ACTA DA 2.ª REUNIÃO DA MESA PAN-AFRICANA DOS ÓRGÃOS NACIONAIS DE COMBATE A CORRUPÇÃO 13 DE AGOSTO DE 2008

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACTA DA 2.ª REUNIÃO DA MESA PAN-AFRICANA DOS ÓRGÃOS NACIONAIS DE COMBATE A CORRUPÇÃO 13 DE AGOSTO DE 2008"

Transcrição

1 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Introdução ACTA DA 2.ª REUNIÃO DA MESA PAN-AFRICANA DOS ÓRGÃOS NACIONAIS DE COMBATE A CORRUPÇÃO 13 DE AGOSTO DE A terceira reunião da mesa da 2.ª Reunião Pan-Africana dos Órgãos Nacionais de Combate à Corrupção [sic] teve lugar em Abuja, Nigéria, no dia 13 de Agosto de A reunião teve por objectivo: Examinar o progresso feito na implementação do programa de acção; Apresentar e aprovar o programa de acção quinquenal; Avaliar o progresso do processo preparatório relativamente à 3.ª Reunião Pan-Africana dos Órgãos Nacionais de Combate à Corrupção; e Investigar possíveis parcerias estratégicas e mobilização de recursos para a implementação do programa de acção. 2. Os seguintes membros da mesa estiveram presentes à reunião: Presidente -África do Sul 1.º Vice-Presidente -Burundi 2.º Vice-Presidente -Benim 3.º Vice-Presidente -Líbia Defensor no Combate à Corrupção -Nigéria -Comissão da União Africana Faltas justificadas: Relator - Quénia 3. Os seguintes parceiros também foram convidados a assistir à reunião como observadores: Comissão Económica das Nações Unidas para África (UNECA); Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (UNDP); e Gabinete das Nações Unidas para o Combate às Drogas e Crime (UNODC). Boas Vindas e Nota de Abertura 1

2 4. A reunião foi aberta pelo presidente da mesa, o Prof. Richard Levin. O presidente delineou os objectivos e os resultados antecipados da reunião, tendo comentado também o significado da presença de parceiros estratégicos nesta reunião para a promoção do trabalho da mesa. Confirmação da Ordem de Trabalhos 5. A ordem de trabalhos foi adoptada sem emendas. Apresentação e Adopção da Acta da 1.ª Reunião da mesa 6. A acta da segunda [sic] reunião foi adoptada como reflectindo fielmente a reunião. QUESTÕES DECORRENTES Debates com o Defensor do Combate à Corrupção 7. O Presidente da mesa informou os membros de que fora realizada uma reunião à margem da Reunião Prolongada dos Ministros Africanos da Função Pública em Julho de 2008 em Sandton, África do Sul, entre o Presidente da Mesa de Combate à Corrupção, a Comissão da União Africana e o Defensor do Combate à Corrupção, a saber, a Nigéria. As seguintes recomendações foram apresentadas relativamente ao envolvimento da Nigéria na mesa: Necessidade de colaboração entre a mesa e a Nigéria a fim de harmonizar as actividades de ambas e evitar a duplicação de esforços; A Nigéria deve fazer parte da redacção do programa de acção; e A Nigéria deve ser convidada a fazer parte da mesa. 8. A mesa adoptou estas recomendações sem emendas. A Nigéria reafirmou a sua intenção em participar das actividades da mesa. O representante do defensor, o Dr. Olaopa, informou a reunião de que a Nigéria contribuiria para os trabalhos da mesa através de um projecto que se centra na avaliação de níveis de corrupção no continente. Acrescentou ainda que a Nigéria conta com financiamento parcial para esta actividade. Resposta relativamente ao mandato da mesa 9. O Presidente apresentou a resposta relativamente ao mandato da mesa conforme recomendação da Comissão da União Africana (CUA). A CUA recomendou que o mandato da mesa estivesse ligado à realização da Reunião Pan-Africana dos Órgãos Nacionais de Combate à Corrupção. 2

3 10. A CUA recomendou ainda que os Presidentes da mesa fizessem parte da nova mesa a ser constituída a fim de assegurar continuidade. 11. Por último, a CUA recomendou que a 3.ª Reunião dos Órgãos Nacionais Pan- Africanos de Combate à Corrupção fosse adiada para o primeiro trimestre de A mesa concordou com as recomendações apresentadas sem emendas. As datas exactas das reuniões serão comunicadas aos membros da mesa após um processo consultivo entre a CUA e a Líbia, país anfitrião da 3.ª Reunião dos Órgãos Nacionais Pan-Africanos de Combate à Corrupção. Lista de Auto-avaliação da UA 13. O Presidente informou os membros que a lista de auto-avaliação destinada a examinar a implementação da Convenção da UA para o Combate à Corrupção e sua Prevenção estava completa e traduzida para todas as línguas da UA. A lista de verificação fora apresentada à CUA a fim de ser distribuída aos estados membros para seu preenchimento. 14. Além disso, o presidente informou a reunião que a CUA recomendara que a administração da auto-avaliação fosse realizada pelo Conselho Consultivo. 15. Dada esta recomendação, a reunião resolveu que a circulação da lista fosse adiada até depois do Conselho Consultivo ter sido nomeado em Janeiro de A recomendação foi adoptada pela mesa. Desenvolvimento do guia legislativo 17. O Presidente apresentou informação sobre o progresso alcançado relativamente à nomeação de um provedor de serviços para o desenvolvimento do guia legislativo sobre a implementação da Convenção da UA para o Combate à Corrupção e sua Prevenção. 18. O Presidente informou a reunião de que tinham sido recebidas três propostas após o prazo para apresentação das mesmas ter caducado. Salientou ainda que as propostas recebidas excediam os fundos afectados para o efeito pelo que se tinham iniciado conversações com a UNODC e a GTZ a fim de negociar financiamento adicional. 19. O Burundi indicou que os termos de referência foram circulados com atraso pelo que não tinha havido tempo suficiente para que os membros da mesa urgissem os peritos das suas respectivas regiões a apresentar propostas. 3

4 20. A reunião decidiu prorrogar o prazo de apresentação de propostas ate à segunda semana de Setembro de Os membros da mesa foram instados a circular os TdR nas suas respectivas regiões. Criação do Conselho Consultivo 21. O Presidente informou a reunião de que a eleição do Conselho Consultivo fora adiada para Janeiro de A Nigéria perguntou se o processo de nomeações ainda estava aberto e se os Estados Membros da UA ainda poderiam apresentar nomeações para o Conselho Consultivo. 23. O representante da CUA, o Dr. Dia, explicou que o processo de apresentação de nomeações para o Conselho Consultivo ainda estava aberto e que a Nigéria podia apresentar a sua nomeação. Envolvimento com as CER 24. A CUA informou que o processo de envolvimento com as CER continuava e que seriam realizadas reuniões com a ECOWAS para dar seguimento a esta questão. Análise da situação relativa à ratificação 25. Relativamente à questão da ratificação, a UA indicou que a análise será completada até Outubro de 2008 e apresentada na próxima reunião da mesa. OUTRAS QUESTÕES Processos preparatórios para a 3.ª Reunião Pan-Africana dos Órgãos Nacionais de Combate à Corrupção 26. A CUA orientou o debate relativamente a este ponto e o Dr. Dia informou a reunião de que a Líbia havia indicado a sua disponibilidade para albergar a 3.ª Reunião Pan-Africana dos Órgãos Nacionais de Combate à Corrupção. Contudo, o Dr. Dia indicou que não era possível acolher a reunião no ano em curso conforme previamente indicado e acordado pela Líbia. 27. Indicou ainda que seria enviada uma carta formal à Líbia sobre o acolhimento da reunião. A carta sublinhará os aspectos administrativos, substantivos e logísticos relativos à realização da reunião. A Líbia deverá apresentar uma resposta formal quanto ao seu acolhimento da reunião. 28. A Líbia reafirmou a sua disponibilidade em albergar a reunião e prometeu implementar as medidas necessárias para que a reunião seja acolhida com sucesso. A Líbia também indicou que precisaria de coordenar os preparativos de acolhimento da reunião com a CUA. 4

5 29. A reunião resolveu então que a Líbia acolherá a 3.ª Reunião Pan-Africana dos Órgãos Nacionais de Combate à Corrupção durante o primeiro trimestre de A CUA propôs a última semana em Março como uma data conveniente. Ficou acordado que a CUA informará a mesa sobre as datas propostas. Projecto do Programa de Acção Quinquenal 30. O Presidente apresentou brevemente os antecedentes do processo que levou à decisão relativa à preparação do Plano de Acção Quinquenal. O Programa de Acção Quinquenal provisório foi criado juntamente pelo gabinete do Presidente da Mesa e pela CUA. O Gabinete do Presidente apresentou o projecto do Programa de Acção Quinquenal. 31. Foram apresentadas as seguintes propostas para aperfeiçoamento do Programa de Acção: Realizar uma auditoria das capacidades e dos vários instrumentos legais de combate à corrupção das comunidades económicas regionais (CER); Desenvolver um modelo sobre requisitos mínimos para as CER; Salientar a necessidade de uma abordagem holística no combate à corrupção; A UNECA propôs que as CER deveriam ter mais expressão no seio da mesa. O Dr. Dia explicou que era necessário que as CER fossem representadas na mesa. A Nigéria salientou a falta de uma estratégia de comunicação dentro da estrutura. O Presidente decidiu então que se incluísse uma estratégia de comunicação. A Nigéria sugeriu que se fizesse um estudo no âmbito do Programa de Acção a fim de avaliar os níveis de corrupção em África. O Presidente recomendou que se criasse um método padronizado para fins de avaliação dos níveis de corrupção e que tal método fosse testado numa das regiões da UA. Incluir formação e desenvolvimento no Programa de Acção. Reforçar a capacidade dos órgãos nacionais de combate à corrupção. 32. Foi resolvido que o Programa de Acção Quinquenal seria revisto em conformidade com os comentários e sugestões apresentadas durante a reunião. Mobilização de Recursos e Parcerias 33. Os parceiros tiveram oportunidade de partilhar com a mesa as suas próprias iniciativas relativamente ao combate à corrupção e de apresentar a sua opinião sobre a forma como tais iniciativas poderão contribuir para a implementação do Programa de Acção. 5

6 34. O representante da UNECA informou a reunião de que a UNECA estava interessada em estabelecer uma parceria com a mesa, tendo também indicado que apoiava o Programa de Acção preliminar. A UNECA informou a mesa de que o seu plano de formação se adequava bem com o Programa de Acção e com a própria mesa. A UNECA comprometeu-se ainda a contribuir para o trabalho da mesa com: A oferta de apoio técnico incluindo o aperfeiçoamento do Programa de Acção; A partilha de boas práticas; e A formulação de normas mínimas relativamente ao que deverá ser a legislação mínima para combate à corrupção. 35. A UNECA também informou a mesa de que, presentemente, está a realizar um estudo que deverá ser finalizado em Dezembro de 2008 o qual avalia a eficácia dos órgãos nacionais de combate à corrupção. A assembleia resolveu que os resultados do estudo deverão ser discutidos durante a 3.ª Reunião Pan-Africana dos Órgãos Nacionais de Combate à Corrupção. 36. O UNODC também ofereceu o seu apoio à Mesa, incluindo assistência com o melhoramento do Programa de Acção. O UNODC indicou que poderá não se encontrar em situação de oferecer assistência financeira, mas que está disponível para envolver a Mesa em acções conjuntas de mobilização de recursos. Além disso, o UNODC indicou à mesa que tem gabinetes regionais em todo o continente os quais poderão oferecer apoio técnico e consultivo à mesa. 37. O UNDP indicou a sua disponibilidade em trabalhar em parceria com a mesa. O representante indicou que o UNDP criou um instrumento de avaliação de capacidades destinado a avaliar a capacidade das várias agências de combate a corrupção. O UNDP pediu à mesa que assistisse com a distribuição da ferramenta de avaliação entre os Estados membros. A mesa respondeu que o instrumento de avaliação poderá ser distribuído durante a 3.ª Reunião Pan-Africana dos Órgãos Nacionais de Combate à Corrupção. 38. O UNDP indicou também que esta envolvido em campanhas de comunicação e de promoção e defesa de causas. Resumo e Encerramento 39. O Presidente da mesa apresentou as decisões e resultados da reunião e agradeceu aos membros da mesa pela sua participação. 40. A reunião encerrou às 16:20. 6

7 7

ACOMPANHAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES. N Recomendação Estado de Implementação Desafios. Comissão da União Africana

ACOMPANHAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES. N Recomendação Estado de Implementação Desafios. Comissão da União Africana Comissão da União Africana 1. Solicitar à CUA para que organize, enquanto aguardar-se pela implementação plena das decisões pertinentes sobre a operacionalização dos Comités Técnicos Especializados (CTE),

Leia mais

Propriedade, Prestação de Contas e Sustentabilidade na Resposta de VIH/SIDA, Tuberculose e Malária em África: Passado, Presente e o Futuro

Propriedade, Prestação de Contas e Sustentabilidade na Resposta de VIH/SIDA, Tuberculose e Malária em África: Passado, Presente e o Futuro SA10179 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA CIMEIRA ESPECIAL DA UNIÃO AFRICANA SOBRE O VIH/SIDA, TUBERCULOSE E MALÁRIA 12-16 DE JULHO DE 2013 ABUJA, NIGÉRIA Tema: Propriedade, Prestação de Contas

Leia mais

CAPITULO I. Disposicoes gerais

CAPITULO I. Disposicoes gerais enquadram 0 Regulamento Municipal do Banco Local de Voluntariado de Lagoa As bases do enquadramento juridico do voluntariado, bem como, os principios que trabalho de voluntario constam na Lei n." 71198,

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior Area Profissional: COMUNICACAO Area de Atuacao: EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

Conferência da UA dos Ministros da Indústria - 20ª Sessão Ordinária

Conferência da UA dos Ministros da Indústria - 20ª Sessão Ordinária Conferência da UA dos Ministros da Indústria - 20ª Sessão Ordinária Acelerar a Industrialização em África no Âmbito da Agenda de Desenvolvimento Pós-2015 Reunião de Ministros 13-14 Junho de 2013 Pontos:

Leia mais

ANÚNCIO DE VAGA SECERTÁRIO DA COMISSÃO DA UNIÃO AFRICANA PARA O DIREITO INTERNACIONAL -10000517

ANÚNCIO DE VAGA SECERTÁRIO DA COMISSÃO DA UNIÃO AFRICANA PARA O DIREITO INTERNACIONAL -10000517 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis-Abeba (ETHIOPIE) P. O. Box 3243 Téléphone (251-11) 5517 700 Fax : 551 78 44 Website : www.au.int ANÚNCIO DE VAGA SECERTÁRIO DA COMISSÃO DA UNIÃO AFRICANA

Leia mais

ANÚNCIO DE VAGA: ECONOMISTA

ANÚNCIO DE VAGA: ECONOMISTA AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis-Ababa (ETHIOPIA) P. O. Box 3243 Telephone 5517 700 Fax: 551 78 44 Website : www.africa-union.org ANÚNCIO DE VAGA: ECONOMISTA A União Africana, criada

Leia mais

SOLICITAÇAo DE MANIFESTAÇAo DE INTERESSEcQ (Serviços de Consultoria Individuais) Para Apoiar a Gestao do

SOLICITAÇAo DE MANIFESTAÇAo DE INTERESSEcQ (Serviços de Consultoria Individuais) Para Apoiar a Gestao do SOLICITAÇAo DE MANIFESTAÇAo DE INTERESSEcQ (Serviços de Consultoria Individuais) Para Apoiar a Gestao do Projecto Regional de Reforço das Capacidades de Vigilância Epidemiol6gica na Âfrica Ocidental (WARDS)

Leia mais

Advocacy Global: Mobilizacao para a reuniao da ONU sobre DCNTs. Cristina Parsons Perez, PhD Directora de Advocacy

Advocacy Global: Mobilizacao para a reuniao da ONU sobre DCNTs. Cristina Parsons Perez, PhD Directora de Advocacy Advocacy Global: Mobilizacao para a reuniao da ONU sobre DCNTs Cristina Parsons Perez, PhD Directora de Advocacy Cenario Global da Mobilizacao das DCNTs O Problema/Oportunidade/Solucoes O Movimento Advocacy

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000025 - COMUNICACAO SOCIAL - RELACOES PUBLICAS Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0113 - REL.PUBLICAS/COMUNICACAO

Leia mais

AGENDA DA 42ª SESSÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO AFRICANA DOS DIREITOS HUMANOS E DOS POVOS (De 15 a 28 de Novembro de 2007, Brazzaville, República do Congo)

AGENDA DA 42ª SESSÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO AFRICANA DOS DIREITOS HUMANOS E DOS POVOS (De 15 a 28 de Novembro de 2007, Brazzaville, República do Congo) AGENDA DA 42ª SESSÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO AFRICANA DOS DIREITOS HUMANOS E DOS POVOS (De 15 a 28 de Novembro de 2007, Brazzaville, República do Congo) Ponto 1: Cerimónia de Abertura (Sessão Pública) Ponto

Leia mais

Relatorio de trabalho sobre Estudo sobre o acesso das comunidades aos recursos naturais na província de Cabo Delgado.

Relatorio de trabalho sobre Estudo sobre o acesso das comunidades aos recursos naturais na província de Cabo Delgado. Relatorio de trabalho sobre Estudo sobre o acesso das comunidades aos recursos naturais na província de Cabo Delgado. Introducao Pretende-se com o presente relatorio reportar em termos gerais os aspectos

Leia mais

ANÚNCIO DE VAGA: PERITO TÉCNICO DE INFRA-ESTRUTURA: NO.VA/NPCA/15/04

ANÚNCIO DE VAGA: PERITO TÉCNICO DE INFRA-ESTRUTURA: NO.VA/NPCA/15/04 ANÚNCIO DE VAGA: PERITO TÉCNICO DE INFRA-ESTRUTURA: NO.VA/NPCA/15/04 A Comissão da União Africana assinou uma concessão com o Banco Africano de Desenvolvimento (o Banco) e o Fundo Africano de Desenvolvimento

Leia mais

SEGUNDO FÓRUM DA UNIÃO AFRICANA SOBRE O DIREITO INTERNACIONAL E O DIREITO DA UNIÃO AFRICANA 11-12 de Novembro de 2013 ADIS ABEBA (ETIÓPIA)

SEGUNDO FÓRUM DA UNIÃO AFRICANA SOBRE O DIREITO INTERNACIONAL E O DIREITO DA UNIÃO AFRICANA 11-12 de Novembro de 2013 ADIS ABEBA (ETIÓPIA) LC10630 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 011-551 7700 Fax : 011-551 7844 website : www. africa-union.org SEGUNDO FÓRUM DA UNIÃO AFRICANA SOBRE

Leia mais

O Impacto das Doenças Não-Transmissíveis (DNT) e Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN) no Desenvolvimento em África NOTA CONCEPTUAL

O Impacto das Doenças Não-Transmissíveis (DNT) e Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN) no Desenvolvimento em África NOTA CONCEPTUAL SA9208 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Tele: +251-11-5517 700 Fax: +251-11-5517844 Website: www.au.int SEXTA SESSÃO DA CONFERÊNCIA DA UNIÃO AFRICANA DOS

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000026 - COMUNICACAO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

ANÚNCIO DE VAGA: FUNCIONÁRIO SÉNIOR DE GESTÃO DE DADOS NO.VA/NPCA/12/08

ANÚNCIO DE VAGA: FUNCIONÁRIO SÉNIOR DE GESTÃO DE DADOS NO.VA/NPCA/12/08 www.nepad.org info@nepad.org Tel: +27 (0) 11 256 3600 Fax: +27 (0) 11 206 3762 P.O. Box 1234 Halfway House 1685 Midrand, Johannesburg South Africa ANÚNCIO DE VAGA: FUNCIONÁRIO SÉNIOR DE GESTÃO DE DADOS

Leia mais

P. O. Box 3243, Addis Ababa, ETHIOPIA Tel.: (251-11) 5525849 Fax: (251-11) 5525855

P. O. Box 3243, Addis Ababa, ETHIOPIA Tel.: (251-11) 5525849 Fax: (251-11) 5525855 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA P. O. Box 3243, Addis Ababa, ETHIOPIA Tel.: (251-11) 5525849 Fax: (251-11) 5525855 DOCUMENTO-SÍNTESE SOBRE A PROMOÇÃO DO COMÉRCIO INTRA- AFRICANO E ACELERAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO FISCAL

REGULAMENTO DO CONSELHO FISCAL REGULAMENTO DO CONSELHO FISCAL O presente instrumento regulamenta a composição, exercício da competência, deveres, funcionamento e serviços de apoio do Conselho Fiscal da Sonae SGPS, SA. COMPOSIÇÃO 1.

Leia mais

ANÚNCIO DE VAGA: FUNCIONÁRIO SUPERIOR FINANCEIRO NO.VA/NPCA/13/07

ANÚNCIO DE VAGA: FUNCIONÁRIO SUPERIOR FINANCEIRO NO.VA/NPCA/13/07 ANÚNCIO DE VAGA: FUNCIONÁRIO SUPERIOR FINANCEIRO NO.VA/NPCA/13/07 A União Africana (UA) estabelecida como um corpo continental Pan Africano único, está encarregada de liderar a rápida integração de África

Leia mais

(C) A expressão "princípio olímpico", o princípio de que nenhum discriminação seja permitido por razões de raça, religião ou afiliação política;

(C) A expressão princípio olímpico, o princípio de que nenhum discriminação seja permitido por razões de raça, religião ou afiliação política; Convenção Internacional contra o Apartheid nos Esportes, GA res. 40/64 G, 40 Supp UNGAOR (No. 53) a 37, a ONU A/40/53 Doc (1986), entrou em vigor 03 de abril de 1988 Os Estados Partes da presente Convenção,

Leia mais

E S P E C I F I C A Ç Ã O ESF VALOR 100 - Recursos Ordinários do Tesouro Estadual FIS 166.366.562,00 SEG 0,00 TOTAL GERAL : 166.366.

E S P E C I F I C A Ç Ã O ESF VALOR 100 - Recursos Ordinários do Tesouro Estadual FIS 166.366.562,00 SEG 0,00 TOTAL GERAL : 166.366. Exercício 2010 R$ 1,00 01101 - Assembléia Legislativa REPASSE DE RECURSOS DO TESOURO ESTADUAL E S P E C I F I C A Ç Ã O ESF VALOR 100 - Recursos Ordinários do Tesouro Estadual FIS 166.366.562,00 0,00 TOTAL

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

Sessão de Encerramento da Campanha Nacional Contra o Trabalho Não Declarado

Sessão de Encerramento da Campanha Nacional Contra o Trabalho Não Declarado Sessão de Encerramento da Campanha Nacional Contra o Trabalho Não Declarado Lisboa 7 de Abril de 2015 O FENÓMENO DO TRABALHO NÃO DECLARADO A CCP partilha da opinião, expressa num recente parecer do Comité

Leia mais

RELATÓRIO DA REUNIÃO DE PERITOS TÉCNICOS SOBRE A DIÁSPORA AFRICANA (TCEM), PRETÓRIA, ÁFRICA DO SUL, 21-22 FEVEREIRO DE 2011

RELATÓRIO DA REUNIÃO DE PERITOS TÉCNICOS SOBRE A DIÁSPORA AFRICANA (TCEM), PRETÓRIA, ÁFRICA DO SUL, 21-22 FEVEREIRO DE 2011 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, Ethiopia P. O. Box 3243 Telephone 251 115 51 38 22 Website : www.au.int Original: Inglês RELATÓRIO DA REUNIÃO DE PERITOS TÉCNICOS SOBRE A DIÁSPORA

Leia mais

Consulta com os Presidentes das Comissões de Saúde & Finanças dos Parlamentos Africanos. sobre

Consulta com os Presidentes das Comissões de Saúde & Finanças dos Parlamentos Africanos. sobre Consulta com os Presidentes das Comissões de Saúde & Finanças dos Parlamentos Africanos sobre As Recomendações do Grupo de Trabalho de Alto Nível sobre o Financiamento Internacional Inovador aos Sistemas

Leia mais

Relatório de Monitorização da Implementação das Recomendações da Quarta Conferência de Ministros Africanos Responsáveis pela Integração (COMAI IV)

Relatório de Monitorização da Implementação das Recomendações da Quarta Conferência de Ministros Africanos Responsáveis pela Integração (COMAI IV) AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, Ethiopia P. O. Box 3243 Telephone: 5517 700 Fax: 5511299 Website: www. africa-union.org Relatório de Monitorização da Implementação das Recomendações

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO TÉCNICA 80 GESTÃO DA QUALIDADE E GARANTIA DA QUALIDADE

REGULAMENTO DA COMISSÃO TÉCNICA 80 GESTÃO DA QUALIDADE E GARANTIA DA QUALIDADE Página 1 de 11 Artigo 1º Preâmbulo O presente documento estabelece as regras de funcionamento interno da Comissão Técnica sobre Gestão e Garantia da Qualidade (CT 80), respetivas subcomissões (SC) e grupos

Leia mais

GUIÃO DE VISITAS A ENTIDADES EMPREGADORAS COM BOAS PRÁTICAS EM IGUALDADE DE GÉNERO VISITAR PARA REPLICAR

GUIÃO DE VISITAS A ENTIDADES EMPREGADORAS COM BOAS PRÁTICAS EM IGUALDADE DE GÉNERO VISITAR PARA REPLICAR GUIÃO DE VISITAS A ENTIDADES EMPREGADORAS COM BOAS PRÁTICAS EM IGUALDADE DE GÉNERO VISITAR 2 GUIÃO DE VISITAS A ENTIDADES EMPREGADORAS COM BOAS PRÁTICAS EM IGUALDADE DE GÉNERO VISITAR 3 FICHA TÉCNICA TÍTULO:

Leia mais

ANÚNCIO DE VAGA: OFICIAL DOS RECURSOS HUMANOS - CONSULTOR (RECRUTAMENTO, FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO & GESTÃO DE TALENTOS) NO.

ANÚNCIO DE VAGA: OFICIAL DOS RECURSOS HUMANOS - CONSULTOR (RECRUTAMENTO, FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO & GESTÃO DE TALENTOS) NO. www.nepad.org info@nepad.org Tel: +27 (0) 11 256 3600 Fax: +27 (0) 11 206 3762 P.O. Box 1234 Halfway House 1685 Midrand, Johannesburg South Africa ANÚNCIO DE VAGA: OFICIAL DOS RECURSOS HUMANOS - CONSULTOR

Leia mais

Anexo 1. I. Declaração de 2012. A/CONF.192/2012/RC/CRP.3/Rev.3

Anexo 1. I. Declaração de 2012. A/CONF.192/2012/RC/CRP.3/Rev.3 Anexo 1 Documento do resultado final Programa de Ação para Prevenir, Combater e Erradicar o Comércio ilícito de Armas de Pequeno Calibre e Armas Ligeiras em Todos os seus Aspectos I. Declaração de 2012

Leia mais

COMUNICADO FINAL. XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011

COMUNICADO FINAL. XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011 COMUNICADO FINAL XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011 Na 29ª reunião da Comissão Bilateral Permanente Portugal-EUA, que se realizou em Washington, a 5 de Maio de 2011, Portugal

Leia mais

ANÚNCIO DE VAGA: OFICIAL DE PROGRAMAS PESCAS NO.VA/NPCA/11/25

ANÚNCIO DE VAGA: OFICIAL DE PROGRAMAS PESCAS NO.VA/NPCA/11/25 ANÚNCIO DE VAGA: OFICIAL DE PROGRAMAS PESCAS NO.VA/NPCA/11/25 A União Africana (UA), estabelecida como órgão singular continental Pan-Africano, procura assegurar a vanguarda do processo da rápida integração

Leia mais

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS PLANILHA DE PACTUAÇÃO DAS - TCG Data da Validação: 31/03/2010 Data da Homologação: 12/04/2010 Revisão Nº:001 Pedido de Revisão: 30/03/2010 Portaria: 2.846 Data da Publicação: 25/11/2008 Estado: ESPIRITO

Leia mais

VERSÃO PRELIMINAR ACORDO INTERGOVERNAMENTAL SOBRE A REDE TRANSAFRICANA DE AUTOESTRADAS

VERSÃO PRELIMINAR ACORDO INTERGOVERNAMENTAL SOBRE A REDE TRANSAFRICANA DE AUTOESTRADAS VERSÃO PRELIMINAR ACORDO INTERGOVERNAMENTAL SOBRE A REDE TRANSAFRICANA DE AUTOESTRADAS ACORDO INTERGOVERNAMENTAL SOBRE A REDE TRANSAFRICANA DE AUTOESTRADAS PREÂMBULO Considerando o Ato Constitutivo da

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório do Director Regional RESUMO

REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório do Director Regional RESUMO 15 de Junho de 2006 COMITÉ REGIONAL AFRICANO ORIGINAL: FRANCÊS Quinquagésima-sexta sessão Addis Abeba, Etiópia, 28 de Agosto - 1 de Setembro de 2006 REGULAMENTO SANITÁRIO INTERNACIONAL (2005) Relatório

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA. Cimeira Mundial Sobre a Sociedade da Informação

REPÚBLICA DE ANGOLA. Cimeira Mundial Sobre a Sociedade da Informação REPÚBLICA DE ANGOLA Cimeira Mundial Sobre a Sociedade da Informação Intervenção de Sua Excelência Licínio Tavares Ribeiro, Ministro dos Correios e Telecomunicações ANGOLA (Genebra, 12 de Dezembro de 2003)

Leia mais

Prevenir Conflitos, promover a integração CONFERÊNCIA DOS MINISTROS AFRICANOS RESPONSÁVEIS PELAS FRONTEIRAS

Prevenir Conflitos, promover a integração CONFERÊNCIA DOS MINISTROS AFRICANOS RESPONSÁVEIS PELAS FRONTEIRAS AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 517 700 Fax : 517844 website : www. africa-union.org CONFERÊNCIA DOS MINISTROS AFRICANOS RESPONSÁVEIS PELAS

Leia mais

A IMPORTANCIA DA GESTAO DE DESPACHOS 5 DE FEVEREIRO DE 2010

A IMPORTANCIA DA GESTAO DE DESPACHOS 5 DE FEVEREIRO DE 2010 A IMPORTANCIA DA GESTAO DE DESPACHOS 5 DE FEVEREIRO DE 2010 l l PONTOS GERAIS O Despacho de Transito visto como um processo relativamente novo e que justifica suficientes esforcos redobrados do projecto

Leia mais

Aspectos a Abordar. Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt. Porquê Comunicar? Estratégia de Comunicação

Aspectos a Abordar. Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt. Porquê Comunicar? Estratégia de Comunicação Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt Conferência Gestão e Comunicação na Área dos Resíduos Estoril, 22 de Setembro de 2009 1 Aspectos a Abordar Porquê Comunicar?

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DA JUVENTUDE CONCLUI EM DACAR

FÓRUM MUNDIAL DA JUVENTUDE CONCLUI EM DACAR FÓRUM MUNDIAL DA JUVENTUDE CONCLUI EM DACAR Aprova Estratégia de Dacar Para Autonomização da Juventude; Representantes de 85 Países Exortam a Maior Cooperação com Organismos da ONU DACAR, 10 de Agosto

Leia mais

PROGRAMA DE EVENTOS DURANTE O PERÍODO DE JANEIRO DE 2014 CONFERÊNCIA DA UNIÃO ADIS ABEBA, ETIÓPIA (R)

PROGRAMA DE EVENTOS DURANTE O PERÍODO DE JANEIRO DE 2014 CONFERÊNCIA DA UNIÃO ADIS ABEBA, ETIÓPIA (R) Rev.1 Até 28 de Janeiro de 2014 PROGRAMA DE EVENTOS DURANTE O PERÍODO DE JANEIRO DE 2014 CONFERÊNCIA DA UNIÃO ADIS ABEBA, ETIÓPIA (R) VIGÉSIMA SEGUNDA (22ª) SESSÃO ORDINÁRIA DA CONFERÊNCIA DA UNIÃO 30

Leia mais

SEMAPA - Sociedade de Investimento e Gestio, SGPS, S.A.

SEMAPA - Sociedade de Investimento e Gestio, SGPS, S.A. SEMAPA - Sociedade de Investimento e Gestio, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Av. Fontes Pereira de Melo, n.o 14, 10., Lisboa Capital Social: 81.645.523 Euros N.o Pessoa Colectiva e Matrlcula na C.R.C.

Leia mais

CONVENCAO DA UNIAO AFRICANA SOBRE A PROTECCAO E ASSISTENCIA AS PESSOAS DESLOCADAS INTERNAMENTE EM ÁFRICA (CONVENCAO DE KAMPALA)

CONVENCAO DA UNIAO AFRICANA SOBRE A PROTECCAO E ASSISTENCIA AS PESSOAS DESLOCADAS INTERNAMENTE EM ÁFRICA (CONVENCAO DE KAMPALA) CONVENCAO DA UNIAO AFRICANA SOBRE A PROTECCAO E ASSISTENCIA AS PESSOAS DESLOCADAS INTERNAMENTE EM ÁFRICA (CONVENCAO DE KAMPALA) 1 Preambulo Nós, os Chefes de Estado e de Governo dos Estados Membros da

Leia mais

UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, Ethiopia P.O. Box 3243 Téléphone: 251115511092 Fax: 251115510154 Site Internet: www.africa-union.org

UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, Ethiopia P.O. Box 3243 Téléphone: 251115511092 Fax: 251115510154 Site Internet: www.africa-union.org WG11036 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, Ethiopia P.O. Box 3243 Téléphone: 251115511092 Fax: 251115510154 Site Internet: www.africa-union.org ANÚNCIO E CONVITE PARA APRESENTAÇÃO

Leia mais

COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE)

COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE) COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE) DÉCIMO QUARTO PERÍODO ORDINÁRIO DE SESSÕES OEA/Ser.L/X.2.14 20 e 21 de fevereiro de 2014 CICTE/INF.5/14 Washington, D.C. 25 fevereiro 2014 Original: inglês

Leia mais

A NOVA PARCERIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ÁFRICA ( NEPAD )

A NOVA PARCERIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ÁFRICA ( NEPAD ) CONFERÊNCIA DOS CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO DA ORGANIZAÇÃO DA UNIDADE AFRICANA 8 DE JULHO DE 2002 Durban, ÁFRICA DO SUL AHG/235 (XXXVIII) ANEXO I A NOVA PARCERIA PARA O DESENVOLVIMENTO DA ÁFRICA ( NEPAD

Leia mais

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento

Aliança Estratégica com a Delta Dezembro, 2011. Uma Consistente História de Investimento Aliança Estratégica cm a Delta Dezembr, 2011 Uma Cnsistente História de Investiment 1 Agenda Resum da Operaçã 1 Benefícis da Operaçã 2 2 Disclaimer O material a seguir é uma apresentaçã cnfidencial cntend

Leia mais

O COMPROMISSO DE BRAZZAVILLE NO AVANÇO EM DIRECÇÃO AO ACESSO UNIVERSAL AO TRATAMENTO, CUIDADOS, APOIO E PREVENÇÃO DO VIH E SIDA EM ÁFRICA ATÉ 2010

O COMPROMISSO DE BRAZZAVILLE NO AVANÇO EM DIRECÇÃO AO ACESSO UNIVERSAL AO TRATAMENTO, CUIDADOS, APOIO E PREVENÇÃO DO VIH E SIDA EM ÁFRICA ATÉ 2010 O COMPROMISSO DE BRAZZAVILLE NO AVANÇO EM DIRECÇÃO AO ACESSO UNIVERSAL AO TRATAMENTO, CUIDADOS, APOIO E PREVENÇÃO DO VIH E SIDA EM ÁFRICA ATÉ 2010 Brazzaville, República do Congo 8 de Março de 2006 1.

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000232 - ADMINISTRACAO Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000232 - ADMINISTRACAO Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000232 - ADMINISTRACAO Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0122 - RELACIONAMENTO CLIENTE/COM. Planejar

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGuES E 0 PSICOGYM - PSICOLOGIA E GINASIO DE COMPETENCIAS. 1. Preambulo

PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGuES E 0 PSICOGYM - PSICOLOGIA E GINASIO DE COMPETENCIAS. 1. Preambulo PROTOCOLO ENTRE 0 ExERCITO PORTUGuES E 0 PSICOGYM - PSICOLOGIA E GINASIO DE COMPETENCIAS. 1. Preambulo A celebracao do presente protocolo tern como objectivo assegurar aos militares, militarizados e aos

Leia mais

Legislação. A criança no séc. XXI: direitos e riscos. Decreto-Lei nº 91/2009 de 9 de Abril DR.IS, nº 70, 09/04/2009

Legislação. A criança no séc. XXI: direitos e riscos. Decreto-Lei nº 91/2009 de 9 de Abril DR.IS, nº 70, 09/04/2009 www.gep.mtss.gov.pt Legislação A criança no séc. XXI: direitos e riscos Decreto-Lei nº 91/2009 de 9 de Abril DR.IS, nº 70, 09/04/2009 Estabelece o regime jurídico de protecção social na parentalidade no

Leia mais

EN/PT COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION. Brussels, 19 January 2011. 5500/11 Interinstitutional File: 2010/0312 (COD)

EN/PT COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION. Brussels, 19 January 2011. 5500/11 Interinstitutional File: 2010/0312 (COD) COUNCIL OF THE EUROPEAN UNION Brussels, 19 January 2011 5500/11 Interinstitutional File: 2010/0312 (COD) SCH-EVAL 7 SCHENGEN 2 INST 33 PARLNAT 23 COMIX 32 COVER NOTE from: President of the Assembly of

Leia mais

REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE DAS EMPRESAS DO GRUPO EDP

REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE DAS EMPRESAS DO GRUPO EDP REGULAMENTO DO PROVEDOR DO CLIENTE DAS EMPRESAS DO GRUPO EDP Aprovado em reunião do Conselho de Administração Executivo da EDP Energias de Portugal, S.A. (EDP) em 25 de Março de 2008 Capítulo I Disposições

Leia mais

PROJECTO DE RELATÓRIO

PROJECTO DE RELATÓRIO PARLAMENTO EUROPEU 1999 2004 Comissão dos Assuntos Externos, dos Direitos do Homem, da Segurança Comum e da Política de Defesa 11 de Fevereiro de 2003 PROVISÓRIO 2002/2276 (INI) PARTE 1 PROJECTO DE RELATÓRIO

Leia mais

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S ***

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** A C T A N.03/95 PAG.

Leia mais

APELO PARA UMA ACÇÃO ACELERADA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO DE ACÇÃO DA ÁFRICA DIGNA PARA AS CRIANÇAS (2008-2012)

APELO PARA UMA ACÇÃO ACELERADA PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO PLANO DE ACÇÃO DA ÁFRICA DIGNA PARA AS CRIANÇAS (2008-2012) AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone: 517 700 Fax: 517844 website:www.africa-union.org SEGUNDO FÓRUM PAN-AFRICANO SOBRE A CRIANÇA: REVISÃO INTERMÉDIA 29

Leia mais

Termos de Referencia

Termos de Referencia Termos de Referencia Tipo de contrato: Consultoria para a concepcao de um vídeo documentário sobre mulheres líderes no sector da energia na África Ocidental Duracao: Abril Maio, 2015 Local de trabalho:

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 359/VIII CRIA O OBSERVATÓRIO DA VIOLÊNCIA ESCOLAR

PROJECTO DE LEI N.º 359/VIII CRIA O OBSERVATÓRIO DA VIOLÊNCIA ESCOLAR PROJECTO DE LEI N.º 359/VIII CRIA O OBSERVATÓRIO DA VIOLÊNCIA ESCOLAR A evidente importância de um ensino condigno para crianças e jovens está a ser seriamente posta em causa por factores de violência

Leia mais

Uma primeira resposta da UE às questões relacionadas com a Enron. (5) avaliação dos analistas financeiros e papel das agências de notação.

Uma primeira resposta da UE às questões relacionadas com a Enron. (5) avaliação dos analistas financeiros e papel das agências de notação. NOTA DIRIGIDA AO CONSELHO INFORMAL ECOFIN A REALIZAR EM OVIEDO EM 12 E 13 DE ABRIL Assunto: Uma primeira resposta da UE às questões relacionadas com a Enron O caso da Enron - independentemente do resultado

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL Gabinete do Secretário de Estado do Ambiente ANEXO

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL Gabinete do Secretário de Estado do Ambiente ANEXO ANEXO REGULAMENTO DAS COMISSÕES DE AVALIAÇÃO DE IMPACTE AMBIENTAL Artigo 1º Nomeação e composição 1. A Comissão de Avaliação de Impacte Ambiental (CA) é nomeada pela Autoridade de Avaliação de Impacte

Leia mais

Comissão Social Inter Freguesias da Zona Central

Comissão Social Inter Freguesias da Zona Central Comissão Social Inter Freguesias da Zona Central Regulamento Interno Preâmbulo O Regulamento Interno estabelece a constituição, organização e funcionamento da Comissão Social Inter Freguesia da Zona Central,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA REQUISITOS TECNICOS O Prgrama de Api as Actres Nã Estatais publica uma slicitaçã para prestaçã

Leia mais

Conselho Local de Acção Social De Vila Nova de Cerveira

Conselho Local de Acção Social De Vila Nova de Cerveira Conselho Local de Acção Social De Vila Nova de Cerveira REGULAMENTO INTERNO INTRODUÇÃO A rede social é uma plataforma de articulação de diferentes parceiros públicos e privados que tem por objectivos combater

Leia mais

UNIÃO AFRICANA. CONSELHO EXECUTIVO Vigésima Sessão Ordinária 23 27 de Janeiro de 2012 Adis Abeba, Etiópia. EX.CL/718 (XX) Original: Inglês

UNIÃO AFRICANA. CONSELHO EXECUTIVO Vigésima Sessão Ordinária 23 27 de Janeiro de 2012 Adis Abeba, Etiópia. EX.CL/718 (XX) Original: Inglês AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA P. O. Box 3243, Addis Ababa, ETHIOPIA Tel.: (251-11) 5525849 Fax: (251-11) 5525855 Website: www.africa-union.org CONSELHO EXECUTIVO Vigésima Sessão Ordinária

Leia mais

DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS

DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS PROJECTO DE ACTA DA 1ª REUNIÃO DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DO MERCADO DAS MULTILATERAIS FINANCEIRAS Aos sete dias do mês de Abril de dois mil e dez, realizou-se nas instalações da AICEP Agência para

Leia mais

Regulamento Interno. Preâmbulo

Regulamento Interno. Preâmbulo Regulamento Interno Preâmbulo A Resolução de Conselho de Ministros 197/97 de 18 de Novembro define a Rede Social como um fórum de articulação e congregação de esforços baseado na adesão livre das autarquias

Leia mais

Guia para Peritos. (versão 09/05/14)

Guia para Peritos. (versão 09/05/14) Guia para Peritos (versão 09/05/14) Objectivo do guia O Guia para Peritos disponibiliza informação sobre o programa SOCIEUX e sobre a função dos peritos no âmbito das Acções de assistência técnica do SOCIEUX,

Leia mais

COMERCIANTES, MADEIREIROS E CAÇADORES DE FORTUNAS DO GANA A COERÊNCIA DAS POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM PRÁTICA: O IMPACTO

COMERCIANTES, MADEIREIROS E CAÇADORES DE FORTUNAS DO GANA A COERÊNCIA DAS POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM PRÁTICA: O IMPACTO ESTUDO DE CASO GANA:: Sarah Hardus, EVF, May 2010 COMERCIANTES, MADEIREIROS E CAÇADORES DE FORTUNAS DO GANA A COERÊNCIA DAS POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM PRÁTICA: O IMPACTO SUMÁRIO EXECUTIVO Para

Leia mais

Moçambique Plano Estratégico 2012 2015. Moçambique Plano Estratégico

Moçambique Plano Estratégico 2012 2015. Moçambique Plano Estratégico Moçambique Plano Estratégico 2012 2015 Moçambique Plano Estratégico 2012 2015 1 Rainha Juga, beneficiaria de uma campanha de cirurgia do Hospital Central da Beira ao distrito de Gorongosa 2 Moçambique

Leia mais

Projecto de Lei n.º 408/ X

Projecto de Lei n.º 408/ X Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 408/ X Consagra o processo eleitoral como regra para a nomeação do director-clínico e enfermeiro-director dos Hospitais do Sector Público Administrativo e dos Hospitais,

Leia mais

Regulamento Interno da Associação dos Bolseiros de Investigação Científica

Regulamento Interno da Associação dos Bolseiros de Investigação Científica Regulamento Interno da Associação dos Bolseiros de Investigação Científica A Associação dos Bolseiros de Investigação Científica (ABIC) rege-se pelos seus estatutos, regulamento eleitoral e por um regulamento

Leia mais

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA ORDEM DE TRABALHOS

CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA ORDEM DE TRABALHOS CONVOCATÓRIA ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA Ao abrigo da alínea c) do n.º 1 do artigo 23º e do artigo 34º e seguintes dos Estatutos convoco os senhores Associados para uma ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA, a realizar

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL DO CLUBE GALP ENERGIA

REGULAMENTO ELEITORAL DO CLUBE GALP ENERGIA REGULAMENTO ELEITORAL DO CLUBE GALP ENERGIA Artigo 1º (Das Eleições) 1. Os Corpos Sociais Regionais do Clube Galp Energia são eleitos em cada Núcleo Regional para um mandato de três anos, conforme disposto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EPIDEMIOLOGIA ESTATUTOS CAPÍTULO PRIMEIRO ÂMBITO E OBJECTIVOS

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EPIDEMIOLOGIA ESTATUTOS CAPÍTULO PRIMEIRO ÂMBITO E OBJECTIVOS ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EPIDEMIOLOGIA ESTATUTOS CAPÍTULO PRIMEIRO ÂMBITO E OBJECTIVOS ARTIGO 1º 1. É constituida uma associação portuguesa científica e técnica, por tempo indeterminado e sem fins lucrativos,

Leia mais

UNIVERSIDADE ZAMBEZE GABINETE DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS TABELA DESCRITIVA DOS ACORDOS DE COOPERACÃO ASSINADOS EM 2014-2015

UNIVERSIDADE ZAMBEZE GABINETE DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS TABELA DESCRITIVA DOS ACORDOS DE COOPERACÃO ASSINADOS EM 2014-2015 ORDEM ACORDO/CONVENIO/MEMORANDO/PROT OCOLO ENTRE UNIZAMBEZE E OBJECTIVO/ÁREAS DE COOPERAÇÃO INSTITUIÇÕES NACIONAIS 1 Total Moçambique SARL -Realização de palestras, cursos académicos, apresentações por

Leia mais

WEST AFRICAN HEALTH ORGANISATION ORGANISATION OUEST AFRICAINE DE LA SANTE ORGANIZACÂO OESTE AFRICANA DA SAÛDE. Referência: FM/TEND/AMI/201S/002 ~

WEST AFRICAN HEALTH ORGANISATION ORGANISATION OUEST AFRICAINE DE LA SANTE ORGANIZACÂO OESTE AFRICANA DA SAÛDE. Referência: FM/TEND/AMI/201S/002 ~ WEST AFRICAN HEALTH ORGANISATION ORGANISATION OUEST AFRICAINE DE LA SANTE ORGANIZACÂO OESTE AFRICANA DA SAÛDE Bobo-Dioulasso, 15 de Junho de 2015 ANÛNCIO DE MANIFESTAÇAO DE INTERESSE Referência: FM/TEND/AMI/201S/002

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - CONSULTORIA DE CURTO PRAZO NACIONAL

TERMO DE REFERÊNCIA - CONSULTORIA DE CURTO PRAZO NACIONAL TERMO DE REFERÊNCIA - CONSULTORIA DE CURTO PRAZO NACIONAL Função no Projeto: Nosso número: 023.2013 Resultado: Atividades: Antecedentes: (breve histórico justificando a contratação) DADOS DA CONSULTORIA

Leia mais

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S ***

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** A C T A N.24/2001

Leia mais

O Conselho Executivo do Fórum Parlamentar sobre Armas Ligeiras e de Pequeno Porte, realizado no dia 13 de Julho de 2008 em Nova Iorque, E.U.A.

O Conselho Executivo do Fórum Parlamentar sobre Armas Ligeiras e de Pequeno Porte, realizado no dia 13 de Julho de 2008 em Nova Iorque, E.U.A. FÓRUM PARLAMENTAR SOBRE ARMAS LIGEIRAS E DE PEQUENO PORTE Declaração da política sobre a gestão de estoque de munições convencionais O Conselho Executivo do Fórum Parlamentar sobre Armas Ligeiras e de

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO. Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. ARTIGO 1.º

REGULAMENTO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO. Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. ARTIGO 1.º REGULAMENTO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. ARTIGO 1.º (Composição do Conselho de Administração) 1. O Conselho de Administração é composto por um número mínimo de três

Leia mais

(Aprovado em sessão do Plenário de 04.06.93 e publicado no D.R., II Série, n.º 204, de 31.08.93)

(Aprovado em sessão do Plenário de 04.06.93 e publicado no D.R., II Série, n.º 204, de 31.08.93) REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO PERMANENTE DE CONCERTAÇÃO SOCIAL (Aprovado em sessão do Plenário de 04.06.93 e publicado no D.R., II Série, n.º 204, de 31.08.93) CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS Artigo 1.

Leia mais

REALIDADE CANADENSE. Luiza Kent-Smith, RD, PhD Professional Leader Nutrition & Dietetics Saskatoon Health Region

REALIDADE CANADENSE. Luiza Kent-Smith, RD, PhD Professional Leader Nutrition & Dietetics Saskatoon Health Region REALIDADE CANADENSE Luiza Kent-Smith, RD, PhD Professional Leader Nutrition & Dietetics Saskatoon Health Region Provincias (10) Nova Scotia New Brusnwick Prince Edward Island Newfoundland & Labrador Quebec

Leia mais

Os participantes da Seção IV do XIX Congresso Internacional de Direito Penal, com sede no Rio de Janeiro, de 31 de agosto a 6 de setembro de 2014;

Os participantes da Seção IV do XIX Congresso Internacional de Direito Penal, com sede no Rio de Janeiro, de 31 de agosto a 6 de setembro de 2014; Projeto de resolução da Seção IV Preâmbulo: Os participantes da Seção IV do XIX Congresso Internacional de Direito Penal, com sede no Rio de Janeiro, de 31 de agosto a 6 de setembro de 2014; Baseados no

Leia mais

Semana Aberta da Propriedade Industrial na Universidade de Aveiro

Semana Aberta da Propriedade Industrial na Universidade de Aveiro A UATEC Unidade de Transferência de Tecnologia da, através do GAPI Gabinete de Apoio à Promoção da Propriedade Industrial, e em parceria com o INPI Instituto Nacional da Propriedade Industrial promovem

Leia mais

Índice. 1. Nota Introdutória... 1. 2. Actividades a desenvolver...2. 3. Notas Finais...5

Índice. 1. Nota Introdutória... 1. 2. Actividades a desenvolver...2. 3. Notas Finais...5 Índice Pág. 1. Nota Introdutória... 1 2. Actividades a desenvolver...2 3. Notas Finais...5 1 1. Nota Introdutória O presente documento consiste no Plano de Acção para o ano de 2011 da Rede Social do concelho

Leia mais

AFRICAN UNION UNION AFRICAINE

AFRICAN UNION UNION AFRICAINE AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIOPIA P. O. Box 3243 Telephone : 011-551 7700 Fax : 011-551 7844 website : www. au.int Criada como um organismo Pan-africano continental único,

Leia mais

INVESTIR NA SAÚDE PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÓMICO DA ÁFRICA

INVESTIR NA SAÚDE PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÓMICO DA ÁFRICA INVESTIR NA SAÚDE PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÓMICO DA ÁFRICA FUNDAMENTO A Directora-Geral da OMS estabeleceu em 2000 uma Comissão sobre a Macroeconomia e a Saúde (CMS), composta por economistas de

Leia mais

O Direito Humano à Água e ao Saneamento

O Direito Humano à Água e ao Saneamento O Direito Humano à Água e ao Saneamento Março 1977 Conferência da ONU sobre a Água, Mar da Prata O Plano de Acção resultante da Conferência das Nações Unidas sobre a Água reconheceu pela primeira vez a

Leia mais

BRASIL. (tradução não oficial para o português)

BRASIL. (tradução não oficial para o português) Distr. GERAL CCPR/C/BRA/CO/2 2 de Novembro 2005 Original: Inglês Comitê de Direitos Humanos 85ª Sessão CONSIDERAÇÃO DE RELATÓRIOS ENVIADOS POR ESTADOS PARTES SOB O ARTIGO 40 DO PACTO Observações finais

Leia mais

Os direitos humanos em Angola

Os direitos humanos em Angola Os direitos humanos em Angola Patrícia Jerónimo A República de Angola ilustra exemplarmente a tendência que teremos oportunidade de confirmar ao longo das apresentações desta tarde a da existência de um

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Adoptada pelos Ministros da Saúde e Ministros do Ambiente na Segunda Conferência Interministerial sobre Saúde e

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO. PROJETO DE LEI Nº 4.975, DE 2009 (Apensado o Projeto de Lei nº 5.

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO. PROJETO DE LEI Nº 4.975, DE 2009 (Apensado o Projeto de Lei nº 5. COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI Nº 4.975, DE 2009 (Apensado o Projeto de Lei nº 5.339, de 2009) Estabelece que parte dos recursos captados junto ao Fundo Nacional

Leia mais

Perfil do País NESsT: Brasil

Perfil do País NESsT: Brasil Párcêiros Estrátê gicos Portfólio de Negócios NESsT A NESsT já conduziu trê s compêtiço ês dê nêgo cios sociáis no Brásil dêsdê o sêu lánçámênto êm 2007. Máis dê 55 orgánizáço ês brásilêirás cándidátárám-sê

Leia mais

PONTO DE SITUAÇÃO SOBRE O ACESSO À INFORMAÇÃO EM MOÇAMBIQUE

PONTO DE SITUAÇÃO SOBRE O ACESSO À INFORMAÇÃO EM MOÇAMBIQUE PONTO DE SITUAÇÃO SOBRE O ACESSO À INFORMAÇÃO EM MOÇAMBIQUE Promovendo Diversidade dos Medias - Pluralismo - Auto Suficiência- Independência 2010 Índice Introdução... 2 Metodologia de pesquisa... 3 Análise

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais Regulamento Municipal do Banco Local de Voluntariado de Lagoa As bases do enquadramento jurídico do voluntariado, bem como, os princípios que enquadram o trabalho de voluntário constam na Lei n.º 71/98,

Leia mais

NORMAS ORIENTADORAS DA SUBCOMISSÃO DE ÉTICA PARA AS CIÊNCIAS DA VIDA E DA SAÚDE (SECVS)

NORMAS ORIENTADORAS DA SUBCOMISSÃO DE ÉTICA PARA AS CIÊNCIAS DA VIDA E DA SAÚDE (SECVS) (SECVS) (Aprovadas pelo Despacho RT-76/2012, de 28 de novembro) Capítulo I Definição, missão e atribuições Artigo 1º Objeto Artigo 2º Definição e missão Artigo 3º Âmbito e competências Artigo 4º Emissão

Leia mais

PROJECTO DE PROGRAMA PROVISÓRIO Tema: Administração do Desenvolvimento em África

PROJECTO DE PROGRAMA PROVISÓRIO Tema: Administração do Desenvolvimento em África CONSELHO ECONÓMICO E SOCIAL DAS NAÇÕES UNIDAS COMISSÃO ECONÓMICA PARA ÁFRICA Décima-quarta sessão da Comissão Económica para África 4ª Reunião Anual Conjunta da Conferência da UA dos Ministros da Economia

Leia mais

ACELERAR A INDUSTRIALIZAÇÃO DA ÁFRICA NO CONTEXTO DA AGENDA DE DESENVOLVIMENTO PÓS 2015

ACELERAR A INDUSTRIALIZAÇÃO DA ÁFRICA NO CONTEXTO DA AGENDA DE DESENVOLVIMENTO PÓS 2015 TI10433 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA Addis Ababa, ETHIÓPIA P. O. Box 3243 Telephone 517 700 Fax: +251-1-517844 CONFERÊNCIA DA UA DOS MINISTROS DA INDÚSTRIA 20.ª SESSÃO ORDINÁRIA 10-14 DE

Leia mais