PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Pós Graduação em Geografia Mestrado em Tratamento da Informação Espacial

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Pós Graduação em Geografia Mestrado em Tratamento da Informação Espacial"

Transcrição

1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa de Pós Graduação em Geografia Mestrado em Tratamento da Informação Espacial DO EMPÍRICO E ESPONTÂNEO AO CIENTÍFICO E ESTRATÉGICO: o Varejo à luz das Teorias da Localização e na Regional Centro Sul de Belo Horizonte Elton Carlos de Oliveira Borges Belo Horizonte 2008

2 Elton Carlos de Oliveira Borges DO EMPÍRICO E ESPONTÂNEO AO CIENTÍFICO E ESTRATÉGICO: O Varejo à luz das Teorias da Localização e na Regional Centro Sul de Belo Horizonte Dissertação apresentada ao Programa de Pós Graduação em Geografia, Mestrado em Tratamento da Informação Espacial, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre em Geografia. Orientador: Prof. Dr. Cláudio Caetano Machado Belo Horizonte 2008

3 FICHA CATALOGRÁFICA Elaborada pela Biblioteca da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Borges, Elton Carlos de Oliveira B732d Do empírico e espontâneo ao científico e estratégico : o varejo à luz das teorias da localização e na regional centro sul de Belo Horizonte / Elton Carlos de Oliveira Borges. Belo Horizonte, f. : il. Orientador: Cláudio Caetano Machado Dissertação (mestrado) Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Programa de Pós Graduação em Tratamento da Informação Espacial. Bibliografia. 1. Sistemas de Informação Geográfica. 2. Geografia econômica. 3. Comércio varejista. 4. Centros comerciais Planejamento. I. Machado, Cláudio Caetano. II. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Programa de Pós Graduação em Tratamento da Informação Espacial. III. Título. CDU: 91:681.3

4 Elton Carlos de Oliveira Borges Do Empírico e Espontâneo ao Científico e Estratégico: o Varejo à Luz das Teorias da Localização e na Regional Centro Sul de Belo Horizonte Dissertação apresentada ao Programa de Pós Graduação em Geografia, Mestrado em Tratamento da Informação Espacial, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Cláudio Caetano Machado (Orientador) PUC Minas João Francisco de Abreu PUC Minas Karla Albuquerque de Vasconcelos Borges UFMG Belo Horizonte, 17 de dezembro de 2008.

5 A José Carlos, Irene & Raimundo... Há pessoas que transformam o sol numa simples mancha amarela, outras fazem de uma simples mancha amarela o próprio sol... Pablo Picasso A José Carlos de Oliveira, meu Pai, meu grande apoio e patrocínio, meu maior exemplo de força, trabalho e prosperidade. Do qual a atitude me provém as mais significantes lições de austeridade, firmeza e objetividade. E a quem, por toda atenção e respeito, dedico o melhor de mim! À memória de Irene Borges, minha Mãe, minha mais doce, amável e emocionante lembrança, da qual o encanto dos olhos e sorriso, e o carinho da voz e abraço são inesquecíveis! Com quem aprendi a beleza da generosidade, delicadeza e humildade... de quem as palavras mantenho vivas no coração... Irene no céu Irene preta / Irene boa / Irene sempre de bom humor. Imagino Irene entrando no céu: Licença, meu branco! / E São Pedro bonachão: Entra, Irene. Você não precisa pedir licença. Manuel Bandeira À memória de Raimundo dos Santos, Tio Raimundo, meu primeiro, mais experiente e terno amigo, senhor da mais singela e profunda sabedoria. Sua estima pela instrução me iniciou nessa jornada... Com suas recomendações aprendi, logo cedo, que a maior função do conhecimento é ser transformado em serviço social... As pessoas não morrem, ficam encantadas... Guimarães Rosa

6 AGRADECIMENTOS Meu muitíssimo obrigado, "Fica sempre um pouco de perfume nas mãos que oferecem rosas"... Provérbio Chinês a José Carlos, Elmo e Edcarlos Borges, pai e irmãos queridos, pelo apoio e patrocínio da pesquisa! À CAPES, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, pela concessão da maior parte do pagamento junto à PUC MG. Ao Paulo Monteiro, exímio Consultor de Tecnologia da Informação, pelos imprescindíveis ensinamentos durante a manipulação dos bancos de dados, ao qual devo a maior parte desta dissertação! Ao Prof. Dr. Cláudio Caetano Machado, pelos direcionamentos, apoio e confiança! Aos Professores Doutores Oswaldo Bueno, João Francisco de Abreu e Leônidas Barroso, verdadeiros ícones da Geografia, com os quais tive a honra de conviver e de reaprender, de forma imparcial, a epistemologia geográfica sem subestimar suas linhas de pesquisa. O respeito, a paciência e a atenção são marcas inesquecíveis de seus ensinamentos. Bons tempos os vividos no Emaús! À Prof. a Dr a Ana Clara Mourão Moura, por me apresentar, ainda na UFMG, ao mundo do Geoprocessamento, especialmente à Cartografia Temática, fundamental à elaboração deste trabalho. À Prof. a Dr a Karla Borges Albuquerque da UFMG e PRODABEL pela prontidão e respeito conferidos, mais uma vez, à avaliação de um trabalho meu. Aos Professores Doutores José Flávio Castro e Márcia Duarte dos Santos, admiráveis cartógrafos, pelas considerações sobre o projeto e recomendações cartográficas. À Izabella Carvalho, Doutoranda responsável pelo Laboratório de GIS, pelas lições sobre o Mapinfo. À Luíza Caldeira, Mestranda junto ao Laboratório de Estudos Geodemográficos, e Osmar da Silveira Stangherlin, da PRODABEL, à primeira devo a sugestão e ao segundo o procedimento que me levaram a converter o valor dos pontos dos imóveis em setores, o que conferiu melhor e inédita representação cartográfica da localização varejista. Aos amigos do Mestrado, especialmente da Turma de 2006, Glauciene Bertini, Tatiana Ribeiro, Carlos Henrique Diniz, Antonio Greco, Tiago Cesalpino, Patrícia Médice e Igara, além dos outros com os quais convivi e revivi a fantástica sensação da amizade acadêmica, quando experimentamos as mesmas descobertas e enfrentamos os mesmos desafios, concluindo que quando se tem amigos, se tem tudo! Ao Délio de Sousa e à Fátima Nogueira, responsáveis pela Secretaria, bem como à Helenice Cunha e à Cláudia Tavares, pela propagação das normas de publicação junto à Biblioteca, por seu apoio, delicadeza, atenção e sorriso cativantes! À PRODABEL através de seu Diretor Presidente, o Sr. Márcio de Souza Tibo, e de seu Diretor de Sistemas e Informação, o Sr. Giovanni Borges, pela cessão das bases cartográficas com marcante presteza. A Alexandre Santiago, velho conhecido da Geografia, dos tempos da graduação e da especialização, que me apresentou à seleção para a sua vaga na CDL BH, onde conheci Fabrício Gurgel, Fernanda Prado, Daila Rodrigues e Fernando Sasso, com os quais trabalhei e que me iniciaram à manutenção de bancos de dados e ao uso de Sistemas de Informação Geográfica. Na CDL BH desenvolvi o projeto que deu origem a esta dissertação. Agradeço, também, a Renato Marques pela cessão do banco de dados. Ao Piacesi Guerra, grande amigo desde os tempos de CDL BH, com o qual também trabalhei, e cujo exemplo de profissionalismo é fantástico! Por sua torcida, confiança e freqüentes votos de sucesso! Ao Prof. Ms. José Osvaldo Lasmar e à Geógrafa Neusa Vinaud, pelo aprendizado, especialmente, a respeito do planejamento metropolitano, atividade desenvolvida na FJP durante parte do Mestrado. À Íris, Tia Maruca e Elizângela, por torcerem e comemorarem comigo, além das significantes leituras e sugestões! Meus mágicos apoios! À Jordane, Lópes Júnior, Ana Carolina, Helen, Marcos, Marcelo e Rubens, pelo companheirismo! À minha família, especialmente, à Geralina, Adelita, Lucinéia, Eliane, Carlos Eduardo e Luís Cláudio, meu mais novo e adorável sobrinho, pela alegria e horas de tanto riso! Ao Diego Batista e ao José Antônio Castro, pelo exemplo político, amizade, apreço científico e consciência social e ecológica. Agradecimento estendido também aos outros amigos de Itaguara Cássio, Oliveiros e Luís Otávio. A tudo e a todos que, de alguma forma, sob a graça da Divina Mãe e de Santa Rita da Cascia, contribuíram com este momento... valeu!

7 Oh Deus, nós meditamos em Sua Divina Luz. Derrama suas bênçãos sobre nós para que nosso intelecto possa ser iluminado e para que nos elevemos mais e mais até alcançarmos a mais alta consciência. Tornanos capazes de meditar e de termos sucesso nos afazeres da vida e na realização da Verdade... Mantra Gayatri Om Bhur Bhuvah Svah / Tat Savitur Varenyam / Bhargo Devasya Dheemah / Dhiyo Yo Naha / Prachodayat. Já se pode ver ao longe a senhora com a lata na cabeça equilibrando a lata vesga mais do que o corpo dita... Que faz o equilibrio cego a lata não mostra o corpo que entorta pra lata ficar reta. Pra cada braço uma força de força não geme uma nota a lata só cerca não leva a água na estrada morta e a força nunca seca pra água que é tão pouca... A força que nunca seca Chico César e Vanessa da Mata Nesse mesmo dia, dois discípulos caminhavam para uma aldeia chamada Emaús, distante de Jerusalém sessenta estádios. Iam falando um com o outro de tudo o que se tinha passado. Enquanto iam conversando e discorrendo entre si, o mesmo Jesus aproximou se deles e caminhava com eles. Mas os olhos estavam lhes como que vendados e não o reconheceram. Perguntou lhes, então: "De que estais falando pelo caminho, e por que estais tristes?" Um deles chamado Cleófas, respondeu lhe: "És tu acaso o único forasteiro em Jerusalém que não sabe o que nela aconteceu estes dias?" Perguntou lhes ele: "Que foi?" Disseram: "A respeito de Jesus de Nazaré... Era um profeta poderoso em obras e em palavras, diante de Deus e de todo o povo. Os nossos sumos sacerdotes e os nossos magistrados o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. (...) É verdade que algumas mulheres dentre nós nos alarmaram. Elas foram ao sepulcro, antes do nascer do sol; e não tendo achado o seu corpo, voltaram, dizendo que tiveram uma visão de anjos, os quais asseguravam que está vivo. (...) Jesus lhes disse. "Ó gente sem inteligência! Como sois tardos de coração para crerdes em tudo o que anunciaram os profetas! (...) Aproximaram se da aldeia para onde iam e ele fez como se quisesse passar adiante. Mas eles forçaram no a parar: "Fica conosco, já é tarde e já declina o dia." Entrou então com eles. Acontecendo que, estando sentado conjuntamente à mesa, ele tomou o pão, abençoou o, partiu o e serviu lho. Então se lhes abriram os olhos e o reconheceram... mas ele desapereceu.(...) Evangelho de Lucas (24, 13 35)

8 COMPLEXIDADE, TRANSDISCIPLINARIDADE E INCERTEZA Os pensamentos determinam as práticas que se estabelecem e se desenvolvem nas sociedades. Cada vez mais, a urgência e as mudanças céleres nas diversas áreas do saber nos indicam que a aprendizagem dos indivíduos está em toda parte e em todos os tempos. Já compreendemos que é necessário mudar, criar novas alternativas e desenvolver critérios e procedimentos éticos diversificados, para sobrevivermos à barbárie. É preciso resistir e manter viva a esperança de transformação, num mundo cada vez mais excludente e violento. O pensamento complexo é antagônico e complementar. Assim também é a educação e a aprendizagem. Aprendizagem é a mudança consciente de atitude e de comportamento. Somos seres políticos livres, e a liberdade é uma emergência da pessoa que identifica necessidades e desejos, elabora hipóteses e as sistematiza. É importante refletir sobre as crises da humanidade, a fim de participarmos das decisões sociais e políticas de nosso tempo como cidadãos sociais, culturais e terrestres, resguardando o nosso direito e a nossa possibilidade de intervenção, transformação, emancipação e reconstrução. Esse é o papel de uma educação que se pretende complexa, ética e solidária. Uma educação complexa nasce da necessidade de investigar os novos paradigmas diante do questionamento de padrões e modelos reducionistas e fragmentados tão comuns no século XIX. A escola deve incentivar a comunicação entre as diversas áreas do saber e a busca das relações entre os campos do conhecimento, desmoronando as fronteiras que inibem e reprimem a aprendizagem. Trata se da transcendência do pensamento linear que, sozinho, é reducionista. Transdisciplinaridade é a prática do que une e não separa o múltiplo e o diverso no processo de construção do conhecimento. A transdisciplinaridade pressupõe também a utilização de diversas linguagens. As artes despertam sensibilidade e afetividade, e essa subjetividade não só aprimorará o desempenho crítico e reflexivo, como também atuará na ampliação de capacidade criativa e lógica da pessoa. A construção do conhecimento não precisa ser amarga, sisuda ou chata. Pode e deve ser alegre, leve e prazerosa, pois é o conhecimento o responsável pela libertação e emancipação humana. O pensamento complexo compreende o princípio da incerteza tal como formulado por Werner Heisenberg, físico quântico e um dos fundadores da mecânica quântica. Esse princípio tem sua base assentada na falibilidade lógica, no surgimento da contradição e na indeterminabilidade da verdade científica. O pensamento complexo é desprovido de fundamentos de certezas absolutas e permeia os diversos aspectos do real. Viver no risco e na incerteza é o grande desafio da condição humana. A reforma do pensamento, em época de incerteza, pressupõe a consciência reflexiva de si e de mundo para o exercício de uma auto ética que é complexa e entende o humano como um ser relacional que vive em comunidade. Assim, aceitar o outro e compreendê lo de forma amorosa é condição ontológica da existência humana e implica mudança de atitude e perspectiva diante da vida. EDGAR MORIN

9 RESUMO Esta dissertação trata da interdisciplinaridade do Geomarketing e, assim, do esforço pela definição de localizações mais acertadas empreendido pela Geografia, Economia e Administração. Enfatiza a longevidade da Geografia Teórico Quantitativa e explica, com o desenvolvimento da Informática, a chegada do Geoprocessamento. Do mesmo modo, enumera e apresenta aspectos relevantes sobre as Teorias Clássicas da Localização produzidas entre 1929 e 1962, bem como da Localização Microespacial Varejista. Ao abordar o Setor Terciário com seu varejo de mercadorias e serviços, notifica elementos históricos sobre o surgimento e a diversificação dos formatos varejistas. Classifica o varejo em cinco categorias, considerando a distribuição de sua localização, a freqüência e a decisão por sua compra, bem como a durabilidade, a tangibilidade e o tipo de seus produtos. Focaliza o caso do município de Belo Horizonte, MG, especialmente de sua Regional Centro Sul, através da história de seu comércio e da caracterização e representação cartográfica de aspectos físicoterritoriais, demográficos e comerciais como vias de trânsito e distribuição de domicílios; idade, escolaridade e renda do responsável pelo domicílio; e distribuição de segmentos de Alimentação, Saúde, Educação, Vestuário, Habitação, Locomoção, Finanças e Entretenimento com a composição varejista. Finalmente, seleciona os princípios exclusivamente voltados para a localização do varejo em Belo Horizonte, bem como as vias com maior especialização varejista, configurando, assim, um apoio para a decisão locacional na Regional Centro Sul do citado município. Palavras Chave: Geomarketing, Teorias da Localização, Varejo, Localização Varejista, Regional Centro Sul de Belo Horizonte

10 ABSTRACT This thesis analyzes the interdisciplinarity of geo marketing pertaining to the effort by Geography, Economics, and Administration to establish accurate locations. It emphasizes the longevity of Theoretical Quantitative Geography and explains the emergence of Geoprocessing as a result to the development of Information Technology. It also presents key issues in theories such as classical locational theories from 1929 to 1962, and the Micro Spatial Retail Locational Theory. While addressing the retail of goods and services within the tertiary sector, this paper apprises historical elements regarding the development and diversification of retail formats. It ranks retail in five categories, such as: Spatial distribution, frequency and decision during purchase, durability, tangibility, and type of its products. This piece focuses on the case of Belo Horizonte, MG, especially of its Center South region. It highlights the region s history of trade and the cartographic characterization and representation of aspects such as physical territorial, demographic, and trade routes including traffic and home distribution; household responsible member s age, education and income; and the distribution of the food, health, education, clothing, housing, transportation, finance and entertainment segments as retailers. Finally, this thesis elects the principles, which are solely aimed at the retail location in Belo Horizonte, as well as at the most specialized routes. Therefore, this thesis contributes with setting support for locational decision in the Center South region of Belo Horizonte. Key words: Geo marketing, Locational theory, Retail, Retail location, Belo Horizonte Center South region

11 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Mapa 01: A Distribuição dos Imóveis Varejistas ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 02: A Distribuição dos Setores Censitários ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 03: A Distribuição dos Imóveis Varejistas em relação aos Setores Censitários ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 04: A Localização de Belo Horizonte em relação ao Brasil...85 Mapa 05:A Distribuição das Principais Avenidas ao longo da Regional Centro Sul...88 Mapa 06: A Distribuição dos Domicílios de Tipo Apartamento na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 07: A Distribuição dos Domicílios de Tipo Casa na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 08: A Distribuição dos Domicílios de Tipo Cômodo na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 09: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Idade entre 10 e 19 anos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 10: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Idade entre 20 e 39 anos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 11: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Idade entre 40 e 59 anos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 12: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Idade acima de 60 anos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas13: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Escolaridade de Ensino Fundamental na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas 14: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Escolaridade de Ensino Médio na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas 15: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Escolaridade de Ensino Superior na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas 16: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Escolaridade de Mestrado ou Doutorado na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas 17: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Renda entre ½ e 2 Salários Mínimos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas 18: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Renda entre 2 e 5 Salários Mínimos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas 19: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Renda entre 5 e 10 Salários Mínimos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas 20: A Distribuição dos Domicílios cujos Responsáveis apresentam Renda acima de 10 Salários Mínimos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 21: A Distribuição Total das Atividades Varejistas ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em

12 Mapa 22: A Distribuição da Classe de 1 59 Atividades Varejistas na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 23: A Distribuição da Classe de Atividades Varejistas na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 24: A Distribuição da Classe de Atividades Varejistas na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 25: A Distribuição da Classe de Atividades Varejistas na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapas 26: A Distribuição dos Açougues, Padarias, Mercearias e Sacolões ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 27: A Distribuição dos Supermercados e Hipermercados ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 28: A Distribuição dos Bares, Lanchonetes e Restaurantes ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 29: A Distribuição dos Consultórios, Laboratórios, Clínicas e Hospitais ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 30: A Distribuição das Drogarias e Óticas ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 31: A Distribuição dos Serviços Funerários ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 32: A Distribuição das Clínicas e Lojas Veterinárias e de Animais de Estimação ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 33: A Distribuição das Escolas Fundamentais, Médias e Superiores ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 34: A Distribuição das Papelarias, Livrarias, Bancas, Copiadoras e Lojas de Brinquedos ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 35: A Distribuição dos Armarinhos, Lojas de Tecidos, de Cama, Mesa e Banho, e Lavanderias ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 36: A Distribuição das Lojas e Reparadoras de Roupas, Calçados e Acessórios ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 37: A Distribuição das Joalherias, Relojoarias e Bijuterias ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 38: A Distribuição das Perfumarias e Salões de Beleza ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 39: A Distribuição das Material de Construção, Elétrico, Madeireiras e Vidraçarias ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 40: A Distribuição das Mobiliadoras, Lojas de Decoração, Colchoarias e Floriculturas ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 41: A Distribuição das Lojas e Reparadoras de Eletrodomésticos e Informática ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 42: A Distribuição das Concessionárias, Locadoras de Veículos e Despachantes ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 43: A Distribuição das Lojas de Autopeças, Oficinas e Postos de Combustíveis ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 44: A Distribuição dos Estacionamentos e Lavadoras de Veículos ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em

13 Mapa 45: A Distribuição dos Bancos Comerciais e Cooperativas de Crédito ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 46: A Distribuição das Casas Lotéricas, de Jogos e Bingos ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 47: A Distribuição das Boates, Casas de Shows e de Festas ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 48: A Distribuição dos Cinemas, Teatros e Museus ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 49: A Distribuição das Lojas de DVDs, de Produção Áudio Visual, Telefones e Internet ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 50: A Distribuição das Agências de Turismo, Lojas de Caça, Pesca e Camping e de Artigos Esportivos ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Mapa 51: A Distribuição dos Hotéis, Motéis, Clubes e Parques Diversos ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte em

14 LISTA DE QUADROS Quadro 01: Os Princípios de Nelson...39 Quadro 02: Os Centros Comerciais Planejados...59 Quadro 03: Classificação dos Formatos Varejistas por Tipo de Varejo...66 Quadro 04: Formatos de Lojas de Varejo Alimentício...67 Quadro 05: Classificação das Lojas Especializadas por Tipo de Varejo...71 Quadro 06: Critérios e Tipos de Varejo de Serviços...72 Quadro 07: Classificação dos Formatos Varejistas de Serviços por Tipo...72 Quadro 08: Número de Setores Censitários por Bairro na Regional Centro Sul de Belo Horizonte...81 Quadro 09: As Variáveis utilizadas nos Mapas Demográficos...82 Quadro 10: Segmentação do número de Domicílios na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 11: Variação Percentual no número de Apartamentos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte de Quadro 12: O número de Apartamentos e Casas por Bairros em Belo Horizonte em Quadro 13: O número de Domicílios por Setores na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 14: A Idade do Reponsável pelo Domicílio na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em 2000 (Porcentagem de Domicílios)...95 Quadro 15: A Escolaridade do Reponsável pelo Domicílio na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em 2000 (Porcentagem de Domicílios) Quadro 16: A Renda do Reponsável pelo Domicílio na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em 2000 (Porcentagem de Domicílios) Quadro 17: A Distribuição das Atividades Varejistas por Setores, Bairros e Vias na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 18: O número de Atividades por Segmento Varejista na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 19: As CNAEs utilizadas na composição do Segmento Alimentação Quadro 20: Os maiores Bairros e Vias em número de Açougues, Padarias, Sacolões e Mercearias na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 21: Os maiores Bairros e Vias em número de Supermercados e Hipermercados na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 22: Os maiores Bairros e Vias em número de Bares, Lanchonetes e Restaurantes na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 23: As CNAEs utilizadas na composição do Segmento Saúde Quadro 24: Os maiores Bairros e Vias em número de Consultórios, Laboratórios, Clínicas e Hospitais na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 25: Os maiores Bairros e Vias em número de Drogarias e Óticas na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 26: Os maiores Bairros e Vias em número de Serviços Funerários na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em

15 Quadro 27: Os maiores Bairros e Vias em número de Clínicas e Lojas Veterinárias e de Animais de Estimação na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 28: As CNAEs utilizadas na composição do Segmento Educação Quadro 29: Os maiores Bairros e Vias em número de Escolas Fundamentais, Médias, Superiores, Bibliotecas e Outros Cursos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 30: Os Maiores Bairros e Vias em número de Papelarias, Livrarias, Bancas, Copiadoras e Lojas de Brinquedos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 31: As CNAEs utilizadas na composição do Segmento Vestuário Quadro 32: Os maiores Bairros e Vias em número de Armarinhos, Lojas de Tecidos, Cama, Mesa e Banho e Lavanderias na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 33: Os maiores Bairros e Vias em número de Lojas e Reparadoras de Roupas, Calçados e Acessórios na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 34: Os maiores Bairros e Vias em número de Joalherias, Relojoarias e Bijuterias na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 35: Os maiores Bairros e Vias em número de Perfumarias e Salões de Beleza,na Regional Centro Sul de Belo Horizonte Quadro 36: As CNAEs utilizadas na composição do Segmento Habitação Quadro 37: Os maiores Bairros e Vias em número de Lojas de Material de Construção e Elétrico, Madeireiras e Vidraçarias na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 38: Os maiores Bairros e Vias em número de Mobiliadoras, Lojas de Decoração, Colchoarias e Floriculturas na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 39: Os maiores Bairros e Vias em número de Lojas e Reparadoras de Eletrodomésticos e Informática na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 40: As CNAEs utilizadas na composição do Segmento Locomoção Quadro 41: Os maiores Bairros e Vias em número de Concessionárias, Locadoras de Veículos e Despachantes na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 42: Os maiores Bairros e Vias em número de Lojas de Autopeças, Oficinas e Postos de Combustíveis na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 43: Os maiores Bairros e Vias em número de Estacionamentos e Lavadoras de Veículos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 44: As CNAEs utilizadas na composição do Segmento Finanças Quadro 45: Os maiores Bairros e Vias em número de Bancos Comerciais e Cooperativas de Crédito na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 46: Os maiores Bairros e Vias em número de Casas Lotéricas, de Jogos e Bingos, na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 47: As CNAEs utilizadas na composição do Segmento Entretenimento Quadro 48: Os maiores Bairros e Vias em número de Boates, Casas de Shows e de Festas na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 49: Os maiores Bairros e Vias em número de Cinemas, Teatros e Museus na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em

16 Quadro 50: Os maiores Bairros e Vias em número de Lojas de DVDs, de Produção Áudio Visual, Telefones e Internet na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 51: Os maiores Bairros e Vias em número de Agências de Turismo, Lojas de Caça, Pesca e Camping, e de Artigos Esportivos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 52: Os maiores Bairros e Vias em número de Hotéis, Motéis, Clubes e Parques Diversos na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em Quadro 53: As Vias de maior Especialização Varejista na Regional Centro Sul de Belo Horizonte em

17 LISTA DE SIGLAS CAD Computer Aided Design CDL BH Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte CNAE Classificação Nacional de Atividades Econômicas FJP Fundação João Pinheiro GIS Geographic Information System GPS Global Position System IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IPTU Imposto Predial e Territorial Urbano ISV Índice de Saturação Varejista JUCEMG Junta Comercial do Estado de Minas Gerais PBH Prefeitura Municipal de Belo Horizonte PRODABEL Empresa de Informática e Informação de Belo Horizonte PIB Produto Interno Bruto POF Pesquisa de Orçamento Familiar PUC MG Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais SIG Sistema de Informação Geográfica SMAR PBH Secretaria Municipal Adjunta de Arrecadações ( SPC Serviço de Proteção ao Crédito UFMG Universidade Federal de Minas Gerais

18 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO Justificativa Objetivos Divisões da Dissertação Material CONSIDERAÇÕES SOBRE A INTERDISCIPLINARIDADE DO GEOMARKETING A longevidade de uma Geografia mais teórica e quantitativa O significado e o desenvolvimento do Geoprocessamento Considerações sobre as Teorias Clássicas da Localização As Teorias da Localização dos Equipamentos Terciários A Lei da Gravitação do Varejo de Reilly O Método Análogo de Applebaum A Teoria do Lugar Central de Christäller Os Princípios de Nelson O Modelo de Interação Espacial de Huff As Técnicas e os Elementos de Análise da Localização Microespacial Varejista: a Ampliação do Entendimento A Segmentação e a Estrutura de Gastos Familiares A Concorrência, a Composição e o Índice de Saturação Varejista A Área de Influência A Acessibilidade, a Avaliação da Distância Tempo por Isocotas e Isócronas e os Tipos de Fluxo Os Tipos de Atração Os Aspectos Arquitetônicos e a Legislação Urbana O SETOR TERCIÁRIO: O VAREJO DE MERCADORIAS E SERVIÇOS Elementos Históricos sobre o Surgimento e a Diversificação dos Formatos Varejistas A diversidade do Varejo: Classificações...58

19 3.2.1 A Distribuição da Localização Varejista: os Centros Comerciais Planejados, os Não Planejados Os Centros Comerciais Não Planejados Os Centros Comerciais Planejados O Varejo sem Lojas: Marketing Direto, Vendas Diretas, Máquinas Automáticas de Venda e Varejo Virtual Os Produtos quanto a sua Freqüência de Compra: Compras de Conveniência, Compras Comparadas, Compras de Alta Comparação e Compras Inconvenientes Os Produtos quanto a sua Decisão de Compra: Compras Planejadas, Compras Não Planejadas e Compras por Impulso Os Produtos quanto a sua Durabilidade e Tangibilidade Os Produtos quanto ao seu Tipo: Alimentícios, Não Alimentícios e Serviços O Varejo Alimentício: Bares, Mercearias, Padarias, Minimercados, Supermercados e Hipermercados O Varejo Não Alimentício: Lojas Especializadas, Lojas de Departamento e Magazines O Varejo de Serviços METODOLOGIA A REGIONAL CENTRO SUL DE BELO HORIZONTE Elementos Físico Territoriais da Regional Centro Sul de Belo Horizonte, MG Elementos Demográficos da Regional Centro Sul de Belo Horizonte, MG A Distribuição dos Domicílios considerada a Idade de seu Responsável A Distribuição dos Domicílios considerada a Escolaridade de seu Responsável A Distribuição dos Domicílios considerada a Renda de seu Responsável Elementos Históricos do Desenvolvimento Espacial Varejista em Belo Horizonte A Distribuição Comercial na Regional Centro Sul A Distribuição das Atividades Varejistas relacionadas à Alimentação A Distribuição dos Açougues, Padarias, Mercearias e Sacolões A Distribuição dos Supermercados e Hipermercados A Distribuição dos Bares, Lanchonetes e Restaurantes A Distribuição das Atividades Varejistas relacionadas à Saúde...131

20 A Distribuição dos Consultórios, Laboratórios, Clínicas e Hospitais A Distribuição das Drogarias e Óticas A Distribuição dos Serviços Funerários A Distribuição das Clínicas e Lojas Veterinárias e de Animais de Estimação A Distribuição das Atividades Varejistas relacionadas à Educação A Distribuição das Escolas Fundamentais, Médias, Superiores, Bibliotecas e Outros Cursos A Distribuição das Papelarias, Livrarias, Bancas, Copiadoras e Lojas de Brinquedos A Distribuição das Atividades Varejistas relacionadas ao Vestuário A Distribuição dos Armarinhos, Lojas de Tecidos, de Cama, Mesa e Banho, e Lavanderias A Distribuição das Lojas e Reparadoras de Roupas, Calçados e Acessórios A Distribuição das Joalherias, Relojoarias e Bijuterias A Distribuição das Perfumarias e Salões de Beleza A Distribuição das Atividades Varejistas relacionadas à Habitação A Distribuição das Lojas de Material de Construção, Elétrico, Madeireiras e Vidraçarias A Distribuição das Mobiliadoras, Lojas de Decoração, Colchoarias e Floriculturas A Distribuição das Lojas e Reparadoras de Eletrodomésticos e Informática A Distribuição das Atividades Varejistas relacionadas à Locomoção A Distribuição das Concessionárias, Locadoras de Veículos e Despachantes A Distribuição das Lojas de Autopeças, Oficinas e Postos de Combustíveis A Distribuição dos Estacionamentos e Lavadoras de Veículos A Distribuição das Atividades Varejistas relacionadas às Finanças A Distribuição dos Bancos Comerciais e Cooperativas de Crédito A Distribuição das Casas Lotéricas, de Jogos e Bingos A Distribuição das Atividades Varejistas relacionadas ao Entretenimento A Distribuição das Boates, Casas de Shows e de Festas A Distribuição dos Cinemas, Teatros e Museus...180

21 A Distribuição das Lojas de DVDs, de Produção Áudio Visual, Telefones e Internet A Distribuição das Agências de Turismo, Lojas de Caça, Pesca e Camping e de Artigos Esportivos A Distribuição dos Hotéis, Motéis, Clubes e Parques Diversos As Vias de Maior Especialização Varejista na Regional Centro Sul de Belo Horizonte CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS APÊNDICES Apêndice A Apêndice B...206

22 20 1 INTRODUÇÃO Diferente de outras variáveis do composto varejista (tais como preço, mix de produtos, promoção, apresentação, atendimento e serviços), que podem ser alteradas ao longo do tempo, a localização de uma loja não pode ser modificada. (PARENTE, 2000). Este é o resultado final de um curso de Mestrado iniciado em fevereiro de 2006, junto ao Programa de Pós Graduação em Geografia da PUC MG, um trabalho dedicado às teorias e estratégias da localização e à representação da distribuição espacial da população e do varejo ao longo da Regional Centro Sul de Belo Horizonte. Em certa medida, uma reconstituição do desenvolvimento varejista na capital mineira até sua distribuição atual, obtido ora de forma empírica e espontânea, ora científica e estratégica. O espontâneo parte do empírico motivado por práticas consagradas, muitas acertadas, outras não tanto. E o estratégico, do científico orientado por reflexões sobre a prática, e reproduzido a partir de métodos mais objetivos com resultados, por vezes, mais eficientes. O científico, assim, tem algo do empírico, e, juntos, favorecem decisões mais fundamentadas a respeito da implantação varejista. 1.1 Justificativa O presente trabalho se reveste de maior relevância ao considerar que o setor varejista em Belo Horizonte é constituído por 51% de empreendimentos com prestação de serviços e 34% com venda de mercadorias e, responsável, ainda, pela geração de mais de 30% do PIB e 84% dos empregos belo horizontinos (PBH, 2008). Seu desenvolvimento guarda maior justificativa por se dedicar à orientação da localização varejista, especialmente por buscar consolidar um apoio a análises e decisões sobre tal localização, principalmente, em relação à regional Centro Sul de Belo Horizonte.

23 Objetivos Enquanto objetivo geral, esta dissertação buscou identificar princípios nas Teorias da Localização, bem como diretivas para a implantação de empreendimentos varejistas, além de identificar, caracterizar e representar cartograficamente a distribuição comercial na regional Centro Sul de Belo Horizonte, destacando, ainda, a distribuição de aspectos demográficos. Enquanto objetivos específicos, foram buscados: 1. uma generalização da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAEs) em oito segmentos apenas; 2. o georreferenciamento do banco de dados da Junta Comercial de Minas Gerais, particularmente de seus dados sobre os empreendimentos varejistas na mencionada regional; 3. a representação cartográfica da distribuição de tais empreendimentos na área citada. 1.3 Divisões da Dissertação Além deste capítulo introdutório, esta dissertação apresenta outros cinco capítulos. O segundo trata da interdisciplinaridade do Geomarketing e, assim, do esforço pela definição de localizações mais acertadas, empreendido tanto por parte da Geografia, quanto pela Economia e pela Administração. Movido por tal propósito, enfatiza se a longevidade da Geografia Teórico Quantitativa e explica se, com o desenvolvimento da Informática, a chegada do Geoprocessamento. Do mesmo modo, enumera e apresenta aspectos relevantes sobre a localização de equipamentos terciários a partir dos trabalhos de Reilly, Applebaum, Christäller, Nelson e Huff, este último em Finaliza o capítulo a apresentação de técnicas e elementos de análise da Localização Microespacial Varejista, utilizados, como o nome sugere, em áreas mais restritas.

24 22 O terceiro capítulo aborda apenas, mas precisamente, o Setor Terciário com seu varejo de mercadorias e serviços: notifica elementos históricos sobre o surgimento e a diversificação dos formatos varejistas; classifica o varejo em cinco categorias, considerando (1) a distribuição de sua localização, (2) a freqüência e (3) a decisão pela compra de seus produtos, bem como (4) a durabilidade, a tangibilidade e (5) o tipo dos mesmos. O quarto capítulo trata da metodologia, descrevendo os procedimentos aplicados na representação da distribuição comercial do estudo de caso em questão. O quinto capítulo focaliza o caso de Belo Horizonte, especialmente de sua Regional Centro Sul, através da história de seu comércio e da caracterização e representação de aspectos físico territoriais como vias de trânsito e distribuição de apartamentos, casas e cômodos; além de demográficos como idade, escolaridade e renda do responsável pelo domicílio; e comerciais como distribuição de segmentos de Alimentação, Saúde, Educação, Vestuário, Habitação, Locomoção, Finanças e Entretenimento em três diferentes escalas espaciais: setores, bairros e ruas. Por último, seleciona as vias com maior especialização varejista considerados 26 subsegmentos. Finalmente, o sexto capítulo se dedica às considerações finais a respeito do presente trabalho, selecionando os princípios exclusivamente voltados para a localização varejista. 1.4 Material Para o desenvolvimento deste trabalho, procedeu se a uma revisão literária a partir da qual foram identificados os princípios norteadores do chamado Geomarketing. Também foram utilizados dois bancos de dados, um cartográfico e outro alfanumérico para representar a distribuição varejista: o primeiro, constituído por mapas digitais urbanos, foi cedido pela Empresa de Informática e Informação de Belo Horizonte (PRODABEL); o segundo sobre a composição comercial, pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL BH).

25 23 No banco de dados cedido pela CDL BH foi feita uma seleção de empreendimentos econômicos a partir de três parâmetros: o primeiro se enquadrar, exclusivamente, dentro de atividades varejistas; o segundo se referir, apenas, a atividades às quais seja fundamental uma localização adequada e cujos produtos sejam expostos ou serviços realizados no próprio local; e o terceiro, estar localizado dentro do limite oficial da Regional Centro Sul, excluindo partes de bairros, exteriores à Av. do Contorno, como Floresta e Santa Efigênia. Para a definição dos intervalos dos mapas foi utilizado o método Quebra Natural disponível no software Mapinfo 7.0, que conferiu à distribuição dos dados comerciais uma representação espacial mais regular, considerada sua extensa amplitude e irregularidade. A representação da distribuição dos vários segmentos comerciais não teve por objetivo a comparação entre os mesmos, não sendo usados intervalos iguais.

26 24 2 CONSIDERAÇÕES SOBRE A INTERDISCIPLINARIDADE DO GEOMARKETING Nossa existência no tempo nos é determinada, mas temos ampla liberdade de escolha de nossa localização. Esta é influenciada, embora não de todo, pelo nosso lugar de origem. Encontrar a localização correta é essencial para uma vida de sucesso, também para um empreendimento de sucesso (...) Adicionalmente, uma localização adequada tem que ser a localização dos acontecimentos certos. (LÖSCH, 1954 citado por ARANHA e FIGOLI, 2001). Para o desenvolvimento do que tem sido chamado, por mais e mais estudiosos, como Geomarketing, o nome do economista alemão August Lösch posiciona se ao lado de outros de grande importância. (ARANHA e FIGOLI, 2004). A premissa löschiana de que encontrar a localização correta é essencial para uma vida de sucesso representa um ponto de partida para este capítulo, definido enquanto um esforço para o conhecimento da história do Geomarketing, especialmente a partir da ciência geográfica, mas, também, de outras às quais importa a determinação locacional. Não por acaso, a busca pelo desenvolvimento de métodos, técnicas e modelos para a definição de localizações estratégicas tem, há décadas, motivado um grande número de estudos tanto por parte da Geografia, quanto por parte da Economia e da Administração. Afinal, para Parente (2000), diferente de outras variáveis do composto varejista tais como preço, mix de produtos, promoção, apresentação, atendimento e serviços, que podem ser alteradas ao longo do tempo, a localização de uma loja não pode ser modificada ; enquanto que para Masano (2005), uma boa localização representa uma grande variação no volume de negócios, determinando o sucesso ou fracasso de um empreendimento. Embora o número de trabalhos e referências sobre a questão seja incontável; não são percebidas nos mesmos, grandes inovações em relação aos estudos clássicos. De publicação recente, destacam se mais trabalhos de aplicação e avaliação teóricas como os de Albert, Vieira e Bagolin (2007); Aragão e Medeiros (2005); Botelho (2005); Haddad (2005); Masano (2005), Aragão (2004); Coutinho (2004); Petrola e Monetti (2004); Aranha e Figoli (2001); Lopes (2001); Parente e Kato (2001); e Parente (2000); entre outros. Maiores novidades sobre a localização de equipamentos terciários têm

27 25 sido publicadas pela Administração de Empresas, que tem tratado a questão de forma mais específica, reunindo e desenvolvendo técnicas de análise de diversas origens acadêmicas, confirmando, assim, a interdisciplinaridade do Geomarketing. Representa o primeiro estudo dentro da teoria clássica da localização, a publicação em 1826, antes mesmo da institucionalização da ciência geográfica, da Teoria da Renda da Terra de Von Thünen; seguida, em 1909, pelo Modelo da Localização Industrial de Alfred Weber; em 1929, pelo Modelo de Competição Espacial de Harold Hotteling; em 1931, pela Lei da Gravitação do Varejo de Wiliam Reilly; em 1932, pelo Método Análogo de William Applebaum; em 1933, pela Teoria do Lugar Central de Walter Christaller; em 1940, pela Teoria do Equilíbrio Espacial Geral de August Lösch; em 1956, pela Teoria da Localização e Economia Espacial de Walter Isard; em 1958, pelos Princípios de Nelson; e em 1962, pelo Modelo de Interação Espacial de David L. Huff. Conhecidas, contudo, outras contribuições como as de Palander ou Moses, optou se por não mencioná las por se tratarem, na maior parte das vezes, de extensões dos modelos já comentados. As referidas iniciativas acabaram por afirmar uma linha dentro da ciência geográfica reconhecida como Geografia Econômica. O termo Geomarketing trata se de uma nomeação mais comum entre os geógrafos norte americanos ou analistas de mercado, remetida a uma associação entre o conhecimento locacional e o conhecimento comportamental do consumidor para orientar questões espaciais econômicas. Conhecimentos estes cuja evolução será considerada nas próximas seções. 2.1 A longevidade de uma Geografia mais teórica e quantitativa De um esforço europeu e norte americano para aproximar a abordagem geográfica das principais ciências de ponta, a Geografia orientada pelo Positivismo Lógico 1, assumiu, a partir dos anos de 1950, um novo e marcante desenvolvimento, o 1 Preocupados com os rumos tomados pela filosofia do final do século XIX, os positivistas lógicos rejeitaram o subjetivismo que dominava o pensamento racional e propuseram uma fundamentação

28 26 Teorético e Quantitativo. Auxiliada, então, por computadores e por uma linguagem matemática e estatística de análise espacial, a quantificação favoreceu resultados surpreendentes pelo mundo inteiro, o que atendeu às exigidas formulações de leis gerais e verificações empíricas, destacando, por sua vez, a grande aplicabilidade da ciência geográfica. Diferentemente da Geografia Tradicional, baseada na ordenação e descrição de dados, a Teorética e Quantitativa, passou a aplicar, de forma rigorosa, a metodologia científica através de abordagens sistêmicas, teorias e modelos espaciais, resultado de uma profunda transformação provocada pela II Guerra Mundial sobre os setores científico, tecnológico, social e econômico. (EVANGELISTA, 2007). De tais modelos resultou a construção de leis gerais: objetivo maior da Geografia moderna disposta a superar os estudos das particularidades e o senso comum. (HISSA, 2002). De acordo com Capel (1981), dois acontecimentos significativos marcaram a afirmação dessa nova Geografia: o primeiro, a publicação, em 1953, de um artigo 2 de Fred K. Schaefer contra a tradicional concepção regional historicista e, o segundo, em 1962, da obra 3 de William Bunge. Entre as referidas datas uma nova Geografia se estabeleceu e se difundiu a partir de focos como a Universidade de Iowa, com Fred K. Schaefer; a Universidade de Wisconsin, tradicional utilizadora de métodos estatísticos e, sobretudo, a Universidade de Washington, sob a direção de William L. Garrison e da visita do sueco Torsten Hägerstrand, na qual se formaram os notáveis Brian J. L. Berry, William Bunge e W. R. Tobler, entre outros. Segundo Abreu (2006), o maior desenvolvimento encontrado pelos Teoréticos e Quantitativos, nos Estados Unidos, se deveu a universidades mais democráticas e participativas, bem como ao desenvolvimento de departamentos de Geografia em Harvard, com William Morris Davis, e em Michigan, com Carl Sauer, além dos já citados. Das teses desenvolvidas em tais departamentos, surgiu a Geografia Teorética e Quantitativa. Pode se afirmar que a consolidação da tradição espacialista, entendida lógica para todas as teorias científicas, daí a necessária utilização de técnicas matemáticas e estatísticas que garantissem a exatidão e a confiabilidade dos resultados, o que romperia, finalmente, com a metafísica imperante. (LAMEGO, 2008). 2 SCHAEFER, Fred K. Exceptionalism in Geography: a methodological examination. Annals of the Association of American Geographers. 1953, vol. 43, n.3, pp BUNGE, William.Theoretical Geography. Sweden: The Royal University of Lund, C.W.K Gleerup Publishers 1962.

QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010. Leonardo Faria Lima

QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010. Leonardo Faria Lima QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010 Leonardo Faria Lima Belo Horizonte 2010 2 O Estado de Minas Gerais encerrou o ano de 2010 com o total de 756.273 1 empresas ativas segundo os dados estáticos

Leia mais

CAPÍTULO I DA FINALIDADE E OBJETIVO ARTIGO 1º

CAPÍTULO I DA FINALIDADE E OBJETIVO ARTIGO 1º REGULAMENTO Pelo presente instrumento, a CDLCG - Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande/MS - institui o Regulamento do PRÊMIO MÉRITO LOJISTA com regra e procedimentos que determinarão a direção

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO e DOUTORADO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO e DOUTORADO 1 EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MESTRADO e DOUTORADO MESTRADO: A) DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DAS LINHAS 1 e 2: Organizações e Estratégia e Empreendedorismo e Mercado

Leia mais

MÍDIA ESPECIALIZADA, DIVULGAÇÃO ACERTADA!

MÍDIA ESPECIALIZADA, DIVULGAÇÃO ACERTADA! MÍDIA ESPECIALIZADA, DIVULGAÇÃO ACERTADA! A HG Casa é uma revista profi ssional e dirigida ao mercado de artigos para casa com ênfase nos segmentos de Eletrodomésticos, Iluminação, Movelaria, Decoração,

Leia mais

P A L N A O N O D E D E E X E P X A P N A S N Ã S O Ã O I II

P A L N A O N O D E D E E X E P X A P N A S N Ã S O Ã O I II PLANO DE EXPANSÃO III (2011 2014) ESTUDO DE VIABILIDADE Equipe Técnica Responsável: Prof. Dr. Jimmy de Almeida Léllis - Coordenador Prof. Dr. Ridelson Farias de Sousa - Coordenador Prof. M.Sc. Thiago José

Leia mais

ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000

ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000 ESTABELECIMENTOS NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA POR SUBSETOR DO COMÉRCIO VAREJISTA - 2000 Comércio Varejista 2000 Comércio a Varejo e por Atacado de VeículosAutomotores 50 Manutenção e Reparação de VeículosAutomotores

Leia mais

O uso do gvsig na Identificação de locais estratégicos para instalação de uma loja de confecções

O uso do gvsig na Identificação de locais estratégicos para instalação de uma loja de confecções O uso do gvsig na Identificação de locais estratégicos para instalação de uma loja de confecções Dionísio Costa Cruz Junior dionisiojunior@iquali.com.br (orientador) Ismael Fiuza Ramos maelfiuza@gmail.com

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014 Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista Vendas no 2 Semestre de 2013 e Expectativa de vendas para o 1 Semestre de 2014 2014 Apresentação Observar e entender como foram às vendas no início do ano são

Leia mais

Thais Pereira Teixeira

Thais Pereira Teixeira UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO CURSO DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO Thais Pereira Teixeira ESTRATÉGIA COMPETITIVA E COMÉRCIO ELETRÔNICO: ESTUDOS

Leia mais

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE Teresina (PI), Março/2015 JACINTA ANDRADE 0 Março/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA Firmino

Leia mais

FACULDADE 7 DE SETEMBRO FA7

FACULDADE 7 DE SETEMBRO FA7 FACULDADE 7 DE SETEMBRO FA7 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL COM HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA OPORTUNIDADE EM MARKETING: O GRANDE PRÊMIO BRASIL 2010 DE FÓRMULA 1 E O CRESCIMENTO DE VENDAS DE PRODUTOS

Leia mais

Reflexões sobre as dificuldades na aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral

Reflexões sobre as dificuldades na aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral III Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação PUCRS Reflexões sobre as dificuldades na aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral Marcelo Cavasotto, Prof.ª Dra. Ruth Portanova (orientadora) Mestrado em Educação

Leia mais

CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO

CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO UNIVERSIDADE DO PORTO FACULDADE DE DESPORTO CORPO, JOVENS E PRÁTICA DE MUSCULAÇÃO Um estudo em freqüentadores de academia na região do Grande Porto Dissertação apresentada com vista à obtenção do grau

Leia mais

MAPA DE ESTUDO FORMAÇÃO BÁSICA

MAPA DE ESTUDO FORMAÇÃO BÁSICA MAPA DE ESTUDO FORMAÇÃO BÁSICA Neste tópico, o monitor do PJ receberá informações básicas sobre a organização do Estado, o Poder e o Processo Legislativos, política e participação, necessárias ao desenvolvimento

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL Natal, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando compra...

Leia mais

Comentários gerais. desta publicação. 5 O âmbito de atividades da pesquisa está descrito com maior detalhamento nas Notas técnicas

Comentários gerais. desta publicação. 5 O âmbito de atividades da pesquisa está descrito com maior detalhamento nas Notas técnicas Comentários gerais Pesquisa Anual de Comércio - PAC investiga a estrutura produtiva do A segmento empresarial do comércio brasileiro, sendo os resultados referentes a 2012 divulgados neste volume. A pesquisa

Leia mais

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE OUTUBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO

RELATÓRIO DE TRABALHO DOCENTE OUTUBRO DE 2012 EREM JOAQUIM NABUCO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA CÍCERO WILLIAMS DA SILVA EMERSON LARDIÃO DE SOUZA MARIA DO CARMO MEDEIROS VIEIRA ROBERTO GOMINHO DA SILVA

Leia mais

CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES ABC: UMA APLICAÇÃO EM UMA ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIA. Ernani Mendes Botelho

CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES ABC: UMA APLICAÇÃO EM UMA ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIA. Ernani Mendes Botelho UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES ABC: UMA APLICAÇÃO

Leia mais

Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual

Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual Pedro Bruno Barros de Souza Mensuração do Desempenho do Gerenciamento de Portfólio de Projetos: Proposta de Modelo Conceitual Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

O MUSEU E SUA FUNÇÃO SOCIAL PELO MAPEAMENTO DAS REDES SOCIAIS DOS MUSEUS Weidson Leles GOMES 1

O MUSEU E SUA FUNÇÃO SOCIAL PELO MAPEAMENTO DAS REDES SOCIAIS DOS MUSEUS Weidson Leles GOMES 1 O MUSEU E SUA FUNÇÃO SOCIAL PELO MAPEAMENTO DAS REDES SOCIAIS DOS MUSEUS Weidson Leles GOMES 1 Resumo: O presente Artigo busca abordar a pretensão dos museus de cumprir uma função social e a emergência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO REPRESENTAÇÕES E EXPERIÊNCIAS DE UMA COMUNIDADE RURAL E ESCOLAR SOBRE O AMBIENTE, POUSO ALTO

Leia mais

TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico

TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico TIC Domicílios 2007 Comércio Eletrônico DESTAQUES 2007 O Estudo sobre Comércio Eletrônico da TIC Domicílios 2007 apontou que: Quase a metade das pessoas que já utilizaram a internet declarou ter realizado

Leia mais

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES.

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1 ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1.HABITAÇÃO 2.MEIOS DE HOSPEDAGEM 3.COMÉRCIO VAREJISTA I 4.COMÉRCIO VAREJISTA II 5.COMÉRCIO VAREJISTA

Leia mais

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo

Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Discurso do ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, na cerimônia de transmissão de cargo Brasília, 02 de janeiro de 2015. Ministra Miriam Belchior, demais autoridades, parentes e amigos aqui presentes.

Leia mais

Geomarketing para além da técnica. Como agregar valor às decisões?

Geomarketing para além da técnica. Como agregar valor às decisões? Geomarketing para além da técnica. Como agregar valor às decisões? José Augusto Sapienza Ramos Professor e coordenador acadêmico do Sistema Labgis/UERJ Por que Geomarketing? Porque é bacana! Porque é colorido!

Leia mais

O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o blog como ferramenta pedagógica

O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o blog como ferramenta pedagógica UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEH CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES FFP SG FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO O uso das tic s no processo de ensino aprendizagem: o

Leia mais

1º Top of mind ACE 2009

1º Top of mind ACE 2009 1º Top of mind ACE 2009 01. Promotora do Prêmio 02. Realizadora a. ACE Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista a. NetTown S/C Ltda responsável pela pesquisa e todas as etapas que envolve

Leia mais

Enquete DÉCIMO TERCEIRO

Enquete DÉCIMO TERCEIRO Enquete DÉCIMO TERCEIRO Uma prática comum entre as empresas do Brasil está no pagamento do décimo terceiro salário. Algumas cumprem, exatamente, o que está previsto na legislação. Outras, mais inovadoras,

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

O Poder Legislativo e a Imprensa: estudo crítico da cobertura das Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados pela imprensa escrita.

O Poder Legislativo e a Imprensa: estudo crítico da cobertura das Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados pela imprensa escrita. Câmara dos Deputados Centro de Formação e Treinamento CEFOR Programa de Pós-Graduação Nara Lucia de Lima O Poder Legislativo e a Imprensa: estudo crítico da cobertura das Comissões Permanentes da Câmara

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

O Segredo para Crianças

O Segredo para Crianças O Segredo para Crianças A Lei da Atração para os Pequenos Christina Hanser O Segredo para Crianças A Lei da Atração para os Pequenos Christina Hanser Copyright 2008 por Christina Hanser Capa e Ilustrações

Leia mais

Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens

Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens Entusiasmo diante da vida Uma história de fé e dedicação aos jovens A obra salesiana teve início em Turim, na Itália, onde Dom Bosco colocou em prática seus ideais de educação associados ao desenvolvimento

Leia mais

Como aconteceu essa escuta?

Como aconteceu essa escuta? No mês de aniversário do ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, nada melhor que ouvir o que acham as crianças sobre a atuação em Educação Integral realizada pela Fundação Gol de Letra!! Conheça um

Leia mais

CEPPG Coordenação de Extensão, Pesquisa e Pós Graduação 1

CEPPG Coordenação de Extensão, Pesquisa e Pós Graduação 1 1 Nome do curso: Área: O Curso: Objetivos: Diferenciais: Público Alvo: Ementa Disciplinas MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS EM TURISMO: EVENTOS, LAZER, VIAGENS E HOTELARIA. Ciências Sociais O curso foi desenvolvido

Leia mais

Portal de conteúdos Linha Direta

Portal de conteúdos Linha Direta Portal de conteúdos Linha Direta Tecnologias Educacionais PROMOVEM SÃO Ferramentas Recursos USADAS EM SALA DE AULA PARA APRENDIZADO SÃO: Facilitadoras Incentivadoras SERVEM Necessárias Pesquisa Facilitar

Leia mais

Sete Lagoas se prepara para receber

Sete Lagoas se prepara para receber Sete Lagoas se prepara para receber um moderno centro de compras, conveniência e lazer. O Lagoa Shopping é um empreendimento que irá marcar a história da região. Certeza de inovação e modernidade. O Lagoa

Leia mais

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA RESUMO Os educadores têm se utilizado de uma metodologia Linear, que traz uma característica conteudista; É possível notar que o Lúdico não se limita

Leia mais

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90.

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90. porta aberta Nova edição Geografia 2º ao 5º ano O estudo das categorias lugar, paisagem e espaço tem prioridade nesta obra. 25383COL05 Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4,

Leia mais

APOIO: AGRADECIMENTOS:

APOIO: AGRADECIMENTOS: RELATÓRIO ANUAL - 2013 APOIO: AGRADECIMENTOS: BOLETIM DO COMÉRCIO Relatório Anual - 2013 Pág. 2 RELATÓRIO ANUAL - 2013 Prezados Comerciantes, Esse boletim é uma edição especial sobre o comportamento do

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA

PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA Conceito: PROJETO: -Proposta -Plano; Intento -Empreendimento -Plano Geral de Construção -Redação provisória de lei; Estatuto Referência:Minidicionário - Soares Amora

Leia mais

Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, "d", da IN/DRP nº 045/98)

Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, d, da IN/DRP nº 045/98) Tabela de Códigos de Atividades Econômicas - CAE (Título I, Capítulo X, 2.2.2.7, "d", da IN/DRP nº 045/98) A) COMÉRCIO VAREJISTA: C A E DESCRIÇÃO DO C A E 801000000 AÇOUGUES E PEIXARIAS 801010000 Açougues

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA

PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA PROJETO MEIO AMBIENTE NA SALA DE AULA Conceito: PROJETO: -Proposta -Plano; Intento -Empreendimento -Plano Geral de Construção -Redação provisória de lei; Estatuto Referência:Minidicionário - Soares Amora

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS - IGC GERSON DINIZ LIMA AGRICULTURA CAMPONESA EM TERRITÓRIOS DE COMUNIDADES QUILOMBOLAS RURAIS NO ALTO

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES EM RELAÇÃO A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS POR UM ATACADO DE FERRAGENS LOCALIZADO EM CRICIÚMA-SC

AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES EM RELAÇÃO A QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS POR UM ATACADO DE FERRAGENS LOCALIZADO EM CRICIÚMA-SC UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS COM LINHA ESPECÍFICA EM COMÉRCIO EXTERIOR ANA PAULA FRASSON DALSASSO AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO DOS CLIENTES EM RELAÇÃO

Leia mais

PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Fernanda Pimentel Dizotti Academia de Ensino Superior fernandadizotti@gmail.com Norma Suely Gomes Allevato Universidade Cruzeiro do Sul normallev@uol.com.br

Leia mais

Lei Municipal 3.263/99: ANEXO 3 - CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES QUADRO 1. COMÉRCIO VAREJISTA - CONDIÇÕES PARA INSTALAÇÃO

Lei Municipal 3.263/99: ANEXO 3 - CLASSIFICAÇÃO DAS ATIVIDADES QUADRO 1. COMÉRCIO VAREJISTA - CONDIÇÕES PARA INSTALAÇÃO NA BACIA DE CONTRIBUIÇÃO INDIRETA CÓD. ATIVIDADES EM ÁREA COM IMPLANTADO EM ÁREA SEM COMÉRCIO VAREJISTA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS 10101 AÇOUGUE E PEIXARIA 10102 BOMBONIÈRE E CONFEITARIA 10103 CONDIMENTOS

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Formação de Professores, Políticas Públicas, PIBID, Ensino de Física. Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN

PALAVRAS CHAVE: Formação de Professores, Políticas Públicas, PIBID, Ensino de Física. Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN IX CONGRESO INTERNACIONAL SOBRE INVESTIGACIÓN EN DIDÁCTICA DE LAS CIENCIAS Girona, 9-12 de septiembre de 2013 COMUNICACIÓN POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PIBID 1 NA FORMAÇÃO INICIAL

Leia mais

MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G)

MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G) MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G) Resumo: Este artigo procurou abordar o ensino da matemática na Educação Infantil através de brincadeiras,

Leia mais

O que fazemos? OnMaps A primeira plataforma web de geomarketing do país.

O que fazemos? OnMaps A primeira plataforma web de geomarketing do país. Quem é a Geofusion Atuando há mais de 15 anos a Geofusion é a maior empresa de geomarketing do país, oferecendo soluções inovadoras na área de inteligência de mercado com foco geográfico. Geomarketing

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

REALIZAÇÃO: PARCERIA:

REALIZAÇÃO: PARCERIA: REALIZAÇÃO: PARCERIA: A partir de agora você descobrirá a importância do planejamento financeiro pessoal e familiar, aprenderá a lidar melhor com o seu dinheiro, controlar suas despesas e tomar decisões

Leia mais

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL: SENSIBILIZANDO ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL Paloma Rodrigues Cunha¹, Larissa Costa Pereira¹, Luã Carvalho Resplandes², Renata Fonseca Bezerra³, Francisco Cleiton da Rocha 4

Leia mais

SUA ESCOLA, NOSSA ESCOLA PROGRAMA SÍNTESE: NOVAS TECNOLOGIAS EM SALA DE AULA

SUA ESCOLA, NOSSA ESCOLA PROGRAMA SÍNTESE: NOVAS TECNOLOGIAS EM SALA DE AULA SUA ESCOLA, NOSSA ESCOLA PROGRAMA SÍNTESE: NOVAS TECNOLOGIAS EM SALA DE AULA Resumo: O programa traz uma síntese das questões desenvolvidas por programas anteriores que refletem sobre o uso de tecnologias

Leia mais

EMARKI CONSTRUÇÃO E INCORPORAÇÃO - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

EMARKI CONSTRUÇÃO E INCORPORAÇÃO - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. A melhor localização de Águas Claras Surpreenda seus clientes com estilo. No comércio, o ponto é tudo! Na região que vem se consolidando como maior centro comercial de Águas Claras, nasce o Supremo Mall,

Leia mais

OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA

OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA Uma proposta para aplicação no Programa Mais Educação Izabele Silva Gomes Universidade Federal de Campina Grande UFCG izabelesilvag@gmail.com Orientador (a): Professora

Leia mais

Terceira Idade: Perfil de uso do cartão de crédito

Terceira Idade: Perfil de uso do cartão de crédito Elias Dias Lopes Filho Terceira Idade: Perfil de uso do cartão de crédito Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Administração de Empresas da PUC- Rio como requisito

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Copa das Confederações

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Copa das Confederações Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista 2013 Apresentação A de 2013 teve sua nona edição realizada no Brasil entre os dias 15 e 30 de junho e serviu como base para a Copa do Mundo de 2014. Belo Horizonte

Leia mais

Escola de Políticas Públicas

Escola de Políticas Públicas Escola de Políticas Públicas Política pública na prática A construção de políticas públicas tem desafios em todas as suas etapas. Para resolver essas situações do dia a dia, é necessário ter conhecimentos

Leia mais

Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa

Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa Uma Experiência Empreendedora da Educação Cooperativa Prá colher, temos que plantar, compadre, temos que pensar no futuro. José Dionízio Leite É TICA L IDERANÇA L IBERDADE O RGANIZAÇÃO S OLIDARIEDADE

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 INVESTIGAÇÃO MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO Bruno Rodrigo Teixeira 1 Universidade Estadual de Londrina - UEL bruno_matuel@yahoo.com.br Camila Rosolen 2 Universidade Estadual de Londrina - UEL camilarosolen@yahoo.com.br

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Elaboração de Projetos

Elaboração de Projetos Elaboração de Projetos 2 1. ProjetoS Projeto de Vida MACHADO, Nilson José. Projeto de vida. Entrevista concedida ao Diário na Escola-Santo André, em 2004. Disponível em: .

Leia mais

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO DO VALE DO IPOJUCA SESVALI FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA FAVIP DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO DO VALE DO IPOJUCA SESVALI FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA FAVIP DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS SOCIEDADE DE EDUCAÇÃO DO VALE DO IPOJUCA SESVALI FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA FAVIP DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS FÁBIO AMÉRICO DO SANTOS A UTILIZAÇÃO DO CONTROLE DE ESTOQUE

Leia mais

O que é a ciência de dados (data science). Discussão do conceito. Luís Borges Gouveia Universidade Fernando Pessoa Versão 1.

O que é a ciência de dados (data science). Discussão do conceito. Luís Borges Gouveia Universidade Fernando Pessoa Versão 1. O que é a ciência de dados (data science). Discussão do conceito Luís Borges Gouveia Universidade Fernando Pessoa Versão 1.3, Outubro, 2015 Nota prévia Esta apresentação tem por objetivo, proporcionar

Leia mais

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas O Jornalismo Econômico no Estado do Tocantins do Tocantins: as variações da Morfologia e das fontes de recursos financeiros da empresa Jornal do Tocantins Taianne Santos Moreira de SOUZA 1 Antônio José

Leia mais

PRÁTICAS METODOLÓGICAS PARA ENSINO E APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA NO ENSINO FUNDAMENTAL

PRÁTICAS METODOLÓGICAS PARA ENSINO E APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA NO ENSINO FUNDAMENTAL PRÁTICAS METODOLÓGICAS PARA ENSINO E APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA NO ENSINO FUNDAMENTAL José Euriques de Vasconcelos Neto (UFCG); Dennis Cláudio Ferreira (UFCG) Resumo O atual sistema educacional tem buscado

Leia mais

DA UNIVERSIDADE AO TRABALHO DOCENTE OU DO MUNDO FICCIONAL AO REAL: EXPECTATIVAS DE FUTUROS PROFISSIONAIS DOCENTES

DA UNIVERSIDADE AO TRABALHO DOCENTE OU DO MUNDO FICCIONAL AO REAL: EXPECTATIVAS DE FUTUROS PROFISSIONAIS DOCENTES DA UNIVERSIDADE AO TRABALHO DOCENTE OU DO MUNDO FICCIONAL AO REAL: EXPECTATIVAS DE FUTUROS PROFISSIONAIS DOCENTES Karem Nacostielle EUFRÁSIO Campus Jataí karemnacostielle@gmail.com Sílvio Ribeiro DA SILVA

Leia mais

RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO

RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO ADMINISTRAÇÃO PROMETO, DIGNIFICAR MINHA PROFISSÃO, CONSCIENTE DE MINHAS RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Produtos Importados

Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista. Produtos Importados Pesquisa de Opinião do Comércio Varejista 2013 O consumo no Brasil atravessa uma fase de mudanças importantes de hábitos, produtos e preços. Depois da abertura comercial, que trouxe na década de 1990 a

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA SUSTENTABILIDADE DOS SISTEMAS DE USO DA TERRA NO ASSENTAMENTO

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 2ª Série Processos Gerenciais CST em Gestão Financeira A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto

Leia mais

Exmo. Presidente do município da Murtosa, Joaquim Santos Baptista; - na sua pessoa uma saudação aos eleitos presentes e a esta hospitaleira terra!

Exmo. Presidente do município da Murtosa, Joaquim Santos Baptista; - na sua pessoa uma saudação aos eleitos presentes e a esta hospitaleira terra! Exmo. Presidente do município da Murtosa, Joaquim Santos Baptista; - na sua pessoa uma saudação aos eleitos presentes e a esta hospitaleira terra! 1 Exmo. Diretor-Geral da Educação, em representação do

Leia mais

PESQUISA-AÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: DESAFIOS DA FORMAÇÃO ACADÊMICA QUE BUSCA TRANSFORMAR REALIDADES SOCIAIS

PESQUISA-AÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: DESAFIOS DA FORMAÇÃO ACADÊMICA QUE BUSCA TRANSFORMAR REALIDADES SOCIAIS PESQUISA-AÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: DESAFIOS DA FORMAÇÃO ACADÊMICA QUE BUSCA TRANSFORMAR REALIDADES SOCIAIS Adriana Do Amaral - Faculdade de Educação / Universidade Estadual de

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais

SONDAGEM DE VENDAS DIA DAS CRIANÇAS

SONDAGEM DE VENDAS DIA DAS CRIANÇAS SONDAGEM DE VENDAS DIA DAS CRIANÇAS OUTUBRO/2013 FECOMERCIO/TO Hugo de Carvalho Presidente Anselmo da Silva Moraes Vice Presidente Silmara Lustosa Ribeiro Superintendente INSTITUTO FECOMÉRCIO/TO Hugo de

Leia mais

ARCO-ÍRIS DE SABERES NA PRÁTICA EDUCATIVA: UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NO CURSO DE PEDAGOGIA DO IFESP

ARCO-ÍRIS DE SABERES NA PRÁTICA EDUCATIVA: UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NO CURSO DE PEDAGOGIA DO IFESP 1 ARCO-ÍRIS DE SABERES NA PRÁTICA EDUCATIVA: UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIADA NO CURSO DE PEDAGOGIA DO IFESP Claudete da Silva Ferreira - IFESP Márcia Maria Alves de Assis - IFESP RESUMO Esta apresentação se

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0015, DE 13 DE AGOSTO DE 2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0015, DE 13 DE AGOSTO DE 2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0015, DE 13 DE AGOSTO DE 2012 Publicada no DOE(Pa) de 14.08.12. Vide IN 16/12, que trata do registro eletrônico de documentos fiscais. Alterada pelas IN 17/12, 03/14, 23/14. Vide

Leia mais

Participação política na internet: o caso do website Vote na web

Participação política na internet: o caso do website Vote na web Participação política na internet: o caso do website Vote na web Lívia Cadete da Silva 1 Lucas Arantes Zanetti 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP RESUMO

Leia mais

O Geomarketing na fronteira da inteligência de negócios: fundamentos e tendências

O Geomarketing na fronteira da inteligência de negócios: fundamentos e tendências O Geomarketing na fronteira da inteligência de negócios: fundamentos e tendências Agenda O passado e presente As forças de transformação Dentro para Fora (internas) Fora para Dentro (externas) Cenários

Leia mais

SPC Brasil lança programa de Educação Financeira com serviços gratuitos para o consumidor

SPC Brasil lança programa de Educação Financeira com serviços gratuitos para o consumidor SPC Brasil lança programa de Educação Financeira com serviços gratuitos para o consumidor O mais completo portal de educação financeira do país oferece simuladores e consultoria gratuita. Parceria com

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA RAIMUNDO PEREIRA DO NASCIMENTO 0 1 A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NAS AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA DA TURMA DE 9º ANO DA ESCOLA

Leia mais

Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo:

Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo: Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo: ALVARELI, Luciani Vieira Gomes. Novo roteiro para elaboração do projeto de trabalho de graduação. Cruzeiro: Centro Paula Souza,

Leia mais

CRONOGRAMA GERAL 26 de março às 9h30 04 de maio 06 de maio 22 de maio - 30 de maio

CRONOGRAMA GERAL 26 de março às 9h30 04 de maio 06 de maio 22 de maio - 30 de maio CRONOGRAMA GERAL 26 de março às 9h30 Apresentação pesquisa 04 de maio Fechamento comercial 06 de maio Entrega do material 22 de maio - Evento de premiação 30 de maio Publicação da revista Considerando

Leia mais

HÉLIO MENDES RODRIGUES AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ORGANIZACIONAL: ESTUDO DE CASO NO 1º GRUPAMENTO DE ENGENHARIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

HÉLIO MENDES RODRIGUES AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ORGANIZACIONAL: ESTUDO DE CASO NO 1º GRUPAMENTO DE ENGENHARIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO SERVIÇO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO HÉLIO MENDES RODRIGUES AVALIAÇÃO

Leia mais

Proposta Curricular do Estado de São Paulo para a Disciplina de Sociologia

Proposta Curricular do Estado de São Paulo para a Disciplina de Sociologia Proposta Curricular do Estado de São Paulo para a Disciplina de Ensino Médio Elaborar uma proposta curricular para implica considerar as concepções anteriores que orientaram, em diferentes momentos, os

Leia mais

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica 0 O que é Filosofia? Essa pergunta permite muitas respostas... Alguns podem apontar que a Filosofia é o estudo de tudo ou o nada que pretende abarcar tudo.

Leia mais

A inserção das mulheres nos mercados de trabalho metropolitanos e a desigualdade nos rendimentos

A inserção das mulheres nos mercados de trabalho metropolitanos e a desigualdade nos rendimentos A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MARÇO 2013 A inserção das mulheres nos mercados de trabalho metropolitanos e a desigualdade nos rendimentos De maneira geral, as mulheres enfrentam grandes dificuldades

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 70 A ONG brasileira está em crise? 06 de fevereiro de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através

Leia mais

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional O PNE é formado por: 10 diretrizes; 20 metas com estratégias

Leia mais

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO Apesar de as empresas brasileiras estarem despertando para o valor das ações de educação corporativa em prol dos seus negócios, muitos gestores ainda

Leia mais

MÚLTIPLAS LEITURAS: CAMINHOS E POSSIBILIDADES

MÚLTIPLAS LEITURAS: CAMINHOS E POSSIBILIDADES MÚLTIPLAS LEITURAS: CAMINHOS E POSSIBILIDADES EDIT MARIA ALVES SIQUEIRA (UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA). Resumo Diferentes instrumentos de avaliação (ENEM, SIMAVE) tem diagnosticado o despreparo dos alunos

Leia mais

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) -

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) - EXERCICÍOS DE FILOSOFIA I O QUE É FILOSOFIA, ETIMOLOGIA, ONDE SURGIU, QUANDO, PARA QUE SERVE.( 1º ASSUNTO ) Questão (1) - Analise os itens abaixo e marque a alternativa CORRETA em relação ao significado

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS O COMÉRCIO RESPONDE POR 12,7% DO PIB BRASILEIRO O COMÉRCIO VAREJISTA É RESPONSÁVEL POR 42% DO COMÉRCIO

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL CORPORATIVA. www.praxisbusiness.com.br SETEMBRO/2015

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL CORPORATIVA. www.praxisbusiness.com.br SETEMBRO/2015 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL CONSULTORIA EDUCAÇÃO IMPLANTAÇÃO CORPORATIVA www.praxisbusiness.com.br SETEMBRO/2015 CONSULTORIA Estratégia, Planejamento & Diagnóstico de Redes, Formatação de Franquias & Modelos

Leia mais

Imagens de professores e alunos. Andréa Becker Narvaes

Imagens de professores e alunos. Andréa Becker Narvaes Imagens de professores e alunos Andréa Becker Narvaes Inicio este texto sem certeza de poder concluí-lo de imediato e no intuito de, ao apresentá-lo no evento, poder ouvir coisas que contribuam para continuidade

Leia mais