Pedagógico do Curso ) De acordo com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de professores - Art

Leia mais

Especialização em Sistemas de Informação com ênfase em Internet. Distância na UFRJ. Curso eisexpert. Maria Teresa Gouvêa. 27 de outubro de 2009

Especialização em Sistemas de Informação com ênfase em Internet. Distância na UFRJ. Curso eisexpert. Maria Teresa Gouvêa. 27 de outubro de 2009 Especialização em Sistemas de Informação com ênfase em Internet III Seminário de Educação a Distância na UFRJ Curso eisexpert Maria Teresa Gouvêa 27 de outubro de 2009 Curso eisexpert Capacitar profissionais

Leia mais