POTENCIAL DO BIO-SPECKLE LASER PARA AVALIAÇÃO DA VIABILIDADE DE SEMENTES BIOSPECKLE LASER AS A POTENCIAL TEST OF SEED VIABILITY

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "POTENCIAL DO BIO-SPECKLE LASER PARA AVALIAÇÃO DA VIABILIDADE DE SEMENTES BIOSPECKLE LASER AS A POTENCIAL TEST OF SEED VIABILITY"

Transcrição

1 POTENCIAL DO BIO-SPECKLE LASER PARA AVALIAÇÃO DA VIABILIDADE DE SEMENTES ROBERTO ALVES BRAGA JÚNIOR 1 ADRIANO DE SOUZA 2 MARIA DAS GRAÇAS G.C.VIEIRA 3 ÉDILA VILELA DE RESENDE VON PINHO 3 HECTOR JORGE RABAL 4 INÁCIO MARIA DAL FABBRO 5 RESUMO Com este artigo, propõe-se uma linha de pesquisa para o desenvolvimento de um teste de viabilidade de sementes a partir da técnica do bio-speckle, baseada no uso do laser e da óptica. Essa técnica apresenta-se com potencial para a eliminação da subjetividade, redução de tempo de análise e automatização do processo de avaliação da viabilidade de sementes. São apresentados resultados da aplicação em sementes de milho, mostrando suas características, levantando os desafios a serem superados e propondo caminhos a serem seguidos. TERMOS PARA INDEXAÇÃO: Semente, laser, viabilidade BIOSPECKLE LASER AS A POTENCIAL TEST OF SEED VIABILITY ABSTRACT - This paper presents a research line for the development of a seed viability test using the biospeckle technique. The biospeckle has a potential to eliminate the subjectivity, to reduce the time analysis INDEX TERMS: Seed, laser, viability INTRODUÇÃO and to make automatic the process of seeds viability analysis. It is presented results of the application this technique in corn seed, showing the caracteristics of the test and indicating the next steps to be followed. A grande competição no mercado de sementes tem exigido investimentos em programas de controle de qualidade, buscando-se possibilitar a detecção de falhas nas diversas etapas do processo de produção, e correções das mesmas, obtendo-se, assim, a certificação das sementes produzidas. No processo de produção de sementes, uma das etapas do controle de qualidade é a avaliação da viabilidade. Um teste ideal para a avaliação da viabilidade seria aquele que permitisse uma análise não-destrutiva, com rapidez, sem subjetividade e de forma automática. Infelizmente, isso ainda não foi possível, entretanto, essas diretrizes se tornam um objetivo comum a ser atingido. A técnica do Bio-Speckle apresenta características interessantes, acrescentando ao teste de viabilidade de semente um caráter mais automatizado, independente do julgamento humano e, portanto, subjetivo, além de permitir maior velocidade ao mesmo. Essa técnica baseia-se na utilização do laser/óptica e do tratamento de imagens, buscando identificar as características da semente em análise por meio da mudança da figura de interferência formada pela bioatividade do material. Dessa forma, a visão que se tem da semente passa a ser outra - a de se estar visualizando áreas de diferentes níveis de atividade após o tratamento das imagens. Trabalhos como o de Neurohr (1991), que buscam correlacionar a emissão de luz em sementes com aspectos de qualidade, têm sido propostos, objetivando, neste caso especial, a realização de um teste nãodestrutivo, porém, evidenciando que ainda é muito cedo para qualquer conclusão. A demonstração da necessidade de buscar melhorias dos testes atuais ou por novas técnicas é evidenciada por Hampton, Kahre e Van Gastel (1996). Howarth e Stanwood (1993) fizeram uma proposta de melhoria do teste do 1. Professor do Departamento de Engenharia da UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS (UFLA) 2. Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPQ

2 Professores do Departamento de Agricultura da UFLA, Caixa Postal 37, Lavras - MG 4. Pesquisador do Centro de Investigaciones Ópticas de La Plata Argentina 5. Professor do Departamento de Máquinas Agrícolas da FEAGRI/UNICAMP tetrazólio, (no sentido de viabilizar a substituição humana na análise dos resultados, o que seria feito então por um processamento de imagem da semente já devidamente colorida pelo tetrazólio. Nesse caso, o autor não propõe a análise por um mapeamento das áreas, e sim uma contabilidade da área viva pela área total. Uma análise de viabilidade, como ocorre no Teste do Tetrazólio, no entanto, necessita de uma identificação precisa do dano, pois a razão entre área viva e área total pode ser alta, mas a existência de um dano em uma região vital da semente pode torná-la não viável. Nesse sentido, um passo natural nessa proposta seria a realização do mapeamento de área e julgamento de viabilidade baseado em banco de dados e em programas computacionais dentro da linha de inteligência artificial. Em Arizaga, Trivi e Rabal (1998), observa-se um experimento envolvendo o bio-speckle, também chamado de speckle dinâmico, em que se obtiveram resultados de iluminação de sementes e de secagem de pinturas. Pelo exposto, este artigo visa a apresentar a técnica do bio-speckle como uma alternativa com potencial para análise do vigor e viabilidade de sementes, mostrando um resultado preliminar e apontando os desenvolvimentos necessários para torná-la uma realidade em atendimento à grande demanda por testes melhores. MATERIAL E MÉTODOS Após testes iniciais realizados no Centro de Investigaciones Ópticas, La Plata Argentina, foram avaliados na Universidade Federal de Lavras as possibilidades de utilização dessa técnica. Para isso, foi realizado um experimento utilizando um laser de diodo, uma lente de dispersão do feixe, uma lupa de aumento de 10 vezes, e um sistema de aquisição digital de imagem composto de uma câmera CCD (charge coupled device ), um processador de imagens, um microcomputador e software para tratamento de imagem ( Image Pro ), como mostra a Figura 1. A semente de milho foi iluminada em duas áreas com níveis de atividade biológica distintas, ou seja, uma área de transição entre o embrião e o endosperma, como pode ser visto na Figura 2. Além disso, foi introduzida na área da semente a ser iluminada uma impureza (látex), com o objetivo de confirmar a inexistência de atividade. A razão para iluminar duas áreas de conhecida atividade, com atividade biológica reconhecidamente distinta, se deve à dificuldade inicial de observar diferenças de movimento em áreas que apresentam atividades relativas muito próximas. Laser Lente Microcomputador Camera CCD Semente Mesa

3 647 FIGURA 1- Esquema do experimento Impurezas FIGURA 2 Foto de uma semente de milho com a região iluminada pelo laser em destaque Como pré-condicionamento, a semente foi emb e- bida em água por 12 horas; em seguida, foi seccionada no sentido longitudinal, com posterior secagem por uma hora em condição ambiente, para evitar o efeito da evaporação da água. As imagens foram então realizadas em intervalo de tempo de um segundo entre cada uma, num total de 30 imagens. O intervalo de um segundo entre cada imagem foi determinado por testes preliminares. Essas imagens foram, então, processadas no programa Image Pro, em uma macro construída especialmente para essa aplicação. O processamento foi baseado na técnica de diferenças generalizadas (Arizaga, Trivi e Rabal, 1998), em que se procurou marcar a área de maior movimento com um nível de cinza mais claro, chegando ao branco, e a área de menor movimento com um nível de cinza mais escuro. O mesmo experimento foi realizado no Centro de Investigaciones Ópticas de La Plata Argentina, com equipamentos similares, em que o laser foi o de He-Ne. Nesse caso, foram iluminadas 20 sementes de milho. RESULTADOS E DISCUSSÃO O resultado do experimento pode ser visto na Figura 3, onde a área iluminada, depois de devidamente processadas as imagens, apresenta um padrão de cinza claro na área de maior atividade biológica e cinza mais escuro na área de menor atividade. Observou-se também que a impureza foi bem reproduzida, obtendo-se uma região mais escura de acordo com o que se esperava. Os resultados conseguidos na Argentina foram similares aos conseguidos no Brasil. Na Figura 4, a semente de milho e a sua imagem processada por diferenças generalizadas podem ser vistas lado a lado. Esses resultados evidenciam a possibilidade de identificação de áreas de diferentes níveis de atividade em uma semente de milho. O maior desafio, então, é identificar em uma região viva, como o embrião, áreas com níveis de atividade biológica distintas, como podem ser conseguidas pelo teste do tetrazólio. Além disso, será muito importante conhecer com detalhes o que ocorre com o laser ao incidir na semente, descobrindo, por exemplo, a influência da umidade nos resultados, avaliar as diferenças entre sementes e realizar o desenvolvimento de um programa computacional capaz de substituir um especialista. Os desafios listados mostram que serão necessários muitas

4 648 etapas e desenvolvimentos até chegar ao objetivo que seria a obtenção de um mapa da semente que pudesse ser interpretado por um programa computacional. A validação dos resultados deve ser feita baseando-se em comparações, por exemplo, com o teste de tetrazólio e testes de germinação. Endosperma Impureza Embrião FIGURA 3 Resultado do processamento da área iluminada pelo laser na semente de milho

5 649 (a) Imagem processada b) Foto da semente FIGURA 4 - Semente de Milho (a) processada pelo Bio-Speckle e (b) sem processamento REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARIZAGA, R.; TRIVI, M.; RABAL, H. Analisis de diagramas de speckle dinamicos utilizando la matriz de coocurrencia. In : RIAO- Encuentro Ibero- Americano de Óptica, 3., 1998, Cartagena das Indias. CD ROM... Cartagena das Indias : Academia Colombiana de Ciencias Exactas Fisicas y Naturales, p. HAMPTON, J.G.; KAHRE,L.; VAN GASTEL,A.J.G. Quality seed from production to evaluation. Seed Science & Technology, v.24, p , Feb HOWARTH, M.S; STANWOOD, P.C. Tetrazolium staining viability seed test using color image processing. Transactions of the ASAE, St. Joseph, v.36, n.6, p , NEUROHR, R. Photon Emission-A new method for scanning the quality of Food. Deutsche Lebensmittel-Rundschau, p.78-82, Mar

CARACTERIZAÇÃO DA TRANSMISSÃO DA LUZ LASER EM SEMENTE DE FEIJÃO (Phaseolus vulgaris L.)

CARACTERIZAÇÃO DA TRANSMISSÃO DA LUZ LASER EM SEMENTE DE FEIJÃO (Phaseolus vulgaris L.) 119 CARACTERIZAÇÃO DA TRANSMISSÃO DA LUZ LASER EM SEMENTE DE FEIJÃO (Phaseolus vulgaris L.) Monica Fabiana Bento Moreira 1, Roberto A. Braga Júnior 2, Flávio Meira Borém 2, Hector Jorge Rabal 3, Giovanni

Leia mais

Aplicabilidade do laser Biospeckle nas Ciências Agrárias

Aplicabilidade do laser Biospeckle nas Ciências Agrárias Aplicabilidade do laser Biospeckle nas Ciências Agrárias Josimar Rodrigues OLIVEIRA¹; eimar de Freitas DUARTE²; Luciano Donizete GO ÇALVES³; Francisco Vagner Pereira de SOUZA 4 ; Júlio César de Oliveira

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 IDENTIFICAÇÃO DE DIFERENTES ATIVIDADES EM MATERIAL BIOLÓGICO POR MEIO DO BIOSPECKLE LASER E DECOMPOSIÇÃO EM FREQUÊNCIAS ANDERSON GOMIDE COSTA 1, JUCIARA KEILA MARQUES 2 ; ISIS CELENA AMARAL 3, RAFAEL RODRIGUES

Leia mais

SIMULAÇÃO DE SECAGEM DE MILHO E ARROZ EM BAIXAS TEMPERATURAS

SIMULAÇÃO DE SECAGEM DE MILHO E ARROZ EM BAIXAS TEMPERATURAS SIMULAÇÃO DE SECAGEM DE MILHO E ARROZ EM BAIXAS TEMPERATURAS DOMINGOS SÁRVIO MAGALHÃES VALENTE 1 CRISTIANO MÁRCIO ALVES DE SOUZA 2 DANIEL MARÇAL DE QUEIROZ 3 RESUMO - Um programa computacional para simular

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas e Automação Departamento de Engenharia - Universidade Federal de Lavras

Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas e Automação Departamento de Engenharia - Universidade Federal de Lavras Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Sistemas e Automação Histórico Início 2007 com foco em modelagem biológica (Engenharias IV Capes) e característica multidisciplinar com professores da área de

Leia mais

SISTEMA AUTOMÁTICO DE PULVERIZAÇÃO UTILIZANDO TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS. PERNOMIAN, Viviane Araujo. DUARTE, Fernando Vieira

SISTEMA AUTOMÁTICO DE PULVERIZAÇÃO UTILIZANDO TÉCNICAS DE PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS. PERNOMIAN, Viviane Araujo. DUARTE, Fernando Vieira REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA ISSN 1677-0293 PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2004 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

SISTEMA COMPUTACIONAL PARA ANÁLISES DE DADOS EM AGRICULTURA DE PRECISÃO

SISTEMA COMPUTACIONAL PARA ANÁLISES DE DADOS EM AGRICULTURA DE PRECISÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA PROJETO SISTEMA COMPUTACIONAL PARA ANÁLISES DE DADOS EM AGRICULTURA DE PRECISÃO ALUNO RICARDO CARDOSO TERZELLA

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 ANÁLISE DE IMAGENS RADIOGRÁFICAS NA AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE SEMENTES DE GIRASSOL RENATA PEREIRA LUZ 1, BRUNO OLIVEIRA CARVALHO 2, MARIA LAENE MOREIRA DE CARVALHO 3, VALQUÍRIA DE FÁTIMA FERREIRA 4, CLÁUDIO

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA ACADEMIA AO MERCADO DE TRABALHO Profª. Ms. Caroline Luvizotto O Cenário atual: busca pela inovação O Cenário atual: busca pela inovação Inovação:

Leia mais

APLICAÇÃO DE MAPAS MENTAIS DURANTE O BRAINSTORM DE UM JOGO DIGITAL

APLICAÇÃO DE MAPAS MENTAIS DURANTE O BRAINSTORM DE UM JOGO DIGITAL APLICAÇÃO DE MAPAS MENTAIS DURANTE O BRAINSTORM DE UM JOGO DIGITAL Davi Shinji Mota Kawasaki (PIBIC/Fundação Araucária), José Augusto Fabri (Orientador), e-mail: davishinjik@gmail.com; fabri@utfpr.edu.br.

Leia mais

FMEA de processo para garantia da qualidade dos resultados em um laboratório de ensaios

FMEA de processo para garantia da qualidade dos resultados em um laboratório de ensaios FMEA de processo para garantia da qualidade dos resultados em um laboratório de ensaios Process FMEA for quality assurance results in a testing laboratory Jéssica Fredi Cocco 1, Carla Hartmann Sturm 1,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE FOTOGRAMETRIA TERRESTRE PARA MODELAGEM 3D DE IMÓVEIS NA CIDADE DE JOÃO PESSOA - PB.

UTILIZAÇÃO DE FOTOGRAMETRIA TERRESTRE PARA MODELAGEM 3D DE IMÓVEIS NA CIDADE DE JOÃO PESSOA - PB. p. 001-006 UTILIZAÇÃO DE FOTOGRAMETRIA TERRESTRE PARA MODELAGEM 3D DE IMÓVEIS NA CIDADE DE JOÃO PESSOA - PB. AYOBAMI IWA ZENABU BADIRU ANNA RAQUEL DIONÍSIO RAMOS LUCIANNY ROBERTA DAMASCENA DOS SANTOS GLAUCIENE

Leia mais

Captura e Alinhamento de Imagens: Um Banco de Faces Brasileiro

Captura e Alinhamento de Imagens: Um Banco de Faces Brasileiro Centro Universitário da FEI Projeto de Pesquisa Relatório Final Captura e Alinhamento de Imagens: Um Banco de Faces Brasileiro Aluno: Leo Leonel de Oliveira Junior Departamento: Engenharia Elétrica Orientador:

Leia mais

IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO

IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO IMPRESSÕES GRUPO SINOS A MELHOR IMPRESSÃO DA INFORMAÇÃO Impressos Grupo Sinos é o parque gráfico, ou a unidade de negócios do Grupo, onde são impressos os jornais, periódicos, revistas e peças gráficas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 1, de 1 de março de

Leia mais

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS:

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS: A Produção de pesquisas sobre Educação Ambiental dos Programas de Pós-graduação (Mestrados e Doutorados) cadastrados na Biblioteca Digital de Teses e Dissertações BDTD: Educação Ambiental e Educação Infantil

Leia mais

Segmentação de imagens tridimensionais utilizando o sensor Microsoft Kinect

Segmentação de imagens tridimensionais utilizando o sensor Microsoft Kinect Segmentação de imagens tridimensionais utilizando o sensor Microsoft Kinect Lucas Viana Barbosa 1 ; Wanderson Rigo 2 ; Manassés Ribeiro 3 INTRODUÇÃO Os sistemas de visão artificial vêm auxiliando o ser

Leia mais

Sistema Básico de Inspeção Termográfica

Sistema Básico de Inspeção Termográfica Sistema Básico de Inspeção Termográfica Um novo patamar na relação custo / benefício em Termografia *Eng. Attílio Bruno Veratti Conceito geral A Inspeção Termográfica é a técnica de inspeção não destrutiva

Leia mais

Cálculo de volume de objetos utilizando câmeras RGB-D

Cálculo de volume de objetos utilizando câmeras RGB-D Cálculo de volume de objetos utilizando câmeras RGB-D Servílio Souza de ASSIS 1,3,4 ; Izadora Aparecida RAMOS 1,3,4 ; Bruno Alberto Soares OLIVEIRA 1,3 ; Marlon MARCON 2,3 1 Estudante de Engenharia de

Leia mais

ALTERNATIVA PARA SIMPLIFICAÇÃO NA ESTRUTURA DE EXECUÇÃO DE PROJETOS SEIS-SIGMA

ALTERNATIVA PARA SIMPLIFICAÇÃO NA ESTRUTURA DE EXECUÇÃO DE PROJETOS SEIS-SIGMA Blucher Engineering Proceedings Agosto de 2014, Número 2, Volume 1 ALTERNATIVA PARA SIMPLIFICAÇÃO NA ESTRUTURA DE EXECUÇÃO DE PROJETOS SEIS-SIGMA Cristiano Marques de Oliveira 1 1 Delphi Automotive Systems

Leia mais

Alocação de Recursos em Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária: uma abordagem da Teoria do Portfólio

Alocação de Recursos em Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária: uma abordagem da Teoria do Portfólio Alocação de Recursos em Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária: uma abordagem da Teoria do Portfólio FERNANDES, Kellen Cristina Campos 1 ; FIGUEIREDO, Reginaldo Santana 2 Escola de Agronomia e Engenharia

Leia mais

RENAN OLIVEIRA REIS INFLUÊNCIA DA INTENSIDADE DO LASER NOS MAPAS DE ATIVIDADE DO BIOSPECKLE

RENAN OLIVEIRA REIS INFLUÊNCIA DA INTENSIDADE DO LASER NOS MAPAS DE ATIVIDADE DO BIOSPECKLE RENAN OLIVEIRA REIS INFLUÊNCIA DA INTENSIDADE DO LASER NOS MAPAS DE ATIVIDADE DO BIOSPECKLE LAVRAS MG 2015 RENAN OLIVEIRA REIS INFLUÊNCIA DA INTENSIDADE DO LASER NOS MAPAS DE ATIVIDADE DO BIOSPECKLE Dissertação

Leia mais

SINAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO TRABALHOS

SINAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO TRABALHOS SINAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO TRABALHOS Os Resumos podem ser elaborados em qualquer programa, porém somente poderão ser submetidos em PDF. As tabelas e figuras deverão estar inseridas no Banner e apresentadas

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104

MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104 MANUAL DE INSTALAÇÃO DVR-USB ST-104 Obrigado por escolher o DVR USB ST-104 DIMY S. Por favor, certifique-se que a operação do produto esta de acordo com este manual para garantir a estabilidade do sistema

Leia mais

Aplicações de GED. Aplicações de GED. Document imaging. Document imaging

Aplicações de GED. Aplicações de GED. Document imaging. Document imaging Aplicações de GED Processamento, arquivamento e recuperação de documentos (Document Imaging) Gerenciamento de documentos (Document Management) Sistema de Gerenciamento de documentos técnicos (engineering

Leia mais

DETERMINAÇÃO DE UMIDADE EM FARINHAS PELO EMPREGO DE MICROONDAS RESUMO

DETERMINAÇÃO DE UMIDADE EM FARINHAS PELO EMPREGO DE MICROONDAS RESUMO DETERMINAÇÃO DE UMIDADE EM FARINHAS PELO EMPREGO DE MICROONDAS Alessandra Cordeiro do Vale 1 ; Francielo Vendruscolo 2* ; Márcio Fernandes 3 1 Bolsista PIBIC-CNPq. Instituto Federal Goiano - campus Urutaí.

Leia mais

3 Estado da arte em classificação de imagens de alta resolução

3 Estado da arte em classificação de imagens de alta resolução 37 3 Estado da arte em classificação de imagens de alta resolução Com a recente disponibilidade de imagens de alta resolução produzidas por sensores orbitais como IKONOS e QUICKBIRD se tornou-se possível

Leia mais

GABRIEL FILLIPE CENTINI CAMPOS RECONHECIMENTO DE MARMOREIO DE CARNE BASEADO EM SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS

GABRIEL FILLIPE CENTINI CAMPOS RECONHECIMENTO DE MARMOREIO DE CARNE BASEADO EM SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS GABRIEL FILLIPE CENTINI CAMPOS RECONHECIMENTO DE MARMOREIO DE CARNE BASEADO EM SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS LONDRINA PR 2014 GABRIEL FILLIPE CENTINI CAMPOS RECONHECIMENTO DE MARMOREIO DE CARNE BASEADO EM SEGMENTAÇÃO

Leia mais

ANÁLISE TRIDIMENSIONAL DA VELOCIDADE E PRESSÃO ESTATÍSCA DO AR EM SILO DE AERAÇÃO USANDO ELEMENTOS FINITOS RESUMO ABSTRACT 1.

ANÁLISE TRIDIMENSIONAL DA VELOCIDADE E PRESSÃO ESTATÍSCA DO AR EM SILO DE AERAÇÃO USANDO ELEMENTOS FINITOS RESUMO ABSTRACT 1. ANÁLISE TRIDIMENSIONAL DA VELOCIDADE E PRESSÃO ESTATÍSCA DO AR EM SILO DE AERAÇÃO USANDO ELEMENTOS FINITOS RESUMO EDUARDO VICENTE DO PRADO 1 DANIEL MARÇAL DE QUEIROZ O método de análise por elementos finitos

Leia mais

Departamento de Engenharia Civil Caixa Postal 476 - CEP:88010/970 - Florianópolis, SC {lia, lapolli, franzoni}@ecv.ufsc.br

Departamento de Engenharia Civil Caixa Postal 476 - CEP:88010/970 - Florianópolis, SC {lia, lapolli, franzoni}@ecv.ufsc.br O Ensino de Sensoriamento Remoto, Sistema de Informações Geográficas e Fotogramentria nos Cursos de Graduação e Pós-Graduação em Engenharia Civil na UFSC LIA CAETANO BASTOS 1 ÉDIS MAFRA LAPOLLI 1 ANA MARIA

Leia mais

ASPECTOS DA CALIBRAÇÃO DE ANEMÔMETROS NOS EMPREENDIMENTOS EÓLICOS

ASPECTOS DA CALIBRAÇÃO DE ANEMÔMETROS NOS EMPREENDIMENTOS EÓLICOS ASPECTOS DA CALIBRAÇÃO DE ANEMÔMETROS NOS EMPREENDIMENTOS EÓLICOS Jorge Antonio Villar Alé - villar@pucrs.br Gabriel Cirilo da Silva Simioni - simioni@pucrs.br Pedro da Silva Hack - pedro.hack@pucrs.br

Leia mais

Ementas Disciplinas Eletivas

Ementas Disciplinas Eletivas Ementas Disciplinas Eletivas INFORMÁTICA Administração de Redes CH: 60 h Créditos: 2.1.0 Pré-requisito(s): Redes de Computadores II Conceitos e políticas de administração de redes. Gerência de redes e

Leia mais

Sensor de Imagem Química para Detecção e Análise de Gases. 1/5 www.ni.com

Sensor de Imagem Química para Detecção e Análise de Gases. 1/5 www.ni.com Sensor de Imagem Química para Detecção e Análise de Gases "Diante do desafio de monitorar a emissão de gases em aplicações como controle ambiental, atmosferas potencialmente explosivas ou nocivas à saúde

Leia mais

Estudo de técnicas de rastreamento de objetos aplicadas à detecção de múltiplas larvas

Estudo de técnicas de rastreamento de objetos aplicadas à detecção de múltiplas larvas Estudo de técnicas de rastreamento de objetos aplicadas à detecção de múltiplas larvas Guilherme de Oliveira Vicente Orientador: Prof. Dr. Hemerson Pistori Coorientador: Prof. Me. Kleber Padovani de Souza

Leia mais

Como fazer busca de imagem no Google?

Como fazer busca de imagem no Google? Como fazer busca de imagem no Google? Passo 1: Acesse o endereço do Google e depois clique na opção Imagens, que fica na barra superior da página Passo 2. Digite a palavra que procura. Observe que o Google

Leia mais

MAPEANDO AS CORRELAÇÕES ENTRE PRODUTIVIDADE E INVESTIMENTOS DE BOLSAS EM PROGRAMAS DE PÓSGRADUAÇÃO: o caso da Universidade Federal de Goiás

MAPEANDO AS CORRELAÇÕES ENTRE PRODUTIVIDADE E INVESTIMENTOS DE BOLSAS EM PROGRAMAS DE PÓSGRADUAÇÃO: o caso da Universidade Federal de Goiás MAPEANDO AS CORRELAÇÕES ENTRE PRODUTIVIDADE E INVESTIMENTOS DE BOLSAS EM PROGRAMAS DE PÓSGRADUAÇÃO: o caso da Universidade Federal de Goiás Dalton Lopes Martins (UFG) dmartins@gmail.com Arlon Silva (UFG)

Leia mais

SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS

SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS SEGMENTAÇÃO DE IMAGENS EM PLACAS AUTOMOTIVAS André Zuconelli 1 ; Manassés Ribeiro 2 1. Aluno do Curso Técnico em Informática, turma 2010, Instituto Federal Catarinense, Câmpus Videira, andre_zuconelli@hotmail.com

Leia mais

Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³. ²Universidade do Estado do Rio de Janeiro / Faculdade de Formação de Professores - rfariageo@hotmail.

Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³. ²Universidade do Estado do Rio de Janeiro / Faculdade de Formação de Professores - rfariageo@hotmail. GERAÇÃO DE MAPA DE USO E COBERTURA DE SOLO UTILIZANDO IMAGENS DE SATÉLITE LANDSAT 8 PARA O SUPORTE AO PLANEJAMENTO MUNICIPAL DO MUNICÍPIO DE NITERÓI RJ. Costa, B.L. 1 ; Faria, R.A.M²; Marins, L.S.³ 1 Universidade

Leia mais

Figura 01: Aplicações do Filtro Espacial Passa-Baixa.

Figura 01: Aplicações do Filtro Espacial Passa-Baixa. 791 IMPLEMENTAÇÃO DE TÉCNICAS DE PRÉ-PROCESSAMENTO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS PARA RADIOGRAFIAS CARPAIS Rafael Lima Alves 1 ; Michele Fúlvia Angelo 2 Bolsista PROBIC, Graduando em Engenharia de Computação,

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL

REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL REPRESENTAÇÃO DA IMAGEM DIGITAL Representação da imagem Uma imagem é uma função de intensidade luminosa bidimensional f(x,y) que combina uma fonte de iluminação e a reflexão ou absorção de energia a partir

Leia mais

Um Framework para definição de processos de testes de software que atenda ao nível 3 do TMM-e

Um Framework para definição de processos de testes de software que atenda ao nível 3 do TMM-e JEANE MENDES DA SILVA SANTOS Um Framework para definição de processos de testes de software que atenda ao nível 3 do TMM-e Plano de Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade Federal de

Leia mais

Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer

Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer 1 Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer Rafael Antonio Barro [1] Jailton Farias de Carvalho [2] Resumo: Este artigo descreve como funciona o módulo de captura de imagens do software Sci-soccer,

Leia mais

16º ENCONTRO TÉCNICO DO DEPARTAMENTO DE ESTRADA E RODAGEM DO PARANÁ 26 DE JULHO CURITIBA - PR

16º ENCONTRO TÉCNICO DO DEPARTAMENTO DE ESTRADA E RODAGEM DO PARANÁ 26 DE JULHO CURITIBA - PR 16º ENCONTRO TÉCNICO DO DEPARTAMENTO DE ESTRADA E RODAGEM DO PARANÁ 26 DE JULHO CURITIBA - PR 1 - AVALIAÇÃO DE PAVIMENTOS 2 - PROCEDIMENTOS 3 - EQUIPAMENTO 4 - VANTAGENS 5 - VÍDEO Palestrantes: Eng. Joel

Leia mais

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros

Utilização do Sistema Multimédia. 2. Formatos de ficheiros 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens. 2. Formatos de ficheiros Utilização do Sistema Multimédia 2.1. Compressão 2.2. Formatos mais comuns 2.3 Captura de imagens 2.1. Compressão Formatos com e sem compressão Técnicas de compressão (reduzem tamanho) de 2 tipos: Compressão

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. WebCAM

MANUAL DO USUÁRIO. WebCAM MANUAL DO USUÁRIO WebCAM Professional WC101 Conteúdo: Precauções Introdução do Produto Especificações Técnicas Requisitos do Sistema Driver de Instalação (WINS XP) Driver de Instalação (WINDOWS VISTA)

Leia mais

Astrofotografia do sistema solar

Astrofotografia do sistema solar Astrofotografia do sistema solar Jéssica de SOUZA ALVES 1 ; Mayler MARTINS 2 1 Estudante do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio, Bolsista de Iniciação Científica Júnior (PIBICJr) FAPEMIG.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMENTA PARA A GESTÃO DE UM SERVIÇO DE INFORMAÇÃO, BASEADO NA INTERAÇÃO UNIVERSIDADE E SOCIEDADE: O CASO DO UFSCAR

DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMENTA PARA A GESTÃO DE UM SERVIÇO DE INFORMAÇÃO, BASEADO NA INTERAÇÃO UNIVERSIDADE E SOCIEDADE: O CASO DO UFSCAR DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMENTA PARA A GESTÃO DE UM SERVIÇO DE INFORMAÇÃO, BASEADO NA INTERAÇÃO UNIVERSIDADE E SOCIEDADE: O CASO DO UFSCAR Roniberto Morato do Amaral 1, Pedro Ivo Silveira Andretta 2,

Leia mais

Análise Multivariada Aplicada à Substituição de Fornecedores de Princípio Ativo Farmacêutico Como prever o impacto na qualidade do medicamento?

Análise Multivariada Aplicada à Substituição de Fornecedores de Princípio Ativo Farmacêutico Como prever o impacto na qualidade do medicamento? Análise Multivariada Aplicada à Substituição de Fornecedores de Princípio Ativo Farmacêutico Como prever o impacto na qualidade do medicamento? Observação: o presente trabalho não revela a identidade do

Leia mais

Sensores e Atuadores (1)

Sensores e Atuadores (1) (1) 4º Engenharia de Controle e Automação FACIT / 2009 Prof. Maurílio J. Inácio Introdução Sensores Fornecem parâmetros sobre o comportamento do manipulador, geralmente em termos de posição e velocidade

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 6ª Série Teoria da Computação Ciência da Computação A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

NEVA: Programa para aumento de performance de sites web usando o algoritmo de esteganografia

NEVA: Programa para aumento de performance de sites web usando o algoritmo de esteganografia NEVA: Programa para aumento de performance de sites web usando o algoritmo de esteganografia MÁRCIO PANTOJA LOBATO 1, PEDRO VICTOR PONTES PINHEIRO 1, ROBERTO YURI DA SILVA FRANCO 1, ALESSANDRA NATASHA

Leia mais

APLICACAÇÃO DE METRICAS E INDICADORES NO MODELO DE REFERENCIA CMMI-Dev NIVEL 2

APLICACAÇÃO DE METRICAS E INDICADORES NO MODELO DE REFERENCIA CMMI-Dev NIVEL 2 APLICACAÇÃO DE METRICAS E INDICADORES NO MODELO DE REFERENCIA CMMI-Dev NIVEL 2 Renan J. Borges 1, Késsia R. C. Marchi 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí, PR Brasil renanjborges@gmail.com, kessia@unipar.br

Leia mais

Análise e visualização de dados utilizando redes neurais artificiais auto-organizáveis

Análise e visualização de dados utilizando redes neurais artificiais auto-organizáveis Análise e visualização de dados utilizando redes neurais artificiais auto-organizáveis Adriano Lima de Sá Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia 20 de junho de 2014 Adriano L. Sá (UFU)

Leia mais

Suprimentos originais HP

Suprimentos originais HP Suprimentos originais HP Entendendo a função dos suprimentos HP na qualidade e confiabilidade da impressão. Cada vez que você utilizar suprimentos originais HP, terá impressos produzidos por componentes

Leia mais

Fundamentos de Automação. Pneumática 01/06/2015. Pneumática. Pneumática. Pneumática. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Fundamentos de Automação. Pneumática 01/06/2015. Pneumática. Pneumática. Pneumática. Considerações Iniciais CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Considerações Iniciais "PNEUMÁTICA

Leia mais

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM 19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM Autor(es) ANDRE BERTIE PIVETTA Orientador(es) KLAUS SCHÜTZER Apoio Financeiro PIBITI/CNPQ 1. Introdução

Leia mais

1 O que é um computador? Definição uma máquina que lê dados, efectua cálculos e fornece resultados.

1 O que é um computador? Definição uma máquina que lê dados, efectua cálculos e fornece resultados. 1 O que é um computador? Definição uma máquina que lê dados, efectua cálculos e fornece resultados. 1.1 - Processos básicos do computador Entrada de dados ler ou receber os valores iniciais ou constantes

Leia mais

)tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD. ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD

)tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD. ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD )tvlfd,, 0,(QJ4XtPLFD Óptica Geométrica ²ž6HPHVWUH ÐSWLFD Exercício 1: Um feixe de luz cujo comprimento de onda é 650 nm propaga-se no vazio. a) Qual é a velocidade da luz desse feixe ao propagar-se num

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 6 a 0 de Agosto de 0 Qualidade de Sementes Híbridas de Milho Processadas em Separador por Cor Cibele Aparecida Teixeira da Silva, João Almir

Leia mais

Este trabalho tem como objetivo propor um modelo multicritério para a priorização dos modos de falha indicados a partir de uma aplicação do processo

Este trabalho tem como objetivo propor um modelo multicritério para a priorização dos modos de falha indicados a partir de uma aplicação do processo 1 Introdução A atual regulamentação do setor elétrico brasileiro, decorrente de sua reestruturação na última década, exige das empresas o cumprimento de requisitos de disponibilidade e confiabilidade operativa

Leia mais

Gerenciamento Eletrônico de Documentos. Resumo. Palavras-chave. Summary. Word-key

Gerenciamento Eletrônico de Documentos. Resumo. Palavras-chave. Summary. Word-key Gerenciamento Eletrônico de Documentos Alexandra Holanda Jaber 1 Marina Vaz Cunha da Silva 1 Rogério Rodrigues de Andrade 1 Pedro Nogueira de Souza 1 Resumo O GED é um Sistema desenvolvido para agilizar

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Identificação Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Jorge de Assis Merege Neto Construção de um protótipo (hardware e software) para segurança predial através de uma rede digital de monitoração via câmera

Leia mais

ANÁLISE DE RESPOSTA EM FREQUÊNCIA DO BIOSPECKLE LASER ADILSON MACHADO ENES

ANÁLISE DE RESPOSTA EM FREQUÊNCIA DO BIOSPECKLE LASER ADILSON MACHADO ENES ANÁLISE DE RESPOSTA EM FREQUÊNCIA DO BIOSPECKLE LASER ADILSON MACHADO ENES 2006 ADILSON MACHADO ENES ANÁLISE DE RESPOSTA EM FREQUÊNCIA DO BIOSPECKLE LASER Dissertação de mestrado apresentada ao Departamento

Leia mais

Auditoria de Sistemas. UNIPAC Ipatinga Segurança e Auditoria de Sistemas Prof. Thiago Lopes Lima

Auditoria de Sistemas. UNIPAC Ipatinga Segurança e Auditoria de Sistemas Prof. Thiago Lopes Lima Auditoria de Sistemas UNIPAC Ipatinga Segurança e Auditoria de Sistemas Prof. Thiago Lopes Lima Auditoria É uma atividade que engloba o exame das operações, processos, sistemas e responsabilidades gerenciais

Leia mais

Gerenciamento Agrícola com Suporte à Mobilidade: uma ferramenta móvel para automatizar cálculos de plantio

Gerenciamento Agrícola com Suporte à Mobilidade: uma ferramenta móvel para automatizar cálculos de plantio Gerenciamento Agrícola com Suporte à Mobilidade: uma ferramenta móvel para automatizar cálculos de plantio Márcio José Mantau, Carla Diacui Medeiros Berkenbrock PPGCA - Programa de Pós-Graduação em Computação

Leia mais

Tecnologias de GED Simone de Abreu

Tecnologias de GED Simone de Abreu Tecnologias de GED Simone de Abreu A rapidez na localização da informação contida no documento é hoje a prioridade das empresas e organizações, já que 95% das informações relevantes para o processo de

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I S.A.F.- DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS E PATRIMÔNIO 1/5 ANEXO I MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO CENTRAIS DE ALARMES O presente memorial tem por objetivo descrever as instalações do sistema de proteção

Leia mais

Uso de Imagem Digital para Seleção e Classificação de Frutas e Hortaliças

Uso de Imagem Digital para Seleção e Classificação de Frutas e Hortaliças 1 Uso de Imagem Digital para Seleção e Classificação de Frutas e Hortaliças Juliana Sanches Antônio Carlos Loureiro Lino Instituto Agronômico, Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de

Leia mais

Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software

Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software. Requisitos de Software INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Curso Técnico em Informática ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Clayton Maciel Costa

Leia mais

Sphinx Scanner Informações gerais V 5.1.0.8

Sphinx Scanner Informações gerais V 5.1.0.8 Sphinx Scanner Informações gerais V 5.1.0.8 Pré-requisitos: Possuir modalidade scanner no software Sphinx A SPHINX Brasil propõe uma solução de leitura automática de questionários por scanner. O Sphinx

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE AULA 1. estrutura do curso e conceitos fundamentais. professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com

ENGENHARIA DE SOFTWARE AULA 1. estrutura do curso e conceitos fundamentais. professor Luciano Roberto Rocha. www.lrocha.com ENGENHARIA DE SOFTWARE AULA 1 estrutura do curso e conceitos fundamentais professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com Sobre o docente Especialista em Desenvolvimento Web (UEM) Mestre em Tecnologia Educacional

Leia mais

Uso dos Resultados de um Estudo Baseado em Revisão Sistemática para Elaborar uma Proposta Inicial de Pesquisa

Uso dos Resultados de um Estudo Baseado em Revisão Sistemática para Elaborar uma Proposta Inicial de Pesquisa VII Experimental Software Engineering Latin American Workshop (ESELAW 2010) Uso dos Resultados de um Estudo Baseado em Revisão Sistemática para Elaborar uma Proposta Inicial de Pesquisa Natália Chaves

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

Utilização de imagens de satélite e modelagem numérica para determinação de dias favoráveis a dispersão de poluentes.

Utilização de imagens de satélite e modelagem numérica para determinação de dias favoráveis a dispersão de poluentes. Utilização de imagens de satélite e modelagem numérica para determinação de dias favoráveis a dispersão de poluentes. Claudinéia Brazil Saldanha Rita de Cássia Marques Alves Centro Estadual de Pesquisas

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DE ENSAIOS DE DISSOLUÇÃO PARA FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS ORAIS DE LIBERAÇÃO IMEDIATA (FFSOLI)

RECOMENDAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DE ENSAIOS DE DISSOLUÇÃO PARA FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS ORAIS DE LIBERAÇÃO IMEDIATA (FFSOLI) RECOMENDAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DE ENSAIOS DE DISSOLUÇÃO PARA FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS ORAIS DE LIBERAÇÃO IMEDIATA (FFSOLI) 1. Introdução O objetivo desta recomendação é fornecer orientações gerais para

Leia mais

LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES SOBRE O USO DO MÉTODO E APLICATIVOS SOCIOMÉTRICOS

LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES SOBRE O USO DO MÉTODO E APLICATIVOS SOCIOMÉTRICOS LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES SOBRE O USO DO MÉTODO E APLICATIVOS SOCIOMÉTRICOS Augusto Chagas Lima do Carmo camolim@gmail.com José Marconi Bezerra de Souza marconi2006@gmail.com (orientador) Departamento

Leia mais

Documento técnico. No melhor da iluminação Os desafios da iluminação mínima

Documento técnico. No melhor da iluminação Os desafios da iluminação mínima Documento técnico No melhor da iluminação Os desafios da iluminação mínima Índice 1. Introdução 3 2. O quebra-cabeça da sensibilidade de luz 3 3. Não seja enganado! 5 4. Como fazer a escolha mais inteligente

Leia mais

Um sistema de visão computacional para detecção automática de caracteres em uma linha de montagem automotiva

Um sistema de visão computacional para detecção automática de caracteres em uma linha de montagem automotiva 225 Um sistema de visão computacional para detecção automática de caracteres em uma linha de montagem automotiva Marcus V. C. Guelpeli1, Bruno S. P. de Oliveira2, Wellington C. A. Landim2 1 Curso de Sistema

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Influência de Temperaturas de Secagem no Vigor de Sementes de Milho Geneticamente Modificadas Patrícia Marluci da

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV CURSO: GESTÃO DE DATACENTER E COMPUTAÇÃO EM NUVEM 2013.2 NÚMERO DE VAGAS: 25 (Vinte e Cinco) Vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS 01 de Novembro de 2013 CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA VISCONDE DE CAIRU CEPPEV APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA A Fundação Visconde

Leia mais

LEVANTAMENTO DAS ESPÉCIES DE CUPINS ATACANDO RESIDÊNCIAS NOS BAIRROS DO MUNICIPIO DE GURUPI TO.

LEVANTAMENTO DAS ESPÉCIES DE CUPINS ATACANDO RESIDÊNCIAS NOS BAIRROS DO MUNICIPIO DE GURUPI TO. LEVANTAMENTO DAS ESPÉCIES DE CUPINS ATACANDO RESIDÊNCIAS NOS BAIRROS DO MUNICIPIO DE GURUPI TO. Gracielle Rodrigues da Costa 1 ; Edy Eime Pereira Baraúna 2 ; Renato da Silva Vieira 3 1 Aluno do Curso de

Leia mais

Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019

Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019 Para maiores informações contactar: Segurança Industrial Rua Mariópolis, 131 81750-020 Curitiba - PR Fone/fax: 41 3287-1364 ou 9637-8019 www.segindbr.com.br - cml@segindbr.com.br LTC 2682/XX Operação realmente

Leia mais

Agência Virtual - O consumidor acessando sua conta de água pela Internet

Agência Virtual - O consumidor acessando sua conta de água pela Internet Agência Virtual - O consumidor acessando sua conta de água pela Internet Autores: Leandro Martini Ribeiro - Engenheiro civil pelo IME - Instituto Militar de Engenharia, 1978, engenheiro da F.SESP/FUNASA

Leia mais

SOFTWARE PARA GERENCIAMENTO DE REBANHOS BOVINOS: SELEÇÃO E AVALIAÇÃO PELO PECUARISTA

SOFTWARE PARA GERENCIAMENTO DE REBANHOS BOVINOS: SELEÇÃO E AVALIAÇÃO PELO PECUARISTA SOFTWARE PARA GERENCIAMENTO DE REBANHOS BOVINOS: SELEÇÃO E AVALIAÇÃO PELO PECUARISTA Marcos Aurélio Lopes Email: malopes@ufla.br Vínculo: Professor do Depto de Medicina Veterinária da Universidade Federal

Leia mais

ANÁLISE DA CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DA ALFACE (Lactuca Sativa, L) UTILIZANDO O SISTEMA DE APOIO À TOMADA DE DECISÃO BKD

ANÁLISE DA CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DA ALFACE (Lactuca Sativa, L) UTILIZANDO O SISTEMA DE APOIO À TOMADA DE DECISÃO BKD ANÁLISE DA CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DA ALFACE (Lactuca Sativa, L) UTILIZANDO O SISTEMA DE APOIO À TOMADA DE DECISÃO BKD RESUMO Thereza P. P. Padilha Fabiano Fagundes Conceição Previero Laboratório de Solos

Leia mais

Roteiro para preparação de proposta de Trabalhos Técnico-Científicos

Roteiro para preparação de proposta de Trabalhos Técnico-Científicos 1 Roteiro para preparação de proposta de Trabalhos Técnico-Científicos Prof. Valdemir Carrara www.valcar.net www.carrara.us 2 1 INTRODUÇÃO Na introdução deve-se descrever os objetivos principais do trabalho

Leia mais

Uma nova cultura em processos e projetos

Uma nova cultura em processos e projetos Uma nova cultura em processos e projetos 10 KPMG Business Magazine Mercado caminha para a maturidade, com uma maior percepção dos benefícios da gestão por processos para atender aos objetivos estratégicos

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENSINO TÉCNICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FAETERJ Petrópolis Área de Extensão PLANO DE CURSO

FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENSINO TÉCNICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FAETERJ Petrópolis Área de Extensão PLANO DE CURSO FUNDAÇÃO DE APOIO AO ENINO TÉCNICO DO ETADO DO RIO DE JANEIRO PLANO DE CURO 1. Identificação Curso de Extensão: INTRODUÇÃO AO ITEMA INTELIGENTE Professor Regente: José Carlos Tavares da ilva Carga Horária:

Leia mais

O Polarímetro na determinação de concentrações de soluções

O Polarímetro na determinação de concentrações de soluções O Polarímetro na determinação de concentrações de soluções 1. O polarímetro Polarímetros são aparelhos que medem directamente a rotação de polarização, através da medição do ângulo de rotação de um analisador.

Leia mais

SOFTWARE AUTOMÁTICO PARA DETERMINAÇÃO DA IDADE ÓSSEA BASEADO NO MÉTODO DE EKLOF & RINGERTZ

SOFTWARE AUTOMÁTICO PARA DETERMINAÇÃO DA IDADE ÓSSEA BASEADO NO MÉTODO DE EKLOF & RINGERTZ Revista Brasileira de Física Médica (2009) - Volume 2, Número 1, p.15-19 Artigo Original SOFTWARE AUTOMÁTICO PARA DETERMINAÇÃO DA IDADE ÓSSEA BASEADO NO MÉTODO DE EKLOF & RINGERTZ C.O. Júnior, E.L.L. Rodrigues

Leia mais

YET - Your Electronic Transactions. Soluções globais de transações eletrónicas

YET - Your Electronic Transactions. Soluções globais de transações eletrónicas YET - Your Electronic Transactions Soluções globais de transações eletrónicas Conhecimento e experiência na desmaterialização de processos A YET Your Electronic Transactions é uma empresa especializada

Leia mais

Engenharia de Software: Introdução. Mestrado em Ciência da Computação 2008 Profa. Itana Gimenes

Engenharia de Software: Introdução. Mestrado em Ciência da Computação 2008 Profa. Itana Gimenes Engenharia de Software: Introdução Mestrado em Ciência da Computação 2008 Profa. Itana Gimenes Programa 1. O processo de engenharia de software 2. UML 3. O Processo Unificado 1. Captura de requisitos 2.

Leia mais

Comparação da avaliação automatizada do Phantom Mama em imagens digitais e digitalizadas

Comparação da avaliação automatizada do Phantom Mama em imagens digitais e digitalizadas Comparação da avaliação automatizada do Phantom Mama em imagens digitais e digitalizadas Priscila do Carmo Santana 1,2,3, Danielle Soares Gomes 3, Marcio Alves Oliveira 3 e Maria do Socorro Nogueira 3

Leia mais

Modelagem e Simulação Material 02 Projeto de Simulação

Modelagem e Simulação Material 02 Projeto de Simulação Modelagem e Simulação Material 02 Projeto de Simulação Prof. Simão Sirineo Toscani Projeto de Simulação Revisão de conceitos básicos Processo de simulação Etapas de projeto Cuidados nos projetos de simulação

Leia mais

PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS

PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS Motivado por duas principais aplicações: Melhorar a informação da imagem para interpretação humana Processamento de cenas para percepção de máquinas (Visão Computacional)

Leia mais

Sistema de Informação Geográfica Aplicado na Agricultura

Sistema de Informação Geográfica Aplicado na Agricultura Universidade Federal do Ceará Centro de Ciências Agrárias Departamento Engenharia Agrícola Pós-Graduação em Engenharia Agrícola Disciplina: Seminário I Sistema de Informação Geográfica Aplicado na Agricultura

Leia mais

RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP

RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP RECONHECIMENTO DE PLACAS DE AUTOMÓVEIS ATRAVÉS DE CÂMERAS IP Caio Augusto de Queiroz Souza caioaugusto@msn.com Éric Fleming Bonilha eric@digifort.com.br Gilson Torres Dias gilson@maempec.com.br Luciano

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade PGE: Plastic Gestor Empresarial Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Recife, janeiro de 2013 Sumário 1. Motivação... 1 2. Introdução: O Problema Indentificado... 2

Leia mais

Busca Estocástica Baseada em Planejamento para Maximizar Metas em Jogos de RTS

Busca Estocástica Baseada em Planejamento para Maximizar Metas em Jogos de RTS Busca Estocástica Baseada em Planejamento para Maximizar Metas em Jogos de RTS Autor:Thiago França Naves 1, Orientador: Carlos Roberto Lopes 1 1 Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação Universidade

Leia mais