Ordenação dos ramos de Direito (tradicional):

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ordenação dos ramos de Direito (tradicional):"

Transcrição

1 Ramos do Direito 1

2 - Ordem jurídica una / demarcação de sectores) - Ramos de Direito objectivo corpos de regras gerais e abstractas que organizam aspectos da vida em sociedade - Critério de delimitação princípios gerais e técnicas regulamentadoras Ordenação dos ramos de Direito (tradicional): DIREITO PÚBLICO e DIREITO PRIVADO 2

3 Critério do interesse Critérios de distinção Protecção de interesses privados / protecção do interesse público Critério da qualidade dos sujeitos Regula relações entre particulares / situações em que intervém o Estado ou outro ente público Critério da posição dos sujeitos - Adesão da maioria da doutrina, apesar das reservas Direito Público regula as situações em que o Estado exerce poderes de autoridade pública (ius imperium ) Direito Privado regula as situações jurídicas em que os sujeitos se encontrem em posição de paridade 3

4 DIREITO PÚBLICO 1. Direito Constitucional Organização do Estado e dos entes públicos menores Garantia dos direitos fundamentais dos cidadãos (Direitos Fundamentais, Direito Autárquico) (Ciências auxiliares: Teoria Geral do Estado, Ciência Política) 2. Direito Administrativo Organização e actividade dos órgãos da Administração Pública (Direito Financeiro recolha, gestão e aplicação dos meios financeiros públicos Direito Processual Administrativo) (Ciências auxiliares: Ciência da Administração, Sociologia das 4 Organizações)

5 3. Direito Tributário Obtenção das receitas coactivas (impostos e taxas) de montante autoritariamente fixado pelos entes munidos de ius imperium (Direito Fiscal incidência, lançamento e cobrança de impostos) (Ciência auxiliar: Fiscalidade política e técnica fiscal) 4. Direito Penal Definição dos crimes e estabelecimento das penas e medidas de segurança, independentemente dos domínios sociais (inclui Direito Penal de domínios específicos - DP Ambiente, DP Autor) Inclui o Direito de mera ordenação social, que regula a infracção de regras preventivas, a partir da criação de um tipo de ilícito penal (contra-ordenações) e dando origem a um tipo de sanções (coimas) específicos; (Pode incluir o Direito Penal Internacional; Direito Penal Europeu ; Direito Processual Penal) (Ciência auxiliar: Criminologia) 5

6 Direito Processual normas que disciplinam a realização coactiva dos direitos e obrigações conferidas pelos Direitos substantivos; Regula trâmites a observar na proposição e no desenvolvimento das acções judiciais e a conduta dos tribunais e das partes litigantes. Direito Público? regulação de uma actividade do Estado. direito adjectivo, instrumental em relação a outros ramos do Direito, muitos dos quais de Direito Privado (Processo Civil, Processo de Trabalho) Vários direitos processuais: processo civil, processo penal, processo de trabalho, processo administrativo, processo de insolvência e de recuperação de empresas... (Meios de resolução alternativa de litígios) 6

7 Direito Internacional Público Regula a comunidade internacional: relações entre os Estados (soberanos) e entre estes e outras entidades (organizações internacionais, Santa Sé) admissibilidade como sujeitos de DIP dos indivíduos (ex. Convenção Europeia dos Direitos do Homem: Art. 1.º As Altas Partes Contratantes reconhecem a qualquer pessoa dependente da sua jurisdição os direitos e liberdades definidos no título I da presente convenção ) Direito Público? Relações entre Estados (muitas vezes de coordenação e não subordinação), mas fonte supra-estadual (consuetudinária costume internacional ou convencional) (Ciência auxiliar: Relações Internacionais) 7

8 Direito da União Europeia Ordenamento jurídico constituído pelas normas criadoras de uma organização internacional e pelas normas oriundas dessa organização, sendo o objectivo dessas normas comum (integração europeia) Direito Comunitário Institucional ou Originário (constante dos tratados que criaram e modelam essa organização) e Direito Comunitário Derivado (direito gerado por essa organização internacional) Direito Comunitário Derivado, especialmente Regulamentos e Directivas Especialidades: Princípio do Primado das normas de Direito Comunitário Princípio da interpretação uniforme do Direito Comunitário (papel do TJCE) 8

9 Direito Económico (Direito da Economia) Justificação: reavaliação de certos núcleos temáticos oriundos de outros ramos e consideração de novas realidades, que não se enquadram verdadeiramente nos ramos existentes ou não o fazem da forma mais adequada Conteúdos estudados: Constituição económica e ordem jurídica comunitária da economia; Actividade empresarial do Estado; Regulação pública (Estado como regulador da economia); Acesso à actividade económica; Regulação da concorrência (Direito da Concorrência); Regulação do sistema monetário e financeiro; Regulação do ambiente (Direito do Ambiente); Regulação da qualidade; Regulação da informação (Direito da Informação). - Predominantemente Direito Público (constitucional, administrativo, penal), mas contém um conjunto considerável de normas de Direito Privado (por exemplo, muitas das normas que disciplinam o sector empresarial do Estado ou muitas das normas do chamado Direito da Informação) 9

10 DIREITO PRIVADO 1. Direito Civil Direito Privado Comum, Direito regra, disciplinando todas as relações de Direito Privado, excepto as que sejam objecto de um Direito Privado especial (inclui a Teoria Geral do Direito Civil) (Direito Processual Civil) 1.1 Direito Internacional Privado relações entre privados plurilocalizadas Núcleo principal: normas de conflitos (normas sobre normas) (Direito do Comércio Internacional, essencialmente normas materiais que directamente contemplam as relações privadas internacionais) 10

11 1.2 Direito das Obrigações SJ pelas quais um pessoa está vinculada em benefício de outra a uma prestação (várias fontes: contratos, responsabilidade civil,...); definido pelo aspecto passivo (a obrigação) 1.3 Direitos Reais Regula atribuição de coisas, os direitos absolutos e oponíveis erga omnes sobre coisas 1.4 Direito da Família Regula a constituição da, família e as relações no seio desta Regula as relações para-familiares (união de facto, economia comum...) 1.5 Direito das Sucessões Regula sucessão por morte (sucessão testamentária, sucessão legitimária, sucessão legítima) 11

12 2. Direitos Privados Especiais 2.1 Direitos da Propriedade Intelectual Direito de Autor direitos sobre obras literárias e artísticas; inclui os Direitos Conexos Direito da Propriedade Industrial direitos privativos sobre bens imateriais, como as invenções, os modelos de utilidade, os modelos e desenhos industriais, e os sinais distintivos (marcas, denominações de origem, insígnias) (Concorrência Desleal, Direito da Informação) 2.2 Direito Comercial Adaptação do Direito Privado Comum às necessidades da actividade económica (Direito Marítimo, Direito dos Valores Mobiliários, Direito Bancário, Direito dos Seguros, Direito das Sociedades Comerciais) 12

13 2.3 Direito do Trabalho Especialização das normas de Direito Privado no campo das relações de trabalho subordinado (inclui a regulação relações colectivas de trabalho Direito Privado?) (Direito Processual do Trabalho) 2.4 Direito da Segurança Social Regula as relações dos direitos e obrigações dos privados perante as prestações à previdência e correspondentes encargos (dúvidas - natureza das normas que disciplinam a intervenção de órgãos administrativos) 2.5 Outros Direitos Direito do Consumo (Direito da Publicidade) Direito da Comunicação Social Direitos da Personalidade 13

14 Conclusão Utilidade? Arrumação sistemática que permite busca de referências comuns e de conexões relevantes Separação não definitiva Atenção aos novos ramos do Direito estadual com componente de Direito Público e componente de Direito Privado Domínios que dificilmente cabem na bipartição (direito supra-estadual) Influências recíprocas entre Direito Público e Direito Privado 14

EIXO FUNDAMENTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA

EIXO FUNDAMENTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA Direito Constitucional e Teoria Geral do Estado * O Poder Constituinte * Processo Legislativo

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA

CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC LINHAS DE PESQUISA Direito Constitucional e Teoria Geral do Estado *Aspectos de Direito Eleitoral *Controle

Leia mais

LEMBREM-SE QUE O ALUNO SÓ PODERÁ FAZER UMA PROVA SUPLETIVA - OU DA PROVA INTERMEDIÁRIA OU DA PROVA FINAL

LEMBREM-SE QUE O ALUNO SÓ PODERÁ FAZER UMA PROVA SUPLETIVA - OU DA PROVA INTERMEDIÁRIA OU DA PROVA FINAL TURMA 1D-1M 7:30/9:10 PORTUGUES INSTRUMENTAL AULA 9:30/11:10 PORTUGUES INSTRUMENTAL AULA 7:30/9:10 HISTÓRIA DO DIREITO FORMAÇÃO DO MUNDO CONTEPORÂNEO PROVA 9:30/11:10 MÉTODOS E TÉCNICAS DA PESQUISA JURÍDICA

Leia mais

CALENDÁRIO DE ESPECIAL DE EXAMES 2016/2017 (De 17 a 29 de Julho de 2017) Mestrado em Direito Administrativo

CALENDÁRIO DE ESPECIAL DE EXAMES 2016/2017 (De 17 a 29 de Julho de 2017) Mestrado em Direito Administrativo Mestrado em Direito Administrativo Direito Administrativo Global Direito Administrativo I Direito do Ambiente Metodologias de Investigação Direito da Contratação Pública Direito Processual Administrativo

Leia mais

REGIME GERAL DAS TAXAS DAS AUTARQUIAS LOCAIS. CAPÍTULO I Princípios gerais

REGIME GERAL DAS TAXAS DAS AUTARQUIAS LOCAIS. CAPÍTULO I Princípios gerais REGIME GERAL DAS TAXAS DAS AUTARQUIAS LOCAIS CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 1.º Âmbito 1 A presente lei regula as relações jurídico-tributárias geradoras da obrigação de pagamento de taxas às autarquias

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS INTERMEDIÁRIAS 1º SEMESTRE/2016 TURMA 1D-1N

CALENDÁRIO DE PROVAS INTERMEDIÁRIAS 1º SEMESTRE/2016 TURMA 1D-1N TURMA 1D-1N 19:00/20:40 TEORIA GERAL DO DIREITO PRIVADO 20:55/22:35 INTRODUÇÃO À CIÊNCIA DO DIREITO 19:00/20:40 TEORIA GERAL DO DIREITO PRIVADO 20:55/22:35 PORTUGUÊS - EAD 19:00/20:40 CIÊNCIA POLÍTICA

Leia mais

DECRETO N.º 36/X. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea d) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.

DECRETO N.º 36/X. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea d) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1. DECRETO N.º 36/X AUTORIZA O GOVERNO A LEGISLAR EM MATÉRIA DE DIREITOS DOS CONSUMIDORES DE SERVIÇOS FINANCEIROS, COMUNICAÇÕES COMERCIAIS NÃO SOLICITADAS, ILÍCITOS DE MERA ORDENAÇÃO SOCIAL NO ÂMBITO DA COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

O Direito e o Pensamento Jurídico. Programa (versão provisória) Rui Pinto Duarte

O Direito e o Pensamento Jurídico. Programa (versão provisória) Rui Pinto Duarte O Direito e o Pensamento Jurídico Programa (versão provisória) Rui Pinto Duarte 2011/2012 1. Ideia Geral de Direito 1.1. Sentidos da palavra direito 1.2. Perspectivas sobre o direito; adopção de uma perspectiva

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE DIREITO CURRÍCULO PLENO BACHARELADO 1 CICLO/MÓDULO A Fundamental: (Direito, Política e Economia) Ciência Política 02 0 02 40 Economia e Negócios 04 0 04 80 Fundamentos do Direito Civil 04 0 04

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO ESTRUTURA CURRICULAR STRICTO SENSU (por área de concentração-baseada na Res. Vigente do CCEPE)

PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO ESTRUTURA CURRICULAR STRICTO SENSU (por área de concentração-baseada na Res. Vigente do CCEPE) NOME DO CURSO: DIREITO NÍVEL: [ x ] MESTRADO [ ] DOUTORADO LINHA DE PESQUISA: 1 ESTADO, CONSTITUCIONALIZAÇÃO E DIREITOS HUMANOS PERÍODO DE VIGÊNCIA: para alunos MATRICULADOS a partir de 03 / 2013 DO CURSO

Leia mais

Filosofia e Direito. Filosofia e Direito

Filosofia e Direito. Filosofia e Direito 2016-2 HORÁRIO DO 1º SEMESTRE 1ª Aula Humanidades em Direito Redação e Linguagem Jurídica Filosofia e Direito Ciência Política e Teoria do Estado Introdução ao Estudo do Direito 2ª Aula Humanidades em

Leia mais

Direito da Economia. Programa

Direito da Economia. Programa Docente: Profa. Maria Eduarda Gonçalves e-mail: mebg2009@gmail.com mebg@iscte.pt Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa Licenciatura em Direito 2010/2011 Direito da Economia Programa 15 de

Leia mais

Código de Processo Civil

Código de Processo Civil Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código de Processo Civil 2011 22ª Edição Actualização nº 2 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Actualização nº 2 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA

Leia mais

Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) Formação à Distância

Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) Formação à Distância Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas (CTOC) Formação à Distância CURSO DIS1209 1 - OBJECTIVOS: Curso: INFRACÇÕES TRIBUTÁRIAS O curso de Infracções Tributárias tem como objectivo dar conhecer aos TOC

Leia mais

DE DIREITO PERÍODO MATUTINO HORÁRIO DO 1º SEMESTRE

DE DIREITO PERÍODO MATUTINO HORÁRIO DO 1º SEMESTRE DE DIREITO PERÍODO MATUTINO 2016-1 HORÁRIO DO 1º SEMESTRE 08:00 09:35 Introdução ao Estudo do Direito Direito, Pessoa e Sociedade Direito Civil LINDB e Parte Geral I Redação e Linguagem Jurídica Direito,

Leia mais

Administração Pública

Administração Pública Administração Pública O direito administrativo é o direito que regula a Administração pública Administração pública: é o objeto do direito administrativo Fernanda Paula Oliveira 1. Administração: gestão

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR PAUTA DE FREQUENCIA DOS EXAMES DE 08 A 16 DE FEVEREIRO 2016 PROVISÓRIA

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR PAUTA DE FREQUENCIA DOS EXAMES DE 08 A 16 DE FEVEREIRO 2016 PROVISÓRIA Matric Disciplina T1 T2 T3 T4 NF Situa 15-470 Direito Constitucional I 14,00 17,50 15,00 14,00 15,12 Admit 15-470 Introdução ao Direito I *9,00 13,50 13,50 11,00 11,75 Admit 15-470 Economia Política I

Leia mais

Faculdade de Direito Candido Mendes Disciplinas Eletivas 2014/2

Faculdade de Direito Candido Mendes Disciplinas Eletivas 2014/2 Acesso à Justiça Ações Constitucionais [204114] Aspectos Processuais dos Direitos das Obrigações e dos Contratos Civis [204130] Aspectos Processuais dos Direitos de Família e de Sucessões [204157] Condomínios

Leia mais

DISCIPLINAS/ATIVIDADES OBRIGATÓRIAS

DISCIPLINAS/ATIVIDADES OBRIGATÓRIAS MEC - UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 103/2010 EMENTA: Estabelece o Currículo do Curso de Graduação em Direito - Macaé. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA DA UNIVERSIDADE

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS FINAIS 1º SEMESTRE/2017 TURMA M1-1D-1N

CALENDÁRIO DE PROVAS FINAIS 1º SEMESTRE/2017 TURMA M1-1D-1N TURMA M1-1D-1N 19:00/20:40 TEORIA GERAL DO DIREITO PRIVADO AULA 20:55/22:35 INTRODUÇÃO À CIÊNCIA DO DIREITO PROVA 19:00/20:40 DIREITOS HUMANOS PROVA 20:55/22:35 CIÊNCIA POLÍTICA E TEORIA GERAL DO ESTADO

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO DISCIPLINA: DIREITO DAS ORGANIZAÇÕES PLANIFICAÇÃO ANUAL

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO DISCIPLINA: DIREITO DAS ORGANIZAÇÕES PLANIFICAÇÃO ANUAL MÓDULOS / CONTEÚDOS OBJECTIVOS DE APRENDIZAGEM TEMPO PREVISTO (BLOCOS 45 MINUTOS) OBSERVAÇÕES I MÓDULO 40 NOÇOES FUNDAMENTAIS DE DIREITO. NATUREZA SOCIAL DO HOMEM ORDEM SOCIAL NORMATIVA DIREITO, SENTIDOS

Leia mais

Comparativo _ Antigo X Projeto DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL

Comparativo _ Antigo X Projeto DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL DIR 01 DIR 02 DIREITO PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL DIR 03 DIREITO PÚBLICO E DO ESTADO DIREITO INTERNACIONAL PROPEDÊUTICAS, FILOSOFIA E SOCIOLOGIA

Leia mais

FLORISBAL DE SOUZA DEL'OLMO

FLORISBAL DE SOUZA DEL'OLMO ÍNDICE SISTEMÁTICO Abreviaturas e Siglas Usadas Apresentação XV XIX Capítulo I - Esboço Histórico do Direito Internacional Privado 1 1.1. Considerações iniciais 1 1.2. Grécia 1 1.3. Roma 2 1.4. Feudalismo

Leia mais

* Agradecimento especial ao Prof. Ney Arataú, da AEDB, responsável por parte do roteiro desta aula.

* Agradecimento especial ao Prof. Ney Arataú, da AEDB, responsável por parte do roteiro desta aula. * Agradecimento especial ao Prof. Ney Arataú, da AEDB, responsável por parte do roteiro desta aula. 1. Direito Natural 2. Direito Positivo x Consuetudinário 3. Direito Objetivo x Subjetivo Não é escrito

Leia mais

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta PESQUISA E PRÁTICA EM DIREITO - V / ATIVIDADES

RELAÇÃO DE HORÁRIOS POR TURMA. Segunda Terça Quarta Quinta Sexta PESQUISA E PRÁTICA EM DIREITO - V / ATIVIDADES Turma: DID101-20162 DIREITO EMPRESARIAL III ÉTICA PROFISSIONAL DIREITO E RELAÇÕES INTERNACIONAIS DIREITO PROCESSUAL CONSTITUCIONAL E DIREITO EMPRESARIAL III DIREITO EMPRESARIAL III ÉTICA PROFISSIONAL DIREITO

Leia mais

Instituto de Educação Superior de Boituva

Instituto de Educação Superior de Boituva CURSOS DE DIREITO MATRIZ 2016 1º PERÍODO = 0 horas aulas Leitura e Interpretação de Textos COMPL Introdução ao Estudo do Direito Sociologia Geral e Jurídica Ciência Política Direito Penal I História do

Leia mais

Germano Marques da Silva. Professor da Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa

Germano Marques da Silva. Professor da Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa Germano Marques da Silva Professor da Faculdade de Direito Universidade Católica Portuguesa DIREITO PENAL TRIBUTÁRIO (RELATÓRIO) SOBRE AS RESPONSABILIDADES DAS SOCIEDADES E DOS SEUS ADMINISTRADORES CONEXAS

Leia mais

Evolução da Administração Pública e do Direito Administrativo

Evolução da Administração Pública e do Direito Administrativo 1 Evolução da Administração Pública e do Direito Administrativo 2 A época medieval Não há qualquer unidade que sirva de referência a um interesse público primário nem a um aparelho organizado destinado

Leia mais

PROGRAMA DE DIREITO DA INTEGRAÇÃO ECONÓMICA

PROGRAMA DE DIREITO DA INTEGRAÇÃO ECONÓMICA Licenciatura de Direito em Língua Portuguesa PROGRAMA DE DIREITO DA INTEGRAÇÃO ECONÓMICA 4º ANO ANO LECTIVO 2011/2012 1 ELEMENTOS DE ESTUDO Bibliografia Básica: João Mota de Campos e João Luíz Mota de

Leia mais

Registos e Notariado. Ficha Técnica. Código do Notariado. TÍTULO I - Da organização dos serviços notariais. CAPÍTULO I - Disposições gerais

Registos e Notariado. Ficha Técnica. Código do Notariado. TÍTULO I - Da organização dos serviços notariais. CAPÍTULO I - Disposições gerais Registos e Notariado Ficha Técnica Código do Notariado TÍTULO I - Da organização dos serviços notariais CAPÍTULO I - Disposições gerais CAPÍTULO II - Competência funcional SECÇÃO I - Atribuições dos notários

Leia mais

HORÁRIO DO CURSO DE DIREITO - Campus Porto Alegre (Noite) 1º Semestre 2017

HORÁRIO DO CURSO DE DIREITO - Campus Porto Alegre (Noite) 1º Semestre 2017 HORÁRIO DO CURSO DE DIREITO - Campus Porto Alegre (Noite) 1º Semestre 2017 I EIXO - TURMA PNA - Currículo 07 19:10 às 19:47 19:47 às 20:24 20:44 às 21:21 21:21 às 21:58 Comunicação Projeto Integrador I

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO EXAME DE ORDEM OAB 1ª FASE

CONTROLE DE CONTEÚDO EXAME DE ORDEM OAB 1ª FASE 1 Teoria Geral da Constituição / Separação de Poderes 2 Direitos e deveres individuais e coletivos 3 Nacionalidade 4 Direitos políticos/ Partidos Políticos 5 Organização Político-Administrativa 6 Poder

Leia mais

TRANSPORTE RODOVIÁRIO RIO ALARGAR OS HORIZONTES AS OBRIGAÇÕES 29.MAIO.2008 ADVOGADOS

TRANSPORTE RODOVIÁRIO RIO ALARGAR OS HORIZONTES AS OBRIGAÇÕES 29.MAIO.2008 ADVOGADOS TRANSPORTE RODOVIÁRIO RIO ALARGAR OS HORIZONTES AS OBRIGAÇÕES DE SERVIÇO O PÚBLICOP 29.MAIO.2008 AS OBRIGAÇÕES DE SERVIÇO O PÚBLICOP 1. NOÇÃO E MODALIDADES 2. EVOLUÇÃO DO QUADRO JURÍDICO 3. A SOLUÇÃO DO

Leia mais

MAPA DEFINITIVO DAS DATAS DOS TESTES ESCRITOS DOS EXAMES DA ÉPOCA DE SETEMBRO DO ANO LECTIVO 2005/2006

MAPA DEFINITIVO DAS DATAS DOS TESTES ESCRITOS DOS EXAMES DA ÉPOCA DE SETEMBRO DO ANO LECTIVO 2005/2006 1 MAPA DEFINITIVO DAS DATAS DOS TESTES ESCRITOS DOS EXAMES DA ÉPOCA DE SETEMBRO DO ANO LECTIVO 2005/2006 1º ANO TURMA A e B DIA Dia 13 de Setembro às 9:30 horas - Introdução ao Estudo do Direito Dia 18

Leia mais

Anexo IV Tabela das Áreas de Actividades

Anexo IV Tabela das Áreas de Actividades Actividades Relacionadas com o Património Cultural 101/801 Artes Plásticas e Visuais 102/802 Cinema e Audiovisual 103/803 Bibliotecas e Património Bibliográfico 104/804 Arquivos e Património Arquivistico

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina DT Introdução ao Estudo do Direito - Ativa desde: 01/01/2016. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36

Pré-requisito Coreq Disciplina DT Introdução ao Estudo do Direito - Ativa desde: 01/01/2016. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36 1 de 6 Nível:BACHARELADO Início: 20021 01 - - DT16101 - Introdução ao Estudo do Direito - Ativa desde: DT16102 - Língua Portuguesa - Ativa desde: DT16103 - Filosofia - Ativa desde: DT16104 - Metodologia

Leia mais

FISCALIZAÇÃO PREVENTIVA ÍNDICE IDEOGRÁFICO DA CONSTITUCIONALIDADE

FISCALIZAÇÃO PREVENTIVA ÍNDICE IDEOGRÁFICO DA CONSTITUCIONALIDADE FISCALIZAÇÃO PREVENTIVA ÍNDICE IDEOGRÁFICO DA CONSTITUCIONALIDADE índice ideográfico A Acesso ao direito Ac. 188/10; Ac. 216/10; Ac. 265/10; Ac. 266/10. Acesso aos tribunais Ac. 186/10; Ac. 188/10; Ac.

Leia mais

Artigo 2.º - Compensação devida pela reprodução ou gravação de

Artigo 2.º - Compensação devida pela reprodução ou gravação de Lei n.º 62/98, de 1 de Setembro Regula o disposto no artigo 82.º do Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos (Primeira Alteração introduzida pela Lei nº 50/2004 de 24 de Agosto) Artigo 1.º - Objecto...

Leia mais

8 Definir e compreender os princípios fundamentais do Direito processual penal;

8 Definir e compreender os princípios fundamentais do Direito processual penal; DIREITO E PROCESSO PENAL [5453310] GERAL Regime: Semestre: OBJETIVOS 1 Definir e compreender o conceito de Direito Penal; 2 Definir e compreender o problema dos fins das penas; 3 - Definir e compreender

Leia mais

Programa. Finanças Públicas 2.º Ano Turmas A/B/Noite Ano Lectivo 2012/2013. Professor Doutor Eduardo Paz Ferreira. Introdução

Programa. Finanças Públicas 2.º Ano Turmas A/B/Noite Ano Lectivo 2012/2013. Professor Doutor Eduardo Paz Ferreira. Introdução Programa Finanças Públicas 2.º Ano Turmas A/B/Noite Ano Lectivo 2012/2013 Professor Doutor Eduardo Paz Ferreira Introdução I. Aspectos gerais 1. As Finanças Públicas. Questões de ordem geral 2. Fixação

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR - DRA Calendário de Exames Especiais 28 de Fevereiro a 04 de Março de Inscrições até ao dia 27/02/2017

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR - DRA Calendário de Exames Especiais 28 de Fevereiro a 04 de Março de Inscrições até ao dia 27/02/2017 Psicologia do Desenvolvimento I 28/02/2017 09:30-11:30 Matemática Financeira 28/02/2017 09:30-11:30 Empreendedorismo 28/02/2017 09:30-11:30 Sociologia do Direito 28/02/2017 09:30-11:30 Direito de Integração

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR - DRA Calendário de Exames Especiais 22 a 26 de Novembro de Inscrições até ao dia 21/11/2016

INSTITUTO SUPERIOR MONITOR - DRA Calendário de Exames Especiais 22 a 26 de Novembro de Inscrições até ao dia 21/11/2016 Psicologia do Desenvolvimento I 22/11/2016 09:30-11:30 Matemática Financeira 22/11/2016 09:30-11:30 Empreendedorismo 22/11/2016 09:30-11:30 Sociologia do Direito 22/11/2016 09:30-11:30 Direito de Integração

Leia mais

Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I. Professor Vilmar A Silva

Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I. Professor Vilmar A Silva Faculdades Cathedral Curso de Direito DIREITO CIVIL - I Professor Vilmar A Silva NORMA JURÍDICA É a condição garantida pelo poder coercitivo do Estado, tendo como objetivo teórico a garantia da vida em

Leia mais

I Noções e Problemas Elementares

I Noções e Problemas Elementares Introdução ao Estudo do Direito I 1.º Ano Noite, 2015/ 2016 Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa PROGRAMA 1 I Noções e Problemas Elementares 1. Primeiros olhares; ideias geralmente associadas ao «direito»

Leia mais

SUMÁRIO Direito Tributário...2 O Direito Tributário e as demais ciências jurídicas...5 O Direito Tributário e os Limites ao Poder de Tributar...

SUMÁRIO Direito Tributário...2 O Direito Tributário e as demais ciências jurídicas...5 O Direito Tributário e os Limites ao Poder de Tributar... SUMÁRIO Direito Tributário...2 Conceito...2 Polos...2 Receitas públicas...2 Natureza...3 Exemplos de receitas derivadas...3 Exemplos de receitas originárias...4 O Direito Tributário e o Direito Público...4

Leia mais

A defesa da concorrência em Portugal algumas reflexões

A defesa da concorrência em Portugal algumas reflexões A defesa da concorrência em Portugal algumas reflexões Comissão de Assuntos Económicos, Inovação e Tecnologia da Assembleia da República Audição Pública sobre Regulação da Concorrência 18 de Novembro de

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO II. 2.º Ano Turma B PROGRAMA DA DISCIPLINA Ano lectivo de 2011/2012 2º semestre

DIREITO ADMINISTRATIVO II. 2.º Ano Turma B PROGRAMA DA DISCIPLINA Ano lectivo de 2011/2012 2º semestre DIREITO ADMINISTRATIVO II 2.º Ano Turma B PROGRAMA DA DISCIPLINA Ano lectivo de 2011/2012 2º semestre LISBOA 2012 Regente: Prof. Doutor Fausto de Quadros Colaborador: Prof. Doutor Lourenço Vilhena de Freitas

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE DIREITO FISCAL (3. ANO)

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE DIREITO FISCAL (3. ANO) FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE DE MACAU CURSO DE LICENCIATURA EM DIREITO EM LÍNGUA PORTUGUESA ANO LECTIVO DE 2011/2012 PROGRAMA DA DISCIPLINA DE DIREITO FISCAL (3. ANO) DISCIPLINA SEMESTRAL CARGA HORÁRIA:

Leia mais

CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 1º SEMESTRE CURSO DE DIREITO. 1º Período

CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 1º SEMESTRE CURSO DE DIREITO. 1º Período CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 1º SEMESTRE - 2017 CURSO DE DIREITO 1º Período 23/03 Linguagens, Filosofia e Português Jurídico - 20h 28/03 Direito e Sociedade - 20h 24/03 Economia - 21h20 29/03 Linguagens, Filosofia

Leia mais

UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO. Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa. Ano lectivo de 2014/2015

UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO. Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa. Ano lectivo de 2014/2015 UNIVERSIDADE DE MACAU FACULDADE DE DIREITO Curso de Licenciatura em Direito em Língua Portuguesa Ano lectivo de 2014/2015 DIREITO PROCESSUAL CIVIL I (Disciplina anual do 3.º ano) Responsável pela regência:

Leia mais

LICENCIATURA

LICENCIATURA LICENCIATURA 2015-2016 DIREITO DO AMBIENTE (CURSO NOCTURNO) REGÊNCIA: PROFESSORA DOUTORA CARLA AMADO GOMES Programa Apresentação Esta disciplina pretende, a partir da delimitação do objecto do Direito

Leia mais

1. A CMVM O QUE É A CMVM?

1. A CMVM O QUE É A CMVM? 1.. A CMVM 1. A CMVM O QUE É A CMVM? A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários - também conhecida pelas iniciais CMVM - foi criada em Abril de 1991 com a missão de supervisionar e regular os mercados

Leia mais

sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal

sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal TRADUÇÃO da versão em francês CONSELHO DA EUROPA Recomendação CM/Rec(2012)11 do Comité de Ministros aos Estados Membros sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal (adoptada pelo

Leia mais

GRADE HORÁRIA 2º SEMESTRE DE 2016

GRADE HORÁRIA 2º SEMESTRE DE 2016 1º PERÍODO/SEMESTRE # TURNO Noite # SALA # Nº DE ALUNOS Sociologia e Sociologia e Jurídica Jurídica Língua Portuguesa História do Língua Portuguesa Sociologia e Jurídica Sociologia e Jurídica Língua Portuguesa

Leia mais

PROGRAMA. 4. O conceito de crime e o processo penal: pressupostos materiais e processuais da responsabilidade penal.

PROGRAMA. 4. O conceito de crime e o processo penal: pressupostos materiais e processuais da responsabilidade penal. DIREITO PROCESSUAL PENAL PROGRAMA I INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. O funcionamento real do sistema penal: os dados da PGR (2010), do Relatório Anual de Segurança Interna (2011) e o tratamento

Leia mais

CURSO DE PREPARAÇÃO PARA O CONCURSO DE INGRESSO NA CARREIRA DIPLOMÁTICA. Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

CURSO DE PREPARAÇÃO PARA O CONCURSO DE INGRESSO NA CARREIRA DIPLOMÁTICA. Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa CURSO DE PREPARAÇÃO PARA O CONCURSO DE INGRESSO NA CARREIRA DIPLOMÁTICA Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa 2017 Organizado de acordo com os temas do regulamento do concurso Coordenação: ICJP

Leia mais

Projeto pedagógico da AC em Estudos Jurídicos (F. Direito/UFBA)

Projeto pedagógico da AC em Estudos Jurídicos (F. Direito/UFBA) 149 - ESTUDOS JURÍDICOS Apresentação A área de concentração em estudos jurídicos é uma modalidade de especialização curricular capaz de conferir aos estudantes dos Bacharelados Interdisciplinares o domínio

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação DIREITO. COORDENADOR Gabriel Pires

UFV Catálogo de Graduação DIREITO. COORDENADOR Gabriel Pires UFV Catálogo de Graduação 2012 139 DIREITO COORDENADOR Gabriel Pires gabriel@ufv.br 140 Currículos dos Cursos UFV Bacharelado ATUAÇÃO O Bacharel em Direito formado por este curso é um profissional com

Leia mais

Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n.

Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL. Lei n. Aprovado por Deliberação n.º /2010 ANTEPROJECTO DE LEI SOBRE OS ACTOS PRÓPRIOS DOS ADVOGADOS E SOLICITADORES ASSEMBLEIA NACIONAL Lei n.º /2010, de de Na sequência da aprovação e entrada em vigor da Lei

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Direito tributário Capítulo 2 Espécies de tributo Capítulo 3 Empréstimos compulsórios e contribuições especiais

Sumário Capítulo 1 Direito tributário Capítulo 2 Espécies de tributo Capítulo 3 Empréstimos compulsórios e contribuições especiais Sumário Capítulo 1 Direito tributário... 1 1.1. Direito... 1 1.2. Direito público e direito privado... 1 1.3. Direito tributário... 2 1.4. Direito tributário e os demais ramos do Direito... 4 1.5. Estado...

Leia mais

REGULAMENTO DE APROVAÇÃO DO PLANO DE CURSO DA LICENCIATURA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DE LISBOA

REGULAMENTO DE APROVAÇÃO DO PLANO DE CURSO DA LICENCIATURA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DE LISBOA REGULAMENTO DE APROVAÇÃO DO PLANO DE CURSO DA LICENCIATURA DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESCOLA DE LISBOA A Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa aprovou

Leia mais

Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Directiva 1/2008. Sobre publicações periódicas autárquicas.

Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Directiva 1/2008. Sobre publicações periódicas autárquicas. Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social Directiva 1/2008 Sobre publicações periódicas autárquicas Lisboa 24 de Setembro de 2008 Conselho Regulador da Entidade Reguladora para

Leia mais

A criação normativa em matéria tributária - As fontes de Direito Tributário

A criação normativa em matéria tributária - As fontes de Direito Tributário DIREITO TRIBUTÁRIO NACIONAL E EUROPEU [9291111] GERAL Regime: Semestre: OBJETIVOS Com esta cadeira pretende-se que os alunos compreendam as estruturas conceptuais essenciais do sistema fiscal português;

Leia mais

Miguel João Costa DEDERE AUT JUDICARE? A DECISÃO DE EXTRADITAR OU JULGAR À LUZ DO DIREITO PORTUGUÊS, EUROPEU E INTERNACIONAL M 1

Miguel João Costa DEDERE AUT JUDICARE? A DECISÃO DE EXTRADITAR OU JULGAR À LUZ DO DIREITO PORTUGUÊS, EUROPEU E INTERNACIONAL M 1 t e s e s Miguel João Costa DEDERE AUT JUDICARE? A DECISÃO DE EXTRADITAR OU JULGAR À LUZ DO DIREITO PORTUGUÊS, EUROPEU E INTERNACIONAL M 1 Dedere aut Judicare? INTRODUÇÃO A pergunta que figura no título

Leia mais

ENQUADRAMENTO II.) DO PARECER PROPRIAMENTE DITO

ENQUADRAMENTO II.) DO PARECER PROPRIAMENTE DITO ASSUNTO: Pedido de parecer sobre juros de mora vencidos e vincendos Parecer n.º: INF_DSAJAL_JF_5120/2017 Data: 06/06/2017 I.) ENQUADRAMENTO Veio o Senhor Presidente da Câmara Municipal questionar a Direção

Leia mais

DECRETO N.º 41/XI. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

DECRETO N.º 41/XI. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: DECRETO N.º 41/XI Derrogação do sigilo bancário (21.ª alteração à Lei Geral Tributária, aprovada pelo Decreto-Lei n.º 398/98, de 17 de Dezembro, e segunda alteração ao Decreto-Lei n.º 62/2005, de 11 de

Leia mais

As suas questões. sobre o Tribunal de Justiça da União Europeia

As suas questões. sobre o Tribunal de Justiça da União Europeia As suas questões sobre o Tribunal de Justiça da União Europeia PORQUÊ UM TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA UNIÃO EUROPEIA (TJUE)? Para construir a Europa, os Estados (actualmente 27) celebraram entre si Tratados

Leia mais

1 JO no C 24 de , p JO no C 240 de , p JO no C 159 de , p. 32.

1 JO no C 24 de , p JO no C 240 de , p JO no C 159 de , p. 32. Directiva 91/533/CEE do Conselho, de 14 de Outubro de 1991, relativa à obrigação de a entidade patronal informar o trabalhador sobre as condições aplicáveis ao contrato ou à relação de trabalho Jornal

Leia mais

Provas escritas individuais ou provas escritas individuais e trabalho(s)

Provas escritas individuais ou provas escritas individuais e trabalho(s) Programa de DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO 7º período: 2h/s Aula: Teórica EMENTA Aspectos preliminares. Relações entre o sistema interno e o externo de Direito. A sociedade internacional. O Estado. Organizações

Leia mais

ALGUNS ASPECTOS da POLÍTICA de CONCORRÊNCIA aplicada aos MEDIA: O CASO dos DIREITOS de TRANSMISSÃO TELEVISIVA de EVENTOS DESPORTIVOS

ALGUNS ASPECTOS da POLÍTICA de CONCORRÊNCIA aplicada aos MEDIA: O CASO dos DIREITOS de TRANSMISSÃO TELEVISIVA de EVENTOS DESPORTIVOS ALGUNS ASPECTOS da aplicada aos MEDIA: O CASO dos DIREITOS de TRANSMISSÃO TELEVISIVA de EVENTOS DESPORTIVOS EDUARDO RAUL LOPES RODRIGUES (*) (*) VOGAL do CONSELHO da AUTORIDADE da CONCORRÊNCIA PROFESSOR

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP)

CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP) 1 CONCURSO PÚBLICO URGENTE (Artº 155º do CCP) PROGRAMA DE CONCURSO Índice Artigo 1.º - Identificação do Concurso... 3 Artigo 2.º - Entidade Adjudicante... 3 Artigo 3.º - Órgão que tomou a decisão de contratar...

Leia mais

MANUAL DE DIREITO TRIBUTÁRIO

MANUAL DE DIREITO TRIBUTÁRIO MARCELO ALEXANDRINO Auditor Fiscal da Receita Federal desde 1997, exerce suas atribuições na Divisão de Tributação da Superintendência da Receita Federal, no Rio Grande do Sul. Professor de Direito Tributário

Leia mais

TÍTULO IV DIREITOS, LIBERDADES E GARANTIAS DOS TRABALHADORES TÍTULO V DIREITOS E DEVERES ECONÓMICOS

TÍTULO IV DIREITOS, LIBERDADES E GARANTIAS DOS TRABALHADORES TÍTULO V DIREITOS E DEVERES ECONÓMICOS Índice Geral Decreto-Lei n.º 252/92, de 19 de Novembro, que define o estatuto e a competência dos governadores civis e aprova o regime dos órgãos e serviços que deles dependem (Artigo 7.º) Lei n.º 5/93,

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Abreviaturas e siglas usadas. Apresentação

ÍNDICE SISTEMÁTICO. Abreviaturas e siglas usadas. Apresentação ÍNDICE SISTEMÁTICO Abreviaturas e siglas usadas Apresentação Capítulo 1 Gênese do direito 1. Escola jusnaturalista ou do direito natural 1.1. Origem do jusnaturalismo 2. Escola teológica 2.1. Origem da

Leia mais

ABREU INTERNATIONAL LEGAL SOLUTIONS. OUR INNOVATIVE SOLUTIONS WHEREVER YOU NEED US. our innovative solutions wherever you need us.

ABREU INTERNATIONAL LEGAL SOLUTIONS. OUR INNOVATIVE SOLUTIONS WHEREVER YOU NEED US. our innovative solutions wherever you need us. ABREU INTERNATIONAL LEGAL SOLUTIONS OUR INNOVATIVE SOLUTIONS WHEREVER YOU NEED US. our innovative solutions wherever you need us. Constituída em 1993 a AB é uma das maiores Sociedades de Advogados portuguesas

Leia mais

DIREITO DAS CONTRA-ORDENAÇÕES FICHA DA DISCIPLINA -

DIREITO DAS CONTRA-ORDENAÇÕES FICHA DA DISCIPLINA - DIREITO DAS CONTRA-ORDENAÇÕES 2008-2009 - FICHA DA DISCIPLINA - SUMÁRIO: I - Objectivos; II - Programa; III - Método de ensino; IV - Método de avaliação; V - Bibliografia I OBJECTIVOS Dentro do quadro

Leia mais

BIBLIOGRAFIA COIMBRA EDITORA PARA ACESSO CURSO FORMAÇÃO MAGISTRATURA CEJ

BIBLIOGRAFIA COIMBRA EDITORA PARA ACESSO CURSO FORMAÇÃO MAGISTRATURA CEJ 1 A TUTELA CAUTELAR NO CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO (EM ESPECIAL, NOS PROCEDIMENTOS DE FORMAÇÃO DOS CONTRATOS) Ana Gouveia Martins ISBN 972-32-1364-8 Coimbra Editora 2005-1 Ed - 604 págs. ESTUDOS DE CONTRATAÇÃO

Leia mais

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2016

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2016 1º PERÍODO/SEMESTRE # TURNO Noite_ Sociologia Geral e Ciência Política e Sociologia Geral e Língua Portuguesa Língua Portuguesa Jurídica Teoria Geral do Estado Jurídica Sociologia Geral e Jurídica Ciência

Leia mais

SUMÁRIO DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO CONSTITUCIONAL

SUMÁRIO DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO CONSTITUCIONAL SUMÁRIO DIREITO ADMINISTRATIVO 1. Administração pública e terceiro setor... 15 2. Administração direta e indireta... 31 3. Regulação, concessões e parcerias... 53 4. Intervenção do estado na propriedade...

Leia mais

Apoio. Patrocinadores Globais APDSI

Apoio. Patrocinadores Globais APDSI Apoio Patrocinadores Globais APDSI Transparência e Sigilo na Administração Pública: A questão dos dados fiscais XV Tomada de Posição GAN / APDSI Lisboa, 24 de abril de 2013 Princípios regentes da Administração

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS Considerando que: a) nos termos do disposto no artigo 23º da Lei

Leia mais

e interesses dos consumidores em Portugal Vital Moreira (CEDIPRE, FDUC)

e interesses dos consumidores em Portugal Vital Moreira (CEDIPRE, FDUC) Regulação dos serviços públicos e interesses dos consumidores em Portugal Vital Moreira (CEDIPRE, FDUC) Sumário 1. Os beneficiários dos serviços públicos 2. O impacto da liberalização dos serviços públicos

Leia mais

Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia

Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia Fontes do Direitos: Constituição, lei, costumes, jurisprudência, doutrina e contrato. A Constituição Federal e os tópicos da Economia No Brasil, vigora o princípio da Supremacia da Constituição, segundo

Leia mais

IUS RESUMOS. Tributos e Competência Tributária. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Tributos e Competência Tributária. Organizado por: Samille Lima Alves Tributos e Tributária Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. TRIBUTOS E COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA... 3 1. Caracterizando o tributo... 3 1.1 Conceito... 3 1.2 Classificação dos tributos... 4 2 tributária...

Leia mais

Policia Rodoviária Federal - PRF DIREITO ADMINISTRATIVO

Policia Rodoviária Federal - PRF DIREITO ADMINISTRATIVO Policia Rodoviária Federal - PRF DIREITO ADMINISTRATIVO CURSO REGULAR Prof. Valmir Rangel ESTADO GOVERNO ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Sociedade Politicamente Organizada ESTADO ELEMENTOS DO ESTADO Povo Território

Leia mais

Acesso à carreira diplomática

Acesso à carreira diplomática Acesso à carreira diplomática Programa Relações Internacionais, História e História Diplomática 29 de Maio (1) A diplomacia e a Europa Fausto de Quadros (2) Sinopse histórica da diplomacia portuguesa (I)

Leia mais

PROGRAMA ABREVIADO PARTE I DOGMÁTICA GERAL

PROGRAMA ABREVIADO PARTE I DOGMÁTICA GERAL Faculdade de Direito de Lisboa Ano lectivo de 2016/2017 DIREITO DO TRABALHO I 4º ANO Turma da Noite Coordenação e regência: Profª Doutora Maria do Rosário Palma Ramalho Colaboradores: Prof. Doutor Pedro

Leia mais

As disposições de execução relativas ao registo do AEIE foram já incluídas no Código do Registo Comercial.

As disposições de execução relativas ao registo do AEIE foram já incluídas no Código do Registo Comercial. MINISTÉRIO DA JUSTlÇA Decreto-Lei n. 148/90 de 9 de Maio O presente diploma visa aprovar as disposições de natureza substantiva necessárias para dar execução ao Regulamento (CEE) n. 2137/85, do Conselho,

Leia mais

Alfândegas. O termo Alfândega designa um departamento público, geralmente. localizado junto a portos marítimos, fronteiras terrestres e aeroportos,

Alfândegas. O termo Alfândega designa um departamento público, geralmente. localizado junto a portos marítimos, fronteiras terrestres e aeroportos, Alfândegas Trabalho realizado por: Tânia Leão n.º19 Alfândegas O termo Alfândega designa um departamento público, geralmente localizado junto a portos marítimos, fronteiras terrestres e aeroportos, com

Leia mais

A LGT no Orçamento do Estado para Audit Tax Advisory Consulting

A LGT no Orçamento do Estado para Audit Tax Advisory Consulting Audit Tax Advisory Consulting Domicílio fiscal O domicílio fiscal integra a caixa postal eletrónica, nos termos do serviço público de caixa postal eletrónica (Decreto-Lei n.º 112/2006, de 9 de Junho, e

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DE DIREITO

ESTRUTURA CURRICULAR DE DIREITO ESTRUTURA CURRICULAR DE DIREITO 1 PERÍODO Introdução ao Estudo do Direito 04 80 Economia 02 40 Sociologia do Direito 02 40 Psicologia Jurídica 02 40 Filosofia Jurídica 04 80 Ciências Políticas 02 40 Português

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO Definição... 21

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO Definição... 21 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 Capítulo I Direito Tributário... 13 1. Definição... 13 2. Relação com outros ramos do direito... 13 3. Fontes do direito tributário... 14 4. Legislação tributária... 20 Capítulo

Leia mais

newsletter Nº 75 ABRIL / 2013

newsletter Nº 75 ABRIL / 2013 newsletter Nº 75 ABRIL / 2013 Assuntos em Destaque Resumo Fiscal/Legal Março de 2013 2 Preços de Transferência Actualidade 3 Revisores e Auditores 7 LEGISLAÇÃO FISCAL/LEGAL Ministério das Finanças - Portaria

Leia mais

Sistema Tributário Nacional

Sistema Tributário Nacional Sistema Tributário Nacional Considerações Iniciais Direito Direito e Contabilidade como Ciências Ciência das Normas obrigatórias que disciplinam as relações dos homens em sociedade. É o conjunto das normas

Leia mais

Currículo do Curso de Direito

Currículo do Curso de Direito Currículo do Curso de Direito Bacharelado ATUAÇÃO O Bacharel em Direito formado por este curso é um profissional com conhecimentos gerais nas diversas áreas do Direito (internacional, constitucional, administrativo,

Leia mais

CÓDIGO DA PUBLICIDADE. Actualização N.º 3

CÓDIGO DA PUBLICIDADE. Actualização N.º 3 CÓDIGO DA PUBLICIDADE Actualização N.º 3 Código da Publicidade 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DA PUBLICIDADE Actualização N.º 3 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA Avenida Fernão de Magalhães, n.º 584, 5º Andar

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Nacionalidade Vilhena Valente Rodrigues da Silva, Henrique Pedro Portuguesa Data de nascimento 09.03.1979 Sexo Emprego pretendido

Leia mais

SEMINÁRIO CPC. A actividade do Conselho de Prevenção da Corrupção e a sua recomendação sobre os Planos de prevenção de Riscos

SEMINÁRIO CPC. A actividade do Conselho de Prevenção da Corrupção e a sua recomendação sobre os Planos de prevenção de Riscos SEMINÁRIO CPC A actividade do Conselho de Prevenção da Corrupção e a sua recomendação sobre os Planos de prevenção de Riscos O Conselho de Prevenção da Corrupção veio preencher uma lacuna em Portugal.

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO INTELECTUAL. Coordenadores científicos: Prof. Doutor Dário Moura Vicente Dr. Manuel Oehen Mendes PROGRAMA

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO INTELECTUAL. Coordenadores científicos: Prof. Doutor Dário Moura Vicente Dr. Manuel Oehen Mendes PROGRAMA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO INTELECTUAL Coordenadores científicos: Prof. Doutor Dário Moura Vicente Dr. Manuel Oehen Mendes PROGRAMA MÓDULO I DIREITO DE AUTOR E DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO (13 sessões,

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE PROTECÇÃO DE DADOS I - PARECERES, AUTORIZAÇÕES, NOTIFICAÇÕES, RECLAMAÇÕES, QUEIXAS E PETIÇÕES

COMISSÃO NACIONAL DE PROTECÇÃO DE DADOS I - PARECERES, AUTORIZAÇÕES, NOTIFICAÇÕES, RECLAMAÇÕES, QUEIXAS E PETIÇÕES I - PARECERES, AUTORIZAÇÕES, NOTIFICAÇÕES, RECLAMAÇÕES, QUEIXAS E PETIÇÕES PROCESSOS Pendentes do ano anterior Entrados durante o ano Total Terminados durante o ano Sem emissão de parecer/ autorização/

Leia mais