ACORDO DE COOPERAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACORDO DE COOPERAÇÃO"

Transcrição

1 ACORDO DE COOPERAÇÃO DEFINE O ACORDO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESPIRITO SANTO - CREA/ES, PARA CONCESSÃO DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO PARA FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS RESIDENCIAIS AOS SEUS EMPREGADOS/FUNCIONÁRIOS. A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, instituição financeira sob a forma de empresa pública, dotada de personalidade jurídica de direito privado, criada pelo Decreto-Lei n.º. 759, de , regida atualmente pelo Estatuto aprovado pelo Decreto de 17/03/2009, inscrita no CNPJ/MF sob o nº / , com sede em Brasília, localizada no Setor Bancário Sul, Quadra 4, Lotes 3 e 4, doravante denominada CAIXA, neste ato representada pelo Gerente Geral em Exercício da Agência Beiramar/ES ALZENETE LEANDRO PEREIRA CHAVES, brasileira, casada, portadora da Carteira de Identidade n.º , expedida pelo SSP/ES e CPF/MF n.º e o CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO ESPIRITO SANTO - CREA/ES, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob o nº / , neste ato representado pelo Presidente, LUIS FERNANDO FIOROTTI MATHIAS, casado, brasileiro, inscrito no CPF/MF sob o n.º , portador da Carteira de Identidade n.º SSP/ES, doravante denominado CREA/ES, RESOLVEM celebrar o presente ACORDO DE COOPERAÇÃO mediante as seguintes cláusulas e condições: CLÁUSULA PRIMEIRA OBJETO O presente Acordo tem por objeto estabelecer condições especiais e procedimentos a observar na operacionalização da concessão pela CAIXA de Crédito Imobiliário, em favor dos empregados/funcionários do CREA/ES. Parágrafo primeiro: As condições especiais oferecidas aos empregados e empregados/funcionários referidos no caput, relativamente a taxas de juros, prazos de amortização e quota de financiamento, assim como as modalidades de crédito, são as constantes do Anexo I, que é parte integrante do presente Acordo. Parágrafo segundo: A par das condições especiais oferecidas aos empregados/funcionários referidos no caput para contratação de Crédito Imobiliário, a CAIXA poderá ofertar outras condições além das especiais, na forma do Anexo I do presente Acordo. Parágrafo terceiro: As condições tratadas no Anexo I deste Acordo poderão ser objeto de alteração unilateral, mediante comunicação prévia, com antecedência mínima de 10 (dez) dias. 1

2 CLÁUSULA SEGUNDA DOS BENEFICIÁRIOS Serão beneficiários deste Acordo os empregados/funcionários do CREA/ES. CLÁUSULA TERCEIRA DA CONCESSÃO DO CRÉDITO Os processos de financiamento serão tratados e firmados individualmente, de modo que cada interessado que acesse a linha de crédito nas condições especiais definidas neste Acordo será o único responsável pelo contrato e responderá por todas as obrigações que lhe sejam pertinentes. Parágrafo Primeiro: A obtenção do financiamento junto a CAIXA pelos empregados/funcionários referidos no caput da CLÁUSULA PRIMEIRA, nas condições especiais que o presente Acordo veicula, estará condicionada ao atendimento das exigências legais, de política de crédito da CAIXA, notadamente quanto ao cadastro, valores do negócio, comprovação, comprometimento e componentes de renda, bem como à legislação e normas do Banco Central do Brasil. Parágrafo Segundo: As condições para concretização das operações de crédito serão objeto de livre negociação entre quaisquer empregado/funcionário do CREA/ES e a CAIXA. Parágrafo Terceiro: Para a realização das operações de crédito objeto deste Acordo, os interessados deverão dispor de capacidade de pagamento suficiente para suprir os encargos mensais decorrentes do financiamento. Parágrafo Quarto: Faculta-se a CAIXA oferecer aos interessados outros produtos e serviços que disponha desde que tal oferta não implique condição de acesso ao crédito imobiliário. CLÁUSULA QUARTA ATRIBUIÇÕES DOS PARTÍCIPES São atribuições dos Partícipes na execução deste Acordo: I do CREA/ES : a) colaborar com a divulgação da existência deste Acordo e orientar os empregados/funcionários quanto aos meios disponibilizados para obtenção de informações sobre o encaminhamento de propostas, documentos e condições para obtenção de financiamento imobiliário; b) esclarecer aos interessados que a realização concreta das operações de crédito nas condições especiais pactuadas deverão ser objeto de livre negociação junto a CAIXA; c) adotar as providências de sua alçada, necessárias à viabilização da concretização das operações negociadas; d) apresentar à CAIXA a forma de identificação dos empregados/funcionários referidos no caput da CLÁUSULA PRIMEIRA, para fins de concessão de financiamento habitacional, conforme CLÁUSULA SEGUNDA; 2

3 II da CAIXA: a) disponibilizar na página eletrônica da CAIXA, os formulários que deverão ser preenchidos pelo interessado, bem como a lista de documentos, que deverão ser apresentados quando da solicitação de financiamento imobiliário à CAIXA; b) prestar aos interessados, informações relativas às operações por eles contratadas; c) preservar o sigilo e a confidencialidade das condições e das informações trocadas na formalização deste Acordo e dos contratos que dele defluam; d) acompanhar e supervisionar todas as operações contratadas; e e) prestar ao beneficiário as informações necessárias para a liquidação antecipada do financiamento. CLÁUSULA QUINTA DA GRATUIDADE Este Acordo não gera transferência de recursos financeiros entre os Partícipes. CLÁUSULA SEXTA DA DENÚNCIA É facultado aos Partícipes denunciar este Acordo a qualquer tempo, mediante aviso escrito com antecedência mínima de 30 (trinta) dias. Parágrafo Primeiro. Após a fluência do prazo do caput, ficam vedadas novas contratações com base neste Acordo, à exceção das propostas em andamento até o seu termo, que serão normalmente examinadas e poderão resultar em contratação do financiamento negociado, em caso de aprovação pela CAIXA. CLÁUSULA SÉTIMA DA VIGÊNCIA Este Acordo terá vigência de 60 (sessenta) meses, contados a partir da data de sua assinatura, resguardado o direito de rescisão pelos Partícipes por descumprimento de quaisquer de suas cláusulas. CLÁUSULA OITAVA DO PRAZO DE IMPLEMENTAÇÃO O prazo para implementação dos procedimentos operacionais deste Acordo na CAIXA será de até 30 (trinta) dias contados da data de sua assinatura. CLÁUSULA NONA DEMAIS CONDIÇÕES Comunicações ou notificações inerentes a este Acordo, realizadas entre os Partícipes, farse-ão por escrito. 3

4 Parágrafo Único. Qualquer tolerância de um dos Partícipes em relação ao outro só importará modificação dos termos deste Acordo se expressamente formalizada, e aceita pelo outro Partícipe. CLÁUSULA DÉCIMA DA PUBLICAÇÃO A CREA-ES fará publicar no Diário Oficial o extrato deste Acordo nos termos do parágrafo único do art. 61 da Lei nº 8.666/93. CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA DO FORO Fica eleito o Foro da Justiça Federal, Seção Judiciária do Estado do Espírito Santo, para dirimir eventuais dúvidas decorrentes da interpretação ou cumprimento deste Acordo, as quais não puderem ser solucionadas administrativamente pelos Partícipes. Firmam este Acordo em três vias, juntamente com as testemunhas abaixo identificadas e assinadas. Vitória/ES, 09 de junho de ALZENETE LEANDRO PEREIRA CHAVES Gerente Geral em Exercício - CAIXA LUIS FERNANDO FIOROTTI MATHIAS Presidente do CREA-ES Testemunha: Nome: CPF: Testemunha: Nome: CPF: 4

5 ANEXO I Acordo de Cooperação 1 PRODUTOS E SERVIÇOS 1.1 Linhas de Financiamento Habitacional: Modalidades: Aquisição de Imóveis Novos; Aquisição de Imóveis Usados; Construção em Terreno Próprio; Aquisição de Terreno; Aquisição de Terreno e construção; Aquisição de Materiais de Construção; Reforma/Ampliação e Melhoria de imóveis; Aporte CAIXA (liberação de recursos sem destinação específica com garantia de hipoteca de imóvel). 1.2 Fontes de Recursos: FGTS Fundo de Garantia por Tempo de Serviço SBPE Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo 1.3 Enquadramento: FGTS Para clientes com renda familiar até R$ 4.900,00 e imóveis com valor de mercado até R$ ,00 situados em Vitória/ES; até R$ ,00 para imóveis situados em municípios integrantes da Região Metropolitana da Grande Vitória e até R$ ,00 para imóveis situados nos demais municípios do Estado. SBPE Para clientes, independente de sua faixa de renda familiar e imóveis de qualquer valor de mercado. 1.4 Comprometimento de Renda Até 30% da renda familiar Bruta 1.5 Prazo de financiamento: Até 30 anos de acordo com a modalidade; 1.6 Quota de financiamento: Até 100% do valor de avaliação para imóveis novos e usados com Recursos do FGTS, conforme prazo de financiamento; Até 90% do valor de avaliação para imóveis novos e usados com Recursos do SBPE. 1.7 Taxas de Juros 5

6 De acordo com a modalidade e fontes de recursos, conforme tabelas da CAIXA: Financiamentos Habitacionais - Recursos SBPE A CAIXA concederá aos empregados do redução de 0,5% na taxa de juros anual para os empregados/funcionários que autorizarem o pagamento das prestações de seus financiamentos com recursos do SBPE através de débito em conta corrente A CAIXA concederá aos empregados do redução adicional de até 0,5% na taxa de juros anual, de acordo com o Valor de Avaliação do imóvel, para os empregados/funcionários que, além de autorizarem o pagamento prestações de seus financiamentos com recursos do SBPE através de débito em conta corrente ou desconto em folha de pagamento, adquirirem o pacote básico de produtos da CAIXA, englobando a conta corrente, o cheque especial e o cartão de crédito ativo; Financiamentos Habitacionais Recursos FGTS Redução de 0,5 pontos percentual na taxa de juros anual para os empregados que forem titulares de contas vinculadas do FGTS com no mínimo três anos de trabalho sob o regime do FGTS A manutenção da taxa de juros reduzida no financiamento habitacional está diretamente relacionada à: A pontualidade do pagamento dos encargos mensais, mediante débito em conta corrente do proponente mantida na CAIXA; Na ocorrência de cancelamento, pelo devedor, do débito dos encargos mensais em Conta-corrente, a redução da taxa de juros mencionada no subitem , é cancelada, sendo a taxa de juros recomposta, conforme definido para pagamento pela opção carnê A manutenção dos produtos Conta-corrente, Cartão de Crédito, Cheque Especial O cancelamento de qualquer um dos produtos do pacote básico no período de vigência contratual implicará na suspensão da redução mencionada no subitem Outros Produtos e Serviços: Conta Corrente Caderneta de Poupança Aplicações Financeiras Débito em conta Seguros 6

7 Planos de Previdência Privada Consórcio Imobiliário Cartão de crédito Construcard (cartão de crédito para compra de materiais de construção) Folha de Pagamento Cobrança Bancária Consignação (Respeitadas as disposições e atendidos os requisitos da Lei nº , de 17/12/2003; Decreto nº 4.840, de 17/09/2003 e Decreto nº 6.386, de 29/02/2008, conforme o caso); Crédito Direto ao Consumidor CDC. 7

CONVÊNIO Nº 015/2009

CONVÊNIO Nº 015/2009 ESTADO DE SERGIPE PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE CONVÊNIO Nº 015/2009 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE E A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. O

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO 001/2011

ACORDO DE COOPERAÇÃO 001/2011 ACORDO DE COOPERAÇÃO 001/2011 DEFINE O ACORDO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANESTES - BANCO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO E O CREA-ES CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DO

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 105/PGM/2011 - PROCESSO Nº 06.3467-00/2011

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 105/PGM/2011 - PROCESSO Nº 06.3467-00/2011 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE FAZENDA - SEMFAZ, DE UM LADO, E DO OUTRO O BANCO DO BRASIL S.A., PARA OS FINS QUE ESPECIFICAM. Aos vinte

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA SICELEBRAM 0 TR1BUNAL DE JUST1ÇA

CAIXA ECONÔMICA SICELEBRAM 0 TR1BUNAL DE JUST1ÇA FEDERAL ACORDO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SICELEBRAM 0 TR1BUNAL DE JUST1ÇA DO ESTADO DO ceará E A ECONðM1CA FEDERAL PARA CONCESSÃO DE F1NANCIAMENTO HABITACI0NAL E OUTROS PRODUTOS E SERV1ÇOS AOS SERV1DORES

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO

CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO CONVÊNIO QUE ENTRE SI REALIZAM A JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU - SEÇÃO JUDICIÁRIA DO MARANHÃO E A FUNDAÇÃO HABITACIONAL DO EXÉRCITO FHE PARA ACESSO A PRODUTOS E SERVIÇOS. A Justiça Federal de Primeiro

Leia mais

Parágrafo Primeiro: Ficam as contratações das operações de crédito sujeitas a:

Parágrafo Primeiro: Ficam as contratações das operações de crédito sujeitas a: CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM A FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - FIESP E A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CAIXA. De um lado a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, instituição financeira sob a forma de

Leia mais

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa.

Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria da Universidade Estadual de Ponta Grossa. RESOLUÇÃO CA N o 220 DE 9 DE JUNHO DE 2014. Aprova a assinatura do Convênio a ser celebrado entre a Universidade Estadual de Ponta Grossa e a Barigui S/A- Crédito, Financiamento e Investimentos. O CONSELHO

Leia mais

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E FINANCEIRA QUE ENTRE SI CELEBRAM O BANCO DO BRASIL S.A. E A ABIMAQ - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E, VISANDO AO ESTABELECIMENTO DE CONDIÇÕES PARA O FINANCIAMENTO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 098/2006-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio firmado entre a UNICENTRO e o Banco UNIBANCO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o Conselho de Administração,

Leia mais

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

CONTRATO n 002/2015. PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO n 002/2015. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA (RS) E O BANCO DO BRASIL S.A. O MUNICÍPIO

Leia mais

MINUTA CONVÊNIO Nº 004/2010-TJAP

MINUTA CONVÊNIO Nº 004/2010-TJAP MINUTA CONVÊNIO Nº 004/2010-TJAP CONVÊNIO DE PARCERIA PARA CONSIGNAÇÃO EM FOLHA DE PAGAMENTO QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAPÁ E O BANCO BMG S/A O, com sede em Macapá, Capital

Leia mais

CONVÊNIO Nº 004/2011-TJAP

CONVÊNIO Nº 004/2011-TJAP CONVÊNIO Nº 004/2011-TJAP CONVÊNIO DE PARCERIA PARA CONSIGNAÇÃO EM FOLHA DE PAGAMENTO QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAPÁ E O BANCO GERADOR S.A. O, com sede em Macapá, Capital

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN:

PARÁGRAFO ÚNICO - São as seguintes as modalidades de Ordens Bancárias, a serem processadas pelo Sistema OBN: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/ E O BANCO DO BRASIL S.A.. O /ESTADO OU MUNICÍPIO DE/,

Leia mais

Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Bertioga Estado de São Paulo

Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Bertioga Estado de São Paulo RESOLUÇÃO Nº 02/13 /BERTPREV Dispõe sobre a celebração de Convênio entre o BERTPREV, o Banco do Brasil e a BB LEASING S.A., visando concessão de empréstimos pessoais, financiamentos de bens de consumo

Leia mais

INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0202/2013.

INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0202/2013. INSTRUMENTO CONTRATUAL N. 0202/2013. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PAGAMENTO A FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS E DE SERVIDORES, QUE ENTRE SI CELEBRAM O E O BANCO DO BRASIL S.A., SOB N. 203698765.

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO

CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO CONVÊNIO QUE ENTRE SI REALIZAM A JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU - SEÇÃO JUDICIÁRIA DO MARANHÃO E A ASSOCIAÇÃO DE POUPANÇA E EMPRÉSTIMO POUPEX, PARA CONCESSÃO DE LINHAS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO A Justiça

Leia mais

Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados.

Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E ENVIO DO CONTRATO DE ABERTURA DE CRÉDITO ELETRÔNICO Este Contrato contém 5 (cinco) páginas que deverão ser lidas e preenchidas nos itens abaixo relacionados. página 1/5 -

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2014

EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2014 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2014 O Presidente do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e suas

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS LIVRE TELECOM COM. E SERV. EM TELECOMUNICAÇÕES LTDA., sociedade regularmente constituída com sede na Av. Cásper Líbero, 383 8 andar

Leia mais

COOPERAÇÃO TÉCNICA, CIENTÍFICA E CULTURAL QUE ENTRE SI CELEBRAM E O INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE

COOPERAÇÃO TÉCNICA, CIENTÍFICA E CULTURAL QUE ENTRE SI CELEBRAM E O INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA, CIENTÍFICA E CULTURAL QUE ENTRE SI CELEBRAM E O INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS RENOVÁVEIS IBAMA E A ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL CONHECER PARA CONSERVAR

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. OBJETIVO Estabelecer as condições, critérios e normas de concessão de Empréstimo Pessoal aos participantes da PREVICEL Previdência Privada da CELEPAR, obedecendo as disposições legais vigentes sobre

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA

TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA TERMO DE ADESÃO A ANTECIPAÇÃO DE PREMIAÇÃO PARA INVESTIMENTO EM MÍDIA A FAEL E O POLO (NOME FANTASIA) CELEBRAM O PRESENTE TERMO VISANDO A ANTECIPAÇÃO DE VALORES, PARA UTILIZAÇÃO EXCLUSIVA EM MÍDIA, COMO

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE TERMO DE ADESÃO - MMA-A3P/2015, QUE ENTRE SI CELEBRAM A UNIÃO, POR INTERMÉDIO DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, E O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, PARA OS FINS QUE SE

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO 03/2009 ENTRE O COMAER/ CFIAe & CAIXA (CEF) INSTRUÇÕES AOS BENEFICIÁRIOS DA CFIAe GENERALIDADES A Caixa de Financiamento Imobiliário da Aeronáutica (CFIAe) vem acompanhando as taxas

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS Quadro Resumo BANCO CNPJ/MF Banco Bradesco S.A. 60.746.948/0001 12 Sede Cidade de Deus, Município e Comarca de Osasco, Estado de

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 03/2014 O Município de Vale do Sol, RS, através do Prefeito Municipal. Sr. Clécio Halmenschlager, comunica aos interessados que está procedendo ao CREDENCIAMENTO de pessoas

Leia mais

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem:

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem: SÃO PARTES DESTE CONTRATO: CONTRATO DE EMPRÉSTIMO FUNCEF NA MODALIDADE DE CREDINÂMICO FUNCEF 13º SALÁRIO QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO IDENTIFICADAS, NAS CONDIÇÕES QUE SE SEGUEM: A FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS

Leia mais

CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO REGIONAL

CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO REGIONAL CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO CEARÁ - CRCCE E O INSTITUTO DE ESTUDOS DE PROTESTO DE TÍTULOS DO BRASIL SEÇÃO CEARÁ (IEPTB-CE). O CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE

Leia mais

CONVÊNIO (PREENCHER NOME FANTASIA OU SIGLA DA EMPRESA CONVENIADA)

CONVÊNIO (PREENCHER NOME FANTASIA OU SIGLA DA EMPRESA CONVENIADA) CONVÊNIO (PREENCHER NOME FANTASIA OU SIGLA DA EMPRESA CONVENIADA) Nº : (Para uso exclusivo do COREN-AM) Instrumento Particular de Parceria e Outras Avenças Por este instrumento e na melhor forma de direito,

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe

Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe CONVÊNIO Nº 005/07 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SERGIPE E SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO TIRADENTES S/S LTDA. O PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SERGIPE, sediado na Praça Fausto Cardoso,

Leia mais

CONTRATO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

CONTRATO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL 1 de 7 12/12/2012 15:10 CONTRATO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONVÊNIO Convênio que entre si fazem o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região e Caixa Econômica Federal, para disponibilizar aos seus servidores

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Extrato publicado no DOU, Brasília, DF, 20 abr. 2015. Seção 3, p. 155. Termo Aditivo nº 1/2015, publicado em 03/08/2015. ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Acordo de Cooperação Técnica que entre si celebram

Leia mais

CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF

CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E O INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO - SOLIDARIEDADE - IDPF 032/2014 - PGM O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica

Leia mais

MODELO DE CONTRATO (HPP) CONVÊNIO

MODELO DE CONTRATO (HPP) CONVÊNIO Versão Preliminar Página 1 23/12/2004 MODELO DE CONTRATO (HPP) CONVÊNIO Convénio que entre si celebram, de um lado o Município* de XXXX, através da Secretaria xxxxxxxx de Saúde, gestora do SUS Municipal

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 002/PGM/2015 - PROCESSO Nº 07.00289/2015

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO PROCURADORIA GERAL CONVÊNIO Nº 002/PGM/2015 - PROCESSO Nº 07.00289/2015 1 CONVÊNIO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, POR INTERMÉDIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO/ SEMAD, DE UM LADO, E DE OUTRO O BANCO BMG S.A., PARA OS FINS QUE ESPECIFICAM. Aos seis

Leia mais

ANEXO 5 TERMO DE CONSTITUIÇÃO DE CONSÓRCIO

ANEXO 5 TERMO DE CONSTITUIÇÃO DE CONSÓRCIO ANEXO 5 TERMO DE CONSTITUIÇÃO DE CONSÓRCIO Termo de Constituição de Consórcio 1 As Partes: A empresa (Nome da Empresa)..., com sede na cidade de..., (Endereço)..., com CNPJ n o..., Inscrição Estadual...,

Leia mais

\ /' cláusula PRIMEIRA - DO OBJETO

\ /' cláusula PRIMEIRA - DO OBJETO Têlr TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO Secretaria-Geral de Administração - SEGEDAM Secretaria de licitações, Contratos e Patrimônio - SELlP Diretoria de Gestão Contratual- Oicad Serviço de Elaboração de Contratos

Leia mais

CONTRATO BANCO DO BRASIL-MAGISTRADOS

CONTRATO BANCO DO BRASIL-MAGISTRADOS 1 de 6 12/12/2012 15:09 CONTRATO BANCO DO BRASIL-MAGISTRADOS CONVÊNIO CONVÊNIO QUE ENTRE SI FAZEM DE UM LADO O TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 14ª REGIÃO, E DE OUTRO LADO O BANCO DO BRASIL S/A, PARA OS FINS

Leia mais

2º São partes integrantes deste Termo de Compromisso o seguinte anexo: Anexo I - Plano Operativo Anual.

2º São partes integrantes deste Termo de Compromisso o seguinte anexo: Anexo I - Plano Operativo Anual. TERMO DE COMPROMISSO ENTRE ENTES PÚBLICOS N 01. Termo de Compromisso que entre si celebram o Município de Cametá, através da Secretaria Municipal de Saúde SMS e o Estado de Pará, através da Secretaria

Leia mais

E, matrícula, inscrito no CPF sob o n.º doravante denominado MUTUÁRIO.

E, matrícula, inscrito no CPF sob o n.º doravante denominado MUTUÁRIO. CONTRATO DE MÚTUO, EMPRÉSTIMO FUNCEF NA MODALIDADE DE NOVO CREDINÂMICO FUNCEF VARIÁVEL QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO IDENTIFICADAS, NAS CONDIÇÕES QUE SE SEGUEM: SÃO PARTES DESTE CONTRATO: A FUNDAÇÃO

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO

CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO PROTOCOLO DE ENTENDIMENTOS QUE ENTRE SI CELEBRAM ÓRGÃOS PÚBLICOS E ENTIDADES PARA O COMPARTILHAMENTO E A INTEGRAÇÃO DE DADOS AGRÁRIOS, FUNDIÁRIOS E AMBIENTAIS NO ESTADO DO PARÁ. Os Órgãos Públicos e Entidades

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E A ESCOLA DE SAMBA BAMBAS DA ORGIA 006/2007-SEPLAN MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ/MF sob o n 87.612.537/0001-90

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 118DV/2015

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 118DV/2015 CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL Nº 118DV/2015 MUNICÍPIO DE WENCESLAU GUIMARÃES, pessoa jurídica de direito público, através de seu órgão administrativo Prefeitura Municipal, CNPJ nº 13.758.842/0001-59, representado

Leia mais

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99)

TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA (Art. 9º da Lei nº 9.790, de 23.3.99, e Art. 8º do Decreto nº 3.100, de 30.6.99) TERMO DE PARCERIA QUE ENTRE SI CELEBRAM A (UNIÃO/ESTADO/MUNICÍPIO), ATRAVÉS DO (ÓRGÃO/ENTIDADE ESTATAL),

Leia mais

As partes acima qualificadas celebram entre si o presente convênio de estágio para estudantes, mediante as seguintes condições:

As partes acima qualificadas celebram entre si o presente convênio de estágio para estudantes, mediante as seguintes condições: CONVÊNIO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO NÍVEL SUPERIOR E NÍVEL MÉDIO PROFISSIONAL, DE ACORDO COM A LEI Nº 11.788 DE 25 DE SETEMBRO DE 2008, COM A LEI Nº 9.394 DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996 LEI DE DIRETRIZES

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM CRÉDITO PRÉ-APROVADO PÁGINA 1/7 CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Dados do Contratante Nome: CPF: - Carteira de Identidade: Órgão: Matrícula: - Endereço: Bairro: Cidade: UF: CEP: - Estado Civil: Profissão: Empresa: Lotação: Banco: Agência:

Leia mais

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO MÚTUA ENTRE A EMPRESA XXXXXXX E ASSOCIAÇÃO RECICLANIP

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO MÚTUA ENTRE A EMPRESA XXXXXXX E ASSOCIAÇÃO RECICLANIP CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO MÚTUA ENTRE A EMPRESA XXXXXXX E ASSOCIAÇÃO RECICLANIP A EMPRESA xxxxxxxx, pessoa jurídica, com sede administrativa na Rua xxxxxxx, nº xxx, inscrita no CNPJ sob n. º xx. xxxxxx/xxxx-xx,

Leia mais

Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS

Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS Norma do Programa de Empréstimo Pessoal TECHNOS SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA FINALIDADE...3 CAPÍTULO II - DOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS...3 CAPÍTULO III - DOS CRITÉRIOS PARA CONCESSÕES...4 CAPÍTULO IV - DOS

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 082, DE 09 DE JULHO DE 2014 Poder Executivo Autoriza a assinatura de Convênio com o CENECT - Centro Integrado de Educação, Ciência e Tecnologia LTDA., mantenedor do Centro Universitário

Leia mais

CONVÊNIO DE ADESÃO QUE CELEBRAM

CONVÊNIO DE ADESÃO QUE CELEBRAM Aprovado pela Portaria DITEC/PREVIC/MPS nº 44, de 31 de janeiro de 2013. (publicada no DOU nº 24, de 04 de fevereiro de 2013, Seção 1, Página 50) CONVÊNIO DE ADESÃO QUE CELEBRAM A UNIÃO E A FUNDAÇÃO DE

Leia mais

Contrato de Convênio Educacional

Contrato de Convênio Educacional Contrato de Convênio Educacional De um lado, B L MARINHO, nome fantasia DESENVOLVE T.I, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) sob o nº 13.461.953/0001-07,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE,

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, QUE ENTRE SI CELEBRAM, LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A, DE UM LADO, E XXXXXXXXX, DE OUTRO LADO. LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE

Leia mais

DELIBERAÇÃO NORMATIVA CGFPHIS Nº 016, DE 28 DE MAIO DE 2013

DELIBERAÇÃO NORMATIVA CGFPHIS Nº 016, DE 28 DE MAIO DE 2013 Deliberação Normativa nº 016, de 28 de maio de 2013. Reedita, com alterações, a Deliberação Normativa nº 014, de 11 de setembro de 2012, que aprovou a implantação do PROGRAMA CASA PAULISTA APOIO AO CRÉDITO

Leia mais

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR TERMO DE COOPERAÇÃO QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE SALVADOR E O CONSELHO FEDERAL DE RELAÇÕES PÚBLICAS E DELEGACIA REGIONAL, COM O FITO DE CONVERGIR ESFORÇOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AÇÕES INTEGRADAS

Leia mais

Contrato de Parceria FAPAN- Faculdade do Pantanal e Sindicato dos Servidores Públicos Municipais.

Contrato de Parceria FAPAN- Faculdade do Pantanal e Sindicato dos Servidores Públicos Municipais. Contrato de Parceria FAPAN- Faculdade do Pantanal e Sindicato dos Servidores Públicos Municipais. São Partes no presente instrumento Particular: I - FACULDADE DO PANTANAL FAPAN, regularmente inscrita no

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO CEARÁ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO CEARÁ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA CONVÊNIO N o. /, QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO CEARÁ E A SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DO CEARÁ SESCE / FACULDADE INTEGRADA DO CEARÁ FIC, PARA OS FINS QUE NELE SE DECLARAM. O Ministério

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS)

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS (ADAPTADO às RESOLUÇÕES NORMATIVAS N.ºs 363, 364 e SÚMULA 26 DA ANS) I CONTRATANTE : Nome Operadora de Saúde Endereço: R...., nº... Bairro... - Cidade/ Capital

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U:

RESOLUÇÃO Nº 1980 R E S O L V E U: RESOLUÇÃO Nº 1980 Aprova regulamento que disciplina direcionamento dos recursos captados pelas entidades integrantes do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstismo (SBPE) e as operações de financiamento

Leia mais

Convênio Consignação CAIXA - Regime CLT

Convênio Consignação CAIXA - Regime CLT Grau de sigilo #PUBLICO CONVÊNIO QUE ENTRE SI FAZEM A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E O/A CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAUDE DA REDE DE URGENCIA DO NORTE DE MINAS, COM ANUÊNCIA DA ENTIDADE SINDICAL SINDICATO

Leia mais

CONTRATO Nº. 042/2014

CONTRATO Nº. 042/2014 CONTRATO Nº. 042/2014 TERMO DE CONTRATO Nº. 042/2014, FIRMADO ENTRE A CODER - COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE RONDONÓPOLIS E A EMPRESA ALOISIO BORGES DE FARIAS ME, PARA: FORNECIMENTO DE PÃES FRANCÊS, COMO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA Secretaria de Estado de Gestão Estratégica e Administração Amazônia: Patrimônio dos Brasileiros INTEGRADOS/CCAA.

GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA Secretaria de Estado de Gestão Estratégica e Administração Amazônia: Patrimônio dos Brasileiros INTEGRADOS/CCAA. TERMO COMPROMISSO Nº 004/2015 que entre si celebram o ESTADO RORAIMA, por meio da ESCOLA GOVERNO RORAIMA, e C.I.I. CURSOS IDIOMAS INTEGRADOS/CCAA. O ESTADO RORAIMA, pessoa jurídica de direito público interno,

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA nº 18/2013

ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA nº 18/2013 ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA nº 18/2013 Acordo de Cooperação Técnica para intercâmbio de informações e de soluções em tecnologia da informação e assistência mútua que entre si celebram o Ministério do

Leia mais

CONVÊNIO Nº 011/ 2015

CONVÊNIO Nº 011/ 2015 CONVÊNIO Nº 011/ 2015 CONVÊNIO ENTRE O / RN E A ASSOCIAÇÃO CAICOENSE DE ATLETISMO EQUIPE CAICÓ RUAS, NA FORMA INDICADA. O RN (PREFEITURA MUNICIPAL), Pessoa Jurídica de Direito Público, estabelecida na

Leia mais

CONTRATO PRELIMINAR DE LOCAÇÃO COM CLÁUSULA RESOLUTIVA

CONTRATO PRELIMINAR DE LOCAÇÃO COM CLÁUSULA RESOLUTIVA PROCESSO DEJUR Nº /2006 CONTRATO DAF Nº /2006 CONTRATO PRELIMINAR DE LOCAÇÃO COM CLÁUSULA RESOLUTIVA IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADORA: EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A - BAHIATURSA, com sede

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Serviço Nacional de Aprendizagem Rural REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE TERMOS DE COOPERAÇÃO Estabelece diretrizes, normas e procedimentos para celebração, execução e prestação de contas

Leia mais

Contrato de Crédito Direto CAIXA - Pessoa Física

Contrato de Crédito Direto CAIXA - Pessoa Física CLÁUSULAS GERAIS CLÁUSULA PRIMEIRA - A CAIXA disponibiliza e o(s) CREDITADO(S) aceita(m) os valores de referência, sujeitos a confirmação até a data da efetivação da operação, observadas as normas operacionais

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM Contrato que entre si celebram Edmilson de Lima Araújo - ME, inscrito no CNPJ sob o nº 00552496/0001-06, Inscrição Estadual 24837800-7, situado a Av. Dr. Jayme Carneiro Lopes

Leia mais

CONTRATO DE REVENDA WINCONNECTION

CONTRATO DE REVENDA WINCONNECTION CONTRATO DE REVENDA WINCONNECTION Pelo presente instrumento particular, de um lado: Winco Sistemas Ltda., pessoa jurídica de direito privado, com sede estabelecida à Rua Amazonas, 669 sala 37, Centro da

Leia mais

C Â M A R A D O S D E P U T A D O S COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA

C Â M A R A D O S D E P U T A D O S COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA PROTOCOLO DE INTENÇÕES QUE ENTRE SI CELEBRAM A COMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS E O GRUPO DE INSTITUTOS, FUNDAÇÕES E EMPRESAS GIFE, PARA A REALIZAÇÃO DE AÇÕES CONJUNTAS NA ÁREA DE

Leia mais

PORTARIA n 072 /2014/GAB/SEDAM Porto Velho-RO, de de 2014.

PORTARIA n 072 /2014/GAB/SEDAM Porto Velho-RO, de de 2014. PORTARIA n 072 /2014/GAB/SEDAM Porto Velho-RO, de de 2014. Estabelece procedimento para conversão de multas simples em serviços de preservação, melhoria e recuperação da qualidade do meio ambiente, e dá

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu Estatuto

Leia mais

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL

CLÁUSULA SEGUNDA - DA VINCULAÇÃO AO EDITAL PROCESSO Nº 01550.000345/2009-46. PREGÃO Nº 26/2009. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 1/2010. A FUNDAÇÃO CASA DE RUI BARBOSA, pessoa jurídica de direito público vinculada a Ministério da Cultura, com sede

Leia mais

REGULAMENTO BANCO DE PREÇOS

REGULAMENTO BANCO DE PREÇOS REGULAMENTO BANCO DE PREÇOS O BANCO DO BRASIL S.A., sociedade de economia mista, com sede em Brasília, Distrito Federal, sito no SBS, Quadra 4, Lote 32, Bloco C, inscrito no CNPJ sob o n.º 00.000.000/0001-91,

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA Ministério Público Federal

PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA Ministério Público Federal ?GR-SGfDf~~J. \ ~S9,~. oll~=_~ Da~'l: ()l~j.. J.

Leia mais

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ CONTRATO n /2007 Contrato de Prestação de Serviços de Consultoria / Instrutoria, que entre si celebram o SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008 PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008 Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior - FIES. DA POLÍTICA DE OFERTA DE FINANCIAMENTO Art. 4º A concessão de financiamento

Leia mais

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO SEÇÃO DE LEGISLAÇÃO

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO SEÇÃO DE LEGISLAÇÃO LEI Nº 5.550, DE 21 DE AGOSTO DE 2015. Autoriza o Município de Alegrete, através do Poder Executivo, a firmar Termo de Cooperação com o Hospital Nossa Senhora da Conceição S.A., empresa integrante do Grupo

Leia mais

B - Programa de Inclusão, Capacitação para Filhos, Dependentes Legais e Estudantes

B - Programa de Inclusão, Capacitação para Filhos, Dependentes Legais e Estudantes Bolsas de estudo A - Programa de Capacitação do PROFESSOR/AUXILIAR Todo PROFESSOR/AUXILIAR tem direito a bolsa de estudo integral, incluindo matrícula, em cursos de graduação, sequenciais e pós-graduação

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2014 O Município de Boa Vista do Buricá, comunica aos interessados

Leia mais

o ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, com sede na Praça Marechal Deodoro, S/N,

o ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, com sede na Praça Marechal Deodoro, S/N, ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Acordo de Cooperação Técnica que entre si celebram o Ministério Público Federal e o Estado do Rio Grande do Sul, por intermédio da Secretaria de Segurança Pública, com a interveniência

Leia mais

TERMO DE COOPERAÇÃO TECNICA Nº 017 /2015-MPSP

TERMO DE COOPERAÇÃO TECNICA Nº 017 /2015-MPSP TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO E A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA. CONSIDERANDO que a assistência em saúde mental, prestada por meio

Leia mais

DECRETO Nº 2.525, DE 4 DE SETEMBRO DE 2014 - Institui o Programa de Recuperação de Créditos da Fazenda Estadual REFAZ e dá outras providências.

DECRETO Nº 2.525, DE 4 DE SETEMBRO DE 2014 - Institui o Programa de Recuperação de Créditos da Fazenda Estadual REFAZ e dá outras providências. DECRETO Nº 2.525, DE 4 DE SETEMBRO DE 2014 - Institui o Programa de Recuperação de Créditos da Fazenda Estadual REFAZ e dá outras providências. EMENTA: Concede parcelamento de débitos fiscais com anistia

Leia mais

Bairro Cidade CEP UF. Agência Nome da Agência Operação Conta Dígito. Bairro Cidade CEP UF. Bairro Cidade CEP UF

Bairro Cidade CEP UF. Agência Nome da Agência Operação Conta Dígito. Bairro Cidade CEP UF. Bairro Cidade CEP UF SACADO ELETRÔNICO ADESÃO EXCLUSÃO Nome ou Razão Social Agência Nome da Agência Operação Conta Dígito AGREGADOS Nome ou Razão Social (I) Nome ou Razão Social (II) 1 Pelo presente instrumento, a CAIXA ECONÔMICA

Leia mais

CLÁUSULA PRIMEIRA FUNDAMENTO LEGAL

CLÁUSULA PRIMEIRA FUNDAMENTO LEGAL CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº09/2015 Contrato celebrado entre a Câmara Municipal de São Simão e a Empresa CABOCLO MOVEIS E ELETRO LTDA- ME. CONTRATANTE: A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO SIMÃO, pessoa jurídica de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA Secretaria de Estado de Gestão Estratégica e Administração Amazônia: Patrimônio dos Brasileiros

GOVERNO DO ESTADO DE RORAIMA Secretaria de Estado de Gestão Estratégica e Administração Amazônia: Patrimônio dos Brasileiros TERMO DE COMPROMISSO Nº 007/2015 que entre si celebram o ESTADO DE RORAIMA, por meio da ESCOLA DE GOVERNO DE RORAIMA, ea FACULDADE RORAIMENSE DE ENSINO SUPERIOR FARES. O ESTADO DE RORAIMA, pessoa jurídica

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE BRAZABRANTES PODER EXECUTIVO

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE BRAZABRANTES PODER EXECUTIVO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS N. / Contrato de Prestação de Serviços que entre si celebram a PREFEITURA MUNCIPAL DE BRAZABRANTES e a empresa DM SOLUÇÕES WEB - MARIA APARECIDA DIAS 64496643120. Contrato

Leia mais

NORMA DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS AOS PARTICIPANTES

NORMA DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS AOS PARTICIPANTES 1. OBJETIVO Esta norma tem por objetivo estabelecer os critérios e procedimentos a serem adotados para concessão e liberação de empréstimos aos participantes. 2. CAMPO DE APLICAÇÃO As operações de empréstimos

Leia mais

ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA

ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA O, autarquia criada pela Lei n. 1079, de 5 de novembro de 1987, e mantido pela Lei n. 3.344, de 28 de dezembro de 2001, com sede nesta cidade,

Leia mais

TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Nº /2013

TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Nº /2013 TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA Nº /2013 TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM A SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS - SEJUDH, TENDO COMO ÓRGÃO EXECUTOR O PROCON/PA E A PREFEITURA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 186/2001-CAD/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 186/2001-CAD/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 186/2001-CAD/UNICENTRO Celebra Termo de Convênio firmado entre a UNICENTRO e a COPACOL. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço saber que o Conselho de Administração,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS APLICÁVEIS AO EMPRÉSTIMO CONSIGNADO DESTINADO À RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS

CONDIÇÕES GERAIS APLICÁVEIS AO EMPRÉSTIMO CONSIGNADO DESTINADO À RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS O BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A., com sede na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2041 e 2235, Bloco A, Vila Olímpia, São Paulo/SP, CEP 04543-011, CNPJ/MF sob n.º 90.400.888/0001-42, disponibiliza

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE CONSIGNADO EMPRÉSTIMO, CARTÃO DE CRÉDITO E/OU SERVIÇOS CONTRATADOS - ANO 2015. 1) O que é Margem Consignável? Resposta: É o dado que indica os limites estabelecidos por lei específica

Leia mais

INVENTOR INDEPENDENTE

INVENTOR INDEPENDENTE CONTRATO DE RECONHECIMENTO DE TITULARIDADE, DIREITOS E DEVERES SOBRE TECNOLOGIA QUE ENTRE SI CELEBRAM A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE MINAS GERAIS FAPEMIG E O INVENTOR INDEPENDENTE XXXXXXXXXXXXXXXXXXX.

Leia mais

FETRAF-BRASIL/CUT TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA ELETRÔNICA SICONV N.002/2015 LICITAÇAO/MODALIDADE:

FETRAF-BRASIL/CUT TERMO DE REFERÊNCIA COTAÇÃO PRÉVIA ELETRÔNICA SICONV N.002/2015 LICITAÇAO/MODALIDADE: TERMO DE REFERÊNCIA LICITAÇAO/MODALIDADE: COTAÇÃO PRÉVIA ELETRÔNICA SICONV N.002/2015 REGIME DE EXECUÇÃO: MENOR TAXA DE REMUNERAÇÃO DA AGÊNCIA DE VIAGEM RAV MAIOR PERCENTUAL DE DESCONTO SOBRE A TAXA DO

Leia mais

TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N Og>/2oÁ5

TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N Og>/2oÁ5 ^ Empresa Brasil í-bbf-lv EBC/COORD-CM/N 0008/2015 TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N Og>/2oÁ5 TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA QUE ENTRE SI CELEBRAM A EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO S/A. - EBC E O BANCO BRASIL S/A,

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

RESOLVEM: CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO

RESOLVEM: CLÁUSULA PRIMEIRA DO OBJETO TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICO- CIENTÍFICA QUE ENTRE SI CELEBRAM A FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS FILHO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FAPERJ E INSTITUIÇÃO SIGLA, NA FORMA ABAIXO. A INSTITUIÇÃO,

Leia mais

SUA EMPRESA CONVÊNIADA COM A UNICAMPO

SUA EMPRESA CONVÊNIADA COM A UNICAMPO SUA EMPRESA CONVÊNIADA COM A UNICAMPO Objetivo: Incentivar a busca do ensino superior através de descontos ofertados pelo convênio estudantil UNICAMPO, que objetiva conveniar empresas, independente de

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV.

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. Sumário Capítulo I Da finalidade...1 Capítulo II - Dos contratantes...1 Capítulo III - Dos limites individuais...2 Capítulo IV -

Leia mais

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SANTA CATARINA, autarquia federal de fiscalização profissional regida pela Lei n 12.378, de 31 de dezembro

Leia mais