CONSELHO DE ARBITRAGEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONSELHO DE ARBITRAGEM"

Transcrição

1 CONSELHO DE ARBITRAGEM Avaliação Época 2015/2016 Setúbal, 23 de Abril de 2016 Árbitros C3 Grupos A, B e C C4 Grupos A e B e CF TESTE ESCRITO 1. Vai ser executado um lançamento de bola ao solo, dentro da área de grande penalidade. Ao ser efetuado o lançamento, a bola bate num jogador e, antes que toque no solo, um jogador defensor agride um adversário. Como deve proceder o árbitro? A Deve expulsar o jogador infrator e recomeçar o jogo com a marcação de um pontapé de grande penalidade, contra a equipa desse jogador. B Deve exibir o cartão vermelho ao jogador agressor, por conduta violenta e recomeçar o jogo com a repetição do lançamento de bola ao solo. C Deve exibir o cartão vermelho ao jogador agressor, por ter utilizado uma força excessiva e recomeçar o jogo com a repetição do lançamento de bola ao solo. 2. Um jogador executa de forma correta um lançamento lateral mas de forma deficiente, colocando a bola à mercê de avançado em ataque prometedor. Verificando a situação o executante do lançamento dá segundo toque na bola com um pontapé. O árbitro deve... A Deixar prosseguir o jogo pois não existiu qualquer infração. B Sancionar a equipa do infractor com livre indirecto. C Interromper e punir a equipa do infractor com livre indirecto e advertir o jogador por anular ataque prometedor. 3. Um atacante pontapeia a bola para a baliza e um defensor, com uma bota na mão, toca com ela na bola, impedindo-a de entrar na baliza. Como deve proceder o árbitro? A O árbitro deve interromper o jogo, exibir o cartão amarelo ao infrator e assinalar um pontapé de grande penalidade contra a equipa do atacante. B O árbitro deve interromper o jogo, advertir o jogador infrator por comportamento antidesportivo e assinalar um pontapé-livre indireto, contra a equipa do referido jogador. C O árbitro deve expulsar o jogador infrator por impedir a equipa adversária de marcar um golo e assinalar um pontapé de grande penalidade contra a equipa desse jogador. 4. O guarda-redes recebe a bola com as mãos vinda de um lançamento lateral efetuado por um seu colega. O árbitro apita imediatamente para punir a sua equipa. Nesse momento o árbitroassistente informa que foi pedida uma substituição. Dá ordem para que ela se processe. Em seguida o jogo foi recomeçado com o respetivo pontapé-livre, sendo obtido golo diretamente na baliza do guarda-redes infrator. O árbitro validou o golo. Será possível ter agido bem? A Não agiu bem. Não deveria ter validado o golo, e deveria ter assinalado um pontapé de baliza. B Não é possível, porque o guarda-redes recebeu a bola diretamente de um lançamento lateral. C É possível, desde que o guarda-redes tenha recebido a bola com as mãos, fora da área de grande penalidade. 1

2 5. Por ocasião de um pontapé-livre a favor da equipa defensora e a escassos metros da área de grande penalidade, o executante deita-se no chão e atrasa a bola com a cabeça para o seu guarda-redes. Este recebe a bola e pontapeia-a rapidamente para longe. Entretanto o árbitro tinha apitado. O que fazer? A Deve advertir o jogador que tentou contornar a Lei e ordenar o recomeço do jogo com um lançamento de bola ao solo. B Deve advertir o jogador que tentou contornar a Lei e mandar repetir o pontapé-livre de modo correto. C Deve advertir o jogador que tentou contornar a Lei e mandar repetir o pontapé-livre a favor da equipa adversária. 6. Com o jogo a decorrer, um jogador momentaneamente fora do terreno de jogo, atira uma bota atingindo um colega de equipa, que se encontra dentro do terreno de jogo, perto do banco de suplentes da sua equipa. Como deve proceder o árbitro? A Interromper o jogo, expulsar o agressor e assinalar um pontapé-livre indireto no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção. B Interromper o jogo, expulsar o agressor e assinalar um pontapé-livre indireto no local do contato. C Interromper o jogo, expulsar o jogador agressor e assinalar um pontapé-livre direto no local do contato. 7. Quando se vai iniciar a execução de grandes penalidades para se achar um vencedor, dois jogadores (um de cada equipa), como não estavam indicados para executarem os pontapés, abandonam o terreno de jogo e vão embora. Qual o procedimento a tomar? A Os dois jogadores devem ser considerados advertidos por abandonarem o terreno de jogo. B Os dois jogadores devem ser expulsos e as grandes penalidades executadas. C O árbitro não realiza as grandes penalidades e relata os fatos no Relatório do Jogo. 8. Dois jogadores da mesma equipa trocam de equipamento sem autorização do árbitro e nenhum deles é o guarda-redes. Como deve agir o árbitro e que decisão terá de tomar? A Se não houver lugar à aplicação da lei da vantagem, o árbitro deve interromper o jogo, advertir os dois jogadores e recomeçar o jogo com um lançamento de bola ao solo no local onde a bola se encontrava. B Se não houver lugar à aplicação da lei da vantagem, o árbitro deve interromper o jogo, advertir os dois jogadores e recomeçar o jogo com um pontapé-livre indireto a executar no local da infração (Lei 13 - Local dos pontapés-livres). C Se não houver lugar à aplicação da lei da vantagem, o árbitro deve interromper o jogo, advertir os dois jogadores e recomeçar o jogo com um pontapé-livre indireto contra a equipa em causa, a executar no local onde a bola se encontrava no momento da interrupção. 2

3 9. Durante o tempo de intervalo, uma das equipas realizou uma substituição sem comunicar ao árbitro e, na 2ª parte do jogo, o jogador substituto marca um golo. O árbitro dá pela substituição antes do recomeço do pontapé de saída. Que decisão deve tomar? A Anula o golo e adverte o jogador substituto, por ter entrado dentro do terreno de jogo sem sua autorização. Recomeça o jogo com um pontapé-livre indireto, contra a equipa do jogador substituto, dentro da área de baliza da equipa defensora. B Anula o golo e adverte o jogador por comportamento antidesportivo. Recomeça o jogo com um pontapé-livre indireto, contra a equipa do jogador substituto, dentro da área de baliza da equipa defensora. C Valida o golo e adverte o jogador, por participar no jogo sem autorização do árbitro. 10. Um jogador que se desloca de um lado, para o outro para não deixar o guarda-redes repor a bola em jogo, comete uma infração às leis. Como se designa exactamente essa infração e como deverá ser punida? A Essa infração é designada por "impedir o guarda-redes de soltar a bola das mãos" e é punida com um pontapé-livre indireto, contra a equipa do jogador faltoso, no local da infração. B Essa infração é designada por "jogar de maneira perigosa" e é punida com um pontapé-livre indireto, contra a equipa do jogador faltoso, no local da infração. C Essa infração é designada por "impedir a progressão de um adversário" (obstrução) e é punida com um pontapé-livre indireto, contra a equipa do jogador faltoso, no local da infração. 11. Um jogador está a receber assistência fora do terreno de jogo. A bola sai pela linha lateral e esse jogador agarra-a executando o lançamento para um colega, que obtém golo. Qual o procedimento do árbitro? A Não validar o golo. Deverá advertir o jogador que efetuou o lançamento lateral sem autorização e mandar repetir o lançamento pela equipa adversária. B Não validar o golo. Deverá advertir o jogador que efetuou o lançamento lateral sem autorização e mandar repetir o lançamento pela mesma equipa. C Validar o golo. 12. No início da 2ª parte, quando um dos guarda-redes faz uma grande defesa com as mãos evitando um golo, o árbitro apercebe-se que esse não era o guarda-redes que tinha ido para intervalo, mas sim o guarda-redes suplente dessa equipa, que o havia substituído ao intervalo, sem dar conhecimento ao árbitro. O que deve fazer o árbitro? A Na próxima interrupção de jogo, o árbitro deve advertir o novo guarda-redes por entrar no terreno de jogo sem autorização e ordenar a sua saída do terreno de jogo para regularizar a substituição. Deve recomeçar o jogo em conformidade com a interrupção. B O árbitro deve interromper o jogo. Advertir o guarda-redes por comportamento antidesportivo, ordenar a sua saída do terreno de jogo para regularizar a substituição. Recomeçar o jogo com o guarda-redes na baliza, com um pontapé livre-indireto contra a sua equipa. C O árbitro deve interromper o jogo, expulsar o guarda-redes suplente por impedir a equipa adversária de marcar um golo, jogando a bola com as mãos, permitir a entrada do antigo guarda-redes e recomeçar o jogo com um pontapé-livre indireto, contra a sua equipa do guarda-redes. 3

4 13. Uma equipa vai beneficiar da execução de uma grande penalidade aos 32 minutos da 1ª parte. O jogador nº 3 é identificado como executante e, sem que o árbitro tenha autorizado a execução da grande penalidade, pontapeia a bola, acabando por introduzi-la na baliza. Como proceder? A O árbitro não valida o golo e procede para que o pontapé de grande penalidade seja repetido. B O árbitro não valida o golo, procede para que o pontapé de grande penalidade seja repetido e adverte o jogador executante por comportamento antidesportivo. C O árbitro não valida o golo, recomeça com um pontapé-livre indireto na marca de grande penalidade e adverte o jogador executante, por comportamento antidesportivo. 14. Um jogador que acidentalmente foi cair dentro da baliza, distrai com palavras o guardaredes adversário no momento em que um outro atacante remata à baliza, deixando entrar a bola. É golo? A O golo não é valido, a atacante será advertido por comportamento antidesportivo e recomeça o jogo com um pontapé livre indireto a favor da equipa defensora a executar em qualquer ponto da sua área de baliza. B O golo é valido se as palavras não influenciaram o guarda-redes. C Não é golo. O jogador deve ser advertido e o jogo recomeça com um lançamento de bola ao solo. 15. Os pontapés-livres são marcados no local onde são cometidas as infracções. Concorda com esta afirmação? A Não concordo, porque quando cometida por um jogador suplente esse pontapé-livre é no local onde a bola se encontrava e quando cometida dentro da área de baliza, pelo avançado, o pontapé-livre é na linha da área de baliza, paralela à linha de baliza. B Não concordo, porque quando cometida dentro da área de baliza, pelo avançado, esse pontapé-livre é na linha da área de baliza, paralela à linha de baliza. C Não concordo, porque quando cometida por um jogador suplente, é no local onde a bola se encontrava. 16. Um suplente está a fazer aquecimento atrás do árbitro-assistente 1. Ao ver um adversário para o qual foi lançada a bola em profundidade, numa situação claramente prometedora para a sua equipa, entra rapidamente no terreno de jogo e, saltando para a bola, consegue afastá-la com a cabeça, pela linha lateral. Como decidia perante esta situação? A Advertia o jogador suplente por comportamento antidesportivo e recomeçava com um pontapé-livre indireto. B Advertia o jogador suplente por reentrar no terreno de jogo sem autorização. C Advertia o jogador suplente por comportamento antidesportivo. 17. Um jogador efetivo que se encontrava a receber assistência médica fora do terreno de jogo, junto à linha lateral, desentende-se com um jogador suplente adversário que aquecia atrás do árbitro-assistente 1. Com o jogo a decorrer junto ao meio-campo, levanta-se e vai junto da bandeira de canto, arrancando-a e dando com ela nesse suplente. O árbitro vê, interrompe o jogo e expulsa o jogador efetivo, ordenando a recolocação da bandeira. Como deve reiniciar-se o jogo? A Com um lançamento de bola ao solo, junto à bandeira de canto. B Com um pontapé-livre indireto, contra a equipa do agressor, no local onde a bola se encontrava aquando da interrupção. C Com um pontapé-livre indireto, contra a equipa do agressor, junto à bandeirola de canto. 4

5 18. Um jogador, dentro da sua área de grande penalidade, agride um adversário. O árbitro interrompeu o jogo e verifica que o agressor era um jogador que já tinha sido expulso. Depois de ordenar a saída do jogador, como deve o jogo ser recomeçado? A O jogo deve recomeçar com um lançamento de bola ao solo, no local em que a bola se encontrava, no momento da interrupção. B O jogo deve recomeçar o jogo com um pontapé-livre indireto, contra a equipa do jogador infrator, no local da agressão (ver Lei 13 Local dos pontapés-livres). C O jogo deve recomeçar com um lançamento de bola ao solo, no local da agressão. 19. Um jogador ia a conduzir uma jogada perto da linha de baliza adversária, junto à bandeirola de canto, quando de repente parou, chutando a bola diretamente à cara de um suplente que ali se encontrava a fazer exercícios de aquecimento, agredindo-o. O que deve fazer o árbitro? A Deve expulsar o jogador, por conduta violenta, recomeçando o jogo com pontapé-livre direto onde ele pontapeou a bola. B Deve expulsar o jogador, por conduta violenta, recomeçando o jogo com um pontapé de baliza. C Deve expulsar o jogador, por conduta violenta, recomeçando o jogo com um pontapé-livre indireto, onde ele pontapeou a bola. 20. Chove. Para defender uma bola rematada rente ao chão, o guarda-redes lança-se, consegue apanhar a bola, mas deslizando pela relva, vai sair fora da área de grande penalidade com ela bem agarrada entre os braços. Deve o árbitro intervir ou não? A O árbitro deve intervir, interrompendo o jogo para punir a equipa do guarda-redes com um pontapélivre direto no local da infração e advertir o guarda-redes por comportamento antidesportivo. B O árbitro deve intervir, interrompendo o jogo para punir a equipa do guarda-redes com um pontapé-livre direto ou pontapé de canto. C O árbitro deve intervir, interrompendo o jogo para punir a equipa do guarda-redes com um pontapélivre direto. *******#******* 5

2ª Ação de Avaliação para Observadores Nacionais (Chamada Especial) CHAVE DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (29)

2ª Ação de Avaliação para Observadores Nacionais (Chamada Especial) CHAVE DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (29) FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM 2ª Ação de Avaliação para Observadores Nacionais (Chamada Especial) Lisboa, 12 de Abril de 2015 ÉPOCA 2014/2015 CHAVE DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SANTARÉM Provas Intercalares Teste Escrito

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SANTARÉM Provas Intercalares Teste Escrito SSOIÇÃO E FUTEOL E SNTRÉM Nome: ód: at: ssinatura: Versão: 3/E Leia atentamente as instruções seguintes: Para cada questão, escolha uma (e só uma) resposta, fazendo uma cruz no quadrado pretendido. Se

Leia mais

CONSELHO DE ARBITRAGEM

CONSELHO DE ARBITRAGEM CONSELHO DE ARBITRAGEM Avaliação Época 2015/2016 Setúbal, 28 de novembro de 2015 Observadores Distritais TESTE ESCRITO 1. Qual o procedimento do árbitro, em termos técnicos, se verificar a entrada em campo,

Leia mais

CONSELHO DE ARBITRAGEM

CONSELHO DE ARBITRAGEM CONSELHO DE ARBITRAGEM Época 2016/2017 Setúbal, 10 de setembro de 2016 Árbitros C3 Grupo D, C4 Grupos B e C, C5 Grupo B, CJ2 e CJ1 Avaliação TESTE ESCRITO 1. Antes do início do jogo o Delegado do clube

Leia mais

Conselho de Arbitragem. Teste Escrito Observadores. Futebol 11

Conselho de Arbitragem. Teste Escrito Observadores. Futebol 11 Associação de Futebol de Coimbra Conselho de Arbitragem Teste Escrito Observadores ÉPOCA 2014/2015 DATA 10-01-2015 Futebol 11 Local Escola Secundária José Falcão TESTE N.º 34 Leia atentamente as instruções

Leia mais

CONSELHO DE ARBITRAGEM

CONSELHO DE ARBITRAGEM CONSELHO DE ARBITRAGEM Avaliação Época 2015/2016 Setúbal, 28 de novembro de 2015 Árbitros C3 Grupos A, B e C C4 Grupos A e B e CF TESTE ESCRITO 1. Um jogador suplente está a atuar desde o início do jogo

Leia mais

CONSELHO DE ARBITRAGEM

CONSELHO DE ARBITRAGEM CONSELHO DE ARBITRAGEM Avaliação Época 2015/2016 Torre da Marinha, 16 de Janeiro de 2016 Árbitros C3 Grupos A, B e C C4 Grupos A e B e CF TESTE ESCRITO 1. Aquando da execução de um pontapé-livre indirecto,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SANTARÉM Provas de Início de Época Teste Escrito

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SANTARÉM Provas de Início de Época Teste Escrito SSOIÇÃO E FUTEOL E SNTRÉM Nome: ód: at: ssinatura: Versão: T4 Leia atentamente as instruções seguintes: Para cada questão, escolha uma (e só uma) resposta, fazendo uma cruz no quadrado pretendido. Se a

Leia mais

1. Quais das seguintes características se aplicam às balizas?

1. Quais das seguintes características se aplicam às balizas? A s s o c i a ç ã o d e F u t e b o l d e C o i m b r a Conselho de Arbitragem Teste Escrito Árbitros C3 e Observadores ÉPOCA 2014/2015 DATA 06-02-2015 Futebol 11 Local Escola Secundária José Falcão TESTE

Leia mais

TAGUSCUP TORNEIO DE FUTSAL REGRAS DO JOGO. Considerações sobre as Leis de Jogo de Futsal aplicadas na TAGUSCUP

TAGUSCUP TORNEIO DE FUTSAL REGRAS DO JOGO. Considerações sobre as Leis de Jogo de Futsal aplicadas na TAGUSCUP TAGUSCUP TORNEIO DE FUTSAL REGRAS DO JOGO Considerações sobre as Leis de Jogo de Futsal aplicadas na TAGUSCUP 1. Diferenças entre as Leis de Jogo do Futsal e as regras aplicadas na TAGUSCUP Não há faltas

Leia mais

Associação de Futebol de Vila Real

Associação de Futebol de Vila Real Época 2007/08 Teste Escrito n.º 16 Candidatos aos Quadros acionais (Grupo C) Vila Real, 26 de Janeiro de 2008 Duração de 60 minutos ão Responder apenas Sim ou ão Cotação (Certa 5; parcial/ certa sem falha

Leia mais

Associação de Futebol da Guarda Rua Comandante Salvador Nascimento Lote LC Guarda

Associação de Futebol da Guarda Rua Comandante Salvador Nascimento Lote LC Guarda Associação de Futebol da Guarda Rua Comandante Salvador Nascimento Lote LC3 6300 678 Guarda CONSELHO DE ARBITRAGEM 1- Antes do início do jogo o delegado da equipa visitante informa-o que pretende protestar

Leia mais

2ª Ação de Avaliação para Árbitros C1 GRELHA DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (32)

2ª Ação de Avaliação para Árbitros C1 GRELHA DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (32) FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM 2ª Ação de Avaliação para Árbitros C1 Lisboa, 07 de Abril de 2015 ÉPOCA 2014/2015 GRELHA DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (32) Leia atentamente

Leia mais

Regras do Jogo - Futsal

Regras do Jogo - Futsal Regras do Jogo - Futsal Pré-Jogo: A escolha dos campos é determinada por um sorteio efetuado por meio de uma moeda. A equipa favorecida pela sorte escolhe a baliza em direção à qual atacará durante a primeira

Leia mais

CONSELHO DE ARBITRAGEM. Época ÁRBITROS C3 GRUPO A C4 GRUPO A. Setúbal 21 de novembro de 2015 TESTE ESCRITO 86/2015

CONSELHO DE ARBITRAGEM. Época ÁRBITROS C3 GRUPO A C4 GRUPO A. Setúbal 21 de novembro de 2015 TESTE ESCRITO 86/2015 ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SETÚBAL CONSELHO DE ARBITRAGEM Época 2015-2016 FUTSAL ÁRBITROS C3 GRUPO A C4 GRUPO A Setúbal 21 de novembro de 2015 TESTE ESCRITO 86/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. Na presente época

Leia mais

3ª Ação de Avaliação para Árbitros C2 GRELHA DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (33)

3ª Ação de Avaliação para Árbitros C2 GRELHA DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (33) FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM 3ª Ação de Avaliação para Árbitros C2 Tomar, 01 de Maio de 2015 ÉPOCA 2014/2015 GRELHA DE CORREÇÃO TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (33) Leia atentamente

Leia mais

Associação de Futebol de Lisboa CONSELHO DE ARBITRAGEM

Associação de Futebol de Lisboa CONSELHO DE ARBITRAGEM ssociação de Futebol de Lisboa ONSELHO DE RITRGEM PROV TEORI REGULMENTR PR ÁRITROS DISTRITIS 2012 / 2013 29 / Setembro / 2012 Futebol 3b Esc. Sec. Miguel Torga TESTE 04 Leia atentamente as instruções seguintes:

Leia mais

Teste escrito Árbitros Categoria C3 e Observadores. Futebol

Teste escrito Árbitros Categoria C3 e Observadores. Futebol A s s o c i a ç ã o d e F u t e b o l d e C o i m b r a Conselho de Arbitragem Teste escrito Árbitros Categoria C3 e Observadores ÉPOCA 2014/2015 DATA 28-11-2014 Futebol Local Escola Secundária José Falcão

Leia mais

CONSELHO DE ARBITRAGEM. Época ÁRBITROS - 2ª AÇÃO AVALIAÇÃO. Setúbal 21 de novembro de 2015 TESTE ESCRITO 88/2015

CONSELHO DE ARBITRAGEM. Época ÁRBITROS - 2ª AÇÃO AVALIAÇÃO. Setúbal 21 de novembro de 2015 TESTE ESCRITO 88/2015 ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SETÚBAL CONSELHO DE ARBITRAGEM Época 2015-2016 FUTSAL 1 - Na sequência de um alivio para a bancada de um defensor da equipa visitante, que vencia por um golo de diferença a poucos

Leia mais

Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Teste Escrito ÁRBITROS FUTSAL C3

Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Teste Escrito ÁRBITROS FUTSAL C3 Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Teste Escrito ÁRBITROS FUTSAL C3 27/09/2013 Época 2013/2014 Leia atentamente as instruções seguintes: Para cada questão, escolha uma (e só uma) resposta,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SANTARÉM Provas de Início de Época Teste Escrito

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SANTARÉM Provas de Início de Época Teste Escrito SSOIÇÃO E FUTEOL E SNTRÉM Nome: ód: at: ssinatura: Versão: T3 Leia atentamente as instruções seguintes: Para cada questão, escolha uma (e só uma) resposta, fazendo uma cruz no quadrado pretendido. Se a

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU 1 ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU CONSELHO DE ARBITRAGEM 1ª Ação de Futebol Viseu, 25 de outubro de 2016 ÉPOCA 2016/2017 TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (Observadores) Leia atentamente as instruções seguintes.

Leia mais

Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Prova Escrita Árbitros FUTSAL Classificativo. Época 2016 /

Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Prova Escrita Árbitros FUTSAL Classificativo. Época 2016 / Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Prova Escrita Árbitros FUTSAL Classificativo Época 2016 / 2017 03-09-2016 Leia atentamente as instruções seguintes: Para cada questão, escolha uma

Leia mais

Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Prova Escrita ARBITROS FUTSAL / Época 2014 / 2015:

Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Prova Escrita ARBITROS FUTSAL / Época 2014 / 2015: Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Prova Escrita ARBITROS FUTSAL / Época 2014 / 2015: 27-12-2014 Leia atentamente as instruções seguintes: Para cada questão, escolha uma (e só uma)

Leia mais

CONSELHO DE ARBITRAGEM. Época ÁRBITROS C3 Grupo D, C4 Grupo B, C5, C6, CJ. Setúbal 7 de maio de 2016 TESTE ESCRITO 100/2016

CONSELHO DE ARBITRAGEM. Época ÁRBITROS C3 Grupo D, C4 Grupo B, C5, C6, CJ. Setúbal 7 de maio de 2016 TESTE ESCRITO 100/2016 ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SETÚBAL CONSELHO DE ARBITRAGEM Época 2015-2016 FUTSAL ÁRBITROS C3 Grupo D, C4 Grupo B, C5, C6, CJ Setúbal 7 de maio de 2016 TESTE ESCRITO 100/2016 PERGUNTAS E RESPOSTAS 1 - Qual

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SANTARÉM Provas de Início de Época Teste Escrito

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE SANTARÉM Provas de Início de Época Teste Escrito SSOIÇÃO E FUTEOL E SNTRÉM Nome: ód: at: ssinatura: Versão: T2 Leia atentamente as instruções seguintes: Para cada questão, escolha uma (e só uma) resposta, fazendo uma cruz no quadrado pretendido. Se a

Leia mais

Associação de Futebol de Vila Real

Associação de Futebol de Vila Real Época 2009/2010 Associação de Futebol de Vila Real Prova de Futsal Prova Geral (Árbitros de 1ª e 2ª Categorias) 1ª Chamada Vila Real, 19 de Setembro de 2009 Duração de 60 minutos ão Responder apenas Sim

Leia mais

A partida sera jogada por duas equipas, compreendendo cada uma o ma ximo de sete jogadores em campo, um dos quais sera o guarda-redes.

A partida sera jogada por duas equipas, compreendendo cada uma o ma ximo de sete jogadores em campo, um dos quais sera o guarda-redes. Torneio de Futebol Hernâni Gonçalves Regras do jogo NU MERO DE JOGADORES A partida sera jogada por duas equipas, compreendendo cada uma o ma ximo de sete jogadores em campo, um dos quais sera o guarda-redes.

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU 1 ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU CONSELHO DE ARBITRAGEM 2ª Ação de Futebol Viseu, 25 de fevereiro de 2017 ÉPOCA 2016/2017 TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (C3) Leia atentamente as instruções seguintes. Para

Leia mais

Não. O blusão deve ter o nº de identificação nas costas.

Não. O blusão deve ter o nº de identificação nas costas. Associação de Futebol de Aveiro Conselho de Arbitragem Teste Escrito ÁRBITROS FUTSAL C4 27/09/2013 Época 2013/2014 Leia atentamente as instruções seguintes: Para cada questão, escolha uma (e só uma) resposta,

Leia mais

LEI I A SUPERFÍCIE DE JOGO

LEI I A SUPERFÍCIE DE JOGO LEI I A SUPERFÍCIE DE JOGO ARTº 1º Os jogos de Futsal serão realizados preferencialmente nos recintos de Andebol (aproveitando as suas marcações) ou em um quarto de campo de futebol de 11 (quando possível

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM 1ªAção de AC1 e AAC1 de Futebol Tomar, 4 de agosto de 2016 ÉPOCA 2016/2017..TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (2) Leia atentamente as instruções seguintes.

Leia mais

Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto

Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto ì Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto Caraterização! Futsal! Caraterização O Futsal é uma modalidade praticada por duas equipas, compostas cada uma por cinco elementos

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM 1ªAção de CN 2 e AAC2 de Futebol Tomar, 6 de agosto de 2016 ÉPOCA 2016/2017 TESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (3) Leia atentamente as instruções seguintes.

Leia mais

Teste n.º 20. Prova Suplementar. Candidatos aos Quadros acionais (Grupo A e C e Observadores)

Teste n.º 20. Prova Suplementar. Candidatos aos Quadros acionais (Grupo A e C e Observadores) Teste n.º 20 Prova Suplementar Candidatos aos Quadros acionais (Grupo A e C e Observadores) Vila Real, 10 de Maio de 2008 Época 2007/08 Duração de 60 minutos ão Responder apenas Sim ou ão Cotação (Certa

Leia mais

Associação de Futebol de Lisboa CONSELHO DE ARBITRAGEM

Associação de Futebol de Lisboa CONSELHO DE ARBITRAGEM ssociação de Futebol de Lisboa ONSELHO DE ITGEM 1ª OV VLIÇÃO TEOI EGULMENT ÁITOS DISTITIS 2ª H 2012 / 2013 13/ Outubro/ 2012 Futebol 3a+3 Esc. Sec. Miguel Torga TESTE 09 Leia atentamente as instruções

Leia mais

Prof. Ms. Sandro de Souza. Disciplinas: Futebol e Futsal e Aprofundamento em Futebol

Prof. Ms. Sandro de Souza. Disciplinas: Futebol e Futsal e Aprofundamento em Futebol Prof. Ms. Sandro de Souza Disciplinas: Futebol e Futsal e Aprofundamento em Futebol Desenhe um campo de Futebol com as suas dimensões e marcações. A Meta Qual o número mínimo de jogadores, em um time,

Leia mais

COMUNICADO OFICIAL N.: 24 DATA:

COMUNICADO OFICIAL N.: 24 DATA: Para conhecimento dos Sócios Ordinários, Clubes, SADs e demais interessados, se informa que a FIFA, através da sua circular 1033, divulgou as alterações às Leis do Jogo 2006, que a seguir se transcrevem

Leia mais

Associação de Futebol de Lisboa CONSELHO DE ARBITRAGEM

Associação de Futebol de Lisboa CONSELHO DE ARBITRAGEM ssociação de Futebol de Lisboa ONSELHO DE ITGEM 1ª OV VLIÇÃO TEOI EGULMENT OSEVDOES DISTITIS 2012 / 2013 02 / Outubro / 2012 Futebol OS 2 ua Fanqueiros TESTE 05 Leia atentamente as instruções seguintes:

Leia mais

Leis do Jogo 2016/17 Resumo das Alterações às Leis para Jogadores, Treinadores e

Leis do Jogo 2016/17 Resumo das Alterações às Leis para Jogadores, Treinadores e Leis do Jogo 2016/17 Resumo das Alterações às Leis para Jogadores, Treinadores e Introdução A 130ª Assembleia Geral Anual do International FA Board (o IFAB) realizada em Cardiff a 5 de março de 2016 aprovou

Leia mais

II aeestsp Course Cup

II aeestsp Course Cup II aeestsp Course Cup Regulamento Futebol de 5 INTRODUÇÃO As Leis do Jogo Futsal da Federação Portuguesa de Futebol aplicam-se a este torneio, com adaptação adequada das regras às condições de realização

Leia mais

Perguntas / Respostas:

Perguntas / Respostas: A s s o c i a ç ã o d e F u t e b o l d e C o i m b r a Conselho de Arbitragem 3º Teste Regulamentar Árbitros de Categoria C3 a, b, c de Futsal ÉPOCA 2014/2015 DATA 29-03-2015 Futsal Local Escola Dom Dinis

Leia mais

Sessão de esclarecimentos sobre as alterações

Sessão de esclarecimentos sobre as alterações Sessão de esclarecimentos sobre as alterações 2010-2011 Informação a Entregar/Indicar ao Árbitro antes do Início do Jogo Documentação Modelo 144 ou 144-A totalmente preenchido de acordo com o Comunicado

Leia mais

Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Francisco Pinto

Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas. Francisco Pinto Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Francisco Pinto Caraterização O que é o? O andebol é um jogo desportivo colectivo, praticado por duas equipas, cada uma delas com 7 jogadores em

Leia mais

Andebol. Andebol. Andebol. Andebol. Andebol Caraterização. O que é o Andebol? O Campo. Os Jogadores

Andebol. Andebol. Andebol. Andebol. Andebol Caraterização. O que é o Andebol? O Campo. Os Jogadores Caraterização Educação Física Agrupamento de Escolas Martim de Freitas Francisco Pinto O que é o? O andebol é um jogo desportivo colectivo, praticado por duas equipas, cada uma delas com 7 jogadores em

Leia mais

Andebol. Origem. Caraterização

Andebol. Origem. Caraterização Origem As origens do andebol, bem como a época em que começou a ser praticado, não são conhecidas com rigor. Pode considerar-se que o andebol, na variante de onze, é de origem alemã. Este jogo foi divulgado

Leia mais

ACÇÃO INTERMÉDIA DE AVALIAÇÃO E REFLEXÃO ÁRBITROS ASSISTENTES DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 TESTE ESCRITO PERGUNTAS

ACÇÃO INTERMÉDIA DE AVALIAÇÃO E REFLEXÃO ÁRBITROS ASSISTENTES DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 TESTE ESCRITO PERGUNTAS FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM ACÇÃO INTERMÉDIA DE AVALIAÇÃO E REFLEXÃO ÁRBITROS ASSISTENTES DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 Leiria, 20 de Janeiro de 2007 ÉPOCA 2006/2007 TESTE ESCRITO

Leia mais

Alterações Leis de Jogo 2017

Alterações Leis de Jogo 2017 1 Seguindo a mesma metodologia do ano passado, os Árbitros Profissionais elaboraram este documento que tem como objectivo, facilitar a aprendizagem das principais alterações em termos de Nova Interpretação/Novo

Leia mais

Conhecer factores importantes do jogo. Conhecer os elementos diferenciadores de Futebol de 11 e de Futsal. disciplinares

Conhecer factores importantes do jogo. Conhecer os elementos diferenciadores de Futebol de 11 e de Futsal. disciplinares Objectivos Conhecer factores importantes do jogo Conhecer os elementos diferenciadores de Futebol de 11 e de Futsal Conhecer elementos de sanções técnicas e Conhecer elementos de sanções técnicas e disciplinares

Leia mais

Alterações Leis de Jogo 2017

Alterações Leis de Jogo 2017 FPF Conselho de Arbitragem Árbitros Profissionais 1 Seguindo a mesma metodologia do ano passado, os Árbitros Profissionais elaboraram este documento que tem como objectivo, facilitar a aprendizagem das

Leia mais

Associação de Andebol de Viseu. Não sabes as regras??? Nada mais fácil Eu explico!

Associação de Andebol de Viseu. Não sabes as regras??? Nada mais fácil Eu explico! Associação de Andebol de Viseu Não sabes as regras??? Nada mais fácil Eu explico! REGRA 1 Terreno de Jogo Balizas Marcações Zonas de segurança Zona de aquecimento REGRA 2 Tempo de Jogo, Sinal Final e time-out

Leia mais

CONSELHO DE ARBITRAGEM

CONSELHO DE ARBITRAGEM CONSELHO DE ARBITRAGEM Avaliação Época 2014/2015 Setúbal, 20 de Setembro de 2014 Observadores Distritais TESTE ESCRITO (a) 1. Identifique o comportamento e sinalética que estão estabelecidos numa situação

Leia mais

Agrupamento de Escolas Eng. Fernando Pinto de Oliveira FUTEBOL (DE 11)

Agrupamento de Escolas Eng. Fernando Pinto de Oliveira FUTEBOL (DE 11) Agrupamento de Escolas Eng. Fernando Pinto de Oliveira Ano Letivo 2016/2017 FUTEBOL (DE 11) O QUE É O FUTEBOL? É um jogo desportivo coletivo praticado por duas equipas de 11 jogadores. O jogo é dirigido

Leia mais

XXXII TORNEIO DE FUTEBOL DE SALÃO GRUPO DESPORTIVO OLIVEIRA DE FRADES

XXXII TORNEIO DE FUTEBOL DE SALÃO GRUPO DESPORTIVO OLIVEIRA DE FRADES XXXII TORNEIO DE FUTEBOL DE SALÃO GRUPO DESPORTIVO OLIVEIRA DE FRADES REGULAMENTO 1. O XXXII Torneio de Futebol de Salão inicia a 22/06/2013, no campo sintético de futebol de cinco, no Parque Desportivo

Leia mais

ALTERAÇÕES ÀS LEIS DO JOGO DO FUTSAL 2011/2012

ALTERAÇÕES ÀS LEIS DO JOGO DO FUTSAL 2011/2012 ALTERAÇÕES ÀS LEIS DO JOGO DO FUTSAL 2011/2012 Para conhecimento geral, informa-se que a FIFA, através da sua Circular Nº 1265, de 09.06.2011, divulgou as alterações às Leis do Jogo do Futsal 2011/2012,

Leia mais

Prof. Maick da Silveira Viana

Prof. Maick da Silveira Viana Regras do Handebol Prof. Maick da Silveira Viana REGRA 1 A quadra do jogo REGRA 2 - A duração da partida A partida de handebol consiste em dois tempos divididos por um intervalo de 10 minutos. A duração

Leia mais

REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB. Por Daniel Pomeroy Diretor Oficiais de Arbitragem da CBFS

REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB. Por Daniel Pomeroy Diretor Oficiais de Arbitragem da CBFS REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB Por REGRA 1 A SUPERFÍCIE DE JOGO Placas de publicidade ao redor da quadra de jogo A publicidade vertical, se existir, deverá estar a: 1 Um metro das linhas laterais, exceto

Leia mais

PRIMEIRA PROVA SOMATIVA COM USO DO TEMPORIZADOR

PRIMEIRA PROVA SOMATIVA COM USO DO TEMPORIZADOR Esta avaliação é composta por 20 questões objetivas, ou seja, somente uma questão está correta. O tempo para cada questão, será de um minuto para escolher uma das alternativas, fique atento, pois, a mudança

Leia mais

1ª Ação de Avaliação para Árbitros C1 GRELHA DE CORREÇÃOTESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (9)

1ª Ação de Avaliação para Árbitros C1 GRELHA DE CORREÇÃOTESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (9) FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM 1ª Ação de Avaliação para Árbitros C1 Tomar, 18 de Julho de 2014 ÉPOCA 2014/2015 GRELHA DE CORREÇÃOTESTE ESCRITO LEIS DE JOGO (9) Leia atentamente

Leia mais

REGRAS DE ANDEBOL 7º ANO

REGRAS DE ANDEBOL 7º ANO AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE LEÇA DA PALMEIRA/STA. CRUZ DO BISPO Ano Letivo de 20012/2013 O que é o andebol? REGRAS DE ANDEBOL 7º ANO O Andebol é um desporto coletivo inventado por um alemão, Karl

Leia mais

REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB

REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB REGRAS DE JOGO E DECISÕES DA IFAB REGRA 1 A SUPERFICIE DE JOGO Placas de publicidade ao redor da quadra de jogo A publicidade vertical, se existir, deverá estar a: 1 Um metro das linhas laterais, exceto

Leia mais

LEI 1 - Superfície de Jogo

LEI 1 - Superfície de Jogo Superfície de Jogo LEI 1 - Superfície de Jogo Zona de Substituições Substitutos Cronometrista Substitutos 25 cm 5 metros 10 metros 5 metros 5 metros Máxim 5 metros a 25 m 6 metros Mínima 3,16 m 10 metros

Leia mais

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO, ACTUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO ÁRBITROS ASSISTENTES DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 TESTE ESCRITO PERGUNTAS

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO, ACTUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO ÁRBITROS ASSISTENTES DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 TESTE ESCRITO PERGUNTAS FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM CURSO DE APERFEIÇOAMENTO, ACTUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO ÁRBITROS ASSISTENTES DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 Tomar, 5 de Agosto de 2007 ÉPOCA 2007/2008

Leia mais

2012 / Arbitrar o Tag-Rugby. Programa Nestum Rugby nas Escolas

2012 / Arbitrar o Tag-Rugby. Programa Nestum Rugby nas Escolas 2012 / 2013 Arbitrar o Tag-Rugby Programa Nestum Rugby nas Escolas AS LEIS DE JOGO DO TAG RUGBY Tamanho da Bola Escalão Infantis (A e B) a bola a utilizar deverá ser a nº3 Escalão Iniciados e Juvenis a

Leia mais

2016/17 ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE PORTALEGRE

2016/17 ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE PORTALEGRE Leis de Jogo Futebol de 9 2016/17 Conteúdo LEI I O TERRENO DE JOGO... 3 LEI II A BOLA... 4 LEI III OS JOGADORES... 4 LEI IV EQUIPAMENTO DOS JOGADORES... 5 LEI V O ÁRBITRO... 5 LEI VI OS OUTROS ELEMENTOS

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL. (Revisto em Setembro de 2016)

REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL. (Revisto em Setembro de 2016) REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL 2013 2017 (Revisto em Setembro de 2016) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 2 3. Constituição das Equipas 3 3.1. Infantis (andebol de 5) 3 3.2. Iniciados, Juvenis

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ARBITRAGEM CNA ANEXO X ORIENTAÇÕES ÀS MUDANÇAS DAS REGRAS A PARTIR DE 01 DE JULHO

COMISSÃO NACIONAL DE ARBITRAGEM CNA ANEXO X ORIENTAÇÕES ÀS MUDANÇAS DAS REGRAS A PARTIR DE 01 DE JULHO COMISSÃO NACIONAL DE ARBITRAGEM CNA ANEXO X ORIENTAÇÕES ÀS MUDANÇAS DAS REGRAS A PARTIR DE 01 DE JULHO 1. Goleiro como um jogador de quadra. A regra era seis (06) jogadores de quadra + 1 goleiro. Pela

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL 2013 2017 Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 2 3. Constituição das Equipas 3 3.1. Infantis (andebol de 5) 3 3.2. Iniciados, Juvenis e Juniores (andebol de 7) 3 4.

Leia mais

Leis do Jogo 2010/2011

Leis do Jogo 2010/2011 Leis do Jogo 2010/2011 Fédération Internationale de Football Association Presidente: Joseph S. Blatter Secretário Geral: Jérôme Valcke Direcção: FIFA FIFA-Strasse 20 Código postal 8044 Zúrique Suiça Telefone:

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL -

REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL - REGULAMENTO ESPECÍFICO - FUTSAL - INTRODUÇÃO Este Regulamento aplica-se a todas as competições de Futsal realizadas no âmbito dos XXIV Jogos Nacionais Salesianos, em conformidade com o estipulado no Regulamento

Leia mais

*Esta é a versão 1.2 do Neymar Jr s Five 2017 está sujeita a alterações.

*Esta é a versão 1.2 do Neymar Jr s Five 2017 está sujeita a alterações. *Esta é a versão 1.2 do Neymar Jr s Five 2017 está sujeita a alterações. REGRAS DO JOGO NEYMAR JR S FIVE* 1. FINTA-OS A TODOS 2. O CAMPO DO JOGO 3. BALIZA 4. NÚMERO DE JOGADORES 5. EQUIPAMENTO DOS JOGADORES

Leia mais

AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES ÀS LEIS DE JOGO 2016/17

AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES ÀS LEIS DE JOGO 2016/17 AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES ÀS LEIS DE JOGO 2016/17 LEI 3 OS JOGADORES 1- Um jogador que tenha sido expulso antes da Ficha de Jogo ser entregue ao árbitro (geralmente isso acontece 30 a 60m antes do início

Leia mais

REGULAMENTO FUTEBOL DE PRAIA

REGULAMENTO FUTEBOL DE PRAIA REGULAMENTO FUTEBOL DE PRAIA Objecto 1. O presente regulamento foi realizado pela organização do Summer Games Festival, em consonância com todo o Staff e seus coordenadores. Organizador e Promotor 1. O

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO ANO LECTIVO 2011/2012 PARTICIPAÇÃO Todos os jogos das modalidades colectivas serão disputados

Leia mais

HÓQUEI EM PATINS SITUAÇÕES DE JOGO TÉCNICAS E DISCIPLINARES PARA ÁRBITROS E DELEGADOS TÉCNICOS REGRAS DE JOGO REGULAMENTO TÉCNICO

HÓQUEI EM PATINS SITUAÇÕES DE JOGO TÉCNICAS E DISCIPLINARES PARA ÁRBITROS E DELEGADOS TÉCNICOS REGRAS DE JOGO REGULAMENTO TÉCNICO HÓQUEI EM PATINS SITUAÇÕES DE JOGO TÉCNICAS E DISCIPLINARES PARA ÁRBITROS E DELEGADOS TÉCNICOS REGRAS DE JOGO REGULAMENTO TÉCNICO MANUAL DE ATUAÇÃO DOS ÁRBITROS REAHP - Regulamento Estatutário dos Árbitros

Leia mais

EMENDAS ÁS REGRAS DO JOGO 2016/2017

EMENDAS ÁS REGRAS DO JOGO 2016/2017 EMENDAS ÁS REGRAS DO JOGO 2016/2017 REGRA 1 O CAMPO DE JOGO Não podem ser combinadas no campo superfícies artificiais e naturais, mas são permitidos sistemas híbridos. As entidades poderão estabelecer

Leia mais

Regras do Jogo. Regras Subbuteo (PT) Posse de Bola. Pontapé de saída. Intercepção

Regras do Jogo. Regras Subbuteo (PT) Posse de Bola. Pontapé de saída. Intercepção Regras Subbuteo (PT) Regras do Jogo Posse de Bola A acontecer esta situação, a equipa defensora pode reclamar BACK e a bola mudará 1.1. A equipa que possui a bola será denominada equipa atacante e a outra

Leia mais

Leis do Jogo 2008/2009

Leis do Jogo 2008/2009 Leis do Jogo 2008/2009 Julho de 2008 Autorizadas pelo International Football Association Board Tradução autorizada pela FIFA Publicado pela Fédération International de Football Association FIFA- Strasse

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO FUTEBOL SOÇAITE

REGULAMENTO TÉCNICO FUTEBOL SOÇAITE REGULAMENTO TÉCNICO FUTEBOL SOÇAITE Art. 1º. O Critério de disputa está previsto no REGULAMENTO GERAL. Art.2º. Será realizado nos dias 21 a 23/04/2005, nas dependências do campus da Unemat. Art. 3º. É

Leia mais

REGRAS DE FUTSAL (Principais Regras)

REGRAS DE FUTSAL (Principais Regras) REGRAS DE FUTSAL (Principais Regras) Tempo de jogo: 30 minutos (15 min. + 15 min.); Período de desconto de tempo: Cada equipa tem direito a 2 (um em cada parte) Duração: 1 minuto; Número de jogadores:

Leia mais

Festival de Jogos 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental/2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS MODALIDADES

Festival de Jogos 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental/2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS MODALIDADES Festival de Jogos 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental/2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS MODALIDADES TAPABOL 1) Os jogos terão 16 minutos de duração. Aos 8 minutos será feita a inversão de quadra. Vencerá

Leia mais

Regulamento. Fórum Mecânica Liga de Mecânica. 20 de Outubro de 2016

Regulamento. Fórum Mecânica Liga de Mecânica. 20 de Outubro de 2016 Regulamento Fórum Mecânica Liga de Mecânica 20 de Outubro de 2016 1 Inscrições Para proceder à inscrição de uma equipa é necessário preencher o boletim de inscrição; A inscrição só ficará completa após

Leia mais

Revisões das Leis de Jogo Perguntas e Respostas

Revisões das Leis de Jogo Perguntas e Respostas Revisões das Leis de Jogo Perguntas e Respostas 1 O Terreno de Jogo P1: Por que não é permitido que o terreno de jogo tenha algumas partes em relva natural e outras sejam de relva artificial? Tal acontece

Leia mais

Festival de Jogos 9ª ano e Ensino Médio/2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS MODALIDADES

Festival de Jogos 9ª ano e Ensino Médio/2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS MODALIDADES Festival de Jogos 9ª ano e Ensino Médio/2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS MODALIDADES TAPABOL 1) Os jogos terão 16 minutos de duração. Aos 8 minutos será feita a inversão de quadra. Vencerá a equipe que

Leia mais

REGRAS DE JOGO ACR7 - ANDEBOL 7 (SEVEN) EM CADEIRA DE RODAS REGRAS GERAIS

REGRAS DE JOGO ACR7 - ANDEBOL 7 (SEVEN) EM CADEIRA DE RODAS REGRAS GERAIS REGRAS DE JOGO ACR7 - ANDEBOL 7 (SEVEN) EM CADEIRA DE RODAS REGRAS GERAIS JOGADORES Cada uma das equipas é composta por sete jogadores de campo mais sete suplentes, totalizando catorze jogadores por equipa.

Leia mais

ÍNDICE Perguntas e respostas 2005 Leis do Jogo

ÍNDICE Perguntas e respostas 2005 Leis do Jogo ÍNDICE Perguntas e respostas 2005 Leis do Jogo Lei Respostas Página 1 O terreno de jogo 1. 7. 4 2 A bola 1. 3. 6 3 Número de jogadores 1. 29. 7 4 Equipamento dos jogadores 1. 11. 15 5 O árbitro 1. 15.

Leia mais

REGRAS DO JOGO PRINCIPAIS MODIFICAÇÕES NA REDAÇÃO VÔLEI DE PRAIA

REGRAS DO JOGO PRINCIPAIS MODIFICAÇÕES NA REDAÇÃO VÔLEI DE PRAIA REGRAS DO JOGO PRINCIPAIS MODIFICAÇÕES NA REDAÇÃO VÔLEI DE PRAIA TEXTO EXISTENTE NOVO TEXTO 6.1.7. Durante o jogo, ambos os jogadores estão autorizados a conversar com os árbitros quando a bola está fora

Leia mais

Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ: /

Entidade Mantenedora: SEAMB Sociedade Espírita Albertino Marques Barreto CNPJ: / A5 ATIVIDADES DE MATEMÁTICA Aluno: Complete com os números que faltam: 1 4 6 8 10 12 14 16 17 18 20 Anexo: Conceitos Matemáticos Dinâmica Escolher uma forma criativa para apresentar a situação criada

Leia mais

Futebol. Origem. Caraterização

Futebol. Origem. Caraterização Origem Foi na Grã-Bretanha, durante o Séc. XIX que as suas regras começaram a ser definidas e a aproximar-se das que hoje são praticadas. O primeiro regulamento data de 1823 e a primeira associação de

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL. (Revisto em setembro 2016)

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL. (Revisto em setembro 2016) REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL 2013 2017 (Revisto em setembro 2016) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões Etários, tempo de jogo e variantes da modalidade 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes

Leia mais

Corfebol. Sinais dos Árbitros

Corfebol. Sinais dos Árbitros Corfebol Sinais dos Árbitros 2006 Este livro deve ser considerado um apêndice às Regras de Corfebol. Contém os sinais aprovados para serem utilizados pelos Árbitros de Corfebol. Todos os sinais devem ser

Leia mais

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO, ACTUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO ÁRBITROS DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 TESTE ESCRITO PERGUNTAS

CURSO DE APERFEIÇOAMENTO, ACTUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO ÁRBITROS DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 TESTE ESCRITO PERGUNTAS FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL CONSELHO DE ARBITRAGEM CURSO DE APERFEIÇOAMENTO, ACTUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO ÁRBITROS DE 2.ª CATEGORIA Futebol de 11 Lisboa, 30 de Julho de 2006 ÉPOCA 2006/2007 TESTE ESCRITO

Leia mais

II Torneio Matraquilhos aeestsp Regulamento

II Torneio Matraquilhos aeestsp Regulamento Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto Instituto Politécnico do Porto II Torneio Matraquilhos aeestsp Regulamento Índice 1. LOCAL DO TORNEIO... 2 2. SORTEIO E CALENDÁRIO

Leia mais

Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto

Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto ì Educação Física! Agrupamento de Escolas Martim de Freitas! Francisco Pinto Caraterização! O que é o Basquetebol? O Basquetebol é um jogo desportivo colectivo praticado por duas equipas, cujos objectivos

Leia mais

Época 2011 / Esclarecimento das Regras. António Goulão CA/FAP

Época 2011 / Esclarecimento das Regras. António Goulão CA/FAP Época 2011 / 2012 Esclarecimento das Regras António Goulão CA/FAP Substituição de jogadores e Oficiais (Regras 4:1-4:2) Na eventualidade de uma equipa não ter esgotado o número máximo de inscrições de

Leia mais

Fédération Internationale de Football Association

Fédération Internationale de Football Association Fédération Internationale de Football Association Presidente: Joseph S. Blatter Secretário Geral: Jérôme Valcke Direção: FIFA FIFA-Strasse 20 Código postal 8044 Zúrique Suiça Telefone: +41-(0)43-222 7777

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA FUTSAL 1 SITUAÇÕES ESPECIAIS 1.1 PONTAPÉ DE SAÍDA 1.2 GUARDA-REDES 1.3 REPOSIÇÃO DA BOLA EM JOGO

EDUCAÇÃO FÍSICA FUTSAL 1 SITUAÇÕES ESPECIAIS 1.1 PONTAPÉ DE SAÍDA 1.2 GUARDA-REDES 1.3 REPOSIÇÃO DA BOLA EM JOGO EDUCAÇÃO FÍSICA FUTSAL O Futsal é um jogo desportivo colectivo praticado por duas equipas (cada equipa tem: 5 jogadores em campo e 7 suplentes), cujo objectivo é introduzir a bola na baliza adversária

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Traquinas (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Traquinas (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Traquinas (Futebol) Época 2016-2017 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO FAIAL ANGÚSTIAS ATLÉTICO CLUBE FAYAL SPORT CLUB CLUBE FLAMENGOS GRUPO DESPORTIVO FETEIRA

Leia mais

!" # $ $ ( (* $ ( (+. %, $ ( (+ 1º ÁRBITRO 2º ÁRBITRO ZONA DE DEFESA DEFESA ATAQUE ATAQUE ZONA DE SUBSTITUIÇÃO BANCO SUPLENTES

! # $ $ ( (* $ ( (+. %, $ ( (+ 1º ÁRBITRO 2º ÁRBITRO ZONA DE DEFESA DEFESA ATAQUE ATAQUE ZONA DE SUBSTITUIÇÃO BANCO SUPLENTES º ÁRBITRO 9 metros ZONA DE DEFESA 3 metros 3 metros ZONA DE ATAQUE ZONA DE ATAQUE metros ZONA DE DEFESA ZONA DE SERVIÇO ZONA DE SERVIÇO metros ZONA DE SUBSTITUIÇÃO 2º ÁRBITRO BANCO SUPLENTES ZONA DE AQUECIMENTO

Leia mais