SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA"

Transcrição

1 SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Ano 1 Período de referência: 01/01/2014 a 31/12/2014 Data de Emissão: 21/12/2015 Boletim Epidemiológico ACIDENTES DE TRÂNSITO ATENDIDOS PELO SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU RECIFE 2014 Os acidentes de trânsito são considerados um importante evento em saúde pública no mundo e no Brasil, tendo como consequência feridos e mortos. O que representa na mortalidade. Estudos realizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), demonstram uma forte tendência ao crescimento desses acidentes, devido a rápida urbanização, a deficiência de infraestrutura urbana, a uma legislação frágil e a utilização cada vez maior do transporte automotivo particular em alguns países (referência). As informações apresentadas nesta edição referem-se aos registros no ano de 2014, por causas externas atendimentos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência do Recife (SAMU-192), que é um programa do governo federal, implantado em municípios brasileiros, cujo objetivo é chegar precocemente à vítima após ter ocorrido um agravo à sua saúde que possa levar a sofrimento, sequelas ou até mesmo à morte. Os registros fornecidos pelo SAMU Recife foram corrigidos, recodificados e validados para realização das análises descritivas, com um recorte para os acidentes de trânsito. Foram excluídos das análises os registros de outros acidentes não especificados (NE) (297), que poderiam incluir outros tipos de atendimento. No ano de 2014, ocorreram atendimentos geral, sendo (26%) por causas externas, tendo uma média mensal de aproximadamente 532 atendimentos. Dentre estes, (67,0%) corresponderam aos acidentes de trânsito (AT), com uma média de 356 atendimentos/mês (Tabela 1).

2 Tabela 1. Atendimento do SAMU por causas externas. Recife, 2014 Descrição n % Acidentes de Trânsito (AT) Outros eventos Quedas Violências Outros acidentes NE* Intoxicação exógena Total *Não especificado Fonte: SESAU Recife/SAMU/SEVS A maior proporção desses acidentes ocorreram nos meses de maio, dezembro, setembro e outubro, respectivamente. Estes meses concentraram 40% dos casos atendidos pelo SAMU, no período analisado (Figura 1). Figura 1 : Proporção mensal de casos de acidentes de trânsito atendidos pelo SAMU. Recife 2014 % 15,0 13,0 11,0 9,0 7,0 5,0 3,0 1,0 8,3 10,7 10,0 8,3 8,6 9,1 9,7 10,1 8,1 7,2 5,8 4,1 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Fonte : SESAU /SAMU/SEVS Recife Dentre os AT, os acidentes de moto permanecem com a maior frequência, seguido dos acidentes de trânsito não especificados (NE). Nestes, podem estar incluídos os acidentes com veículo moto, o que pode aumentar ainda mais a proporção de AT no Recife (Figura2). Em relação a faixa etária, os jovens e adultos jovens entre 20 a 29 anos foram o grupo mais acometido nos AT, seguido do grupo entre 30 e 39anos. Observa-se também a elevada frequência de adolescentes envolvidos em AT (Figura 3). O sexo masculino predomina nesses acidentes. A razão de sexo observada é de quatro vítimas do sexo masculino para cada uma vítima do sexo feminino (Figura 3). O mesmo padrão em relação ao sexo e faixa etária foi observado ao se especificar os acidentes de moto e atropelamentos (Figuras 4 e 5).

3 Faixa etária Figura 2 :Acidentes de trânsito atendidos pelo SAMU - Recife, 2014 N Moto Acid. Trânsito NE Atropelamento Bicicleta Carro ônibus % 45,7 34,1 14,3 3,4 2,4 0,1 N ,0 40,0 35,0 30,0 25,0 % 20,0 15,0 10,0 5,0 0,0 Fonte SESAU /SAMU/SEVS Recife % N Figura 3: Número de vítimas de acidentes de trânsito atendidos pelo SAMU, por faixa etária e sexo. Recife 2014 NI* 6o e a 40-49a 30-39a 20-29a 10-19a 1-9a >1a Fem Mas *NI Não informado Fonte : SESAU /SAMU/SEVS Recife

4 ocorreu no período da manhã (39%) e tarde Outro fator avaliado, refere-se à frequência dos acidentes nos diferentes turnos do dia. Grande parte dos acidentes, (36%), o que pode ser justificado pelo período de maior intensidade de atividades no trânsito da cidade (Figura 6).

5 Fonte: Sesau Recife/SAMU/SEVS A posição (ranking) das unidades da rede de saúde receptoras dos casos, estão descritas na tabela 2. A maioria dos atendimentos de AT ocorreu nas unidades da rede pública, destacando-se as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá, Imbiribeira e da Torre, seguido do Hospital da Restauração (HR), representando 66% dos casos de AT atendidos pelo SAMU no ano de 2014 (Tabela 2). Considerando a geografia das ocorrências dos acidentes de trânsito na cidade, a região sudoeste da cidade (DS 5) deteve o maior número de AT (17,3%), seguida da região centro (DS 1) e oeste (DS 4) do Recife (Figura 7). Após a validação do banco, foi possível determinar o ranking de cada tipo de acidente segundo distritos sanitários (DS) e bairros. Destacam-se os bairros de Boa Viagem, Afogados e Ibura, porque estes repetem-se no ranking dos diferentes tipos de acidentes (Tabelas 4 e 5). Mostrando os bairros por DS, destacam-se no DS 1- Santo Amaro; DS 2-Água Fria; DS 3-Casa Amarela; DS 4-Caxanga; DS 5- Afogados; DS 6-Boa Viagem; DS 7-Macaxeira e DS 8-Ibura (Tabelas 3, 4 e 5).

6 N acidentes de Trânsito Porporção pordistrito Tabela 2. Posição (Ranking) das unidades receptoras dos acidentes de Trânsito atendidos pelo SAMU -Recife 2014 Primeiro n Segundo n Terceiro n UPA UPA da Caxangá 680 UPA Imbiribeira 567 UPA Torrões 521 Policlínicas Municipais P. Amaury Coutinho 167 P. Agmenon Magalhães 2 P. Arnaldo Marques 2 Hospital Rede Pública HR 403 HGV 151 HOF 60 Hospital Rede Privada Hapvida 98 H. Unimed 95 H. Esperança 71 Figura 7 - Número e proporção de acidentes de trânsito atendidos pelo SAMU por ocorrência nos Distritos Sanitários. Recife, DS 5 DS 1 DS 4 DS 6 DS 2 DS 3 DS 7 DS 8 N % 17,60 16,96 16,60 12,51 11,37 11,35 7,35 6,07 20,00 15,00 10,00 5,00 0,00 Tabela 3: Posição (Ranking) por Distrito Sanitário. SAMU, Recife 2014 Acidentes registrados Primeiro n Segundo n Terceiro n Total de Acidentes DS DS DS Acidente de Moto DS DS DS Acidente de Trânsito NE DS DS DS Atropelamento DS 4, DS DS DS 6 81 Acidente Bicicleta DS 4 29 DS 1 27 DS 5 23 Acidente Carro DS 5 21 DS 1 19 Ds 6 12

7 Tabela 4: Posição (Ranking) dos Bairros do Recife, Acidentes registrados Primeiro n Segundo n Terceiro n Total de Acidentes Boa Viagem 214 Ibura 187 Afogados 167 Acidente de Moto Boa Viagem 97 Afogados, Boa Vista 77 São José 76 Acidente de Trânsito NE Boa Viagem 76 Afogados 57 Ibura 56 Atropelamento Ibura 41 Afogados, Boa Viagem 28 Santo Amaro 27 Acidente Bicicleta Boa Vista, Ibura 10 Boa Viagem, Santo Amaro 8 Madalena 7 Acidente Carro Ibura 7 Casa Amarela, Santo Amaro 5 Boa Viagem 4 Tabela 5: Posição (Ranking) dos Bairros em cada DS. SAMU Recife, 2014 DS Primeiro n Segundo n Terceiro n DS 1 Santo Amaro 160 Boa Vista 159 São José 143 DS 2 Água Fria 109 Arruda 63 Campo Grande 57 DS 3 Casa Amarela 127 Derby 85 Casa Forte 45 DS 4 Caxanga 112 Iputinga 99 Cordeiro 88 DS 5 Afogados 167 J. São Paulo 129 Areias 63 DS 6 Boa Viagem 214 Imbiribeira 149 Pina 63 DS 7 Macaxeira 72 Nova Descoberta 71 Guabiraba 49 DS 8 Ibura 187 Jordão 60 Cohab Considerações Toda a população dever ser alvo das medidas de educação e fiscalização, contudo condutores e pedestres do sexo masculino na faixa etária entre 20 e 39 anos, devem ser o grupo priorizado para campanhas educativas. Os dados registrados pelo SAMU demonstraram a relevância dos acidentes com motocicleta na cidade do Recife no ano de As motos tem sido um meio de transporte popular nos municípios brasileiros e suas principais vítimas também são jovens

8 do sexo masculino. Os condutores de motocicletas possuem o risco sete vezes maior de morte, quatro vezes maior de lesão corporal e duas vezes maior de atropelar um pedestre, quando comparados aos automobilistas. Além da possibilidade da perda de vidas e os ferimentos graves ou que possam trazer incapacidade, o custo dos acidentes envolvendo motociclistas foi estimado em R$ 5,3 bilhões entre 1998 e 2006 (Bacchieri G & Barros AJD,2011) 1. Quanto as regiões da cidade com maior frequência de AT, a região sudoeste da cidade (DS 5), a região centro (DS 1) e oeste (DS 4) do Recife assim como bairros de Boa Viagem, Ibura, Afogados, Boa Vista e São José necessitam de um olhar diferenciado, de um estudo específico para verificar onde ocorrem a maior parte desses acidentes nessas regiões, para melhor ordenamento, fiscalização e educação no trânsito. As análises demonstram que é importante implementar o trabalho preventivo referente a direção defensiva e equipamentos de proteção entre a população masculina de jovens e adultos jovens, principalmente os que são condutores de 1 Bacchieri G, Barros AJD. Acidentes de trânsito no Brasil de 1998 a 2010: muitas mudanças e poucos resultados. Rev Saúde Pública 2011; 45(5): motocicletas, uma vez que as medidas adotadas pelas políticas públicas, ainda não conseguiram impedir a elevada frequência dos Acidentes de Trânsito. Expediente Prefeito: Geraldo Júlio Secretário de Saúde: Jailson de Barros Correia Secretária Executiva de Vigilância a Saúde: Cristiane Penaforte Gerência de Vigilância Epidemiologia: Natalia Barros Divisão de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde: Claudia Castro Elaboração: Divisão de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde Elaboração: Terezinha de Almeida Aquino e Denise S.C. Oliveira Scripnic Gerente do SAMU: Leonardo Gomes Banco de Dados: SAMU Recife Editoração Eletrônica Endereço para correspondência:

9 Secretaria Executiva de Vigilância à Saúde Gerência de Vigilância Epidemiológica

Boletim Epidemiológico - Influenza

Boletim Epidemiológico - Influenza SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA SE - Ano 0 Período de referência: 03/0 a 30/0/0 Data de Emissão: 09/0/0 Boletim Epidemiológico - Influenza

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE COQUELUCHE. Boletim Epidemiológico DENGUE

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE COQUELUCHE. Boletim Epidemiológico DENGUE Casos Notificados (n) Secretaria Executiva de Vigilância à Saúde Período GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA COQUELUCHE Ano 2014 Período de referência: 04/01/2015 a 04/04/2015 Data de Emissão: 08/04/2015

Leia mais

Boletim Epidemiológico - Influenza

Boletim Epidemiológico - Influenza SECRETARIA DE SAÚDE DIRETORIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE UNIDADE DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Ano 7 Nº SE Período de referência: / a //7 Data de Emissão: 7//7 Nº Ano 7 SE (/ a //7) Data de Emissão:

Leia mais

Semana Epidemiológica (SE) 02/2017 (08/01 a 14/01) Informe Epidemiológico Síndrome Congênita associada à Infecção pelo Vírus Zika (SCZ)

Semana Epidemiológica (SE) 02/2017 (08/01 a 14/01) Informe Epidemiológico Síndrome Congênita associada à Infecção pelo Vírus Zika (SCZ) 9+- SECRETARIA DE SAÚDE DIRETORIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE UNIDADE DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA CENTRO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS EM VIGILÂNCIA EM SAÚDE Semana Epidemiológica (SE) 02/2017 (08/01

Leia mais

Boletim Estatístico. Ano 07 - Janeiro a Outubro de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO

Boletim Estatístico. Ano 07 - Janeiro a Outubro de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO Boletim Estatístico Ano 07 - Janeiro a Outubro de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO Indenizações Pagas Natureza da Indenização % % x Morte 34.105 10% 26.917 7% 27% Invalidez Permanente 242.606 75% 282.545

Leia mais

Boletim Estatístico. Ano 07 - Volume 02 Janeiro a Junho de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO

Boletim Estatístico. Ano 07 - Volume 02 Janeiro a Junho de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO Boletim Estatístico Ano 07 - Volume 02 Janeiro a Junho de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO Indenizações Pagas Natureza da Indenização % % x Morte 19.367 10% 15.192 7% 27% Invalidez Permanente 144.950 75%

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

BICICLETAS 2008 BICICLETAS

BICICLETAS 2008 BICICLETAS 008 A topografia quase plana do Distrito Federal favorece trajetos ideais para serem percorridos por ciclistas. O clima da região e o baixo custo de se pedalar são fatores que também contribuem para a

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Indenizações Pagas. Evolução das Indenizações Pagas por Natureza

Indenizações Pagas. Evolução das Indenizações Pagas por Natureza Ano 05 - Volume 02 Janeiro a Junho de 2015 Indenizações Pagas Natureza da Indenização Jan a Jun 2014 % % Jan a Jun 2014 x Morte 25.181 7% 22.395 7% -11% Invalidez Permanente 259.845 77% 269.410 78% 4%

Leia mais

Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes

Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes Dimensão dos acidentes e violências na saúde pública 969.850 internações e 145.093 mortes em 2011 por causas externas (toda causa não natural, como queimadura,

Leia mais

Boletim Epidemiológico - Arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti

Boletim Epidemiológico - Arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA SE 49 Ano 2015 Período de referência: 04/01/2015 a 12/12/2015 Data de Emissão: 18/12/2015 Boletim Epidemiológico

Leia mais

Boletim Estatístico. Ano 07 - Agosto de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO

Boletim Estatístico. Ano 07 - Agosto de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO Boletim Estatístico Ano 07 - Agosto de 2017 DPVAT: O SEGURO DO TRÂNSITO Indenizações Pagas Natureza da Indenização % % x Morte 4.595 12% 3.236 42% Invalidez Permanente 27.482 73% 27.165 77% Despesas Médicas

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE ACIDENTES DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS NO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE ANO 2012

INFORMAÇÕES SOBRE ACIDENTES DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS NO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE ANO 2012 EMPRESA DE TRANSPORTES E TRÂNSITO DE BELO HORIZONTE S/A BHTRANS DIRETORIA DE PLANEJAMENTO DPL SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA - SPPP GERÊNCIA DE PESQUISA INFORMAÇÃO E INOVAÇÃO - GEPIN INFORMAÇÕES

Leia mais

Indenizações Pagas. Evolução das Indenizações Pagas por Natureza

Indenizações Pagas. Evolução das Indenizações Pagas por Natureza Ano 05 - Volume 04 Janeiro a Dezembro de 2015 Indenizações Pagas Natureza da Indenização % % x Morte 42.501 7% 52.226 7% -19% Invalidez Permanente 515.751 79% 595.693 78% -13% Despesas Médicas (DAMS) 94.097

Leia mais

Perfil das pessoas mortas na cidade de São Paulo em circunstâncias violentas (2011)

Perfil das pessoas mortas na cidade de São Paulo em circunstâncias violentas (2011) Perfil das pessoas mortas na cidade de São Paulo em circunstâncias violentas (0) Sobre o estudo Objetivo: sistematizar conhecimento sobre vitimização por causas violentas na cidade de São Paulo identificando

Leia mais

MULHERES NO TRÂNSITO

MULHERES NO TRÂNSITO MULHERES NO TRÂNSITO Segundo o Censo do IBGE 2010, a população brasileira é composta por 4 de homens e 5 de mulheres, isto é, a proporção entre os sexos é praticamente igual, porém não se pode dizer o

Leia mais

Boletim Epidemiológico - Arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti

Boletim Epidemiológico - Arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti Casos prováveis (n) Secretaria Executiva de Vigilância à Saúde SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA SE 12 Ano 2016 Período de referência:

Leia mais

ÍNDICE DEFINIÇÕES Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via Vítimas segundo os distritos...

ÍNDICE DEFINIÇÕES Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via Vítimas segundo os distritos... ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 2014... 4 1. Vítimas por mês... 4 2. Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 3. Vítimas segundo os distritos... 6 4. Vítimas segundo a natureza do acidente... 7 5. Vítimas

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5

ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 Distrito de BRAGANÇA 2010 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM 2010... 4 1. Vítimas por mês... 4 2. Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 3. Vítimas segundo a natureza do acidente... 6 4. Vítimas

Leia mais

ÍNDICE DEFINIÇÕES Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via Vítimas segundo os distritos...

ÍNDICE DEFINIÇÕES Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via Vítimas segundo os distritos... ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 2014... 4 1. Vítimas por mês... 4 2. Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 3. Vítimas segundo os distritos... 6 4. Vítimas segundo a natureza do acidente... 7 5. Vítimas

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE ACIDENTES DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS NO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE ANO 2013

INFORMAÇÕES SOBRE ACIDENTES DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS NO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE ANO 2013 EMPRESA DE TRANSPORTES E TRÂNSITO DE BELO HORIZONTE S/A BHTRANS DIRETORIA DE PLANEJAMENTO DPL SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA - SPPP GERÊNCIA DE PESQUISA INFORMAÇÃO E INOVAÇÃO - GEPIN INFORMAÇÕES

Leia mais

ANÁLISE DOS DADOS DE MORTALIDADE DE 2001

ANÁLISE DOS DADOS DE MORTALIDADE DE 2001 ANÁLISE DOS DADOS DE MORTALIDADE DE 2001 Coordenação Geral de Informações e Análise Epidemiológica Departamento de Análise da Situação de Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde Janeiro

Leia mais

Junho de Principais Indicadores de Sinistralidade Continente. Observatório de Segurança Rodoviária

Junho de Principais Indicadores de Sinistralidade Continente. Observatório de Segurança Rodoviária Junho de 2010 Principais Indicadores de Sinistralidade Continente Observatório de Segurança Rodoviária ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 EVOLUÇÃO 2001-2010... 4 1. Acidentes com vítimas no período de Janeiro a Junho...

Leia mais

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO EM CIDADE DO CEARÁ

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO EM CIDADE DO CEARÁ PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO EM CIDADE DO CEARÁ Jacquelinny Lopes de Macêdo 1 Arthur Rafhael Amorim Alves Esmeraldo 2 Renata Leão Couto 3 Mara Cristina Farias de Araujo 4 João Ananias

Leia mais

E. Acidentes e Violências Horário de Início :

E. Acidentes e Violências Horário de Início : E. Acidentes e Violências Horário de Início : Neste módulo, abordaremos questões sobre acidentes e violências nos últimos 12 meses. Primeiramente, vamos falar sobre uso de cinto de segurança e acidentes

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed

Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed ESTUDO REALIZADO PELA ÁREA DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DA UNIMED DO BRASIL: José Carlos de Barros Gerente Paulo José Especialista

Leia mais

O3. Com que frequência o(a) sr(a) anda de carro/automóvel, van ou táxi?

O3. Com que frequência o(a) sr(a) anda de carro/automóvel, van ou táxi? Módulo O. Acidentes e Violências Neste módulo, abordaremos questões sobre acidentes e violências nos últimos 12 meses. Inicialmente, vamos falar sobre o uso de cinto de segurança, capacete e acidentes

Leia mais

Confira o perfil de cada um dos setores segundo a divisão adotada pela CNM/CUT/CUT:

Confira o perfil de cada um dos setores segundo a divisão adotada pela CNM/CUT/CUT: Mapeamento do Emprego e Desempenho da Indústria Metalúrgica do Brasil 1 O presente trabalho, elaborado pelos Técnicos da Subseção do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos),

Leia mais

Programa Estadual de Vigilância de Acidentes por Animais Peçonhentos

Programa Estadual de Vigilância de Acidentes por Animais Peçonhentos Secretaria de Programa Estadual de Vigilância de Acidentes por Animais Peçonhentos Enfª Ivânia da Costa Folster Vigilância de Acidentes por Animais Peçonhentos GEZOO/DIVE/SES Secretaria de Histórico da

Leia mais

DESTAQUE DE DEZEMBRO DE 2016

DESTAQUE DE DEZEMBRO DE 2016 DESTAQUE DE DEZEMBRO DE 2016 IVV O IVV de dezembro de 2016 atingiu 4,4%, resultado que expressa uma pequena redução de 0,1 p.p na comparação com o mês anterior e evolução de 1,4 p.p em relação ao mesmo

Leia mais

DESTAQUE DE JUNHO DE 2016

DESTAQUE DE JUNHO DE 2016 DESTAQUE DE JUNHO DE 2016 IVV O IVV do mês de junho de 2016 fechou em 2,7%, resultado que expressa uma redução de 0,8 p.p em relação ao mês anterior e queda de 2,0 p.p na comparação com o mesmo mês de

Leia mais

ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5

ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 Distrito do Porto 2010 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM 2010... 4 1. Vítimas por mês... 4 2. Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 3. Vítimas segundo a natureza do acidente... 6 4. Vítimas

Leia mais

DESTAQUE DE SETEMBRO DE 2016

DESTAQUE DE SETEMBRO DE 2016 DESTAQUE DE SETEMBRO DE 2016 IVV O IVV de setembro de 2016 fechou em 5,3%, resultado que expressa uma pequena redução de 0,1 p.p em relação ao mês anterior e elevação de 0,8 p.p na comparação com o mesmo

Leia mais

DESTAQUES DE JUNHO/2015

DESTAQUES DE JUNHO/2015 DESTAQUES DE JUNHO/2015 IVV JUNHO DE 2015: COMENTÁRIO: o IVV do mês de junho/15 fechou em 4,7%, resultado que expressa uma elevação de 1,0 p.p. em relação ao mês anterior. VARIAÇÃO - em pontos percentuais

Leia mais

DESTAQUES DE NOVEMBRO/2015

DESTAQUES DE NOVEMBRO/2015 DESTAQUES DE NOVEMBRO/2015 IVV - NOVEMBRO DE 2015: COMENTÁRIO: o IVV do mês de Novembro/15 fechou em 3,0%, resultado que expressa uma redução de 2,5 p.p. em relação ao mês imediatamente anterior. VARIAÇÃO

Leia mais

DESTAQUES DE ABRIL/2015

DESTAQUES DE ABRIL/2015 DESTAQUES DE ABRIL/2015 IVV ABRIL DE 2015: COMENTÁRIO: o IVV do mês de Abril/15 fechou em 6,6%, resultado que expressa um crescimento de 1,2 p.p. em relação ao mês anterior. VARIAÇÃO - em pontos percentuais

Leia mais

ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5

ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM Vítimas por mês Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 Distrito de BRAGA 2010 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 VÍTIMAS EM 2010... 4 1. Vítimas por mês... 4 2. Vítimas segundo a localização e o tipo de via... 5 3. Vítimas segundo a natureza do acidente... 6 4. Vítimas

Leia mais

DESTAQUES DE MAIO/2015

DESTAQUES DE MAIO/2015 DESTAQUES DE MAIO/2015 IVV MAIO DE 2015: COMENTÁRIO: o IVV do mês de MAIO/15 fechou em 3,7%, resultado que expressa um decrescimento de 2,9 p.p. em relação ao mês anterior. VARIAÇÃO - em pontos percentuais

Leia mais

RESULTADO GERAL. Ofertas totais

RESULTADO GERAL. Ofertas totais Ano 02 Nº 12 Dezembro/2016 RESULTADO GERAL Ofertas totais No mês de Dezembro de 2016, os imóveis usados disponíveis para locação no estado de Pernambuco encontraram-se expressivamente concentrados na Região

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

Aula 19. Segurança de trânsito (parte 1 de 4)

Aula 19. Segurança de trânsito (parte 1 de 4) Universidade Presbiteriana Mackenzie Escola de Engenharia Depto. de Engenharia Civil 1 0 semestre de 2.013 Aula 19 Segurança de trânsito (parte 1 de 4) Queda de avião em setembro de 2.006, com 154 mortos

Leia mais

DESTAQUES DE DEZEMBRO/2015

DESTAQUES DE DEZEMBRO/2015 DESTAQUES DE DEZEMBRO/2015 IVV - DEZEMBRO DE 2015: COMENTÁRIO: no mês de dezembro o IVV marcou 4,0%, resultado que reflete um aumento de 1,0 p.p. em relação ao mês imediatamente anterior. VARIAÇÃO - em

Leia mais

DESTAQUES DE SETEMBRO/2014

DESTAQUES DE SETEMBRO/2014 DESTAQUES DE SETEMBRO/2014 IVV SETEMBRO DE 2014: 6,3% COMENTÁRIO O IVV de setembro de 2014 fechou em 6,3%, igual resultado do mês anterior. VARIAÇÃO - em pontos percentuais (p.p.) Mês / Mês anterior Mês

Leia mais

DESTAQUES DE JULHO/2014:

DESTAQUES DE JULHO/2014: DESTAQUES DE : IVV JULHO DE 2014: 6,3% COMENTÁRIO O IVV de julho de 2014 fechou em 6,3%, superior ao mês imediatamente anterior em 0,3 p.p.. VARIAÇÃO - em pontos percentuais (p.p.) Mês / Mês anterior Mês

Leia mais

Problema para a saúde do homem O Livro dos Acidentes de Cone Jr destinado principalmente às crianças.

Problema para a saúde do homem O Livro dos Acidentes de Cone Jr destinado principalmente às crianças. 1830 - Problema para a saúde do homem O Livro dos Acidentes de Cone Jr destinado principalmente às crianças. CAUSAS EXTERNAS (violência e acidentes) : Importante causa de morbimortalidade infantil, incapacidade

Leia mais

Relatório Anual do Serviço de Informação ao Cidadão Banpará

Relatório Anual do Serviço de Informação ao Cidadão Banpará Relatório Anual do Serviço de Informação ao Cidadão Banpará Exercício 6 BELÉM/PA Página APRESENTAÇÃO Este Relatório foi elaborado pela Autoridade de Gerenciamento do BANCO DO ESTADO DO PARÁ S.A., responsável

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO TERMÔMETRO DA INSEGURANÇA E VITIMIZAÇÃO NA CIDADE DO RECIFE

PESQUISA DE OPINIÃO TERMÔMETRO DA INSEGURANÇA E VITIMIZAÇÃO NA CIDADE DO RECIFE PESQUISA DE OPINIÃO TERMÔMETRO DA INSEGURANÇA E VITIMIZAÇÃO NA CIDADE DO RECIFE RECIFE PESQ. Nº 02/2008 ÁREA DE ABRANGÊNCIA: Cidade do Recife. DATA DA COLETA: 08 a 10 de abril de 2008. ESPECIFICAÇÕES DA

Leia mais

diferenciação adotados foram as variáveis: gênero, faixa etária, caráter do atendimento e óbitos.

diferenciação adotados foram as variáveis: gênero, faixa etária, caráter do atendimento e óbitos. Introdução AVE- Acidente Vascular Encefálico, também conhecido como AVC e derrame cerebral, é classicamente caracterizado pelo entupimento ou rompimento de algum vaso sanguíneo no cérebro. A American Heart

Leia mais

CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRÂNSITO

CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRÂNSITO Realização: CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRÂNSITO Porto Alegre/RS, 17 a 20 de julho de 2012. Prof.ª Me. Ivanise Rotta Chefe da Divisão de Educação para o Trânsito ivaniserotta@gmail.com Agetran +55 (67)

Leia mais

Análise espacial dos óbitos por acidentes de. trânsito no município do Rio de Janeiro

Análise espacial dos óbitos por acidentes de. trânsito no município do Rio de Janeiro XVIII Congresso Mundial de Epidemiologia VII Congresso Brasileiro de Epidemiologia Análise espacial dos óbitos por acidentes de trânsito no município do Rio de Janeiro Vanessa dos Reis de Souza Suzana

Leia mais

Os Impactos e Custos dos Acidentes de Trânsito para a Previdência Social ( )

Os Impactos e Custos dos Acidentes de Trânsito para a Previdência Social ( ) Os Impactos e Custos dos Acidentes de Trânsito para a Previdência Social (2003 2012) Estudo desenvolvido por equipe técnica da Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura FAPETEC para a

Leia mais

DESTAQUES DE MAIO/2014

DESTAQUES DE MAIO/2014 DESTAQUES DE MAIO/2014 IVV MAIO DE 2014: 7,5 % COMENTÁRIO O IVV de maio de 2014 fechou em 7,5%, inferior ao mês imediatamente anterior em 0,2 p.p.. VARIAÇÃO - em pontos percentuais (p.p.) Mês / Mês anterior

Leia mais

CALENDÁRIO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA - RECIFE PERÍODO: 23/10 a 26/10/12 DIAS Campo Grande Setúbal Santo Amaro Campo Grande

CALENDÁRIO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA - RECIFE PERÍODO: 23/10 a 26/10/12 DIAS Campo Grande Setúbal Santo Amaro Campo Grande CALENDÁRIO DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA - RECIFE Campo Grande Setúbal Santo Amaro Campo Grande Ponto de Parada Boa Viagem ( Trecho: Av Armindo Moura até a Rua Bruno Veloso) Tacaruna Ponto de Parada Hipódromo

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

INSTITUTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA PROF. F. E. GODOY MOREIRA IOT HCFMUSP SAÚDE E MOBILIDADE URBANA

INSTITUTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA PROF. F. E. GODOY MOREIRA IOT HCFMUSP SAÚDE E MOBILIDADE URBANA INSTITUTO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA PROF. F. E. GODOY MOREIRA IOT HCFMUSP SAÚDE E MOBILIDADE URBANA ENG. TOMAZ PUGA LEIVAS SAÚDE E MOBILIDADE URBANA SUMÁRIO Saúde situação atual e perspectivas Problemas

Leia mais

A distribuição etária dos pacientes é muito semelhante à distribuição etária das vítimas de Acidentes de Trânsito no Brasil, publicada pelo

A distribuição etária dos pacientes é muito semelhante à distribuição etária das vítimas de Acidentes de Trânsito no Brasil, publicada pelo Os Acidentes de Trânsito foram responsáveis por um total de 607 internações nos hospitais SARAH-Brasília e SARAH-Salvador no período de 01/02/1999 a 31/01/2000, correspondendo a 38,5% do total de internações

Leia mais

Evolução das Ocorrências de Sinistros de Morte no Feriado de Corpus Christi por Tipo de Veículo

Evolução das Ocorrências de Sinistros de Morte no Feriado de Corpus Christi por Tipo de Veículo Estatísticas Corpus Christi Nos últimos anos, as ocorrências de acidentes envolvendo veículos automotores, no período do feriado de Corpus Christi, cujas indenizações foram solicitadas à Seguradora Líder

Leia mais

RESULTADO GERAL. Ofertas totais

RESULTADO GERAL. Ofertas totais Ano 02 Nº 11 Novembro/2016 RESULTADO GERAL Ofertas totais No mês de novembro de 2016, os imóveis usados disponíveis para locação no estado de Pernambuco encontraram-se expressivamente concentrados na Região

Leia mais

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Fevereiro de 2016 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

taxa Indicadores IBGE Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Fevereiro de 2016 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE taxa Indicadores IBGE Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Fevereiro de 2016 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidente da República Dilma Rousseff Ministro do Planejamento,

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE DEFESA SOCIAL DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DETRAN/AL RELATÓRIO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO ANO 2009

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA ESTADUAL DE DEFESA SOCIAL DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DETRAN/AL RELATÓRIO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO ANO 2009 RELATÓRIO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO ANO 29 Os dados aqui apresentados são referentes aos acidentes registrados, em boletins de ocorrência, pelo Detran/AL e pela Polícia Rodoviária Federal em 29, o que corresponde

Leia mais

1. Introdução. 2. Objetivos. Geral. Específicos

1. Introdução. 2. Objetivos. Geral. Específicos 0 1. Introdução O crescimento da morbimortalidade pelos acidentes envolvendo motociclistas nos últimos dez anos é uma realidade, conhecida pelos dados divulgados pelas instituições de trânsito, transporte

Leia mais

VÍTIMAS A 30 DIAS ANO Relatório - Anual 1

VÍTIMAS A 30 DIAS ANO Relatório - Anual 1 VÍTIMAS A 30 DIAS ANO 2015 1 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 4 EVOLUÇÃO GLOBAL... 5 1. Acidentes com : 2010/2015... 5 ACIDENTES E VÍTIMAS... 7 1. Acidentes e segundo o mês... 7 2. Acidentes e segundo o dia da semana...

Leia mais

Equipe Técnica. Governo do Estado do Amapá Departamento Estadual de Trânsito Coordenadoria Técnica Núcleo de Engenharia

Equipe Técnica. Governo do Estado do Amapá Departamento Estadual de Trânsito Coordenadoria Técnica Núcleo de Engenharia Equipe Técnica Benedito Costa e Silva Agente Administrativo Leonidas da Rosa Luz Técnico em Infraestrutura Denyson Wasley Santiago Técnico em Infraestrutura Charles Oliveira da Silva Estágiario Agradecimentos

Leia mais

ANO de Sinistralidade Rodoviária: VÍTIMAS no local. Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Anual 1

ANO de Sinistralidade Rodoviária: VÍTIMAS no local. Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Anual 1 ANO de 2015 Sinistralidade Rodoviária: VÍTIMAS no local Observatório de Segurança Rodoviária 1 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 4 EVOLUÇÃO GLOBAL... 5 1. Acidentes com : 2006/2015... 5 ACIDENTES E VÍTIMAS... 7 1.

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

Distrito - BEJA. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito 1

Distrito - BEJA. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito 1 Distrito - BEJA SINISTRALIDADE Dez de 2014 Observatório de Segurança Rodoviária 1 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 EVOLUÇÃO 2005-2014... 4 1. com... 4 2.... 5 ACIDENTES E VÍTIMAS... 6 1. e 2005/2014... 6 2. e por

Leia mais

Acidentes de trânsito e Álcool

Acidentes de trânsito e Álcool O CUSTO DOS ACIDENTES DE TRÂNSITO CAUSADOS POR ABUSO DO ÁLCOOL NA CIDADE DE PORTO ALEGRE BRASIL Tanara Sousa, Esmeralda Correa, Marianne Stampe, Sabino Pôrto Jr, Flávio Pechansky, Raquel de Boni Acidentes

Leia mais

Casos de FHD Óbitos e Taxa de letalidade

Casos de FHD Óbitos e Taxa de letalidade Casos de dengue Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total 2003 20.471 23.612 - - - - - - - - - - 44.083 2002 94.447 188.522 237.906 128.667 60.646 23.350 12.769 10.149 6.682 7.138 9.246 9.052

Leia mais

OFERTAS DE ESTÁGIO Quarta-feira, 12 de setembro de 2012

OFERTAS DE ESTÁGIO Quarta-feira, 12 de setembro de 2012 OFERTAS DE ESTÁGIO Quarta-feira, 12 de setembro de 2012 PARA PARTICIPAR DAS OPORTUNIDADES DE ESTÁGIO, O ESTUDANTE DEVERÁ COMPARECER AO IEL, DAS 8H às 17H, MUNIDO DO CURRÍCULO E DA DECLARAÇÃO ATUALIZADA

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE MINAS GERAIS Departamento de Fiscalização do Exercício Profissional (DEFEP) CRMMG, 20 de julho de 2016. Diretor do Departamento: Conselheira Ivana Raimunda de

Leia mais

Acidentes de trânsito. Problema de Saúde Pública!

Acidentes de trânsito. Problema de Saúde Pública! Acidentes de trânsito. Giancarlo Bacchieri Instituto Federal Sul-Rio-grandense Acidente de trânsito NO MUNDO Mais de 1,2 milhões de mortos/ano Mais de 50 milhões entre feridos graves e sequelados 90% das

Leia mais

PROGRAMA DE VIGILÂNCIA DOS ACIDENTES DE TRABALHO

PROGRAMA DE VIGILÂNCIA DOS ACIDENTES DE TRABALHO 25º Encontro Presencial do Fórum Acidentes do Trabalho: Análise, Prevenção e Aspectos Associados PROGRAMA DE VIGILÂNCIA DOS ACIDENTES DE TRABALHO Simone Alves dos Santos Diretora Técnica - DVST/CEREST

Leia mais

DESTAQUES DE DEZEMBRO/2014

DESTAQUES DE DEZEMBRO/2014 DESTAQUES DE DEZEMBRO/2014 IVV DEZEMBRO DE 2014: 9,8% COMENTÁRIO No mês dezembro de 2014 o Índice de Velocidade de Vendas IVV fechou em 9,8%, apresentando assim queda de 0,5 p.p. na comparação com o mês

Leia mais

Processo Endêmico e Epidêmico

Processo Endêmico e Epidêmico Pontifícia Universidade Católica de Goiás Escola de Ciências Agrárias e Biológicas Processo Endêmico e Epidêmico Prof. Macks Wendhell Gonçalves Msc. Base Histórica Século VI a.c. - Hipócrates Conceitos

Leia mais

ANO de Sinistralidade Rodoviária. Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Anual

ANO de Sinistralidade Rodoviária. Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Anual ANO de Sinistralidade Rodoviária Observatório de Segurança Rodoviária 1 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 4 EVOLUÇÃO GLOBAL... 5 1. Acidentes com : 2002/... 5 ACIDENTES E VÍTIMAS... 7 1. Acidentes e por mês... 7 2.

Leia mais

CONFIANÇA E INTENÇÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - JANEIRO

CONFIANÇA E INTENÇÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - JANEIRO CONFIANÇA E INTENÇÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - JANEIRO 2016 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Roberto Guerra, Coordenador de campo SUMÁRIO 1. RESULTADOS

Leia mais

Estatísticas Carnaval

Estatísticas Carnaval Estatísticas Carnaval Nos últimos anos, as ocorrências de acidentes envolvendo veículos automotores, no período de Carnaval, cujas indenizações foram solicitadas à Seguradora Líder DPVAT, tiveram um crescimento

Leia mais

CONFIANÇA E INTENÇÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - FEVEREIRO

CONFIANÇA E INTENÇÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - FEVEREIRO CONFIANÇA E INTENÇÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR DE FORTALEZA (CE) - FEVEREIRO 2016 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Roberto Guerra, Coordenador de campo SUMÁRIO 1. RESULTADOS

Leia mais

Vigilância de Causas externas

Vigilância de Causas externas Vigilância de Causas externas Acidentes e Quedas Maria Isabel do Nascimento Instituto de Saúde Coletiva _ UFF Metas nacionais para controle DCNT Reduzir TM prematura (< 70 anos) por DCNT em 2% ao ano.

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA. Profª Ms. Karla Prado de Souza Cruvinel

EPIDEMIOLOGIA. Profª Ms. Karla Prado de Souza Cruvinel EPIDEMIOLOGIA Profª Ms. Karla Prado de Souza Cruvinel O QUE É EPIDEMIOLOGIA? Compreende: Estudo dos determinantes de saúdedoença: contribuindo para o avanço no conhecimento etiológico-clínico Análise das

Leia mais

Distrito - FARO. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito 1

Distrito - FARO. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito 1 Distrito - FARO SINISTRALIDADE Dez de 2014 Observatório de Segurança Rodoviária 1 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 EVOLUÇÃO 2005-2014... 4 1. com... 4 2.... 5 ACIDENTES E VÍTIMAS... 6 1. e 2005/2014... 6 2. e por

Leia mais

3º Avaliação Trimestral 2º Ano do Contrato de Gestão nº. 02/2010 Dezembro de 2011 à Fevereiro de 2012

3º Avaliação Trimestral 2º Ano do Contrato de Gestão nº. 02/2010 Dezembro de 2011 à Fevereiro de 2012 Governo do Estado de Pernambuco Secretaria Estadual de Saúde Secretaria Executiva de Atenção à Saúde Diretoria Geral de Modernização e Monitoramento de Assistência à Saúde UPA Torrões 3º Avaliação Trimestral

Leia mais

Distrito - ÉVORA. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito

Distrito - ÉVORA. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito Distrito - ÉVORA SINISTRALIDADE Dez de 2012 Observatório de Segurança Rodoviária 1 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 EVOLUÇÃO 2003-2012... 4 1. com... 4 2.... 5 ACIDENTES E VÍTIMAS... 6 1. e 2003/2012... 6 2. e por

Leia mais

DESTAQUES DE JANEIRO/2015

DESTAQUES DE JANEIRO/2015 DESTAQUES DE JANEIRO/2015 COMENTÁRIO: IVV JANEIRO DE 2015: 6,0% O IVV de janeiro de 2015 fechou em 6,0%, refletindo queda de 1,1 pontos na comparação com o mesmo mês do ano anterior. VARIAÇÃO - em pontos

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Janeiro de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Mercado de Cartões Faturamento anual: R$ bilhões

Leia mais

INTELIGÊNCIA IMOBILIÁRIA

INTELIGÊNCIA IMOBILIÁRIA RELATÓRIO DE INTELIGÊNCIA IMOBILIÁRIA Rio de Janeiro Maio - 2017 Ano 2 Edição 14 Somos referência e uma das maiores empresas em gestão condominial e negócios imobiliários do Brasil, levando solidez e eficiência

Leia mais

NOTA EXPLICATIVA SOBRE A MUDANÇA NO MÊS DE REFERÊNCIA DOS INDICADORES

NOTA EXPLICATIVA SOBRE A MUDANÇA NO MÊS DE REFERÊNCIA DOS INDICADORES NOTA EXPLICATIVA SOBRE A MUDANÇA NO MÊS DE REFERÊNCIA DOS INDICADORES Para melhorar a leitura do indicador, desde maio/14 os dados são tratados como sendo do mês anterior à divulgação, e não como do mês

Leia mais

DESTAQUES DE JULHO/2015

DESTAQUES DE JULHO/2015 DESTAQUES DE JULHO/2015 IVV JULHO DE 2015: COMENTÁRIO: o IVV do mês de julho/15 fechou em 4,2%, resultado que expressa uma redução de 0,5 p.p. em relação ao mês anterior. VARIAÇÃO - em pontos percentuais

Leia mais

INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS FATAIS NA CIDADE DO RIO GRANDE

INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS FATAIS NA CIDADE DO RIO GRANDE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG 10ª Mostra da Produção Universitária Escola de Engenharia INVESTIGAÇÃO DE ACIDENTES DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS FATAIS NA CIDADE DO RIO GRANDE Frank Alves Ferreira

Leia mais

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras

Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras N O T A Ressaltamos que os dados divulgados pelo BACEN, são sempre informados como preliminares nos últimos três meses e, portanto passíveis

Leia mais

Coletiva de Imprensa São Paulo, 07 de Outubro de 2014

Coletiva de Imprensa São Paulo, 07 de Outubro de 2014 Coletiva de Imprensa São Paulo, 07 de Outubro de 2014 Ações relacionadas à Semana Nacional do Trânsito MotoCheck-Up - Santos/SP 25 a 27/09/14 Avaliação de 21 itens Vídeo Palestra sobre pilotagem segura

Leia mais

Distrito - PORTALEGRE. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito 1

Distrito - PORTALEGRE. SINISTRALIDADE Dez de Observatório de Segurança Rodoviária Relatório - Distrito 1 Distrito - PORTALEGRE SINISTRALIDADE Dez de 2014 Observatório de Segurança Rodoviária 1 ÍNDICE DEFINIÇÕES... 3 EVOLUÇÃO 2005-2014... 4 1. com... 4 2.... 5 ACIDENTES E VÍTIMAS... 6 1. e 2005/2014... 6 2.

Leia mais

Gestão da Segurança. Sinistralidade rodoviária laboral

Gestão da Segurança. Sinistralidade rodoviária laboral Gestão da Segurança Sinistralidade rodoviária laboral Sumário se o Introdução o Missão da Divisão de Trânsito o Causas o Análise de dados o Casos Reais o Conclusão Conceito de Acidente de Viação Facto

Leia mais

Faixas Exclusivas de Motocicletas Resultados da Experiência de Implantação para a Segurança Viária em São Paulo

Faixas Exclusivas de Motocicletas Resultados da Experiência de Implantação para a Segurança Viária em São Paulo Faixas Exclusivas de Motocicletas Resultados da Experiência de Implantação para a Segurança Viária em São Paulo GST- Gerência de Segurança no Trânsito DPS- Departamento de Projetos de Segurança Setembro

Leia mais

RIPSA - Causas externas

RIPSA - Causas externas RIPSA - Causas externas MATRIZ DE INDICADORES BÁSICOS DENOMINAÇÃO CONCEITUAÇÃO MÉTODO DE CÁLCULO CATEGORIAS FONTES INDICADORES DE MORTALIDADE 1. Mortalidade proporcional por grupos de causas Distribuição

Leia mais

NOVAS RECEITAS ATENDIMENTOS DO SEGURO DPVAT

NOVAS RECEITAS ATENDIMENTOS DO SEGURO DPVAT NOVAS RECEITAS ATENDIMENTOS DO SEGURO DPVAT ( OBRIGATÓRIO (SEGURO HOSPITAL E MATERNIDADE SÃO JOAQUIM UNIMED FRANCA - SP 07/05/2009 .CONCEITO DPVAT é um seguro que indeniza vítimas de acidentes causados

Leia mais