TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SOCIEDADE DIGITAL FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS 01/03/2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SOCIEDADE DIGITAL FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS 01/03/2016"

Transcrição

1 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi SOCIEDADE DIGITAL Convergência Microeletrônica Computadores Software Internet Wireless Fibras ópticas Mass storage Nanotecnologia Networking Força da união Menor, mais rápido e barato Ferramenta (hardware) Inteligência nos chips Rede para bilhões Mundo sem fio Fotônica Armazenando trilhões de bits Máquinas e robôs moleculares Tudo em rede FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS Existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas para elevar a produtividade seja de umaempresa ou mesmo em nosso dia-a-dia. Que ferramenta você conhece e pode colaborar? 1

2 Princípios básicos para modelagem de empresas CENÁRIO ATUAL Tecnologia da informação é todo tipo de tecnologia que envolve o processamento de dados, informações e comunicação integrada, utilizando-se de recursos e equipamentos eletrônicos. [...] 2

3 ADMINISTRADORES E T.I. Em geral administradores investem em T.I. por: Maior rapidez nas operações; Redução de custos; Melhora no controle; Aumento da continuidade (Automação); Maior compreensibilidade (Análise) PORÉM... Dentre os cinco maiores problemas: Investimentos não são relacionados com a estratégia; Retorno financeiro da T.I. é inadequado; Tecnologia é empregada cegamente e sem objetivos; Relação entre usuários e especialista é ruim; Não são levados em conta preferência e hábitos. COMO ESTUDAR VIABILIDADE? Viabilidade técnica Viabilidade política Viabilidade econômica 3

4 VIABILIDADE TÉCNICA O que será processo manual e automatizado? Que tecnologias serão usadas? Como estará estruturado a rede? Como será tratado o armazenamento? Como serão feitas as cópias de segurança? Que softwares precisam ser utilizados? Como serão transmitidos os dados? VIABILIDADE POLÍTICA Que diretrizes precisam ser seguidas? Existe alguma legislação que atua no item? Quais restrições serão impostas? Que política de segurança será adotada? VIABILIDADE ECONÔMICA Qual será o custo de uma informação? Qual o custo da operação atual? Quanto custará o desenvolvimento tecnológico? Qual o investimento total necessário? 4

5 Princípios básicos para modelagem de empresas INTELIGÊNCIA TECNOLÓGICA INTELIGÊNCIA, PARA QUE? Evitar surpresas; Reduzir a incerteza na tomada de decisão; Olhar para o futuro; Ter melhor perspectiva da capacidade atual e futura; Avaliar sua posição competitiva; Identificar ameaças e oportunidades; Ganhar vantagem competitiva. 5

6 INTELIGÊNCIA, PARA QUE? Hoje uma empresa para ser competitiva precisa inovar, e a palavra inovação lembra tecnologia que lembra informática, que por sinal lembra computadores e Internet. É preciso sempre avaliar as tecnologias do futuro. Sempre! EM VISÃO DE FUTURO Que tecnologias usadas estão ou ficarão obsoletas? Como é a capacidade dos meus concorrentes? Como faço parcerias e com quem? Deve sempre evitar: Ser colocado fora do mercado por uma nova tecnologia Ser colocar fora do mercado por um concorrente. Princípios básicos para modelagem de empresas IMPACTO DE TECNOLOGIAS EMERGENTES 6

7 ADOÇÃO DE TECNOLOGIA Inovação tecnológica traz mudanças significativas para uma empresa, este modelo é baseado em seis estágios: 1. Iniciação 2. Adoção 3. Adaptação 4. Aceitação 5. Rotinização 6. Incorporação IMPACTOS Com o impacto de algo novo, quatro mudanças são refletidas em um ambiente organizacional: 1. Mudanças de conhecimento 2. Mudanças de atitudes 3. Mudanças de comportamento individual 4. Mudanças de comportamento de grupo QUESTÃO Afinal de contas, se a tecnologia é emergente para que analisarmos? Basta aguardar até que ela esteja madura e disponível o suficiente e então implantá-la na empresa, certo? 7

8 O QUE QUEREMOS FAZER? Desenvolver um planejamento estratégico da T.I. Analisar as tecnologias emergentes (TIE) Gerenciar mudanças na empresa Qual o impacto que as TIE podem trazer? TECNOLOGIAS EMERGENTES Aplicações de inovação que podem ter a capacidade de transformar ou criar um novo segmento de mercado. Tecnologias que já passaram pela fase de desenvolvimento e estão entrando no mercado. Podem surgir de inovações radicais ATRIBUTOS DESFAVORÁVEIS Alto risco; Alto custo; É desconhecida; Tecnologia nova e instável; Não é padronizada FAVORÁVEIS Criar oportunidades; Criar novos mercados; Tem possibilidades; Ainda não foi explorada. 8

9 EXEMPLOS DE TIE Assinatura digital Gerenciamento de documentos eletrônicos; Nanotecnologia; Reconhecimento por voz; E-Business Hologramas Realidade virtual CLASSIFICAÇÃO DAS EMPRESAS De acordo com o interesse uma empresa pode ser classificada em: Investidora em TIE Seguidora de TIE Avessa a TIE ATITUDES PERIGOSAS Adiar demais a decisão de adotar uma TE Não analisar tecnologias que existem no mercado; Permanecer relutante em aderir tecnologia; Iniciar e parar no meio sem acreditar no sucesso; Não persistir na busca de resultados. 9

10 ONDE ENCAIXAR A EMPRESA Quant.de Empresas Adotando Early Adopter Inovadora Pé-no-Chão Conservadora Retardatária Investidora Seguidora Avessa Tempo de Adoção de TIE IMPACTO DE TECNOLOGIAS EMERGENTES Quais deram certo? Quais fracassaram? FUNCIONOU... Internet para relacionamento com o cliente; Computação em nuvem; Redes sociais; m-commerce. Temos mais? Em um ambiente organizacional, de quais podemos lembrar? 10

11 11

12 NÃO FUNCIONOU... Netbook e tablets; Televisão 3D; Carros elétricos. Em seu dia-a-dia, o que utilizou de tecnologia emergente e logo desvalorizou-se? 12

13 PODERÁ FUNCIONAR... Carros autônomos; Órgãos artificiais; Tradutores universais; Implantação de chip em seres humanos; Impressora 3D. Algumas destas tecnologias foram vistas em filmes? EM NOSSO DIA-A-DIA O que você não usava a 10 anos e hoje não vive sem? Ou, o que você não usava a 10 anos atrás, já usou, mas hoje foi substituído por outro equipamento ou tecnologia? Existem ainda aqueles que você não usava, usou, mas foi deixado de lado porque não atendeu as expectativas. Princípios básicos para modelagem de empresas MODELAGEM DE NEGÓCIOS 13

14 PMC Omundomudou,oconsumidormudou,eaformadefazer negócios também mudou. É preciso agilidade, coerência, discernimento, visão de cada elemento e visão do todo, das finanças, do mercado, do cliente, do produto ou serviço, maneiras inovadoras de fazer negócios 14

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com 1 A importância da tecnologia da informação no processo da informação USO ESTRATÉGICO DA TECNOLOGIA

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com Novas relações de trabalho REVISÃO PARA PROVA OFICIAL 1 A ERA DA INFORMAÇÃO A ERA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com DADOS E INFORMAÇÃO CLIENTE ABASTECENDO EM UM POSTO DE GASOLINA DADOS (Quando? Quanto? Como

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com ANTIGAMENTE... Administradores não precisam saber muito como a informação era coletada, processada

Leia mais

Sistemas Informatizados de Gestão de Empresas (ERP) LES Economia e Administração de Sistemas de Produção Agroindustriais

Sistemas Informatizados de Gestão de Empresas (ERP) LES Economia e Administração de Sistemas de Produção Agroindustriais Sistemas Informatizados de Gestão de Empresas (ERP) LES 0202 - Economia e Administração de Sistemas de Produção Agroindustriais Referência principal O BRIEN, J. A.; MARAKAS, G. M. Administração de sistemas

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DOS NEGÓCIOS DE DISTRIBUIÇÃO E OS DESAFIOS DO SETOR JOISA DUTRA SEMINÁRIO VALOR ECONÔMICO REDES INTELIGENTES DE ENERGIA

TRANSFORMAÇÃO DOS NEGÓCIOS DE DISTRIBUIÇÃO E OS DESAFIOS DO SETOR JOISA DUTRA SEMINÁRIO VALOR ECONÔMICO REDES INTELIGENTES DE ENERGIA TRANSFORMAÇÃO DOS NEGÓCIOS DE DISTRIBUIÇÃO E OS DESAFIOS DO SETOR JOISA DUTRA SEMINÁRIO VALOR ECONÔMICO REDES INTELIGENTES DE ENERGIA São Paulo, 26 de Novembro de 2014. O que essa apresentação não contempla?

Leia mais

Introdução a Sistemas de Informação

Introdução a Sistemas de Informação Introdução a Sistemas de Informação Orivaldo Santana Jr A partir de slides elaborados por Ivan G. Costa Filho, Fernando Fonseca & Ana Carolina Salgado Graduação 1 Introdução Sistema de Informação (SI)

Leia mais

Pós-graduação em Engenharia de Produção

Pós-graduação em Engenharia de Produção Pós-graduação em Engenharia de Produção Agenda Apresentação Ementa Objetivos Metodologia Critérios de Avaliação Cronograma previsto 2/28 Mehran Misaghi Doutor em Eng. Elétrica USP na área de Criptografia.

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Apresentação do Plano de Ensino. Luiz Leão

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Apresentação do Plano de Ensino. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Quem sou eu? Site: http://www.luizleao.com Introdução Para aprender a Gerir, Conceber, Desenvolver, Testar, avaliar a qualidade, avaliar a segurança,

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação. Prof Wellington

Administração de Sistemas de Informação. Prof Wellington Administração de Sistemas de Informação Prof Wellington 1 Metodologia Participação em Sala de aula 0,5 SEMINÁRIO SIG-RH 1,5 DESAFIOS e AVALIAÇÃO CONTINUADA www.maestrocarreira.com.br 2 PROVA OFICIAL 6

Leia mais

Prof. Me. Elvis Pontes. Unidade I

Prof. Me. Elvis Pontes. Unidade I Prof. Me. Elvis Pontes Unidade I TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Tecnologia da informação O que é Tecnologia da Informação (TI)? Organizações empresariais e TI; A organização como um sistema Segundo O Brien

Leia mais

FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS. Projeto de Programas PPR0001

FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS. Projeto de Programas PPR0001 FUNDAMENTOS DA ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS Projeto de Programas PPR0001 2 Introdução Antes de desenvolver ou construir qualquer produto ou sistema em engenharia é necessário um... o PROJETO O que é um

Leia mais

Aula 05. Infraestrutura de TI: hardware e software Pearson. Todos os direitos reservados.

Aula 05. Infraestrutura de TI: hardware e software Pearson. Todos os direitos reservados. Aula 05 Infraestrutura de TI: hardware e software slide 1 Infraestrutura de TI: hardware e software 1. Quais os componentes da infraestrutura de TI? 2. Quais as principais tecnologias de hardware computacional,

Leia mais

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito COMPUTADORES NAS EMPRESAS Prof. Reginaldo Brito Os computadores são essenciais para enfrentar o desafio da concorrência global, na qual as empresas precisam ser eficientes e ágeis e tem de produzir produtos

Leia mais

07/04/2015. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi

07/04/2015. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com 1 INFLUÊNCIA DA TECNOLOGIA SOCIEDADE Mudanças aceleradas; Eliminação de barreiras físicas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2. Classificação dos Sistemas de Informação. professor Luciano Roberto Rocha.

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2. Classificação dos Sistemas de Informação. professor Luciano Roberto Rocha. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AULA 2 Classificação dos Sistemas de Informação professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com.br SISTEMA DE INFORMAÇÃO É um sistema seja ele automatizado ou manual, que abrange

Leia mais

Introdução aos Sistemas de Informação nas Empresas

Introdução aos Sistemas de Informação nas Empresas Introdução aos Sistemas de Informação nas Empresas Esse capitulo estuda o referencial do conhecimento de SI necessário aos usuários finais das empresas e abordagem revista sobre desdobramentos-chaves no

Leia mais

TECNOLOGIA DE PROCESSO

TECNOLOGIA DE PROCESSO TECNOLOGIA DE PROCESSO Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc INTRODUÇÃO Tecnologia de processo são máquinas, equipamentos e dispositivos que ajudam a produção a transformar materiais, informações e consumidores

Leia mais

DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com Surgimento das redes militares, protocolos e Internet PROCESSO TECNOLÓGICO A EVOLUÇÃO

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Carga horária: 60 horas/aula Aulas: Quartas-feiras 19h00min às 22h35min

Leia mais

Serviços em Cloud Computing

Serviços em Cloud Computing Serviços em Cloud Computing Computação em nuvem: Transformação para a Era Digital Marcos Vinícius Feitosa Gerente de Tecnologia O que é o Sicoob? Maior Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil Conta

Leia mais

Conceitos Básicos INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES

Conceitos Básicos INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES FACULDADE DOS GUARARAPES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO E SUAS APLICAÇÕES Conceitos Básicos Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com romulocesar@faculdadeguararapes.edu.br www.romulocesar.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com INTRODUÇÃO Durante muito tempo a Tecnologia da Informação foi tratada apenas como um pequeno

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 05/07/2017 Currículo de Cursos Hora: 17:30:22

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 05/07/2017 Currículo de Cursos Hora: 17:30:22 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Data: 05/07/2017 Currículo de Cursos Hora: 17:30:22 Curso: Nível: Grau Conferido: Turno: Tipo: Modalidade: Funcionamento: Documento de Autorização: Engenharia da

Leia mais

O papel estratégico das tecnologias nas organizações Aula 5

O papel estratégico das tecnologias nas organizações Aula 5 O papel estratégico das tecnologias nas organizações Aula 5 Marta Kerr Pinheiro martakerr@gmail.com Informação de valor e TIs Força do suporte Competência técnica Potencializar o conhecimento organizacional.

Leia mais

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E OS TIPOS DE INOVAÇÃO EMPREENDEDORISMO. Prof. Dr. Daniel Caetano

INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E OS TIPOS DE INOVAÇÃO EMPREENDEDORISMO. Prof. Dr. Daniel Caetano INOVAÇÃO TECNOLÓGICA E EMPREENDEDORISMO OS TIPOS DE INOVAÇÃO Prof. Dr. Daniel Caetano 2016-2 Objetivos Compreender a importância da inovação para os negócios Compreender o conceito de inovação Conhecer

Leia mais

DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO DIREITO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com SOFTWARES Mercado que cresce e representa 50 bilhões/ano no plano mundial; Fácil manipulação

Leia mais

Capítulo 1 Informática Biomédica: Ciência e Prática. Edward H. Shortliffe e Marsden S. Blois. Apresentado por: Carmem Hara

Capítulo 1 Informática Biomédica: Ciência e Prática. Edward H. Shortliffe e Marsden S. Blois. Apresentado por: Carmem Hara Capítulo 1 Informática Biomédica: Ciência e Prática Edward H. Shortliffe e Marsden S. Blois Apresentado por: Carmem Hara Sumário 1) Registro eletrônico de pacientes 2) Impacto da Internet nos tratamentos

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO EVER SANTORO DBA Oracle e desenvolvedor Java Processamento de dados MBA em Gestão Empresarial Mestre em Engenharia da Produção DBA Oracle desde 2001 Sun Certified

Leia mais

Esse texto aborda TI Sustentável, soluções ecológicas empregadas pelas empresas e quais as suas consequências nas organizações e sociedade.

Esse texto aborda TI Sustentável, soluções ecológicas empregadas pelas empresas e quais as suas consequências nas organizações e sociedade. Aula 04 - TI Verde 1. TI Sustentável: conceito, soluções e consequências. Esse texto aborda TI Sustentável, soluções ecológicas empregadas pelas empresas e quais as suas consequências nas organizações

Leia mais

Concurso da Prefeitura São Paulo. Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação

Concurso da Prefeitura São Paulo. Curso Gestão de Processos, Projetos e Tecnologia da Informação Contatos: E-mail: profanadeinformatica@yahoo.com.br Blog: http://profanadeinformatica.blogspot.com.br/ Facebook: https://www.facebook.com/anapinf Concurso da Prefeitura São Paulo Curso Gestão de Processos,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. 1º Período

MATRIZ CURRICULAR CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. 1º Período FAHESA - Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e da Saúde de Araguaína ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. Av. Filadélfia, 568 Setor Oeste Araguaína TO CEP 77.816-540 / Fone:

Leia mais

Infra Estrutura Hardware e Software

Infra Estrutura Hardware e Software Infra Estrutura Hardware e Software CEA145 Teoria e Fundamentos de Sistemas de Informação Universidade Prof. Federal George de H. G. Ouro Fonseca Preto DECEA / João Monlevade Universidade

Leia mais

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: 19.412.711/0001-30 POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) TAGUAÍ SP 2015 Política de Aquisição, Atualização e Manutenção

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com IMPRESSÃO Em nível de hardware, a aquisição de impressoras também é um ponto fundamental. Escolher

Leia mais

4) ESTRUTURA CURRICULAR E CARGA HORÁRIA

4) ESTRUTURA CURRICULAR E CARGA HORÁRIA GESTÃO ESTRATÉGICA DE EMPRESAS 1) OBJETIVO O objetivo do MBA é dotar os participantes de todos os instrumentos necessários para tomar as decisões fundamentais de investimento e inovação e levá-la à prática

Leia mais

MBA em GESTÃO ESTRATÉGICA DE EMPRESAS

MBA em GESTÃO ESTRATÉGICA DE EMPRESAS MBA em GESTÃO ESTRATÉGICA DE EMPRESAS 1) OBJETIVO O objetivo do MBA é dotar os participantes de todos os instrumentos necessários para tomar as decisões fundamentais de investimento e inovação e levá-

Leia mais

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação

Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Há um século, riqueza e sucesso vinham para aqueles que produziam e distribuíam mercadorias manufaturadas. Hoje, riqueza e sucesso vêm para aqueles que utilizam

Leia mais

A Webbertek é a melhor escolha. Abra e entenda por quê.

A Webbertek é a melhor escolha. Abra e entenda por quê. A Webbertek é a melhor escolha. Abra e entenda por quê. Pense no que a solução certa pode fazer pelo seu negócio. PROJETO PRODUTOS SERVIÇOS SOLUÇÃO INTEGRADA CONHEÇA A NOSSA HISTÓRIA Um sonho fez tudo

Leia mais

CBSI Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação ERP. Tópicos Especiais em Sistemas de Informação

CBSI Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação ERP.  Tópicos Especiais em Sistemas de Informação CBSI Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação ERP Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Faculdade de Computação Instituto

Leia mais

DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação

DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação DISCIPLINA: Administração de Sistemas de Informação Profa. Msc. Cláudia Brazil Marques PLANO DE AULA 5 01.01. PROBLEMA Identificar as tendências em SI 01.02. CONHECIMENTOS (DCN, artigo 5º) Os papéis atribuídos

Leia mais

EXPANSÃO DAS OPERAÇÕES INTERNACIONAIS

EXPANSÃO DAS OPERAÇÕES INTERNACIONAIS EXPANSÃO DAS OPERAÇÕES INTERNACIONAIS A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos

Leia mais

Tecnologia de Processos. Todas operações usam algum tipo de tecnologia de processo, na esperança de obter alguma vantagem competitiva

Tecnologia de Processos. Todas operações usam algum tipo de tecnologia de processo, na esperança de obter alguma vantagem competitiva 11 Tecnologia de Processos Todas operações usam algum tipo de tecnologia de processo, na esperança de obter alguma vantagem competitiva O que é tecnologia de processo? São as máquinas, equipamentos e dispositivos

Leia mais

As Inteligências: arsenal de competitividade e conhecimento para vencer a guerrilha empresarial

As Inteligências: arsenal de competitividade e conhecimento para vencer a guerrilha empresarial As Inteligências: arsenal de competitividade e conhecimento para vencer a guerrilha empresarial Daniela Ramos Teixeira A Inteligência vem ganhando seguidores cada vez mais fiéis, sendo crescente o número

Leia mais

Sistemas ERP (Enterprise Resource Planning)

Sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) Sistemas ERP (Enterprise Resource Planning) O que significa ERP? ERP - Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos Empresariais) são sistemas de informações que integram todos os dados e processos

Leia mais

13/08/15. Informática Alguns Conceitos. Informática Alguns Conceitos. Definição de Informática. Computadores

13/08/15. Informática Alguns Conceitos. Informática Alguns Conceitos. Definição de Informática. Computadores AULA 2 AUTOMAÇÃO DA PRODUÇÃO (NOÇÕES DE COMPUTADORES E CONCEITOS DA ROBÓTICA) Prof. Fabricia A HISTÓRIA DOS COMPUTADORES Informática Alguns Conceitos Informática Alguns Conceitos Definição de informática;

Leia mais

MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL EM GESTÃO DE NEGÓCIOS OBJETIVOS DO CURSO O objetivo geral do Curso de Pós-graduação Lato Sensu MBA Executivo Internacional em Gestão de Negócios é de capacitar os profissionais

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO CTIS

PERFIL CORPORATIVO CTIS PERFIL CORPORATIVO CTIS PERFIL CORPORATIVO Sobre a CTIS A CTIS foi fundada em 1983. Ela iniciou sua trajetória com dois sócios, um office- boy e uma secretária, ocupando uma área de apenas 27m². Hoje,

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Leandro Schunk TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Módulo 2 Alinhamento entre TI e Estratégia de Negócio. Dinâmica 1 Discutir, em grupos, a seguinte questão: Para manter-se competitiva, em termos de inovação tecnológica, qual seria

Leia mais

Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica. 08 de maio de 2017

Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica. 08 de maio de 2017 Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica 08 de maio de 2017 victor.gomes@senairs.org.br v Agenda 1 2 3 Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica Apresentação

Leia mais

Tomada de Decisão Estratégica

Tomada de Decisão Estratégica EXERCÍCIO N N Tópico Tópico 1 2 Sistemas Tomada de de Informação Decisão Estratégica nos negócios DCC133 Introdução a Sistemas de Informação TÓPICO 2 Tomada de Decisão Estratégica Prof. Tarcísio de Souza

Leia mais

AULA. Processamento de Dados

AULA. Processamento de Dados UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Disciplina: INF64 (Introdução à Ciência da Computação) Prof: Anilton Joaquim da Silva / Ezequiel

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. 1º Período

MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. 1º Período MATRIZ CURRICULAR BACHARELADO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO 1º Período Código Disciplina CHT 1 CHP 2 CH Total Pré-requisitos Dados I 40 40 80 - Cálculo I 80-80 - Fundamentos da Computação 40-40 - Fundamentos

Leia mais

Soluções & Infraestrutura

Soluções & Infraestrutura Soluções & Infraestrutura Somos SBR-T.I. surgiu para suprir a demanda e necessidade atual do mercado para garantir a adequação das tecnologias para alcançar mais competitividade no mercado. Estruturada

Leia mais

Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais

Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Administração de Materiais e Recursos Patrimoniais Gestão de Compras Antes da Primeira Guerra Mundial papel burocrático Década de 70 crise do petróleo Insumos raros e preços em alta Cenário de dúvidas

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 7 Papel de Mutação dos SI Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative Commons

Leia mais

Indústria 4.0 Bosch com a Pequena e Média

Indústria 4.0 Bosch com a Pequena e Média Bosch com a Pequena e Média 4º FÁBIO FERNANDES Especialista Bosch Agenda Conceito Implementação de novas tecnologias em plantas existentes Tecnologia para a vida e Conectados pela vida IoTS Internet das

Leia mais

WORKCRED WORKSHOP DE CANVAS

WORKCRED WORKSHOP DE CANVAS WORKCRED WORKSHOP DE CANVAS EMPREENDER É... EMPREENDER É... RESOLVER PROBLEMAS REAIS POR MEIO DE SOLUÇÕES DE MERCADO IDEIA IDEIA PRODUTO IDEIA MERCADO PRODUTO MERCADO MERCADO IDEIA IDEIA MERCADO PRODUTO

Leia mais

SIEMENS INDUSTRY SYMPOSIUM 2016 MANUFATURA AVANÇADA: O CONCEITO DA INDÚSTRIA 4.0 NA PRÁTICA

SIEMENS INDUSTRY SYMPOSIUM 2016 MANUFATURA AVANÇADA: O CONCEITO DA INDÚSTRIA 4.0 NA PRÁTICA SIEMENS INDUSTRY SYMPOSIUM 2016 MANUFATURA AVANÇADA: O CONCEITO DA INDÚSTRIA 4.0 NA PRÁTICA MANUFATURA AVANÇADA: O CONCEITO DA INDÚSTRIA 4.0 NA PRÁTICA Antonio Cabral Ari Costa Roteiro A história do projeto;

Leia mais

Informática Instrumental

Informática Instrumental 1º PERÍODO.: GRADUAÇÃO EM REDES DE COMPUTADORES :. Madson Santos madsonsantos@gmail.com 2 Unidade I Unidade I 3 Fundamentos da informática o INFORMÁTICA: Informação automatizada; o INSTRUMENTAL: instrumentos,

Leia mais

Tendências da Digitalização da Economia

Tendências da Digitalização da Economia Seminário A Região de Lisboa e Vale do Tejo e o País, 10 anos depois do PNPOT Economia 4.0 Jaime S. Andrez / Presidente da CD do COMPETE 2020 16 maio 2017 1 Tendências da Digitalização da Economia A economia

Leia mais

28 de Novembro de 2013 COMO TRANSFORMAR O BRASIL EM UM POLO DE DATA CENTER MUNDIAL?

28 de Novembro de 2013 COMO TRANSFORMAR O BRASIL EM UM POLO DE DATA CENTER MUNDIAL? 28 de Novembro de 2013 COMO TRANSFORMAR O BRASIL EM UM POLO DE DATA CENTER MUNDIAL? Agenda: A Brasscom Mercado Brasileiro de TI Entraves à instalação Benchmark Internacional Atração de Investimentos Análise

Leia mais

Faculdades Integradas de Cataguases- grupo unis. Tecnológia da Informação e comunicação. Aluno: Miriam Afonso Luma. Tecnologia.

Faculdades Integradas de Cataguases- grupo unis. Tecnológia da Informação e comunicação. Aluno: Miriam Afonso Luma. Tecnologia. Faculdades Integradas de Cataguases- grupo unis Tecnológia da Informação e comunicação Aluno: Miriam Afonso Luma Tecnologia Cataguases 2014 Aluno: Miriam Afonso Luma Tecnologia Cataguases 2014 No início,

Leia mais

A utilização de uma ferramenta inovadora gera melhoria na gestão de processos

A utilização de uma ferramenta inovadora gera melhoria na gestão de processos A utilização de uma ferramenta inovadora gera melhoria na gestão de processos JANEIRO/2016 Perfil A Teksid representa um dos maiores grupos de fundição de autopeças do mundo, com uma capacidade produtiva

Leia mais

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Dado: conjunto de símbolos arranjados a fim de representar a informação fora da mente humana. Elemento de Dado: subconjunto de símbolos que compõem um dado com

Leia mais

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5

Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 Sumário Introdução, 1 Parte I Dimensões do Uso de Tecnologia de Informação, 5 1 Direcionadores do Uso de Tecnologia de Informação, 7 1.1 Direcionadores de mercado, 8 1.2 Direcionadores organizacionais,

Leia mais

Gestão de Riscos para os Bancos do Futuro

Gestão de Riscos para os Bancos do Futuro Gestão de Riscos para os Bancos do Futuro Quem somos? 12bn 2015 receitas circa 100,000 headcount circa 72 países circa Líder Global em Serviços Digitais acelerando o progresso, unindo pessoas, negócios

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO PROF. CELSO CANDIDO ADS / REDES / ENGENHARIA

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO PROF. CELSO CANDIDO ADS / REDES / ENGENHARIA APRESENTAÇÃO DOCENTE PROFESSOR CELSO CANDIDO Formação: o Bacharel em Sistemas de Informações (SI); o MBA em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Conhecimentos: o Web Designer; o Analista de Sistemas;

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO I D E N T I F I C A Ç Ã O Departamento: Sistemas de Informação Disciplina: Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) Pré-Requisitos: - CH: 7 Curso: Bacharelado em Sistemas de Informação Semestre: 2011/2

Leia mais

Tendências em Sistemas de Informação

Tendências em Sistemas de Informação Prof. Glauco Ruiz Tendências em Sistemas de Informação Os papéis atribuídos à função dos SI têm sido significativamente ampliados no curso dos anos. De 1950 a 1960 Processamento de Dados Sistemas de processamento

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO EVER SANTORO Componentes do Sistema de Computador Unidade Central de Processamento Unidade Unidade de Lógicoaritmética Controle Processadores com Finalidades Cache Especiais de

Leia mais

Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário e complexo

Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário e complexo Sistemas de Informações Gerenciais A Empresa e os Sistemas de Informação Conceito de Sistemas Conjunto de elementos interdependentes, ou um todo organizado, ou partes que interagem, formando um todo unitário

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Eng. Química Disciplina: FACOM39017 (Alg. Prog. de Computadores) Fundamentos

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Eng. Química Disciplina: FACOM39017 (Alg. Prog. de Computadores) Fundamentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Eng. Química Disciplina: FACOM39017 (Alg. Prog. de Computadores) Fundamentos Diariamente, executamos diversas operações, isto é, processamos

Leia mais

Em Tempo de Orçamento curto, qual a Melhor Estratégia Bimodal de TI? Sincronizar TI Bimodal com otimização de custos para melhores resultados.

Em Tempo de Orçamento curto, qual a Melhor Estratégia Bimodal de TI? Sincronizar TI Bimodal com otimização de custos para melhores resultados. Em Tempo de Orçamento curto, qual a Melhor Estratégia Bimodal de TI? Sincronizar TI Bimodal com otimização de custos para melhores resultados. Otimização de Custos e a Era dos Negócios Digitais Visão Geral:

Leia mais

Fundamentos de sistemas de informação

Fundamentos de sistemas de informação Fundamentos de sistemas de informação Unidade 1 - Conceitos de Sistemas de Informação, Teoria de Sistemas e Tecnologia da Informação 1.1. Introdução 1.1.1. Conceituação de sistema, Sistema de Informação

Leia mais

Categoria: Inovação Tecnológica

Categoria: Inovação Tecnológica Prêmio Nacional de Inovação Edição 2014/2015 Anexo III Categoria: Inovação Tecnológica Prêmio Nacional de Inovação - Ciclo 2014/2015 Questões para a Autoavaliação na categoria Inovação Tecnológica Dimensão

Leia mais

Modelagem e Análise de Processos na área de TI. Josué Vitor Professor e Pesquisador DEPAD/UFRN

Modelagem e Análise de Processos na área de TI. Josué Vitor Professor e Pesquisador DEPAD/UFRN Modelagem e Análise de Processos na área de TI Josué Vitor josuevitor16@gmail.com Professor e Pesquisador DEPAD/UFRN CONCEITOS INTRODUTÓRIOS Um processo de negócio descreve o trabalho executado pelos recursos

Leia mais

TRI TRILHAS. Telecomunicações. Eletrônica. Sistemas de Potência e Energia 100% COMPARTILHADO. Engenharia. Engenharia. de Produção.

TRI TRILHAS. Telecomunicações. Eletrônica. Sistemas de Potência e Energia 100% COMPARTILHADO. Engenharia. Engenharia. de Produção. Biomédica da Computação Elétrica de Produção Ambiental De 45 a 85% de compartilhamento de disciplinas Módulo Fundamentos 100% COMPARTILHADO Módulo Básico Comum à todas as s Civil Química de Alimentos TRI

Leia mais

Governança em TI na UFF. Modelo de Gestão da STI. Henrique Uzêda

Governança em TI na UFF. Modelo de Gestão da STI. Henrique Uzêda Governança em TI na UFF Modelo de Gestão da STI Henrique Uzêda henrique@sti.uff.br 2011-2013 Universidade Federal Fluminense 122 cursos de graduação e 359 de pós-graduação ~ 45.000 alunos de graduação

Leia mais

TÍTULO: ESTUDO DA INDÚSTRIA 4.0, A REDUÇÃO DA FALHA HUMANA E SUA VIABILIDADE NA INDÚSTRIA NACIONAL

TÍTULO: ESTUDO DA INDÚSTRIA 4.0, A REDUÇÃO DA FALHA HUMANA E SUA VIABILIDADE NA INDÚSTRIA NACIONAL 16 TÍTULO: ESTUDO DA INDÚSTRIA 4.0, A REDUÇÃO DA FALHA HUMANA E SUA VIABILIDADE NA INDÚSTRIA NACIONAL CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: FACULDADE

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

TRANSFORMAÇÃO DIGITAL TRANSFORMAÇÃO DIGITAL Por Microware Uma nova abordagem onde a T.I.C. desempenha papel chave na transformação da estratégia, estrutura, cultura e processos de uma empresa utilizando o alcance e o poder

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE ENGENHARIA DE SOFTWARE Professor Virgílio Fries Muller E-mail: vfmnet@gmail.com Site: www.vfm.com.br Aplicações do software BÁSICO coleção de programas escritos para dar apoio a outros programas DE TEMPO

Leia mais

Aula 6 Estudo de Viabilidade

Aula 6 Estudo de Viabilidade Aula 6 Estudo de Viabilidade O que é um estudo de viabilidade? O que estudar e concluir? Benefícios e custos Análise de custo/benefício Alternativas de comparação Atividade Estudo de Viabilidade Projetos

Leia mais

Fundamentos de sistemas de informação. Plano de ensino

Fundamentos de sistemas de informação. Plano de ensino Fundamentos de sistemas de informação Plano de ensino 1 Ementa Conceitos básicos de sistemas de informação e tecnologia de informação; Componentes de um sistema de informação (SI); Recursos de um SI; As

Leia mais

IV Workshop PPI -CIESP

IV Workshop PPI -CIESP IV Workshop PPI -CIESP Por dentro da Segurança 25/10/2016 Por dentro da Segurança Inteligência Competitiva com Sistemas de Câmeras Integrados aaffonso@tpsolutions.com.br 2 a2 a3 Evolução Tecnológica A

Leia mais

1- Confiabilidade ( 2 ) Proteção contra perdas e estragos. 2- Integridade ( 3 ) Proteção contra interferência de cortes de funcionamento

1- Confiabilidade ( 2 ) Proteção contra perdas e estragos. 2- Integridade ( 3 ) Proteção contra interferência de cortes de funcionamento Grupo 11 1. Em um SID a segurança é de grande importância, ela deve garantir que apenas usuários autorizados acessem recursos e garantir que a informação transmitida pela rede somente possa ser alcançada

Leia mais

Gestão de Projetos. Alberto Felipe Friderichs Barros

Gestão de Projetos. Alberto Felipe Friderichs Barros Gestão de Projetos Alberto Felipe Friderichs Barros O enxugamento dos quadros de pessoal e o aumento da necessidade de especialização técnica têm levado muitas empresas a recrutar no mercado profissionais

Leia mais

S09. Manufatura Integrada por Computador. Computer Integrated Manufacturing - CIM

S09. Manufatura Integrada por Computador. Computer Integrated Manufacturing - CIM S09 Manufatura Integrada por Computador Computer Integrated Manufacturing - CIM Tecnologias de manufatura Projeto Controle Manuseio Gerenciamento Projeto auxiliado por computador Manufatura auxiliada por

Leia mais

Empreendedorismo e Inovação em Modelos de Negócio. 10 de Janeiro de 2013

Empreendedorismo e Inovação em Modelos de Negócio. 10 de Janeiro de 2013 Empreendedorismo e Inovação em Modelos de Negócio 10 de Janeiro de 2013 Empreendedorismo Empreendedorismo Digital... Conceito de Start-up 3 Start-up Empresa ou time Colocar em funcionamento Uma ideia diferente

Leia mais

Sistema de Informação

Sistema de Informação Sistema de Informação TCC em Re vista 2009 125 LOTTE, Rodolfo Georjute. Aprendizado conexionista em um sistema de busca por imagens. 2009. 104 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Sistemas

Leia mais

Conceitos relativos a Banco de Dados & Modelos de Informação de Banco de Dados. Introdução

Conceitos relativos a Banco de Dados & Modelos de Informação de Banco de Dados. Introdução Conceitos relativos a Banco de Dados & Modelos de Informação de Banco de Dados Prof. Anderson Henriques Introdução A quantidade de informação relevante para a tomada de decisões nas organizações é muito

Leia mais

Processos de Engenharia de Requisitos

Processos de Engenharia de Requisitos Processos de Engenharia de Requisitos Engenharia de Software (SCE-5764) 1º Sem. 2012- Prof. Paulo C. Masiero Introdução Objetivo: criar e manter um documento de requisitos. Quatro subprocessos: Avaliação

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software 20/03/2015 Faculdade Nossa Cidade Curso: Gestão da tecnologia da Informação Disciplina: Prof. Luiz Antonio do Nascimento Otimização de processos melhorar os processos para automação baseado em software.

Leia mais

Recomendação de políticas Inclusão de pessoas com deficiência

Recomendação de políticas Inclusão de pessoas com deficiência Recomendação de políticas Inclusão de pessoas com deficiência A oportunidade A computação em nuvem oferece benefícios significativos para pessoas de todas as idades e habilidades. Ela pode capacitar as

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Lista de Exercícios 03. Luiz Leão

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Lista de Exercícios 03. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Exercício 01 É o sistema de informações desenvolvido para atender às necessidades do nível estratégico da corporação. auxilia a direção da corporação

Leia mais

INTERNET DAS COISAS NAS NUVENS

INTERNET DAS COISAS NAS NUVENS INTERNET DAS COISAS NAS NUVENS por Tito Ocampos Abner Carvalho Cleiton Amorim Hugo Brito Agenda Introdução Computação em nuvem + Internet das Coisas Infraestrutura como Serviço Plataforma como Serviço

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Infraestrutura de TI: Hardware

Arquitetura de Computadores. Infraestrutura de TI: Hardware Arquitetura de Computadores Infraestrutura de TI: Hardware Computação Informação + Automação Tratamento dos dados em informação por meios automáticos Dispositivos eletrônicos Aplicados em Computadores,

Leia mais

Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores

Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores. Organização Básica de Computadores Ciência da Computação Arq. e Org. de Computadores Processadores Prof. Sergio Ribeiro Composição básica de um computador eletrônico digital: Processador Memória Memória Principal Memória Secundária Dispositivos

Leia mais

Novas tendências de TI: o desafio da heterogeneidade e da velocidade das mudanças. Como aproveitar as oportunidades?

Novas tendências de TI: o desafio da heterogeneidade e da velocidade das mudanças. Como aproveitar as oportunidades? Novas tendências de TI: o desafio da heterogeneidade e da velocidade das mudanças. Como aproveitar as oportunidades? 14 de novembro de 2014 Fabiano Mariath D Oliveira Agenda Um panorama da maturidade da

Leia mais