REGULAMENTO INTERNO ADMINISTRATIVO. PROGRAMA DE INTEGRIDADE COM BASE NA LEI Nº /2013 e DECRETO Nº 8.420/2015.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO INTERNO ADMINISTRATIVO. PROGRAMA DE INTEGRIDADE COM BASE NA LEI Nº /2013 e DECRETO Nº 8.420/2015."

Transcrição

1 REGULAMENTO INTERNO ADMINISTRATIVO. PROGRAMA DE INTEGRIDADE COM BASE NA LEI Nº /2013 e DECRETO Nº 8.420/2015. HOTEL COLONIAL LTDA., pessoa jurídica, com sede na Av. Almirante Jair Toscano de Brito, nº 295, Parque das Palmeiras, Angra dos Reis-RJ-CEP , inscrito no CNPJ sob o nº / , neste ato representado por sua sócia OURANIA DAMATIS, brasileira naturalizada, casada, empresária, portadora da Identidade nº Detran-RJ e CPF nº , com endereço comercial já informado acima, visando orientar e determinar algumas ações objetivando dar maior publicidade e transparência aos seus atos administrativos, e, ainda, visando prevenir e impedir envolvimentos em atos de corrupção em consonância com as ações anticorrupção que assolam o nosso país atualmente de um modo geral e, 1 Considerando os fatos e ações de corrupções envolvendo entes públicos, empresas públicas, empresários do setor público e privado, políticos, servidores públicos e outros em nosso país; 2 Considerando a necessidade de se manter uma disciplina e condutas éticas em prol da boa convivência e desenvolvimento regular de suas atividades comerciais com transparência e competência; 3 Considerando que toda ação deve ser planejada com probidade administrativa e com os seus devidos custos operacionais reais, buscando sempre o menor preço e a boa qualidade dos produtos e serviços dentro das normas regimentais turísticas, econômicas, ambientais e de higiene; 4 Considerando que o nosso foco e objetivo deve ser sempre voltado ao melhor atendimento possível aos hóspedes e seus familiares, para que saiam sempre satisfeitos e felizes após suas estadas em nosso estabelecimento hoteleiro; 5 Considerando que a nossa empresa buscará sempre o melhor serviço e o melhor atendimento ao público consumidor da área turística e hoteleira sem medir esforços para atender da melhor maneira possível a todos os nossos clientes e turistas inclusive internacionais; 6 Considerando que há sempre a necessidade e obrigação de se cotar no mínimo 03(três) preços no mercado sobre os valores de nossas mercadorias e bens de consumo diante de nossos fornecedores e colaboradores, e, proceder sempre no ato da entrega à devida fiscalização e/ou conferencia da data de fabricação dos produtos adquiridos em especial de gêneros alimentícios de qualquer natureza; 7 Considerando o que dispõe a Lei nº de 1º de agosto de 2013 e do Decreto que a 1 / 5

2 regulamenta de nº de 18 de março de RESOLVE: Fica criado o Programa de Integridade Anticorrupção da empresa Hotel Colonial Ltda., já devidamente qualificada acima, sendo desde já proibido a qualquer empregado em qualquer nível de escala e hierarquia funcional da empresa, receber de quem quer que seja valores, presentes ou brindes, serviços de qualquer natureza, sejam de fornecedores ou empresas, inclusive pessoas físicas, servidores públicos de qualquer ente público da federação e/ou qualquer nível, agentes políticos e outras pessoas do gênero, como também é expressamente proibido oferecer qualquer tipo de valor ou vantagem a quem quer que seja em troca de algum benefício de que natureza for ou mínimo que seja, sob pena de receber o empregado envolvido a devida punição de demissão por justa causa e o devido ressarcimento a quem de direito dos prejuízos causados, garantido o direito à ampla defesa e ao contraditório. Ficam ainda cientes todos os diretores e demais empregados da empresa que deverão participar em horário e data a serem divulgados e de modo contínuo de palestras e treinamentos sobre condutas éticas anticorrupção que serão realizadas periodicamente através dos setores técnicos das áreas respectivas, incluindo o setor jurídico, gerência administrativa e técnico de cada área específica com o fim de orientar aos empregados e colaboradores sobre o referido programa de integridade e ainda sobre outros assuntos relacionados ao meio ambiente e sua proteção, segurança do trabalho, primeiros socorros, dentre outras orientações, tudo com o fim de adequação e cumprimento das normas contidas nos dispositivos legais acima mencionados e outros regulamentos afins, de modo a manter toda a equipe atualizada e bem treinada para o pronto atendimento e reação imediata para não só prevenir mas também para agir de modo probo e eficiente contra possíveis agentes ou indivíduos mal intencionados que não terão guarida em nossa empresa. Fica criado ainda um canal direto de denúncias anticorrupção junto à gerência da empresa ou à sua Diretoria Societária que é de conhecimento de todos os empregados, mantendo-se e garantindo-se o sigilo sobre o assunto a ser tratado até que a autoridade competente tome as providências necessárias após a devida averiguação, tudo conforme determinação legal, caso seja necessário. O presente programa de integridade será afixado e divulgado em site da empresa, mural interno e em local visível a todos os nossos hóspedes, empregados, colaboradores e visitantes e deverá ser cumprido por todos sem exceção, sendo ainda disponibilizado junto ao mesmo cópia da Lei nº /2013 e do Decreto nº 8.420/2015, que comporão ainda junto ao Código de Defesa do Consumidor e o presente programa as normas de interesse de todos aqueles que contratarem ou que estejam dispostos a contratar os serviços da empresa Hotel Colonial Ltda. Angra dos Reis, 02 de janeiro de HOTEL COLONIAL LTDA. Ourania Damatis 2 / 5

3 REGULAMENTO INTERNO ADMINISTRATIVO. PROGRAMA DE INTEGRIDADE COM BASE NA LEI Nº /2013 e DECRETO Nº 8.420/2015. HOTEL COLONIAL LTDA., pessoa jurídica, com sede na Av. Almirante Jair Toscano de Brito, nº 295, Parque das Palmeiras, Angra dos Reis-RJ-CEP , inscrito no CNPJ sob o nº / , neste ato representado por sua sócia OURANIA DAMATIS, brasileira naturalizada, casada, empresária, portadora da Identidade nº Detran-RJ e CPF nº , com endereço comercial já informado acima, visando orientar e determinar algumas ações objetivando dar maior publicidade e transparência aos seus atos administrativos, e, ainda, visando prevenir e impedir envolvimentos em atos de corrupção em consonância com as ações anticorrupção que assolam o nosso país atualmente de um modo geral e, 1 Considerando os fatos e ações de corrupções envolvendo entes públicos, empresas públicas, empresários do setor público e privado, políticos, servidores públicos e outros em nosso país; 2 Considerando a necessidade de se manter uma disciplina e condutas éticas em prol da boa convivência e desenvolvimento regular de suas atividades comerciais com transparência e competência; 3 Considerando que toda ação deve ser planejada com probidade administrativa e com os seus devidos custos operacionais reais, buscando sempre o menor preço e a boa qualidade dos produtos e serviços dentro das normas regimentais turísticas, econômicas, ambientais e de higiene; 4 Considerando que o nosso foco e objetivo deve ser sempre voltado ao melhor atendimento possível aos hóspedes e seus familiares, para que saiam sempre satisfeitos e felizes após suas estadas em nosso estabelecimento hoteleiro; 3 / 5

4 5 Considerando que a nossa empresa buscará sempre o melhor serviço e o melhor atendimento ao público consumidor da área turística e hoteleira sem medir esforços para atender da melhor maneira possível a todos os nossos clientes e turistas inclusive internacionais; 6 Considerando que há sempre a necessidade e obrigação de se cotar no mínimo 03(três) preços no mercado sobre os valores de nossas mercadorias e bens de consumo diante de nossos fornecedores e colaboradores, e, proceder sempre no ato da entrega à devida fiscalização e/ou conferencia da data de fabricação dos produtos adquiridos em especial de gêneros alimentícios de qualquer natureza; 7 Considerando o que dispõe a Lei nº de 1º de agosto de 2013 e do Decreto que a regulamenta de nº de 18 de março de RESOLVE: Fica criado o Programa de Integridade Anticorrupção da empresa Hotel Colonial Ltda., já devidamente qualificada acima, sendo desde já proibido a qualquer empregado em qualquer nível de escala e hierarquia funcional da empresa, receber de quem quer que seja valores, presentes ou brindes, serviços de qualquer natureza, sejam de fornecedores ou empresas, inclusive pessoas físicas, servidores públicos de qualquer ente público da federação e/ou qualquer nível, agentes políticos e outras pessoas do gênero, como também é expressamente proibido oferecer qualquer tipo de valor ou vantagem a quem quer que seja em troca de algum benefício de que natureza for ou mínimo que seja, sob pena de receber o empregado envolvido a devida punição de demissão por justa causa e o devido ressarcimento a quem de direito dos prejuízos causados, garantido o direito à ampla defesa e ao contraditório. Ficam ainda cientes todos os diretores e demais empregados da empresa que deverão participar em horário e data a serem divulgados e de modo contínuo de palestras e treinamentos sobre condutas éticas anticorrupção que serão realizadas periodicamente através dos setores técnicos das áreas respectivas, incluindo o setor jurídico, gerência administrativa e técnico de cada área específica com o fim de orientar aos empregados e colaboradores sobre o referido programa de integridade e ainda sobre outros assuntos relacionados ao meio ambiente e sua proteção, segurança do trabalho, primeiros socorros, dentre outras orientações, 4 / 5

5 tudo com o fim de adequação e cumprimento das normas contidas nos dispositivos legais acima mencionados e outros regulamentos afins, de modo a manter toda a equipe atualizada e bem treinada para o pronto atendimento e reação imediata para não só prevenir mas também para agir de modo probo e eficiente contra possíveis agentes ou indivíduos mal intencionados que não terão guarida em nossa empresa. Fica criado ainda um canal direto de denúncias anticorrupção junto à gerência da empresa ou à sua Diretoria Societária que é de conhecimento de todos os empregados, mantendo-se e garantindo-se o sigilo sobre o assunto a ser tratado até que a autoridade competente tome as providências necessárias após a devida averiguação, tudo conforme determinação legal, caso seja necessário. O presente programa de integridade será afixado e divulgado em site da empresa, mural interno e em local visível a todos os nossos hóspedes, empregados, colaboradores e visitantes e deverá ser cumprido por todos sem exceção, sendo ainda disponibilizado junto ao mesmo cópia da Lei nº /2013 e do Decreto nº 8.420/2015, que comporão ainda junto ao Código de Defesa do Consumidor e o presente programa as normas de interesse de todos aqueles que contratarem ou que estejam dispostos a contratar os serviços da empresa Hotel Colonial Ltda. Angra dos Reis, 02 de janeiro de HOTEL COLONIAL LTDA. Ourania Damatis 5 / 5

MANUAL ANTICORRUPÇÃO

MANUAL ANTICORRUPÇÃO MQ.03 rev.00 Pagina 1 MANUAL ANTICORRUPÇÃO MQ.03 rev.00 Pagina 2 SUMÁRIO 1.Introdução... 3 2.Da abrangência... 3 3. Das condutas a serem observadas... 3 3.1 Vantagem indevida:... 3 3.2 Participação em

Leia mais

Norma Permanente Assunto: Política de Proteção da Livre Concorrência Código da Norma: NAD-40 Data da publicação: 01/09/2015

Norma Permanente Assunto: Política de Proteção da Livre Concorrência Código da Norma: NAD-40 Data da publicação: 01/09/2015 Página 1 de 5 Resumo: Estabelece as diretrizes e regras gerais para garantir a proteção da livre concorrência nas atividades da Duratex S.A. e suas subsidiárias (Organização). Índice 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES SIGILO DAS INFORMAÇÕES respeitar a propriedade intelectual, segredos comerciais e outras informações confi denciais, exclusivas ou reservadas, e não devem fazer uso ou

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Dezembro 2015 2015 Delta Economics & Finance Índice 1 Introdução 1 2 Visão, Missão e Valores 1 3 Conduta Esperada dos Funcionários 2 4 Conflito de Interesse 2 5 Informações Sigilosas

Leia mais

MASCARENHAS BARBOSA ROSCOE S/A CONSTRUÇÕES POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS

MASCARENHAS BARBOSA ROSCOE S/A CONSTRUÇÕES POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS MASCARENHAS BARBOSA ROSCOE S/A CONSTRUÇÕES POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS Objetivo Estabelecer regras gerais para os processos de contratação de terceiros e obrigações básicas que devem ser adotadas

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS RESOLUÇÃO 02/2011

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS RESOLUÇÃO 02/2011 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS RESOLUÇÃO 02/2011 Dispõe sobre os requisitos necessários para a obtenção de inscrição dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais no

Leia mais

Prefeitura do Município de Piracicaba Secretaria Municipal de Administração Departamento de Material e Patrimônio Divisão de Compras

Prefeitura do Município de Piracicaba Secretaria Municipal de Administração Departamento de Material e Patrimônio Divisão de Compras O, por intermédio da, comunica que, de acordo com o que dispõe a Lei Federal nº 8.666/93 e suas alterações, os Srs. Fornecedores da Prefeitura do Município de Piracicaba que desejarem se inscrever no CERTIFICADO

Leia mais

MANUAL DE POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PILARESO GESTORA DE RECURSOS LTDA. 02 DE MARÇO DE 2016

MANUAL DE POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PILARESO GESTORA DE RECURSOS LTDA. 02 DE MARÇO DE 2016 MANUAL DE POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DA PILARESO GESTORA DE RECURSOS LTDA. 02 DE MARÇO DE 2016 ÍNDICE GERAL 1. INTRODUÇÃO... 2 2. APLICAÇÃO... 2 3. DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 3.1 DISPOSIÇÕES INICIAIS...

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

Edital 009-junho/2013 para contratação de Téc. de Enfermagem, Ofic. de Portaria e Aux. Administrativo

Edital 009-junho/2013 para contratação de Téc. de Enfermagem, Ofic. de Portaria e Aux. Administrativo Edital de Convocação Processo Seletivo Santa Casa Mococa faz pública para conhecimento dos interessados a abertura de inscrições para o Processo Seletivo Simplificado para contratação de Técnico de Enfermagem,

Leia mais

Manual do Prestador de Serviços

Manual do Prestador de Serviços Manual do Prestador de Serviços Página 1 de 6 Manual do Prestador de Serviços M. Dias Branco S.A. Manual do Prestador de Serviços Página 2 de 6 ÍNDICE Objetivo 3 Abrangência 3 Código de Ética 3 Instruções

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA Sumário Introdução Regras de Conduta da MIP Gestão do Código de Ética e Conduta da MIP Glossário Termo de Compromisso 03 05 10 12 15 2 Introdução A missão da MIP Engenharia S.A.

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 1/7

CÓDIGO DE CONDUTA 1/7 CÓDIGO DE CONDUTA 1/7 ÍNDICE Página A Missão da Fundação AEP 3 Visão 3 Valores 3 Objetivos 3 Objeto, Âmbito e Aplicação 4 Transparência na Atuação e Publicitação das Contas 4 Impedimentos ou Incompatibilidades

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS)

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS) REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS) DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Art. 1º O Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da FCHPE destina-se ao treinamento de

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta INTRODUÇÃO O Código de Ética e conduta da Damasco Penna é dirigido à todos os colaboradores, estagiários e membros da administração para servir de referência da atuação pessoal

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação:

SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação: SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO Divulgação: 304-16 Em conformidade com o Regulamento de Compras e Contratações de Obras e Serviços da Organização Social de Cultura Associação Amigos do Projeto Guri, decreto nº.

Leia mais

CHAMADO N 02/ 2015/2 FACISA

CHAMADO N 02/ 2015/2 FACISA CHAMADO DE INSCRIÇÕES PARA PROFESSOR DA EDUCAÇÃO SUPERIOR PARA MINISTRAR AULAS NO SEMESTRE LETIVO 2015/2 NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO TURMA FORA DE SEDE DE SORRISO CHAMADO N 02/ 2015/2 FACISA A FACULDADE

Leia mais

Protocolo de Atuação no Relacionamento com funcionários públicos e autoridades públicas. Endesa Brasil

Protocolo de Atuação no Relacionamento com funcionários públicos e autoridades públicas. Endesa Brasil Protocolo de Atuação no Relacionamento com funcionários públicos e autoridades públicas Endesa Brasil ÍNDICE 3 3 3 3 4 6 6 1. Objeto 2. Alcance 3. Aplicação 4. Conceitos 5. Conteúdo 6. Responsabilidades

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PARAÍSO DO NORTE ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PARAÍSO DO NORTE ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PARAÍSO DO NORTE ESTADO DO PARANÁ Av. Tapejara, 88 CEP 87.780-000 Fone: (44) 3431 1132 CNPJ 75.476.556/0001-58 www.paraisodonorte.pr.gov.br DECRETO Nº 58/2012 SÚMULA: Dispõe

Leia mais

Encontro com Fornecedores Gestão da Ética nos Correios

Encontro com Fornecedores Gestão da Ética nos Correios Comissão de Ética Encontro com Fornecedores Gestão da Brasília, 29/06/2016 Conceitos Conceitos Fundamentos para o Código de Ética dos Correios Ética é a atribuição de valor ou importância a pessoas, condições

Leia mais

Lei de Conflito de Interesses /2013

Lei de Conflito de Interesses /2013 Lei de Conflito de Interesses 12.813/2013 Universidade Tecnológica Federal do Paraná Diretoria de Gestão de Pessoas Novembro de 2014 De que trata a Lei? Situações que configuram conflito de interesses

Leia mais

REGULAMENTO DA OUVIDORIA

REGULAMENTO DA OUVIDORIA REGULAMENTO DA OUVIDORIA Ribeirão Preto - SP 1 Sumário CAPÍTULO I... 3 Da Natureza, Objetivos e Finalidade... 3 CAPÍTULO II... 4 Da Vinculação Administrativa... 4 CAPÍTULO III... 4 Da Competência e Atribuições

Leia mais

Política de Investimento Pessoal

Política de Investimento Pessoal Política de Investimento Pessoal Introdução Com fundamento no art. 16, IX, da Instrução CVM n.º 558/15, o objetivo da política de investimento pessoal é estabelecer procedimentos e regras para os investimentos

Leia mais

Conselho da Justiça Federal

Conselho da Justiça Federal RESOLUÇÃO N. 147, DE 15 DE ABRIL DE 2011. Institui o Código de Conduta do Conselho e da Justiça Federal de primeiro e segundo graus. O PRESIDENTE DO CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL, usando de suas atribuições

Leia mais

OUVIDORIA SENAI MT GETEC Cuiabá MT, Fevereiro 2014

OUVIDORIA SENAI MT GETEC Cuiabá MT, Fevereiro 2014 OUVIDORIA SENAI MT GETEC Cuiabá MT, Fevereiro 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS NO ESTADO DE MATO GROSSO FIEMT Jandir José Milan Presidente CONSELHO REGIONAL DO SENAI/MT Jandir José Milan Presidente SERVIÇO

Leia mais

Ética. Compras e Strategic Sourcing

Ética. Compras e Strategic Sourcing Ética Compras e Strategic Sourcing Ética é saber a diferença entre o que você tem direito de fazer e o que é de fato direito - Potter Stewart Relacionamentos com fornecedores devem: Objetivo A área de

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO OBJETIVO Estabelecer as práticas que devem ser seguidas pelos Colaboradores e prestadores de serviços do Grupo MAPFRE Serviços Financeiros em suas atribuições e em especial com a

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO ÉTICO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ELOTECH - CPQ

TERMO DE COMPROMISSO ÉTICO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ELOTECH - CPQ TERMO DE COMPROMISSO ÉTICO DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ELOTECH - CPQ INTRODUÇÃO 1. As presentes regras que integram o programa de Certificação Profissional Elotech, instituído pela Diretoria

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO DG Comissão Permanente de Licitação - CPL

DIRETORIA DE GESTÃO DG Comissão Permanente de Licitação - CPL DIRETORIA DE GESTÃO DG Comissão Permanente de Licitação - CPL Objeto: Inscrição de profissionais formados em comunicação, publicidade ou marketing, ou que atuem em uma dessas áreas, para compor a subcomissão

Leia mais

Informação jurídica. Assunto: Registo de hóspedes. Questões:

Informação jurídica. Assunto: Registo de hóspedes. Questões: Informação jurídica Assunto: Registo de hóspedes Questões: 1- Há alguma lei que obrigue os estabelecimentos hoteleiros a procederem ao registo dos hóspedes estrangeiros? Relativamente a hóspedes estrangeiros,

Leia mais

POLÍTICA DE PREVENÇÃO À LAVAGEM DE DINHEIRO E COMBATE À CORRUPÇÃO

POLÍTICA DE PREVENÇÃO À LAVAGEM DE DINHEIRO E COMBATE À CORRUPÇÃO POLÍTICA DE PREVENÇÃO À LAVAGEM DE DINHEIRO E COMBATE À CORRUPÇÃO > VERSÃO 2 / 8 1. INTRODUÇÃO A Política de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Combate à Corrupção ( Política ) visa promover a adequação

Leia mais

1 Código de Conduta do Fornecedor

1 Código de Conduta do Fornecedor 1 Código de Conduta do Fornecedor 2 Código de Conduta do Fornecedor Índice 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS...03 2. DIRETRIZES...03 2.1. QUANTO À INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS...03 2.2. QUANTO À CORRUPÇÃO... 04 2.3.

Leia mais

NÚCLEO DE EMPREGABILIDADE I FEIRA DE EMPREGABILIDADE DO CARIRI 09 E 10 DE MAIO DE 2017

NÚCLEO DE EMPREGABILIDADE I FEIRA DE EMPREGABILIDADE DO CARIRI 09 E 10 DE MAIO DE 2017 MANUAL DO EXPOSITOR NÚCLEO DE EMPREGABILIDADE I FEIRA DE EMPREGABILIDADE DO CARIRI 09 E 10 DE MAIO DE 2017 Prezado Expositor: Este Manual foi elaborado para orientar e regulamentar sua participação na

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DE INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DE INFORMAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DE INFORMAÇÃO Sumário INTRODUÇÃO... 3 OBJETIVOS... 3 SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 3 SISTEMAS E BACKUPS... 5 SEGREGAÇÃO DE ATIVIDADES... 5 VIGÊNCIA E ATUALIZAÇÃO... 6 POLÍTICA DE SEGURANÇA

Leia mais

Declaração de Prestadores de Outros Municípios - Protocolo de Inscrição

Declaração de Prestadores de Outros Municípios - Protocolo de Inscrição Dados da Empresa CNPJ: Razão Social: CEP do Estabelecimento: Data de Início das Atividades neste Endereço: Logradouro: Número: Complemento Bairro: Município: Estado: Inscrição do ISS no município de origem

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 17, DE 31 DE JULHO DE

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 17, DE 31 DE JULHO DE Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 17, DE 31 DE JULHO DE 2013 Dispõe sobre os procedimentos de adesão das instituições públicas estaduais e municipais de educação superior

Leia mais

Declaração de Prestadores de Outros Municípios - Protocolo de Inscrição

Declaração de Prestadores de Outros Municípios - Protocolo de Inscrição Dados da Empresa CNPJ: Razão Social: CEP do Estabelecimento: Data de Início das Atividades neste Endereço: Logradouro: Número: Complemento Bairro: Município: Estado: Inscrição do ISS no município de origem

Leia mais

PACTO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

PACTO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA PACTO COLETIVO DE TRABALHO PROGRAMA DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Entre as partes, de um lado o, SINAENCO - SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DE ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA, inscrito no

Leia mais

MANUAL EVENTOS APOIADOS

MANUAL EVENTOS APOIADOS MANUAL DE EVENTOS APOIADOS Atualizado em 06 de Maio de 2016 1. INTRODUÇÃO... 3 2. NATUREZA DO APOIO... 3 3. PROPOSTA DE REALIZAÇÃO DO EVENTO... 3 3.1 PERÍODO DE REALIZAÇÃO DOS EVENTOS... 4 4. SERVIÇOS

Leia mais

Celpa. serviços. Código de ética do prestador de serviços da Celpa

Celpa. serviços. Código de ética do prestador de serviços da Celpa Código de ética do prestador de da Índice Apresentação... 04 Missão, visão e valores... 04 Bom senso... 06 Abrangência... 06 Definição de Prestador de Serviços... 06 1. Conflito de interesses 1.1. Recursos

Leia mais

POLÍTICA DE COMPLIANCE, CONTROLES INTERNOS E CUMPRIMENTO DA INSTRUÇÃO CVM 558/15

POLÍTICA DE COMPLIANCE, CONTROLES INTERNOS E CUMPRIMENTO DA INSTRUÇÃO CVM 558/15 POLÍTICA DE COMPLIANCE, CONTROLES INTERNOS E CUMPRIMENTO DA INSTRUÇÃO CVM 558/15 SOMENTE PARA USO INTERNO Este material foi elaborado pela Atmos Capital Gestão de Recursos Ltda. ( Atmos Capital ou Gestora

Leia mais

CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 78/2015

CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 78/2015 CONTRATO ADMINISTRATIVO N.º 78/2015 AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS SEM LICITAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR O MUNICÍPIO DE NÃO-ME-TOQUE, pessoa jurídica de direito público, com

Leia mais

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE TANQUE NOVO, ESTADO DA BAHIA, usando de uma das suas atribuições que lhes são conferidas por lei, e

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE TANQUE NOVO, ESTADO DA BAHIA, usando de uma das suas atribuições que lhes são conferidas por lei, e PORTARIA Nº 01/2011 DE 01 DE DEZEMBRO DE 2011. Dispõe sobre o processo de matrícula/2012 dos alunos nas Unidades Escolares Municipais - UEM e organização do período letivo de ensino 2012 no município de

Leia mais

GOIÁS PREVIDÊNCIA - GOIASPREV PROC002 Processo de Emissão de Certidão de Tempo de Contribuição PROPOSTA DE MELHORIA

GOIÁS PREVIDÊNCIA - GOIASPREV PROC002 Processo de Emissão de Certidão de Tempo de Contribuição PROPOSTA DE MELHORIA GOIÁS PREVIDÊNCIA - GOIASPREV PROC002 Processo de Emissão de Certidão de Tempo de Contribuição PROPOSTA DE MELHORIA FINALIDADE DO PROCESSO: Emitir Certidão de Tempo de Contribuição a fim de certificar

Leia mais

Seminário Nacional NTU Lei Anticorrupção e Programa de Compliance. Lélis Marcos Teixeira

Seminário Nacional NTU Lei Anticorrupção e Programa de Compliance. Lélis Marcos Teixeira Seminário Nacional NTU - 2014 Lei Anticorrupção e Programa de Compliance Lélis Marcos Teixeira 28/agosto/2014 Iniciativas FETRANSPOR Lei 12.846/2013 Agenda Abertura Histórico Iniciativas Dúvidas Encerramento

Leia mais

Política de Partes Relacionadas

Política de Partes Relacionadas Política de Partes Relacionadas SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 A QUEM SE APLICA... 3 3 DEFINIÇÃO DE TRANSAÇÕES COM PARTES RELACIONADAS... 3 4 DEFINIÇÃO DE PARTES RELACIONADAS... 4 5 DEFINIÇÃO DE SITUAÇÕES

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Senac-RS

CÓDIGO DE ÉTICA. Senac-RS CÓDIGO DE ÉTICA Senac-RS APRESENTAÇÃO Reconhecida como uma das maiores instituições de ensino profissionalizante do país, o Senac-RS adota uma postura clara e transparente no que diz respeito aos objetivos

Leia mais

II. Receber dos funcionários os avisos de movimentação nos ativos sujeitos a monitoramento e verificar sua adequação às disposições desta Política;

II. Receber dos funcionários os avisos de movimentação nos ativos sujeitos a monitoramento e verificar sua adequação às disposições desta Política; Sistemas de Controles Internos Categoria: Políticas e Conceitos Gerais Códigos: NCO 01 Título : Política de Investimentos Próprios 1. APRESENTAÇÃO A Icatu Gestão Patrimonial Ltda. ( IGP ), instituição

Leia mais

Manual de Política de Investimento Pessoal

Manual de Política de Investimento Pessoal Manual de Política de Investimento Pessoal A Mach investimentos acredita que um dos principais pilares para uma gestão eficiente e com bons resultados seja o alinhamento de objetivos entre os gestores

Leia mais

Terceirização e Trabalho Temporário

Terceirização e Trabalho Temporário Terceirização e Trabalho Temporário Lei 13.429, de 31/03/2017 que promove alterações na Lei 6019 que disciplina as relações de trabalho na empresa de trabalho temporário, na empresa de prestação de serviços

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SETOR DE LICITAÇÕES

PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SETOR DE LICITAÇÕES PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO SETOR DE LICITAÇÕES EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO 009/2011 Secretaria Municipal de Administração Processos: 100094/2011 ROMILDO BOLZAN

Leia mais

DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE EMPREGADO MENOR

DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE EMPREGADO MENOR DECLARAÇÃO DE INEXISTÊNCIA DE EMPREGADO MENOR A EMPRESA TCA FARMA COMÉRCIO LTDA, CNPJ Nº 73.679.623/0001-06, INCRIÇÃO ESTADUAL Nº 85.172.107, SEDIADA NA AV. DOS MANANCIAIS, 1280 TAQUARA, JACAREPAGUÁ -

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL nº 01/2014 AGOSTO DE 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL nº 01/2014 AGOSTO DE 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO EM SERVIÇO SOCIAL nº 01/2014 AGOSTO DE 2014 Artigo 1º: O Conselho Regional de Serviço Social / 7ª Região (RJ), pelo presente Edital e observando a legislação sobre estágio,

Leia mais

Art. 5º As despesas correrão por conta da seguinte dotação orçamentária:

Art. 5º As despesas correrão por conta da seguinte dotação orçamentária: LEI Nº 3729/2016, DE 19 DE JULHO DE 2016. AUTORIZA O MUNICÍPIO FIRMAR TERMO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO COM A AMTURVALES E ATUASERRA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPORÉ-RS faz saber,

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE Páginas AMBEV

POLÍTICA DE PRIVACIDADE Páginas AMBEV POLÍTICA DE PRIVACIDADE Páginas AMBEV A AMBEV S.A., pessoa jurídica com sede na cidade de São Paulo, inscrita no CNPJ sob o nº 91.088.328/0001-67 ( AMBEV ), entende como sensível e relevante os registros

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Atualizado em 04/11/2015 IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A exigência de uma atuação moral se relaciona com o dever de probidade, ética e honestidade da Administração

Leia mais

ATENÇÃO Leia antes de imprimir Fornecedor, listamos algumas dicas para o bom funcionamento do livro de reclamações

ATENÇÃO Leia antes de imprimir Fornecedor, listamos algumas dicas para o bom funcionamento do livro de reclamações ATENÇÃO Leia antes de imprimir Fornecedor, listamos algumas dicas para o bom funcionamento do livro de reclamações 1 - A impressão do livro deve ser feita em tamanho A5 (14,8cmx21cm). Quando for imprimir,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO E EMPREGO FUNDAÇÃO DE EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO DE MINAS GERAIS UTRAMIG

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO E EMPREGO FUNDAÇÃO DE EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO DE MINAS GERAIS UTRAMIG EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA O ATENDIMENTO NO LABORATÓRIO DO CURSOS TÉCNICO DE MEIO AMBIENTE UTRAMIG/DEP Nº 1/2016 1- A, inscrita sob o CNPJ 17.319.831/0001-23, com sede e foro nesta Capital,

Leia mais

Regulamento sobre a realização de eventos de caráter festivo no Campus USP da Capital

Regulamento sobre a realização de eventos de caráter festivo no Campus USP da Capital Regulamento sobre a realização de eventos de caráter festivo no Campus USP da Capital Disciplina a realização de eventos de caráter festivo no Campus USP da Capital. Considerando que: 1. Um campus Universitário

Leia mais

IMPERIO CONSULTORIA E TREINAMENTOS

IMPERIO CONSULTORIA E TREINAMENTOS 2013 IMPERIO CONSULTORIA E TREINAMENTOS AGOSTO/2013 HISTÓRIA: A IMPERIO CONSULTORIA E TREINAMENTOS é uma empresa prestadora de serviços de consultoria e treinamentos, fundada em Dezembro de 2010. Em sua

Leia mais

Curso Retenção de Tributos e Previdenciária Atualização 2014 ISSQN IRRF P. Físicas e Jurídicas CSLL PIS Cofins

Curso Retenção de Tributos e Previdenciária Atualização 2014 ISSQN IRRF P. Físicas e Jurídicas CSLL PIS Cofins Curso Retenção de Tributos e Previdenciária Atualização 2014 ISSQN IRRF P. Físicas e Jurídicas CSLL PIS Cofins Administração Pública e Empresas em Geral Tomadores e Prestadores de Serviços DA PRÁTICA À

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA AUDITORIA DA ELETROBRAS

REGULAMENTO INTERNO DA AUDITORIA DA ELETROBRAS REGULAMENTO INTERNO DA AUDITORIA DA ELETROBRAS Sumário Capítulo I - Da Finalidade... 3 Capítulo II - Das Competências da Auditoria da Eletrobras... 3 Capítulo III - Da Organização da Auditoria da Eletrobras...

Leia mais

Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa Clóvis Feitosa

Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa Clóvis Feitosa Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa Clóvis Feitosa 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Improbidade Administrativa Clovis Feitosa IMPROBIDADE

Leia mais

Política de Confidencialidade Colaboradores Venturestar

Política de Confidencialidade Colaboradores Venturestar Política de Confidencialidade Colaboradores Venturestar (versão 05.2016) 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 POLÍTICA DE CONFIDENCIALIDADE... 4 2 INTRODUÇÃO Esta Política de Confidencialidade dos Colaboradores da

Leia mais

NÚCLEO DE ESTÁGIO E EMPREGABILIDADE III FEIRA DE EMPREGABILIDADE

NÚCLEO DE ESTÁGIO E EMPREGABILIDADE III FEIRA DE EMPREGABILIDADE NÚCLEO DE ESTÁGIO E EMPREGABILIDADE III FEIRA DE EMPREGABILIDADE Prezado Expositor: Este Manual foi elaborado para orientar e regulamentar sua participação na lll Feira de Empregabilidade evento promovido

Leia mais

2.1. Promover uma mostra de bandas de rock nroll, com entrada gratuita à comunidade;

2.1. Promover uma mostra de bandas de rock nroll, com entrada gratuita à comunidade; III Rock na Casa REGULAMENTO: O Sesc Serviço Social do Comércio, Unidade Operacional de Concórdia, inscrito sob o CNPJ: 03.603.595-0018/06, representado pela gerente Ketiny Karen Variza Sehn e o Memorial

Leia mais

Política de Rateio e Divisão de Ordens entre Carteiras de Valores Mobiliários

Política de Rateio e Divisão de Ordens entre Carteiras de Valores Mobiliários CAPÍTULO I INTRODUÇÃO Apresentação 1.1. A ABM Gestora de Recursos Ltda. ( ABM Capital ) é uma sociedade limitada dedicada à prestação de serviços de administração de carteiras de valores mobiliários, notadamente

Leia mais

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ITU FILIADO A FESSPMESP

SINDICATO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE ITU FILIADO A FESSPMESP 1 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 - CELETISTA Pelo presente instrumento particular de Acordo Coletivo de Trabalho de um lado o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Itu, entidade

Leia mais

(Do Sr. Betinho Gomes) O Congresso Nacional resolve:

(Do Sr. Betinho Gomes) O Congresso Nacional resolve: PROJETO DE RESOLUÇÃO N o (Do Sr. Betinho Gomes), DE 2015 - CN Dispõe sobre a realização de audiências públicas periódicas no Congresso Nacional, para apresentação de relatório detalhado quadrimestral,

Leia mais

REGULAMENTO 1. INTRODUÇÃO

REGULAMENTO 1. INTRODUÇÃO EDITAL DE INSCRIÇÃO AO PROJETO DE INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NAS INDÚSTRIAS PROCOMP (DIEBOLD) DIVISÃO DE QUALIDADE DE VIDA GERÊNCIA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DO SESI SÃO PAULO REGULAMENTO 1.

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DO MENOR DE PASSO FUNDO SEPLAN 054/2007 O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de direito público, inscrito

Leia mais

Política de Controles Internos

Política de Controles Internos Política de Controles Internos Junho/2016 Edge Brasil Gestão de Ativos Ltda. 1. Objetivo Esta política tem por objetivo estabelecer regras, procedimentos e descrição dos controles a serem observados para

Leia mais

Publicada no D.O.U. nº 26, de 10/02/2016, Seção 1, pag. 94 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 476, DE 03 DE FEVEREIRO DE 2016

Publicada no D.O.U. nº 26, de 10/02/2016, Seção 1, pag. 94 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 476, DE 03 DE FEVEREIRO DE 2016 Publicada no D.O.U. nº 26, de 10/02/2016, Seção 1, pag. 94 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 476, DE 03 DE FEVEREIRO DE 2016 Aprova o Regulamento da Ouvidoria do Conselho Federal de Administração e dá outras

Leia mais

D E C R E T A: CAPÍTULO I CURSO DE FORMAÇÃO DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL (GCM) DE TERESINA DO CURSO

D E C R E T A: CAPÍTULO I CURSO DE FORMAÇÃO DA GUARDA CIVIL MUNICIPAL (GCM) DE TERESINA DO CURSO DECRETO Nº 15.681, DE 29 DE JANEIRO DE 2016. Dispõe sobre o Curso de Formação da Guarda Civil Municipal de Teresina, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, Estado do Piauí, no uso

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE DA REDE CREDENCIADA MARKETUP

TERMO DE COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE DA REDE CREDENCIADA MARKETUP TERMO DE COMPROMISSO E RESPONSABILIDADE DA REDE CREDENCIADA MARKETUP Este Termo de Compromisso e Responsabilidade é um acordo legal entre, pessoa, inscrita no sob o nº, na, nº,,,,, doravante denominado

Leia mais

1. Justificação da Incorporação da Tivit Investimentos pela Softway

1. Justificação da Incorporação da Tivit Investimentos pela Softway Instrumento de Justificação e Protocolo de Incorporação da Tivit Investimentos S.A. pela Softway Contact Center Serviços de Teleatendimento a Clientes S.A., celebrado em [---] de junho de 2008 Pelo presente

Leia mais

EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 1/2014 REPETIÇÃO

EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 1/2014 REPETIÇÃO 1 EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 1/2014 REPETIÇÃO O CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS (CFN), autarquia federal, órgão de fiscalização profissional regida pela Lei n 6.583, de 20.10.1978, inscrito no CNPJ

Leia mais

1. CARTA DA DIRETORIA

1. CARTA DA DIRETORIA 1. CARTA DA DIRETORIA A ADVANCE EMBALAGENS adota o presente Código de Conduta Empresarial com o objetivo de conduzir seus negócios embasando-se na obediência a princípios éticos e legais no relacionamento

Leia mais

REQUERIMENTO DE CADASTRO DE FORNECEDOR PESSOA JURÍDICA

REQUERIMENTO DE CADASTRO DE FORNECEDOR PESSOA JURÍDICA REQUERIMENTO DE CADASTRO DE FORNECEDOR PESSOA JURÍDICA Solicitamos o Cadastro de Fornecedores da UniRV - Universidade de Rio Verde, nos termos da Lei nº 8666/93 Art. 27,28 e 29 atualizada, conforme informações

Leia mais

MAUÁ INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PESSOAIS

MAUÁ INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PESSOAIS MAUÁ INVESTIMENTOS LTDA. POLÍTICA DE INVESTIMENTOS PESSOAIS MAIO 2016 Introdução O objetivo desta Política é estabelecer procedimentos e regras para os investimentos pessoais dos sócios, associados, dirigentes,

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade INFOCAP TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LTDA A presente Política regula as condições gerais de coleta, uso, armazenamento, tratamento e proteção de dados nos sites, plataformas e aplicações

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO ACTIVIA SATISFEITA OU SEU DINHEIRO DE VOLTA

REGULAMENTO DESAFIO ACTIVIA SATISFEITA OU SEU DINHEIRO DE VOLTA REGULAMENTO DESAFIO ACTIVIA SATISFEITA OU SEU DINHEIRO DE VOLTA 1.) Esta é uma promoção de responsabilidade da DANONE LTDA. (daqui por diante designada simplesmente DANONE), com sede na Av. Paulista, 2300,

Leia mais

IMPOSTO NA NOTA FISCAL - LEI /2012

IMPOSTO NA NOTA FISCAL - LEI /2012 O que é? IMPOSTO NA NOTA FISCAL - LEI 12.741/2012 A Lei nº 12.741/2012 estabelece a obrigatoriedade de informação da carga tributária sobre produtos e serviços ao consumidor, seja ele pessoa física ou

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA No 14/2014 DIA DO SIM CASAMENTOS COLETIVOS REGISTRADORES CIVIS IRPEN

INSTRUÇÃO NORMATIVA No 14/2014 DIA DO SIM CASAMENTOS COLETIVOS REGISTRADORES CIVIS IRPEN INSTRUÇÃO NORMATIVA No 14/2014 DIA DO SIM CASAMENTOS COLETIVOS REGISTRADORES CIVIS IRPEN 2 O Conselho Diretor do FUNARPEN- Fundo de Apoio ao Registro Civil de Pessoas Naturais, no uso das atribuições legais

Leia mais

2015 P. 1 de 6. Procedimento para a Comunicação de Irregularidades Linha de ética

2015 P. 1 de 6. Procedimento para a Comunicação de Irregularidades Linha de ética P. 1 de 6 Procedimento para a Aprovado em reunião do Conselho Fiscal de 3.12. P. 2 de 6 1. INTRODUÇÃO A Galp Energia, SGPS, S.A. (doravante Galp ) baseia o exercício da sua atividade em princípios de lealdade,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE ÉTICA DE FORNECEDORES CÓDIGO DE ÉTICA DE FORNECEDORES A Malwee está comprometida com a atuação ética. Por essa razão, necessita garantir que, todos com quem realiza negócios, incluindo fornecedores, indústrias, prestadores

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA ESTADUAL DO AMBIENTE - SEA INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE - INEA PARQUE ESTADUAL DA PEDRA BRANCA - PEPB

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA ESTADUAL DO AMBIENTE - SEA INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE - INEA PARQUE ESTADUAL DA PEDRA BRANCA - PEPB E D I T A L Nº 02/2016 Edital de abertura da Oficina de Capacitação de Guias de Turismo do Parque Estadual da Pedra Branca. PROCESSO E07/002./1068/2016 1. INTRODUÇÃO O Instituto Estadual do Ambiente (INEA)

Leia mais

MANUAL DO ANALISTA DE VALORES MOBILIÁRIOS

MANUAL DO ANALISTA DE VALORES MOBILIÁRIOS MANUAL DO ANALISTA DE VALORES MOBILIÁRIOS Atualizado em: Jan/12 Última atualização em: Out/13 Este documento rege as atividades desemprenhas pelos Analistas de Valores Mobiliários vinculados a Um Investimentos,

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA nº. 02/2014 SERVIÇO DE PESSOA JURÍDICA / SISTEMA WEB

COTAÇÃO PRÉVIA nº. 02/2014 SERVIÇO DE PESSOA JURÍDICA / SISTEMA WEB Rua Francílio Dourado, 11 - Sala 10 Água Fria - Fortaleza, Ceará, Brasil CEP: 60813-660 Telefone: +55 (85) 3114.9658 http://abraca.autismobrasil.org/ COTAÇÃO PRÉVIA nº. 02/2014 SERVIÇO DE PESSOA JURÍDICA

Leia mais

São Paulo, de. Pessoa Jurídica: CNPJ n.º Sede: (endereço completo, cep, telefone) Representante Legal: RG nº CPF n.º

São Paulo, de. Pessoa Jurídica: CNPJ n.º Sede: (endereço completo, cep, telefone) Representante Legal: RG nº CPF n.º ANEXO I (obs: todos devem rubricar todas as folhas e assinar no final) MODELO DE DECLARAÇÃO DO PROPONENTE (PESSOA JURÍDICA) E DOS INTEGRANTES DO NÚCLEO ARTÍSTICO Nós abaixo assinados DECLARAMOS que conhecemos

Leia mais

Declaração de Prestadores de Outros Municípios - Protocolo de Inscrição

Declaração de Prestadores de Outros Municípios - Protocolo de Inscrição Dados da Empresa CNPJ: Razão Social: CEP do Estabelecimento: Data de Início das Atividades neste Endereço: Logradouro: Número: Complemento Bairro: Município: Estado: Inscrição do ISS no município de origem

Leia mais

Manual de Governança Corporativa

Manual de Governança Corporativa Documento: Área Emitente: Manual de Governança Corporativa Assessoria de Planejamento, Orçamento, Controle e Regulatório HISTÓRICO DAS REVISÕES Rev. nº. Data Descrição 01 19/12/2012 Segregação do Manual

Leia mais

Planos de Suporte Terrazul

Planos de Suporte Terrazul Planos de Suporte Terrazul Introdução Serviços de Suporte...02 Planos...02 Cobrança...03 Formas de Pagamento...03 Termos e Condições...04 Abertura de Chamado...04 Abertura de Chamados Expresso...05 Classificação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARAS. Secretaria Municipal de Administração Coordenadoria de Compras Telefone: REPUBLICADO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARARAS. Secretaria Municipal de Administração Coordenadoria de Compras Telefone: REPUBLICADO REPUBLICADO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2010 PREÂMBULO Interessado: Secretaria Municipal de Comunicação Social e Institucional. Referência: Chamamento nº. 001/2010. Objeto resumido: Inscrição de

Leia mais

Receituário Agronômico. Aspectos legais e a fiscalização

Receituário Agronômico. Aspectos legais e a fiscalização Receituário Agronômico Aspectos legais e a fiscalização CONFEA / CREA O CONSELHO FEDERAL Órgão regulador das profissões. A ele compete baixar as Resoluções e demais normativos que dão corpo ao exercício

Leia mais

RELATÓRIO ESTATÍSTICO JULHO 2015

RELATÓRIO ESTATÍSTICO JULHO 2015 RELATÓRIO ESTATÍSTICO JULHO 2015 VÁRZEA GRANDE MT 2015 1 EXPEDIENTE LUCIMAR SACRE DE CAMPOS Prefeita de Várzea Grande/MT MARCIA FRANÇOSO Controladora Geral do Município IVANILDE NOGUEIRA RAMOS VAZ Ouvidora

Leia mais

Prazos e condições de entrega de Solicitações de Compra de bens e serviços- Campus São Paulo

Prazos e condições de entrega de Solicitações de Compra de bens e serviços- Campus São Paulo Prazos e condições de entrega de Solicitações de Compra de bens e serviços- Solicitamos especial atenção aos prazos e condições definidos para entrega de pedidos de aquisição de bens e contratações de

Leia mais

ISO 9001 : De: 07/11/2011 a 10/11/2011. Local: Hotel a definir RJ. Carga Horária: 32 horas. Horário: das 8h30min às 17h30min

ISO 9001 : De: 07/11/2011 a 10/11/2011. Local: Hotel a definir RJ. Carga Horária: 32 horas. Horário: das 8h30min às 17h30min ISO 9001 : 2008 Licitação e Contratação - Enfoques: Lei 8666/93 e Decreto 2745/98 De: 07/11/2011 a 10/11/2011 Local: Hotel a definir RJ Carga Horária: 32 horas Horário: das 8h30min às 17h30min Objetivo:

Leia mais

Sociedade Alphaville Residencial 11 Sede Administrativa - Av. Alpha Norte, 700 PABX:

Sociedade Alphaville Residencial 11 Sede Administrativa - Av. Alpha Norte, 700 PABX: 1. INTRODUÇÃO Código de Ética Este Código de Ética reúne diretrizes que devem ser observadas em nossa ação profissional para atingirmos padrões Éticos no exercício de nossas atividades. Para a Sociedade

Leia mais

EDITAL N O. REGULAMENTO PARA A ESCOLHA DOS MEMBROS DA COMISSÃO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO IFAM

EDITAL N O. REGULAMENTO PARA A ESCOLHA DOS MEMBROS DA COMISSÃO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO IFAM EDITAL N O. REGULAMENTO PARA A ESCOLHA DOS MEMBROS DA COMISSÃO DE ÉTICA PROFISSIONAL DO SERVIDOR PÚBLICO DO IFAM A Comissão de Ética Profissional do Servidor Público do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais