Sistemas Operacionais. Usuários e Grupos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas Operacionais. Usuários e Grupos"

Transcrição

1 Sistemas Operacionais Usuários e Grupos

2 Introdução O Linux foi desenvolvido desde o começo para trabalhar em rede. Por isso, ele possui suporte a usuários e grupos, que garantem uma organização e segurança ao sistema. Cada usuário possui uma identificação e uma senha, sem a qual não é possível acessar o sistema. Além disso, cada usuário deve fazer parte de pelo menos um grupo, o que vai lhe garantir acesso a determinados componentes do sistema de acordo com a determinação do administrador. Para você entender melhor, suponhamos que o administrador do sistema crie um grupo chamado "audio" e determine que somente os usuários que pertençam a esse grupo tenham acesso à placa de som. Sendo assim, se o administrador não definir você como integrante do grupo audio, você não poderá ouvir música ou qualquer tipo de som.

3 Introdução Seguindo essa idéia, existem diversos grupos num sistema GNU/Linux, cada um com seus privilégios de acesso a determinados componentes e funções do sistema, de forma que é possível definir facilmente os privilégios de cada usuário, apenas incluindo-o nos respectivos grupos. Nos sistemas GNU/Linux, as informações sobre usuários e grupos podem ser armazenadas de diversas formas, dependendo da necessidade e complexidade do sistema, número de usuários, etc. Entretanto, essas informações, por padrão, ficam armazenadas em arquivos de texto dentro do diretório /etc/.

4 /etc/passwd Nesse arquivo ficam armazenadas as informações sobre os usuários. Ele é constituído de diversas linhas, uma para cada usuário. Essas linhas contém diversos campos, a saber: Login de usuário; Password criptografado; UID: O UID (User Identity, ou identidade de usuário) é o número de identificação do usuário; GID: O GID (Group Identity, ou identidade do grupo) é o número de identificação do grupo padrão do usuário; Comentários; Diretório pessoal; Shell.

5 /etc/shadow O arquivo /etc/passwd contém informações sobre todos os usuários, inclusive as suas senhas criptografadas. Ele é legível por todos os usuários e, por isso, estas senhas podem ser facilmente descobertas por crackers. Para evitar isso e aumentar a segurança do sistema, adotaram o sistema de sombreamento de senhas, o shadow passwords. Quando o sistema de sombreamento de senhas está disponível, o campo password do arquivo /etc/passwd é substituído por um "x" e a senha do usuário é armazenada no arquivo /etc/shadow. Este arquivo só pode ser lido pelo usuário root, o administrador do sistema, o que dificulta muito a ação de usuários maliciosos, aumentando a segurança das senhas dos usuários.

6 /etc/shadow O arquivo /etc/shadow é organizado da mesma forma que o /etc/passwd: uma linha para cada usuário, divididas em campos, que são: Login de usuário; Password criptografado; Tempo de expiração da senha. Exemplo: private:$1$3zkvpbv6$z.t9d907rvyicxufy3wwk.:12643:0:99999:7:::

7 /etc/group Este arquivo armazena as informações sobre os grupos de usuários. O formato é similar ao do /etc/passwd e seus campos são: Nome do grupo; Password; GID; Grupos membros do grupo. Abaixo as informações sobre o grupo financeiro" no /etc/group. financeiro:x:104:aldo,renan,marcia,michelle

8 /etc/gshadow O arquivo /etc/gshadow possui as mesmas funções do arquivo /etc/shadow, mas dificilmente veremos senhas aqui. financeiro:!:: teste:!:: tux:!::

9 Manipulando contas de usuários Somente o administrador do sistema pode criar, excluir ou modificar os dados dos usuários do sistema. Os procedimentos para a criação de uma nova conta de usuário são os seguintes: Criar uma entrada para o usuário no arquivo /etc/passwd; Especificar uma senha; Especificar um Shell de login; Criar um diretório pessoal para o usuário; Colocar neste diretório pessoal arquivos úteis ao usuário.

10 Manipulando contas de usuários Existem dois comandos que podem ser utilizados para adicionar um usuário. useradd e adduser. A principal diferença entre os dois comandos é que o entre em um modo interativo que pede informações como: nome do usuário, grupo de trabalho, senha, etc. Com o comando adduser, essas informações devem ser fornecidas posteriormente. Observação Ao criarmos um usuário, o sistema automaticamente criar um grupo com o nome desse usuário. Isso ocorre pois não podemos ter usuários sem vínculo com algum grupo.

11 Comando useradd useradd [opções] [login] -d: Especifica qual o diretório pessoal do usuário. O padrão é /home/[login]; -e: Especifica a data a partir da qual a conta do usuário será removida automaticamente. Use-a para criar uma conta de usuário temporária. O formato da data é AAAA-MM-DD (anomês-dia); -g: Especifica o grupo inicial ao qual o novo usuário irá pertencer. Pode ser o nome do grupo ou então o número (GID). O padrão desse parâmetro é users, ou 100; -m: Cria o diretório pessoal, especificado no parâmetro -d, se ele não existir.

12 Comando adduser adduser [opções] [login] --group: Se usado juntamente com o parâmetro --system, é criado um grupo com o mesmo nome e GID do usuário criado. Se usado sem o parâmetro --system, é criado um grupo com o nome fornecido; --home: Especifica o diretório pessoal do usuário. O padrão é /home/[login]; --shell: Especifica o Shell a ser utilizado pelo usuário; --no-create-home: Não cria o diretório pessoal, se ele não existir; --quiet: Não mostra mensagens sobre o progresso do processo de criação do usuário;

13 Expirando uma conta de usuário Desabilitar uma conta de usuário é impedir o usuário de acessar o sistema. Diferente do que ocorre quando se excluir uma conta, ao desabilitá-la as informações do usuário não são perdidas, caso elas sejam necessárias ou se deseje reabilitar a conta posteriormente. A melhor maneira de desabilitar uma conta de usuário é fazendo a sua conta expirar. Para isso, edite o arquivo /etc/shadow, procure pela linha que contém as informações da conta que você deseja desabilitar, vá no terceiro campo (delimitado por dois pontos), correspondente à data em que a senha foi modificada, e copie esse número subtraído de um para o oitavo campo.

14 Expirando uma conta de usuário Veja nesse exemplo, como expirar a senha do usuário "lanux": lanux:$1$etxjlnvq$klif2utvj5/lioh:12118:0:99999:7::: No terceiro campo encontramos o número Subtraímos 1 de 12118, obtendo-se e inserimos esse número no oitavo campo: lanux:$1$etxjlnvq$klif2utvj5/lioh:12118:0:99999:7::12117: Caso o usuário lanux do exemplo acima tente logar no sistema, receberá a seguinte mensagem: "Your account has expired; please contact your system administrator".

15 Comando - usermod Modifica uma conta de usuários existente. O comando usermod aceita quase os mesmos parâmetros do useradd. Sintaxe usermod [opções] usuário Parâmetros -L: trava a senha, desabilitando a conta -U: Destrava a senha do usuário, habilitando que ele possa novamente efetuar login no sistema.

16 Comandos userdel / deluser Exclui uma conta de usuário. Sintaxe userdel [opções] usuário Parâmetros -r: exclui o diretório do usuário -f: força a exclusão da conta do usuário, mesmo estando logado Uma conta de usuário também pode ser excluída com o comando deluser. Similar ao adduser, esse comando faz a exclusão de um usuário em modo interativo.

17 Comandos addgroup / groupadd Possuem a finalidade de adicionar um novo grupo ao sistema. No comando addgroup, uma mensagem informando o GID do grupo é retornada após a finalização do comando. Sintaxe addgroup <nomegrupo> groupadd <nomegrupo>

18 Comando groupmod Modifica parâmetros de um grupo existente. Sintaxe groupmod [opções] nomegruponovo grupoantigo Parâmetros -n nome: altera o nome do grupo -g: altera a GID do grupo -0: quando usado com g, permite repetir o número de GID

19 Comando groupdel / delgroup Excluem grupos do sistema. Sintaxe groupdel nomegrupo delgroup nomegrupo Observação O comando delgroup assim como o adduser leva o usuário a um modo interativo.

20 Comando passwd Altera ou define a senha de um usuário existente no sistema. Sintaxe passwd [opções] usuario Observação Caso o comando seja utilizado sem usuário, será alterada a senha do usuário logado na seção

21 Comando gpasswd Altera ou define a senha para um grupo do sistema. Sintaxe gpasswd [opções] nomegrupo

22 Comando pwconv / pwunconv pwconv Habilita o sombreamento de senhas do arquivo /etc/passwd. Quando o sombreamento está ativado, as senhas dos usuários são armazenadas no arquivo /etc/shadow. Esse arquivo somente o usuário administrador do sistema tem acesso. pwunconv Desabilita o sombreamento de senhas do arquivo /etc/group.

23 Comando grpconv / grpunconv grpconv Habilita o sombreamento de senhas do arquivo /etc/group. Quando o sombreamento está ativado, as senhas dos grupos são armazenadas no arquivo /etc/gshadow. Esse arquivo somente o usuário administrador do sistema tem acesso. grpunconv Desabilita o sombreamento de senhas do arquivo /etc/group.

Introdução a Sistemas Abertos

Introdução a Sistemas Abertos Introdução a Sistemas Abertos Manipulação de usuários filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução Em ambientes onde diversas pessoas utilizam o computador ou recursos de rede, é fundamental que existam restrições

Leia mais

Curso de extensão em Administração de Sistemas GNU/Linux Rogerio Bastos

Curso de extensão em Administração de Sistemas GNU/Linux Rogerio Bastos Curso de extensão em Administração de Sistemas GNU/Linux Rogerio Bastos Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal da Bahia 2012.1 Gerenciamento

Leia mais

Admistração de Redes de Computadores (ARC)

Admistração de Redes de Computadores (ARC) Admistração de Redes de Computadores (ARC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus São José Prof. Glauco Cardozo glauco.cardozo@ifsc.edu.br Um usuário Linux é uma

Leia mais

Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux

Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux Gerenciamento de Grupos e Usuários no Linux Material desenvolvido por Rafael Fernando Diorio Última revisão em 04/08/2013 www.diorio.com.br rafael@diorio.com.br Tópicos Introdução Arquivos de grupos e

Leia mais

Gerenciar usuário, contas de grupo e sistema de arquivos

Gerenciar usuário, contas de grupo e sistema de arquivos Gerenciar usuário, contas de grupo e sistema de arquivos - 2 Sumário Capítulo 1 Gerenciar usuário, contas de grupo e sistema...3 1.1. Objetivos... 3 1.2. Mãos a obra...4 Capítulo 2 Gerenciando... 14 2.1.

Leia mais

MÓDULO 01 INTRODUÇÃO AO LINUX

MÓDULO 01 INTRODUÇÃO AO LINUX MÓDULO 01 INTRODUÇÃO AO LINUX TÓPICO 21 TÓPICO 22 TÓPICO 23 COMANDOS GERAIS ARQUIVOS E DIRETÓRIOS USUÁRIOS TÓPICO 21 COMANDOS GERAIS man date df -h arch clear logout echo login sudo TEORIA O comando man

Leia mais

Gerenciamento de usuários e grupos

Gerenciamento de usuários e grupos Gerenciamento de usuários e grupos Todo sistema de gerência de usuário possui um id registrado no sistema. Com as informações de registro o Linux pode gerenciar o acesso aos usuários e as suas permissões

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais

Administração de Sistemas Operacionais Administração de Sistemas Operacionais Administração de Usuários e Arquivos Alex Furtunato CEFET/RN alex@cefetrn.br http://www.cefetrn.br/~alex Sumário Introdução Arquivos de configuração Comandos de administração

Leia mais

Introdução a Sistemas Abertos. Manipulação de Usuários e Permissões

Introdução a Sistemas Abertos. Manipulação de Usuários e Permissões Introdução a Sistemas Abertos Manipulação de Usuários e Permissões Conteúdo Programático! Criação de Contas! Comando de Criação! Arquivos afetados! Comando de troca de senha! Criação de Grupos! Permissões!

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Shell Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br 1 Interpretador de comandos Interpreta as instruções enviadas pelo usuário e seus programas ao sistema operacional (kernel) Executa

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 9 Manipulação de Usuários e Grupos

Sistema Operacional Unidade 9 Manipulação de Usuários e Grupos Sistema Operacional Unidade 9 Manipulação de Usuários e Grupos Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 MANIPULAÇÃO DE USUÁRIOS E GRUPOS... 3 #adduser... 3 Atributos de adduser... 3 #addgroup...

Leia mais

Administração de sistemas Linux. Estrutura de diretórios Linux O diretório /etc

Administração de sistemas Linux. Estrutura de diretórios Linux O diretório /etc Administração de sistemas Linux Estrutura de diretórios Linux O diretório /etc O diretório /etc guarda os arquivos de configuração do sistemas, dos serviços disponíveis e dos aplicativos instalados. Conhecer

Leia mais

Sistemas Operacionais de Redes. Aula: Gerenciamento de usuários e grupos Professor: Jefferson Silva

Sistemas Operacionais de Redes. Aula: Gerenciamento de usuários e grupos Professor: Jefferson Silva Sistemas Operacionais de Redes Aula: Gerenciamento de usuários e grupos Professor: Jefferson Silva Agenda Entender o que são usuários e grupos Conhecer os arquivos onde essas informações ficam salvas Utilizar

Leia mais

Linux : Administração de Usuários e Grupos

Linux : Administração de Usuários e Grupos Linux : Administração de Usuários e Grupos Fundamento para entender e operar o sistema. Rotina de administrador de sistema. Permite o gerenciamento de sistemas Unix-like e não somente sistemas Linux. Depende

Leia mais

Fundamentos e Prática em Informática LINUX Gerenciamento de Usuários e Grupos

Fundamentos e Prática em Informática LINUX Gerenciamento de Usuários e Grupos Fundamentos e Prática em Informática LINUX Gerenciamento de Usuários e Grupos lara.popov@ifsc.edu.br Gerenciamento Como qualquer sistema operacional multitarefa e multiusuário, o administrador do sistema

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Linux: Adicionando Usuários Fabricio Breve Introdução Administradores precisam ter um entendimento completo de como funcionam contas Linux Contas

Leia mais

Trivia. /etc/passwd. /etc/passwd. /etc/group. /etc/passwd. Exemplo: Gestão de Utilizadores em Linux

Trivia. /etc/passwd. /etc/passwd. /etc/group. /etc/passwd. Exemplo: Gestão de Utilizadores em Linux Trivia Qual foi o 1º sistema de ficheiros implementado no kernel Linux? O programa swapon cria novas partições de swap. Sim/Não? Como podemos saber quais os sistemas de ficheiros montados? Gestão de Utilizadores

Leia mais

Permissões de acesso no Linux

Permissões de acesso no Linux Permissões de acesso no Linux O GNU/Linux, como todo sistema operacional robusto e estável, tem na permissão de acesso a arquivos e diretórios a principal proteção do sistema de arquivos. Essas permissões

Leia mais

Abortar a execução dum programa

Abortar a execução dum programa Abortar a execução dum programa Para terminar um programa na linha de comandos, utilize a combinação de teclas ctrl+c Esta combinação de teclas envia um sinal de término para o programa que está a ser

Leia mais

Comandos Linux. Instalação e Montagem de Computadores. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos

Comandos Linux. Instalação e Montagem de Computadores. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Instalação e Montagem de Computadores Comandos Linux Objetivos

Leia mais

PAM (Autenticação) Programas, serviços e arquivos de configuração

PAM (Autenticação) Programas, serviços e arquivos de configuração PAM (Autenticação) O PAM (Pluggable Autenthication Modules Módulos Anexáveis de Autenticação) são bibliotecas compartilhadas usadas para autenticação de usuários pelos programas sem precisar altera-los

Leia mais

Editora AltaBooks. Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame ) Simulado

Editora AltaBooks. Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame ) Simulado Editora AltaBooks Linux: Fundamentos, Prática & Certificação LPI (Exame -) Simulado : O comando alias permite que sejam criado aliases de comando no sistema enquanto o comando unalias remove aliases do

Leia mais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais

Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Laboratório de Redes de Computadores e Sistemas Operacionais Poderes da Conta Root Fabricio Breve Introdução Todo processo e arquivo em um sistema Linux pertence a uma conta de usuário em particular Os

Leia mais

Utilizadores e grupos

Utilizadores e grupos Utilizadores e grupos Estrutura: Visualização dos utilizadores ligados Visualização das secções de login Criação de utilizadores Criação de password do utilizador Criação de grupos Identificação de UID

Leia mais

Segurança e Auditoria de Sistemas. Jéfer Benedett Dörr

Segurança e Auditoria de Sistemas. Jéfer Benedett Dörr Segurança e Auditoria de Sistemas Jéfer Benedett Dörr prof.jefer@gmail.com Conteúdo Noticias ADSL SPAM Vídeos CERT Noticias O projeto do senador Azeredo e a matemática da Abranet O projeto sobre crimes

Leia mais

Gerenciamento de Arquivos

Gerenciamento de Arquivos Curso de extensão da Faculdade Ruy Barbosa Introdução a Administração de Sistemas GNU/Linux Dedicasse especial a Rogério Bastos e ao GRACO (Gestores da Rede Acadêmica de Computação) do DCC UFBA Paul Regnier

Leia mais

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre

Introdução ao Linux. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais Campus Pouso Alegre Introdução ao Linux Comandos Ubuntu/Linux Michelle Nery Agenda Comandos do Sistema Comandos para Processos

Leia mais

Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 2

Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 2 Administração de Redes I Linux Prof: Frederico Madeira Lista de Exercícios 2 1. Supondo que você criou uma nova aplicação chamada 'myapp', e que você copiou ela para o diretório '/usr/local/bin'.

Leia mais

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 2 SENAC TI Fernando Costa

Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1. Aula 2 SENAC TI Fernando Costa Formação de Administradores de Redes Linux LPI level 1 Aula 2 SENAC TI Fernando Costa Agenda Dúvidas sobre os exercícios? Comandos: touch, tee Permissões Instalação do Linux Comando: touch Uso: touch [opções]

Leia mais

Introdução a shell scripts

Introdução a shell scripts Introdução a shell scripts O que é? O que é Windows e Linux Shell script Um script é um arquivo que guarda vários comandos e pode ser executado sempre que preciso. Os comandos de um script são exatamente

Leia mais

Permissionamento (Parte 3)

Permissionamento (Parte 3) ICO60801 Introdução à Computação Aula 25 Permissionamento (Parte 3) Professores: Maria Claudia Castro / Bruno Fontana Semestre letivo: 2014-2 Resolução do exercício 14 Organize as permissões de acesso

Leia mais

Administração de Redes Linux

Administração de Redes Linux Administração de Redes Linux Alberto Felipe Friderichs Barros alberto.barros@ifsc.edu.br Users As contas de usuário são projetados para fornecer segurança no sistema operacional Linux. Cada pessoa no sistema

Leia mais

Fuctura Tecnologia Rua Nicarágua, 159 Espinheiro (81) 3221.9116 / 3088.0992 www.fuctura.com.br

Fuctura Tecnologia Rua Nicarágua, 159 Espinheiro (81) 3221.9116 / 3088.0992 www.fuctura.com.br Topic 105: Kernel 1.105.1 Gerenciando módulos do Kernel Descrição: Um administrador deve ter a habilidade de gerenciar e obter informações de módulos do Kernel. /lib/modules/kernel-version/modules.dep

Leia mais

Aula : Permissões de acesso a arquivos e diretórios. 2 Conceito de permissões de acesso a arquivos e diretórios

Aula : Permissões de acesso a arquivos e diretórios. 2 Conceito de permissões de acesso a arquivos e diretórios Oficina Linux / / Aula : Permissões de acesso a arquivos e diretórios Professor: Eraldo e Evandro Cantú eraldo@ifsc.edu.br 1 Objetivos Expor os conceitos associados as permissões de acesso a arquivos e

Leia mais

Lidando com Armazenamento de Dados

Lidando com Armazenamento de Dados Lidando com Armazenamento de Dados Paulo Ricardo Lisboa de Almeida 1 Armazenamento de Dados A grande maioria das aplicações possuem algum mecanismo para armazenagem de dados Dados de usuários Permissões

Leia mais

Banco de Dados II. Administração do SGBD Oracle. Tablespaces, usuários, privilégios, papéis e perfis. Gustavo Dibbern Piva

Banco de Dados II. Administração do SGBD Oracle. Tablespaces, usuários, privilégios, papéis e perfis. Gustavo Dibbern Piva Banco de Dados II Administração do SGBD Oracle. Tablespaces, usuários, privilégios, papéis e perfis. Gustavo Dibbern Piva 1 Tablespace Um tablespace é uma unidade lógica onde os dados são armazenados.

Leia mais

Manual do KUser. Matt Johnston Revisão: Lauri Watts Revisão: Jonathan Singer Tradução: Marcus Gama

Manual do KUser. Matt Johnston Revisão: Lauri Watts Revisão: Jonathan Singer Tradução: Marcus Gama Matt Johnston Revisão: Lauri Watts Revisão: Jonathan Singer Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Iniciando 5 2 Utilização 6 2.1 Janela principal....................................... 6 2.2 Propriedades

Leia mais

Conteúdo 1 Comandos Básicos. Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente?

Conteúdo 1 Comandos Básicos. Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente? Conteúdo 1 Comandos Básicos Questão 1: Que comando permite encerrar o sistema definitivamente? a) shutdawn b) shutdown t now c) shutdown r now d) shutdwon h now e) shutdown h now Questão 2: Que comando

Leia mais

Aula 02 - Gerenciamento de usuários I

Aula 02 - Gerenciamento de usuários I Aula 02 - Gerenciamento de usuários I 1.1 - Conceitos O Linux, como qualquer Unix, é um sistema multiusuário. Isso implica que podem existir vários usuários para uma mesma estação. Quando isso acontece,

Leia mais

Aula de Linux Modo Texto

Aula de Linux Modo Texto Aula de Linux Modo Texto Prompt usuario@maquina:/caminho # $ - indica usuario que está logado com usuário comum # - indica que está logado com o usuário root (Administrador do Sistema) ~ - indica o diretório

Leia mais

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1

LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 LISTA DE COMANDOS DO LINUX 1 Comandos para manipulação de diretório 1. ls Lista os arquivos de um diretório. 2. cd Entra em um diretório. Você precisa ter a permissão de execução para entrar no diretório.

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Prof. André Yoshimi Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Apresentação Carga horária: 2 horas-aula/semana 2/11 Objetivos Possibilitar ao aluno: Entendimento

Leia mais

Document Portal 1. Document Portal

Document Portal 1. Document Portal 1 O da Lexmark oferece uma maneira de utilizar formulários nos seus negócios. Configure para a tela de toque, selecione os documentos e pressione Iniciar. O é uma solução de software que oferece funcionalidade

Leia mais

Ajuda do Usuário do Forcepoint Secure Messaging

Ajuda do Usuário do Forcepoint Secure Messaging Ajuda do Usuário do Forcepoint Secure Messaging Bem-vindo ao Forcepoint Secure Messaging, uma ferramenta que fornece um portal seguro para transmissão e exibição de dados confidenciais e pessoais em emails.

Leia mais

bg - faz um programa, que está executando em primeiro plano, passar a executar em segundo plano.

bg - faz um programa, que está executando em primeiro plano, passar a executar em segundo plano. A adduser - cria um novo usuário. alias - permite nomear um conjunto de comandos, a ser executado pelo sistema, por um único nome. apropos - informa quais os comandos do Linux possuem, em sua definição,

Leia mais

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Standard

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Standard Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.2 Standard Índice Introdução 2 Interface administrativa 2 Status 2 Minha conta 3 Opções 3 Cliente 4 Pesquisas de saída 5 Equipes de suporte 5 Jumpoint 6 Jump Clients

Leia mais

Informática. Organização de Arquivos, Pastas e Programas. Professor Márcio Hunecke.

Informática. Organização de Arquivos, Pastas e Programas. Professor Márcio Hunecke. Informática Organização de Arquivos, Pastas e Programas Professor Márcio Hunecke www.acasadoconcurseiro.com.br Informática ORGANIZAÇÃO DE PASTAS, ARQUIVOS E PROGRAMAS No Windows, a organização de Arquivos

Leia mais

Vejamos agora as ferramentas mais utilizadas para criação de imagens:

Vejamos agora as ferramentas mais utilizadas para criação de imagens: Vejamos agora as ferramentas mais utilizadas para criação de imagens: Lápis: Apenas mantenha pressionado o botão do mouse sobre a área em branco, e arraste para desenhar. Pincel: Tem a mesma função do

Leia mais

Guia de Referências do Linux

Guia de Referências do Linux Guia de Referências do Linux A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z A adduser - cria um novo usuário. alias - permite nomear um conjunto de comandos, a ser executado pelo sistema, por um único

Leia mais

Configuração do Samba no Metasys (Modo Gráfico)

Configuração do Samba no Metasys (Modo Gráfico) Configuração do Samba no Metasys (Modo Gráfico) Este documento é baseado no Guia Foca Linux, que pode ser encontrado em: http://focalinux.cipsga.org.br/. Introdução O SAMBA é um servidor e conjunto de

Leia mais

Servidor WWW Apache IFSC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE DE TELECOMUNICAÇÕES.! Prof. Tomás Grimm

Servidor WWW Apache IFSC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE DE TELECOMUNICAÇÕES.! Prof. Tomás Grimm Servidor WWW Apache IFSC UNIDADE DE SÃO JOSÉ CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE DE TELECOMUNICAÇÕES! Prof. Tomás Grimm Servidor web O servidor web é um programa responsável por disponibilizar páginas, fotos, ou

Leia mais

Sistema de webconferência Mconf. Sessão 2

Sistema de webconferência Mconf. Sessão 2 Sistema de webconferência Mconf Sessão 2 O portal web é o ponto de entrada ao sistema Formato de rede social de usuários, comunidades e eventos Ele prôve: Autenticação de usuários Controle de permissões

Leia mais

b. Causa parada do processo c. Reinicia um processo parado d. O processo é enviado para primeiro plano e. O processo é enviado para segundo plano 5)

b. Causa parada do processo c. Reinicia um processo parado d. O processo é enviado para primeiro plano e. O processo é enviado para segundo plano 5) SENAC Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Unidade Curricular Administração de Sistemas Operacionais Não Proprietários Professor Eduardo Maroñas Monks Nome do Aluno: GABARITO Data: 06/05/2011

Leia mais

Guia do Usuário da Mídia SUD (Android)

Guia do Usuário da Mídia SUD (Android) Guia do Usuário da Mídia SUD (Android) Introdução O aplicativo Mídia SUD foi projetado para ajudá-lo a organizar apresentações usando vários tipos de mídia nas lições de domingo ou na noite familiar. Esse

Leia mais

C A R T I L H A. - Recursos Humanos Cargos

C A R T I L H A. - Recursos Humanos Cargos C A R T I L H A - Recursos Humanos Cargos Elaborada por: DIRPD Diretoria de Processamento de Dados Universidade Federal de Uberlândia Maio/2009 Apresentação Esta cartilha foi elaborada para auxiliar os

Leia mais

Linguagem SQL Restrições, Triggers e Views

Linguagem SQL Restrições, Triggers e Views FACULDADE INGÁ Unidade de Ensino Superior Ingá Ltda Ciência da Computação Linguagem SQL Restrições, Triggers e Views Prof. Erinaldo Sanches Nascimento Objetivos Especificar restrições mais gerais sobre

Leia mais

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z Menu Trabalho 1 O Menu Trabalho só está disponível quando a impressora está ocupada processando um trabalho, quando uma mensagem da impressora é exibida ou quando a impressora está em modo Rastreamento

Leia mais

GUIA BÁSICO do esheriff OFF-LINE

GUIA BÁSICO do esheriff OFF-LINE GUIA BÁSICO do esheriff OFF-LINE Instalação do esheriff Este guia tem como objetivo auxiliar o usuário a realizar a primeira configuração básica e deixar o software esheriff operante. Funcionalidades mais

Leia mais

Imprimindo e excluindo trabalhos retidos. Reconhecendo quando ocorre erro na formatação. Verificando trabalhos de impressão

Imprimindo e excluindo trabalhos retidos. Reconhecendo quando ocorre erro na formatação. Verificando trabalhos de impressão Ao enviar um trabalho para a impressora, você pode especificar no driver que a impressora deve reter o trabalho na memória. Quando você desejar imprimir o trabalho, vá até a impressora e utilize os menus

Leia mais

Bem-vindo ao tópico sobre a ferramenta Importar do Excel.

Bem-vindo ao tópico sobre a ferramenta Importar do Excel. Bem-vindo ao tópico sobre a ferramenta Importar do Excel. 1 Neste tópico, você verá como importar cadastros de parceiros de negócios, dados do cadastro do item e listas de preços usando a ferramenta Importar

Leia mais

Tutorial do acesso ao WEBMAIL da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul

Tutorial do acesso ao WEBMAIL da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul Tutorial do acesso ao WEBMAIL da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul Julho / 2008 O acesso ao e-mail da Defensoria Pública é através do endereço: http://webmail.ms.gov.br Na página que abre, deve-se

Leia mais

Comandos básicos. Sistemas Operacionais II

Comandos básicos. Sistemas Operacionais II Comandos básicos Sistemas Operacionais II Comando ln Cria links entre arquivos e diretórios. Sintaxe ln [opções] arquivo link ln [opções] arquivos diretorio Opções -f: sobrescreve links existentes ou arquivos

Leia mais

Administração de sistemas Linux. Manipulação do sistemas de arquivos

Administração de sistemas Linux. Manipulação do sistemas de arquivos Administração de sistemas Linux Manipulação do sistemas de arquivos Antes de instalar qualquer sistema operacional, é necessário particionar o HD, criando as partições de instalação. Devido a uma limitação

Leia mais

Sumário REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO - REP-1000 REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO - REP-1000

Sumário REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO - REP-1000 REGISTRADOR ELETRÔNICO DE PONTO - REP-1000 Versão 1.04 Março de 2010. Sumário As informações contidas neste manual estão sujeitas a alterações sem prévio aviso e não representam compromisso por parte do fabricante. As imagens aqui reproduzidas

Leia mais

Após salvar, execute o comando testparm e ele deverá exibir a mensagem Server role: ROLE_DOMAIN_PDC".

Após salvar, execute o comando testparm e ele deverá exibir a mensagem Server role: ROLE_DOMAIN_PDC. Samba como Servidor de Domínio Ubuntu Server 14.04 1. Passo - Instalação do pacote: #apt-get install samba 2. Passo - Edição do smb.conf Após instalar o samba delete o arquivo padrão smb.conf. #rm /etc/samba/smb.conf

Leia mais

Módulos...2 Shell...3

Módulos...2 Shell...3 Cesar Kállas cesarkallas@gmx.net Curso GNU/Linux Realização CAECOMP Puc Campinas 2004 Capítulo 2 O Kernel...2 Módulos...2 Shell...3 Scripts...3 Bourne Shell sh...3 Bourne-Again Shell bash...3 Korn Shell

Leia mais

SUMARIO. - Página 1 / 11

SUMARIO.  - Página 1 / 11 SUMARIO 1 Introdução... 2 2- Benefícios e Vantagens... 2 3 Como utilizar o Banco de Resultados... 2 3.1 Requisitos... 2 3.2 Recursos do Banco de Resultados... 3 3. 2.1 Superior... 3 3.2.1.1 - Opções...

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II

Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Administração de Sistemas Operacionais Não-Proprietários II UC: Administração de Redes Aula 01 1/15 Faculdade Senac Porto Alegre - FSPOA Revisão 2/15 Linux e Distribuições

Leia mais

Manual de Uso DISCO VIRTUAL MB.045 CÓPIA IMPRESSA CONTROLADA PELO USUÁRIO V01

Manual de Uso DISCO VIRTUAL MB.045 CÓPIA IMPRESSA CONTROLADA PELO USUÁRIO V01 Manual de Uso DISCO VIRTUAL INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar de maneira prática como utilizar todos os recursos disponíveis em sua tela do Disco Virtual para que você possa usufruir

Leia mais

AULA 6. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS

AULA 6. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS M i n i - C u r s o d e I n t r o d u ç ã o a o G N U / L i n u x AULA 6 Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki PET Computação UFRGS Março/Abril 2008 A d m i n i s t r a c a o B á s i c a Arquivos

Leia mais

04 - COMANDOS DE CONTROLE DE ACESSO E USUARIOS/GRUPOS

04 - COMANDOS DE CONTROLE DE ACESSO E USUARIOS/GRUPOS 04 - COMANDOS DE CONTROLE DE ACESSO E USUARIOS/GRUPOS 4.1 - comando useradd ou adduser = adiciona um usuario no sistema. Por padrão, quando um novo usuario é adicionado, é criado um grupo com o mesmo nome

Leia mais

Capítulo 11 Sistemas de Arquivos

Capítulo 11 Sistemas de Arquivos Sistemas Operacionais Prof. Esp. André Luís Belini Bacharel em Sistemas de Informações MBA em Gestão Estratégica de Negócios Capítulo Sistemas de s Introdução O armazenamento e a recuperação de informações

Leia mais

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.1

Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.1 Guia do Usuário Administrativo Bomgar 10.1 Índice Introdução 2 Interface administrativa 2 Status 2 Minha conta 3 Opções 3 Cliente 4 Pesquisas de saída 5 Equipes de suporte 5 Jumpoint 6 Jump Clients 6 Mensagens

Leia mais

Manual do Usuário. Uma plataforma:

Manual do Usuário. Uma plataforma: Uma plataforma: Manual do Usuário Construmanager é a plataforma online para gestão de projetos e obras mais completa e funcional do setor de construção civil. Com recursos exclusivos como a notificação

Leia mais

Usando o terminal -- Linux -- Flávia Maristela

Usando o terminal -- Linux -- Flávia Maristela Usando o terminal -- Linux -- Flávia Maristela (flavia@flaviamaristela.com) Os comandos que já vimos man info cal date uname clear nano pico clear exit pwd ls cd locate mkdir rmdir cp mv rm cat tree file

Leia mais

Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel

Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel Roteiro Prático para a Migração dos Servidores Turing e Godel Alfenas, Abril de 2010. Rodrigo Martins Pagliares Última atualização: 27/05/2010 Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Instalação do Debian Lenny

Leia mais

Executar uma macro clicando em um botão da Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Executar uma macro clicando em um botão da Barra de Ferramentas de Acesso Rápido Página 1 de 8 Excel > Macros Executar uma macro Mostrar tudo Há várias maneiras de executar uma macro no Microsoft Excel. Macro é uma ação ou um conjunto de ações que você pode usar para automatizar tarefas.

Leia mais

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura.

Network Camera. Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 4-441-095-71 (1) Network Camera Guia do SNC easy IP setup Versão de software 1.0 Antes de operar o aparelho, leia todo este manual e guarde-o para referência futura. 2012 Sony Corporation Índice Salvar

Leia mais

INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO MÁQUINA CLIENTE COM Windows XP SP3

INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO MÁQUINA CLIENTE COM Windows XP SP3 INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO MÁQUINA CLIENTE COM Windows XP SP3 DESCRIÇÃO DO AMBIENTE Iremos utilizar um ambiente virtualizado que funcionará de acordo com a figura: Rede Virtual Servidor (Windows Server

Leia mais

Configurando NFS + NIS Ubuntu Linux

Configurando NFS + NIS Ubuntu Linux Configurando NFS + NIS Ubuntu Linux Introdução Este tutorial tem por objetivo ensinar a configurar o NFS + NIS no Ubuntu de forma rápida e simples, mas sem deixar de transmitir os conceitos necessários

Leia mais

As diferenças em um relance

As diferenças em um relance As diferenças em um relance Talvez você já tenha usado a versão para consumidor do Microsoft Excel, como o Microsoft Office 2013, para outras finalidades além do trabalho. Agora que adotou o Google Apps

Leia mais

Instalação de Configuração do servidor SAMBA Rede TerraLAB

Instalação de Configuração do servidor SAMBA Rede TerraLAB Instalação de Configuração do servidor SAMBA Rede TerraLAB Igor Muzetti Pereira igormuzetti@gmail.com Tiago Garcia de Senna Carneiro tiago@iceb.ufop.br Departamento de Computação Universidade Federal de

Leia mais

Apêndice A. Alguns construtores e métodos importantes e úteis da classe Vector são:

Apêndice A. Alguns construtores e métodos importantes e úteis da classe Vector são: Apêndice A Classe Vector A classe Vector permite a representação de um vetor de dados de maneira similar à de um array, visto na disciplina Programação Orientada a Objetos I, mas com maior flexibilidade.

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Samba Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br 1 Conhecido também como servidor de arquivos; Consiste em compartilhar diretórios do Linux em uma rede Windows e visualizar compartilhamentos

Leia mais

Painel Administrativo Westlock

Painel Administrativo Westlock Painel Administrativo Westlock Acesso ao Painel Administrativo Para acessar o Painel Administrativo da Westlock clique no endereço http://downloadcenter.westlockcontrolsmarcom.com/admin/ e preencha as

Leia mais

Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte

Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte Versão 1.0 Guia Rápido do Usuário SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1 APRESENTAÇÃO 3 2 ACESSANDO O SACS 4 3 ABRINDO UM CHAMADO 5 4 CONSULTA AOS CHAMADOS ABERTOS 7 5 ACRESCENTANDO

Leia mais

Estrutura de Diretórios Linux. Rodrigo Gentini gentini@msn.com

Estrutura de Diretórios Linux. Rodrigo Gentini gentini@msn.com Linux Rodrigo Gentini gentini@msn.com /bin - Ficam armazenados os comandos básicos que todos os usuários podem usar, como o : ls, cat, cd entre outros. /boot - Ficam todos os arquivos que a máquina precisa

Leia mais

Orientações para a Utilização do Sistema de Cadastro

Orientações para a Utilização do Sistema de Cadastro Orientações para a Utilização do Sistema de Cadastro Sumário Apresentação Acesso Seleção de Localidade Barra de menu Tela de Atualização Home do Sistema Tela de Inclusão Mapa do Site Tela de Mensagem Tela

Leia mais

LINUX. Instalação e Administração Básica

LINUX. Instalação e Administração Básica LINUX Instalação e Administração Básica História Criado no início da década de 90 por Linus Torvalds, finlandês, na época estudante de Ciência da Computação da Universidade de Helsinki, na Finlândia. O

Leia mais

Entendendo o Conectiva Linux

Entendendo o Conectiva Linux Anterior Entendendo o Conectiva Linux Próxima Prefácio A capacidade de transmitir uma informação para qualquer pessoa em qualquer lugar e a qualquer momento é uma das maiores conquistas da humanidade,

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO 1 SUMÁRIO REQUISITOS MÍNIMOS... 3 INSTALAÇÃO A PARTIR DO ARQUIVO RPM...4 Download do Arquivo...4 Instalação pela linha de comando...4 Regras de Firewall...4 Acessando o Monsta...5

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema Dinâmico de websites

Leia mais

TELA DE LOGIN O usuário deve entrar com o seu nome de login e a sua senha. Ao clicar no botão Entrar, o usuário é conduzido ao seu respectivo nível.

TELA DE LOGIN O usuário deve entrar com o seu nome de login e a sua senha. Ao clicar no botão Entrar, o usuário é conduzido ao seu respectivo nível. TELA DE LOGIN O usuário deve entrar com o seu nome de login e a sua senha. Ao clicar no botão Entrar, o usuário é conduzido ao seu respectivo nível. PARTE II NÍVEIS DO SISTEMA 1. NÍVEL ADMINISTRADOR Este

Leia mais

Guia do Usuário da Mídia SUD (ios)

Guia do Usuário da Mídia SUD (ios) Guia do Usuário da Mídia SUD (ios) Introdução O aplicativo Mídia SUD foi projetado para ajudá-lo a organizar apresentações usando vários tipos de mídia nas lições de domingo ou na noite familiar. Esse

Leia mais

Tutorial Instalação e Configuração Zoiper - Sistema Operacional Linux

Tutorial Instalação e Configuração Zoiper - Sistema Operacional Linux Zoiper Em seu navegador acesse o site oficial do zoiper através do link abaixo: http://zoiper.com Clique em Download e selecione a plataforma (ícone) Linux Clique em Community Free e aguarde o Download

Leia mais

Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador?

Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador? Dá pra confiar suas senhas ao seu navegador? Deixar seu browser armazenar suas senhas e detalhes do cartão de crédito pode ser conveniente, mas também é um risco à segurança. O tamanho deste risco depende

Leia mais

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto

Aula 4 Comandos Básicos Linux. Prof.: Roberto Franciscatto Sistemas Operacionais Aula 4 Comandos Básicos Linux Prof.: Roberto Franciscatto Prompt Ao iniciar o GNU/Linux, a primeira tarefa a ser executada é o login no sistema, o qual deve ser feito respondendo

Leia mais

Conhecendo e editando o seu perfil

Conhecendo e editando o seu perfil Neste tutorial, você vai conhecer e aprender a editar o seu perfil na Plataforma Moodle/Cederj. Vamos lá! 1- Usando o Blog 2 2- Meus arquivos privados 6 3- Inserindo Repositórios 9 4- Modificando o perfil

Leia mais