MANUAL DE COSMETOLOGIA ARTESANAL TÉCNICAS E INFORMAÇÕES DOS COSMÉTICOS ARTESANAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE COSMETOLOGIA ARTESANAL TÉCNICAS E INFORMAÇÕES DOS COSMÉTICOS ARTESANAIS"

Transcrição

1 MANUAL DE COSMETOLOGIA ARTESANAL TÉCNICAS E INFORMAÇÕES DOS COSMÉTICOS ARTESANAIS

2 PREFÁCIO O presente manual surgiu de um desafio, produzir um texto com informações exatas e confiáveis sem no entanto lançar mão de termos de difícil entendimento ou cálculos. Para tanto uma equipe multidisciplinar da FORTINBRAS, composta por engenheiros químicos, químicos, farmacêuticos e profissionais da área comercial foram aos laboratórios da empresa buscar uma forma fácil e didática de tratar do assunto. O presente manual vem numa hora muito importante para os artesões que tem o cosmético como hobby ou mesmo forma de sustentar sua família e ate o momento tinham que obter suas informações de fontes nem sempre confiáveis. Este manual não apresenta a complexibilidade dos livros e manuais específicos da área cosmética Trata-se de um manual introdutório sobre cosméticos artesanais, não dirigido a comunidade acadêmica nem aos profissionais da área, que possuem um ótimo e farto material de consulta, senão ao publico leigo que já se interessa pelo assunto. Devido ao publico alvo do mesmo a linguagem é extremamente coloquial, sem termos técnicos, expressões de difícil entendimento ou cálculos matemáticos. O formato estrutural com capítulos independentes permite que o leitor passe a outros caso não tenha entendimento de determinado conteúdo. Estrutura: Laboratório Microbiológico Laboratório de Análises Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento Tanques de Armazenagem em Aço Inox 316 Salas de Treinamento Engenheiro Químico Farmacêutico Salas especiais para fracionamento Caldeiras Reatores Embaladeiras Automáticas Exportação para dois continentes Fabricação de Essências Fabricação de Extratos Vegetais Fabricação de Bases cosméticas Fabricação de Ésteres Fabricação de Amidas Fabricação de Base para Sabonete Glicerinado Fabricação de Conservantes Fabricação de Base de Amaciante Fabricação de Especialidades Químicas

3 RECOMENDAÇÕES NA FABRICAÇÃO - Sempre que proceder a fabricação de qualquer cosmético artesanal tenha em mente que qualidade é fundamental. - Jamais proceda a fabricação de cosméticos tais como filtros solares, óleos bronzeadores, cosméticos de uso íntimo e desodorantes antitranspirantes pois os mesmos necessitam da realização de testes de eficácia, estabilidade e irritabilidade dentre outros para se garantir um produto de qualidade. - No rótulo de qualquer cosmético artesanal devera constar: - Nome do produto - Data de fabricação e validade - Composição - Contato - Dizeres orientativos, tais como modo de uso - Tenha sempre o local de trabalho em impecável estado de higiene, com todos os utensílios em perfeito estado e com todas as matérias primas em perfeito estado de conservação. - Não utilize os recipientes da fabricação de cosméticos para outros usos. - No início proceda a fabricação de pequenas quantidades ate se adquirir confiança e prática na manipulação, desta forma caso ocorra algum erro não se perde muito material. - Evite fazer misturas sem conhecimento ou orientação de um profissional, sempre que possível siga as instruções do fabricante ou distribuidor de matérias primas. - A fabricação de cosméticos artesanais não exige que a pessoa seja um químico ou tenha alguma formação complementar, qualquer pessoa interessada pode se tornar um artesão de cosméticos após o devido treinamento e pratica. - Mantenha os produtos fora do alcance de crianças. - Armazene os insumos em local seco, ao abrigo de luz e calor, local este destinado especificamente aos produtos de artesanato. - Verifique sempre a data de validade - Lembre-se em paises com tradição de artesanato, os artesões primam pela evolução dos produtos e qualidade, ou seja são símbolos de perfeição e qualidade.

4 MATÉRIAS PRIMAS É parte fundamental do sucesso na fabricação de qualquer cosmético artesanal a aquisição de matérias primas de excelente qualidade e compatíveis com o uso proposto. As matérias primas devem ser adquiridas de fornecedores idôneos afim de que tenham pureza e estabilidade coerentes com sua finalidade. Toda matéria prima devera ter: - Nome do fabricante ou fracionador - Nome do produto - Fabricação - Validade - Número de Lote - Origem - Nome e número do responsável técnico - Laudo de análises Abaixo citaremos as matérias primas mais importantes com suas respectivas características para que o artesão possa se orientar na sua compra. Ácido Cítrico: Apresenta-se como cristais brancos muito solúvel em água. É utilizado para correção do ph em sistemas como shampoos, condicionadores e sabonetes líquidos. Para sua utilização é necessário a sua previa dissolução em água. Água: É a matéria prima básica para a fabricação de cosméticos, desta forma deve ser de excelente qualidade tanto no aspecto químico/físico quanto microbiológico. A mais utilizada em cosméticos é a água deionisada embora outras formas de purificação da água possam ser empregadas sem afetar a qualidade do produto final. Álcool: Também conhecido como álcool de cereais, álcool etílico e álcool hidratado, apresenta-se como liquido incolor de cheiro característico. Deve-se tomar muito cuidado durante sua manipulação pelo fato do mesmo ser muito inflamável. É utilizado em diversos cosméticos como veículo e solvente. Álcool Cetoestearílico: Apresenta-se como uma cera branca, com odor característico, insolúvel em água e composto basicamente por 30% de álcool cetílico e 70% de álcool estearílico. É utilizado como agente de consistência em cremes, loções e outras emulsões. Deve-se dar preferência ao uso de bases autoemulsionates em lugar do álcool cetoestearílico pois o mesmo necessita de um sistema tensoativo para formar emulsão em água.

5 Amida: Para uso em cosméticos existem basicamente duas variantes, a amida 80 e a amida 90 sendo que a diferença esta no grau de pureza. A amida 90 é um produto mais puro que a amida 80. As amidas são tensoativos derivados de óleos láuricos ( óleo de babaçu ou óleo de palmiste ) que quimicamente são denominadas dietanolamidas de ácidos graxos de coco. São utilizadas como espessantes, sobrengordurantes e solubilizantes de essências em shampoos e sabonetes líquidos. Anfótero: Também conhecido como anfótero coco betaína ou anfotero betaínico, se apresenta como liquido amarelado de odor característico e que produz espuma abundante ao ser agitado. Dependendo do ph do meio onde é utilizado apresenta características diferentes de condicionamento e espumação. É utilizado para aumentar a espuma em sistemas tensoativos como shampoos e sabonetes líquidos e promover limpeza suave em tônicos para pele. Em conjunto com outros tensoativos apresenta ótimo poder de espessamento. Argilas: São minerais com composição química muito variável e diferentes propriedades. É necessário muito cuidado na sua compra pois as mesmas devem ter passado por processos adequados com o intuito de diminuir a carga microbiana. Argilas ao natural são produtos extremamente contaminados e causariam a degradação dos cosméticos onde fossem empregadas. Base Perolizante: Apresenta-se como liquido viscoso de cor branca e aspecto perolado intenso. É utilizado como agente perolizante a frio e no comércio é conhecido como Surfax. Base Sabonete Glicerinado NOSSA TERRA: Base para sabonetes glicerinados elaborada com os melhores equipamentos do mercado e com matérias primas da mais alta qualidade para se ter um produto com excelente qualidade e ótima aparência, possui manuseio extremamente simples. Biofort: Apresenta-se como liquido transparente de cor amarelada, sendo uma mistura de isotiazolinonas. É um conservante de grande espectro de ação em baixas dosagens. Deve-se ter muita atenção na sua dosagem já que a quantidade máxima permitida é de 0,05% em produtos sem enxágüe e 0,10% em produtos com enxágüe. No comercio é conhecido como Kathon CG. BHT: Apresenta-se como cristais levemente amarelados com odor fenólico característico e que é utilizado em pequenas dosagens como agente antioxidante em sistemas oleosos tais como óleos corporais batons e emulsões com a presença de óleos vegetais insaturados. Seu nome químico é butilhidroxitolueno e sua dosagem usual varia de 0,05% a 0,10%. Carbômero: Conhecido como Carbopol, se apresenta como pó branco, muito fino e leve que deve ser disperso em água para sua utilização. Quando disperso em água e neutralizado,

6 forma géis transparentes e com alta viscosidade. É utilizado basicamente para a produção de géis capilares e como agente de consistência em emulsões. A dosagem geralmente utilizada varia de 0,30% a 1,00%. Corantes: São os compostos responsáveis pela cor nos cosméticos. Devem apresentar alto grau de pureza e boa estabilidade alem de serem aprovados para uso em cosméticos. Sempre que for comprar corantes consulte o fornecedor quanto aos quesitos acima apresentados. D-Pantenol: Apresenta-se como liquido transparente e muito viscoso que tem grande utilização em shampoos. É totalmente solúvel em água e um ótimo agente condicionador dos cabelos. Dipropilenoglicol: Apresenta-se como liquido transparente e incolor, não deve ter odor pronunciado. É totalmente solúvel em água e possui excelentes propriedades solventes para essências e óleos essenciais. é muito utilizado na fabricação de perfumes e colônias. Essências: São composições aromáticas formadas pela combinação de dezenas e as vezes centenas de compostos odoríferos de origem natural e sintética. Devem ser adquiridas de fontes confiáveis para que a mesma possua boa estabilidade e não cause problemas aos cosméticos. Na hora da compra, deve-se optar por essências compatíveis com o produto na qual a mesma será aplicada. Estearina: Apresenta-se como escamas ou pó branco com odor característico, atualmente e um produto em desuso nas formulações cosméticas. Extratos Glicólicos: Apresentam-se na forma liquida com cor e odor característicos da substancia empregada. É utilizado como aditivo biológico em toda linha cosmética. Possui boa solubilidade em água, álcoois e glicóis e insolúvel em óleos. Fortgel 7500: Apresenta-se como liquido transparente, muito viscoso e incolor. Não possui odor e tem excelente aplicação em produtos para os cabelos e corpo. É utilizado como base para óleos de banho, reparadores de ponta, produtos para o tratamento dos cabelos e da pele. Forma um filme continuo na pele e nos cabelos evitando a perda de água transepidermal. Formol: Apresenta-se como liquido incolor com odor irritante característico, também conhecido como formoldeído ou aldeído fórmico. Não deve ser utilizado em nenhuma preparação de cosméticos artesanais e jamais se deve utilizar para fabricação de alisantes capilares.

7 Fortnip: Se apresenta como liquido praticamente incolor com odor característico. Deve ser utilizado como conservante de escolha em todas as preparações cosméticas artesanais devido a sua fácil incorporação, amplo espectro de atividade, boa estabilidade e compatibilidade. É composto por um blend otimizado de fenoxietanol e parabenos com 100% de ativos. Glicerina: Apresenta-se como líquido viscoso, incolor e inodoro. É um excelente umectante conservando e retendo a umidade do produto alem de condicionar a pele de maneira eficaz. É utilizada em toda linha de produtos para corpo e cabelos. A glicerina recomendada para uso em cosméticos é a bidestilada USP. Isoparafina: Apresenta-se como liquido incolor, de odor característico e muito fluído. É um derivado de petróleo utilizado em produtos para o corpo e a pele. Lanolina: Apresenta-se como sólido pastoso de cor amarela e odor característico. É empregada em produtos para o cabelo e a pele em dosagens que usualmente variam de 1% a 5%. Possui excelentes propriedades emolientes deixando a pele e os cabelos com extraordinária sensação de suavidade. Deve ser acrescentada na fase oleosa dos produtos por ser insolúvel em água. Lauril: Quimicamente é denominado lauril éter sulfato de sódio e popularmente conhecido como espumante, apresentando-se como liquido incolor ou levemente amarelado, de odor característico e que ao ser agitado produz espuma abundante. É uma das matérias primas mais importantes na preparação de shampoos e sabonetes líquidos. Manteiga de Cupuaçu: Apresenta-se como sólido macio com odor característico e baixo ponto de fusão. É um excelente emoliente para cremes, loções e produtos capilares. Por ser insolúvel em água, deve ser acrescentada na fase oleosa com aquecimento e agitação. Mentol: Apresenta-se como cristais incolores com forte odor característico. Muito utilizado em produtos para o barbear e em produtos para os pés. Microesferas de Polietileno: Apresenta-se como pó fino de coloração branca e sem odor. É o agente de escolha em produtos esfoliantes para o corpo. Deve ser utilizado em produtos com uma viscosidade elevada com o intuito de evitar a separação do produto. A aplicação usual e de 1% a 10%. Nipagin : Apresenta-se como pó branco e é utilizado como conservante em preparações cosméticas geralmente na fase aquosa. Quimicamente corresponde ao éster metílico do acido p-hidroxibenzoico ou metilparabeno. Devido a sua baixa solubilidade em água e dificuldade de solubilização é aconselhável o substituir por Fortnip que se apresenta na forma liquida e possui um amplo espectro de ação.

8 Nipazol : Apresenta-se como pó branco e é utilizado como conservante em preparações cosméticas geralmente na fase oleosa. Quimicamente corresponde ao éster propílico do acido p-hidroxibenzoico ou propilparabeno. Devido a sua baixa solubilidade em água e dificuldade de solubilização e aconselhável o substituir por Fortnip que se apresenta na forma liquida e possui um amplo espectro de ação. Óleo de Amêndoas Doce: Apresenta-se como um líquido transparente e cor clara e odor suave e característico. Deve ser adquirido somente de fornecedores idôneos pois é freqüentemente adulterado. Devido ao elevado teor de ácidos graxos insaturados. Óleo de Semente de Uva: Apresenta-se como um líquido transparente e cor clara e odor suave e característico. Deve ser adquirido somente de fornecedores idôneos pois é freqüentemente adulterado. Devido ao elevado teor de ácidos graxos insaturados. Óleo Mineral USP: Apresenta-se como óleo transparente, incolor e sem nenhum odor, qualquer odor ou coloração no óleo indica que o mesmo não possui pureza suficiente para uso em cosméticos artesanais. No comercio também é conhecido como vaselina líquida. é uma das matérias primas mais importantes para uso em cosmética artesanal sendo utilizado em óleos de banho, cremes, loções e produtos para o cabelo. Palmitato de Isopropila: Apresenta-se como liquido transparente incolor ou levemente amarelado com odor característico, pertence a família dos ésteres e tem bom espalhamento sobre a pele sem deixar resíduos oleosos. Seu uso em cosméticos melhora muito o sensorial e o aspecto dos produtos acabados. Apesar de não ser solúvel em água pode ser emulsionado. Quaternário de Amônia: Apresenta-se como liquido transparente de cor amarelada e odor alcoólico, quaternário de amônia é a denominação comum de um grande grupo de tensoativos que possuem um nitrogênio quaternário em sua molécula. O produto geralmente designado como quaternário no comercio corresponde ao cloreto de cetiltrimetilamonio 50%. Muito utilizado como tensoativo para formação de emulsões e como agente antiestático e condicionador em produtos capilares. É incompatível com tensoativos aniônicos tais como o lauril éter sulfato de sódio.

9 FORMULAÇÕES ORIENTATIVAS - As formulações abaixo foram testadas quando a sua estabilidade e eficácia nos laboratórios da FORTINBRAS, utilizando matérias primas e essências marcas NOSSA TERRA, desta maneira para atingir os mesmos resultados recomendamos o uso de mercadorias fornecidas exclusivamente pela FORTINBRAS. - As formulações abaixo não devem ter seus itens substituídos por similares sob o risco de incompatibilidades e perca do material utilizado. - As formulações apresentadas estão padronizadas para a preparação de 1kg ou 1 litro de produto, caso seja a primeira vez que esteja manuseando cosméticos artesanais, recomendamos a manipulação de quantidades menores. - Para facilitar o manuseio e ter produtos de melhor qualidade, recomendamos a utilização de copos de medidas, provetas ou outros instrumentos graduados para a função de quantificar os materiais.

10 Óleo de Banho Emoliente Apresenta-se como líquido transparente de baixa viscosidade, homogêneo, com odor característico da essência utilizada, e coloração dependente do corante adicionado que quando em contato com a água produz uma emulsão emoliente no corpo de extrema agradabilidade. A presença de óleo de semente de uva, rico em ácidos graxos essenciais, ajuda na preservação de uma pele com brilho e vitalidade. A incorporação de FORTBASE ÓLEO DE BANHO permite a obtenção de uma suave emulsão quando em contato com água. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO Miristato de Isopropila 100 ml Emoliente Óleo de Semente de Uva 100 ml Emoliente Óleo Mineral 800 ml Veiculo Corante q.s. Corante Essência Nossa-Terra q.s. Perfume PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Simples mistura de todos os componentes da formulação ate obtenção de um produto homogêneo. DICAS - Utilizar essências lipossolúveis ( solúveis em óleo ) especificas para cosméticos - Utilizar corantes lipossolúveis ( solúveis em óleo ) específicos para cosméticos - Óleo de banho especialmente formulado para ser utilizado com a pele ainda molhada após o banho.

11 OLEO DE BANHO BIFÁSICO Apresenta-se como um óleo com duas fases distintas e homogêneas sem turvações com odor característico da essência utilizada e cor variável conforme o corante utilizado. A presença de poliquaternium 6 promove um agradável sensorial na pele. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO FASE 1: Óleo Mineral USP 400 ml Veiculo Palmitato de Isopropila 100 ml Emoliente FORTNIP 2 ml Conservante Corante q.s. Corante Essência Nossa-Terra q.s. Perfume FASE 2: Propilenoglicol 50 ml Umectante Poliquaternium 6 10 ml Agente Condicionante Pele FORTNIP 3 ml Conservante Água 440 ml Veiculo Corante q.s. Corante PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Misturar todos os componentes da FASE 1, ate obtenção de líquido homogêneo. - Misturar todos os componentes da FASE 2, ate obtenção de líquido homogêneo. - Na embalagem final adicionar a FASE 1 sobre a FASE 2. DICAS - Na FASE 1 utilizar essências e corantes lipossolúveis ( solúveis em óleo ) - Na FASE 2 utilizar corante hidrossolúvel ( solúvel em água ) - Evitar o uso de essência na FASE 2 - Para facilitar a solubilização do FORTNIP na FASE 1, dissolve-lo primeiramente no palmitato de isopropila e em seguida adicionar o óleo mineral, o corante e a essência. - Para facilitar a solubilização do FORTNIP na FASE 2, dissolve-lo primeiramente no propilenoglicol e em seguida adicionar a água, o poliquaternium 6 e o corante.

12 ÓLEO DE BANHO TRIFÁSICO Apresenta-se como um óleo de banho com três distintas fases, sendo uma fase oleosa na parte superior, uma fase glicolica na fase intermediaria e uma fase aquosa na fase inferior. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO FASE 1: Palmitato de Isopropila 300 ml Emoliente FORTNIP 2 ml Conservante Corante q.s. Corante Essência Nossa-Terra q.s. Perfume FASE 2: Hexilenoglicol 400 ml Umectante FASE 3: Propilenoglicol 20 ml Umectante FORTNIP 5 ml Conservante Cloreto de Sódio ( Sal comum ) 30 g Eletrólito Água 250 ml Veiculo Corante q.s. Corante PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Misturar todos os componentes da FASE 1 e homogeneizar. - Misturar todos os componentes da FASE 2 e homogeneizar. - Misturar todos os componentes da FASE 3 e homogeneizar. - Adicionar na embalagem na seguinte seqüência: FASE 3, FASE 2 e por fim FASE 1 DICAS - Na FASE 1 utilizar corantes e essência lipossolúveis ( solúveis em óleo ) - Na FASE 3 utilizar corante hidrossolúvel ( solúvel em água ) - Pode-se acrescentar extratos glicólicos variados na FASE 3 - Para facilitar a incorporação do FORTNIP na FASE 3, misture-o primeiramente com o propilenoglicol e só depois acrescente-o a água.

13 SABONETE LÍQUIDO PEROLADO Apresenta-se como liquido viscoso, de cor branca e aspecto perolado possuindo o odor característico da essência utilizada. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO Base sabonete perolado 250 ml Blend Tensoativos Água 650ml Corante Essência Nossa-Terra q.s. Perfume Corante q.s. Corante PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Misture todos os componentes da FASE 1 ate obtenção de uma solução homogênea. - Dissolva totalmente o sal na água da FASE 2. - Ir adicionando a salmora feita lentamente e sob agitação ate obtenção da viscosidade desejada. DICAS - Adicione somente a quantidade de salmora suficiente para atingir a viscosidade desejada e dispense o resto pois excesso de sal afina o sabonete liquido. - Inicie com pequenas quantidades ate adquirir confiança e técnica para que não se perca muito produto caso cometa algum erro. - Não tenha receios de tentar e veras como e simples e gostoso a manufatura de cosméticos artesanais. - Não utilize excesso de essência ( geralmente menos de 10ml de uma boa essência é o suficiente) e utilize corantes hidrossolúveis ( solúveis em água ). - Para que o sabonete liquido fique no ponto ideal, deixe-o descansando cerca de 24horas antes de envasar para que ele fique homogêneo e as bolhas de ar saiam.

14 SABONETE LÍQUIDO PEROLADO Apresenta-se como liquido viscoso, de cor branca e aspecto perolado possuindo o odor característico da essência utilizada. A presença de poliquaternium 7 resulta em um produto com agradável sensorial, espuma cremosa e consistente. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO FASE 1: Base sabonete perolado 250 ml Blend Tensoativos Poliquaternium 7 10 ml Agente Condicionante FORTNIP 5 ml Conservante Água 650ml Corante Essência q.s. Perfume Corante q.s. Corante FASE 2: Anfotero 80 ml Tensoativo PROCEDIMENTO DE FABRICACAO - Misture todos os componentes da FASE 1 ate obtenção de uma solução homogênea. - Ir adicionando o anfotero ( FASE 2) feita lentamente e sob agitação ate obtenção da viscosidade desejada. A quantidade de 80 ml e apenas ilustrativa e pode-se adicionar uma quantidade maior ou menor conforme a viscosidade desejada. DICAS - Inicie com pequenas quantidades ate adquirir confiança e técnica para que não se perca muito produto caso cometa algum erro. - Não tenha receios de tentar e veras como é simples e gostoso a manufatura de cosméticos artesanais. - Não utilize excesso de essência ( geralmente menos de 10ml de uma boa essência é o suficiente) e utilize corantes hidrossolúveis ( solúveis em água ). - Para que o sabonete liquido fique no ponto ideal, deixe-o descansando cerca de 24 horas antes de envasar para que ele fique homogêneo e as bolhas de ar saiam. - Com esta formulação e possível a fabricação de sabonete liquido sem adição de sal.

15 SABONETE LÍQUIDO TRANSPARENTE ( espessamento com sal ) Apresenta-se como liquido viscoso, transparente e de cor levemente amarelada. É o mais básico dos sabonetes líquidos e geralmente possui cor verde e cheiro de erva doce. Limpa a pele de maneira eficaz sem provocar ressecamento. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO FASE 1: Base sabonete liquido 250 ml Blend Tensoativos FORTNIP 5 ml Conservante Água 650ml Corante Essência Nossa-Terra q.s. Perfume Corante q.s. Corante FASE 2: Cloreto de Sódio ( Sal Comum ) 20 g Umectante Água 100 ml Veiculo PROCEDIMENTO DE FABRICACAO - Misture todos os componentes da FASE 1 ate obtenção de uma solução homogênea. - Dissolva totalmente o sal na água da FASE 2. - Ir adicionando a salmora feita lentamente e sob agitação ate obtenção da viscosidade desejada. DICAS - Adicione somente a quantidade de salmora suficiente para atingir a viscosidade desejada e dispense o resto pois excesso de sal afina o sabonete liquido. - Inicie com pequenas quantidades ate adquirir confiança e técnica para que não se perca muito produto caso cometa algum erro. - Não tenha receios de tentar e veras como é simples e gostoso a manufatura de produtos artesanais. - Não utilize excesso de essência ( geralmente menos de 10ml de uma boa essência é o suficiente) e utilize corantes hidrossolúveis ( solúveis em água ). - Para que o sabonete liquido fique no ponto ideal, deixe-o descansando cerca de 24horas antes de envasar para que ele fique homogêneo e as bolhas de ar saiam.

16 SABONETE LÍQUIDO TRANSPARENTE ( espessamento sem sal ) Apresenta-se como liquido viscoso, transparente e de cor levemente amarelada. é o mais básico dos sabonetes líquidos e geralmente possui cor verde e cheiro de erva doce. Limpa a pele de maneira eficaz sem provocar ressecamento e é formulado sem adição de sal COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO FASE 1: Base sabonete perolado 250 ml Blend Tensoativos Poliquaternium 7 20 ml Agente Condicionante FORTNIP 5 ml Conservante Água 650ml Corante Essência Nossa-Terra q.s. Perfume Corante q.s. Corante FASE 2: Anfotero 80 ml Tensoativo PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Misture todos os componentes da FASE 1 ate obtenção de uma solução homogênea. - Ir adicionando o anfotero ( FASE 2) feita lentamente e sob agitação ate obtenção da viscosidade desejada. A quantidade de 80 ml é apenas ilustrativa e pode-se adicionar uma quantidade maior ou menor conforme a viscosidade desejada. DICAS - Inicie com pequenas quantidades ate adquirir confiança e técnica para que não se perca muito produto caso cometa algum erro. - Não tenha receios de tentar e veras como é simples e gostoso a manufatura de cosméticos artesanais. - Não utilize excesso de essência ( geralmente menos de 10ml de uma boa essência é o suficiente) e utilize corantes hidrossolúveis ( solúveis em água ). - Para que o sabonete liquido fique no ponto ideal, deixe-o descansando cerca de 24horas antes de envasar para que ele fique homogêneo e as bolhas de ar saiam. - Com esta formulação é possível a fabricação de sabonete liquido sem adição de sal.

17 SHAMPOO CABELOS NORMAIS Apresenta-se como liquido viscoso, transparente e de cor levemente amarelada. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO FASE 1: Base Shampoo 250 ml Blend Tensoativos Poliquaternium 7 20 ml Agente Condicionante FORTNIP 5 ml Conservante Água 650ml Corante Essência Nossa-Terra q.s. Perfume Corante q.s. Corante FASE 2: Anfotero 80 ml Tensoativo PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Misture todos os componentes da FASE 1 ate obtenção de uma solução homogênea. - Ir adicionando o anfotero ( FASE 2) feita lentamente e sob agitação ate obtenção da viscosidade desejada. A quantidade de 80 ml é apenas ilustrativa e pode-se adicionar uma quantidade maior ou menor conforme a viscosidade desejada. DICAS - Inicie com pequenas quantidades ate adquirir confiança e técnica para que não se perca muito produto caso cometa algum erro. - Não tenha receios de tentar e veras como é simples e gostoso a manufatura de cosméticos artesanais. - Não utilize excesso de essência ( geralmente menos de 10ml de uma boa essência é o suficiente) e utilize corantes hidrossolúveis ( solúveis em água ). - Para que o sabonete liquido fique no ponto ideal, deixe-o descansando cerca de 24horas antes de envasar para que ele fique homogêneo e as bolhas de ar saiam. - Com esta formulação é possível a fabricação de sabonete liquido sem adição de sal.

18 PERFUME FINO Deve-se apresentar como liquido transparente, sem turvações ou precipitados no fundo do frasco. Possui odor característico da essência utilizada. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO Essência Perfumaria Nossa-Terra 150 ml Essência Veiculo para Perfumaria Fina 820 ml Veiculo Dipropilenoglicol 30ml Solubilizante PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Adicionar lentamente e sob agitação a essência especifica para perfumaria sob o Veiculo para Perfumaria Fina Nossa Terra. - Depois de homogeneizado, envasar o perfume em frasco de vidro e iniciar a maceração da seguinte maneira: - No primeiro dia, deixar fora da geladeira por 24 horas, abrir a tampa por 30 segundos, fechar e colocar na geladeira por 24 horas, abrir a tampa por 30 segundos e deixar fora da geladeira por 24 horas. - Continuar o processo por 10 dias para que ocorram reações químicas entre os componentes da essência e o álcool deixando o perfume redondo e sem cheiros desagradáveis. - Ao fim dos 10 dias, e aconselhável filtrar o perfume em papel de filtro para retirar possíveis insolúveis. O perfume esta pronto para ser envasado e comercializado. DICAS - Inicie com pequenas quantidades ate adquirir pratica e verificar a compatibilidade da essência com o veiculo pois as matérias primas são cara. - A qualidade de um perfume depende basicamente de uma ótima essência, uma quantidade adequada de essência, um processo de fabricação e maceração bem elaborados e de um bom veiculo que traga antioxidantes, quelantes, filtros e outros componentes que formem uma boa base para o perfume. - Caso qualquer item acima não seja integralmente cumprido, teremos perfumes com pouca durabilidade, notas olfativas distorcidas e pouca fixação. - Procure fabricar os perfumes em recipientes de aço inox ou vidro. Nunca elabore em recipientes de ferro, cobre ou outros metais pois os mesmos podem afetar a essência.

19 Colônia Fina Deve-se apresentar como liquido transparente, sem turvações ou precipitados no fundo do frasco. Possui odor característico da essência utilizada. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO Essência Perfumaria Nossa-Terra 60 ml Essência Veiculo para Perfumaria Fina 940 ml Veiculo PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Adicionar lentamente e sob agitação a essência especifica para perfumaria sob o Veiculo para Perfumaria Fina. - Depois de homogeneizado, envasar o perfume em frasco de vidro e iniciar a maceração da seguinte maneira: - No primeiro dia, deixar fora da geladeira por 24 horas, abrir a tampa por 30 segundos, fechar e colocar na geladeira por 24 horas, abrir a tampa por 30 segundos e deixar fora da geladeira por 24 horas. - Continuar o processo por 10 dias para que ocorram reações químicas entre os componentes da essência e o álcool deixando a colônia redonda e sem cheiros desagradáveis. - Ao fim dos 10 dias, é aconselhável filtrar a colônia em papel de filtro para retirar possíveis insolúveis. A colônia esta pronta para ser envasada e comercializada. DICAS - Inicie com pequenas quantidades ate adquirir pratica e verificar a compatibilidade da essência com o veiculo pois as matérias primas são cara. - A qualidade de uma colônia dependem basicamente de uma ótima essência, uma quantidade adequada de essência, um processo de fabricação e maceração bem elaborados e de um bom veiculo que traga antioxidantes, quelantes, filtros e outros componentes que formem uma boa base para o perfume. - Caso qualquer item acima não seja integralmente cumprido, teremos colônias com pouca durabilidade, notas olfativas distorcidas e pouca fixação. - Procure fabricar as colônias em recipientes de aço inox ou vidro. Nunca elabore em recipientes de ferro, cobre ou outros metais pois os mesmos podem afetar a essência.

20 Colônia Sem Álcool Deve-se apresentar como liquido transparente, sem turvações ou precipitados no fundo do frasco. Possui odor característico da essência utilizada. COMPONENTES QUANTIDADE FUNÇÃO FASE 1 Essência Perfumaria Nossa-Terra 30 ml Essência Polissorbato 20 ( Tween 20 ) 30 ml Tensoativo Dipropilenoglicol 40 ml Solvente FORTNIP 5 ml Conservante FASE 2 Silicone DC ml Agente Condicionante Água 870 ml Veiculo PROCEDIMENTO DE FABRICAÇÃO - Homogeneizar a FASE 1 e a FASE 2 em separados. - Adicionar lentamente e sob agitação constante a FASE 1 sobre a FASE 2. DICAS - Inicie com pequenas quantidades ate adquirir pratica e verificar a compatibilidade da essência com o veiculo pois as matérias primas são cara. - Essências cítricas ricas em terpenos e algumas essências amadeiradas são mais difíceis de solubilizar daí a importância de efetuar o teste antes de iniciar a produção de um volume maior. Pode ocorrer de não se conseguir solubilizar algum tipo de essência com esta técnica, mas casos como este serão exceções. - Procure fabricar os perfumes em recipientes de aço inox ou vidro. Nunca elabore em recipientes de ferro, cobre ou outros metais pois os mesmos podem afetar a essência.

Lauril éter sulfato de sódio

Lauril éter sulfato de sódio Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável DCB/ DCI: 05177 - lauriletersulfato de sódio CAS: 1335-72-4 INCI: Sodium laureth-2 sulfate Sinonímia: LESS

Leia mais

FORMAS COSMÉTICAS FORMAS COSMÉTICAS SOLUÇÕES SOLUÇÕES SOLUÇÕES CLASSIFICAÇÃO QUANTO À FORMA COSMÉTICA

FORMAS COSMÉTICAS FORMAS COSMÉTICAS SOLUÇÕES SOLUÇÕES SOLUÇÕES CLASSIFICAÇÃO QUANTO À FORMA COSMÉTICA FORMAS COSMÉTICAS FORMAS COSMÉTICAS Os produtos cosméticos contêm grande diversidade de matérias-primas, que podem ser naturais, semisintéticas ou sintéticas. Esses materiais apresentam-se em consistências

Leia mais

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Personal Care, a Oxiteno oferece inovações que promovem a beleza e o bem-estar por meio de produtos suaves e sustentáveis.

Leia mais

PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas. Professora: ERIKA LIZ

PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas. Professora: ERIKA LIZ PRODUTOS PARA A PELE Formas Cosméticas Professora: ERIKA LIZ Produtos para pele Sequência do Tratamento Cosmético 1º Passo : Limpeza Por que a limpeza diária da pele é importante? Higiene A limpeza é um

Leia mais

ÁGUA DE COLÔNIA. Fórmula para 1 Litro. Álcool de Cereais. Propileno Glicol Água Deionizada

ÁGUA DE COLÔNIA. Fórmula para 1 Litro. Álcool de Cereais. Propileno Glicol Água Deionizada ÁGUA DE COLÔNIA Fórmula para 1 Litro COMPONENTES Álcool de Cereais Fixador Propileno Glicol 680 ml 250 ml Misturar os produtos do 1 ao 4 na ordem; Manter a solução em recipiente âmbar; Deixar em maceração

Leia mais

TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes. Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares

TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes. Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares TECNOLOGIA DE Sabões e detergentes Conteúdos a serem abordados: --Tensão superficial -- Polaridade -- Forças intermoleculares Tensão superficial Força existente na superfície de líquidos em repouso. Fortes

Leia mais

Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa

Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa Manual prático de como fazer sabonete artesanal em casa Este manual foi elaborado a partir de pesquisas nos vários sites de artesanato da Internet brasileira. Ele é gratuito e seu uso e leitura é reservado

Leia mais

A. F. Isenmann Princípios Químicos em Produtos Cosméticos e Sanitários Conteúdo

A. F. Isenmann Princípios Químicos em Produtos Cosméticos e Sanitários Conteúdo A. F. Isenmann Princípios Químicos em Produtos Cosméticos e Sanitários Conteúdo 1 Objetivos deste livro no âmbito dos cursos técnicos de química, farmácia e áreas afins... 4 2 Aspecto econômico da indústria

Leia mais

ALKOPON 70 ECO ALKOPON 28 ECO

ALKOPON 70 ECO ALKOPON 28 ECO ALKOPON 70 ECO ALKOPON 28 ECO ALKOPON 70 ECO ALKOPON 28 ECO TM PERSONAL CARE Evolution by chemistry Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Personal Care, a Oxiteno

Leia mais

HOME CARE AND I&I GREENFORMANCE

HOME CARE AND I&I GREENFORMANCE HOME CARE AND I&I GREENFORMANCE Compromisso com a sustentabilidade O conceito de sustentabilidade vem transformando o comportamento e os hábitos de consumo em todo o mundo. E essa mudança está presente

Leia mais

Tintas. Compromisso com a qualidade

Tintas. Compromisso com a qualidade s Soluções para melhorar a qualidade dos seus produtos. Tintas Compromisso com a qualidade A Oxiteno produz tensoativos e especialidades químicas que melhoram ou contribuem para a qualidade de produtos

Leia mais

SHAMPOO. 2em1. castanha do pará LINHA. Com extrato de Castanha do Pará Nutrição vigorosa Intensa ação condicionante Secagem rápida USO VETERINÁRIO

SHAMPOO. 2em1. castanha do pará LINHA. Com extrato de Castanha do Pará Nutrição vigorosa Intensa ação condicionante Secagem rápida USO VETERINÁRIO Com extrato de Bergamota Limpeza profunda bergamota Bergamota, a revitalização e energia da Goiaba, a nutrição vigorosa da Castanha do Pará, e a suavidade e delicadeza da Jabuticaba. Unindo qualidade e

Leia mais

INFORMATIVO TÉCNICO REJUVASOFT

INFORMATIVO TÉCNICO REJUVASOFT FOLHA 1 de 8 PRODUTO: REJUVASOFT DESCRIÇÃO: INCI: Quaternium 91, Cetearyl Alcohol, Behentrimonium Chloride, Myristyl Myristate Nº. CAS: 97281-29-3, 67762-27-0, 17301-53-0, 3234-85-3. Os consumidores estão

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES

CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES ANEXO : COMPLEMENTAÇÃO TEORIA CLASSIFICAÇÃO E CARACTERÍSTICAS DOS ANTIOXIDANTES 1 Antioxidantes para sistemas medicamentosos lipófilos: 1.1 NATURAIS: a) Tocoferóis: São líquidos viscosos de cor amarelada,

Leia mais

Terapias para renovar sua beleza TERAPIAS

Terapias para renovar sua beleza TERAPIAS Terapias para renovar sua beleza TERAPIAS NOVAS SENSAÇÕES NATIVA SPA TERAPIAS Nativa SPA Terapias transforma seus momentos de cuidado em uma experiência ainda mais prazerosa. Agora você tem os efeitos

Leia mais

Nossos produtos são livres de: Utilizado para espessar shampoos e sabonetes. Danificam os fios dos cabelos. Sal

Nossos produtos são livres de: Utilizado para espessar shampoos e sabonetes. Danificam os fios dos cabelos. Sal www.arvensis.com.br Experiências naturalmente transformadoras A ARVENSIS inspirou-se em várias culturas ao redor do mundo e desenvolveu produtos naturais enriquecidos com ativos orgânicos exóticos com

Leia mais

BASES COSMECÊUTICAS. A linha BIOBASE tem a função de facilitar o dia-a-dia da farmácia de manipulação, e estabelecer a padronização das formulações.

BASES COSMECÊUTICAS. A linha BIOBASE tem a função de facilitar o dia-a-dia da farmácia de manipulação, e estabelecer a padronização das formulações. BASES COSMECÊUTICAS 1. Introdução: as bases cosmecêuticas (Biobases) foram desenvolvidas especialmente para incorporação dos princípios ativos freqüentemente utilizados em farmácias de manipulação. Apresentamos

Leia mais

Avaliação de fragrâncias para perfumes em emulsões cosméticas contendo silicones

Avaliação de fragrâncias para perfumes em emulsões cosméticas contendo silicones Avaliação de fragrâncias para perfumes em emulsões cosméticas contendo silicones Anderson Freire Carniel Professor Curso de Farmácia Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes Margareth Ferreira Cunha Coordenadora

Leia mais

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo HOME CARE AND I&I Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Home Care and I&I, a Oxiteno oferece inovações que promovem praticidade, maior detergência e poder de

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

CICLO DE PROFISSÕES DIA 27/10

CICLO DE PROFISSÕES DIA 27/10 CICLO DE PROFISSÕES DIA 27/10 Chegada à UNIP: 07:00h Local: de acordo com a tabela abaixo (vide laboratório) Paramentação: jaleco de manga comprida, gorro, máscara, luva, sapato fechado, de preferência

Leia mais

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo

Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo HOME CARE AND I&I Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Home Care and I&I, a Oxiteno oferece inovações que promovem praticidade, maior detergência e poder de

Leia mais

FORMAS DE APRESENTAÇÃO DOS SHAMPOOS

FORMAS DE APRESENTAÇÃO DOS SHAMPOOS SHAMPOOS SHAMPOO A finalidade de um shampoo é limpar os cabelos e ainda deixá-los reluzentes e maleáveis, com aparência saudável; A necessidade de lavagem freqüente ou não varia de indivíduo para outro;

Leia mais

Natural&Orgânico. Beleza&Bem Estar. Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia

Natural&Orgânico. Beleza&Bem Estar. Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia Natural&Orgânico Equilíbrio Harmonia Beleza&Bem Estar Cosméticos Naturais, Orgânicos e Aromaterapia Bem vindos a Beleza Natural! Na Arte dos Aromas, a natureza é a nossa fonte de inspiração. Acreditamos

Leia mais

Manipulação caseira de fitoterápicos. Módulo 5 Farm. Ms. Ana Cimbleris Alkmim

Manipulação caseira de fitoterápicos. Módulo 5 Farm. Ms. Ana Cimbleris Alkmim Manipulação caseira de fitoterápicos Módulo 5 Farm. Ms. Ana Cimbleris Alkmim Recomendações gerais Uso de plantas provenientes de modismos deve ser evitado. Duvide sempre das plantas tidas como milagrosas.

Leia mais

OXISMOOTH PERSONAL CARE

OXISMOOTH PERSONAL CARE OXMOOTH PERONAL CARE Evolution by chemistry Há mais de 40 anos desenvolvendo soluções que evoluem o mundo Para o mercado de Personal Care, a Oxiteno oferece formulações que promovem a beleza e o bem-estar

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) SAPÓLIO RADIUM PÓ (Limão, Pinho, Clássico, Lavanda, Bouquet e Laranja)

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) SAPÓLIO RADIUM PÓ (Limão, Pinho, Clássico, Lavanda, Bouquet e Laranja) Página 1 de 6 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome: Sapólio Radium Pó Códigos Internos: Limão: 14001 / 14017 Pinho: 14005 / 14018 Clássico: 14033 Lavanda: 14031 Bouquet: 14030 Laranja: 14032

Leia mais

ÁGUA PARA PERFUMAR LENÇÓIS E TOALHAS. Fórmula para 1 Litro. Álcool de Cereais. Propileno Glicol. Água Deionizada

ÁGUA PARA PERFUMAR LENÇÓIS E TOALHAS. Fórmula para 1 Litro. Álcool de Cereais. Propileno Glicol. Água Deionizada ÁGUA PARA PERFUMAR LENÇÓIS E TOALHAS Fórmula para 1 Litro Álcool de Cereais Nipagim Propileno Glicol Essência Água Deionizada Renex 500 ml 0,5 mg 10 ml 100 ml 380 ml 10 ml Misturar os produtos na ordem

Leia mais

Prática Nutrição Externa

Prática Nutrição Externa Prática Nutrição Externa Demonstração prática de uso dos produtos de nutrição externa e seus efeitos imediatos. Como a pele é o maior órgão do corpo os produtos são recomendados tanto para homens quanto

Leia mais

:: Sabão Líquido :: Em um balde ou recipiente bem grande, despejar a soda e 1 litro de água, mexendo por ceca de 5 minutos;

:: Sabão Líquido :: Em um balde ou recipiente bem grande, despejar a soda e 1 litro de água, mexendo por ceca de 5 minutos; :: Sabão Líquido :: Para fazer 30 litros Ingredientes: 1,5 litros de azeite (morno) ½ quilo de soda cáustica 1,5 litros de álcool líquido 1 litro de água (1ª etapa) 27 litros de água (2ª etapa) 2 colheres

Leia mais

Sabonetes líquidos. Sintéticos e naturais

Sabonetes líquidos. Sintéticos e naturais Sabonetes líquidos Sintéticos e naturais Revisã o 2010 Massa base para sabonetes / Ricardo Mercadante e Lucilaine de Assumpçã o. Sabonetes líquidos Sintéticos e naturais Nesta apostila será visto o processo

Leia mais

TRANSCUTOL CG. Informações Técnicas. INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF

TRANSCUTOL CG. Informações Técnicas. INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF Informações Técnicas TRANSCUTOL CG INCI NAME: Ethoxydiglycol CAS NUMBER: 111-90-0 SIMILAR: Trivalin SF INTRODUÇÃO Desde os anos setenta, TRANSCUTOL CG é utilizado na indústria farmacêutica devido sua poderosa

Leia mais

TINTAS E DROGARIA. Produtos de Limpeza e Conservação ARTIGOS DIVERSOS DE DROGARIA CATÁLOGO ARMAZENS REIS WWW.ARMAZENSREIS.PT

TINTAS E DROGARIA. Produtos de Limpeza e Conservação ARTIGOS DIVERSOS DE DROGARIA CATÁLOGO ARMAZENS REIS WWW.ARMAZENSREIS.PT CATÁLOGO ARMAZENS REIS WWW.ARMAZENSREIS.PT ARTIGOS DIVERSOS DE DROGARIA Morada: E.N. 2 km 10 Mamodeiro, 3810728 Aveiro Telefone: (+1) 234 941 194 55 Email: geral@armazensreis.pt = 55 ÁLCOOL Classe de compostos

Leia mais

Química geral 2. possui de arrastar detritos e impurezas de um superfície.

Química geral 2. possui de arrastar detritos e impurezas de um superfície. Química geral 2 CLASSIFICAÇÃO DAS MATÉRIAS-PRIMAS Classificação das matérias-primas de acordo com a função ou efeito cosmético. Elas podem ser tensoativas, emolientes, umectantes, espessantes, hidratantes,

Leia mais

A Beleza que vem da floresta.

A Beleza que vem da floresta. A Beleza que vem da floresta. Bem estar, saúde e sustentabilidade. A Empresa ECO FRIENDLY Fabricante de cosméticos naturais e orgânicos. Utiliza o conceito Eco-Friendly - Amigos do meio ambiente. Possui

Leia mais

sete receitas de xampu caseiro para cães

sete receitas de xampu caseiro para cães Como fazer xampu caseiro para cães sete receitas de xampu caseiro para cães Faça xampu caseiro para cães, caso você esteja procurando uma alternativa natural aos comprados em lojas de produtos para animais.

Leia mais

PRODUTOS DA LINHA PROFISSIONAL

PRODUTOS DA LINHA PROFISSIONAL PRODUTOS DA LINHA PROFISSIONAL 1 Produtos da Linha Profissional Recomendações p/ se trabalhar com artigos Profissionais 3 Limpeza de Uniformes Profissionais 100% Algodão c/ Sujidade Leve 4 Limpeza de Uniformes

Leia mais

Proposta de Padronização para o Preparo de Medicamentos na Farmácia Magistral: Formas Farmacêuticas Semi-Sólidas e Líquidas

Proposta de Padronização para o Preparo de Medicamentos na Farmácia Magistral: Formas Farmacêuticas Semi-Sólidas e Líquidas XI Congresso Brasileiro de Informática em Saúde Proposta de Padronização para o Preparo de Medicamentos na Farmácia Magistral: Formas Farmacêuticas Semi-Sólidas e Líquidas Mestranda: Sybelle Okuyama Orientadora:Prof

Leia mais

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL

MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Lançamento MATERIAL TÉCNICO LINHA ECONÔMICA FACIAL Higienização, esfoliação, revitalização e hidratação: o básico para tratamentos faciais em tamanhos econômicos e free parabenos HIGIENIZAÇÃO, ESFOLIAÇÃO

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) SAPÓLIO RADIUM CREMOSO (Bouquet, Clássico, Laranja, Lavanda, Limão e Pinho)

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) SAPÓLIO RADIUM CREMOSO (Bouquet, Clássico, Laranja, Lavanda, Limão e Pinho) Página 1 de 6 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Produto: Sapólio Radium Cremoso Códigos Internos: Bouquet 14015 (24/300ml) Clássico 14007 (24/300ml) Laranja 14025 (12/300ml) Lavanda 14014 (24/300ml)

Leia mais

Linha de Produtos 2011

Linha de Produtos 2011 Linha de Produtos 2011 Brilhou, é Prin. A Prin é uma das marcas que mais surpreende e cresce no mercado de produtos de limpeza. Produzida pela WA Produtos de Limpeza e Higiene, a linha conta com catálogo

Leia mais

PROCESSOS EXTRATIVOS. Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014

PROCESSOS EXTRATIVOS. Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014 PROCESSOS EXTRATIVOS Profa. Dra. Wânia Vianna 1s/2014 Extração Sólido- Liquida sólido------------ líquido Solução extrativa. É a que resulta da dissolução parcial de uma droga de composição heterogênea,

Leia mais

Massa base para sabonetes. Fabricando sabonetes sólidos

Massa base para sabonetes. Fabricando sabonetes sólidos Massa base para sabonetes Fabricando sabonetes sólidos Revisã o 2010 Massa base para sabonetes / Ricardo Mercadante e Lucilaine de Assumpçã o. Massa base para sabonetes Fabricando sabonetes sólidos Nesta

Leia mais

E 200. linha floor care. limpeza e manutenção de pisos. Limpador Alcalino de Uso Geral. cleanup

E 200. linha floor care. limpeza e manutenção de pisos. Limpador Alcalino de Uso Geral. cleanup cleanup linha floor care limpeza e manutenção de pisos E 200 Limpador Alcalino de Uso Geral Desenvolvido para limpeza leve e pesada em todos os tipos de superfícies laváveis (bancadas, paredes, máquinas

Leia mais

Produtos para os cabelos. Prof. Msc. Mayara Peron

Produtos para os cabelos. Prof. Msc. Mayara Peron Prof. Msc. Mayara Peron Brasil é o 2º maior mercado mundial em produtos para cabelos (Franquilino, 2009). CABELO Divisão do cabelo; Composição do cabelo; Tipos de cabelos; Fases de crescimento do cabelo.

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS nº 07/2016 ANALISE DAS AMOSTRAS EM 30/05/2016 NA SALA DE REUNIÃO DA DIVISÃO DE COMPRAS E LICITAÇÃO

PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS nº 07/2016 ANALISE DAS AMOSTRAS EM 30/05/2016 NA SALA DE REUNIÃO DA DIVISÃO DE COMPRAS E LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS nº 07/2016 ANALISE DAS AMOSTRAS EM 30/05/2016 NA SALA DE REUNIÃO DA DIVISÃO DE COMPRAS E LICITAÇÃO ANÁLISE DA 2ª COLOCADA - LOTE 01 EMPRESA MANGILI & SILVA - APROVADO

Leia mais

delicatto CATÁLOGO DE PRODUTOS

delicatto CATÁLOGO DE PRODUTOS delicatto CATÁLOGO DE PRODUTOS Fundada em 2009, a DELICATTO é composta por uma equipe de profissionais especializados em formulações cosméticas veterinárias com atuação na área de desenvolvimento de fórmulas

Leia mais

ANEXO I 1 / 5 PROCESSO

ANEXO I 1 / 5 PROCESSO Item DESCRIÇÃO DO PRODUTO UN. 01 02 Álcool etílico hidratado a 92,8º refinado de baixo teor de acidez e aldeídos, especialmente indicado para limpeza, não incluindo desinfecção e sem adição de desnaturante.

Leia mais

BIO EXTRATUS TRANSFORMAÇÃO TRATAMENTO DISCIPLINADOR

BIO EXTRATUS TRANSFORMAÇÃO TRATAMENTO DISCIPLINADOR BIO EXTRATUS TRANSFORMAÇÃO TRATAMENTO DISCIPLINADOR Limpeza profunda, redução de volume e proteção térmica. INDICAÇÃO Todos os tipos de cabelo. FUNÇÃO Diminuir o volume, eliminar o frizz, realinhar e alisar

Leia mais

Álcoois Graxos Sulfatados Álcoois Graxos Etoxilados Sulfatados

Álcoois Graxos Sulfatados Álcoois Graxos Etoxilados Sulfatados DESCRIÇÃO A linha de produtos ALKOPON é composta por tensoativos aniônicos obtidos através da reação de alcoóis graxos ou alcoóis graxos etoxilados com SO 3, seguida de neutralização com álcalis. A linha

Leia mais

COSMETOLOGIA. Estrutura da Matéria

COSMETOLOGIA. Estrutura da Matéria COSMETOLOGIA Estrutura da Matéria ESTADOS FÍSICOS DA MATÉRIA A matéria existe sob três estados físicos: Sólido: possuí forma própria, seu volume não muda à temperatura constante, é formado por partículas

Leia mais

Ecologie agora é Bril Cosméticos

Ecologie agora é Bril Cosméticos Ecologie agora é Bril Cosméticos Diversidade de produtos será reforçada na Beauty Fair Nasce uma nova empresa de cosméticos no mercado brasileiro. A Bril Cosméticos surgiu a partir da aquisição da Ecologie,

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico AMINA TERCIÁRIA C12 FISPQ 014 1 de 4 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: AMINA TERCIÁRIA C12 Fornecedor: Multichemie Indústria e Comércio de Produtos Químicos Ltda. R. Howard Archibald

Leia mais

FISPQ (FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS.) LIMPA VIDROS MARANSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA:

FISPQ (FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS.) LIMPA VIDROS MARANSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: 1.1 Nome Comercial: Limpa Vidros Maranso 1.2 Código de Venda: 016 1.3 Nome do Fabricante: QOB MATERIAIS DOMISSANEANTES LTDA EPP Rua Ministro Joaquim Antunes, S/N

Leia mais

Catálogo de Produtos. Revendedor Oficial Benttley Organic

Catálogo de Produtos. Revendedor Oficial Benttley Organic Catálogo de Produtos Essência do Mundo Organic Care, Natural Life. Revendedor Oficial Benttley Organic Essência do Mundo A Essência do Mundo é uma empresa familiar, que decidiu trazer até Portugal produtos

Leia mais

SHAMPOO SOQUIMOL Shampoo para Carros com Cera de Carnaúba Vegetal

SHAMPOO SOQUIMOL Shampoo para Carros com Cera de Carnaúba Vegetal SHAMPOO SOQUIMOL Shampoo para Carros com Cera de Carnaúba Vegetal Altamente concentrado e totalmente solúvel em água, o Shampoo Soquimol com Cera de Carnaúba desagrega, em questão de segundos e com um

Leia mais

Presentes Dia dos Pais + Ecologie Homem

Presentes Dia dos Pais + Ecologie Homem Página 1 de 5 Presentes Dia dos Pais + Ecologie Homem Ainda não sabe o que comprar para os Dias dos Pais, ainda dá tempo. Veja algumas dicas: Clique na imagem para ampliar 1. Calça Lojas Renner - R$89,90

Leia mais

Treinamento Conservas de frutas 382

Treinamento Conservas de frutas 382 Para que haja boa conservação dos alimentos é importante que os produtos conservados mantenham suas qualidades nutritivas, seu aroma, sabor e que se eliminem as causas das alterações. As várias maneiras

Leia mais

Classificação e Rotulagem de Perigo dos Ingredientes que Contribuem para o Perigo: N. A

Classificação e Rotulagem de Perigo dos Ingredientes que Contribuem para o Perigo: N. A Nome do Produto: VERCLEAN 900 FISQP N.º: 02 Página: 1/7 Última Revisão: 08/04/13 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do Produto: DETERGENTE VERCLEAN 900 Código Interno de Identificação: 101 Nome

Leia mais

CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO.

CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO. Produtos MED PROTECTION CONHEÇA A LINHA MED PROTECTION E SURPREENDA-SE COM O MELHOR CUSTO/BENEFÍCIO DO MERCADO. Profissionais que lidam diariamente com substâncias nocivas à pele estão sujeitos a doenças

Leia mais

Glossário: Lauril: Tensoativo espumante usado em formulações de produtos e bases para shampoos, sabonetes líquidos e espumantes em geral.

Glossário: Lauril: Tensoativo espumante usado em formulações de produtos e bases para shampoos, sabonetes líquidos e espumantes em geral. Prezado Leitor, Nesta apostila você encontrará algumas formulações para a produção artesanal de produtos de higiene, beleza e para limpeza. Essa coletânea de informações foi cedida por amigos e clientes

Leia mais

CINZA. É o resíduo inorgânico que permanece após a queima da matéria orgânica, que é transformada em CO 2, H 2 O e NO 2.

CINZA. É o resíduo inorgânico que permanece após a queima da matéria orgânica, que é transformada em CO 2, H 2 O e NO 2. CINZA É o resíduo inorgânico que permanece após a queima da matéria orgânica, que é transformada em CO 2, H 2 O e NO 2. A cinza é constituída principalmente de: Grandes quantidades: K, Na, Ca e Mg; Pequenas

Leia mais

Licitação. Relação de Itens da Licitação

Licitação. Relação de Itens da Licitação PREFEITURA MICIPAL DE Relação de Itens da CGCICM : INSCR M : 0000 001 25,00 VASSOURA DE PALHA COM CABO C/ NO MÍNIMO 3 COSTURAS, GRANDE 0000 002 77,00 DESINFETANTE PARA BANHEIRO 2 LITROS 0000 003 30,00

Leia mais

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Faculdade de Ciências Farmacêuticas. Campus de Araraquara

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Faculdade de Ciências Farmacêuticas. Campus de Araraquara Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Faculdade de Ciências Farmacêuticas Campus de Araraquara Estudos de pré-formulação e desenvolvimento de cosméticos Dimora Del Sole LARISSA NEMEZIO

Leia mais

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA (PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA)

ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA (PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) ANEXO VI MODELO DE PROPOSTA (PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA) Ao Excelentíssimo Senhor, Prefeito Municipal de Três de Maio Apresentamos abaixo nossa proposta para aquisição de materiais de limpeza para uso nas

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ) NOME DO PRODUTO: BIOFLOC A 5030

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ) NOME DO PRODUTO: BIOFLOC A 5030 NOME DO PRODUTO: BIOFLOC A 5030 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: BIOFLOC A 5030 Escritório: Nome da empresa: Biofloc Comercio e Representação de Produtos Químicos. Endereço: Av.

Leia mais

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Os cuidados com a aparência física e a busca incessante pelo ideal de beleza levam as pessoas a se submeterem aos mais variados tratamentos estéticos

Leia mais

XAMPU II SIMPÓSIO DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA. Local: Centro Universitário São Camilo. Data: 24 de maio de 2014

XAMPU II SIMPÓSIO DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA. Local: Centro Universitário São Camilo. Data: 24 de maio de 2014 XAMPU AQUINO, Mônica 1, LEME FERREIRA, Lígia C. 1, SANTOS, Nádia L. dos 1 ; FARIA, Luciane Gomes 2. 1 Discente do Curso de Farmácia do Centro Universitário São Camilo, São Paulo, SP. 2 Docente do Curso

Leia mais

01 Identificação do produto e da Empresa. 02 Composição e informações sobre os ingredientes. 03 Identificação de perigos

01 Identificação do produto e da Empresa. 02 Composição e informações sobre os ingredientes. 03 Identificação de perigos Página: 01/05 01 Identificação do produto e da Empresa Natureza Química : Limpador de Uso Geral Autorização de Funcionamento / MS : nº 3.02.599-9 Registro no Ministério da Saúde : 3.2599.0103.001-4 Aceita

Leia mais

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS PÁGINA: 1/5 SEÇÃO 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: BIOCLEANER CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO: 0120/5521 NOME DO FABRICANTE: BIOCHEMICAL PRODUTOS QUIMICOS LTDA ENDEREÇO: RUA: PAPA SÃO

Leia mais

DESENGORDURANTE INDUSTRIAL GSF-200 Manual Técnico

DESENGORDURANTE INDUSTRIAL GSF-200 Manual Técnico Greensun Ind. e Com. de Prod. de Limp. Ltda. CNPJ: 39.708.888/0001-57 - Ins. Est: 85.419.269 Rua da Fonte 1028, Nova Cidade - Rio das Ostras - Rio de Janeiro / Brasil Telefax: (22) 2760-0518 - Químico

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTO. Se limpeza é fundamental para seu negócio, a Cirlen tem as soluções que você precisa.

CATÁLOGO DE PRODUTO. Se limpeza é fundamental para seu negócio, a Cirlen tem as soluções que você precisa. CATÁLOGO DE Se limpeza é fundamental para seu negócio, a Cirlen tem as soluções que você precisa. Credibilidade e qualidade em soluções de limpeza Limpadores A Cirlen Indústria, é uma empresa 100% brasileira

Leia mais

DETERGENTE LIMPA PISO SANDOMIS Detergente de Uso Geral para Pisos

DETERGENTE LIMPA PISO SANDOMIS Detergente de Uso Geral para Pisos Página 1 de 5 FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS DETERGENTE LIMPA PISO SANDOMIS Detergente de Uso Geral para Pisos 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Produto: Nome Comercial:

Leia mais

SKINCARESYSTEMS. Para uso em instalações fabris. Smarter Protection* *(Protecção mais inteligente)

SKINCARESYSTEMS. Para uso em instalações fabris. Smarter Protection* *(Protecção mais inteligente) SKINCARESYSTEMS Para uso em instalações fabris Smarter Protection* *(Protecção mais inteligente) Cuidado inteligente da pele. Com mais de 20 anos de experiência em cuidados da pele, pode confiar nos sistemas

Leia mais

EMULSIFICANTE RDX Solubilizante Biodegradável

EMULSIFICANTE RDX Solubilizante Biodegradável EMULSIFICANTE RDX Solubilizante Biodegradável Utilizado no combate à proteção do meio ambiente, o Emulsificante RDX é um emulsificante industrial de resíduos, óleos e graxas que foi elaborado e formalizado

Leia mais

Boletim Técnico. M + em que: R = cadeia graxa de álcool laurílico n = número médio de mols de óxido de eteno M = tipo de sal (sódio ou amônio)

Boletim Técnico. M + em que: R = cadeia graxa de álcool laurílico n = número médio de mols de óxido de eteno M = tipo de sal (sódio ou amônio) DESCRIÇÃO A linha de produtos é composta por tensoativos aniônicos obtidos através da reação de álcoois graxos ou álcoois graxos etoxilados com trióxido de enxofre seguido da neutralização com álcalis,

Leia mais

A HISTÓRIA DO SABONETE

A HISTÓRIA DO SABONETE SABONETES por: Colunista Portal Educação SABONETE BARRA DE OLIVA UMA PRODUÇÃO DE PRECIOSIDADES DO POMAR. CONFIRA NA LOJA www.luciamotta.loja2.com.br Os sabonetes são cosméticos detergentes Na antiguidade,

Leia mais

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira

Introdução à cosmetologia. Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Introdução à cosmetologia Prof. Msc. Mayara Peron Pereira Cosmetologia Conceitos e definições Ciência que serve de suporte à fabricação de produtos voltados à arte do cuidado e melhoria das condições estéticas

Leia mais

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) LIMPA INOX MALTEX

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) LIMPA INOX MALTEX Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) 01/05 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Limpa inox Maltex. Aplicação: O remove manchas e amarelados de utensílios de

Leia mais

Tratamento cosmetológico da pele

Tratamento cosmetológico da pele A pele Considerada o maior órgão do corpo humano, constituindo 16% do peso corporal. Funções de: Revestir as superfícies externas do corpo protegendo contra: Raios UV; Poluição; Mudanças climáticas controle

Leia mais

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) KALIPTO (Eucalipto, Herbal, Lavanda, Marine, Pinho, Talco e Flores do Campo)

FISPQ (Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos) KALIPTO (Eucalipto, Herbal, Lavanda, Marine, Pinho, Talco e Flores do Campo) Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome: Kalipto Código interno: Eucalipto: 8028 (750ml), 19027 (2L) e 19029 (5L) Herbal: 8029 (750ml), 19028 (2L) e 19277 (5L) Lavanda: 8031 (750ml),

Leia mais

MANUAL DE HIGIENIZAÇÃO

MANUAL DE HIGIENIZAÇÃO MANUAL DE HIGIENIZAÇÃO Como fazer a ordenha correta Para fazer a ordenha mecânica, você deve seguir os mesmos passos da ordenha manual. Siga as etapas abaixo indicadas: 1 Providencie um ambiente para a

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA ANEXO I - PLANILHA DE QUANTIDADES E S 1 LTS 1.800,00 2 LTS 1.800,00 3 UN 4.800,00 4 UN 7.600,00 5 UN 4.200,00 6 UN 3.600,00 7 UN 2.400,00 AGUA SANITARIA 2% A 2,5%,CLORO ATIVO,FRASCO PLAS.C/1LITRO - (AGUA

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ) NOME DO PRODUTO: BIOFLOC 1601

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO (FISPQ) NOME DO PRODUTO: BIOFLOC 1601 NOME DO PRODUTO: BIOFLOC 1601 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: BIOFLOC 1601 Escritório: Nome da empresa: Biofloc Comercio e Representação de Produtos Químicos. Endereço: Av. Francisco

Leia mais

Produção de Extratos Vegetais

Produção de Extratos Vegetais Produção de Extratos Vegetais Coleta Preparação do Material Vegetal Secagem e Estabilização Moagem Extração Métodos a quente e/ou frio Concentração dos Extratos Fracionamento dos Extratos Solventes (Partição

Leia mais

PROPRIEDADES ESPECÍFICAS E USOS DOS MATERIAIS

PROPRIEDADES ESPECÍFICAS E USOS DOS MATERIAIS SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 PROPRIEDADES ESPECÍFICAS E USOS DOS MATERIAIS Etapa 1 Página 3 Os alunos devem escolher a roupa de algodão, e não a de lã. Além disso, é importante que tentem justificar essa

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE MATERIAIS DE LIMPEZA

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE MATERIAIS DE LIMPEZA 78252 Materiais AGUA SANITARIA, A BASE DE HIPOCLORITO DE SODIO OU CALCIO, COM VALIDADE MINIMA DE 4 MESES, A PARTIR DA DATA DE FABRICACAO, ACAO: DESINFETANTE, TEOR DE CLORO ATIVO: 2,0% P/P A 2,5%P/P, PRODUZIDO

Leia mais

VOCÊ CONHECE, VOCÊ CONFIA! www.greensun.com.br

VOCÊ CONHECE, VOCÊ CONFIA! www.greensun.com.br VOCÊ CONHECE, VOCÊ CONFIA! www.greensun.com.br LINHA INDUSTRIAL DESENGORDURANTE INDUSTRIAL DETERGENTE INDUSTRIAL DESENGRAXANTES INDUSTRIAIS DESENGRAXANTE P/ ROUPAS LINHA AUTOMOTIVA DETERGENTE AUTOMOTIVO

Leia mais

Dupla ação Além de limpador é um excelente renovador de brilho, em especial de ceras lustráveis.

Dupla ação Além de limpador é um excelente renovador de brilho, em especial de ceras lustráveis. Optimum Floral Detergente Limpa Pisos Eficiente e prático Possui em sua formulação detergentes e ceras que possibilitam realizar em uma só operação a limpeza e conservação de pisos / acabamentos. Versatilidade

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA:

1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: Solunew Diluição: 1/10. Empresa: Ricknew Indústria Química.. Endereço: Rua Luiz Job de Souza, 118. Telefones: (44) 3233 2356 e 9849 0008. Home

Leia mais

Sinta-se bem, sinta-se Bella!

Sinta-se bem, sinta-se Bella! Sinta-se bem, sinta-se Bella! Sinta-se bem, sinta-se Bella! CATÁLOGO DE PRODUTOS 2015 PRÉ-DEPILAÇÃO DEPILAÇÃO PROFISSIONAL HIGIENIZA A PELE E OTIMIZA A DEPILAÇÃO DEPILAÇÃO COM EXCELENTE RENDIMENTO, PRATICIDADE

Leia mais

INTRODUÇÃO. 1 Por a piscina a funcionar

INTRODUÇÃO. 1 Por a piscina a funcionar INTRODUÇÃO 1 Por a piscina a funcionar Instruções para o início da temporada 1 Se for necessário, deve reparar a superfície do vaso da piscina. Limpar com uma solução de 10 cc de Algidelsa por litro de

Leia mais

Tabela de preços 2011

Tabela de preços 2011 Óleos Vegetais Características A nossa linha de óleos vegetais são seleccionadas para que possa obter os melhores resultados nos diversos tipos de tratamentos, para isso são extraídos de primeira pressão

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE MATERIAIS DE LIMPEZA

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE MATERIAIS DE LIMPEZA 78252 Materiais AGUA SANITARIA, A BASE DE HIPOCLORITO DE SODIO OU CALCIO, COM VALIDADE MINIMA DE 4 MESES, A PARTIR DA DATA DE FABRICACAO, ACAO: DESINFETANTE, TEOR DE CLORO ATIVO: 2,0% P/P A 2,5%P/P, PRODUZIDO

Leia mais

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 FISPQ NRº. 005 1/7 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: Bicarbonato de Sódio Nome Comercial : Estabilizador de ph Sinônimo: Bicarbonato Ácido de Sódio N CAS: 144-55-8 Nome da Empresa:

Leia mais

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE MATERIAIS DE LIMPEZA

TABELA DE PREÇOS REFERENCIAIS DE MATERIAIS DE LIMPEZA 78252 AGUA SANITARIA, A BASE DE HIPOCLORITO DE SODIO OU CALCIO, COM VALIDADE MINIMA DE 4 MESES, A PARTIR DA DATA DE FABRICACAO, ACAO: DESINFETANTE, TEOR DE CLORO ATIVO: 2,0% P/P A 2,5%P/P, PRODUZIDO DE

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA MANIPULAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E INTERCORRÊNCIAS NA UTILIZAÇÃO DE DIETAS ENTERAIS 2ª edição SUMÁRIO Nutrição Enteral: definição 1. Cuidados no preparo da Nutrição Enteral Higiene

Leia mais

SABONETE ANTI-SÉPTICO MAZA

SABONETE ANTI-SÉPTICO MAZA SABONETE ANTI-SÉPTICO MAZA 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO QUÍMICO E DA EMPRESA: Nome do Produto: Sabonete Anti-séptico Maza Nome da Empresa: Maza 2000 Comércio e Indústria Ltda Endereço da Indústria: Via

Leia mais

Tabela 1. Correlação do Sistema Novo com Sistema Antigo para Grupos de Produtos Notificados. COMUNICADO

Tabela 1. Correlação do Sistema Novo com Sistema Antigo para Grupos de Produtos Notificados. COMUNICADO COMUNICADO A Gerência Geral de Cosméticos GGCOS disponibiliza os grupos de produtos constantes no novo sistema e as respectivas correlações com os grupos de produtos anteriormente utilizados. Tabela 1.

Leia mais