AULA DEMONSTRATIVA. Concurso: BANPARÁ Cargo: Todos os Cargos nível médio/superior Matéria: Língua Portuguesa Professor: Del Lima

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AULA DEMONSTRATIVA. Concurso: BANPARÁ Cargo: Todos os Cargos nível médio/superior Matéria: Língua Portuguesa Professor: Del Lima"

Transcrição

1 AULA DEMONSTRATIVA 1. APRESENTAÇÃO SOBRE O CURSO CONSIDERAÇÕES INICIAIS CRONOGRAMA CRASE PONTUAÇÃO CONSIDERAÇÕES FINAIS Concurso: BANPARÁ Cargo: Todos os Cargos nível médio/superior Matéria: Língua Portuguesa Professor: Del Lima Este curso é protegido por direitos autorais (copyright), nos termos da Lei n.º 9.610/1998, que altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências.

2 1. Apresentação Olá concurseiros! Iniciando nesse primeiro contato quero me apresentar, meu nome é Del Lima e tenho 37 anos, sou professor de língua portuguesa. Estou na área dos concursos públicos desde meus 18 anos, o que mais chamou a atenção nesses anos é que hoje os concursos são mais profissionais e requerem uma boa carga de estudo e um material de qualidade para garantir uma aprovação. E não somente isso, hoje o importante é estudar e se motivar, ter uma direção. Pode parecer uma coisa simples, mas é a chave para uma boa classificação, a dedicação e comprometimento são muito importantes e fazem toda a diferença. O compromisso de ajudar na sua aprovação também é meu, para tanto vou colocar toda minha experiência e conhecimento a sua disposição, para que consiga dar um passo importante rumo a sua aprovação. De você quero o comprometimento, que se entregue aos estudos que vamos te passar, essa dedicação vai te guiar a atingir o que precisa para ver seu nome na lista final dos classificados e aprovados. Verá que tudo que passou valeu a pena. Para firmar o meu comprometimento com você, estou sempre à inteira disposição para conversar e esclarecer dúvidas, ou ainda para uma palavra amiga na hora que precisar. Facebook: https://www.facebook.com/del.lima.professor Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado. Roberto Shinyashiki Atenciosamente, Prof. Del Lima Prof. Del Lima 2

3 1.1. Sobre o Curso BANPARÁ TODOS OS CARGOS O curso de língua portuguesa para o concurso público da Banpará em todas as áreas tem como intuito principal o de preparar bem o aluno com a melhor didática que temos a disposição, as aulas serão simples, porém complexas e com uma linguagem que o concurseiro entenda e evolua durante as aulas. Vamos unir a teoria com exercícios, macetes e totalmente voltado para esse concurso. Não pense que a língua portuguesa em concursos é toda igual, ela pode mudar muito mais do que podemos imaginar, por uma série de fatores e isso você encontra aqui. Para que entenda o que falo, muitas vezes uma organizadora tem uma forma diferente de abordar determinadas matérias ou mesmo saber com o que elas se preocupam mais, como são suas tendências de provas, além de ter os macetes que ajudam na hora de escolher uma questão como a correta. Devido a isso já temos a nossa direção que vamos orientar e dar o foco que tem que seguir, a intenção é atingir nas aulas o melhor que você pode chegar para conseguir uma boa classificação. Isso já seria outro diferencial interessante, que é a dinâmica das aulas, que estão voltadas ao melhor conteúdo de concursos do momento. Um pequeno resumo do que será preciso para se dar bem em Língua Portuguesa: Serão cobradas 10 questões de LP com peso de 2,0 para nível médio. Para nível superior serão cobradas 10 questões de LP com peso de 1,0. O total de questões da prova objetiva será de 60, para todos os cargos. Vale lembrar que para ser aprovado não pode zerar e o número mínimo de acertos em LP é de quatro questões, desta forma vale uma atenção nisso, veja bem são somente 10 questões e não pode cometer erros na prova objetiva. Outro fator interessante é que vale peso dois para o nível médio. A data inicialmente prevista para o dia 18 de maio de 2014, em um turno, com 4 horas de duração. Temos algum tempo ainda para nos preparar. A organizadora é a Paconcursos, as provas dessa banca não tem um nível de dificuldade elevado ai que está o perigo subestimar e banca e aos concorrentes. E o pior é que essa não é uma banca conhecida pela maioria dos concurseiros então a preparação tem que ser feita com cuidado, por isso não pode deixar de ter um bom material e orientação, desta forma o nosso foco é quebrar a banca, no caso a Paconcursos, temos as ferramentas para te ajudar, com muito foco e objetividade para conseguir sua aprovação. Prof. Del Lima 3

4 Para finalizar, seja bem-vindo nessa aula demonstrativa e espero que goste do que preparei para vocês. CONTEÚDO A SER MINISTRADO NO CURSO Língua Portuguesa: Gêneros textuais; Compreensão e interpretação de textos; Coerência e coesão textual; Significação contextual das palavras; Conhecimentos gramaticais aplicados ao texto. Fonologia: conceito, encontros vocálicos, dígrafos, ortoépia, divisão silábica, prosódia-acentuação e ortografia; Morfologia: estrutura e formação das palavras, classes de palavras; Sintaxe: termos da oração, período composto, conceito e classificação das orações, concordância verbal e nominal, regência verbal e nominal, crase e pontuação; Semântica: a significação das palavras no texto; Interpretação de texto. Utilizar-se-á a nova regra ortográfica promulgada pelo decreto 6.583/ Considerações Iniciais Olá amigo concurseiro! Como está próximo o concurso temos que estar bem preparados para as provas então vamos manter o foco para que tudo saia como o planejado. O concurso em questão, do Banpaá em todas as áreas é uma boa oportunidade para servir de porta de entrada para a carreira pública. São muitas vagas a disposição além de sempre chamarem além das vagas disponíveis durante a validade do certame. As oportunidades são para nível médio e de nível superior, ainda contam com boa remuneração e com uma relação satisfatória de benefícios. Para que essa vontade se torne realidade é com muito carinho, conhecimento e dedicação que preparei esse curso de redação, o intuito dele é preparar bem e juntos atingirmos os objetivos, o seu é a sua aprovação no concurso e a minha é fazer de você um aprovado. O meu sucesso depende do seu e por isso estamos juntos para atingir nossos objetivos. Peço que confie em mim e siga as lições que vou apresentar com isso você vai atingir o que mais deseja. Finalmente quero dizer que estamos realmente juntos nessa nova empreitada e que vou caprichar no conteúdo e na didática para que possam entender e tirar o melhor proveito das aulas. Com isso sendo feito sei que sua aprovação estará a um passo. Prof. Del Lima 4

5 2. Cronograma BANPARÁ TODOS OS CARGOS Baseado no edital, nosso curso será dividido 08 (oito) aulas, distribuídas da seguinte forma: Aula 1 Introdução, Crase e Pontuação. 20/03 Aula 2 Ortografia Oficial, Tipologia textual e Acentuação gráfica. 24/03 Aula 3 Tempos e modos verbais. Vozes do verbo. 28/03 Aula 4 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. 03/04 Aula 5 Flexão nominal e verbal. Emprego das Classes de palavras. 08/04 Aula 6 Concordância nominal e verbal. Regência nominal e verbal. 12/04 Aula 7 Significação das palavras. Homônimos e parônimos. 17/04 Aula 8 Compreensão e interpretação de texto. Simulado final (comentado) 21/04 Prof. Del Lima 5

6 3. Crase É fusão da preposição a com o artigo a ou com o a inicial dos pronomes demonstrativos aquele, aquela, aquilo... etc. Na escrita é indicada por meio do acento grave (`). Para que ela ocorra, é necessário que haja: a) um termo regente que exija a preposição a; b) um termo regido que seja modificado pelo artigo a ou por um dos pronomes demonstrativos de 3ª pessoa mencionados acima. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as. Vou a a praia.= Vou à praia. Dicas: Para se certificar, substitua o termo feminino por um masculino, se a contração ao for necessária, a crase será necessária. Vou à praia. Vou ao clube. EMPREGO OBRIGATÓRIO DA CRASE Sempre ocorrerá crase: 1) Nos casos em que a regra geral puder ser aplicada. Dirigiu-se à professora. 2) Nas locuções conjuntivas, adverbiais e prepositivas (formadas por a + palavra feminina). À medida que passa tempo a violência aumenta. O povo brasileiro vive à mercê de políticos muitas das vezes corruptos. Gosto muito de sair à noite. 3) Na indicação do número de horas, quando ao trocar o número de horas pela palavra meio-dia, obtivermos a expressão ao meio-dia. Retornou às oito horas em ponto. (Retornou ao meio-dia em ponto.) 4) Nas expressões à moda de, à maneira de mesmo quando essas estiverem implícitas. Farei para o jantar uma bacalhoada (à moda de Portugal) à portuguesa. Emprego facultativo da crase 1) Diante de pronomes possessivos femininos. Vou a sua casa. Vou à sua casa. 2) Diante de nomes próprios femininos. Prof. Del Lima 6

7 Não me referia a Eliana. Não me referia à Eliana. 3) Depois da preposição até. Foi até a porta. Foi até à porta. Casos em que nunca ocorre a crase 1) Diante de palavras masculinas. Saiu a cavalo e sofreu uma queda. 2) Diante de verbos. Ele está apto a concorrer ao cargo. 3) Diante de nome de cidade (topônimo) que repudie o artigo. Turistas vão frequentemente a Tiradentes. Dicas: BANPARÁ TODOS OS CARGOS a) Descubra se o nome da cidade aceita artigo: Use o verbo voltar. Se houver contração de preposição e artigo, existirá crase. Voltei da Espanha. Fui à Espanha. Voltei de Tiradentes. Fui a Tiradentes. b) Se o nome da cidade estiver determinado, a crase será obrigatória. Fui à histórica Tiradentes. c) Em expressões formadas por palavras repetidas (uma a uma, frente a frente, etc.) Olhamo-nos cara a cara. 5) Quando o a estiver no singular diante de uma palavra no plural. Como posso resistir a pessoas tão encantadoras? 6) Diante do artigo indefinido uma. Isto me levou a uma decisão drástica. 7) Diante de Nossa Senhora e de nomes de santos. Entregarei a Nossa Senhora da Conceição minha oferenda. 8) Diante da palavra terra, quando esta significar terra firme, tomada em oposição a mar ou ar. Os pilotos já voltaram a terra. Prof. Del Lima 7

8 9) Diante da palavra casa (no sentido de lar, moradia) quando esta não estiver determinada por adjunto adnominal. Não voltarei a casa esta semana. Dica: Caso a palavra casa venha determinada por adjunto adnominal, ocorrerá a crase. Não voltarei à casa de meus pais esta semana. 10)Diante de pronomes que não admitem artigo: relativos, indefinidos, pessoais, tratamento e demonstrativos. Dei a ela oportunidade de se redimir. Solicito a V.Sª. a confirmação do pedido. Convidei a várias pessoas para a reunião. 11) Diante de numerais cardinais quando estes se referem a substantivos não determinados pelo artigo. Daqui a duas semanas retornarei ao trabalho. Crase da preposição A com os pronomes demonstrativos Preposição a + pronomes = à, àquilo, àquele(s), àquela (s) Assistimos àquela peça teatral. Dicas: A crase da preposição a com o pronome demonstrativo a ocorrerá sempre antes do pronome relativo que (à que) ou da preposição de (à de). Esta não é a pessoa à que me referia. Exercícios Comentados 01) (Esaf) Preencha as lacunas da frase abaixo e assinale a alternativa correta: Comunicamos V.Sa. que encaminhamos petição anexa Divisão de Fiscalização que está apta prestar informações solici tadas. a) a a à a as b) à a à a às c) a à a à as d) à à a à às e) à a à à as Prof. Del Lima 8

9 Comentários: O pronome V. Sra. É objeto direto do verbo comunicar, devendo estar preposicionado. Mas os pronomes de tratamento (exceto senhora, senhorita e dona) não admitem artigo; portanto não há crase. A palavra petição é objeto direto do verbo encaminhar. Não há preposição, não há crase. A expressão a Divisão de Fiscalização é complemento nominal do adjetivo anexa que rege a preposição a. com preposição e artigo, há crase. A expressão a prestar é complemento nominal de apta que pede a preposição a, mas o núcleo do complemento é um verbo e não há crase. O sintagma as informações é objeto direto do verbo prestar. Não há preposição, não há crase. 02) (FEC) Em um dos itens abaixo, a crase não está de acordo com a norma culta. Assinale o: a) Toda noite assisto a novelas. b) Chegamos à noite e saímos às pressas. c) Não estávamos dispostos à estudar. d) Pensou que ia à Bahia. e) Não disse nada à mãe e saiu. Comentários: Diante de verbo não se usa crase por ser palavra masculina. 03) (Serpro) Preencha as lacunas com a às há: poucos quilômetros da capital uma vila que quintas feiras promove uma festa folclórica em homenagem seus artesãos. a) A há às a b) Há há às à c) Há há as à d) A a as a e) À há as à Comentários: Na primeira lacuna, usa se a, é preposição; na segunda, é verbo há; na terceira, tem se a preposição a com o artigo as às e na última é preposição a. 04) (Esaf) Aponte a alternativa em que não ocorra erro no uso do acento indicativo de crase: Prof. Del Lima 9

10 a) Caminhava passo à passo a procura de um lugar onde pudesse estar à vontade. b) Sempre me dirigia aquele lugar, pontualmente às dez horas. c) Aquela hora ninguém estaria disposto à fazer mais nada. d) A vontade daquele homem era ir a Roma. e) Não conte aquilo à ninguém. Comentários: na A, a expressão passo a passo é formada por palavras repetidas e com essas expressões não se usa crase. Em à vontade, a crase é obrigatória por se tratar de uma locução adverbial feminina. Na B, o termo antecedente ao pronome aquele é o verbo dirigia que exige a preposição a:... dirigia aquele lugar, portanto: dirigia àquele lugar. Em às dez horas a crase é obrigatória por se tratar de tempo determinado. Na C, em Aquela hora há crase porque há a preposição a: A aquela hora = Àquela hora. Em à fazer não há crase diante de verbo. Na E, o pronome indefinido ninguém não aceita artigo, portanto não há crase. 05) (Funrio) vezes, não considero como amiga, mas esta hora, sua ausência traz me tão grande saudade! Habituei me boa vida de regalias mais de quinze anos. a) As a à aquela há b) Às a a àquela há c) Às a à aquela há d) Às a à aquela a e) As à a aquela há Comentários: Nas locuções adverbiais femininas a crase é obrigatória: às vezes. O verbo considerar pede objeto direto e, neste caso, o a é pronome oblíquo (equivale a ela), não tem crase. Dos pronomes demonstrativos só recebem crase aquele, aquela, aquilo quando regidos da preposição a. Logo: a esta hora, sem crase. O verbo habituar rege a preposição a e o substantivo vida recebe o artigo a:... habituei me à boa vida... A expressão mais de quinze anos indica tempo passado, usa se o verbo haver:... há mais de quinze anos. 06) (Venesp) Marque o período em que o uso da crase é permitido: a) Enviei à Roma suas fotografias. b) Foi à Lapa para inaugurar a gráfica. Prof. Del Lima 10

11 c) Alô, franceses, chegamos à Paris. d) Viajou à Londres a fim de rever antigo amor. e) Referimo nos à Niterói, em nosso passeio. BANPARÁ TODOS OS CARGOS Comentários: Com nomes de lugar, para saber se há crase, vamos usar os versos da tia Neném: Se vou a venho da, crase há / Se vou a e venho de, crase pra quê? Então: Venho de Roma, não há crase; venho da Lapa, há crase; venho de Paris, não há crase; venho de Londres, não há crase; venho de Niterói, não há crase. 07) (Cesgranrio) Preencha a lacuna com um dos itens abaixo: Daqui vinte quilômetros, o viajante encontrará, logo entrada do grande bosque, uma estátua que séculos foi erigida em homenagem deusa da floresta. a) a à há à b) a há à à c) há a à a d) há a há a e) a à à à Comentários: Um método prático para saber se há crase é substituir a palavra feminina por outra masculina, pois a crase é a fusão da preposição a com o artigo a (a + a = à). Se trocarmos por uma palavra masculina, teremos a preposição a com o artigo o (a + o = ao). Logo, trocando por um masculino, se der ao haverá crase. Do contrário, não haverá crase. Observe: logo a entrada do bosque... Troquemos por um masculino: logo ao lado do bosque... Haverá crase, porque no masculino deu a combinação ao. E assim: logo à entrada. Na terceira lacuna há indicação de tempo, usa se o verbo haver ou fazer: há séculos. Na última lacuna: a deusa da floresta, se trocar por masculino fica: ao deus da floresta. Há crase. 08) (FCC) Assinale a alternativa que completa a frase: Trouxe mensagem Vossa Senhoria e aguardo resposta, fim de levar pessoa que me enviou. a) a a à a a b) a à a à a c) à à à à a d) a a a a à e) à a a a a Prof. Del Lima 11

12 Comentários: O verbo trazer é transitivo direto, logo não há preposição nem crase; Vossa Senhoria é pronome de tratamento e estes não recebem crase (exceto senhora, senhorita e dona); o verbo aguardar é transitivo direto não pede preposição, por isso não há crase; a fim de é locução prepositiva masculina, indivíduo, por exemplo, teremos: ao indivíduo. Há crase. 09) (Vunesp) Assinale a alternativa que completa esta frase: Diga essa menina que estou fazer o exercício à risca. a) a a à b) à a à c) a a a d) a à à e) à à à Comentários: Essa é o pronome demonstrativo, não recebe crase; fazer é verbo, não recebe crase; à risca é locução adverbial feminina, crase obrigatória. 10) (Quadrix) Assinale a alternativa que completa a frase: Após reunião, todos foram sala, para assistir chegada dos hóspedes. a) a à a b) à à à c) a à à d) à a a e) a a a Comentários: Vamos trocar as palavras femininas da frase por masculinas: Após o encontro, todos foram ao salão, para assistir ao desfile dos hóspedes. Logo: Após a reunião (sem crase), todos foram à sala (com crase), para assistir à chegada (com crase) dos hóspedes. 4. Pontuação Os sinais de pontuação são sinais gráficos empregados na língua escrita para tentar recuperar recursos específicos da língua falada, tais como: entonação, jogo de silêncio, pausas, etc... Prof. Del Lima 12

13 Divisão e emprego dos sinais de pontuação: BANPARÁ TODOS OS CARGOS 1 - PONTO (. ) a) indicar o final de uma frase declarativa. Lembro-me muito bem dele. b) separar períodos entre si. Fica comigo. Não vá embora. c) nas abreviaturas Av.; V. Ex.ª 2 - DOIS-PONTOS ( : ) a) iniciar a fala dos personagens: Então o padre respondeu: - Parta agora. b) antes de apostos ou orações apositivas, enumerações ou sequência de palavras que explicam, resumem ideias anteriores. Meus amigos são poucos: Fátima, Rodrigo e Gilberto. c) antes de citação Como já dizia Vinícius de Morais: Que o amor não seja eterno posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure. 3 - RETICÊNCIAS (... ) a) indicar dúvidas ou hesitação do falante. Sabe...eu queria te dizer que...esquece. b) interrupção de uma frase deixada gramaticalmente incompleta - Alô! João está? - Agora não se encontra. Quem sabe se ligar mais tarde... c) ao fim de uma frase gramaticalmente completa com a intenção de sugerir prolongamento de ideia. Sua tez, alva e pura como um foco de algodão, tingia-se nas faces duns longes cor de rosa... (Cecília- José de Alencar) d) indicar supressão de palavra (s) numa frase transcrita. Quando penso em você (...) menos a felicidade. (Canteiros- Raimundo Fagner). 4 - PARÊNTESES (()) a) isolar palavras, frases intercaladas de caráter explicativo e datas. Na 2ª Guerra Mundial ( ), ocorreu inúmeras perdas humanas. Uma manhã lá no Cajapió (Joca lembrava-se como se fora na véspera), acordara depois duma grande tormenta no fim do verão. (O milagre das chuvas no nordeste - Graça Aranha) Dica: Os parênteses também podem substituir a vírgula ou o travessão. 5 - PONTO DE EXCLAMAÇÃO (! ) Prof. Del Lima 13

14 a) Após vocativo Parte, Heliel! ( As violetas de Nossa Sra. - Humberto de Campos) b) Após imperativo Cale-se! c) Após interjeição Ufa! Ai! d) Após palavras ou frases que denotem caráter emocional Que pena! 6 - PONTO DE INTERROGAÇÃO (? ) a) Em perguntas diretas Como você se chama? b) Às vezes, juntamente com o ponto de exclamação. - Quem ganhou na loteria? - Você. - Eu?! 7 - VÍRGULA (, ) É usada para marcar uma pausa do enunciado com a finalidade de nos indicar que os termos por ela separados, apesar de participarem da mesma frase ou oração, não formam uma unidade sintática. Lúcia, esposa de João, foi a ganhadora única da Sena. Dica: Podemos concluir que, quando há uma relação sintática entre termos da oração, não se pode separá-los por meio de vírgula. Não se separam por vírgula: a) predicado de sujeito; b) objeto de verbo; c) adjunto adnominal de nome; d) complemento nominal de nome; e) predicativo do objeto do objeto; f) oração principal da subordinada substantiva (desde que esta não seja apositiva nem apareça na ordem inversa) A vírgula no interior da oração É utilizada nas seguintes situações: a) separar o vocativo. Maria, traga-me uma xícara de café. A educação, meus amigos, é fundamental para o progresso do país. b) separar alguns apostos. Valdete, minha antiga empregada, esteve aqui ontem. c) separar o adjunto adverbial antecipado ou intercalado. Chegando de viagem, procurarei por você. As pessoas, muitas vezes, são falsas. d) separar elementos de uma enumeração. Prof. Del Lima 14

15 Precisa-se de pedreiros, serventes, mestre de obras. e) isolar expressões de caráter explicativo ou corretivo. Amanhã, ou melhor, depois de amanhã odemos nos encontrar para acertar a viagem. f) separar conjunções intercaladas. Não havia, porém, motivo para tanta raiva. g) separar o complemento pleonástico antecipado. A mim, nada me importa. h) isolar o nome de lugar na indicação de datas. Belo Horizonte, 26 de janeiro de i) separar termos coordenados assindéticos. Lua, lua, lua, lua, por um momento meu canto contigo compactua... (Caetano Veloso) j) marcar a omissão de um termo (normalmente o verbo). Ela prefere ler jornais e eu, revistas. (omissão do verbo preferir) Dica: Termos coordenados ligados pelas conjunções e, ou, nem dispensam o uso da vírgula. Conversaram sobre futebol, religião e política. Não se falavam nem se olhavam. Ainda não me decidi se viajarei para Bahia ou Ceará. Entretanto, se essas conjunções aparecerem repetidas, com a finalidade de dar ênfase, o uso da vírgula passa a ser obrigatório. Não fui nem ao velório, nem ao enterro, nem à missa de sétimo dia. A vírgula entre orações É utilizada nas seguintes situações: a) separar as orações subordinadas adjetivas explicativas. Meu pai, de quem guardo amargas lembranças, mora no Rio de Janeiro. b) separar as orações coordenadas sindéticas e assindéticas (exceto as iniciadas pela conjunção e). Acordei, tomei meu banho, comi algo e saí para o trabalho. Estudou muito, mas não foi aprovado no exame. Atenção: Há três casos em que se usa a vírgula antes da conjunção e: 1) quando as orações coordenadas tiverem sujeitos diferentes. Os ricos estão cada vez mais ricos, e os pobres, cada vez mais pobres. 2) quando a conjunção e vier repetida com a finalidade de dar ênfase (polissíndeto). E chora, e ri, e grita, e pula de alegria. 3) quando a conjunção e assumir valores distintos que não seja da adição (adversidade, consequência, por exemplo) Coitada! Estudou muito, e ainda assim não foi aprovada. Prof. Del Lima 15

16 c) separar orações subordinadas adverbiais (desenvolvidas ou reduzidas), principalmente se estiverem antepostas à oração principal. No momento em que o tigre se lançava, curvou-se ainda mais; e fugindo com o corpo apresentou o gancho. (O selvagem - José de Alencar) d) separar as orações intercaladas. -Senhor, disse o velho, tenho grandes contentamentos em a estar plantando... Dica: Essas orações poderão ter suas vírgulas substituídas por duplo travessão. Senhor - disse o velho - tenho grandes contentamentos em a estar plantando... e) separar as orações substantivas antepostas à principal. Quanto custa viver, realmente não sei O poder da vírgula Na Inglaterra, certa vez, um oficial foi condenado à morte. Seu pedido de perdão recebeu a seguinte sentença do rei: Perdoar impossível, mandar para a forca! Antes de a mensagem ser enviada ao verdugo, passou pelas mãos da generosa rainha, que, compadecida da sorte do oficial, tomou de uma caneta e alterando a posição da vírgula, simplesmente mudou o significado da mensagem: Perdoar, impossível mandar para forca! Na antiguidade, um imperador estava indignado com a população de uma cidade, sem dúvida, por motivos políticos. O governador, então, passa-lhe um telegrama: Devo fazer fogo ou poupar a cidade? A resposta do monarca foi: Fogo, não poupe a cidade! O telegrafista, por questões humanitárias ou porque qualquer outro motivo, trocou a posição da vírgula. E a resposta ficou assim: Fogo não, poupe a cidade! (Autor desconhecido) 8 - PONTO-E-VÍRGULA ( ; ) a) separar os itens de uma lei, de um decreto, de uma petição, de uma sequência, etc. Art. 127 São penalidades disciplinares: I - advertência; II - suspensão; III - demissão; IV - cassação de aposentadoria ou disponibilidade; V - destituição de cargo em comissão; VI - destituição de função comissionada. (cap. V das penalidades Direito Administrativo) Prof. Del Lima 16

17 b) separar orações coordenadas muito extensas ou orações coordenadas nas quais já tenham tido utilizado a vírgula. O rosto de tez amarelenta e feições inexpressivas, numa quietude apática, era pronunciadamente vultuoso, o que mais se acentuava no fim da vida, quando a bronquite crônica de que sofria desde moço se foi transformando em opressora asma cardíaca; os lábios grossos, o inferior um tanto tenso (...) (O visconde de Inhomerim - Visconde de Taunay) 9- TRAVESSÃO ( - ) a) dar início à fala de um personagem. O filho perguntou: Pai, quando começarão as aulas? b) indicar mudança do interlocutor nos diálogos Doutor, o que tenho é grave? Não se preocupe, é uma simples infecção. É só tomar um antibiótico e estará bom. c) unir grupos de palavras que indicam itinerário. A rodovia Belém-Brasília está em péssimo estado. Dica: Também pode ser usado em substituição à virgula em expressões ou frases explicativas Xuxa a rainha dos baixinhos será mãe. 10- ASPAS ( ) a) isolar palavras ou expressões que fogem à norma culta, como gírias, estrangeirismos, palavrões, neologismos, arcaísmos e expressões populares. Maria ganhou um apaixonado óculos do seu admirador. A festa na casa de Lúcio estava chocante. Conversando com meu superior, dei a ele um feedback do serviço a mim requerido. b) indicar uma citação textual Ia viajar! Viajei. Trinta e quatro vezes, às pressas, bufando, com todo o sangue na face, desfiz e refiz a mala. (O prazer de viajar - Eça de Queirós) Dica: Se, dentro de um trecho já destacado por aspas, se fizer necessário a utilização de novas aspas, estas serão simples. ( ) Perceba através do texto abaixo, como se faz importante o uso da pontuação adequada. Um homem rico estava muito mal. Pediu papel e pena. Escreveu assim: Prof. Del Lima 17

18 Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do padeiro nada dou aos pobres. Morreu antes de fazer a pontuação. A quem deixava ele a fortuna? Eram quatro concorrentes: 1) O sobrinho fez a seguinte pontuação: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 2) A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito: Deixo meus bens à minha irmã. Não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 3) O padeiro pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro. Nada dou aos pobres. 4) Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho? Jamais! Será paga a conta do padeiro? Nada! Dou aos pobres. Exercícios Fixação 11) Assinale a opção em que a supressão das vírgulas alteraria o sentido do anunciado: a) os países menos desenvolvidos vêm buscando, ultimamente, soluções para seus problemas no acervo cultural dos mais avançados; b) alguns pesquisadores,que se encontram comprometidos com as culturas dos países avançados, acabam se tornando menos criativos; c) torna-se, portanto, imperativa uma revisão modelo presente do processo de desenvolvimento tecnológico; d) a atividade científica, nos países desenvolvidos, é tão natural quanto qualquer outra atividade econômica; e) por duas razões diferentes podem surgir, da interação de uma comunidade com outra, mecanismos de dependência. 12) Assinale a opção em que está corretamente indicada a ordem dos sinais de pontuação que devem preencher as lacunas da frase abaixo: Quando se trata de trabalho científico duas coisas devem ser consideradas uma é a contribuição teórica que o trabalho oferece a outra é o valor prático que possa ter. a) dois pontos, ponto e vírgula, ponto e vírgula b) dois pontos, vírgula, ponto e vírgula; c) vírgula, dois pontos, ponto e vírgula; d) pontos vírgula, dois pontos, ponto e vírgula; e) ponto e vírgula, vírgula, vírgula. 13) Assinale o exemplo em que há emprego incorreto da vírgula: a) como está chovendo, transferi o passeio; Prof. Del Lima 18

19 b) não sabia, por que todos lhe viravam o rosto; c) ele, caso queira, poderá vir hoje; d) não sabia, por que não estudou; e) o livro, comprei-o por conselho do professor. 14) Assinale o trecho sem erro de pontuação: a) vimos pela presente solicitar de V.Sas., que nos informe a situação econômica da firma em questão; b) cientificamo-lo de que na marcha do processo de restituição de suas contribuições, verificou-se a ausência da declaração de beneficiários; c) o Instituto de Previdência do Estado, vem solicitar de V.Sa. o preenchimento da declaração; d) encaminhamos a V.Sa., para o devido preenchimento, o formulário em anexo; e) estamos remetendo em anexo, o formulário. 15) Assinale as frases em que as vírgulas estão incorretas: a) ora ríamos, ora chorávamos; b) amigos sinceros, já não os tinha; c) a parede da casa, era branquinha branquinha; d) Paulo, diga-me o que sabe a respeito do caso; e) João, o advogado, comprou, ontem, uma casa. 16) Observe: 1) depois de muito pedir ( ) obteve o que desejava; 2) se fosse em outras circunstâncias ( ) teria dado tudo certo; 3) exigiam-me o que eu nunca tivera ( ) uma boa educação; BANPARÁ TODOS OS CARGOS 4) fez primeiramente seus deveres ( ) depois foi brincar; Assinale a alternativa que preencha mais adequadamente os parênteses: a) (;) (,) (:) (;); b) (,) (;) (:) (;); c) (,) (,) (:) (;); d) (?) (,) (,) (:); e) (,) (;) (.) (;). 17) Assinale o item em que as vírgulas estão empregadas corretamente: I - Foi ao fundo da farmácia, abriu um vidro, fez um pequeno embrulho e entregou ao homem. II - A sua fisionomia estava serena, o seu aspecto tranqüilo. III - E o farmacêutico, sentindo-se aliviado do seu gesto, sentira-se feliz diante de suas lembranças. IV - Quando, vi que não servia, dei às formigas, e nenhuma morreu. a) I - IV; b) II - III; c) II - IV; d) I - II; e) I - III. 18) A frase: O assunto desta reunião - voltou a afirmar o presidente - é sigiloso. Quais das alternativas apresentam as possibilidades corretas dentre as numeradas de I a V? I - O assunto desta reunião (voltou a afirmar o presidente...) é sigiloso. II - O assunto desta reunião (voltou a afirmar o presidente) é sigiloso. III - O assunto desta reunião, voltou a afirmar o presidente, é sigiloso. V - O assunto desta reunião: voltou a afirmar o presidente: é sigiloso. Prof. Del Lima 19

20 a) I, II, III, IV, V; b) II, IV; c) I, III, V; d) I, IV, V; e) II, IV, V. 19)Em seguida vai um pequeno trecho de Machado de Assis, pontuado de diversos modos. Só uma vez a pontuação estará de acordo com as normas gramaticais. Assinalea: a) homem gordo, não faz revolução. O abdômen, é naturalmente amigo da ordem. O estômago pode destruir, um império: mas há de ser antes do jantar; b) homem gordo não faz revolução. O abdômen é naturalmente amigo da ordem; o estômago pode destruir um império: mas há de ser antes do jantar; c) homem gordo não faz revolução, o abdômen é, naturalmente, amigo da ordem. O estômago, pode destruir um império: mas há de ser antes do jantar; d) homem gordo não faz revolução: o abdômen e naturalmente, amigo da ordem. O estômago pode destruir um BANPARÁ TODOS OS CARGOS império: mas há de ser antes do jantar; e) homem gordo não faz revolução: o abdômen é naturalmente amigo da ordem. O estômago pode destruir um império mas há de ser, antes do jantar. 20) Assinale a opção em que está corretamente indicada a ordem dos sinais de pontuação que devem preencher as lacunas da frase abaixo: Como amanhã será o nosso grande dia duas coisas serão importantes uma é a tranquilidade a outra é a observação minuciosa do que esta sendo solicitado. a) dois pontos, ponto e vírgula, ponto e vírgula; b) vírgula, vírgula,vírgula; c) vírgula, dois pontos, ponto e vírgula; d) dois pontos, vírgula, ponto e vírgula; e) ponto e vírgula, dois pontos, vírgula. Gabarito 1-b 2-a 3-c 4-b 5-a 6-c 7-a 8-a 9.b 10-d Prof. Del Lima 20

21 5. Considerações Finais Caros alunos! Essa foi apenas uma introdução para que possa começar a entrar na matéria, vamos dar continuidade e nos aprofundar mais nas próximas aulas e ainda finalizar a parte de ortografia com algumas dicas gerais que não entraram nessa aula. Espero ainda que tenham gostado dessa aula demonstrativa e que juntos possamos continuar nessa caminhada rumo à aprovação, será desta forma que vamos conduzir nossas aulas, muita teoria, macetes sobre concursos e muitos exercícios comentados para poder dar o respaldo que merece. Agora que terminamos quero resaltar que os próximos assuntos que serão abordados serão de muita importância para a sua preparação e alguns pontos que iremos abordar nas próximas aulas: Ortografia Oficial; Tipologia textual; Acentuação gráfica; Além de exercícios de fixação e exercícios comentados. Aguardo vocês na próxima aula, um forte abraço. Reforço aqui que qualquer dúvida sobre o conteúdo, ou qualquer outro assunto, quero contribuir durante todo o curso e interagir com vocês, então vou aguardar seu contato para ajudar no que for preciso. Facebook: https://www.facebook.com/del.lima.professor Prof. Del Lima 21

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as.

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as. CRASE TEORIA (Aluna do Curso de Secretariado Executivo Trilíngüe da Universidade Estácio de Sá) Crase é a fusão da preposição a com o artigo a ou com o a inicial dos pronomes demonstrativos aquele, aquela,

Leia mais

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`).

CRASE. CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). CRASE CONCEITO - É a fusão de duas vogais idênticas. Representa-se graficamente a crase pelo acento grave (`). A crase pode ocorrer entre: 1) Preposição A e os artigos A, AS Há limites a+a tolerância humana

Leia mais

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR

WWW.CARREIRAFISCAL.COM.BR CRASE É a fusão da preposição a com o artigo a(s) ou com os pronomes demonstrativos a(s), aquele(s), aquela(s) e aquilo. REGRAS PRÁTICAS PARA A CRASE Método prático para verificar a ocorrência da crase:

Leia mais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais

Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE. Comunicação Oral e Escrita. Unidade 11. Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 1 UVAONLINE Comunicação Oral e Escrita Unidade 11 Emprego de Pronomes Relativos e Pessoais Núcleo de Educação a Distância 2 Aviso importante! Este material foi produzido

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA Módulo Geral

LÍNGUA PORTUGUESA Módulo Geral Módulo Geral CONCURSO: Ministério do Trabalho e Emprego CARGO: Auditor-Fiscal do Trabalho PROFESSOR: Pablo Jamilk Este curso é protegido por direitos autorais (copyright), nos termos da Lei n.º 9.610/1998,

Leia mais

CRASE. Entregue o documento à advogada.

CRASE. Entregue o documento à advogada. CRASE A crase é a fusão de duas vogais da mesma natureza. Sua representação se dá por meio do chamado acento grave sobre a letra a, tornando acentual esta vogal. Assim, o acento grave é o sinal que indica

Leia mais

Língua Portuguesa. Prof. Pablo Alex L. Gomes. Quem é você? Por que ninguém ligou? NÃO deve ser usado em perguntas INDIRETAS

Língua Portuguesa. Prof. Pablo Alex L. Gomes. Quem é você? Por que ninguém ligou? NÃO deve ser usado em perguntas INDIRETAS Língua Portuguesa Prof. Pablo Alex L. Gomes É utilizado na finalização de frases declarativas ou imperativas. Utilizado em abreviaturas: Sr. (senhor), Sra. (senhora), Srta. (senhorita), p. (página). Em

Leia mais

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural. Concordância Verbal a) O verbo vai para a 3ª pessoa do plural caso o sujeito seja composto e anteposto ao verbo. Se o sujeito composto é posposto ao verbo, este irá para o plural ou concordará com o substantivo

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais

PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula!

PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula! PONTUAÇÃO: é preciso saber usar a vírgula! Bete Masini A pontuação é, sem dúvida, um dos principais elementos coesivos do nosso texto. Certamente, não podemos crer no que muitos já falaram (e ainda falam):

Leia mais

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA...

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... Sumário PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... 3 1.1. Fonema...3 1.2. Classificação dos fonemas...4 1.3. Encontros vocálicos...5 1.4. Encontros consonantais...5 1.5. Dígrafos...6 1.6. Dífono...7 1.7.

Leia mais

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn.

Adjunto adnominal. Os dois primeiros colocados disputarão a medalha de ouro. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj. adn. adj: adn. Professor Jailton Adjunto adnominal é o termo da oração que sempre se refere a um substantivo que funciona como núcleo de um termo, a fim de determiná-lo, indeterminá-lo ou caracterizá-lo. adj. adn. adj.

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

Crase. Regra Geral. Maria vai a + a festa. Maria vai à festa

Crase. Regra Geral. Maria vai a + a festa. Maria vai à festa Crase Regra Geral prep artigo Maria vai a + a festa Maria vai à festa 1. Em locuções adverbiais de que participam palavras femininas: às vezes à toa à vontade às cegas à tarde / à noite / à beça / às moscas

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das

Estudo das classes de palavras Conjunções. A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das Um pouco de teoria... Observe: Estudo das classes de palavras Conjunções A relação de sentido entre orações presentes em um mesmo período e o papel das I- João saiu, Maria chegou. II- João saiu, quando

Leia mais

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS

PORTUGUÊS PARA CONCURSOS PORTUGUÊS PARA CONCURSOS Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética Fonema Letra Sílaba Número de sílabas Tonicidade Posição da sílaba tônica Dígrafos Encontros consonantais Encontros vocálicos Capítulo 2

Leia mais

Sem o acento, uma frase como essa teria seu sentido alterado, pois, em "Saiu a francesa", "a francesa" é o sujeito da oração.

Sem o acento, uma frase como essa teria seu sentido alterado, pois, em Saiu a francesa, a francesa é o sujeito da oração. OBS.: A locução prepositiva "à moda de" tem uma peculiaridade: nela se costuma observar a elisão do substantivo feminino "moda", mas, mesmo nos casos em que isso ocorre, mantém-se o acento de crase. Ex.:

Leia mais

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo

Letras. Objetivo. Aspectos das Conexões Sintáticas. Prof a. Dr a. Leda Szabo Letras Prof a. Dr a. Leda Szabo Aspectos das Conexões Sintáticas Objetivo Diferenciar o objeto de estudo da análise de base sintática do objeto de estudo da análise do discurso. Compreender a diferença

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações www.iesde.com.br Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Sintaxe do período composto: parte II Período

Leia mais

Frequentemente você utiliza certos termos que não

Frequentemente você utiliza certos termos que não 10 Não se distraia demais Frequentemente você utiliza certos termos que não dão o mínimo problema na hora da fala, mas que, na escrita, podem fazê-lo oscilar entre uma forma ou outra. Ainda há muita gente

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Modo: indicativo O modo indicativo expressa um fato de maneira definida, real, no presente, passado ou futuro, na frase afirmativa, negativa ou interrogativa. Presente Presente Passado (=Pretérito) Pretérito

Leia mais

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e

Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e Conhecer o conteúdo programático do componente Língua Portuguesa e desenvolver habilidades de compreensão, interpretação e produção de textos orais e escritos à maneira adequada do padrão da língua materna;

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

VÍRGULA. A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do

VÍRGULA. A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do PONTUAÇÃO VÍRGULA A vírgula marca uma ligeira suspensão na melodia do enunciado, indicando que os termos por ela separados não formam uma unidade sintática, embora participem da mesma frase ou oração.

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

Período composto por subordinação

Período composto por subordinação Período composto por subordinação GRAMÁTICA MAIO 2015 Na aula anterior Período composto por coordenação: conjunto de orações independentes Período composto por subordinação: conjunto no qual um oração

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NÚMERO DA VAGA: 22 venho por meio deste pedir a anulação

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2010.2

Vestibular Comentado - UVA/2010.2 LÍNGUA PORTUGUESA Comentários: Profs. Evaristo, Crerlânio, Vicente Júnior Texto 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Flor voltara a embalar-se

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre

Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão. Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre Engenharia Cartográfica Comunicação e Expressão Maria Cecilia Bonato Brandalize 2015 1º Semestre O que é? São sinais gráficos empregados na língua escrita com o intuito de recuperar recursos específicos

Leia mais

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo.

PONTUAÇÃO. 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EMPREGA-SE VÍRGULA: PONTUAÇÃO 1) Para marcar a supressão ou omissão do verbo. EX.: A moral legisla para o homem: o direito, para o cidadão. Adalberto estuda francês, e Osmar, Inglês. Uma flor, Quincas

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal:

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal: 207. Complete com eu ou mim : CLASSES DE PALAVRAS PRONOME: - eles chegaram antes de. - há algum trabalho para fazer? - há algum trabalho para? - ele pediu para elaborar alguns exercícios; - para, viajar

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Não é o outro que nos

Não é o outro que nos 16º Plano de aula 1-Citação as semana: Não é o outro que nos decepciona, nós que nos decepcionamos por esperar alguma coisa do outro. 2-Meditação da semana: Floresta 3-História da semana: O piquenique

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

Erros mais freqüentes

Erros mais freqüentes Lição 1 Erros mais freqüentes Extraímos de comunicações empresariais alguns erros, que passamos a comentar: 1. Caso se faça necessário maiores esclarecimentos... Apontamos duas falhas: 1. Caso se faça

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

Vai ao encontro! de quem mais precisa!

Vai ao encontro! de quem mais precisa! Vai ao encontro! 2ª feira, 05 de outubro: Dos mais pobres Bom dia meus amigos Este mês vamos tentar perceber como podemos ajudar os outros. Vocês já ouviram falar das muitas pessoas que estão a fugir dos

Leia mais

Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é

Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é Caro aluno! O CURSO AVANÇADO DE PORTUGUÊS (FGV) está voltado para o concursando que se destina a realizar as provas da banca FGV. Nossa estratégia é que o aluno NÃO DECORE NADA em Língua Portuguesa. Se

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTOS: CONCORDÂNCIA NOMINAL / CONCORDÂNCIA VERBAL SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA PRIMEIRA PARTE: CONCORDÂNCIA NOMINAL I. Regra Geral II. Casos Particulares I) Regra Geral: Exemplo:

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Saúde Bucal Sobral-CE, 17 de março de 2004 Meu caro governador do estado do Ceará, Lúcio Alcântara, Meu caro companheiro

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros s de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 14 por completo

Leia mais

Professora: Lícia Souza

Professora: Lícia Souza Professora: Lícia Souza Morfossintaxe: a seleção e a combinação de palavras Observe que, para combinar as palavras loucamente, louco e loucura com outras palavras nas frases de modo que fiquem de acordo

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

Professor Jailton CONCORDÂNCIA VERBAL

Professor Jailton CONCORDÂNCIA VERBAL Professor Jailton CONCORDÂNCIA VERBAL CONCORDÂNCIA VERBAL Regra geral O verbo e seu sujeito deverão concordar em número e pessoa: Eu Tu Ele Os alunos sujeito cheguei. chegaste. chegou. chegaram. verbo

Leia mais

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI)

Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) Sinopse II. Idosos não institucionalizados (INI) II 1 Indicadores Desqualificação Não poder fazer nada do que preciso, quero fazer as coisas e não posso ; eu senti-me velho com 80 anos. Aí é que eu já

Leia mais

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica

Questão 01 Interpretação de texto. Questão 02 Acentuação gráfica COMENTÁRIOS E RESPOSTAS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA DE NÍVEL MÉDIO PARA AGENTE ADMINSITRATIVO AUXILIAR PORTO ALEGRE DO CONCURSO DA FUNDAÇÃO ESTADUAL DE PROTEÇÃO E PESQUISA EM SAÚDE FEPS PROVA REALIZADA

Leia mais

ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO.

ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO. ANEXO I FUNÇÕES, VAGAS, PRÉ-REQUISITOS, VENCIMENTOS, JORNADA DE TRABALHO E LOTAÇÃO. Cargos/ Área de Atuação Hs/ Sem Nº de Vagas Nº de Vagas LOTAÇÃO Pré-Requisitos/ Escolaridade Vencimento Básico R$ Comuns

Leia mais

Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8º Turmas: 8.1 e 8.2

Disciplina:Língua Portuguesa Professor (a): Cris Souto Ano: 8º Turmas: 8.1 e 8.2 Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas.

Língua Portuguesa. O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. Língua Portuguesa O texto abaixo serve de base para as questões de 16 a 20. Leia-o atentamente. Depois, responda às perguntas. O rápido e grande avanço observado no ambiente da produção, por meio do surgimento

Leia mais

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br

Análise Sintática AMOSTRA DA OBRA. Português é simples. 2ª edição. Eliane Vieira. www.editoraferreira.com.br AMOSTRA DA OBRA www.editoraferreira.com.br O sumário aqui apresentado é reprodução fiel do livro 2ª edição. Eliane Vieira Análise Sintática Português é simples 2ª edição Nota sobre a autora Sumário III

Leia mais

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas.

Quanto à classificação das orações coordenadas, temos dois tipos: Coordenadas Assindéticas e Coordenadas Sindéticas. LISTA DE RECUPERAÇÃO FINAL 9º ANO - PORTUGUÊS Caro aluno, seguem abaixo os assuntos para a prova de exame. É só um lembrete, pois os mesmos estão nas apostilas do primeiro bimestre, segundo e terceiro

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS

UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS UNIDADE VI ESCREVENDO E-MAILS QUE GERAM RESULTADOS Nessa unidade vou mostrar para você como escrever e-mails que geram resultados. Mas que resultados são esses? Quando você escreve um e-mail tem que saber

Leia mais

Você, no entanto, pode nos ajudar!

Você, no entanto, pode nos ajudar! Este livro pode ser adquirido por educação, negócios, vendas ou uso promocional. Embora toda precaução tenha sido tomada na preparação deste livro, o autor não assume nenhuma responsabilidade por erros

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ÍNDICE Pronomes...2 Pronomes Pessoais...2 Pronomes de Tratamento...3 Pronomes Possessivos...3 Pronomes Demonstrativos...3 Pronomes Indefinidos...4 Pronomes Relativos...4 Pronomes

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis

3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis 3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis O que é um e- mail bem sucedido? É aquele e- mail que você recebe o contato, envia o e- mail para o cliente e ele te responde. Nós não estamos

Leia mais

Concordância Nominal

Concordância Nominal Concordância Nominal Concordância Nominal Regra Geral O artigo, o pronome, o numeral e o adjetivo devem concordar em gênero e número com o substantivo ao qual se referem. Ex.: Os nossos dois brinquedos

Leia mais

internetsegura.fde.sp.gov.br

internetsegura.fde.sp.gov.br PROJETO: HISTORIA: PÁGINA: ANO:! internetsegura.fde.sp.gov.br Internet Segura. Bom para você! Olá! A campanha Internet Segura. Bom para você! apresenta duas histórias em quadrinhos em que seus personagens

Leia mais

Análise do Edital AFRFB 2014

Análise do Edital AFRFB 2014 Análise do Edital AFRFB 2014 Olá amigos concurseiros, Hoje (dia 10/03/2014) saiu o edital para o concurso de AUDITOR FISCAL DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL (AFRFB). Serão 278 vagas. Entretanto, já sabemos

Leia mais

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe!

Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! Dedico este livro a todas as MMM S* da minha vida. Eu ainda tenho a minha, e é a MMM. Amo-te Mãe! *MELHOR MÃE DO MUNDO Coaching para Mães Disponíveis, www.emotionalcoaching.pt 1 Nota da Autora Olá, Coaching

Leia mais

Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês

Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês Sete Motivos Importantes Para Usar Áudio Para Melhorar As Suas Habilidades Em Inglês Oi! Meu nome é David. Atualmente estou em Imperatriz, Maranhão ajudando pessoas como você aprenderem inglês. Já faz

Leia mais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais

Período composto. Orações subordinadas adverbiais Período composto Orações subordinadas adverbiais Orações subordinadas Orações que mantém relação de dependência sintática e semântica entre a oração subordinada e a oração principal. Ex.: Eu tenho dúvida

Leia mais

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 5 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA

Leia mais

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 6º Ano Profª: Margareth Rodrigues Dutra Disciplina: Língua Portuguesa Aluno(a): TRABALHO DE RECUPERAÇÃO Data de entrega: 18/12/14 Questão 1- Leia o texto a seguir. Brasileiros

Leia mais

4ºano. 3º período 1.4 LÍNGUA PORTUGUESA. 30 de agosto de 2013

4ºano. 3º período 1.4 LÍNGUA PORTUGUESA. 30 de agosto de 2013 4ºano 1.4 LÍNGUA PORTUGUESA 3º período 30 de agosto de 2013 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado

Leia mais

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL

MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL MINHA HISTÓRIA NO NOVOTEL Lembro-me que haviam me convocado para uma entrevista de trabalho no NOVOTEL. Lembro-me de estar ansioso e ter passado a noite anterior preparando a minha entrevista. Como iria

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso.

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. COMENTÁRIO QUESTÕES DE PORTUGUÊS PROFESSORA: FABYANA MUNIZ As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. 1. (FCC)...estima-se que sejam 20 línguas. (2º parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos

Leia mais

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA. 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória. 3. Casos de crase facultativa

CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA. 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória. 3. Casos de crase facultativa CURSO: TRIBUNAL REGULAR ASSUNTO: CRASE SUMÁRIO DE AULA DÉCIO SENA 1. O que é crase? 2. Casos de crase obrigatória 3. Casos de crase facultativa 4. Casos de crase proibida 5. Exercícios 1. O que é crase?

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte:

Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte: Exmos. Senhores. Sou Helena Maria Ferreira de Morais Gusmão, Cliente NOS C827261492, Contribuinte Nr.102 297 878 e venho reclamar o seguinte: Sou cliente desde a época da TVTel nunca, até hoje, mudei de

Leia mais

PERÍODO período simples período composto

PERÍODO período simples período composto Já estudamos que PERÍODO é a frase constituída por uma ou mais orações, formando um todo, com sentido completo. Quando possui apenas uma oração, é classificado como período simples; quando possui mais

Leia mais

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Alexandre da Silva França. Eu nasci em 17 do sete de 1958, no Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu sou tecnólogo em processamento de dados. PRIMEIRO DIA

Leia mais

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 1.1 Conteúdos: Apresentação do Plano Didático Pedagógico; Classificação das orações coordenadas sindéticas e inferência. 1.1 Habilidade:

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista

ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA. Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista ACENDA O OTIMISMO EM SUA VIDA Quiz Descubra Se Você é uma Pessoa Otimista Uma longa viagem começa com um único passo. - Lao-Tsé Ser Otimista não é uma tarefa fácil hoje em dia, apesar de contarmos hoje

Leia mais

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público O que é Relato de Experiência? Faz parte dos gêneros pertencentes ao domínio social da memorização

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 25 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO Disciplina : Língua Portuguesa Professora: Nilceli Barueri, / 08 / 2010 2ª postagem Nome: n.º 4º ano ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA-4º ANO Queridos alunos, aqui está a segunda postagem de Língua Portuguesa.

Leia mais

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade

Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães. Conhecendo a Cidade Guia do Professor / Vozes da Cidade / Conhecendo.../ Eduardo Guimarães 1 Guia do Professor Episódio Conhecendo a Cidade Programa Vozes da Cidade Apresentação Como já vimos nos trabalhos desenvolvidos para

Leia mais