Receita operacional líquida* da Companhia no 2T14 atinge R$138,7 milhões, alta de 17,3% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Receita operacional líquida* da Companhia no 2T14 atinge R$138,7 milhões, alta de 17,3% em comparação ao mesmo período do ano anterior."

Transcrição

1 Aegea Saneamento e Participações S.A. Companhia Aberta CNPJ nº / NIRE: Código CVM Receita operacional líquida* da Companhia no 2T14 atinge R$138,7 milhões, alta de 17,3% em comparação ao mesmo período do ano anterior Aegea registra EBITDA de R$54,4 milhões no 2T14 São Paulo, 14 de agosto de 2014 A Aegea Saneamento e Participações S.A. ("Companhia"), atualmente presente em 33 municípios situados em 6 estados do País, anuncia hoje os resultados do segundo trimestre de 2014 ( 2T14 ). As informações trimestrais apresentadas são comparações sobre o desempenho da Companhia entre o 2T13 e o 2T14. Destaques Crescimento de 17,3% na Receita Operacional Líquida* no 2T14 em relação ao mesmo período de 2013, atingindo R$ 138,7 milhões Reajuste tarifário em: Jangada (MT): 22,3% para os serviços de abastecimento de água (População¹: habitantes) no mês de Junho São José do Rio Claro (MT): 20,83% para os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário (População¹: habitantes) no mês de Junho Porto Esperidião (MT): 15,98% sobre os serviços de água e esgotamento sanitário (População¹: habitantes) no mês de Junho Assinatura do Contrato de Concessão dos Serviços Públicos de Abastecimento de Água Potável e Esgotamento Sanitário do Município de Diamantino (MT) por um prazo de 30 anos (População¹: habitantes) no mês de Maio Protocolado o pedido de registro de companhia aberta para suas subsidiárias Águas Guariroba e Prolagos junto a CVM. *Valores não contemplam as receitas e custos de construção CPC 17. Fonte: 1 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2010, estimativa populacional para 2013, disponível em

2 Aviso Considerações futuras, se contidas neste documento, são exclusivamente relacionadas às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros e às perspectivas de crescimento da Aegea. Estas são apenas projeções e, como tais, baseiam-se exclusivamente nas expectativas da administração da Companhia em relação ao futuro do negócio e seu contínuo acesso a capital para financiar seu plano de negócios. Tais considerações futuras dependem, substancialmente, de mudanças das condições de mercado e das regras governamentais, de pressões da concorrência, do desempenho do setor e da economia brasileira, entre outros fatores, além dos riscos apresentados nos documentos de divulgação arquivados pela Aegea, estando, portanto, sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Demonstração do Resultado do Exercício DRE ( 000) 2T14 2T13 Δ % 6M14 6M13 Δ % Receita Operacional Líquida ,3% ,6% Receita de construção ,2% ,1% Custos e despesas Operacionais (95.348) (95.044) 0,3% ( ) ( ) 17,6% Custo de construção (80.034) (61.938) 29,2% ( ) (97.272) 34,1% EBIT - Lucro Operacional ,9% ,2% Resultado Financeiro (13.356) (11.794) 13,2% (23.169) (28.022) -17,3% Imposto sobre o Lucro (10.914) (8.933) 22,2% (26.011) (28.140) -7,6% Lucro Líquido ,3% ,0% Receita Líquida No 2T14 a Receita Operacional Líquida passou de R$118,2 milhões no 2T13 para R$138,7 milhões no 2T14, um aumento de 17,3% (ou R$20,5 milhões). Esse crescimento reflete o aumento de 15,5% na base de clientes (economias de água e esgoto), 15,2% no volume faturado de água e 9,7% no volume faturado de esgoto, através do amadurecimento das operações (ganhos de eficiência e reajustes contratuais referentes a marcos contratuais e/ou reajustes anuais com base em indexadores de inflação) e novos negócios. Apresentamos abaixo a composição da Receita Líquida entre operações:

3 Abertura do faturamento por empresa 5,9% 6M14 6,7% 3,8% 3,6% 6M13 6,5% 31,2% 52,4% 32,4% 57,5% Guariroba Prolagos Mirante Xingu Entrantes Guariroba Prolagos Mirante Xingu Economias¹ O número de economias atendidas com água apresentou uma elevação de 16,6% entre o 2T13 e o 2T14. As concessionárias entrantes Águas de Barra do Garças, Águas de Matão, Águas de Confresa, Águas de Diamantino e Águas de São Francisco explicam 74,4% deste aumento, o restante é atribuído ao crescimento orgânico das demais concessionárias. No período, destacamos o desempenho da concessionária Nascentes do Xingu, cujo crescimento orgânico no período analisado correspondeu a 5,8%. O número de economias atendidas com coleta e tratamento de esgoto apresentou uma elevação de 14,2%. As concessionárias entrantes Águas de Barra do Garças, Águas de Matão e Águas de Diamantino explicam 63,6% deste aumento, o restante é atribuído ao crescimento orgânico das demais concessionárias. No período, destacamos o desempenho das concessionárias gerenciadas por Nascentes do Xingu, com crescimento orgânico de 11,4%, com as obras do programa SaneaMais com a execução de 27 km de rede de esgotamento sanitário. Economias 2T14 2T13 % Água ,6% Esgoto ,2% Total ,5% A tabela abaixo detalha o efeito das concessionárias entrantes (Águas de Barra do Garças, Águas de Matão, Águas de Confresa e Águas de Diamantino) no crescimento realizado da base de clientes. 1 Economia: Imóvel de uma única ocupação, ou subdivisão de imóvel com ocupação independente das demais, perfeitamente identificável ou comprovável em função da finalidade de sua ocupação legal, dotado de instalação privativa ou comum para o uso dos serviços de abastecimento de água ou de coleta de esgoto. Ex: um prédio com 10 apartamentos possui uma ligação (um hidrômetro) e 10 economias.

4 Evolução de economias água e esgoto entre o 2T13 e o 2T14 ( 000) , ,0 2T13 Crescimento Orgânico Entrantes 2T14 Volume Faturado Volume faturado (milhares m³) 2T14 2T13 % 6M14 6M13 % Água ,2% ,5% Esgoto ,7% ,6% Total ,9% ,3% O aumento na base de clientes gerou por consequência a elevação no volume faturado de água no 2T14, que cresceu 15,2% frente ao mesmo período do ano anterior, e 13,5% no 6M14 frente ao 6M13. Evolução do Volume Faturado água e esgoto entre o 2T13 e o 2T14 ( 000) 37, ,343 42,730 2T13 Crescimento Orgânico Entrantes 2T14 As novas concessionárias Águas de Barra do Garças, Águas de Confresa, Águas de Matão, Águas de Diamantino e Águas de São Francisco, explicam 50,7% deste aumento, e o restante é atribuído ao crescimento orgânico das demais concessionárias. Em termos individuais, a concessionária Prolagos apresentou a maior elevação, 13,4%, o que explica 31,0% da variação total do período analisado.

5 Em relação ao volume faturado de esgoto, houve um aumento de 9,7% frente ao 2T13, e 10,6% frente ao 6M13. As novas concessionárias Águas de Barra do Garças e Águas de Matão, explicam 49,7% deste aumento, e o restante é atribuído ao crescimento orgânico das demais concessionárias. À concessionária Águas Guariroba é atribuída a maior razão do aumento, explicando 29,8% da variação total do período analisado. Os 33 municípios atendidos pelas unidades da Aegea abrangem uma população de aproximadamente 2,3 milhões de habitantes segundo o censo do IBGE 2010 estimando a população para Os municípios são amplamente horizontais, a classe de clientes é em grande maioria composta por residências (88%), conforme gráfico abaixo: Volume Faturado de Água por Classe - 2T14 8% 0% 4% 88% Residencial Comercial Industrial Pública

6 Custos e Despesas Custos e Despesas ('000) 2T14 2T13 Δ % 06M14 06M13 Δ % Pessoal % % Serviços de terceiros % % Conservação e manutenção % % Materiais, equip. e veículos % % Custo de concessão % % Energia Elétrica % % Produtos químicos % % Outros Custos* % % Sub-total % % Amortização % % Provisão devedores duvidosos % % Provisão para contingências (1.417) (3.160) -55% 825 (3.131) -126% Sub-total % % P&D % % Total % % *Contemplam as linhas de Resultado de Equivalência Patrimonial, Outras Receitas Operacionais, e Outras Despesas Operacionais das nossas Demonstrações Financeiras. Os custos e despesas apresentaram uma estabilidade entre o 2T14 comparado com 2T13, as maiores variações são explicadas pelo incremento de energia elétrica e pessoal, compensados pela redução em provisões. Os incrementos em energia elétrica e pessoal são explicados, em parte, pela entrada de novos negócios que representam 33% do aumento. Pesquisa & Desenvolvimento Conduzida por uma equipe exclusiva, a prospecção de novos negócios recebeu no 2T14 investimentos de R$5,2 milhões, volume 53,8% superior ao dispendido em 2T13. As prospecções e projetos ocorrem pelo desenvolvimento de PMIs - Procedimentos de Manifestação de Interesse, bem como através de fusões e aquisições. Inadimplência 180 Dias A taxa de Inadimplência de 180 dias sofreu uma pequena elevação de 0,6 p.p. entre o 2T13 e o 2T14. Inadimplência 180 Dias 3.6% 4.2% 2T13 2T14

7 Índice de Perdas na distribuição de água¹ O índice consolidado de perdas na distribuição entre o 2T13 e o 2T14 ficou praticamente estável no período em 30,5%, mesmo com a inclusão das entrantes Águas de Barra do Garças, Águas de São Francisco e Águas de Matão, que apresentam índices de perdas superior a 50%. Quando consideradas somente as operações de Guariroba, Prolagos e Xingu, observamos uma queda acentuada de 3,5 pontos percentuais (p.p.) no período em questão. O gráfico abaixo expõe o ganho de eficiência durante o processo de padronização operacional nas unidades adquiridas mais recentemente: Índice de Perdas na distribuição de água¹ por níveis de maturidade 54.9% 50.5% 34.0% 30.7% 33.4% 33.5% 30.4% 30.5% Aegea Consolidada 32.3% 32.1% 28.3% 27.2% AG + PRL + NX Entrantes 1T13 2T13 3T13 4T13 1T14 2T IN049 (SNIS) - Índice Perdas na distribuição (%): (Vol. de água Produzido (m³) + Vol. de água Tratada Importado (m³) Vol. Água serviço (m³)) - Vol. Água Consumido (m³) Volume de água Produzido (m³) + Volume de água Tratada Importado (m³) Vol. Água serviço (m³) EBITDA EBITDA ( 000) 2T14 2T13 Δ % 06M14 06M13 Δ % EBIT - Lucro Operacional ,9% ,2% (+) Depreciação e Amortização ,1% ,6% EBITDA ,6% ,1% (+) P&D ,8% ,8% EBITDA Ajustado ,3% ,7% Margem EBITDA 39,2% 34,9% 41,3% 45,9% Margem EBITDA Ajustado 43,0% 37,8% 44,9% 48,7%

8 Endividamento A Aegea encerrou o 2T14 com saldo de caixa e equivalentes de caixa no valor total de R$520,7 milhões. A dívida bruta da Aegea nessa mesma data atingiu R$1,1 bilhão. Endividamento (R$ Mil) 2T14 2T13 Δ % EBITDA (12 meses) ,1% Dívida Líquida ,5% (+) Dívida Bruta ,2% (-) Caixa e Disponibilidades ( ) ( ) 100,2% Dívida Líquida / EBITDA 2,6 2,4 Os índices de alavancagem da Companhia são conservadores, mesmo após captações de novas dívidas entre o 2T13 e o 2T14 equivalentes a um total de R$405 milhões. Em bases consolidadas, a alavancagem financeira da Companhia, medida pelo índice Dívida Líquida/EBITDA, é de 2,6 vezes em 2T14 frente a 2,4 vezes em 2T13. A companhia alcançou um perfil de endividamento bastante alongado, dispondo de conforto financeiro em curto e médio prazo. A dívida de curto prazo representa no fechamento do 2T14 20,1% do endividamento bruto, e os 79,9% restantes alocados em longo prazo. O caixa da companhia representa 2,3x o endividamento de curto prazo. Cronograma de Amortização do Longo Prazo (em milhões de R$) A partir de 2019 Others Empréstimos Ponte

9 Perfil de Distribuição da Dívida 20.1% Curto Prazo Longo Prazo 79.9% Endividamento Bruto por Indexador 0.3% 10.7% 64.1% 24.9% TR CDI TJLP PRE A companhia possui fontes de financiamento bastante diversificada, coerente com a estratégia de mitigação de riscos da companhia. Estrutura de Capital Entre o 2T13 e o 2T14 a estrutura de capital da Companhia se tornou mais sólida. Houve um avanço de 8,2% no Patrimônio Líquido (PL) da Companhia sobre a composição PL + Dívida Líquida, explicado pelo aumento do capital social realizado no período. Estrutura de Capital % 38.2% Dívida Líquida Patrimônio líquido 53.7% 61.8% 2T13 2T14

10 Demonstrações Financeiras Balanço Patrimonial (Valores em milhares de R$) Aegea Consolidada 30/06/ /12/2013 ATIVO TOTAL Ativo Circulante Caixa e equivalentes de caixa Aplicações Financeiras Vinculadas Contas a Receber de Clientes Estoques Ativo fiscal corrente Adiantamento a fornecedores Outros Créditos Ativo Não Circulante Aplicações financeiras Contas a receber de clientes Ativo fiscal não corrente Contas correntes a receber de partes relacionadas Ativo fiscal diferido Outros créditos Investimentos Imobilizado Intangível Aegea Consolidada 30/06/ /12/2013 PASSIVO TOTAL Passivo Circulante Fornecedores e empreiteiros Empréstimos, Financiamentos e Debêntures Contas correntes a pagar para partes relacionadas Obrigações trabalhistas e sociais Obrigações fiscais Imposto de renda e contribuição social Parcelamento dos impostos Outras Obrigações Passivo Não Circulante Empréstimos, Financiamentos e Debêntures Parcelamento dos impostos Provisões para contingência Imposto de Renda e Contribuição Social Diferidos Outras contas a pagar Patrimônio Líquido Capital Social Reservas de Lucros Lucro e prejuizos acumulados Participações de Acionistas Não Controladores

11 Demonstração do Resultado do Exercício (Valores em milhares de R$) Aegea Consolidada 30/06/ /06/2013 Receita bruta Receita direta Receita de construção Deduções da receita bruta (43.081) (36.960) Receita operacional líquida Custos dos serviços prestados ( ) ( ) Custos operacionais (97.194) (92.527) Custos de Construção ( ) (97.272) Despesas Operacionais (87.676) (68.226) Gerais e administrativas (77.728) (61.539) Pesquisa e desenvolvimento (9.948) (6.687) Resultado de equivalência patrimonial Outras receitas e despesas operacionais lí (811) EBIT - Lucro operacional Receitas e despesas financeiras líquidas (23.169) (28.022) Imposto de renda e contribuição social (26.011) (28.140) Corrente (20.188) (21.729) Diferido (5.823) (6.411) Lucro líquido do período Relações com Investidores CNPJ: / NIRE: Aegea Saneamento e Participações S.A.

Aegea Saneamento e Participações S.A. Companhia Aberta CNPJ nº / NIRE: Código CVM

Aegea Saneamento e Participações S.A. Companhia Aberta CNPJ nº / NIRE: Código CVM Aegea Saneamento e Participações S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 08.827.501/0001-58 NIRE: 35.300.435.613 Código CVM 2339-6 Receita líquida* da Aegea atinge no 4T15 R$231,6 milhões, alta de 39,7% em comparação

Leia mais

APIMEC COPASA Divulgação 1T08

APIMEC COPASA Divulgação 1T08 APIMEC COPASA 2008 Highlights 1T08 A Receita Líquida no 1T08 foi de R$ 467 milhões um crescimento de 8,4% em relação ao 1T07. O EBITDA no trimestre atingiu R$ 191 milhões ante R$ 174 milhões no 1T07. Reajuste

Leia mais

SOMOS Educação ER 1T17

SOMOS Educação ER 1T17 SOMOS Educação ER 1T17 1 São Paulo, 15 de maio de 2017 A SOMOS Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 1º trimestre de 2017 ( 1T17 ). Os comentários aqui incluídos referem-se aos

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.888 67.330 Fornecedores 4.797 8.340 Aplicações financeiras 3.341

Leia mais

Teleconferência. Resultados do 2T de Agosto de 2011

Teleconferência. Resultados do 2T de Agosto de 2011 Teleconferência Resultados do 2T11 1 12 de Agosto de 2011 AVISO LEGAL Esta apresentação poderá conter considerações referentes as perspectivas futuras do negócio, estimativas de resultados operacionais

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016 Resultados do 1º trimestre de 2016 Cataguases, 13 de maio de 2016 A Administração da ( Energisa Borborema ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. CNPJ: 42.540.2 11/000 1-6 7 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE SETEMBRO A T I V O 2005 2004 CIRCULANTE Numerário disponível 805 12.378 Aplicações

Leia mais

Conference Call de Resultado OPÇÕES 1T16

Conference Call de Resultado OPÇÕES 1T16 Conference Call de Resultado OPÇÕES 1T16 Agenda Destaques do 1T16 Inaugurações e Eventos Relevantes Projetos em Andamento Resultados Destaques do 1T16 (1/2) EBITDA atingiu R$ 129 milhões no 1T16, crescimento

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2015 e 2014: Descrição 1T15 1T14 Variação %

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2015 e 2014: Descrição 1T15 1T14 Variação % Resultados do 1º trimestre de 2015 São Paulo, 15 de maio de 2015 A Administração da Empresa de Distribuição de Energia Vale Paranapanema S/A ( EDEVP ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre

Leia mais

Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006

Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006 Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006 São Paulo, 03 de agosto de 2006. Confab Industrial S.A. (BOVESPA:CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes aos

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T14

Teleconferência de Resultados 4T14 Teleconferência de Resultados DESTAQUES A Receita Operacional Líquida (ROL) atingiu R$ 3.452,2 MM em. Forte crescimento das operações Contact Center na América Latina (ex-brasil), que totalizaram uma receita

Leia mais

2

2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Controladora Consolidado ATIVO Jun 2009 Set 2009 Jun 2009 Set 2009 Circulante Disponibilidades 23,0 37,4 56,1 92,1 Contas a receber de clientes 62,8 72,8 114,2 125,9 Estoques

Leia mais

2T17. Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17. carros

2T17. Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17. carros 2T17 Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17 carros Divulgação de Resultados 2T17 e 1S17 Frota em 30/06/2017: 151.750 carros Destaques Operacionais Diárias - Aluguel de Carros (mil) Destaques Financeiros Receita

Leia mais

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2016 e 2015: Descrição 1T16 1T15 Variação %

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2016 e 2015: Descrição 1T16 1T15 Variação % Resultados do 1º trimestre de 2016 Guarapuava, 13 de maio de 2016 A Administração da ( CFLO ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras e operacionais

Leia mais

2T05 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005

2T05 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005 2T05 MRS BATE NOVOS RECORDES: 9,35 MILHÕES DE TONELADAS EM MAIO E ATINGE LUCRO LÍQUIDO DE MAIS DE R$199 MILHÕES NO 1 SEMESTRE A MRS Logística S.A.

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2016 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 7.061 Fornecedores 33.947 Contas a Receber 41.832

Leia mais

Divulgação de Resultado 4T15

Divulgação de Resultado 4T15 Divulgação de Resultado 4T15 1 Dados de mercado em 17/03/2016 Cotação: R$2,12 Valor de Mercado: R$140.103.091,68 T e l e c o n f e r ê n c i a 4T15 Teleconferência em português: 18 de março de 2016 Sexta-feira,

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16. Viver Anuncia os Resultados do Primeiro Trimestre de Destaques

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16. Viver Anuncia os Resultados do Primeiro Trimestre de Destaques DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16 Teleconferência de Resultados Segunda-feira, 16 de maio de 2016 Português - com tradução simultânea para o inglês 10h00 (horário de Brasília) 09h00 (horário de Nova York)

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 ATIVO NE 31/12/2015 31/12/2014 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2015 31/12/2014 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 90.705.601 82.095.096

Leia mais

DESTAQUES OPERACIONAIS E FINANCEIROS DO 3T05 E 9M05

DESTAQUES OPERACIONAIS E FINANCEIROS DO 3T05 E 9M05 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$74,5 milhões ou R$0,97 por ação no 3T05 e R$167,9 milhões ou R$2,18 por ação em 9M05 Crescimento de 12,1% dos Prêmios Auferidos na comparação trimestral e 19,3%

Leia mais

A Taxa de Ocupação dos veículos no segmento de Aluguel de Carros RAC (excluindo Franquias) foi de 77,4% no 1T14, 6,9p.p. acima da realizada no 1T13.

A Taxa de Ocupação dos veículos no segmento de Aluguel de Carros RAC (excluindo Franquias) foi de 77,4% no 1T14, 6,9p.p. acima da realizada no 1T13. São Paulo, 02 de Maio de 2014 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2014 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 78.050 132.536 Fornecedores 23.096 19.064 Contas

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO CNPJ. 13.018.171/000190 BALANÇO PATRIMONIAL EM R$. 1,00 A T I V O 31.12.2007 31.12.2006 ATIVO CIRCULANTE 138.417.550 134.143.301 Caixa e Bancos 1.286.238 3.838.555

Leia mais

Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008

Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008 Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008 São Paulo, 30 de outubro de 2008. Confab Industrial S.A. (BOVESPA: CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes ao

Leia mais

Receita Líquida Consolidada de Mercadorias

Receita Líquida Consolidada de Mercadorias 2 Nota Importante Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas de crescimento da Guararapes

Leia mais

A GRU Airport anuncia EBITDA ajustado de R$ 218,2 milhões com margem de 55,3% no 2T16.

A GRU Airport anuncia EBITDA ajustado de R$ 218,2 milhões com margem de 55,3% no 2T16. A GRU Airport anuncia EBITDA ajustado de R$ 218,2 milhões com margem de 55,3% no 2T16. São Paulo, 10 de agosto de 2016 As informações trimestrais (2TR) e as demonstrações financeiras padronizadas (DFP)

Leia mais

Receita Líquida Consolidada de Mercadorias

Receita Líquida Consolidada de Mercadorias RESULTADOS 1T15 2 Nota Importante Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas de crescimento

Leia mais

Pomi Frutas divulga resultados do 1T17

Pomi Frutas divulga resultados do 1T17 Pomi Frutas divulga resultados do 1T17 Fraiburgo, 12 de maio de 2017 A Pomi Frutas S.A.(BM&FBovespa: FRTA3) Pomi Frutas ou Companhia, pioneira na produção e comercialização de maçãs in-natura e processadas

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T16

Apresentação de Resultados 3T16 Estação de Tratamento de Esgoto Arrudas Apresentação de Resultados 3T16 11 de Novembro de 2016 AVISO Eventuais declarações que possam ser feitas durante esta apresentação, relativas às perspectivas de

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T16. 6 de maio de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 6 de maio de 2016 Magazine Luiza Destaques Vendas E-commerce Margem Bruta EBITDA e Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento Luizacred Aumento da receita bruta de 3% totalizando

Leia mais

Destaques 1S15 e Eventos Subsequentes

Destaques 1S15 e Eventos Subsequentes Resultados 2T15 Aviso Legal As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, as quais abrangem a legislação societária, os

Leia mais

Earnings Release 3T13

Earnings Release 3T13 UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 3T13 E DOS 9M13 São Paulo, 12 de novembro de 2013 A UNIPAR CARBOCLORO S.A. (BM&FBOVESPA: UNIP3, UNIP5 e UNIP6) divulga hoje os resultados referentes ao terceiro

Leia mais

Divulgação de Resultado 1T15

Divulgação de Resultado 1T15 Divulgação de Resultado 1T15 1 Dados de mercado em 07/05/2015 Cotação: R$2,35 Valor de Mercado: R$155.302.955,40 T e l e c o n f e r ê n c i a 1T15 Teleconferência em português 08 de maio de 2015 Sexta-feira,

Leia mais

4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013

4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013 4º Trimestre 2012 Apresentação de Resultados 11 de Março de 2013 Disclaimer Considerações futuras, se contidas nesse documento, são exclusivamente relacionadas às perspectivas do negócio, estimativas de

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE. Análise de Resultados. CPFL Energia (Controladora)

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE. Análise de Resultados. CPFL Energia (Controladora) COMENTÁRIO DE DESEMPENHO DA COMPANHIA NO TRIMESTRE Análise de Resultados CPFL Energia (Controladora) Neste trimestre, o Lucro Líquido foi de R$ 229.334, sendo 20,3% (R$ 58.596) inferior ao mesmo trimestre

Leia mais

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016

Brasil Pharma. Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 Brasil Pharma Conferência de Resultados 2T16 11 de Agosto de 2016 2 Destaques 2T16 Destaques: Margem Bruta Margem bruta de 30,0%, com crescimento de 1,6 p.p. em relação ao 1T16 e 2,4 p.p. em relação ao

Leia mais

Apresentação Apimec São Paulo EcoRodovias Infraestrutura e Logística S.A. Março de 2015

Apresentação Apimec São Paulo EcoRodovias Infraestrutura e Logística S.A. Março de 2015 Apresentação Apimec São Paulo EcoRodovias Infraestrutura e Logística S.A. Março de 2015 ESTRUTURA SOCIETÁRIA E ATIVOS ATUAIS DESEMPENHO FINANCEIRO CONSOLIDADO OPORTUNIDADES DE CRESCIMENTO DESEMPENHO ACIONÁRIO

Leia mais

Resultados R$ Milhões

Resultados R$ Milhões 1 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido 2 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido Ajustado CAGR: 13,6%aa CAGR: 30,1%aa 3 Resultados R$ Milhões Lucro Líquido Trimestral Recorrente 4 Resultados R$ Milhões Patrimônio

Leia mais

1º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. Ganhos consistentes de market share e melhora na tendência de vendas

1º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. Ganhos consistentes de market share e melhora na tendência de vendas \ Ganhos consistentes de market share e melhora na tendência de vendas A receita líquida totalizou R$4,7 bilhões no 1T16, com melhora sequencial nas vendas mesmas lojas durante o trimestre e ganho de market

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVO Exercício Atual PASSIVO Exercício Atual ATIVO CIRCULANTE 652.201,35 PASSIVO CIRCULANTE 236.288,68 Caixa e Equivalentes de Caixa 652.201,35 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) 4T04 3T05 4T05

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) 4T04 3T05 4T05 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 09 de fevereiro de 2006. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT; BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

Ecovias dos Imigrantes anuncia resultados do 1T16 Lucro líquido cresceu 16,9% no 1T16

Ecovias dos Imigrantes anuncia resultados do 1T16 Lucro líquido cresceu 16,9% no 1T16 Ecovias dos Imigrantes anuncia resultados do 1T16 Lucro líquido cresceu 16,9% no 1T16 São Bernardo do Campo, 12 de maio de 2016 A Concessionária Ecovias dos Imigrantes S.A. anuncia seus resultados referentes

Leia mais

1. ANÁLISE DE DESEMPENHO OPERACIONAL DA AUTOBAN. Janeiro a Março/2013

1. ANÁLISE DE DESEMPENHO OPERACIONAL DA AUTOBAN. Janeiro a Março/2013 1. ANÁLISE DE DESEMPENHO OPERACIONAL DA AUTOBAN Janeiro a Março/2013 As informações financeiras e operacionais abaixo são apresentadas de acordo com a Legislação Societária e as comparações são referentes

Leia mais

ATIVO

ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO CONTROLADORA CONSOLIDADO ATIVO CIRCULANTE Numerário disponível 5.803 1.361 17.311 8.292 Aplicações no mercado aberto 1.216.028 665.948 1.216.530

Leia mais

Destaques Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões

Destaques Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões Reunião Pública com APIMEC - SP Resultados 2010 e 4T10 06 de Abril de 2011 Destaques 2010 Abertura de Capital, 100% primária e listagem no Novo Mercado, com captação bruta de R$ 477,9 milhões Receita Bruta

Leia mais

Etapas da análise das demonstrações

Etapas da análise das demonstrações Etapas da Análise das Demonstrações Financeiras Etapas da análise das demonstrações Coleta de dados Conferência dos dados coletados Preparação dos dados para análise Processamento dos dados Análise dos

Leia mais

PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS. DESTAQUES Financeiro. Operacional. Estratégico

PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS. DESTAQUES Financeiro. Operacional. Estratégico São Paulo, 15 de agosto de 2016 - A SOMOS Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 2º trimestre de 2016 (2T16) e do primeiro semestre de 2016 (1S16). Os comentários aqui incluídos

Leia mais

Receita Líquida Consolidada de Mercadorias

Receita Líquida Consolidada de Mercadorias 2 Nota Importante Esta apresentação contém considerações futuras referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e às perspectivas de crescimento da Guararapes

Leia mais

Comentários da Administração, Referente ao 3º Trimestre de 2015

Comentários da Administração, Referente ao 3º Trimestre de 2015 Comentários da Administração, Referente ao 3º Trimestre de 2015 1. Dados Gerais de Atendimento 1.1. Sistema de Abastecimento de Água Os resultados do 3º trimestre de 2015, quando comparado com o mesmo

Leia mais

EXERCICIOS SOBRE DFC. As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em X2, eram os seguintes:

EXERCICIOS SOBRE DFC. As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em X2, eram os seguintes: EXERCICIOS SOBRE DFC As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em 31.12.X2, eram os seguintes: ATIVO X1 X2 PASSIVO X1 X2 Disponível 3.000 1.500 Fornecedores 54.000

Leia mais

DESTAQUES. Após tornar-se efetiva a operação, a EDF Internacional remanescerá com 10% das ações da Companhia.

DESTAQUES. Após tornar-se efetiva a operação, a EDF Internacional remanescerá com 10% das ações da Companhia. Rio de Janeiro, Brasil, 25 de Julho de 2006 - A LIGHT S.A. ( LIGT3 ), controladora das empresas do GRUPO LIGHT, anuncia seu resultado relativo ao 1 Semestre de 2006. A cotação do dólar em 30/06/2006 era

Leia mais

Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014

Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014 Renar atinge R$4,7 milhões de EBITDA no 1S14 (+R$8,3mm vs. 1S13), e Revisa Guidance 2014 Resultado do 1S14 é o melhor dos últimos 10 anos Fraiburgo, 13 de agosto de 2014 A Renar Maçãs (BM&FBovespa: RNAR3)

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO Legislação Societária CIRCULANTE Numerário disponível 8.081 6.646 Consumidores e revendedores 83.995 67.906 Devedores

Leia mais

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: /

Informações Trimestrais 31/03/2016. Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: / Informações Trimestrais 31/03/2016 Localiza Rent a Car S.A. CNPJ/MF: 16.670.085/0001 55 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário Capítulo 16 DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO 16.1 Planejamento Orçamentário 16.1 Planejamento orçamentário 16.2 Elaboração de quadros orçamentários 16.3 Projeções de resultados Administração Financeira:

Leia mais

2º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS

2º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS fg 2º TRIMESTRE DE 2016 Retomada do crescimento de vendas totais e mesmas lojas, aliada a ganho consistente de market share no mercado total a. A receita líquida totalizou R$4,3 bilhões no 2T16, com retomada

Leia mais

Magazine Luiza. Teleconferência de Resultados 1T17 05 de Maio de 2017

Magazine Luiza. Teleconferência de Resultados 1T17 05 de Maio de 2017 Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 1T17 05 de Maio de 2017 Destaques 1T17 Vendas E-commerce Lucro Bruto Despesas Operacionais EBITDA Lucro Líquido Capital de Giro Endividamento Luizacred Vendas

Leia mais

CNPJ /

CNPJ / 1 CNPJ 07.522.669/0001-92 Demonstrações Contábeis Regulatórias dos Exercícios findos em 31 de dezembro de 2012 e 2011 Conteúdo Balanço Patrimonial Regulatório 3 Demonstração do Resultado Regulatória 5

Leia mais

TEGMA anuncia crescimento de 19,2% da Receita Líquida em 2012

TEGMA anuncia crescimento de 19,2% da Receita Líquida em 2012 TEGMA anuncia crescimento de 19,2% da Receita Líquida em 2012 Teleconferência de Resultados do 4T12 Data: Terça Feira, 02 de abril de 2013 > Português 10:00 (Brasília) 07:00 (US-ET) Tel.: +55 (11) 2188-0155

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17. Viver Anuncia os Resultados do Segundo Trimestre do Ano de Destaques

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17. Viver Anuncia os Resultados do Segundo Trimestre do Ano de Destaques DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17 Teleconferência de Resultados Segunda-feira, 14 de agosto de 2017 Português - com tradução simultânea para o inglês 10h00 (horário de Brasília) 09h00 (horário de Nova York)

Leia mais

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências

Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total Patrimônio Líquido Depósitos Totais Nº de Agências Market Share Indicadores Mar/09 Mar/10 Mar/11 Mar/12 Mar/13 Ativo Total 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido 12º 11º 12º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 8º 7º Nº de Agências 7º 7º 7º 7º 7º Fonte: Banco

Leia mais

Informações Consolidadas

Informações Consolidadas METALÚRGICA GERDAU S.A. e empresas controladas Desempenho da Gerdau no 2 o trimestre As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Metalúrgica Gerdau S.A. são apresentadas em conformidade com as normas

Leia mais

Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17. MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17. MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17 MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de 2017 14h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 1T17 As vendas ao Mercado Interno Equipamento Original (EO Interno) cresceram

Leia mais

UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14

UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14 UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14 São Paulo, 15 de maio de 2014 A UNIPAR CARBOCLORO S.A. (BM&FBOVESPA: UNIP3, UNIP5 e UNIP6), empresa brasileira líder de mercado na Região Sudeste na fabricação

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ UNICASA INDÚSTRIA DE MÓVEIS S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ UNICASA INDÚSTRIA DE MÓVEIS S.A. Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 1999.

TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 1999. Contatos: Walmir Urbano Kesseli Joana Dark Fonseca Serafim Telefone: (041)305-5447 Fax: (041)305-3074 E-mail: joana.serafim@telecelularsul.com.br Homepage: www.telecelularsul.com.br TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES

Leia mais

Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%.

Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%. Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%. São Paulo, 27 de outubro de 2011 A Autometal S.A. [Bovespa:

Leia mais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais

Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. Balanço Patrimonial Consolidado em 31 de dezembro de 2014 Em milhares de reais Ativo Passivo e Patrimônio Líquido Circulante R$ Circulante R$ Caixa e equivalentes

Leia mais

1T16 DESTAQUES DO 1T16:

1T16 DESTAQUES DO 1T16: Multiner Resultados do 1 Trimestre de 2016 Rio de Janeiro, 19 de maio de 2016 Multiner S.A. Multiner ou Companhia anuncia os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2016 ( 1T16 ). As informações

Leia mais

2T15. Comentários de Desempenho. DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS 2T15 e 1S15

2T15. Comentários de Desempenho. DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS 2T15 e 1S15 São Paulo, 03 de Agosto de 2015 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do segundo trimestre de 2015 (2T15) e do primeiro semestre de 2015 (1S15). As informações financeiras

Leia mais

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º semestre de 2015

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º semestre de 2015 Resultados do 1º semestre de 2015 Cataguases, 14 de agosto de 2015 A Administração da ( Energisa Borborema ou Companhia ) apresenta os resultados do segundo trimestre (2T15) e dos primeiros seis meses

Leia mais

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA Base Legal CPC 03 e Seção 07 da NBC TG 1.000 O presente auto estudo embasará os conceitos e procedimentos técnicos contemplados no CPC 03 (IFRS Integral) e na Seção 07

Leia mais

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras

31/03/ /12/ /03/ /12/2015 Caixa e Bancos Aplicações financeiras NOTAS EXPLICATIVAS DAS INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS - ITR (Em milhares de Reais, exceto quando indicado de outra forma) 1 - CONTEXTO OPERACIONAL Bicicletas Monark S.A. ( Companhia ) tem por objetivo a industrialização

Leia mais

Análise das Demonstrações Contábeis Aplicações Práticas

Análise das Demonstrações Contábeis Aplicações Práticas Introdução O capítulo desenvolverá aplicações práticas do processo de análise econômico-financeira com base nas demonstrações de uma empresa de eletroeletrônicos Todos os valores dos demonstrativos estão

Leia mais

Divulgação de resultados 4T13

Divulgação de resultados 4T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre e do ano de 2013 Rio de Janeiro, 18 de março de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado

Leia mais

Resultado Consolidado Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso

Resultado Consolidado Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso Resultado Consolidado 2010 Resultados refletem Eficiência Operacional e Estratégia de Sucesso Aviso Legal As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram elaboradas de acordo com as práticas

Leia mais

Demonstrações Contábeis Obrigatórias

Demonstrações Contábeis Obrigatórias ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NO BRASIL Demonstrações Contábeis Obrigatórias Balanço Patrimonial (BP) Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS EDITAL SISTEMATIZADO APRESENTAÇÃO... 21

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS EDITAL SISTEMATIZADO APRESENTAÇÃO... 21 Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 13 EDITAL SISTEMATIZADO... 15 APRESENTAÇÃO... 21 CAPÍTULO I NOÇÕES DE CONTABILIDADE... 23 1. Noções de contabilidade...23 1.1. Conceitos,

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ EMBRAER EMPR BRAS. DE AERONAUTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ EMBRAER EMPR BRAS. DE AERONAUTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day

Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day Você espera o melhor. A gente faz. Locamerica Day SEÇÃO 1 Visão Geral da Companhia História de Empreendedorismo e Crescimento 2015/16 1993 Fundação com 16 carros 2008 PRIVATE EQUITY Maior disciplina financeira

Leia mais

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013

Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Divulgação dos Resultados 4T13 e 2013 Market Share Indicadores dez/09 dez/10 dez/11 dez/12 set/13 Ativo Total * 10º 11º 11º 11º 11º Patrimônio Líquido * 11º 12º 11º 11º 11º Depósitos Totais 8º 8º 8º 7º

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

PRINCIPAIS DESTAQUES

PRINCIPAIS DESTAQUES RESULTADOS DO 1T16 Divulgação Imediata A MRS atinge marcas históricas no 1T16, com recordes de transporte tanto no Heavy Haul (minério de ferro, carvão e coque) quanto na Carga Geral (demais produtos transportados).

Leia mais

Divulgação de Resultados 4T16 e 2016

Divulgação de Resultados 4T16 e 2016 Divulgação de Resultados 4T16 e 2016 Destaques 4T16 e 2016 Diárias - Aluguel de Carros (mil) Receita líquida (R$ milhões) 5.266 4.846 4.242 4.308 3.812 3.780 3.871 4.111 2015 2016 2015 2016 2015 2016 2015

Leia mais

Earnings Release. Relações com Investidores. Destaques do 1T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 1T11

Earnings Release. Relações com Investidores. Destaques do 1T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 1T11 Relações com Investidores Bruno Padilha de Lima Costa Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brasilinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 1T11 Terça-feira, 17 de maio de 2011

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16

Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16 Divulgação de Resultados 3T16 e 9M16 Destaques 3T16 Receita líquida - Aluguel de Carros (R$ milhões) Receita líquida - Gestão de Frotas (R$ milhões) 317,1 362,5 154,1 163,5 3T15 3T16 3T15 3T16 Evolução

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ ALPARGATAS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

17 de Maio de 2010 Anhanguera Educacional S.A.

17 de Maio de 2010 Anhanguera Educacional S.A. Resultado 1T10 17 de Maio de 2010 1 1 Aviso Este documento contém declarações futuras, que podem ser identificadas por palavras como espera, pretende, planeja, acredita, procura, estima ou palavras de

Leia mais

EcoRodovias Concessões anuncia resultado do 1T16: Lucro líquido atinge R$ 122,1 milhões, crescimento de 38,0%

EcoRodovias Concessões anuncia resultado do 1T16: Lucro líquido atinge R$ 122,1 milhões, crescimento de 38,0% EcoRodovias Concessões anuncia resultado do 1T16: Lucro líquido atinge R$ 122,1 milhões, crescimento de 38,0% São Bernardo do Campo, 12 de maio de 2016 EcoRodovias Concessões e Serviços S.A. anuncia seus

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

Alfredo Preto Neto Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos

Alfredo Preto Neto Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos Alfredo Preto Neto Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos Medindo Resultados Medir o desempenho da empresa é fundamental para o sucesso e a boa gestão. Não se trata apenas de uma boa prática gerencial,

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T de agosto de Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T de agosto de Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T16 04 de agosto de 2016 Magazine Luiza Destaques do 2T16 Vendas e Margem Bruta E-commerce Despesas Operacionais EBITDA e Lucro Líquido Endividamento Crescimento da receita

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 1T16

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 1T16 1) VISÃO GERAL DA COMPANHIA A Iochpe-Maxion é uma companhia global, líder mundial na produção de rodas automotivas, um dos principais produtores de componentes estruturais automotivos nas Américas e também

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AES TIETE ENERGIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais