Prova Específica para o Curso de Letras

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prova Específica para o Curso de Letras"

Transcrição

1 Prova Específica para o Curso de Letras 09 de julho de 2013 INSTRUÇÕES 1. Verifique se este caderno contém 30 questões. 2. Ao constatar qualquer irregularidade com relação ao total de questões, solicite ao fiscal da sala a substituição do caderno. 3. Cada questão tem apenas uma alternativa correta ou incorreta. 4. As respostas deverão ser transcritas no GABARITO ou folha de respostas, com caneta esferográfica azul ou preta. 5. Não rasure o gabarito, sob pena de ter a questão anulada. 6. Não haverá substituição do gabarito ou folha de respostas. 7. Verifique os dados relativos ao nome do(a) candidato(a), número da cédula de identidade, número de inscrição e curso. Após, assine o gabarito no local apropriado. 8. O tempo mínimo de duração desta prova é de 1 hora (uma hora). Somente após decorrido esse tempo, o(a) candidato(a) poderá ausentar-se da sala, porém sem levar o caderno de questões. 9. O tempo máximo de duração desta prova (inclusive preenchimento do gabarito ou folha de respostas) é de 3 horas (três horas). Após às 21h30 o(a) candidato(a) poderá ausentarse levando o caderno de questões. 10. Os candidatos que saírem antes desse horário só poderão retirar o caderno de questões no período de 01 a 09 de agosto de 2013 na sala 11 - Comissão de Vestibular, no período vespertino. Após este período os cadernos de questões não serão mais entregues. Nº de Inscrição Nome do(a) Candidato(a)

2 Página 1 Vestibular - FAFIPA/VERÃO 2012

3 Leia o texto abaixo e responda as questões de 1 a 10 Medo do medo Lya Luft "Querendo ser politicamente corretos, estamos cometendo um triste engano, deformando histórias e até cantigas que fazem parte do nosso imaginário mais básico" Tenho observado alguns esforços psicopedagógicos no sentido de tornar nossas crianças politicamente corretas - postura que muitas vezes nos transforma em seres tediosos, sem graça nem fervor. Contos de fadas, por exemplo, alimento da minha alma de criança, raiz de quase toda a minha obra adulta, sobretudo romances e contos, foram originalmente - dizem estudiosos -narrativas populares, orais, de povos muito antigos. Assim eles representavam e tentavam controlar seus medos e dúvidas, carentes das quase excessivas informações científicas de que hoje dispomos. Nascimento e morte, sexo, sol e lua, raios e trovões, o brotar das colheitas lhes pareciam misteriosos, portanto fascinantes. Muito mais recentemente, escritores como Andersen e os irmãos Grimm adaptaram tais relatos ao mundo infantil e criaram suas maravilhosas histórias, que unem, como a vida real, o belo e o sinistro. Uma sereia quer pernas para namorar seu príncipe na praia, mas o sacrifício é terrível, a cada passo de suas novas pernas, dores inimagináveis a dilaceram. Uma princesa, sua família, séquito e criados do castelo dormem um sono profundo, maldição de uma fada má, e só serão libertados pelo príncipe salvador - que, é claro, sempre aparece. Branca de Neve, Rapunzel e dezenas de outros personagens alimentaram nossa fantasia e continuam a alimentar a das crianças que têm sorte, cujos pais e escolas lhes proporcionam contato cotidiano com esses livros. Porém, faz algum tempo, há um movimento para reformular tais relatos, tirando-lhes sua essência, isto é, o misterioso e até o assustador. Lobos seriam bobalhões e vovozinhas umas pândegas, só existiriam fadas boas, e as bruxas, ah, essas passam a ser velhotas azaradas. Até cantigas de roda seculares tendem a ser distorcidas, pois atirar um pau num gato é uma crueldade, como se fosse preciso explicar isso para as crianças saberem que animais a gente ama e cuida-se é assim que se faz em casa. Vejo em tudo isso um engano e um atraso. Impedindo nossas crianças do natural contato com essas antiquíssimas histórias, que retratam as possibilidades boas e negativas do mundo, nós as deixamos despreparadas para a vida, cujos perigos entram hoje em seus quartos, rondam escolas e clubes, esperam na esquina com um revólver na mão de um drogado, ou de um psicopata lúcido e frio, sem falar nos insidiosos pedófilos na internet. Estamos emburrecendo nossas crianças e jovens, mesmo querendo seu bem? E, afinal, o que será o seu bem? Ignorar o que existe de sombrio e mau, caminhar feito João e Maria alegrinhos, não abandonados pelos pais, mas procurando borboletas no mato? Receio que a gente esteja cometendo um triste engano, deformando histórias e até cantigas que fazem parte do nosso imaginário mais básico com arquétipos humanos essenciais. Em compensação, adolescentes e crianças procuram o encanto do misterioso lendo sobre vampiros, bruxos e avatares, vendo seus filmes e pesquisando na internet. Por que isso? - me perguntou recentemente um pai. Porque, neste momento de altíssima tecnologia, a alma humana busca a expectativa, o segredo e o susto. Precisa conhecer o mal para se acautelar e se proteger, o belo e o bom para crescer com esperança. Mas nós, pedagogos e pais, nem sempre seguros e informados, começamos a querer alisar excessivamente a estrada para eles, não lhes ensinando que o mal existe, assim como o bem, que o belo nos atrai, assim como o monstruoso, e que é preciso desenvolver discernimento (gosto dessa palavra), isto é, a capacidade de entender e distinguir o melhor do pior, a fim de fazer com mais clareza e segurança as inevitáveis escolhas. Mas se, porque isso nos tranquiliza, tratamos as crianças como imbecis, e queremos nosso adolescente infantilizado por um longo tempo, exigindoo cada vez menos em casa, na escola e nas universidades - embora deixando que se sexualize de forma precoce e criminosa -, vai ser difícil que tenham informação, capacidade de julgar e escolher, que seriam nosso maior e melhor legado para elas. Questão 1 Veja, edição n.º /03/2010 Assinale a alternativa em que a concordância verbal segue a mesma regra presente no enunciado: [...] que se sexualize de forma precoce e criminosa [...] (A) Vendem-se artigos importados do Paraguai. (B) Aqui se trabalha demais. (C) Acredita-se na inocência do réu. (D) Aluga-se apartamentos próximos à universidade. (E) Precisa-se de carpinteiro. Página 2

4 Questão 2 Assinale a alternativa em que o sujeito recebe a mesma classificação do enunciado: [...] há um movimento para reformular tais relatos [...] (A) O vento soprava muito forte naquela tarde. (B) Os candidatos haviam chegado muito cedo para o exame. (C) Faz dois anos que ele partiu. (D) Mandaram os acidentados para o hospital. (E) Os governadores chegaram a Brasília ontem à noite. Questão 3 Os vocábulos destacados no enunciado: Precisa conhecer o mal para se acautelar e se proteger, o belo e o bom para crescer com esperança. são, tradicionalmente, classificados como adjetivos. Entretanto, no enunciado em questão, sofrem um processo de derivação imprópria, ou seja, a mudança da classe gramatical, passando de adjetivos para substantivos. O mesmo ocorre em: (A) [...] Adolescentes e crianças procuram o encanto [...]. (B) Até cantigas de roda seculares tendem a ser distorcidas [...] (C) Vejo em tudo isso um engano e um atraso. (D) Uma princesa, sua família, séquito e criados do castelo dormem um sono profundo [...]. (E) [...] o brotar das colheitas [...]. Questão 4 Analise os enunciados a seguir: I. [...] postura que muitas vezes nos transforma em seres tediosos [...]. II. [...] procurando borboletas no mato? III. Receio que a gente esteja cometendo um triste engano, deformando histórias e até cantigas que fazem parte do nosso imaginário mais básico com arquétipos humanos essenciais. Os advérbios e locuções adverbiais têm como função modificar o sentido do verbo, do adjetivo e do advérbio, atribuindo-lhes uma circunstância. Nos enunciados acima, os termos destacados indicam, respectivamente, as circunstâncias de: (A) intensidade lugar intensidade modo. (B) tempo lugar intensidade meio. (C) lugar tempo intensidade meio. (D) lugar tempo modo meio. (E) tempo lugar meio modo. Questão 5 No enunciado: [...] só serão libertados pelo príncipe salvador [...], o termo destacado classifica-se como: (A) substantivo. (B) adjetivo. (C) preposição. (D) advérbio. (E) conjunção. Questão 6 Em português, a classe dos verbos é atingida pela categoria de voz, indicando se o sujeito é agente, paciente, ou agente e paciente. No enunciado: [...] só serão libertados pelo príncipe salvador [...], o verbo encontra-se na voz: (A) passiva. (B) passiva sintética. (C) ativa. (D) Reflexiva. (E) reflexiva recíproca. Questão 7 Ainda com relação ao enunciado [...] só serão libertados pelo príncipe salvador [...] o termo destacado indica o elemento que: (A) sofre o processo de ação expresso pelo verbo (SUJEITO). (B) completa o sentido do verbo (OBJETO). (C) modifica o sentido do verbo atribuindo-lhe uma circunstância (ADJUNTO ADVERBIAL). (D) pratica o processo de ação sofrido pelo sujeito (AGENTE DA PASSIVA). (E) completa um nome com significação incompleta (COMPLEMENTO NOMINAL). Questão 8 Assinale a alternativa que substitui o conectivo destacado no enunciado: Porém, faz algum tempo, há um movimento para reformular tais relatos [...], mantendo-se o mesmo valor semântico. (A) Mas. (B) Logo. (C) Portanto. (D) Assim. (E) Porque. Página 3

5 Questão 9 Leia o trecho a seguir: Uma princesa, sua família, séquito e criados do castelo dormem um sono profundo, maldição de uma fada má, e só serão libertados pelo príncipe salvador - que, é claro, sempre aparece. O termo destacado é um pronome relativo que, além de desempenhar função sintática, também é um importante mecanismo de coesão textual, pois retoma um termo já referenciado no texto. No trecho em questão, o pronome relativo que retoma: (A) séquito e criados. (B) uma princesa. (C) príncipe salvador. (D) sono profundo. (E) fada má. Questão 10 O texto de Lya Luft tem como tema central: (A) A beleza dos contos de fadas e histórias clássicas da literatura universal. (B) A necessidade de desmistificar a inocência das crianças e dos adolescentes, para que sejam melhores preparados para enfrentar a dura realidade do mundo moderno. (C) A decadência da educação que os pais dão aos seus filhos. (D) O perigo da sexualização precoce de crianças e adolescentes, tornando-os vítimas fáceis para pedófilos, sobretudo no mundo virtual. (E) Os medos e as incertezas da vida moderna têm criado valores artificiais para nossas crianças e adolescentes. A partir da leitura do poema de Fabrício Carpinejar, poeta contemporâneo, correta nas questões de 11 a 15. Ser inteiro custa caro. Endividei-me por não me dividir. assinale a alternativa Atrás da aparência, há uma reserva de indigência, a volúpia dos restos. Parto em expedição às provas de que vivi. E escavo boletins, cartas e álbuns o retrocesso da minha letra ao garrancho. O passado tem sentido se permanecer desorganizado. A verdade ordenada é uma mentira. O musgo envaidece as relíquias. Os dedos retiram as [teias, assisto à revoada de insetos das ciladas. Fujo da claridade, refulge a poeira. O par de joelhos na imobilidade de um rochedo. Reviso o testamento, alisando a textura como um gramático da seda. Desvendo o que presta pelo som do corte. O que ansiava achar não acho e esbarro em objetos despossuídos de lógica que me encontram antes de qualquer pretensão. O que fiz cabe numa caixa de sapatos. CARPINEJAR, Fabrício. Caixa de sapatos: antologia. São Paulo: Questão 11 Companhia das Letras, p No primeiro verso do poema, Ser inteiro custa caro, o eu lírico ressalta,principalmente: (A) O descaso consigo mesmo. (B) A consciência da dificuldade de preservar sua própria identidade. (C) A falta de humanidade das pessoas. (D) O descompromisso com o outro. (E) A visão idealizada do mundo expressa no verbo Ser. Questão 12 O poeta constrói seu texto: (A) Valendo-se de imagens que se sucedem, num empenho de escavar o passado sem reinventá-lo ou mascará-lo. (B) Através do saudosismo ao passado, simplesmente. (C) Utilizando a linguagem coloquial, bem próxima de seu interlocutor. (D) Ressaltando uma perspectiva cronológica sobre si mesmo. (E) A partir de influências externas Questão 13 No último verso do poema, O que fiz cabe numa caixa de sapatos, de acordo com a temática do poema, sugere: (A) A impossibilidade de nos renovarmos. (B) O despreparo de alguém que não conseguiu alcançar seus objetivos. (C) Na volúpia dos restos, não nos sobra absolutamente nada. (D) O ser humano não aprende com as experiências, por isso a simbologia da caixa de sapatos. (E) Ao se fazer o balanço de nossa vida, pouca coisa nos sobra, poderia até caber em uma caixa de sapatos. Página 4

6 Questão 14 O que eu poético afirma, reiteradamente é: (A) Sua obsessão pelos objetos despossuídos de lógica. (B) A desorganização de alguém que se perdeu totalmente. (C) A nossa incapacidade de ressignificar o que vivemos, a falsidade dos arranjos que a memória promove e a impossibilidade de ordenar o passado. (D) A ansiedade desesperada pela busca de objetos perdidos. (E) Encontrar o testamento. Questão 15 Aponte a alternativa em que aparece a figura de linguagem denominada antítese. (A) Ser inteiro custa caro. (B) Os dedos retiram as teias. (C) A verdade ordenada é uma mentira. (D) Fujo da claridade. (E) O musgo envaidece as relíquias. Questão 16 Considere o texto abaixo, de Benedito Nunes, sobre um determinado movimento literário: No movimento [...], que se desenvolveu entre as duas últimas décadas do século XVIII e os fins da primeira metade do século XIX, quando, num período de cronologia oscilante, verificou-se a grande ruptura com os padrões do gosto clássico, prolongados através do neoclassicismo iluminista, fundiram-se várias fontes filosóficas, estéticas e religiosas próximas, e reabriram-se veios mágicos, míticos e religiosos remotos. Pela variedade de seus aspectos, extensivos, para além da literatura e da arte, a todas as dimensões da cultura, pela diversidade das posições contrastantes que abrangeu, o [...] foi, na verdade, uma confluência de vertentes até certo ponto autônomas, vinculadas a diferentes tradições nacionais. (A) Pelas características apontadas no texto, o movimento literário a que ele se refere é o Realismo. (B) Os aspectos mencionados, como a cronologia, os contrastes e até mesmo as diferentes tradições nacionais, além da grande ruptura com os padrões do gosto clássico, remetem o texto para o Romantismo. (C) Quando o autor menciona uma confluência de vertentes até certo ponto autônomas está direcionando sua atenção para o Modernismo, movimento literário que congregou várias tendências estéticas. (D) No texto, aparecem nítidas características do Pós- Modernismo, se forem observados alguns elementos que, pela variedade de seus aspectos, extensivos, para além da literatura e da arte, a todas as dimensões da cultura, pela diversidade das posições contrastantes que abrangeu [...] (E) O movimento literário a que se refere o texto é o Simbolismo, considerando-se a presença dos veios mágicos, míticos e religiosos remotos. Questão 17 Observe o texto a seguir e, após, assinale a alternativa correta sobre ele: Em toda a extensão da vista, nem uma nem outra árvore surgia. Só aquele velho juazeiro, devastado e espinhento, verdejava a copa hospitaleira na desolação cor de cinza da paisagem. Cordulina ofegava de cansaço. A Limpa-Trilho gania e parava, lambendo os pés queimados. Os meninos choramingavam, pedindo de comer. E Chico Bento pensava: Por que, em menino, a inquietação, o calor, o cansaço, sempre aparecem com o nome de fome? - Mãe, eu queria comer... me dá um taquinho de rapadura! - Ai, pedra do diabo! Topada desgraçada! Papai, vamos ver mais aquele povo debaixo desse pé de pau? O juazeiro era um só. O vaqueiro também se achou no direito de tomar seu quinhão de abrigo e de frescura. E depois de arriar as trouxas e aliviar a burra, reparou nos vizinhos. A rês estava quase esfolada. A cabeça inchada não tinha chifres. Só dois ocos podres, malcheirosos, donde escorria uma água purulenta. (A) O trecho acima é parte do romance Menino de engenho, de José Lins do Rego, escritor pertencente à segunda fase do Modernismo brasileiro. (B) O pequeno texto reflete bem as péssimas condições sociais e econômicas em que vivem as personagens de A bagaceira, de José Américo de Almeida. (C) O trecho acima é parte do romance Vidas secas, de Graciliano Ramos, romancista nordestino da segunda fase do Modernismo brasileiro. (D) O pequeno trecho acima representa a realidade nordestina da seca de 1915, retratada por Raquel de Queirós no romance O Quinze. (E) O trecho acima é a síntese da condição econômica do Nordeste brasileiro, tão bem representada no romance João Miguel, de Raquel de Queirós, publicado em Página 5

7 Questão 18 Com relação ao Modernismo brasileiro, das alternativas abaixo somente uma não é correta: (A) O livro de poemas Cinza das horas, de Manuel Bandeira, poeta modernista, foi publicado em 1917, e denuncia em sua estrutura uma dicção parnasiano-simbolista, como disse Alfredo Bosi. (B) Ampliando uma visão crítica da realidade brasileira, o romance regionalista do nordeste contribuiu para o alargamento de discussões socioeconômicas, em que a presença do elemento humano é condição essencial, casos específicos dos romances Fogo morto, O Quinze e Vidas secas. (C) Um dos aspectos mais importantes do Modernismo no Brasil é a capacidade que o escritor possui de incorporar em seus textos a fala popular, a forma simples e, até mesmo rude do homem do povo, o que aproxima esse movimento literário daquele do qual foi integrante os autores dos poemas As pombas e Inania verba. (D) Trabalhando com elementos fugidios, cuja duração ou consistência apresenta certa fragilidade, como a água, o vento, as folhas, as nuvens, ou a transitoriedade da vida, a poética de Cecília Meireles rompe a rotulação característica do Modernismo brasileiro para mostrar uma acentuada tonalidade simbolista, onde o transcendente e o impalpável têm destaque. (E) Fiel ao príncípio do direito permanente à pesquia estética, a obra Macunaíma, de Mário de Andrade, é a incorporação dos aspectos populares da fala brasileira, da tradição cultural dos mitos indígenas e de um conceito particular do modo de ser brasileiro. Questão 19 Com relação ao Romantismo brasileiro, é incorreto afirmar: (A) Condoreirismo é o nome que se dá ao estilo declamatório atribuído aos poemas de Castro Alves e Casimiro de Abreu, geralmente relacionados a temas abolicionistas. (B) Nos poemas irônicos de Álvares de Azevedo, a influência satânica de poetas do nível de Byron pode ser sentida em poemas como O poeta morimbundo e Um cadáver de poeta. (C) O Ultrarromantismo pode ser definido como uma tendência romântica para expressar sentimentos exagerados em relação à morte, ao amor, à fantasia, a uma visão trágica da existência. (D) Nos textos indianistas do Romantismo, a imagem idealizada do índio brasileiro transforma-o num herói nacional cujas características de bondade e valentia, aliadas à tradição cultural dos povos indígenas, aproximam-no dos melhores cavaleiros medievais. (E) Os costumes regionais, a fala característica do habitante rude e o apego aos valores enraizados na tradição, elementos que definem um comportamento tipicamente regionalista, constituem os ingredientes que conferem ao romance Inocência popularidade e valor estético. Questão 20 Assinale a alternativa incorreta quanto à produção literária brasileira moderna e pós-moderna: (A) Em Clarice Lispector, a narrativa introspectiva atinge os níveis da investigação psicológica e do comportamento humano, quase sempre relacionados ao contato entre o eu e o mundo. (B) Uma das preocupações da narrativa de Rubem Fonseca é a violência a violência do sistema contra o indivíduo, dos que vivem à margem dos meios de produção e de consumo. Sua narrativa absorve, também, aspectos da vida contemporânea, como a homossexualidade e a traição conjugal, temas constantes em Pequenas criaturas. (C) O Concretismo surgiu como uma das propostas mais radicais da linguagem poética, ao privilegiar os aspectos sonoros e visuais sobre as construções sintáticas do verso tradicional, procedimentos presentes em obras de poetas como Décio Pignatari, os irmãos Augusto e Haroldo de Campos e José Lino Grünewald. (D) A narrativa de Graciliano Ramos, em Angústia, romance publicado em 1936, elabora a síntese do herói problemático. Luís da Silva é, antes de tudo, uma personagem envolta com problemas íntimos e de relacionamento amoroso, até chegar ao crime, como solução. (E) Uma das tendências da narrativa pós-moderna é absorver aspectos da existência humana e social, afastando-se, porém de temas considerados polêmicos, como as minorias sociais, a questão da homossexualidade masculina ou feminina - e os assuntos da chamada narrativa trivial. Página 6

8 LÍNGUA INGLESA Leia o texto a seguir e responda às questões de 1 a 8. Breast Cancer The Angelina Effect: TIME s New Cover Image Revealed By Jeffrey KlugerMay 15, 2013 Angelina Jolie has never lacked for influence. When she adopted a baby from Ethiopia, inquiries at U.S. adoption agencies about other Ethiopian orphans doubled. When she named other children Vivienne or Maddox, those names shot up the popularity charts for American newborns. So this week, when a woman known for her powerfully iconic beauty announced that she had undergone an elective double mastectomy to reduce her genetically high risk of breast cancer, it was a cultural and medical earthquake a revelation so arresting it became the subject of TIME s newest cover story. Jolie, by nearly universal agreement, made the right choice for her. She tested positive for the breast-cancerrelated BRCA1 gene, putting the probability that she would develop the disease at a terrifying 87%; after her surgery, her doctors put that number at just 5%. But a lot of experts worry that we may overread the lessons. Genetic screening is a young science, and while we may have detected genes linked to a host of ills Alzheimer s disease, prostate cancer, rheumatoid arthritis, diabetes, heart disease we often do a terrible job of calculating our resulting risks. Just over one-tenth of 1% of all women carry the same BRCA mutation Jolie has, and yet doctors expect a stampede of women requesting the test. In the U.S., 36% of women who test positive opt for preventive mastectomy, but some doctors argue that regular MRIs and other screening tests may be sufficient to detect the disease, and that less radical procedures, like lumpectomies, may be sufficient to treat it if it does occur. Similar misunderstanding of risks is common in the case of prostate cancer too. The familiar PSA screening test detects blood antigens related to the disease, but levels of the marker can rise as a result of inflammation, infection and even riding a bicycle. Still, many men who test positive begin a cascade of subsequent tests and treatments that can often lead to a radical prostatectomy, sometimes with no real sign that they have the disease, or at least not a slow-growing case they could live with. Human beings are very good at worrying it s what keeps us alive and out of harm s way. But we re also good at overworrying, making irreversible decisions to reduce or avoid risks that don t really exist at all. Jolie s brave example can make us all smarter and help keep us all healthier but only if we take the right lessons from it. Available on-line in: <http://healthland.time.com/2013/05/15/theangelina-effect-times-new-cover-image-revealed/>. Access in Vocabulário de Apoio MRI (Magnetic resonance imaging) ressonância magtnética. Lumpectomies Lumpectomia (procedimento cirúrgico que remove apenas o nódulo mamário e uma margem adjacente de tecido normal PSA (Prostate-Specific Antigen) - teste de antígeno prostático Página 7

9 Questão 21 De acordo com o primeiro parágrafo, é correto afirmar que: I. Dobrou a adoção de órfãos etíopes após a adoção efetuada pela atriz. II. Angelina anunciou ter passado por uma dupla mastectomia para reduzir seus riscos de câncer uterino. III. O anúncio de Angelina foi realizado durante seu aparecimento no Festival de Cannes. IV. A notícia foi matéria principal da capa da revista Time. Desse modo, assinale a alternativa correta. (A) Somente as afirmativas I e II são corretas. (B) Somente as afirmativas II e IV são corretas. (C) Somente as afirmativas III e IV são corretas. (D) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. (E) Somente as afirmativas I e IV são corretas. Questão 22 No texto Breast Cancer The Angelina Effect: TIME s New Cover Image Revealed aparecem muitos pronomes referindo-se aos substantivos que são mencionados no texto. Desse modo, escolha a alternativa CORRETA no qual os pronomes em negrito abaixo podem ser substituídos pelos seus respectivos substantivos sem alterar o significado do texto. 1. she adopted a baby from Ethiopia, 2. those names shot up the popularity charts for American newborns. 3. for her powerfully iconic beauty 4. So this week, 5., it was a cultural and medical earthquake (A) Angelina/aquele/Angelina/esta/câncer. (B) Angelina/aquela/Angelina/aquela/cirurgia. (C) Vivienne/aquelas/Etiópia/aquele/cirurgia. (D) Angelina/aqueles/Etiópia/esta/câncer. (E) Angelina/aqueles/Angelina/esta/cirurgia. Questão 23 Leia o trecho a seguir, extraído do texto acima, e escolha a alternativa correta. Jolie, by nearly universal agreement, made the right choice for her. She tested positive for the breast-cancer-related BRCA1 gene, putting the probability that she would develop the disease at a terrifying 87%; after her surgery, her doctors put that number at just 5%. (A) De acordo com seus médicos, sua escolha foi muito precipitada, pois sua chance de desenvolver a doença caiu apenas 5%. (B) A cirurgia de Jolie foi bem sucedida e ela não se encontra mais em risco de vir a manifestar qualquer probabilidade de desenvolver a doença. (C) Os médicos admitem que a atriz continua com uma percentagem de 87% de desenvolver a doença. (D) Mesmo após a cirurgia a atriz continua com chances de desenvolver a doença. (E) Angelina, após submetida à cirurgia, teve o nódulo cancerígeno completamente removido. Questão 24 According to the following sentence Genetic screening is a young science, and while we may have detected genes linked to a host of ills Alzheimer s disease, prostate cancer, rheumatoid arthritis, diabetes, heart disease we often do a terrible job of calculating our resulting risks. It is correct to say that: (A) Genetic screening is possible to detect every gene linked to terrible deseases. (B) Men have to be aware of their resulting risks even been possible to detect possible future ills. (C) Alzheimer s disease, prostate cancer, rheumatoid arthritis, diabetes and heart disease are no health problems anymore. (D) Genetic screening is a science able to detect genes linked to a host of every ills. (E) It is very easy to calculate our resulting risks after detecting genes linked to a host of ills. Questão 25 No segundo parágrafo, conforme as asserções de alguns médicos acerca do câncer de seio, é correto afirmar que processos menos radicais como ressonância magnética e lumpectomia... (A) podem ser suficientes para detectar a doença. (B) são eficazes em detectar a doença. (C) não tem eficácia para o tratamento do câncer. (D) previnem o câncer em 1% das mulheres a eles submetidas. (E) tornam a mastectomia totalmente dispensável no tratamento do câncer. Página 8

10 Questão 26 No texto, a sentença: [ ] and other screening tests may be sufficient to detect the disease, [ ] apresenta o verbo modal may. Portanto, qual é o sentido do verbo modal may nessa sentença? (A) obrigação. (B) possibilidade. (C) necessidade. (D) habilidade. (E) suposição. Questão 27 No terceiro parágrafo, o teste para constatação do câncer de próstata (PSA) é apresentado: (A) a novidade em termos de tratamento do câncer de próstata. (B) um teste que apresenta risco de morte aos pacientes a ele submetidos. (C) um exemplo dos testes que podem apresentar um resultado diverso do real. (D) reprovado pela ordem médica nos EUA por apresentar severas contra-indicações. (E) o único exame que detecta problemas urinários advindos da velhice. Questão 28 É correto afirmar que, no último parágrafo, o texto sugere: (A) que o homem mesmo tomando uma decisão errada pode revertê-la a seu favor. (B) que o exemplo de Angelina é uma decisão irreversível. (C) que todas as lições são certas quando se trata de saúde. (D) ser a preocupação o motivo que mantém o homem vivo e fora de perigo. (E) a decisão das mulheres de fazer uma mastectomia dupla tornará a mulher mais saudável. Leia o texto a seguir e responda às questões 29 e 30. THE ANGELINA EFFECT There's a chilly arithmetic to the way we all get sick. At the end of any year, a fixed and knowable number of us will have developed heart disease, and another number won't have. There will be a different entry in the ledger for cancer, another for lung disease, another for Parkinson's or dementia or HIV. The people who study those mortal metrics--the actuaries, the epidemiologists--don't give too much thought to the individuals behind the numbers, and the truth is, they can't. It's no good sentimentalizing math--not if you want to get anything useful out of it. But sometimes it's impossible... Available on-line in: <http://www.time.com/time/magazine/article/0,9171, ,00.h tml?pcd=pw-editteaser>. Access in Questão 29 Na sentença At the end of any year, a fixed and knowable number of us [ ], o significado da palavra em destaque para a Língua Portuguesa é: (A) algum. (B) pouco. (C) qualquer. (D) nenhum. (E) alguns. Questão 30 É correto afirmar que o texto THE ANGELINA EFFECT sugere: (A) que ao final de cada ano um certo número de pessoas desenvolverá problemas cardíacos e outro não. (B) que com o passar dos anos todos nós desenvolveremos as mesmas doenças. (C) ser o câncer, as doenças pulmonares, o Mal de Parkinson, a demência ou o HIV doenças de cunho psicológico. (D) que os atuários e epidemiologistas se preocupam com os indivíduos que fazem parte das estatísticas. (E) que a matemática sentimentalista dá um toque humanista às estatísticas. Página 9

11 PROVA DE REDAÇÃO INSTRUÇÕES PARA A REDAÇÃO Baseado no desfecho do texto acima, redija uma NOTÍCIA sobre alguém que teve o mesmo destino do personagem porque durante sua vida deixou-se ficar. 1. A redação vale 10 (dez) pontos, sendo 6 (seis) pontos para o conteúdo e 4 (quatro) pontos para a forma. 2. Escolha apenas um tema (01, 02 ou 03 ) e escreva o respectivo número no espaço próprio. 3. Redija o que se pede, no mínimo, 20 linhas e, no máximo, A redação que tiver menos de 20 (vinte) linhas e, mais de 30, será DESCLASSIFICADA. 5. Faça primeiro no RASCUNHO, antes de passar para a FOLHA DEFINITIVA, releia a redação fazendo a devida autocorreção. 6. Coloque TÍTULO na redação e não fuja do tema escolhido. 7. Não haverá substituição da folha definitiva da PROVA DE REDAÇÃO. 8. Não coloque qualquer tipo de identificação na prova. 9. Na versão definitiva, use caneta esferográfica azul ou preta. 10. Não destaque nenhum dos gabaritos anexados à folha definitiva. 11. Devolva a PROVA DE REDAÇÃO juntamente com os dois gabaritos anexados. TEMA 01 Gênero: NOTÍCIA A busca da razão Sofreu muito com a adolescência. Jovem, ainda se queixava. Depois, todos os dias subia numa cadeira. Agarrava uma argola presa ao teto e, pendurado, Deixava-se ficar. Até a tarde em que se desprendeu. Esborrachando-se no chão: estava maduro. COLASANTI, Marina. Contos de amor rasgado. Rio de Janeiro: Rocco, P.65. TEMA 02 Gênero: CARTA Volte, por favor! A rede Globo de televisão apresentou no Fantástico uma série que mostrava a vida de várias famílias de um certo bairro, cujas esposas foram para um SPA, enquanto seus maridos cuidavam das tarefas domésticas e dos filhos, além do trabalho que já exerciam. Coloque-se no lugar de um dos esposos e redija uma carta suplicando a volta da mulher e apresentando os motivos do pedido. TEMA 03 Gênero: TEXTO DE OPINIÃO Redução da maioridade penal A maioria dos jornais e revistas do país tem abordado esse tema. Leia alguns excertos abaixo: O ministro da justiça, José Eduardo Cardozo, diz que encarcerar menores não é a solução, pois muitas vezes, pessoas entram nos presídios por terem cometido delitos de pequeno potencial ofensivo e, pelas condições carcerárias, acabam ingressando em grandes organizações criminosas. Porque, para sobreviver, é preciso entrar no crime organizado. Folha de Notícias. Pvaí. 5 a 11 de maio de 2013 O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) garante a menores de 18 anos pena máxima de três anos de internação independentemente da gravidade do crime. (...) O ECA proporcionou avanços institucionais importantes desde Milhares de vidas foram salvas, outras tantas foram reconstruídas. (...) O Congresso Nacional, a quem cabe alterar a lei, e o governo federal fogem do debate. Revista Época. Maio de 2013 Redija um texto dando sua opinião sobre o assunto explorado nos excertos acima. Página 10

12 TEMA : Página 11

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015

CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 ESCOLA DE GOVERNO PROFESSOR PAULO NEVES DE CARVALHO FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO Governo de Minas Gerais CONCURSO PÚBLICO VESTIBULAR/2015 2ª ETAPA Provas abertas: Matemática, História e Redação em Língua Portuguesa.

Leia mais

Concurso Público para Admissão ao Bacharelado

Concurso Público para Admissão ao Bacharelado Concurso Público para Admissão ao Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública da Polícia Militar do Estado de São Paulo Assinatura do Candidato 2. Prova de Escolaridade (Parte II) INSTRUÇÕES

Leia mais

Teste de Habilidade Específica - THE

Teste de Habilidade Específica - THE LEIA COM ATENÇÃO 1. Só abra este caderno após ler todas as instruções e quando for autorizado pelos fiscais da sala. 2. Preencha os dados pessoais. 3. Autorizado o inicio da prova, verifique se este caderno

Leia mais

Avaliação Parcial de Rendimento em Leitura - 03

Avaliação Parcial de Rendimento em Leitura - 03 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO - SIAQUE ESCOLA: PROFESSOR: ALUNO: DATA / / PORTUGUÊS - 4ª SÉRIE / 5º ANO TURMA: TURNO: DATA: / / - Instruções gerais: - Este instrumento de verificação

Leia mais

CADERNO DE PROVA 2.ª FASE. Nome do candidato. Coordenação de Exames Vestibulares

CADERNO DE PROVA 2.ª FASE. Nome do candidato. Coordenação de Exames Vestibulares CADERNO DE PROVA 2.ª FASE Nome do candidato Nome do curso / Turno Local de oferta do curso N.º de inscrição Assinatura do candidato Coordenação de Exames Vestibulares I N S T R U Ç Õ E S LEIA COM ATENÇÃO

Leia mais

PROVA COMENTADA E RESOLVIDA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO

PROVA COMENTADA E RESOLVIDA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO COMENTÁRIO GERAL DOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO Uma prova, para avaliar tantos candidatos deve ser sempre bem dosada como foi a deste ano. Houve tanto questões de interpretação (6) como de gramática

Leia mais

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação

TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação TIPO DE AVALIAÇÃO: Lista de Exercícios - Recuperação Nome: Nº 8º ano / Ensino Fundamental Turma: Disciplina(s): Português Data: Professor(a): Érica Beatriz Nota: Leia o texto de Clarice Lispector e veja

Leia mais

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco REDAÇÃO AULA 5 Professora Sandra Franco DISSERTAÇÃO 1. Definição de Dissertação. 2. Roteiro para dissertação. 3. Partes da dissertação. 4. Prática. 5. Recomendações Gerais. 6. Leitura Complementar. 1.

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro;

2. 1 A poesia trovadoresca - Leitura de cantigas de amor e de amigo semântico, sintático, lexical e sonoro; EIXO TEMÁTICO: 1 TEXTO LITERÁRIO E NÃO LITERÁRIO 1) Analisar o texto em todas as suas dimensões: semântica, sintática, lexical e sonora. 1. Diferenciar o texto literário do não-literário. 2. Diferenciar

Leia mais

PROVA COMENTADA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO

PROVA COMENTADA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO PROVA COMENTADA PELOS 1 Lya Luft apresenta, no 1º parágrafo do texto, sua tese acerca do que venha a ser o posicionamento ideal da família:...família deveria ser careta., i.e., humana, aberta, atenta,

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate )

Roteiro de Áudio. SOM: abertura (Vinheta de abertura do programa Hora do Debate ) 1 Roteiro de Áudio Episódio 1 A língua, a ciência e a produção de efeitos de verdade Programa Hora de Debate. Campanhas de prevenção contra DST: Linguagem em alerta SOM: abertura (Vinheta de abertura do

Leia mais

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio 1. Substitua as palavras destacadas e copie as frases, tornando os fragmentos abaixo mais elegantes, além de mais próximos à língua padrão e à proposta

Leia mais

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português

Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português 1 Equivalência da estrutura de uma frase em inglês e português A partir do momento que você souber de cor a função de cada peça do nosso jogo de dominó, você não terá mais problemas para formular frases,

Leia mais

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar

Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA Modelo matemático prevê gols no futebol Moacyr Scliar PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 5 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 O FUTEBOL E A MATEMÁTICA

Leia mais

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco NONA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco Período Composto 1.Orações Subordinadas Adverbiais. 2. Apresentação das conjunções adverbiais mais comuns. 3. Orações Reduzidas. As orações subordinadas

Leia mais

mundo. A gente não é contra branco. Somos aliados, queremos um mundo melhor para todo mundo. A gente está sentindo muito aqui.

mundo. A gente não é contra branco. Somos aliados, queremos um mundo melhor para todo mundo. A gente está sentindo muito aqui. Em 22 de maio de 2014 eu, Rebeca Campos Ferreira, Perita em Antropologia do Ministério Público Federal, estive na Penitenciária de Médio Porte Pandinha, em Porto Velho RO, com os indígenas Gilson Tenharim,

Leia mais

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA

Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 3B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa SÍNTESE DA GRAMÁTICA TERMOS INTEGRANTES = completam o sentido de determinados verbos e nomes. São

Leia mais

Leia o texto abaixo, no mínimo duas vezes; isso facilitará a sua interpretação.

Leia o texto abaixo, no mínimo duas vezes; isso facilitará a sua interpretação. 4ºano 1.4 LÍNGUA PORTUGUESA 2º período 15 de maio de 2014 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa

JONAS RIBEIRO. ilustrações de Suppa JONAS RIBEIRO ilustrações de Suppa Suplemento do professor Elaborado por Camila Tardelli da Silva Deu a louca no guarda-roupa Supl_prof_ Deu a louca no guarda roupa.indd 1 02/12/2015 12:19 Deu a louca

Leia mais

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades.

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades. ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO Prova (Todos os Cursos) Trabalhando em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, o UNIFEMM entende que as avaliações do processo

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO

Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO Professora Verônica Ferreira PROVA CESGRANRIO 2012 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL TÉCNICO BANCÁRIO 1 Q236899 Prova: CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Disciplina: Português Assuntos: 6. Interpretação

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO EDITAL N 001 DO IV FESTIVAL DE ARTES DAS ESCOLAS DE PALMAS (FAES-PALMAS) SEMED/PMP/TO, DE 09 DE MARÇO DE 2012. Abertura- A Secretaria Municipal

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - Língua Portuguesa - 2º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - Língua Portuguesa - 2º Bimestre O CASO DA CALÇADA DO JASMIM UM CRIME? Terça-feira, seis de Maio. São catorze horas. A D. Odete não é vista no seu bairro desde hoje de manhã. As janelas da sua casa estão abertas, mas o correio de hoje

Leia mais

Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade

Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade Resumo Aula-tema 01: A literatura infantil: abertura para a formação de uma nova mentalidade Pensar na realidade é pensar em transformações sociais. Atualmente, temos observado os avanços com relação à

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 SERVIÇO SOCIAL

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 SERVIÇO SOCIAL assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1 Confira atentamente se

Leia mais

REALISMO NATURALISMO EM PORTUGAL

REALISMO NATURALISMO EM PORTUGAL AULA 13 LITERATURA PROFª Edna Prado REALISMO NATURALISMO EM PORTUGAL Na aula de hoje falaremos sobre o Realismo português. Mas para começarmos é importante que você saiba o que é realismo. Veja: REAL+ISMO

Leia mais

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES Silvia Eula Muñoz¹ RESUMO Neste artigo pretendo compartilhar os diversos estudos e pesquisas que realizei com orientação do Prof. Me. Erion

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este caderno contém seis questões, abrangendo um total de nove

Leia mais

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática

Inglesar.com.br Aprender Inglês Sem Estudar Gramática 1 Sumário Introdução...04 O segredo Revelado...04 Outra maneira de estudar Inglês...05 Parte 1...06 Parte 2...07 Parte 3...08 Por que NÃO estudar Gramática...09 Aprender Gramática Aprender Inglês...09

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Estratégia de Leitura Elementos de Referência. Reference devices ou elementos de referência

Estratégia de Leitura Elementos de Referência. Reference devices ou elementos de referência Estratégia de Leitura Elementos de Referência Reference devices ou elementos de referência Ao ler textos sobre qualquer assunto, em qualquer área de conhecimento, todo leitor percebe uma relação de REFERÊNCIA

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Título: Maricota ri e chora Autor: Mariza Lima Gonçalves Ilustrações: Andréia Resende Formato: 20,5 cm x 22 cm Número de páginas: 32

Leia mais

Imagens de professores e alunos. Andréa Becker Narvaes

Imagens de professores e alunos. Andréa Becker Narvaes Imagens de professores e alunos Andréa Becker Narvaes Inicio este texto sem certeza de poder concluí-lo de imediato e no intuito de, ao apresentá-lo no evento, poder ouvir coisas que contribuam para continuidade

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

CURRÍCULO DE LETRAMENTO LITERÁRIO (ENSINO FUNDAMENTAL) MODO COMPOSICIONAL: CONTOS POPULARES (NACIONAIS OU ESTRANGEIROS)

CURRÍCULO DE LETRAMENTO LITERÁRIO (ENSINO FUNDAMENTAL) MODO COMPOSICIONAL: CONTOS POPULARES (NACIONAIS OU ESTRANGEIROS) CURRÍCULO DE LETRAMENTO LITERÁRIO (ENSINO FUNDAMENTAL) MODO COMPOSICIONAL: CONTOS POPULARES (NACIONAIS OU ESTRANGEIROS) Coordenação: Luciane Possebom 26 de março de 2014. Segundo Câmara Cascudo, pode-se

Leia mais

A LIBERDADE COMO POSSÍVEL CAMINHO PARA A FELICIDADE

A LIBERDADE COMO POSSÍVEL CAMINHO PARA A FELICIDADE Aline Trindade A LIBERDADE COMO POSSÍVEL CAMINHO PARA A FELICIDADE Introdução Existem várias maneiras e formas de se dizer sobre a felicidade. De quando você nasce até cerca dos dois anos de idade, essa

Leia mais

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia?

Há 4 anos. 1. Que dificuldades encontra no seu trabalho com os idosos no seu dia-a-dia? Entrevista A13 I Experiência no lar Há quanto tempo trabalha no lar? Há 4 anos. 1 Qual é a sua função no lar? Encarregada de Serviços Gerais. Que tarefas desempenha no seu dia-a-dia? O contacto directo

Leia mais

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra!

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra! ROTEIRO DE ESTUDOS DE LITERATURA PARA A 3ª ETAPA 2ª SÉRIE Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

2. REDUZINDO A VULNERABILIDADE AO HIV

2. REDUZINDO A VULNERABILIDADE AO HIV 2. REDUZINDO A VULNERABILIDADE AO HIV 2.1 A Avaliação de risco e possibilidades de mudança de comportamento A vulnerabilidade ao HIV depende do estilo de vida, género e das condições socioeconómicas. Isso

Leia mais

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1

EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 EDUCAÇÃO ALGÉBRICA, DIÁLOGOS E APRENDIZAGEM: UM RELATO DO TRABALHO COM UMA PROPOSTA DIDÁTICA 1 Claudemir Monteiro Lima Secretária de Educação do Estado de São Paulo claudemirmonteiro@terra.com.br João

Leia mais

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA

PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA PROJETO DE LEITURA PRÉ-LEITURA ATIVIDADES ANTERIORES À LEITURA INTENÇÃO: LEVANTAR HIPÓTESES SOBRE A HISTÓRIA, INSTIGAR A CURIOSIDADE E AMPLIAR O REPERTÓRIO DO ALUNO. Antes de você iniciar a leitura do

Leia mais

Literatura e cinema: algumas reflexões sobre a produção voltada para o público infantil

Literatura e cinema: algumas reflexões sobre a produção voltada para o público infantil Literatura e cinema: algumas reflexões sobre a produção voltada para o público infantil Fábio Augusto Steyer Universidade Estadual de Ponta Grossa PR A atual produção cinematográfica voltada para o público

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 6º Ano Profª: Margareth Rodrigues Dutra Disciplina: Língua Portuguesa Aluno(a): TRABALHO DE RECUPERAÇÃO Data de entrega: 18/12/14 Questão 1- Leia o texto a seguir. Brasileiros

Leia mais

... RIO DE JANEIRO, 14 DE DEZEMBRO DE 2008

... RIO DE JANEIRO, 14 DE DEZEMBRO DE 2008 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COLÉGIO PEDRO II DIRETORIA-GERAL SECRETARIA DE ENSINO EXAME DE SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO DE CANDIDATOS À MATRÍCULA NA 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO REGULAR PROVA DE PORTUGUÊS 2009 UNIDADE

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6]

BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6] BOLETIM INFORMATIVO MAR/ABRIL 2013 [Edição 6] O tema central desta edição do Boletim Informativo será a Psicologia Infantil. A Psicologia Infantil é a área da Psicologia que estuda o desenvolvimento da

Leia mais

Content Area Grade Quarter Língua Portuguesa 6ª Serie Unidade I

Content Area Grade Quarter Língua Portuguesa 6ª Serie Unidade I Content Area Grade Quarter Língua 6ª Serie Unidade I Texto: parágrafos: descritivo/comparativo; reconto; resenha crítica, anedota, cartum, revista em quadrinhos Linguística: comunicação: elementos/códigos;

Leia mais

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões de 1 a 7. AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Há três coisas para

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 PEDAGOGIA

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 PEDAGOGIA assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa. a Transferência Facultativa/00 Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados

Leia mais

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um.

coleção Conversas #10 - junho 2014 - Respostas que podem estar sendo feitas para algumas perguntas Garoto de Programa por um. coleção Conversas #10 - junho 2014 - Eu sou Estou garoto num de programa. caminho errado? Respostas para algumas perguntas que podem estar sendo feitas Garoto de Programa por um. A Coleção CONVERSAS da

Leia mais

Genialidade, Fernando Pessoa

Genialidade, Fernando Pessoa Um homem de génio é produzido por um conjunto complexo de circunstâncias, começando pelas hereditárias, passando pelas do ambiente e acabando em episódios mínimos de sorte. Genialidade, Fernando Pessoa

Leia mais

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO EM CORDEL

JOÃO E O PÉ DE FEIJÃO EM CORDEL 1 NOME: Nº: 4º ANO: DATA DE ENTREGA: Queridos alunos e alunas As férias chegaram e com elas a vontade de passear, viajar, brincar com os amigos e curtir o merecido descanso, mas não podemos esquecer que

Leia mais

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias

Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público. Profa. Msc. Leila Márcia Elias Como escrever um bom Relato de Experiência em Implantação de Sistema de Informações de Custos no setor público O que é Relato de Experiência? Faz parte dos gêneros pertencentes ao domínio social da memorização

Leia mais

AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES

AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES AUTORES E ILUSTRADORES: FELIPE DE ROSSI GUERRA JULIA DE ANGELIS NOGUEIRA VOGES 1ºC - 2011 APRESENTAÇÃO AO LONGO DESTE SEMESTRE AS CRIANÇAS DO 1º ANO REALIZARAM EM DUPLA UM TRABALHO DE PRODUÇÃO DE TEXTOS

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Circuito de Oficinas: Mediação de Leitura em Bibliotecas Públicas

Circuito de Oficinas: Mediação de Leitura em Bibliotecas Públicas Circuito de Oficinas: Mediação de Leitura em Bibliotecas Públicas outubro/novembro de 2012 Literatura na escola: os contos maravilhosos, contos populares e contos de fadas. Professora Marta Maria Pinto

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E ÉTICA. Cipriano Carlos Luckesi 1

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E ÉTICA. Cipriano Carlos Luckesi 1 AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM E ÉTICA Cipriano Carlos Luckesi 1 Artigo publicado na Revista ABC EDUCATIO, nº 54, março de 2006, páginas 20 e 21. Estamos iniciando um novo ano letivo. Vale a pena olhar um pouco

Leia mais

O que são Direitos Humanos?

O que são Direitos Humanos? O que são Direitos Humanos? Técnico comercial 4 (1º ano) Direitos Humanos são os direitos e liberdades básicas de todos os seres humanos. O principal objetivo dos Direitos Humanos é tratar cada indivíduo

Leia mais

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas.

1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. Pág. 41 1 e 2 1) Observe a fala do peru, no último quadrinho. a) Quantos verbos foram empregados nessa fala? Dois. b) Logo, quantas orações há nesse período? Duas. c) Delimite as orações. Foi o presente

Leia mais

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?)

Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ler em família: viagens partilhadas (com a escola?) Ação nº41/2012 Formadora: Madalena Moniz Faria Lobo San-Bento Formanda: Rosemary Amaral Cabral de Frias Introdução Para se contar histórias a crianças,

Leia mais

O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável

O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável O papel da mulher na construção de uma sociedade sustentável Sustentabilidade Socioambiental Resistência à pobreza Desenvolvimento Saúde/Segurança alimentar Saneamento básico Educação Habitação Lazer Trabalho/

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

Anna Catharinna 1 Ao contrário da palavra romântico, o termo realista vai nos lembrar alguém de espírito prático, voltado para a realidade, bem distante da fantasia da vida. Anna Catharinna 2 A arte parece

Leia mais

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE?

POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? POR QUE O MEU É DIFERENTE DO DELE? Rafael chegou em casa um tanto cabisbaixo... Na verdade, estava muito pensativo. No dia anterior tinha ido dormir na casa de Pedro, seu grande amigo, e ficou com a cabeça

Leia mais

ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO)

ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO) assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO) Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Leia mais

Literatura e Redação conexões possíveis

Literatura e Redação conexões possíveis Literatura e Redação conexões possíveis Desde 2005, a UFSC vem explorando os temas extraídos das obras literárias, de leitura obrigatória, para elaboração das propostas de Redação. O gêneros textuais cobrados

Leia mais

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA)

REDE PRÓ-MENINO. ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) REDE PRÓ-MENINO ECTI - Escola no Combate ao Trabalho Infantil CURSISTA: JACKELYNE RIBEIRO CINTRA MORAIS CPF: 014275241-06 ATIVIDADE MÓDULO 2 (COLAGEM) EM INTEGRAÇÃO COM O MÓDULO 1- B (ENTREVISTA) Características

Leia mais

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #6 Eu Posso com a s fazer próprias justiça mãos? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

Os Quatro Tipos de Solos - Coração

Os Quatro Tipos de Solos - Coração Os Quatro Tipos de Solos - Coração Craig Hill Marcos 4:2-8 Jesus usava parábolas para ensinar muitas coisas. Ele dizia: 3 Escutem! Certo homem saiu para semear. 4 E, quando estava espalhando as sementes,

Leia mais

DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID

DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID DIFICULDADES DE LEITURA E ESCRITA: REFLEXÕES A PARTIR DA EXPERIÊNCIA DO PIBID BARROS, Raquel Pirangi. SANTOS, Ana Maria Felipe. SOUZA, Edilene Marinho de. MATA, Luana da Mata.. VALE, Elisabete Carlos do.

Leia mais

MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015

MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015 MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015 AEDS Autarquia Educacional de Salgueiro Fone: (87) 3871 6040 FACHUSC Faculdade de Ciência Humanas do Sertão Central Rua Antônio Filgueira Sampaio, 134 - Salgueiro -

Leia mais

A arte do século XIX

A arte do século XIX A arte do século XIX Índice Introdução ; Impressionismo ; Romantismo ; Realismo ; Conclusão ; Bibliografia. Introdução Durante este trabalho irei falar e explicar o que é a arte no século XIX, especificando

Leia mais

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante?

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Do you know how to ask questions in English? Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Note que tanto

Leia mais

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso.

As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. COMENTÁRIO QUESTÕES DE PORTUGUÊS PROFESSORA: FABYANA MUNIZ As questões a seguir foram extraídas de provas de concurso. 1. (FCC)...estima-se que sejam 20 línguas. (2º parágrafo) O verbo flexionado nos mesmos

Leia mais

DA TEORIA À PRÁTICA: UMA ANÁLISE DIALÉTICA

DA TEORIA À PRÁTICA: UMA ANÁLISE DIALÉTICA DA TEORIA À PRÁTICA: UMA ANÁLISE DIALÉTICA JURUMENHA, Lindelma Taveira Ribeiro. 1 Universidade Regional do Cariri URCA lindelmafisica@gmail.com FERNANDES, Manuel José Pina 2 Universidade Regional do Cariri

Leia mais

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock

ABCEducatio entrevista Sílvio Bock ABCEducatio entrevista Sílvio Bock Escolher uma profissão é fazer um projeto de futuro A entrada do segundo semestre sempre é marcada por uma grande preocupação para todos os alunos que estão terminando

Leia mais

LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS

LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS LEI ROUANET PROJETO ESTÓRIAS Projeto Estórias I. Introdução O projeto Estórias nasceu da necessidade de incluir na literatura infantil personagens com câncer e o ambiente hospitalar. A literatura que contém

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por:

1. (FUVEST-SP) Em Queria que me ajudasses, o trecho destacado pode ser substituído por: COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA AVALIAÇÃO: EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR(A): ANA PAULA DA VEIGA CALDAS ALUNO(A) DATA: / / TURMA: M SÉRIE: 9º ANO DATA PARA ENTREGA:

Leia mais

Associação Lar do Neném

Associação Lar do Neném Criança Esperança 80 Associação Lar do Neném Recife-PE Marília Lordsleem de Mendonça Abraço solidário Todas as crianças são de todos : esse é o lema do Lar do Neném, uma instituição criada há 26 anos em

Leia mais

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural. Concordância Verbal a) O verbo vai para a 3ª pessoa do plural caso o sujeito seja composto e anteposto ao verbo. Se o sujeito composto é posposto ao verbo, este irá para o plural ou concordará com o substantivo

Leia mais

Histórico do livro Menino brinca de boneca?

Histórico do livro Menino brinca de boneca? Histórico do livro Menino brinca de boneca? Menino brinca de boneca? foi lançado em 1990, com grande aceitação de público e crítica, e vem sendo referência de trabalho para profissionais, universidades,

Leia mais

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada wwwconcurseirosocialnet PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA Questões numeradas de 01 a 15 INSTRUÇÃO: Leia, com atenção, o texto abaixo e responda

Leia mais

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio

Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio Desvios de redações efetuadas por alunos do Ensino Médio 1. Substitua as palavras destacadas (ou mesmo aquelas que não estejam), de forma que os fragmentos abaixo fiquem mais elegantes, próximos à língua

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO.

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ALUNO: Victor Maykon Oliveira Silva TURMA: 6º ANO A ÁGUA A água é muito importante para nossa vida. Não devemos desperdiçar. Se você soubesse como ela é boa! Mata a sede de

Leia mais

Por uma pedagogia da juventude

Por uma pedagogia da juventude Por uma pedagogia da juventude Juarez Dayrell * Uma reflexão sobre a questão do projeto de vida no âmbito da juventude e o papel da escola nesse processo, exige primeiramente o esclarecimento do que se

Leia mais

Como fazer seu blog se destacar dos outros

Como fazer seu blog se destacar dos outros Como fazer seu blog se destacar dos outros Fama. Tráfego. Reconhecimento. Muito dinheiro no bolso. Esses itens certamente estão presentes na lista de desejos de quase todos os blogueiros. Afinal, ninguém

Leia mais

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO

ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO ROTEIRO: O LUGAR ONDE EU VIVO Ideia: Produção realizada a partir de um fato marcante e em algumas situações ocorre a mesclagem entre narrações e demonstrações de cenas. Personagens: A filha da doméstica

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI

2015 O ANO DE COLHER JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI JANEIRO - 1 COLHER ONDE PLANTEI Texto: Sal. 126:6 Durante o ano de 2014 falamos sobre a importância de semear, preparando para a colheita que viria neste novo ano de 2015. Muitos criaram grandes expectativas,

Leia mais