DIREÇÃO ARTÍSTICA LUÍSA TAVEIRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIREÇÃO ARTÍSTICA LUÍSA TAVEIRA"

Transcrição

1 DIREÇÃO ARTÍSTICA LUÍSA TAVEIRA

2 A BELA ADORMECIDA Coreografia Marius Petipa Versão e coreografia adicional Ted Brandsen Música Piotr Ilitch Tchaikovski Argumento segundo Charles Perrault Cenografia e figurinos António Lagarto Desenho de luz Paulo Graça Ensaiadores Cristina Maciel, Maria Palmeirim, Adeline Charpentier, Rui Alexandre, Fernando Duarte ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA Direção musical Pedro Neves Estreia absoluta (versão Marius Petipa) São Petersburgo, Teatro Marinski, 15 de Janeiro 1890 Estreia absoluta (versão CNB) Porto, Rivoli Teatro Municipal, 11 de Março 1998 TEATRO CAMÕES MARÇO 2012 dias 08, 09, 10, 16 e 17 às 21h; dias 11 e 18 às 16h (Tarde Família) ESCOLAS dia 15 às 15h

3 PRÓLOGO I ATO II ATO III ATO O Batizado A Maldição A Visão O Casamento A notícia do nascimento da Princesa Aurora é recebi- Os anos passaram e celebra-se o 16º aniversário da Decorreram cem anos. O Príncipe Desejado dança Catalabute anuncia a chegada dos convidados para da com grande alegria, em todo o reino. Princesa Aurora. O Rei convidou quatro príncipes de sozinho e não esconde a sua melancolia. Surge então a boda dos jovens príncipes. Catalabute, Mestre de Cerimónias do palácio, orienta reinos distantes, na esperança de que a sua filha se a Fada Lilás. Graças aos seus poderes mágicos, revela- Protegidos pela Fada Lilás e na presença de toda a os convidados e anuncia a entrada da Rainha e do Rei. apaixone por um deles. -se perante o Príncipe a visão de Aurora e das Ninfas. corte, a Princesa Aurora e o Príncipe Desejado cele- Vai ter início o batizado real. Após a entrada dos cor- Mais uma vez, Catalabute é Mestre de Cerimónias Perturbado por aquela imagem maravilhosa, o Prín- bram a real boda. Nem mesmo a presença discreta tesãos, chegam as seis fadas madrinhas para oferecer do baile. Anuncia a chegada da Rainha e do Rei. Os cipe Desejado pede à Fada Lilás que o conduza até ao de Carabosse quebra a ilusão da vitória do Bem so- à Princesa Aurora os seguintes dons: beleza, encanto, príncipes convidados e demais cortesãos aguardam palácio da bela princesa adormecida. bre o Mal. prosperidade, eloquência, energia e sabedoria. impacientes a chegada da Princesa Aurora. Ainda a Fada Lilás não tinha anunciado o seu dom, A sua entrada é finalmente anunciada por Catala- O Acordar quando, com espanto geral, entra a terrível fada bute e, desde logo, todos ficam fascinados com a A Fada Lilás conduz o Príncipe Desejado até ao Carabosse. beleza da jovem Princesa. palácio real. Carabosse e os seus acompanhantes Furiosa por não ter sido convidada, e recusando as Os quatro príncipes dançam com ela e sucessiva- procuram impedir que os desejos da Fada Lilás se desculpas da Rainha e do Rei, Carabosse apressa-se mente oferecem-lhe uma rosa, como sinal da sua concretizem, mas, de novo, o Bem vence o Mal, e a lançar uma maldição sobre a Princesa: A vossa filha paixão. No entanto, a jovem Princesa não parece Carabosse é forçada a desistir dos seus intentos. crescerá saudável, feliz e belíssima, mas no dia do seu demonstrar nenhuma preferência. Finalmente, o Príncipe Desejado é levado à presença 16º aniversário picar-se-á e morrerá! Os acontecimentos precipitam-se: um desconheci- da bela adormecida. A maldição assusta todos os presentes e é a Fada Li- do aproxima-se da Princesa e oferece-lhe uma rosa. A beleza serena da Princesa Aurora emociona o Prín- lás que, mantendo a calma, vai transformar o terrível Aurora aceita-a e pica-se. Cambaleante, desfalece de cipe. Delicadamente, este beija a Aurora que, de presságio. Não podendo anular o maléfico de Cara- seguida e, com grande horror, todos a julgam morta. imediato, acorda. bosse, a Fada Lilás anuncia que a Princesa Aurora não É então que os presentes reconhecem a terrível Tomando-a nos braços, os dois príncipes dançam dormirá para sempre, mas apenas até que seja acor- Carabosse e os seus acompanhantes. apaixonados. dada pelo beijo de um príncipe que a mereça. Será mais uma vez a Fada Lilás que, mantendo a calma, lembrará que a maldição de Carabosse não será cumprida: Aurora dorme apenas. Com um gesto, a Fada Lilás lança a sua magia sobre o palácio e todos adormecem na companhia da Princesa Aurora, até que um príncipe a liberte da maldição com um beijo enamorado.

4 TED BRANDSEN VERSÃO E COREOGRAFIA ADICIONAL Ted Brandsen nasceu em 1959, na Holanda. Foi bailarino no Ballet Nacional da Holanda entre 1981 e 1991, onde deu os primeiros passos como coreógrafo ao participar no atelier coreográfico anual. Nos anos seguintes criou para várias companhias na Holanda. Em 1991 terminou a carreira de bailarino para se concentrar na composição coreográfica. O seu primeiro trabalho desta nova fase, criado para o Ballet Nacional da Holanda, foi Four Sections distinguido em 1992, com o prémio Perspectiefprijs, de incentivo para jovens artistas. Seguiram-se as criações Crossing the Border em 1993, Blue Field e Bach Moves em 1995, para a mesma companhia. Atualmente são várias as coreografias de Brandsen que integram o reportório de companhias como o Ballet Estatal de Istambul, Ballet-Teatro de Bordeaux, Ballet de Israel, Donau Ballet, American Ballet West, Ballets de Monte-Carlo e as holandesas Introdans e Djazzex. Brandsen tem igualmente recebido encomendas para criações por parte da Fundação Holandesa para as Artes, CaDanse Festival em Haia, Festival Holandês de Dança e NOS Television. Em 1998 Brandsen foi nomeado diretor artístico do West Australian Ballet, em Perth. Criou várias peças para esta companhia, nomeadamente Carmen no ano 2000 e Pulcinella em Brandsen revela grande aptidão no seu trabalho coreográfico. O estilo que adota contém traços de um passado clássico que se desenvolve numa linguagem gestual lírica e atual. Em janeiro de 2002 Brandsen regressa ao Ballet Nacional da Holanda, originalmente como assistente de direção e coreógrafo residente. O primeiro trabalho a ser criado após o seu retorno, Light Journey, foi estreado em setembro de No início da temporada 2003/04, Brandsen sucedeu a Wayne Eagling na direção artística, mantendo, contudo, a sua atividade como coreógrafo. Desde então criou Body e O Pássaro de Fogo em 2004 e Stealing Time em No ano seguinte criou Hallelujah Junction e em 2008 estreou a sua surpreendente versão de Coppelia. Ainda nesse ano coreografou In Between, integrado no programa In Space, que envolveu a colaboração de nove coreógrafos. No ano de 2010 Brandsen criou Duet para a Gala do Festival de Dança da Holanda. Para a Companhia Nacional de Bailado, Ted Brandsen remontou, em 1997, Bach Move e no ano seguinte foi responsável pela versão e coreografia adicional de A Bela Adormecida. / «O maravilhoso muda de narrativa, mas não muda de sentido. Apresenta sempre os mesmos traços do sonho e serve para as pessoas se compreenderem melhor.» Agustina Bessa-Luís A Bela Adormecida, Edição CNB

5 MARIUS PETIPA COREOGRAFIA PIOTR ILICH TCHAIKOVSKI MÚSICA ANTÓNIO LAGARTO CENOGRAFIA E FIGURINOS PAULO GRAÇA DESENHO DE LUZ Marius Petipa, nascido em Marselha, em 1819, é considerado o pai do ballet clássico. Inicia a formação em dança, com o pai Jean Petipa, bailarino e professor francês, com quem, aos doze anos se estreia na produção La Dansomanie, de Pierre Gardel. A partir dos quinze anos, o seu percurso passa pelas cidades francesas de Bordeús, Nantes onde coreografa as primeiras obras e Paris. Em 1845 fixa-se em Espanha. Estuda castelhano e cria obras como Carmen et son Torero, La Perle de Seville ou La Fleur de Grenade. Em 1847, contratado pelo Teatro Imperial de São Petersburgo, viaja para a Rússia onde acaba por se radicar o resto da vida. Como bailarino principal é aclamado em interpretações de bailados como Paquita, Giselle, O Corsário ou Fausto. Considerado como um excelente bailarino e partenaire, as suas interpretações e pantomima viriam a tornar-se exemplos para muitas gerações de bailarinos. Em 1854 assume funções de pedagogo na Escola Imperial, enquanto se mantém como bailarino e responsável pela reposição de obras do repertório francês. O seu primeiro grande sucesso, criado para o Teatro Imperial, é a Filha do Faraó, que lhe concede a nomeação como Coreógrafo Principal, cargo que manteve aproximadamente durante cinquenta anos. É inestimável o valor do seu talento: coreógrafo de Piotr Ilich Tchaikovski foi o compositor de bailado mais significativo do século XIX, escrevendo os três mais populares clássicos, cuja música é de uma espetacular riqueza emocional e dramática: O Lago dos Cisnes, A Bela Adormecida e O Quebra-Nozes. Tchaikovski era um homem de índole complexa. Fazia longos passeios diários, a pé (que usava para desenvolver as suas criações artísticas), viajava bastante e tinha um medo terrível da solidão, das trovoadas e da sua própria homossexualidade reprimida. Foi professor de Teoria e Composição no Conservatório de Moscovo, mas conseguiu, após uma ajuda financeira de uma viúva rica, Nadezhda von Meck, deixar o ensino e dedicar-se unicamente à composição. Tchaikovski foi bastante influenciado, nas suas composições musicais, pelos compositores nacionalistas russos que compunham o Grupo dos Cinco (Balakirev, Rimsky-Korsakov, Mussorgsky, Borodin e Cui), ainda que as suas obras sejam consideradas de um carácter mais internacional. Um casamento falhado levou-o a um estado de desespero total, culminando mesmo numa tentativa de suicídio. No entanto, a constante ajuda da viúva von Meck foi vital nesta fase da sua vida. Esta relação durou 14 anos, sempre por carta. As suas obras orquestrais são de muito sucesso, notavelmente as suas três últimas Cenógrafo, figurinista e artista plástico. Formou-se no Royal College of Art e na St. Martin s School of Art. Foi diretor do Teatro Nacional D. Maria II, em 2004 e 2005 e subdiretor entre 1989 e Dirigiu o Festival Internacional de Teatro FIT, Lisboa, de 1990 a O seu trabalho para teatro, dança, ballet e ópera, tem sido apresentado nos Teatros Nacionais de São Carlos, D. Maria II e S. João, pela Companhia Nacional de Bailado cenários e figurinos de A Bela Adormecida, Giselle, O Lago dos Cisnes e figurinos de Romeu e Julieta, no Ballet Gulbenkian e ainda no Sadler s Wells (Londres) e teatros em Paris, Madrid, São Paulo e na Ópera de Turim. Criou os cenários de A Viúva Alegre, de Franz Léhar, encenada por Jorge Lavelli, em reposição na Ópera de Paris, em Março/Abril. Entre os mais recentes trabalhos destacam-se Don Giovanni, de Mozart (Teatro Nacional de São Carlos) e Máquina de Somar, de Joshua Schmidt e Jason Loewith, encenada por Fernanda Lapa. Criou para encenações de Ricardo Pais, Alain Ollivier, Nuno Carinhas, Cornélia Géiser, Maria Emília Correia, João Grosso, Carlos Pimenta, Fernando Gomes e Cândida Vieira e coreografias de Robert Cohan, Vasco Wellenkamp, Olga Roriz, Paulo Ribeiro, John Cranko e Mehmet Balkan. Entre 1975 e 1981, colaborou com o arquitecto inglês Nigel Coates. Paulo Graça iniciou a atividade de desenhador de luz, em 1978, diversificando o seu trabalho por áreas artísticas como o teatro, a dança, exposições, moda, performance e ópera. Paralelamente manteve colaborações com arquitetos na área de iluminação arquitetónica, de interiores e decorativa, para hotéis, lojas, bares, restaurantes e habitação. Trabalhou com os mais representativos encenadores, coreógrafos e cenógrafos como, por exemplo, Ricardo Pais, João Perry, Carlos Avilez, Jorge Silva Melo, Jorge Listopad, Júlio César, Nuno Carinhas, João Mota, Álvaro Correia, José Caldas, Margarida de Abreu, Olga Roriz, Paulo Ribeiro, Benvindo Fonseca, Vera Mantero, Gagik Ismailian, Clara Andermatt, Octávio Clérigo, José Manuel Castanheira, António Lagarto, José Costa Reis, Nuno Carinhas, Jasmim Matos, António Casimiro, Nuno Côrte-Real ou José Rodrigues. Colaborou com os arquitetos Álvaro Siza Vieira, Manuel Graça Dias, Nuno Lacerda Lopes, Pedro Calapez, Margarida Grácio Nunes e Fernando Salvador. Para a Companhia Nacional de Bailado desenhou as luzes de Canto Luso e de A Bela Adormecida. Foi Director Técnico desta Companhia entre 1996 e 1998 e do Centro Cultural de Belém, de 1998 a 2010./ mais de sessenta grandes bailados e inúmeros traba- sinfonias. Do extenso conjunto de obras para bailado Foi distinguido, entre outros, com os Prémios Se7e de lhos mais curtos, é-lhe ainda atribuída responsabilida- são exemplos: Canção de Outono, Prelude, Romance, Se- Ouro, Garrett e da Associação Portuguesa de Críticos de na fundação da escola do ballet russo. Em 1903, aos renade, Tema e Variações, Onegin, Anastasia, Andantino de Teatro. Expôs no Museu de Serralves, no Festival de 84 anos de idade, é forçado a retirar-se, na sequência ou O Gato das Botas. Em outubro de 1893, Piotr Ilich Almada, nas ExperimentaDesign de 1999 e 2005, no do fracasso da sua obra O Espelho Mágico. Morre, em Tchaikovski escreveu a sua última sinfonia, A Patética, PoNTI 1999 (Porto), na Galeria Luís Serpa, na Alternati- 1910, em São Petersburgo. Considerado um dos mais estreada em São Petersburgo, apenas 9 dias antes da va Zero e em galerias em Milão, Londres, Nova Iorque notáveis coreógrafos de sempre, conduziu o ballet sua morte, com cólera. Assim culminou a vida de um e Florença. É presidente da Escola Superior de Teatro russo à fama internacional e ergueu os pilares para o grande nome da música do século XIX, personagem e Cinema, onde também é docente da Licenciatura ballet do século XX. O seu classicismo associa a pureza que conduzia uma orquestra segurando a cabeça e do Mestrado em Design de Cena. É conselheiro de da escola francesa com o virtuosismo italiano./ com a mão esquerda com medo que esta caísse../ Direcção do CCB./

6 «A Bela Adormecida faz parte duma série de contos populares adaptados pelo senhor Perrault para a literatura infantil. O Senhor Perrault, que foi um homem elegante do seu tempo, nasceu em Paris em Na idade de ser avô, publicou com o nome do seu filho de onze anos a história da Bela Adormecida. Vemos logo que um rapaz de onze anos não se interessava por esse género de histórias mas, mesmo assim, não deve ter sido indiferente à hora de servir como pseudónimo ao pai Perrault, já velho e pensativo do muito que perdera ao longo dos anos. Perdera o prazer das coisas irreais, coisas de bruxas e encantamentos.» Agustina Bessa-Luís A Bela Adormecida, Edição CNB PEDRO NEVES DIREÇÃO MUSICAL Pedro Neves é natural de Águeda, onde iniciou os estudos musicais na Sociedade Musical 12 de Abril, a qual dirige artisticamente desde Estudou violoncelo com Isabel Boiça, Paulo Gaio Lima e Marçal Cervera, respetivamente no Conservatório de Música de Aveiro, Academia Nacional Superior de Orquestra em Lisboa e Escuela de Música Juan Pedro Carrero, em Barcelona. No que diz respeito à direção de orquestra estudou com Jean Marc Burfin, Emilio Pomàrico e Michael Zilm. É maestro titular da Orquestra do Algarve e da Orquestra Clássica de Espinho. A sua personalidade artística é marcada pela profundidade, coerência e seriedade da interpretação musical. Atualmente é doutorando na Universidade de Évora, sendo o seu objeto de estudo as seis sinfonias de Joly Braga Santos. Pedro Neves é convidado regularmente para dirigir a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, a Orquestra Metropolitana de Lisboa e a Orquestra Filarmonia das Beiras. No âmbito da música contemporânea tem colaborado com o Sond arte Electric Ensemble, com o qual realizou estreias de vários compositores portugueses e estrangeiros. Desta colaboração destacamse digressões ao Japão e à Coreia do Sul. É fundador da Camerata Alma Mater, que se dedica à interpretação de repertório para orquestra de cordas. Em dezembro de 2012 colaborará com Remix Ensemble Casa da Música e tem ainda agendados compromissos com as mais importantes orquestras portuguesas, assim como a participação no Festival de Música de Leiria, no Festival Internacional de Música de Espinho e em Guimarães - Capital Europeia da Cultura. A direção da Orquestra Metropolitana de Lisboa, na obra A Bela Adormecida, de Tchaikosvki, em março de 2012, marca a sua primeira colaboração com a CNB. / ORQUESTRA METROPOLITANA LISBOA DIREÇÃO ARTÍSTICA CESÁRIO COSTA A Orquestra Metropolitana de Lisboa (OML) estreou-se a 10 de Junho de Desde então, assegura extensa atividade que compreende os repertórios barroco, clássico e sinfónico integrando neste último caso os jovens intérpretes da Orquestra Académica Metropolitana. Distingue-se igualmente pela versatilidade que lhe permite abordar géneros como a Música de Câmara, o Jazz, o Fado, a Ópera ou a Música Contemporânea, proporcionando a criação de novos públicos e a afirmação do caráter único da Metropolitana. A entidade, que tutela a orquestra, tem como característica inovadora o relacionamento das práticas artística e pedagógica, pela convivência quotidiana de músicos profissionais com alunos das suas escolas a Academia Superior de Orquestra, o Conservatório e a Escola Profissional Metropolitana. Esta dinâmica faz parte da identidade da OML, a que se junta a ativa participação cívica e a apresentação em eventos públicos relevantes. Cabelhe, ainda, a responsabilidade de assegurar programação junto de autarquias da região centro e sul, além de promover a descentralização cultural pelo país. Tendo como fundadores a Câmara Municipal de Lisboa, a Secretaria de Estado da Cultura, o Ministério da Educação e Ciência, o Ministério da Solidariedade e da Segurança Social, a Secretaria de Estado do Turismo e a Secretaria de Estado do Desporto e Juventude, a Metropolitana é constituída também por um conjunto de Mecenas, Patrocinadores, Promotores Regionais e Parceiros que se unem neste projeto. Desde o início, a OML é referência incontornável do panorama orquestral nacional. Fez digressões pela Europa, Índia, Coreia do Sul, Macau, Tailândia, Cabo-Verde e China. Tocou com os mais reputados maestros nacionais e internacionais, colaborando com conhecidos solistas. Gravou onze CD, um dos quais disco de platina, para diferentes editoras. /

7 A BELA ADORMECIDA Schiller reconheceu que encontrou significados mais profundos nos contos de fadas da sua infância do que na verdade a vida lhe foi ensinando. Freud e Jung foram menos peremptórios. Enquanto o primeiro teorizou que contos de fadas e sonhos se interligavam no universo do inconsciente individual, o segundo, seu discípulo e amigo, retomou a questão e defendeu que era o inconsciente colectivo que motivava a escrita da literatura dita infantil. Bettelheim, outro vienense, opinou que os contos de fadas eram um importante veículo para as crianças se orientarem num mundo regido por adultos até encontrarem a sua própria identidade. Não retirando verdade a qualquer destas teorias, será legítimo ou oportuno enunciá-las no nosso século? Poderão os inescapáveis happy end e as moralidades dos contos de fadas encantar e convencer a criança de hoje? Não acreditará ela mais depressa na magia dos botões da sua playstation do que na varinha de condão agitada por uma bela senhora de caracóis dourados? Terão os adultos criado propositadamente histórias maravilhosas a pensar nas crianças? Essas narrativas RUI ESTEVES «Nos contos de fadas há sempre uma pequena e linda cabana. Mas antes de entrar, é melhor pensar duas vezes. À porta há um aviso: terreno minado» Mats Ek de onde emergem, subtis e encriptadas, as mais variadas obsessões de quem as escreveu? Oscar Wilde, campeão dos grandes cínicos, foi o único a ousar responder afirmativamente a esta pergunta. Afinal quantas crianças estremecerão hoje de medo perante o olhar esfaimado do lobo para a indefesa menina do capuchinho vermelho quando nós, adultos, interpretamos o mesmo olhar como outro tipo de apetite? Quantas entenderão as leituras perversas de Paula Rego da Branca de Neve ou de Peter Pan? Não serão essas ambiguidades e equívocos o tal terreno minado a que se refere Mats Ek? Encantamentos, castelos, bruxas, fadas ou príncipes imaginados por Perrault, pelos Grimm ou por Andersen foram, possivelmente, há muito ultrapassados pelo universo fantástico e contemporâneo de Tolkien, de J.C. Rowlings ou de Stephenie Meyer. Evoluem os tempos, reciclam-se os imaginários. E, como diria Agustina, poderá o maravilhoso mudar de narrativa, não muda porém de sentido. Segundo ela, e no caso da Bela Adormecida, hoje seria salva pelo Super Homem e viajava para muito longe da terra numa nave espacial. (*) Passemos porém à realidade. Quando Vsevolozhski, diretor dos Teatros Imperiais de São Petersburgo, escreveu em maio de 1888 a Tchaikovski propondo- -lhe a composição da música para A Bela Adormecida, o compositor não adivinharia que estava a um passo de escrever a sua mais longa partitura para bailado (opus 66). Apesar de desanimado com a fria recepção do público à sua música para O Lago dos Cisnes, Tchaikovski aceitou a encomenda sem hesitar. O argumento, escrito pelo próprio Vsevolozhski, era uma adaptação de Dornröschen, a versão de A Bela Adormecida pelos irmãos Grimm e cujo final difere do original de Perrault, uma vez que os pais da princesa sobrevivem cem anos para festejar as bodas da sua amada filha. No seu argumento, Vsevolozhski incluiu no terceiro ato personagens de outros contos, conferindo assim ao final do bailado uma atmosfera apoteótica. Petipa foi chamado a coreografar e trabalhou aturadamente com Tchaikovski que conhecera em 1886 quando ambos projetaram o bailado Ondine, que nunca se concretizou. Compositor e coreógrafo nutriam mútua admiração ao ponto de repetirem a parceria dois anos mais tarde para O Quebra-Nozes, bailado que Petipa acabaria por não completar pois, debilitado pela doença, foi substituído por Ivanov, seu assistente. Um dos requisitos de Vsevolozhski era que Tchaikovski se inspirasse no fausto da corte de Louis XIV, o Rei Sol, e na luta entre o Bem e o Mal. O compositor seguiu de perto estas instruções e misturou engenhosamente melodias clássicas com românticas, leitmotifs, bem como tonalidades maior e menor com grande efeito músico-teatral para diferenciar o Bem (Fada Lilás) do Mal (a bruxa Carabosse). Tchaikovski, que em vida foi duramente criticado por desperdiçar tempo e talento na composição de música para bailado, provou com este que muitos consideram ser musicalmente superior ao O Lago dos Cisnes que este género musical é tão inspirador e digno quanto qualquer outro. A Bela Adormecida é também uma homenagem discreta do compositor ao Ancien Régime tão ao agrado da alta burguesia e da aristocracia de São Petersburgo da época. Um dos temas da apoteose inspira-se na melodia de um velho hino monárquico Vive Henri IV! Vive l amour! A ideia não é, porém, original. Mais de meio século antes, Rossini aproveitou a mesma melodia para a cena final da sua ópera Il Viaggio à Rheims, desta vez para celebrar a coroação de Charles X. A 15 de janeiro de 1890, A Bela Adormecida estreou- -se no Mariinksy com a italiana Carlotta Brianza no papel titular e, curiosamente, com Enrico Cecchetti, futuro pedagogo da Dança e professor de Nijinski, no papel de Carabosse e do Pássaro Azul. Laroche, o crítico sempre feroz de São Petersburgo, escreveu a seguir à estreia que o bailado era uma peróla sem preço. E, assim, como no parágrafo final de todos os contos de fadas, A Bela Adormecida permaneceu merecidamente no repertório do bailado clássico happily ever after... Dos quarenta bailados coreografados por Petipa, apenas três sobreviveram: A Bela Adormecida, O Lago dos Cisnes, ambos com música de Tchaikovski e Raymonda, com música de Glazunov. A Bela Adormecida foi o último dos grandes sucessos do coreógrafo que, nesta obra, soube reconverter velhas fórmulas do ballet de cour e princípios académicos da dança francesa que tão bem conhecia e aliá-los a elementos coreográficos inovadores que imprimiram ao bailado uma expressividade e, simultaneamente, uma maior liberdade. As várias versões do bailado a que a coreografia de Petipa se submeteu ao longo das décadas em nada conseguiram apagar o encanto feérico (o adjetivo não deriva afinal do fée/fada em francês?) do original.

8 Em 1921, quase trinta anos após a estreia russa, Diaghilev apresentou no Alhambra Theather de Londres a sua sumptuosa produção de A Bela Adormecida com Olga Spessivtzeva no papel titular. Com a partitura de Tchaikovski ligeiramente alterada por Stravinski, o empresário confiou a Sergueiev uma nova revisão coreográfica. Diaghilev tentou convencer Carlotta Brianza a retomar o papel que criara em 1890; todavia, a bailarina já com cinquenta anos, declinou diplomaticamente e optou pela bruxa Carabosse. O fracasso teve consequências financeiras tão desastrosas que quase arruinou Diaghilev. Um ano mais tarde, em Paris, remontou apenas o último ato da produção londrina e apresentou-o então batizado de As Bodas de Aurora. Outras produções se seguiram ao longo do século, com destaque para a de 1946 na Royal Opera House, dirigida por Ninette de Valois (ex-bailarina dos Ballets Russes); em 1960, a produção de uma opulência quase barroca dos Ballets du Marquis de Cuevas (onde Nureiev dançou em 1961 logo após a sua deserção da então União Soviética); a do London Festival Ballet, em 1968, na versão de Ben Stevenson; a de Youri Vámos para o Teatro de Basileia (inspirada em Ana Anderson, a autoproclamada grã-duquesa Anastasia Romanov) e, finalmente, a de Mats Ek, na qual Aurora é caracterizada como uma menina mimada cuja vida não está ameaçada por magia negra, mas por droga fornecida pela sua dealer, a bruxa Carabosse. Antes de Petipa, Hamer e Herold (o compositor de La Fille Mal Gardée) inspiraram-se no conto de Perrault para um bailado homónimo que o tempo tratou de fazer esquecer. Na ópera, apesar do longo sono da princesa Aurora encontrar um paralelo longínquo na wagneriana Brünnhilde que também regressa à vida graças ao beijo apaixonado de um herói apenas Carafa se inspirou em Perrault para compor La Belle au Bois Dormant (Paris,1825) e Respighi La bella dormente nel bosco (Roma, 1922 e estreada em Lisboa só em 2009, dirigida por João Paulo Santos). No cinema, Walt Disney criou em 1959 uma Aurora loira e curvilínea que não escapou às inevitáveis comparações com a Barbie que, nesse mesmo ano, surgia pela primeira vez nas montras dos grandes stores norte-americanos. Pela sua natureza intrínseca, é no bailado clássico que as fadas e seus sortilégios encontram terreno propício para sobreviverem no nosso imaginário, seja ele adulto ou infantil. O elemento fantasia dos contos é transportado para o bailado, no qual é reforçado por ações físicas e por uma gestualidade etérea dos bailarinos que imprime à narrativa teatral uma noção de imponderabilidade e magia que parece desafiar a gravidade. Por que persistimos então em nos sentir atraídos pelo mundo irreal desses contos e bailados? Muito simples. Porque não foram escritos ou dançados por fadas, mas sim por seres de carne e osso como todos nós. A qualidade da produção da CNB de A Bela Adormecida (Ted Brandsen/António Lagarto) justifica por todos os motivos a sua reposição. Estreada em 1998 com os solistas Adeline Charpentier e Alexei Dubinin, é agora a vez de Filipa de Castro, Yurina Miura, Leonor Távora, Solange Melo, Alain Bottaini, Carlos Pinillos e Maxim Clefos nos maravilharem num bailado que fez as delícias de infância de Diaghilev, Pavlova e Galina Ulanova. E que, por estranho encantamento, continua a fazer as nossas... / Fevereiro 2012 (*) in A Bela Adormecida conto publicado em Junho de 1999 e especialmente encomendado pela CNB a Agustina Bessa-Luís. DIREÇÃO ARTÍSTICA Luísa Taveira BAILARINOS PRINCIPAIS Adeline Charpentier; Ana Lacerda; Barbora Hruskova; Filipa de Castro; Filomena Pinto; Inês Amaral; Peggy Konik; Alen Bottaini; Alexandre Fernandes; Carlos Pinillos; Fernando Duarte; Mário Franco; Tomislav Petranovic* BAILARINOS SOLISTAS Fátima Brito; Isabel Galriça; Mariana Paz; Paulina Santos; Leonor Távora; Solange Melo; Brent Williamson; Luis d Albergaria; Maxim Clefos; Rui Lopes Graça BAILARINOS CORIFEUS Andreia Pinho; Annabel Barnes; Catarina Lourenço; Irina de Oliveira; Maria João Pinto; Marta Sobreira; Seongwan Moon; Armando Maciel; Freek Damen; Miguel Ramalho; Pedro Mascarenhas; Tom Colin; Xavier Carmo CORPO DE BAILE África Sobrino; Anabel Segura; Anna Blackwell; Carla Pereira; Catarina Grilo; Charmaine Du Mont; Elsa Madeira; Filipa Pinhão; Florencia Siciliano; Helena Marques; Henriette Ventura; Inês Moura; Isabel Frederico; Margarida Pimenta; Maria Santos; Marina Figueiredo; Mónica Garcia; Sílvia Santos; Susana Matos; Victoria Monge; Yurina Miura; Christian Schwarm; Filipe Macedo; Frederico Gameiro; João Carlos Petrucci; José Carlos Oliveira; Mark Biocca; Nuno Fernandes; Ricardo Limão; Samuel Retortillo BAILARINOS ESTAGIÁRIOS Júlia Roca; Maria Betoret; Diego Borelli de Sousa; Dominic Whitbrook; Gyorgy Baán MESTRES DE BAILADO Cristina Maciel (coordenadora); Maria Palmeirim ENSAIADOR Rui Alexandre ADJUNTO DA DIREÇÃO ARTÍSTICA João Costa COORDENADORA MUSICAL Ana Paula Ferreira COORDENADORA ARTÍSTICA EXECUTIVA Filipa Rola INSTRUTOR DE DANÇA NA PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DE LESÕES Didier Chazeu PIANISTAS CONVIDADOS João Paulo Soares**; Jorge Silva**; Viviena Tupikova** PROFESSORA CONVIDADA Deborah Debson** OPART E.P.E. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Vogal César Viana; Vogal João Villa-Lobos DIREÇÃO DE ESPETÁCULOS Diretora Margarida Mendes; Carla Almeida (coordenadora); Bruno Silva (digressão e eventos); Natacha Fernandes (assistente); Lurdes Almeida (assistente administrativa) ATELIER DE COSTURA Paula Marinho (coordenadora); Adelaide Pedro Paulo; Glória Bento; Cristina Fernandes; Conceição Santos DIREÇÃO TÉCNICA Diretora Cristina Piedade; João Carlos Andrade (coordenador técnico) Sector de Maquinaria Alves Forte (chefe de sector); Miguel Osório; Carlos Reis Sector de Som e Audiovisuais Bruno Gonçalves (chefe de sector); Paulo Fernandes Sector de Luz Vítor José (chefe de sector); Pedro Mendes Sector de Palco Ricardo Alegria*; Frederico Godinho; Marco Jardim DIREÇÃO DE CENA Diretor Henrique Andrade; Vanda França (assistente / contrarregra) Conservação do Guarda-Roupa Carla Cruz (coordenadora) DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO Cristina de Jesus (coordenadora); Laura Pinto (assistente) Canais Internet João Duarte Mendonça; José Luís Costa Vídeo e Arquivo Digital Marco Arantes Design João Campos** Relações Institucionais Venâncio Gomes Bilheteira Luísa Lourenço; Rita Martins; Mafalda Melo; Ana Rita Ferreira CENTRO HISTÓRICO Nuno Pólvora; Fernando Carvalho; Maria Luísa Carles; Anabela Pires DIREÇÃO FINANCEIRA E ADMINISTRATIVA OPART Diretora Sónia Teixeira; António Pinheiro; Edna Narciso; Fátima Ramos; Marco Prezado (TOC) EXPEDIENTE E ARQUIVO Susana Santos; Carlos Pires; Miguel Vilhena; Artur Raposo (motorista) LIMPEZA E ECONOMATO Lurdes Mesquita; Maria Conceição Pereira; Maria de Lurdes Moura; Maria do Céu Cardoso; Maria Isabel Sousa; Maria Teresa Gonçalves DIREÇÃO DE RECURSOS HUMANOS OPART Diretora Sofia Dias; Sofia Teopisto; Vânia Guerreiro; Zulmira Mendes GABINETE DE GESTÃO DO PATRIMÓNIO Nuno Cassiano (coordenador); Daniel Lima; João Alegria; Manuel Carvalho GABINETE JURÍDICO OPART Fernanda Rodrigues (coordenadora); Anabela Tavares; Inês Amaral; Juliana Mimoso**; Sandra Correia Secretária do Conselho de Administração Regina Sutre PROCEDIMENTOS INSTITUCIONAIS Egídio Heitor**; Raquel Maló CONSULTOR EM ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA Nuno Jorge da Silva Moura OSTEOPATA Vasco Lopes da Silva** SERVIÇOS DE FISIOTERAPIA Helena Carvalho / Fisiogaspar** SERVIÇOS DE INFORMÁTICA Infocut * Licença sem vencimento ** Prestadores de serviço

9 PERDA PRECIOSA D. SEBASTIÃO MORREU. PRÓXIMOS ESPETÁCULOS TEATRO CAMÕES ABRIL BILHETEIRAS E RESERVAS TEATRO CAMÕES Quarta a domingo 13h às 18h (01 NOV - 30 ABR); 14h às 19h (01 MAI - 31 OUT) Dias de espetáculo até meia-hora após o início do espetáculo // Telef TEATRO NACIONAL DE SÃO CARLOS Segunda a sexta 13h às 19h // Telef TICKETLINE // Telef ; LOJAS ABREU, FNAC, WORTEN, EL CORTE INGLÉS, C.C. DOLCE VITA CONTACTOS TEATRO CAMÕES Passeio do Neptuno, Parque das Nações, Lisboa // Telef INFORMAÇÕES AO PÚBLICO É expressamente proibido filmar, fotografar ou gravar durante os espetáculos; É proibido fumar e comer/beber dentro da sala de espetáculos; Não se esqueça de, antes de entrar no auditório, desligar o seu telemóvel; Os menores de 3 anos não poderão assistir ao espetáculo nos termos do dec. lei nº116/83 de 24 de Fevereiro; O programa pode ser alterado por motivos imprevistos. Espetáculo M/3 Apoios à divulgação: xiiistudios.com Capa António Júlio Duarte Não é permitida a entrada na plateia enquanto o espetáculo de bailado está a decorrer (dec. lei nº315/95 de 28 de Novembro); // Patrocínio:

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015 LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110 Ano Letivo - 2014/2015 CANDIDATOS ADMITIDOS: Nº Candidato NOME OSERVAÇÕES 1367130034 Alexandra

Leia mais

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 OFERTA 2737 433133 2737 435006 2737 433645 2737 431145 2737 411431 2737 447993 2737 432457 2737 412330 2737 415973 2737 427952 2737 417413 2737 417268

Leia mais

Departamento Nome Abreviado Função

Departamento Nome Abreviado Função Departamento Nome Abreviado Função Administração António Lamas Madalena Castro Dalila Rodrigues Ricardo Cerqueira Miguel Coelho Luísa Inês Fernandes Paula Martins Presidente CA Vogal CA Assistente Vogal

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

Campeonato de Inverno de NS FIGURAS CATEGORIA INFANTIL Vila Franca de Xira, 10 de Abril de 2015

Campeonato de Inverno de NS FIGURAS CATEGORIA INFANTIL Vila Franca de Xira, 10 de Abril de 2015 FIGURAS CATEGORIA INFANTIL 1 131962 Maria Lazutina 2 126201 Beatriz Cerqueira Teixeira 3 125652 Maria Tribuzi Melo 4 126262 Mariana Goncalves Carvalho 5 128715 Rita Manuela Silva 6 125651 Mafalda Ventura

Leia mais

Técnicos Especializados

Técnicos Especializados Nome da Escola : Data final da candidatura : Disciplina Projeto: Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano, Porto Nº Escola : 153000 2015-09-03 Nº Horário : 75 Escola de Referência para a Educação Bilingue

Leia mais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais A 796 Neuza Soraia Rodrigues Carvalhas Direito e Processual 729 Maria Teresa Barros Ferreira Direito e Processual 938 Rute Isabel Bexiga Ramos Direito e Processual 440 Inês Lopes Raimundo Direito e Processual

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013 14870896 ANA CATARINA DE JESUS RIBEIRO Não colocada 14583084 ANA CATARINA DA ROCHA DIAS Não colocada 14922639 ANA CATARINA SOARES COUTO Colocada em 7230 Instituto Politécnico do Porto - Escola Superior

Leia mais

Nº Escola : 145464. Nº Horário : 79. Nº Horas: 25. Tempo de Serviço antes da profissionalização. Data de Nascimento

Nº Escola : 145464. Nº Horário : 79. Nº Horas: 25. Tempo de Serviço antes da profissionalização. Data de Nascimento Nome da Escola : Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes, Portimão Nº Escola : 145464 Data final da candidatura : 2016-01-19 Nº Horário : 79 Grupo de Recrutamento: 110-1º Ciclo do Ensino Básico Nº

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13948 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Gabriela Pedro Fernandes Escola Básica n.º 2 de São Pedro do Sul 13933 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Júlia Capela Pinto Escola Básica n.º 2 de São Pedro do

Leia mais

Resultados da Candidatura a Alojamento

Resultados da Candidatura a Alojamento Resultados da Candidatura a Alojamento Unidade Orgânica: Serviços de Acção Social RESIDÊNCIA: 02 - ESE ANO LECTIVO: 2015/2016 2ª Fase - Resultados Definitivos >>> EDUCAÇÃO BÁSICA 14711 Ana Catarina Mendes

Leia mais

Diretor Subdiretores Secretária do Diretor Serviços Administrativos Serviços Financeiros Recursos Humanos Serviço de Alunos Gabinete de

Diretor Subdiretores Secretária do Diretor Serviços Administrativos Serviços Financeiros Recursos Humanos Serviço de Alunos Gabinete de Diretor Subdiretores Secretária do Diretor Serviços Administrativos Serviços Financeiros Recursos Humanos Serviço de Alunos Gabinete de Pós-Graduações e Mestrados Serviços de Gestão Académica Receção /

Leia mais

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20%

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20% ALCATEIA Sec NIN NOME NIN NOME Lob 1215050143005 Alice Neto Santos Nascimento 1215050143015 Afonso da Fonseca Machado Lob 1215050143010 Amélia Maria Mesquita Aleixo Alves 1115050143010 Afonso Jesus Dias

Leia mais

Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja. Nº Candidato Nome

Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja. Nº Candidato Nome Nome da Escola : Agrupamento de Escolas n.º 2 de Beja Data final da candidatura : 2015-05-06 Grupo de Recrutamento: 110-1º Ciclo do Ensino Básico Ficheiro gerado em : 07/05/2015 11:05:57 Ordenação Graduação

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE UM DOCENTE DO GRUPO DE RECRUTAMENTO 100

CONTRATAÇÃO DE UM DOCENTE DO GRUPO DE RECRUTAMENTO 100 CONTRATAÇÃO DE UM DOCENTE DO GRUPO DE RECRUTAMENTO 100 HORÁRIO 1 No âmbito do procedimento concursal lançado pelo Agrupamento de Escolas de Paço de Sousa para a contratação, no regime de contrato de trabalho

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

Atividades de Enriquecimento Curricular Ensino do Inglês. Candidatos Excluídos Oferta 923

Atividades de Enriquecimento Curricular Ensino do Inglês. Candidatos Excluídos Oferta 923 Atividades de Enriquecimento Curricular Ensino do Inglês Candidatos Excluídos Oferta 923 Motivo de Exclusão candidatos excluídos pela plataforma da DGRHE por não apresentaram dados válidos no preenchimento

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado : A 137 1 Adriana Manuela Gomes Pinheiro 14 S S 20 2 Alexandra Pereira Ferreira 28 3 Ângelo Rafael Araújo Gomes S 28 4 Beatriz da Costa Oliveira S 2 5 Domingos Gonçalo Ferreira

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

SERVIÇOS ACADÉMICOS Concursos Provas Maiores de 23 - Escola Superior Agrária ANO LETIVO-2014/2015. B.I. Nome #Escola #Curso Curso

SERVIÇOS ACADÉMICOS Concursos Provas Maiores de 23 - Escola Superior Agrária ANO LETIVO-2014/2015. B.I. Nome #Escola #Curso Curso Concursos Provas Maiores de 23 - Escola Superior Agrária B.I. Nome #Escola #Curso Curso 10594637 Helena Maria Carvalho 3041 9085 Enfermagem Veterinária 12579235 Susana Manuela Miguel Sieiro 3041 9086 Engenharia

Leia mais

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51 Nº Horário: 51 4625160693 Sofia Margarida Santos Ferreira Admitido 7197226139 Mónica Sofia Jesus Mateus Admitido 6392341730 Gonçalo Jorge Fernandes Rodrigues Fiúza Admitido 7816555741 Dora Maria Gonçalves

Leia mais

2015/2016 Lista de Manuais Escolares Adotados Escola Básica da Fonte Santa

2015/2016 Lista de Manuais Escolares Adotados Escola Básica da Fonte Santa Escola Básica da Fonte Santa Endereço: Rua Bairro da Figueira -2825-000 Localidade: Fonte Santa Nuno Pedroso, Vitor Rocha 9.21 A Grande Aventura Matemática 2º Ano Nova Edição Texto Editores, Lda. Gonçalves

Leia mais

COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA. Ata da Quarta Reunião

COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA. Ata da Quarta Reunião ELEIÇÃO PARA OS ÓRGÃOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA Ata da Quarta Reunião Ao sexto dia do mês de novembro de dois mil

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011 14320023 ALEXANDRE VAZ MARQUES VASCONCELOS Colocado em 1105 Universidade do Porto - Faculdade de Engenharia 9897 Ciências de Engenharia - Engenharia de Minas e Geoambiente 13840715 ANA CLÁUDIA DIAS MARTINS

Leia mais

Mapa de Candidaturas com Pedidos de Residência da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas 2010/2011

Mapa de Candidaturas com Pedidos de Residência da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas 2010/2011 Candidatura Estado Aluno Nome Aproveitamento R. Candidatura 224563 Entregue 224378 Entregue 90874 Ana Luísa Vieira Soares Falta matrícula e 104407 Ana Manuela Matos Magalhães Sim Alojar 235605 Aberta 110101

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

Ano Letivo 2014/2015 - Lista de manuais escolares adotados

Ano Letivo 2014/2015 - Lista de manuais escolares adotados 5.º Ano Ciências Naturais DESAFIOS 978-989-708-489-8 Isabel Caldas, Isabel SANTILLANA 18.53 0 Terra Viva Pestana Ciências Naturais 5.º Ano Física Hoje Há 978-972-47-4731-6 João Barata, Olímpio Texto Editores,

Leia mais

Técnicos Especializados

Técnicos Especializados Técnicos Especializados Nome da Escola : Agrupamento de Escolas Alexandre Herculano, Porto Nº Escola : 153000 Data final da candidatura : 2014-09-18 Nº Horário : 9 Disciplina Projeto: Tradução e Interpretação

Leia mais

Ordenação de Candidatos por Graduação Profissional. Horário 40 - Inglês

Ordenação de Candidatos por Graduação Profissional. Horário 40 - Inglês Ordenação de Candidatos por Graduação Profissional Horário 40 - Inglês Ordenação Graduação Profissional Nome Tipo de Habilitação 1 25,804 Alexandra Caladinho Chagas Narra Qualificação Profissional 2 25,092

Leia mais

Cartas de Curso para entrega - ESTGOH Nome. Curso

Cartas de Curso para entrega - ESTGOH Nome. Curso Cartas de para entrega - ESTGOH Nome ID Dipl. Nome Aluno(a) Grau Academico 102011 Filipe Dinis Mendes de Figueiredo Engenharia Civil e do Ambiente Bacharelato 102011 Filipe Dinis Mendes de Figueiredo Engenharia

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

3242 Instituto Politécnico de Tomar - Escola Superior de Tecnologia de Tomar. Concurso Nacional de Acesso 2007-3ª Fase - Candidatos Colocados

3242 Instituto Politécnico de Tomar - Escola Superior de Tecnologia de Tomar. Concurso Nacional de Acesso 2007-3ª Fase - Candidatos Colocados 9089 Engenharia Civil 13354712 01 ANA CATARINA PIRES SIMÕES FERREIRA DE CAMPOS 13571627 01 ANA RITA PINHO SOUTO 13219144 01 ANDRÉ FILIPE DA SILVA AMORIM 13273974 01 ANTÓNIO FRANCISCO MERCÊ FRAGOSO 12806209

Leia mais

Curso Breve de Inglês Jurídico Calendário das Sessões

Curso Breve de Inglês Jurídico Calendário das Sessões Calendário das Sessões Mês Dia Sala Grupo 1 Janeiro 16, 17, 23, 24, 30 31 Fevereiro 6,7 Grupo 2 Fevereiro 27,28 Março 5,6,12,13,19,20 Grupo 3 Abril 9,10,16,17,23,24 Maio 7,8 Grupo 4 Maio 14,15,21,22,28,29

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I. Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões. Ano letivo 2012-2013. AEC - Atividade Física e Desportiva.

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I. Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões. Ano letivo 2012-2013. AEC - Atividade Física e Desportiva. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013 AEC - Atividade Física e Desportiva Oferta nº 2384 Ordem Pontuação Nome do Docente 1 19 Joana Tavares da Rocha Melo

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2012

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2012 14472273 ANA CARLA MELO VALADÃO Colocada em 0911 14595437 ANA ISABEL TERRA SILVA Colocada em 3101 9084 14541457 ANA MARIA DE SOUSA MARTINS Colocada em 7220 8149 14314779 ANDRÉ ALVES HOMEM Colocado em 0130

Leia mais

Lista ordenada pela graduação profissional do Grupo de Recrutamento 220 Português/Inglês - horário nº 30

Lista ordenada pela graduação profissional do Grupo de Recrutamento 220 Português/Inglês - horário nº 30 Lista ordenada pela graduação profissional do Grupo de Recrutamento 220 Português/Inglês - horário nº 30 Ordenação Graduação Profissional Nº Candidato Nome 1 25,381 1067445285 Fernanda Maria da Silva Maia

Leia mais

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS)

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS) Sala B5 KFS ALEXANDRE DE ALMEIDA SILVA ALEXANDRE HENRIQUE DA ROCHA OLIVEIRA ALEXANDRE MIGUEL DE ALMEIDA PEREIRA ALEXANDRE SILVA FIGUEIREDO ANA CATARINA GOMES MOREIRA ANA CATARINA MARQUES GOMES ANA MARGARIDA

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA Porto Corpo Docente 2013-2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA Porto Corpo Docente 2013-2014 Corpo Docente 2013-2014 Nome Grau Regime de Vínculo Regime de Prestação de Serviços Alberto Francisco Ribeiro de Almeida Doutor Tempo Integral Contrato de prestação de serviço docente Alberto Jorge dos

Leia mais

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28 LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600 Horário 28 Graduação Profissional Nº Candidato Nome 24,508 4716699811 Vanda Isabel do Vale Silva Almeida 24,203 8219102942 Cristina Maria da

Leia mais

Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês

Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês Nº de Oferta Ordem Pontuação Nome do Docente 2216 1 100 Cidália Maria Faria Mendes de Sousa 2216 2 100 Mariana Borges Dias Moreira 2216 3 100 Marta Raquel Cardoso

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2013 13897152 ALEXANDRE RIBEIRO DA SILVA Colocado em 0701 9011 11279428 ANA CATARINA MELO DE ALMEIDA Colocada em 0902 14423301 ANA CATARINA VITORINO DA SILVA Colocada em 0604 9229 14306028 ANA JOÃO REMÍGIO

Leia mais

Caro programador: Polichinelo sensibiliza para a diferença, para o respeito pelo outro. Uma peça de teatro que estimula a imaginação e a criatividade

Caro programador: Polichinelo sensibiliza para a diferença, para o respeito pelo outro. Uma peça de teatro que estimula a imaginação e a criatividade Caro programador: Polichinelo sensibiliza para a diferença, para o respeito pelo outro. Uma peça de teatro que estimula a imaginação e a criatividade com a criação de um mundo de magia e fantasia. Sinopse

Leia mais

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 1 FRANCISCO PEREIRA 36 SENIOR MASC. VITÓRIA S.C. 20.23 2 ANDRE SANTOS 48 SENIOR MASC. C.A.O.VIANENSE 20.27 3 JORGE CUNHA 3 SENIOR MASC. S.C.MARIA DA FONTE 21.14 4 DOMINGOS BARROS

Leia mais

Agrupamento Nome Agrupamento Nome Escola. de Búzio Adelino Augusto Moreira de Almeida de Loureiro Paula Cristina Martins Correia EB 1 da Areosa

Agrupamento Nome Agrupamento Nome Escola. de Búzio Adelino Augusto Moreira de Almeida de Loureiro Paula Cristina Martins Correia EB 1 da Areosa [GRUPO DE RECRUTAMENTO 110] Margarida Maria Moreira Sousa Miguel Miranda Margarida Maria Moreira Sousa Miguel Miranda Margarida Maria Moreira Sousa Miguel Miranda Sandra Cristina Porto Ferreira EB 1 de

Leia mais

AMIGOS DO PROJECTO. Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego

AMIGOS DO PROJECTO. Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego AMIGOS DO PROJECTO O projecto Ler Mais e Escrever Melhor nasceu a 17 de Julho de 2008. Encontra-se numa fase de vida a infância que

Leia mais

Listagem Manuais - Associação Cultural e Recreativa de Fornelos. Disciplina Ano ISBN Título Editora Autores

Listagem Manuais - Associação Cultural e Recreativa de Fornelos. Disciplina Ano ISBN Título Editora Autores Listagem Manuais - Associação Cultural e Recreativa de Fornelos Disciplina Ano ISBN Título Autores Estudo do Meio 1º Ano 978-989-55-7723-1 Mundo da Carochinha EM 1º ano Carlos A. Letra Matemática 1º Ano

Leia mais

2014/2015 Lista de Manuais Escolares Adotados

2014/2015 Lista de Manuais Escolares Adotados Escola Básica n.º 1 de Monte da Caparica Endereço: Raposo de Cima -2825-099 2014/2015 Lista de Manuais Escolares Adotados Localidade: Monte de Caparica Nuno Pedroso, Vitor Rocha 8.98 A Grande Aventura

Leia mais

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Alexandre Luís Albuquerque E Quinhones Gaiolas, 3274/10, Bom com Distinção, Transição, Ana Maria Pires Matias Soares, 3149/10, Muito Bom, Transferência,

Leia mais

H764-AEC Lista de Aprovados-AFD

H764-AEC Lista de Aprovados-AFD H764-AEC Lista de Aprovados-AFD Ficheiro gerado em: 17/09/2015 11:27:39 Nº de Oferta Ordem Pontuação Nº do Docente Nome do Docente 764 1 100 1260917894 Nuno Tiago Teixeira 764 2 100 7752957046 Lino Manuel

Leia mais

DESIG_CURSO NUMERO NOME ANOCURRICU MEDIA_APROV NUM_INSCRICOES/ ECTS_JA MEDIA_JA

DESIG_CURSO NUMERO NOME ANOCURRICU MEDIA_APROV NUM_INSCRICOES/ ECTS_JA MEDIA_JA DESIG_CURSO NUMERO NOME ANOCURRICU MEDIA_APROV NUM_INSCRICOES/ ECTS_JA MEDIA_JA MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL:MULTIDEFICIÊNCIA E PROBLEMAS DE COGNIÇÃO 3940327 ISABEL MARIA SIMÕES VALE CANCELA 2 19,00 1

Leia mais

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 2ª FASE - ECT SUPLENTE EXCLUÍDO LISTA DE CANDIDATOS SERIAÇÃO CARLA MARIA CARNEIRO ALVES Doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologias 3,9 de 5 4 CARLOS EDUARDO DOS

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13008 10 E Técnico de Instalações Elétricas Carlos Jorge Oliveira Rodrigues Escola Secundária de São Pedro do Sul 13791 10 E Técnico de Instalações Elétricas Daniel dos Santos Rodrigues Escola Secundária

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas Aviso n.º 6326/2003 (2.ª série). O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas faz publicar por círculos

Leia mais

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2015

Ministério da Educação e Ciência Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2015 14541980 ADRIANA GONÇALVES RITO 13908698 AFONSO TABORDA DE BRITO E MACHADO Não colocado 15333389 ANA CAROLINA BRITO TRINDADE Colocada em 7220 L067 14652086 ANA CAROLINA DE PAIVA SETÚBAL VIEIRA Colocada

Leia mais

Lista Ordenada. Agrupamento de Escolas Odivelas Nº 4, Odivelas. Nome da Escola : Nº Horário : 37 Nº Escola :171906

Lista Ordenada. Agrupamento de Escolas Odivelas Nº 4, Odivelas. Nome da Escola : Nº Horário : 37 Nº Escola :171906 Nome da Escola : Agrupamento de Escolas Odivelas Nº 4, Odivelas Nº Horário : 37 Nº Escola :171906 Grupo de Recrutamento: 910 - Educação Especial 1 Nº Horas: 22 Lista Ordenada Ordenação Graduação Profissional

Leia mais

Torneio Sete Cidades Rabo de Peixe, 8-11-2014. Prova 1 Masc., 50m Mariposa Cadetes 08-11-2014 Startlist

Torneio Sete Cidades Rabo de Peixe, 8-11-2014. Prova 1 Masc., 50m Mariposa Cadetes 08-11-2014 Startlist Prova 1 Masc., 50m Mariposa Cadetes 3 Henrique Silva Pereira 05 Clube Naval de Rabo de Peixe 57.46 4 Dinis da Silva Marques 04 Clube Naval de Ponta Delgada NT Prova 2 Femin., 50m Mariposa Absolutos Série

Leia mais

Clube de Teatro Escola EB - 2,3 de Perafita

Clube de Teatro Escola EB - 2,3 de Perafita 1 Clube de Teatro Escola EB - 2,3 de Perafita Ana Moreira, Coordenadora O Clube de Teatro da Escola E.B. 2,3 de Perafita apresentou-se em cena nos dias 21 e 24 de Maio, com o seu mais recente trabalho

Leia mais

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL Adriana da Conceição Palhares Lopes Alexandra Rodrigues Barbosa Ana Salomé Lopes Queirós Andreia Dias da Costa Bianca Patricia Gonçalves Ramos Carina Filipa Monteiro Rodrigues

Leia mais

Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora Preço

Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora Preço Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora Preço 1.º Ano - Estudo do Meio Alfa 1 - Estudo do Meio 978-972-0-12301-5 Porto Editora, S.A. 8.47 1.º Ano - Matemática Alfa 1 - Matemática 978-972-0-13231-4

Leia mais

Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano

Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS CONCURSO ORTOGRÁFICO DE INGLÊS - 3º CICLO 2011 /2012 Resultados da 1ª fase Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano 7º A 7º B Nº 1, André Santos Nº 2, André Matos Nº 4,

Leia mais

aelousada.net AE Lousada Ministério da Educação e Ciência Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2014

aelousada.net AE Lousada Ministério da Educação e Ciência Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2014 ALBERTINO CLÁUDIO DE BESSA VIEIRA Colocado em 3138 Instituto Politécnico do Porto - Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras ALBERTO RAFAEL SILVA PEIXOTO Colocado em 3064 Instituto Politécnico

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013. AEC - Inglês Oferta nº 2333

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013. AEC - Inglês Oferta nº 2333 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013 AEC - Inglês Oferta nº 2333 Ordem Pontuação Nome do Docente 1 20 Rosa Maria Silva Barbosa 2 19 Catarina Castro Brito

Leia mais

Ano Letivo 2015/2016 - Lista de manuais escolares adotados

Ano Letivo 2015/2016 - Lista de manuais escolares adotados 3.º Ano Inglês Seesaw - Inglês 978-972-47-5426-0 Sandy Albuquerque, Texto Editores, Lda. 10.19 160 3.º ano Susana Marques 5.º Ano Ciências Naturais Páginas da 978-972-0-20659-6 Catarina Rosa Peralta, Porto,

Leia mais

Nome Profissão Instituição. A. Simões Lopes Professor Universitário (aposentado) - Economia ISEG, Universidade Técnica de Lisboa

Nome Profissão Instituição. A. Simões Lopes Professor Universitário (aposentado) - Economia ISEG, Universidade Técnica de Lisboa Nome Profissão Instituição A. Simões Lopes Professor Universitário (aposentado) - Economia ISEG, Universidade Técnica de Lisboa Adelino Torres Professor Universitário (aposentado) - Economia ISEG, Universidade

Leia mais

A Bela Adormecida (ballet)

A Bela Adormecida (ballet) A Bela Adormecida (ballet) A Bela Adormecida é um balé de um prólogo e três atos do compositor russo Piotr Ilitch Tchaikovsky (7/05/1840-6/11/1893), o libreto de Marius Petipa e Ivan Vsevolojsky, e coreografia

Leia mais

Corpo de Baile. de Miguel Pereira

Corpo de Baile. de Miguel Pereira Corpo de Baile de Miguel Pereira DANÇA 23, 24 E 25 DE JUNHO 21h30 Grande Auditório Duração 1h00 (aprox.) Concepção e Direcção Miguel Pereira Assistência artística Antonio Tagliarini Intérpretes Andreas

Leia mais

BIOÉTICA E ÉTICA MÉDICA

BIOÉTICA E ÉTICA MÉDICA BIOÉTICA E ÉTICA MÉDICA CIDES EXT. TELEFONE Direção - Doutor Rui Nunes 26845 220426845 Lic. Filipa Santos (Secretariado) 26840 220426840 Doutora Guilhermina Rego 26844 220426844 Mestre Ivone Duarte 26841

Leia mais

2014/2015 Lista de manuais escolares adotados 5.º ANO

2014/2015 Lista de manuais escolares adotados 5.º ANO 5.º ANO Inglês História e Geografia de Portugal Ciências Naturais Pretextos 5 Caderno de Atividades - Pretextos 5 Tween 5 - Inglês - 5.º Ano - Nível 1 Tween 5 - Workbook Saber em Ação 5 - História e Geografia

Leia mais

Lista Ordenada. Ponderação da Avaliação do Portefólio - 30%

Lista Ordenada. Ponderação da Avaliação do Portefólio - 30% Técnicos Especializados da Escola : Agrupamento de Escolas de Santo António, Barreiro Nº Escola : 121216 Data final da candidatura : 214-1-29 Nº Horário : 41 Disciplina Projeto: Gabinete GISP Nº Horas:

Leia mais

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Número Nome Nota Obs 10780 ALEXANDRE JOSÉ SIMÕES SILVA 15 11007 ALEXANDRE REIS MARTINS 7,7 11243 Álvaro Luis Cortez Fortunato 11,55

Leia mais

Listas dos Aprovados - Ensino de Inglês

Listas dos Aprovados - Ensino de Inglês Listas dos Aprovados - Ensino de Inglês Nº de Oferta Ordem Pontuação Nome do Docente 758 1 100 Andreia Cristina de Sousa Gomes 758 2 100 Cidália Maria Faria Mendes de Sousa 758 3 100 Marta Raquel Cardoso

Leia mais

Lista de estudantes da UA galardoados na cerimónia de abertura do ano lectivo 2007/2008. BOLSAS DE ESTUDO MELHORES CALOIROS (Manutenção de Bolsa)

Lista de estudantes da UA galardoados na cerimónia de abertura do ano lectivo 2007/2008. BOLSAS DE ESTUDO MELHORES CALOIROS (Manutenção de Bolsa) Lista de estudantes da UA galardoados na cerimónia de abertura do ano lectivo 2007/2008 BOLSAS DE ESTUDO MELHORES CALOIROS (Manutenção de Bolsa) Por terem obtido sempre, desde a sua entrada na Universidade

Leia mais

AMUT'Trocas - BOLSA DE LIVROS

AMUT'Trocas - BOLSA DE LIVROS 1 Edições Livro Directo Despertar 1 Porto Editora Abracadabra Felisbina Antunes Fátima Lemos 1 Porto Editora Caminhos Conceição Dinis Miniprontuário; Fichas; Loto de Luís Ferreira Leitura e Escrita 1 Santillana

Leia mais

Artigo 23.º da Portaria 243/ 2012, de 10 de agosto 10.º ANO

Artigo 23.º da Portaria 243/ 2012, de 10 de agosto 10.º ANO Adriano Filipe Dias Sequeira Ana Carolina Leite da Silva 10.º ANO Ana Filipa Martins Façanha Marques Ana Laura Martins Dengucho Ana Luísa Marques Tomé Ana Sofia Tomé Vicente Andreia Cristina de Oliveira

Leia mais

Universidade de Coimbra Faculdade de Ciências e Tecnologia Departamento de Física Caderno Eleitoral do Curso de Mestrado Integrado em Engenharia

Universidade de Coimbra Faculdade de Ciências e Tecnologia Departamento de Física Caderno Eleitoral do Curso de Mestrado Integrado em Engenharia Caderno Eleitoral do Curso de Curso Número Nome 2007106431 Aderito Jose Rodrigues Amaral 2006106020 ALVARO MOREIRA SERRA APARICIO CARVALHO 2007104050 Ana Alexandra Rebelo Cortez 2010137503 Ana Carolina

Leia mais

Delegação de Torres Vedras Relação de Advogados Nome Morada Contactos 9767L Campo da Várzea, 15-1º H

Delegação de Torres Vedras Relação de Advogados Nome Morada Contactos 9767L Campo da Várzea, 15-1º H 9767L Campo da Várzea, 15-1º H 261324120 Álvaro Marcelino 919691820 alvaro.marcelino-9767l@adv.oa.pt 44391L R Teatro Eduardo Costa, 26 - Rc Esq 919863581 Ana Catarina Neves 2590-046 SOBRAL DE MONTE anacatarinaneves-44391l@adv.oa.pt

Leia mais

Mapa de Candidaturas com Pedidos de Residência da Faculdade de Ciências e Tecnologia 2010/2011

Mapa de Candidaturas com Pedidos de Residência da Faculdade de Ciências e Tecnologia 2010/2011 Candidatura Estado Aluno Nome Aproveitamento R. Candidatura 234203 Aberta 104975 ADRIANA FILIPA MATOS MONTEIRO 38 Alojar 235735 Aberta 133024 Alexander Antonius Simões van Halderen Falta matrícula e aproveitamento

Leia mais

161718 - Agrupamento Escolas Castro Daire 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Castro Daire. Relação de Alunos

161718 - Agrupamento Escolas Castro Daire 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Castro Daire. Relação de Alunos 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º s de Castro Daire Turma : A 1498 1 Ana Catarina Costa Esteves 14920 2 Ana Francisca da Silva Fernandes 16292 3 Beatriz Monteiro Andrade 14409 4 Camila Almeida Oliveira

Leia mais

Agrupamento de Escolas Dr. Costa Matos Manuais Escolares Adotados Ano Letivo 2013/2014

Agrupamento de Escolas Dr. Costa Matos Manuais Escolares Adotados Ano Letivo 2013/2014 Estudo do Meio Alfa 1 - Estudo do Meio Matemática 1º Ano Alfa 1 - Matemática Português Alfa 1 - Português Estudo do Meio Alfa 2 - Estudo do Meio Matemática 2º Ano Alfa 2 - Matemática Português Alfa 2 -

Leia mais

CENTRO POPULAR DE CULTURA E DESPORTO 13º Torneio de Natação

CENTRO POPULAR DE CULTURA E DESPORTO 13º Torneio de Natação Prova Nº: 1 25Livres Fem. 146 BEATRIZ COSTA UAP I 1 00:24,81 1 4 MATILDE PEREIRA CPCD I 1 00:27,55 2 3 Mª CAROLINA AFONSO CPCD I 1 00:29,22 3 2 MARGARIDA VICENTE CPCD I 1 00:31,37 4 1 BEATRIZ MURALHA CPCD

Leia mais

LISTA ORDENADA DOS CANDIDATOS DO CONCURSO PARA LECCIONAR A DISCIPLINA DE Inglês (1440) 6 Horas - Abelheira + NO 1º CICLO

LISTA ORDENADA DOS CANDIDATOS DO CONCURSO PARA LECCIONAR A DISCIPLINA DE Inglês (1440) 6 Horas - Abelheira + NO 1º CICLO A DISCIPLINA DE Inglês (1440) 6 Horas - Abelheira + NO 1º CICLO Elisabete Margarida Viana G. da Rocha 15,00 Deolinda Rosa Arantes Torres 15,00 Raquel Maria SantosB. Oliveira Silva 9,50 Eunice Calisto Soares

Leia mais

PORTFÓLIO. OSMUSIKÉ Associação Musical e Artística. do Centro de Formação Francisco de Holanda

PORTFÓLIO. OSMUSIKÉ Associação Musical e Artística. do Centro de Formação Francisco de Holanda PORTFÓLIO OSMUSIKÉ Associação Musical e Artística do Centro de Formação Francisco de Holanda ÍNDICE 1. Apresentação...3 2. Percurso Evolutivo...3 2.1 Primeiro período (2002-2008)...3 2.2 Segundo período

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Padrão da Légua, Matosinhos. Nome da Escola : Nº Escola : 151403. Nº Horário : 20. Ficheiro gerado em : 14/01/2013 10:01:50

Agrupamento de Escolas de Padrão da Légua, Matosinhos. Nome da Escola : Nº Escola : 151403. Nº Horário : 20. Ficheiro gerado em : 14/01/2013 10:01:50 Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Padrão da Légua, Matosinhos Nº Escola : 151403 Nº Horário : 20 Ficheiro gerado em : 14/01/2013 10:01:50 Data final da candidatura : 2013-01-08 Ordenação Graduação

Leia mais

Lista de Resultados da 6ª Fase de Seleção - Curso de Tripulante de Ambulância de Socorro - TAE-INEM 01/2015 NOTA 1ª F NOTA 2ª F

Lista de Resultados da 6ª Fase de Seleção - Curso de Tripulante de Ambulância de Socorro - TAE-INEM 01/2015 NOTA 1ª F NOTA 2ª F Lista de Resultados da ase de Seleção - Curso de Tripulante de Ambulância de Socorro - TAE-INEM 01/2015 106 2165 02291253122165975318 Abílio Fernando Bragança Milheiro 15,250 14,050 18,400 12,000 12,900

Leia mais

Perfis Professores. Maria João Directora

Perfis Professores. Maria João Directora Perfis Professores Maria João Directora Maria João, nasceu em Lisboa, no dia 27 de Junho de 1956, filha de pai português e mãe moçambicana. Em 1982 entrou na Escola de Jazz do Hot Club e foi lá que formou

Leia mais

Julgados de Paz Lista de Mediadores

Julgados de Paz Lista de Mediadores 1 Julgados de Paz Lista de Mediadores Julgado de Paz de Lisboa Alexandra Isabel Duarte Fernandes dos Santos Rosa Ana Luisa Vicente Barbosa Andréa Ferreira Arruda Seixas Queiroz António Pedro Dias Lopes

Leia mais

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015. Página 1 de 8

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015. Página 1 de 8 MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 1ª FASE - ECVA SUPLENTE EXCLUÍDO LISTA DE CANDIDATOS SERIAÇÃO Nome completo Curso a que se candidata Classificação Ordenação Deliberação Observações LUIS ÂNGELO PEREIRA

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA Sala A20 BTI PT2042004 15562026 AFONSO DOS SANTOS CORREIA BTI PT2042005 15956122 ALEXANDRA DUARTE DOS SANTOS BTI PT2042006 13956859 ALEXANDRE C. M. CHARNEQUINHO PEREIRA BTI PT2042007 14573469 ALEXANDRE

Leia mais

E1 - Recuperação de Ativos (com avaliação)

E1 - Recuperação de Ativos (com avaliação) E1 - Recuperação de Ativos (com avaliação) 99203 NÉLIA VILARES VALENTE PR - 3 563 223 JOÃO MANUEL DE VASCONCELOS MACHADO TEIXEIRA ALVES JOSÉ MANUEL GONÇALVES OLIVEIRA FONSECA PA - 49 262 867 694 577 622

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014 5º1 1 ANA CATARINA R FREITAS SIM 2 BEATRIZ SOARES RIBEIRO SIM 3 DIOGO ANTÓNIO A PEREIRA SIM 4 MÁRCIO RAFAEL R SANTOS SIM 5 MARCO ANTÓNIO B OLIVEIRA SIM 6 NÁDIA ARAÚJO GONÇALVES SIM 7 SUNNY KATHARINA G

Leia mais

Ano Letivo 2014/2015 - Lista de manuais escolares adotados

Ano Letivo 2014/2015 - Lista de manuais escolares adotados 5.º Ano Páginas da 978-972-0-20659-6 Catarina Rosa Peralta, Porto, Lda. 18.55 180 Terra 5 - Maria Beleza Calhau, Ciências da Maria Fernanda Sousa Natureza Física Em movimento 978-989-23-1905-6 Avelino

Leia mais

Escola Secundária Alfredo dos Reis Silveira

Escola Secundária Alfredo dos Reis Silveira 7º ano Nomes Escola de Origem IMPORTANTE Rodrigo Fernandes Neves Informa-se os novos alunos que devem acompanhar os Bruna Filipa Soares Farinha Encarregados de Educação afim de se poder tirar Brenda Renata

Leia mais

Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Ciências Naturais- Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0

Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Ciências Naturais- Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0 Ensino Básico Recorrente Mediatizado Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0 Cristina Antunes, Manuela Bispo, Paula Guindeira Areal Editores,

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superio Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superio Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011 14286394 ALBANO LUIS ANDRADE PEREIRA Não colocado 14388714 ANA BEATRIZ MARTINS MACHADO Colocada em 3133 9104 14371141 ANA CATARINA MOREIRA LEAL Colocada em 7003 14319342 ANA CATARINA SOUSA RIBEIRO Colocada

Leia mais

Disciplina Turma Dia Hora início Duração Sala Docente Curso Informações. Maria Teresa dos Reis Pedroso de Lima

Disciplina Turma Dia Hora início Duração Sala Docente Curso Informações. Maria Teresa dos Reis Pedroso de Lima Segunda-feira 08:30 1h Anfiteatro 1.1 Quinta-feira 08:30 1h Anfiteatro 1.1 Terça-feira 11:30 1h Anfiteatro 3.1 Quinta-feira 10:30 1h Anfiteatro 3.1 Maria Teresa dos Reis Pedroso de Lima Maria Teresa dos

Leia mais

Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora 5º ANO

Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora 5º ANO 5º ANO 5.º Ano - Ciências Naturais Clube Da Terra - C.N. 5º ano Nova Edição 978-972-47-4867-2 Anabela de Sales, Isabel Portugal, João Augusto Morim 5.º Ano - Educação Moral e Religiosa Católicas CONTA

Leia mais

COMARCA DA MADEIRA. (Funcionários de Justiça que integram os quadros de pessoal) TRANSIÇÕES

COMARCA DA MADEIRA. (Funcionários de Justiça que integram os quadros de pessoal) TRANSIÇÕES Funchal Assist. Operacional RG10509 Ana Rita Faria Berimbau Freitas Núcleo do Funchal Funchal Assist. Operacional RG10387 Elisabete Goncalves Pereira Oliveira Núcleo do Funchal Funchal Assist. Operacional

Leia mais

Direcção Regional de Educação Lisboa 121216 - Agrupamento de Escolas de Santo António 402746 - Escola Básica 2, 3 com Secundário de Santo António

Direcção Regional de Educação Lisboa 121216 - Agrupamento de Escolas de Santo António 402746 - Escola Básica 2, 3 com Secundário de Santo António 20 / 20 16 - Agrupamento de Escolas de Santo António 40246 - Escola Básica 2, 3 com Secundário de Santo António Turma : A 304 1 Ana Beatriz da Silva Costa 6668 2 Ana Carolina Pedroso Coimbra 6391 3 Ângelo

Leia mais